One Piece RPG
Confronto de Realidades - Página 7 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Kizumonogatari
Confronto de Realidades - Página 7 Emptypor yaTTo Hoje à(s) 21:29

» Vincent Kjellberg
Confronto de Realidades - Página 7 Emptypor GM.Noskire Hoje à(s) 21:28

» [MINI-*fxgabriell*] *Em busca de justiça*
Confronto de Realidades - Página 7 Emptypor fxgabriell Hoje à(s) 21:14

» Apresentação 4 ~ Falência Articulada
Confronto de Realidades - Página 7 Emptypor GM.Furry Hoje à(s) 20:36

» Supernova
Confronto de Realidades - Página 7 Emptypor Shroud Hoje à(s) 18:48

» Do ferro ao aço
Confronto de Realidades - Página 7 Emptypor Vincent Hoje à(s) 18:03

» 1º Cap: O começo de uma grande aventura
Confronto de Realidades - Página 7 Emptypor Muffatu Hoje à(s) 17:53

» Cap. 2 - The Enemy Within
Confronto de Realidades - Página 7 Emptypor King Hoje à(s) 17:39

» As mil espadas - As mil aranhas
Confronto de Realidades - Página 7 Emptypor jonyorlando Hoje à(s) 17:06

» Unidos por um propósito menor
Confronto de Realidades - Página 7 Emptypor Oni Hoje à(s) 16:49

» [MINI-Ballu] Um momento desesperador
Confronto de Realidades - Página 7 Emptypor Shroud Hoje à(s) 15:16

» Green Alert! O imortal Renasce! Ressurreição dos Skull Moneys(Parte.1)
Confronto de Realidades - Página 7 Emptypor Noah Hoje à(s) 15:14

» [MEP - Haqim]
Confronto de Realidades - Página 7 Emptypor Haqim Hoje à(s) 14:36

» [Mini-Radamanto] One Piece - MEP
Confronto de Realidades - Página 7 Emptypor Radamanto Hoje à(s) 14:28

» [Mini-Radamanto] One Piece
Confronto de Realidades - Página 7 Emptypor Radamanto Hoje à(s) 14:19

» [Mini-Haqim] Maelstrom
Confronto de Realidades - Página 7 Emptypor Shroud Hoje à(s) 14:07

» Enuma Elish
Confronto de Realidades - Página 7 Emptypor GM.Furry Hoje à(s) 14:04

» III ~ Uma Loira na Ilha das Aranhas?
Confronto de Realidades - Página 7 Emptypor Noelle Hoje à(s) 14:03

» [LB] O Florescer de Utopia III
Confronto de Realidades - Página 7 Emptypor GM.Midnight Hoje à(s) 13:25

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
Confronto de Realidades - Página 7 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 13:24



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Confronto de Realidades

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 53
Warn : Confronto de Realidades - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Confronto de Realidades - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 7 EmptySab 16 Fev 2019, 23:39

Relembrando a primeira mensagem :

Confronto de Realidades

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Shaanti Mochan. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
GM.Furry
Game Master
Game Master


Data de inscrição : 27/03/2015

Confronto de Realidades - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 7 EmptyQui 28 Mar 2019, 12:49




Descuido

30


Parecia ter sido em outra vida, talvez até mesmo com outra pessoa tal sentimento se devia às mudanças que haviam ocorrido desde então. Tudo na vida de Shaanti havia mudado daquela época para está, seu jeito, seus desejos, suas motivações e prioridades… Ainda era ela mesma, bom, ao menos na essência de seu ser. Atrevida, espevitada, grosseira, empolgada… Era difícil o sentimento que ela não sentisse com grande intensidade, mas ainda assim… Era uma pessoa completamente diferente e parecia estar tão longe do seu passado que era até mesmo capaz de esquecê-lo.

- Merda, como que esqueci isso. - sentiu-se um pouco aturdida com a situação, ela no fim das contas já havia navegado por aqueles mares, já havia usado log poses embora fosse verdade não saber da existência dos eternals. Ainda assim, seu presente havia suplantado seu passado com tal força que até mesmo essas lembranças e conhecimentos úteis pareciam estar começando a lhe escapar.

Sentiu a pele ruborizar, o que provavelmente lhe deixaria roxa já que sua tonalidade era azul… Era isso que havia aprendido na mina abandonada com Emily, a forma como as cores se misturavam para formarem outras. Sim, ela certamente ficaria roxa nesse momento.

- Não estava pensando em partir, só queria saber como ir para onde devemos ir. - sua voz teria soado apagada, apenas como um eco de uma parte distante de seu cérebro que ainda funcionava de forma racional enquanto o restante dele se perdia em contemplações confusas de quem era e de quem é.

Haviam passado a noite navegando, ela mesma havia dormido apenas um pouco e nesse pouco havia sido assombrada por um sonho difuso de dolorosas lembranças… Sim, ela precisava dormir, mas também havia coisas que precisava fazer.

A parte do seu cérebro que rememorou havia concluído que a velha Shaanti, e os velhos hábitos não eram adequados a sua nova posição hierárquica. Havia coisas que precisava mudar em si mesma, senão no seu comportamento ao menos em seu conhecimento. Precisava saber como deveria se portar agora que era uma militar, deveria saber sobre o lugar para o qual iam mesmo que não fosse ser dela a responsabilidade de diálogo e negociação, ainda assim…. Deveria ser capaz de se portar como uma cavaleira e não como uma mercenária.

Por fim teria deixado a visão vagar pelos destroços e pelas pessoas ali perdidas. - É de se supor que estejam cansados e acabados, mas que estejam ainda mais sedentos pela oportunidade de conseguir um navio para sair deste…. lugar? - A frase teria se transformado em uma pergunta conforme se aproximava de sua conclusão. Não era afinal o lugar mais amistoso para se passar muito tempo

Mudando de assunto ela continuou. - O log provavelmente não vai nos levar pra onde queremos ir. - virar-se-ia novamente para Guester. - Suponho que foi nos dado um eternal então? - seria o modo lógico de agir, não fazendo sentido ser de outra forma, afinal, como poderiam esperar que chegassem em Mawakun de outra forma? - Eu gostaria de vê-lo. - daria um sorriso com o canto da boca ao mesmo tempo que sua sobrancelhas se arqueava tornando a frase em uma pergunta.

Guardaria consigo o eternal antes de se retirar diria. - Vamos todos descansar um pouco antes de partir, vou verificar o casco. - Então elevaria um pouco a voz. - QUEM QUISER DESCANSAR APROVEITE AGORA, Fofo você fica de vigia primeiro. - apontou para as pessoas na costa indicando o que era necessário vigiar. - Seria bom manter suas.. Hun… HUn, hehe, sabe hehehe. - era-lhe impossível não se divertir com aquilo. - Suas espadas gêmeas que são uma só a mão. Hahahahaha. - caminhava em direção a amurada para saltar na água, ainda rindo e dizendo. - aiai, uma só. - Limpava uma lágrima. - Nunca vou me cansar disso. - pularia no mar.

Se você não entendeu, essa havia sido a explicação que o grande leão havia dado sobre seu estilo de luta das espadas gêmeas quando ele e Shaanti haviam se enfrentado durante a prova para a guarda real.

Na água a ruiva nadaria por baixo do casco do navio, deslizando suas mãos pelas tábuas abaixo e logo acima da linha da água procurando ver se haviam sofrido algum dano significativo da jornada até ali. Não havia um carpinteiro é claro, mas contanto que o dano não fosse grande demais seria possível pregar um reparo.

Ela mesmo o faria se fosse possível, se tivesse é claro identificado algum local que necessitasse de algo do gênero. Material haveria por ali, poderia encontrar tábuas ainda boas em meios aos destroços e então prego e martelo. - Espero que tenha a bordo. - comentava consigo mesma.

Shaanti se ocuparia dessa tarefa inicialmente. Remendando o casco do navio interno e externamente, um remendo simples com tábuas pregadas sobre a área danificada.

>><<

Procurava Emily naquele momento, haviam algumas coisas que precisava saber e sabia que a pirralha poderia lhe ensinar. Não duvidava que Guester também fosse capaz, mas na oportunidade preferiria aprender com Emily.

Precisava saber mais, coisas sobre guerras, soldados e reinos. Famílias famosas e suas histórias, saber sobre as diferentes ilhas ou onde conseguir essas informações. Em resumo, precisava adquirir o conhecimento histórico que lhe instrui-se em como se portar como uma cavaleira de verdade. (Não há realmente uma perícia que trate de comportamento, então creio que História, Lógica e Estratégia vão ter que servir ao propósito, sabendo sobre a cultura dos locais e sendo capaz de pensar logicamente para se adaptar a isso. ) Seria essa a explicação que Shaanti daria a Emily quando a encontrasse. Estaria girando a ponta de um dos pés no chão e mantendo os braços atrás em suas costas em uma completa pose de timidez por estar tendo que ser ensinada por uma criança, o que devemos salientar: ERA UM ENORME PASSO DE HUMILDADE.



”objetivos”:
 
Histórico:
 

Spoiler:
 





Voltar ao Topo Ir em baixo
Jacob Allan
Super Nova
Super Nova
Jacob Allan

Créditos : 25
Warn : Confronto de Realidades - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 19/08/2015
Idade : 27
Localização : Bingo Bingo Island - 2ª Rota

Confronto de Realidades - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 7 EmptySeg 01 Abr 2019, 12:46


~ Confronto de Realidades
Aprendendo sobre o mundo, uma noite de estudos.




Um esquecimento momentâneo ocorreu, seja pela emoção do retorno a águas tão tortuosas, seja pelo fato de que trouxe Emilly para o início de suas novas aventuras, o fato é que no momento que Guester falou para a tritã como se navegava ali ele não tentava só ensiná-la mas sim alertá-la do que estava por vir. A tritão ruborizada apenas mostrava-se descontente e envergonhada consigo por não ter lembrado disso tão rapidamente, mas não era algo absurdo a se condenar e por isso respondia a si mesmo quase os questionamentos ou estímulos de Guester sobre o que ele falou, o músico compreendia as capacidades da navegadora e por isso apenas limitou-se a falar o que falou e retirar-se para que assim Shaanti pudesse seguir com seus planos.

A titã por outro lado perceberá que o cansaço começou a consumir as suas forças, mas existiam outras obrigações antes do descanso pleno e seguindo a rota de seu caminho poderia ser um momento de melhor descanso que próximo a uma ilha de saqueadores. Seus pés a levaram ao convés onde pudera ver o músico adentrando em sua sala, mas foram suas palavras que o fizeram parar e sorrir, Guster causa sempre duas sensações de Shaanti, irá e curiosidade, dessa vez seu sorriso gerou a segunda e o músico a chamou com a cabeça para mostrar a ela o que ela solicitava.  


Do lado de fora Shaanti podia ouvir Fofo falar com Gutinho coisas como  “Não seu desastrado, não segure no meio do tubo, que médico faria isso?  “ comentário que podia ver fazer Rin e Delgado sorrirem enquanto via aquele gato enorme e aquele jovem rapaz tentando trocar conhecimento sobre a própria profissão. Shaanti poderia até mesmo dar uma leve risada sobre isso, mas foi ao adentrar ao local onde Guester estava que ela poderia ver algo ainda mais animador, nas mãos do homem encontrava-se uma bússula peculiar, não era tão diferente dos Log Poses que conheceu ao longo da vida, mas com toda certeza era maior, abaixo da mesma estava escrito o nome da ilha que pretendiam ir, a mesma apontava apenas para uma direção já pré estabelecida e então, com um sorriso simplório o homem falou:

—Fascinante não ? Uma bússola programada, é de se assustar, mas é la que vai nos levar aos nossos assuntos diplomáticos, vamos pegue, segure seu destino em suas mãos, Emilly ira gostar de ver leve para ela, eu vou...tocar mais um pouco de música.—

“Um homem que se fala com as mãos. “ Talvez fosse esse o pensamento mais recorrente que Shaanti poderia ter de Guester, sempre uma música, sempre um gesto, sempre um mistério e suas mãos sempre indicam os caminhos, suas palavras as vezes são incompreensíveis, mas seus gestos são claros.  Quando a tritão se retirou o som das notas da música começaram a soar, aquele homem parecia apreciar enquanto a porta era fechada e logo Shaanti estava vendo novamente seus companheiros.
.

Delgado arrumava a âncora e as velas, Rin parecia que junto com Gutinho buscava ver o que faltava e fazer um inventário, Fofo estava tentando não olhar para a água enquanto recolhia as coisas que foram jogadas aqui e ali, tudo caminhava dessa forma mas foi a voz de Shaanti rasgando o ar que fez todos prestarem atenção na mesmo, seu anúncio veio para todos e foi Fofo mais uma vez o alvo de suas piadas completamente pessoais, o gato concordou com o que foi dito mas apenas arqueou a sobrancelha enquanto os outros com uma gota escorrendo do rosto e um risinho tímido apenas sentiram uma leve vergonha alheia por uma piada ruim, mais um dia normal
 .

Porém foi logo dando um grande mergulho que a tritã conseguiria ver o estado de Leviatã, o barco parecia ter acabado de sair da loja, novo e impecável, os arranhões na parte de baixo não pareciam grave, mas foi ao chegar mais no fundo para analisar que via que existiam “barbas de algas “ abaixo do barco. Uma decoração peculiar, mas nada assustador a primeiro momento, talvez no fim a umidade não seja bom para todos. Nenhum reparo precisava ser feito, ao menos nada que Shaanti tenha reparado e isso a fez voltar logo ao convés.


Lá dentro seguia seu caminho para talvez a sua grande última missão naquele dia aprender um pouco do que precisava sobre a história do mundo e quem melhor para isso se não  sua filha, aquela que a mudou tanto, aquela que a transformou no que ela é. Emily encontrava-se sentada, lendo um pouco de um livro e quando Shaanti aproximou-se o suficiente para ver que a pequena tinha em seu livro uma foto de seus pais, a pequena sentíu a presença da tritã e falou :

-- Eles eram corajosos Shaanti? Agora que estamos indo na Grande Rota acho que queria ser corajosa assim como eles parecem para mim.


Apesar do tom melancólico Shaanti compreendia, era o medo de alguém que não tinha enfrentado a vida como um todo, a morte de seus pais era sua culpa, mas a tritã compreendia que Emilly não a culpava, mas ainda sentia a falta dos que amou e após ouvir a resposta a criança sorriria e complementaria :

. -- Você que aprender? Quem é você e o que fez com a Shaanti? .

Era uma brincadeira tola mas Emilly mostrava que estava feliz em ouvir isso da tritã e com seus poucos conhecimentos falaria tudo que sabia pouco a pouco, de forma clara e emocionada.




Citação :
Pode descrever o aprendizado em uma conversa, que no próximo post vou mostrar o fim de tudot.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 45
Warn : Confronto de Realidades - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Confronto de Realidades - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 7 EmptySeg 01 Abr 2019, 13:57




História

31


O susto havia sido o maior dos problemas, pois na realidade o navio pouco havia sofrido. Nadou por baixo do casco aproveitando também para se refrescar na “doce” água do mar antes de voltar para o Deck.

Sentia o cansaço da noite, mas ainda haviam assuntos que precisavam da sua atenção e por isso com passos um tanto quanto arrastados seguiu para encontrar Emily.

Eles eram corajosos Shaanti? Agora que estamos indo na Grande Rota acho que queria ser corajosa assim como eles parecem para mim.

Shaanti sorriu, mas era um riso triste e durante algum tempo teria se mantido em silêncio sentada ao lado da garota. - Não sei. Acho que sim. A antiga … antiga eu, não prestava atenção nesse tipo de coisa. - havia o profundo tom de pesar na sua voz. O fato ainda doía, embora fosse uma dor surda e profunda como um latejar lento no fundo da sua alma. - Creio que eu não fosse capaz de ver qualidade em ninguém naquela época. - inclinou a cabeça para cima olhando para o teto como se recordasse do seu passado.

- Falando naquela época… Não posso mais me comportar como antes….. Preciso que me ensine algumas coisas. Histórias militares e cultura de diferentes lugares. Provavelmente não vai ser o suficiente pra agir da maneira mais certa… hnn - deu os ombros. - Mas é um começo tão bom quanto qualquer outro.

-- Você que aprender? Quem é você e o que fez com a Shaanti? .

- HEEE. - Shaanti fez uma careta para a pirralha. -  Para o seu conhecimento eu sou de uma inteligência sem fim, provavelmente sou mais inteligente que você… Hnn, sim. Tenho certeza que sim, HAHAHAHAHA. Acontece que usei meu cérebro para outras coisas. E agora preciso dele pra coisas diferentes. HunHun, sim, é só isso, hahahaha, eu definitivamente sou um gênio. E então? Podemos? Guester deve ter alguns livros que podem ajudar se você pedir.

Início do aprendizado de História.

Shaanti então acompanharia Emily para onde ela indicasse, sentando-se na cama em frente a papéis, ou mesmo de pernas cruzadas no chão. Dispensaria qualquer um que lhes chamasse com um sonoro. - TO OCUPADA, depois eu vejo isso. - deixando assim sua atenção focada apenas em Emily.

Inicialmente ouviria sobre tudo, mas após algum tempo dirigiria suas perguntas a pontos mais específicos do seu interesse. Sobre tudo sobre a história de Mawakun, seus costumes e seus exércitos, tentaria gravar os nomes das pessoas mais importantes e lugares de Mawakun, mas também se esforçava para aprender a história atual do mundo, coisas com as quais ela nunca havia se importado. Quem mandava em que? Quem era o líder da marinha ou do governo? Conhecia é claro os Shichibukais, afinal, que pirata não os conhecia? Mas ainda assim, não sabia todos os seus nomes. Teria perguntado também mais sobre Lvnell, afinal era uma cavaleira deste reino e deveria ao menos saber bem a história do mesmo.

Se necessário chamaria Rin para contribuir com o conhecimento, visto que Rin era uma moradora de lá. Se ateria também com atenção redobrada no que trata-se de história militar, pois agora precisaria aprender a se portar como um soldado e não apenas um pirata livre.

Tinha bem ciencia que isso não mudaria sua personalidade, ela apenas conseguiria manter essa pose/postura enquanto estivesse com a cabeça fria, mas ainda assim, era melhor do que nada, pois junto ao que sabia de estratégia ela se sentiria mais apta a desempenhar seu papel.

Assim sendo ficaria o tempo necessário com Emily. Dormiria durante o processo se fosse produtivo retomando o estudo após um pequeno descanso. Faria pausa para beber e se alimentar, roubando algo da cozinha se fosse possível. Tomaria notas de tudo que tivesse dificuldade e de tudo o mais que achasse interessante. Principalmente de assuntos sobre Mawakun.

Fim do aprendizado de história

- Como que cabe tudo isso nessa cabecinha? - Shaanti esfregava a testa com uma das mãos aliviando as rugas de concentração que havia mantido durante todo o aprendizado. - As vezes acho que você precisaria de uma cabeça 3 vezes maior, hehe.

Iria se levantar para se espreguiçar, alongando os músculos rijos após as horas de estudo e aprendizado. - Ah sim… - pegaria o Eternal Pose. - É com isso que vamos velejar. O clima ainda deve ser uma me..me… - lembrou-se de não falar palavrões na frente de Emily. - Uma MEleca, mas já deve dar pra você ficar lá em cima comigo se quiser.

A partir desse ponto seria necessário avaliar quanto tempo havia passado, se ela havia tido tempo de descansar e se todos os outros também haviam dormido ao menos um pouco. Também veria se Delgado havia preparado uma refeição para que comessem antes de partir.

O navio havia sido checado e a vela concertada, a carga novamente presa assim sendo, tudo que restava fazer era garantir o bom estado da tripulação.

Se já houvessem dormido eles comeriam antes de partir, se ela mesma precisasse ainda dormir o faria naquele momento pedindo para Gutinho a acordar em 3hs para partirem.

>><<

Por fim, se todos estivessem prontos e de acordo ela subiria novamente até o timão, chamando Emily para lhe acompanhar nesse momento.

- OLHEM BEM PARA O FAROL, POIS NÃO O VEREMOS MAIS.  HEHHEHE. - anunciaria e ela mesmo daria uma olhada. - Acenem para os azarados. - Não resistiria a um pouco de maldade para com os incompetentes que haviam naufragado. - IÇAR VELAS, VAMOS PARA MAWAKUN.  

Girou o timão e conferiu o eternal alinhando a rota. - Deem mais vela e amarre as cordas. - elevaria a voz, mas sem gritar. - E você PIRRALHO, COMECE A SE EXERCITAR, QUERO VER MÚSCULOS QUANDO CHEGARMOS NA ILHA. então daria um sorriso cruel. CARNE MUSCULOSA NÃO FICA BOA NO ENSOPADO, É ISSO OU COMIDA DE RESERVA. - relembrava a piada do embarque.

- Eu devia ensinar ele a lutar também, não? - falaria baixinho, apenas com Emily, ponderando a ideia de ensinar Karate tritão para o moleque. - Ou talvez Rin, acho que espadachim seria melhor para ele…. E pra você? Uma faca? - olharia com atenção para Emily. - Não espero que precise lutar…. Mas seria bom aprender não?


”objetivos”:
 
Histórico:
 

Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Jacob Allan
Super Nova
Super Nova
Jacob Allan

Créditos : 25
Warn : Confronto de Realidades - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 19/08/2015
Idade : 27
Localização : Bingo Bingo Island - 2ª Rota

Confronto de Realidades - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 7 EmptyTer 02 Abr 2019, 01:19


~ Confronto de Realidades
Lutar e suas escolhas.




Emilly sorria ao ouvir a resposta de Shaanti, uma forma de mostrar o seu perdão contínuo pelas ações tomadas da tritã em seu passado, Emily poderia ser apenas uma jovem criança mas ainda sim tinha um coração de um anjo. Shaanti a confortava, não com palavras doces mais com uma realidade sadia, não com palavras acalentadoras mas com sinceridade e ternura e foi assim que a criança conseguiu acostumar-se com a ideia de pensar nisso depois pois com a reação de Shaanti veio um pedido inusitado.

Ensinar a tritã era algo que de fato não passava pela sua cabeça, mas se era um desejo de Shaanti porquê não faze-lo? Emilly pegou alguns livros de história que previamente já tinha pegado com Guester e foi assim que começou os estudos:

Início do Aprendizado  


Cada página virada era uma história contada, a história é o estudo dos povos e de suas culturas, cada cultura e cada povo conta consigo suas tradições e cada tradição conta a origem de tudo, Shaanti aprendeu um pouco sobre origens, sobre como são formado os povos e até mesmo seus exércitos e políticas, a tritã contemplou Emilly falando seriamente sobre histórias de povos inteiros sendo destronados e destruidos para que impérios como o de seu reino de serviço e o qual ela iria se formassem, mas acima de tudo Shaanti aprendeu a máxima de toda a história  “ A crueldade dos fatos está justamente em sua veracidade.  “ não se pode enganar os fatos, eles são reais ou não, eles são concretos ou não. Emilly aprenderá com essa frieza dura desse estudo e agora ensinava de forma clara a sua nova mãe.


Não demorou mais que algumas horas para que a tritã tivesse fome e sede, a mesma pegou um pouco do ensopado que Delgado fez para render mais alimento e pegou um pouco de chá que Guester tinha preparado, alimentou-se junto com sua professora enquanto adentrava na história dos tritões e humanos, conheceu um pouco sobre a história das raças e compreendia agora o por quê de alguns coisas ao longo da história, ouviu nomes e nomes, vertentes e vertentes e no fim estava tão exausta quando quando Guester a ensinou sobre meteorologia.

As duas estavam quase caindo no sono quando Emilly “desmaiou” lendo um trecho e Shaanti compreendeu que as aulas tinham se encerrados pela impossibilidade de continuar da professora, percebera que já se passavam das oito da noite quando tudo acabou e todos estavam descansando

:Fim do Aprendizado  

Ao deixar a jovem descansar pode ouvir o som ao fundo, o músico ainda acordado tocava seus acordes, o som da noite embalado com os lamentos do som da música, o balançar das ondas e a sensação de aconchego, não foi difícil dormir junto com sua pequena criança, não foi difícil sentir-se bem, no fim das contas ela estava segura com sua família.

O amanhecer foi tranquilo, não existiam problemas ocorrendo, pode acordar com tranquilidade, arrumar a sua roupa, higienizar-se como desejava, Emilly estava longe de seus braços, podia se ouvir a voz esganiçada da criança la na parte de cima, junto com a voz do medroso médico Gutinho que a acompanhava em seus corre corres. Sua família estava de pé e precisava vê-los e foi isso que fez.

Ao chegar lá deparou-se com Fofo observando os homens da margem, Delgado sentado na beirada do barco comendo uma maçã enquanto a descascava e Rin sentada próximo conversando com o mesmo algo que ela pegou no meio:

—...Ele nos ajudou é nosso dever agradecer a ele.—

As palavras dela podiam indicar muitas coisas mas Shaanti desconfiava o que ela estava a falar, não demorou para a tritã se pronunciar e todos começarem a se mover, como um esquadrão, até mesmo Guester dessa vez surgiu para observá-los do parapeito da parte do timão do navio.  Eram palavras claras, Shaanti anunciava que navegaríam e deviam despedir-se da “segurança” ( Farol ) pois não mais o veriam, um anúncio inocente mas que foi captado como um  aviso que as coisas não seriam fáceis apartir dali.

Não demorou para estabilizar a direção do navio e com isso ter um pouco te tempo e tranquilidade para interagir com seus amigos e aliados, Emilly e Gutinho foram os primeiros, eles foram alertados que deveriam amadurecer e ficarem fortes, cada um a sua maneira, cada um com sua sutileza particular.
.

Gutinho engoliu em seco e quase desmaiou com o aviso de sua capitã, Emilly sorria animada mas com uma certa preocupação sobre ela mesmo ser capaz de manejar armas, Delgado e Rin pensando como poderiam ser uteis no treinamento do garoto que aparentemente precisava ficar mais forte se desejava sobreviver, foi quando Delgado se aproximou de Shaanti e Emilly e falou:

— Não acha que seria interessante ensinar o moleque a aprender a lutar do jeito correto? Bem, deixe ele comigo, esse cabeça de vento pode aprender uma coisa ou duas sobre se defender....—

Delgado sorria sádicamente e Gutinho quase caia para trás com medo nos olhos e as pernas tremendo, aquele garoto tinha agora um professor que poderia ensiná-lo e ele aprenderia.

Emilly por outro lado encontrava-se observando Shaanti e quando pensou em pronunciar-se sobre o que estava vendo escutou de Rin:

— Bem, se delgado estava para ensinar Gutinho, talvez eu possa ajudar Emi-Chan a tornar-se mais forte também, se ela quiser claro.—

A cavaleira observava com um olhar sério porém instigador, Emilly nem mesmo sabia como responder decentemente e por isso apenas observava Shaanti para saber qual a opinião dela sobre isso.




Citação :
.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 45
Warn : Confronto de Realidades - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Confronto de Realidades - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 7 EmptyTer 02 Abr 2019, 09:36




Post 1 - Mawakun nos espera

32


Shaanti estava pronta para retrucar Delgado sobre Gutinho aprender a se defender direito, porém deteve-se um momento com as palavras na ponta da língua. Shaanti na verdade considerava que a defesa era um plano secundário e o importante era aprender a atacar direito, mas seria mesmo isso? E mais importante, seria esse o melhor para o pirralho? Ele era um médico, ou melhor dizendo, seria um dos responsáveis em cuidar do bem estar do grupo, assim sendo… Seria essencialmente vantajoso que ele não se ferisse não é?

Era esse tipo de pensamento que havia dominado a mente de Shaanti segurando suas palavras. - Se defender? - um sorriso subiu os cantos da boca de Shaanti e continuou ali. - Você quer dizer que vai atacar ele até cansar e ele que se vire pra não apanhar? Hehehehe. - virar-se-ia para Gutinho. - O que você acha pirralho? Hehe, quanto mais você apanhar aqui, menos irá apanhar depois….Bem, hahahaha, se aprender a evadir direito. - Era uma verdade é claro. Todavia uma luta sem instrução seria apenas uma punição. - Vamos lá, sua Ane-san te dá umas dicas, você quer capturar seus pais não quer?

Estava prestes a pedir para Rin assumir o timão e manter a direção quando a moça pronunciou interesse em instruir Emily. Haveria de concordar que era uma ideia boa a pequena ser ensinada por Rin, todavia seus estilos diferiam bastante. - Uma espada leve? - dirigiria a pergunta para Rin, fazendo com que a mesma deixasse transparecer a completa falta de músculos de Emily para qualquer outra coisa e então sem poder evitar um pouco de pegação no pé se voltava sorrindo para a garotinha. - Eu tinha pensado em uma faca de pão. Hehe… - mostraria a língua para Emily, como se ela é que fosse a criança ali. - O que me diz pirralha? Ontem eu estudei, hoje você pode se exercitar. - Esticaria a mão para a jovenzinha com o punho fechado para que ela pudesse dar um soquinho em cumprimento e caso Emily concordasse a tritã devolveria a pilhéria. - O QUE VOCÊ FEZ COM A EMILY DE VERDADE? - diria com a voz tomada de exaspero e olhos arregalados, mas incapaz de esconder o grande sorriso nos lábios.

- EI GUESTER? Pode manter o curso? - se o músico se dispusesse a manter o navio no curso a tritã desceria para o Deck principal junto de seus companheiros no que poderia ser chamado de uma seção de treinamento infantil.

Com isso arranjado iria com os demais. Sabia que Emily era capaz, embora não possuísse habilidade nenhuma, sabia que ela iria se esforça, pois ambas eram orgulhosas demais para voltar atrás, por outro lado…. Havia Gutinho… o garoto se mostrava dedicado a tudo que Shaanti pedia, como se estivesse determinado a se provar, mas ela sabia melhor do que ninguém que velhos hábitos eram difíceis de perder e que sem a motivação correta ele poderia ficar travado devido ao medo.

- Vamos lá garoto. - abaixar-se-ia junto dele, olhando-a nos olhos. - Se você desistir eu e você ficaremos sem comer por uma semana. - Shaanti já havia agido assim com ele, no início do treinamento Atlético dele, recusando-se a sair do local até que ele completasse o número mínimo de voltas ao redor do lago, então essa fala seria como uma lembrança da confiança que ela depositava nele quanto ao fato dele não a desapontar. - Você não vai querer deixar sua Ane-san com fome vai? Hehehe, você sabe o que acontece não sabe? - embora suas táticas motivacionais fossem um pouco ameaçadoras também.

A bem da verdade Gutinho não sabia o que acontecia quando ela tinha fome, o mais provável é que fosse se alimentar, mas não havia motivos para tranquilizar a mente super criativa de uma criança. HAHAHAHAHAHAHAHA - segurava o riso.

Shaanti havia mudado um pouco seu estilo de.luta pela necessidade de proteger Emily, mas inicialmente era alguém que se preocupava apenas em evitar receber danos e por isso se julgava capaz de orientar Gutinho em suas esquivas.

- Ensine-o direito. - pousaria a mão no.ombro de Delgado ao passar pelo grandão e lhe daria um olhar firme. - Não arranque dentes. - Shaanti não queria um médico desdentado.

Ficaria próxima, dividindo sua atenção entre as instruções que Desligado e Rin passavam as crianças e no clima, fazendo nesse momento o papel de vigia, observaria o horizonte em todas as direções, à procura de instabilidades e gritaria para Guester para onde ele deveria virar o navio para evitar tal condição perigosa e iria ela mesma regular as velas da embarcação de acordo com vento e direção do navio.

Não haveria problema em manter uma rota com algum desvio, desde que corrigissem o mesmo futuramente, antes que se afastasse demais da direção correta. - Como está a rota? - essa seria a pergunta que faria de forma corriqueira a Guester, buscando sempre manter a direção correta, mas também tentando evitar tempestades ou condições climáticas problemáticas.

Se em algum momento as coisas fossem ficar ou ficassem inesperadamente feias ela gritaria para que o treinamento fosse interrompido.

- ACABOU A FOLGA, TODOS A SEUS POSTOS, CRIANÇAS PRA DENTRO, DELGADO AS VELAS. - ela iria correr nesse momento devolta ao timão.




”objetivos”:
 
Histórico:
 

Spoiler:
 






____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Jacob Allan
Super Nova
Super Nova
Jacob Allan

Créditos : 25
Warn : Confronto de Realidades - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 19/08/2015
Idade : 27
Localização : Bingo Bingo Island - 2ª Rota

Confronto de Realidades - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 7 EmptyTer 02 Abr 2019, 16:14


~ Confronto de Realidades
Lutar e suas escolhas.




Emilly e Gutinho se entreolharam, aquela situação toda era digna de nota, eles por um lado achavam incrível poderem se tornar guerreiros valorosos, mas ao mesmo tempo temiam que aquele treinamento fosse cruel demais até mesmo para os padrões de crueldade de seus treinadores. Shaanti por outro lado parecia mais animada que os dois, suas crianças tornariam-se guerreiras afinal por que não demonstrar essa animação para eles, a sua maneira claro? Mas foi Gutinho o primeiro a interagir com toda essa situação após escutar as provocações de sua mãe adotiva e treinadora.

Com a pouca força que tinha engoliu em e respondeu quase que corajosamente em um tom misto de incerteza e pavor

— E-e-e-eu vou-vou-vou treinar.— E com essa resposta Delgado estalou os dedos enquanto sorria para o garoto. Ter um professor como Delgado significava duas coisas certeiras, dor e aprendizado e ambos Gutinho já conseguia imaginar como seriam, sua vida não fora a mais fácil do mundo também, era algo que suportaria, mas o pavor, bem esse ele teria que lidar depois.

Em contrapartida Emilly demonstrava a mesma curiosidade por uma outra vertente, a provocação de Shaanti foi respondida com um olho sendo puxado e uma língua para fora, a criança tímida porém altiva mostrava-se pronta para dizer algo a Rin a cavaleira que assim como sua mãe adotiva era uma exímia guerreira e como resposta ao que ela própos a criança realmente resolveu se pronunciar — Acho que é importante eu saber me defender, quem sabe assim eu me torne uma pessoa corajosa.— Seu sorriso gentil se formou em sua face, seus olhos fechados a faziam ficar com um semblante ruborizado, outros não compreenderiam mas Shaanti sim, ela lembrava que Emilly pensava em ser como os pais, lutar até o final e se aquilo era vantagem para o mundo duro que enfrentaria a criança tentaria crescer.

Após esse momento Shaanti mais uma vez fez uma pequena piadoca que foi respondida com um soquinho na perna, de forma gentil, Emilly fazia um beicinho que ficou apenas alguns instantes antes de voltar a ser um sorriso e logo Shaanti pediu a Guester para a ajudar com o timão tendo como resposta um aceno de cabeça para a questão.

O palco estava armado, Delgado alongava os músculos e observava o jovem rapaz, armas? Não existiam, se Gutinho tinha que se defender e se proteger ele tinha que contar com as suas capacidades de lutas físicas. O Estresse tomava conta do rapaz e ele tremendo parecia estar pronto para a surra que iria levar, mas foi nesse momento que Delgado começou a falar:

— Shaanti será a juiza, quando ela falar que acabou paramos, você tem só um objetivo, não desmaiar.—

Shaanti sentia a seriedade nas palavras de Delgado, aquele homem tinha muitos defeitos mas nenhum deles era sobre sua honestidade para com combates, ele estalou as mãos e partiu para cima do garoto que apenas assustou-se, estava começando o treinamento

Treinamento de Gutinho - Inicio  


A investida que Delgado deu foi boa o suficiente para que Gutinho não tivesse escolha se não rolar para os lados, sorte, o soco por muito pouco não o atingiu mas rachou a tabua no solo, aquele homem estava atacando com muito de sua força mas não a sua totalidade, matar não era seu objetivo, por outro lado se Gutinho não começasse a agir ele ficaria para trás, mas como um homem tímido como ele conseguiria? Bem, ele tinha que encontrar uma resposta rápida, Shaanti podia ver que Delgado estava apenas analisando movimentos e quando a análise acabasse, bem Gutinho teria que defender-se apenas pois não teria as chances de esquivar novamente. Um mais um avanço e Delgado dessa vez não o acertou novamente no primeiro momento mas fez o garoto vacilar e no segundo o mesmo não teve chances, uma investida com uma rasteira fez o jovem pular e ele não tinha como se esquivar no ar, para seu azar o cruzado nas costelas que Delgado deu fez o jovem partira para a parede e nesse momento quase golfar seu café da manhã pode se ouvir um”Gutinho!!“ esganiçado de Emilly que tapou sua boca em sequência, no fim ela gostava um tantinho do rapaz diminuto, mas nada demais, Rin mantinha-se séria e observava com certo pré-calção o que estava para acontecer a seguir, Gutinho viu mais uma investida de Delgado, a besta corria na sua direção como um touro e o jovem repaz mais uma vez tentou esquivar sem sucesso algum..


Uma, duas, três, quatro vezes e nada do jovem conseguir reagir, ele já cuspia um pouco de seu café quando Delgado deu mais um soco que o levantou centímetros do chão e fez o garoto quase desacordar foi quando Delgado falou:

— Vamos garoto reaja, reaja agora!.—

Era tanta pressão, tanta dor, tanta confusão a mente de Gutinho entrou em colapso, ele ajoelhou-se esperando seu fim no golpe que vinha em sua direção, um golpe poderoso e cruel que vinha para acabar com ele, mas em resposta teve apenas um apagão. O soco de Delgado parava rente ao seu rosto e a mão de Gutinho segurava o punho fechado de Delgado, seu olhar sério agora não mais esboçava dor, e quando um soco veio em sua lateral seu corpo moveu-se como o vento, agarrando-se no braço e o puxando para trás com seu cinto, pode se ouvir um “ creck “ ele tinha deslocado a clavicula de Delgado mesmo que momentaneamente mas foi quando ele rodou no corpo do homem e atingiu seu queixo que todos ficaram em choque parcial.

Delgado recuou alguns passos e sorriu, sim, ele forçou até ele sair, o “Outro Gutinho”, frio, sereno, mesmo ferido parecia ter o olhar de uma serpente pronta a atacar e Delgado gostava disso. Shaanti podia ver que a briga seria intensa, estava em suas mãos parar mas ao olhar para Emilly veria a mesma espantada observando aquela aura de destruição que os dois no ringue exalavam, Rin estava séria e parecia que o treinamento estava prestes a de fato começar.

Se a mesma permitisse mais uma rápido Round veria o jovem correr em direção da Delgado e tentar golpeá-lo em pontos sensíveis, mas como resposta teria seu braço pego, seu corpo levantado e o soco no estomago seria tão potente que faria o jovem dormir. Nesse momento Delgado o soltaria e colocaria no canto do Deck enquanto falava:

— Doze minutos de estresse...uma fórmula boa para gerar um guerreiro..— E colocando o braço no lugar Delgado sentava-se próximo ao corpo desacordado de Gutinho olhando para Rin e Emilly e fazendo menção que era delas o espaço.

:Fim do treino Gutinho  

Antes que a próxima rodada ocorresse Shaanti poderia interagir com os homens que lutaram, Gutinho acordava ao poucos enquanto Delgado apenas ofegava por ter apanhado u pouco no fim das contas. Ela poderia obter respostas ou dúvidas bastava quais perguntas fariam, mas com toda certeza ela tinha a sensação de que aquilo era um estranho bom começo.

Rin observava Emilly e antes de começar pegava de suas vestes uma espada pequena, mais parecia uma faca de pão bem ornamentada, mas com o tamanho de uma faca de açougueiro, nas mãos diminutas de Emilly eram quase uma espada curta e foi nesse momento que a cavaleira começou a falar:

— Uma espada como essa pode ser usada ao seu modo de lutar, pequena e ágil, vamos treinar você para acabar com as chances de seu inimigo atacar, agora em guarda.—

E ficando em uma postura claramente de luta Rin esticava sua Bainha como uma espada, esperando que Emilly refletisse seus movimentos apenas para aprender posturas básicas e com isso adaptar-se da melhor maneira possível, outro treinamento começaria e era a hora das dicas de luta da mãe.




Citação :
Pode agir com mais liberdade sobre suas ações, nesse caso já que tudo ali é possível a não ser que vá intervir na luta.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Jacob Allan em Ter 02 Abr 2019, 19:17, editado 1 vez(es) (Razão : Correção de texto: Erro na o colar parte do texto para a postagem.)
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 45
Warn : Confronto de Realidades - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Confronto de Realidades - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 7 EmptyTer 02 Abr 2019, 21:18




Post 2 Mawakun - Dura lição de realidade

33


Talvez pudesse ser crueldade, talvez alguns dissessem que era algo desnecessário, mas a GL não seria mais amigável com ele do que Delgado estava sendo. Shaanti já havia lutado com o homem e sabia no seu corpo a força que ele possuía, sabia também do seu fanatismo por luta e sabia que ele estava se segurando conforme lutavam, ainda que parecesse ser brutal.

Aquilo não era realmente um treino, não era uma lição, nem muito um aprendizado, mas era uma meta! Shaanti não planejava deixar Gutinho e Delgado se enfrentarem denovo depois daquilo, pois aquela luta seria um tipo diferente de lição, uma que serviria para dar um choque de realidade no garoto, pois até então ele só havia lidado com a pilhéria de outros moleques e só havia enfrentado os mesmos. - Se você quer ser capaz de capturar o seus pais, vai ter que crescer rápido. - Sendo esse o pensamento a ruiva se segurou para não interromper a luta, sabendo que os fins teriam de justificar os meios.

Respirava de forma profunda, e mantinha o punho cerrado em sinal de controle, segurando-se para não impedir a luta antes do necessário. - Quando que fiquei tão mole? - era uma reflexão válida para alguém que já havia usado o garoto como isca de tubarão.

Por fim o ‘treino’ havia dado algum resultado, pois a segunda personalidade do garoto havia assumido e lhe permitido um breve fulgor ofensivo, mas nem isso havia sido o suficiente para prolongar o confronto e o pirralho logo em seguida era nocauteado.

- Uma pausa. - diria baixo ao passar por Rin, chamando-a para mais perto para poder dar uma de mão peixe-coruja. - Ela nunca lutou, na verdade duvido que tenha se exercitado algum dia, então… bem… comece bem...bem...bem devagar. - olharia para o lado nervosa com um sorriso tenso e nervoso no rosto. - Devagar. - e com isso começaria a se afastar indo até o desmaiado Gutinho e aguardando ali até que ele despertasse.

- Você foi bem. - diria com simplicidade quando ele acordasse. - Mas tem uma coisa que você tem que aprender. - Shaanti se lembrava agora do treinamento físico pelo qual fazia ele passar, onde de o mesmo chegava a desmaiar de tanto correr. Na época ela havia considerado que precisaria conversar com o garoto sobre isso e esse parecia ser um bom momento.

- O que você é capaz? Até onde pode ir antes de não ter mais volta…. - faria uma pausa deixando que o garoto entende-se aquelas palavras. - Ahhh. - suspirou. - Sei que… - Shaanti sabia o que ele queria, queria impressioná-la, queria agradá-la, pelo simples fato dela ter sido a primeira a ter acreditado que ele podia ser algo mais do que Ele e por isso era uma bronca difícil de se dar. - o que passa pela cabeça nesses momentos. - olharia para ele nesse momento. - Mas um guerreiro tem que saber quando avançar e quando recuar… - fechou os olhos recordando que ela mesmo havia demorado muito para aprender essa lição. - Levei anos para aprender isso, e muito tempo para aceitar. Há momentos em que não podemos recuar, há momentos em que não recuamos por orgulho e há momentos que precisamos avançar mesmo sabendo que deveríamos recuar. - deu os ombros. - Não sei se entendo ainda, HAHAHAHAHAHA. - levantar-se-ia esticando um punho fechado para Gutinho socar. - Na próxima você vai vencer ele e depois disso capturar teus pais, vai treinar comigo a partir de hoje. - Virar-se-ia para Delgado. - Você também vai precisar treinar, hahahahaha, depois que eu acabar com ele você que vai ser nocauteado, hahahahahaha. - ao dizer isso a tritã sentiu um forte arrepio que percorreu seu corpo por completo.

- O que foi isso? Papo motivacional? - concluiu assustada sentindo outro forte arrepio e depois uma coceira persistente. Recuou dois passos coçando os braços. - MERDA! ATÉ EU TO PARECENDO UMA FLORISTA AGORA. - olharia para Gutinho, agora com irritação. - É melhor estar preparado moleque, você fez eu largar um papo motivacional. NÃO VOU TER PIEDADE DE VOCÊ. - dito isso se afastaria para novamente voltar a cuidar do horizonte enquanto resmungava. - Só pode ser uma doença contagiosa…. um vírus de bondade, isso não tá certo.

Ainda se coçando voltaria a prestar atenção no horizonte em busca de perigo, acompanhando com regularidade o que Rin ensinava para Emily e sentindo necessidade de voltar a ser ‘ela mesma’ gritaria. - Depois podemos fazer um espantalho de pão para você treinar pirralha, hehehe, o que me diz?

>><<

Shaanti no que tratasse do demais manteria os cuidados anteriormente descritos, correndo para o timão se necessário e ordenando o encerramento dos treinos se as coisas parecessem se complicar.


”objetivos”:
 
Histórico:
 

Spoiler:
 






____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado
avatar


Confronto de Realidades - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 7 EmptyTer 09 Abr 2019, 11:55

Shaanti estava acompanhando o treino dos “garotos”, naquele momento ela refletia sobre quando ela tinha ficado mais “mole”, quando algo teria a mudado ali, até por que um dia ela estava fazendo isca humana de tubarões como um esporte radical com o Guto, hoje ela treina e se preocupa na medida com ele. Por fim mesmo o treino dando algum resultado a luta acabava ali.

Ela esperava um pouco até que Gutinho acordasse, e começava a falar com ele como se fosse um discurso motivacional, o rosto dele mostrava uma certa frustração visto que ele não tinha conseguido fazer muita coisa naquele momento, mas ela era bem condizente nas palavras quanto aquilo. -Ahh… Eu tenho muita coisa pra aprender- falava ele ainda meio cabisbaixo mas levantando de onde estava.

Ele estava na personalidade medrosa denovo e quando Shantii se irritava após o momento motivacional ele pressionava as costas contra as paredes do barco dizendo. -AAaAAA Si.. SIM eu vo vo vou me preparaaaar aaaaa- ele levantava de uma única vez mas por coincidência o barco dava uma enorme virada para o lado, como se ele fosse começar a virar, e logo ia para o outro lado, era uma virada rapida de leme.

Aparentemente o clima tinha mudado bastante e o piloto tinha desviado do que parecia ser uma pedra de Gelo, o garoto tinha quase sido lançado na lateral do barco mas ele se segurava a tempo, a tritã igualmente. E logo eles podiam ouvir o barulho “ploc, ploc, ploc”, eram pedras de gelo batendo no chão do barco. E então ela ouvia uma voz vinda lá de fora era do Guester.

A voz parecia calma apesar de estar sendo pronunciada em um tom bem alto. - CHUVA DE GRANIZO!!! APARENTEMENTE VAI DURAR UM TEMPO!!- Dizia ele manobrando o barco e retomando a rota que eles estavam afinal, ele tinha saído medianamente dela por uns instantes, pois ele teve des viar de uma enorme pedra de gelo que estava no caminho. O Clima tinha mudado do nada!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 45
Warn : Confronto de Realidades - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Confronto de Realidades - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 7 EmptyTer 09 Abr 2019, 12:25




Post 3 Mawakun - Golf

34


Percebendo que Gutinho havia se sentido devidamente repreendido o ânimo da tritã havia por ter aliviado, permitindo um sorriso seguido de um ronco de diversão, aqueles que ocorrem quando se tenta segurar uma gargalhada malévola.

Dirigia-se na direção oposta para acompanhar o treinamento de Emily quando de repente sentiu o solavanco da embarcação que virava bruscamente. Uma centena de xingamentos diferentes rapidamente se formaram em uma frase concisa na mente da tritã, uma enxurrada tão graciosamente hedionda que teria teria deixado perplexo os mais versados em línguas com uma verdadeira lição de como blasfemar com brilhante elegância…. Ainda assim não houve tempo de prostrar-se em efetivo a essa  incumbente devido a outro solavanco que atirava-a agora contra a murada. Esse novo golpe fez com que a tão bela frase se desvanecesse em sua mente e por isso rebaixou-se a impropérios não tão versados.

- CARALHO QUE QUE VOCÊ TÁ FAZENDO O MERDA.  

Sem demora a resposta de Guester chegou e junto a ela a confirmação em formas de Pocs, Pocs, Pocs, conforme as bolotas de gelo atingiram o deck. - OHHH. - começou a mover-se para o timão a fim de dispensar Guester. - CRIANÇAS PRA DENTRO, DELGADO AS VELAS.   - teria corrido até o timão nesse momento dedicando sua atenção também as ondas e a observação dos ventos. O granizo acabaria por fazer a temperatura cair rapidamente o que poderia resultar em outras adversidades climáticas. - FOFO DE OLHO A FRENTE, COMO ANTES.   - pediria novamente ao Mink Leão para ficar de olho a frente a fim de dar indicações de desvios necessários para adversidades que fugissem da visão de Shaanti da sua posição atual. - Rim, traga proteção. - Haviam embarcado com armaduras, embora não estivessem usando nesse momento cada um dos presentar, com exceção de Guester e Delgado, eram cavaleiros e por tal possuíam armaduras. A ideia de Shaanti era usar sua placa peitoral como um guarda-chuva e se proteger das pedras de gelo.

Delgado por outro lado poderia se proteger junto ao mastro, que deveria ao menos fornecer alguma cobertura. - Solte um pouco a vela. - elevaria a voz o suficiente para o Boêmio ouvi-la. A ideia era manter o pano da vela um pouco solto para que as pedras tivessem dificuldade em rasgá-lo. Estando mais frouxo, o pano seria capaz de amortecer o impacto de cada granizo e assim se preservar…. Ao menos era o que o pensamento lógico de Shaanti a fazia raciocinar.

A velocidade do navio certamente diminuiria, mas contanto que continuassem prosseguindo a tritã assumiria que estava bem com isso. No timão se concentraria apenas em observar o horizonte em busca de mais perigos e direcionar o navio para longe deles. - HEHEHEHEHE, agora sim tá parecendo a Grand Line. HAHAHAHAHAHA.  

Pegaria sua armadura quando Rim a trouxe-se, ou mais especificamente o peitoral que acabaria por usar como guarda-chuva e deixaria que Rin ajudasse os outros a vestir suas próprias armaduras.

Continuaria a observar o vento e a gritar comandos para Delgado sobre o ajuste das velas se isso se mostrasse necessário. Avançando sempre, mesmo que um pouco mais lento faria possível superar a tempestade.

- NÃO SE PREOCUPEM EM SE MACHUCAR, GUTINHO VAI ADORAR TRATAR VOCÊS, HAHAHAHA.   porém, com isso dito ela mesma praguejaria a cada vez que algum granizo a acertasse com força suficiente para doer e deixar uma nodoa. MALDITOS. - seria a sua praga preferida.


”objetivos”:
 
Histórico:
 

Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado
avatar


Confronto de Realidades - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 7 EmptyQua 10 Abr 2019, 12:02


Vendo o que estava acontecendo, Shaanti dava as ordens para que todos começassem a agir, delgado ia para as velas e Rim, rapidamente pegava as armaduras que aqueles que iam ficar ali na fronte iriam usar, as crianças bem, entravam no convés e ficavam protegidas ali. Shaanti assumia o leme relembrando e reconhecendo a grand line como ela é. Sim finalmente se parecia mais com o que ela lembrava, exceto que talvez ela nunca tenha feito um drift num barco.

A neblina começava  a surgir e começava a atrapalhar a visão as pedras de gelo batiam com força sobre a armadura que fazia aquele barulho alto de metal sendo espancado pouco a pouco isso ia dificultado que a tritã enxergasse a frente, isso então se culminar no drift… Ela podia ver na sua frente uma enorme formação gelada no caminho que fazia um C incompleto.  -Formação de gelo a frente!!- estabelecia fofo que estava vigiando com cuidado, mas demorou um pouco a ver pela neblina.

Confronto de Realidades - Página 7 Unknown

O barco precisaria passar rapidamente perto da parede de gelo fazendo uma brusca curva, antes de retomar a sua posição e voltar para a rota, eles não tinha se desviado e o barco continuava rápido com as marés agitadas. A neblina ainda era um problema e o granizo ficava mais forte, alguns batiam com força em partes desprotegidas que faziam a tritã praguejar algumas dores.

O mar não estava muito pra peixe naquele dia e poderia ser que precisassem mais e mais de sorte e de um trabalho bom no leme, no entanto por hora era uma questão principalmente de ser meio doido e habilidoso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 45
Warn : Confronto de Realidades - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Confronto de Realidades - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 7 EmptyQua 10 Abr 2019, 18:13




Post 4 Mawakun - Drift

35


Embora com alguns danos avançar ainda era possível e assim mesmo que a chateação estivesse presente a ruiva conseguiu se manter sob controle de seus impropérios. Até que uma parede de gelo surgiu a frente do navio.

Teve vontade de gritar para prosseguir, abrindo caminho à força gelo a dentro, emergindo em uma nuvem de vapor, mas a realidade a atingiu não muito depois, visto que se fizesse isso a única nuvem que veria era aquela composta de lascas de madeira do navio.

- TUDO A ESTIBORDO. - largou o escudo improvisado, visto que precisaria nesse momento de ambas as mãos, ficando assim vulnerável ao granizo… Todavia preferia adquirir uma considerável coleção de hematomas a afundar um navio com Emily dentro. - GIRE A VELA O MÁXIMO POSSÍVEL, O VENTO QUE VOLTAR DO ICEBERG VAI NOS IMPULSIONAR. - gritou na sequência para Delgado. - FOFO COM ELE. - a ideia de Shaanti era virar todo o possível para a direita ao mesmo tempo que Delgado e Fofo fariam o mesmo com a vela, supunha que o vento que atingia o grande bloco de gelo seria rebatido a com isso a vela iria se enfunar ajudando a empurrar o navio mais para a direita. - Rin… SOLTE ALGUMAS CARGAS PARA ROLAREM.

Havia a munição, comida e talvez até mesmo um canhão no Deck inferior, a ideia era que soltando este material o mesmo rolasse para a direita acompanhando a curva do navio e ajudando Shaanti com o seu peso a manobrar a embarcação visto que a curva fechada para a direita deveria afundar este lado na água.

Não haviam poderes mágicos que a pudessem ajudar na tarefa e sendo assim tudo o que podia fazer era usar de sua inteligência e capacidades para escolher rapidamente as melhores opções de manobra para o navio. Ter a carga solta certamente causaria danos a estrutura, todavia estes eram muito melhores do que a outra opção.

Durante o movimento ela ficaria atenta a necessidade de precisar de mais impulso a fim de orientar os homens na vela a mudarem sua regulagem de acordo com o sentido que o vento estivesse soprando naquela posição.

- AGORAAAAA . - gemeria conforme tentava puxar ainda mais o timão, mas também o faria pela dor que possivelmente sentia ao estar sendo atingida pelos granizos.


Se desse certo ela aliviaria a pressão no timão, pedindo para virarem a vela para a direção do vento antes de voltar o timão para a esquerda virando novamente o navio para a direção do Eternal Pose. Voltaria a pegar novamente a placa peitoral se a mesma estivesse por perto, se não esperaria que Rin voltasse para pedir a loira que lhe alcançasse a mesma.

- FOFO A FRENTE, FIQUE DE OLHO. - Estar a frente, mesmo que um pouco, forneceria a Fofo uma melhor visão dentro da névoa… Isso é o fato de Fofo possuir olhos melhores que ela. Com isso em mente manteria essa estratégia até que fosse possível sair daquela situação.


”objetivos”:
 
Histórico:
 

Spoiler:
 






____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Confronto de Realidades - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 7 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Confronto de Realidades
Voltar ao Topo 
Página 7 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Lvneel Kingdom-
Ir para: