One Piece RPG
[Mini - Van] Seguindo conselhos XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» John Flint
[Mini - Van] Seguindo conselhos Emptypor crazyclown Hoje à(s) 1:38 pm

» Ficha da velha gagá
[Mini - Van] Seguindo conselhos Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 11:35 am

» Hermínia Hetelvine
[Mini - Van] Seguindo conselhos Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 11:34 am

» [Ficha] Roxas
[Mini - Van] Seguindo conselhos Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 11:29 am

» Roxas
[Mini - Van] Seguindo conselhos Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 11:28 am

» Todo dia um meme educativo do Furry diferente
[Mini - Van] Seguindo conselhos Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 6:21 pm

» Suzuk Hamada
[Mini - Van] Seguindo conselhos Emptypor ADM.Hoyu Ontem à(s) 6:00 pm

» Glitzky Platzken
[Mini - Van] Seguindo conselhos Emptypor ADM.Hoyu Ontem à(s) 5:47 pm

» [MINI-JIN WOO] Ocioso de mão cheia
[Mini - Van] Seguindo conselhos Emptypor Jin Woo Ontem à(s) 3:30 pm

» [M.E.P.] Jin Woo
[Mini - Van] Seguindo conselhos Emptypor Khrono Ontem à(s) 12:47 am

» Kroft
[Mini - Van] Seguindo conselhos Emptypor ADM.Hoyu Qui Ago 22, 2019 10:07 pm

» Hizumy Mizushiro Mayan
[Mini - Van] Seguindo conselhos Emptypor ADM.Hoyu Qui Ago 22, 2019 10:07 pm

» Henry Meursault
[Mini - Van] Seguindo conselhos Emptypor ADM.Hoyu Qui Ago 22, 2019 10:07 pm

» [Mini - Nine}
[Mini - Van] Seguindo conselhos Emptypor Roy Collins Qui Ago 22, 2019 2:17 am

» Kit - Ninja mais bonito de Konoha
[Mini - Van] Seguindo conselhos Emptypor West Qua Ago 21, 2019 9:59 am

» [FICHA] Akito Wanijima
[Mini - Van] Seguindo conselhos Emptypor ADM.Senshi Qua Ago 21, 2019 12:25 am

» [FICHA] Bóris Ivanenko
[Mini - Van] Seguindo conselhos Emptypor ADM.Senshi Qua Ago 21, 2019 12:10 am

» Bóris Ivanenko
[Mini - Van] Seguindo conselhos Emptypor ADM.Senshi Qua Ago 21, 2019 12:09 am

» [Mini-Haqim] Maelstrom
[Mini - Van] Seguindo conselhos Emptypor Khrono Dom Ago 18, 2019 9:15 pm

» [Kit - Rikan Motsai]
[Mini - Van] Seguindo conselhos Emptypor Blum Dom Ago 18, 2019 5:04 pm



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and Fire

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 [Mini - Van] Seguindo conselhos

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Van
Soldado
Soldado
Van

Créditos : 4
Warn : [Mini - Van] Seguindo conselhos 5010
Masculino Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 29
Localização : -

[Mini - Van] Seguindo conselhos Empty
MensagemAssunto: [Mini - Van] Seguindo conselhos   [Mini - Van] Seguindo conselhos EmptyTer Jul 16, 2019 5:52 pm

Nome: John
Idade: 20
Sexo: Masculino
Raça: Humano
Tamanho: Normal
Estilo de Combate: Boxeador
Localização: Shells town - East blue
Grupo: Civil
Vantagens: ambidestro
Desvantagens: vício álcool

____________________________________________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário https://www.youtube.com/ocanilbr
GM.Hisoka
Game Master
Game Master
GM.Hisoka

Créditos : 30
Warn : [Mini - Van] Seguindo conselhos 10010
Masculino Data de inscrição : 15/06/2017

[Mini - Van] Seguindo conselhos Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Van] Seguindo conselhos   [Mini - Van] Seguindo conselhos EmptyTer Jul 16, 2019 6:03 pm

~Mini-Aventura APROVADA~


Olá, seja bem-vindo ao OPRPG!!

Eu sou um Orientador, minha função é lhe ajudar a se adaptar neste universo do OPRPG.

Sendo assim irei lhe orientar de todas as formas possíveis, a partir de dicas no decorrer desta Mini-Aventura. Como esse fórum é bem complexo em suas regras, também irei tentar responder suas dúvidas, por isso, no menu de navegação (parte superior do site) existe um link M.P. O mesmo corresponde às mensagens privadas. Lá você poderá, em qualquer momento que achar necessário, me enviar dúvidas de como prosseguir no jogo; ou pode entrar no seguinte link: https://www.onepiecerpg.com/f3-duvidas-criticas-e-sugestoes , e criar um tópico para algum membro da Staff responder; mas caso tenha dúvidas durante a Mini, pode colocar em "off" no próprio post.

Sim... Vamos ao que importa?

Abaixo seguirão algumas dicas para que leia antes de criar seu primeiro post.

DICAS:


  • Lembre-se que você apenas narra as ações de seu personagem, seu personagem nunca FAZ ele sempre TENTA e também demonstre desde o 1º post qual o seu objetivo na aventura.
  • O ambiente que você se encontra, NPC's e todo o resto que compõe sua aventura, quem cuidará disso sera seu narrador.
  • As mini-aventuras servem para corrigir seus erros na narração durante a aventura e também formas melhores de deixar sua narração mais interessante.
  • Caso a Mini-Aventura fique sem post durante 5 dias por parte do player, a mesma será cancelada.


O 1º post é seu e eu serei o seu Orientador.

____________________________________________________

[Mini - Van] Seguindo conselhos His

[Mini - Van] Seguindo conselhos Rose

[Mini - Van] Seguindo conselhos 0fMOaeE
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Van
Soldado
Soldado
Van

Créditos : 4
Warn : [Mini - Van] Seguindo conselhos 5010
Masculino Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 29
Localização : -

[Mini - Van] Seguindo conselhos Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Van] Seguindo conselhos   [Mini - Van] Seguindo conselhos EmptyTer Jul 16, 2019 7:10 pm

”Hm…!?”

Alguns hábitos são difíceis de largar. Para John, bebida e cigarro. Tais vícios não eram problemas... não, espera… Sim, eram grandes problemas, principalmente quando o controle passa a ser inexistente. Um exemplo era o fato de John não fazer ideia de onde e quando estava. Que lugar era esse? Estaria de roupas? Já era dia ou a noite o convidava para mais uma noite de esbórnia e prazeres momentâneos?

Mas que merda… Onde caralhos estou?  

Sem destino, porém determinado, ele tal qual Joseph Climber foi embora caminhando totalmente sem rumo. Durante o trajeto, observaria os arredores e também a si próprio. Não sabia se tal ausência de memória era proveniente de uma farra ou amnésia causadas por trauma - seja ele físico ou emocional - por isso era bom fazer uma auto-avaliação e obter informações, como: estava machucado, vestido, com valores, limpo, em um local conhecido, etc. Uma vez habituado com a situação presente, poderia decidir qual os próximos objetivos.

Todavia, independente de saber isso tudo, ele precisava seguir porque ele era John e ficar parado não estava no seu currículo. Então, andaria por onde fosse possível e subconscientemente procuraria por um bar, embora seu olhar não procurasse por algo específico. Durante o caminho, evitaria esbarrar nas pessoas e caso o fizesse, pediria desculpas com um simples gesto de reverência efetuado apenas com a cabeça. Se alguém o provocasse, seguiria o caminho do monge e ignoraria o quanto pudesse tentando seguir seu trajeto. Na hipótese de ser atacado, apanharia porque não estava esperando violência gratuita, mas tentaria se recompor e ficar de pé porque ele era John e o John nunca desiste.

____________________________________________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário https://www.youtube.com/ocanilbr
GM.Hisoka
Game Master
Game Master
GM.Hisoka

Créditos : 30
Warn : [Mini - Van] Seguindo conselhos 10010
Masculino Data de inscrição : 15/06/2017

[Mini - Van] Seguindo conselhos Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Van] Seguindo conselhos   [Mini - Van] Seguindo conselhos EmptyTer Jul 16, 2019 9:09 pm



Mini-Aventura

[Mini - Van] Seguindo conselhos QeVpgNQ




As pálpebras de John repiscaram após um despertar fastidioso. As retinas dilataram em virtude da baixíssima iluminação, pouco a pouco habituando-se à penumbra noturna. Às narinas ascendeu uma fortíssima graveolência constituída de uma amálgama de suor e chorume. Ainda mais propínquo às ventas, provindo de seu tórax desnudo, havia um outro cheiro que destacava-se; era típico, bem característico, embora o rapaz não recordasse de imediato pela confusão mental que ainda lhe aturdia. Suas costas e quadril doíam em latejos, incômodo que fomentou ao se erguer. O farfalhar do saco de lixo preto em que estava deitado penetrou seus ouvidos, cujos vestíbulos pareceram girar ao avesso assim que se pôs de pé, possivelmente por conta dos resquícios de álcool na corrente sanguínea.

Gradualmente, as dúvidas acerca do recinto no qual estanciou desvaneceram. Volvendo o pescoço pelos arredores, os olhos, ainda letárgicos, enfim vislumbraram as paredes de tijolos que prendiam-no numa viela estreita. Acima, a uns seis metros do chão, uma janela escancarada, da qual saíam feixes de luz amarela. Uma agitação proveio de lá, sucedida por uma vozearia aguda que parecia espernear, provavelmente feminina, mas abafada demais pela distância para ser discernida pela audição de John.

Seu primeiro passo, curto e pesado, aparentou arrancar grilhões que acorrentavam o tornozelo. Splash. Acabou esmagando, sob a sola de sua única sandália, uma espécie de fole. A tensão liberou o líquido que ali estava contido, que espargiu pelo solo lodoso numa poça exígua. Graças à parca luz, as retinas não puderam fotografar sua natureza com precisão, mas era viscoso. O olfato já atiçado, por sua vez, contemplou o mesmo odor de hipoclorito de outrora, agora mais realçado, o que poderia lhe dar pistas acerca da procedência daquele material.

A bulha que ouvira há pouco tornou a importuná-lo, desta vez bem mais clara e audível, subjugando o cricrilar dos grilos e assustando alguns corvos que repousavam sobre o telhado das casas. Então, após crescer gradativamente como a sirene de uma ambulância, sua responsável enfim raiou. Estava bem a sua frente, de silhueta amorada pela única fonte de luz que alumbrava o beco, evidentemente em sua entrada – que também era a saída. A figura estava com os punhos cerrados na cintura enquanto seus longos cabelos sedosos esvoaçavam à aragem.

– Olha aqui, engraçadinho! – Disse ela repleta de sanha. Seu indicador estava alçado na altura do tórax, como se passasse um sermão. Sua voz era relativamente aguda, porém anasalada. O salto agulha fazia seus passos ecoarem por toda a viela, marcando cada passo de aproximação como se anunciassem funebremente a tragédia que estava por vir. – Se está achando que pode sair sem pagar, está muitíssimo enganado! – Ela fez um arco com o dedo em negação. Então, em seu último passo, saiu da penumbra facultada pela luz em suas costas. Seu corpo era dotado de curvas sinuosas, tão acentuadas que pareciam ter sido produzidas artificialmente. Estava praticamente despida, senão pelo conjunto de lingerie vermelho-vinho que encobria os seios impecavelmente redondos e empinados e sua pelve de notável volume; sim, notável volume. O rosto detinha traços rústicos; lábios volumosos, nariz encorpado, sobrancelhas grossas e zigomáticos e queixo proeminentes.

Em suma, um travesti de primeira.

Dicas e Orientações:
 


____________________________________________________

[Mini - Van] Seguindo conselhos His

[Mini - Van] Seguindo conselhos Rose

[Mini - Van] Seguindo conselhos 0fMOaeE
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Van
Soldado
Soldado
Van

Créditos : 4
Warn : [Mini - Van] Seguindo conselhos 5010
Masculino Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 29
Localização : -

[Mini - Van] Seguindo conselhos Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Van] Seguindo conselhos   [Mini - Van] Seguindo conselhos EmptyTer Jul 16, 2019 10:34 pm



A vida de John era um ciclo interminável formado por escolhas ruins e ações duvidosas. Logo, acordar em um beco podre com uma mulher cobrando valores supostamente devidos era assustador, porém, não surpreendente. A cena não cheirava bem para o alcoólatra. A piada em si só não era pior que o estado em que se encontrava, afinal quem começa o dia… digo, noite, fedendo e com uma mulher cobrando? Não era para acontecer isso, sei lá, em torno das 5, 6 da manhã!? Pensou enquanto batia as mãos pelo corpo tentando ganhar tempo para organizar os pensamentos e lidar melhor com o grande problema que estava à sua frente.

Boa noite, gracinha… Eu não sei do que está falando, mas… Entrar e sair é comigo mesmo…  

Tentaria utilizar do humor como artifício para conquistar a simpatia da jovem e ter melhores alternativas na resolução daquele conflito. Não sabia se tinha algum valor com ele, ora bolas, sequer lembrava de ter chegado ali, então era provável que furto ou uso excessivo de berries poderiam ter acabado com suas chances de resolver este imbróglio de forma satisfatória para ambos.

Eu acho que não tenho como te pagar em dinheiro… Posso pagar depois por algo que não lembro ou você vai exigir algum esforço físico para compensar?  

Indagou novamente com o resto de bom humor que poderia lhe restar diante daquela situação vexatória. Para um ser humano ordinário, aquele cenário era impensável e absurdamente constrangedor, entretanto, John não era uma pessoa comum e lidar com situações vergonhosas já havia se tornado algo tão habitual que nada do que o destino pudesse colocar em seu caminho o atrapalharia. É possível dizer que sua alma alcançara o estado “Good Vibes” onde se tornara incapaz de sofrer por algo. Era possível encontrar diversão até nos mais podres episódios possíveis.

”Rapaz… Como eu queria ter minha memória de volta… Que mulherão… E ainda parece ter pinto… Nham nham… Agora eu vou ter que me esforçar pra conseguir uma grana e criar novas memórias com essa delícia.”

Havia sempre a possibilidade de uma confusão ser resolvida de forma pacífica e se isso acontecesse, John agradeceria a compreensão da profissional da noite e sairia daquele beco buscando as luzes da cidade. Caso seja exigido algo ao alcance do bêbado, ele aceitaria a proposta e encerraria a problemática da maneira que pudesse. Na hipótese de não haver uma solução, seria hora do pau…

Na hipótese do diálogo não alcançar um resultado positivo, seria necessário o uso das capacidades físicas no tocante ao uso de artes marciais. Neste caso, John ergueria os punhos na altura do queixo e os cotovelos próximos às costelas, uma posição bem conhecida do boxe inglês clássico. O ébrio não curtia violência, mas sabia que nem tudo era resolvido simplesmente sentando. – Gata, deixa disso… Não tem como você engolir mais essa e esperar que mais tarde eu te recompense?!   – Tentaria mais uma vez com o humor já característico obter a simpatia da prostituta. Mas dessa vez os punhos erguidos deixariam claro que ele estaria preparado para um possível confronto. Confronto este que não aconteceria pois ao primeiro movimento da oponente, ele usaria de seu bom jogo de pernas proveniente do boxe para se jogar pelo chão e tentaria fugir por qualquer brecha visível, correndo o mais rápido que conseguisse. Não se importaria com a sujeira ou com possíveis arranhões e hematomas causados pela queda simplesmente porque já estava todo arrebentado e sabia que as dores cessariam no momento em que tomasse uma gelada… ou um quente, tanto faz. Havia a possibilidade de ser impedido de fugir com um bloqueio ou simplesmente imperícia. Nesse caso, tentaria mais uma vez, seja com outro salto, rolando igual uma criancinha ou simplesmente na força bruta.
Considerações:
 

____________________________________________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário https://www.youtube.com/ocanilbr
GM.Hisoka
Game Master
Game Master
GM.Hisoka

Créditos : 30
Warn : [Mini - Van] Seguindo conselhos 10010
Masculino Data de inscrição : 15/06/2017

[Mini - Van] Seguindo conselhos Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Van] Seguindo conselhos   [Mini - Van] Seguindo conselhos EmptyQui Jul 18, 2019 2:01 am



Mini-Aventura

[Mini - Van] Seguindo conselhos QeVpgNQ




– Depois!? – Ela exclamou, esgazeando os olhos furibunda com a proposta. Sentia como se tivesse sido usada como mero objeto de prazer; e certamente não deixaria barato. – Ora, seu! Acha que minhas amigas já não me falaram sobre sua reputação!? – Perguntou retoricamente, apertando cada mais a distância até John. Graças àquele salto agulho, ela era alguns centímetros mais alta que ele.

O garanhão, claro, não se deixou levar pelas queixas do travesti. Estava cismado que sairia dali sem lhe dar um único tostão, ao menos por ora. Sua postura de punhos erguidos e base postada fez a mulher pestanejar, engolindo em seco. Ela não estava esperando por uma súbita mudança de ares naquela viela. Entretanto, como uma doce donzela do subúrbio, ela detinha as habilidades certas para se defender dos valentões que às vezes dão as caras em seu ofício.

– Já chega! Me pague, caloteiro! – Num rápido movimento de pernas, como se fossem azorragues, ela fez os saltos voarem aos flancos. Os calçados colidiram contra as paredes de tijolos e deslizaram até uns sacos de lixo, culminando na fuga de alguns camundongos assustados. Ela avançou em seguida, abrindo os braços na intenção de agarrar John, que fintou por baixo de uma de suas axilas. Era a chance perfeita; ele já conseguia ver as luzes da alforria quando uma pressão em sua cintura o puxou de volta ao beco. A travesti agarrara-o pelo cinto da calça e, ao que parece, os resquícios de testosterona derradeira foram suficientes para lhe dar a força necessária para jogá-lo ao chão, dois metros a sua frente. – Hunph! Tá achando que sou como as outras manas? – Comentou de lábio superior proeminente em altivez. Ela batia uma mão contra a outra, como se estivesse limpando-as.

Não havia dúvidas, se John quisesse escapar dali, teria de nocauteá-la.

Dicas e Orientações:
 


____________________________________________________

[Mini - Van] Seguindo conselhos His

[Mini - Van] Seguindo conselhos Rose

[Mini - Van] Seguindo conselhos 0fMOaeE
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Van
Soldado
Soldado
Van

Créditos : 4
Warn : [Mini - Van] Seguindo conselhos 5010
Masculino Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 29
Localização : -

[Mini - Van] Seguindo conselhos Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Van] Seguindo conselhos   [Mini - Van] Seguindo conselhos EmptyQui Jul 18, 2019 12:12 pm



John não tinha sorte na vida. Dentre as muitas meretrizes da ilha, ele havia se envolvido com a mais problemática. Por que ela não podia aceitar um pagamento fiado? Pensou quando se viu preso pelo cinto da calça que só servia para evitar prisão por atentado ao pudor. Ser jogado no chão não o incomodava, como todo viciado, ele tinha alguns desequilíbrios psicológicos e um deles era o masoquismo inerente à pessoas que suicidam lentamente - usuários de drogas.

Olha só, gata… Hoje nem eu e nem você teremos prazer… mas eu vou te fazer revirar os olhos!  

Estaria mais sério agora, como se alguém tivesse bebido sua bebida ou fumado seu cigarro. Não estava puto, pois só ficava assim quando acabava o estoque de seus produtos. Estava determinado e focado em um objetivo. Talvez, se usasse esta mesma fixação em combater seus vícios, certamente teria o suficiente para se encaixar na sociedade, porém, John era John e se adaptar aos desejos alheios nunca foi uma prioridade em sua vergonhosa, triste e amarga vida.

Aí vou eu...

Disse enquanto avançava para cima da jovem, mas não sem antes fazer um paralelo com as últimas vezes em que disse essa frase e sorriu por um segundo, voltando a ficar sério novamente e compenetrado na batalha. Ele tinha algumas situações diferentes naquele combate e não poderia lutar como faria normalmente. Havia a limitação por causa do curto espaço no beco e pelas dores na lombar que sentira ao acordar, portanto, era necessário efetuar movimentos simples para ter melhor acurácia.

Com os punhos protegendo a parte superior do corpo junto aos antebracos, compreendendo da linha de cintura até a testa, ele tinha proteção o bastante para atacar e reagir com o mínimo de revide danoso possível. Tentaria encurtar a distância caminhando um passo por vez sem perder a base e quando sentisse estar no alcance de sua envergadura, atacaria com Jab utilizando a canhota. Um, dois e o terceiro seria um gancho com a destra mirando a parte inferior do maxilar acima do padrão feminino da adversária. Caso recebesse algum contragolpe, usaria o jogo de pernas para esquivar de maneira simples, apenas se afastando para trás.

Caso não consiga chegar no alcance desejado, seja por receio ou por obstáculos, utilizaria o cenário ao seu favor. Sem pensar muito, chutaria o saco de lixo que outrora era sua cama e o faria para tirar a atenção da bicha e tirá-la do sério com a possibilidade de ficar imunda. Então, atacaria com um avanço rápido, mirando golpes em seu abdômen para minar sua resistência e por fim um cruzado na altura da têmpora esquerda, visando um nocaute rápido, indolor e com o mínimo de sequelas. Se ela conseguisse revidar, esforçar-se-ia para não ser atingido pois já estava deveras machucado. Utilizaria de saltos para trás ou em diagonal caso o beco limitasse seu espaço. Não importava o ataque, pensaria em desviar ao invés de bloquear. Sua melhor defesa era a esquiva e faria uso sem moderação.



Considerações:
 

____________________________________________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário https://www.youtube.com/ocanilbr
GM.Hisoka
Game Master
Game Master
GM.Hisoka

Créditos : 30
Warn : [Mini - Van] Seguindo conselhos 10010
Masculino Data de inscrição : 15/06/2017

[Mini - Van] Seguindo conselhos Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Van] Seguindo conselhos   [Mini - Van] Seguindo conselhos EmptySab Jul 20, 2019 4:33 am



Mini-Aventura

[Mini - Van] Seguindo conselhos QeVpgNQ




Aceitando o fardo que teria de carregar para sair impune de sua peculiar situação, John se levantou e amparou o corpo em guarda. Seus olhos vislumbraram a travesti balançando a cabeça negativamente, reprovando sua atitude enquanto hasteava os punhos à frente do rosto. Era evidente que não detinha a mesma técnica do rufião. Havia brechas na postura, como o queixo erguido, e o apoio não era tão firme, de pés quase paralelos.

– Venha, desgraçado. Venha! – Chamou colérica, sinalizando a sua aproximação com uma das mãos.

E John acatou. Ainda estudioso, aproximou-se da mulher, aplicando alguns golpes com a mão esquerda, praticamente testando-a. Não eram tão poderosos, levando em conta que o braço já entesado mal tinha espaço para recuar, mas incomodavam. A travesti os acolheu com o dorso de sua mão oposta, imediatamente rente ao crânio, protegendo-o. Pouco a pouco, a região enrubesceu; latejava, porém ela buscava ignorar a dor; dor esta que não chegou aos pés da que sentiu em seguida com o cruzado do pugnante, que atingiu-lhe o queixo quase que em cheio. Sua cabeça estremeceu e, por segundos, perdeu o equilíbrio, titubeando para trás.

– P-Porra! – Resmungou, de olhar em vertigem. Balançou a cabeça fortemente para os lados, buscando recobrar o foco. Sangue manava da região atingida, vertendo através de seu decote artificial até gotejar no umbigo. – Q-Que miserável! – Não esperava um murro tão sério. Teria de tratar aquilo com mais seriedade, se não desmaiaria no próximo. Sua mão, então, deslizou até as nádegas, retirando uma peça quadrada da lingerie. Parecia um mero cartão à primeira vista, porém, num súbito movimento, ele revelou-se como uma faca; pequena, daquelas para proteção pessoal. – Vou cortar esse seu pinto mixuruco fora! – Vociferou, apertando os olhos. Os dentes tingidos em carmesim. Estava com a arma cortante apontada para o rufião à espera de um avanço.

Dicas e Orientações:
 


____________________________________________________

[Mini - Van] Seguindo conselhos His

[Mini - Van] Seguindo conselhos Rose

[Mini - Van] Seguindo conselhos 0fMOaeE
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Van
Soldado
Soldado
Van

Créditos : 4
Warn : [Mini - Van] Seguindo conselhos 5010
Masculino Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 29
Localização : -

[Mini - Van] Seguindo conselhos Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Van] Seguindo conselhos   [Mini - Van] Seguindo conselhos EmptySab Jul 20, 2019 2:00 pm



Os defeitos do bêbado eram bem conhecidos e alguns até de conhecimento "ilhal", entretanto, suas habilidades não detinham a mesma fama. Aquele belo ser transsexual fora surpreendido ao subestimar e não dar o devido valor, como consequência recebeu alguns golpes e sentirá essa dor por algum tempo. O que para muitos seria incômodo, para a fêmea era apenas um tempero apimentado para o confronto que chegava ao seu clímax.

" Que mulher firme… essa deve aguentar!"

Pensou, mas logo voltou a si ao vê-la puxar algo da bunda que mostrou-se tão perigoso quanto as possíveis doenças que teria em seu interior. Aquela faca seria bastante problemática e um corte seu certamente traria infecções, analisou. Diante de uma faca era normal ter medo. Era um objeto cortante, rápido e com praticamente nenhum ponto cego. Mesmo os profissionais de segurança pública tem dificuldades ao lidar com tal arma e sair ileso. Era improvável enfrentar uma e sair sem machucados.

Ei, ei… Cuidado com isso aí… Você pode acabar cortando meu bem mais precioso…  

E apontou para os próprios olhos, os quais possuíam uma tonalidade mais clara que os castanhos comuns. A hora de brincar tinha acabado e para se livrar dessa situação, ele precisaria dar o seu melhor para trabalhar e lidar o melhor possível com o que tinha para enfrentar. Ele estava em um beco sujo, escuro e sem muitas informações. A cena? Um pugilista contra uma faca. Dar murro em ponta de faca era inviável a não ser que seja uma figura de linguagem popularmente conhecida. O jeito era trabalhar de forma indireta.

O último avanço mostrou que o travesti não tinha muita mobilidade e seus reflexos não eram dos melhores, então bastava distrair sua atenção momentaneamente que sua capacidade atlética faria o resto. John pensou de maneira simples e eficiente. Utilizando o que tinha no beco, ele agacharia rapidamente e pegaria para arremessar na direção do rosto e utilizaria este breve momento para avançar para o lado em que ela estivesse segurando a faca, pois provavelmente utilizaria a mão restante para se livrar do que viesse em seu caminho, deixando a mão agressora exposta. Nesse instante, tentaria agarrar seu pulso e puxar para baixo para tirar o seu equilíbrio e caso não seja o suficiente para que solte a lâmina, morderia o braço que a segurasse, tentando forçar o desarme por estímulo doloroso. Uma vez que ela soltasse, subiria um gancho com toda a sua força mirando o queixo da jovem para encerrar o combate.

Se arremessar objetos não funcionasse e ela não se distraísse, ficaria se movendo de um lado para o outro com saltos curtos, evitando ficar parado para dificultar os possíveis ataques com a faca. Se fossem estocadas, seriam pulos diagonais, mas se fossem cortes comuns, saltaria para trás fugindo de seu alcance. Havia a possibilidade de ser uma estocada descendente visando sua cabeça, nesse caso utilizaria seu conhecimento em boxe para saltar para frente e encurtar a distância, onde utilizaria o seu antebraço para bloquear o pulso que desceria com a faca e com o punho restante aplicaria um uppercut firme. Era o mesmo tipo de defesa contra um “soco mata cobra" (overhand), logo, tinha a experiência necessária para vencer esse ataque.

Na hipótese de não encontrar aberturas devido aos cortes aleatórios ou diagonais e horizontais, os quais dão poucas brechas, John não teria escolha a não ser arriscar enquanto esquivava, ou seja, esperar o ataque e saltar para trás quando a lâmina passasse e assim que ela estivesse longe do raio de perigo, avançar imediatamente na direção da adversária e atacar como pudesse - seja com uma cabeçada, tackle ou até mesmo soco no antebraço - o que sentisse mais confortável para ser bem sucedido no desarme e finalizaria com cruzados ou ganchos para complementar o ataque.

Você resistiu muito… Se tivesse aceitado fiado, estaria adormecida de prazer… E dor também, mas outro tipo de dor… Heh...   – Diria caso saísse vitorioso, fazendo a limpa na jovem, roubando seu dinheiro, faca, cigarro, bebida, lubrificante, não importa… Tiraria tudo que ela tivesse. Não teria remorso algum, pois eventualmente perderia tudo novamente para ela… ou alguma de suas amigas, pelo menos.
Considerações:
 

____________________________________________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário https://www.youtube.com/ocanilbr
GM.Hisoka
Game Master
Game Master
GM.Hisoka

Créditos : 30
Warn : [Mini - Van] Seguindo conselhos 10010
Masculino Data de inscrição : 15/06/2017

[Mini - Van] Seguindo conselhos Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Van] Seguindo conselhos   [Mini - Van] Seguindo conselhos EmptyDom Jul 21, 2019 11:18 pm



Mini-Aventura

[Mini - Van] Seguindo conselhos QeVpgNQ




John reconhecia os perigos que uma faca trazia, principalmente tratando-se daquela faca. A lâmina, embora pequena, parecia ter um gume afiado, uma vez que fora pouquíssimo usado. Por conta do disfarce, não era detentora de um notável brilho; seu corpo possuía cores similares a do cartão, variando em tons de cinza claro a escuro. Seu punhal estava amorado pelos dedos corpulentos da travesti, os quais contrastavam com suas belíssimas unhas rubras, facilmente destacadas em virtude do beco em penumbra.

– Chega! Vai pagar pelas monas que está devendo! – Dedicou a almejada vitórias às companheiras também supostamente vítimas do caloteiro.

Ela estava pronta para alavancar os primeiros passos em direção a John, quando o rapaz, temendo os perigos iminentes da arma cortante, recolheu o saco de lixo ao seu lado. Ele não estava tão pesado. Seu conteúdo aparentar ser, em sua grande maioria, papel já usado. Alguns vazaram por buracos, besuntando os antebraços e tórax do rufião com um material extremamente fétido – assimilava-se à fezes. O montante preto voou pela viela, atingindo em cheio o antebraço esquerdo da mulher, usado para proteger seu corpo.

– Aaaaiii, que nojo! – Resmungou após notar o interior do saco.

John, claro, não perdeu tempo. Avançou junto ao lixo arremessado, tal como planejava, e desarmou a travesti ao assaltar sua mão desta, a que carregava a arma. O equipamento rolou pelo chão até ser perdido de vista debaixo de uma caixa de metal para dejetos. Então, imediatamente após, ergueu o punho canhoto subitamente num gancho, que rasgou a sacola ao meio junto do mento da moça, já chagado de outrora. O sangue que espirrou se uniu aos papéis onustos de excremento que explodiram aos ares, tornando aquele beco um verdadeiro chiqueiro. O corpo da meretriz, por sua vez, despencou num baque surdo, completamente desacordado. Faltava-lhe um dos dentes, embora fosse difícil distinguir qual em meio à poça cetrina formada entre os lábios. John ainda conseguiu encontrar um maço de dinheiro no espaço entre seus seios; não era muito, apenas algumas cédulas que contabilizavam trinta mil berrys.

O rapaz enfim estava livre; coberto de merda, mas livre.

Dicas e Orientações:
 


____________________________________________________

[Mini - Van] Seguindo conselhos His

[Mini - Van] Seguindo conselhos Rose

[Mini - Van] Seguindo conselhos 0fMOaeE
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




[Mini - Van] Seguindo conselhos Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Van] Seguindo conselhos   [Mini - Van] Seguindo conselhos Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Mini - Van] Seguindo conselhos
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Mini-Aventura :: Mini-Aventuras Concluídas ou Canceladas !-
Ir para: