One Piece RPG
[MINI - Gust ] O Início do fim XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Henry Meursault
[MINI - Gust ] O Início do fim Emptypor Meursault Hoje à(s) 20:42

» [FICHA] Akito Wanijima
[MINI - Gust ] O Início do fim Emptypor Lind Hoje à(s) 17:07

» Glitzky Platzken
[MINI - Gust ] O Início do fim Emptypor Pierce Hoje à(s) 15:35

» Suzuk Hamada
[MINI - Gust ] O Início do fim Emptypor Faktor Ontem à(s) 20:10

» [Mini-Haqim] Maelstrom
[MINI - Gust ] O Início do fim Emptypor Khrono Dom 18 Ago 2019, 21:15

» [Ficha] Roxas
[MINI - Gust ] O Início do fim Emptypor Mashx Dom 18 Ago 2019, 19:55

» [Mini - Nine}
[MINI - Gust ] O Início do fim Emptypor Nine Dom 18 Ago 2019, 19:40

» Todo dia um meme educativo do Furry diferente
[MINI - Gust ] O Início do fim Emptypor Johnny Bear Dom 18 Ago 2019, 18:02

» [Kit - Rikan Motsai]
[MINI - Gust ] O Início do fim Emptypor Blum Dom 18 Ago 2019, 17:04

» Hizumy Mizushiro Mayan
[MINI - Gust ] O Início do fim Emptypor Mizushiro Hizumy Dom 18 Ago 2019, 16:31

» [FICHA] Bóris Ivanenko
[MINI - Gust ] O Início do fim Emptypor Capato Dom 18 Ago 2019, 14:32

» Karyo Shen
[MINI - Gust ] O Início do fim Emptypor ADM.Hoyu Dom 18 Ago 2019, 12:38

» Fanalis B. Ria
[MINI - Gust ] O Início do fim Emptypor ADM.Hoyu Dom 18 Ago 2019, 12:08

» Kaleb Blaze
[MINI - Gust ] O Início do fim Emptypor ADM.Hoyu Dom 18 Ago 2019, 11:19

» Doppio Pannacotta
[MINI - Gust ] O Início do fim Emptypor ADM.Hoyu Dom 18 Ago 2019, 11:17

» ||NPC|| Jack e Mari - Lvneel - North Blue
[MINI - Gust ] O Início do fim Emptypor PepePepi Dom 18 Ago 2019, 00:46

» Mini-aventura Shironi
[MINI - Gust ] O Início do fim Emptypor Khrono Sab 17 Ago 2019, 22:17

» [Kit - Ken Rock]
[MINI - Gust ] O Início do fim Emptypor Ken Rock Sab 17 Ago 2019, 18:03

» Meng Hao
[MINI - Gust ] O Início do fim Emptypor ADM.Senshi Sab 17 Ago 2019, 11:09

» Meng Hao
[MINI - Gust ] O Início do fim Emptypor ADM.Senshi Sab 17 Ago 2019, 11:07



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and Fire

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 [MINI - Gust ] O Início do fim

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
GustCodsworth
Membro
Membro
GustCodsworth

Créditos : Zero
Warn : [MINI - Gust ] O Início do fim 10010
Masculino Data de inscrição : 04/06/2019
Idade : 19

[MINI - Gust ] O Início do fim Empty
MensagemAssunto: [MINI - Gust ] O Início do fim   [MINI - Gust ] O Início do fim EmptyTer 04 Jun 2019, 21:28

Nome: Jhin Codsworth
Idade: 20
Sexo: Masculino
Raça: Humano
Tamanho: 1.78M
Estilo de Combate: Atirador
Localização: North Blue Wars Island
Grupo: Civil
Vantagens: Ambidestria
Desvantagens: Curioso







Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
love.licia
Membro
Membro
love.licia

Créditos : 9
Warn : [MINI - Gust ] O Início do fim 10010
Feminino Data de inscrição : 20/01/2019
Idade : 20

[MINI - Gust ] O Início do fim Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI - Gust ] O Início do fim   [MINI - Gust ] O Início do fim EmptySex 07 Jun 2019, 02:52

Mini-Aventura APROVADA


Olá, seja bem-vindo ao OPRPG!!

Eu sou um Orientador, minha função é lhe ajudar a se adaptar neste universo do OPRPG.

Sendo assim irei lhe orientar de todas as formas possíveis, a partir de dicas no decorrer desta Mini-Aventura. Como esse fórum é bem complexo em suas regras, também irei tentar responder suas dúvidas, por isso, no menu de navegação (parte superior do site) existe um link M.P. O mesmo corresponde às mensagens privadas. Lá você poderá, em qualquer momento que achar necessário, me enviar dúvidas de como prosseguir no jogo; ou pode entrar no seguinte link: https://www.onepiecerpg.com/f3-duvidas-criticas-e-sugestoes , e criar um tópico para algum membro da Staff responder; mas caso tenha dúvidas durante a Mini, pode colocar em "off" no próprio post.

Sim... Vamos ao que importa?

Abaixo seguirão algumas dicas para que leia antes de criar seu primeiro post.

DICAS:


  • Lembre-se que você apenas narra as ações de seu personagem, seu personagem nunca FAZ ele sempre TENTA e também demonstre desde o 1º post qual o seu objetivo na aventura.
  • O ambiente que você se encontra, NPC's e todo o resto que compõe sua aventura, quem cuidará disso sera seu narrador.
  • As mini-aventuras servem para corrigir seus erros na narração durante a aventura e também formas melhores de deixar sua narração mais interessante.
  • Caso a Mini-Aventura fique sem post durante 5 dias por parte do player, a mesma será cancelada.


O 1º post é seu e eu serei o seu Orientador.

Dicas e Orientações do Makei escreveu:

Então, vamos lá, nessa mini-aventura será avaliado o seu desempenho em quatro principais aspectos para prepará-lo para realmente começar a sua aventura.Não se preocupe em relação aos erros, pois através dele pode vir a experiência e eu estou aqui para lhe dar uma mão quando isso acontecer para lhe mostrar a direção certa.

~ De início eu gostaria de recomendar a ler esses posts para entender um pouco melhor do sistema do forum -
https://www.onepiecerpg.com/t12170-uma-boa-narracao
https://www.onepiecerpg.com/t34187-tutorial-narracao-ceu-ou-inferno ~


As quatro etapas de nosso breve tempo juntos são:

1- Primeiro Post: O primeiro post é talvez a parte mais difícil de todo processo, tanto por exigir um pouco de criatividade, mas com a limitação de não narrar o cenário, quanto por ser o primeiro contato com o sistema desse RPG. Na minha humilde opinião, apesar da adversidade, é o melhor momento para desenvolver e demonstrar a personalidade do seu personagem para sua orientadora, caso você queira trabalhar com a idéia de um background ou mesmo passar mais sobre o interior do que o exterior aqui também é um bom campo para você trabalhar, também é o ponto onde é interessante você passar o seu objetivo e como você deseja prosseguir, para que possamos dar sequência, caso consiga encaixar!

2- Interação: Aqui é onde vamos começar a trabalhar de verdade, eu irei lhe apresentar o mundo e personagens que estão nele nessa fase eu vou avaliar a interação do seu personagem com o cenário, com o mundo que lhe cerca como sua capacidade de se relacionar com npcs e interagir com aquilo que lhe é dado.

3- Combate: Essa é para muitos a parte mais divertida, mas é onde é essencial que você pegue bem a idéia para que não tenha dificuldades. Aqui é esperado de você que saiba trabalhar tanto movimentos ofensivos como defensivos com o melhor possível em detalhes e descrição. O grau de dificuldade é inferior ao das aventuras oficiais, mas é um dos pontos mais importantes para se trabalhar nesse nosso contato.

4- Finalização: Por fim, quando você tiver demonstrado saber desenvolver direitinho tudo o que lhe for cobrado e estiver preparado essa é a melhor parte! Você estará pronto para começar no fórum, aqui iremos trabalhar com a idéia de fechamento, com um arco de um anime ou mangá a finalização deve deixar em aberto para uma próxima aventura, é o cliffhanger que tanto odiamos.Não se pode conquistar tudo em uma aventura ou episódio/capítulo só, certo? E É assim que as coisas também funcionam aqui e como você também ira prosseguir na ultima postagem de sua futura aventura.

Tendo explicado as etapas do processo que passaremos, gostaria de alertar sobre os dois maiores erros: GodMode e Linearidade.

Linearidade: Nesse fórum, é muito importante considerar mais de uma situação para o resultado de suas ações, você deve considerar diversas rotas de resultados diferentes, que se espalham como raízes de uma árvore. Por exemplo, você tenta conseguir uma arma com um NPC um tanto quanto rabugento, o resultado natural e não conseguir, mas você deve colocar no seu post como reagiria caso conseguisse e como lidaria com a hipótese de falha, isso é muito apreciado aqui.

GodMode: É um dos erros mais comuns, e uma das minhas maiores alegrias já que posso negar post com isso, o GodMode consiste em algumas atitudes, como narrar algo além do seu personagem, dizer como estava o clima, por exemplo, ou usar um tempo verbal que dê a ideia de sucesso nas ações praticadas pelo jogador, como dizer acerto um golpe no lugar de acertaria um golpe, por exemplo.

Depois de tudo isso, finalmente vamos para alguns conselhos específicos sobre o primeiro post:

Personagem: O primeiro post é ideal para apresentar seu personagem, aproveite esse espaço para passar ao orientador uma noção geral da persona utilizada, trabalhando aspectos como personalidade, ambições e motivações. Essas características mais subjetivas tem um peso muito grande no fórum.

Tamanho e Formatação: Recomendo fazer pelo menos dois parágrafos, com pelo menos cinco linhas em cada, dá pra colocar uma boa quantidade de informação, se não enrolar muito. Não precisa forçar algo grande se não estiver inspirado, a qualidade sempre supera a quantidade. Separar a cor da narração de falas e pensamentos, ajuda muito ao leitor.


~ Dicas para o primeiro post ~



- Tente estabelecer uma personalidade para o seu personagem, fazendo uso de falas, pensamentos e a narração em si.

- Você tem liberdade para descrever tudo relacionado ao seu personagem, pensamentos, personalidade, roupas, história, ações, flashbacks, quanto mais profundo melhor, desde que não fique enfadonho.

- Use um corretor ortográfico antes de postar. O uso correto e formal da língua portuguesa é um fator determinante na qualidade de sua narração

- Estabeleça cores diferentes para falas e pensamentos, indicando as cores que usou para cada um através de uma legenda.

- Faça uso da ferramenta “Pré visualizar” e revise o post, muitos erros podem ser evitados com esse simples ato.

- Poste ações no futuro baseadas em possibilidades.

- Dica de Ouro: Se tiver tempo disponível, leia a aventura de jogadores mais experientes.


Com isso eu acredito que passei o básico para que possamos criar uma boa aventura ! No meio do caminho estarei a disponibilizar mais dicas e te explicar mais detalhadamente do sistema então esteja atento(a) ! Na dúvida só me chamar por MP ou pelo Discord - Licia#0785


____________________________________________________

Ficha
Aventura

- Fala. -
"Pensamento."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
GustCodsworth
Membro
Membro
GustCodsworth

Créditos : Zero
Warn : [MINI - Gust ] O Início do fim 10010
Masculino Data de inscrição : 04/06/2019
Idade : 19

[MINI - Gust ] O Início do fim Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI - Gust ] O Início do fim   [MINI - Gust ] O Início do fim EmptySex 07 Jun 2019, 19:13

A ANGÚSTIA
''Sentado em uma cadeira de madeira escura, que rangia a cada movimento feito por mim, a angustia que eu sinto, toda noite...já não sei separar mais a realidade dos pensamentos...as vezes estou andando, e me vejo com meus irmãos, meus lindos irmãos, sorrindo e pulando como eles sempre foram, meus 3 irmãozinhos Leo, Raider e Blu sempre correndo na frente, e minha irmã Lyane, de apenas 7 anos, saltitando tímida atrás de nós 4.Eu era o mais velho dos irmãos, e nossa família vinha de uma linhagem de protetores de cargas preciosas, a família Codsworth, após uma calamidade envolvendo a marinha, foi extinta...E eu era o único que lembrava,do medo que minha mãe estava, de sua cara angustiada e ciente do que estava por vir, quando aqueles lixos vestidos de branco entraram pelas portas do nosso belo salão, e começaram a atirar na nossa família...nossa linda família.

minha irmã passa então correndo em minha frente,com aquele rabinho de cavalo o qual ela sempre me pede pra fazer nela, soltando suas doces gargalhadas e segurando sua boneca de pano surrada, ''gostaria eu de ter mais condição de comprar uma boneca pra ela.''
Logo atrás dela, pulam energéticos meus irmãos, correndo e brincando, felizes da vida, mesmo não sabendo que no passado, estaríamos bem melhor do que agora.
-ONDE É QUE ESTÃO INDO SEUS PIRRALHOS?? - Grito com aquela voz sarcástica e brincalhona que eles tanto amam,e começo a caça-los pela vizinhança, onde todos nos olham com um olhar de esperança e agradecimento.
Após uma longa caminhada pela ilha, chegamos no centro da cidade, mais movimentado,e me deparo com a mesma cena que anteriormente me assombrava...um marinheiro,apontado sua pistola para a cabeça da minha irmã,que confusa olha pra trás...
-manin-....
Sua fala é interrompida pelo som da pólvora, que ecoa por toda a cidade e faz até mesmo os pássaros voarem alto.No momento em que irei correr em sua direção com meu grito de angústia.
''

Eis de acordar....

Caso acorde em uma casa:Levantaria da cama eufórico, buscando uma respiração mais lenta com o intuito de me acalmar, caso a porta estivesse fechada,abriria a mesma, saindo para fora e limpando o suor de euforia em meu rosto.''Isso não vai ficar assim.eles tem que pagar'', pensaria eu.Procuraria uma loja de armas de fogo,para então buscar minha vingança aqueles que devem pagar pelo que aconteceu a minha família.

Caso acorde jogado na rua:Levantaria eufórico e bateria minhas mãos em minha roupa afim de limpá-las, minha calça de marujo e meu jaleco, ambos pretos, checaria minhas botas, e buscaria uma sombra para sentar, respirar e me acalmar.''Eu sempre fui fraco, porém isso deve mudar hoje...''Levantaria da sombra após calmo, alongaria os braços e sairia em busca de uma loja de armas de fogo.

Em Ambos os Casos:buscaria direções para pessoas na rua, de onde achar a loja, caso a encontrasse, entraria pela porta da frente, caso houvessem armas nas prateleiras, faria menção de tocá-las,''não posso,aprendi boas maneiras'', e pediria uma arma, caso tivesse dinheiro, para barganhar com o vendedor
Legenda:
 
OFF:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
love.licia
Membro
Membro
love.licia

Créditos : 9
Warn : [MINI - Gust ] O Início do fim 10010
Feminino Data de inscrição : 20/01/2019
Idade : 20

[MINI - Gust ] O Início do fim Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI - Gust ] O Início do fim   [MINI - Gust ] O Início do fim EmptySeg 10 Jun 2019, 01:51

~Post NEGADO~




Ola GustCodsworth, tudo bem? ^~^

Primeiramente não desanime por ter um post negado, teu post teve muito mais qualidades do que defeitos em si, a forma como você apresentou o personagem e a profundidade histórica que ele apresenta já da para notar que se trata de um personagem muito rico em personalidade e tem um objetivo forte e bem definido para cumprir, posso dizer que você compreendeu muito bem a ideia do primeiro post sobre introduzir teu personagem, e também da para notar que você se esforçou para não errar.

Mas vamos ao ponto, você não completou as ações do teu personagem, quando diz
Citação :
"...e pediria uma arma, caso tivesse dinheiro, para barganhar com o vendedor."
Você precisa descrever melhor como faria isso, quais palavras usaria com o vendedor e como se comportaria.
Se pensarmos mais alem, e se o Jhin não encontrasse nenhuma loja de armas o que ele faria ou se o vendedor não estivesse disposto a negociar, quais atitudes teu personagem teria, sei que é difícil trabalhar com algo tão complexo quando não se tem nenhuma base e não se pode criar nada praticamente, se fosse em uma aventura oficial seu post poderia passar, mas como estou aqui para te orientar na teoria, mesmo estando muito bom, decidi negar para você se acostumar com a estrutura narrativa do fórum.

Você pode clickar na opção "Citar" logo acima do seu post, vai aparecer os códigos que usou para escrever e copia-lo, dessa forma não vai precisar escreve-lo novamente porque ficou muito bom e apenas acrescentar o que esta faltando, e não tem problema em editar o post desde que alguém não tenha o respondido posteriormente.

Outro conselho é para que escreva teu post utilizando o modelo justificado e com blockquote, assim fica esteticamente mais bonito e torna a leitura mais fácil, deixarei o código abaixo.
Código:
[justify]<blockquote> Insira seu texto aqui. </blockquote>[/justify]

Estarei aguardando seu próximo post e desculpe ter demorado tanto, tentarei corrigir isso.

____________________________________________________

Ficha
Aventura

- Fala. -
"Pensamento."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
GustCodsworth
Membro
Membro
GustCodsworth

Créditos : Zero
Warn : [MINI - Gust ] O Início do fim 10010
Masculino Data de inscrição : 04/06/2019
Idade : 19

[MINI - Gust ] O Início do fim Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI - Gust ] O Início do fim   [MINI - Gust ] O Início do fim EmptySeg 10 Jun 2019, 10:21

@GustCodsworth escreveu:

A ANGÚSTIA
''Sentado em uma cadeira de madeira escura, que rangia a cada movimento feito por mim, a angustia que eu sinto, toda noite...já não sei separar mais a realidade dos pensamentos...as vezes estou andando, e me vejo com meus irmãos, meus lindos irmãos, sorrindo e pulando como eles sempre foram, meus 3 irmãozinhos Leo, Raider e Blu sempre correndo na frente, e minha irmã Lyane, de apenas 7 anos, saltitando tímida atrás de nós 4.Eu era o mais velho dos irmãos, e nossa família vinha de uma linhagem de protetores de cargas preciosas, a família Codsworth, após uma calamidade envolvendo a marinha, foi extinta...E eu era o único que lembrava,do medo que minha mãe estava, de sua cara angustiada e ciente do que estava por vir, quando aqueles lixos vestidos de branco entraram pelas portas do nosso belo salão, e começaram a atirar na nossa família...nossa linda família.

minha irmã passa então correndo em minha frente,com aquele rabinho de cavalo o qual ela sempre me pede pra fazer nela, soltando suas doces gargalhadas e segurando sua boneca de pano surrada, ''gostaria eu de ter mais condição de comprar uma boneca pra ela.''
Logo atrás dela, pulam energéticos meus irmãos, correndo e brincando, felizes da vida, mesmo não sabendo que no passado, estaríamos bem melhor do que agora.
-ONDE É QUE ESTÃO INDO SEUS PIRRALHOS?? - Grito com aquela voz sarcástica e brincalhona que eles tanto amam,e começo a caça-los pela vizinhança, onde todos nos olham com um olhar de esperança e agradecimento.
Após uma longa caminhada pela ilha, chegamos no centro da cidade, mais movimentado,e me deparo com a mesma cena que anteriormente me assombrava...um marinheiro,apontado sua pistola para a cabeça da minha irmã,que confusa olha pra trás...
-manin-....
Sua fala é interrompida pelo som da pólvora, que ecoa por toda a cidade e faz até mesmo os pássaros voarem alto.No momento em que irei correr em sua direção com meu grito de angústia.
''

Eis de acordar....

Caso acorde em uma casa:Levantaria da cama eufórico, buscando uma respiração mais lenta com o intuito de me acalmar, caso a porta estivesse fechada,abriria a mesma, saindo para fora e limpando o suor de euforia em meu rosto.''Isso não vai ficar assim.eles tem que pagar'', pensaria eu.Procuraria uma loja de armas de fogo,para então buscar minha vingança aqueles que devem pagar pelo que aconteceu a minha família.

Caso acorde jogado na rua:Levantaria eufórico e bateria minhas mãos em minha roupa afim de limpá-las, minha calça de marujo e meu jaleco, ambos pretos, checaria minhas botas, e buscaria uma sombra para sentar, respirar e me acalmar.''Eu sempre fui fraco, porém isso deve mudar hoje...''Levantaria da sombra após calmo, alongaria os braços e sairia em busca de uma loja de armas de fogo.

Em Ambos os Casos:Sairia de onde estivesse residindo, com passos curtos e leves, checando meus bolsos em busca de um tustão, pensaria a cada passo em minha família.''Porque eles, e não eu?''. Confuso, porém certo de minha decisão.Caso topasse com cidadãos na rua,perguntaria ao mais próximo -ééé...com licença, o senhor saberia me informar onde tem uma loja de armas por perto, caro amigo?-., sempre com um grande sorriso no rosto, ''afinal, aqueles que me circundam também estão na mesma situação que eu, tratarei-os com o máximo de afeto possível.''.

Caso encontrasse uma loja de armas, entraria pela porta da frente, buscando por costume algum balcão onde poderia encontrar atendimento, caso houvessem armas à mostra, não tiraria meus olhos delas, quaisquer que fossem. Caso houvesse alguém que aparentasse estar no comando do local, falaria com um olhar de respeito e alegria
-Bom dia Senhor(a), estou procurando armas de fogo, algo sutil, porém certeiro, algo rápido e potente ao mesmo tempo, de fácil manuseio, de preferência uma em cada mão.-, soltando uma risada ironicamente maléfica, dando um ar de inexperiência e fraqueza.Caso eu tivesse dinheiro em meus bolsos, e o vendedor positivamente dissesse, falaria -Então, tenho essa quantia em Belly, meu/minha nobre senhor(a), gostaria de um desconto, pois busco duas armas.-. retraindo os ombros com o dinheiro na mão, quase que implorando pro vendedor.

Caso viesse a encontrar algum marinheiro sozinho antes de uma loja de armas, e eu estivesse perto de alguma casa, escoraria na mesma esperando o marinheiro passar por mim,''Como esses imundos conseguem viver suas vidas normalmente?'' ,pensativo sobre meu passado, carregando em minha face a raiva de minha família,mordendo os lábios para me segurar a ponto de quase sangrarem, esperaria o verme passar diante de mim, e iria atrás dele, caso o mesmo estivesse desarmado, visaria seu pescoço, me aproximando por trás e aplicando um mata-leão, caso o golpe desse certo, iria continuar apertando seu pescoço a ponto de quebrá-lo ali mesmo, sussurrando em seu ouvido agora com uma voz rouca e vazia -Você, inseto, tirou tudo de mim, TUDO DE MIM!- , continuando a apertar até que o marinheiro pare de reagir.

Caso o mata-leão não funcionasse, iria tentar um chute em sua genitália, para desestabilizado e jogá-lo ao chão, caindo em cima do mesmo com punhos fechados e desferindo vários golpes a sua face, não tirando os olhos de seus olhos, iria socá-lo até o mesmo ficar sem reação, como se minha vida dependesse disso, não importando quais golpes fossem desferidos contra mim.

Caso o mesmo estivesse armado, tentaria dar um impulso na parede para cair com o mesmo no chão, puxando sua arma do coldre com a direita, e pressionando seu pescoço contra o chão com a esquerda, aguentando com toda a minha alma caso golpes fossem desferidos contra mim, caso conseguisse puxar sua arma com êxito,e essa fosse de uma mão, colocaria contra o peito do marinheiro e dispararia quantas vezes fossem possíveis, não tirando minha mão de sua garganta, e com meu rosto próximo ao seu diria -Você, inseto, tirou tudo de mim, TUDO DE MIM!- . Falaria levantando e olharia em volta, com intuito de achar um lugar próprio para me esconder, caso achasse o faria, caso não achasse, iria sair correndo na direção com menos pessoas possíveis.
Legenda:
 
OFF:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
love.licia
Membro
Membro
love.licia

Créditos : 9
Warn : [MINI - Gust ] O Início do fim 10010
Feminino Data de inscrição : 20/01/2019
Idade : 20

[MINI - Gust ] O Início do fim Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI - Gust ] O Início do fim   [MINI - Gust ] O Início do fim EmptySex 14 Jun 2019, 07:40

O novo capitulo do livro sobre a história de Jhin Codsworth começa com o despertar do próprio em sua casa, o local é compacto porem acolhedor e muito bem construído, o total silencio do amanhecer em Wars Island fazia a residência aparentar ter um tamanho maior e ser mais espaçosa do que realmente é, sem a balburdia de seus irmãos pela casa, o primogênito se encontrava com a solidão de seu lar, a presença dos amados ainda vive na mente de Jhin, porem essa lemb raça vem acompanhada com o ódio praticamente incontrolável contra os algozes de branco que  deveriam protege-los, mas apenas causaram sofrimento ao único Codworth sobrevivente.

Apesar do fatídico passado Jhin ainda possuía o bom  humor e a educação de um jovem adulto saudável, exceto quando o assunto é a marinha, o atirador ambidestro deixou sua morada para seguir seu objetivo, exterminar todos os marinheiros que puder, digo.... Conseguir suas armas. Para transformar todos os marinheiros que cruzarem seu caminho em peneiras de carne! Calma, não é isso, enfim, continuando...

A pequena ilha de Wars island e suas construções compactas feitas para otimizar o espaço, estava tendo um dia tranquilo e normal, quase que tedioso, a temperatura era agradável, as nuves cobriam o sol evitando o calor, a brisa fresca primaveril tornava o dia dos trabalhadores da fabrica Kurama que caminhavam pelas ruas mais agradável, Jhin abordou um dos civis mantendo seu carisma, resultando em uma resposta positiva por parte de um morador local que trajava vestes simples.
- É só seguir o caminho que esta fazendo rapaz, no final da rua tem uma loja de armas. - O civil indicou o caminho com seu polegar e abaixou a aba do chapéu que usava como se quisesse cumprimentar Jhin, e voltou ao seus afazeres.

Seguindo pela direção indicada Jhin encontrou a tal loja de armas caracterizada por uma placa de madeira e o desenho de um rifle e uma espada que se cruzam formando um X, o único problema era os marinheiros que casualmente eram vistos pelo rapaz, mas nenhum deles estava sozinho ou desarmado, vestindo uniformes de patente baixa carregavam consigo um rifle nas costas ou uma katana embainhada, apesar do dia tranquilo e sem confusão a cidade é relativamente pequena e possui um quartel general, então não é difícil cruzar com marinheiros.

Ao entrar na loja Jhin foi imediatamente falar com o vendedor, nesse caso a vendedora mantendo sua  simpatia, porem a infeliz escolha de palavras provocava a ira da doce madame.
- SENHORA É O CARAL&#@ MOLEQUE! - A vendedora é uma mulher idosa, com cabelos brancos e longos, rosto repleto de rugas parecendo uma múmia viva, a ira da gentil velhinha fazia com que ela arremessasse um copo de alumínio que usava para  beber agua na direção de Jhin, por sorte ou pontaria o objetivo passava ao lado do rosto do Codsworth e acertava a parede de concreto atrás dele.
- Cof Cof.. Eu tenho apenas setenta e três anos, ainda estou na puberdade. - Disse a bruxa velha, quer dizer, “jovem senhorita”, enquanto mexia em seus cabelos Jhin em uma miserável e até mesmo assustadora tentativa de parecer mais atraente.


A idosa era baixinha media menos de um metro e meio, e tinha que de pé em cima de um banco atrás do balcão, ela analisava a proposta de Jhin sobre comprar as armas e logo perdia a paciência novamente.
- Você enrolou tanto para dizer que quer um revolver, francamente, eu não tenho todo o tempo do mundo..- A velhinha não esperou nem Jhin terminar de falar e já pulou do banco que estava em cima e começou a andar pela loja usando um bastão de madeira como apoio, o objeto era maior do que a mesma, a mulher foi até um barril de madeira encostado no canto da loja e com o auxilio de uma escada pequena retirou um revolver todo empoeirado e com algumas ferrugens, ela assoprou a arma fazendo uma nuvem de poeira subir, e sem o menor cuidado jogou o revolver para que o rapaz segurasse no ar, mesmo estando carregado, a arma era tão velha e emperrada que não disparava mesmo sendo manuseada com desleixo.
- Com essa mixaria, só vai conseguir comprar isso, mas eu gostei de você moleque, olhe la. A velhota apontou com o bastão na direção de uma vitrine selada por um vidro transparente, era possível ver dois revolveres. - São as melhores que tenho na loja, Colt. 45 de cano longo, elas fazem um belo estrago. A velha mesmo parecendo ser louca demonstrava ter um extenso conhecimento sobre armas e os olhos dela brilhavam ao falar das duas armas como se quisesse usa-las para atirar em tudo que estivesse a frente.
A velha pegava uma vassoura e um pano branco, e olhava para Jhin.

- Posso deixar você ficar com elas se limpar a loja para mim, minhas costas doem muito. Disse a mulher enquanto colocava a mãos nas costas e tentava erguer a coluna.
As armas estavam cruzadas e apoiadas em uma almofada vermelha, uma delas era de cor preta e a outra prateada, ambas brilhavam de tão bem polidas e pareciam nunca terem sido usadas antes de tão novas.


Orientação.:
 

____________________________________________________

Ficha
Aventura

- Fala. -
"Pensamento."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
GustCodsworth
Membro
Membro
GustCodsworth

Créditos : Zero
Warn : [MINI - Gust ] O Início do fim 10010
Masculino Data de inscrição : 04/06/2019
Idade : 19

[MINI - Gust ] O Início do fim Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI - Gust ] O Início do fim   [MINI - Gust ] O Início do fim EmptySex 14 Jun 2019, 09:20

Em direção a loja de armas, Jhin casualmente encontrara alguns colarinhos no meio do caminho, porém sabendo de sua limitação quando o assunto é combate corpo a corpo, vendo que os mesmos estão andando em grupos e armados, preferiu não arriscar ainda.Ao adentrar a loja Jhin se deparou com uma velha, que se zangou por ser chamada de senhora.''Caramba,que velha doida.'' Rindo mentalmente e mantendo o olhar sincero. A velha arremessou a arma a Jhin, que entregou o valor requerido logo em seguida.

Caso houvesse sobrado alguma quantia com o mesmo, guardaria o saco de moedas onde ele estava, caso não, jogaria o saco em cima da bancada da velha mesmo. Agarraria a arma que me foi jogada no ar, e checaria seu pente, qual sua capacidade de tiros antes de recarregar, e quantas balas me foi cedida, enquanto a velha falava comigo. Quando a mesma citou a Colt .45, eu olharia para a vitrine em questão, congelando os globos oculares nas armas, analisaria cada parte componente da arma, visto que a velha falou que eram dos melhores pares da loja, checaria a veracidade com o olho.

Após a proposta que me foi dada de limpar o local, instantaneamente agarraria a vassoura e o pano, ''Essa é a minha chance, e essas armas são a minha ponte,e logo farão parte de meu corpo e alma.''
-Muito bem, moça, irei deixar a sua loja como se fosse o dia em que foi construída.- Colocaria o pano na cintura,encaixando-o, e começaria logo varrendo o chão todo do local, com meu TOC quase que me guiando sobre o que fazer, varreria cada canto escondido, e aqueles inalcançáveis eu iria com o pano, certificando de tirar toda a sujeira para fora daquele edifício.
-Qual o seu nome, O bāchan?.-
, perguntaria agora com uma voz mais séria e concentrada no trabalho que lhe foi dado.

''Caramba, isso aqui é cansativo demais, não é atoa que lá em casa tinhamos várias pessoas para limpar.''No meio da limpeza, caso começasse a soar muito, tiraria meu jaleco e colocaria em cima da bancada, colocando a arma que me foi dada atrás da cintura, de fácil retirada com a mão esquerda, segurando a vassoura com a direita para caso algo viesse a acontecer, e continuaria agora, tirando a poeira da bancada com panos,e de armas também, certificando de que não estão engatilhadas.

Caso alguém viesse entrar na loja de armas eu diria contente e ainda limpando -Bem vindo(a) a loja de armas da O bāchan.- Caso soubesse onde ela está, apontaria para a mesma.
Caso um marinheiro entrasse na loja, ficaria sempre de frente para o mesmo, com o intuito de esconder minha arma, porém sempre me contendo, ''Essa senhora não merece isso dentro da loja dela, passará dessa vez.''

Caso eu consiga terminar de limpar sem nenhum atraso ''Finalmente, acabei,uff..'', entregaria para a velha sua vassoura e seu pano novamente.
-Espero que você não tenha me tapeado,O bāchan.-, Congelando agora um olhar sério e predatório em seus globos dourados para a velha, lembrando de seus objetivos, e por um momento deixando escapar a sede de sangue que nele habitava.

Caso a senhora me entregue as armas, ou me dê permissão para pegá-las, seguraria o mais forte seus punhos, com o dedo indicador fora do gatilho, em seu cano, e abriria se possível o pente, checaria quantas balas posso dar antes de recarregar, e quantas tenho em mãos.
-Você poderia me ceder algumas balas,O bāchan?- Colocando as armas nos coldres, caso tivesse, caso não tivessem coldres nas armas, colocaria no meu jaleco.
Caso a senhora não me dê as armas, agradeceria de qualquer maneira, ''Droga,com isso só vou atrasar mais ainda...''
-Você sabe me informar onde fica o bar mais próximo?- Perguntaria colocando de volta meu jaleco,fechando-o.Caso ela me diga onde fica, partiria para o local do mesmo, caso houvesse um bar, sentaria em uma mesa vazia, e pediria o que desse para beber com o dinheiro que me restava.

Caso ela não me direcione para a Taverna, sairia da Loja e andaria para o caminho contrário que eu vim, afim de achar algum lugar para beber e comer algo.
Legenda:
 

OFF:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
love.licia
Membro
Membro
love.licia

Créditos : 9
Warn : [MINI - Gust ] O Início do fim 10010
Feminino Data de inscrição : 20/01/2019
Idade : 20

[MINI - Gust ] O Início do fim Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI - Gust ] O Início do fim   [MINI - Gust ] O Início do fim EmptyTer 18 Jun 2019, 23:35


Jhin estava maravilhado com os revolveres gêmeos na vitrine que aparentavam ter brilho próprio, sem pensar duas vezes tomou a vassoura das mãos daquela pequena e frágil senhora, a idosa havia se assustado com o movimento brusco, pois não esperava tamanha eficiência, ela olhava para palma de sua mão contando os dedos para ver se não havia perdido nenhum.

O atirador ambidestro superava as expectativas da velha, ela não conseguia disfarçar o olhar de surpresa ao observar Jhin trabalhando de maneira tão esforçada e satisfatória, a velhota de olhos arregalados e boquiaberta apenas acompanhava o atirador, enquanto o mesmo praticamente polia o chão da loja de armas, a idosa encarava o piso e conseguia enxergar a si mesma no reflexo distorcido.
- Acho que nunca vi esse piso tão limpo... - A velhinha cochichou consigo mesma.

Apesar de seu temperamento um tanto explosivo para com a idade, a anciã não se incomodava ao ser chamada de bāchan, na verdade ela estava perplexa de mais para perceber esse deslize por parte de Jhin, a velha apenas respondia a pergunta como se estivesse hipnotizada.
- Ermengarda, se minha memoria não estiver mentindo para mim, mas antes de perguntar o nome de uma jovem dama, você deveria apresentar-se pirralhinho. -

Jhin não se limitava a limpar apenas o chão da loja, o atirador decide limpar praticamente a loja inteira, prateleiras, armas, nada escapava da limpeza compulsiva por parte dele, Ermengarda sentiu tanta confiança pelo rapaz que apenas virou-se de costas e entrou em outro cômodo localizado atrás do balcão, atravessando apenas uma porta marrom de madeira, e ficou por lá enquanto Jhin se esforçava, sentindo o suor escorrendo pela testa e julgou melhor tirar o jaleco que veste, para evitar que sua temperatura corporal suba ainda mais além de prevenir o mau cheiro, alguns possíveis clientes com pés empoeirados e sujos até passavam em frente à loja, mas eles ficavam surpresos ao observar Jhin faxinando tudo de maneira exemplar, todos acabavam por mudar de ideia e seguiam o próprio rumo apenas por não quererem sujar a loja enquanto o rapaz ainda esta ali.

A velhinha voltava mancando apoiada em seu bastão, e dessa vez trazia consigo uma jarra de água com gelo e um copo de vidro no próprio corpo pelo antebraço, ela subia as pequenas escadas atrás do balcão, colocou o copo a cima da superfície plana e o encheu de água.
– Beba isso para não morrer desidratado pirralhinho. - E é dessa forma que a velha Ermengarda geralmente diz “Obrigada”, apesar de ainda manter a tonalidade rabugenta e reclamadora na voz.

Ermengarda começava a mancar novamente, mas dessa vez até a vitrine onde estava a razão por qual Jhin se empenhou tanto as duas .45 apoiadas na almofada vermelha, com o auxilio de um banco ela conseguia retirar ambas as armas, colocando a de cor preta em baixo do braço e empunhava a prateada, apesar de andar mancando e de andar de forma erradíssima com uma arma abaixo do braço a velhinha colocava as duas acima do balcão apesar de ficar na ponta dos pés para isso.
- Você não vê que minhas pernas são curtas de mais para passar por cima de alguém? - Com seu jeito resmungão de ser a velhinha deixava Jhin ficar com as armas enquanto parecia fazer uma piada. Ela escutava o pedido sobre as munições extras, suspirava deixando os ombros caírem e voltava a andar reclamando palavras incompreensíveis sozinhas, ao novamente dar a volta pelo balcão à velha deposita quatro cartuchos acima dele.
- As duas já estão carregadas cada uma tem seis, com mais desses daqui quatro, vinte e quatro, só não vá gastar tudo atirando em pombos.

A velhinha aponta na direção da parede com o dedo indicador para o lado esquerdo.
- Bar mais próximo.... Deixe-me pensar..... - Após alguns segundo enrolando e coçando o queixo a velhinha Ermengada estala dos dedos lembrando da resposta. [color=#99ffff- No estabelecimento ao lado, meu esposo fica cuidando de lá e eu daqui. - [/color] Disse a velhinha como se quisesse testar a paciência de Jhin, enquanto apontava para a parede esquerda com seu dedo indicador. [color:c4ce=#99ffff ]- A proposito, ali é a cozinha que liga os dois comércios.- Dessa vez Ermengada gira seu bastão na horizontal e o aponta para a porta de madeira marrom atrás do balcão.

Orientação.:
 

____________________________________________________

Ficha
Aventura

- Fala. -
"Pensamento."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
GustCodsworth
Membro
Membro
GustCodsworth

Créditos : Zero
Warn : [MINI - Gust ] O Início do fim 10010
Masculino Data de inscrição : 04/06/2019
Idade : 19

[MINI - Gust ] O Início do fim Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI - Gust ] O Início do fim   [MINI - Gust ] O Início do fim EmptyQui 20 Jun 2019, 22:57

Após a vasta e cansativa limpeza na casa da bāchan Ermengarda, fui recompensado com um copo d'água, o qual aceitei com maior prazer, além dos revólveres gêmeos, mais do que entrei procurando e consegui como um gesto de gratidão de bāchan.''Certo...irei descansar algum tempo e depois disso, sairei da vista de Ermengarda.'' Um tanto quanto ironicamente, a senhora era cônjuge do dono do bar mais próximo, quando digo mais próximo, logo após aquela porta. ''Não acredito, o destino é mesmo cheio de surpresas.'' Pensaria enquanto aquela senhora apontava em direção a porta.

Pegaria ambos os revólveres, colocando o revólver preto na minha bota,e o prateado ao lado do revólver antigo que havia ganho da senhora anteriormente, ambos na traseira da cintura, e seus pentes em meu jaleco, para fácil recarregamento.
- Caso não se importe, bāchan, irei apelidá-los com o nome de uma lenda antiga que minha mãe me contava quando era criança, de dois irmãos gêmeos que vieram trazer paz pra terra antigamente, Sange e Yasha. A propósito, bāchan, meu nome é Jhin Codsworth. - Diria enquanto abriria a velha porta de madeira cujo qual Ermengarda mirava com o dedo.

Entraria pela porta, mexendo na gola do meu jaleco, esbanjando um semblante sereno, porém centrado. Caso o cônjuge de Ermengarda estivesse do outro lado da porta, diria - OPA, com licença senhor, estive limpando o bar da bāc- Senhora Ermengarda, e ela me disse que aqui era um bar, então entrei por aqui mesmo, irei me sentar na mesa e pedir seu Rum!! - Já colocaria a mão em meus bolsos, com o intuito de achar algum dinheiro.

Caso não tivesse dinheiro diria entristecido - Me desculpa senhor, irei passar o Rum essa vez, pois estou sem nenhum tustão comigo... - Tirando os fundos do meu bolso da calça, mostrando o quão duro um homem consegue ficar.

Em ambos os casos, me sentaria em alguma mesa que não tenha ninguém, procurando estar o mais perto da porta da frente. Caso identifique algum marinheiro antes de me sentar, me sentaria na mesma mais próxima do(s) mesmo(s), com o intuito de ouvir a conversa discretamente, mantendo um semblante viajado, e bebendo meu rum caso o tivesse. ''Malditos, conseguem beber e festejar mesmo com tudo que fazem por ai, isso não vai ficar assim.'' Caso o(os) marinheiro(s) saíssem do estabelecimento, iria disfarçar um pouco, e sair na mesma direção do(s) mesmo(s), esperando que ele(s) se encaminhem para algum lugar menos movimentado, e efetuaria com Yasha disparos visando órgãos ou cabeça, caso visse que conseguiria acertá-las facilmente.

No caso de um marinheiro virar pra trás, procuraria um lugar para pegar cobertura (Cover), e puxaria Sange de minha bota, dando tiros no peito do(s) marinheiro(s) com ambos os revólveres.
- Vocês SANGRAM como cordeiros, porém são lobos fantasiados de pessoas inocentes, irei me vingar de todos vocês. - Diria enquanto me aproximando dos marinheiros. Caso algum estivesse caído no chão com vida, iria me aproximar, dobrar os joelhos, e olhar bem para sua cara, mantendo uma boa distância para evitar ataques corpo a corpo, apontaria a arma na sua cabeça, e abriria um sorriso psicopata, arregalando os olhos, e encarando aquele marinheiro, após alguns segundos efetuaria o disparo.

Caso nenhum dos marinheiros, após nossa batalha sobreviva, iria voltar as armas na bota e na cintura, respectivamente, pois assim poderia fazer qualquer disparo caso seja pego de surpresa. Após guardá-las, sairia do Local no mesmo instante, tiraria meu jaleco, e colocaria sobre meu ombro, e derramaria lágrimas de saudade de minha família. '' Eu sei que não vou trazê-los de volta com toda essa matança, mas é meu único jeito de suprimir minha angústia. Eu amo vocês, família.'' Enquanto limparia minhas lágrimas com o antebraço.

Caso não houvesse nenhum marinheiro no bar, e eu tivesse meu rum e dinheiro para repetir, tomaria uns 3 copos de Rum, e sairia do Bar, andaria em direção contrária a que vim, e buscaria um marinheiro. Caso achasse algum, andaria em sua direção e fingiria uma mexida na bota esquerda, ajoelhando com o direito e mexendo na esquerda, onde coloquei Sange , tiraria a arma, engatilhando-a frente ao marinheiro rapidamente, para buscar disparos em sua cabeça o mais rápido possível. Caso eu não conseguisse um disparo que incapacitasse o marinheiro, pularia com meu pé esquerdo para a esquerda, buscando algum lugar para me esconder, caso tiver ou não um lugar para me esconder, empunharia Yasha, e segurando a respiração efetuaria disparos com ambos os revólveres, mirando no peito do marinheiro. Caso o mesmo estivesse armado, pegaria sua arma, seja qual fosse, e levaria comigo. Sairia correndo do local, e após algum tempo andando, tiraria meu jaleco ,e colocaria sobre meu ombro, continuaria minha viagem calmamente, com um semblante tranquilo, acalmando minha respiração, para então voltar pra casa. No caminho derramaria lágrimas de saudade de minha família. '' Eu sei que não vou trazê-los de volta com toda essa matança, mas é meu único jeito de suprimir minha angústia. Eu amo vocês, família.'' Enquanto limparia minhas lágrimas com o antebraço.

No caso de não obter êxito em minha missão de vingança desesparada, a qual queima em meu peito mais que um navio em chamas, buscaria o rumo de minha casa , olhando pro céu, e imaginando como minha vida seria se minha família ainda estivesse viva. Fecharia os punhos de raiva e tristeza, colocando a mão esquerda no peito e apertando o jaleco o mais forte possível, e me escorando angustiado, na parede mais próxima e deitando aos poucos, não deixando meu pranto ser ouvido, em silêncio, e sofrendo sozinho. '' Cara, não vou aguentar sem vocês...''
Legenda:
 

OFF:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ReiDela*
Orientador
Orientador
ReiDela*

Créditos : 4
Warn : [MINI - Gust ] O Início do fim 010
Masculino Data de inscrição : 13/08/2015
Idade : 20
Localização : Hospício

[MINI - Gust ] O Início do fim Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI - Gust ] O Início do fim   [MINI - Gust ] O Início do fim EmptyQui 27 Jun 2019, 14:28

Ao colocar seus pés sobre o assoalho limpo e bem cuidado do bar, Jhin consegue avistar, no balcão que recepcionava os clientes, o velhinho que deveria ser o marido de Ermengarda; usava um cavanhaque branquinho e um corte de cabelo social, bem feitinho. Com isso, era visível uma característica do homem; detalhismo.

O bar, apesar de não ser nada extravagante, era um ambiente higiênico e aconchegante. Com tons de azul ciano e preto para mascarar as luzes da cidade de dia, um local de distração e descanso dos pesos e pressas da sociedade sobre os homens. Na verdade, era isso que estava escrito numa placa perto da entrada.

Ao pedir seu rum, Jhin procurou em seus bolsos por seu dinheiro, e encontrou, num dos largos e esquecíveis bolsos de seus trajes longos e vermelhos, cerca de 50.000 bellies; mas não os tiraria do bolso para pagar pela garrafa. Surge um silêncio constrangedor, enquanto o velhote espera o pagamento, olhando tranquilamente nos olhos de Coldsworth, e ele também o olha de volta, com o semblante de quem ainda estava procurando dinheiro. — ...?

Consideração:
 

____________________________________________________

[MINI - Gust ] O Início do fim Ja4rPyv
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




[MINI - Gust ] O Início do fim Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI - Gust ] O Início do fim   [MINI - Gust ] O Início do fim Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[MINI - Gust ] O Início do fim
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Mini-Aventura :: Mini-Aventuras Concluídas ou Canceladas !-
Ir para: