One Piece RPG
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Henry Meursault
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Emptypor Meursault Hoje à(s) 20:42

» [FICHA] Akito Wanijima
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Emptypor Lind Hoje à(s) 17:07

» Glitzky Platzken
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Emptypor Pierce Hoje à(s) 15:35

» Suzuk Hamada
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Emptypor Faktor Ontem à(s) 20:10

» [Mini-Haqim] Maelstrom
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Emptypor Khrono Dom 18 Ago 2019, 21:15

» [Ficha] Roxas
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Emptypor Mashx Dom 18 Ago 2019, 19:55

» [Mini - Nine}
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Emptypor Nine Dom 18 Ago 2019, 19:40

» Todo dia um meme educativo do Furry diferente
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Emptypor Johnny Bear Dom 18 Ago 2019, 18:02

» [Kit - Rikan Motsai]
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Emptypor Blum Dom 18 Ago 2019, 17:04

» Hizumy Mizushiro Mayan
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Emptypor Mizushiro Hizumy Dom 18 Ago 2019, 16:31

» [FICHA] Bóris Ivanenko
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Emptypor Capato Dom 18 Ago 2019, 14:32

» Karyo Shen
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Emptypor ADM.Hoyu Dom 18 Ago 2019, 12:38

» Fanalis B. Ria
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Emptypor ADM.Hoyu Dom 18 Ago 2019, 12:08

» Kaleb Blaze
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Emptypor ADM.Hoyu Dom 18 Ago 2019, 11:19

» Doppio Pannacotta
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Emptypor ADM.Hoyu Dom 18 Ago 2019, 11:17

» ||NPC|| Jack e Mari - Lvneel - North Blue
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Emptypor PepePepi Dom 18 Ago 2019, 00:46

» Mini-aventura Shironi
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Emptypor Khrono Sab 17 Ago 2019, 22:17

» [Kit - Ken Rock]
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Emptypor Ken Rock Sab 17 Ago 2019, 18:03

» Meng Hao
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Emptypor ADM.Senshi Sab 17 Ago 2019, 11:09

» Meng Hao
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Emptypor ADM.Senshi Sab 17 Ago 2019, 11:07



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and Fire

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player!

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Yuliy
Membro
Membro
Yuliy

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! 10010
Data de inscrição : 17/02/2019

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Empty
MensagemAssunto: [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player!   [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! EmptyDom 17 Fev 2019, 21:26

Nome: Yuliy
Idade: 17
Sexo: masculino
Raça: humano
Tamanho: normal
Estilo de Combate: gatuno
Localização: Dawn Island
Grupo: civil
Vantagens: Ambidestro (1), Temperamento Calmo (1)
Desvantagens: Sinceridade Excessiva (2)

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
GM.Hisoka
Game Master
Game Master
GM.Hisoka

Créditos : 30
Warn : [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! 10010
Masculino Data de inscrição : 15/06/2017

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player!   [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! EmptyDom 17 Fev 2019, 21:42

~Mini-Aventura APROVADA~


Olá, seja bem-vindo ao OPRPG!!

Eu sou um Orientador, minha função é lhe ajudar a se adaptar neste universo do OPRPG.

Sendo assim irei lhe orientar de todas as formas possíveis, a partir de dicas no decorrer desta Mini-Aventura. Como esse fórum é bem complexo em suas regras, também irei tentar responder suas dúvidas, por isso, no menu de navegação (parte superior do site) existe um link M.P. O mesmo corresponde às mensagens privadas. Lá você poderá, em qualquer momento que achar necessário, me enviar dúvidas de como prosseguir no jogo; ou pode entrar no seguinte link: https://www.onepiecerpg.com/f3-duvidas-criticas-e-sugestoes , e criar um tópico para algum membro da Staff responder; mas caso tenha dúvidas durante a Mini, pode colocar em "off" no próprio post.

Sim... Vamos ao que importa?

Abaixo seguirão algumas dicas para que leia antes de criar seu primeiro post.

DICAS:


  • Lembre-se que você apenas narra as ações de seu personagem, seu personagem nunca FAZ ele sempre TENTA e também demonstre desde o 1º post qual o seu objetivo na aventura.
  • O ambiente que você se encontra, NPC's e todo o resto que compõe sua aventura, quem cuidará disso sera seu narrador.
  • As mini-aventuras servem para corrigir seus erros na narração durante a aventura e também formas melhores de deixar sua narração mais interessante.
  • Caso a Mini-Aventura fique sem post durante 5 dias por parte do player, a mesma será cancelada.


O 1º post é seu e eu serei o seu Orientador.

____________________________________________________

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! His

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Rose

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! 0fMOaeE
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Yuliy
Membro
Membro
Yuliy

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! 10010
Data de inscrição : 17/02/2019

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player!   [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! EmptySeg 18 Fev 2019, 11:12


Observer
Yuily se encontrava encostado em uma singela árvore, não havia motivo consciente que o fizesse escolher tal árvore, mas lá no fundo existia um motivo, existia uma crítica que ele jamais abriu mão ao ouvir de seus pais, você nunca vai ser independente, nunca deixaremos, a sua criação foi horrível, seus pais nunca lhe deram a liberdade que tanto almejava.

Porém isso mudou quando fez dezessete anos de idade, no madrugada de seu aniversário quando todos tinham ido dormir, Yuliy arrumava sua coisa e saia de casa, sua fuga havia sido bem planejada anteriormente, até com um pouco de dinheiro ele havia saído para ter um começo melhor… uma semana se passou e de nada adiantou aquele dinheiro, o menino não sabia ao certo como viver sozinho, já tinha aprendido mais do que em todos anos da sua vida e ainda há muito mais para aprender.

Sentado no chão com as costas contra a árvore ele pegava uma carta com o endereço da casa de seus pais, com algo para escrever ele começava:

Citação :
Queridos Pai e Mãe, venho dizer que me encontro vivo, não nas melhores condições, mas vivo, neste exato momento meu estômago se esfrega em suas paredes internas em busca de alimento, o som que isso faz me deixa constrangido perto das pessoas, mas mesmo no estado que estou e com o pouco que aprendi até agora decidi fazer essa carta para vocês, pois entendi a responsabilidade que tenho com vocês mesmo sendo superprotetores.

Não darei mais informações sobre onde estou, mas posso dizer que já vi cada pôr-do-sol mais bonito que o outro, o céu toma cores belas para mais olhos.


Atenciosamente,
seu filho mais novo

Com sua carta feita ele tentaria dobra-la sem causar muitos danos a escrita, que convenhamos, não era das melhores, e colocaria dentro do envelope.

-onde será que tem correio nessa ilha?

Se questionaria o jovem, mesmo sabendo o que precisaria fazer, ele se mantinha pestanejando e faminto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
GM.Hisoka
Game Master
Game Master
GM.Hisoka

Créditos : 30
Warn : [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! 10010
Masculino Data de inscrição : 15/06/2017

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player!   [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! EmptySeg 18 Fev 2019, 22:49

~Post NEGADO~


Olá, querido Yuliy!? Como você está? Meu nome é Hisoka e eu serei o seu orientador nesta mini-aventura. Aqui, você irá ser lapidado ao estilo narrativo do OPRPG. Meu trabalho é ajudá-lo ao máximo, sempre com as minhas melhores dicas e orientações. Antes de tudo, peço que não fique desanimado pelo post negado, pois ele é extremamente comum de acontecer, principalmente por se tratar do primeiro! Então, vamos aos motivos que me levaram a negá-lo!

Bem, companheiro, você acabou cometendo dois godmodes em sua narração. O que seria um godmode? Ele ocorre quando o player realiza a inserção de algum componente em sua narração que não foi anteriormente apresentado pelo narrador. No seu caso, você o fez em duas situações; a primeira quando narrou que estava sob uma árvore, como pode ver aqui:

"Yuily se encontrava encostado em uma singela árvore [...]"

A segunda, por sua vez, quando declarou que carregava dinheiro.

"[...] até com um pouco de dinheiro ele havia saído para ter um começo melhor…"

Embora em sua aventura você comece com um pouco de grana, este não é o caso na mini-aventura. Aliás, você até pode começar, mas se narrar da maneira correta haha. Se narrasse do seguinte modo, por exemplo:

"Yuliy arrumaria suas coisas e buscaria por alguma quantia de dinheiro..."

Note a suposição na existência do dinheiro. Narrando assim, eu faria com que você encontrasse alguma porção, pois iria presenteá-lo pela narração correta. Por outro lado, não há nenhum problema em você narrar a questão da carta, pois é algo relacionado unicamente ao seu personagem. No entanto, não pode narrar o cenário, como a árvore do ambiente, tudo bem?

Por fim, o último ponto, ainda que não menos importante, se refere ao seu objetivo inicial para com a mini-aventura. Você finalizou o post de maneira muito vaga. O que seu personagem quer fazer? Eu não teria como construir um cenário para você, nem colocar um NPC para interagir, pois você não fez nada muito concreto. Até citou a suposta existência de um correio na ilha, porém não fez seu personagem agir e ir até o local.

Bem, Yuliy. Sua narração não é ruim, de forma que eu vi que não terei muitos problemas em lidar com a construção textual em si, apenas com determinados pontos do estilo narrativo do nosso querido OPRPG. Então, sem desanimar, tudo bem? Tente aplicar essas orientações em seu próximo post. Não precisa refazê-lo completamente, somente fazer as mudanças pedidas e acrescer o necessário. Vamos lá, você consegue! ;D

____________________________________________________

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! His

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Rose

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! 0fMOaeE
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Yuliy
Membro
Membro
Yuliy

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! 10010
Data de inscrição : 17/02/2019

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player!   [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! EmptyTer 19 Fev 2019, 03:11


Observer
Yuily procuraria por alguma lugar para encostar, uma árvore talvez, encostaria em algo singelo e frio, não havia motivo consciente que o fizesse escolher aquilo, mas lá no fundo existia um motivo, existia uma crítica que ele jamais abriu mão ao ouvir de seus pais, você nunca vai ser independente, nunca deixaremos, a sua criação foi horrível, seus pais nunca lhe deram a liberdade que tanto almejava.

Porém isso mudou quando fez dezessete anos de idade, no madrugada de seu aniversário quando todos tinham ido dormir, Yuliy arrumaria suas coisas e sairia de casa, sua fuga havria sido bem planejada anteriormente, até com um pouco de dinheiro ele tentou procurar rapidamente pela casa, continuaria com plano para sair logo em seguida e ter um começo melhor… uma semana havia se passado e de nada adiantou aquele dinheiro possível dinheiro, o menino não sabia ao certo como viver sozinho, já teria aprendido mais do que em todos anos da sua vida e ainda havia muito mais para aprender.

Caso obtivesse sucesso em encontrar um lugar bom para se senter ele pegaria um pedaço de papel e com algo para escrever, ele começaria:

Citação :
Queridos Pai e Mãe, venho dizer que me encontro vivo, não nas melhores condições, mas vivo, neste exato momento meu estômago se esfrega em suas paredes internas em busca de alimento, o som que isso faz me deixa constrangido perto das pessoas, mas mesmo no estado que estou e com o pouco que aprendi até agora decidi fazer essa carta para vocês, pois entendi a responsabilidade que tenho com vocês mesmo sendo superprotetores.

Não darei mais informações sobre onde estou, mas posso dizer que já vi cada pôr-do-sol mais bonito que o outro, o céu toma cores belas para mais olhos.


Atenciosamente,
seu filho mais novo

Com sua carta feita ele tentaria dobra-la sem causar muitos danos a escrita, que convenhamos, não era das melhores, e colocaria dentro do envelope.

-Preciso achar alguém que consiga enviar isso para meus pais em Shells Town.

Diria o jovem para si como se acabasse de demarcar um objetivo para o seu dia, além de sobreviver, sua barriga roncaria ao terminar sua frase, era um constante lembrete do quão mal sobrevivia, levaria sua mão espalmada a área que roncava e partiria em direção da cidade mais próxima da ilha em busca de alguém que pudesse lhe ajudar, guardaria o papel em seu bolso enquanto andava.


Off:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
GM.Hisoka
Game Master
Game Master
GM.Hisoka

Créditos : 30
Warn : [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! 10010
Masculino Data de inscrição : 15/06/2017

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player!   [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! EmptyQua 20 Fev 2019, 00:18



Mini-Aventura

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Tumblr_mzmlcv5Ut01qfxxzto1_500



Protegido sob a copa de uma árvore, Yuliy não era subjugado pelos refúlgidos raios solares que marcavam o céu quase sem nuvens de Dawn Island. Suas rabiscadas num papel amassado provocavam um frêmito incessante em meio ao grasnar das aves, grifando permanentemente a folha em branco com as lascas de grafite. A carta não era, nem de longe, engenhada sob a melhor caligrafia, mas estava suficientemente legível para informar o seu estado atual aos seus pais.

Com o término da escrita, Yuliy ergueu a pelve outrora apoiada numa raiz tabular e guardou o papel no bolso traseiro de sua calça. Assim que enfiou a mão na algibeira, gerou um estampido metálico oriundo do abalroamento de moedas num saco de pano. Havia cerca de oito mil berries naquele fole, representando a sua parca economia às mínguas. Mesmo o comedimento na escolha pelos alimentos mais baratos, assim como a diminuição na quantidade de refeições diárias não eram suficientes para amealhar os gastos.

Seus passos em direção de Porto Branco, a cidade central de Dawn Island, eram pesados e titubeantes. Seu estômago parecia engolir a ele mesmo, travando uma intensa batalha que refletia em constantes dores abdominais e fragores desagradáveis. O sol, antes muito faustoso e notável na abóbada celeste, agora estava obducto por um imenso castelo no centro do burgo, construído em fidalgas rochas egrégias polidas na medida pelos trabalhadores que vivem na periferia. O zéfiro róscido que refrescava sua pele áspera também ruiu em detrimento da mastodôntica barreira física que a estrutura impele no ambiente. Ali, o recinto não somente era mais escurecido, como também mais bochornoso. Além disso, os bulícios das aves e insetos foi subjugado pelos intensos murmúrios dos comerciantes sobre as calçadas e dos tropéis dos cidadãos aligeirados, denotando sempre muita pressa para algum compromisso. Aquela era a vida na cidade afinal.

Após caminhar por alguns minutos em Porto Branco, Yuliy se deparou com um grande casarão branco em frente a duas ruas bifurcadas. Com dois andares, ele possuía uma engenharia rústica, com quatro altas colunas em sua fachada. No centro do telhado, havia um enorme símbolo de uma gaivota carregando uma sacola com jornais junto ao nome do estabelecimento, BirdEX, num letreiro de cor preta na base do pé do animal. Tratava-se de um dos melhores empórios da ilha no que tange o envio e recebimento de cartas, uma vez que utilizam uma das mais rápidas espécies de gaivotas dos Blues. No interior da loja, um enorme lustre luxuoso iluminava o recinto, ainda que estivesse de manhã. Pendurados na laje, várias gaivotas de papel decoram o local aliadas a quadros do animal na parede. Ali, essa ave parecia ser tratada como uma deusa.

Yuliy enfrentou uma fila mediana, com doze pessoas inicialmente, ainda que, ora ou outra, uma idosa surgia para atrapalhar-lhe a vida, mas nada que configurasse mais do que vinte minutos de espera. Quando finalmente chegou sua vez de ser atendido, ele foi recepcionado por uma bela moça detrás de um balcão de mármore. Ela tinha cachos havana que caíam sobre o lado direito do rosto em espiral, vestia uma camisa social e um chapéu branco com o mesmo símbolo de gaivota da fachada, denotando a logo da empresa. Ela finalizava o endireitamento de um maço de papéis contra a bancada no instante que notou o rapaz, indagando-o:

– Olá, jovem. Bem-vindo à BirdEX! No que eu posso lhe ajudar? – Os carnudos lábios tingidos em carmesim por batom enaltecerem a sua feição num sorriso, estirando os orbiculares das íris cerúleas que fitavam Yuliy no caloroso atendimento.

Dicas e Instruções:
 


____________________________________________________

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! His

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Rose

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! 0fMOaeE
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Yuliy
Membro
Membro
Yuliy

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! 10010
Data de inscrição : 17/02/2019

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player!   [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! EmptyQui 21 Fev 2019, 15:38


Observer
O sol estava lindo, Yuliy aproveitava aquele momento mais introspectivo, sua posição em que se e sentara era bem confortável, mas isso não parecia deixar a escrita do mesmo mais bonita, pelo contrário, ela continuaria a mesma letra de sempre, legível, mas feia. O som das aves retiraria a atenção do jovem por alguns segundos que apenas olharia para céu, tentaria fugir daquele local até onde sua vista alcançasse.

O menino se levantaria do lugar em que estava sentado guardando o papel em seu bolso mais próximo a nádega esquerda. Sua pequena bolsa presa na altura da cintura como um cinto balançaria no ato fazendo um som metálico, o jovem rapidamente se surpreenderia, suas sobrancelhas arqueariam junto com uma frase que sairia de sua garganta:

–Quem diria, ainda tem dinheiro aqui… deixe-me contar isso logo.

Ele se mostraria estar surpreso consigo mesmo por deixar algo tão importante passar despercebido, contaria quanto de dinheiro teria dentro da pequena bolsa enquanto daria suas passadas para se locomover daquele local. Enquanto caminhava em direção ao porto branco ele iria ponderar sobre o que fazer com o dinheiro que achou, pois sua barriga pedia prioridade a enviar uma carta, ai ai, não sei o que fazer, preciso comer o mais breve possível, meu estômago deve estar de saco cheio de ficar vazio… boa época quando meu estômago sempre estava cheio quando vivia sobre a mordomia de meus pais, assim que a imagem de seus pais passasse pela sua cabeça, o jovem rapidamente faria um sinal de negação com a mesma, não, eu não vou voltar para a casa deles, pelo menos não ainda, concluiria mentalmente mostrando um certo orgulho em não voltar para a casa de seus pais tão cedo. Depois de se perder em seus pensamentos o jovem olharia para o horizonte, pois percebia que o sol não estava o mesmo, era o castelo de pedras que se encontrava quase que tomando toda sua visão, era algo muito grandioso, o jovem jamais havia pensado em como seria viver em uma moradia assim, ele se questionaria:

–Será que a família que vive neste castelo usa todos os cômodos?

Olharia para ele por mais alguns tempo até que desistiria de encontrar uma resposta por si só, começaria a coçar seus cabelos rapidamente e voltava a seu foco, procurar por algo que pudesse enviar sua carta.

O som do ambiente estava diferente do local onde escrevera a carta, estava mais urbano, as vozes das pessoas eram mais altas, o garoto parecia até mesmo ouvir gritos de pessoas vendendo os mais variados itens, continuaria sua caminhada pelo porto, o cheiro salgado já não parecia mais irritar tanto seu nariz, continuaria a andar pelas ruas da cidade.

Yuliy se depararia com um grande casarão branco, as colunas chamariam a atenção do garoto com sede de descoberta, se aproximaria de uma delas e a apalparia com uma de suas mãos, olharia para o alto dela pensando em quanto metros aquilo teria e o quanto suportava a casa. Assim que levasse seu olhar para o alto, ele logo perceberia o grande símbolo de uma gaivota com papéis, esse pode me ajudar ou ao menos me guiar para alguém que possa… BirdEX, leria mentalmente o nome do estabelecimento ao final de seus pensamentos.

O jovem alcançaria a carta em seu bolso traseiro e a traria para perto de seu peito, ele se encontraria um pouco apreensivo naquele momento, mas mesmo assim ele seguiria para dentro do estabelecimento, ele estaria um pouco perdido por um momento, olharia para seus arredores para tentar se localizar, assim que olhasse para a fila ele concluiria:

– Só pode ser ali.

O jovem então entraria no final da fila, assim que estivesse posicionado ele recurvaria, um pouco, o seu torso fazendo com que sua cabeça ficasse um pouco fora da fila, ele contaria quantas pessoas haviam em sua frente, um, dois, três… dez, onze, doze… é bastante gente, espero que não demore muito, pensaria o jovem um pouco estressado, ele bateria seu pé no chão com o ritmo de uma música que sempre escutou sua mãe cantar, enquanto cantaria a letra em sua mente o tempo parecia passar mais rápido e aquela fila infernal se movia num piscar de olhos, o menino sequer notaria a presença de alguns idosos que tinham preferência na fila.

Finalmente a vez do garoto havia chego, ele já estaria com a carta em mãos, se dirigiria para mais próximo da moça que proferia algumas palavras, o jovem atentamente formulava uma resposta mesmo que se olhar fosse se perder nos lábios carnudos da mulher:

– Er… eu quero enviar essa carta para Shells Town, mais especificamente para a família Krewella que mora naquele ilha, quanto isso custará?

Perguntaria o jovem agora um pouco mais à vontade, apoiaria uma de seus cotovelos no balcão de mármore que separava Yuliy da moça, seguiria apoiando seu queixo na mão de tal braço e seguiria dizendo caso não tivesse dinheiro para pagar a entrega ou se comprometesse mais de 50% do seu atual orçamento:

– Tudo isso moça, não teria como fazer um preço mais – ele daria uma pausa, com sua outra mais ele desenharia um círculo imaginária com a ponta de seu dedo indicador, voltaria com seu olhar focado nos olhos da moça – em conta para… sabe, posse fazer o que a senhora desejar – daria a entender assim um certo interesse do jovem pela mulher dos grandes lábios carmesins.

Se Yuliy ainda sim não tivesse dinheiro para tal ele sairia do estabelecimento com a carta e buscaria algum método fácil para conseguir o dinheiro que precisasse, eu preciso fazer algo logo, não precisa ser algo correto, apenas quero dinheiro logo. Seguiria em direção a alguma área que tivesse um ar mais perigoso, seu intuito era assaltar ladrões, mas para isso ele precisaria de alguma arma como uma faca, talvez se eu comprar uma faca com esse dinheiro que tenho, eu possa ter mais sucesso na minha empreitada, concluiria o jovem seguindo para alguma loja de armas para comprar aquilo que buscava.

Se encontrasse tal loja ele iria adentrar e falaria com o vendedor:

– Olá, busco algum par de facas barato ou apenas uma mesmo, quanto isso custará?

Perguntaria ao vendedor, daria o dinheiro necessário para pegar a arma e logo partiria para pôr seu plano em ação, ele pretendia ser uma vítima, para isso ele entendia que apenas necessita andar nas áreas mais perigosas do porto.

Caso obtivesse sucesso em enviar a carta o jovem iria comemorar com o dinheiro que lhe restava, iria ao restaurante mais próximo a procura de uma mesa, se sentaria e logo gritaria ao garçom:

– EI ME VÊ UM PRATO DO DIA, VOU COMEMORAR, EU MEREÇO.

Sorriria ao final esperando pela sua refeição, mesmo gritando ele mostrava certa calmaria em suas ações.


Obs:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
GM.Hisoka
Game Master
Game Master
GM.Hisoka

Créditos : 30
Warn : [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! 10010
Masculino Data de inscrição : 15/06/2017

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player!   [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! EmptySab 23 Fev 2019, 00:45



Mini-Aventura

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Original



Yuliy ficou atônito ao ser questionado pela recepcionista, mostrando fascínio pela beleza de seus lábios carmesins que moviam-se em volume a cada palavra proferida. Em resultado, sua postura estupefata causou certo desconforto, não somente na moça, que teve as maçãs do rosto ruborizadas e o olhar apartado em constrangimento, como também no homem que sucedia sua vez na fila, que não hesitou em irromper o silêncio sempiterno com sua rouca voz.

– Ei! Não tenho o dia todo! – Queixou-se junto a uma leve cutucada na espinha de Yuliy, suficiente para despertá-lo do transe enamorado. A grossa falange de seu indicador certamente convenceria o amantético com facilidade.

Em titubeios, o menino explicou o motivo que o trouxera ao BirdEX. A carta deslizou pela bancada de mármore, entretanto, ao passo que ele mostrava o endereçamento da correspondência, seu semblante e trejeitos denotavam cada vez mais que a mensagem era o menor de seu foco naquele momento. Quando apoiou o braço sobre o balcão, minguando o espaço entre ele e a moça, ela correspondeu com um recuo, retraindo as mãos fechadas na frente do pescoço em timidez.

– B-Bem... Nós enviamos para lá... Irei ver o preço do frete... – A voz outrora bastante contente e receptiva agora estava melíflua e fraca, insinuando um pouco de incômodo junto aos olhos que evitavam fitar Yuliy. A reação não era nada insólita, afinal, sendo uma mulher tão bela, é provavelmente comum que seja assediada muitas vezes ao dia durante seu trabalho, situação que gera grande desconforto. – A-Aqui... São dois mil e quinhentos berrys... – Os olhos acompanhavam o dedo indicador no campo específico de uma tabela num papel, aparentemente composta por todas as principais localidades de Shells Town. Havia alguns papéis embaixo também preenchidos com um quadro, mas das outras ilhas e cidades do East Blue.

Sabendo que o cômputo cabia em seu orçamento, o rapaz entregou a quantia necessária à moça junto à carta. Ainda tímida, mesmo que as tentativas de flerte de Yuliy tenham acabado, escondeu os lábios os pressioná-los no interior da boca com os dentes suavemente, acenando de forma sutil com sua cabeça antes de recolher a correspondência junto ao dinheiro. Após colocar a escrita num envelope marrom, bastou que virasse o tronco e o desse para um outro funcionário, que, por sua vez, aplicou um selo e passou para outro, sumindo de sua vista numa porta à parte do salão principal.

– Próximo! – Solicitou em alto tom e na ponta dos pés, vislumbrando o homem de outrora por cima do ombro de Yuliy.

Fora do BirdEX, Yuliy sentiu seu estômago retorcer novamente, desta vez aliado a um fragor agudo audível àqueles que passavam ao seu redor, os quais volutearam o pescoço em direção do rapaz com expressão duvidosa, estranhando o ruído insólito. Agora, no entanto, ele possuía dinheiro suficiente para que fizesse uma refeição, por isso voltou a caminhar pela rua principal na busca por um restaurante. A cabeça erguida entremeava os letreiros dos estabelecimentos, movendo-se da esquerda à direita a cada passo na expectativa que não deixasse passar o empório mais próximo. Contudo, o que Yuliy não esperava era que essa postura o deixaria vulnerável, já que as fóveas estariam desfocadas no ambiente ao redor. Assim, aproveitando de sua divagação, um vulto umbroso cortou seu estibordo junto a um sibilo sinuoso repentinamente, pegando o saco de dinheiro em sua mão antes mesmo que ele sequer percebesse sua aproximação. Seu corpo, então, foi ao chão pelo choque em seu ombro que o desequilibrou, caindo atordoado com as nádegas conforme as íris de cristalinos sem nitidez lobrigaram uma figura encapuzada em debandada a sua frente. De tronco vergado, ela estava à pouco de se espargir na multidão do centro comercial, deixando de encalço apenas as marrafas cróceas que escaparam pela lateral do capuz que esvoaçava pela aragem à lufadas.

Dicas e Instruções:
 


____________________________________________________

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! His

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Rose

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! 0fMOaeE
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Yuliy
Membro
Membro
Yuliy

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! 10010
Data de inscrição : 17/02/2019

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player!   [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! EmptyTer 26 Fev 2019, 17:50


Observer
Tudo parecia ocorrer bem ali no balcão, Yuliy tentava usar de seu carisma para pagar um valor menor, legal... isso parece estar indo para um caminho interessante, pensaria o jovem ao ver a moça com sua bochechas se avermelhando, porém um homem que provavelmente seria o próximo da fila se nenhuma pessoa de idade chegasse falava algumas palavras que acabaram com o clima que o garoto tentava criar arduamente, respiraria fundo dando ainda mais poder ao seu temperamento calmo e diria para a balconista brincando:

– Boa sorte com esse ai, qualquer coisa eu ainda vou estar aqui por perto, não precisa me chamar só por causa dele, me chame se desejar também.

Passaria a carta pelo balcão e apenas olharia para seus olhos, além dos belos lábios o jovem se perdia em seu olhar que trazia certa profundidade. O menino acabaria percebendo que suas cantadas não estavam funcionando tanto quanto pensava, assim que ela ia checar o preço de envio, ele se questionaria eu acho que a resposta que eu queria não está aparecendo… melhor me desculpar logo, Yuliy se recomporia dando um ar mais formal a sua postura:

– Sim… aqui está o dinheiro e me desculpe por qualquer incômodo, a culpa foi totalmente minha – ele entregaria o dinheiro e se retiraria dando vaga para o próximo da fila, mas um pouco antes Yuliy diria – obrigado por ajudar moça – seguiria para fora do ambiente em que estava voltando ao porto.

O céu parecia estar lindo ao olhos do jovem civil, com a âncora que era seu estômago o interrompendo de divagar em seus pensamento, seu olhar mesmo com a fome estaria distante. Tudo está acontecendo tão bem, com essa refeição tudo vai ficar tão bem, pensaria olhando de letreiro em letreiro sobre os restaurantes, um volto o assustava, seu corpo paralisaria por um momento, pois ele nunca iria esperar que isso poderia acontecer com você, cairia no chão de bunda agora sem sua bolsa de dinheiro, seu lábio que estaria mais branco e levemente trêmulo, Yuliy apenas olharia para a pessoa com um grande casaco que se afastava da sua pessoa.

Pouquíssimos segundos se passariam em sua mente, pois um certo objetivo poderia ser fracassado caso ele não conseguisse o dinheiro, pois sem comer pelo tempo que estava poderia lavar a morte, como um grito de sobrevivente regado a adrenalina que pulsaria em suas veias, com um salto ele se levantaria e correria em direção ao homem, ele não falaria nada, tentaria correr da forma mais silenciosa possível, agarraria ele pelas costas com o objetivo que fazer um gancho com suas pernas para imobilizar ele o fazendo cair e com seus braços para segurar seu pescoço, por conta do gancho e do momentum do salto que desse, o homem provamente cairia diretamente com a face no chão e essa era seu intuito, causar um pouco de dor e imobiliza-lo.
Caso sua investida tivesse sucesso ele continuaria apertando o pescoço da pessoa para desmaia-la, pegaria seu dinheiro e se afastaria do local.

Caso sua investida falhasse de alguma forma ele gritaria para a multidão:

– EI TEM ALGUÉM QUE PODE ME AJUDAR A PEGAR ESSE LADRÃO, SOCORRO.

Tentaria gritar para alguma autoridade que tivesse por perto como guarda ou a própria marinha, se eu não consigo isso sozinho, eu pelo menos tentarei pedir ajuda, com ele pensamento ele tentaria ganhar tempo, se colocaria na frente do homem para para-lo, daria rasteiras e continuaria a gritar por ajuda.



Obs:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
GM.Hisoka
Game Master
Game Master
GM.Hisoka

Créditos : 30
Warn : [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! 10010
Masculino Data de inscrição : 15/06/2017

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player!   [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! EmptyQua 27 Fev 2019, 03:27



Mini-Aventura

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Bebop_warehouse_screenshot



Yuliy não demorou a se recompor, mesmo que os pouco segundos perdidos tivessem sido bastante profícuos ao ladrão, pois garantiram a ele uma certa vantagem de distância em relação ao gatuno. Além disso, derrubando baldes, lixeiras e demais obstáculos por onde passava, o larápio ampliava ainda mais seu espaço para com o menino, causando um escarcéu por todo seu trajeto, culminando num intenso alarido por parte dos civis, o qual entremeava as bravas reclamações dos comerciantes e as pávidas interjecionadas dos assustados.

Embora os empecilhos não tenham derrubado plenamente Yuliy, mostraram-se úteis em retardá-lo mesmo que um pouco mais. Ele até conseguiu esquivar de várias frutas que rolaram pelo chão depois de serem derrubadas de uma caixa de madeira, no entanto, não foi capaz de evitar um saco de sobras de comida, derrapando e deixando os pés às nódoas, sentindo, após retomar a corrida, o cheiro pútrido ascender as narinas e a sandália cada vez untuosa. Como se já não bastasse, sofreu uma escoriação na lateral da panturrilha direita em detrimento de um entulho espalhado pelo rapace, da qual verteu um fio de sangue e provocou um ardor a esto.

As súbitas mudanças de direções e variações de ruelas e travessas o fizeram adentrar a fundo em Dawn Island. Ele não sabia ao certo onde estava, mas, sem dúvida, não mais residia no centro comercial, uma vez que as ruas já não tinham tanto fluxo de pessoas como outrora. Além disso, o piso era ladrilhado, ao contrário do solo térreo da entrada de Porto Branco. Se parasse para vislumbrar o céu, notaria o castelo central cada vez mais próximo, agora toldando a abóbada celeste quase que completamente. A cobertura trazia uma penumbra estranha para o ambiente, quase como se estivesse à noite, quando ainda eram apenas três da tarde.

Já estava começando a perder as esperanças, vasculhando com os olhos os arredores na busca por alguém que pudesse ajudá-lo, como um marinheiro, quando, num dado momento, viu o ladrão imoto no fundo de um beco. Ele estava de costas e de mento erguido, analisando a altura do paredão a sua frente que, dada a estruturação em vultosos pedregulhos, pertenciam ao alcáçar de Porto Branco. Era difícil deduzir em qual região estava com precisão, mas não tinha dúvidas; havia chegado o mais próximo possível da cerne da cidade, rente ao mastodôntico baluarte, numa viela sem saída.

– Tsc... Você é teimoso mesmo. – Para sua surpresa, a voz que exauriu da figura sibilina era feminina. Não tão doce e meiga quanto a da atendente, claro, mas a sutileza de uma mulher, ainda que austera, traz laivos incontestáveis. Algumas poucas marrafas flavas salientavam de seu capuz, soltas pela dinâmica de sua fuga, balouçando timidamente ao zéfiro escasso do espaço.

Yuliy ouviu, então, um sibilo agudo oriundo da ladra, harmonicamente concomitante com um movimento de seu braço sob o capuz. Um lampejo surgiu próximo de seu quadril, revelando uma lâmina lumiante de uma pequena adaga amparada pela sua mão canhota. Tal como o gume metálico fulgurou, seus olhos cerúleos marcaram a viela escura no átimo que ela voluteou o pescoço, expondo metade de seu rosto por trás da outrora sombra oriunda do capuz. Seus lábios róseos eram sutis, ao passo que o nariz proeminente era, provavelmente, sua característica mais marcante na face que denotava rispidez.

Havia uma distância de cinco metros entre a ladra e Yuliy. Estavam num beco pequeno, com seus dois metros de largura, por alto, e separado por duas construções de dois andares, cujas paredes eram de alvenaria adornadas com plantas apensas, sem nenhum tipo de suporte. O chão é um pouco úmido, repleto de poças d'água e lodo, tal como resíduos, como sacos de lixo preto rente aos cantos. No meio de ambos, do lado esquerdo, há uma pilha de caixas, em que a base tem duas e uma terceira sobre uma delas. Não são altas, porém podem vir a ser úteis. Por outro lado, próximo do pé de Yuliy, numa fissura rodeada por rachaduras e algina, há uma pequena faca enferrujada, principalmente próximo ao cabo, talvez deixada ali para ser descartada. Ela é um pouco maior que a da lacária, contudo, o material de seu fio certamente não se encontra tão afiado quanto.

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Tumblr_on3e6mGbid1unygsko1_500

Dicas e Instruções:
 


____________________________________________________

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! His

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Rose

[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! 0fMOaeE
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player!   [Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player! Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Mini - Yuliy] I'm a watcher not a player!
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Mini-Aventura :: Mini-Aventuras Concluídas ou Canceladas !-
Ir para: