One Piece RPG
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [Mini - Lind] Testando novas águas
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Emptypor Lind Hoje à(s) 01:38

» [Ficha] Song Jun Wang
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Emptypor Visastre Hoje à(s) 00:53

» [Mini - Inim] O errante
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Emptypor Khrono Ontem à(s) 23:25

» [Ficha] Miyamoto Ryuma
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Emptypor Miyamoto Ontem à(s) 22:52

» [Mini - Van] Seguindo conselhos
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Emptypor GM.Hisoka Ontem à(s) 21:12

» [MINI-*JAUM11*] *O INÍCIO*
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Emptypor Fanalis B. Ria Ontem à(s) 20:19

» Anitha Degar
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Emptypor Degar Ontem à(s) 19:34

» [Ficha] Boney Pepino
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Emptypor Pepino, o Breve Ontem à(s) 14:44

» Alipheese Fateburn
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 13:46

» [Kit - Gyro Zeppeli] Blum vai pegar
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Emptypor Blum Ontem à(s) 13:25

» Ficha~Pierce~
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Emptypor Pierce Ontem à(s) 09:58

» [Mini - Kyoki] Uma Jornada Inesperada.
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Emptypor GM.Hisoka Ontem à(s) 02:20

» [Ficha] Violet
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Emptypor Nana. Dom 21 Jul 2019, 22:17

» [Mini-SWGSwordWarrior]O Começo
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Emptypor Khrono Dom 21 Jul 2019, 21:56

» [MINI - Gust ] O Início do fim
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Emptypor ReiDelas Dom 21 Jul 2019, 21:00

» [MINI - Pepino, o Breve] Rascunho
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Emptypor ReiDelas Dom 21 Jul 2019, 20:54

» Maya Snow
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Emptypor ADM.Hoyu Dom 21 Jul 2019, 20:14

» [Mini - Chikara] - Vamos para algum lado ?
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Emptypor Chikara Dom 21 Jul 2019, 19:03

» Meu perfil / mini-aventura
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Emptypor ReiDelas Dom 21 Jul 2019, 14:41

» [MINI-JuninhoSiq1997] O Inicio
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Emptypor JuninhoSiq1997 Dom 21 Jul 2019, 12:49



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and Fire

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 [Mini-*yalP*] *Era uma vez...*

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
GM.Hisoka
Cabo
Cabo


Data de inscrição : 15/06/2017

[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini-*yalP*] *Era uma vez...*   [Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 EmptyQui 28 Fev 2019, 03:13



Mini-Aventura

[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 7aecb9f24d1d94355b8294c1dcdba194



Tamara levava cada vez mais aquele voluptuoso homem à loucura, quer seja com seus comentários concupiscentes, quer seja com suas atitudes salazes. Todos já estavam começando a ver toda aquela cena com olhares de estranheza, afinal os gemidos do homenzarrão eram clamados cada vez mais altos, dotados de extremo feitio obsceno junto à feição depravada. Quando teve a camisa desabotoada e percebeu a apropinquação dos lábios da sirena, faltou botar a língua para fora como um cão, buscando desesperadamente alcançar os beiços da mulher em debalde.

– N-Não... Volte aqui... – Suplicou em tom langoroso e semblante desalentado ao notar que a amada não prosseguiu com o beijo. Bêbado e entregue aos prazeres carnais, desejava, mais do que tudo, uma boa noite quente com aquela mulher dos mares.

Talvez Tamara tenha aquiescido ao seu pedido, ou apenas queria deixá-lo aos seus pés antes de entregá-lo seu presente. De qualquer forma, o homem, enfim, sentiu os lábios salgados da sirena, entrelaçando sua língua junto a da mulher. Era capaz de captar as sensações que remetiam ao oceano, como o saibo e bálsamo pélagos. Assim que cessou o intenso beijo para retomar o fôlego, atentou a sua frase como nunca antes fizera, como se tivesse sido despertado naquele instante. Então, ergueu-se e estufou o peito, engrandecendo as feições pervertidas com um riso utopista.

– M-Mas é claro, minha querida! – Fungou ao limpar o nariz com o dorso da mão, voluteando o corpo e caminhando até a mesa onde estava anteriormente com seus lacaios. – Preparam-se, homens! V-Vamos fazer um enorme feito esta noite! – Comentou de face ruborizada, o que entregava o seu pertinente estado de embriaguez, ainda que às mínguas. Já havia compreendido o objetivo da sirena ao ver sua marcha até a porta que dava acesso ao piso superior e, ao que parece, seus companheiros também, uma vez que ergueram os punhos e brandaram em uníssono, superando a hesitação dantes.

O primeiro obstáculo, todavia, não tardou a aparecer, pois o acesso ao pavimento superior aparentava ser restrito. Um homem estava de braços cruzados a frente da porta. Ele tinha traços negroides, era tão alto e de corpo tão taludo quanto o ogro. Vestia um paletó e calça sociais, ambos na cor preta, e uma camisa branca sob o blazer. Seu semblante e postura eram inertes, quase como se não estivesse vivo, fazendo jus a sua profissão.

– Pra lá. – Ordenou a voz rouca entre os beiços carnudos aliada a palma da mão aberta negando a passagem da sirena e o capitão libidinoso, junto ao seu bando de três homens.

Ele não esboçou nenhuma reação de ataque, como quem quisesse resolver aquele imbróglio apenas com um diálogo intimidador. Enquanto isso, o quarteto estava posicionado atrás de sirena, a mais próxima do segurança, esperando que ela lidasse com o empecilho. Para seu azar, provavelmente aquele homenzarrão não seria entregue à volúpia tal como o bêbado fora. Se notasse nos arredores, lobrigaria que o tripulante à esquerda de seu capacho sexual carregava uma lança em suas mãos, construída à base de madeira, com cerca de dois metros, e com uma lâmina afiada na extremidade. Nada muito especial, porém certamente poderia vir a ser útil se Tamara optasse pelo caminho do combate.

Dicas e Instruções:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
yalP
Membro
Membro
avatar

Créditos : 6
Warn : [Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 23/02/2019
Idade : 28

[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini-*yalP*] *Era uma vez...*   [Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 EmptyQui 28 Fev 2019, 22:06


Meus avanços foram recompensados quando ouvi as palavras do Capitão para que seus homens se preparassem. Ali já estava extasiada, tudo havia dado certo, ou quase tudo. Um segurança que até então não havia reparado se encontrava no meio do caminho. Seu corpo era tão grande e forte quanto de meu querido capacho, típico de sua profissão, ainda que faltasse algo para equipará-los, certo Jenesequá.

Por um momento me perdi em pensamentos de ter aqueles dois homens tão fortes e musculosos aos meus pés, fazendo tudo que eu quisesse, me possuindo ao mesmo tempo – HUM! – soltei um gemido, provavelmente estranho aos demais, mas uma perfeita exalação de meus pensamentos. Por um segundo hesitei em continuar, talvez no fim da noite tivesse dois homens para me saciar ao invés de um, mas a expressão fria do segurança fazia a fantasia esmorecer. Meu estado atônito, porém, não durou muito, tinha um objetivo, seguiria em frente.

Faria um sinal para o capanga com a lança atirá-la para mim, caso ele se negasse, olharia para o Capitão com um tom de "você não vai me deixar aqui indefesa, não é mesmo?", sabendo, ou ao menos esperando, que receberia a arma logo em seguida. Não perderia tempo inclusive, pegando a lança com ambas as mãos faria um movimento horizontal da esquerda para direita em direção a barriga do segurança, segurando o cabo mais para frente caso o mesmo avançasse, assim diminuindo o alcance da arma e propiciando o ataque. Caso não, manteria uma distância confortável devido a maior envergadura que a arma me daria. O objetivo da ação era simples: força-lo ou a esquivar para trás, ou bloquear a investida, isso claro se ele não fosse elástico e veloz o suficiente para pular ou se abaixar para evadir o golpe. Não contava com essa possibilidade, afinal ele precisava de músculos, força bruta e não elasticidade para aquele emprego.

Se tudo seguisse como o planejado, ele iria fazer uma das duas opções que eu tinha em mente. Se ele recuasse, eu giraria em 360° e aplicaria o mesmo movimento, agora intensificado pelo giro. Dificilmente ele resolveria bloquear agora, afinal "em time que está ganhando não se mexe", se a primeira esquiva tivesse funcionado, por que a segunda não funcionaria? E aí ele estaria onde eu queria. Agora se ele bloqueasse o ataque, seja segurando o cabo ou se protegendo com os braços, simplesmente puxaria a lança na minha direção com toda a força, assim cortaria o membro do mesmo ou suas mãos. De uma forma ou de outra, seria um primeiro ponto ao meu favor.

Aquele homem não estava ali para me matar ou talvez nem mesmo me machucar, seu objetivo primário era impedir que indesejados subissem ao segundo andar, então usaria isso a meu favor, pois mesmo que ele me atacasse não seria algo terrivelmente sério. Talvez até mesmo ele tivesse sido treinado para imobilizar ao invés de bater, em qualquer que fosse o caso eu precisaria manter a distância favorável que a lança me proporcionava, mas ao mesmo tempo manter a iniciativa.

A ideia era que ou ele teria pulado duas vezes para trás, ficando sem tanto mais espaço devido a porta em suas costas, e aí eu avançaria com um pulo contra o homem encurralado fincando a lança em seu ombro. Não pretendia matá-lo, obviamente, ele era apenas um trabalhador, mas um trabalhador que havia entrado em meu caminho, então precisava ser punido. Já se ele tivesse bloqueado o golpe, tendo sido cortado logo em seguida ou não, possivelmente ele atacaria de volta e então chamaria meu próprio "segurança" para detê-lo, afinal para que diabos eu havia enfeitiçado o pobre homem se não fosse para usá-lo para meus prazeres próprios? É claro, pularia para trás na diagonal, tanto para esquivar de um possível agarrão, quanto para liberar espaço para a investida do Capitão.

De uma forma ou de outra, esperava que o segurança estivesse incapacitado temporariamente, seja com uma lança cravada no ombro, seja numa disputa de masculinidade contra meu ogrinho pessoal, liberando o caminho para eu avançar para o segundo andar. Isso tudo é claro se o homem não caísse no primeiro golpe, o que seria hilário. Broxante, mas hilário.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
GM.Hisoka
Cabo
Cabo
GM.Hisoka

Créditos : 22
Warn : [Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 15/06/2017

[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini-*yalP*] *Era uma vez...*   [Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 EmptySab 02 Mar 2019, 02:03



Mini-Aventura

[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 IxYrB



O capanga manteve-se inerte perante a requisição de Tamara. Não que ele estivesse negando-lhe a lança, apenas estava um pouco desnorteado com o pedido da sirena. As sobrancelhas alçadas foram palco dos olhos que não paravam quietos, entremeando os demais da tripulação e o capitão, como quem quisesse uma resposta para o dilema em que se encontrava. Para sua sorte, a própria Tamara deu cabo à situação, agarrando a lança com ambas as mãos e retirando-a da posse do pirata, imediatamente rotacionando o corpo numa ameaça ao segurança ao apontar-lhe a lança resoluta.

– Ora sua... Não vai mesmo fazer isso, não é...? – De mento erguido e franzido, o segurança desacreditava na bravata que estava sofrendo, embora viesse a ter sua resposta não-verbal logo depois. Num salto desajeitado, então, esquivou da primeira estocada que, por pouco, não atingiu seu abdômen. – Tsc! Que megera! – Esbravejou neurastênico, descruzando os braços e abrindo-os paralelamente ao corpo. Ele fintava de um lado a outro, promovendo curtas passadas para a esquerda e para a direita, como quem quisesse confundir a sirena.

Tamara não hesitou após o primeiro ataque falho, rotacionando o corpo sob o próprio eixo para repetir o bote anterior, agora com ainda mais potência. Ela sentiu um choque contra seus braços junto a um baque craquelado, resultado do talho da porta de madeira diretamente atrás do segurança. O homem havia realizado uma evasiva para a direita num rolamento atípico, mostrando mais agilidade que a garota pensava. Então, no átimo que tocou o chão com ambos os pés, impulsionou-se contra a mulher numa investida impetuosa de braços entesados, como um cão caçando uma presa. Tão lépida quanto, Tamara recuou num pulo em diagonal e, mal dando espaço para que o segurança reavesse a postura, tornou a saltar, agora em avanço, fincando a lança em sua escápula. Um urro reverberou pelo bar - que, a esta hora, já se encontrava bem mais vazio -, aliado a um véu de sangue que jorrou da ferida, maculando os braços púrpuros da sirena.

– Maaaaaaaxxiiiiimuuuusssss Splaaaaash! – Como se já não bastasse o ferimento, o capitão piruetou em pleno ar, atingindo o segurança com um golpe direto de seu antebraço esquerdo em sua nuca com todo o peso de seu corpo, levando-o plenamente ao chão num baque surdo uníssono com um estralo de espinha. – Eita... Talvez eu tenha exagerado... – De beiço em arco, denotou surpresa com o resultado de seu movimento estapafúrdio. O homem permaneceu imóvel no chão depois do sopapo, sem sequer gemer; se estava vivo, era outra estória.

Em detrimento da brecha criada pelo seu golpe na porta, o som outrora bochornoso da melodia fidalga oriunda do andar superior tornou-se mais nítido. Pela fissura, era possível lobrigar um lance de escadas cujos degraus fastígios estavam iluminados. Ainda que estivesse trancada, Tamara e os tripulantes não teriam dificuldade algum em obter acesso a escadaria, pois bastaria que um deles colocasse a mão por dentro da trincha e girasse a chave pelo lado de dentro.

Dicas e Instruções:
 


____________________________________________________

[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 His

[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Rose
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
yalP
Membro
Membro
avatar

Créditos : 6
Warn : [Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 23/02/2019
Idade : 28

[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini-*yalP*] *Era uma vez...*   [Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 EmptySab 02 Mar 2019, 16:59

O segurança havia se mostrado mais rápido do que eu pensava, ou na verdade queria acreditar. Certo que ele precisava de força, mas deveria ter suposto sua agilidade, afinal estava protegendo cidadãos de poder aquisitivo mais elevado. Ainda assim as coisas não deram de todo errado. Meu segundo ataque quase se virou contra mim, na tentativa de encurralá-lo acabei atingindo a porta sem querer. Um erro de cálculo. Sorte que já havia previsto a investida dele, é claro, afinal ele precisaria avançar e não só ficar na defensiva. A esquiva e logo depois a estocada foram precisas, o que me fez abrir um sorriso e dar pulinhos de felicidade mentalmente. Até então, embora um pouco confiante e treinada pelas minhas tias, não estava acostumada com esse tipo de ação, tudo poderia ter saído terrivelmente mal.

Mas de tudo o que mais me deixou surpresa foi a força do Capitão bebum. Com um só golpe havia nocauteado o segurança. Agora por um momento quase havia me arrependido de jogá-lo no chão momentos atrás. E se ele tivesse revidado? E se ele tivesse me nocauteado também com esse poderoso golpe? Tudo teria sido tão diferente.... Minha cabeça ia longe, pensando no que poderia ter ocorrido se as coisas fossem diferentes. Onde estaria agora? No barco daquele homem? Sendo forçada a ter relações contra minha vontade? Ou me jogariam na sarjeta como uma mera mendiga? As possibilidades eram inúmeras! Mas o que aconteceu, aconteceu, e não pode “desacontecer”!!!

Ainda assim, como agradecimento, me atirei nos braços de meu homem, como para demonstrar gratidão pela intervenção. Não sabia até que ponto o segurança era forte, então a luta tendo acabado tão rapidamente era melhor. Iria me pendurar no pescoço o grandão e dar-lhe um selinho rápido. – Meu herói! – Só esperava não cair junto dele por seu estado de embriaguez. Havia acertado em escolher aquele homenzarrão. Ele poderia me ser tão útil, em vários sentidos. – Vamos para o prato principal então? Mal posso esperar pelo resto da noite!

Agora a música e a algazarra do andar de cima se mostraram mais nítidas devido o buraco da porta. Aquilo apenas me incentivou mais a seguir com o plano: acabar com a festa daqueles riquinhos metidos a besta. Precisava primeiro destrancar a porta e subir as escadas. Não tinha muita ideia do que iria fazer, mas é pra isso que existe o improviso, na hora pensaria em algo. Antes de destrancar a fechadura e subir os degraus, finalmente chegando no andar superior, olharia para o barman com desprezo. Certeza que agora ele prestava atenção em mim.

Meu objetivo era simples: amedrontar os cidadãos ali presentes e o sentimento eufórico de fazer algo desse tipo me tomava conta. Era algo diferente, ousado, vândalo, mas na maior parte inofensivo. Claro, o segurança discordaria, mas foi ele quem pediu o que aconteceu. Agora, porém, não queria matar ninguém, só causar uma confusão ali e mostrar para eles que ninguém é intocável. Simplesmente por pura diversão.

Chegando no salão, nem perderia tempo analisando-o. Não tinha interesse no que acontecia ali, talvez em outro momento, em outra situação sim, mas não agora. – Com licença – Falaria num tom de voz o mais alto possível para chamar a atenção de todos. Logo após pegaria a lança e jogaria contra algo que quebrasse fácil: uma janela, um lustre, um jarro, bastava que quebrasse e causasse barulho. E com um sorriso maléfico no rosto apenas pronunciaria algumas palavras, esperando causar o caos ali.

- A festa acabou para vocês.


Spoiler:
 

~FEEDBACK~

Visando uma maior qualidade nas orientações, a Staff gostaria de saber a opinião do que achou do orientador em que teve a responsabilidade de narrar. É uma pergunta básica que deve ser respondida com sinceridade, ajudando bastante a qualidade de orientação dos orientadores, afinal os mesmos saberão onde estão indo bem, pecando e assim melhorando gradativamente. Então a questão é a seguinte: "O orientador demonstrou um regular/bom/ótimo trabalho? Desde a parte de tirar dúvidas, as dicas, o carisma do orientador com você (principalmente a atenção que foi dada durante a mini-aventura), o desenrolar dela e por fim se reconheceu uma maior clareza do sistema narrativo."

Opinião: Classifico a orientação como ótima, embora com uma ressalva.
Ele se mostrou muito atencioso, explicando claramente o que precisava ser feito para melhorar, tem um português e qualidade de narração muito bons, a história em si, apesar de curta, estava interessante, enfim, eu daria uma nota 9 se pudesse. O que me desagradou um pouquinho foi o excesso de palavras difíceis hehe. Eu sei que isso só mostra o quão bom é o vocabulário dele, mas para meros mortais como eu, que não possuem uma quantidade tão alta de palavras no vocabulário, isso tornou muitas vezes o texto difícil de ler, pois precisava ficar procurando o significado das mesmas. Mas ainda assim as descrições eram bem-feitas, ainda que difíceis de entender. O conselho que daria, se me permitem dá-lo, seria de maneirar um pouquinho nesses sinônimos mais pomposos. De resto foi tudo muito bom.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
GM.Hisoka
Cabo
Cabo
GM.Hisoka

Créditos : 22
Warn : [Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 15/06/2017

[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini-*yalP*] *Era uma vez...*   [Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 EmptySab 02 Mar 2019, 20:33



Mini-Aventura

[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Nodame+9



Os bulícios e toadas tornavam-se mais acalorados a cada degrau galgado pelo quinteto. Bastaram poucos segundos até que alcançassem o píncaro da escadaria, garantindo pleno acesso ao segundo pavimento. O local era repleto de luzes artificiais geradas por quatro equipamentos em tripé nos cantos do palco, o que culminou numa visão ofuscada em detrimento das pupilas ainda não adaptadas, garantindo, de início, que as retinas conseguissem fotografar somente meras manchas pretas dispersas pelo recinto, oriundas dos homens de paletó. Despreocupados, apenas os mais próximos da entrada haviam notado a presença do grupo, imediatamente fitando-os confusamente. Entretanto, não tardou até que Tamara conseguisse a atenção de todos ao erguer sua lança sobre o ombro e arremessá-la contra um dos refletores. O utensílio explodiu num estampido sucedido de uma implosão, provocando um súbito apagão numa das regiões do lugar.

– AHHHHHH!!! – Os gritos femininos tomaram conta do ambiente no átimo que a melodia cessou. O medo estampado no semblante pávido e boquiaberto de todos era notório e, em concomitância com uma postura recuada, de tronco vergado para trás, revelava o pavor do delito iminente.

~Mini-Aventura ENCERRADA~


Observações:

Só tenho a agradecer por esta mini-aventura, Yalp! Você fez eu me sentir bastante cativado em orientá-lo, pois, logo de início, mostrou um grande talento narrativo. Eu tenho certeza que será um grande jogador neste fórum se manter essa dedicação e esmerar esse dom nato.

Quanto a observação que fiz referente a batalha, você tem razão. Seguindo um pensamento mais realístico, seria aquela percepção que sua personagem teria do adversário. Parabéns!

Minhas últimas ressalvas a você são:

Atente sempre ao português. Embora não exijamos que nossos jogadores sejam letrados em língua portuguesa, é sempre importante que a quantidade de erros sejam encurtados ao máximo. Para isso, tente sempre fazer uma releitura de seu post após criá-lo, de modo a retificar as falhas que sempre passam desapercebidas. Eu, por exemplo, faço uma revisão de um parágrafo sempre antes de passar para o parágrafo posterior, fora a revisão geral no fim da escrita.

Se possível, procure por um template para você. Não precisa ser nada muito sofisticado. Basta ver o meu, que é bastante singelo, porém cumpre a função de ornar meu texto. Não é obrigatório, claro. Você não perderá nota em sua aventura pela construção estética de seu post, entretanto, tenha certeza que se sentirá muito melhor com ele bem ataviado ;D.

Pense bastante antes de criar seu personagem. Devo frisar que ele é fixo por, no mínimo, seis meses. Isto é, depois de criar sua ficha, caso arrependa-se, somente poderá produzir um novo em meio ano! Não estruture um personagem que dependa de uma akuma no mi para você ter felicidade em narrá-lo, por exemplo. Além disso, saiba que o crescimento aqui é lento e progressivo, então conceba um personagem interessante desde o início. Não tente criar alguém que apenas será divertido com determinados objetivos, como level, poderes ou akuma, como citei.

Por fim, nunca se acomode! A evolução é constante, meu caro. Saiba que você sempre pode melhorar, independentemente do quão bom esteja. Os melhores players do fórum compreendem muito bem esse ponto e é por isso que estão sempre no topo! Bem, boa sorte, companheiro!

O que fazer agora que terminei minha Mini-Aventura?
- 1º passo: Agora que encerrou sua mini-aventura basta criar a sua ficha na Criação de Personagens usando o Modelo de Ficha.
- 2º passo: Corra e crie sua aventura. Onde? Há um tópico chamado Crie sua Aventura, lembre-se de que você somente pode criar uma aventura se sua ficha for aprovada e dentro do limite de pedidos de criação de aventura pendentes. Caso haja alguma pendência espere alguém aprovar a aventura anterior, para postar a sua.
- 3º passo: Aventura aceita? Então procure um narrador, onde? Em T.N.D crie um tópico para solicitar seu narrador, e aguarde o ADM responsável pela área escolher um narrador para você.
- AH! Leia as regras para que você não venha a tomar punições.
- Lembre-se você tem 30 dias para pedir os 6 créditos da conclusão da mini-aventura neste link.



____________________________________________________

[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 His

[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Rose
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




[Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini-*yalP*] *Era uma vez...*   [Mini-*yalP*] *Era uma vez...* - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Mini-*yalP*] *Era uma vez...*
Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Mini-Aventura :: Mini-Aventuras Concluídas ou Canceladas !-
Ir para: