One Piece RPG
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 XwqZD3u
One Piece RPG
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Ep 1: O médico e o marinheiro
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Emptypor Rangi Hoje à(s) 01:56

» O som das ondas é o meu chamado... Adeus, meu filho!
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Emptypor Subaé Hoje à(s) 01:51

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Emptypor Koji Hoje à(s) 01:04

» Pandemonium - 9 Brave New World
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:17

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Emptypor Kyo Ontem à(s) 21:28

» Razão
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 21:27

» Razão
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 21:26

» I did not fall from the sky, I leapt
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Emptypor Formiga Ontem à(s) 20:33

» Ato I - Antes da tempestade
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Emptypor Dante Ontem à(s) 19:52

» All we had to do, was cross The Damn Line, Elise!
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Emptypor King Ontem à(s) 19:23

» Vou te comer
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Emptypor Scale Ontem à(s) 19:19

» Drake Fateburn
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 17:06

» I - Justiça: Um compromisso obstinado!
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Emptypor Hammurabi Ontem à(s) 16:01

» A HORSE WITH NO NAME
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Emptypor Skÿller Ontem à(s) 14:40

» Vol 2 - The beginning of a pirate
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Emptypor GM.Milabbh Ontem à(s) 13:58

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 11:09

» Steps For a New Chapter
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Emptypor Achiles Ontem à(s) 10:14

» Um novo recruta: o nome dele é Jack!
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Emptypor Arrepiado Ontem à(s) 08:30

» Em Busca do Crédito Perdido
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Emptypor PepePepi Qui 04 Mar 2021, 23:55

» A Ascensão da Justiça!
Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Emptypor CaraxDD Qui 04 Mar 2021, 23:28



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Cap I - A minha verdade e nada mais importa

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 77
Warn : Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Cap I - A minha verdade e nada mais importa   Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 EmptySab 06 Jul 2019, 22:57

Relembrando a primeira mensagem :

Cap I - A minha verdade e nada mais importa

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Inavar Bolin. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Bolin
Membro
Membro


Data de inscrição : 03/06/2019

Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap I - A minha verdade e nada mais importa   Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 EmptySab 03 Ago 2019, 19:47

~ Post 10 ~


Felizmente Taimi reagiu empaticamente ao instintivo impulso de Bolin. Afinal, o cerne de todo ser é a sua história, logo, é absolvido aquele que tenta alcança-la. “Por hora não poderei te dar informações sobre isso... o que ela quis dizer? Então ela sabe de alguma coisa!”. Essa dúvida latejava durante toda a caminhada de ambos até o quarto. Bolin durante todo o caminho ficou enrugando a testa ao pensar em hipóteses do que a agente escondia.

Chegaram finalmente em uma área com diversas portas. Foi indicado que Bolin ficaria em um daqueles quartos. Abriria a porta e pararia ali por um instante, repousando a mão destra na parede. “Uau, um quarto só para mim... eu esperava algum tipo de alojamento ou no máximo um quarto compartilhado, acho que agentes da Cipher Pol devem ter um tratamento diferenciado”. Conforme Taimi foi se afastando para o seu quarto, gritava a curiosidade sobre o que Taimi escondia, e, como já é sabido, o protagonista era muito curioso e por vezes poderia ser inconveniente por isso.

- Ei! Espere por favor! – Diria levantando o indicador na altura do rosto, o clássico sinal de pedir a fala – Eu sei que já é tarde e você deve estar cansada, mas, por favor, podemos conversar sobre isso em outro dia? - Sendo a resposta positiva, continuaria – Ótimo! Como eu posso te encontrar? – Encerraria o diálogo com um sorriso sincero e um aceno de mão – Tenha uma boa noite!

Assim que ficasse sozinho, entraria no quarto e procuraria diretamente por uma cama. Sem perder tempo desabaria o corpo em bruços na cama ou similar. Deixaria apenas o rosto virado para o lado a fim de permitir uma boa respiração. Esperava cair logo no sono, afinal o dia foi bem cansativo. Limpou, esfregou, lutou, apanhou, conversou, sonhou. Quando e se dormisse, o inconsciente desenharia primeiro obviamente o que mais havia lhe intrigado no dia: Taimi. Começaria relembrando da beleza da agente. Os traços anatômicos exaltados pela toalha justaposta se misturariam aos longos cabelos brancos em um encantador sonho. Infelizmente, a imagem da bela mulher carregava o gatilho para o infortúnio do celestial. O que antes era um sonho agora se transformava em imagens escuras e borradas ao som de gritos e correria. O corpo ofegante subitamente forçaria a consciência a romper o sono, pois, como de praxe, uma forte cefaleia tomava conta de Bolin quando este tinha esse pesadelo em específico. Flexionaria o abdômen e levaria ambas as mãos à face.

- De novo isso... – Terminaria por esfregar os olhos e levantar de onde estivesse deitado para abrir a porta e ver se o dia já havia começado. Assim sendo, ajeitaria o roupão tentando tirar o amassado com as mãos e sairia do quarto. Caso contrário, percebendo que ainda era cedo demais, voltaria a tentar dormir.

Há três anos esse azar acompanhava o celestial, e durante todo esse tempo nunca conseguiu explicar o motivo de tal pesadelo e dor. Mas pode notar que isso costumava acontecer quando ele remexia em seu passado. Enfim, tinha coisas a fazer e precisava tomar uma decisão. Pararia na porta do quarto um instante antes de sair e passando a mão repetidas vezes pelo cavanhaque, pensaria: “Eu quero muito ir direto falar com a Taimi... Mas eu acabei de ser admitido no Governo, não posso vacilar. Certo, primeiro vou me apresentar ao Kan e depois conversar com a Taimi”. Sairia do quarto um pouco desconfortável por estar andando de roupão em um Quartel General da Marinha, mas a outra opção era andar nu e com certeza não seria apropriado.

Caminharia pelo Quartel procurando por placas ou indicativos que o guiassem até o quarto de Kan ou um local de uniformes. Se tivesse dificuldade, perguntaria para algum marinheiro ou agente que encontrasse:

- Com licença, onde posso encontrar o agente Kan e um uniforme para mim? Sou um agente do governo recém-admitido. – Esperaria por instruções e as seguiria. Priorizaria conseguir roupas antes de encontrar o Kan, mas se não conseguisse, quando o encontrasse a primeira coisa que diria animadamente é:

- Bom dia senhor! Desculpe estar de roupão não consegui encontrar um uniforme pra mim, sabe onde posso encontra-los? Preferencialmente um preparado para minhas asas.. – Após as instruções ou na hipótese de já ter conseguido as roupas, seguiria – Senhor, tem alguma ordem para mim hoje? – Esperaria pelas respostas.

Aventura:
 

Obejtivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Faktor
Civil
Civil
Faktor

Créditos : 12
Warn : Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2019

Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap I - A minha verdade e nada mais importa   Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 EmptySeg 05 Ago 2019, 22:13








Narração
#10






Horário: 08:45
Temperatura: 24 Graus | Clima: Ensolarado




Uma única e breve frase fez o celestial pensar bastante sobre ela, queria saber se tinha alguma coisa que Taimi escondia que realmente valesse apena ouvir, mas realmente não seria agora que ele conseguiria isso pois os mesmos estavam cansados e "prontos" para uma "boa" noite de sono. Essa dúvida foi levada por todo o caminho onde na verdade não teve nenhuma fala, Taimi andava normalmente pelos corredores do QG onde até podia ouvir o barulho de seus passos por estar tão vazio. A lua em seu ápice dava um ar mais "romântico" para os dois, mas não pareciam estar tendo algo desse nível entre os dois. Ao chegarem na área dos quartos no qual não demorou muito, Taimi abriu a porta lentamente para tentar não fazer muito barulho, não adiantou pois o típico som dela rangendo foi deixada nesse momento, Bolin ficou surpreso não sem motivo, aliás ele "tinha" um quarto só para ele. Ele na porta de seu quarto ainda, Taimi foi se afastando para seu alojamento e foi então que a grande dúvida de Inavar foi a flor da pele, se não bastasse só isso ele ainda é bem curioso com as coisas então esticou sua mão para frente e recitou palavras para que Taimi esperasse um pouco e se fosse possível aonde poderia encontrar a mesma, logo ela virou seu corpo a 90º para a esquerda e assim iluminada pela luz na lua falou. - Não precisa se dar o trabalho disso. Eu mesma irei até você, só tenha uma boa noite.-

O garoto após ouvir das falas de Taimi, claramente fez o que qualquer um bem cansado faria. Entrou em seu quarto trancando a porta e desabou na cama, conseguiu sentir seu corpo afundando no colchão se aconchegando e ficando bem mais confortável, por tudo o que ocorreu no seu dia, o cansaço dominava seu corpo logo dormiu sem nenhuma dificuldade. Tempo depois, imagens um pouco destorcidas começaram a aparecer em seu consciente e ao longo do tempo se ajeitando, ele pode perceber que era de uma das coisas na qual de algum modo mexeu com ele nesse dia, a jovem Agente na qual o salvou de uma verdadeira surra. Conseguiu ver com mais clareza todo os detalhes no qual sua mente formou para ele, seus belos cabelos, seu lindo rosto e o resto do seu corpo, pode ter breves momentos de “alegria”, mas eles logo foram desfeitos. As imagens estavam ficando pretas e borradas, sons de gritos e correria ocupava agora toda a sua cabeça, rapidamente seu corpo começou a ter uma reação ao ter essa sensação e logo levantou da cama ofegante. Acabou que seu sono havia feito o mesmo dormir por horas e agora seu sono já estava anulado, levantou de sua cama indo até a porta de seu quarto e abrindo-a para ver como estava lá fora.

O garoto certamente estava decido de que iria sair para tentar se deparar com Taimi, mas pensando bem percebeu que ele se alistou no dia passado como Agente e assim deveria seguir atrás de seus objetivos mais cedo pra depois se deparar com seus objetivos pessoais. Logo assim que começou sua caminhada, não podia deixar de sentir um pouco de vergonha por estar com um roupão, mas “era” o que tinha nesse momento então não poderia negar. Foi caminhando pelo quartel a procura de Kan, para sua sorte o mesmo estava já preparado para um longo dia, assim que passou perto da área do refeitório conseguiu avistar Kan comendo por ela. Foi se aproximando dele e logo assim que partiu para sua fala ele levantou e ficou frente ao mesmo ouvindo atentamente suas falas.

-Hum... Talvez não tenha visto mas no quarto tinha as roupas necessárias. Tudo bem, como tem asas irei preparar suas roupas. Só peço que vá pega-las no vestiário do QG, só seguir direto virando à direita logo a frente daqui e depois virar na segunda esquerda. Caso tenha dúvidas pergunte a outras pessoas. Agora vá logo pois temos muitas coisas pra esse dia. - Kan se mostrou "gentil" perto de Bolin mas agora fica em mão do garoto, ele tem duas opções. Seguir as instruções normais do Agente ou pode tentar novas ideias, mas saiba que consequências poderão ser tomadas. To be Continued...

Legenda:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bolin
Membro
Membro
Bolin

Créditos : 6
Warn : Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 03/06/2019
Idade : 21

Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap I - A minha verdade e nada mais importa   Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 EmptySab 10 Ago 2019, 00:43

~ Post 11 ~


Antes de ir dormir, Bolin foi beneficiado por uma verdadeira pintura em carne e osso: Taimi à luz do luar se comprometendo a procurar o celestial quando fosse necessário. Apesar de toda a beleza do momento e a classe da moça, a curiosidade que se remexia nas entranhas do celestial o forçaria a procurá-la antes. Entretanto, não agora. Dormiu como não dormia há muito tempo, acordou como costumava acordar. Ofegante e assustado por conta do pesadelo que o acompanhava como uma maldição. Levantou, arrumou-se e partiu QG adentro em busca de Kan, até encontrá-lo comendo e indagá-lo acerca de um uniforme. Foi informado que as roupas estavam no quarto, aquele mesmo em que o jovem acabara de ter "desmaiado dentro". "Nossa, eu estava cansado mesmo, eu nem notei que tinham outras coisas dentro do quarto... melhor voltar e prestar mais atenção".

- Sim, senhor! Eu volto já. - Diria firmemente prestando continência de roupão ao Kan, por mais que a cena pudesse parecer ridícula.

Sairia virando as costas e apertando o passo para ficar o menor tempo possível naquele salão cheio de soldados. Ora, não queria ficar conhecido como o novato do roupão. Faria o mesmo caminho de volta até o quarto. Quando chegasse, procuraria pelas roupas dentro das mobílias. "Bom, quando eu conheci Kan, ele estava usando um terno, então vou pegar algo parecido para evitar errar..". Pensando assim procuraria por itens clássicos de um terno formal. Obviamente uma cueca nova, meias e calça igualmente escuras, um sapato preto, uma camisa longa branca, uma gravata básica preta e por fim um paletó preto. Vestiria tudo, exceto o paletó, o qual levaria junto a uma camisa branca extra, ambos dobrado no braço destro. Não os vestiria ainda porque esperaria pelos ajustes para a asa, entretanto, para não sem camisa no QG vestiria uma camisa qualquer.

Passaria o olho pelo corpo a fim de encontrar alguma imperfeição na vestimenta e tomaria rumo de volta ao encontro de Kan. Andaria rapidamente para não perder tempo. Pensava que quanto mais cedo cumprisse com as tarefas, mais cedo poderia conversar com Taimi, logo, não podia perder tempo. Começaria procurando no refeitório e se não encontrasse o agente, perguntaria para algum marinheiro ou outro funcionário: "onde posso encontrar o agente Kan?".

Considerando que encontrasse Kan, estenderia as roupas ao mesmo enquanto falaria:

- Aqui as roupas para o ajuste. Desculpe pelo trabalho. - Diria calmamente.
Assim que possível vestiria as novas roupas ajustadas para as asas e prosseguiria dizendo. - Estou a sua disposição! Temos alguma missão para hoje? - Terminaria dobrando a camisa reserva que estava utilizando e a colocando debaixo do braço, isto é se tivesse conseguido pegar alguma camisa reserva.

Em caso afirmativo, aguardaria para ouvir as instruções de Kan sobre a possível tarefa a ser cumprida, mas já se prontificaria a dizer:

- Eu vou precisar de um rifle, por favor, sou um atirador de ofício! Se não for pedir demais, uma faca como segurança em um eventual combate corpóreo seria ótimo! - Diria deixando transparecer a excitação que tomaria conta do jovem. "Quero muito falar com a Taimi sobre Teméria, mas para ser honesto, também estou muito animado de realizar uma missão! Assim como Gotun! Além disso, já estive num papel de revolucionário, vai ser interessante conhecer o outro lado". Encerraria sorrindo para "adocicar" o pedido pelos equipamentos.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:
Fala - #006600
Pensamento - #666666
Narração - #ffffff

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Faktor
Civil
Civil
Faktor

Créditos : 12
Warn : Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2019

Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap I - A minha verdade e nada mais importa   Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 EmptySeg 12 Ago 2019, 21:56








Narração
#11






Horário: 09:26
Temperatura: 24 Graus | Clima: Ensolarado




O belo jovem foi dormir com uma boa coisa em sua cabeça, não pode reclamar dessa sua bela mente e do que a mesma o proporcionava sendo que como já estava "acostumado", acorda ofegante por pesadelos no qual parece ocorrer em alguma relação a Taimi. Logo que acordou sua primeira ideia foi ver Taimi, mas com um pensamento um pouco mais formado percebeu que o mesmo não podia vacilar com o Kan e assim partiu procurando por ele antes de tudo. Encontrou-o no refeitório e logo o mesmo avisou das roupas que estavam nos quartos, talvez tivesse sido uma falta de atenção do recruta, mas relevou e voltou a se sentar. Quando o garoto se dirigiu novamente para seu quarto, pode ver que as roupas estavam mesmo no armário, então pegou uma cueca nova, meias, calça, e o resto de suas vestes. Não iria e nem queria se dar o trabalho de tirar suas roupas de cima ao chegar de encontro com Kan e assim decidiu levar seu paletó e uma camisa social branca dobrados em seu braço direito, antes de partir tentou ainda procurar por alguma camisa mais folgada ou outra qualquer pra pelo menos não ficar sem nada, mas infelizmente não conseguiu e teve de partir de encontro a seu Veterano sem camisa. Seria pior sair por um QG só de roupão podendo todos caçoar de você ou sair pelo QG sem camisa correndo o risco das pessoas se sentirem mal por ter asas, e isso lhe "torna" diferente.  

Andando pelo QG novamente indo em direção ao refeitório de novo e por sorte conseguiu que Kan não acabasse de comer e ainda estava lá, logo então chegou perto e pediu para que ajeitasse para suas asas e não ficar desconfortável. - Muito bem, vire-se para que eu possa tirar as medidas se suas asas e fazer certinho os orifícios. - Logo que suas falas foram propagadas pelo mesmo, certamente Inavar se viraria para que o mesmo pudesse analisar suas asas. Então sacou de sua pochete onde Bolin não reparou ao vê-lo mais cedo e assim pegou uma tesoura, agulhas, linha preta e uma fita métrica. Mediu as asas do celestial, pegou suas vestes de cima e começou a recortar, logo que fez tudo, lembrou de pegar o isqueiro para fazer o acabamento ficar reto das blusas. Com uns pedaços do mesmo material das roupas onde por sorte tinha sobrando, foi costurando com a linha preta e assim ficou pronto em menos de 20 minutos. O jovem vestiu e assim perguntou a Kan se teria planos para esse dia e logo então com um belo sorriso onde estava acabando de guardar tudo o que tinha, se levantou sorrindo. - Hehe... Como não deve saber, sou só um sargento. Devemos ir falar com o Capitão do QG, ele falou que tinha uma bela missão para eu e meus ajudantes.- O mesmo se levantou e começou a andar lentamente assim prevendo de Inavar o seguir, nesse momento Taimi aparece ao lado da porta do refeitório logo quando eles botam o pé. Kan não se assusta, mas Bolin talvez poderia ter essa "surpresa" e também iria querer falar algo, a mesma já ciente de sua personalidade, aproximou seu dedo indicador levantado para cima com o resto dos dedos fechados para a boca do garoto. -SHHhh! - A mesma abre a boca e produz a Onomatopeia, na cabeça do jovem claramente saberia o que indicava e então foram seguindo Kan até o início do QG onde começariam a descer as escadas por estar na montanha para ir a vila. - Saibam que Vick fica em um lugar marcado sempre que quer relaxar, acredito que não vá ser diferente agora. Aliás, mesmo que seja baixo conseguimos já ouvir daqui sua música. -


Música tocada por Vick, bem baixa para os três por estarem no alto. Ele se encontra em algum lugar da aldeia (Vick).

Conforme foram descendo a música ficava mais fácil de ser escutada e conseguiam entender melhor a letra. Tiveram dúvida dentre onde estaria o Capitão, mas Kan com uma boa visão o avistou de longe. Em uma espécie de Ipê Rosa, mas gigante, por algum motivo teria ficado bem grande mesmo essa árvore o que não é de costume e foi visto de o mesmo estar em um de seus troncos. Foram se aproximando até que ao estarem a 15m dele, o mesmo desaparece e uma breve frase poderia ser ouvida. -soru! - O mesmo apareceu a 5m deles, praticamente na frente de todos. Kan ficou um pouco impressionado, mas Taimi ficou bem assustada e com o queixo caído. - Muito bem. Parece que sua equipe é um pouco qualificada para a tarefa. Vai precisar de mais uma pessoa, ela deve chegar a pouco mas não achem pouco da mesma.- Vick falou calmamente para todos, Kan nessa hora se perguntou quem faltaria para essa missão, não sabia qual era mas o grupo no qual foi formado já tinha grande potencial. -Pá-Pá-Pá - Pode se ouvir os barulhos ao fundo do cenário, passos suspeitaram. Com certeza pensaram, seria o(a) último(a) integrante para o grupo estar formado e ao se virarem puderam ver uma bela moça que não parecia ter menos de 16 anos de idade. Com seus cabelos prateados, em um estilo “maria Chiquinha”, mas só ficavam poucas mexas para a divisão, ela prende as mesmas com uma piranha de caveira, e fica com uma outra parte do cabelo para a franja. Que vai até um pouco acima de seu nariz. Usa um tênis de cano alto preto com detalhes em vermelho e branco, usa uma saia vermelha listrada de preto e por fim um grande manto de mangas longas, nas bocas das mãos e do pescoço gola branca e o resto todo preto liso, que usa também uma camisa social branca em seu torso. Uma arma um tanto que exagerada, uma grande foice com cabo prateado e uma lâmina preta e vermelha. A garota gostava de cores que combinam e de muito preto e vermelho! Assim que se aproximou, foi abrindo uma bolsa de alça onde ficava apoiada em seu ombro na diagonal para sua cintura pro lado direito. - Como o Sargento Kan esqueceu de lhe dar, vim preparada para isso. Só espero que não se esqueçam de sua missão. - A menina falou tirando uma faca tática e uma 24/7 de sua bolsa e jogando em Bolin, logo pego de suas costas um rifle (Winchester 44) para o mesmo e o deu também. A garota ficou esperando perguntas ou só o silêncio, mas no momento em que ela falou de Kan, ele ficou um pouco constrangido de ter esquecido sobre as armas.

Imagem da Moça:
 

Depois de um tempo se caso não tivesse perguntas para a mesma, Vick continuaria com seu discurso impressionante. - Bom, vocês que não conhecem essa é a Merli, uma médica de boa qualidade e acredito que será possível que ela enteja presente nessa missão. - Ele falava calmamente como se nada fosse o atrapalhar. - Agora indo pro foco de tudo. A missão. Vocês irão investigar um laboratório, o Laboratório C. Tem um cientista louco que só ele fica nele, mas recentemente foi avisado que uma morte pode ter acontecido lá dentro. Quero que vão imediatamente para o lugar, mas tente manter cautela, não devemos colocar mais vidas em risco. - Assim que ele acaba de falar desaparece e reaparece novamente na árvore, com sua flauta em mãos preparado para mais uma tarde tocando. Nisso Merli vai caminhando para o local, não se pronunciou, mas como ninguém sabia onde ficava decidiram acompanha-lá e muitas coisas novas podem acontecer. To be Continued...

Ganhos:
 

Legenda:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap I - A minha verdade e nada mais importa   Cap I - A minha verdade e nada mais importa - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Cap I - A minha verdade e nada mais importa
Voltar ao Topo 
Página 3 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Toroa Island-
Ir para: