One Piece RPG
Karelina Lawford XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [MINI - Belial Sonme*] New Dawn
Karelina Lawford Emptypor Fanalis B. Ria Hoje à(s) 19:40

» Mini Blind Monk
Karelina Lawford Emptypor Blind Monk Hoje à(s) 17:23

» [MINI-*Henry*] *A Simple Wanderer*
Karelina Lawford Emptypor HenryGGarcia Hoje à(s) 16:36

» [MINI-Tenzi] Primeiros passos
Karelina Lawford Emptypor Light Hoje à(s) 16:08

» [M.E.P] Tenzin
Karelina Lawford Emptypor Light Hoje à(s) 16:05

» MEP Blind Monk
Karelina Lawford Emptypor Meursault Hoje à(s) 15:00

» [MEP-*Henry*] *A Simple Wanderer*
Karelina Lawford Emptypor Meursault Hoje à(s) 15:00

» Asger
Karelina Lawford Emptypor Achiles Ontem à(s) 23:40

» [MINI-tiago5465] Sakajimo Adventures
Karelina Lawford Emptypor Meursault Ontem à(s) 18:47

» [Mini] - Matthews Nature
Karelina Lawford Emptypor Meursault Ontem à(s) 18:46

» [FICHA] Abino Rouxinol
Karelina Lawford Emptypor Minerd Ontem à(s) 16:10

» SeaGull Newspaper - Edição rápida.
Karelina Lawford Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 15:25

» [FICHA] Koyozumi Yoshindo
Karelina Lawford Emptypor Koyozumi Ontem à(s) 13:58

» [MINI-Itashi]
Karelina Lawford Emptypor Fanalis B. Ria Ontem à(s) 08:56

» [FICHA] Ozaki Ichigo
Karelina Lawford Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 07:02

» Ozaki Ichigo
Karelina Lawford Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 07:02

» Elsa Volkerbäll
Karelina Lawford Emptypor ADM.Ventus Sex 20 Set 2019, 19:16

» [MINI-BURA] Recomeço
Karelina Lawford Emptypor Meursault Qui 19 Set 2019, 21:09

» [MINI-JIN WOO] Ocioso de mão cheia
Karelina Lawford Emptypor Meursault Qui 19 Set 2019, 21:07

» [MINI-Katrielle] Uma coelha perdida.
Karelina Lawford Emptypor Meursault Qui 19 Set 2019, 21:05



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and Fire

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Karelina Lawford

Ir em baixo 
AutorMensagem
Mephisto
Orientador
Orientador
Mephisto

Créditos : 109
Warn : Karelina Lawford 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 20
Localização : Wars Island (North Blue)

Karelina Lawford Empty
MensagemAssunto: Karelina Lawford   Karelina Lawford EmptySex 01 Fev 2019, 07:51

~ PESSOAL ~


Nome: Karelina Lawford.
Idade: 21
Altura: 189 cm
Peso: 68 kg
Mão predominante: Direita.
Sexo: Feminino.
Raça: Humana.
Tamanho/Espécie: Normal.
Origem: Lyvneel.
Localização: Micqueot.
Grupo: Civil.


~ ATRIBUTOS ~


(Começa com 10 pontos, BÔNUS RACIAL EM AZUL E BÔNUS DE EDC EM VERMELHO)

LEVEL: 1
EXP: 10/25
BERRIES: 50.000

HP: 44
SP: 62

DANO: 3/2/2
ACERTO: 2/3/2
PONTARIA:
ESQUIVA: 4/3
BLOQUEIO: 2
RESISTÊNCIA: 1
VELOCIDADE DE ATAQUE: 3


KENBUN-SHOKU HAKI

Citação :
LEVEL: -X-
EXP DO PODER: 000/050
BUSOU-SHOKU HAKI

Citação :
LEVEL: -X-
EXP DO PODER: 000/050

~ ESTILOS DE COMBATE ~

Citação :
• Estilo de Combate: Lanceira.
LEVEL DE COMBATE: 1
EXP DE ESTILO: ~PRIMÁRIO NÃO POSSUI EXP~

~ Perícias ~
Citação :

• Dança.
• Sedução.
• Acrobacia.
• -X-
• -X-

~ Ofícios ~
Citação :
• (ofício)
• -X-
• -X-
• -X-
• -X-
• -X-

~ FAMA & REPUTAÇÃO ~

Photoplayer:  
Spoiler:
 
Alcunha:
Recompensa:
Citação :
LINK DOS JORNAIS:
~ AKUMA NO MI ~

Citação :
Nome:
Tipo:
Energia:
Bonificação:
~ EQUIPAMENTOS ~


• ARMA(S)
-Nome:
Bônus:
Dano:
Requerimentos:
Custo:

• CABEÇA
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• TRONCO
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• BRAÇOS
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• MÃOS
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• PERNAS
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• PÉS
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

~ INVENTÁRIO~

(MÁXIMO DE 10W)

~ EMBARCAÇÕES ~

Nome:
Tipo:
Descrição:
Velocidade:
Número de tripulantes máximos acomodados:
Lotação máxima no transporte:
Número de ilhas sem precisar reabastecer:
HP:
Canhões:

~ TÉCNICAS ~

• -X-
• -X-
• -X-
• -X-
• -X-

~ TÉCNICAS SUPREMAS~

• -X-
• -X-
• -X-


~ EXTRAS ~


APARÊNCIA:
Karelina parece ter sido esculpida em porcelana como uma delicada boneca graças a coloração pálida de sua pele aveludada que não apresenta marcas de expressão ou imperfeições, os longos cabelos negros e brilhosos de Karelina que chegam até a panturrilha causam um contraste quase que hipnotizante em sua aparência. A mulher também é portadora de mm belo par de olhos alaranjados que parecem iluminar o rosto descorado da mulher com pele de porcelana.
Mesmo com quase dois metros de altura e possuindo um corpo magro, as curvas de Karelina são bem generosas e sedutoras, poder até ser difícil de acreditar, mas ela não apresentava qualquer tipo de marca em seu corpo, ferimentos, estrias, Karelina não sabe o que é ter coisas assim, nem mesmo um único arranhão, ela parece ser tão pura e intocável nesse aspecto.
Karelina traja um quimono com um corte bem peculiar, deixando os ombros dela de fora, sendo adornado por uma pele densa e felpuda de cor negra semelhante a um cachecol porem cobrindo a parte de trás dos ombros dela, o quimono também apresenta um generoso decote na região do busto.
O quimono de cor preta e branca ficava apertado na cintura fina de Karelina, ficando um pouco mais solto na região do quadril, possuindo uma espécie de cauda que se dividia em quatros pontas com bordas dourada.
Karelina usava uma única meia de nylon preto cobrindo totalmente sua perna direita, e duas luvas longas também de nylon e mesma cor, e por fim Karelina usa sapatilhas comuns de cor preta.



PERSONALIDADE:
Karelina tem uma personalidade extremamente desagradável para quem convive diariamente com ela, mas era como se o destino quisesse que a mulher fosse assim. Karelina nasceu em um berço de ouro, com uma bela aparência, inteligência invejável, com dom natural para arte, condicionamento físico de um atleta mesmo que nunca tivesse treinado para isso. É como se ela simplesmente tivesse sido abençoada de varias formas por alguma divindade.
Graças a isso Karelina cresceu tendo tudo que sempre quis e fazendo o que bem entender, e acabou por desenvolver uma personalidade extremamente mimada e convencida, ela não se gaba das próprias conquistas, pois nunca viu mérito algum em seus feitos, tudo sempre foi fácil e desinteressante para ela. Mesmo sendo a mais nova de cinco irmãos Karelina nunca teve dificuldade em superar os próprios irmãos em tudo que eles tentassem e por ser a mais alta ela parecia também ser a mais adulta, e por isso ela era considerada a mais responsável e recebia um tratamento especial dos próprios pais em relação aos outros irmãos, o que fez Karelina não sentir nada alem de pena por seus irmãos não serem como ela.
Karelina tem muita dificuldade em prestar atenção no que os outros falam, pois eles parecem tão desnecessários e entediantes, é como se não valessem a pena, pois Karelina sente que facilmente pode superá-los mesmo sem se esforçar.
E como se não fosse ruim o bastante, Karelina nunca teve dificuldade em cativar outras pessoas que não a conhecem de fato, geralmente ela apenas sorria para eles e dizia algumas palavras, e o publico caia de amores por ela, mesmo quando ainda era apenas uma criança, Karelina enxerga essas pessoas como fãs que a idolatram de longe. Apesar de não ficar se gabando, ela não resiste quando é bajulada ou recebe mimos, Karelina sente sua autoestima subir nessas situações e ela quase sempre reage com uma falsa modéstia apenas para continuar ganhando mais atenção e elogios.
Seduzir e subestimar são as duas coisas que Karelina simplesmente não consegue evitar fazer. Essa seria uma espécie de maldição?
Semelhante a um animal criado em laboratório Karelina por ter vivido em seu mundo, aonde não se interessava por ter contato próximo com outras pessoas e outras realidades, ela geralmente reage com impertinência e indiferença com situações adversas do seu antigo cotidiano, pois Karelina tenta entender o que é novo.


HISTÓRIA:  
Se você espera ler uma história de algum tipo de história emocionante com altos e baixos vocês esta no lugar errado, minha história não é grandiosa ou envolve sonhos e tragédias, na verdade.... É extremamente entediante e monótona.
Nasci em uma família rica de Lvneel, os Lawfords, eu passei a maior parte da minha vida em uma mansão rodeada de criados que realizavam todas as minhas vontades, eu precisava apenas ordená-los. Posso dizer que tinha o mundo nas mãos. Durante vinte e um anos eu fiz tudo que sempre quis na hora que sentisse vontade, e sinceramente, ter tudo é um saco.
Eu fui criada com dois irmãos e duas irmãs, e particularmente nem lembro o nome deles, eu os chamava de “quarteto do segundo lugar”, pois eu ficava na frente deles em tudo, minhas notas eram as mais altas, sempre ganhava os concursos de beleza e talentos que me inscrevia, até mesmo quando eles ficavam com raiva e tentavam me bater, eram eles que apanhavam de mim, tanto meu pai quanto minha mãe me dava muito mais atenção do que para aqueles quatro, até mesmo quando eu pegava as coisas deles ou quebrava apenas para chamar atenção, meus pais me defendiam por eu ser melhor do que eles. Meu pai principalmente sentia um orgulho imenso por eu ser sua filha, ele enxergava em mim um grande potencial de elevar ainda mais o status da família. Apesar de ser a mais nova, eu sou a mais alta dos cinco irmãos e por isso parecia que eu era a mais velha, meus outros irmãos eram tratados apenas como crianças birrentas enquanto eu já era tratada como uma adulta.
Por conseuquência meus pais contrataram os melhores tutores particulares para lecionarem para mim, e garantirem uma educação de elite, passei toda a minha infância aprendendo a como me comportar e estudando rigorosamente, não que isso fosse um problema, eu sempre tirava notas boas e conquistava todos ao meu redor, mesmo se eu não prestasse atenção ou realmente tentasse a sério. Eu era o centro das atenções, meus pais, tutores, empregados, todos me rodeavam de elogios o tempo todo, mesmo sem eu nem ter tentado seriamente.
No começo era divertido, eu adorava estar no centro daquele mundo, mas..... era tudo tão repetitivo, com o tempo eu fui me acostumando com aquilo, e o meu desinteresse aumentava cada vez mais, eu já não sentia mais graça em ganhar daquele quarteto fracassado, eu apenas sentia pena por eles terem nascido na mesma casa que eu.
Durante minha adolescência posso dizer que me senti realmente viva pela primeira vez quando fui a um festival de rua, meu pai me convenceu a ir por dizer que faria bem ao nome da família.
A principio imaginei que seria tedioso como todo o restante dos meus dias, eu já estava me sentindo como uma boneca, bonita por fora mas... vazia por dentro. Até que, eu a vi.
Em cima de um palco improvisado feito de madeira, usando roupas comuns de seda, um véu cobrindo parte do rosto e uma lança de madeira de qualidade baixa, aquela mulher dançava tão graciosamente, a multidão parecia estar hipnotizada pelos movimentos sofisticados e precisos, eu podia sentir que ela nem estava levando aquela apresentação a sério, mas as pessoas pareciam ter parado todos seus afazeres apenas para observá-la, pela primeira eu me senti distante das atenções, e aquela dançarina encantava a todos sem nem levá-los a sério, comigo não era diferente, eu apenas fiquei ali em pé a assistindo em cima do pequeno espaço de madeira.
Apesar da admiração que eu senti naquela hora, ao mesmo tempo um sentimento de frustração dominava meu ser, eu conseguia me enxergar nela, mas havia uma clara diferença entre nós, eu tinha tudo para conquistar as pessoas, mas ela... não precisava de nada, apenas a presença dela em um palco de madeira era suficiente, eu me senti estranhamente superada por ela, e de certa forma feliz, por saber que eu ainda poderia me tornar melhor e continuar a crescer.
Quando a apresentação estava quase acabando houve uma pequena distração, alguns assaltantes atacaram o festival, a multidão estava desesperada, entretanto aquela dançarina não parou o espetáculo, na verdade eu posso dizer que o verdadeiro show estava para começar, ela continuou a dançar com sua lança de madeira, e os bandidos caiam um após o outro diante dos movimentos quase que angelicais daquela dançarina, naquele instante a multidão já havia se dispersado, havia ficado apenas nós duas.
Eu a aplaudi mais do que nunca, jamais me imaginei fazendo algo assim, porém eu estava encantada, como ela poderia ser tão delicada, tão bonita e ainda sim ela acabou com o assalto sem quebrar o ritmo de sua dança. Confesso que eu me senti uma criança naquele momento, e comecei a rir quando ela olhou para mim e disse.
- Isso foi entediante.... – Ela nem sequer os levou a sério, era como enxergar um muro na minha frente, aquela pessoa que eu nem pude perguntar o nome fez eu me sentir viva, pela primeira vez eu havia prestado atenção em algo, pela primeira vez eu estava levando algo a sério.
E então ela foi embora caminhando calmamente, enquanto meu pai corria até mim desesperado, verificando se estava tudo bem, aquela mulher sumiu em um segundo que desviei minha atenção, e assim eu nunca mais a vi.
Depois do festival eu pedi ao meu pai para contratar tutores de dança e um professor para me ensinar a usar uma lança, eu queria ser igual aquela dançarina.... Não, eu seria ainda melhor do que ela.
Meu pai, o Sr Stuart Lawford, não recusou, afinal eu era a prodígio da família, e ele sempre atendia meus pedidos, não demorou muito até eu aprender a dançar e a usar uma lança, até mesmo conseguia me equilibrar sob ela e ficando suspensa no ar apenas me apoiando utilizando o cabo da lança como suporte eu conseguia fazer, até pude aprender a fazer acrobacias mais aprimoradas com o tempo, minha mãe, a Sra. Stella Lawford, adorava-me ver dançar, ela dizia que eu parecia feliz, e acredito que mamãe estava certa, de fato era divertido.
Mas.... A diversão durou pouco, com o tempo fui ficando cada vez melhor, até que se tornou repetitivo e entediante, eu passei a dançar por hobby, pois era menos chato do que prestar atenção nos tutores desnecessários que ficavam tentando me ensinar algo que eu já sabia ou nem precisava me esforçar para aprender.
Até que....  O Sr Stuart me expulsou da mansão com alguns milhões de bellys para morar em uma casa simples em Micqueot, ele disse que eu precisava aprender a desenvolver empatia por outras pessoas, porque eu já nem lembrava mais o nome dos meus irmãos e nem o levava a sério, eu realmente não entendi como essa mudança vai me ajudar a ter empatia, mas eu não tive escolha. Mas depois de pouco menos de um mês morando na casa nova, eu percebi que tinha muita coisa para aprender sob o mundo real, e que eu precisava urgente aprender a economizar, como em menos de um mês os milhões de bellys, se tornaram apenas cinqüenta mil?
E assim eu chego a conclusão que preciso de muito dinheiro para ter uma vida boa e confortável igual eu tinha na mansão, talvez ficar famosa seja uma bom atalho para juntar muito dinheiro rápido.
~ VANTAGENS E DESVANTAGENS ~
(MÁXIMO DE 6 PONTOS GASTOS. TODOS COMEÇAM COM 2)

Vantagens:
• Boa aparência.
• Genialidade.
• Voz Encantadora.
• Aceleração.
• -X-

Desvantagens:
• Sedutora Incorrigível.
• Convencida.
• Distraída.
• -X-

~ PERSONAGENS CONHECIDOS ~


PLAYERS:
 

NPC's Importantes:
 

NPC's Criados:
 

Link da Mini Aventura concluída ou da ficha antiga cancelada: www.onepiecerpg.com/t43442p10-mini-licia-a-despreocupada#388281

____________________________________________________

Make love, not war


Karelina Lawford D4wsKVj


2017 Achievements:
 


2018 Achivments:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Karelina Lawford
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Arquivo de Fichas :: Civis-
Ir para: