One Piece RPG
Wolfgang Luna XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Kit - Ninja mais bonito de Konoha
Wolfgang Luna Emptypor West Ontem à(s) 09:59

» Kroft
Wolfgang Luna Emptypor Kroft Ontem à(s) 00:38

» [FICHA] Akito Wanijima
Wolfgang Luna Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:25

» [Ficha] Roxas
Wolfgang Luna Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:15

» [FICHA] Bóris Ivanenko
Wolfgang Luna Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:10

» Bóris Ivanenko
Wolfgang Luna Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:09

» Henry Meursault
Wolfgang Luna Emptypor Meursault Ter 20 Ago 2019, 20:42

» Glitzky Platzken
Wolfgang Luna Emptypor Pierce Ter 20 Ago 2019, 15:35

» Suzuk Hamada
Wolfgang Luna Emptypor Faktor Seg 19 Ago 2019, 20:10

» [Mini-Haqim] Maelstrom
Wolfgang Luna Emptypor Khrono Dom 18 Ago 2019, 21:15

» [Mini - Nine}
Wolfgang Luna Emptypor Nine Dom 18 Ago 2019, 19:40

» Todo dia um meme educativo do Furry diferente
Wolfgang Luna Emptypor Johnny Bear Dom 18 Ago 2019, 18:02

» [Kit - Rikan Motsai]
Wolfgang Luna Emptypor Blum Dom 18 Ago 2019, 17:04

» Hizumy Mizushiro Mayan
Wolfgang Luna Emptypor Mizushiro Hizumy Dom 18 Ago 2019, 16:31

» Karyo Shen
Wolfgang Luna Emptypor ADM.Hoyu Dom 18 Ago 2019, 12:38

» Fanalis B. Ria
Wolfgang Luna Emptypor ADM.Hoyu Dom 18 Ago 2019, 12:08

» Kaleb Blaze
Wolfgang Luna Emptypor ADM.Hoyu Dom 18 Ago 2019, 11:19

» Doppio Pannacotta
Wolfgang Luna Emptypor ADM.Hoyu Dom 18 Ago 2019, 11:17

» ||NPC|| Jack e Mari - Lvneel - North Blue
Wolfgang Luna Emptypor PepePepi Dom 18 Ago 2019, 00:46

» Mini-aventura Shironi
Wolfgang Luna Emptypor Khrono Sab 17 Ago 2019, 22:17



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and Fire

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Wolfgang Luna

Ir em baixo 
AutorMensagem
Raizen
Administrador
Administrador
Raizen

Créditos : 60
Warn : Wolfgang Luna 10010
Masculino Data de inscrição : 18/04/2011
Localização : Grand Line – 6ª Rota – Alabasta

Wolfgang Luna Empty
MensagemAssunto: Wolfgang Luna   Wolfgang Luna EmptyTer 07 Maio 2019, 18:07

~ PESSOAL ~

Nome: Wolfgang Luna (Wolfgang Kühn)
Idade: 19
Altura: 1,65 m
Peso: 53 kg
Mão predominante: Esquerda
Sexo: Masculino
Raça: Humano
Tamanho/Espécie: Normal
Origem: Terralegre - 5ª Rota
Localização: Torino Kingdom - South Blue
Grupo: Civil

~ ATRIBUTOS ~

LEVEL: 1
EXP: 10/25
BERRIES: 50.000
BANCO: 0

HP: 44
SP: 62

DANO: 0 (+2) (+2)
ACERTO: 0
PONTARIA: 2 (+3) (+2)
ESQUIVA: 7 (+3) (+2)
BLOQUEIO: 0
RESISTÊNCIA: 1
VELOCIDADE DE ATAQUE: 3


KENBUN-SHOKU HAKI


Citação :
LEVEL: -X-
EXP DO PODER: 000/050

BUSOU-SHOKU HAKI


Citação :
LEVEL: -X-
EXP DO PODER: 000/050

~ ESTILOS DE COMBATE ~

Citação :
Estilo de Combate: Atirador
LEVEL DE COMBATE: 1
EXP DE ESTILO: ~PRIMÁRIO NÃO POSSUI EXP~

~ Perícias ~


Citação :
• Doma
• Acrobacia
• Atuação

~ Ofícios ~

Citação :
• Artista
• -X-
• -X-
• -X-
• -X-
• -X-

~ FAMA & REPUTAÇÃO ~


Photoplayer:
Spoiler:
 
Alcunha:
Recompensa:
Citação :
LINK DOS JORNAIS:

~ AKUMA NO MI ~


Citação :
Nome:
Tipo:
Energia:
Bonificação:

~ EQUIPAMENTOS ~

• ARMA(S)
Nome:
Dano:
Requerimentos:
Custo:

• CABEÇA
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

• TRONCO
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

• BRAÇOS
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

• MÃOS
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

• PERNAS
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

• PÉS
-Nome:
Bônus:
Requerimento:
Custo:

~ INVENTÁRIO~


(MÁXIMO DE 10W)

• Evolutionite



~ EMBARCAÇÕES ~

Nome:
Tipo:
Descrição:
Velocidade:
Número de tripulantes máximos acomodados:
Lotação máxima no transporte:
Número de ilhas sem precisar reabastecer:
HP:
Canhões:

~ TÉCNICAS ~


• -X-
• -X-
• -X-
• -X-
• -X-

~ TÉCNICAS PASSIVAS ~


• -X-
• -X-
• -X-


~ EXTRAS ~

APARÊNCIA: De pele extremamente clara, quase branca como a neve, e cabelos castanhos, lisos, e nem muito longos nem muito curtos, caindo sempre por sobre a face de forma a quase todas as vezes cobrir os olhos é o menino Wolfgang. As iris com o tom misto do cinza e roxo quase nunca aparecem, mas possuem uma grande beleza em seus detalhes internos. Não há pelos em seu rosto, além de um ou outro aleatório que de vez em quando crescem perto da bochecha ou no queixo. É esguio, magrelo, e com um porte nada atlético, muito pelo contrário, beirando quase o esquelético, ele tem um jeito mirrado, que transmite uma sensação de total fraqueza. As mãos são geladas e levemente trêmulas e as veias saltadas se destacam com facilidade. As unhas estão sempre com alguma sujeira embaixo. Os braços são finos e as canelas também, sem muitos pelos grossos, em sua maioria de tom loiro, quase sumindo na pele branca. Os pés também não são muito grandes e, achatados, não calçam um número muito alto. E apesar do aspecto fracote, mantem um andar com os ombros levantados e o peito minimamente estufado, mantendo seu aspecto clássico por baixo das roupas que geralmente confirmam este estilo.

PERSONALIDADE: "Uns que conheceram ele afirmavam com todas as letras de que era um louco, um pirado, um doente, uma criatura mórbida. Um certo padre, inclusive, chegara a dizer que era um garoto totalmente endemoninhado, que nem mesmo a maior graça dos céus poderia livrá-lo. Um atormentado; Outros, por outro lado, o consideravam um gênio. Um indivíduo dotado de uma sorte de criatividade nunca antes vista. Diziam que sua mente era um dos grandes bens da humanidade, por mostrar-se tão complexa e capaz de conceber ideias das mais profundas e ainda assim manter algum grau de sanidade... Coitados... Eles não o conheciam mesmo pra achar que tinha algum pingo de sanidade.
Na real, o Wolfgang era um garoto triste, buscando em todas as coisas um sentido pra vida - que ele procurava desde de menor. As ideias fantásticas que surpreendiam alguns pelo grau de complexidade filosófica que possuía nada passavam das organizações de uma mente depressiva, mas tão complexa ao ponto de ser impossível de ser organizada por si próprio. E aí entram os tóxicos... O Wolfgang era alguém fantástico, eu tenho de admitir, afinal eu era seu melhor amigo, mas a única forma de manter aquela cabeça doente no lugar era a base de drogas. Drogas, drogas, drogas, das mais leves as mais pesadas, ele deve ter experimentado todas. A cabeça do menino era tão caótica e desordenada que somente entorpecido ele conseguia viver, e assim partimos para o outro ponto... Por que o consideravam um atormentado, até um endemoninhado...?
Por causa daquele maldito sorriso que permanecia horas e horas em sua expressão alguns dias. Aquele sorriso insano que não fazia sentido estar ali, em inúmeras situações, e talvez se perdia só quando ele estava atuando algum de seus personagem. Podia ele estar terrivelmente atacado de suas ideias suicidas, o momento podia ser o pior para o grupo, ou qualquer condição que fosse, e o sorriso sutil e insano não lhe fugia aos lábios. Talvez tenha sido grosseria de minha parte, mas um dia lhe perguntei porque de nunca perder o sorriso, e me olhando ele respondeu: 'Algumas vezes a gente só precisa aprender a sorrir'. E eu não sei se eu entendi quando me disse isso.
Mas Wolfgang também era artista. A explicação que ele próprio conferia aqueles dotes era sua necessidade de expressão. Aquela cabecinha louca, entorpecida, precisava de uma forma de colocar pra fora o que sentia dentro de si para não explodir de vez. E que fantástico era aquela desgraçada no palco... Atuando era uma deusa, fazia rir, fazia chorar. Foi o melhor ator que eu já conheci...
E além de tudo, o maldito conseguia manter um ar clássico, misturando suas perspectivas poético-depressivas em tudo que falava... Porra... Eu vou sentir saudade desse desgraçado."
- Descrição por Taurus, ex-colega de companhia e ex-melhor amigo.

"Aaaaah o garotinho Luna HAHAHAHA Esse moleque era dos bons! Foi o melhor companheiro de poesias que já tive.
Sim, o Luna escrevia poesias fantásticas, e quando conheci seus trabalhos me interessei em trocar algum papo com ele. E aí eu descobri que ele era exatamente aquele que todo mundo fala HAHAHAHA não é de falar muito, mas não é que não tenha coisas pra dizer. O moleque parece sempre ter as palavras certas para dizer da forma mais objetiva o que quer. É quase... Quase como se ele estivesse tentando sempre passar uma lição.
E acho que não me lembro de alguma vez tê-lo visto perdendo a cabeça. O grupo sempre passava por alguns perrengues, e apesar do Luna ser sempre muito cooperativo e, eu diria, ter tido um papel essencial para nós algumas vezes, por mais mórbida que fosse a coisa a se fazer ele sempre a fazia com o sorriso no rosto. As vezes era bizarro, mas nem era todo mundo que reparava..."
- Descrição por La Mancha, ex-colega de companhia.

"Ai bee a Luna era incrível! Desmanchava corações e caras, dependendo do que precisasse, né kikikiki no palco uma atriz fantástica, e na guerra uma destruidora caótica. Eu lembro kikiki lembro de um dia kikiki que a gente teve uns problemas com um pessoal em uma ilha que passamos, e uns macho queria expulsar nós da ilha kikikikikiki ai a Luna foi lá na cara deles, mandou eles saírem, e eles resolveram tentar nos atacar kikiki pra quê? A menina sacou o revólver e matou tudo os homi, de um jeito frio e sem pensar muito. Foi sen-sa-cio-nal. Os outros parecem ter ficado um pouco assustados essa vez, mas bobagem bee, ela era maravilhosa!"
- Descrição de Ariel, ex-colega de companhia.

HISTÓRIA: Era uma noite fria, chuvosa e sem muita esperança quando nascera o pequeno bebê, que pelo que tinha entre as pernas foi considerado menino e nomeado como Wolfgang, do clã dos Kühn. Na época, uma família respeitadíssima em sua ilha, Terralegre, investidores do mercado de imóveis, com condições boas para criar o menino, filho único, que acabava de nascer. Mas o gene da depressão não escolhe, e mesmo muito pequeno, recém-nascido, aquele pequenino ser carregava a semente da dor que carregaria pelo resto da vida.
Sua infância tinha tudo para ser boa. Seus pais lhe ofereciam das melhores condições, dos melhores brinquedos, da melhor educação. Tudo que o dinheiro poderia comprar naquela ilha de infeliz, e ainda a atenção dos pais que, de alguma forma, sempre se fizeram presentes. Mas desde sempre o garoto fora, como a ilha, infeliz, e sempre tratado a doses da melhor pequenalegria que se achava por aquelas terras. No princípio, até uns 7 ou 8 anos, fora eficiente. Contudo, em meio a sua formação escolar, o pequeno Wolfgang, que até então escondia a dor eterna de seu peito da maior parte das pessoas, começou a ter uma queda de desempenho. E fora um choque para todos, na escola e na família. Afinal, um garoto que sempre era tido como superdotado, e muito acima da média, se perdia agora em sequer conseguir manter-se em sala de aula.
Os pais Kühn, reconhecendo a dificuldade do filho, o removeram do local onde estudava e passaram a oferecer-lhe professores particulares que o atendiam diretamente na residência. Tudo pareceu correr bem, o menino desgraçado já era um bom ator na época.
Mas Wolfgang, com seus nove anos de idade, passou a não comparecer sequer nas aulas particulares em sua própria casa. Exatamente, o menino fugia bem cedo, pela manhã, antes que alguém acordasse, e retornava só no fim da noite. Os pais, óbvio, ficavam preocupadíssimos com o filhinho, mas ele estava bem, na companhia de uma pessoa que lhe ensinara muito.
Uma menina das ruas de Terralegre, tão diferente dele, com seus 12 anos, e mesmo tão jovem tinha sempre um cigarro na boca. O vício era tão grande que quando a juvenil não conseguia dinheiro - entre seus pedidos e furtos - o suficiente para almoçar e comprar um maço, preferia os cigarros a alimentação. Com ela Wolfgang aprendera da vida. Tudo que ela sabia pela vida nas ruas desde pequena era novidade para a cabeça depressiva, porém genial, do pequeno Kühn. E ele se interessava mais e mais. Foram amigos, parceiros, quase irmãos. Com ela, Wolfgang fumou seus primeiros cigarros, se questionou pelas primeiras vezes. Em alguns meses, contudo, a garota falecera por uma doença infecciosa que contraíra dos animais pestilentos das ruas. O vazio de Wolfgang era tão profundo, tão indescritível, que ele só sabia usar doses extremamente maiores de pequenalegria e ferir a si próprio com a lâmina que retirara de seu apontador. Cortes e sangue, e o menino não saia mais do quarto.
Aproximavam-se os doze anos, e os pais já desesperados, não sabendo mais o que fazer diante das perturbações que a criança demonstrava somente ter cada vez mais, contrataram um sacerdote religioso, afinal toda aquela dor só podia ser obra do demônio. O sacerdote tentara de tudo, e ainda conseguiu colocar naquela cabeça depressiva de que ele era culpado por todo seu sofrimento. Semanas sem sucesso, quase meses, e o sacerdote já tomava o garoto consigo para o templo, mas não era mais com as intenções supostamente boas de antes. Desrespeitos ao corpo inocentemente infantil do menino, dor, mais dor.
Os pais não acreditavam nas histórias de Wolfgang mais, e quando tentava lhes falar dos sofrimentos que o sacerdote lhe causava, só fazia os pais crerem que o tal tratamento espiritual estaria funcionando, e que aquilo eram tentativas de resistência dos espíritos imundos que se aninhavam na mente e coração do filho único. E então tentativas de atento contra a própria vida, pouca coragem para consumação de atos concretos. Decidiu então fugir, buscar alento em outras experiências, ou seu corpo não suportaria aquilo que tinha em sua mente.
Com quase treze anos deixou a casa, e se escondeu em um navio que partia para sabe-se-la onde. Exatamente o navio que pegaria uma tempestade naquela noite, naufragando. É só desgraçada na vida de Kühn - nome alias, que ele abandonara em sua fuga, apresentando-se agora somente por Wolfgang.
O menino acorda em um lugar mais aleatório, sentindo a movimentação embaixo de seu corpo. A sua volta figuras diferentes, diversas. Tratava-se de uma pequena companhia de circo itinerante que se movimentava de uma cidade para outra em carroças. Ao que lhe contaram, encontraram o garoto boiando na praia da última cidade que haviam passado, e tendo notado que tinha vida, resolveram levá-lo consigo. Por mais bizarro que parecesse, aquelas pessoas compuseram o primeiro ambiente em que Wolfgang se sentia realmente em uma família, apesar de isso não extinguir a dor em seu peito.
No circo aprendeu muito, e trabalhou muito. Com seu desenvolvimento nas artes acrobáticas e de lançamento de projéteis, os anos foram e vieram, e o pequeno gênio depressivo conhecia o mundo. Nessa época, desenvolveu também mais ainda seus dotes de atuação, forjando e fixando então o sorriso típico que o acompanharia para o resto da vida no rosto. E o ambiente circense regado em opioides, plantas alucinógenas e psicodélicas. Aquilo, com certeza, mudara a cabeça de Wolfgang. Ela não deixara o vazio infinito que havia em seu interior, mas fizera o menino entender mais da vida, amadurecer, e tornar-se cada vez mais insano. Com seus quatorze já era também poeta reconhecido, e animava os companheiros com seus versos, e os cigarros diferenciados na boca. Mas não se animava, isso não. Aprendia aos poucos que podia controlar sua cabeça maldita a base de substancias, mas isso não significava sanidade, apesar das aparências.
O circo fora incrível. Mas pegou fogo em um episódio bizarro que levara a morte de praticamente todos seus integrantes, com exceção de Wolfgang e um outro que, pra falar a verdade, ele nem gostava. Não tinha como saber se havia sido um incêndio intencional ou não, mas havia de saber que aquilo doeria. E como doeu. Doeu tanto, como se o buraco de seu infinito sofrer fosse alargado com as mãos, impiedosamente.
Em uma ilha que não conhecia, Wolfgang viveu poucas semanas nas ruas, se lembrando daquela amiga do passado. Fazia muito frio, a comida era pouca, e as drogas cada vez mais inacessíveis, de forma que beirava mais uma vez atentos contra a própria vida. Foi quando conhecera o segundo grupo que poderia assim chamar de família.
Uma recém-criada companhia de teatro buscava seu quarto integrante, e logo se interessaram pelo garoto Wolfgang. Apesar de claramente depressivo e problemático, fora acolhido pelo trio peculiar, que também tinha seus problemas, e abraçado como irmão na poesia, na arte cênica, e na vida como um todo. E com a companhia viajou, apresentou, se desconstruiu e reconstruiu, se permitindo viver e experimentar de experiências que ultrapassavam até mesmo seus conceitos de masculinidade e feminilidade. Como artista, buscou um nome que o contemplasse como um todo, e mantendo seu Wolfgang - ele gostava -, adicionou Luna, um segundo nome feminino, o mesmo daquela menina de sua infância. Era ele, era ela, era Wolfgang Luna. E como tal viveu, conhecendo inclusive, neste meio tempo, seu único verdadeiro amigo, Sr. Lorenzo, um guaxinim dado de presente por um senhor idoso que adorara uma apresentação deles e não tinha tanto dinheiro quanto queria dar-lhes. Deu o bicho, e este logo criou fortes laços com Wolfgang - que havia aprendido algumas coisas sobre como lidar com animais com o domador do circo, colocando-as agora em prática. Era uma vida medíocre, e para êla estava ótimo, conseguindo uma minima estabilidade para manter sua rotina de drogas e experimentações teatrais.
Um certo dia um certo espectador de uma peça do grupo, cheio de ódio e preconceito, simulara interesses sexuais na jovem atore Luna, e fora acolhido com carinho. Tentou-lhe facadas, e em meio a toda a loucura, Wolfgang caíra no mar, não sendo mais achado. O homem foi preso, considerado assassino, e os jornais estamparam a morte do jovem Wolfgang Luna.
Contudo, como a vida é injusta, e quem quer morrer é quem mais acaba ficando vivo, assim ficara o menina. Acordando no North Blue, em Torino Kingdom, ele não fazia ideia do porque estava ali, mas com o vazio de seu peito aumentando, precisava buscar agora alguma estabilidade para restabelecer-se naquele novo ciclo de sua vida.

~ VANTAGENS E DESVANTAGENS ~


Vantagens:

• Temperamento Calmo (1 ponto)
• Boa Aparência (1 ponto)
• Genialidade (2 pontos)
• Aparência Inofensiva (2 pontos)

Desvantagens:

• Compulsivo (1 ponto) [Se entorpecer de alguma forma. Não há uma preferência estática por algum entorpecente, apesar das vontades irem e virem. É uma forma de aliviar os sintomas suicidas e depressivos.]
• Suicida (1 ponto)
• Depressivo (2 pontos)

~ Animal Comum ~

Nome: Dr. Lorenzo
Sexo: Macho
Altura: 25 cm (50 cm de comprimento)
Peso: 7 kg
Porte: Pequeno
Aparência:
Spoiler:
 
Personalidade: O pequeno Sr. Lorenzo não costuma ser muito seletivo não. Se alimenta de qualquer coisa, desde frutas, legumes, até pedaços de carne, pequenos animais. Geralmente espera que seu dono lhe dê comida, mas já desenvolveu um certo nível de independência para caçar seu próprio alimento quando necessário, ou mesmo quando sente vontade. Dificilmente seu humor se altera de forma muito estridente, no mínimo ficando um pouco irritado ou um pouco mais alegre a depender do dia - normalmente é algo bem aleatório, pra falar a verdade.
Gosta de subir por seu dono e ficar sobre seus ombros, e quando está com ele está em paz. Mesmo que Wolfgang esteja atirando, correndo, pulando, dando cambalhota no ar, o animal se prende ali e dali só sai se quiser, se for ordenado, ou se for agressivamente tirado - e neste caso, dependendo da situação, pode apresentar resistência e tentar arranhar quem estiver tentando retirá-lo.
De forma geral é bem companheiro e amigável, e possui um mínimo grau de comunicação com seu dono, que permite que sinta como ele está e, em momentos que Wolfgang está especialmente mal, se esfrega em suas pernas e em seu pescoço como tentando consolá-lo.

~ PERSONAGENS CONHECIDOS ~


PLAYERS:
 

NPC's Importantes:
 

NPC's Criados:
 

~ AVENTURAS CONCLUÍDAS ~

------------------

Link da ficha anterior ou da Mini-Aventura concluída: https://www.onepiecerpg.com/t40441-siegfried-uller-frey#354766

____________________________________________________



Wolfgang Luna SignMotaballs

Ficha l Aventura



Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: Regras | Mudanças Importantes | Crie seu Personagem | Mini-Aventuras



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Homero
Pirata
Pirata
Homero

Créditos : 5
Warn : Wolfgang Luna 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 18
Localização : Dream Whater

Wolfgang Luna Empty
MensagemAssunto: Re: Wolfgang Luna   Wolfgang Luna EmptySab 25 Maio 2019, 19:25


____________________________________________________

FICHA

Wolfgang Luna E84vNDG

Wolfgang Luna 6udGXCH

Narração ~ ~ ~ Fala (brown) ~ ~ ~ "Pensamento"  (orange)

Wolfgang Luna OllUZSY
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ADM.Hoyu
Olhos de Deus
Olhos de Deus
ADM.Hoyu

Créditos : 68
Warn : Wolfgang Luna 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2013
Idade : 19
Localização : Grand Line - Jingle Bell Island

Wolfgang Luna Empty
MensagemAssunto: Re: Wolfgang Luna   Wolfgang Luna EmptySab 25 Maio 2019, 21:09

~Atualizado~

____________________________________________________

Wolfgang Luna B9fzGji
Wolfgang Luna 9YSRQC2Wolfgang Luna Rfe2wza


Wolfgang Luna QKBJs1B

Grupo:
 


2017:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




Wolfgang Luna Empty
MensagemAssunto: Re: Wolfgang Luna   Wolfgang Luna Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Wolfgang Luna
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Arquivo de Fichas :: Civis-
Ir para: