One Piece RPG
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Nakamura Blumayden
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Emptypor Blum Hoje à(s) 21:39

» [M.E.P.] Likes: Ghouls
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Emptypor Likes: Ghouls Hoje à(s) 21:25

» [Mini-Likes: Ghouls] Teoria Humoral
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Emptypor Likes: Ghouls Hoje à(s) 21:21

» [Mini-Sting] Trabalhos sujos de formas baratas
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Emptypor Sting L3 Hoje à(s) 20:20

» [MINI-*JAUM11*] *O INÍCIO*
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Emptypor jaum11 Hoje à(s) 20:01

» [MINI - Mirutsu] Começo da Jornada
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Emptypor Mirutsu Hoje à(s) 19:34

» Ficha~Pierce~
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 19:04

» [Ficha] Violet
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 18:58

» Violet
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 18:58

» Buki Bijin
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Emptypor Bijin Hoje à(s) 18:43

» [Mini - Lind] Testando novas águas
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Emptypor Lind Hoje à(s) 18:41

» [MINI-JuninhoSiq1997] O Inicio
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Emptypor Khrono Hoje à(s) 18:00

» Takamoto Lisandro
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 16:34

» [Mini - Kyoki] Uma Jornada Inesperada.
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Emptypor Kyoki Hoje à(s) 16:30

» [Ficha] Hakuho
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Emptypor Van Hoje à(s) 13:42

» [Mini - Chikara] - Vamos para algum lado ?
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Emptypor Roy Collins Hoje à(s) 13:02

» [Mini Shelvinho] O Início da Lenda
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Emptypor Khrono Hoje à(s) 12:44

» [Ficha] Song Jun Wang
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Emptypor Visastre Hoje à(s) 00:53

» [Mini - Inim] O errante
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Emptypor Khrono Ontem à(s) 23:25

» [Ficha] Miyamoto Ryuma
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Emptypor Miyamoto Ontem à(s) 22:52



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and Fire

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
GM.Hisoka
Cabo
Cabo


Data de inscrição : 15/06/2017

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras   [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 EmptyQui 07 Fev 2019, 23:37



Mini-Aventura

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Tumblr_mjbu5qOz4v1s2bk3qo1_500



Bastaram poucos minutos dentro do ambiente da marinha para que Misael percebesse a sordidez recôndita nas entrelinhas da organização. O órgão que, aos olhos da sociedade, reflete a figura perfeita que atende ao povo, sempre utilizando a justiça e equanimidade como alicerces de sua edificação, ao que parece guarda enormes mazelas em seu cerne, principalmente no que se refere à hierarquia que rege o sistema.

Ver aquela garota ser subjugada daquele modo pesou para o coração mole de Misael, que não tardou em intervir na cena, ainda que a garantia de sua futura posição na marinha estivesse em risco. Assim, repleto de bravura, o garoto retomou a atenção dos demais funcionários, antes olvidada em decorrência da repreensão do superior, reavendo o tenso silêncio junto aos olhares espantados com tamanha coragem em seu desafio ao tenente.

– ANHMM!? Como é que é, pirralho!? – De glabela crispada, o homem cerrou os dentes neurastênico após o retruque. Talvez fosse apenas impressão, mas era como se Misael pudesse sentir sua voz grave retumbando pelos seus ossos. – Aliás, em primeiro lugar. Quem RAIOS é você!? De onde você veio!? – Indagou com os lábios projetados em desdém. Por outro lado, assim que ouviu a resposta de Misael, gargalhou descontroladamente abraçando o próprio estômago. – Só pode estar brincando! E como você pretende "consertar" o mundo sendo um frangote, ein pirralho!? – Ele aproximou dois passos, buscando amedrontar Misael com sua presença intimidadora, sinalizando as aspas com os dedos ao citar a palavra consertar em completo vilipêndio, como se não acreditasse que o menino fosse capaz de fazê-lo. – Vamos! Me dê um motivo para eu não afundar essa sua cara horrível no chão, pirralho! – Insinuou enquanto pressionava o punho direito contra a mão esquerda, provocando um estralar das falanges, ao passo que continuava a encurtar a distância para com Misael. Os funcionários ao redor, por sua vez, imitavam seus passos, mas em recuo, demonstrando bastante medo de sua aura aterradora. Já a menina se arrastava pelo chão, abrindo espaço para que o tenente pudesse passar.

Dicas e Instruções:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
MisaelLuz
Membro
Membro
MisaelLuz

Créditos : 6
Warn : [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 03/02/2019
Idade : 18
Localização : Micqueot

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras   [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 EmptySex 08 Fev 2019, 13:26


Eu fiquei curioso com a oportunidade, uma chance de evitar conflito, mas talvez ele só estivesse sendo irônico tentando me intimidar, mas mesmo assim relaxo um pouco e tento me concentrar em uma boa resposta.

Enquanto isso, perceberia o boné da jovem marinheira no chão perto dos meus pés que foi lançado quando o grandalhão a derrubou, eu o pegaria e o levaria até a jovem sem dar muita atenção ao marinheiro. Me abaixaria e lhe diria: - Você está bem? Qual o seu nome? E lhe entregaria o chapéu enquanto lhe ajudaria a levantar. Após ouvir a resposta lhe diria que vai ficar tudo bem, me distanciaria com um sorriso e me viraria na direção do tenente bigodudo que a essa altura talvez estivesse bem furioso com o fato de ter sido ignorado.

Talvez se eu citasse o nome do meu pai mais uma vez, tudo isso se resolvesse, provavelmente não, ele está muito bravo. Mas amenizaria a situação no mínimo. Mas até quando vou ficar dependendo da sombra do meu pai? Não, vou achar um jeito de sair daqui eu mesmo.

- Você perguntou como eu pretendo "consertar" o mundo - Diria fazendo aspas com as mãos e uma cara de retardado. - Eu ainda não sei, mas alguém tem que tentar. E não há motivo para você não lutar comigo aqui mesmo. A não ser que esteja com medo de perder. Daria um sorriso debochado e levantaria os punhos, pronto para o combate.
Citação :
Legenda:
Pensamento
Fala

____________________________________________________

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Sign_210

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
GM.Hisoka
Cabo
Cabo
GM.Hisoka

Créditos : 22
Warn : [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 15/06/2017

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras   [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 EmptySab 09 Fev 2019, 00:55



Mini-Aventura

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Original



Apesar da ameaça do marinheiro e da aura minaz que ele carrega, Misael o ignorou completamente e demostrou muito mais preocupação com a jovem garota no chão. Numa tentativa de aproximação, ele pegou o boné outrora próximo de seus pés e o levou até a menina, oferecendo-o junto a curiosidade de saber o seu nome. Assim que notou a apropinquação do novato, ela friccionou os pulsos contra os zigomáticos, secando o líquido salino remanescente em meio à fungadas para desobstruir as vias nasais.

– Nú-Núbia... – Respondeu com a voz alquebrada enquanto recolhia o boné com ambas as mãos. Ela o fitou timidamente, embora tenha desviado os olhos vermelhos imediatamente após em constrangimento.

– Ei, pirralho! Quem pensa que é para me ignorar!? – Rosnou o tenente com os lábios desiguais. Os capilares de seus olhos estavam repletos de sangue, facilmente enaltecidos pelas pálpebras arregaladas em furor.

Misael estava numa espécie de dilema, ponderando sobre a melhor maneira de lidar com aquela situação, afinal não era como se ele fosse sair dela tão facilmente após ter ido tão longe. Numa das opções, uma que ele já usara inclusive, ele se ancoraria em seu pai e em toda a história que seu nome carrega. Ainda que pudesse ser uma saída, Misael reconheceu que era o momento de começar a traçar o seu próprio caminho. Para isso, o desapego de sua figura paterna representava um primeiro passo essencial.

Seu desafio ergueu suspiros em todos os funcionários, principalmente Núbia, que levou as mãos à boca, exaltando os olhos assustados. Murmurinhos não tardaram a tomar conta da atmosfera antes regida pelo silêncio. Em alguns pontos, apostas eram feitas, noutros, entremeavam risadas abafadas e palras apreensivas. O tenente, por sua vez, estava focado demais em sua presa para passar um outro duro sermão.

– Como ousa!? – Ergueu a sobrancelha direita, inadmitindo tamanho brio por parte de Misael que era somente um mero desconhecido até então. – Só pode estar brincando. Não vai nem ao menos conseguir me dar um único soco! – Zombou balançando a cabeça negativamente, efetuando passos laterais conforme os punhos foram erguidos numa típica guarda de boxe, com a direita à frente.

Antes mesmo que percebesse, Misael estava num completo círculo consolidado pelo afastamento dos funcionários. Até mesmo Núbia havia se levantado e se unido aos outros, deixando o menino completamente sozinho face a face com o tenente arrogante. A maioria conhecia o potencial do marinheiro e, por isso, temia pela segurança do jovem. Assim, em segundo plano, eram comuns cicios como:

– Desista... Sai dessa... Você vai ser espancado... – Diziam murmúrios anônimos ábditos dentre a multidão.

Dicas e Instruções:
 


____________________________________________________

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 His

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Rose
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
MisaelLuz
Membro
Membro
MisaelLuz

Créditos : 6
Warn : [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 03/02/2019
Idade : 18
Localização : Micqueot

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras   [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 EmptySab 09 Fev 2019, 08:13


O treinamento pelo qual eu passei desde que aprendi a andar e falar, consistiu em três bases: Luta de Rua, Corrida e Estratégia. Meu pai havia aprendido uma técnica no seus tempo de capitão na qual ele conseguia se mover em alta velocidade, ele tentou me ensinar mas como ele perdeu as pernas antes de a dominar por completo, eu só consigo ser levemente mais rápido que um homem comum. Era nisso que eu precisava me basear se quisesse ganhar aquela luta, ele é mais forte, não posso simplesmente partir pra cima e trocar ataques até um de nós cair. Hora de usar uma estratégia.

Imitaria a postura de luta dele, porém com a esquerda para a frente, pois como minha mão predominante é a direita, pegaria mais impulso ao dar um soco.

Avançaria na direção dele com a intenção de dar um soco com a esquerda mas seria só uma finta, seguiria o movimento do braço com o resto do corpo em um arco fechado para rolar na diagonal do oponente, me levantaria rapidamente e aplicaria um soco nas costelas tentando acertar o fígado. Se ele me pegasse durante o rolamento eu o morderia para me soltar ou acertaria um soco em uma junta, dependendo de que parte ele me pegou, se ele bloqueasse o soco na costela eu daria uns saltos para trás para recuperar a distância.

Se ele avançasse na minha direção com tudo pularia para o lado e esperaria que ele se chocasse contra a platéia, caso ele viesse mais controladamente desferindo socos eu tentaria bloqueá-los empurrando a palma da mão contra o soco enquanto desviava para o outro lado. Caso haja alguma abertura nesse momento, eu tentaria lhe desferir um soco no queixo, impulsionando o punho não só com o braço mas também com as pernas quase que em um salto. Caso o soco desse certo ou se ele bloqueasse/esquivasse, eu daria alguns saltos para trás novamente para recuperar distância e o fôlego.

Se até agora ele ainda não tivesse caído ou se eu realmente não tivesse conseguido acertar nenhum golpe, eu só teria mais uma alternativa. Eu relaxaria os músculos, faria uma cara de surpresa, olharia fixamente ao longe por cima do ombro do oponente e depois diria meio desajeitado enquanto tentava ajeitar a postura e fazer uma continência: - Gah! T-Tenente Pollyana, a culpa é dele. E apontaria com a outra mão. Era famosa na cidade a história de que a Tenente Pollyana impunha moral sobre os outros marinheiros. Se ele caísse nessa e olhasse para trás eu correria o mais rápido que pudesse e saltaria para tentar infligir um soco bem no rosto, mirando no nariz. Se ele não caísse nessa, eu diria enquanto voltava à minha postura de luta: - Bem, valeu a tentativa. E avançaria, dessa vez bloquearia os socos com um movimento de cotovelo tentando atacar o rosto dele com o outro braço mais rapidamente.
Citação :
Legenda:
Pensamento
Fala

____________________________________________________

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Sign_210

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
GM.Hisoka
Cabo
Cabo
GM.Hisoka

Créditos : 22
Warn : [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 15/06/2017

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras   [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 EmptyDom 10 Fev 2019, 03:28



Mini-Aventura

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Maxresdefault



O fato de seu inimigo ser um homem com quase duas vezes seu tamanho e com músculos bem desenvolvidos não pareceu afligir Misael, que continuava bastante resoluto em cumprir a sua promessa de consertar o mundo, começando pelo marinheiro cujo modo como tratava seus súditos era reprovável aos olhos do rapaz. Assim, utilizando os ensinamentos de seu pai como sustentáculo, o garoto lutaria utilizando os próprios punhos.

– Idiota, hahaha! – Zombou o tenente ao notar que o menino não havia desistido, mantendo a sua guarda como antes, desta vez curvando sutilmente o pescoço.

Ignorando os alertas dos funcionários, Misael não apenas acatou com a batalha, como também teve a audácia de efetuar o primeiro movimento, o que arrancou um bico de surpresa por parte do tenente. Ele fez uma breve corrida e destoou o braço esquerdo do tronco, insinuando um soco canhoto, entretanto, tratava-se apenas de uma finta para promover uma guarda errônea por parte do marinheiro. Contudo, assim que recuou o braço e tentou efetuar um rolamento, Misael colidiu seu joelho no chão, sentindo um arrepio na espinha com o impacto, o qual foi capaz de travar toda sua movimentação. Ele mal teve tempo de pensar em corrigi-lo, pois instantaneamente sentiu o punho esquerdo do tenente atingir o seu abdômen num cruzado, forte o suficiente para erguê-lo em pleno ar antes de abalroar contra o chão num baque surdo. A plateia fechou os olhos em harmonia, promovendo um trejeito no semblante quase como se estivessem sentido dor com o garoto.

– Tsc, mas já, pirralho? – Escarneceu o tenente com um sorriso cínico. Todavia, ele não avançou contra Misael à espera que ele se levantasse, batendo o punho esquerdo contra a mão oposta enquanto isso.

Em meio a titubeios, Misael conseguiu se levantar, embora esteja sem fôlego e com o queixo repleto de saliva regurgitada. Nesse ponto, muitos já estavam convictos que o garoto simplesmente se renderia e pediria desculpas, principalmente porque o tenente parecia disposto a perdoá-lo, uma vez que já se sentia satisfeito depois de acertá-lo com o último soco. Todavia, Misael agiu inesperadamente, respeitosamente fazendo uma continência e convocando o nome da Tenente Pollyana no meio do combate. Todos imediatamente viraram para o local que o rapaz fez o meneio, inclusive o grandalhão. Eles carregavam, em seu semblante, o mais puro temor estampado, como se estivessem frente a frente com a própria morte. A encenação havia sido completamente ridícula e muito dificilmente convenceria alguém, no entanto, o nome da marinheira e sua reputação fizeram o trabalho sujo. Neste pequeno átimo de distração, antes mesmo que pudessem entender o que estava acontecendo, Misael saltou e acertou um forte soco contra a lateral do rosto do tenente, gerando um baque sucedido de um brado colérico que reuniu a atenção de todos para a batalha mais uma vez.

– ARRGHH! SEU MENTIROSO DE MERDA! – Urrou o homem com a mão sobre a boca enquanto cambaleou dois passos para trás. Um filete de sangue escorria pelo canto dos lábios, mas assim que o tenente balançou a cabeça para voltar a si, ficou evidente que Misael precisaria de muito mais para derrotá-lo.

– Ele enganou a todos! – Comentou um na plateia, provocando uma gargalhada de alguns outros. O tenente olhou torto para eles, com os dentes cerrados, claramente condenando a atitude.

Se antes o marrento estava disposto a perdoar Misael, agora a situação era o completo inverso. Seus olhos denotavam o mais puro furor, como um touro bravo. Ele parecia disposto a não poupar esforços para ferir gravemente o novato, desta vez iniciando passos pesados em sua direção. Ao que parece, desta vez seria ele quem retomaria a batalha com o primeiro golpe. Sem a sua carta na manga, será que Misael conseguirá encará-lo no mano a mano?

Dicas e Instruções:
 


____________________________________________________

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 His

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Rose
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
MisaelLuz
Membro
Membro
MisaelLuz

Créditos : 6
Warn : [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 03/02/2019
Idade : 18
Localização : Micqueot

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras   [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 EmptyDom 10 Fev 2019, 09:14


Misael estava atormentado, a possibilidade de perder essa luta finalmente se tornara real para ele. E isso doía mas que o próprio soco, pois nessa luta ele apostou algo mais importante que sua própria vida, ele apostou seus ideais. Não importava o que acontecesse ele não aceitaria perder para alguém que se acha melhor do que os outros e humilha os outros por isso. Ele não podia perder essa luta, nem que ele morresse. Mas se ele quisesse ganhar teria que se esforçar ao máximo.

Como esperado de um tenente da Marinha, tsk, aí vem ele de novo. Esfregaria a mão no queixo rapidamente para limpar a saliva, enquanto via aquela figura que mais parecia um trem do que um homem vindo furioso na minha direção. Era como se ele fosse imparável. Imparável, hum. Começaria a saltar para trás seguidamente para manter a distância, mas com a velocidade dele não demoraria muito para ele estar ao alcançe de me acertar, afinal a sala não era infinita. Começaria a irritar-lo mais ainda: - Isso é o melhor que vocês tem aqui? Me admira essa cidade não ter sido tomada por piratas ainda. Quando ele entrasse ao alcance eu esperava já estar próximo o bastante da parede ou da platéia. Eu me abaixaria e tentaria lhe acertar um soco no joelho, se não desse tempo ou ele me acertasse, ainda assim usaria meu corpo como obstáculo para fazê-lo tropeçar e acertar com tudo a parede, platéia ou uma janela, o que estive no seu caminho.

Se ele me alcançasse antes de chegar próximo ao fim da sala eu seria obrigado a mudar de estratégia, se ele fosse lento o bastante nos ataques que eu pudesse ver qual braço ele usaria para atacar eu desviaria abaixando o corpo e impulsionando para o lado oposto do ataque, caso isso não fosse possível tentaria bloquear os ataques com o cotovelo ou a palma da mão dependendo da velocidade com que fossem aplicados. Se em algum momento fosse perceptível uma brecha eu investiria toda minha força restante em um soco no seu queixo, impulsionado não só pelo braço mas também pelas pernas como que em um salto.

Se nada tivesse funcionado, eu procuraria algum objeto que eu conseguisse lançar para distraí-lo, se conseguisse tirar a tempo até meu sapato seria útil. Caso achasse um, correria na direção dele e o lançaria na sua cara, tentando criar uma distração grande o bastante para acertar um soco debaixo das costelas, mirando acertar o figado. Caso não houvesse nada que pudesse ser usado para tal fim, eu  usaria eu mesmo como distração, entrando no alcance dos ataques dele com a intenção de bloquear e desviar até que surgisse uma brecha para um contra-ataque.
Off:
 
Citação :
Legenda:
Pensamento
Fala

____________________________________________________

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Sign_210

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
GM.Hisoka
Cabo
Cabo
GM.Hisoka

Créditos : 22
Warn : [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 15/06/2017

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras   [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 EmptyDom 10 Fev 2019, 19:32



Mini-Aventura

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Latest?cb=20171117162150



Misael sabia que suas chances naquele combate eram ínfimas, principalmente por estar lidando com um tenente da marinha. Era um homem que havia passado por muito mais treinamentos e experiências que o garoto teve somente com seu pai. Ainda assim, ele não cedia à desistência, já que aquela batalha não significava apenas uma luta para definir quem era mais forte. Era um duelo de ideais. Misael não queria mostrar ao tenente que era mais poderoso, mas sim que seu princípio era o correto.

Assim que notou a aproximação do tenente, o novato pensou em utilizar o ímpeto do soldado contra ele mesmo. No entanto, a velocidade do homem era bem maior do que ele imaginava, ao ponto dele ter encurtado a distância entre ambos tão rapidamente que Misael sequer conseguiu recuar três passos. Os olhos por trás das lentes ópticas vislumbraram apenas o vulto intenso do punho esquerdo do adversário. A palma de sua mão pareceu se mover sozinha num ato reflexo, suficiente para evitar que seu maxilar fosse brutalmente atingido. Apesar disso, mesmo com parte do impacto concentrado em seu metacarpo, Misael sentiu o corpo desequilibrar e, num instante, estava mais uma vez no chão, agora sentado. Olhando-o de cima, o tenente parecia um lobo faminto fitando uma gazela ferida. Seu punho esquerdo se ergueu como a mandíbula do canídeo e estava prestes a descer impetuosamente, cena que obrigaria o rapaz fechar seus olhos, quando um estalo foi ouvido, sucedido por uma rude voz feminina.

– Tenente Thomas! Posso saber que tipo de confusão é esta!? – Indagou a mulher num tom imperativo, denotando que não estava realizando um mero pedido.

Assim que reabrisse as pálpebras, Misael veria longas madeixas cróceas balouçando no ritmo da aragem suave, provavelmente acompanhando uma rápida movimentação. O agudo estampido de antes fora oriundo de um abalroamento entre o pulso do grandalhão e a mão da moça, que parecia segurá-lo sem muito esforço, já que todo o membro superior do tenente tremulava em vão, como se toda sua força fosse ineficiente. A plateia, outrora muito próxima, agora estava num espaço quase que o dobro do anterior. Alguns espertos, da periferia do círculo, já tentavam sair de fininho sem levantar suspeitas.

– T-Tenente Pollyana... Tsc... Desculpe, acabei me exaltando com este pirralho. – Sua expressão, antes colérica, mostrou frustração após um suspiro contrito, abaixando o pescoço e fechando os olhos. Desta vez, não era apenas um blefe; Pollyana realmente estava ali.

– Todos vocês! Voltem para seus afazeres! – Falou de olhos semicerrados, fitando todos de cabo a rabo, embora Misael ainda não conseguisse vê-la, pois ela estava atrás do grandalhão.

Como num passe de mágica, toda a plateia tumultuosa desfez o círculo, correndo pelos quatro cantos do salão principal e adentrando nas várias salas dispostas pelo recinto, provocando um barulho sucessivo de seus passos desarmoniosos. Em pouco menos de trinta segundos, apenas Misael, os dois tenentes e Núbia se encontravam no hall. A presença da garota, claro, levantou suspeitas em Pollyana, que a encarou com uma das sobrancelhas alçadas.

– O que está fazendo aqui, garota? Não me ouviu? – Questionou a loira com certa severidade, uma vez que ainda não sabia o que havia ocorrido ali.

– D-Desculpe, Tenente... É-É que eu não queria que ele mentisse... – Com os pés juntos e as mãos agrupadas na altura da cintura, Núbia declarou de voz e cabeça baixas, exprimindo bastante timidez com a revelação.

Assim que ouviu, Pollyana afunilou os olhos, entregando sua curiosidade em saber mais sobre o ocorrido. Núbia a contou tudo, desde o erro cometido por ela, até a chegada de Misael e o modo como ele a protegeu. A este ponto, ela não segurava mais Thomas, que estava sentado com os braços apoiados nos joelhos e tronco curvado num banco relativamente distante do trio, expondo certo pesar com a atitude tomada. Ele sabia que tinha ido longe demais e que tinha se deixado levar pela fúria. Por outro lado, a mulher não tinha mais sua aparência escondida pelo corpo mastodôntico do grandalhão, permitindo que Misael finalmente a contemplasse. Pollyana é uma moça branca, alta e esguia, sem muitas curvas e volumes em seu corpo, entretanto, seu rosto é excepcionalmente bonito, dotado de traços bem marcantes, como os lábios intensos e olhos cerúleos intimidadores. Seu cabelo loiro é bem longo, atingindo a altura de seus glúteos, possuindo uma mecha extensa sobre o lado direito do rosto. Ela traja uma veste militarizada com as cores da marinha, majoritariamente azul com detalhes brancos, portando medalhas e símbolos de condecoração no peito. Na parte esquerda da bacia, há um egrégio sabre embainhado, indicando que ela é uma espadachim destra.

– Entendo... Tomarei as devidas providências com Thomas após este episódio... Que já é recorrente inclusive... – Ela direcionou o olhar ao tenente, praticamente agredindo-o com os olhos, embora ele estivesse de cabeça baixa. – Já você, garoto. O parabenizo pela sua ação, foi nobre, ainda que bastante perigosa. – Expressou salientando o beiço e arqueando uma única sobrancelha. Seu elogio sequer era tão motivacional, já que as palavras não pareciam ter entusiasmo algum. – Mas quem é você afinal? De onde veio? – Inclinou suavemente a cabeça duvidosamente, afinal, após todo o acontecimento, Misael ainda era um completo desconhecido no quartel general.

Dicas e Instruções:
 


____________________________________________________

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 His

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Rose
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
MisaelLuz
Membro
Membro
MisaelLuz

Créditos : 6
Warn : [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 03/02/2019
Idade : 18
Localização : Micqueot

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras   [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 EmptyDom 10 Fev 2019, 20:26


Tudo aconteceu tão rápido, apesar de planejar tanto, seu corpo ainda não era capaz de pôr em prática suas estratégias. Então esse é o nível de um tenente. Inacreditável. Quando ele finalmente conseguiu processar tudo aquilo ele percebeu que não tinha como ele ter derrotado aquele homem, ele pôde sentir lágrimas tentando aparecer. Mas não de tristeza, e sim de felicidade. Felicidade pois ele havia ganhado a batalha mais importante, ele viu os ideais que ele tanto prezava serem defendidos pela Tenente. Abaixou a cabeça rapidamente, encostando-a no chão, movido igualmente pelo respeito de estar diante de uma pessoa tão incrível como a Tenente Pollyana parecia ser, como também para tentar esconder suas lágrimas que ele sentia que não conseguiria segurar por muito tempo.

- Meu nome é Misael Luz, sou o filho do capitão Herbo Luz. E quero dar prosseguimento ao sonho dele de mudar esse mundo! Gritaria com toda a força restante em meus pulmões, tentando impedir que a emoção afetasse minha voz. Eu sei que ainda sou fraco, mas eu garanto que posso me tornar muito mais forte. Por favor, me aceite como Agente do Governo Mundial! Manteria a cabeça abaixada até ouvir uma resposta.

Caso ela fosse positiva, me levantaria limpando o rosto, faria a cara mais séria que conseguisse e agradeceria enquanto fazia uma continência. Caso a resposta fosse negativa, eu diria: - O que você quer que eu faça? Eu farei qualquer coisa que mandar! E esperaria o veredito.

Após ter resolvido meu futuro, me voltaria para Núbia com um sorriso bem simpático: - Parece que eu não consegui ser o herói hoje, né? E daria uma risada de leve. Ela parecia ser legal, torceria para que nossos caminhos se cruzassem novamente, porém em circunstâncias mais favoráveis, adoraria saber quais eram seus sonhos e ideais. Daria uma última olhada na direção do Tenente Thomas. Ele de certo modo parecia realmente arrependido, mas ainda era cedo demais para eu esquecer o comportamento dele. Quem sabe quando a dor dos socos dele passarem.

E então me dirigiria de volta para minha casa, meu pai adoraria ouvir a história, minha mãe ficaria furiosa e preocupadíssima porém trataria rapidamente de cuidar de meus hematomas. Por fim,  eu dormiria imaginando as incríveis aventuras que me aguardariam.
       
~FEEDBACK~

       
Visando uma maior qualidade nas orientações, a Staff gostaria de saber a opinião do que achou do orientador em que teve a responsabilidade de narrar. É uma pergunta básica que deve ser respondida com sinceridade, ajudando bastante a qualidade de orientação dos orientadores, afinal os mesmos saberão onde estão indo bem, pecando e assim melhorando gradativamente. Então a questão é a seguinte: "O orientador demonstrou um regular/bom/ótimo trabalho? Desde a parte de tirar dúvidas, as dicas, o carisma do orientador com você (principalmente a atenção que foi dada durante a mini-aventura), o desenrolar dela e por fim se reconheceu uma maior clareza do sistema narrativo."
       Opinião: Gostei bastante, foi perceptível a intenção do orientador de testar os meus limites para criar espaço para melhorar, tanto que eu mesmo consegui ver a mudança enorme entre o começo e o fim, e ainda vejo a distância maior ainda até eu ficar realmente bom. Ele foi atencioso, tirou as dúvidas por MP e postou todo dia, às vezes em horários meio estranhos, mas nada problemático. E os caminhos por onde ele levou a história, meu deus, mesmo sendo uma mini-aventura, me diverti muito e estou ainda mais ansioso pelas aventuras de verdade.

Desempenho ótimo.

Citação :
Legenda:
Pensamento
Fala

____________________________________________________

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Sign_210

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
GM.Hisoka
Cabo
Cabo
GM.Hisoka

Créditos : 22
Warn : [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 15/06/2017

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras   [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 EmptyDom 10 Fev 2019, 21:13



Mini-Aventura

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Anime___karate_girl_training_at_the_dojo_by_blc2030_dcwbsbg-fullview



Misael foi derrotado no quesito força, mas certamente foi um vitorioso na defesa de seu ideal. Ele sabia disso de tal modo que não conseguiu segurar as lágrimas, sentindo o quente líquido salino vertendo pelo seu rosto ao reverenciar a tenente. Talvez tenha exagerado um pouco, pois chegou a tocar a testa no chão, quase como se estivesse pedindo perdão. De qualquer forma, a atitude certamente serviu para ganhar pontos com Pollyana que, embora fosse uma mulher sisuda, detinha um bom coração.

– Luz... Hum... – Assim que ouviu o sobrenome de Misael, a mulher relaxou sua expressão, alterando os lábios proeminentes num notório sorriso quando soube da ascendência do menino. – É de pessoas como você que o governo precisa, rapaz. – Ela abaixou o mento, indicando certa mensagem subliminar nas entrelinhas de seu comentário. Não precisaria ser um grande gênio para atinar que se tratava de uma crítica a Thomas. – Venha comigo. Me siga... – Após um meneio efetuado com sua cabeça, indicando o local que Misael deveria ir, ela virou o corpo e prosseguiu com os passos fleumáticos, cedendo espaço para que o menino falasse com a doce Núbia.

– V-Você... Você foi meu h-herói. – Ainda que entre titubeios, a menina revelou com as maçãs do rosto ruborizadas, imediatamente desviando o olhar depois do comentário. Ela tinha um sorriso acanhado em sua feição que entregava sua sinceridade.

Aquela manhã estava somente em seu início. Misael teria muitas histórias daquele dia para contar ao seu pai, pois ainda havia muito a ser feito para que pudesse se tornar um agente. Assim que seguiu Pollyana, uma porta de madeira foi aberta, permitindo a entrada de uma forte luz. Era quase como um chamativo, ainda que, realisticamente, se tratasse de uma sala especial, com inúmeros jovens, garotos e garotas, treinando efetivamente.

– Entre, Misael. – Decretou a tenente afrente da entrada, segurando a porta pela sua maçaneta com o braço esticado. Uma nova aventura estava prestes a começar.

~Mini-Aventura ENCERRADA~


Observações:

Agradeço bastante a estadia da mini-aventura até aqui, Misael! Você foi um ótimo orientado. Bastante determinado, ouvinte e paciente. Certamente possui um enorme potencial!

Minhas últimas ressalvas a você são:

Atente sempre ao português. Embora não exijamos que nossos jogadores sejam letrados em língua portuguesa, é sempre importante que a quantidade de erros sejam encurtados ao máximo. Para isso, tente sempre fazer uma releitura de seu post após criá-lo, de modo a retificar as falhas que sempre passam desapercebidas. Eu, por exemplo, faço uma revisão de um parágrafo sempre antes de passar para o parágrafo posterior, fora a revisão geral no fim da escrita.

Se possível, procure por um template para você. Não precisa ser nada muito sofisticado. Basta ver o meu, que é bastante singelo, porém cumpre a função de ornar meu texto. Não é obrigatório, claro. Você não perderá nota em sua aventura pela construção estética de seu post, entretanto, tenha certeza que se sentirá muito melhor com ele bem ataviado ;D.

Pense bastante antes de criar seu personagem. Devo frisar que ele é fixo por, no mínimo, seis meses. Isto é, depois de criar sua ficha, caso arrependa-se, somente poderá produzir um novo em meio ano! Não estruture um personagem que dependa de uma akuma no mi para você ter felicidade em narrá-lo, por exemplo. Além disso, saiba que o crescimento aqui é lento e progressivo, então conceba um personagem interessante desde o início. Não tente criar alguém que apenas será divertido com determinados objetivos, como level, poderes ou akuma, como citei.

Por fim, nunca se acomode! A evolução é constante, meu caro. Saiba que você sempre pode melhorar, independentemente do quão bom esteja. Os melhores players do fórum compreendem muito bem esse ponto e é por isso que estão sempre no topo! Bem, boa sorte, companheiro!

O que fazer agora que terminei minha Mini-Aventura?
- 1º passo: Agora que encerrou sua mini-aventura basta criar a sua ficha na Criação de Personagens usando o Modelo de Ficha.
- 2º passo: Corra e crie sua aventura. Onde? Há um tópico chamado Crie sua Aventura, lembre-se de que você somente pode criar uma aventura se sua ficha for aprovada e dentro do limite de pedidos de criação de aventura pendentes. Caso haja alguma pendência espere alguém aprovar a aventura anterior, para postar a sua.
- 3º passo: Aventura aceita? Então procure um narrador, onde? Em T.N.D crie um tópico para solicitar seu narrador, e aguarde o ADM responsável pela área escolher um narrador para você.
- AH! Leia as regras para que você não venha a tomar punições.
- Lembre-se você tem 30 dias para pedir os 6 créditos da conclusão da mini-aventura neste link.



____________________________________________________

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 His

[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Rose
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras   [MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[MINI-Misael Luz] Em Busca de Aventuras
Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Mini-Aventura :: Mini-Aventuras Concluídas ou Canceladas !-
Ir para: