One Piece RPG
A Morte e o Morango - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
A Morte e o Morango - Página 2 Emptypor Dante Hoje à(s) 03:57

» O Legado Bitencourt Act I
A Morte e o Morango - Página 2 Emptypor Ineel Hoje à(s) 03:42

» A inconsistência do Mágico
A Morte e o Morango - Página 2 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 02:59

» Escuridão total sem estrelas
A Morte e o Morango - Página 2 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 02:08

» Hey Ya!
A Morte e o Morango - Página 2 Emptypor GM.Mirutsu Hoje à(s) 00:39

» As mil espadas - As mil aranhas
A Morte e o Morango - Página 2 Emptypor Revescream Hoje à(s) 00:24

» The Victory Promise
A Morte e o Morango - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 23:13

» Cap. 2 - A New Day
A Morte e o Morango - Página 2 Emptypor ADM.Tonikbelo Ontem à(s) 23:06

» Karatê Cindy
A Morte e o Morango - Página 2 Emptypor Oni Ontem à(s) 22:12

» Art. 4 - Rejected by the heavens
A Morte e o Morango - Página 2 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 21:15

» Al mare!
A Morte e o Morango - Página 2 Emptypor Oni Ontem à(s) 20:45

» Livro Um: Graduação
A Morte e o Morango - Página 2 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 20:35

» Arco 4: Segredos enterrados em gelo!
A Morte e o Morango - Página 2 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 19:36

» [Ficha] Song
A Morte e o Morango - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 19:08

» Ficha - Alejandro Martínez
A Morte e o Morango - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 19:00

» Alejandro Martínez
A Morte e o Morango - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 18:58

» [Ficha] Mika Mizushima (Completa)
A Morte e o Morango - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 18:55

» Mika Mizushima
A Morte e o Morango - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 18:52

» The One Above All - Ato 2
A Morte e o Morango - Página 2 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 18:02

» Cap.1 Deuses entre nós
A Morte e o Morango - Página 2 Emptypor Thomas Torres Ontem à(s) 17:30



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 A Morte e o Morango

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 59
Warn : A Morte e o Morango - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

A Morte e o Morango - Página 2 Empty
MensagemAssunto: A Morte e o Morango   A Morte e o Morango - Página 2 EmptyTer 28 Maio 2019, 19:24

Relembrando a primeira mensagem :

A Morte e o Morango

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Shoto Midorikawa. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Shroud
8º Pecado
8º Pecado


Data de inscrição : 08/05/2019

A Morte e o Morango - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Morte e o Morango   A Morte e o Morango - Página 2 EmptyQua 19 Jun 2019, 22:11

Confiante em suas decisões, Shoto lançou-se floresta adentro determinado a encontrar Truman e seus vinhos, acompanhado pela preciosa garrafa de sakê e uma lâmina afiada não havia o que temer. Diferente do que acreditava não teve êxito fácil em sua caminhada, os pés calçados no chinelo de madeira davam um passo à frente do outro sem um destino fixo e antes que notasse as horas passavam. Tic Toc. O corpo esguio desviava-se de galhos e incomodava-se com o musgo que vez ou outra lhe tocava a pele e seu corpo involuntariamente lançava-se a coçar de maneira intensa na região do pescoço — Não esperava que fosse tão difícil encontrar um homem na floresta, e essa coceira agora... — Queixou-se ao olhar mais uma vez para o mapa que cada vez mais parecia não ter serventia.

A noite havia chego e a lua tomara o lugar do sol, naquele ambiente os únicos seres vivos que lhe faziam companhia eram os animais locais. O ‘som’ do silêncio era incômodo para alguém acostumado a sempre estar rodeado de pessoas – principalmente bêbadas -, estava claramente ansioso e sua garganta seca suplicou por mais um gole do liquido destilado do arroz; A mão esquerda tomou a garrafa entre os dedos e encaminhou-a para a boca despejando fluido goela abaixo — O verdadeiro combustível dos seres humanos, o álcool — A expressão de satisfação perdurou pouco no rosto de Midorikawa que instintivamente sentira a necessidade de desembainhar sua espada, a presença de uma grande criatura lhe rodeava entre as árvores, os sons do animal lhe arrepiavam os pelos da nuca e o surgimento de uma neblina apenas acrescentara no clima aterrorizante que se construía.

Que assustador, parece que virei a caça de um monstro e tanto — a katana fora empossada pela mão esquerda, Shoto estava pronto para reagir e defender-se. Estava ciente de sua condição de desvantagem, a névoa, a falta de iluminação e falta de informações sobre o animal que lhe rodeava eram apenas alguns dos principais pontos, todavia Shoto mantinha-se paciente e calmo. Flexionaria os joelhos e se direcionaria pelos ruídos provocados pela monstruosidade, sendo assim não faria nenhuma ação até que o animal avançasse em fúria; — Vamos lá, aparaça bichinho, não seja tímido — O suor frio caia por sua testa até seu queixo, engoliu em seco quando pode notar que sua respiração passara a ser controlada e consciente, apesar da tensão que lhe tomava todos os nervos ainda sentia a calmaria dominar sua mente. Quando os orbes cinzentos pudessem examinar melhor seu adversário o homem não teria intenções de permitir ser dominado naquele confronto e por assim sendo avançaria com o desejo de acabar com aquilo o mais breve.

Não tome isso como algo pessoal, mas preciso continuar com minha vida e acredito que não ira simplesmente me deixar continuar — Sua voz soava indiferente mas ainda assim carregava um calor sereno e entusiasmado em seu tom, Shoto entendia que criatura não compreenderia suas palavras, porém estava entusiasmado por novamente ter a oportunidade de estar numa batalha. A mão esquerda tomaria com força a espada rubra, esboçou um sorriso de entusiasmo e sendo assim faria o primeiro movimento;

— Ataque, Defesa e Contra-Ataque;

Possuindo um grande autoconhecimento Shoto entendia muito bem suas maiores forças e suas fraquezas, todavia nada sabia sobre a 'coisa' que estava prestes a enfrentar e de maneira lógica lançar-se cegamente contra o desconhecido era uma ação no mínimo inconsequente mesmo que se tratasse de um animal selvagem todo cuidado era pouco. Utilizando de sua velocidade de aceleração buscaria encurtar a distância entre os corpos com uma corrida em linha reta, assim que se visse poucos metros da criatura - o suficiente para não estar em sua área de alcance - Shoto repentinamente interromperia a continuidade de trajeto e trazendo sua mão esquerda em embalo utilizaria de sua katana para levantar o máximo de neve no chão em direção a face do animal;

Cuidado com os olhos —; A neve teria como função ganhar um momento de excitação do inimigo para que assim pudesse continuar a avançar sua investida sem muitos riscos. Esse tempo seria (esperasse) o suficiente para que pudesse desferir um golpe vertical nos membros dianteiros do animal. A intenção não era mata-lo instantaneamente mas sim imobilizar ou pelo menos diminuir o ritmo de seus movimentos. A depender do estado que o animal ficaria, Shoto poderia ignora-lo e seguir em frente ciente de que não correria mais riscos ou então, caso necessário permanecer para decretar o fim com um golpe de misericórdia.  

Ciente de que seu plano não era 100% executável e que, adversidades poderiam acontecer, Shoto não exitaria em desistir do ataque para interceptar qualquer ofensiva contra si - mordidas, patadas e etc - sendo sua prioridade máxima manter a integridade física de seu corpo. Se o animal buscasse lhe acertar com uma patada o Midorikawa remanejaria o destino de sua katana para confrontar-se com o trajeto do golpe animal, seria uma chance de ferir ao mesmo tempo em que se defende; Resumidamente, o homem mediria forças contra bichano, e por mais que tivesse a noção que fisicamente não seria capaz de confronta-lo, em contrapartida tinha a certeza que o fio da lâmina não permitiria o animal sair ileso daquela situação. Para o caso de uma mordida a situação seria semelhante, Shoto colocaria sua espada frente aos dentes do animal impedindo-o de alcançar seu corpo ao mesmo tempo em que buscaria aberturas para ferir o animal em contato com a lâmina de sua espada.

Histórico:
 

Resumo da Ficha:
 

Objetivos:
 

Off:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 52
Warn : A Morte e o Morango - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

A Morte e o Morango - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Morte e o Morango   A Morte e o Morango - Página 2 EmptySab 22 Jun 2019, 12:07

Takamoto Lisandro Quero ver casos de batalha.



Aquele sentimento perigoso que corroí o estomago dos homens, essa emoção que os deixa a flor da pele e sua respiração pesada, Shoto sentia o medo, mas não dava trela a ele, sua mente estava fria como um iceberg. Sua mão esquerda ia em direção ao punho de sua espada vermelha, mas não encostava nele, este não era o momento certo para o fazer, já estipulava um plano enquanto a criatura observava o homem com olhos famintos, o silêncio se entoou naquela noite tão formosa, dentre as árvores os galhos chacoalhavam repentinamente sendo acoitados por um chicote de vento. O suor frio descia da testa ao queixo do espadachim, seus olhos não tremulavam e se adequavam a condição da luz do recinto, a besta agora tinha uma forma mais sensata mesmo se escondendo nessa neblina fantasmagórica. Entendia a dimensão do animal, e em um pulo ia em direção ao espadachim que também acelerava até a fera, colocava a ponta de sua katana na terra e disparava neve em direção aos olhos da besta que mesmo levando tal disparate na face não podia conter sua raiva e com força colocou suas garras no peito do rapaz lhe jogando ao chão com força.

Colocava sua espada entre os dentes do animal, a mandíbula do bichano era incrivelmente afiada e fedorenta, a baba do felino caia violentamente na cara de Shoto, investia com força em suas presas tentando arrancar um pedaço da face do velho, pegava a katana das mãos dele e a jogava para longe. – Fraco! – Dizia o animal e saia de cima do homem que no mínimo se encontrava perplexo. – Você é fraco! – A fera repetia com raiva, circulava o corpo do homem sem demonstrar vontade de atacar sua presa, estava brincando com seu oponente. – Um fraco andando no meu território! – A cabeça do felino tremia e pode ver um sorriso mal feito, os olhos da fera reviravam e observavam Shoto encarecido pelo animal. – Ideais fracos, força fraca, corpo fraco! – Rodeava mais uma vez e ficando de frente com o animal, os seus olhos se enroscavam com os dele. – E ainda achou que ia ter sucesso em Shinkōshoku? Você é fraco, não conseguiu nem mesmo proteger sua tão amada princesa. – Gargalhava e o rosto do felino se transformava em um chacal de forma horrenda. –Você é o cúmulo da fraqueza.

O que fez nesses anos? Nada. Nada. – A voz era feroz e brava, um tom animalesco e agressivo, nunca havia escutado uma coisa tão assustadora. – E durante a execução? Só correu com o rabo entre as pernas. E agora se tornou um bêbado, não é mais nada que um bêbado. – Ele se divertia ao jogar com os sentimentos de Shoto e como ponto finale, abocanhava a katana e jogava entre os pés do espadachim. – Você não honra Benihime. – Rugia ao luar da noite e liberando as suas garras rosnava indicando que não estava mais para conversa.




Offs:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Shroud
8º Pecado
8º Pecado
Shroud

Créditos : 18
Warn : A Morte e o Morango - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 08/05/2019
Idade : 21
Localização : Micqueot

A Morte e o Morango - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Morte e o Morango   A Morte e o Morango - Página 2 EmptyDom 23 Jun 2019, 00:07

Shinkōshoku. Benihime. Shoto acreditou que jamais voltaria a ouvir sobre os acontecimentos de seu passado, era algo que já havia decidido esquecer, apagar de sua memória para todo o sempre e a partir dessa liberdade viver a vida que desejasse viver. A destra acolheu o peito anteriormente golpeado, ainda não tinha compreendido os eventos anteriores aquele e diversas perguntas invadiam sua mente, mas a principal era: quem ou o que era aquela coisa? A demonstração de força fora clara e não precisou de muito para que o espadachim entendesse que não poderia vencer um confronto direto; Suspirou buscando recobrar a tranquilidade e a mão buscaria a espada jogada a seus pés, objeto que utilizou para tomar mais uma vez a postura ereta;

A voz da criatura entoava com ardor, rancor e até mesmo ódio e isso era minimamente assustador, Shoto engoliu em seco acompanhando seus movimentos com o canto dos olhos, de maneira superficial tentava compreender como um animal selvagem era capaz de se comunicar de maneira tão clara e direta. Em todos seus anos de vida nunca ouvira de algo parecido com aquilo. — Desculpe, desculpe. Acho que bebi uma ou duas doses antes de vir pra cá, meus sentidos devem estar alterados — contestou ao ouvir ser acusado múltiplas vezes de fraco — Não sei quem você é e como sabe sobre meu passado e Benihime, porém — uma breve pausa se instaurou em sua fala, como se estivesse hesitante em dialogar com aquilo, entretanto deu prosseguimento a sua voz falha — Nunca tive quaisquer sentimentos pela princesa, meu objetivo desde o inicio era sequestra-la. Era jovem, impulsivo e inconsequente e isso me rendeu muitos anos na prisão, fadado a uma existência sem significado, Benihime foi à única capaz de trazer luz para aquelas masmorras úmidas e frias e aquecer o coração de um condenado. Sim, é verdade. Não fui forte o bastante para salva-la e encontro no sakê uma forma de ignorar meus pecados, mas não posso apenas me entregar à morte. Prometi a ela que iria viveria por nós dois, então saia do caminho ou terei que mata-lo.

De maneira intensa e progressiva o Midorikawa sentiu sua mão involuntariamente corroer sua pele por meio de suas unhas, iniciou ao ombro até subir na região do pescoço onde se intensificou de tal forma que irritadiço o local adquiriu uma vermelhidão — Pare de se achar porque conseguiu bater em um velho, estamos apenas começando. Garantirei que sua língua afiada nunca mais pronuncie o nome de Benihime em vão — sua voz era embebida numa calmaria ao mesmo tempo em que suas palavras eram afiadas como um gume, não seria exagero afirmar que aquele homem iluminado pelo luar não era o mesmo que estivera andando pela cidade de Micqueot horas mais cedo. Espantou-se quando presenciou aquela transformação e ainda que tivesse consciência dos perigos de enfrenta-lo não se intimidou.

Shoto vs Who?

Disposto a descarregar toda sua raiva contra o monstro a sua frente o homem traria sua katana carregada pela mão dominante, o que colocava em evidencia sua vontade de lutar. Seus pés seriam mantidos afastados um dos outros e os olhos fitariam o oponente buscando indícios de um possível ataque e dessa forma preparava-se para um contra-ataque. Quando notasse de onde o golpe seria desferido, Shoto manteria a lâmina da espada próxima ao corpo se preparando para absorver o impacto, a mão direita estaria ali para ajudar a aparar o golpe e os joelhos flexionados dedicados a manter o equilíbrio eram produtos de sua precaução. As solas do chinelo de madeira fixos no solo lhe proporcionariam força para revidar, com postura ereta, peito e tronco projetariam-se a frente para que o experiente senhor remanejasse seu gume de maneira agressiva — “Em uma situação comum eu compraria tempo para saber do que essa coisa é capaz e só depois seria capaz de analisar minhas chances reais de vitória, mas prevejo que sacrifícios serão necessários desde o inicio

Quando lançou-se com a intenção ferir o animal permitiu que sua guarda do lado direito ficasse exposta, não era uma falha por sua parte mas uma aposta da qual estava pronto para pagar o preço. Deixando uma grande abertura do seu lado direito, Shoto estava mais do que convidando a ser 'abatido' por aquele caminho e confiante em sua estratégia o homem investiu cegamente seus esforços em seu ataque. A lâmina tinha endereço e avançaria contra o peitoral do animal, uma estocada rente se propunha a enterrar-se em sua carne e a mão de quem lhe sustentava não tinha intenções de recuar — "Nunca enfrente um inimigo do qual não possa vencer", seria o que eu diria para um jovem nessa mesma situação, porém não posso permitir que um fantasma do meu passado continua me assombrando, suma — disse o homem com o olhar fixo em seu alvo e sedento por seu sangue; Diante o fato de que o animal revidaria a investida - esperando que fosse pela esquerda -, o máximo que Shoto poderia fazer se limitava em interceder com seu braço direito, todavia seu foco era concluir seu ataque sem demandar muita atenção para sua própria defesa.
 
Histórico:
 

Resumo da Ficha:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Awards 2019:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 52
Warn : A Morte e o Morango - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

A Morte e o Morango - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Morte e o Morango   A Morte e o Morango - Página 2 EmptySeg 24 Jun 2019, 22:26

Takamoto Lisandro kkkkkk



O espadachim tinha seu próprio respeito, quem diabos era aquele monstro para falar sobre seu passado sem nem mesmo entender sobre tudo, dispersava as falas do monstro e trajava uma aura séria diferente de antes. – É isso mesmo que acha? Tem certeza que não estavam ligados pelo coração? – O monstro sorria, era algo incrédulo. – Então admite que és um fraco! FRACO! - Relatava sobre o mesmo não ter salvado a princesa e amargamente se arrepender e trazer junto o vício do álcool para ocultar tais sentimentos. – Viver? Pelos dois? Você não consegue nem ganhar de mim, vai morrer logo! – A fera vociferava contra o espadachim. – Você nem mesmo sabe o que eu sou! Você morrerá!

A fera encarava o Shoto enquanto o mesmo se levantava, pegava sua katana e mesmo tendo pouco tempo com ela na mão, ele havia se acostumado com sua nova arma, sua lâmina estava mais afiada do que antes assim como sua vontade por essa luta. A cabeça do chacal se direcionava para vários lados como se estivesse tendo um ataque de convulsões, sua barba era jogada ao chão e seus dentes brilhavam na luz do luar, seus olhos sempre se mantinham fixos ao velho, eram vermelhos e com uma pupila fina. Se dispondo em uma investida, ela aumentava seu tamanho e o que parecia um felino, seu corpo se transformava em uma forma mais ursídea, um corpo de urso para ser exato, suas patas voaram em um golpe horizontal visando acertar as costelas do ex-presidiário. Colocando sua arma de forma vertical e posicionando bem seus pés fazia uma base para absorver o impacto, seu corpo quase foi jogado para longe, porém se agarra na chance de viver e acabar com o monstrengo.

A espada estava na vertical, após absorver o impacto, em um corte ascendente acertou o peito da criatura que grunhiu em dor, porém sua pata esquerda ia em direção ao peito do espadachim, porém o ataque era direto, uma investida frontal que acertava o tórax e jogava o loiro para longe fazendo com que suas costas batessem em uma árvore com tremenda força fazendo todos os galhos balançarem e as folhas começassem a cair, de sua boca saia sangue violentamente. A criatura erguida pegava com suas mãos a ferida que Shoto havia feito, o sangue escorria aos poucos, não foi tão profunda assim. O urso com cabeça de chacal finalmente sorria. – Finalmente estamos nos entendendo. – A insanidade fazia parte de sua expressão, cuspia uma quantidade de sangue de sua boca, mas não havia sentido o corte lhe ter dado dano para que sangue fosse jorrado da boca. – Maldição.. – Continuava com os lábios fixados de ponta a ponta. – Você vai morrer, porque é fraco e não entende.




Offs:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Shroud
8º Pecado
8º Pecado
Shroud

Créditos : 18
Warn : A Morte e o Morango - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 08/05/2019
Idade : 21
Localização : Micqueot

A Morte e o Morango - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Morte e o Morango   A Morte e o Morango - Página 2 EmptyTer 25 Jun 2019, 17:46

O sabor metálico do sangue invadia sua boca e o líquido carmesim lhe escorria pelo canto dos lábios, sua visão turva encarava a criatura ensandecida e insana que se colocava a sua frente. As costas doloridas se apoiavam no tronco da árvore que com o impacto perdeu algumas de folhas. Num ato imediato o homem cuspiu o acumulado sangue que banhava o céu de sua boca e um denso fluido vermelho manchou o solo. No rosto de Shoto, um irônico sorriso se desenhava em seus lábios — Parece que sim, — de joelhos, Midorikawa se apoiava em sua própria base para colocar-se mais uma vez em pé — mas vejo que não preciso me intimidar com essa sua cara feia, você sangra igual a mim.

A destra retirou de dentro do kimono a garrafa de sakê e repousou a base do objeto contra o chão, parecia fazê-lo contra a vontade, mas não pensou duas vezes antes dar dois passos à frente e mostrar que ainda não havia sido vencido — Agora que meu sakê não corre risco de ser destruído posso levar as coisas a sério — a destra elevou-se até o topo de sua cabeça e o olhar distante se direcionou para o céu noturno. Inspirou e suspirou, os ossos de suas juntas estalaram e Shoto jurou se sentir mais leve, parecia estar mais calmo e concentrado, prontificado para mais uma rodada.

Round 2

Desde o começo a criatura havia lhe atingido com duas patadas, entretanto sua mandíbula ainda era algo a ser levado em conta o tempo inteiro, afinal não desejava ter marcas de dente cravadas em sua pele. Sua mente estava em branco, nenhuma ideia espetacular surgia para lhe dar um norte, uma perspectiva de vitória ou qualquer próxima a isso e tudo que lhe restava pareciam ser investidas as cegas. Avançaria pelo campo de batalha realizando movimentos em zigue-zague com a intenção de dificultar a previsão da origem do golpe, quando tivesse alcance de sua katana tentaria atingir os joelhos do adversário com um corte diagonal, emendado sua investida e aproveitando do impulso da corrida, Shoto manejaria o fio da espada num longo corte vertical de cima para baixo, mirando seu rosto mais especificamente seus olhos.

Todas suas tentativas tinham como objetivo debilitar o inimigo; O Midorikawa tentaria fazer de seu ataque sua maior e melhor defesa, se atacado com mais uma patada o espadachim levaria sua lâmina para um confronto de impacto para feri-lo com o gume de sua espada. Com um jogo de pés seus movimentos seriam sempre direcionados a levar Shoto para as laterais do monstro, de onde poderia desferir uma série de golpes aleatórios e não direcionados que com sorte causaria algum ferimento em sua carne. Com o findar da investida o homem daria saltos para trás a fim de se distanciar e notar os resultados de seus ataques. Talvez devido a falta de ritmo seus pulmões se sentiriam escassos e o suor lhe cairia da testa, o modo ofensivo que o loiro utilizava dando 100% de si lhe gastava fôlego e energia — Somente um monstro como você para fazer um velho como eu me mover desse jeito, minhas costas doem, sabia? — A mão direita deu suporte a suas costas ao mesmo tempo em que o bom humor do velho parecia dar as caras mais uma vez.

Histórico:
 

Resumo da Ficha:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Awards 2019:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Takamoto Lisandro
Narrador
Narrador
Takamoto Lisandro

Créditos : 52
Warn : A Morte e o Morango - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa

A Morte e o Morango - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Morte e o Morango   A Morte e o Morango - Página 2 EmptyQua 26 Jun 2019, 17:18

Takamoto Lisandro kkkkkk²



O espadachim se ancorava na arvore, suas pernas se erguiam ainda tremulas do golpe, levou a garrafa de sakê ao chão para distancia-la de todo o perigo desta batalha. Sua base era sólida o bastante para deixa-lo de pé, sorria translúcido que iria ganhar a luta, o monstro também sangrava assim como ele. Se distraia para observar aquele céu sortido de estrelas. Assim como a lua, elas apreciavam o feroz embate, o homem permanecia ali parada respirando lentamente na luz obscura da noite, a fera não dava mais nenhum passo, esperava que o lutador desse o primeiro movimento. – Venha! – Vociferou, disparando e absorvendo velocidade, seus pés lhe ajudavam a carregar todo o seu peso de um lado para o outro assumindo uma investida em ziguezague, seria de fato necessário tais movimentos contra um atirador, mas isto se tratava de uma besta guiada por seus instintos, seus pelos se arrepiaram quando Shoto declarou seu ataque por meio de suas ações, sua espada tinha sede de sangue, o urso com cabeça de chacal adivinhava o ataque do humano, porém não podia fazer muito, suas partes inferiores não era tão rápidas para se esquivar do corte feito em seu joelho.

A fera grunhiu, e com sua pata direcionou sua força em direção ao corpo magro do desafiante que competia com a força do monstro e defendia diretamente o ataque. Mais uma vez era empurrado, suas pernas não fraquejavam e muito menos sua vontade, o gume da espada estava virado em direção a mão do animal, os calos do monstro eram duros como rocha. O rapaz recuava dando saltos para trás apreciando os ferimentos, entretanto não havia tempo apropriado a admirar o dano causado, ela estava em quatro patas disparando contra o velho que não tinha nenhuma estimativa de defesas, a fera tomava novamente sua forma felina e disparando rapidamente colidia com o espadachim, seus olhos reviravam quando as presas do animal agarravam seu braço esquerdo e o forçava até quase arrancá-lo. A dor era imensa, a perda de sangue poderia mata-lo, seu corpo caia na neve e mato apaziguando o impacto, deitado novamente olhava para cima observando o possível vencedor. – Você ainda não entendeu o que eu sou. – O rosto da criatura se transfigurava, um tigre, leão, lobo, urso, chacal.. Até que finalmente a fera parava de mudar seu rosto, tinha um predileto, olhando aqueles glóbulos cinzentos reconhecia de imediato quem era. Shoto se via, seu rosto era pálido e seus dentes negros. – É bom ficar livre. – Agraciava seu novo formato, ele tinha a mesma desenvoltura do espadachim, aquilo tudo não passava de loucura. Esticava sua mão e uma katana negra com punhos brancos surgia do nada. – Eu estou vencendo, seu coração está caindo, você diz que vive sem arrependimentos? Errado. Eu vivo. EU ESTOU VIVO! – Gritava em direção ao azul celeste. – Você é fraco e finalmente estou mostrando isso, vou domina-lo! – Apontava o fio de sua lâmina negra em direção ao pescoço indefeso de Shoto.

Eu te conheço mais que ninguém, eu faço parte de você mesmo que tente esconder, me matar, me destruir! Eu sou mais forte. – Se vangloriava, sua risada era como um chiado forte e violento, isto ainda que se parecesse como Shoto continuava a ser um monstro. – Últimas palavras antes de morrer? – Estava de pé, mirando agora no peito do rapaz. Poucos centímetros de sua destra, lá estava esperando ser buscada a katana vermelha de Shoto.




Offs:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Shroud
8º Pecado
8º Pecado
Shroud

Créditos : 18
Warn : A Morte e o Morango - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 08/05/2019
Idade : 21
Localização : Micqueot

A Morte e o Morango - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Morte e o Morango   A Morte e o Morango - Página 2 EmptyQui 27 Jun 2019, 17:02

Era difícil acreditar naquilo que seus olhos enxergavam e Shoto começa a questionar sua própria sanidade. Seria sua mente lhe pregando uma peça? Não sabia dizer, ao mesmo tempo em que a criatura transmutava sua forma a dor que lhe infligia sua carne e o sangue que jorrava pelas aberturas dos ferimentos era de um vermelho tão vivo quanto o sol no crepúsculo. O grito de dor e agonia ecoou pelo ar e o Midorikawa se via encurralado, a morte estava à espreita apenas aguardando o golpe final para ceifar mais uma alma para o mundo dos mortos — Entendo, — a voz saia de sua garganta falha e o gosto do sangue perpetuava, porém por mais que sentisse sua força esvair de seu corpo, sua visão se tornar turva e a respiração se tornar o sorriso desdenhoso permanecia intacto entre seus lábios — então eu sou o monstro, quem diria não é mesmo? — Gargalhou em histeria, a pupila dilatada encarava com fervor a adversário sobreposto ao seu corpo.

A destra agarraria a lâmina adversária que ameaçava sua vida, apenas alguns centímetros lhe garantiam o respirar da vida, os finos dedos pressionaram o gume sem se importar com o eventual corte que desenharia uma fina linha de sangue na palma de sua mão, todavia sua ação não tinha como intenção defender sua vida, mas sim terminar com toda aquela situação infundada de acontecimentos. Se aquele nomeado como Shoto era o monstro mergulhado em pecados, sua vida não tinha sentido em continuar. Puxaria a espada apontada para si findando o embate, havia se decidido perdedor. Se aquilo se tratava apenas de um delírio ou não, de nada importava, aquela experiência não deixaria sua mente tão cedo.

Histórico:
 

Resumo da Ficha:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Awards 2019:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




A Morte e o Morango - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Morte e o Morango   A Morte e o Morango - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Morte e o Morango
Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Budou Island-
Ir para: