One Piece RPG
[Mini - Inim] O errante XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» John Flint
[Mini - Inim] O errante Emptypor crazyclown Hoje à(s) 13:38

» Ficha da velha gagá
[Mini - Inim] O errante Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 11:35

» Hermínia Hetelvine
[Mini - Inim] O errante Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 11:34

» [Ficha] Roxas
[Mini - Inim] O errante Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 11:29

» Roxas
[Mini - Inim] O errante Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 11:28

» Todo dia um meme educativo do Furry diferente
[Mini - Inim] O errante Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 18:21

» Suzuk Hamada
[Mini - Inim] O errante Emptypor ADM.Hoyu Ontem à(s) 18:00

» Glitzky Platzken
[Mini - Inim] O errante Emptypor ADM.Hoyu Ontem à(s) 17:47

» [MINI-JIN WOO] Ocioso de mão cheia
[Mini - Inim] O errante Emptypor Jin Woo Ontem à(s) 15:30

» [M.E.P.] Jin Woo
[Mini - Inim] O errante Emptypor Khrono Ontem à(s) 00:47

» Kroft
[Mini - Inim] O errante Emptypor ADM.Hoyu Qui 22 Ago 2019, 22:07

» Hizumy Mizushiro Mayan
[Mini - Inim] O errante Emptypor ADM.Hoyu Qui 22 Ago 2019, 22:07

» Henry Meursault
[Mini - Inim] O errante Emptypor ADM.Hoyu Qui 22 Ago 2019, 22:07

» [Mini - Nine}
[Mini - Inim] O errante Emptypor Roy Collins Qui 22 Ago 2019, 02:17

» Kit - Ninja mais bonito de Konoha
[Mini - Inim] O errante Emptypor West Qua 21 Ago 2019, 09:59

» [FICHA] Akito Wanijima
[Mini - Inim] O errante Emptypor ADM.Senshi Qua 21 Ago 2019, 00:25

» [FICHA] Bóris Ivanenko
[Mini - Inim] O errante Emptypor ADM.Senshi Qua 21 Ago 2019, 00:10

» Bóris Ivanenko
[Mini - Inim] O errante Emptypor ADM.Senshi Qua 21 Ago 2019, 00:09

» [Mini-Haqim] Maelstrom
[Mini - Inim] O errante Emptypor Khrono Dom 18 Ago 2019, 21:15

» [Kit - Rikan Motsai]
[Mini - Inim] O errante Emptypor Blum Dom 18 Ago 2019, 17:04



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and Fire

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 [Mini - Inim] O errante

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Visastre
Civil
Civil
Visastre

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Inim] O errante 10010
Data de inscrição : 16/07/2019

[Mini - Inim] O errante Empty
MensagemAssunto: [Mini - Inim] O errante   [Mini - Inim] O errante EmptyTer 16 Jul 2019, 20:14

Nome: Inim Mini
Idade: 22
Sexo: Masculino
Raça: Humano
Tamanho: Normal
Estilo de Combate: Boxeador
Localização: Karatê Island - North Blue
Grupo: Civil
Vantagens: Audição aguçada
Desvantagens: Vício - Cigarro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Khrono
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Khrono

Créditos : 3
Warn : [Mini - Inim] O errante 10010
Masculino Data de inscrição : 13/01/2017

[Mini - Inim] O errante Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Inim] O errante   [Mini - Inim] O errante EmptyTer 16 Jul 2019, 21:26


~Mini-Aventura APROVADA~


Olá, seja bem-vindo ao OPRPG!!

Eu sou um Orientador, minha função é lhe ajudar a se adaptar neste universo do OPRPG.

Sendo assim irei lhe orientar de todas as formas possíveis, a partir de dicas no decorrer desta Mini-Aventura. Como esse fórum é bem complexo em suas regras, também irei tentar responder suas dúvidas, por isso, no menu de navegação (parte superior do site) existe um link M.P. O mesmo corresponde às mensagens privadas. Lá você poderá, em qualquer momento que achar necessário, me enviar dúvidas de como prosseguir no jogo; ou pode entrar no seguinte link: https://www.onepiecerpg.com/f3-duvidas-criticas-e-sugestoes , e criar um tópico para algum membro da Staff responder; mas caso tenha dúvidas durante a Mini, pode colocar em "off" no próprio post.

Sim... Vamos ao que importa?

Abaixo seguirão algumas dicas para que leia antes de criar seu primeiro post.

DICAS:


  • Lembre-se que você apenas narra as ações de seu personagem, seu personagem nunca FAZ ele sempre TENTA e também demonstre desde o 1º post qual o seu objetivo na aventura.
  • O ambiente que você se encontra, NPC's e todo o resto que compõe sua aventura, quem cuidará disso sera seu narrador.
  • As mini-aventuras servem para corrigir seus erros na narração durante a aventura e também formas melhores de deixar sua narração mais interessante.
  • Caso a Mini-Aventura fique sem post durante 5 dias por parte do player, a mesma será cancelada.


O 1º post é seu e eu serei o seu Orientador.

____________________________________________________




[Mini - Inim] O errante XjAX3w8
[Mini - Inim] O errante Q2jNeDq





Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Visastre
Civil
Civil
Visastre

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Inim] O errante 10010
Data de inscrição : 16/07/2019

[Mini - Inim] O errante Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Inim] O errante   [Mini - Inim] O errante EmptyTer 16 Jul 2019, 22:46

Divagando outrora, aurora de dia novo



Abrindo os olhos lentamente e levando a mão direita até a testa, Inim deixava seu olho ir se acostumando pouco a pouco com a luminosidade local. Alta? Baixa? Não importava. Não ligava. Era hora de sair dali, onde quer que estivesse. Hora de começar um novo dia. Espreguiçar-se-ia e caminharia até a rua mais próxima, caso não tivesse nenhuma, iria até qualquer coisa que lembrasse um caminho por ali. Um gosto salubre azedava sua boca, talvez algo que tinha comido na noite anterior ainda tinha o infortúnio destino de amargurar na boca daquele desgracento, que da vida nada mais queria do que um bom trago de cigarro e um rabo de saia.

Seu objetivo ao sair do local onde havia despertado então era exatamente este: Ir até o bar mais próximo. "Minha cabeça ainda dói e nem sei o motivo…Ê diacho sô!" Seu objetivo final era o bar, mas sabia que por lá sempre tinha algum tipo de balbúrdia, por isso, durante o trajeto iria fazer um desvio, tentaria conversar com alguém que estivesse por ali, para isto levaria uma das mãos para cobrir a boca, numa tentativa possivelmente falha de cobrir o bafo de seja lá o que tivesse ingerido antes do seu despertar.

-Opa! Bão?! Diz aí cumpadi, cê num saberia me "dizê" assim onde arrumar uma munhequeira(Manopla) não em?!

Pobre Inim. O que tinha de forte no estômago para aguentar as noitadas, tinha de fraco no vocabulário. Seu pensamento não poderia ser mais simplório: "Se tem briga de bar, eu preciso me 'equipá', uai!" E com isso em mente prosseguiria até o local indicado pelo alvo de sua fala, soltando um "-Gradecido dimais viu? Vá com Deus!" Caso seu primeiro alvo não soubesse responder, daria de ombros e procuraria por outra pessoa para lhe sanar tal dúvida. Todavia, se sua sorte não lhe afortunasse naquele dia e não tivesse encontrado alguém, partiria então em direção ao primeiro estabelecimento que conseguisse ver e faria a mesma pergunta de antes.

Apesar de simplório e vicioso, Inim era um homem focado e por mais que começasse a coçar seco sua barba pela falta do primeiro trago do dia, não iria até o bar até se equipar. "Qualéra u nome daquela formosura de onti mermo? Tigresa? Tigresa NIP? Argo assim… Tô todo me coçando hoje, diabo tinha naquele trem moço?!" Com alguns pensamentos sobre as desventuras do dia anterior, prosseguiria seu dia.

____________________________________________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Khrono
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Khrono

Créditos : 3
Warn : [Mini - Inim] O errante 10010
Masculino Data de inscrição : 13/01/2017

[Mini - Inim] O errante Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Inim] O errante   [Mini - Inim] O errante EmptyTer 16 Jul 2019, 23:36


PASSO 1: INICIAÇÃO

ㅤㅤㅤㅤㅤ Como sempre, Karate Island vivia sua pacífica rotina naquela manhã, com todos seguindo para seus trabalhos, algumas senhoras com sacolas de compras claramente indo em algum mercado ou feira, afinal, quem chega primeiro sempre pega mercadoria fresca, embora algumas pessoas preferirem o final para comprar mais barato. Alguns pela qualidade, outros pela quantidade.

ㅤㅤㅤㅤㅤ E falando em qualidade, Inim não estava nas melhores, tendo acordado próximo de uma barraca de frutas, dormindo de maneira totalmente torta, embora não lembrasse muito já que havia bebido além do limite na noite anterior. A claridade do sol nascente ardia em seus olhos, embora não impedisse sua visão. Podia ver que algumas pessoas estavam andando pra lá e pra cá, na pequena feira que tinha se instalado ali.
ㅤㅤㅤㅤㅤ ── Argh! Esse bêbado tá fedendo a mijo de cachorro. ── Reclamou um senhora que tinha jeito de madame, embora fosse apenas uma camponesa comum como todos os outros ali. Ela cobriu o nariz com a mão quando Inim se aproximou para perguntar algo a ela, que não prestou muita atenção, mas entendeu ser sobre a compra de uma manopla. ── Ah, sim, sim, sim! ── Disse a madame, afastando-se e balançando a mão perto do nariz. ── Tem uma lojinha no final da rua, que dá para a avenida principal, no centro da ilha, lá você poderá encontrá isso. Agora afaste-se de mim, afaste-se! ── Ela saiu, totalmente desgostosa e mal humorada. Todavia, o rapaz já sabia para onde seguir e conseguir o que queria. Ao chegar lá, perceberia que havia matado dois coelhos com uma cajadada só, pois logo na frente da pequena e simplória lojinha que ele encontraria, com um senhorio velho e barbudo limpando com sua vassoura, havia um bar com bastante gente apesar do horário, que embora parecesse ter aberto a poucas horas, na verdade passou a noite inteira em festa.

Observações:
 


____________________________________________________




[Mini - Inim] O errante XjAX3w8
[Mini - Inim] O errante Q2jNeDq





Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Visastre
Civil
Civil
Visastre

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Inim] O errante 10010
Data de inscrição : 16/07/2019

[Mini - Inim] O errante Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Inim] O errante   [Mini - Inim] O errante EmptyQua 17 Jul 2019, 13:37

Yipie Hayey




Seguindo a direção dada pela madame, encaminhar-se-ia então até a loja, onde conseguia avistar um senhor barbudo que parecia encaixar perfeitamente no local, quase como se toda a loja já tivesse sido construída com ele parado ali no meio. Durante o trajeto até o local, daria uma checada nas axilas e soltando seu próprio bafo contra a mão. "Crendeuspai, a madame tinha razão visse… Preciso de um banho. Até cheiro de urina tô sentindo, diacho sô." Com uma pequena constatação de sua falta de higiene pessoal devido a fadiga das noites banhadas a luxúria que havia passado, entraria então na loja, sem ter notado até então o estabelecimento logo em frente, que era seu objetivo final, o bar.

-Opa! Bão mermo? Queria uma munhequeira pra modo de me defender, o cumpadi teria uma aí?

Tiraria uma catota do ouvido e a jogaria do lado de fora enquanto falava, esperaria pela resposta do homem. Caso obtivesse uma resposta do senhor, possivelmente já com o preço do item, vasculharia seus surrados bolsos em busca do valor e, caso o tivesse, entregaria sem pestanejar. Se a resposta não fosse positiva, mudaria sua pergunta um pouco. -Então me vê aí qualquer coisa que cubra as mão sô, só pra modo de num machucar mermo se eu socar algum trem.- Apesar da segunda frase soar mais seca que a primeira, em nenhum momento deixaria que seu tom fosse de desrespeito com o senhor. Se obtiver o item desejado ou qualquer outro similar, após pagar o barbudo, iria se virando lentamente ao lado de fora, enquanto resmungaria em um tom mais elevado, para que suas palavras chegassem ao ouvido do senhor e ele respondesse sem a necessidade de Inim, de fato, lhe direcionar a pergunta, visto que sua última interação próxima de alguém não havia sido das melhores, resolvia tentar uma abordagem diferente.

-Por um acaso assim.. o senhor num saber- Sua fala seria interrompida pois a medida que se virava para rua, logo visualizava seu templo, seu palácio, seu local de adoração ao deus pecaminoso ao qual havia sucumbido, o tabaco e álcool. Era um bar. -Yiiihaáa!- Daria um pequeno pulinho batendo o calcanhar das botas desgastadas que calçava no ar. Finalmente um cadinho de sorte pra esse desafortunado, sô! Pois eu vou é simbora pra lá, já dizia meu avô, não tem medicina mió pra ressaca do que mais cachaça! Gradecido dimais sinhô, tenha um bom dia- Antes que pudesse sair da loja então, falaria isto e encaminhar-se-ia então até o estabelecimento, buscaria manter o equilíbrio o máximo que pudesse, pois por algum motivo que sua memória já defasada não recordava mais, tinha a crença de que entrar tropeçando no bar era sinal de infortúnio.

"Mas que trem esquisito…Hora dessa e já tem essa comunhão de gente lá. Será que vararam a noite e esqueceram de me avisar? Aaaará, aí fico chateado dimais."

Coçaria a barba enquanto pensava sobre o que havia ocorrido naquele bar, com um leve descontentamento por não ter tomado parte de seja lá o que tivesse acontecido ali pra ainda tá com esse movimento todo. O boxeador então entraria no recinto sem muita cerimônia, firmando o pé direito primeiro e analisaria o local brevemente, apenas para enxergar onde estava o balcão ou seja lá onde tivesse alguém que aparenta ser um atendente. -Dia! Me vê um palito aí e um dois dedin de algo pra me despertar, se porsivi.- Caso fosse um balcão apoiaria o antebraço esquerdo enquanto soltaria um sorriso que em sua cabeça seria amistoso, mas para quem estava do outro lado ao ver aqueles dentes não muito saudáveis, provavelmente seria uma visão grotesca e não tão amistosa assim, além de uma piscadela que soltaria antes de ficar de costas para o tal atendente e de frente para o resto do bar, ignoraria qualquer resposta do atendente e esperaria ali por seu pedido. Entretanto, caso a resposta fosse de que não tivessem os itens solicitados, responderia, enquanto coçava a barba desgastada que possuía.

-Que diabo de bar é esse moço(a)?! Tem nem um alcoolzin pra desamargurar a boca e um palito de cigarro pra aquecer us pulmão?! Esse trem tá decadente dimais, sô!

Em ambas as situações, caso tivesse os itens ou não, permaneceria ali, assim como fazia todos os dias, observando lentamente sua vida sendo gasta a medida que o tempo passava. Contudo, se a resposta fosse negativa, assim que soltasse a frase anterior sobre o estado do bar, imediatamente iria olhar ao redor no local tentando avistar alguém que pudesse ta consumindo álcool ou tabaco e se aproximaria de tal pessoa. -Tem um cadinho disso daí pra um desafortunado não em meu consagrado(a)?- Seus planos eram simples, só queria saciar sua vontade, tão simples aliás que até havia esquecido que possivelmente nem teria dinheiro suficiente para pagar pelo pedido que havia feito, mas como sempre, esse era um problema para outrora.

Off:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Khrono
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Khrono

Créditos : 3
Warn : [Mini - Inim] O errante 10010
Masculino Data de inscrição : 13/01/2017

[Mini - Inim] O errante Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Inim] O errante   [Mini - Inim] O errante EmptyQui 18 Jul 2019, 21:52


PASSO 2: INTERAÇÃO

ㅤㅤㅤㅤㅤ Mesmo com o som o alto vindo do bar, podendo ser ouvido por todo o quarteirão, o senhorio abriu sua humilde lojinha de armas, afinal, não tinha nada melhor pra fazer e aquilo era o único sustento que possuía. Rezava ele para que a marinha mudasse logo de Almirante e garantisse uma bela e gorda aposentadoria, mas isso era depender de situações futuras que nem mesmo sabia se aconteceria. No presente, tudo o que ele poderia fazer era atender seus queridos clientes. Falando neles, ao ver Inim chegar e se aproximar de sua mesinha, abriu um sorriso simples, limpou as mãos no avental que vestia e já logo caminhou na direção do rapaz que não havia passado a melhor de suas noites. ── Hoo… em que posso ajudá-lo, meu bom jovem? ── Ele escutou o que Inim queria, olhando pra baixo por alguns segundos, tentando lembrar onde tinha algo assim. ── Eu… posso dar uma olhada, mas sente-se, sente-se, fique a vontade, eu já volto. ── Falou ele, entrando numa porta entalhada numa parada repleta de armas de vários tipos, que iam desde espingardas até pistolas, grandes e pequenas, prata com adornos em madeira, muito bem lustradas e polidas para não empoeirar.

ㅤㅤㅤㅤㅤ Dos fundos da lojinha onde estava o senhorio, Inim escutava barulho dele mexendo em alguma coisa, arrastando peças de metal, derrubando garrafas e até mesmo um gato miando, quando ele reapareceu com um par de luvas de cor marrom, parecendo ser feitas em couro e com quatro bolinhas em alumínio na ponta de cada dobra dos dedos. ── Eu não vou ter as manoplas, mas tenho essas luvas de luta livre do tempo que eu era lutador profissional. Isso antes de virar caçador e bem antes de eu ser o melhor vendedor dessa ilha... ── Disse ele, dando uma respirada profunda e nostálgica no final da frase. ── Bons tempos, bons tempos... Hã, vai ser dez mil berries. Eu faria por doze, mas como gostei da sua pessoa, fiz um desconto especial. Você… tem como pagar não é?── Perguntou o velho e embora essa fosse uma pergunta legítima, nem mesmo Inim sabia responder, pois poderia ter gastado tudo na noite anterior. Todavia, ao colocar a mão no bolso, viu que tinha até mesmo um pouco mais do que o valor das luvas e pagou o senhorio. Com o que sobrou, ele não perdeu tempo e foi diretamente para o bar em frente, abrindo a porta e passando por entre as pessoas que estavam lá. O bar estava com cheiro de cigarro que exalava por todo o canto, alguns bêbados caídos no chão e outros nas mesas ainda bebendo e gritando. Assim que Inim chegou para um deles na mesa pedindo para que compartilhasse o cigarro, sem querer tropeçou numa pessoa que estava caída ou mesmo numa tábua solta do chão, acertando a cabeça do homem careca que estava jogando cartas, fazendo ele arremssá-las por sobre a mesa e espalhando tudo. Alguns segundos se passaram e lentamente o careca foi levantando da mesa, com sua sombra crescendo e crescendo cada vez mais, mostrando o seu gigantesco tamanho. Todavia, ele na verdade estava apenas próximo da luz e tinha um metro e meio na realidade.  ── Miserável… eu estava com um royal flush e ia vencer essa rodada. Prepare-se para morrer! ── Já bêbado e sem querer saber de possíveis desculpas, saiu correndo na direção de Inim, preparando um soco que provavelmente pegaria na barriga do garoto, caso ele não fizesse nada e precisaria ser rápido.


Observações:
 


____________________________________________________




[Mini - Inim] O errante XjAX3w8
[Mini - Inim] O errante Q2jNeDq





Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Visastre
Civil
Civil
Visastre

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Inim] O errante 10010
Data de inscrição : 16/07/2019

[Mini - Inim] O errante Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Inim] O errante   [Mini - Inim] O errante EmptySex 19 Jul 2019, 14:22

Background song: The Entertainer




O bar estava mais movimentado do que Inim havia imaginado e aquele aroma intoxicante de nicotina por todos os lados lhe indicava que estava exatamente onde deveria. "Aaah… Finarmente a primeira tragada, peito já tava quase virginando de novo sô" Com isto em mente e quase que num transe pelo cheiro, seguia até uma das mesas, sem nem perceber o caminho que rumava, o que se pagaria alguns segundos depois quando tropeçava em algo ou alguém no trajeto. -Ê diaaacho!- Quando conseguia retomar o equilíbrio, a primeira coisa que via era um punho fechado vindo em direção a sua barriga e um sonoro "Prepare-se para morrer!" Ecoando pelo bar. Sem muitas possíveis reações, faria a primeira coisa que lhe vinha à cabeça, daria um salto para trás para tomar alguma distância do sujeito enquanto tentaria pegar uma das cadeiras que por ali estivesse e colocar entre eles, como forma de ganhar algum tempo e absorver melhor tudo aquilo.

-Caaaarma corno, foi sem querer sô, só trupiquei ali diacho!

Imitando seu agressor, não esperaria por uma resposta do mesmo e já prepararia seu contra-ataque, contudo, caso não tivesse uma cadeira por perto para dar essa breve pausa no embate, esqueceria sobre o salto para trás e tentaria bloquear ao invés disso, utilizando a parte externa de seu antebraço para mudar a trajetória do soco adversário para fora de seu corpo e então diria o mesmo já citado acima. Em ambos os casos, logo após a esquiva para trás ou o bloqueio direcionando o ataque, prosseguiria então com sua ofensiva. Como o inimigo era ligeiramente mais baixo que Inim, que tinha seus pomposos 1,75m, executaria um uppercut, ou seja, um soco de baixo para cima, visando atingir o queixo do careca. Caso fosse bloqueado, emendaria em sequência um cruzado vindo da esquerda para a direita, visto que para bloquear o primeiro ataque ele provavelmente usaria os antebraços posicionados em frente ao rosto, uma defesa bem comum e corriqueira nesses embates, deixando a lateral de seu rosto desprotegida momentaneamente, uma oportunidade perfeita para Inim.

-Vamo dança cabeça de ovo!

Se o primeiro golpe fosse esquivado e não bloqueado, acompanharia seu oponente na mesma direção que ele havia ido, tentando ficar na direção oposta de onde ele poderia realizar um bloqueio e, caso conseguisse, miraria a lateral do dorso de seu oponente dessa vez, visando minar sua movimentação com um golpe transversal de cima para baixo, partindo do lado de onde o inimigo havia desviado em direção ao oposto. Em ambos os casos, apenas inverteria a ordem dos ataques, ou seja, se o inimigo bloqueasse, atacaria o rosto primeiro e depois a lateral do dorso, se esquivasse, começaria pelo dorso e depois o rosto, utilizando da mesma finta para deixar a lateral do rosto desprotegida.

"Pelo menos nessas horas esses zunidos nos zovido serve pra algo"

De fato, nem Inim entendia porque tinha uma audição tão boa, mas sempre lhe fora útil nessas picuinhas que sempre se metia nos bares da vida. Manteria sua atenção maior confiando em sua própria audição, tentaria pescar qualquer nuance de movimento cortando o vento que seu inimigo pudesse fazer, afinal, um golpe com raiva como seu oponente certamente estava sempre era com muita força, o que dava pequenos "cortes" no ar, gerando certos ruídos que alguém com a audição como a dele poderia perceber. Se funcionasse, utilizaria o antebraço para bloquear de onde percebesse o ataque, tentando novamente direcioná-lo para fora do alcance de seu próprio corpo. -Chega de gastar meu tempo ô infeliz, quero fumar, cacete!- Para finalizar sua ofensiva então, tomaria uma pequena distância do alvo puxando todo seu corpo para trás na maior agilidade que conseguisse, para então prosseguir com o legítimo "Socão da roça" aquele soco de briga de bar que não parece algo que alguém instruído no boxe como ele usaria, mas que de fato era um ótimo finalizador. Levando sua mão esquerda então ainda mais longe do que seu corpo pudesse ter ido, puxaria um pouco de ar soltando logo em seguida junto com seu braço, que de completamente esticado para trás de punho fechado, voltaria para frente com toda força que conseguisse reunir, enquanto deixaria a perna esquerda para trás como forma de impulsão, aplicando força nela junto com o golpe, chegando a tirar tal perna do chão no processo para tomar ainda mais impulso quando seu punho já tivesse ultrapassado a distância de seu próprio tronco, ficando apoiado apenas na perna direita, deixando todo o peso de seu corpo cair sobre o soco.

"Ou cai ele ou cai eu, mas um de nois vai pro chão agora."

Era o único pensamento que lhe acometia depois de depositar tudo num golpe finalizante. Mas não sentia preocupação, pelo contrário, ele adorava aquilo tudo, pois sabia que também fazia parte de seu habitat natural e saboreava cada momento como se fosse o último, afinal, numa dessas brigas ocasionais, poderia ser realmente.

____________________________________________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Khrono
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Khrono

Créditos : 3
Warn : [Mini - Inim] O errante 10010
Masculino Data de inscrição : 13/01/2017

[Mini - Inim] O errante Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Inim] O errante   [Mini - Inim] O errante EmptySab 20 Jul 2019, 23:32


PASSO 3: COMBATE

ㅤㅤㅤㅤㅤ Pulando da cadeira e correndo na direção de Inim, o careca que vestia um kimono laranja ia com tudo pra cima do rapaz, estando totalmente cego pela bebida. Seus passos até mesmo cambaleavam, porém, tinham apenas um alvo. Para desviar da investida direta do soco, Inim deu um pequeno pulo para trás, porém, esqueceu-se novamente daquele embrulho que estava no chão, um outro bêbado, que de tanto álcool em seu sangue nem sequer dava sinal de vida mesmo sendo chutado a todo momento. Inim caiu dando uma cambalhota para trás, parando sentando depois de umas duas voltas. Isso, por sorte ou não, o fez não ser atingido pelo soco do careca encrenqueiro.

ㅤㅤㅤㅤㅤ ── Isso é pra você aprender… Hicca!── O careca soluçou, antes de determinar a frase, pensando que havia acertado o soco em Inim e por isso ele havia sido arremessado para trás. ── … a nunca mais estragar o jogos dos outros!── Finalizou ele, enquanto Inim levantava já com sua investida de baixo pra cima, aproveitando a curta distância já que o careca havia se aproximado dele o suficiente para isso. Todavia, ao bloquear o ataque, como Inim imaginara, o careca moveu a cabeça pra trás, movendo apenas da sua cintura pra cima, espalmando a mão, desviando o cotovelo de Inim para trás, preparando um empurrão, sendo surpreendido pela investida surpresa do garoto que demonstrava grande habilidade para lutas. Inim o acompanhou pro lado oposto a sua defesa, o local onde estaria sem proteção, mesmo com o careca tendo se movido de maneira até graciosa, não dando pra saber se isso fora sua própria habilidade ou se também era consequência do álcool. Inim defendia dos golpes do careca, bloqueando e redirecionando os ataques de si, até que investiu de forma a tomar distância, acertando o dorso do encrenqueiro que fora jogado para trás com dor na altura do ombro. Isso só o fizera ficar com mais raiva, todavia, o garoto preparava aquilo que talvez seria seu golpe final, uma aposta que poderia lhe custar até mesmo a vida.

ㅤㅤㅤㅤㅤ ── Se você queria fumar, era só ter falaaaadooo!── Gritou o careca, indo com tudo para cima de Inim, com uma mão esticada na frente do corpo e a palma na direção do garoto lutador, que parado, finalmente concretizava seu golpe. Os dois se chocaram e devido o encontro do golpe dos dois uma pequena onda de impacto fora sentida por todos no bar e os bêbados, até aqueles que estavam caídos, levantaram pra ver o que fora aquilo. Inim, mesmo com toda a habilidade para lutas que tinha, nunca tivera tanta sorte em brigas de bar, vide sua noite anterior que havia sido jogado numa rua durante a madrugada. Dessa vez não seria diferente, certo? Errado. De alguma maneira, se por habilidade ou mesmo determinação em acabar com aquilo e ir logo fumar, o careca saiu voando vários metros, tendo levado um belo e preenchido soco que marcara seu rosto com todos os dedos de Inim nele, sendo fincado com a cabeça na parede, do outro lado do bar.


[Mini - Inim] O errante Tumblr_puyxc06KO71wejif0o1_400



Ele estava desmaiado. Os outros que estava na mesa jogando cartas levantaram, dentre eles um homem parrudo, roupas de grife, barba bem feita e fumando um charuto, foi na direção de Inim, com uma expressão fechada, uma sombra escondendo seus olhos impiedosos. ── Ei garoto...── Começou ele, olhando Inim de cima pra baixo e soltou fumaça pela abertura na lateral da boca. ── Você sabe o que acabou de fazer e o que isso significa, não é? ── Ele colocou a mão no bolso do blazer bege que estava usando. Mesmo que Inim quisesse, lutar contra aquele cara estaria fora de cogitação, ainda mais com o que acabara de fazer, estando totalmente desprevenido. O clima ficava cada vez mais tenso ali dentro do bar a cada segundo.


Observações:
 


____________________________________________________




[Mini - Inim] O errante XjAX3w8
[Mini - Inim] O errante Q2jNeDq





Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Visastre
Civil
Civil
Visastre

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Inim] O errante 10010
Data de inscrição : 16/07/2019

[Mini - Inim] O errante Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Inim] O errante   [Mini - Inim] O errante EmptyDom 21 Jul 2019, 15:35

Zap na testa!


Inim havia saído da situação que nem queria ter se metido, quando a cabeça lustrosa de seu oponente vazava do outro lado da parede. "Ih rapá… Era só pra ter desmaiado o cabra, espero que nada de pior tenha acontecido." Coçava levemente atrás da cabeça como sinal de dúvida, tendo seus pensamentos rompidos por uma outra figura que agora lhe direcionava a fala. Não parecia ser alguém com quem lidaria tão fácil como o careca, logo, imaginou que alguém daquele tipo não tomaria partido naquela picuinha e o motivo de sua pergunta provavelmente era outro.

-Ê diacho… óia seu moço, num quero confusão não sô, só queria um trem pra eu tragar sabe? Mas venho a minha atenção aqui que o cumpadi ali tava num jogo côcês, vam fazer o seguinte? Eu tomo o lugar dele e se vencer cê me arruma um trago disso aí, pode ser?

Na cabeça de Inim o motivo daquele pomposo estar vindo até ele era pela interrupção no jogo, não pela briga, logo, quis resolver este problema tomando o lugar do homem que havia incapacitado e resolvendo seu problema de fumo. "Dois cuei com uma cajadada só, hihi" refletia consigo mesmo. Caso a resposta do homem fosse positiva, se juntaria a mesa e prosseguiria com o jogo, mesmo que nunca tivesse jogado poker na vida. "Deve ser muito diferente do truco não uai, devo ter pobrema não…" se ajeitaria como pudesse e meio sem graça, enquanto coçava a cabeça, questionaria.

-É… Qual a regra desse trem mesmo? Hehe.

Todavia, caso a resposta fosse negativa e ele realmente tivesse buscando satisfação sobre a briga, Inim certamente não estava em condição de entrar em outro combate no momento, muito menos preparado para tal. Logo, se esta fosse sua única alternativa, tentaria bloquear da forma que conseguisse, pois daquela distância achava difícil desviar de qualquer coisa. O homem havia colocado a mão no bolso e o caipira não sabia o que ele poderia tirar dali, logo, caso fosse algo cortante, bloquearia com a Manopla usando o lado de fora da mesma, local que normalmente é mais espesso do que a parte interior, caso o golpe fosse acima da cintura e se fosse inferior a isto, daria um soco em seja lá qual fosse a arma utilizada como forma de tirar a trajetória do seu corpo, novamente. Por mais que fosse uma estratégia repetida, não havia muito que ele podia fazer aquela distância.

"Ô Deus… ajuda esse pobre coitado aqui vai? Uma vezinha só, só quero fumar pra ir mais pra perto de tu logo homi."

Inim certamente não era religioso e aos olhos de qualquer pessoa que fosse, aquilo provavelmente seria mais uma blasfêmia do que uma prece, mas era o jeito que o caipira sabia rezar. Contudo, se o homem tirasse algo impactante invés de cortante, como uma Manopla, soqueira ou algo parecido, fecharia os antebraços em frente ao rosto enquanto ergueria uma das pernas postando o joelho a frente como forma de bloquear a parte inferior de seu corpo. Isto abriria uma abertura para o oponente, que poderia atacar sua perna que havia ficado no chão visando-o fazer cair, porém, isso também era uma isca de Inim, que deixaria aquela postura aberta justamente para atrair o ataque do oponente em sua perna e, caso o fizesse, saltaria e atingiria a parte de trás da cabeça, um pouco acima da nuca, considerando que o oponente provavelmente teria que se abaixar um pouco para atingir a parte inferior do corpo de Inim.

-Mais fácil que pescar tucunaré em rio parado sô, ihá!

Esta seria a única ofensiva que tomaria, em qualquer outro caso, apenas continuaria bloqueado como já dito e em caso de golpes laterais, tentaria apenas enrijecer seu corpo naquela área, pois não queria dar brecha para ser acertado no rosto e acabar como o careca. Havia mais pessoa ali, é claro, mas Inim nunca foi do tipo um contra todos e focaria sua atenção no pomposo a sua frente, que aparentava ser o mais problemático de todos.

____________________________________________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Khrono
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Khrono

Créditos : 3
Warn : [Mini - Inim] O errante 10010
Masculino Data de inscrição : 13/01/2017

[Mini - Inim] O errante Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Inim] O errante   [Mini - Inim] O errante EmptySeg 22 Jul 2019, 22:25


PASSO 4: FINALIZAÇÃO

ㅤㅤㅤㅤㅤ Admirado pela coragem do rapaz, o homem abriu um largo sorriso, segurou seu charuto na mão direita e soltando fumaça pela boca, começou a rir de maneira que ecoasse por todo o salão do bar.  ── KYAHAHAHA! Você é engraçado, meu rapaz, muito engraçado. Trás um charuto aqui pra ele. Dos bons, daqueles importados de Alabasta. ── Disse o homem, colocando o grande braço dele por entre o pescoço de Inim, convidando-o para sentar na mesa junto com eles.  ── Claro, que vamos jogar e a bebida é por minha conta. Afinal, eu sou o dono do bar e você me salvou de royal flush. KYAHAHAHA!── O final que talvez nem Inim esperava, mas que mesmo não terminando da maneira que ele havia planejado, ainda havia muito caminho pela frente para o garoto seguir. Muitos mares para explorar. E também muitos bares para ir. Assim era vida de um aventureiro. Caso não fosse possível concluir seus objetivos numa aventura, era só ir para outra, simples.


Observações:
 


____________________________________________________




[Mini - Inim] O errante XjAX3w8
[Mini - Inim] O errante Q2jNeDq





Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




[Mini - Inim] O errante Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Inim] O errante   [Mini - Inim] O errante Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Mini - Inim] O errante
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Mini-Aventura :: Mini-Aventuras Concluídas ou Canceladas !-
Ir para: