One Piece RPG
Baldur Hafrhorn XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Vol 1 - The Soul's Desires
Baldur Hafrhorn Emptypor Milabbh Hoje à(s) 20:55

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Baldur Hafrhorn Emptypor Handa Hoje à(s) 20:08

» Bell Farest
Baldur Hafrhorn Emptypor ADM.Noskire Hoje à(s) 19:25

» Helves
Baldur Hafrhorn Emptypor ADM.Noskire Hoje à(s) 19:22

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
Baldur Hafrhorn Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 18:53

» O Segredo de Um Ladrão
Baldur Hafrhorn Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 18:11

» Art. 5 - The hunt is on
Baldur Hafrhorn Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 18:10

» Cap.1 Deuses entre nós
Baldur Hafrhorn Emptypor Thomas Torres Hoje à(s) 18:09

» The Hero Rises!
Baldur Hafrhorn Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 17:21

» VIII - The Unforgiven
Baldur Hafrhorn Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 17:10

» 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!
Baldur Hafrhorn Emptypor Far Hoje à(s) 16:17

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
Baldur Hafrhorn Emptypor K1NG Hoje à(s) 15:52

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Baldur Hafrhorn Emptypor Furry Hoje à(s) 13:22

» Seasons: Road to New World
Baldur Hafrhorn Emptypor GM.Muffatu Hoje à(s) 10:55

» [FICHA] Sonny Delahunt
Baldur Hafrhorn Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 10:10

» Sonny Delahunt
Baldur Hafrhorn Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 10:09

» Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp
Baldur Hafrhorn Emptypor Oni Hoje à(s) 08:33

» Meu nome é Mike Brigss
Baldur Hafrhorn Emptypor Oni Hoje à(s) 08:18

» Evento Natalino - Amigo Secreto
Baldur Hafrhorn Emptypor Hisoka Hoje à(s) 03:24

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Baldur Hafrhorn Emptypor Fukai Hoje à(s) 01:54



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Baldur Hafrhorn

Ir em baixo 
AutorMensagem
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 111
Warn : Baldur Hafrhorn 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 22
Localização : Wars Island (North Blue)

Baldur Hafrhorn Empty
MensagemAssunto: Baldur Hafrhorn   Baldur Hafrhorn EmptyQua 26 Dez 2018, 20:07

~ PESSOAL ~


Nome: Baldur Hafrhorn
Idade: 25
Altura: 2,5m
Peso: 400kg
Mão predominante: Ambidestro
Sexo: Masculino
Raça: Mink
Tamanho/Espécie: Caprino
Origem: West Blue - Kyanon Island
Localização: West Blue - Kyanon Island
Grupo: Civil


~ ATRIBUTOS ~


(Começa com 10 pontos, BÔNUS RACIAL EM AZUL E BÔNUS DE EDC EM VERMELHO)

LEVEL: 1
EXP: 10/25
BERRIES: 50.000

HP: 44
SP: 62

DANO: 4 (+3 Raça) (+2 EDC) = 9 ~ NORMAL
ACERTO: 6 (+3 Raça) (+2 EDC) = 11 ~ HABILIDOSO
PONTARIA: 0 ~ Inábil
ESQUIVA: 0 ~ Inábil
BLOQUEIO: 0 (+2 EDC) = 2 ~ NORMAL
RESISTÊNCIA: 0 (+2 Raça) = 2 ~ NORMAL
VELOCIDADE DE ATAQUE: 3


KENBUN-SHOKU HAKI

Citação :
LEVEL: -X-
EXP DO PODER: 000/050
BUSOU-SHOKU HAKI

Citação :
LEVEL: -X-
EXP DO PODER: 000/050

~ ESTILOS DE COMBATE ~

Citação :
• Estilo de Combate: Bárbaro
LEVEL DE COMBATE: 1
EXP DE ESTILO: ~PRIMÁRIO NÃO POSSUI EXP~

~ Perícias ~
Citação :

• Forja
• Mecânica
• Engenharia
• -X-
• -X-

~ Ofícios ~
Citação :

• Ferreiro
• -X-
• -X-
• -X-
• -X-

~ FAMA & REPUTAÇÃO ~

Photoplayer:
Spoiler:
 
Alcunha:
Recompensa:
Citação :
LINK DOS JORNAIS:
~ AKUMA NO MI ~

Citação :
Nome:
Tipo:
Energia:
Bonificação:
~ EQUIPAMENTOS ~


• ARMA(S)
-Nome:
Bônus:
Dano:
Requerimentos:
Custo:

• CABEÇA
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• TRONCO
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• BRAÇOS
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• MÃOS
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• PERNAS
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• PÉS
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

~ INVENTÁRIO~

(MÁXIMO DE 10W)

~ EMBARCAÇÕES ~

Nome:
Tipo:
Descrição:
Velocidade:
Número de tripulantes máximos acomodados:
Lotação máxima no transporte:
Número de ilhas sem precisar reabastecer:
HP:
Canhões:

~ TÉCNICAS ~

• -X-
• -X-
• -X-
• -X-
• -X-

~ TÉCNICAS SUPREMAS~

• -X-
• -X-
• -X-


~ EXTRAS ~


APARÊNCIA: Baldur possui a fisionomia de um caprino robusto. Sua pele é acinzentada e marcada por músculos, conferindo-lhe o aspecto humanoide dos minks. A parte superior de seu corpo é coberta por pelos vermelhos, que são cuidadosamente presos com ornamentos de ferro que despontam da lateral dos olhos, da mandíbula e do que seria um bigode, que saem do focinho. Os olhos são completamente vermelhos e parecem emitir um brilho constante devido ao reflexo. Apresenta cornos longos, encurvados e pontiagudos, e sua superfície rígida é coberta por traços primitivos, como se tivessem sido esculpidos manualmente. Seu corpo não é muito proporcional aos olhos humanos, dado seu largo tronco e as pernas relativamente curtas.

PERSONALIDADE: Seu semblante é sério, e é como Baldur normalmente se comporta. Reservado e contemplativo, o caprino possui uma natureza desconfiada devido suas experiências traumáticas, sobretudo ao que tange os seres humanos, em que sua desconfiança é ainda redobrada. Simpatiza com os minks e acredita que estes deveriam impor sua marca no mundo, por naturalmente serem muito superiores aos humanos que tanto os sobrepujam. Quando se sente seguro e próximo de quem possa confiar, o mink se sente mais a vontade e até se permite demonstrar outras faces, sabendo usufruir dos prazeres simples e mundanos que tanto foi privado durante seu período de encarceramento. Na maior parte das vezes é amargo, duro e inflexível. Suas experiências passadas envolvendo escravidão, traumatizou-o de forma que em qualquer situação de confinamento o deixe nervoso, irritado e dependendo do nível perca seu controle. Busca controlar sua fúria irracional, porém quando confrontado por humanos não demonstra piedade.

HISTÓRIA: Baldur nasceu em Kyanon Island em meio aos minks e teve uma infância relativamente normal e típica dos filhotes da ilha. Filho de Toriel Hafr e Asgore Horn, ambos caprinos, teve uma educação impecável para que se tornasse um mink respeitável. Recebeu ensinamentos de história e conhecimentos gerais lecionado pela sua mãe, e por Shizuka, a grande intelectual e regente da ilha, e quanto ao seu pai, ensinou-lhe as artes de combate.

Os equipamentos bárbaros foram as que mais chamaram a atenção do cabrito, e dedicou seu tempo para treinar e aprimorar seu novo estilo de combate. Quando não estava treinando, passava seu tempo na Old Tree estudando, entretanto havia algo que o incomodava profundamente, aquele típico questionamento juvenil: por que estava fazendo isso? Por quem e para quem dedicava aquelas horas de treinos e estudos? Os mais velhos justificavam que os minks faziam isso por autopreservação, e que todos os seus valores eram muito importantes para que se mantivessem vivos como uma comunidade isolada.

A resposta não satisfazia completamente o pequeno Baldur, apesar de absorver e concordar que os minks eram uma raça superior e com inúmeras habilidades que superavam os humanos, por que eram estes que enchiam os livros com histórias de conquistas e glórias, enquanto os minks se limitavam a permanecer isolados? O bode era censurado e repreendido quando insistia na ideia de sair da ilha e disseminar o poder dos minks, sobretudo por Shizuka que o castigava impiedosamente.

Em uma certa noite, a rotina monótona da ilha foi violentamente rompida por uma invasão de caçadores, e os humanos não demonstraram piedade. Asgore foi morto, entre muitos outros, e Toriel sequestrada. Baldur tentou lutar, mas foi gravemente ferido e também levado. Os homens se dividiram entre algumas embarcações e seguiram trajetos diferentes, e sua mãe foi levada para outro lugar e nunca mais foi vista.

Assim que desembarcaram em Ilusia Kingdom, Baldur foi vendido como escravo, assim como muitos outros companheiros minks, e seu comprador possuía um circo, especializado em expor "aberrações" e raças de todo o oceano. Hafrhorn passou 3 anos de sua vida preso, humilhado e forçado a contrariar seu espírito livre e orgulhoso de um mink, e cada vez mais era alimentado de um ódio e de uma fúria, das quais não podia fazer nada. Seus braços e pernas estavam sempre presos e era alimentado com restos e resíduos muito diferentes do que estava acostumado, em um lugar desconhecido e assustador repleto de humanos cruéis.

Os outros minks aprisionados serviam de inspiração e apoio mútuo, e mesmo estando sempre enfurecido e de cara amarrada, fez amizade com alguns deles, e após muitos meses de planejamento, conseguiram fugir no meio de uma apresentação circense, em um episódio violento que resultou em dezenas de mortos, sobretudo mortos pelo bode que extravasava toda sua fúria acumulada, fora de seu próprio controle, inclusive mulheres e crianças que nada tinham a ver com isso, mas seu ódio incontrolável precisava ser dissipado de alguma forma, e só voltou a si quando foi contido pelos seus companheiros.

A carnificina não o abalou imediatamente, mas depois sentiu-se um monstro comparável aos próprios humanos. O caos daquele dia chamou muita atenção das autoridades, e mesmo assim conseguiram invadir e tomar um navio de mercadores próximo do circo, felizmente alguns dos minks tinham conhecimento de navegação, e tudo estava de acordo com o plano. Com um mapa tirado do próprio tesouro do dono do picadeiro, guiaram-se e seguiram em direção a Kyanon Island.

A fuga foi marcada por uma perseguição da Marinha, que bombardearam o navio e enfim o invadiu. Após uma cansativa batalha, os marinheiros foram derrotados e os fugitivos puderam seguir viagem. Entretanto, outra frota da Marinha surgiu e bombardeou os minks até que o navio afundasse de vez.
Baldur acordou na praia de Kyanon Island cercado por um grupo de filhotes, e foi levado para ser tratado no interior da ilha. O mesmo aconteceu com outros fugitivos que estavam com o bode, mas pouquíssimos sobreviveram.

Assim que se recuperou, Baldur trabalhou para que pudesse se reintegrar à rotina da ilha e seus semelhantes. Descobriu que sua antiga casa agora pertencia a um velho mink leopardo, dado seu desaparecimento e a morte de seu pai, mas que o recebeu de braços abertos. De início, havia muitos atrito entre os dois, sobretudo porque o novo proprietário - Gullin Kambi -  transformara a residência em uma oficina, pois era um ferreiro conhecido e precisava expandir seus negócios. Eventualmente ensinou Baldur a forjar, e foi onde descobriu um talento e gosto por algo que nunca imaginara.

Passava muitas horas aprimorando suas habilidades de ferreiro, para que pudesse produzir armas cada vez melhores e mais letais para que a ilha nunca mais sofresse na mão de humanos, e logo seus equipamentos ficaram bem conhecidos. Seus estudos teóricos passaram a focar na arte bélica da forja, e logo conheceu as armas lendárias, babylons e meitous, e novamente ficou frustrado em constatar que todas as maiores armas do mundo eram produtos humanos. Dedicou-se a produzir algo comparável, porém a oficina e os materiais expuseram limitações técnicas.

O mink desejava sair da ilha, mostrar ao mundo que sua raça claramente superior e mais poderosa tinha tudo para dominar os oceanos, fazer história e deixar seu legado. Shizuka argumentava que o bode enlouquecera, que tudo que eles precisavam estava ali, que toda força e dedicação deveria ser direcionada para Kyanon, e não para o mundo externo. Baldur detestava esse discurso.

Inúmeras vezes buscou convencer os sobreviventes da fuga, seus grandes amigos, a criarem algo que ele não sabia bem como definir, mas que poderia começar com uma tripulação, sabendo que alguns tinham conhecimento em navegação. Porém, todos compravam o discurso isolacionista de Shizuka, além de que as experiências marítimas e no circo foram profundamente traumáticas para todos eles.
Baldur, frustrado e endurecido pelas experiências conturbadas dos últimos anos, passa maior parte de seu tempo na forja. O bode não sabe bem o que deseja fazer, mas entende que sua jornada não deve se limitar a Kyanon Island, entretanto é o único a pensar dessa maneira na ilha.
~ VANTAGENS E DESVANTAGENS ~

(MÁXIMO DE 6 PONTOS GASTOS. TODOS COMEÇAM COM 2)

Vantagens:
• Ambidestro (1)
• Aceleração (2)
• Visão Noturna (2)
• Olfato Aguçado (1)
• Zooglota
• Chifres Afiados e Cabeça Dura


Desvantagens:
• Fúria (2)
• Trauma Profundo (2) - Devido aos seus anos escravizado e sendo exposto em um circo como se fosse uma aberração, Baldur desenvolveu um trauma de tudo que o priva de liberdade, mostrando-se nervoso diante situações de confinamento e afins.
• Aparência Inumana


~ PERSONAGENS CONHECIDOS ~


PLAYERS:
 

NPC's Importantes:
 

NPC's Criados:
 

Link da Mini Aventura concluída ou da ficha antiga cancelada: https://www.onepiecerpg.com/t38950-elizabeth-delacroix

____________________________________________________

Make love, not war


Baldur Hafrhorn 8tmFI9R


2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Baldur Hafrhorn
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Arquivo de Fichas :: Civis-
Ir para: