One Piece RPG
Rumo à Grand Line? - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» What do You do For Money Honey
Rumo à Grand Line? - Página 2 Emptypor Greny Hoje à(s) 02:26

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Rumo à Grand Line? - Página 2 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 02:15

» 1º Ato - O Despertar
Rumo à Grand Line? - Página 2 Emptypor Chaitanya Mahaprabhu Hoje à(s) 01:12

» VI - Seek & Destroy
Rumo à Grand Line? - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:52

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
Rumo à Grand Line? - Página 2 Emptypor tamerex12 Ontem à(s) 23:24

» [LB] O Florescer de Utopia III
Rumo à Grand Line? - Página 2 Emptypor Kekzy Ontem à(s) 22:52

» [MINI-Ballu] Um momento desesperador
Rumo à Grand Line? - Página 2 Emptypor DarkWoodsKeeper Ontem à(s) 22:34

» Enuma Elish
Rumo à Grand Line? - Página 2 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 22:05

» The Claw
Rumo à Grand Line? - Página 2 Emptypor Achiles Ontem à(s) 20:46

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
Rumo à Grand Line? - Página 2 Emptypor Pippos Ontem à(s) 20:15

» III ~ Uma Loira na Ilha das Aranhas?
Rumo à Grand Line? - Página 2 Emptypor PepePepi Ontem à(s) 20:06

» MaikLynn Scarlaiti de Orr
Rumo à Grand Line? - Página 2 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 19:24

» II - Aliados
Rumo à Grand Line? - Página 2 Emptypor Hunson Ontem à(s) 19:19

» Tríade Selvagem
Rumo à Grand Line? - Página 2 Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 19:18

» Escuridão total sem estrelas
Rumo à Grand Line? - Página 2 Emptypor K1NG Ontem à(s) 19:17

» Rumo à Grand Line?
Rumo à Grand Line? - Página 2 Emptypor Kekzy Ontem à(s) 19:00

» Una Regazza Chiamata Pericolo
Rumo à Grand Line? - Página 2 Emptypor Vrowk Ontem à(s) 18:40

» Arco North Blue: Uma Odisseia no Santuário
Rumo à Grand Line? - Página 2 Emptypor tamerex12 Ontem à(s) 18:26

» O início da pesquisa.
Rumo à Grand Line? - Página 2 Emptypor K1NG Ontem à(s) 18:07

» Yami Sukehiro
Rumo à Grand Line? - Página 2 Emptypor Mad Ontem à(s) 17:50



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Rumo à Grand Line?

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 8 ... 14  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 53
Warn : Rumo à Grand Line? - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Rumo à Grand Line? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Rumo à Grand Line?   Rumo à Grand Line? - Página 2 EmptyQua 24 Jul 2019, 14:18

Relembrando a primeira mensagem :

Rumo à Grand Line?

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) Caçadores de Recompensas Takamoto Lisandro, Nakamura Blumayden e Don Reed’s Wayne. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Blum
Designer
Designer


Data de inscrição : 27/12/2013

Rumo à Grand Line? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo à Grand Line?   Rumo à Grand Line? - Página 2 EmptyQui 15 Ago 2019, 14:35


Cap. II
Rumo à Grand Line?

Vamos aprender
Não perda tempo, corra!

Parecia que uma força maior me guiou para o meu desejo de uma maneira meio estranha até, entretanto não podia reclamar muito já que havia conseguido o que queria. Algo chamava minha atenção e era aquele título peculiar do livro. - Quem diabos faria a merda de um título assim? Isso por acaso é uma coincidência do destino ou será que existe uma força determinada a me lubridiar? Ahh... Quanto faz! - Só pegava aquele livro idiota e começava a devorá-lo. Em minhas leituras percebera que mesmo com um título inerente daquele, conseguia entrar no mundo das palavras e entender os mais variados modos de fazer estratégia, e tal conhecimento fazia-me crescer não só como espadachim, mas sim como pessoa, dessa forma, obtia novas maneiras de me livrar de encrencas, afinal a própria origem da palavra remetia a isso: "a arte do geral", era um conceito tão genérico, mas tão amplo. Não tinha mais dúvidas quanto a integridade daquele artefato de sabedoria, de fato era um ótima fonte de conhecimento. - Pera aí? Se eu consegui aprender com ele... Isso significa que eu sou um idiota e barulhento? Pro inferno isso! - Quando menos esperava aquela mulher mandava sair da biblioteca. Dava um leve suspiro jogando aquele leve estresse para fora e me retiraria do local.

Agora que estava nessa onda incessante de aprender, aproveitaria aquele momento para compreender mais sobre o mundo. Já que havia conseguido polir o meu estilo de combate, por que não especializar-me em meu ofício? Talvez dessa forma consigo encontrar a resposta para a doença de minha mãe... Doía recordar-me dela, mas se não fosse por ela me incentivando, nunca seria um médico, por isso devia agradecê-la. Agora como posso encontrar alguém para me ensinar? - Hum... - Pensava. PLIM! Uma lâmpada se acendia em minha mente e me lembrara que havia umas pessoas correndo para tratar de um homem, se conseguisse ajudar lá de alguma forma ou até mesmo convence-los, eles podiam me ensinar algo. Bem, não era hora de ficar perdendo tempo, tinha que trabalhar ao invés de outras pessoas. Sairia correndo em direção aquele grupo de possíveis médicos. Caso achasse os indivíduos me apresentaria de forma bem clara. - Sou Blum, quero aprender algo com vocês, em troca, posso ajudá-los em algo. Pode não parecer, mas sou um médico.


Histórico:
 

Objetivos:
 

Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alê
Narrador
Narrador
Alê

Créditos : 2
Warn : Rumo à Grand Line? - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 12/07/2015
Idade : 21
Localização : Farol - Grand Line

Rumo à Grand Line? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo à Grand Line?   Rumo à Grand Line? - Página 2 EmptyTer 20 Ago 2019, 16:23

Ouvindo a resposta do jovem cozinheiro, a mulher sucumbia em lágrimas. Ajoelhando-se, o líquido saltava por seus olhos e descendo pelo seu límpido e virgem corpo padecia no solo. Recolhendo seus pertences, a mulher claramente se encontrava envergonhada. — Você... Você é o primeiro a me tratar com respeito. O primeiro que me vê como mulher, que me respeita e é sincero comigo. Todos os outros... — tentando cobrir-se a todo custo — Tentaram me usar, mas você não... Obrigado — concluiu erguendo-se desta vez coberta. Sem conseguir encarar o rapaz em seus olhos ela pegou um objeto em suas vezes e entregou a ele. — Eu não poderei seguir com você e nem você pensa em me levar em suas aventuras, mas quero que receba esse presente como agradecimento. Sou grata por me mostrar que os homens tem um bom coração!

Despedindo-se como pretendia, o garoto saía daquele estabelecimento com um cordão que tinha consigo uma cruz de vidro, delicado e chamativo. Era um pingente até grande. Percebendo que o garoto já estava saindo, a mulher ainda nua correu até a porta e bradou por Lisandro, que já caminhava a certa distância da porta. — Cuidado com os anciões da ilha! — bradou recolhendo um pouco ao ver que as pessoas a viam como estava. Fechando a porta rapidamente, encerrava o diálogo com o rapaz. Após certo tempo caminhando, o cozinheiro pode ver alguns homens passando, todos de bata e capuz, ambos de coloração marrom e mãos cruzadas. O líder deles, que não usava capuz e era um senhor, tinha sua atenção chamada pelo pingente, porém, logo continuava seu trajeto. Ao longe, também podia perceber seu parceiro de viagem passando, seguindo uma mulher e alguns enfermos.

Enquanto isso, o espadachim voltava a cena anterior. Um pouco incomodado com o livro que havia recebido ele se dirigia até a área dos enfermos. Aproximando-se, o rapaz pode ver que o homem estava ferido, realmente, haviam algumas pessoas feridas. Cerca de cinco a seis com claros sinais de ferimentos. — Ah, ajuda... — ponderando tal ideia, uma singela enfermeira, que aparentava ser a líder do pelotão de tratamento pensava se era aprovaria ou não a ideia — Sim, sim, acredito que precisemos de ajuda! — sorrindo, a bela garota demonstrava uma beleza angelical. Era comum os homens da ilha se sentirem no céu ao ver a figura mais próxima de um anjo a sua frente.

— Muito bem. Acredito que como você é um médico também, sabe que o primeiro ponto é diagnosticar o mal de um paciente! — ao comentar, percebendo que o garoto não havia entendido com clareza o que ela havia falado, apenas sorriu para Blum — Não se preocupe, lhe ensinarei como diagnosticar os problemas dos enfermos. Podemos começar por aqui... — a partir desse momento, certo tempo se passou. A mulher explicava minuciosamente o que havia aprendido ao decorrer do que havia entregado um livro sobre diagnose para o rapaz acompanhar, de maneira até acadêmica. Ele podia não saber, mas ela era a professora de medicina da ilha. Por mais que a fé fosse o principal motor das preces para saúde, uma médica era alguém deixado de lado, porém necessária. — Desculpe se estiver rápido demais, não é comum uma médica ser bem vista nessa ilha... — sorriu gentilmente.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


SUPER IMPORTANTE:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 52
Warn : Rumo à Grand Line? - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

Rumo à Grand Line? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo à Grand Line?   Rumo à Grand Line? - Página 2 EmptyTer 20 Ago 2019, 22:41

Takamoto Lisandro Deu bom.



Agradecido. - A sinceridade tomou uma forma bem bela, este caminho foi o correto, foi o que julguei nesse momento, a senhorita a minha frente estendia seu presente e com a palma de minha mão pequei sem hesitar. Após a despedida ainda senti a tensão, toda aquela situação inesperada fugiu da minha corriqueira vida, não tive tantos contratempos amorosos no passado e esta foi uma nova experiência. A senhorita pareceu ter aprendido alguma coisa, puxava do meu bolso seu presente, não tinha prestado atenção no que era, um cordão com uma cruz de vidro, traços azuis bonitos que se ressaltavam quando as luzes do sol batiam na relíquia. Tinha aprendido com ela, recebi um presente dela e em troca mostrei que nem todos os homens tem um coração perverso? Senti que não tinha retribuído tanto.. – É um presente, melhor usar. – Presentes devem ser utilizados com cuidado, eles são dados por pessoas que te consideram importante, eles carregam os sentimentos da pessoa, não podia simplesmente guardar e nunca usar, não faz muito meu estilo.. Que se lasque, coloquei o colar no meu pescoço e caminhando a cruz batia levemente em meu peito, a cruz tinha um significado na religião da ilha, não queria causar algum problema já que o objetivo principal é chegar o quanto antes na Grand Line.

Queria saber era o que a senhorita havia dito sobre os anciões da ilha, deveria ter cuidado com eles? Não vou ficar tempo o suficiente para descobrir quem são os anciões então acho que tudo vá ficar bem. Ao passar por um grupo de cavaleiros, meus olhos se encontraram com o do líder, sorri despreocupado, logo ele perdeu seu interesse, parei e olhei para trás observando se eles não tinham parado e feito o mesmo. – Eu pareço suspeito? – Indaguei continuando a caminhada até o Hawk, mas antes que chegasse no meu destino encontrei uma figura azulada que reconheci. – Blue! – Prossegui em direção ao médico, ele estava um pouco longe, seguia uma enfermeira e parecia ter se metido em alguma emergência médica já que tinham feridos sendo carregados. Aumentei o passo, chegando próximo daria um alerta sobre minha presença. – Qual foi Blue? – Ele parecia entretido conversando com a moça de branco. – Ei, ei! Sou eu, o Taka! – Ao ver que tinha chamado sua atenção. – Um médico não pode ver pessoas feridas que já se dispõe a salvá-las ein.. Eu entendo Blue.. Assim como eu vejo uma pessoa com fome, devo ajudá-lo..– Cruzaria meus braços e mexeria minha cabeça positivamente. – O que rolou com esses caras senhorita? – Perguntaria para a enfermeira.

Assentiria e passaria meus sentimentos para a lady. – Pobres homens... Bom.. Vou indo! A gente se ver no Hawk. – Direcionava minha última frase ao meu amigo, havia comprado da loja de barcos e queria receber tudo e confirmar que tudo estava correto, já havia pago por todos os produtos, faltava apenas receber. – Heheheh.



Offs:
 

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Blum
Designer
Designer
Blum

Créditos : 6
Warn : Rumo à Grand Line? - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2013
Idade : 18
Localização : Ilha do Gelo

Rumo à Grand Line? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo à Grand Line?   Rumo à Grand Line? - Página 2 EmptyQua 21 Ago 2019, 21:41


Cap. II
Rumo à Grand Line?

Tão angelical
Diagnostique e trate!

Chegando no local percebi as inúmeras pessoas que precisavam de uma ajudinha, tinha que dá uma mão a eles, pois senão, não conseguiria meu objetivo central, e mesmo assim, era melhor cuidar o quanto antes deles, antes que o pior acontecesse e os mesmo acordassem do lado do coisa ruim. E falando no mal, contraditoriamente, um anjo de eclodia em frente à minha face, um ser alado como aquele se identificava como a líder do grupo e sem hesitar aceitava a minha humilde proposta. Mesmo tudo parecendo às mil maravilhas ainda desconfiava, meu histórico com coisa boa não era nada exemplar. Como já diziam: quando a esmola é demais o santo desconfia, hein.

Deixando um pouco de lado minha paranoia, percebia o quão bom era o método da moça de trabalhar, já percebia no primeiro momento que não sabia fazer algo tão simples e essencial, diagnosticar uma pessoa. Sem tal conhecimento era um completo leigo diante da batalha contra o corpo humano, sem conhecer quem de fato é o meu inimigo como diabos poderia planejar uma estratégia para derrotá-lo? Tal conceito rompia fronteiras e conseguia levar para a medicina, pois sem saber o que a pessoa tinha, não era possível ter uma eficiência em tratá-la e um diagnóstico errado poderia levar o paciente para cova mais cedo. A médica advertia-me que o diagnóstico preciso e rápido salvava uma vida, pois dava tempo do profissional da saúde combater os agentes patológicos em sua fase inicial. Enquanto a mesma ensinava, às vezes distraía-me com seu rosto esbelto da moça, logo, disfarça dizendo que não estava acompanhando bem o conteúdo e, em meio a isto, ela soltava um comentário, afirmando que médicos não era bem-vindos na cidade, tal fato chamou minha atenção, até mesmo aqui numa cidade como essa ainda existe muita gente que confiava em métodos nada ortodoxos.

Enfim, depois de uma incessante hora de conhecimento, ainda queria mais, agora já sabia como rastrear meu oponente, estava na hora de aprender a produzir armas e derrotá-lo. Entretanto, era interrompendo pelo meu amigo avermelhado, Taka. – Taka! – Surpreendia como o cozinheiro havia me encontrado, o cozinheiro soltava um frase que exaltava em mim uma natureza boa, entretanto, só estava ali por conhecimento, não pelas pessoas... Não que eu não gostasse de tratar pessoas... – Onde eu estava mesmo? Ah, sim, remédios! – Antes de perguntar a doutora, Taka fazia uma pergunta interessante, o que raios havia acontecido com aquela galera? Ouvindo a resposta, continuaria o interrogatório. – É possível fazer remédios para tratar dessas pessoas? Por favor, ensine-me caso saiba. – Tinha que manter meus bons modos, afinal de contas, devia tratar uma dama com seus devidos respeitos. Se a mesma apresentasse uma resposta positiva, aprenderia com ela a arte da farmácia, caso contrário, partiria logo para tratar dos pacientes. Em todo, caso, com os assuntos finalizados ia em direção ao Hawk.



Histórico:
 

Objetivos:
 

Spoiler:
 

____________________________________________________


LEGENDAS:
Falas #0066FF | Pensamentos - #FF6600
-''Arroz'' ~
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alê
Narrador
Narrador
Alê

Créditos : 2
Warn : Rumo à Grand Line? - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 12/07/2015
Idade : 21
Localização : Farol - Grand Line

Rumo à Grand Line? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo à Grand Line?   Rumo à Grand Line? - Página 2 EmptyQui 29 Ago 2019, 17:02


O encontro de ambos, Taka e Blum, era breve. Apenas cordialmente, os dois logo conversaram e partiram para caminhos distintos. O cozinheiro, agora sabendo que aqueles homens haviam passado por algum movimento de tortura, caminhava pensativo em relação a isso. O ponto de encontro era a embarcação em que ambos velejavam, talvez, porém, antes disso, o rapaz era abordado por um senhor, encapuzado, o mesmo que havia o visto na saída da casa de sua “amiga”. — Onde encontrou aquilo? — questionou ele, rispidamente é direto ao ponto no que lhe interessava.

— Não me venha com piadas e segredos, perante Deus você é um culpado e até que se prove o contrário, coisa que duvido, é um ladrão. Então, me devolva esse colar que não irei denunciá-lo para a Marinha do marinheiro Eric! — afirmou estendendo a mão para pegar o que era de seu interesse. A confiança era tremenda que nenhuma arma era sacada pelo mesmo. Cada vez mais o punho daquele monge se aproximava do peito do cozinheiro protagonista, que tinha consigo o que lhe interessava.

Enquanto isso, o interesse de Blum em aprender sobre as técnicas fármacos era surpresa para a garota. — C-Certo... — comentou ela surpresa — Irei lhe explicar sobre a farmácia de medicamentos para tratamento, é um bom passo para o que aprendeu anteriormente.... — deu início ela a um aprendizado que durou tempo necessário para que o rapaz chegasse próximo a perda de noção de tempo. — Acho que agora tenho que terminar tais curativos, o tio Eric não iria gostar que fizesse meu trabalho pela metade... E ver você próximo, talvez fosse considerado culpado, quer dizer, acredito que você não seja... Enfim... — nervosa, prosseguiu os tratamentos dos enfermos que havia demonstrado a Blum.

Ao longe, o rapaz podia ver que seu amigo Taka havia sido abordado por um estranho elemento. Posterior àquela cena, o mesmo podia ter uma ampla visão da presença de mais encapuzados, aparentemente esperando alguma sinalização, ou apenas vendo o que se sucedia ali mesmo. Eram dois? Três... Talvez até quatro, a distância não ajudava muito a definir isso, mas haviam alguns outros ali mesmo. — Senhorita, seu tio está na linha... — comunicou uma experiente enfermeira com uma espécie de “caracol” na mão, ressoando um “peroperopero peroperopero catcha!”. — Oi tio! — falou a garota atendendo e afastando-se um pouco de Blum.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


SUPER IMPORTANTE:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Blum
Designer
Designer
Blum

Créditos : 6
Warn : Rumo à Grand Line? - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2013
Idade : 18
Localização : Ilha do Gelo

Rumo à Grand Line? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo à Grand Line?   Rumo à Grand Line? - Página 2 EmptySeg 02 Set 2019, 21:00


Cap. II
Rumo à Grand Line?

Um novo rumo
A melhor das estratégias

Aquela moça esbelta havia quebrado meu galho e procedia nos ensinamentos, conseguia absorver com facilidade a arte dos remédios. Existia uma infinidade de nomes para cada composto químico, mesmo tendo a base de alguns deles para mim isso ainda foi espantoso. Minha mente estava esgotada após passar tanto tempo me esforçando nos estudos, era como se eu estivesse passado um dia inteiro num sol escaldante trabalhando numa obra. Suspirava. E meio que subitamente a moça desfocava a atenção de mim e voltava-se a tratar dos pacientes. A enfermeira havia mudado seu semblante após mencionar num tal de Eric e conseguia perceber que esse cara não era coisa boa. No mais, não era coisa para se preocupar.

Agora como parte do acordo iria ajudar os pacientes feridos, mas primeiramente deveria agradecer da maneira certa, chamaria a atenção daquele ser angelical e falaria. – Eh... Ob – Meus lábios travavam na hora de falar, não por causa de vergonha, mas por ver um idiota sendo atacado por um estranho. – HÃAAANNNN?! – Depois disto, a garota voltou-se sua atenção para um den den mushi - minha família, se assim posso chamá-la, usava vários deles -, eh, mas a explicação ficava para outra hora. Tinha algo mais importante a minha frente.

E, num piscar de olhos estava viajando para outro mundo e após frações de segundos voltava a realidade. – Que diabos?! – Havia encontrando o malfeitor que tinha me dado uma caravela. Não era possível tanta coisa acontecendo em instantes de segundos deixava-me perdido cada vez mais, era muita informação para minha mente processar. Me dá um tempo, coisa ruim! Respirava profundamente e pensava em um caminho para se livrar dessa pedra no sapato. – Só tem um cara lá, se eu aparecer, provavelmente se assustará e recuará. – Caminharia em direção ao Takamoto e, enquanto isto, percebia algo, e não cheirava a coisa boa. Tinha diversas pessoas escondidas, prontas para encruzilhar o cozinheiro. – Droga! O que eu faço? – Ficava nervoso, porém a cada passada controlava minha respiração e acalmava-me. Estava na hora de colocar meus conhecimentos em prática!

O primeiro passo de meu plano meticuloso era esperar que aqueles indivíduos aparecessem para confrontar Takamoto, e nessa hora era o qual eles iriam errar. Para isto, aguardaria em um canto onde parecesse escondido e aguardaria os inquilinos agirem. Quando isto acontecesse, correria em direção a confusão. – Ei! – Berraria. Com um semblante sério, seguraria firmemente em um cabo de minha espada. – Vocês acham que ele está sozinho? – Nessa hora eles ficariam um pouco surpreso, mais ainda manteriam a calma, visto que estavam em maior número, mas a coisa que queria de fato era apenas arranjar tempo. Agora a rainha havia finalmente alcançado o rei e executado o cheque-mate. – Bem... Até mais! – Usaria o máximo de minha aceleração para sair dali o mais rápido possível e esperaria que Takamoto conseguisse fugir dali também, não tinha como confrontar aqueles caras, as chances de vitórias eram mínimas e se ganhássemos sairíamos gravemente feridos.

Na minha fuga refletia um pouco sobre minhas ações. – No final das contas, nem consegui ajudar os pacientes... Isso vai retornar de alguma forma, se não estiver já retornando. – Lastimava minha falta de sorte. Seria improvável escapar desses caras, então a melhor opção seria fugir para o único local que conhecia, o QG da marinha, com certeza estaria a salvo lá...

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________


LEGENDAS:
Falas #0066FF | Pensamentos - #FF6600
-''Arroz'' ~
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 52
Warn : Rumo à Grand Line? - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

Rumo à Grand Line? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo à Grand Line?   Rumo à Grand Line? - Página 2 EmptyQui 05 Set 2019, 23:53

Takamoto Lisandro desculpe a demora.



Já tinha pegado informações o bastante com Blue e a enfermeira, já era hora de partir em direção ao navio. Havia passado por essa ilha em uma das viagens com meu pai, testei diversas receitas regionais e criei alguns pratos “diferenciados”, agora era a hora receber as compras e partir em direção a Grand Line. Olhava para frente admirando o ilustre horizonte da cidade, estava quase no porto podendo ver um mar azul no fundo da paisagem e uma figura um tanto curiosa aparecia atrapalhando minha visão. Trajava um capuz como antes, era o mesmo líder dos cavaleiros que havia passado por mim, seus olhos me encaravam, ele esteve prestando atenção em mim desde aquela hora? Seus passos eram ligeiros e realmente se direcionavam em minha direção. Disparou uma pergunta apontando para o meu colar, baixei minha cabeça indo ao encontro do artefato no qual ele se referia. – Foi um presente. – Respondi rispidamente, ele estava agressivo e sua expressão apenas delatava seu principal objetivo.

Julgando sem nem mesmo ter provas direcionava sua mão em direção ao meu pescoço, dando um pequeno passo para trás e direcionaria meu pulso ao punho do homem o jogando para o lado e mudando sua trajetória. – Não sou um ladrão, este colar é um presente. Algo dado a mim de forma especial, agora é meu tesouro e não vou deixar que toque nele. – Não sei o porquê desse colar ser tão especial para esse cara, será que ele é um dos amantes da senhorita de antes? Talvez eu tenha me metido em uma briga de casal e criado algum tipo de triângulo amoroso. Dando mais um passo para trás esticaria meus dois braços em direção a ele, minhas palmas abertas indicando que não queria brigar. – É sério, eu ganhei de presente de uma senhorita. Eu não tenho nenhum caso com ninguém! Nunca serei um talarico! – A situação estava precária, não sabia que se ele aceitaria bem minhas explicações. Um homem que pensa que foi traído é bem perigoso.

Ele ainda estava com suas mãos nuas, sem pegar alguma arma não transmitia qualquer perigo, mas caso puxasse algo que me ameaçasse não teria duvidas que teria que apagar o marido da senhorita. – Calma lá. – Só precisaria apaga-lo, estava recuperado dos meus ferimentos anteriores e meu corpo nunca esteve tão forte. As batalhas de outrora tinham fortalecido minha alma e corpo, em plena forma não seria um desafio enfrentar apenas um homem. Caso puxasse alguma lâmina, não hesitaria em alguns passos se aproximar do inimigo e defender seu primeiro golpe segurando seu pulso com a mão mais próxima e disparando um jab com meu punho livre.

Se viesse ao meu encontro com alguma arma de fogo, teria que ter uma aproximação rápida, ele estava a queima-roupa, daria um giro no meu eixo e com as costas da minha palma atingiria a arma ou a mão do atirador, tiraria meu corpo de sua linha de fogo e em um pequeno salto, jogaria todo meu peso do corpo em direção a ele disparando um direto em sua face enquanto fossemos de encontro ao chão.


Offs:
 

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Alê
Narrador
Narrador
Alê

Créditos : 2
Warn : Rumo à Grand Line? - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 12/07/2015
Idade : 21
Localização : Farol - Grand Line

Rumo à Grand Line? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo à Grand Line?   Rumo à Grand Line? - Página 2 EmptyTer 10 Set 2019, 02:35

A situação começava a se complicar para a dupla protagonista. Na ausência de seu outro companheiro de viagem, Blum e Taka continuavam suas peripécias na ilha católica. O segundo, conseguia arranjar problema com os padres do local, ou eram sacristãos? O cozinheiro podia nem fazer ideia do que realmente era aquele senhor que o ameaçava, mas a certeza era que ele não estava sozinho, nem muito menos o ruivo.

— Me entregue isso, agora! Dei a chance para você escapar sem problemas, mas você recusou. Agora! — erguendo seu braço, o homem aparentava dar o gatilho para uma ação já planejada. Dois homens que estavam vendo tudo o que acontecia ao longe enfim surgiam, também encapuzados. O que parecia ter sido uma armadilha logo se tornava um contra-ataque inteligente dos protagonistas. Blum, interferindo diretamente no que acontecia, alarmava toda sua chegada e chamava a atenção dos adversários que, pegos de surpresa, titubeavam em seus planos cautelosos.

— Droga! — tentando puxar o pingente, o senhor buscou o enfrentamento direto com o ruivo e esse foi seu erro. Conseguindo desvencilhar-se do golpe, Taka aplicou facilmente um belo soco no queixo do homem de fé, que perdendo o equilíbrio acabou por cair sobre a dupla inimiga que havia surgido por último. Aproveitando-se dessa brecha, o espadachim, lamentando por não ter podido ajudar os enfermos como queria, logo tratou de fugir dali e esperou que o ruivo fizesse o mesmo.

Takamoto tinha duas opções para sair dali. Atrás de si haviam dois caminhos claros. Um a sua direita, que era o mesmo que seu aliado havia utilizado. E o a esquerda, que dava em direção ao centro da ilha, que não seria nada surpresa devido as placas que sinalizariam isso clara e facilmente. Atrás de si, haviam alguns caixotes de madeira, velhos, e alguns latões enferrujados e lixo. Observando tudo que acontecia, chegava um experiente espadachim próximo ao posto de cuidados. — O que está havendo? — questionou o mesmo, segurando o cabo de sua espada enquanto tentava entender o que acontecia.

Blum havia optado em partir por um caminho que, quanto mais ele corria, menos estabelecimentos haviam. Era uma área afastada e de pouco movimento naquela ilha religiosa. Haviam alguns caixotes, sacos de lixo e até mesmo latões, como se fosse o subúrbio onde a maioria da sujeira era tratada. Brisa do mar? Era quase negativa, nada sentido. Não demorou muito para que o espadachim, certa distância a frente, encontrasse uma velha ferraria, afastada das outras casas e locais, afastada do centro urbano.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


SUPER IMPORTANTE:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Blum
Designer
Designer
Blum

Créditos : 6
Warn : Rumo à Grand Line? - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2013
Idade : 18
Localização : Ilha do Gelo

Rumo à Grand Line? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo à Grand Line?   Rumo à Grand Line? - Página 2 EmptyQua 11 Set 2019, 21:41


Cap. II
Rumo à Grand Line?

Uma ferraria antiga
O pior dos monstros

Ofegava um pouco por conta da corrida e quando menos me desse conta estava onde judas havia perdido as botas. – Que raios de lugar é esse?! – Ao redor via um cenário de alta precariedade e existia um clima bem tenso, parecia que a parte dessa cidade estava gritando por ajuda. Uma aura de coloração negra e diabólica rondava naquele lugar, começava a sentir um calafrio no meu corpo e de uma hora para outra conseguia sentir a corda no pescoço, ficava confuso e frustrado, pois não sabia como tinha conseguido parar nesse canto. Ao olhar para frente enxergava o pior dos cenários, vislumbrava uma casa típica de histórias mal-assombradas. Paralisava. Em alguns instantes seria convidado a vestir o pijama de madeira.

GRRUUUMMM.Quê? – Meus olhos se arregalavam. De fato um mostro existia ali e novamente aquele ser maligno grunhia. Berrava novamente. Não era possível o que tinha acabado de ouvir... E não, não era a casa que tinha ganhado vida, eu... eu... Estava apenas com fome. Suspirava. – Que idiotice. – Resignei-me. Quando cheguei nessa ilha não parei em nenhum canto para relaxar, tinha ido reforçar meu arsenal e depois comecei a aperfeiçoar meus conhecimentos, e isto acabou afetando minha mente e, além do mais, tinha gastado uma boa energia para fugir e tal fator explica muita coisa. É claro, sem nutrientes necessários não pude pensar direito e acabei parando nesse lugar esquisito. Apenas pegaria minha preciosíssima especiaria milenar da minha mochila e desfrutaria daquele manjar dos deuses, arroz com mayo era definitivamente o melhor.

Após terminado da refeição iria até aquela ferraria, afinal de contas, não sabia como voltar para meu ponto de destino e trilhar sozinho um caminho parecia-me uma ideia insensata. Adentaria no estabelecimento e perguntaria a algum responsável como fazia para encontrar o QG da marinha – já que era meu ponto de referência. Com uma resposta positiva, agradeceria e tentaria seguir as instruções apresentadas. Se não conseguisse a reposta esperada, tentaria tomar um rumo em direção a cidade sozinho. – Hm.. Será que o Taka conseguiu dar o fora?


Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________


LEGENDAS:
Falas #0066FF | Pensamentos - #FF6600
-''Arroz'' ~
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Blum em Dom 15 Set 2019, 18:01, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 52
Warn : Rumo à Grand Line? - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

Rumo à Grand Line? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo à Grand Line?   Rumo à Grand Line? - Página 2 EmptyDom 15 Set 2019, 17:05

Takamoto Lisandro Q?.



Não vou dá um presente para um estranho, ele estava tentando me assaltar e isto por si só era um crime então não tinha porque me incomodar ao dá algumas pancadas nesse homem. Ele me olhava torto, realmente achava que eu havia roubado esse colar e muito menos acreditava nas minhas palavras, e conforme minha recusa, ele se enfurecia, erguia seu braço para cima esperando que algo fosse acontecer. Inclinei minha cabeça ainda confuso, mas uma movimentação atrás dele logo esclareceu minha mente, ele não estava sozinho, porém eu também não. Blue chegava ao meu encontro, seus olhos trovoavam de fúria, ele havia sacado o plano desses encapuzados e havia os encurralado. – Muito bom Blue! – Ergui meu braço e mandei um sinal positivo com o polegar, o médico estava calmo e ao olhar em seus olhos notei que o mesmo pensava o mesmo que eu. Assenti positivamente mexendo a cabeça, o homem em desespero tentou pegar a força o colar, bastou um passo para trás e um simples jab para colocá-lo no chão.

Ele caia sobre seus companheiros pateticamente, Blue esboçava sua expressão de calma e clareza, era a hora de terminar a briga. – Agora! – Esperei que ele se aproximasse e juntos fossemos prender os maníacos do colar, mas quando fintei os homens e direcionei minha visão ao espadachim, ele já não estava mais lá. – Han?! – Batendo os pés na bunda, ele corria rapidamente. – Volta Blue! Ué? – Balancei o braço dando pequenos pulos, ele não tinha nada, ficamos na vantagem e ele se escafedeu. Passou a terceira macha e acelerou.. Não sabia se ele voltaria. – Pois bem.. – Não mostraria agressividade perante aos malfeitores, agachando e ficando próximo dos homens deitados no chão, fitaria e pegaria o cordão do colar deixando o pingente destacado para eles. – Esse colar é meu, um presente concebido a mim. Entendeu? Não roubei nada, se tentar assaltar ele de mim. Eu acabo com vocês três. – Espero que eles tenham entendido.

Levantando com ambas as mãos nos joelhos, coloquei o colar para dentro da minha blusa e coloquei minha mão direita no bolso de minha calça. – Se quiser fazer perguntas, posso até responder. – O quanto antes a situação fosse esclarecida, tiraria uma pedra dos meus sapatos. Se perguntassem como ganhei o colar, explicaria de forma direta. – Ganhei de uma senhora da loja de embarcações, nada demais. Ela deve ter me achado bonito e me deu.. Acho. – Esconderia o fato de toda a situação sexual ao qual passei. – Até. – Se tudo fosse resolvido, iria caminhar novamente em direção ao Hawk, prestaria atenção se todos as compras haviam sido entregues e preparadas.

Dando um pulo para trás, em posição de luta, aguardaria que os três sujeitos se levantassem se eles não acreditassem. – Pelo modo mais difícil ein? – Aqueceria meu corpo com agitando meu corpo dando pequenos passos indo e voltando a minha posição inicial, esperaria pelo primeiro golpe, bloquearia usando meu antebraço e daria um jab visando o tórax. Os três tinham experiência ao lutar juntos, não iriam de um em um, após o golpe recuaria dando um passo para trás voltando minha visão ao próximo inimigo. Se visasse minha parte superior, abriria bem minhas pernas, caindo ao chão de pernas abertas, a flexibilidade adquirida no circo viria a calhar. Desviando do golpe, direcionaria meu punho em direção ao saco do indivíduo, um prato de ovos mexidos. – Próximo! – O terceiro ou primeiro encapuzado tentaria me acertar dado minha circunstância, usaria meus braços de apoio e direcionando meu peso, inclinaria para frente, flexionaria meus braços e com uma impulsão para trás tentaria sair do alcance do golpe. Levantaria. – Mais uma rodada?


Offs:
 

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Alê
Narrador
Narrador
Alê

Créditos : 2
Warn : Rumo à Grand Line? - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 12/07/2015
Idade : 21
Localização : Farol - Grand Line

Rumo à Grand Line? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo à Grand Line?   Rumo à Grand Line? - Página 2 EmptyQui 19 Set 2019, 01:09

Há um momento ideal para uma boa refeição? Para Blum aquele momento era o ideal para tal coisa. Totalmente concentrado em sua refeição, o rapaz não percebeu que o tempo saltou como um atleta profissional. O entretenimento do rapaz era tanto que o mesmo não conseguiu perceber a chegada de mais uma personalidade. Para pessoas normais, ou até audições elevadas poderiam ser dificilmente complicados de identificar tal movimentação. — Esse almoço deve estar muito bom para você devorá-lo dessa maneira... — martelando seu martelo em um ferro quente que acabara de tirar da fornalha, um experiente homem começava a moldar a matéria prima na frente do rapaz.

Analisando todo o contexto da situação, Blum poderia ver facilmente uma forja, é claro, que aparentava ser normal. Sendo mais cauteloso, ou até perceptivo, o rapaz podia ver que havia um casaco da marinha que combinava perfeitamente com os trajes claros e azulados do homem. Conhecendo a escrita natal, o mesmo podia identificar o termo “Capitão” em uma ombreira com uma espada colocada um pouco mais abaixo. — Não ligue para minha presença, sou apenas um velho marinheiro forjando armas para os jovens espadachins da ilha. Aliás, deseja alguma coisa? — não tirando os olhos do que fazia, o homem prosseguia fazendo o que almejava enquanto conversava com o espadachim protagonista.

Enquanto isso Takamoto havia ignorado a tentativa de seu aliado de afastá-lo do perigo e prosseguia tagarelando com o velho que havia tentado o surrupiar. — Não quero saber de suas histórias pornográficas, seu impuro! Você acabou de me agredir, seu monstro brutamontes! Peguem-no! — bradou o velho, indicando para que seus aliados partissem para cima do protagonista ruivo. Para o boxeador cozinheiro tudo podia se resolver fácil com socos trocados, talvez esse pensamento até persistisse com o acertar do primeiro soco, porém, quando avistou que estava em minoria, as coisas ficaram complicadas.

O primeiro, atingido evidentemente, havia se afastado para recuperar-se do ocorrido, porém, os outros dois conseguiam trocar golpes com o ruivo. O primeiro agarrou um dos braços do rapaz enquanto o outro deferiu-lhe um soco no estômago que imediatamente tomou-lhe o ar necessário para respirar, obrigando-o a ajoelhar-se perante tal desafio. — Agora você irá pagar seus pecados! — afirmando com certa soberba, o velho, assim como Taka, conseguia perceber que o outro inimigo voltara, retornando à situação para uma luta de um homem versus três desconhecidos. Os mesmos formavam uma posição triangular, tentando cercar o protagonista, restando apenas a “traseira” ainda aberta para tentativa de corrida, já que lentamente os homens se aproximavam e fechavam o cerco.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


SUPER IMPORTANTE:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Rumo à Grand Line? - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Rumo à Grand Line?   Rumo à Grand Line? - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Rumo à Grand Line?
Voltar ao Topo 
Página 2 de 14Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 8 ... 14  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Lvneel Kingdom-
Ir para: