One Piece RPG
O Legado Bitencourt Act I - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Tony Redstorm
O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Emptypor Dante Hoje à(s) 00:02

» 10 Anos de OPRPG - Bingo!
O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Emptypor Revescream Ontem à(s) 23:56

» Red Albarn e o Alvorecer de um Herói
O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Emptypor Kiomaro Roshiro Ontem à(s) 23:17

» O começo do grande catálogo! Aventura na ilha das flores
O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Emptypor maximo12 Ontem à(s) 23:01

» Capítulo I - Despedida
O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 22:58

» [M.E.P] - MAZINO
O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Emptypor Mazino Ontem à(s) 22:27

» [MINI-Vacyn] *Filha de Narciso*
O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 22:21

» [Mini-Mazino] - Novos Horizontes!
O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 22:13

» O bando nasce! Nobreza contra ralé!
O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 21:40

» [Mini - Catarina] Primeiro, as apresentações
O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Emptypor Shroud Ontem à(s) 21:10

» Ficha - Joey Jacobs
O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Emptypor Azc Ontem à(s) 19:09

» Cap. 2: Da alvorada ao Crepúsculo, os aspectos da liberdade surgem!
O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Emptypor Sagashi Ontem à(s) 18:53

» Pepino Legrant
O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Emptypor Palitinho Ontem à(s) 18:11

» Tour Martial ✯
O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Emptypor Mizushiro Hizumy Ontem à(s) 17:53

» [MINI - Viktor] A decisão
O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Emptypor TheJoker Ontem à(s) 17:40

» Timbre Mudo
O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Emptypor Wesker Ontem à(s) 15:30

» The Closer you Look
O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Emptypor Datekyo Ontem à(s) 14:56

» Prólogo - A primeira perna é a direita
O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Emptypor Muffatu Ontem à(s) 14:34

» Apresentação 3 - Falência Abrasiva
O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 14:26

» Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!
O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Emptypor jonyorlando Ontem à(s) 13:37



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 O Legado Bitencourt Act I

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 44
Warn : O Legado Bitencourt Act I - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Empty
MensagemAssunto: O Legado Bitencourt Act I   O Legado Bitencourt Act I - Página 3 EmptyTer 16 Jul 2019, 02:21

Relembrando a primeira mensagem :

O Legado Bitencourt Act I

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Ineel Von Ritter Bitencourt. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Ineel
Membro
Membro


Data de inscrição : 13/06/2012

O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Legado Bitencourt Act I   O Legado Bitencourt Act I - Página 3 EmptyQua 21 Ago 2019, 07:48

No momento em que o nome do livro havia sido revelado, acabava por surtar, assustando Kuri o suficiente para tentar me neutralizar com um spray nos olhos, que por sinal não havia deixado sérios problemas. O homem se desculpava por receio de encontrar uma punição pois afinal havia agredido um soldado da lei, esboçando um leve sorriso Ineel se ergueria, piscando repetidamente suas pálpebras se certificando que sua visão estava bem, em seguida se voltaria para Kuri.
- Perdão por assusta-lo não foi minha intenção, mas afinal... O que há de tão importante neste livro? Por quê insiste tanto que tenha o máximo de cuidado... Não é um livro comum certo? - Indagava ao velho.

Recebendo ou não uma explicação mais formulada sobre o conteúdo do livro, daria uma pausa e completaria. - De toda forma, assumo esta responsabilidade.. Não vejo a hora de abri-lo hehe - Sorrindo ao final.

Após então, o jovem marinheiro se certificaria mais uma vez que sua mochila adquirida estivesse em boas condições e que não havia se esquecido de nada, colocaria o livro cuidadosamente dentro da nova mochila se despedindo de Kuri e partindo para sua residência para o descanso do dia. Durante o caminho, questionaria o que poderia encontrar nas escritas.

'' Será que é anotações de algum tesouro? WOWWWWWWWWWWW talvez.. Anotações secretas sobre o governo? E se for um compilado de teorias mirabolantes?? HIHIHIHIHI - Esperava, ansiosamente.

Chegando em sua residência, subiria ao seu quarto onde tiraria as roupas e prepararia um banho reconfortante, em seguida colocando suas roupas para dormir, e então por fim, em sua cama macia e com um abajur ao lado da cabeceira, finalmente abriria o livro para explorar seu conteúdo, atento a qualquer detalhe possível, lendo vagarosamente e com calma, pois teria todo o fim da tarde e a noite para tal.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Faktor
Soldado
Soldado
Faktor

Créditos : 10
Warn : O Legado Bitencourt Act I - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2019

O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Legado Bitencourt Act I   O Legado Bitencourt Act I - Página 3 EmptyQui 22 Ago 2019, 21:23








Narração
#10






Horário: 18:27
Temperatura: 24 Graus | Clima: Ensolarado




O jovem Ineel até que conseguiu não se chatear com o velho, aliás o mesmo só ficou assustado por causa do mesmo mas não era o caso, jurou que tomaria conta do livro mas as informações não foram ditas nenhuma por Kuri, ele agradeceu e voltou a cuidar de sua loja, enquanto o Marinheiro preparava sua mochila para ir até sua casa e finalmente desfrutar desse livro. Assim que chegou em sua casa(apartamento não sei.) foi direto ao banheiro retirando suas vestes e preparando um banho logo, banho tomado o mesmo já botou um pijama de estrelinha no qual o mesmo só encontrou esse e foi até sua cama, se deitando nela e pegando o livro para finalmente abri-lo e poder desfrutar da "magia" que poderia conter o mesmo.

Livro:
 

Assim que o abriu, pode ver a assinatura de quem o fez, o livro já era velho e por isso a assinatura ficou manchada meu as inicias estavam presentes, HR. Ele pode observar que era um livro com muitas e muitas páginas para desfrutar, claro, levaria mais tempo do que só esse dia para acabar mais certamente valeria apena, logo que passou pela primeira página, conseguiu captar todo o texto tendo o máximo de detalhes, pode ver anotações de outras pessoas na quais estes livro já esteve em mãos, mas nunca um nome completo, só inicias. Talvez fosse um mistério e perigoso se pronunciar perante esse livro mais por que? Só o que teve até a segunda página foi palavras e palavras explicando sobre coisas que pareciam bem difíceis de existir, mas talvez Ineel possa acreditar em algo. Falou em relação a ilhas flutuantes, ou uma ilha que não está mais no mar normal, nada concreto mas que dava pra começar a tirar conclusões, falou também sobre algo que lhe seria possível dar poder, talvez um antigo livro mágico? Não se disse, mas foi pronunciado que talvez alguém pudesse ter começado a criar desde o início essas coisas mas não tenha conseguido completar o que era pra ser feito. Muitas palavras que poderiam não fazer sentido como, "... Naquele que herdar a esperança e dignidade, o poder dos reis lhe seguirá com sua vontade....", poder dos reis? Do que estaria falando? Bom, não poderia parar de ler, chegou na sétima página e logo foi passar pra oitava mais...

Ilustração:
 

As páginas estavam em branco, tudo em branco, não se via mais nada, só a cor amarelada que levava algumas outras mas de resto não existia mais nada. Como se tivessem sido apagada as letras, porque alguém faria um livro com tantas páginas pra deixar a maioria em branco? Por que não continuar a escrever? Será que o que a certa pessoa sabia era perigoso demais? Infelizmente não iremos saber, talvez possa existir mais coisas como essa livro por aí, mas quem garante encontrá-los? Quem garante que isso seja real? Depois disso tudo Ineel pode perceber que já teria se passado um bom tempo, e um possível sono se inicia, depois de um longo dia de trabalho, o cansaço leva o corpo de Ineel fazendo o assim desabar. To be Continued...

Legenda:
 

____________________________________________________

First Adventure I - [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ineel
Membro
Membro
Ineel

Créditos : 2
Warn : O Legado Bitencourt Act I - Página 3 8010
Masculino Data de inscrição : 13/06/2012
Idade : 20
Localização : East Blue - Shells Tow

O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Legado Bitencourt Act I   O Legado Bitencourt Act I - Página 3 EmptySab 31 Ago 2019, 02:57

O Misterioso livro me deixaria frustrado ao perceber que havia paginas em branco, por um momento culparia Kuri, possivelmente por enganar-me.. Porém o pouco conteúdo presente no livro já era o suficiente para despertar a atenção, e um pouco de mistério também se tornaria um prato cheio para um arqueólogo nato. Contornando e relendo incontáveis vezes, mal podia acreditar nas informações contidas, a chama da curiosidade se ascendia sobre mim a cada palavra revelada, quanto menos percebi já estava venerando aqueles nomes desconhecidos que nunca se completavam pois as anotações especificamente tinha a intenção de esconder a identidade dos autores, mas as poucas pistas me deixava livre para formular centenas de hipóteses e teorias das quais perderia horas desta madrugada se me entregasse prontamente para pensar.  

'' Ilhas do céu? Poder dos Reis? Hihihihihi '' - Se entusiasmava.

Em quanto fechava a capa com cuidado para não danificar as páginas, o jovem marinheiro já demonstraria o cansaço bocejando algumas vezes, com uma última olhada, fechava por completo o livro e com um energético espreguiçamento esticaria as pernas e os braço em preparação para seu sono.

- Certo! Eu definitivamente irei descobrir a origem destas anotações hihihihi - Dizia euforicamente, sorrindo.

Ineel não poderia se atrasar para seu primeiro expediente ao quartel, logo precisava descansar urgentemente para estar disposto para o árduo serviço de um militar e assim o faria, ajeitando com cuidado o travesseiro e se aconchegando em suas cobertas estaria pronto para uma noite de sono completa. Ao amanhecer, levantaria e se direcionaria para o banheiro onde faria suas necessidades básicas e se banharia, logo após indo para seu quarto onde passaria com cuidado seu uniforme o ajustando corretamente, não se esquecendo de limpar seus sapatos e fazer a barba pois a apresentação individual era a prioridade. Como membro da organização, não se preocuparia com o café da manhã uma vez que agora o jovem teria acesso ao refeitório do quartel e faria sua refeição matinal assim que chegasse, se certificando uma última vez que estaria tudo em ordem, aprontaria sua nova mochila e partiria para a instalação militar, chegando ao local retirando a mochila das costas e prestando as devidas continências aos seus superiores hierárquicos e se identificando como soldado bitencourt, em seguida aguardando por suas próximas instruções para a realização da primeira missão.

____________________________________________________

Ficha :
Spoiler:
 



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Faktor
Soldado
Soldado
Faktor

Créditos : 10
Warn : O Legado Bitencourt Act I - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2019

O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Legado Bitencourt Act I   O Legado Bitencourt Act I - Página 3 EmptyTer 03 Set 2019, 20:51








Will of the Weak
Suzuk #04






Hora: 07:37 | 09:06 (Após o acontecimento)
Temperatura: 23 Graus | Clima: Nublado



O jovem ficou indignado. Páginas em branco, por que? Isso é uma maldade com qualquer um que realmente está interessado, não sabia por que mais por momentos culpou Kuri, talvez ele pudesse ter enganado ele, mas não acho que o velho faria o mesmo. Ele estava pasmo com as informações obtidas, com todo esse mistério contido dentro do mesmo fazia ficar mais emocionante, iria com certeza querer descobrir mais e mais sobre esse livro, os autores, concretizar as informações, só que por hoje já teria acabado, estava tarde e não queria se atrasar para seu trabalho. Na verdade. Não podia se atrasar.

Depois de horas de sono, os moradores começaram a suas tarefas. As 07:00 da manhã, já estavam lá aprontados para ir ao trabalho, saindo de suas casas, fazendo compras. Realmente essa gente começava a engrenar cedo em seus dias e adiantar bastante suas coisas. Ineel estava lá, deitado meio que certamente em sua cama, estava mesmo com sono e algumas vezes roncava. Nada do diferente de uma pessoa, estava decidido de ir trabalhar, não errar em seu primeiro dia como Marinheiro e não prejudicar a Honra de sua família. Mas o problema chegou mais rápido do que o mesmo poderia imaginar.

Uma multidão de pessoas começou a se reunir, não por ser uma revolta, se reuniam em todos os cantos das ilhas por medo. Olhando para o céu, coisas estranhas vinham a acontecer, do nada, vários círculos com bordas vermelhas e diferentes fundos só que difíceis de ser visto. Pareciam ser portais? A multidão de pessoas começava a questionar, se perguntar o que seria, o quartel decidiu a não entrar em ação por hora, na verdade, nenhum aviso ou sinal foi dado. O problema é que eles não paravam, apareciam e desapareciam toda hora, e em uma hora. ZAAPP!!! Um grande raio caiu em uma parte da ilha, na casa de alguém. A casa Bitencourt. No momento, não parecia ter sido algo tão sério, as pessoas não estavam por perto da casa do mesmo mas ficaram com tanto medo que não quiseram investigar, na hora, uma grande nuvem de fumaça foi se formando dentro da casa dele, a respiração do mesmo foi se dificultando e começou a tossir. Quando conseguiu acordar, no desespero já era muito tarde, muita fumaça se acumulou e inalou muito da mesma. Ele desmaiou ainda em sua cama sem poder levantar, só pode ver que a fumaça estava saindo de cima da sua estante, algo pegou fogo e causou esse incidente. Por fim só pode ver isso e agora era questão de tempo até algo acontecer.

Em poucos minutos chegou o reforço, a Marinheira foi investigar o que tinha acontecido, a coincidência foi que o Tenente Yami foi investigar, junto a mais alguém, isso. O moço do alojamento de armas, eles estavam ajudando na investigação. Ineel não podia ver nem ouvir nada, só poucos barulhos que não ajudavam em nada. - Que merda! O garoto foi prejudicado. Logo quando tínhamos missão a fazer. Tomara que não morra, pegue ele e leve-o para fora Sam, eu vasculho a casa.- Yami foi rápido e sério em suas palavras, logo Sam começou a agir, pegou Ineel e levou ele para fora, tentou acordar ele fora da casa mas não conseguiu, então foi correndo bem rápido para o Quartel da Marinha enquanto o Tenente ficou na casa. Retirou a causa do incêndio, um livro. Assim que estava com o livro em mãos, foi para fora da casa, irritado jogou-o longe até o mar, sério, que monstro. Após vasculhou rapidamente a casa pra ver se tinha ou não alguém, felizmente estava sem ninguém e logo foi rápido em direção ao QG.

Estava presente na sala em que deixaram o jovem, Ineel (o própio), Yami, Sam e um médico, não tinha sido nada demais apenas um desmaio por falta de ar. O jovem já consciente, pode ver que uma comida estava logo a sua frente, pão com ovo e suco, nada muito especial só mesmo para sessar sua fome. O médico verificando alguns exames que fez, não se pronunciou, enquanto isso Yami permanecia encostado na parede perto a porta virado de costa a Ineel, Sam nesse meio tempo estava com um livro em mãos e de óculo? Ele usava óculos? Bom, ninguém notou da presença de Ineel, não teria feito muito barulho até mesmo por estar com dor de cabeça, e nesse momento as ações do narrado vão precisar ser feito. To be Continued...

Legenda:
 


____________________________________________________

First Adventure I - [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ineel
Membro
Membro
Ineel

Créditos : 2
Warn : O Legado Bitencourt Act I - Página 3 8010
Masculino Data de inscrição : 13/06/2012
Idade : 20
Localização : East Blue - Shells Tow

O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Legado Bitencourt Act I   O Legado Bitencourt Act I - Página 3 EmptySex 08 Nov 2019, 05:36

Nada estava fazendo sentido naquele dia, uma estranha manhã na qual a única coisa que o jovem soldado se lembrava era de que sua casa acabaria por se tornar escombros. Rapidamente, tentaria se levantar, respeitando seus limites caso esteja sentindo algum ferimento do mistério que havia acontecido em sua casa, observando todos que estavam presentes na sala, buscando uma resposta imediata do que diabos havia acontecido. - Oi, o que diabos aconteceu com minha casa???!! - Exclamaria, assustado e irritado.

Se virando para os lados, tendo uma visão mais ampla do local, seria possível ver que estava em algum tipo de enfermaria, havia um médico, uma mulher de óculos com um livro em mãos que rapidamente lembrava ineel de seu misterioso livro, até então seu pertence mais valioso, reviraria completamente o local a procura de seu livro, em seguida questionando o responsável do local sobre seus pertences. - Eu quero falar com meus superiores! Chame-os aqui! Onde está meus pertences??? E em quanto a nossa missão? - Questionava, irritado.

Neste meio tempo, acabaria por decidir ingerir o café da manhã proposto pelas instalações em quanto aguardava um veredito, ovo com pão não era nada mal para alguém que havia acabado de perder sua casa para um incidente completamente misterioso além de sua compreensão.. Alguma punição divina? pois algo do tipo não abria espaço em minha mente. '' Mas o que diabos é isto???!!! Logo no dia da minha primeira missão tomanocu!!!''- Se contorcia em sua cabeça.

____________________________________________________

Ficha :
Spoiler:
 



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Faktor
Soldado
Soldado
Faktor

Créditos : 10
Warn : O Legado Bitencourt Act I - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2019

O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Legado Bitencourt Act I   O Legado Bitencourt Act I - Página 3 EmptyDom 17 Nov 2019, 22:28








Narração
#12






Hora: 09:24
Temperatura: 24 Graus | Clima: Nublado



Então finalmente ele se pronunciaria. Ineel estava ainda um pouco limitado em seus movimentos mas conseguiu levantar seu tronco lentamente indagando desespero e dúvida em suas falas. No mesmo momento o Médico e Sam se viraram e foram rapidamente até onde estava o garoto, o médico checando em um painel como Ineel estava ficou aliviado, assim como Sam ao ver que não teria se machucado gravemente.

- Mu-Muito bem... Você não pode fazer movimentos muitos bruscos, um pedaço de madeira caiu sobre sua cintura o que causou alguns problemas na região já resolvidos por mim, mas é melhor não arriscar. Coma o lanche e irei conversar com seu Superior. - O médico tinha em seu jaleco uma plaquinha com o nome: "Owen", ele tinha no máximo 1,73m de altura, cabelo branco meio azulado e baixo, usava óculos e aparentava ter algumas rugas em seu rosto. Pelo visto Owen seria seu nome, não fora grosso com o garoto na verdade foi bastante gentil em suas palavras, falando de uma forma mais formal. Assim o Marinheiro comeu o pão e tomou o suco já conseguindo sentir sua fome ir se esvaindo.

Aparência:
 

- Muito bem, não precisa ficar agitado, só espere. Não se preocupe com a missão nesse exato momento, tudo que conseguimos recuperar será voltado a você mas no mento o Yami precisa de um tempo com o Owen... Logo poderá fazer as perguntas que quiser. - Sam falaria as palavras em um tom baixo mas brincalhão, após suas palavras Yami estava saindo para fora do quarto junto a Owen e eles passaram uns bons minutos conversando... Após a volta deles o Tenente estava conduzindo uma cadeira de rodas, e aí já é meio que explícito o que haveria acontecido.

- Bom garoto, você não vai poder mas andar... - Ele deixava as palavras soarem por todo o quarto, qual seria a cara de Ineel? Sam mesmo ficou pasmo. - Não irá poder andar até o barco, precisamos ter certeza que nada aconteceu. - Falava Yami já com a mão em sua barriga e se acabando de rir, enquanto Sam e Owen um pouco sem saber o que fazer nessa situação. - KKKKKKKKKKKK, isso foi muito bom! Sua cara foi a melhor!! Mas é sério. O mesmo levou ponto em sua cintura por um ferimento e também por diretrizes mas vai sim poder andar, só até chegar no barco para não acontecer imprevistos. - Suas falam poderiam tanto como aliviar como deixar ainda mais bravo Ineel, mas o que não podemos negar é sua cara após as primeiras falas do superior.

Após isso Sam já começava a andar em direção a porta enquanto Owen voltava a sua mesa, Yami já tendo posto a cadeira no lugar certo estava pra acabar de ascender um cigarro. Olhou com um olhar sério para Ineel após uns 2 (dois) minutos dele na cama. - Vamos pivete! Não temos o dia todo. -

Com isso só estavam esperando Ineel, realmente ninguém teria ficado preocupado? Isso foi tão rápido assim? Bem, só falta ele decidir sentar na cadeira-de-rodas ou tirar mais satisfações sobre seu acidente.


Legenda:
 


____________________________________________________

First Adventure I - [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ineel
Membro
Membro
Ineel

Créditos : 2
Warn : O Legado Bitencourt Act I - Página 3 8010
Masculino Data de inscrição : 13/06/2012
Idade : 20
Localização : East Blue - Shells Tow

O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Legado Bitencourt Act I   O Legado Bitencourt Act I - Página 3 EmptyDom 17 Nov 2019, 23:30

Afinal, os malditos não sabiam explicar o que de fato havia acontecido com meu lar, não poderia controlar a raiva que estava expressando no momento através de minhas expressões faciais e tudo se agravava ainda mais quando o tenente yami resolvera tirar uma onda comigo naquela situação. '' Ei desgraçado... O quê você está fazendo? '' - Pensava, revirando-se em angústia e ódio. Prontamente me prepararia para levantar mais uma vez porém negaria fortemente a chacota de utilizar uma cadeira de rodas em quanto o maldito oficial fazia deboche, definitivamente não havia me dado bem com o maldito, me levantaria com cuidado em quanto secava o tenente com o olhar sério e frio, transparecendo a raiva do momento em quanto levemente franzia minha face. - Eu... Me recuso! - Diria, transparecendo firmeza com a afirmação.

Já havia me levantado antes, contudo tinha certeza que estava em perfeitas condições de caminhar por contra própria e que tudo não passava de mais uma pegadinha, erguendo levemente a camiseta em quanto checava o estado de meus pontos, apenas levaria minhas movimentações com mais calma porém já demonstrando que não estava para brincadeiras, seguia com o olhar enraivecido. - Irei até o arsenal cautelar um rifle para a missão senhor, me apresento assim que assinar a cautela e me uniformizar corretamente. - Falaria, prestando a continência para se retirar do local. O dia não estava bom, vítima de um evento sobrenatural, chacota de superiores e além do mais... Seus pertences provavelmente haviam se perdido junto da casa que seu avô fora criado.  

Me retirando da ala médica, passaria pelo vestuário onde rapidamente buscaria me uniformizar nos padrões exigidos por um militar, checando a barba e se o coturno estaria limpo para uma boa apresentação pois em seguida me direcionaria para o arsenal onde me identificaria com o armeiro seguindo os procedimentos formais previstos pelo regulamento. - Soldado Bitencourt, peço permissão para cautelar um rifle para uma missão na qual o tenente yami me aguarda. - Diria, reverenciado o superior com uma continência no padrão.

Visivelmente mais calmo, ajustaria a bandoleira do meu rifle a altura e o jogaria aos ombros em quanto retornaria a mesma ala médica com a finalidade de ao menos encontrar minha mochila, questionando owen sobre tal, caso me entreguem a mochila logo seria ajeitada as costas sem atrapalhar a flexibilização da bandoleira que acompanhava o rifle, porém caso a mochila não esteja no local apenas lamentaria completamente irritado. '' Maldito seja, desgraçado lixo otário!''- Resmungava mentalmente.

Sem delongas, me direcionaria até o ponto de encontro previsto para dar destino a missão chegando ao local e me apresentando ao tenente yami novamente com os procedimentos previstos pelo regulamento interno do aquartelamento. - Soldado Bitencourt me apresentando, pronto para a missão senhor! - Diria, aguardando instruções sobre a missão.

____________________________________________________

Ficha :
Spoiler:
 



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Faktor
Soldado
Soldado
Faktor

Créditos : 10
Warn : O Legado Bitencourt Act I - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2019

O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Legado Bitencourt Act I   O Legado Bitencourt Act I - Página 3 EmptyQui 21 Nov 2019, 22:16








Narração
#13






Hora: 09:30
Temperatura: 24 Graus | Clima: Nublado



Pelo visto o jovem haveria ficado um "pouco" revoltado com a situação. O garoto haveria obtido um ferimento após a destruição de sua casa, estava localizado um pouco abaixo de seu estômago, e um pouco acima do começo de sua perna. Pontos foram feitos e todo cuidado era melhor mas ele não levou assim...

- Você se re-recusa?! Muito bem... Owen! Dê a ele sua mochila, botamos alguns suprimentos e o necessário para cuidar do machucado se haver necessidade. - Yami falava seriamente enquanto puxava um rifle não percebido por Ineel e logo direcionava para o Soldado. - Sem delongas, vamos! Precisamos partir o quanto antes. - Falava o Tenente enquanto se direcionava para a porta junto a Sam.

Ineel tinha dificuldades em se levantar, Owen até se ofereceria para ajuda-lo mas acha que só pioraria. Deu a mochila pro garoto e logo foi preencher alguns formulários, ele conseguiu se levantar e andar mas ainda com dificuldade, quando Yami e Sam já estavam na entrada do QG ele estaria chegando, foram aí que partiram. O caminho era um pouco longo, passavam por estradas de barro, casas humildes com pessoas passando pra lá e pra cá, e foi quando no meio do horizonte ele avistou 3 caras, dois em um barco e um pegando e levando sacos pretos. Estavam no final e já partiram, antes mesmo que pudesse repassar eles chegaram ao barco.

- Muito bem! Temos 10 pessoas nesse barco, Sam será nosso Navegador, 4 serão os que ficarão de guarda em cada ponta do transporte, eu ficarei em uma sala fazendo alguns planejamentos e ainda ficarão sobrando 4, que ficarão encarregados de proteger o que viemos transportar. - Ele falava alto e claro quando mais 7 pessoas apareciam do outro lado do local por uma outra rua ou saindo do barco (randons). Ele mostrava uma estátua de madeira, com uma coruja esculpida em seu topo e formatos de vários animais em todo o seu tronco, parecia ser algo valioso mas nada tão demais.

- Não é que nos vemos novamente Soldado. - Essa voz... Sim, ele conhecia essa voz, era a voz da garota... Lucy! Ele nem havia percebido que ela estava ali.

- Sem muito papo, vamos partir imediatamente! - Falava Sam entrando no barco enquanto todos entravam também. O barco era um simples, toda sua estrutura normal, uma cabine grande quando tudo o necessário para se comandar e uma mesa para alguém, haveria uma escadaria a frente da cabine que era tampada por um longo teto que partia da cabine tendo os mesmo perímetros, e ia até 1 metro da escada. Na parte de baixo haveria estava lá o objeto, haveriam dois? Provavelmente o outro era para enganar, ali era onde Ineel seria encarregado de ficar.

Após adentrarem, todos ficaram em seus postos, Lucy ficara na parte de cima, e nem Sam quanto Yami deram mas uma palavra com ele, e agora bastava do mesmo decidir o que fazer.


Legenda:
 


____________________________________________________

First Adventure I - [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ineel
Membro
Membro
Ineel

Créditos : 2
Warn : O Legado Bitencourt Act I - Página 3 8010
Masculino Data de inscrição : 13/06/2012
Idade : 20
Localização : East Blue - Shells Tow

O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Legado Bitencourt Act I   O Legado Bitencourt Act I - Página 3 EmptySab 23 Nov 2019, 11:17

Finalmente minha primeira missão havia saído do estágio de preparação, embora ainda pudesse me contorcer em remorsos pelos acontecimentos que levaram minha casa a baixo e chacota continua que o tenente fizera sempre que houve chances, decidia por mim mesmo que agora focaria completamente em completar a missão, meu ferimento começava a me preocupar, embora esteja devidamente cuidado, tinha de sentir que realmente estava tudo bem e aproveitando a hora vaga naquele navio, começava a caminhar sob aquela madeira, explorando a planta da embarcação como se fosse um vasto oceano percebendo que era um simples com apenas o necessário para a missão.

O jovem soldado por sua vez, não perderia tempo em se comunicar com os demais tripulantes e companheiros a bordo buscando primeiramente por lucy, que a principio começava a sentir uma leve atração pela mesma.- Sargento Lucy! Permissão para falar com a senhora! - Se apresentava um pouco constrangido, prestando a continência padrão prevista pelo regulamento para se dirigir a um superior hierárquico. Tendo a permissão concedida, o jovem bitencourt questionava alguns pontos importantes para a missão. - Sargento, o que seria essas estátuas? Nossa missão é confidencial? hihihi - Se entusiasmava em quanto se preparava para ouvir.

Tendo uma boa conversa ou não com a sargento, o soldado agora buscaria se voltar para a navegação do navio, sendo até uma área que despertava bom interesse próprio para Ineel que ainda sonhava com explorar lugares misteriosos... E talvez um dia encontrar a lendária ilha no céu que era citada naquele livro misterioso que ainda era fresco na mente. - '' Talvez eu possa aprender algo com o navegador, seria muito bom! '' - Enfatizava, em quanto se aproximaria da área de navegação e se apresentaria a Sam, com a mesma continência em respeito a superioridade hierárquica. - Permissão para falar senhor! Eu sempre tive bastante interesse em navegação, e não tenho dúvidas que o senhor é um exímio navegador... Se o senhor pudesse me passar um pouco de conhecimento eu ficaria bastante grato! - Pedia Ineel, se curvando em forma de respeito e caso fosse concedido a instrução de navegação, o jovem prontamente se prepararia para receber o conhecimento, realizando todas as tarefas requisitadas por sam e focando ao máximo na transmissão das informações, questionando educadamente sempre que houver alguma dúvida e permanecendo próximo até o fim das instruções. 

Após o aprendizado, o jovem soldado não saberia exatamente as horas, mas sabia que o ronco de sua barriga indicava que estava com fome, embora já tenha explorado a embarcação o soldado ainda não teria entrado na cabine do comandante pelo mesmo remorso pessoal de antes, uma certa rixa pessoal com o tenente Yami poderia ter se formado porém ainda era um superior hierárquico e tinha de ser acatado, por este motivo Ineel optou por não questionar o comandante se seria servido alguma refeição em alto mar e então acabava por decidir voltar ao seu posto de guarda próximo a misteriosa estátua e aguentar o tranco até que se tenha sinal de distribuição de comida no navio, onde pediria permissão para qualquer superior próximo para retrair de seu posto e ir se alimentar, realizando a refeição e em seguida retornando, com o rifle a postos e atento.




Ganhos : Mochila, rifle lv1, uniforme da marinha e insignia de admissão.
Perdas : 50,000 Beries.
Ferimentos : Região da cintura dolorida [1/5]

____________________________________________________

Ficha :
Spoiler:
 



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Faktor
Soldado
Soldado
Faktor

Créditos : 10
Warn : O Legado Bitencourt Act I - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2019

O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Legado Bitencourt Act I   O Legado Bitencourt Act I - Página 3 EmptyDom 24 Nov 2019, 18:11








Narração
#14






Hora: 11:27
Temperatura: 25 Graus | Clima: Começando a ficar limpo.



O jovem Bitencourt agora estaria a sair um pouco de seu posto, não lhe foi obrigado a ficar só na parte de baixo, logo poderia sair para coisas de seu interesse contanto que não esqueça de seu posto. Então logo foi lá, subiu de volta ao convés ele avistava Lucy, sentada na borda do navio se segurando em uma corda, até que ouviu os passos de Ineel e suas palavras.

- Deixe essas coisas de permissão... Não irei falar com você se não quiser, se quiser eu falo. Não é como se eu precisasse negar quando estivesse de mal humor... - Falava ela olhando para o horizonte, o vento batia em ambos, o Sol começava a aparecer diante as nuvens e sues cabelos sendo levados pelo vento em momentos chegando a incomodar. - Sobre a missão, estamos indo em direção a Dawn Island. A estátua é um objeto dito "valioso" pelo governante de "Porto Branco", foi dito que o mesmo a achou bonita e inspiradora e decidiu compra-lá. É bem simples, ainda vamos receber o salário por cada missão, então só esperar... - Falava a mesma enquanto se deitava a borda, parecia possuir de um grande equilíbrio e nesse momento seria o momento cujo Ineel percebia que já não fazia mais sentido ficar ali.

Imagem do Navio:
 

Após sua breve conversa com Lucy, ele pensava sobre como a navegação era legal, decidiu ir em direção a cabine onde estava o Navegador e tirar algumas... "Dúvidas". O local era bem no meio da embarcação, espaçoso, uma pequena janela redonda na porta onde pode ver Sam dirigindo o navio, ao bater na porta esperou um pouco até que Sam olhasse para a janela e visse ele, logo falando com alguém voltou a seu rumo. Ineel pensaria que o mesmo não ligasse então abaixou sua cabeça, estava prestes a ir para outro rumo quando a porta se abriu...

- O que você quer pivete? - Tenente Yami?! Parecia que ambos estavam em posse da sala, mas parando para pensar agora, aonde mais ele ficaria? Muito bem, poderia ser difícil para o jovem mas a única coisa que tinha em mente era com o Sam, mas por respeito se apresentou. - Quer falar com o Navegador... Só não demore, você precisa voltar a seu posto se algo acontecer... - Falava o homem com seu cigarro em boca indo em direção a uma cadeira, e assim foi Ineel até o navegador, explicou toda sua situação e como gostaria de aprender por ele.

- Éee... Não é todo dia que alguém pede pra mim ensina-lo a navegar um barco... Kkkk. Mas tudo bem, acho que posso lhe passar o conhecimento me passado. - Sam parecia não ter problemas quanto a ensinar o garoto, não se encontravam em situação de perigo e nem desespero então o que custava? - Os primeiros marujos tinham de confiar na navegação por estima. Isso exigia que o navegador estivesse a par de três informações, conforme irei numera-las a seguir : (1) o ponto de partida do navio, (2) a velocidade e (3) o rumo (direção do movimento) e geralmente utilizamos uma bússola para verificar o rumo, até aqui está tudo bem? - Sua primeira informação seria uma das principais, 3 coisas necessárias para saber e ser um bom Navegador, mas durante isso uma dúvida básica poderia vir a cabeça de Ineel, ele adorador da história sabia que a bússola veio bem depois de começar a navegação marítima, assim como eles conseguiriam saber para onde estariam indo?

- Antes das bússolas, a referência mais importante eram as estrelas. Os fenícios e os cretenses usavam-nas desde o século 25 a.C. Por volta do século 3 a.C., os egípcios elaboraram um calendário com a posição de 36 constelações e estrelas no céu ao longo do ano. Assim, bastava medir a altura de uma estrela catalogada (eles tinham um instrumento para isso) para estimar a posição na Terra. O norte dos marinheiros era determinado a partir de estrelas como a Polar, que está perto do pólo Norte e não se move no céu conforme a Terra gira em torno de seu eixo. - Sua explicação era realmente esplêndida, ele com certeza gostava bastante de histórias pra saber sobre essas coisas. - De dia, o Sol funcionava como referência. Quando o céu estava nublado, nos mares do norte, os escandinavos observavam as aves migratórias para fazer suas rotas. No oceano Índico, as monções serviam como orientação, já que sopram na mesma direção o ano inteiro. Sem esses recursos, ninguém navegava. - Sam mostrava, indicando o nascente do sol nos céus e também indicava em seguida sua estimativa de onde poderia se situar o por do sol, explicando que o sol nasce no mesmo lado do horizonte e se põe no lado oposto, por isso esses lados estabeleceram os Pontos Cardeais. - Pontos Cardeais são elementos de orientação e localização na cartografia e navegação, visto que se relacionam com a posição do sol. - Instruía para Ineel, em quanto realizava diversas indicações nos céus demonstrando na prática por onde se situar e observar com melhor eficiência para deixar se guiar pelo mar a fora, sem o risco de se perder e cada vez mais depender menos de instrumentos de navegação.

Tudo isso levou algumas horas, boas horas de Sam ensinando e mostrando como se praticava a Navegação, o interessante era que Ineel até agora não mostraria grande interesse em pilotagem o que deixava Sam curioso, agora que começou o seu ensinamento acaba-lo pela metade seria trágico, mas respeitou o garoto. Após tudo isso se despediu pois ambos estavam já com fome, o que diferenciava era o Agente ter comida em sua sala já o oficial não...

- Esse garoto tem futuro... - Falava Yami baixo para Sam, logo após Ineel sair o deixando assim sem ouvir. Após dar o fora da cabine pode sentir um cheiro maravilho! Era um cheiro gostoso, que fava água na boca... Ao olhar pro lado viu Lucy com uma panelona em cima de um carrinho de ferro (aqueles de restaurante chique), ao abrir pode ver que havia preparado lula e camarão acabados de pecar, não só seu cheiro como seu gosto estava esplêndido, Ineel não poderia esperar, estava morto de fome e assim que soube que podia comer o quanto quisesse não se saberia quantos pratos comeria...

- HORA DO RANGO SENHORES! - Falava bem alto para todo o navio ouvir, e em poucos segundos todos já estavam ali saboreando aquela maravilhosa comida.

To be Continued...

Histórico:
 


Legenda:
 

Posts de Viagem: 1/4


____________________________________________________

First Adventure I - [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ineel
Membro
Membro
Ineel

Créditos : 2
Warn : O Legado Bitencourt Act I - Página 3 8010
Masculino Data de inscrição : 13/06/2012
Idade : 20
Localização : East Blue - Shells Tow

O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Legado Bitencourt Act I   O Legado Bitencourt Act I - Página 3 EmptyTer 26 Nov 2019, 17:23

A comida realmente estava ótima, me deliciava com o sabor nos lábios com fervor a ponto de declarar que era a melhor refeição feita até então de sua vida, e quando soube que poderia me servir a vontade o prazer tomava conta. '' Tudo isso??!!! QUE DELÍCIAAAAAAAAAAAAAAAAAA CARA!!!!'' - Pensaria, em quanto me servia mais um prato da forma mais educada possível pois não deixaria de demonstrar minha criação culta que meu avô tanto insistiu em lecionar, regras básicas de etiqueta pela aparência, pois dentro de si na verdade havia um leão esfomeado que desde a manhã não havia comido algo de tamanha qualidade e aproveitamento, o extacse da refeição fizera até mesmo se esquecer de seu ferimento na cintura, que agora que se foi lembrar latejava levemente. '' - Logo vai passar.. Calma... Calma.. '' - Dizia para si mesmo, em quanto sustentava a dor. Com tudo não poderia deixar de agradecer e ao se levantar do local de refeição me expressaria em plena forma de gratidão me curvando para a mesa. - Muito obrigado a Deus e por vocês por esta ótima refeição que muitos desejam mas as dificuldades do mundo não permitem, obrigado! - Agradeceria cordialmente e se retiraria em seguida rumo ao convés.

O conhecimento pela navegação ainda fascinava o jovem soldado, que ansiava por mais e mais.. Buscaria um calmo local ao convés para um pequeno momento de reflexão sobre oque aprendera mais cedo, observava com detalhe os céus quando percebera que estava começando a ficar limpo indicando que era um ótimo dia para navegar, e então veio a ideia de pedir por mais instruções a Sam, desta vez todo o complemento possível para por a mão em um timão e guiar definitivamente o navio pelos mares, e com isso ineel partia mais uma vez para Sam onde se apresentava mais uma vez. - Senhor! Fiquei muito honrado com suas instruções, porém eu gostaria de aprimorar ainda mais meus conhecimentos tanto no nível teórico e prático, agora a pouco pude perceber que é um dia calmo e ótimo para navegar, o senhor poderia me instruir sobre como pilotar e manobrar uma embarcação? Além de permitir guiar o navio na prática pondo a prova meus conhecimentos sobre navegação também! Por favor ! - Diria, deixando transparecer o brilho da determinação em seus olhos quase que dizendo apenas com o olhar, que seria algo de muita importância para a vida pessoal do jovem soldado e que tinha de ser atendido. Tendo uma resposta positiva, ineel não deixaria de se expressar realizando um pequeno salto em quanto elevava suas mãos para o alto. - O Senhor não irá se arrepender! Hehe! - Gritaria euforicamente, dando leves gargalhadas de alegria e determinação.

Com seu pedido aceito, ineel prontamente se aproximaria do timão e de Sam e se concentraria ao máximo para ouvir suas instruções teóricas sobre a pilotagem e manobramento do navio além de observar de perto como se faz, vendo as movimentações com as mãos e braços de sam no timão do navio, assim como não exitaria sempre em sanar qualquer dúvida que surgisse com a devida educação. Logo após Sam passar todo seu conhecimento de pilotagem para ineel, estaria na hora da enfim prática... A hora da verdade, para ver se realmente havia aprendido e com delicadeza pediria para tomar dianteira do timão. - Por favor, me deixe navegar um pouco e por a prova meus conhecimentos! Eu sei que posso pilotar o navio e nos manter na rota! - Pediria, após absorver toda a teoria de Sam.





____________________________________________________

Ficha :
Spoiler:
 



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: O Legado Bitencourt Act I   O Legado Bitencourt Act I - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Legado Bitencourt Act I
Voltar ao Topo 
Página 3 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Yotsuba Island-
Ir para: