One Piece RPG
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Escuridão total sem estrelas
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Emptypor K1NG Hoje à(s) 00:02

» Arco 4: Segredos enterrados em gelo!
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 23:55

» Cap. 2 - The Enemy Within
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 23:55

» Cap.1 Deuses entre nós
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Emptypor K1NG Ontem à(s) 23:41

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Emptypor K1NG Ontem à(s) 23:12

» [LB] O Florescer de Utopia III
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Emptypor Kekzy Ontem à(s) 23:10

» Karatê Cindy
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Emptypor Oni Ontem à(s) 22:49

» John Knudarr
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Emptypor John Knudarr Ontem à(s) 22:42

» Seasons: Road to New World
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 21:29

» [Ficha] James Howlett
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Emptypor Lurion Ontem à(s) 21:26

» The Victory Promise
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Emptypor Hooligan Ontem à(s) 21:07

» [FICHA] Sonny Delahunt
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Emptypor Shogo Ontem à(s) 21:02

» The One Above All - Ato 2
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 19:26

» Cap. 2 - A New Day
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Emptypor ADM.Tonikbelo Ontem à(s) 19:03

» Bakemonogatari
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Emptypor yaTTo Ontem à(s) 18:48

» ~ Acontecimentos ~ Cactus Island
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Emptypor Kekzy Ontem à(s) 17:17

» Um Destino em Comum
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Emptypor (Orochi) Ontem à(s) 17:08

» Xeque - Mate - Parte 1
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Emptypor GM.Midnight Ontem à(s) 16:51

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Emptypor AoYume Ontem à(s) 16:42

» A busca da liberdade
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 15:23



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 59
Warn : Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados!   Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 EmptySab 11 Maio 2019, 02:07

Relembrando a primeira mensagem :

Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) pirata Fanalis B. Ria. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Fran B. Air
Pirata
Pirata


Data de inscrição : 30/11/2017

Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados!   Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 EmptyQua 22 Maio 2019, 22:16

Loucura! Demônios Da Ruiva!

Às vezes é como se as pessoas que nos deixaram ainda estivessem do nosso lado, podendo ser até que consigamos escutar essas pessoas de alguma forma, desde que alguma forte ligação seja estabelecida, por mais que não nos provoquem nada, talvez escutar o seu nome sendo chamado, sentir uma respiração em seu ouvido... Mas aquilo? Aquilo já estava ultrapassando os limites e chegando em um nível completamente diferente, quer dizer, era a voz do Mordomo, mas estava... Diferente! Ele não me parecia ser o tipo de pessoa que me falaria tais coisas, não em minha mente, por mais doentia que fosse aos olhos dos outros.

Por sorte, eu sou extremamente habilidosa na arte da atuação, então, não havia situação da qual não conseguia sair bem ou pelo menos por cima. Quando questionada por Yue, viraria o rosto para ela com um sorriso, fingindo que nada estava acontecendo, por mais que tivesse ficado parada alguns segundos e a responderia calmamente.

- Não é nada, eu só estava pensando em uma coisa... –

“Eu não tenho certeza de se fui drogada e nem o que está acontecendo, devem ser drogas, esses idiotas colocaram algo no vinho que me deram...”

Depois de ter tentado incendiar o lugar e ver os tentáculos saindo de sabe-se lá aonde, ao me juntar com os outros e ver que nada tinha mudado no ambiente do bar, sorriria dando um beliscão em meu próprio braço para ter certeza de que não estava sonhando, fazendo um simples teste com a dor pra ter certeza se aquilo era real. Feito isso, sorriria de leve com algumas piscadas e diria rindo em tom de ironia, já que aquilo não fazia o menor sentido e ainda tinha me atrapalhado a colocar o fogo.

- Vocês também viram um tentáculo gigante, não viram? Ou eu estou ficando louca? –

“O Mordomo só pode ter sido loucura, quer dizer, ele já morreu... Eu mesma vi, mas e aquilo do fogo se apagando? Talvez uma Akuma no Mi?”

- Tomara que eu não desça lá e veja o tentáculo fazendo coisas indecentes com aquelas pessoas. Pffff. RIAAHAHAAHA. Imagina? – Daria uma gargalhada enquanto falasse sobre essa possibilidade, já quase sem me segurar.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Apontaria para o chão ao dizer calmamente. - Não tem jeito, eu vou conferir, esperem aqui! – Então pegaria uma tocha, vela ou qualquer coisa que visse no bar que gerasse alguma iluminação, colocando fogo no objeto caso necessário e começaria a me locomover pelas escadas com muito cuidado, prestando atenção para não cair. Me aproximando do grupo o máximo que pudesse, sem cair ou ficar no alcance de tentáculos gigantes, observaria a situação.

Com a exceção de que houvesse um abismo onde o tentáculo quebrou o chão, onde simplesmente subiria de volta para me juntar aos outros, eu atearia fogo no porão. Querendo ou não, eu tinha que apagar aquele lugar, não queria que aquelas pessoas ficassem pegando pessoas indefesas no bar para fazer vai saber o quê, então, da mesma forma que antes, tentaria colocar fogo no lugar ao jogar garrafas de bebida que se quebrassem pelo chão e nas paredes e depois ascender com cuidado para não me queimar, até que conseguisse ou percebesse que seria impossível de colocar fogo lá, enquanto pensava.

“Não posso correr o risco de que existam satanistas que não estavam aqui e decidam continuar com o legado do Deus deles... Por sorte era eu, mas e se fosse alguma ruiva qualquer?”

Então, voltando a me juntar com os outros, independente do que tivesse feito, fecharia a porta que ligasse o bar ao seu porão caso houvesse alguma, já falando para os outros calmamente. – Vamos sair daqui o melhor é irmos para o porto. -  Então como havia planejado, pegaria duas garrafas de vinho, todo o dinheiro que guardassem atrás de seu balcão e sairia do lugar como se soubesse exatamente o que tinha feito e nada de errado tivesse acontecido.

Se chegasse nesse momento, no caminho para o porto, falaria para todos em um tom alto o bastante para que apenas eles escutassem, sempre olhando para frente, mas, atenta para qualquer um que passasse pela rua, encarando cada pessoa nova que entrasse na vista, já que poderia ser uma das pessoas que estávamos procurando. – É como eu pensei, eles passam pelo porto mesmo, não podemos enfrentar nenhum de frente, não os conhecemos e pode ser que sejam casca grossa... Se virem algum encapuzado estranho, avisem os outros e vamos segui-lo! –

“Pode ser arriscado desperdiçar qualquer oportunidade de encontrar o Urso, acho que o ideal é ser cautelosa agora, se eu simplesmente chegar matando o encapuzado, isso pode acabar com tudo e colocar o Urso em perigo. É isso, deve dar certo.”

Andaria até o porto e me sentaria lá para esperar e ver se avistava alguém que batesse com a descrição, se avistasse algum encapuzado, faria um sinal para que os outros disfarçassem ao colocar a mão direita aberta na frente dos outros e apontar para o suspeito. Assim que achasse que poderíamos o seguir, sorrateiramente, mais uma vez com a mão direita, apontaria para cima e depois na direção que fossemos seguir, tentando evitar de nos aproximar muito e sempre utilizando becos, barris, caixas, pessoas e o que mais tivesse na rua para parecer que não estávamos seguindo o encapuzado, além de sempre nos manter a uma distância segura de sermos notado, tentando evitar isso ao máximo.

Objetivos:
 

Histórico:
 

Feitos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 21
Localização : Vivo me perguntando onde

Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados!   Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 EmptySab 25 Maio 2019, 23:14



Chapeuzinho vermelho? É... Quase isso

Sai lagarto
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]





Respiração pesada, suor e desespero em seus rostos, além é claro, de uma correria aos berros; Embora todas as evidências de que haviam visto algo ali estivessem presentes, Ria insistia em perguntar para sanar qualquer incerteza que pudesse ter. - Eu não tenho um diploma de psicologia pra dizer se você é louca, só cinco de lógica. Mas sim, eu sei o que vi lá embaixo e com certeza não foi o príncipe da bela adormecida aqui. - Terminou dando um tapão na nuca e falou "acorda vagabundo!" para o Cyborg, fazendo-o gemer, ainda que continuasse inconsciente - Não é uma boa ideia descer lá, drogas não costumam mostrar tentáculos gigantes pra todo mundo ao mesmo tempo, ou mostram? -   Boujin se preocupou, mas não era como se aquilo fosse impedir tal mulher. Ela desceu e sem hesitações tentava atear fogo de novo, mas com a única vela que tinha encontrado para iluminar o seu caminho e nada mais, literalmente NADA mais, isso não seria possível. Existia apenas um grande abismo depois da escada, e naquele vácuo, uma camada negra que parecia ser tão consciente quanto o mais inteligente dos homens. Naquela mistura nojenta, informação e medo parecia emanar do mesmo cheiro formando loucura.

Levaram poucos segundos para a ruiva se perder ali por horas, tal como havia perdido sua noção de tempo. Novamente algo tateava seu ombro e a retirava de lá. Talvez não fosse medo, mas algo tinha tomado seu espírito por completo em uma fração de segundos. Suas piores memórias estavam escancaradas, o fim de seu pai, a mãe que nunca havia tido e, principalmente, o mordomo que havia morrido. Na sua cabeça vozes falavam incessantemente, mas nenhuma delas faziam sentido pois se perdiam na imensidão desincronizada. Até que uma voz fez-se mais presente do que as outras - Por que demorou tanto??? Eu disse que não era uma boa ideia. - As imagens do bar retornavam aos poucos a sua mente, o breu que havia visto se recusava a sair mas em algum momento ele cedia, e o som da festa voltava - OK! Vamo só sair logo daqui. - E a concordância era unânime.

Claro que não podia deixar o local sem gravar sua marca antes, então a pirata roubava duas garrafas de vinho e o dinheiro do caixa. Cerca de 3kk de berries haviam ali, e quando estavam deixando o estabelecimento um homem gigantesco lançava-lhes um olhar suspeito da sua mesa. Uma mulher com um volume estranho nas costas, um macaco arrastando um corpo pesado pelos cabelos no chão e outros dois relativamente normais, com exceção do vermelho manchando suas roupas. O gigante se levantava com o olhar cada vez mais severo e julgador para eles, por fim levantando seu revolver para o alto e disparando. Todos olhavam para ele, e depois para o grupo. Segundos se passavam e ninguém fazia nada, todos congelavam, até que o gelo era quebrado - Que homem sortudo aquele Barman, nem imagino o que fizeram lá em baixo HAHAHAHA - Então a música retornava e todos voltavam aos seus afazeres festivos. O grupo inteiro suspirava de alívio com exceção de Ria, e seguiam caminho.

A noite perdurava arrastada tal como o Cyborg, e eles rumavam para o porto sem dificuldade. - Eu tô realmente começando a ficar com raiva de capuzes ultimamente. Esses caras não dão uma dentro. - Era a resposta que recebia de Yue após falar sobre manterem a vigia com aqueles homens, Boujin passivamente concordava e os outros dois não davam uma resposta. No porto, encontravam os navios que tinham visto outrora, e nada mais, com exceção de uma pequena e frágil luz no horizonte azul escurecido. Chero carregava o cyborg para um canto, enquanto Ria e seus mais fiéis companheiros ficavam ao lado de uma parede residencial. Poucos tempos depois, aquela luz se aproximou e revelou na verdade que sua fonte era de um lampião. E essa fonte ilustrava um pequeno bote com dois capuzes e um tapete com algo grande enrolado.

Eles saíam sorrateiramente na calada da noite em direção a uma rua sem movimento algum aparente, e seguiam. E eram seguidos. Ria, Boujin, Yue, Shero e ninguém mais. Espera, ninguém mais? - O Silver ele... Cadê ele? O cara acordou? - Shero começava a esboçar uma reação de desespero ao olhar para suas mãos e ver que nada elas agarravam. Seus olhos encaravam Boujin que tinha lançado a pergunta, e aos poucos, começavam a se encher junto a uma expressão clara de tristeza - Eu... Eu não sei! - Yue arregalava os olhos enquanto o guerreiro de dupla espada, ainda boquiaberto, deixava escapar um sorriso surpreso no rosto. - Olha... A gente se separa ou o quê? Não acho uma boa ideia perdermos os carinhas ali de vista. - Indagou a loira no caminho que daria para um grande edifício abandonado se ousassem continuar atrás deles.

Bastava saber como administrar isso agora, mas no fim, seria uma grande casa sem iluminação alguma que não o lampião que um deles carregava. O barulho da porta velha não era nada gentil, e os dois carregavam o objeto enrolado no tapete cuidadosamente para dentro. Haviam dois andares, duas janelas em baixo e duas em cima. As de baixo pareciam estar tapadas por tábuas de madeira, e as de cima não. No entanto, era uma boa altura, e não parecia ter nada ali feito para ser escalado. De frente, só havia aquela entrada, e nada mais.

Agora para aqueles que optassem por procurar o Cyborg, outra surpresa lhes seria reservada, quem sabe.



OFF:
 

____________________________________________________

Tiro de sorte? Sorte é não tomar um tiro meu
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran B. Air
Pirata
Pirata
Fran B. Air

Créditos : 32
Warn : Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 30/11/2017
Idade : 24
Localização : The Wonderful Land

Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados!   Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 EmptySeg 27 Maio 2019, 01:06

Loucura! Demônios Da Ruiva!


Para mim, duas coisas são infinitas, o universo e a estupidez humana, mas parando para pensar, em relação ao universo, ainda não tenho absoluta certeza, agora sobre a estupidez humana ou nesse caso, estupidez ciborgue... Aí já é outra história. Quer dizer, de duas uma, ou ele foi sequestrado ou sumiu sem avisar ninguém, o primeiro caso me parece impossível levando em conta que havia outras quatro pessoas junto, então, ele simplesmente saiu para fazer algo idiota sozinho sem avisar ninguém.

Olhava para os outros, principalmente para o macaco, diante daquela situação, não tinha o que fazer, o Urso poderia estar naquela casa e ao mesmo tempo, o ciborgue poderia estar em sérios problemas. Daria um leve tapa em minha testa, balançando a cabeça para os lados em sinal de descontentamento de frente para o Macaco e ajeitaria meus cabelos ao puxá-los delicadamente para trás para então dizer calmamente.

- Não temos muitas opções aqui... Esse é o pior cenário possível! Macaco, o Ciborgue não deve estar longe, então, você e Boujin vão atrás dele. Só não fique fazendo macaquices por aí. Riaahahaha. – Daria uma risada descontraída e olharia de forma confiante para a casa onde os encapuzados haviam entrado e continuaria. - Eu e Yue vamos invadir aquela casa, não podemos perder essa chance de encontrar o Urso. –

“O Ciborgue pode nos ajudar ainda, não quero que ele morra, mas também não dá para deixar essa pista passar despercebida. Por que diabos aquele idiota tinha que sumir justo agora?”

Me aproximaria de Boujin dando um abraço e falando em seu ouvido para que apenas ele escutasse. – Se achar que as coisas ficaram muito perigosas ou qualquer pista do Urso, volte correndo para nos avisar, certo? – Feito isso, olharia para a casa e levantaria meu braço com a palma da mão aberta em sinal de despedida para os dois que fossem atrás do Ciborgue, andando na direção da construção ao dizer. – Nos vemos em breve! –

Me aproximaria da casa esperando estar acompanhada por Yue, de forma que assim que chegasse perto, tentaria olhar por alguma fresta nas janelas, entre as madeiras que estavam pregadas nas mesmas, tentando identificar o que ocorria naquela casa. Caso conseguisse ver alguma coisa, observaria calmamente, esperando a hora para agir, se é que nos dariam alguma oportunidade ou deixa.

Me viraria para Yue e diria em voz baixa, para que apenas ela escutasse e sem tirar os olhos da casa, se tivesse alguma visão do lado interior. – Yue, talvez o Urso não esteja aqui, então vamos precisar capturar pelo menos um desses encapuzados com vida. -  Se não tivesse sinal dos encapuzados, não conseguisse vê-los ou eles saíssem para outro cômodo, me aproximaria da porta por onde entraram e tentaria escutar através dela.

Me manteria lá com os ouvidos encostados na mesma enquanto escutasse sons, tentando identificar as palavras que fossem proferidas pelos encapuzados, de olhos bem abertos, esperando para ver se escutava algo de útil. Caso estivesse tudo quieto, não teria outra escolha, de forma que silenciosamente, tentando ser o mais furtiva possível, tentaria girar a maçaneta lentamente e adentraria no lugar, sempre atenta para qualquer ameaça.

“É agora ou nunca, Urso, aí vou eu.”

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Adentraria o lugar para tentar pegar os encapuzados de surpresa, mas se a porta estivesse trancada, não teria outra escolha, com minha foice, daria dois golpes diagonais de cima para baixo rapidamente com a intenção de a cortar em quatro partes e com isso, adentraria no lugar pelo vão que fosse criado. Assim que entrasse na casa, começaria a procurar pelos encapuzados se já não tivessem me percebido ou eu tivesse dado de cara com eles.

Olharia cômodo por cômodo, até que acabasse com todos, sendo que se isso ocorresse, subiria pelas escadas até o segundo andar, onde repetiria o processo. Talvez eles não estivessem em nenhum dos lugares, nesse caso, iria até o porão, caso houvesse algum, do contrário, começaria a procurar por alguma passagem secreta, já que provavelmente eles não faziam suas coisas em um lugar tão obvio.

Se me deparasse com eles sem que percebessem minha presença, ficaria parada observando para ver o que estavam fazendo ou pretendiam fazer com o carpete e o possível corpo que existia nele. Agora, se me percebessem, já estaria pronta para lutar, já com minha foice em mãos, apenas analisando rapidamente quantos inimigos eram e quais armas utilizavam ao falar esbanjando meu jeito confiante e muitas vezes arrogante.

- Então eu só tenho que cuidar de vocês e vou achar o Urso, não é isso? -

Objetivos:
 

Histórico:
 

Feitos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Convidado, consistência é o segredo! Só vai!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 21
Localização : Vivo me perguntando onde

Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados!   Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 EmptyQua 29 Maio 2019, 13:08



Chapeuzinho vermelho? É... Quase isso

Sai lagarto
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]





O cenário encontrava-se cada vez mais apertado para aquela jovem pirata, não que isso fosse uma novidade. Lidar com o inesperado ia tornando-se algo cada vez mais esperado, e aparentemente ela já estava começando a lidar com isso sabiamente.

- Macaquices? UAAAAA UAAAA Eu nunca fiz isso HIAHIHI - Contou o macaco já colocando a mão em sua bainha. - É claro, deixa comigo - Respondeu o guerreiro, então ambos saíram dali abanando e sorrindo, por incrível que pareça a capitã conseguia amenizar a tensão do grupo. - Acho que somos só nos duas e os sequestradores agora. - Ela sorriu murmurando ao lado da janela. As madeiras impediam boa parte da visão, mas havia sim pequenas aberturas que dariam pra espiar uma coisa ou outra. No entanto, o que fora visto não passara de um chão cinza de concreto, e os dois homens carregando o corpo para algum canto daquele local seguidos de uma luz distante e pequena.

Os únicos sons que seus instintos lhe proporcionavam ao encostar na porta eram o de passos, e nada mais. - É meio estranho de se pensar, mas vamos raptar aqueles que raptam. Não é? - Deixou escapar um risinho abafado enquanto a ruiva abria a porta, ou tentava, já que a maçaneta estava trancada. O barulho foi sútil, mas poderia ser ouvido naquele silêncio.

Só que sutileza não era bem o forte daquela mulher.

Então ela destroçou a madeira com dois golpes e abriu um rombo, terminando por liberar a passagem. Quando seus olhos contemplaram a vista daquele enorme salão sem madeiras na frente, sentiu um vazio. Não só sentiu, como também viu. Não havia nada naquele local além de espaço. Parecia ser um enorme armázem feito de concreto, dum chão acinzentado assim como as paredes. Lá na frente havia uma lareira acesa subindo fumaça pela chaminé. Nos lados, mais janelas, duas em cada parede enfeitadas por simples cortinas brancas que dançavam no ritmo do vento. Sendo o vento e as brasas, os únicos compositores da canção naquele silêncio. - Ué, cadê eles? Drogas? De novo? -

Ele uivava batendo contra o vidro e fazendo-o abrir e fechar. Uivava faminto e bravo como um animal. Mas não era um. Era apenas o vento. Alguns metros ao lado da lareira no fundo havia uma escadaria de metal, tal como o parapeito para qual ela levava. Esse segundo andar tratava-se disso então, um parapeito que rodeava todo o salão dando vista para baixo. - Não tem nada aqui! - Falou em voz alta de lá de cima, e um ruído de passos fora ouvido pela ruiva, só não sabia de qual direção, afinal, não parecia vir dos lados e nem de Yue.

O piso era liso em boa parte, daquela distância ela não conseguia distinguir bem tudo mas percebia que haviam algumas diferenças no solo, e no centro, um grande tapete vermelho. Era um local simples e feio, dando um grande ar de velhice. - Não tem erro, eles vieram pra cá. Não tem nenhuma porta dos fundos. -

No fim o vento uivou mais forte, e junto dele aquela voz retornou - Muito tarde para resgatar aqueles que você deixou pra trás. Devia só fugir como outrora. -



OFF:
 

____________________________________________________

Tiro de sorte? Sorte é não tomar um tiro meu
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran B. Air
Pirata
Pirata
Fran B. Air

Créditos : 32
Warn : Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 30/11/2017
Idade : 24
Localização : The Wonderful Land

Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados!   Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 EmptyDom 02 Jun 2019, 00:18

Enrolação... Procurando Encapuzados?!


Nem sempre o que vemos é o que parece, às vezes vemos nosso querido Mordomo sendo assassinado por marinheiros ou ouvimos a nossa companheira de cela sendo estuprada pelos mesmos marinheiros e parece uma mera ilusão, outras vezes, vemos pessoas desaparecendo em um barraco abandonado ou um monstro enorme no porão de um bar e parece mais real do que todas as outras coisas já mencionadas. Parece que chega uma hora que tudo fica tão confuso que nem quem estiver vivendo isso, nem quem está escrevendo sobre ou mesmo quem está lendo o que foi escrito entende mais nada, jogando tudo para o alto e simplesmente seguindo o fluxo, mesmo que nada mais faça sentido.

Escutando mais uma vez aquela voz sinistra, arregalaria os olhos sem entender de novo o que estava acontecendo, quer dizer, o que podia ser aquilo? Era como a voz do Mordomo, até mesmo falava no mesmo contexto em que se encontrava, sendo morto na minha tentativa de me afastar para que tivéssemos pelo menos uma pessoa do lado de fora para voltar e salvar os outros na prisão. Apertaria a mão direita com força ao dizer para ele, mesmo que não me escutasse, enquanto uma lágrima escorreria pelo meu olho direito.

- Me desculpe... Eu não queria que tivesse acontecido daquele jeito, não esperava que um marinheiro fosse matar alguém gratuitamente... Desculpa, Mordomo!!! - Talvez Yue não entendesse com quem eu estava falando, sendo que se ela me questionasse, olharia para ela e a responderia. - Essa voz, você não está escutando? Seriam as drogas? Eu tinha escutado antes... - Então completaria passando o braço nos olhos para enxugar as lágrimas. - Bom, vamos continuar... O Urso e a Sabrina podem estar aqui, mas onde? -

"Deve ter algum tipo de passagem secreta nesse lugar, o problema é só encontrar isso aqui."

Começaria a analisar o lugar, pegaria algum pedaço da porta que fora destroçada, embeberia sua ponta em alcool do vinho, já aproveitando para dar uma golada e atearia fogo com o isqueiro em sua ponta para que então começasse a andar pelo lugar procurando por possíveis alavancas, placas de pressão, maçanetas ou qualquer passagem falsa que encontrasse para seguir caminho ao bater com o cabo de minha foice para encontrar possíveis fundos falsos. Se encontrasse alguma coisa, guardaria minha foice nas costas e rapidamente chamaria Yue ao me aproximar dela e falar já mais calma e até empolgada.

- Eu achei uma passagem, vamos tentar! Conhecendo o Urso, talvez ele esteja limpando o chão encoberto por sangue dos encapuzados com o próprio pelo, se arrastando pelo chão e cantando agora mesmo. RIAAHAHAHA. -

Como já planejado, assim que achasse a passagem por onde os homens tivessem provavelmente passado, algo que já era para ter ocorrido antes para não ficar nessa enrolação sem graça e eu ter um cenário para trabalhar, apagaria o pedaço de madeira, adentraria na passagem e seguiria. Tentaria não fazer movimentos bruscos ou barulho no caminho para que alcançasse os encapuzados tendo algum certo elemento surpresa, tentando evitar de chegar no alcance da luz que carregavam, para enfim observar o que estariam fazendo naquele lugar e onde guardavam os prisioneiros, esperando encontrar algo de interessante além de um "Você entrou e nada aconteceu, tendo uma porta a sua frente...".

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Talvez escutasse a voz do Mordomo mais uma vez, se esse fosse o caso, olharia para Yue, mas disfarçaria, voltando a me centrar em nosso objetivos, embora ainda sim, respondesse a voz, mesmo que em meus pensamentos, tentando conversar com ela e entender o que estava acontecendo, se aquilo era alguma coisa paranormal ou se eu estava realmente ficando louca de pedra.

"Quem está aí? Por que não sai da minha cabeça? O que diabos está acontecendo aqui? Quer dizer... Por que importunar a futura Rainha dos Piratas agora?"

Objetivos:
 

Histórico:
 

Feitos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Convidado, consistência é o segredo! Só vai!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 21
Localização : Vivo me perguntando onde

Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados!   Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 EmptyDom 02 Jun 2019, 19:14



Chapeuzinho vermelho? É... Quase isso

Sai lagarto
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]





Palavras ao ar, vento às cortinas e a luz do luar única a iluminar. Deu-se conta que ouvia vozes e falava sozinha, talvez fosse um mecanismo de defesa que sua própria cabeça tinha criado para superar o trauma de um companheiro perdido. Yue estranhava, olhava e balançava a cabeça, não acreditando no que estava vendo e ouvindo. Por segundos perplexa, logo ela virou o rosto e fitou o chão cabisbaixa sem dizer palavra alguma.

Ouvindo a voz da sua capitã, continuou andando e fez que nada aconteceu.- Então vamos encontrá-lo. É melhor do que ficar parado. - Portanto elas prosseguiram, e algo encontraram. Com sua tocha improvisada, molhou o bico com o vinho e acendeu fogo, e luz se fez. Do chão o relevo fora percebido pelas mechas escarlates e o latido repentino do seu rumo fora ouvido.

No canto direito daquele grande armázem escondia-se um chão oco, ele fazia um barulho característico e o piso possuía uma pressão diferente sentido pela mulher. Ela logo percebeu a abertura no chão, vendo que aquilo constituía um alçapão. De novo, porões. - Finalmente achou algo. Então bora, não tem tempo pra perder aqui mais não. - A loira foi correndo até o local acompanhando sua capitã com a tocha de madeira improvisada, e o caminho para aquele buraco fora clareado. Uma grande escadaria de madeira podre, denunciada pelo barulho característico que era feito toda vez que seus pés tocavam aquela velharia. Descia, descia e descia ainda mais um pouco, parecendo não ter fim. Até que então o seu fim chegou.

Tudo bem, eu falo do fim da escada e não das suas vidas. Relaxe. Por enquanto. Ao fim da escada, um pequeno corredor estreito e sufocante abria o caminho pela frente agora. Não estava escuro como a escadaria, nele haviam diversas tochas dos dois lados que chegavam bem próximas do meio, deixando as coisas um pouco "quentes" no caminho, digamos. Yue permaneceu quieta por boa parte do caminho, mas enfim decidiu abrir a boca - Me diga... Considerando que o cenário pode não ser dos melhores e eles forem feitos de reféns, o que vamos fazer? - O pulso da garota tremia levemente e isso era perceptível. O caminho parecia ser infindável e cada vez mais distante, então ambos os braços de Yue tremularam ainda mais após testemunhar o que viria a seguir.

A escada parecia mais próxima e o fundo do corredor mais longe. As tochas começaram a se apagar lá atrás lentamente uma à uma, até que sua velocidade aumentara gradativamente. Num instante, o breu tomou conta do local reservando somente a madeira de Ria por alguns segundos. Até que um sopro fora dado, e a última luz lhes fora ceifada. -R-Ria? - O corpo da médica que se prostava do seu lado não mais estava ali, e um grito abafado fora ouvido. Não conseguia ver nada até que um resquício de luz piscou repentinamente, mostrando Yue lutando contra um encapuzado na sua frente, sendo que na espinha da garota, uma respiração pesada era sentida bem no cangote arrepiando-a.

Improvável de ser medo, mas a sensação que lhe fora proporcionada pelo sopro na região causava essa reação no corpo. Ao virar, daria de encontro com outra figura com o rosto enegrecido pelas sombras do seu capuz, e esse, era um ser absurdamente largo. Então a luz apagou-se de novo, dando lugar à escuridão e mais um grito feminino surgiu. - AAAAAAHHHHHHHH -



OFF:
 

____________________________________________________

Tiro de sorte? Sorte é não tomar um tiro meu
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran B. Air
Pirata
Pirata
Fran B. Air

Créditos : 32
Warn : Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 30/11/2017
Idade : 24
Localização : The Wonderful Land

Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados!   Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 EmptyDom 09 Jun 2019, 12:47

Verdadeiro Inicio! Matando Encapuzados!


Olhava para aquele encapuzado sem entender nada, mas a situação estava tensa e não tinha tempo para ficar pensando no que fazer, acabou que de alguma forma eles nos surpreenderam, o que era muito estranho, considerando que nós é que estávamos tentando os surpreender. Talvez eles tivessem percebido que estávamos os seguindo ou tenham escutado o som de quanto destruí a porta daquela casa abandonada, mas não fazia diferença, o importante agora era derrotar eles e descobrir se o Urso estava lá. Ao escutar o grito de minha companheira, gritaria de volta chamando por seu nome.

- YUE!? –

“Será que atingiram ela?”

Então me posicionaria com os punhos em minha frente e com toda minha força, pularia para conseguir mais força, já desferindo um gancho de direita, almejando atingir por baixo do queixo do encapuzado com um violento soco. Conseguindo o atingir ou não, mais uma vez saltaria em sua direção, dessa vez com a intenção de alcançar a altura de sua cabeça, rotacionando meu corpo em pleno ar e atingindo o encapuzado na bochecha direita com meu calcanhar esquerdo em um poderoso chute.

Logo depois, sacaria minha foice, mas não com as mãos e sim com a minha causa, então, tentando atingir meu adversário de forma despretensiosa e que ele não perceba, rapidamente colocaria minha cauda em suas costas com a foice e desferiria um corte diagonal que o atingisse de seu ombro até a sua cintura. Ao mesmo tempo que fosse o cortar com a foice, daria um soco em sua face para que assim o distraísse e não deixasse que o encapuzado percebesse meu ataque surpresa.

“Espera, eu não tinha percebido ainda... Minha cauda?! Ela cresceu por completo de novo? Bem que eu achei que ela tinha ficado maior durante a viagem.”

Daria um leve abraço em minha cauda e mais uma vez voltaria com minha atenção para aquela pessoa que achava que podia comigo. Com isso, franziria as sobrancelhas ao encarar o encapuzado e dar um sorriso confiante, então mais uma vez, daria um soco nele, dessa vez, um direto em seu abdômen com bastante violência, para que então completasse ao firmar bem com a minha perna direita no chão e desferir um outro chute em sua cabeça com o calcanhar esquerdo, atingindo a lateral de seu corpo, caso não tivesse alcance para isso.

Acompanhado desse último chute, posicionaria minha cauda, vindo logo em seguida pela sombra do ataque, tentando a manter por trás de minha perna, onde o encapuzado não tivesse visão de sua vinda. Com isso, utilizaria a foice segurada pela cauda para cortar horizontalmente o pescoço daquela pessoa ou se não o alcançasse, o local mais alto que conseguisse, realizando um corte o mais profundo possível de uma das extremidades do corpo atingido até a outra.

Após isso, daria mais um chute, dessa vez no peito do encapuzado, com bastante força, sendo que dessa vez, o tentaria o arremessar para trás e se não conseguisse, pelo menos utilizaria seu corpo como apoio para que eu pudesse pular para trás e me afastar um pouco dele. Então começaria a me aproximar rapidamente ou realizar duas estrelinhas seguidas por uma cambalhota onde passaria a foice para minha mão direita, fazendo com que parecesse que eu atacaria suas pernas, mas pulando logo em seguida na direção de sua cabeça.

Assim que alcançasse a altura necessária, com a parte traseira de minha foice, atingiria sua cabeça, enquanto o desequilibraria com minha cauda ao puxar a perna contrária ao lado do impacto para o lado, tentando fazer com que o homem fosse arremessado em até dez metros de distância e se afastasse de mim. Se o atingisse, pouco antes de ele ser empurrado, diria o nome de minha técnica em voz alta ao dar mais um leve sorriso.

- Shinigami... Reverse! –

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Talvez eu derrotasse o encapuzado com quem lutava inicialmente em algum momento, se esse fosse o caso, utilizaria dos mesmos movimentos que fosse fazer nele, mas no outro que estava atacando Yue. Eu sabia que Yue era forte e ia conseguir se virar, levando em conta que era a companheira daquela que vai ser a Rainha dos Piratas um dia, então provavelmente ela ficaria bem.

Durante todo o combate, ficaria atenta a qualquer ataque, a iluminação do lugar não era das melhores e eu não tinha ideia do estilo de combate que aquelas pessoas realizavam. Provavelmente eram completamente diferentes dos nerds malucos que estavam no porão daquele bar. Tentaria não dar chance para que me atacassem ao realizar meus ataques, mas se obtivessem alguma brecha, também não estaria com a guarda baixa.

Para qualquer estocada, ataque vertical ou diagonal, me movimentaria para os lados para me esquivar ao remover a parte do corpo almejada do trajeto, não dando margem para que fosse atingida, indo sempre para o lado mais propicio a esquiva e retirando do caminho o que fosse necessário, movendo o meu pescoço, minha cintura, minhas pernas, meus braços ou que quer que precisasse.

Faria o mesmo para ataques horizontais, ao pular para trás, me abaixar ou mesmo pular por cima do encapuzado ao realizar um mortal, sendo que durante o processo, deixaria a lâmina de minha foice em seu pescoço para o cortar ou puxar a pessoa comigo, tentando fazer com que caísse no chão por ser puxada com bastante violência pela parte cortante de minha arma.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Shinigami:
 

Objetivos:
 

Histórico:
 

Feitos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Convidado, consistência é o segredo! Só vai!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 21
Localização : Vivo me perguntando onde

Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados!   Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 EmptyQui 13 Jun 2019, 00:45



Chapeuzinho vermelho? É... Quase isso

Sai lagarto
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]





No deleite da escuridão total a luz e a esperança se perdia em meio aos berros. A visão também, é claro. Quando o breu tomou conta de tudo, a primeira coisa que Ria fez e era de se esperar, foi reagir com hostilidade. Seu soco subiu com uma precisão perfeita, levando em conta a última posição do homem quando ainda havia luz, ela acertou seu queixo e ouviu o cambalear dos passos pesados. Lâminas dançavam logo atrás dela, ferro contra ferro sendo tocado e uma batalha travada evidente pelo som e tímidas faíscas.

- Ria? - Yue respondia confusa após ouvir sua capitã chamar. O grito de outrora de fato era de uma mulher, mas talvez não fosse a loira no final das contas. Logo após ouvir sua companheira perguntando, escutou um gemido de dor e algum líquido jorrando no chão. - Merda. Conversar e lutar ao mesmo tempo não é comigo - Reclamou a garota e o conflito de lâminas retornou. Nesse meio tempo, a mulher de mechas escarlates tentava encaixar mais golpes depois do primeiro soco mas após subir com seu primeiro soco, tudo o que acertou foi o ar e nada mais. A silhueta apesar de grande não estava onde ela esperava, considerando a pouca visão que tinha no escuro com inimigos encapuzados de preto. Quando perdeu a aproximação, já não mais conseguia dizer onde seu inimigo estava, e tudo o que sentiu foi uma porrada vindo na direção da sua costela esquerda arremessando-a para trás fazendo com que batesse em outra pessoa - Não tá fácil aqui, e se atirar em mim assim não vai ajudar - Rosnou Yue quase impaciente. Algo na sua voz era hesitante, não queria faltar respeito, mas o calor do momento soltou tais palavras.

A respiração pesada dos dois seres e passos lentos era tudo o que conseguiam perceber agora. As garotas estavam com as costas encostando uma na outra, e embora Ria tentasse desviar, acabava levando um soco na bochecha como tanto queria ter dado no seu adversário. Sua cara automaticamente voou para o lado, findando por bater com a cabeça na parede e sentir sua visão turva, deixando ainda mais escuro do que já estava. Tontura, era inconfundível. Dor, também. Por um momento, as luzes haviam retornado e nessa pequena fração de segundo a ruiva pudera ver outro golpe vindo, saltando por cima do homem com um mortal e puxando-o com sua foice. Ele bloqueava parcialmente, parando a foice com suas palmas e evitando cair, no entanto, o preço que pagava por isso era o de ter suas mãos sangrando num corte relativamente profundo. - … Vadia - O silêncio dos inimigos finalmente era quebrado, e o do corredor também...

Mais um grito feminino escorria naquele estreito local, esse era mais estridente e desesperado. - Deixe-me perguntar algo… - Disse ofegante enquanto lutava. Sua voz parecia cada vez mais cansada e nervosa com o conflito - Sabrina gritava assim? - As tochas se acendiam uma vez mais, e noutra mais, apagavam-se. Tudo numa fração de segundo.






OFF:
 

____________________________________________________

Tiro de sorte? Sorte é não tomar um tiro meu
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran B. Air
Pirata
Pirata
Fran B. Air

Créditos : 32
Warn : Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 30/11/2017
Idade : 24
Localização : The Wonderful Land

Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados!   Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 EmptySex 21 Jun 2019, 00:20

Escuridão! Lutando Por Sabrina!


Escutando mais uma vez o grito, juntamente com as palavras de Yue, ligava os fatos que já estavam na minha cara, respondendo ela, mas sem desviar os olhos de meu adversário naquela escuridão, me mantendo sempre atenta. – Não sei dizer, mas provavelmente é ela! Só pode ser! Desgraçados! – Franzia ainda mais minhas sobrancelhas, já me preparando para o confronto eminente e dizendo para Yue, demonstrando meu descontentamento para com a situação em meu tom de voz – Vamos acabar logo com eles e ir salvar Sabrina e o Urso! -

Eu olhava aquela situação sem entender nada, quer dizer, que mágica era aquela onde as tochas ficavam se apagando e se acendendo? Realmente parecia algo incompreensível e ilógico para uma Física como eu, a única explicação plausível seria uma a de que algum dos dois era usuário de Akuma no Mi, o que explicaria também o fato de conseguirem enxergar no escuro, onde me acertavam facilmente apesar de eu estar tendo dificuldade de lutar assim.

Se quisesse ter alguma chance contra aqueles idiotas, teria que aprender a não depender da luz e sim de meus outros sentidos, principalmente minha audição, por mais que não fosse das mais aguçadas. Com aquele último acender de tochas, focaria institivamente na direção onde estava meu adversário e então começaria a manter minha atenção no som que fizesse, para que assim ao menos conseguisse dizer onde estava e quando avançaria, por mais que não conseguisse saber exatamente o que quer que estivesse fazendo.

“É só esperar ele vir e então o finalizar de uma só vez!”

Manteria meus ouvidos atentos ao menor som, esperando que se aproximasse para que eu pudesse atingir aquele maldito vulto que não parava de me atacar, apesar da vantagem onde de alguma forma ele conseguia me atingir, como se estivesse acostumado em lutar naquela situação diferenciada. Sacaria minha foice média e no momento em que percebesse sua proximidade, seja por algum ruído, algum flash da luz se acendendo, nossas armas gerando faíscas, pelo encapuzado me atingindo ou qualquer coisa do tipo que revelasse sua presença, avançaria contra meu adversário, isso se ela já não estivesse próximo e realizaria um corte horizontal almejando atingir meu oponente na altura de seu peito.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Conseguindo acertar meu ataque ou não, seria a hora para conseguir alguma luz, pularia por cima de meu oponente ao dar um salto mortal, já pegando em minha mochila a garrafa de vinho que havia roubado no bar, então deixaria que escorresse no mesmo e antes que caísse no chão, arremessaria com força a garrafa na direção de suas costas por trás, sendo que apenas uma coisa se passaria em minha mente.

“O que é melhor para derrotar uma pessoa estranha e colocar luz no lugar, que tacar fogo na pessoa?”

Acenderia o isqueiro e o jogaria no lugar em que o vinho tivesse acertado logo em seguida, esperando que um incêndio se iniciasse no encapuzado, permitindo que eu conseguisse ter alguma visão decente do lugar. Com isso, investiria na direção do oponente, sendo que ao me aproximar, rotacionaria meu corpo já posicionando minha foice de forma que sua lâmina fique nas costas de meu oponente, para que logo em seguida, puxasse com força a arma, tentando causar um corte profundo em suas costas ao utilizar minha técnica dizer.

“Morra!”

- Shinigami... Mow! –

Tendo sucesso em efetuar meu ataque ou não, independentemente do que acontecesse, finalizaria minha sucessão de ataques ao utilizar de um corte horizontal, dessa vez almejando atingir meu oponente no pescoço e acabar com ele de uma vez por todas. Pularia e sua direção e o cortaria, deixando que a ponta da lâmina de minha arma adentrasse por sua pele e a dilacerasse, almejando causar um ferimento grave.

Se antes eu não havia demonstrado os 100% de minha força e velocidade, agora seria a hora, caso em qualquer momento do combate o encapuzado me atacasse com golpes horizontais ou estocadas e eu estivesse em movimento na direção dele, deslizaria pelo chão com um carrinho, mas sem o atingir, apenas para me esquivar desse tipo de ataque. Na hipótese de ele tentar me atingir com golpes verticais ou diagonais comigo em movimento, desviaria instantaneamente ao saltar para o lado dando uma cambalhota e utilizando minha arma para me auxiliar em me posicionar novamente, já rotacionando.

No caso dele me atacar enquanto eu estivesse próxima em qualquer hora da luta, pularia para os lados, para trás ou por cima do encapuzado ao dar um mortal, isso de acordo com seu ataque, indo para os lados em golpes verticais e diagonais e pulando ou me afastando em ataques horizontais ou estocadas. Se fosse lançada mais uma vez, atacaria o chão ao fincar a lâmina de minha arma, amortecendo o lançamento e evitando que possíveis impactos com a parede ou qualquer outra coisa me causassem mais dano ainda.

OFF:
 

Shinigami - Mow (Ceifamento da Deusa da Morte):
 

Objetivos:
 

Histórico:
 

Feitos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Convidado, consistência é o segredo! Só vai!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 21
Localização : Vivo me perguntando onde

Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados!   Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 EmptySex 21 Jun 2019, 23:40



Chapeuzinho vermelho? É... Quase isso

Sai lagarto
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]





Era visível que os desafios se tornavam cada vez mais variados à medida em que a ruiva se aventurava pelas ilhas da grande linha. Um fato inegável, bem como sua adaptação inevitável colocava-a na frente, e com vida. Pelo menos por um tempo.

- Ok, então vamos fazer isso. - Respondeu Yue com uma calma aparente. As lâminas perduravam em seu dueto, soltando faíscas vez ou outra. Atentou-se sacando sua foice e esperou o sinal verde para atacar. O sinal, fora um tanto exótico. Algo pinicou seu cangote, então a capitã virou-se e cortou na altura do peito sentindo o líquido rubro espalhar-se por toda sua cara e roupa, e um urro de dor ressoar pelo corredor. Ela não enxergava nada, mas o que tinha acontecido era óbvio. Era óbvio que não ficaria parada ali após acertá-lo, então pulou. A luz parecia estar retornando gradativa e lentamente desde o corte, e quando fez-se fogo, nada fora ouvido além do vidro se quebrando e as brasas dançando ao som de espadas. Estava escuro, e as chamas não brilhavam, mas já conseguia enxergar no breu. Yue era atacada na frente, mas com uma passada ágil para a esquerda, a espada do inimigo passava pela frente e acabava atravessando seu próprio companheiro que queimava e berrava de dor. - Eu não queria que terminasse assim... - Comentou cabisbaixa.

Agora os dois compartilhavam das mesmas chamas e a luz no local parecia piscar, como se estivesse havendo alguma imagem impedindo-as de brilhar. Quando ambos pararam de gritar esse efeito de luz cessou, e as duas perceberam que o local estava bem claro e visível de novo com todas as tochas acesas. - Phew. Eu não entendi nada do que aconteceu aqui. - Suspirou a loira com as mãos sobre os joelhos, enquanto Ria sentia uma dor aparente atrás do pescoço e na cabeça, além de seus olhos estarem ardendo. - Não vejo a hora de sair desse inferno, vamos logo -



OFF:
 

Status:
 

____________________________________________________

Tiro de sorte? Sorte é não tomar um tiro meu
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran B. Air
Pirata
Pirata
Fran B. Air

Créditos : 32
Warn : Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 30/11/2017
Idade : 24
Localização : The Wonderful Land

Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados!   Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 EmptySab 22 Jun 2019, 15:26

Voltando! Em Busca de Reviravoltas!


Eu não estava lutando porque achava que ia vencer, lutava porque tinha que vencer, já que essa era a única forma de alcançar e salvar meus amigos. Suspiraria olhando para os corpos carbonizados pelo fogo, enquanto rotacionaria minha foice algumas vezes com a mão direita e a guardaria nas costas, isso antes de passar a mão dando alguns leves tapas de lado para remover a poeira e qualquer resíduo de sujeira gerado pela batalha, já olhando para Yue e dizendo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- Esse lugar é muito estranho, quer dizer... O que diabos aconteceu com essas tochas durante a luta? Na verdade... Você está bem? –

Preocupada com a minha companheira, me aproximaria dela ao colocar as mãos em seus ombros e ficar buscando por ferimentos com o rosto bastante próximo de seu corpo, a analisando, apesar de que ela era quem era a médica naquele lugar. Averiguando seu estado, deixaria que ela se tratasse e até mesmo me tratasse se houvesse necessidade, então rapidamente revistaria o que havia sobrado dos encapuzados, analisando seus rostos, se possuíam consigo alguma chave, qualquer coisa de valor ou que pudesse ser útil, pegando e guardando em minha mochila.

“Esses malditos... Que droga de bruxaria é essa que eles ficam usando?”

Me aproximaria das tochas e tentaria procurar por algum mecanismo que conseguisse fazer aquele efeito onde elas se apagavam e se acendiam logo em seguida. É claro que como cientista, eu tinha curiosidades sobre tais coisas, ainda mais quando eram tão ilógicas e irrealistas como aquelas, odiava coisas sem sentido porque sim, sem uma explicação plausível por trás. Fora isso, tentaria sentir alguma corrente de ar forte o bastante para causar aquele efeito, o que provavelmente não existiria no porão de uma casa, mas precisava tentar entender aquilo do jeito que fosse, talvez até percebendo algum outro detalhe que explicasse aquela bizarrice.

Pegaria duas das tochas nas paredes, sendo que entregaria uma para Yue e olharia para ela tentando a tranquilizar por mais calma que ela parecesse, falando como se estivesse conversando com uma garota amedrontada com o que estava acontecendo. Inclusive, talvez isso mais a irritasse do que a tranquilizasse, já que ela não era do tipo que ficava com medo de pouca coisa como encapuzados aleatórios andando por aí.

- Calma, Yue... Vai dar tudo certo! Logo nós duas vamos estar rindo disso, então não se desespere! Agora vamos logo salvar eles! –

Não sabia exatamente o que eram aqueles gritos que estávamos escutando e nem conseguia identificar se eram de Sabrina ou de alguma pessoa aleatória, mas se haviam gritos em um lugar como esses, com toda a certeza não pode ser nada de bom. Pegaria meu isqueiro de volta e começaria a andar atentamente na mesma direção que estávamos indo a princípio, nada ali me amedrontava, mas também não tinha a menor intenção de deixar que nos emboscassem mais uma vez.

“É estranho... Aquela voz que estava escutando hora ou outra, o que será que aconteceu com ela? Ainda bem que ela não apareceu durante a luta... Não acho que ela fosse me atrapalhar, mas mesmo assim... Mordomo? Você consegue me escutar, mesmo que pelos pensamentos? Não quero que Yue pense que eu estou ficando maluca ou ainda estou drogada... Se é que aquilo eram drogas.”

No caminho, olharia para Yue com um pouco de desconforto sem que ela percebesse, ela era médica e eu não queria que ela achasse que eu estava ficando doente, maluca ou qualquer coisa do tipo, então voltaria a minha pose natural, olhando para frente e agindo como se nada estivesse acontecendo. Andaria normalmente, ainda mais porque com certeza haveriam mais inimigos e poderia ser que haviam armadilhas, então precisava ficar esperta.

“Depois de todo esse barulho, acho que se tinha como nos perceberem, já devem ter nos percebido... Agora nem adianta mais tentar ocultar nossa presença... Mas cara, como eu cansei desses porões, que coisa chata... Não tinha percebido ainda, mas eu odeio o escuro.”

Assim que percebesse algo realmente importante, diferentemente do que tínhamos visto até agora, como um corredor onde não avançávamos, uma descida para um porão óbvia onde não entravamos, continuaria andando. Esperando ver algo realmente interessante de se ver, saindo dessa rotina chata e escura na qual havíamos nos metido. Nesse momento, se encontrássemos algo, pararia ainda segurando a tocha, com um semblante sério e colocando a mão sobrando na frente de Yue para que ela também parasse.

Então, ficaria encarando o que quer que fosse, escutando e tentando entender o que estava acontecendo naquele lugar, sem me importar com a minha presença sendo notada ou não. É claro que se encontrasse com qualquer um dos aliados que procurava, instintivamente e instantaneamente, me direcionaria até onde a pessoa estivesse, demonstrando minha grande preocupação ao falar nervosa.

- Oe! Você está bem? O que aconteceu? O que fizeram com você? Onde está o Urso? Yue! Me ajude aqui! –

Minha preocupação com meus companheiros sempre se mostrava acima de tudo, mesmo que eu me colocasse em uma situação de risco, de forma que me aproximaria o máximo que conseguisse, sem me preocupar muito com as consequências, a não ser que fosse impossibilitada de me aproximar por alguma coisa ou alguém. Para mim, o importante seria averiguar de que estaria tudo bem com quem quer que fosse, seja o Urso, Sabrina, o Macaco ou qualquer outro de meus amigos.

OFF:
 

Objetivos:
 

Histórico:
 

Feitos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Convidado, consistência é o segredo! Só vai!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados!   Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados! - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Chapeuzinho Vermelho! A Exterminadora de Encapuzados!
Voltar ao Topo 
Página 2 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Utopia-
Ir para: