One Piece RPG
A Little Piece Of Heaven - Página 5 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
A Little Piece Of Heaven - Página 5 Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 19:53

» Livro Um: Graduação
A Little Piece Of Heaven - Página 5 Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 19:41

» Arco 5: Uma boa morte!
A Little Piece Of Heaven - Página 5 Emptypor Milabbh Hoje à(s) 19:28

» As Raízes do Vigilante Lucífugo
A Little Piece Of Heaven - Página 5 Emptypor Kekzy Hoje à(s) 18:29

» Meu nome é Mike Brigss
A Little Piece Of Heaven - Página 5 Emptypor Shiro Hoje à(s) 17:46

» 1º Tale - Where the Earth Meets the Sky
A Little Piece Of Heaven - Página 5 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 16:50

» Os 12 Escolhidos, O Filme
A Little Piece Of Heaven - Página 5 Emptypor Ceji Hoje à(s) 16:14

» Kit - Ceji
A Little Piece Of Heaven - Página 5 Emptypor Ceji Hoje à(s) 15:23

» [ficha] Arthur D.
A Little Piece Of Heaven - Página 5 Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 15:15

» Mini-Aventura
A Little Piece Of Heaven - Página 5 Emptypor Makei Hoje à(s) 14:25

» [Mini-Aventura] A volta para casa
A Little Piece Of Heaven - Página 5 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 12:40

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
A Little Piece Of Heaven - Página 5 Emptypor Akuma Nikaido Hoje à(s) 12:34

» Mini-Aventura
A Little Piece Of Heaven - Página 5 Emptypor Makei Hoje à(s) 12:29

» Art. 4 - Rejected by the heavens
A Little Piece Of Heaven - Página 5 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 12:04

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
A Little Piece Of Heaven - Página 5 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 11:06

» [Mini-Azarado] Um falastrão beberrento
A Little Piece Of Heaven - Página 5 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 10:58

» Jade Blair
A Little Piece Of Heaven - Página 5 Emptypor Kylo Hoje à(s) 03:42

» Seasons: Road to New World
A Little Piece Of Heaven - Página 5 Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 02:26

» The Victory Promise
A Little Piece Of Heaven - Página 5 Emptypor Akise Hoje à(s) 00:33

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
A Little Piece Of Heaven - Página 5 Emptypor Fukai Hoje à(s) 00:27



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 A Little Piece Of Heaven

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : A Little Piece Of Heaven - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

A Little Piece Of Heaven - Página 5 Empty
MensagemAssunto: A Little Piece Of Heaven   A Little Piece Of Heaven - Página 5 EmptyQui 18 Jul 2019, 17:13

Relembrando a primeira mensagem :

A Little Piece Of Heaven

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Caçador de Recompensas Akira Suzuki. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas


Data de inscrição : 04/02/2013

A Little Piece Of Heaven - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: A Little Piece Of Heaven   A Little Piece Of Heaven - Página 5 EmptySeg 30 Set 2019, 10:22

Hell Bells - Parte VII

Fazia tempo desde a última vez que havia feito uma manobra arriscada e delicada como aquela e, não podia negar, estava com forte receio de dar errado. Vários fatores deixavam os riscos daquele salto um tanto imprevisíveis, com variáveis o bastante para eu poder apenas torcer que aquilo desse certo. Eu podia ser mais pesado do que esperava e as pessoas não conseguirem aguentar meu peso, eu podia acabar pisando em falso e ser pisoteado pela multidão após cair... Eu sabia que qualquer falha iria significar o fim do prefeito, mas também sabia que o mesmo podia ocorrer se eu não me apressasse. No final, não haviam escolhas, e só o sucesso dos saltos pra mim já era motivo de comemorar. Bom, comemorar é um termo forte demais, especialmente porque a cada passada que dava o receio de falhar e cair me tomava; talvez eu devesse confiar mais nas minhas capacidades nessas horas, mas, bom, eu precisava admitir que dá última vez que confiei demais no meu potencial acabou rolando uma falha vergonhosa - "Um obstáculo à menos, agora falta apenas ele" - Pensava comigo mesmo, com meu foco mais uma vez recaindo no meu alvo.

No final, não importava quão boa fosse minha ideia e execução, eu deveria saber que não seria possível ultrapassar um cavalo em movimento indo em direção à seu predador. Mesmo que eu estivesse correndo em velocidade máxima isso seria uma tarefa complicada, quando mais pulando por cima de uma multidão - "DROGA, DROGA, DROGA, EU NÃO POSSO DEIXAR ESSE MISERÁVEL MATAR YOHAN!" - Meus olhos se arregalavam e a adrenalina percorria pelo meu corpo o renovando. Meu sangue circulava como fogo enquanto via a adaga "apenas" lacerar a perna do prefeito graças a uma manobra montada tão maestralmente feita que me fazia perguntar onde aquele senhor havia aprendido aqueles movimentos. Mesmo com minha postura normalmente controlada, era impossível não me exaltar com aquele rapaz que parecia obcecado em matar o prefeito, ponto de ter entrado no nosso caminho três vezes. Eu não sabia se minha revolta era pelo empecilho que ele estava sendo ou raiva por ele tentar matar Yohan, mas, mesmo suspeitando ter um pouco dos dois, eu apostava mais na primeira possibilidade. Mesmo querendo proteger Yohan, eu havia o conhecido no mesmo dia e não havia ouvido as melhores histórias sobre o senhor, não havia motivos fora da investigação para eu lhe proteger com tanto afinco, não atoa quase havia desistido antes, mas deixar morrer o regente daquele lugar apenas por histórias mal contadas ainda assim parecia errado para mim. Eu precisava conformar por mim mesmo se ele era culpado ou não, e até lá não deixaria ninguém por em risco a vida de Yohan.

O choque de corpos ocorreu em uma fração de segundo, e, tenho certeza, doeu mais nele do que em mim. Eu já havia deixado aquele miserável escapar uma vez, não deixaria isso ocorreu denovo. Por mais que ficar em um combate montado com aquele rapaz não o que eu chamava de confortável, eu sabia que estava na vantagem ali, excerto pela dificuldade relativamente alta de me esquivar de ataques, e não deixaria a situação se inverter. Sem capacidades de sair da linha do ataque dele, a primeira coisa que tentaria fazer seria segurar sua mão pelo pulso, já tentativa de impedir que a adaga avançasse perigosamente contra mim; além, claro, de aproveitar o braço estendido dele para contra-atacar. Com minha mão livre, caso houvesse conseguido segurar o pulso dele com sucesso, tentaria acertar a parte interna do cotovelo do rapaz, movimento que ele dificilmente conseguiria evitar sem ter que deslocar seu braço, com o objetivo de força-lo a dobrar o braço graças a força na junta; e, em caso de sucesso, usaria a própria mão que segurava o pulso do tal braço para força-lo para baixo, para junto de seu corpo, erguendo-me levemente afim de usar o peso do meu corpo todo para que conseguisse prender o braço armado dele junto ao corpo, para reduzir seu potencial ofensivo. Caso não conseguisse fazer ele dobrar o braço, tentaria golpear mais vezes até que ele cedesse. Caso não conseguisse soltar o braço na hora que fosse o empurrar para junto ao corpo, tentaria golpear o braço para longe afim de impedir que o ataque com a lâmina alcançasse minha pele. Caso eu não tivesse sequer tempo ou sucesso em segurar seu punho ora começo de convença, tentaria evitar o ataque curvando meu tórax para trás para tentar sair da linha de ataque, e em seguida retornar, com os braços dobrados para trás e cotovelos à frente, usando a aceleração acumulada no retorno para golpear seu tórax com ambos os cotovelos, pondo a força do corpo todo para tentar tirar-lhe o ar além da dor do golpe.

Caso a situação de invertesse e eu acabasse ficando em desvantagem derrubado, a primeira coisa que faria seria segura-lo com minhas pernas para o impedir de se levantar e ir atrás de Yohan, por mais que a essa altura fosse difícil de ele o alcançar. Caso ele tentasse golpear minhas pernas com a adaga, tirando a atenção de mim, eu esticaria meus braços "para cima" e em seguida os projetaria para frente ao mesmo tempo que tentaria me erguer, usando a força do movimento para conseguir levantar meu tórax do chão e ter alcance para, ou empurra-lo e o fazer voltar ao chão, ou acertar-lhe com uma cotovelada no rosto, sempre tentando fazer o movimento antes que ele me acertasse. Caso conseguisse o fazer e o leve novamente ao chão, tentaria usar o peso do meu corpo para pressionar seu punho predominante contra o chão, na tentativa de inutilizar a mão que segurava a adaga. Caso ele conseguisse me acertar antes de eu reagir, eu o largaria com o um grito de dor, mas, na hora que ele se levantasse para sair, pegaria minhas shurikens e jogaria contra ele, especialmente contra suas pernas, para que ele não conseguisse sair correndo atrás de Yohan e, com sorte, até o derrubar. Claro, existia também a possibilidade de ele atacar a mim em vez de minhas pernas, e nesse caso eu sabia que não conseguiria lugar contra a força da gravidade ajudando seus ataques. Quando ele atacasse com sua adaga, tentaria dar um golpe lateral em seu punho, tentando o empurrar para o lado na tentativa de o fazer acertar a terra, e em seguida seguraria seu punho para que não conseguisse retrair a adaga, ao mesmo tempo que daria um soco com tudo em seu rosto. Caso o golpe me acertasse, também seguraria seu punho para impedir que a adaga fosse retraida, e, lutando contra a dor, tentaria dar um soco em seu rosto - "A-Akira, respira, você já passou por coisa p-pior!" - Diria a mim mesmo para me fazer suportar a dor da facada.

Caso o combate se alterasse para um conforto convencional, com ambos de pé, logo sacaria meu Katar. Eu não podia deixar ele tomar a iniciativa para que não fugisse ou corresse em direção à Yohan, assim logo avançaria contra ele de arma erguida. Meu objetivo seria tentar acertar um golpe em seu braço predominante, o que segurava a adaga, ou ao menos no ombro respectivo, afim de tentar minar sua capacidade ofensiva. Caso ele tentasse me golpear em meio a investida, largaria a sustentação do meu corpo para o fazer cair, no intuito de evitar o ataque por baixo, quando então jogaria um dos pés para frente, evitando a queda, e me erguendo novamente para aproveitar a abertura pós-ataque para acertar um golpe direto contra seu braço. Caso não fosse possível esquivar por baixo, giraria para o lado afim de sair da linha do ataque e então faria o mesmo da possibilidade de queda, aproveitaria o momento para um forte vertical em seu braço. Caso ele não me atacasse durante minha investida, ficaria atento para caso ele tentasse me atacar durante meu ataque, ao qual tentaria evitar com um salto no último instante, passando direto por cima dele e acertando seu ombro durante o movimento, afim de ir parar ao final atrás dele é reduzir as chances de ele me atacar durante a investida graças a mudança rápida de posição. Caso ele se esquivasse, não pararia, manteria o movimento de investida até estar a ao menos meio metro de distância dele, para que ele não tentasse me acertar após o meu golpe falho. Caso ele se mantivesse a certa distância de mim ou tentasse correr, sacaria minhas shurikens para jogar-lhes no rapaz, mirando em suas pernas para minar sua velocidade e talvez até o derrubar. Caso conseguisse o imobilizar ou o mesmo se rendesse após o confronto, independente de como este se descobrasse, ergueria minha voz - Você já percebeu a situação em que está, não é? Vou perguntar apenas uma vez: Quais eram seus motivos ao atacar Yohan daquele jeito. Se estivesse simplesmente revoltado e achando que ele era o culpado, não estaria tão calmo, muito menos tão preparado - Questionaria, e em seguida cerraria meus olhos - Quem é você?
OFF:
 

Histórico do Ceji:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 61
Warn : A Little Piece Of Heaven - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 22
Localização : Utopia - 7ª Rota

A Little Piece Of Heaven - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: A Little Piece Of Heaven   A Little Piece Of Heaven - Página 5 EmptySeg 30 Set 2019, 12:06


Narração


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Embolados no chão e perigosamente pertos um ao outro, com a adaga em seu pescoço, Akira agarrava o pulso do agressor, a fim de se defender, impedindo que a ferisse com gravidade. Ainda assim, podia sentir o objeto metálico tocar-lhe a pele, ainda que não estivesse mais progredindo. Diante do perigo, golpeou o cotovelo do homem, o qual não intentava deixar aquela posição com tanta facilidade, pois era a sua condição de equilíbrio no combate no momento. Golpe após golpe, o marmanjo finalmente cedia, fazendo o seu braço girar e arranhando sutilmente a pele da garota, a qual agora estava com um filete de sangue exposto, ainda que sequer aparentasse escorrer.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Em ato contínuo, agora a caçadora habilmente conseguia inverter a situação, vez que contorcia o pulso do homem e estava com a ponta da arma apontada em sua direção. Em contrapartida, o assassino agora tentava segurar a própria adaga, obstruindo o seu caminho. Seu rosto se contorcia à medida que botava força. Por tudo que era sagrado, não queria ser atingido por aquela lâmina. Só após um bom vislumbre que deixou a arma vir em direção ao seu ombo com tudo, antes movendo-se tanto quanto podia, permitindo que a arma penetrasse a terra. Junto à arma, veio Akira, a qual seguiu para baixo, em razão da inércia. Aproveitando a abertura que havia criado, golpeou-a com uma violenta cabeçada, a qual deixou ambos ligeiramente tontos, em seguida empurrando-a para o lado sem muita força, apesar para tirá-la de cima de si.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ergueu-se com dificuldade, visivelmente afetado pelo impacto do golpe - assim como Akira estaria. Todavia, não o impediu de recuperar a adaga fincada na terra. Naquele momentos, com ambos de pé, um sorriso torto, amarelo e vil surgia no semblante maculado — Não tenho mais razões para ficar aqui... mas não deixarei isso barato, garoto! - nesse momento, por cima de seu ombro, Suzuki podia ver Yohan caindo do cavalo, como se todo o seu corpo tivesse amolecido e perdido o vigor. Com uma risada abafada e olhando de soslaio para o lado, agora o assassino tentava se evadir, intentando pular a cerca e partir em disparada. Entretanto, ainda estava sob o efeito do próprio golpe, o que dava a oportunidade de Akira - mesmo em estado semelhante - fazer algo a respeito.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Em um breve momento em que o agressor tomava vantagem, Akira pôde perceber que a multidão havia parado brevemente, mas logo voltava a se agitar. Em cima de um cavalo, o que permitia-lhe enxergar a figura conhecida com clareza, estava Formantis, o qual esbravejava — NÃO O DEIXEM FUGIR! UM DOS NOSSOS POR UM DOS DELES! NÃO SEREMOS MAIS PISOTEADOS, HUMILHADOS! NUNCA MAIS! A NOSSA REVOLUÇÃO COMEÇA AQUI! - brandia uma foice em direção ao prefeito caído. O povo voltava a se agitar, ainda que vários deles estivessem notoriamente perdidos, sem mais saber o que fazer, diante da cena que presenciaram. O prefeito claramente não foi agredido por um dos deles. O que estava acontecendo ali? Era uma pergunta que apenas alguns tinham estavam em condições de se fazer no momento.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]De toda forma, um grupo razoável de pessoas com o sangue fervente continuavam a avançar. Entre elas, Akira podia ver os marinheiros próximos de romper o limiar da multidão, o que lhes permitiria alcançar o prefeito com antecedência. Agora, a garota devia decidir, com base na situação atual, protegeria o prefeito ou partiria em perseguição ao assassino? Qual seria a chave do problema?


Off

Perder post é uma desgraça, mas ai está!

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : A Little Piece Of Heaven - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

A Little Piece Of Heaven - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: A Little Piece Of Heaven   A Little Piece Of Heaven - Página 5 EmptySeg 30 Set 2019, 21:45

Hell Bells - Parte VIII

Meus olhos se arregalavam e minhas mãos tremulavam, eu simplesmente não conseguia acreditar na cena a minha frente. O choque que me cobria só não era maior porque infelizmente eu já possuía algumas suspeitas quanto a Formantis, mas nada naquele nivel. Eu queria poder duvidar dos meus sentidos, do que meus ouvidos e olhos viam e ouviam, mas não haviam mais dúvidas - "Mas, mas... Formantis não havia ficado tão supreso quanto na vinda do prefeito? Como ele teria organizado algo sem conhecimento prévio? Ele só aproveitou a situação para se juntar à população ou...?" - Os pensamentos rodeavam a minha mente, mas eu sabia que esse tipo de detalhe era irrelevante no momento. Agora fazia sentido ele ter tentado nos impedir de fugir, o miserável nunca quis que Yohan fugisse. Eu não sabia se ele era só mais um civil enfurecido ou se ele havia secretamente organizado aquilo tudo como em um jogo de xadrez, mas as minhas suspeitas de antes o faziam tender para a segunda alternativa. Na verdade, não seria sequer difícil imaginar motivos para ele fazer aquilo tudo: Ele e o antigo prefeito provavelmente queriam abordagens diferentes, Formantis queria uma revolução e seu tio uma abordagem pacífica. Ele provavelmente sabia que não conseguiria apoio naquela situação, especialmente sendo um qualquer e indo contra o prefeito local, então usou seu fácil acesso a casa do tio para forjar o assassinato, abrindo vaga de liderança para si e pondo a culpa em Formantis. Seriam dois coelhos com uma só tacada, e ele teria a revolta da população do seu lado para iniciar a investida - "Eu não acredito nisso... Se for isso mesmo, esse maldito é mais despresivel do que eu imaginava."

Muitas coisas aconteciam ao meu redor, e ver o rapaz da adaga correndo me deixava tentado a ir atrás dele. A essa altura eu sabia bem que haviam problemas bem maiores a minha volta, mas deixar ele fugir mais uma vez não me deixava muito satisfeito. O miserável havia escapado duas vezes antes, deixá-lo escapar uma terceira vez seria quase como dizer em voz alta que eu não conseguia o capturar, e meu orgulho não me deixava sofrer uma humilhação dessas. Quer dizer, eu havia prometido a mim mesmo que não deixaria ele escapar denovo, como eu olharia pra mim mesmo se deixasse essa chance escapar? - "NÃO!" - Tentava me tirar daqueles pensamentos - "Do que adiantaria eu o capturar e deixar Yohan der morto?! Seria como preferir vencer uma batalha do que a guerra! Sacrifícios precisam ser feitos, eu também prometi a Yohan que o tiraria daqui em segurança!" - Não importava quem fosse o verdadeiro culpado, Formantis, aquele homem, ou se os dois trabalhassem juntos, meu objetivo principal ali não era mais capturar o responsável. Mesmo que eu fosse um caçador de recompensas, eu não era um insensível vendido, e não iria abandonar alguém para que fosse linchado injustamente - "Mas ele ao menos merece um último presentinho" - Pensava, pegando shurikens com ambas as mãos e aproveitando que ele ainda não havia se distanciado tanto para arremessar várias delas em suas pernas, para prejudicar sua fuga e o fazer ter certeza de não ficar de gracinha perto de mim denovo. Eu sabia que ainda estava tonto, mas confiava na quantidade de lâminas para que ao menos algumas acertassem ele.

Agora não haviam dúvidas que eu precisava cuidar do prefeito. Com ele caído, era um alvo fácil para aquela população enraivecida. Eu não esperava que ele fosse simplesmente apagar quando deixei ele a cavalo, mas, apesar do susto inicial, agora já tinha alguma ideia de qual podia ser o motivo. Considerando que ele havia caído aparentemente sem nenhum ataque por parte dos revoltosos, e ainda que a própria vítima anterior havia morrido através de uma substância nociva, era relativamente seguro supor que aquilo havia sido efeiro de alguma droga ou veneno, e o segundo era bem mais perigoso. Apenas duas pessoas passavam pela minha mente como possíveis responsáveis, e estes eram os principais suspeitos, Formantis e o rapaz da adaga. O primeiro esteve com com Yohan por um bom tempo na charrete e teve mais de uma chance de lhe expor sutilmente a substâncias perigosas, enquanto o segundo podia ter o feito pelo corte que fez em Yohan, caso a substância estivesse em sua adaga. Independente de qual fosse, era óbvio que o prefeito não conseguiria fugir sozinho, e eu precisava o levar para ter tratamento médico o quanto antes - "Nunca que vou conseguir dialogar com essas pessoas. Na verdade, mesmo que pudesse eu não teria coragem de fazer um discurso para centenas de pessoas, não seria convincente... Só tenho uma escolha aqui." - Pensava em uma fração de segundo e, diante do avanço iminente dos civis liderados por Formantis, partiria em disparada o quanto antes em direção àquele Yohan caído.

O que eu faria a seguir seria uma aposta, eu sabia que existiam chances de eu falhar e todo meu esforço ser em vão, mas existia a chance de dar certo e não tirar dali, e eu não largaria esse tipo de possibilidade nem que fosse só uma chance. Aproveitando a confusão inicial dos civis e o possível atraso que os marinheiros pudessem gerar, eu correria até Yohan e seu cavalo. Eu não tinha tempo a perder, e rapidamente pegaria o corpo do prefeito e o jogaria para cima das costas do animal, afim de que ele aterrissasse de barriga e ficasse lá em cima. Após isso, eu mesmo daria um salto para subir no cavalo, tentando substituir a falta de conhecimento de como fazer a ação com minhas habilidades acrobáticas; não seria a mesma coisa, mas eu não tinha tempo para ficar tentando subir do jeito comum apenas com as lembranças de como Yohan havia o feito uma vez em cima, rapidamente entrelaçada os cintos meu é do prefeito, para reduzir as chances de ele acabar escorregando, porque querendo ou não, sabendo ou não, eu precisaria por aquele cavalo em movimento. Com o braço esquerdo me manteria segurando o corpo de Yohan para evitar que balancasse e caísse, com a mão direita seguraria o cabresto do animal e ambas as pernas se manteriam rijidas nas laterais do cavalo para eu não acabar escorregando. Tão logo estivesse pronto, o que esperava que não demorasse sequer alguns instantes, balançaria o cabresto na esperança do cavalo começar a se mover - "Não pode ser tão difícil quanto parece, né? Eu não sei conduzir esse cavalo, fazer ele virar nem nada do gênero, mas se puder por ele pra se mover eu só vou precisar me concentrar em me manter equilibrado aqui. Yohan já havia feito ele ir na direção certa, só preciso confiar nele!" - Dizia a mim mesmo, tentando futilmente me impedir de suar frio.

Uma vez que o cavalo começasse a se mover, um suspeito de alívio sairia da minha boca, mas sabia que aquele era só o começo. Sem noção de como conduzir o animal, restava pra mim apenas usar meus conhecimentos acrobáticos e bom equilíbrio para manter a mim e a Yohan ali em cima do cavalo. Sabia que não havia chances de ir mais rápido que alguém que sabia montar, mas o único lá com cavalo era Formantis, o que significava que ele seria o único que teria chances de acompanhar o trote. Claro, como eu não sabia manobrar aquele bicho seria difícil fugir dele caso nos alcançasse, eu precisaria o parar antes que isso acontecesse. Confiando nas direções que Yohan havia dado antes de desmaiar, eu seguiria o caminho me segurando em meio aos solavancos e segurando o prefeito também, mas preparado para caso Formantis viesse. Havia sido para esse tipo de caso que havia prendido Yohan à meu cinto, uma vez que precisaria de uma mão livre caso precisasse combater Formantis ou tentar o atrasar; claro que a instabilidade daquele homem desmaiado aumentaria, mas como estáriamos seguindo em linha reta, criticava que um instante preso apenas pela cintura não o faria cair tão fácil. Nesse caso, precisando o largar por ver que Formantis se aproximava, tentaria catar algumas shurikens e as jogar pouco a frente do cavalo, na tentativa de o assustar e fazer parar. As shurikens seriam jogadas também um pouco pelos lados, para impedir que Formantis conseguisse as evitar com uma manobra lateral. Caso o líder dos trabalhadores conseguisse chegar perto o suficiente, eu bradaria em sua direção com sangue fervente - FORMANTIS, O QUE DIABOS VOCÊ ESTÁ FAZENDO?!?! NÃO ME DIGA QUE FOI VOCÊ QUE ORGANIZOU ESSAS PESSOAS!?! - O questionaria, na esperança de conseguir ao menos alguma resposta. Caso alcançasse a cidade, começaria a gritar para as pessoas, na esperança de ajuda - ALGUÉM CHAME A MARINHA! O PREFEITO...! - E, caso após alcançaremos a cidade, a multidão de trabalhadores parasse de perseguir, a adrenalina ligeiramente diminuiria e o desespero de voltaria a outro fator - C-COMOOO QUEEE EU PAAAROOO EEEESSA COOOISAAAAA~~ ?!? - Berraria, e então, pela primeira vez desde que houvesse subido, tentaria puxar o cabresto em minha direção para ver se ele teria alguma reação, e rezando para que ele parasse ou ao menos reduzisse de velocidade com isso.
Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 61
Warn : A Little Piece Of Heaven - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 22
Localização : Utopia - 7ª Rota

A Little Piece Of Heaven - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: A Little Piece Of Heaven   A Little Piece Of Heaven - Página 5 EmptySeg 30 Set 2019, 23:29


Narração


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Era uma escolha complicada de se fazer no calor do momento. Pesava mais para Akira a sua palavra, pela qual havia feito uma promessa ao prefeito. A balança pesava mais forte para o lado de Yohan, o qual exigia uma ação mais imediata. Todavia, mesmo com a decisão feita, a garota não pretendia deixar sair barato; de costas, o homem era um alvo fácil, o qual sentia a sua carne ser dilacerada por três shurikens. Sem resistir ao abalo momentâneo, cedeu ao chão, urrando de dor.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Akira podia ter conseguido parar a sua movimentação - por enquanto - mas logo sentia um estranho formigar no local da ferida que a adaga lhe tocou. Assim como havia pressuposto, a arma estava envenenada. A quantia que havia entrado em seu corpo era mínima, sem maiores efeitos, mas agora tinha certeza do que se tratava. Aliás, ainda que fosse mínima, era algo a se preocupar, visto que não conhecia a periculosidade do veneno utilizado.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Sem mais delongas, Suzuki avançava em direção ao homem caído, ao passo que podia escutar as vozes dos marinheiros atrás de si — RETARDEM O AVANÇO! SOLDADO KYURI, ATRÁS DO SUSPEITO! - gritava um dos Sargentos, a reconhecer, aquele que não sabia o nome - poderia supor. Assim, um dos dois soldados desviava-se do caminho, indo além da cerca a fim de deter o fugitivo. Ao que indicava-se, até o momento, os esforços da caçadora rendiam seus frutos, ainda que não tivesse ido atrás do agressor. Metade dos seus problemas estavam resolvidos, mas conseguiria superar o que faltava?

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Erguendo Yohan, a caçadora conseguia jogá-lo para cima do cavalo, ação que lhe havia custado muito tempo para acertar a posição e subir no animal, só sendo possível naquele intervalo devido aos corajosos esforços dos marinheiros. Se olhasse para trás, veria-os sendo empurrados em um confronto de armas, defendendo-se como podiam — NÃO DEIXEM OS MARINHEIROS IMPEDIREM O NOSSO CAMINHO! ELES ESTÃO DE COMPLÔ COM O NOSSO OPRESSOR, SEMPRE ESTIVERAM! QUANDO FOI QUE SE ATENTARAM A NÓS?! - Formantis continuava a instigar o grupo em frenesi, resultando em um engajamento mais agressivo, o que só dificultava a vida dos fardados.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Tomada a devida providência para o enfermo não cair durante o caminho, a ninja disparava colina acima com o cavalo, segurando-se como podia. Aproximavam-se da Mansão do Prefeito, a qual encontrava-se com a entrada aberta. Aquela era a direção contrária da qual Suzuki havia vindo antes e, para voltar, teria que descer por uma das laterais da colina e encontrar um caminho diverso ao da encruzilhada. Enquanto isso, o prefeito continuava a perder sangue. Não havia muito o que ser feito a respeito no momento e a garota só podia confiar nos instintos do animal. Ao chegar lá em cima, o equídeo girou, sem saber para onde ir e sacudindo a sua montadora. Como se estivesse igualmente desesperado, o seu instinto o fez tomar a direção de casa, do local o qual cresceu e foi treinado.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O problema era que ele deu meia-volta. Meia volta direto para a multidão - ou quase isso. A diferença é que agora ele ia por fora da cerca, evitando a estrada e o aglomerado de gente - escapando sabiamente do feio espantalho na descida. O vento soprava forte com a velocidade do animal, jogando os cabelos da caçadora para trás e fazendo zumbir os seus ouvidos, além de inflar as suas roupas. Logo passou pela multidão, a qual teve desencadeou a reação de alguns, os quais inutilmente tentaram dar alguns passos em sua direção, antes de desistir.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Galopando, logo chegava à entrada da floresta pela qual havia passado junto a Geraldine. A vila parecia deserta naquele momento. Havia deixado a encruzilhada para trás e a vantagem de distância que possuía era notória... Ou melhor, foi notória enquanto Formantis tinah dificuldades para abrir caminho em meio à multidão, mas logo pôde escutar os seus galopes se aproximarem, ainda um pouco distante. O homem encurtava a distância cada vez mais, com a foice pendurada ao lado de seu cavalo. Aparentava estar furioso, com o sangue voraz pulsando em suas veias.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Logo o sol dava lugar às sombras do bosque, momento no qual Suzuki aproveitou para disparar algumas shurikens de sobreaviso. A distância que havia se encurtado voltava a crescer ligeiramente, para tão só voltar a diminuir — GAROTO IMPRESTÁVEL! - Formantis respondia, investindo na direção da garota. Não só corriam, como gritavam, o que gerou uma enorme curiosidade na vizinhança próxima, pois logo saiam do bosque, chegavam à área residência não tão luxuosa da ilha, pelo mesmo caminho traçado outrora. De um lado, Akira clamava por ajuda; de outro, Formantis a acusava de sequestradora e afins — PIRATA! PIRATA! O PRESIDENTE YOHAN ESTÁ EM SUAS MÃOS! - alardava.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Assim, Akira puxava o cabresto do animal e, para seu infortúnio, o animal respondia de forma assustada, quase derrubando-a ao empinar e preparar uma meia-volta completa. Nesse movimento, Formantis encurtava a distância e, com o cavalo da ninja ainda de lado, sem ter completado a volta, brandia a foice em sua direção. Finalmente a arma maldita era erguida contra ela. As mãos sangrentas se opunham àquela que lhe estendera a mão; inescrupuloso e ímpio, a lâmina sedenta ia em direção à parte superior de seu corpo.

Off

X1 X1

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : A Little Piece Of Heaven - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

A Little Piece Of Heaven - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: A Little Piece Of Heaven   A Little Piece Of Heaven - Página 5 EmptyTer 01 Out 2019, 22:04

Shot Down In Flames - Parte I

- "Filho da puta!" - Minha revolta com Formantis começava a borbulhar em meu interior. Mesmo que eu não gostasse de palavrões, era impossível não me exaltar com aquele miserável. Eu havia ido lhe ajudar, havia feito de tudo para trazer justiça aquelas pessoas, apenas para ser traído daquele jeito?! Não, aquilo não podia ficar barato. Eu não podia deixá-lo completar seus planos, não só pela proteção de Yohan e da ilha, mas também pelo meu próprio orgulho - "Esse maldito até mesmo me chamou de pirata para me impedir de proteger o prefeito, como esse cara consegue ser tão desprezível e inescrupuloso assim?!" - Refletia, com a raiva crescendo contra Formantis. Eu sabia que aquela acusação dele poderia ser perigosa e problemática, mas, desde que tudo desse certo, eu não me importava. Mesmo que eu acabasse sendo pego junto e levado ao QG, duvidava que desse algum problema; Capitão Isao, que eu havia conhecido em Torino e estava de passagem pela ilha, ainda estava aí mais cedo e não parecia estar ocupado arrumando o navio, então ele provavelmente aí para me atender por mais algum tempo, o que era com certeza uma segurança - Você não vai conseguir enganar eles desse jeito! Eu tenho conhecidos na marinha, mesmo que acreditassem em você eles ainda protegeriam o prefeito e logo a verdade viria a tona!

Em meio a raiva e o foco, porém, eu ainda tinha condição o suficiente de deixar uma nota mental: Nunca andar de cavalo novamente. Ao menos não sozinho. Por mais que eu houvesse conseguido vir a cidade e fugir da multidão, o que podia ser considerado um sucesso, o trajeto foi tão ruim que eu ousaria dizer ter sido uma das piores experiências da minha vida de eu não já tivesse passado por muita coisa pior. Durante todo o trêmuloso percurso eu não conseguia parar de suar frio e tremer a mandíbula, o medo de cair do cavalo havia sido tão grande que eu havia segurado o cabresto com força o suficiente pra deixar marcas vermelhas na minha mão, e eu teria que minhas pernas houvessem apertado com força demais a lateral do animal. Era claro que o fato de eu não saber nem conseguir controlar o cavalo era apenas um fator que havia me deixado mais nervoso, especialmente quando o dito cujo mudava de direção por vontade própria e quase me derrubava, mas eu considerava um baita feito ter conseguido me manter em cima do cavalo aquele tempo todo mesmo sendo minha primeira vez montando. Eu suspeitava, porém, que só havia conseguido me manter íntegro graças ao desespero e adrenalina, porque se fosse em uma situação convencional eu não duvidaria que conseguisse a incrível façanha de cair em menos de 30 segundos.

Mas aquela não era uma hora para pensar sobre queda de cavalos, muito menos para valorizações por feitos idiotas. Aquela foice vinha em minha direção, e eu precisava fazer algo. Ao menos quando de tratava de combate eu não era um leigo como era em montaria, e sabia muito bem que aquele ataque vinha em direção ao meu tórax, e por isso a primeira coisa que fiz foi me curvar para trás para "me deitar" sobre o cavalo, esperando que o golpe passasse logo acima de mim. Com o Katar em mãos, eu cortaria o cinto de Yohan para que eu não mais ficasse preso a ele, e logo jogaria meu corpo para o lado, para fora do cavalo. Girando meu corpo para cair com os pés e mão livre no chão, usaria a oportunidade e posição para uma manobra, visando aproveitar o fato de que ele ainda estava a cavalo e não conseguia controlar totalmente os movimentos e reações do animal, para desferir um tapa na lateral traseira da montaria. Como pretendia o fazer pelo lado, achava difícil tomar um coice, mas também esperava que o cavalo ao menos tivesse alguma reação aquilo, fosse empinar ou disparar para frente, em ambos os casos desestabilizando Formantis uma vez que ele provavelmente ainda estaria se retraído do ataque desferido a mim. Caso conseguisse um momento livre, principalmente se desestabilizasse Formantis de cima do cavalo, me viraria a quaisquer civis próximos, praticamente implorando por ajuda - POR FAVOR, CHAMEM A MARINHA!! O PREFEITO FOI FERIDO!! - Berraria. Assim que tivesse uma pausa momentânea, também a necessidade do meu corpo por cafeína começaria se se sobressair conforme a adrenalina ia se estabilizando - "Caramba, esse esforço todo em sequência não tá fazendo bem pra mim... Eu só queria poder beber um pouco de café, mas não tenho tempo pra isso..." - Pensaria e, ainda que meio relutante, pegaria os últimos quatro grãos de café no bolso e os botaria na boca.

Uma vez no chão, tentaria me manter afastado de Formantis caso este ainda não tivesse descido ou caido do cavalo, para que ele soubesse que seria difícil combater montado; além do mais, pegaria algumas shurikens para jogar na frente do cavalo se ele insistisse. Uma vez que Formantis estivesse no chão, seria quando a batalha de verdade começaria. Em vez de tentar avançar contra o líder dos trabalhadores, sabendo que podia acabar cometendo uma falha e abrindo brechas, eu me moveria para ficar entre ele e Yohan, afim de proteger o prefeito. Com algumas shurikens a mão, jogaria algumas nele afim de o forçar a se mover, e logo entraria em posição de defesa e preparado para contra-atacar a qualquer investida. Caso ele viesse por algum dos lados, ergueria meu Katar e, quando ele estivesse a cerca de dois metros, faria menção de avançar contra ele, esperando que houvesse um receio em seu movimento, mas iria em sua direção logo em seguida independente de ter ocorrido ou não. Aproveitando que ele mesmo já estava em movimento, eu me abaixaria e tentaria desferir um corte em suas pernas com minha lâmina, visando debilitar seus movimentos, mas sabia bem que ele poderia tentar passar por cima de mim; nesse caso eu rapidamente pegaria shurikens com minha mão esquerda e as arremessaria nele, aproveitando que não teria como se esquivar no ar. Após isso, me viraria e saltaria em sua direção, tentando trombar com Formantis no ar e o impedir se cair logo em cima de Yohan. Caso, porém, o corte nas pernas desse certo, tentaria logo em seguida manter meu avanço e, virando levemente de lado, trombar com meu ombro em seu tórax, tentando o empurrar para longe e talvez até tirar seu ar com o choque. Conseguindo o empurrar com sucesso, pegaria shurikens e as jogaria em seu braço dominante, que segurava a foice com mais afinco. Caso ele viesse por cima, faria a mesma coisa que se ele saltasse após minha tentava de golpe baixo: shurikens em seu corpo em pleno ar e depois me chocar contra ele.

Caso ele viesse me atacar, porém, ficaria também em uma posição de defesa, mas preparado para ataques desferidos mim. Caso ele tentasse brandar a foice do mesmo jeito que antes, um ataque médio horizontal, eu rapidamente me agaixaria para que o ataque passasse acima da minha cabeça, e logo em seguida me impulsionaria em sua direção para tentar lhe acertar uma cabeçada na boca do estômago, seguido de um corte com meu Katar sem seu braço aparentemente predominante, caso conseguisse o desestabilizar e recuar alguma passos com isso; se não, o alvo do corte seria suas pernas, antes de eu mesmo recuar. Caso Formantis tentasse um ataque vertical com a foice, rapidamente tentaria dar um passo para lado, tentando evitar ser dilacerado pela arma, e em seguida aproveitaria seu braço estendido como alvo fácil para um golpe perturbante com o Katar, acertando seu braço dominante com um ataque reto e direto da arma. Em caso de sucesso, tentaria prosseguir com um chute horizontal no abdômen do líder dos trabalhadores, tentando o empurrar de perto de mim. Caso ele tentasse um golpe horizontal mas baixo, mirando em minhas pernas, eu tentaria evadir do ataque com um rápido salto. Sabendo que ele poderia aproveitar minha vulnerabilidade por estar em pleno ar, eu mesmo tentaria aproveitar a chance para, curvando meu tórax para trás, esticar (ou dobrar) minha perna e tentar acertar um chute ou joelhada direto(a) contra seu queixo, tentando não só causar dor, como o desestabilizar e impedir que continuasse o ataque. Caso em qualquer momento da luta ele parecesse derrotado ou se desse por vencido, o questionaria, ainda com certa raiva - Foi você que matou o líder antigo, não foi? Estava preparado demais para o ataque, sem contar seu nervosismo estranho quando disse que achei provas e a recusa de falar sobre o seu bolso. Quem mais teria acesso tão fácil à casa do líder, afinal?! - Diria em um tom misto de pergunta e julgamento, evitando chama-lo de prefeito para não deixar q situação mais complicada do que parecia.
Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 61
Warn : A Little Piece Of Heaven - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 22
Localização : Utopia - 7ª Rota

A Little Piece Of Heaven - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: A Little Piece Of Heaven   A Little Piece Of Heaven - Página 5 EmptySab 05 Out 2019, 00:05


Narração


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Logo Formantis avançava contra ela, Akira tentava jogar o seu corpo junto ao do cavalo para desviar do golpe. O problema era que Yohan estava preso a ela por um cinto e dificultava enormemente qualquer tentativa de esquiva. A lâmina cortou-lhe parte da roupa no braço esquerdo e abriu um ferimento doloroso. Com certeza a ninja teria sido capaz de sair ilesa se não estivesse tão restringida. E só agora que podia libertar-se do fardo que era o prefeito. Por fim, os seus movimentos estavam mais leves e soltos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Assim, a caçadora pulava em direção ao chão, realizando um movimento acrobático e posicionando-se ao lado do cavalo de Formantis. Pondo força na mão, com um tapa bem dado na lateral do cavalo, o animal realmente se agitava, empinando e erguendo as pernas em sua direção. Mesmo que tivesse sido doloroso, havia irritado o animal e isso era o suficiente para dar algum trabalho a mais ao seu oponente. Naquele meio tempo, Suzuki gritava aos civis próximos, suplicando-lhes para ajudar o prefeito. As pessoas que estavam no local estavam dentro de suas residências e, agora, olhando o conflito de suas portas. De início, nenhum deles tomou alguma iniciativa.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O que era imprevisto por Akira era que Formantis pretendia continuar em cima do cavalo. Ainda que a montaria estivesse agitada, o homem conseguia controlá-la e, não obstante a tentativa da caçadora em assustar novamente o equídeo, agora o oponente galopava em uma paralela ao seu encontro, de modo a possibilitar que atacasse pela lateral do cavalo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Com a rápida investida de Formantis, o qual brandia novamente sua foice, Akira conseguia desviar, retaliando com um corte em sua perna esquerda. O golpe havia sido certeiro, devido a posição em que era obrigado a ficar quando montava no cavalo. O homem deu um grunhido de dor, tentando contra-atacar com um golpe nas costas da menina, já tendo ultrapassado-a. A agressão resultava em mais um corte nas costas de Suzuki, a qual foi pega desprevenida. Entretanto, não fosse por isso que manteria-se inerte; habilmente segui com seus ataques, disparando shurikens que também penetraram nas costas do impostor. Mais um grito de dor, seguido de um grito — FORASTEIRO ASSASSINO! - vociferava, agora voltando sua atenção aos populares — NÃO ACREDITEM NELE! ELE MATOU O NOSSO PREFEITO! - gritava, ao passo que seguia em direção ao mole Yohan, o qual encontrava-se deitado em cima do cavalo - esse o qual havia trotado para mais longe dali.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Mais uma vez, o prefeito de Baterilla encontrava-se em eminente perigo. O problema era que, agora, devia-se a um descuido de Akira. Os civis assistiam a cena, movendo-se de um lado para o outro em suas casas.


HP: 42/56
SP: 70/70

Off

Não foi a situação narrada nos casos, o qual estava condicionado ao Formantis descer do cavalo, mas aqui aplica-se o "princípio da fungibilidade" e tenta-se aplicar o máximo possível do escrito, para dar fluidez e não desperdiçar o esforço do jogador, até para evitar posts mais massantes e situações chatas. Dito isso, não esquente sobre esses casos futuros, será sempre considerado a semelhança com o que aconteceu, salvo expressamente rejeitado. Ali é o seu contador de HP e SP. Desculpe a demora!

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : A Little Piece Of Heaven - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

A Little Piece Of Heaven - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: A Little Piece Of Heaven   A Little Piece Of Heaven - Página 5 EmptySeg 07 Out 2019, 13:52

Shot Down In Flames - Parte II

Formantis definitivamente se esforçava bastante para ser insuportável. Eu nunca fui violento ou mau-humorado, mas naquele momento tudo o que eu queria era enfiar um murro em sua face - "Akira, respire. Você sabe que é isso que ele quer. Se perder a cabeça, vai acabar vacilando" - Refletia, enquanto contava minhas respirações afim de me acalmar. Eu não sabia o que exatamente se passava na cabeça de Formantis, mas o miserável parecia achar que tinha mais influência do que parecia, o que, ao menos para mim, chegava a ser uma situação até mesmo constrangedora. Ele queria de toda forma convencer as pessoas ali de que eu era o criminoso, mas fazia isso enquanto brandia uma foice contra quem levava o prefeito para a cidade. Sinceramente, se eu realmente fosse o culpado, porque diabos eu levaria minha vítima pessoalmente para um centro populoso? Isso seria uma idiotice sem tamanho, e algo completamente sem sentido. Fora as tentativas risíveis de convencer as pessoas a não chamar a marinha, falando para não acreditarem em mim quando tudo o que eu disse foi para chamarem a marinha - NÃO ACREDITAR EM MIM?!? EU FALEI PARA CHAMAREM A MARINHA, SEU RETARDADO!! ACHA MESMO QUE NÃO SERIA SUSPEITO VOCÊ TENTAR IMPEDIR AS PESSOAS DE CHAMAR A MARINHA?!? - Diria, quase achando que aqueles civis estavam tão desacostumados com crimes que bem sabiam como um criminoso deveria agir.

Embora eu estivesse questionando as capacidades mentais de Formantis, se tinha uma coisa que ele havia me surpreendido, era no combate. Tudo bem que o alcance da arma e a montaria ajudavam ele a ter vantagem, mas eu não esperava que um trabalhador pudesse dar tanta dificuldade. Enfrentar um adversário que portava uma foice era especialmente problemático, uma vez que aquela lâmina enorme não só aumentava as chances de me acertar, como também o estrago dos ataques. Por mais estranho que pareça, porém, o que mais me preocupava mais não era nem os ferimentos, estes provavelmente se fecharam desde que eu permanecesse em repouso mais tarde. As roupas, por outro lado... - "um ataque no braço e outro nas costas, assim ele vai acabar fatiando minhas roupas, droga. Eu já não vou ter outra escolha além de comprar novas, espero que ao menos a situação não piore, tudo o que eu menos quero é ficar semi-nu ao ar livre...!" - Um calafrio percorria minha espinha só de pensar naquilo. Eu precisava evitar ser acertado mais vezes, senão temia que não ficaria em uma situação muito agradável no final do confronto.

Vendo o "prefeito" avancar contra Yohan, eu savia que nao havia outra alternativa. Eu não conseguiria nunca ultrapassar um cavalo em disparada, e se não o fizesse aquele miserável ia ter o prefeito em suas mãos, para matar ou levar para um local isolado e então matar. Eu podia deixar Formantis chegar em Yohan, e o único jeito naquela situação era parando sua montaria - "Foi mal, cavalo. Sei que você não tem nada a ver com isso, mas não tenho escolha" - E, pegando shurikens, as arremessava em direção às patas dianteiras do cavalo. O corte no braço atrapalhava, mas comparado ao soco derrubados de árvores de Kaio em Torino, aquilo nem parecia tanta coisa; só esperava que ao menos uma das shurikens acertasse. Caso não, logo tentaria mais uma leva de lâminas. Acertando ou não na primeira tentativa, logo correria em direção ao prefeito, esperando que o cavalo parasse ou derrubasse Formantis graças ao golpe na perna, chance que eu usaria para correr com tudo contra o mesmo, é, com um salto, pular contra o mesmo indo com tudo com uma ombrada, visando o derrubar no chão. Caso estivesse ainda no cavalo, a ombrada seria após um salto por cima do animal, tentando o retirar de lá, mas se ele já houvesse caído o golpe seria para o deixar no chão, impedindo que corresse em direção à Formantis. Caso não houvesse tempo de o alcançar mesmo após parar o cavalo, pegaria shurikens e ar arremessaria contra ele, dessa vez nas pernas do homem, tentando o fazer cair e dificultar sua locomoção.

Conseguindo parar seu avanço, me manteria entre Formantis e Yohan - Você é realmente idiota, né? Insiste em dizer que eu matei o prefeito, mas corre em direção à ele brandindo uma foice! Hipocrisia e cinismo tem limites!!! - Gritaria a ele, com o Katar em mãos, indicando que ainda estava preparado para o combate. Me esquivar de um golpe dele enquanto tentava proteger o prefeito seria muito arriscado de abrir caminho àquele maldito, e por isso não restava muito o que fazer além de tomar a dianteira. De arma erguida, logo eu avançava contra meu adversário, uma corrida direta fazendo menção de fazer um ataque direto. Porém, em vez de fazer o ataque propriamente dito, no final da corrida eu deixaria meu corpo cair, usando a forca acumulada para transformar a corrida em um deslizamento baixo, quando então tentaria acertar a perna de Formantis com um chute afim de o desestabilizar e causar danos a seu membro de apoio. Caso ele conseguisse pular por cima do ataque mesmo que o movimento viesse apenas no último instante, então, para impedir que ele corresse em direção à Yohan, puxaria rápido algumas shurikens é as arremessaria nele antes que seu apoio voltasse a existir com o retorno estável ao chão. Caso, porém, ele conseguisse me acertar com a foice antes que eu me agaixaria, aguentando ao máximo a dor eu seguraria no cabo da arma para impedir que ele a retraisse. Com um chute visando sua virilha, eu tentaria fazê-lo de afastar e largar a arma, quando então eu recusaria e retiraria a arma de mim, jogando-a para o lado; por mais que eu já houvesse sido homem e soubesse quanto isso doia, eu não podia ter pena do meu adversário. Caso o chute não acertasse ou ele não largasse, eu deixaria a tática de lado e largaria a arma para recuar.
Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 61
Warn : A Little Piece Of Heaven - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 22
Localização : Utopia - 7ª Rota

A Little Piece Of Heaven - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: A Little Piece Of Heaven   A Little Piece Of Heaven - Página 5 EmptySeg 07 Out 2019, 23:16


Narração


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A fim de impedir que Formantis chegasse até Yohan, Akira confiava em suas habilidades de arremesso. O cavalo em movimento não facilitava para que a ninja o acertasse; todavia, como ia em linha reta, parte do problema era superado. A primeira leva de shurikens foi a menos sucedida, da qual apenas uma das armas acertou. O animal soltou um som gutural, mas não havia sido o suficiente para inibir a sua movimentação por completo. Logo, a segunda leva de shurikens foi melhor sucedida, tanto em razão da informações prévia que havia adquirido, permitindo o reajuste na trajetória, quanto pelo dano que havia debilitado o alvo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ainda assim, apesar de não ter conseguido chegar no prefeito, Formantis estava a um pouco mais de meio caminho. Sabendo disso, largou rapidamente o cavalo, muito desajeitadamente, visto que havia pulado do animal que se caía no chão, sem conseguir mais andar. Pulando no chão aos trancos e barrancos, correndo em direção ao local que Yohan se encontrava desmaiado, Formantis quase chegava ao seu destino, quando Suzuki o interceptava com um violento escorão que o fez estatelar-se no chão. O golpe havia sido o suficiente para desestabilizá-lo, mas não para causar algum dano significativo. Dessa maneira, Formantis já encontrava-se apoiado nas duas mãos, deitado e virado para Akira.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Cinismo?! Você chega em minha ilha, fazendo o que bem entende e ainda quer se safar?! O povo sempre esteve do meu lado e continuará a estar! E, se brando a minha foice é para protegê-lo! Como poderia fazê-lo sem levantar a minha arma?! -  redarguia, procurando se reerguer. Logo o fazia, mal tinha tempo para preparar sua postura, quando a caçadora investia em sua direção, levando-o ao chão novamente. No meio tempo, tentou golpeá-la, mas a rasteira havia sido certeira e a foice só tilintava com o chão — Por que você continua me atrapalhado?! O que você acha que vai ganhar com isso?! - resmungava, tentando, por uma terceira vez, levantar-se, mas suas pernas até estavam trêmulas para fazê-lo eficientemente — O que você quer? Dinheiro? Eu posso te dar! Uma casa, um cargo... tudo ao meu alcance... e, se conseguir concluir o meus planos, posso te oferecer muito, mas muito mais! O que me diz?! - com toda sua eloquência, procurava persuadir Akira.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A luta estava acabada e era claro que os marinheiros logo chegariam ao local. Todavia, Suzuki ainda continuava ali, de pé, olhando para Formantis de cima, o qual ainda não estava desarmado, enquanto Yohan continuava a sangrar, perdendo cada vez mais sangue, à espera de um resgate. Talvez, quando seus homens chegassem, fosse tarde demais.



HP: 42/56
SP: 70/70

Off

Owno

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : A Little Piece Of Heaven - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

A Little Piece Of Heaven - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: A Little Piece Of Heaven   A Little Piece Of Heaven - Página 5 EmptyTer 08 Out 2019, 11:07

Shot Down In Flames - Parte III

Vendo Formantis ali, no chão, balbiciando, eu não podia deixar de o ver como uma criança birrenta. Depois de ver que não tinha condições de me confrontar, ele havia começado a tentar me persuadir, como se ele fosse conseguir me trazer para seu lado com palavras vazias e promessas fúteis. Sinceramente, ele parecia tão miserável que até mesmo toda a minha raiva rapidamente se dissipava, e eu chegava a quase sentir pena. Formantis parecia ter alguma ideia deturpada de que conseguiria subir ao poder com seu plano, mas a verdade era que ele seria considerado apenas um revoltante, ainda mais se matasse o prefeito eleito. Ele e os trabalhadores nunca conseguiriam resistir à retaliação da marinha, ainda mais se o próprio governo mundial entrasse na jogada. Era triste como os trabalhadores acabaram sendo envolvidos e instigados a participar dos planos de um homem como aquele, aproveitados de sua indignação e luto, por aquele fortemente parecia ser o responsável por esses sentimentos.

- Sua ilha?! Não me venha com esse papo de bem seu povo, você luta apenas por si mesmo, pelo próprio ego e ambições. Até onde iria apenas para aumentar o próprio poder? Eu nunca me aliaria a alguém deturpando como você - Retrucaria, enquanto ia em direção à Yohan, na esperança de conseguir reduzir aquele sangramento de alguma forma. Me posicionando atrás de Yohan, para poder ter visão de qualquer movimento que Formantis pudesse fazer, logo me poria a olhar para a ferida - "Err... Como eu diminuo esse sangramento? Não posso deixar ele desse jeito!" - Refletia, preocupado. Eu nunca tive nenhum tipo de estudo quanto a tratamento de ferimentos, então não sabia bem qual era a gravidade daquele corte e nem como agir; sabia apenas que estava sangrando bastante e que a perda de sangue era perigosa. O importante ali era fazer aquele sangramento excessivo parar, e eu não tinha muito tempo para ficar refletindo, então decidi fazer a primeira coisa que veio a minha mente: fazer pressão para reduzir a circulação na perna. Primeiramente procuraria o cinto dele, na esperança de não ter coreto a parte dianteira quando o fiz; achando-o, e se ainda estivesse minimamente usável, tentaria prender a perna do prefeito com ele, pouco acima do ferimento. Caso o cinto estivesse inutilizavel, porém, restaria apenas usar meu próprio cinto - "Akira, calma, é só um cinto. Sua calça não é larga a ponto de cair assim, você sabe que o cinto está lá por garantia" - Diria a mim mesmo, enquanto retiraria meu cinto e prenderia a perna do prefeito com ele. Sabia que provavelmente não haveria buraco para prender em nenhum dos casos, então usaria minha shuriken para fazer um pequeno forte onde a ponta de metal do cinto pudesse se prender. Eu queria parar o sangramento, mas não sabia que tipo de problemas poderiam haver se eu apertadasse demais, então tentaria achar um ponto em que pudesse reduzir sangramento sem deixar o cinto apertado demais.

Mesmo trabalhando em Yohan, porém, haviam ainda coisas que queria perguntar a Formantis, e me dirigiria a ele assim que tivesse a chance - Me responda, você é o culpado, ou ao menos o chefe do culpado, do assassinato do jornal, não é? Antes eu tinha minhas suspeitas pelas suas reações e ações diante das pistas, mas agora?! - Daria uma pausa, para olhar mais uma vez para como estava meu trabalho e o estado do ferimento - Matar o representante que tinha relações pacíficas com o prefeito, virar o novo líder, por a culpa em Yohan e usar a revolta a seu favor para gerar uma revolta. Parece um plano funcional, mas inescrupuloso ainda assim - Olhando em seus olhos quase como em uma ameaça, exigiria a informação dele - Foi você, não é? - Encerraria, ansiando por respostas. Eu, porém, sabia muito bem que ele tinha grandes chances de negar, especialmente depois de me acusar tanto quando chegamos a cidade, então provavelmente teria que o pressionar - Não faça isso mais difícil para você. Eu analisei a casa, se lembra? A janela foi arrombada por dentro e haviam indícios de um jantar; o culpado foi atendido com hospitalidade na casa, quem mais teria tanta intimidade para ser recepcionado assim? Além do mais, muitas pistas pareciam forjadas, e existem ainda menos pessoas capazes de mecher no local sem levantar suspeitas - Insistiria. Caso ele permanecesse negando, suspiraria - Sigh. Se é assim, veremos isso, junto com o caso de Yohan, na marinha - Diria com firmeza, quase que como um aviso para ele não tentar fugir.

Eu savia, porém, que ele podia tentar me atacar. Manteria sempre com o Katar do meu lado, a mãos, para esse caso. Caso ele investisse contra mim ou Yohan, saltaria por cima do corpo do prefeito após pegar meu Katar e avançaria contra Formantis para tentar lhe acertar no braço que segurava a foice, afim de o fazer larga-la. Caso ele tentasse atacar a mim com a foice, com um ataque horizontal, tentaria me curvar para trás e aproveitar da minha flexibilidade e equilíbrio para fazer a foice passar por cima de mim, antes de me propulsionar para cima novamente visando seu braço no ataque. Caso o ataque fosse vertical, eu daria um longo e rapido passo para um lado afim de sair da zona de ataque da arma, quando então tentaria atacar seu braço. Caso fosse acertado, tentaria fazer o mesmo que pensava antes, segurar sua arma e, aguentando a dor, mirar um chute em sua virilha, para o desestabilizar e jogar a arma longe. É claro, caso tivesse que me levantar para interceptar Formantis da forma que fosse, sempre manteria a mão esquerda segurando a calça, por medo da menor chance que houvesse de a vestimenta abaixar, mesmo que pouco. Caso Formantis tentasse fugir correndo, assim como no caso do rapaz da adaga eu tentaria, puxando shurikens, acertar as lâminas em suas pernas para o derrubar e impedir de sair correndo. Caso os marinheiros chegassem, gritaria a eles - POR FAVOR, O PREFEITO FOI ENVENENADO E ESTÁ PERDENDO MUITO SANGUE! EU TENTEI PRENDER A ÁREA, MAS NÃO SEI QUANTO MAIS ELE AGUENTA!! - Clamaria por ajuda, e não resistiria a ser levado ao QG caso assim decretassem, desde que Formantis fosse levado junto - Tudo bem, mas levem Formantis também. Eu estava protegendo o prefeito dele, sei que vão entender quando analisarem melhor a situação - Diria, sem demonstrar resistência.
Explicações:
 

Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 61
Warn : A Little Piece Of Heaven - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 22
Localização : Utopia - 7ª Rota

A Little Piece Of Heaven - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: A Little Piece Of Heaven   A Little Piece Of Heaven - Página 5 EmptyTer 15 Out 2019, 02:09


Narração


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Apesar de Formantis encontrar-se abalado no chão, ele não estava derrotado por completo. Era um ato de grande coragem e ousadia de Akira atentar-se ao prefeito Yohan agora, mas a situação clamava para que ela estabelecesse suas prioridades. De um lado, poderia salvar a maior autoridade da ilha; de outro, podia dar um fim em Formantis e garantir que ele o seu destino fosse inevitavelmente a cadeia. Decidida, a garota optou pelo lado mais humano, como era de seu feitio, empregando os esforços ao seu alcance para manter Yohan vivo. Todavia, não era fácil assim, sem contar com o veneno que corria pelo seu corpo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Entretanto, sem desistir do sutil fio que segurava o homem à vida, Akira valeu-se dos básicos conhecimentos que possuía, mais por colocar em prática aquilo que já havia visto do que deter a habilidade. Foi assim que o ferimento do prefeito recebeu alguns cuidados, ao sacrifício do cinto da caçadora. Ainda que estivesse atenta, Formantis aproveitava o momento não para atacá-la, mas sim para evadir-se. Reconhecia que não podia lidar de frente com ela, mormente porque conseguia escutar os gritos dos marinheiros se aproximando pelo caminho do bosque, por suas costas. A derrota era evidente e não lhe restava outra opção que não essa. Naquele momento de fúria, desabafou — SIM, EU MATEI AQUELE HOMEM! MATEI-O POR JUSTIÇA! UM HOMEM HORRÍVEL, O QUAL SÓ SE IMPORTAVA COM AS APARÊNCIAS! HORRÍVEL! ELE TEVE O QUE MERECEU, SENÃO MERECIA MUITO MAIS! POUPEI-O DA DOR, PORQUE AGORA TENHO CERTEZA QUE ELE ESTÁ NO SÉTIMO INFERNO! - vociferava, erguendo-se com dificuldade e correndo em direção às brechas entre as casas.

Logo os marinheiros chegavam, eles rapidamente cercavam o perímetro, com as armas em mãos, cingindo Akira — Afasta-se do prefeito! A partir de agora, nós tomaremos conta! - o Sargento Hato comunicava. A aparência dos marinheiros não era das melhores, mas eles pareciam ter logrado êxito em sair dali; ao menos, três deles, enquanto não se sabia o paradeiro do quarto homem. Estavam com um aspecto visual nitidamente acabado, com rasgões nas roupas e cortes a decorar-lhes a pele por todo lugar, ainda que nenhum fosse grave. Naquele momento, com a intervenção dos justiceiros, a população civil começava a se aproximar — É o prefeito! É realmente o prefeito! - uma das pessoas entrava em choque, desesperando-se. Em contrapartida, um dos civis, um velho-adulto se aproximava, pedindo licença e anunciando ser um médico, imediatamente trazendo de casa um kit de primeiros socorros — Isso até que ajudou, mas não seria o suficiente... o que houve?! Esse ferimento está terrível! A pele ao redor não está nada saudável, aconteceu alguma coisa além do corte?! - indagava Akira e os marinheiros.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O homem procedia com o tratamento ali mesmo, momento no qual Akira pôde perceber que um dos marinheiros havia jogado um homem ao chão. Era exatamente o assassino, aquele que havia atentando tanto contra a sua vida, como contra a do prefeito. Havia claros sinais de resistência por sua parte, ferimentos que não haviam sido causados por Suzuki — Capturamos esse daqui. Tenho certeza que ele estava usando algum tipo de veneno, pois há alguns resquícios - o sargento informava, sacando a adaga utilizada pelo bandido e mostrando-a para o médico — Entendo, entendo... - o doutor deu o seu parecer ao investigar melhor a substância — É veneno de língua de lagarto, um réptil venenoso aqui da ilha, vez ou outra temos ocorrências, ainda que não muito comuns... É mais um paralisante, mas ao longo do tempo pode afetar a pele circundante e, se não tratada, pode necrosar a pele - informava, pedindo licença e indo em sua casa, mais uma vez, trazendo consigo o antidoto.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Com Yohan agora em um estado mais seguro, os marinheiros carregaram-o para dentro da residência do médico, onde seria, a priori, tratado — Não podemos mandar homens agora para ir atrás daquele canalha... mas um dos meus homens irá até o QG reportar a situação e trazer ajuda. Garoto, você foi de grande ajuda para nós. Devo agradecer-lhe em nome da marinha... digo, em nome da ilha e de sua população, também, tenho certeza que todos ficarão muito satisfeitos em saber que um jovem tão nobre anda por essas ruas. Devo ter perguntar, mesmo sabendo que a resposta provavelmente seja negativa, você não tem interesse em se juntar à marinha? Eu ficaria muito contente de ter homens como você em meu esquadrão - o Sargento Hato agradecia, fazendo uma proposta — O que me diz? Você pode começar a sua primeira missão agora mesmo, deixando esse bandido em nosso quartel, para que as medidas cabíveis sejam tomadas para preservar a paz - discursava, ansioso pela resposta de Akira.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Não obstante, ainda que o Sargento não pudesse deixar de reconhecer um jovem talento, havia muito a ser feito e o próximo destino de Suzuki era o Quartel General da marinha, onde, independentemente da resposta, uma agradável surpresa a esperava.


Off

Não é porque eu sou marine, antes de mais nada, mas por fazer sentido, ao meu ver. Apesar que seria bom mais um marinheiro pro clã A Little Piece Of Heaven - Página 5 1439049992 Mas vamos continuar com isso!

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ceji
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Ceji

Créditos : 2
Warn : A Little Piece Of Heaven - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 04/02/2013

A Little Piece Of Heaven - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: A Little Piece Of Heaven   A Little Piece Of Heaven - Página 5 EmptyQua 16 Out 2019, 15:27

Victorious - Parte I

Finalmente aquele inferno havia acabado. Um suspiro involuntário escapava de minha boca enquanto via os marinheiros chegando, em um misto de alívio e pouca paciência - "E eles chegam só quando o culpado já fugiu... Bom, antes tarde do que nunca, Yohan ainda precisa de ajuda" - Pensava comigo mesmo. Eu havia me intromerido naquela confusão toda em busca de recursos, mas aquela altura nem sabia porque continuava tão empenhado no caso. Talvez para salvar a vida do prefeito daquela ilha? Talvez, sabia que se não fosse pela minha ajuda ele teria corrido um risco bem maior, mas ainda era frustrante ver como no final meus esforços foram infrutíferos. Por mais nobre que fosse, eu sabia que dar preferência ao bem estar do prefeito era, financeiramente, a opção menos rentável; eu havia aberto mão de capturar o desgraçado do Formantis para tentar tratar seu ferimento, aberto tão da captura de um criminoso, mas no fundo eu sabia que não conseguiria fazer de outro modo. Eu não me perdoaria se Yohan acabasse morrendo por culpa de ganância minha, e sabia bem que uma vida humana não valia um punhado de berries - "É... Acho que vou acabar tendo que seguir viajem sem um tostão a mais. Ainda bem que não torrei tudo com os suprimentos."

Mas, mais do que as questões financeiras, o veneno era um problema que me incomodava fortemente. Antes eu não sabia do que se tratava, apenas sabia que ele havia deixado Yohan naquele estado, e mesmo assim não conseguia ficar calmo quanto a ele; agora que sabia, então, deixar se me preocupar era impossível. Quer dizer, o senhor havia dito que era um veneno majoritariamente paralisante, mas eu não precisava ser expert em medicina pra saber que necrose não era algo sequer remotamente bom, ainda mais para quem foi atingido no pescoço como eu. Mesmo tendo sido uma dose muito pequena, que sequer conseguiu me paralisar, venenos não podiam ser subestimados, ainda mais se tivessem risco de causar danos permanentes ao meu pescoço - Err... S-senhor, o quão c-comum é essa tal necrose causada pelo veneno? Eu meio que fui atingido no p-pescoço também. Não foi nada demais, só um arranhão, nem chegou a me paralisar, só deixou meu corpo um pouco mais pesado, mas isso não me parece nada b-bom - Dizia, meio retraído, com o medo do veneno superando qualquer outro sentimento que pudesse ter naquela situação. A última coisa que queria era correr o risco de sofrer esse tipo de consequência por uma ação aparentemente sem retorno, então não recusaria um pouco do antídoto do médico caso este oferecesse.

Após aquilo resolvido, sabia que Yohan estava em mãos melhores. O que o prefeito realmente precisava naquele momento eram médicos e marinheiros experientes, não um garoto com algumas lâminas. Por mais experiência que eu tivesse, sabia que não havia mais o que eu pudesse fazer naquela situação, então logo prosseguiria pra pegar de volta meu cinto, agora que já havia um médico ali, e minha mochila. Os comentários do sargento me deixavam um pouco desconfortável e levemente ruborizado, mas sabia que não àquela altura eu até entendia parte daquele entusiasmo - S-senhor, agradeço a oferta e os elogios, m-mas não acho que eu tenha feito nada demais. Acabei deixando Formantis escapar, tenho certeza que vocês teriam conseguido ajudar o prefeito e ainda captura-lo - Diria, segurando minha calça com uma mão e ajeitando a jaqueta com a outra, pra ter certeza de que minhas roupas não estavam deslocadas depois do combate - Mas, de qualquer forma, tenho que recusar. Eu tenho minhas ambições também, e a marinha seria desviar muito disso. Peço desculpas - Terminaria, abaixando um pouco a cabeça como cumprimento, para sinalizar as desculpas pela recusa. Mesmo que eu gostasse da marinha, o que minhas experiências passadas tornavam difícil para mim, um ambiente militar e coletivo seria um tanro complicado para mim, especialmente por causa do meu... Probleminha.

Agora que finalmente o prefeito estava a salvo e eu havia descoberto quem havia matado o antigo líder, eu sinceramente não sabia bem o que fazer. Não parecia haver muito mais que aquilo, ao menos não que eu pudesse fazer, então eu me sentia de volta à estaca zero. Enquanto via os marinheiros se mobilizando, logo um detalhe retornava a minha mente, quase sendo possível ver o ponto de exclamação metafórico surgindo acima de minha cabeça - Aliás, senhor! Eu quase esqueci de falar, mas Formantis confessou antes de vocês chegarem aqui, antes de fugir. Ele disse ter sido o responsável pela morte do antigo líder dos trabalhadores, além de ter forjado para parecer obra de Yohan. Possivelmente fez isso para enganar e manipular os trabalhadores, afim de instigar_ - De repente parava subitamente, levando a mão direita ao queixo, parando pra pesar por um instante - ...Acho melhor eu fazer um depoimento formal, né? - Suspirava, um pouco cansado - Bom, acho que é melhor eu seguir os senhores até o QG, então - E então seguiria com eles. Era um pouco cansativo chamar os marinheiros sempre de "senhores" e essas formalidades, mas a última coisa que queria era faltar com respeito, mesmo depois da abordagem amigável dos marinheiros daquela ilha. Assim, permaneceria com eles e ajudaria no que fosse possível até que chegássemos no QG, quando eu seguiria para onde precisássemos ir. Caso fosse levado para fazer o depoimento, contaria tudo o que aconteceu, tentando evitar ao máximo deixar detalhes passar, para que eles pudessem ter uma boa ideia da situação. Faria, porém, meu melhor pra não fazer os trabalhadores comuns parecerem culpados demais, afinal, eles foram manipulados por Formantis. Havia Geraldine, claro, que não havia se lutado a multidão, mas eu não sabia muito sobre os motivos dela fora saber mais por algum motivo, então dizer que haviam mais como ela era um pouco arriscado. De qualquer forma, daria meu depoimento e, caso não houvesse mais o que fazer lá, não ficaria mais que o necessário no QG - Bom... E agora?
Histórico do Ceji:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

R.I.P. Lars:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




A Little Piece Of Heaven - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: A Little Piece Of Heaven   A Little Piece Of Heaven - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Little Piece Of Heaven
Voltar ao Topo 
Página 5 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Baterilla-
Ir para: