One Piece RPG
Ego homini Lupus - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Phantom Blood
Ego homini Lupus - Página 3 Emptypor Johnny Bear Hoje à(s) 21:29

» [Ficha] Kiryu Yamamura
Ego homini Lupus - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 20:00

» Kiryu Yamamura
Ego homini Lupus - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 19:59

» For Whom the Bell Tolls
Ego homini Lupus - Página 3 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 15:25

» Gato de Convês
Ego homini Lupus - Página 3 Emptypor Oni Hoje à(s) 15:19

» Apresentação - 2: Falência ambígua
Ego homini Lupus - Página 3 Emptypor GM.Furry Hoje à(s) 14:55

» V - Into The Void
Ego homini Lupus - Página 3 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 01:15

» Bizarre Adventure: Welcome to the Jungle
Ego homini Lupus - Página 3 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 00:56

» 1° Versículo - Gadeus, os Ateus do Gadismo!
Ego homini Lupus - Página 3 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 22:53

» Prólogo - A primeira perna é a direita
Ego homini Lupus - Página 3 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:43

» Timbre Mudo
Ego homini Lupus - Página 3 Emptypor Oni Ontem à(s) 13:33

» Sangue e Pólvora! O Caminho do Atirador!
Ego homini Lupus - Página 3 Emptypor Jabuloso Ontem à(s) 10:07

» [MINI - Lily Ann] Rainha das Rosas
Ego homini Lupus - Página 3 Emptypor Kylo Ontem à(s) 05:55

» O Legado Bitencourt Act I
Ego homini Lupus - Página 3 Emptypor Ineel Ontem à(s) 05:42

» [MINI-Amador Amoroso] NANANAAA
Ego homini Lupus - Página 3 Emptypor Kylo Ontem à(s) 02:57

» I - Dançando No Campo Minado
Ego homini Lupus - Página 3 Emptypor Achiles Ontem à(s) 00:52

» Conto I: O que Dizem as Raposas?
Ego homini Lupus - Página 3 Emptypor Vincentão Sex 21 Fev 2020, 18:58

» The New Terror of Pirates
Ego homini Lupus - Página 3 Emptypor Vincentão Sex 21 Fev 2020, 17:07

» Apresentação \o/
Ego homini Lupus - Página 3 Emptypor GM.Kekzy Sex 21 Fev 2020, 15:33

» I - A Match Made In Heaven
Ego homini Lupus - Página 3 Emptypor Teo Sex 21 Fev 2020, 14:33



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Ego homini Lupus

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 73
Warn : Ego homini Lupus - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Ego homini Lupus - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Ego homini Lupus   Ego homini Lupus - Página 3 EmptyQui 29 Ago 2019, 13:53

Relembrando a primeira mensagem :

Ego homini Lupus

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) civis Braum Zoldwyck, Marian Hawke e Jhin Codsworth. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Menino da Bíblia
Membro
Membro


Data de inscrição : 09/06/2019

Ego homini Lupus - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ego homini Lupus   Ego homini Lupus - Página 3 EmptyDom 29 Set 2019, 22:55





Comece o almoço


       

Enquanto faço os preparativos e observava o cozinheiro ao meu lado, ficaria surpresso por não despediçar nenhum ingredientes "Parece que aqui tem bons cozinheiros" e continuaria cozinhando. Quando ele me pedisse as almondegas diria:- É pra já senhor - em seguida olharia para bancada pegaria todo resto de carne que ali tinha, colocando no lidificador e batendo até que ficasse em um tamanho bom e bem triturado, depois adicionaria amido para moldalas, e algumas ervas melhorar o sabor enquanto faço as bolas de carne olharia para como o Simon cozinha.

Logo depois "Bom, precisarei de um molho para as almondegas" pegaria uma panela adicionaria um fio de azeite, em seguida uns 2 dente de alho cortados, sal, e fitaria o alho no azeite para dar sabor em seguida pegaria os tomates separados mais cedo e os picaria em pedaços grandes adicionaria majericão, salsinha picada entre outros tamparia a panela para deixar o alho ali pronto mas não colocaria os tomates temperados "Não posso desperdiçar comida se não terei que pagar." logo então deixaria a panela e os tomates perto das almondegas.

Depois pegaria também a massa de macarrão e comecaria a prepará-la colocando farinha já, para que pudesse moldar a massa, pegando ela e a abrindo em seguida com uma faca cortaria a massa em tiras para que pudesse enrolar e fazer o macarrão, olharia logo para simon caso me sobrasse tempo e perguntaria sobre o restaurante: -Os pratos aqui são por pedidos ? e quem passa para a gente ?- tentando parecer o mais proficional possível, para que ele possa confiar em mim na cozinha, depois de sua resposta perguntaria -E geralmente enche o restaurante ? Estou com medo de começar a fazer pratos, mas não ter tantos clientes e sobrar comida.-

off :
 

legenda:
 


historico:
 


objetivos:
 





Thanks for @Lovatic, Cupcake Graphics
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Noskire
Sargento
Sargento
GM.Noskire

Créditos : 23
Warn : Ego homini Lupus - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 22/02/2012
Idade : 28
Localização : Limbo

Ego homini Lupus - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ego homini Lupus   Ego homini Lupus - Página 3 EmptySeg 30 Set 2019, 00:29

— N A R R A Ç Ã O —

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O garoto começava a preparar as almôndegas parodiando o cozinheiro ao seu lado, sem o intuito de desperdiçar nada. O outro acenava com a cabeça em concordância, apoiando-o, embora sua sobrancelha direita estivesse levantada em dúvida.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O processo seguiu tranquilo, com o odor preenchendo as narinas do jovem cozinheiro e daqueles próximos de si, atraindo até mesmo alguns olhares curiosos deles. Quando começaria a preparar o macarrão, Simon apressou-se e tocou sua mão com a lateral da faca, sem machucá-lo, dizendo: — Ele o deixou com as carnes, confie o resto aos seus colegas.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Aproveitando a oportunidade, Braum dava voz a algumas de suas dúvidas e o moreno dava um leve sorriso antes de responder: — Sim, nosso menu é à la carte. É difícil precisar o que será pedido, mas o importante é não deixar nada acabar. Você fez uma boa quantidade de cada tipo de carne, mas quer uma dica? Se chegar pela metade, faça mais!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Com o fim da fala do cozinheiro, Braum pôde ouvir as portas sendo abertas e logo uma enxurrada de pessoas começaram a entrar e serem acomodadas nas mesas. O Chef gritou para seus cozinheiros, mas não tão alto como antes. — Mais um dia começa, amigos! Preparem-se, logo os pedidos vão vir sem parar e os auxiliares vão passar para a montagem dos pratos!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Enquanto isso, a poucos metros dali…

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Com gritos indecorosos dos nobres às suas costas, a dupla seguiu lentamente rumo a entrada do restaurante. O avanço arrastado durou cerca de cinco minutos, bem menos do que o esperado por qualquer um ali, demonstrando o bom planejamento dos garçons do local. Era uma pena que eles não tivessem a mesma perícia em notar possíveis velhacos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Após um café da manhã agitado na pior espelunca de Micqueot, a dupla foi levada até uma mesa para dois em um dos melhores restaurantes da ilha. As mesas eram todas de madeira, bem grossas e resistentes, num tom mogno lustroso. As cadeiras seguiam o mesmo estilo, sendo acolchoadas no assento e no apoio para as costas com almofadas macias na cor vermelha, dando um belo contraste com o material escuro. Sobre cada mesa havia uma toalha do mesmo tom das almofadas e os pratos e talheres já estavam postos, a espera dos clientes.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O garçom, alto e esbelto com um finíssimo bigode e um cabelo curto penteado para trás, ambos cor de piche, puxou primeiro a cadeira para Hawke, depois para Jhin. A mesa do casal era no primeiro andar, na segunda fila indo das janelas para o centro do ambiente. A cozinha era vista lá no fundo, com várias cabeças e chapéus estranhos de cozinheiro indo de um lado para o outro rapidamente, seus rostos não visíveis pelos dois. O garçom entregava um cardápio para cada, com poucas opções, mas cada uma mais refinada do que a outra. Pegava outro cardápio, este de vinhos e demais bebidas, e colocava-o entreaberto, em pé sobre a mesa, visível para ambos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]No centro do ambiente bem espaçoso e lotado de mesas, havia um grande e suntuoso lustre de cristal. Abaixo deste havia uma mulher de aparência simples, sentada em um banco alto com um violão apoiado nas pernas. Com uma voz suave, mas firme e em bom tom, anunciou:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ohayo gozaimasu! Agora que todos foram devidamente acomodados em nosso ambiente, começarei minha apresentação. Espero que nós consigamos oferecer não apenas uma ótima refeição, mas também uma memória boa o suficiente para ser lembrada por décadas! — E, sem delongas, pois-se a tocar. O burburinho de conversas logo foi substituído por um som suave e, alguns beats depois, a voz da mulher ecoou no ambiente. Agora imagine a surpresa de Hawke ao ouvir a primeira palavra da música!


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Muitos dos vizinhos da dupla focavam sua atenção na mulher e simplesmente se esqueciam de pedir. Jhin, por sua vez, fez seu pedido ao garçom esbelto. O funcionário ouviu atentamente e, quando estava prestes a se afastar, o loiro o chamou novamente, perguntando sobre um suposto filho.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Bem, eu vi um novato na cozinha com cabelo parecido… Contudo, ele deve ser uns cinco anos mais novo do que o senhor, então com certeza não é o seu filho. — O loiro agradeceu, sem perceber que cometia um pequeno deslize. O garçom, por outro lado… — 'Como um amigo?' Você não era o pai do m— Enfim, não importa. Como desejar, senhor! — Sem esperar mais, o garçom fez uma leve mesura e seguiu rumo a cozinha.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Na cozinha, os auxiliares passavam apressados, requerindo ao jovem aprendiz por suas carnes. O primeiro trouxe um prato com macarrão no alho e olho e legumes cozidos, pedindo por dois bifes ao ponto. O segundo trouxe um prato com arroz integral com brócolis, purê de macaxeira e alguns cubos de jerimum com azeite, pedindo por uma concha de caldo. Simon também servia os auxiliares a torto e a direita, com estes levando os pratos até um grande balcão, onde os garçons levavam então até os clientes.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Mesmo focado no trabalho, o garoto pôde ouvir uma bela voz vindo do salão. Não conseguiu compreender as palavras, mas estas logo se transformaram em uma bela melodia. Pouco depois, um dos auxiliares parou para pedir pelo ensopado do moreno e, enquanto este servia uma concha generosa, disse ao novato:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ei, novato, Dudley está dizendo que tem um casal estranho te procurando. Por acaso você conhece um loiro alto com cicatrizes e uma mulher quase tão alta que não para de escrever em um caderno?

Legendas:
  • Civil
  • Bandidos

Histórico:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hawke
Pirata
Pirata
Hawke

Créditos : Zero
Warn : Ego homini Lupus - Página 3 9010
Feminino Data de inscrição : 13/05/2018

Ego homini Lupus - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ego homini Lupus   Ego homini Lupus - Página 3 EmptyQui 10 Out 2019, 15:23




TRAPACEIRA, CONTADORA DE HISTÓRIAS E, OCASIONALMENTE, COMPANIA INDESEJADA
nightingale







-Obrigada - diria baixinho aceitando o cardápio do garçom com uma mão enquanto traçaria as unhas na almofada da cadeira com a outra. Tendo então um súbito pensamento se conseguiria destroçar o estofamento com as unhas.

A coisa pareceria então ter escalado rápido, agora diante de mesas de madeira boa, cadeiras acolchoadas e lustres de cristal, o bar do começo do dia parecia uma memória distante - Uma reviravolta e tanto no enredo - sussurraria para si mesma.

No momento em que Hawke então, daria a sua atenção total ao "cardápio"o que parecia ser como eles pediam comida ali, outra cena desviaria-lhe a atenção. A garota então, viraria sua cabeça para o centro do local, atraída por uma voz feminina em meio à um monte de mesas aglomeradas que se pronunciava e logo depois começaria então à cantar sua música.

Sorriria, genuinamente dessa vez, ao escutar o próprio apelido na música, que no momento parecia mais adequado à mulher que cantava do que à ela mesma. Parecia que havia décadas dês de que o havia escutado da boca de alguém. Tornaria então à o ambiente ao redor, que, em conjunto com a música fazia com que a garota pensasse que talvez não odiass restaurantes e aquela ilha tanto assim.

Porém sua atenção haveria de ser desviada novamente quando o garçom enfim responderia a pergunta que seu companheiro fizera. E faria o possível também para não se alterar quando o garçom pareceria perceber o deslize na fala, rezando baixinho para que ele não desconfiasse que aquilo poderia ser mais do que apenas um pequeno erro.

Daria a outro sorriso consigo mesma para afastar a tensão que cresceria no estômago. Suspirando depois um - Quase - para seu amigo quando o garçom já estivesse longe.

Procederia então para avaliar qual seria sua melhor rota de fuga caso o pior acontecesse, aquilo não era exatamente seu forte, estava mais acostumada em entrar já tendo um plano de sair orquestrado muitas vezes por pessoas mais atentas e muitas vezes mais inteligentes do que ela, porém era melhor do que "Olhar o tempo passar" como seu mestre diria.
Info:
 






The bird is singing and the death is coming
ψ

OFF:
 

____________________________________________________


NIGHTINGALE


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Grim
Pirata
Pirata
Grim

Créditos : Zero
Warn : Ego homini Lupus - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 24/03/2018
Idade : 20
Localização : North Blue - Micqueot

Ego homini Lupus - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ego homini Lupus   Ego homini Lupus - Página 3 EmptySab 30 Nov 2019, 16:38




Nightingale




A melodia cantarolada pela menestrel preenchia aquela taverna com um júbilo aconchegante, rejuvenescendo os ânimos dos fanfarrões presentes e até mesmo invocando certa nostalgia no Rouxinol. Longínquos eram os tempos em que aquela música havia agraciado seus ouvidos; de modo que agora, sentada naquela mesa e rodeada de estranhos, um certo sabor de "casa" talvez lhe fosse palpável. Isso, é claro, em ressonância com o aroma apetitoso dos pratos servidos ali acabava por abençoar a estalagem com um ar convidativo.

Contudo, tal como ocorria com todo o tipo de paz neste mundo turbulento, o aconchego não durara mais do que alguns meros instantes. Tão logo a música havia atingido seu clímax que, como se aguardando a nota mais alta do instrumento, a porta do estabelecimento abrira de repente. O abalo não fora sentido ou ouvido por ninguém até que fosse tarde demais, de modo que o silêncio subsequente acabara sendo tão ensurdecedor e aterrorizante quanto qualquer estrondo.

Boquiabertos, então, todos os presentes levavam seus olhos até a porta, enquanto uma dúzia de figuras surgia em meio a densa cortina de poeira que vinha das ruas. Quando a mesma se desvaneceu devido ao vento, as faces de todos os invasores puderam ser vistas tão claramente quanto o sol que ardia brilhantemente em suas costas. Estavam todos armados com espadas de ferro enferrujado, mas não deixavam de ser armas afiadas e, visto o olhar que todos mantinham em seus rostos, seriam usadas logo.

Em frente à todos eles, uma mulher se destacava dos demais. Ainda que esguia, era possuidora de um corpo definido e recheado de cicatrizes, essas tão frequentes em sua pele amorenada quanto as diversas tatuagens que rondeavam seus braços e ombros. A face era um enigma, com os lábios mascarados por uma fábrica sutil de tecido, ao passo de que os olhos afiados e insensíveis aparentavam encarar todos ali como se fossem carne, e nada mais do que isso. Sua destra enrodilhava-se sutilmente no cabo enfaixado de uma Kama de aço afiado, ao passo de que a canhota agarrava-se ao colarinho ensanguentado de um guarda qualquer que era suposto à estar defendendo aquela mesma porta.

Vocês podem se render e viver, ou lutar e morrer. O que vai ser? — A voz daquela mulher soou como uma sarcástica melodia, abafada por conta da máscara que lhe cobria a face. Suas sobrancelhas arquearam-se num claro sinal de deboche, acabando então por provocar a ira de muitos os homens e mulheres que bebiam em paz ali. Todos estavam bêbados, é claro, e por isso buscavam lutar e resistir mesmo desarmados.

O que culminou foi a morte de dezenas num embate louco e sangrento, quando os bandidos retaliaram. Qual seria o propósito deles? Apenas um furto, ou algo a mais? Ninguém sabia, ou aparentava se importar. Enquanto alguns simplesmente tentavam sobreviver em meio ao massacre, estes também não eram poupados de um fim agonizante através do fio enferrujado daquelas lâminas. Nem mesmo as estruturas eram poupadas da chacina, visto que um dos membros daquele misterioso bando— este um homem alto, gordo e careca que portava um enorme machado— massacrava tudo à sua frente num frenesi incontrolável, somando os abalos da madeira estilhaçada com os gritos e brados de batalha, muitos que partiam do próprio brutamontes: — Ninguém foge do Clapa! Ninguém, ninguém!

Em meio à confusão, Clappa apossou-se de um pobre coitado qualquer com tamanha facilidade que fizera o mesmo parecer um simples e indefeso boneco de pano. Não obstante, logo arremessou-o cegamente com força na direção de Hawke.

Histórico:
 



Thanks James Sullivan ©️ CG

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Ego homini Lupus - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ego homini Lupus   Ego homini Lupus - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Ego homini Lupus
Voltar ao Topo 
Página 3 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Budou Island-
Ir para: