One Piece RPG
O Alvorecer no East Blue XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [M.E.P] Nash
O Alvorecer no East Blue Emptypor TsubasaNash Hoje à(s) 13:40

» ~ RESET ~
O Alvorecer no East Blue Emptypor Jin Hoje à(s) 13:35

» [Kit - Garou]
O Alvorecer no East Blue Emptypor Ainz Hoje à(s) 12:06

» V - Into The Void
O Alvorecer no East Blue Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 11:03

» Mini - DanJo
O Alvorecer no East Blue Emptypor DanJo Hoje à(s) 02:51

» Crisbella Rhode
O Alvorecer no East Blue Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 02:48

» A Aparição de Mais Um Meio a Tantos
O Alvorecer no East Blue Emptypor Wave Hoje à(s) 00:53

» O vagabundo e o aleijado
O Alvorecer no East Blue Emptypor Ghastz Hoje à(s) 00:40

» Mini Aventura - Agyo Shitenno
O Alvorecer no East Blue Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:16

» O Legado Bitencourt Act I
O Alvorecer no East Blue Emptypor Faktor Ontem à(s) 22:16

» Apenas UMA Aventura
O Alvorecer no East Blue Emptypor Van Ontem à(s) 17:49

» Bellamy Navarro
O Alvorecer no East Blue Emptypor Greny Ontem à(s) 12:43

» Unbreakable
O Alvorecer no East Blue Emptypor Ainz Ontem à(s) 11:55

» (Mini) Gyatho
O Alvorecer no East Blue Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 01:02

» (MEP) Gyatho
O Alvorecer no East Blue Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:55

» [MINI-Tenzin]Here we go again
O Alvorecer no East Blue Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:53

» [M.E.P]Tenzin
O Alvorecer no East Blue Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:43

» [Extra] — Elicia's Diary
O Alvorecer no East Blue Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 00:27

» M.E.P DanJo
O Alvorecer no East Blue Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:27

» Mini Aventura - No Mercy
O Alvorecer no East Blue Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:20



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 O Alvorecer no East Blue

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : O Alvorecer no East Blue 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 5ª Rota - Pindorama

O Alvorecer no East Blue Empty
MensagemAssunto: O Alvorecer no East Blue   O Alvorecer no East Blue EmptySab 23 Fev 2019, 17:19

O Alvorecer no East Blue

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Jarok. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jarok
Civil
Civil
Jarok

Créditos : Zero
Warn : O Alvorecer no East Blue 10010
Data de inscrição : 13/03/2012

O Alvorecer no East Blue Empty
MensagemAssunto: Re: O Alvorecer no East Blue   O Alvorecer no East Blue EmptySab 23 Fev 2019, 19:07

Capítulo I: O Alvorecer no East Blue

- Trecho I: Aportando em Shelltown



Depois da morte de seu pai, Jarok sabia que os encarregados pelo quartel general de Loguetown ficariam mais do que felizes em aceitá-lo como um recruta.Como um dos mais antigos oficiais daquele QG e também por sua personalidade, seu pai era respeitado por todos, não havendo um único marine que tivesse algo a dizer contra ele. Ingressando ali ele sabia que teria parte daquele respeito, pelo menos enquanto merecesse. Além disso, estando em uma ilha movimentada como aquela, ele provavelmente teria mais chance de ser visto e subir na hierarquia da marinha.

Entretanto, as memórias do que havia acontecido ali eram de uma vida que ele queria deixar para trás. Ele queria viver sua própria vida em um lugar onde ninguém o conhecesse e, ciente da experiência que lhe faltava, ele queria conhecer e entender o mundo aos poucos, fazer amigos e ver o quão forte poderia ficar.

Assim, decidiu-se por continuar treinando em Loguetown até que se sentisse preparado para começar sua jornada, somente para logo perceber que perdia tempo enquanto esperava para se sentir preparado. De carona em um dos navios da marinha de Loguetown, ele partiu para onde o QG mais distante; ele queria começar do começo, de Shelltown.

Depois de longos e entediantes dias no mar e depois de breves despedidas aos conhecidos, ele pulou do navio - que não era tão grande assim - diretamente no porto da cidade, com nada além das roupas que vestia e uma pequena quantidade de dinheiro.

"Pra que lado é o QG?", pensou, ajeitando as roupas e olhando para ao longe, tentando visualizar a construção, que pelo que sabia deveria ser consideravelmente visível.

Enxergando-a, caminharia em sua direção, ansioso para começar aquele novo capítulo de sua vida. Caso o QG não estivesse visível, ele escolheria uma rua que fosse para o interior da ilha e vagaria por ali, até ter algum vislumbre do edifício.


Objetivos na aventura:
 
OFF:
 
OFF2:
 
Histórico:
 

____________________________________________________

Objetivos:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Jarok em Seg 04 Mar 2019, 20:40, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
MisaelLuz
Membro
Membro
MisaelLuz

Créditos : 6
Warn : O Alvorecer no East Blue 10010
Masculino Data de inscrição : 03/02/2019
Idade : 18
Localização : Micqueot

O Alvorecer no East Blue Empty
MensagemAssunto: Re: O Alvorecer no East Blue   O Alvorecer no East Blue EmptySeg 04 Mar 2019, 19:19



Capítulo I: O Alvorecer no East Blue




Logo o navio da Marinha chegou ao porto, o jovem pulou do navio. Já estava um tanto impaciente, devido à longa viagem de barco cruzando o East Blue de ponta à ponta. Assim que desceu do navio e começou à andar pelo cais, sentiu o calor característico da ilha, com o clima predominante de verão e a baixa densidade vegetal do lugar, eram poucos os horários em que a temperatura era confortável. Felizmente, aquele era um daqueles horários e o calor não estava absurdo, mas ele não sabia até quando ficaria assim.

Jarok olhava ao redor como que procurando um grande tesouro, para sua sorte o Quartel da Marinha da ilha havia passado por reformas há algum tempo e suas paredes foram aumentadas, permitindo que o QG localizado bem no centro da ilha pudesse ser visualizado até mesmo do porto. Partiu então cheio de ansiedade e sede de aventuras e novidades, sem nem mesmo se despedir dos marinheiros que vieram com ele no navio, deixando-os para trás enquanto descarregavam o navio e o atracavam em segurança.

No caminho para o QG ele viu alguns soldados patrulhando as ruas e vielas da cidade, não muitos, mas em quantidade bem maior do que se esperaria de uma ilha dos Blues, especialmente do East Blue. Talvez estivesse acontecendo algo na ilha, ou talvez o Sargento responsável pelo local fosse muito paranóico. Jarok foi forçado à perder sua linha de pensamento pela imagem de um homem sendo lançado através de uma janela para fora de um estabelecimento. Era uma loja de armas. Lá de dentro saiu então um senhor já de idade com uma cartola, parecia ser o dono do estabelecimento, e começou a chutar o outro homem que já estava desacordado e com manchas de sangue pelo corpo.


Seu merda, seu bêbado inútil. Achou mesmo que eu ia deixar você sair da loja sem pagar, ou será que você pensou que ia conseguir me derrotar? Eu tenho todas as armas que você puder imaginar seu imbecil!!


Curiosamente naquele momento não havia nenhum marinheiro por perto, as pessoas passavam ao redor da cena como se nada estivesse acontecendo, talvez fosse uma ocasião normal. O QG da marinha não estava muito longe.


Thanks [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]




NPC´s:
 

Detalhes:
 
   
Histórico:
 

Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Jarok
Civil
Civil
Jarok

Créditos : Zero
Warn : O Alvorecer no East Blue 10010
Data de inscrição : 13/03/2012

O Alvorecer no East Blue Empty
MensagemAssunto: Re: O Alvorecer no East Blue   O Alvorecer no East Blue EmptySeg 04 Mar 2019, 21:25

Capítulo I: O Alvorecer no East Blue

- Trecho II: Um pequeno desvio



Shelltown era muito diferente do que Jarok havia imaginado. Ouvira relatos de que era uma ilha com uma população baixa e um comércio relativamente pequeno, e que isso refletia a baixa presença da marinha. Entretanto, fosse por influência do Regente ou do Capitão do QG da marinha, a cidade havia se tornado muito diferente dos rumores que ele escutara. Com casas e prédios por todos os lados, a presença da marinha se tornara mais forte e a cidade, mais viva.

“Se é que Shelltown algum dia foi uma ilha pacata, eu aposto que esse desenvolvimento repentino tem mais a ver com o Capitão do que com o Regente”, pensou, chegando a essa conclusão após ver o imponente QG da marinha, que estava sob reforma, aparentemente passando por uma considerável expansão.

Entusiasmado, mudou levemente seu caminho, em direção ao quartel-general. O calor característico de Shelltown não estava tão grande a ponto de ser insuportável, mas não era nem um pouco confortável senti-lo sob o sobretudo preto que Jarok vestia. Assim, tirou-o e o colocou sobre o ombro direito, segurando-o de forma leve - mas firme - com a mão direita.

De tão distraído que estava observando o QG, nem sua audição incomum conseguiu lhe avisar de antemão quando um homem saiu voando pela janela de um prédio, se estatelando no calçamento, inconsciente e consideravelmente ferido. De dentro da loja, um velho baixinho de cartola saiu extremamente furioso e começou a chutar o homem que havia arremessado, mas ninguém ao redor pareceu se importar o suficiente para intervir.

- Seu merda, seu bêbado inútil. Achou mesmo que eu ia deixar você sair da loja sem pagar, ou será que você pensou que ia conseguir me derrotar? Eu tenho todas as armas que você puder imaginar seu imbecil!!

Jarok, de imediato, se colocou entre os dois, erguendo as mãos, de forma a tentar acalmar o dono da loja de armas.

- Senhor, não importa o que esse homem fez, acho que ele já foi punido o suficiente. Se ele estiver com qualquer mercadoria roubada eu retiro dele e devolvo ao senhor. Não há necessidade para mais violência. Eu estou indo me alistar no QG da marinha então posso carregá-lo eu mesmo até lá.

Jarok não conhecia aquele homem ferido na rua, mas sua personalidade não podia deixá-lo ignorar um homem inconsciente e ferido que ainda estava sendo agredido, independentemente de quem fosse ou o que tivesse feito. Apesar de estar em frente à uma loja de armas, nem por um momento ele pensou em comprar algo, afinal acreditava que a marinha lhe forneceria tranquilamente quaisquer armas que precissasse.

Se o exageradamente agressivo velhote concordasse com sua oferta, ele procuraria no corpo do homem pelo item ou pelos items roubados que ele carregasse e os entregaria ao velho. Em seguida, vestiria seu sobretudo novamente e levantaria o homem do chão, apoiando-o em seu ombro e andando calmamente até o QG de Shelltown.

Chegando ou não ao QG, a prioridade era encontrar algum lugar onde houvesse um médico para cuidar daquele homem. Para isso, tentaria olhar ao redor enquanto andava, procurando por algo que se parecesse um hospital ou algum tipo de clínica.




Objetivos na aventura:
 
Histórico:
 
Cores:
 
OFF:
 
OFF2:
 

____________________________________________________

Objetivos:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
MisaelLuz
Membro
Membro
MisaelLuz

Créditos : 6
Warn : O Alvorecer no East Blue 10010
Masculino Data de inscrição : 03/02/2019
Idade : 18
Localização : Micqueot

O Alvorecer no East Blue Empty
MensagemAssunto: Re: O Alvorecer no East Blue   O Alvorecer no East Blue EmptyQua 06 Mar 2019, 10:52



Capítulo I: O Alvorecer no East Blue




O senso de justiça inato de Jarok, o impedia à continuar sem intervir na situação. Ao se colocar entre o ferido e o dono da loja, ele pôs fim aos chutes pois o velho baixinho se surpreendeu com a intromissão e recuou olhando para cima, pois seus 1,45 m eram bem menores que os 1,80 do jovem. Ao ouvir o que o visitante falou, o velho deu mais uma olhada para o indigente e cuspiu no pé de Jarok, dizendo: Só o que faltava, mais um marinheiro pra acabar com o meu negócio, desde que aquele maldito Sargento aumentou a segurança, ninguém mais precisa de armas. O velho continuou resmungando se dirigindo de volta para a loja, mas antes de entrar ele se virou e disse: O que você está esperando? Tira logo esse indigente da frente da minha loja! Falou enquanto batia fortemente a porta, fazendo com que caíssem mais cacos de vidro que estavam pendurados na janela quebrada.

Jarok se virou para o homem ferido, checou suas vestes e concluiu que não havia mais nada com ele, o que quer que ele tivesse tentado roubar não tinha conseguido. Vestiu seu sobretudo, apesar do calor, para deixar seus braços livres, levantou o homem nos ombros e começou a carregá-lo até o QG. No caminho viu algumas clinicas médicas mas os valores estampados nas fachadas eram muito caros, 50.000 B$ para um tratamento comum, teria que dar todo seu dinheiro se levasse o desconhecido até uma dessas.

Ao chegar no QG, havia uma certa comoção na direção esquerda da entrada, uma placa na parede apontada naquela direção dizia alistamento de recrutas. Mas Jarok tinha como prioridade no momento o bem-estar do homem inconsciente. Se dirigiu até a recepção e pediu por ajuda para o homem. A recepcionista de cabelos castanhos olhou sem muito interesse por cima de seus óculos e disse: Você é novo na cidade não é? Já é a terceira vez dele aqui só essa semana, aqui não é hospital, garoto. Você veio se alistar? Então é melhor ir logo, o Tenente não gosta de atrasos.


Thanks [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]




NPC´s:
 

Detalhes:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Jarok
Civil
Civil
Jarok

Créditos : Zero
Warn : O Alvorecer no East Blue 10010
Data de inscrição : 13/03/2012

O Alvorecer no East Blue Empty
MensagemAssunto: Re: O Alvorecer no East Blue   O Alvorecer no East Blue EmptyQua 06 Mar 2019, 19:16

Capítulo I: O Alvorecer no East Blue

- Trecho III: Lavo minhas mãos



- Só o que faltava, mais um marinheiro pra acabar com o meu negócio, desde que aquele maldito Sargento aumentou a segurança, ninguém mais precisa de armas. - o velhote disse entredentes, talvez um levemente assustado pela intromissão do jovem, mas ainda decididamente irritado. - O que você está esperando? Tira logo esse indigente da frente da minha loja! - continuou, voltando para dentro da loja e batendo a porta com força o suficiente para Jarok se perguntar se o marco da porta não havia rachado.

“Que isso, esse velho vai acabar morrendo de pressão alta desse jeito”, ele pensou, soltando uma pequna risada enquanto recolhia o homem do chão.

Embora fosse inconveniente carregar aquele homem pela cidade, não encontrando nada nem ninguém que pudesse ajudá-lo sem a cobrança de uma taxa extorsiva pelos padrões de Jarok, ele logo chegou ao QG de Shelltown, avistando uma placa que dizia “Alistamento de Recrutas” à esquerda.

“Bom, mesmo se eu chegar atrasado não vai ser grande coisa”, pensou, ignorando o burburinho dos jovens que estavam se alistando, a excitação de darem o primeiro passo de seus sonhos os impedindo de ficarem calados. “Se os responsáveis pelo QG forem tão exigentes ao ponto de não me aceitarem por alguns minutos de atraso, ainda vou poder me alistar em qualquer outra ilha do East Blue”

Entrando no prédio ele facilmente localizou a recepção.

- Bom dia, você pode me ajudar com esse cara? - ele perguntou. Apesar de sua tranquilidade quanto ao alistamento, ele não podia deixar de ficar inquieto.

- Você é novo na cidade não é? - A recepcionista entediada olhou para ele, como se o que ele estivesse fazendo fosse algo burro. Ele não se importava que as pessoas possuíssem valores diferentes dos dele, mas ficava extremamente irritado quando era condescendido daquela forma. - Já é a terceira vez dele aqui só essa semana, aqui não é hospital, garoto. Você veio se alistar? Então é melhor ir logo, o Tenente não gosta de atrasos.

- A senhora não entendeu. - seu rosto que normalmente possuía uma expressão leve agora estava fechado, olhando diretamente nos olhos da mulher. - Eu não poderia me importar menos com o que quiser fazer com ele. Cuide de suas feridas, coloque-o em uma cela, jogue-o na rua novamente ou até dê um tiro nele se quiser. - ele falou, colocando-o o homem sobre a mesa da recepcionista. - O meu dever está feito.

A passos largos, ele voltaria ao lugar onde estava a placa de alistamento, tentando seguir a comoção para descobrir como chegar sem despertar mais atenção do que queria. Ao encontrar o grupo de pessoas, tentaria olhar em volta para descobrir se havia algum tipo de papel onde deveria preencher seus dados ou se deveria apenas encontrar algum lugar em uma fila ou formação, esperando pelas ordens dos oficiais em cargo do alistamento.

Caso houvesse algo a ser preenchido, ele o faria o mais rapidamente possível e caso houvesse uma fila ou formação onde devesse ficar, tentaria encontrar um lugar mais atrás, de onde pudesse observar todos - ou quase todos - que estavam ali e tiraria seu sobretudo, colocando-o novamente sobre o ombro direito. Calmamente, teria guardar em sua memória os rostos ali presentes, afinal logo seriam seus colegas.





Objetivos na aventura:
 
Histórico:
 
Cores:
 
OFF:
 
OFF2:
 

____________________________________________________

Objetivos:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
MisaelLuz
Membro
Membro
MisaelLuz

Créditos : 6
Warn : O Alvorecer no East Blue 10010
Masculino Data de inscrição : 03/02/2019
Idade : 18
Localização : Micqueot

O Alvorecer no East Blue Empty
MensagemAssunto: Re: O Alvorecer no East Blue   O Alvorecer no East Blue EmptyQua 06 Mar 2019, 20:49



Capítulo I: O Alvorecer no East Blue




Acredite garoto, se dependesse de mim, esse daí já teria recebido o que merece. Mas tire ele da minha mesa, coloque ele ali no canto que eu vou chamar a mãe dele. Falou a recepcionista enquanto se levantava e se dirigia aos fundos entrando por uma portinha detrás dela. O que pareceu estranho pois haviam Den Den Mushis no balcão dos quais ela poderia ligar para a mãe do coitado.

Seguindo então a placa, o barulho de burburinhos e seu objetivo, o jovem se dirigiu ao local de recrutamento. Ao seguir o corredor para o qual a placa apontava, ele se deparou com uma porta e um pequeno guichê ao lado da mesma onde havia um vidro com um buraco e um marinheiro dentro que parecia bem entediado: Veio se alistar? Tome, preencha o formulário, me entregue e entre. O processo vai começar em breve.

Formulário:
 

Após preencher o formulário, Jarok atravessou a porta e se deu de cara com uma sala vasta que mais parecia um ginásio com as arquibancadas mais cheias do que se esperaria de uma ilha do East Blue com um sério problema de excesso de marinheiros. Jarok subiu até a fileira mais alta, atrás de todos, vendo toda a situação. Podia ver alguns dos jovens mais energéticos, mas a maioria estava sentada olhando firmemente para a frente, o que lhe permitia ver apenas a parte de trás da cabeça deles. Nenhum deles puxou assunto com Jarok e nem ele parecia muito interessado em conversas. O Tenente responsável pelo treinamento apareceu enfim, forte como se esperaria de um Tenente da Marinha, com o cabelo escuro e os músculos bem definidos por debaixo do uniforme. Ele olhou para a plateia de jovens e falou: Vamos direto ao ponto, vocês estão aqui para se juntar à Marinha, o punho de ferro com o qual o Governo Mundial mantém a paz no mundo, o escudo que protege os inocentes dos monstros que buscam destruir o mundo. Se vocês passarem nos testes de hoje vocês se tornarão parte dessa orgulhosa organização. Agora para o primeiro teste, vocês irão limpar o banheiro do Quartel e lavar os uniformes dos marinheiros residentes.

Era possível ouvir a aura de desapontamento do publico depois do discurso motivador do Tenente. Não era um serviço agradável ou glamouroso, mas todo mundo tem de começar de algum lugar. Os novatos foram levados ate o banheiro do Quartel que era bem grande e continha de tudo, desde chuveiros até vasos sanitários, e cada cantinho daquela sala estava coberta de mofo, lodo ou sujeira desconhecida. O Tenente apontou para a direção da lavanderia, que continha alguns tanquinhos, pias e varias pilhas de mais de um metro e meio de altura de uniformes suados e fétidos, indicando o que fazer quando acabassem com o banheiro.

Voltarei em breve para ver como saiu o serviço, e quero tudo novinho em folha.

Thanks [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]




Off:
 
Detalhes:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Jarok
Civil
Civil
Jarok

Créditos : Zero
Warn : O Alvorecer no East Blue 10010
Data de inscrição : 13/03/2012

O Alvorecer no East Blue Empty
MensagemAssunto: Re: O Alvorecer no East Blue   O Alvorecer no East Blue EmptyQui 07 Mar 2019, 21:48

Capítulo I: O Alvorecer no East Blue

- Trecho IV:Só pode ser uma piada



- Acredite garoto, se dependesse de mim, esse daí já teria recebido o que merece. - a recepcionista disse logo que Jarok se virou para seguir seu caminho, inafetada pela rispidez do rapaz. - Mas tire ele da minha mesa, coloque ele ali no canto que eu vou chamar a mãe dele.

Com as mãos nos bolsos da calça, ele virou seu olhar para a recepcionista, que já estava entrando em uma pequena sala, apesar de haver uma série de den den mushi no balcão, organizados em uma ordem que Jarok não tinha nem interesse nem tempo para tentar adivinhar.

“Bom, acho que ainda não é a hora de deixar meu orgulho criar um atrito desnecessário”, ele tinha uma impressão de que talvez precisasse construir uma relação decente com aquela recepcionista. Segurando o homem por baixo dos braços, ele o arrastou para o canto da parede e lhe deixou na posição mais confortável que conseguiu no pouco tempo que tinha, partindo em direção à placa de alistamento antes da mulher retornar.

“A mãe daquele cara deve ter no mínimo um poder político decente por aqui”, ele ponderou, andando a passos largos, a excitação de estar chegando perto do início de sua jornada fazendo a adrenalina subir violentamente em seu corpo. “Bom, eu não tô nem aí pra isso também”, o único poder no qual ele acreditava era a força.

No corredor que a placa indicava, um marine solitário e entediado aguardava atrás de guichê; Jarok poderia jurar que já havia visto alguém muito semelhante, e só aquela vaga recordação lhe deixou sobressaltado por uma fração de segundo.

“Eu definitivamente nunca quero estar no lugar desse cara”, percebeu que estava suando frio. Aquele tipo de trabalho monótono lhe faria subir pelas paredes.

- Veio se alistar? Tome, preencha o formulário, me entregue e entre. O processo vai começar em breve.

Pegando a prancheta com o formulário, Jarok deu uma lida rápida em todos os itens:

“Hum, essa última é quase facultativa”, ele pensou, começando a preencher os itens. “Dependendo do local dá até pra escrever que quer virar um marine para matar todos os piratas”. Concluindo rapidamente, já com a adrenalina sob controle, ele devolveu o formulário ao marine no guichê e abriu a porta, passando e fechando-a atrás de si.

Nome: Jarok
Lugar de Origem: Loguetown  
Estilo de Combate: Boxeador
Histórico Criminal:( ) Sim (x) Não
Por que quer ser marinheiro? Quero seguir os passos do meu pai

A sala na qual ele havia acabado de entrar era semelhante a um ginásio e estava lotada de recrutas, mais do que ele mesmo jamais vira em Loguetown.

“Uau, deve existir algum tipo de vantagem em se alistar aqui. Ou isso, ou o comandante desse QG deve ser absolutamente conhecido e respeitado para tantos quererem servir sob ele”, pela primeira vez ele estava genuinamente surpreso.

Quieto por natureza, Jarok não se importava em puxar conversa com ninguém ali e seu interesse estava mais concentrado em quais seriam os métodos que os encarregados utilizariam para filtrar tantos recrutas. Pelo o que ele vira na rua Shelltown tanto não precisava de mais nenhum soldado, o que tornava tanto provável quanto possível que a maioria dos que fossem recrutados seriam enviados para outros lugares; Como alguém que queria conhecer o mundo, ele certamente não tinha nada contra, muito pelo contrário.

Conseguindo sutilmente seu lugar no topo da arquiibancada, ele podia ver os recrutas empolgados dos lados e abaixo - embora estivessem segurando suas emoções -, perguntando-se quantos daqueles tinham a determinação para serem grandes algum dia. Logo a resposta para aquela pergunta começaria a ser respondida conforme um Tenente da marinha tomou a frente, começando o processo.

- Vamos direto ao ponto, vocês estão aqui para se juntar à Marinha, o punho de ferro com o qual o Governo Mundial mantém a paz no mundo, o escudo que protege os inocentes dos monstros que buscam destruir o mundo.  - Seu porte militar certamente confirmava que aquela era verdadeiramente sua convicção pessoal - Se vocês passarem nos testes de hoje vocês se tornarão parte dessa orgulhosa organização. Agora para o primeiro teste, vocês irão limpar o banheiro do Quartel e lavar os uniformes dos marinheiros residentes. - Jarok pôde jurar que um sorriso brotou no canto da boca do Tenente por uma fração de segundo.

De imediato, muitas das expressões forçadas que os recrutas faziam foram substituídas por expressões de frustração, alguns até mostraram expressão extremamente arrogantes, como se se considerassem acima de um serviço como aquele.

“Eis que os despreparados dão as caras”, ele não pôde evitar o sorriso que brotou em seu próprio rosto.

A verdade era que Jarok conhecia a possibilidade de algo do tipo. Em cada QG algo diferente era priorizado quando buscando por recrutas. Não era algo tão comum, mas esse QG parecia procurar por pessoas capazes de executar qualquer ordem com perfeição e sem dar pretextos.

Enquanto Jarok observava muitos recrutas perguntando-se aonde se meteram, olhando para os lados somente para perceberem que era tarde demais para fugir, o Tenente os guiou até o grande banheiro do QG, e a situação era um show de horrores.

- Voltarei em breve para ver como saiu o serviço, e quero tudo novinho em folha.

“Não é possível que isso tenha ficado assim por uso rotineiro”, apesar de ter imaginado algo semelhante, ele não esperava que chegasse a esse ponto, “Isso não é um teste, é um batismo”

Guardando suas luvas nos bolsos da calça e amarrando os braços de seu sobretudo quase um palmo acima de seu umbigo para que ele arrastasse o mínimo possível naquele piso nojento, Jarok daria o primeiro passo, procurando por um balde, esfregão e produtos de limpeza, começando a limpar o chão pela extremidade oposta da sala.

“Isso só pode ser uma piada. Se é pra limpar vocês vão ver como é que eu limpo essa porcaria aqui!”, para Jarok não tinha dia ruim. Ele não era infantil ao ponto de negar fazer o serviço ou fazer de má vontade. Ele tinha uma filosofia de que se ele tinha que fazer algo, esse algo deveria ser feito da melhor forma possível. “Tenho certeza que alguns desses caras vão acabar vomitando”, ele riu internamente; esse tipo de pessoa não tinha a menor capacidade para ingressar em uma instituição como a marinha.

Entretanto, se fosse possível, ele tentaria focar o chão e as paredes, deixando as privadas e os chuveiros para os que ficassem enrolando para começar o trabalho; seria uma justa punição para aqueles cuja vontade de virar marines era fraca.

Conforme limpasse, manteria um olho no resto da sala. No momento em que recrutas começassem a se dirigir para a lavandeira, ele tentaria ir atrás da maneira mais sutil que conseguisse, começando a limpar os uniformes pelas camisas e calças, deixando as roupas de baixo para os que fossem lentos demais.

Por mais nojento que o serviço fosse, ele tentaria manter a sujeira apenas nas mãos, tentando ignorar o cheiro e toda a sorte de substâncias desconhecidas que escorriam do chão e das roupas para elas.

“Espero que um banho seja o suficiente para fazer esse cheiro sair das minhas memórias”



Objetivos na aventura:
 
Histórico:
 
Cores:
 
OFF:
 

____________________________________________________

Objetivos:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
MisaelLuz
Membro
Membro
MisaelLuz

Créditos : 6
Warn : O Alvorecer no East Blue 10010
Masculino Data de inscrição : 03/02/2019
Idade : 18
Localização : Micqueot

O Alvorecer no East Blue Empty
MensagemAssunto: Re: O Alvorecer no East Blue   O Alvorecer no East Blue EmptySex 08 Mar 2019, 10:47



Capítulo I: O Alvorecer no East Blue




Jarok não se surpreendeu nem se decepcionou com a provação proposta, e fez seu serviço com zelo e sem nojo. Porém, ao terminar de limpar o chão e as paredes do banheiro, ele viu alguns gaiatos indo para a lavanderia antes do banheiro ter sido terminado. Já estava bem melhor mas haviam ainda partes sujas, no entanto já haviam recrutas se esforçando para concluir essas partes. Jarok então não viu motivo para continuar ali, e deixou aqueles serviços para os que demoraram demais para começar ou simplesmente vacilaram, e partiu para a lavanderia com os outros. Chegando lá, acabou tendo que ficar com as roupas de baixo que pretendia evitar, pois os dois recrutas que chegaram primeiro já haviam se apossado das pilhas das camisas e das calças respectivamente. A pilha que sobrou para Jarok, com meias e cuecas, era bem menor, mas definitivamente a pior. Após muito esforço, tempo e mal cheiro, os três haviam conseguido terminar o trabalho na lavanderia impecavelmente.

Mal haviam terminado, o Tenente chegou, e começou a analisar o serviço:
Hum, hum... muito bom, muito bom mesmo. Essas roupas estão impecáveis, até as meias e cuecas ficaram brancas, impressionante. Porém... Falou mudando drasticamente o tom e a feição de agradável para severo. o banheiro ainda deixou muito a desejar.

E o que nós temos a ver com isso? A parte que nós fizemos no banheiro ficou impecável pode olhar, a roupa também. Não é culpa nossa se os outros recrutas não são tão bons quanto a gente. Retrucou o jovem que ficara responsável pelas pias e camisas.

Isso apenas irritou ainda mais o Tenente: O que foi que você disse, moleque? Você não ouviu o meu discurso? Se vocês querem ser marinheiros, têm que entender que vocês não importam mais, vocês são apenas partes de algo muito maior. Não há espaço para se achar melhor que os outros, se alguém não consegue fazer o serviço você deve ajudá-lo pois o serviço irá afetar a todos! O Tenente estava claramente alterado, com as veias saltadas. Mas estava fazendo um esforço enorme para se conter. Se dependesse de mim, vocês estariam todos reprovados...mas o Sargento quer recrutar tantos recrutas quanto possível. Mas eu não posso permitir que vocês três passem, mais de um encrenqueiro pode destruir um QG. Vocês três vão lutar, apenas um vai passar!

Os outros dois recrutas olhavam para Jarok e entre eles, apesar disso não pareciam estarem em sintonia, até por que só haveria uma vaga. O Tenente guiou os três e os organizou em triângulo no espaço que antes estava cheio de pilhas de roupas, agora era um espaço grande o bastante para realizarem uma luta. Seria um três contra três, todos contra todos, de onde apenas um sairia vencedor!

- LUTEM!

Thanks [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]




Detalhes:
 
OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Jarok
Civil
Civil
Jarok

Créditos : Zero
Warn : O Alvorecer no East Blue 10010
Data de inscrição : 13/03/2012

O Alvorecer no East Blue Empty
MensagemAssunto: Re: O Alvorecer no East Blue   O Alvorecer no East Blue EmptySab 09 Mar 2019, 14:28

Capítulo I: O Alvorecer no East Blue

- Trecho V: Olhando para o topo



- Hum, hum... muito bom, muito bom mesmo. Essas roupas estão impecáveis, até as meias e cuecas ficaram brancas, impressionante. Porém... - sem aviso, o Tenente chegou no momento em que eles terminaram de lavar as roupas, como se soubesse exatamente quanto tempo eles demorariam para terminar. -  o banheiro ainda deixou muito a desejar.

- E o que nós temos a ver com isso? - um dos outros dois que estava na lavanderia com Jarok indagou, irritado; de certa forma era um pouco impressionante que ele tivesse o sangue frio o suficiente para falar daquela maneira com o Tenente. - A parte que nós fizemos no banheiro ficou impecável pode olhar, a roupa também. Não é culpa nossa se os outros recrutas não são tão bons quanto a gente.

- O que foi que você disse, moleque? Você não ouviu o meu discurso? Se vocês querem ser marinheiros, têm que entender que vocês não importam mais, vocês são apenas partes de algo muito maior. Não há espaço para se achar melhor que os outros, se alguém não consegue fazer o serviço você deve ajudá-lo pois o serviço irá afetar a todos! - com um olhar quase obssessivo, o Tenente realmente tinha orgulho de ser um completo boneco da marinha e do governo mundial.

“Com esse tipo de personalidade eu duvido que esse cara alcance um posto maior que Tenente”, Jarok pensou, sorrindo internamente, “Me dê alguns anos e você vai ver quem não importa mais”, ele não estava ali para seguir cegamente as ordens de ninguém, mas sim para chegar ao topo e pegaria todas as oportunidades qu houvessem para que isso acontecesse o mais rápido possível.

- Se dependesse de mim, vocês estariam todos reprovados...mas o Sargento quer recrutar tantos recrutas quanto possível. Mas eu não posso permitir que vocês três passem, mais de um encrenqueiro pode destruir um QG. Vocês três vão lutar, apenas um vai passar!

“É uma decisão mais razoável do que eu esperava, mas extrema demais ao mesmo tempo”, os outros dois não pareciam grande coisa, mas ele também tinha noção da própria força e habilidade de combate; não seria fácil vencê-los.

Rapidamente, o Tenente organizou uma arena improvisada no espaço onde as pilhas de roupas haviam estado. Os outros dois pareciam não pretender se unir para derrotar Jarok primeiro, então seria uma luta cada um por si. Era até um formato que trazia certas vantagens para quem soubesse usá-lo.

- LUTEM!

De imediato, Jarok entraria em posição de combate, as mãos posicionadas firmemente na frente do rosto e então esperaria um dos dois atacar. Naquele tipo de luta, o que atacasse primeiro corria o risco de ficar preso entre os outros dois e ele não tinha nenhuma garantia de que pelo menos um deles possuísse a regra moral de não lutar contra um oponente que estivesse em algum tipo de desvantagem.

Assim, tentaria se manter na borda do “ringue”, tentando se esquivar para os lados e se abaixando caso fosse necessário e só lutaria de verdade se os dois se unissem e viessem para cima dele ou se um deles viesse contra ele e o outro decidisse não lutar. Caso os dois começassem a lutar entre si, ele esperaria um deles vencer e se o vencedor fosse golpeado antes de vencer ele lhe ofereceria um tempo para descansar antes de começarem a luta final.

Em todos os casos, tentaria ficar constantemente se posicionando de uma forma que um ficasse no caminho do outro - de forma a não ser atacado pelas costas e de forma a poder recuar caso fosse flanqueado - e, utilizando de suas habilidades de boxeador para se aproximar rapidamente daquele que estivesse mais próximo, aplicaria sequências aleatórias de socos direitos, uppercuts e hooks.

Caso acabasse por não evitar ser flanqueado ou atacado pelas costas, ele tentaria recuar para sua posição original, com as costas protegidas pelo limite do “ringue”.



Objetivos na aventura:
 
Histórico:
 
Cores:
 
OFF:
 

____________________________________________________

Objetivos:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O Alvorecer no East Blue Empty
MensagemAssunto: Re: O Alvorecer no East Blue   O Alvorecer no East Blue Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Alvorecer no East Blue
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Shells Town-
Ir para: