One Piece RPG
Apenas UMA Aventura - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [Kit - Garou]
Apenas UMA Aventura - Página 3 Emptypor Ainz Hoje à(s) 12:06

» V - Into The Void
Apenas UMA Aventura - Página 3 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 11:03

» Mini - DanJo
Apenas UMA Aventura - Página 3 Emptypor DanJo Hoje à(s) 02:51

» Crisbella Rhode
Apenas UMA Aventura - Página 3 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 02:48

» A Aparição de Mais Um Meio a Tantos
Apenas UMA Aventura - Página 3 Emptypor Wave Hoje à(s) 00:53

» O vagabundo e o aleijado
Apenas UMA Aventura - Página 3 Emptypor Ghastz Hoje à(s) 00:40

» Mini Aventura - Agyo Shitenno
Apenas UMA Aventura - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:16

» O Legado Bitencourt Act I
Apenas UMA Aventura - Página 3 Emptypor Faktor Ontem à(s) 22:16

» Apenas UMA Aventura
Apenas UMA Aventura - Página 3 Emptypor Van Ontem à(s) 17:49

» Bellamy Navarro
Apenas UMA Aventura - Página 3 Emptypor Greny Ontem à(s) 12:43

» Unbreakable
Apenas UMA Aventura - Página 3 Emptypor Ainz Ontem à(s) 11:55

» (Mini) Gyatho
Apenas UMA Aventura - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 01:02

» (MEP) Gyatho
Apenas UMA Aventura - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:55

» [MINI-Tenzin]Here we go again
Apenas UMA Aventura - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:53

» [M.E.P]Tenzin
Apenas UMA Aventura - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:43

» [Extra] — Elicia's Diary
Apenas UMA Aventura - Página 3 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 00:27

» M.E.P DanJo
Apenas UMA Aventura - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:27

» Mini Aventura - No Mercy
Apenas UMA Aventura - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:20

» [Mini-Rosinante-san] O homem que quer ser livre
Apenas UMA Aventura - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:15

» Retornando para a aventura
Apenas UMA Aventura - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:13



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Apenas UMA Aventura

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
AutorMensagem
Van
Soldado
Soldado


Data de inscrição : 31/10/2011

Apenas UMA Aventura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 3 EmptyQui 15 Ago 2019, 12:05



A situação de cerco em que se encontravam não parecia ter uma solução satisfatória para a dupla e buscaram a menos danosa, a qual consistia em uma fuga. Mas assim como no mundo selvagem, havia territórios e seus alfas. Inocentes, adentraram o domínio de Setsumi, fato este apresentado por um ninja responsável pelo resgate da dupla ao derrotar os marinheiros em perseguição. Todavia, tal ato estava longe de ser altruísta e uma dívida unilateral foi criada e seu pagamento seria à base de trabalhos braçais, cada resgatado dentro de suas capacidades: Hakuho utilizaria de seu físico anormal para limpar enquanto Song encantaria com sua aparência.

Ei, Rainha… Isso é o que chamam de capitalismo?  

Diferente do que muitos poderiam imaginar, apesar da altura superior a dos seguranças, o mink não reagiu e se deixou ser levado até o local de trabalho forçado. Gostar de violência e de uma boa batalha poderia colocar aquela dupla de carecas em maus lençóis, porém, Hakuho só expressava esse lado animalesco diante de cenários cabíveis - ou caso Wang pedisse/precisasse. Como um jaguar que dorme em uma corrida contra cachorros, o pugilista não reagia por saber o que poderia fazer com eles.

Fome? É, eu poderia comer algo. – Acompanharia a líder na busca por alimentos e se visse uma ratazana se limpando, sentiria seu corpo arrepiar. – Pequena… Esse bichinho tá vivo… e tá tomando banho antes de ser comido…    – Então, diante de uma criatura fofa e higiênica, ele não tinha outra escolha senão…

GARCHUUUUUUUUUUUUUUUUU!!

Agarraria a ratazana com violência, esfregando seu corpinho em seu rosto sem importar se ficaria molhado. Sentindo-se a amiga Laura com seu Hamtaro, Haku tinha encontrado seu novo melhor amigo e cuidaria com o mesmo carinho sentido por Wang. Animado com a fofura do pequeno, o navegador pediria à Capitã para ficar com ele, sem perceber que aquele ratinho era um mink e tinha vontade própria.

Posso ficar com ele? Deixa, pequena, por favor…  

Cortando o momento cômico, Jun colocou o pau na mesa, apontando a situação em que se encontravam. Era óbvio que eles não precisavam de ajuda e que poderiam sair a qualquer momento, seja com violência ou não, entretanto a futura Rainha dos Piratas ficou interessada na líder da gangue e queria conhecer mais, portanto, o viciado em coisas fofas seria faxineiro. E assim, ela foi se vestir, mas não sem antes pedir para que ele ficasse em alerta em caso de gritos, algo desnecessário pois o boxeador SEMPRE estaria alerta e vigilante quando o assunto era Wang.

Diante de seu novo trabalho, era hora de pegar o esfregão e começar a limpar o cômodo. Hakuho odiava limpeza, mas sua mãe era uma pessoa muito limpa e higiênica e fazia questão de mostrar a importância de um ambiente bem cuidado e por isso ele não teria problemas em efetuar a tarefa. Durante a limpeza, sua mente distraída lembrava de uma frase dita pelo capturador e começava a viajar em seu significado. "O couro vai comer? Couro é o nome de uma pessoa? E porque por meu lado? Será que ele mastiga de boca aberta? Ou fala cuspindo?" Pensou.

Enquanto perdia-se em seus próprios pensamentos bizarros, ficaria atento a voz de sua líder. Caso ela gritasse, abandonaria tudo e correria em seu socorro, mas não sem antes pegar o gambá e colocar em seu ombro - mesmo contra sua vontade. Se algo entrasse em seu caminho, usaria suas garras para cortar e abrir a rota ou socos e empurrões para destruir ou remover de sua trajetória. Sua prioridade era a segurança de Song e nada o impediria de garantir isso.

Considerações:
 
~> Conteúdo da Aventura...


Histórico do Hakuho:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.youtube.com/ocanilbr
Pepefilho Pepino
Civil
Civil
Pepefilho Pepino

Créditos : Zero
Warn : Apenas UMA Aventura - Página 3 5010
Data de inscrição : 05/07/2019

Apenas UMA Aventura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 3 EmptyQui 15 Ago 2019, 20:06


- SONG & HAKUHO & GLITZKY-
Song e Haku chegavam na cozinha acompanhados pelos seguranças e enquanto recebiam ordens percebiam a presença de algo em uma das panelas.

Song - Ei grandão, ta com fome? Parece que tão cozinhando alguma coisa ali…
Cê ouviu isso? Seja lá o que estão cozinhando, acho que ta vivo ainda.

Haku - Fome? É, eu poderia comer algo.


Conversava a dupla enquanto o roedor juntava suas forças para tentar sair de dentro da panela, e por vezes fracassava por estar completamente encharcado. Mas, como posso dizer mesmo, às vezes a perseverança trás resultados e após uma árdua batalha Glitzky conseguia tombar a panela no chão, escorrendo água por todo lado e  fazendo com que ele saísse deslizando com estilo sobre a palha de aço.

Glitzky - Iêêêêê ....

Haku -  Pequena… Esse bichinho tá vivo… e tá tomando banho antes de ser comido…


E antes mesmo que o roedor pudesse comemorar a liberdade, via o enorme mink correr em sua direção, sendo agarrado e então tendo seu corpo todo esfregado no rosto de Haku. Dessa maneira, os pêlos de Glitzky que há pouco estavam molhados, agora estavam completamente espetados, como se tivessem sido secados após muito se balançar.

Haku - GARCHUUUUUUUUUUUUUUUUU!!

Posso ficar com ele? Deixa, pequena, por favor…

Song - -Irmãozão… Eu nunca vim na cidade, mas não é muito comum comer esquilo por aqui né? Esse aqui até se limpa antes de ser cozido. A culinária de outras ilhas é algo de fato fascinante!


Os dois seguranças, diante da situação, deixavam uma tímida gargalhada escapar, mas então retomavam a seriedade e aguardavam pelo início do trabalho da dupla. Tal seriedade também era retomada pelos irmãos, que continuavam a conversar.

Song - -Haku, acho que você melhor do que eu é capaz de perceber que não precisávamos de ajuda alguma ali atrás e sinceramente tô com vontade de partir aqueles dois no meio por ter te arrastado.

Mas… Fiquei curiosa a respeito dessa Setsumi. Uma mulher no poder não é algo que se vê todo dia. Quero conhecê-la, então vamos fazer o que pediram por enquanto, pode ser?

Se ouvir uma gritaria, provavelmente foi eu, então venha, ta?
, e combinando com o companheiro, a moça se dirigia até uma portinha do depósito e se trocava. Concentrada na tarefa nada percebia a respeito do interior do local.

- SONG -
Vestida e pronta para o trabalho, Song acompanhava ambos os seguranças que rumavam para seus postos na entrada do estabelecimento. Mas rapidamente era parada por um cozinheiro que lhe apontava para as mesas repletas de clientes e lhe entregava um bloco de notas para que anotasse os pedidos.

Song - É…Essa tal Setsumi, quando vou poder conhecer?

Cozinheiro - Setsumi comanda esse lugar... você não vai conhecê-la tão rápido! Trate de trabalhar! Vai xispa xispa!, e assim o cozinheiro voltava para seus afazeres.

Caminhando pelo local ela recebia olhares curiosos e então ouvia comentários do tipo: "essa deve ser a nova aquisição da casa! Que chuchu! dá pro gasto hein!" E então acabava sendo surpreendida por um bêbado que furtivamente colocava sua mão sobre os glúteos do rapaz, acariciando.

E foi desembainhando sua espada e estando próxima de decepar a mão do transgressor que Song sentia o golpe ser bloqueado por uma kunai, arremessada pelo então Ninja Nanji.

Se percebesse a kunai, veria uma mensagem, com os dizeres: "Suba e vá para o quarto 22 no segundo andar."

Não muito longe dessa mesa, dois humanos magricelas e bigodudos levantavam a mão e acenavam pedindo por 4 cervejas. Talvez, estando em outro andar, um grito não alcançasse Haku. Era hora de planejar suas próximas ações.

Observação: O local é muito temático da cultura asiática, os quartos são todos feitos com uma espécie de palha e a parede com uma espécie de papel branco.

- HAKUHO & GLITZKY-
Enquanto isso, na cozinha Haku se aprontava e pegando o esfregão começava a limpar a bagunça que Glitzky havia feito ao se libertar da panela.

Já Glitzky, ficava observando o local e descobria que os fogões utilizavam lenha, embora apenas um estivesse aceso, onde era feito um sopão. A maioria dos cozinheiros preparavam pratos que utilizavam peixe fresco e algas, portanto, apenas facões se faziam presente nos balcões, juntamente com tábuas de madeira e uma enorme concha de caldo. O roedor havia visto Song se dirigir até uma portinha e lá repara ser a localização do depósito.

Mas antes que pudesse continuar a praticar sua percepção, o mink sentia um safanão atingir sua cabeça e de um dos cozinheiros ouvia.

Cozinheiro - Pare de viajar e siga o exemplo do seu primo ali! Limpe logo essas panelas!, e então ele sumia de vista, levando consigo um saco com o lixo e se dirigindo para outra porta.

Conclusão: o local era repleto de balcões, onde os cozinheiros preparavam a comida, e possuía 3 portas(despensa, taverna, jogar lixo). É, ninguém aparentava deter habilidades de combate para parar uma eventual fuga dos minks, mas aparências costumam enganar. Pelo menos assuntos os dois teriam para conversar.

Não sintam falta do seu narrador fanfarrão,
às vezes bate a preguiça para comentar e poemas criar.
Só posso dizer o que indica minha intuição:
as coisas estão prestes a se animar.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

PLANOS:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Visastre
Civil
Civil
Visastre

Créditos : Zero
Warn : Apenas UMA Aventura - Página 3 10010
Data de inscrição : 16/07/2019

Apenas UMA Aventura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 3 EmptySex 16 Ago 2019, 23:05

Not today, just to a day.


No momento em que sentia a mão do transgressor imediatamente pensava em lhe cortar a mão, mas era impedida por uma kunai, o que atraia sua atenção de imediato e ficava no objeto, percebendo que tinha uma mensagem nele. "Quarto 22, huh? Lembrarei." Percebendo que alguns outros clientes chamavam por atendimento, soltaria um sorriso e direcionar-se-ia até a cozinha, como se fosse buscar o que haviam solicitado, mas na verdade só queria falar com Haku antes de subir. -Já trago pra vocês! diria antes de adentrar o local desejado. Caso chegasse até a cozinha, procuraria por seu irmão.

-Grandão, ta ai? Eu vou precisar ir no segundo andar, acho que pra conhecer a tal Setsumi, já volto! Ah, então o esquilo estava realmente vivo em?

Diria a última frase apenas caso o Glitzky estivesse perto de seu irmão quando fosse comunicar sobre seu rumo. Após isto, buscaria pelo que foi solicitado pelos bigodudos e os entregaria, já rumando ao segundo andar. Porém, antes de subir, olharia em volta a procura do ninja, apenas para confirmar se ele ainda estava por ali, então seguiria rumo ao quarto. "Qual era o número mesmo? Vinte e… dois?" Confirmando mentalmente a veracidade de sua memória, bateria 3 vezes na porta do quarto caso tivesse, se não estivesse fechado ou fosse apenas uma espécie de cortina pra combinar com a ambientação local, adentraria o local de imediato. "Sério… Qual é dessa decoração toda? Essa Setsumi é filha de samurai também?" Pensava enquanto olharia brevemente ao redor. "Parece ser tudo de papel e palha, não deve ser lá muito difícil escapar daqui." Concluía seu breve pensamento.

-Huh… Um cara que parece que saiu de um concurso de fantasia oriental me falou pra vir aqui.

Diria a seja lá quem atendesse a porta/a primeira pessoa que visse ao entrar. Caso fosse o próprio ninja que lhe recebesse, diria do mesmo jeito, fingindo não ter percebido que era ele e só então corrigiria. -Ah, é você! Hihih- soltaria um sorriso sem graça enquanto coçaria a parte de trás da cabeça. Se ao entrar no local fosse de fato seu encontro com a Setsumi, tentaria conter sua excitação mas certamente tais sentimentos seriam externados mesmo que tentasse contê-los. Era a primeira vez que conheceria uma mulher na posição de liderança e, por mais que a mãe de Haku por vezes era a última vez na casa, o líder da família ainda era o pai. Com sua personalidade, ver um, ou melhor, uma desprivilegiada em tal posição era algo fascinante. Se ela se apresentasse ou alguém lhe indicasse que era ela, roçando as pernas uma na outra enquanto embaraçava os braços em frente ao torso responderia. -P-p-prazer! É uma honra conhecer uma mulher tão...Poderosa. Seu nervosismo estaria visível e sua admiração transparente. Song não fazia ideia se ela tinha realmente algum poder ou era apenas dona de uma espécie de taverna oriental, o simples fato de ser dona de seu próprio negócio era motivo mais que suficiente para seu ato de fangirl, mesmo que fosse a primeira vez que havia ouvido ou se encontrado com aquela mulher.

Todavia, caso o que estivesse no quarto fosse qualquer outra coisa se não a Setsumi, uma expressão séria tomaria seu semblante e tentaria voltar até a cozinha para falar com seu irmão novamente. Já estava cheia daquele lugar por toda a decoração que fazia se lembrar de sua infância e certo atrevimento dos clientes, se não havia conhecido a dona até agora, seu prazo para bancar a trabalhadora havia se esgotado e era hora de sair dali. Durante o processo de ir até o quarto ou voltar dele, checaria seu enfeite, ajustando-o ao centro da cabeça caso fosse necessário.

Objetivos da Aventura:
 


Histórico:
 
Legenda:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pierce
Revolucionário
Revolucionário
Pierce

Créditos : Zero
Warn : Apenas UMA Aventura - Página 3 10010
Data de inscrição : 25/07/2017

Apenas UMA Aventura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 3 EmptySab 17 Ago 2019, 21:35



Glitzky Platzken BOOM…


Histórico:
 
"Falas"
Objetivos:
 



Mal saia da panela e era agarrado por um cara grandão, um mink que se esfregava em mim, com o clássico garchu.

-EI EI… PAROU… Ahhh que nojo cara… O que é você? Um animal selvagem? Costume tribal infeliz esse.

Uma vez solto passava as mãos nos pêlos para endireitá-los da melhor forma que desse.

Tomava uma bronca de um cozinheiro e decidia pelo menos fingir estar trabalhando, afinal de contas, já ouvi histórias desse tipo, pessoas que são postas para trabalhar para esses bandidos baseado em alguma dívida e a mesma só aumenta, você se torna escravo deles, como nem mesmo houve conversa com um chefe, suponho que seja algo desse tipo, devo fingir estar em total submissão por algum tempo em busca da melhor chance de sair… E de me manter seguro até isso ocorrer.

Pensando bem, posso ter recebido mais do que um penteado radical devido a chegada deste selvagem, ele parece ser bem forte, se eu conseguir manipulá-lo a me ajudar… Posso usar de seus músculos para meu próprio ganho. Bom, terei que pelo menos fingir alguma empatia com ele.

-Hey… Psiu.. Selvagem… Você ai de cabelo vermelho… Preciso da sua ajuda pra levantar a panela pra começar a lavagem, ela é maior que eu…

Falaria isso pro outro mink esperando sua aproximação sem que as pessoas estranhassem muito, então uma vez próximos e erguendo a panela, sussurraria de forma a tentar que ninguém mais além de nós dois ouvisse, enquanto daria início a limpeza da panela:

-Olha… Sei que você chegou aqui com seu colega… Mas acho que se a gente se ajudar… Da pra conseguirmos algo… Então… Quando eu der o sinal, faça o que os selvagens fazem melhor… Cause confusão.

Após a fala continuaria a limpar panelas, sempre aproveitando o canto dos olhos para ver com o que estavam fritando na cozinha, onde estava o óleo ou gordura usado, onde ficava os fracos de óleo principalmente… Com o que tenho em mãos aqui, creio que consigo invocar um elemental de fogo… Mas vou precisar de alguma informação sobre o óleo ou gordura que estão usando, fora que ouvir a conversa da galera e entender melhor meus arredores pode ser muito positivo ao plano.





____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Van
Soldado
Soldado
Van

Créditos : 4
Warn : Apenas UMA Aventura - Página 3 5010
Masculino Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 30
Localização : -

Apenas UMA Aventura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 3 EmptyDom 18 Ago 2019, 09:56



O trabalho forçado na cozinha era uma tarefa chata para a maioria das pessoas, algo até esperado afinal tratava-se de uma atividade repetitiva e entediante, mas Hakuho conseguia executar eficientemente por um motivo bem simples: ele estava em choque!

A criatura, a qual tinha escolhido para ser seu mascote tinha a capacidade de falar e não só isso, parecia ser bastante inteligente e civilizada - para Hakuho qualquer um era civilizado em comparação aos próprios parâmetros. O susto de ver o animalzinho falar o deixou em choque. Tanto pela surpresa, afinal não tinha um amplo conhecimento referente à própria raça, quanto pelo desapontamento, posto que a vontade pessoal do mini mink poderia impedir sua "doma". Enquanto varria, pensava no que poderia fazer para tê-lo para si quando a viagem era interrompida com o chamado do alvo e suas falas comentando uma possível fuga.

Hm… Se a gente sair daqui, você vai embora e eu não quero isso… VOCÊ É MEU!    

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Hakuho estava decidido em obter aquele ser para ele, era fofo demais para não tê-lo por perto e embora não tivesse a intenção de dominá-lo como um animal faria, sua maneira de expressar seu desejo não era das melhores e provavelmente seria mal visto. O fato de não ter conhecimentos sociais o impedia de enxergar sua atitude dominante e ameaçadora, porém, em sua cabeça, o que ele queria era ter o pequeno como amigo e companheiro, alguém cujos cuidados estariam sob sua responsabilidade tal qual Song.

Certo, pequena. – Responderia caso ela aparecesse e o informasse sobre o possível paradeiro. Não havia o que pudesse fazer pois ele estava preso em seu trabalho e não tinha o menor conhecimento do estabelecimento e encontrá-la em casos de necessidade poderia ser muito difícil.

Voltando à tarefa, perder-se-ia novamente em indagações e conflitos internos sobre as possíveis decisões em caso de um sinal do Mink. Negaria para poder passar mais tempo com ele -afinal só de poder observar já lhe era satisfatório -, acataria o pedido e destruiria o local perdendo assim o amiguinho para sempre ou o mataria e empalharia para tê-lo consigo para sempre.

Caso o serviço seja interrompido por um pedido de socorro feito por Wang, largaria tudo e avançaria como um trem desgovernado, destruindo tudo que atrapalhasse seu trajeto na busca pela irmã. Usaria suas garras para cortar o que ou quem fosse. Se algum funcionário aparecer e falar alguma gracinha, tocar ou gritar com o mink, ele mudaria sua postura para uma mais ameaçadora e se o agressor não se mijasse, ele seria retalhado pelas garras do navegador com um ataque diagonal descendente usando a destra. Havia a hipótese de ser atacado, independente do motivo, nesse caso apenas protegeria os pontos vitais e se deixaria atingir, tentando assim absorver  o dano e entender a situação.
Considerações:
 
~> Conteúdo da Aventura...


Histórico do Hakuho:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.youtube.com/ocanilbr
Pepefilho Pepino
Civil
Civil
Pepefilho Pepino

Créditos : Zero
Warn : Apenas UMA Aventura - Página 3 5010
Data de inscrição : 05/07/2019

Apenas UMA Aventura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 3 EmptySeg 19 Ago 2019, 19:20


Song
Song optava por atender os clientes e ao voltar para a cozinha e pegar as bebidas, comunicava o irmão que em caso de perigo pediria por sua ajuda. Assim ela dava início à execução de seus planos: entregando as cervejas, ouvia algumas gracinhas, mas não se mostrava muito atenta à isso, em seguida, batia na porta do quarto correspondente à mensagem e então entrava.

Sob baixa iluminação o ninja estava posto ao fundo da sala. Já na região central, uma jovem moça vestindo um lindo kimono verde e com metade da face coberta por um fino lenço. Mesmo que a maior parte de seu corpo estivesse oculta, a postura e perfume utilizado eram capazes de exalar um ar de enorme sedução. E confundida com Setsumi, respondia.

Aprendiz Talia - Sou Talia, aprendiz da  grande Setsumi!, e quando Song percebia que não era quem lhe esperava e dava de costas para a moça para sair da sala, era intimidada pela mulher que claramente irritada com sua postura continuava a falar, Como ousa me desrespeitar assim? Nanji, você me disse que viu potencial nela, uma aura diferenciada que poderia ser útil para Setsumi.. mas mesmo assim, não se trata de um menino querendo brincar de menina! Tampouco sua aparência se diferencia dos outros mortais! Só porque matou um mero vendedor de armas não acho que mereça tanta atenção!

Haku e Glitzky

Enquanto isso, na cozinha, Glitzky procurava falar com Haku, e quando propunha fazer uma parceria para que pudessem sair dali, era prontamente recusado. a linha de raciocínio do grande mink tinha sentido, ajudá-lo a escapar seria perder seu bichinho de estimação e disso ele não queria abrir mão. E assim, Haku continuava a limpeza. Já Glitzky, espiava os cozinheiros e descobria que nenhum tipo de óleo se fazia presente ali na cozinha. Tudo indicava que o fogo era utilizado para acender um forno e nenhuma fritura era feita ali na taverna.

E então, na cozinha, um novo integrante surgia. Ainda encapuzado, o rouquinho que ajudara Glitzky anteriormente era arremessado já com um avental em seu corpo por um dos seguranças e ouviam.

Segurança - Já não basta uma gueixa, agora querer beber fiado! Vai ajudar a trabalhar também! Lave os pratos!, e ao reconhecer Glitzky e ver Haku, o encapuzado falava, enquanto coçava a cabeça com um dos braços.

Encapuzado / Marco - Hehehehe obrigado pela comida, jovem roedor!Aliás, sou Marco!
Vejo que encontrou seu primo! Deve ser legal ser você, as meninas devem virar e falar: VEM CÁ CACHORRÃO!! HAHAAHAHAHAHA!! Vamos trabalhar!!! Iaaaaaaaa!!!
, e completamente revigorado ele começava a lavar pratos em alta velocidade.
Marco:
 

Nesse instante, ouviam muito barulho no salão onde os clientes estavam presentes. Parecia que alguém havia iniciado uma briga, Glitzky poderia reconhecer que quem estava sendo agredido era nada menos que Raiden. Um cara bastante musculoso se firmava em posição de boxeador e claramente embriagado procurava socá-lo.
Spoiler:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

PLANOS:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Pierce
Revolucionário
Revolucionário
Pierce

Créditos : Zero
Warn : Apenas UMA Aventura - Página 3 10010
Data de inscrição : 25/07/2017

Apenas UMA Aventura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 3 EmptyQui 22 Ago 2019, 13:41



Glitzky Platzken BOOM…


Histórico:
 
"Falas"
Objetivos:
 



Aquele mink alto ou era muito insano, estúpido ou tinha fetiche em anão, porque ele preferia ficar ali fazendo as tarefas que lhe foram empurradas garganta abaixo do que fugir e cada um de nós seguir seu caminho, minha reação era uma só perante isso:

-Selvagem… Você tem probleminha?


Sem tempo para mais conversa, o mendigo de antes, aquele que me causou o problema que me encontro agora, era jogado com a gente na cozinha e falava com a gente como se nada tivesse ocorrido…

-Ora seu grandessíssimo pedaço de estrume que ousa se achar gente… Por sua causa que eu to em problemas aqui seu filho de uma… ahhhh…


Partiria agitando os braços mostrando minha raiva para com aquele homem, mas como não sou do tipo que se garante numa luta mano a mano, não queria entrar em uma, então já que o selvagem ali do lado parecia se importar comigo, daria uma dica do que queria que ele fizesse.

-Não me segura… Não me segura…

Diria como quem quer entrar numa briga e já dando a dica pra ele, porém caso ele fosse lento demais, pediria a ele mostrando a gola de meu casaco:

-Segura aqui pra mim…

E voltaria a demonstrar minha raiva me sacudindo e gritando:

-Não me segura… NÃO ME SEGURA…


Como quem realmente uma briga, mas sempre querendo ficar na segurança a distância. E caso o selvagem, me soltasse novamente, diria olhando incrédulo para ele:

-Olha, acho que você não ta entendo a ideia aqui…

Nesse momento percebia o barulho de briga no salão, uma breve espiada me dava a visão de que Raiden, o vendedor de especiarias, estava sendo agredido. Bem, era hora de invocar o elemental de fogo e dar prisa à fuga, talvez ir lá agora me permita ajudar raiden e ganhar mais algumas mercadorias de presente, ou quem sabe pegar elas do homem caído quem sabe.

Aproveitaria que as pessoas estariam provavelmente prestando atenção na briga ou em seus afazeres e mergulharia minha bucha na água de lavar para que ela ficasse bem úmida, em seguida a arremessaria num alto arco, usando minha capacidade de mira para que a mesma viesse a aterrissar dentro de uma panela que estivesse fritando com óleo quente.
Em seguida pegaria os vidros de óleo que estivessem nas mesas sendo usados pelos cozinheiros para por nas frigideiras, depois os jogaria dentro da fogueira do fogão a lenha fazendo um sinal com as mãos representando a invocação do elemental ígneo antes de sair correndo igual um maluco visando ir para perto do selvagem e pular tentando subir em suas costas para ficar protegido e olhando ao nosso redor por cima do ombro direito dele, onde ficaria agarrado.

-VAI VAI VAI… CORRE…


Gritaria para o selvagem, com grande urgência na voz, pois queria fugir e sabia o que iria ocorrer ali em seguida.

Devido a meus conhecimentos, sabia que ao se jogar água em óleo quente numa quantidade maior, a diferença de temperatura e densidade, geram uma explosão de chamas que por si só já é capaz de incendiar uma cozinha, porém o óleo frio no fogão à lenha iria se esparramar rapidamente na brasa após seu vasilhame derreter, isso forçaria a brasa a um estado de queima incompleta, onde soltaria monóxido de carbono(uma fumaça mais escura) ao invés de dióxido de carbono, o fogão ficaria soltando uma grande torrente de dióxido que por ser mais leve que o ar iria se aglomerar no teto, no entanto após um ou dois minutos o óleo aqueceria e adquiria propriedades de material altamente inflamável explodindo o fogão a lenha em chamas mais fortes, grandes e altas do que o mesmo é feito para usar. Isso mudaria o fogão para queima completa do material e tal chama ao entrar em contato com a trilha de monóxido que ia do fogão ao teto, colocaria o mesmo em estado de queima novamente, gerando uma explosão de chamas no teto da cozinha e ateando fogo total ali e assim como acredita o mink, invocando um elemental de fogo, quando na realidade é apenas um incêndio em óleo que só se apaga abafando, pois tacar água gera outra explosão.




jogando água em óleo quente:
 

jogando óleo frio na fogueira:
 

fogo na fumaça:
 




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Van
Soldado
Soldado
Van

Créditos : 4
Warn : Apenas UMA Aventura - Página 3 5010
Masculino Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 30
Localização : -

Apenas UMA Aventura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 3 EmptySex 23 Ago 2019, 16:41



O pouco tempo juntos trabalhando foi suficiente para Hakuho escolher aquele pequeno mink como pet. Infelizmente para a raposa, o seu animalzinho de estimação não se via da mesma forma. Diante desse confronto, era impossível não ficar chateado e triste, afinal o pugilista se via obrigado a matar aquele ser que o rejeitou. Sim, Hakuho não sabia lidar com rejeição. Senão fosse pela mente distraída, ele teria chegado a essa conclusão mais rápido, por conseguinte ao alcançar esta certeza, já se via participando de algum tipo de encenação cômica, embora não captasse o humor.

-Não me segura… NÃO ME SEGURA…

Tá bom!  

-Olha, acho que você não ta entendo a ideia aqui…

Sim…!?

Bastava se ver interagindo com o pequeno para o desejo assassino desaparecer. Já se via curtindo a companhia do pequeno. Isso era um fato, porém, como manter a companhia dele? Nesse momento, sua mente receberia um turbilhão de memórias e novamente se distraía de tudo ao seu redor.

~ Flashback ~

Uma fogueira artesanal improvisada construída pelo patriarca mink - o qual preparava os palitos de carne para todos - e troncos de madeira talhados de modo a serem usados como cadeiras ao ar livre decoravam aquela reunião familiar. A noite era fria e com muitas nuvens, escondendo a lua que se esforçava para ter o seu brilho visto parcialmente pelas brechas das árvores após lutar para conseguir espaço naquele céu nublado. A matriarca mink contava histórias e cantava enquanto Jun comentava a respeito de privilégios e órgãos reprodutores não definirem uma pessoa. Já o Navegador se via sozinho, introspectivo e isolado em sua própria solidão. Não que precisasse de companhia, ele por si só já lhe era suficiente, entretanto, analisava aquela cena como algo “bom demais” para sua própria pessoa, visto que era alguém homicida e sanguinário - capaz de machucar o próprio pai para saciar suas necessidades.

- Filho… Por que está sozinho, venha para cá!

Como faço para não ficar sozinho?  

- Você não precisa se preocupar sozinho enquanto tiver nós.

Isso eu sei… – Respondeu sem perceber o idiota que tinha sido. – Mas como eu faço para ter novos amigos? Uma hora vocês vão morrer, né!? – Questionava com sinceridade, embora não percebesse o quanto suas palavras machucavam. Mesmo acostumados, ainda doía, mas assim como um militar se acostuma com as dores do treinamento, aquela família havia se acostumado com o filho sociopata.

- Algum dia você vai encontrar alguém que goste e queira ficar perto. Então você fará algo muito importante…

Matar todas as pessoas que ela gosta para ela não ter opção e ficar comigo?

- Não… Quer dizer, talvez… hahaha, brincadeira. Você deixará essa pessoa seguir o rumo dela. Se ela for sua amiga, eventualmente ela voltará e ficará perto de você.

Uau… Que coisa ruim!

E todos davam risadas com a resolução do ruivo. Ele não captava o humor, todavia, sentia-se agradecido por estar cercado de pessoas queridas.

~ Fim do Flashback ~

-VAI VAI VAI… CORRE…

Huh!?

Acordaria do transe com o amigo mink em suas costas falando para correr. No caso de tudo estar pegando fogo, não pensaria duas vezes e avançaria para… cima. Hakuho se importava demais com Wang, o bastante para colocar-se em perigo e ignorar sua própria saúde. Portanto, usaria sua brutalidade atlética para sair abrindo portas, empurrando pessoas e criando um caminho até sua irmã. Se as portas estivessem fechadas, tentaria derrubar ou cortar com suas garras caso a força física não funcionasse. Abriria uma a uma até seus sentidos aguçados lhe darem alguma pista ou encontrá-la. Se o fizesse, diria: O pequeno botou fogo em tudo. Temos que fugir! . Esperava que o mink estivesse em suas costas ainda, não o obrigaria, entretanto, torcia para que o desejo de permanecer do anão o tocasse e uma nova amizade pudesse existir.

Na hipótese de Marco acompanhar a dupla na fuga, o boxeador escolheria por ignorá-lo, pois ele parece uma pessoa chata e pouco confiável. Não tinha gostado de ser chamado de cachorrão, pois era da família dos felinos e havia uma “treta” forte entre as famílias. Todavia, não merecia morrer por isso, contudo, nunca se sabe o dia de amanhã.

Considerações:
 
~> Conteúdo da Aventura...


Histórico do Hakuho:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.youtube.com/ocanilbr
Visastre
Civil
Civil
Visastre

Créditos : Zero
Warn : Apenas UMA Aventura - Página 3 10010
Data de inscrição : 16/07/2019

Apenas UMA Aventura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 3 EmptySex 23 Ago 2019, 19:24

Bitch, what did you say?!


Como não era quem esperava, Song apenas ignoraria e rumaria ao térreo novamente, até ser bruscamente interrompida pela fala da tal aprendiz. Normalmente apenas ignoraria qualquer coisa que a moça tivesse dito, tirando o fato de que ela havia tocado em um ponto bem delicado para a samurai. O fato da moça considerar sua orientação sexual uma brincadeira irritava a espadachim em níveis que nem ela mesma sabia que poderia chegar. Respiraria fundo e voltar-se-ia lentamente na direção da dupla, com uma feição de desprezo e rancor. -Perdão, o que disse?- Antes mesmo que pudesse repetir ou responder o questionamento, utilizando de sua aceleração avançaria na direção da moça com toda agilidade que conseguisse reunir e , quando estivesse no alcance do arco de ataque de sua katana, a sacaria ferozmente e utilizando de seus conhecimentos anatômicos, precisamente miraria em seus nervo cervical com um corte diagonal da direita para a esquerda, de baixo para cima, uma região no pescoço que causaria uma breve paralisia no corpo caso fosse atingida ao cortar a conexão entre o cérebro e os músculos, impedindo que estímulos fossem enviados. Mesmo que não chegasse a transpassar o pescoço, qualquer corte que conseguisse ali já lhe traria o resultado desejado. No mesmo impulso, aproveitando-se de uma possível surpresa que pudesse gerar devido a súbita arrancada e depois do primeiro corte, trocaria no final do golpe a posição da mão e invés de segurar com o punho virado para seu próprio corpo, viraria o punho para o lado oposto de seu próprio corpo, basicamente invertendo a mão de lado de forma que facilitasse um golpe de volta aproveitando-se do mesmo impulso dado pelo primeiro e desta vez miraria sua axila com um corte inverso na mesma direção, indo de cima para baixo e também na diagonal, visando o braço que estivesse segurando o leque.

-Se essa Setsumi mantém alguém tão desrespeitosa como você sobre sua tutela… Meu interesse por ela caiu drasticamente.

Daria um pequeno dash para o lado oposto de onde estavam, visando ganhar um mínimo de distância entre ela e a dupla, apenas o suficiente para que não fosse atingida por um possível contra-ataque e, caso percebesse um, bloquearia ao deixar sua katana de lado, cobrindo assim uma maior área com sua lâmina caso fosse um golpe no torso ou acima e, se fosse rasteiro, saltaria para tentar se esquivar. Ela não sabia que tipo de arma a aprendiz podia usar, mas sabia a do ninja. Era óbvio que um combate contra os dois ali seria desfavorável a samurai, por isso, talvez testando a boa fé do ninja que parecia ter algum complexo de herói, diria -Olha… Não tenho nenhum problema contigo e acho que já cumpri minhas duas horas aqui. A gueixa aí falou mais do que deveria e por isso reagi assim. Ela não morreu, ainda… Mas estou disposta a deixar passar. Na verdade Song não estava nem um pouco disposta a isto, mas ela não era alguém que sofria de excesso de fúria e perdia sua inteligência, pelo contrário, por estar irritada boa parte do tempo com praticamente tudo, ela havia aprendido a tentar manter o foco em situações estressantes, mesmo que não desse certo todas as vezes.

"Esse ninja parece ter algum complexo de herói e tenta ajudar os outros e evitar confusões… Espero que ele continue assim aqui e vá ajudar sua amiga invés de prosseguir aqui."

Era o que passava em sua cabeça na sua tentativa de convencimento. Seu real desejo era estrangular aquela mulher ali mesmo com suas próprias mãos, mas se continha pois já tinha visto os seguranças no recinto e, por mais que boa parte deles não aparentasse oferecer algum perigo para a espadachim, estava sozinha no momento e não poderia se dar ao luxo de enfrentar eles e a dupla a sua frente. Todavia, caso o ninja não agisse como ela esperava ou seus ataques não fossem tão eficientes como planejava, manter-se-ia bloqueando os possíveis arremessos do homem, mas como eram a distância, tentaria acertar seus golpes de forma que direcionasse eles para fora de seu próprio corpo, afinal, confiava mais em sua mira do que em sua defesa. E na medida do possível enquanto se defendia, iria se encaminhando para a porta e posteriormente até as escadas para ir de encontro a Haku, nem que fosse andando lentamente para isto caso fossem muitos ataques. Se a gueixa também viesse lhe atacar, defenderia da mesma forma que os possíveis contra-ataque, bloqueando os superiores e saltando para desviar dos inferiores. Neste cenário de 2x1, começaria a gritar o nome de seu irmão caso estivesse sendo pressionada ao ponto de nem conseguir se mover. -Haku! Essa puta ta precisando de mais conhecimento sobre orientações sexuais, vem cá me ajudar!- seu traço herdado dos samurais visava sempre o oponente mais poderoso, mas naquele momento não saberia dizer qual dos dois em questão era, então apenas manter-se-ia tentando não se ferir muito.

Objetivos da Aventura:
 


Histórico:
 
Legenda:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Visastre em Sex 23 Ago 2019, 19:25, editado 1 vez(es) (Razão : Esqueci de colorir)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pepefilho Pepino
Civil
Civil
Pepefilho Pepino

Créditos : Zero
Warn : Apenas UMA Aventura - Página 3 5010
Data de inscrição : 05/07/2019

Apenas UMA Aventura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 3 EmptyTer 27 Ago 2019, 23:18

Glitzky ao reencontrar o companheiro acabava por desferir ríspidos xingamentos, mas o ser pouco se importava e continuava a sorrir. Estava muito feliz após sua comida. E assim, em uma cena bastante cômica acabava sendo ssegurado por Haku enquanto ameaçava avançar para golpeá-lo.

Marco - Você é muito engraçado hahahahaha!!

E então, diante da confusão na taverna a nova dupla optava por agir, ou melhor, Glitzky. O roedor usava seus conhecimentos para coletar alguns instrumentos ali presentes e dar início a um incêndio. Quem poderia imaginar que o mink realmente faria isso a alguém que estava contra os marines, bom, pelo menos ele ainda não tinha essa informação, mas Haku e Song, eles sim sabiam.

Diante do incêndio que se originara, Haku pegava Glitzky e o colocava nas costas e assim iniciava corrida rumo ao segundo andar para ir de encontro com a irmã. Na saída da cozinha eles ouviam:

Cozinheiro - Eu vi!! Olha aquele esquilo maldito biruta! O pedaço de pelo simplesmente botou fogo em tudo!!

E foi ouvindo a palavra fogo e presenciando fumaça que aumentava em largos passos que o caos se instaurava. As gueixas se levantavam dali e os clientes também , e num movimento desornado corriam feitas baratas tontas para as saídas. Os seguranças tentavam retornar para o estabelecimento, mas tinha sua passagem travada pela multidão. Já Marco, se agarrava nas costas de Haku feito uma mochila e acompanhava-os.

Enquanto isso, no andar de cima, Song ouvia as grocerias de Talia e sem perder tempo avançava contra a moça, já sacando sua katana para lhe golpear. Mas tal ofensiva era bloqueada facilmente por uma katana do Ninja Nanji. Trocava algumas palavras com ele e ouvia em resposta.

Nanji- Acho que você se equivocou... percebi sua aura diferenciada e vi em ti potencial para ser líder de grandiosos grupos de batalha! Somos oposição à marinha.. você me viu lutar.. mas mesmo assim resolveu tentar assassinar uma discípula da mestre Setsumi... Estamos na segunda maior filial das tavernas que ela possui.. você poderia até mesmo ter se tornado mestre na arte da sedução...

E então tinha a fala interrompida pela chegada dos três: Haku, Glitzy nos ombros e Marco nas costas.

Marco - Oi galeris! Tudo bem por ai? Hahahahahaha A coisa tá esquentando e muito!!

E então eles percebiam que a fumaça ficara tão densa lá embaixo que nada conseguiam exergar.

Nanji - Será que essa fumaça vem daqui?

E fazendo um buraco em uma parede para que pudesse ver algum sinal de incêndio no exterior ele e Talia se surpreendiam no momento que o céu era exibido.

Todos ali presentes poderiam ver portais se abrindo e fechando no céu. (Iguais os do Dr. Estranho da Marvel) Era um evento sobrenatural e inexplicável. Tal cenário fazia com que Nanji e Talia ficassem parados e desatentos por alguns instantes.

Estavam em um corredor e não tinha para onde subir. No corredor haviam portas e em todas um quarto com cama e janela. No térreo a fumaça estava bastante densa e a temperatura mais quente. Não sei se tinha sido uma boa idéia se opor aos inimigos da marinha quando já se havia feito a marinha de inimiga, tampouco se fora sábio ir para andar superiores quando o incêndio fora iniciado no térreo. Uma coisa era certa, em prova o então quarteto estava.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

PLANOS:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Visastre
Civil
Civil
Visastre

Créditos : Zero
Warn : Apenas UMA Aventura - Página 3 10010
Data de inscrição : 16/07/2019

Apenas UMA Aventura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 3 EmptyQui 29 Ago 2019, 18:26

Is that some ninjutsu technic?!


Novamente tinha seu ataque impedido pelo ninja, que parecia além de tentar ser um super herói desnecessário nas horas vagas, também ter adicionado empata treta na sua lista de hobbies. Song estava frustrada devido a ter sua ofensiva parada tão facilmente, mas logo se desfazia de tal sentimento quando seu meio irmão e toda a trupe que o acompanhava também chegava. -Esquentar? O que você quer dizer com esque- Antes que pudesse terminar sua fala, algo sobrenatural se mostrava a sua frente. A samurai não fazia a mínima ideia do que ou porquê aquelas coisas estavam aparecendo ali, mas viu uma boa oportunidade de fuga na distração dos dois subordinados de Setsumi. Aproximar-se-ia então de Haku, dando um pequeno sorriso para a pequena criatura em seu ombro e olhando com estranheza o ser em suas costas. -Largue esse traste aí e vamos dar o fora daqui Haku. O pequeno pode vir, acho que já fez dele seu pet de qualquer forma…- Devido a seu traço de liderança, era institivo para a espadachim despejar ordens em momentos que necessitavam de uma decisão. Não tinha visto aquela pessoa nas costas de Haku até então e não era do tipo que fazia caridade por desconhecidos, logo, decidiu dizer aquilo a seu companheiro, afinal, um peso a menos facilitaria a fuga. -Ele deve servir pra distrair esses dois pelo menos, hihih- E partiria então rumo a saída mais próxima que conseguisse encontrar.

-Quem diabos colocou fogo aqui?! E que merda era aquela lá fora?! Já ouvir falar de ninjutsu mas não achei que aquele ninja lá em cima fosse capaz de fazer tal coisa.

Enquanto corriam, soltaria essa rajada de perguntas ao ar, mas não necessariamente esperando por uma resposta, apenas para extravasar sua frustração. Como estava com o kimono do local por cima do seu, tiraria ele enquanto caminhava para enrolar e usar como uma forma de "abanar" o fogo durante o trajeto e, sabendo das tendências carregadoras de seu irmão, caso em algum momento ele a pegasse no colo, faria o mesmo processo para limpar o caminho de possíveis chamas mais altas. "Ele realmente curte sair carregando os outros…" Pensaria brevemente enquanto soltaria um sorriso. -Seu pet tem um nome? Precisamos de um nome. É macho ou fêmea? É castrado?- Questionaria a seu irmão, ignorando completamente o fato do pequeno ser estar ali e ter vontade própria. Ela sabia muito bem que quando o mink colocava as mãos em algo e tomava posse, dificilmente ele soltaria tal coisa, ou deixaria que está coisa fosse embora, mesmo que isso fosse contra a vontade dela. Caso alguém entrasse no caminho tentando impedir sua saída, algo que acreditava ser improvável devido a confusão gerada pelo incêndio, como estava em fuga em velocidade não teria muito tempo para preparar ou pensar nos golpes, então faria algo simples com cortes transversais da esquerda pra direita e de cima pra baixo, apenas para abrir caminho. Se chegassem ao lado de fora, suspiraria aliviada. -Putz! Só agora me toquei que acabei nem comendo nada lá dentro… Constataria, só percebendo agora que seu objetivo inicial ao adentrar no local havia sido deixado de lado no meio daquela confusão. Se já estivessem do lado de fora, olharia melhor para aquela coisa que havia surgido no céu, tentando entender o que diabos estava acontecendo naquela ilha, enquanto ajustaria o enfeite que provavelmente estaria fora do lugar devido a toda aquela correria.

Objetivos da Aventura:
 


Histórico:
 
Legenda:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Apenas UMA Aventura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Apenas UMA Aventura   Apenas UMA Aventura - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Apenas UMA Aventura
Voltar ao Topo 
Página 3 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Shells Town-
Ir para: