One Piece RPG
Art. 1 - Departure - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Enuma Elish
Art. 1 - Departure - Página 2 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 11:22

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Art. 1 - Departure - Página 2 Emptypor Licia Hoje à(s) 11:14

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Art. 1 - Departure - Página 2 Emptypor Fiest Hoje à(s) 10:51

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Art. 1 - Departure - Página 2 Emptypor Fukai Hoje à(s) 10:10

» [MINI-ARTHURBRAG] COMEÇANDO UMA AVENTURA
Art. 1 - Departure - Página 2 Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 10:07

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Art. 1 - Departure - Página 2 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 07:50

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Art. 1 - Departure - Página 2 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 06:02

» Hey Ya!
Art. 1 - Departure - Página 2 Emptypor GM.Mirutsu Hoje à(s) 02:56

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Art. 1 - Departure - Página 2 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 02:08

» [Ficha] Raveny Moonstar
Art. 1 - Departure - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:38

» Raveny Moonstar
Art. 1 - Departure - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:36

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Art. 1 - Departure - Página 2 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 01:11

» Escuridão total sem estrelas
Art. 1 - Departure - Página 2 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 00:39

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
Art. 1 - Departure - Página 2 Emptypor Kiomaro Hoje à(s) 00:27

» Arco 5: Uma boa morte!
Art. 1 - Departure - Página 2 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 23:58

» A inconsistência do Mágico
Art. 1 - Departure - Página 2 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 23:45

» Seasons: Road to New World
Art. 1 - Departure - Página 2 Emptypor Volker Ontem à(s) 22:44

» Ain't No Rest For The Wicked
Art. 1 - Departure - Página 2 Emptypor Hoyu Ontem à(s) 21:55

» I - O bêbado e o soldado
Art. 1 - Departure - Página 2 Emptypor Domom Ontem à(s) 21:49

» Um novo tempo uma nova história
Art. 1 - Departure - Página 2 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 21:29



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Art. 1 - Departure

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Art. 1 - Departure - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Art. 1 - Departure - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Art. 1 - Departure   Art. 1 - Departure - Página 2 EmptyTer 11 Dez 2018, 14:54

Relembrando a primeira mensagem :

Art. 1 - Departure

Aqui ocorrerá a aventura do(a) pirata Helves. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Ryoma
Super Nova
Super Nova


Data de inscrição : 04/06/2011

Art. 1 - Departure - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 1 - Departure   Art. 1 - Departure - Página 2 EmptySex 04 Jan 2019, 21:15



용기가 없어서 그런 게 아니야

Ser feliz. Helves tinha sido feliz só de ter todos ao seu lado, a presença das pessoas e o estado delas deixava a celestial mais tranquila e essa tranquilidade era sua felicidade. "Parece que estou forçando ela a sair, acho melhor falar sobre isso durante nossa viagem... Agora não é o melhor momento." Foi uma conversa boa para um dos lados, Helves conseguiu alcançar o que buscava e terminou feliz por ter Aya ao seu lado naquele momento. Mesmo não sendo o apoio esperado, ela sabia bem o quão feliz e tranquila a sirena estaria em um local seguro. "Tudo que faço é para o seu bem, mas não posso te forçar a me deixar... Se quiser ficar, preciso saber disso, darei um jeito de fazer as coisas funcionarem. Sempre dou meu jeito, não será Aya que vai me atrapalhar." Como esse assunto seria mais uma conversa longa, foi necessário deixar para outra hora e assim seguir ao aprendizado. Levou algum tempo, mas as coisas terminaram bem como a celestial imaginava, iniciando a caminhada até o major. Com bastante surpresa a feição da jovem mudou e seus passos pararam, observando Lennis sair da sala para onde ela estava indo. "Já chegou a hora?" Imaginou ao ver e finalmente escutar as palavras do mesmo, percebendo o quão pouco havia feito nas horas que tinha naquela ilha. – Entendo, estarei pronta na hora. – Com bastante calma as palavras saiam e brevemente a garota baixava sua cabeça, assentindo sem pedir muito em troca.

As preparações para a viagem seriam feitas, deixando levando a sirena para todos os locais onde fosse necessário. "Duvido que tenha derrubado algo, vou apenas dar uma olhada." Com uma breve procura na maleta, mochila e na cama onde havia descansado, Helves poderia confirmar se havia esquecido algo ou não. Pegando aquilo que tinha deixado para trás, ou apenas seguindo ao encontro de Lennis e a tripulação da embarcação que viajaria junto dela. "Axell..." O nome daquela pessoa havia ficado preso em sua cabeça por um tempo. Normalmente ela não confiaria em algo assim, ajudando apenas aqueles que eram próximos, mas a situação ali não parecia ser muito boa para os revolucionários e por ser uma ordem, Helves teria de seguir caso quisesse continuar na organização. "Agora que estou tendo contato com ações complicadas e que possuem um objetivo maior, preciso sempre saber das noticias locais e do mundo." Com um pouco mais de conhecimento a celestial saberia quem é Axell e talvez até como ele era, podendo abordar essa missão de forma mais tranquila. "A aparência não é exatamente um problema, espero apenas que ele seja alguém interessante e amigável." Este era o estilo normal de pessoas trabalhando ao lado dela, seja na pirataria ou agora na causa revolucionária.

Precisar de uma novata em outra ilha parecia insano. O grupo em que ela havia entrado não era algo fraco, poderiam conseguir pessoas melhores por todo o mundo, mas ali estava ela, seguindo as instruções de Lennis para finalmente sair da ilha. – Estou pronta, está pronta? – Com um leve sorriso nos lábios ela diria isto para Aya, questionando a situação da mesma antes de chegar nos 10 minutos ditos pelo major. – Aya, sei que é muita coisa para processar e toda essa mudança pode ser ruim, mas eu preciso que seja honesta na minha frente. Mesmo que de algum modo isso vá me machucar, eu não quero que se machuque por isso. – Durante todas as palavras ditas e as que ainda seriam ditas, Helves permaneceria com um olhar fixo nos olhos da sirena. – Você quer mesmo viver uma vida tranquila em um local seguro? – O motivo da questão era óbvio. A médica não pode controlar a vida de ninguém, por isso precisa da opinião da pessoa que mais será afetada, podendo assim decidir tudo de forma unida. – A vida é sua, eu não sou a pessoa que deve decidir aquilo que fará. Se quiser permanecer comigo, farei funcionar e vamos dar um jeito. Sua segurança é importante, só que o mais importante para mim é se você será feliz com isto. – Terminaria de falar e já começaria a movimentar-se caso Lennis estivesse indo ao barco. Escutando tudo durante o caminho, focando apenas em Aya sem pensar muito no resto, tomando apenas cuidado em onde pisava, pois cair enquanto carrega alguém não era o objetivo da celestial.

Ao entrar na embarcação que a levaria pelo mar, Helves primeiramente escutaria qualquer ordem de Lennis e procuraria encontrar o professor de disfarce, mas o mais importante seria onde ficaria enquanto não estava realizando tal treinamento. "Viajar é sempre interessante, gosto de ter um lugar onde posso conversar e relaxar ao mesmo tempo... Normalmente as coisas são complicadas em ilhas." Pensar a quantidade de confusões em que já entrou, Helves não tinha muita noção de calma e tranquilidade verdadeira. Andar com Asken sempre foi um grande atrativo para lutas e confusões, algo não muito do estilo dela. Agora que estava apenas com Aya, teria menos problemas e poderia evitar tantas lutas desnecessárias. "O meu jeito vai ser chato nos olhos deles, mas isso só é importante para mim." Kryn e Asken nunca concordariam em fazer as coisas da forma que a celestial havia resolvido nos últimos dois dias, procurando o caminho mais seguro e a forma mais silenciosa de fazer tudo. "Atirar em alguém não é silencioso... Ainda preciso melhorar isso." Enfiar uma bala no corpo de uma pessoa inocente, uma das coisas que ela mais odiava foi aquilo que precisou para completar a primeira missão. – Hah, acho que vou me divertir muito. – Sussurraria para o céu, ou apenas o teto que estivesse acima de sua cabeça, imaginando que o futuro seria muito mais interessante após aquela viagem.

Objetivos:
 
Histórico:
 
Informações:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Art. 1 - Departure - Página 2 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Art. 1 - Departure - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 1 - Departure   Art. 1 - Departure - Página 2 EmptySab 05 Jan 2019, 06:25


Narração
Clima: Outono // Sensação térmica atual: agradável
Localização: Tuntz Tuntz Island - 4ª rota
Manhã ~ Hora do almoço

Helves
Com o aprendizado a jovem celestial acabou perdendo a noção das horas passando. Quando deu por si viu que o major Lennis já estava pronto e afirmando que estavam de partida daqui poucos minutos. Por causa disso a jovem não tinha muito o que fazer ali além de verificar todos os seus pertences. Carregando ainda a sereia com ela preparou tudo para sua partida perdida em seus próprios pensamentos sobre o povo que conheceria por causa da missão que estava indo, por enquanto a premissa era boa, todos a sua volta eram amigáveis e isso era algo muito bom. Porém, mesmo com bons devaneios sobre seu futuro, a anja acabou concentrando-se em um "problema" mais imediato naquele momento. A sereia que estava com ela. Enquanto os outros revolucionários arrumavam suas coisas para partir, Helves acabou questionando Aya sobre o que ela queria realmente. A sereia parada por alguns instantes em conflito consigo mesma acabou falando. - Eu não quero ficar sozinha. - Soltou de maneira fraca. Talvez não tão fraca, mas foi o que lhe pareceu, principalmente porque Lennis começara a se mover e assim a jovem celestial acabou tendo que começar a se mover também, naquele momento sua atenção fora dividida por um pequeno instante. - Eu adoraria que todos ficássemos juntos e seguros para sempre sem nenhum problema. - Aya continuou de maneira mais forte desta vez. - Mas... isso não é mais possível. - Falou e pela entonação era claro que a mesma estava pensando na cena que havia vivenciado com Asken anteriormente. Em poucos momentos acabariam em um porto, talvez o mesmo que a sereia havia vivenciado isso. - Eu quero continuar com você... Não quero me ver sozinha mais. - Falou a mesma quase que se abraçando. O medo dela de acabar ali naquele local ou em outro local sozinha era visível. - Pode não ser o mais seguro... mas eu não quero me separar de você. - Falou apertando um pouco a celestial que a carregava num abraço amigável. O cheiro de comida no ar era perceptível mesmo concentrada em não tropeçar com sua amiga em seu colo. Com o evento várias pessoas pela cidade estavam parando de se mover por aí para comerem e apreciarem suas refeições tranquilamente.

Quando subiu no barco preocupou-se primeiramente com alguma ordem de Lennis. - Não se preocupe muito com nada deste navio... acho que sua estadia nele será curta. - Falou o mesmo e antes que Helves pudesse perguntar qualquer coisa o mesmo continuou. - Simplesmente aproveite o tempo para comer, estudar o que deseja e descansar, logo mais você terá algo para fazer. - Assim finalmente começou a reparar em outros pormenores, como por exemplo, onde ficaria quando não estivesse treinando. Acabou que o barco é uma escuna mesmo não era tão grande assim, poderia esperar algo maior daquele grupo que julgava tão grandioso. Talvez assim fosse melhor para qualquer que fosse o disfarce que estavam fazendo. Independente do motivo, não foi tão difícil de encontrar um quarto que julgava ser o quarto onde a maioria dos tripulantes fosse ficar, possuía várias beliches e várias já estavam ocupadas. Helves até mesmo percebeu que havia um número de camas menor do que era necessário, talvez por causa de Aya ter surgido num último instante, mas havia pelo menos uma cama a menos do que o total de pessoas ali com certeza. Ouviu alguns gritos de que o almoço estava servido e este grito viera de perto. Além disso, o grito continuou e informou que partiriam assim que a maioria terminasse de comer. A cozinha ficava no piso inferior ao convés do navio, o cheiro era bem mais gostoso do que o normal. Havia algum tipo de purê de uma fruta que Helves não conhecia, mas que cheirava de forma esplêndida. Peixe frito e peixe assado, dependendo simplesmente de qual forma você gostava mais, arroz, algumas outras frutas e legumes que pessoas saudáveis considerariam importantes. O quarto onde Helves estava era logo ao lado da cozinha e por isso sentia o aroma da comida enchendo o quarto com gosto. Foi quando ouviu uma batidinha na porta para chamar-lhe a atenção. Era Lennis. - Almoce e se concentre em aprender. O professor de disfarce esta na cozinha e está vestindo amarelo. - Falou o mesmo e então saiu indo na direção da cozinha também.


Legenda:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Art. 1 - Departure - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 22
Localização : hell

Art. 1 - Departure - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 1 - Departure   Art. 1 - Departure - Página 2 EmptySab 05 Jan 2019, 21:37



시간이 멈춰도 불행이 라는 건

Ter a verdadeira resposta de Aya foi um sucesso incrível. – Então vamos ficar juntas. – Helves sorria e dava um breve beijo na testa da sirena, aliviada por ter definido o futuro de sua companheira. – Vamos ter que falar com Lennis antes de partir, avisando sobre sua decisão. Assim ele não vai precisar resolver nada, pois seguiremos juntas nesse caminho. – Concluía a conversa e seguia andando pelo barco, recebendo as instruções do major assim que subia a bordo. "Então não tem muito para fazer, acho que devemos comer algo, aprender sobre os disfarces e ter a conversa com o major." O local onde descansaria não tinha nada tão interessante, olhando tudo e pensando melhor ela só conseguia encontrar o básico do básico. Uma embarcação simples, sem coisas que poderiam impedir qualquer necessidade de deixar a escuna para trás, podendo abandonar aquilo sem problemas por ser apenas um meio de movimentação pelo mar. "Grande poder, só que sem nenhum chamativo. É exatamente o meu estilo, são poderosos, mas não precisam mostrar isso. Esconder essa força por baixo de disfarces assim é aquilo que me atrai nos revolucionários." O cheiro da comida trazia novamente a garota para fora dos pensamentos, observando a porta do local onde Lennis estava para lhe dar uma mensagem. – Major! – Bradou enquanto levantava-se, quase correndo na direção do mesmo com Aya junto para poderem esclarecer a situação dela.

Senhor... Após algumas conversas antes de entrar aqui, Aya conseguiu decidir o futuro que esta querendo. – Ter alguém ao seu lado seria extremamente importante, podendo apoiar-se nela e conseguir liberar tudo aquilo que nunca conversaria com desconhecidos. – Vamos ficar juntas, então Aya se juntará a causa e permanecerá comigo. Espero que não tenha problemas. – O destino dela seria decidido durante a viagem, Helves imaginava que ainda não tinha nada concluído e poderia mudar o destino da companheira daquele modo, podendo até lutar se fosse necessário. "Duvido que após todas essas coisas ele vai negar, Lennis não me parece uma pessoa ruim." A conclusão da conversa definiria as próximas ações da garota. Se a sirena permanecer com Helves não fosse possível, a celestial iria apenas caminhar com sua companheira para fora da escuna. – Então infelizmente terei que abandonar a missão e procurar um grupo revolucionário que nos aceite juntas. – Terminaria com um olhar frio na direção de todos, acelerando o passo sem olhar mais para trás. Já indo para a possibilidade do superior aprovar a sirena no grupo, não existiria problema algum e com ela em seus braços, rapidamente a médica iria até a cozinha de forma sorridente, ainda com o capuz cobrindo o rosto e todo o resto de um modo que poderia não ser reconhecida pelos outros revolucionários por lá.

O local onde iria sentar-se seria o mais isolado possível de todos, Aya seria deixada no local onde se sentariam e assim Helves iria ao encontro da comida. Um pouco de cada coisa iria aos pratos, levando uma quantidade razoável para ambas, tendo opções variadas e que talvez agradassem as duas. "Parece bom." Sem muita cerimonia, se sentaria ao lado da companheira e distribuiria os pratos para conseguirem alcançar de onde estavam. – Vamos comer ao menos um pouco, após isto pode descansar. Sei que você está precisando, já eu preciso aprender mais algumas coisas. – Sem frescura na hora de comer, Helves iria pegar um pouco de cada, comendo de forma delicada, porém deixando de lado os gostos naquele momento. Quem estava ali não era a celestial pirata, mas sim uma revolucionária que deveria mostrar diferenças. Isso poderia variar do que comia coisas que vestia e ações também. Como sempre, ajudaria a sirena a comer se fosse preciso, mas a situação só chegaria nisto caso Aya estivesse em uma missão impossível. "Agora é hora dela se tornar mais forte, só assim conseguiremos seguir esse caminho." Concluindo a refeição, sem muita espera a jovem médica pegaria sua companheira no colo, carregando-a junto de todos os pertences até o tal homem vestindo roupas amarelas.

' Perícia Disfarce '


Olá, sou a pessoa querendo aprender sobre disfarces. – Não existiria uma introdução, não era necessário tanto. O aprendizado era a parte mais importante de tudo e o restante poderia ser completamente ignorado se a pessoa era realmente experiente. "Acho que esse será o conhecimento mais importante, atuar é bom, mas poder se camuflar com roupas é algo que palavras não podem destruir." A habilidade de se vestir de um modo diferente, podendo adaptar-se com a cultura local e infiltrar-se facilmente com isto, mas disfarce não era apenas isto. A maquiagem e os materiais que podem ser usados para completar aquilo, formando um conjunto interessante e que definitivamente poderia se passar por outra pessoa com as atuações certas e vestimentas que consigam encaixar no estilo. "Completar isso vai ser o básico, sem ambas as partes não conseguirei fazer muito." Aya seria levada até onde o aprendizado seria feito, deixando-a sentada em algum canto para descansar. – Estarei aqui, fique tranquila. – Novamente os lábios da celestial encostariam na testa da sirena brevemente, separando-se com um sorriso e já focando completamente no professor. Helves permaneceria com o aprendizado até a pessoa de amarelo decidir que estava bom o bastante, agradecendo rapidamente para poder voltar até a companheira descansando.

' Fim da Perícia '


Enquanto a sirena descansava, Helves a carregaria até o dormitório, indo para uma cama isolada onde poderia deixa-la dormindo e ainda sim ter onde sentar e observar ela, talvez até deitando ao seu lado enquanto segurava a mão dela em qualquer uma das situações. "Espero que tudo termine bem, essa foi sua escolha... E eu não posso negar que gostei, hah..." Sorrindo ao observa-la tranquila era tão idiota, mas parecia ser a visão perfeita que Helves precisava para acalmar-se e conseguir dormir também.

Objetivos:
 
Histórico:
 
Informações:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Art. 1 - Departure - Página 2 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Art. 1 - Departure - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 1 - Departure   Art. 1 - Departure - Página 2 EmptySab 05 Jan 2019, 23:09


Narração
Clima: Outono // Sensação térmica atual: agradável
Localização: Tuntz Tuntz Island - 4ª rota
Hora do almoço

Helves
Animada e feliz com a resposta da sereia acabou percebendo que tudo podia tomar um rumo muito bom em sua vida, o grupo revolucionário parecia combinar cada vez mais com o que Helves pretendia para sua vida e agora sua amiga continuaria com ela. Terminando de olhar o local que ficariam, acabou correndo com Aya em seu colo atrás do major antes que ele sumisse de vista e assim contou a novidade da sereia querer entrar para o grupo revolucionário. - Bem, não tenho problema algum com ela entrando... mas preciso conversar com ela sobre o que ela pode ou não fazer em específico. Cada um possui uma habilidade e maximizar isso é a nossa prioridade aqui. - Falou meio sério, mas não parecia ser nada tão fora do comum ou prioridade máxima naquele momento. - Enquanto você estiver aprendendo a se disfarçar eu posso conversar com ela. - E assim a mesma pôde se concentrar em ir almoçar.

A comida era apetitosa, mas também não era nada do outro mundo, o cheiro de alguns alimentos estava até melhor do que o gosto em si. Não havia nada especial na refeição em si e por isso logo após comer pôde ir até o homem, como só havia uma única opção acabou sendo fácil achá-lo. Ao mesmo tempo que se anunciava como a pessoa que queria aprender, sentia o barco começando a se mover. - Olha só. Tranquilo, vou te ensinar tudo. - Falou o homem sorrindo, sua voz não era grossa, na verdade até mesmo longe disso. Ele não era alto, sendo alguns centímetros mais baixo que Helves. O homem usava uma camisa amarela e uma calça marrom e pelo pouco que Helves viu podia perceber que o mesmo não possuía nenhum tipo de corpo musculoso ou qualquer coisa do tipo, sendo na verdade bem magro. O mesmo acabou saindo pela porta da cozinha e indo até o quarto que a própria Helves havia ido com Aya mais cedo. - Não sei se você sabe algo sobre disfarces, mas eu amo me disfarçar das mais variadas formas. Infelizmente nós temos que conhecer o nosso próprio limite. - Falou o mesmo retirando várias perucas e roupas diferentes de uma grande mala que tinha. - Nunca tentaria me passar por alguém musculoso demais, sei que isso poderia ser facilmente descoberto, mas para pessoas normais eu geralmente consigo me disfarçar muito bem. - Falou e com isso mostrou o braço dele, tão miúdo que não seria possível nem imaginar o que alguém faria ali para que ele fingisse ser musculoso. - Talvez alguém consiga, quem sabe um dia você mesma não consiga fazer isso, mas eu prefiro me tratar com maquiagem e acabar me transformando em coisas mais possíveis. - Falando isso, Helves viu que o mesmo retirou maquiagem e uma camisa feminina e uma saia amarela. Ele começou a maquiar ele mesmo e enquanto isso ia dando dicas e mostrando para a celestial como ela deveria proceder. A maquiagem não ficou somente no rosto, ele trocou de camisa pela que tinha pegado e assim o primeiro momento que havia ficado ridículo começou a mudar enquanto ele passava maquiagem que queria numa região próxima dos peitos dele mesmo. Naquele momento Lennis apareceu e chamou a sereia para ir com ele. - Volto logo - Falou a mesma enquanto começava a andar de forma meio desengonçada. Com a maquiagem nos peitos, a forma deles mudou do pouco músculo que tinha, para algo mais próximo de um peito feminino, o que com a camisa e o sutiã que ele percebeu que havia esquecido de por, acabavam enganando qualquer um que olhasse o tronco do mesmo naquele momento. Aos poucos ele ia se maquiando por completo, sempre mostrando como Helves deveria proceder, o que poderia pensar, como fazer a pessoa que estava te olhando notar ponto X ou Y para que algum outro local não fosse tão perceptível. Quando deu por si, ele havia mudado completamente. Os detalhes que ele havia colocado faziam qualquer um de relance pensar na hora que era uma mulher. - Obviamente o disfarce por si só não serve para nada se eu não interpretar. - Falou o mesmo, só que agora num tom mais doce e leve, lembrando mesmo uma mulher. - Sugiro que aprenda a atuar se puder. - Complementou. - Agora que eu te mostrei, vamos treinar a sua própria habilidade manual. - Falou e assim começou a entregar diversos pincéis de maquiagem, bases e outros utensílios que seriam utilizados para tal situação.

O tempo foi passando e Helves percebeu que estava longe de ter a mesma perícia que o homem que percebera que nem mesmo sabia o nome. Ele não havia perguntado o nome dela, ela não havia perguntado o nome dele e assim ambos simplesmente se uniam durante o tempo pela vontade de se disfarçarem. Não saberia quanto tempo passara treinando com ele, em algum ponto a sereia acabara voltando e parecia feliz ainda como um todo, mas algo mostrava que alguma coisa não estava tão bem quanto antes. Ela acabara adormecendo numa das camas. Esse treino durou bem mais do que o treino da manhã com María e assim, quando o homem havia decidido que Helves já estava boa o suficiente, era próximo do anoitecer. A anja, após o treino todo, sentada na cama que a sereia estava deitada, começou a relaxar aos poucos, quase dormiu até que ouviu alguém batendo na porta novamente. Era de novo o major. - Helves, sua carona está chegando. - Falou o mesmo. O tom dele não era muito alto ou qualquer coisa do tipo, não era muito carregado de nada, mas algo no tom do major, talvez alguma ligação com o modo que a sereia havia voltado da conversa com o mesmo, fez a celestial perceber que era para ela se despedir da sereia naquele momento.


Legenda:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Art. 1 - Departure - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 22
Localização : hell

Art. 1 - Departure - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 1 - Departure   Art. 1 - Departure - Página 2 EmptyDom 06 Jan 2019, 17:30



마치 소년의 성장과도 같아서

Treinar por tanto tempo havia cansado Helves, fora isto o único problema que tinha aparecido durante aquelas horas foi a forma como Aya não estava completamente feliz e apenas deitava em uma das camas para descansar. "A conversa não foi tão boa... Preciso ver isto com ele, espero que não seja uma noticia tão ruim." Por hora a atenção se focava apenas em aprender, pois o professor de Helves era extremamente habilidoso com disfarces e maquiagem, provando que o tempo ali não estava sendo perdido. A noite se aproximava e a jovem cansada ia ficar com Aya um pouco, pois não tinha ideia de quando partiria. "Hoje foi um dia produtivo, agora só falta encontrar o dono desse papel." Um simples papel que poderia levar ela até uma pessoa, uma coisa bem fora do comum fora da Grand Line e na ilha do céu em que ela morava. Estar com a sereia estava sendo muito bom mesmo sem conversar, ela podia apenas observar enquanto a outra descansava e naquele momento não existia nada que poderia impedir isto. Esse pensamento fez a celestial baixar a guarda, sendo pega de surpresa quando Lennis chegou e com poucas palavras deixou claro o bastante que a viagem não seria com as duas juntas. "Espera um pouco... Algo aconteceu, tenho que confirmar isso." A felicidade de antes transformava-se em algo mais sombrio, um olhar frio e assustador comparado ao normal dela.

Aquilo poderia ser apenas a atuação, mas Helves já havia se transformado de uma hora para outra quando Aya tinha sido raptada em Toroa. – Lennis... – Sem pensar em nada, focando apenas nas emoções que tinham surgido ao perceber que iam ser separadas mais uma vez, foi nisto que a celestial levantou-se lentamente e aproximou-se o bastante para seus corpos quase se tocarem. – Qual a razão disso? Eu avisei que ela continuaria comigo, deixei isso bem claro... Me explique direito. – A voz não estava tão alta, era apenas para o major escutar tais palavras, aquilo que realmente estava estranho era a raiva surgindo entre as palavras e se espalhando lentamente. Na frente dela só existia um inimigo, aquele homem estava quebrando os planejamentos e queria separar as duas. "Isso aqui é o meu futuro, mas a Aya é a pessoa que eu preciso no presente." Nesse instante os punhos dela se fechavam lentamente e deste modo as coisas permaneceriam, ao menos até obter alguma resposta plausível ou as coisas poderiam tomar proporções maiores do que Helves gostaria. Por hora escutar parecia bom, saber as coisas na visão do major seria importante antes de decidir atacar ele e acabar com a carreira na revolução.

Helves não tiraria os olhos dele, ficando próxima o bastante para não acordar Aya e ainda conseguir escutar as palavras de Lennis. "Se for pela missão, posso até pensar em aceitar essa decisão." Levar uma sereia sem treino para um local onde as coisas poderiam ficar complicadas, provavelmente um campo de batalha onde precisavam de reforços e era assim que a celestial estava indo até lá. Axell é um companheiro de organização, ajudar ele é o correto, mas abandonar Aya mais uma vez não seria a ação que encaixava na personalidade da médica. – Se você esta achando que ela vai ser apenas um peso nessa missão, eu consigo entender. Aya nunca foi de lutar e agora tudo que vou fazer pode acabar envolvendo isso, então posso entender... Mas você vai ter que cuidar muito bem dela, melhor do que eu cuido. – Nesse momento Helves chegaria ainda mais perto, tentando pegar com a mão direita a gola da roupa dele, usando da força que conseguisse para empurrar ele um pouco para trás e logo em seguida puxar para perto de um modo que o rosto dela e do major ficariam próximos o bastante para conseguirem encostar os narizes, mas não era por isso que ela estava fazendo este movimento. – Eu vou voltar, você sabe que vou. Não importa se vai ser aqui ou em outra ilha desse mundo... Ela vai ficar comigo, você querendo ou não. Até lá é bom que a treine para se tornar uma revolucionária e a proteja. – Com estas palavras ditas, a mão direta relaxava um pouco, largando a gola em um empurrão já virando-se para caminhar até a sirena deitada.

Estarei de olho em tudo, quero ouvir boas noticias da próxima vez que conseguir falar com você. A organização é muito importante, mas lembre-se que meus companheiros estão em um nível superior a isto... Não desapareça, vou seguir as ordens e fazer minhas missões sem a Aya por agora. – Os passos paravam, Helves virava o rosto para observar Lennis mais uma vez antes de chegar na sirena. – Por isso confiarei que vai fazer um bom trabalho, esse é o acordo que estamos fazendo agora. Cuide, treine e a projeta. Se estiver no seu alcance, traga Aya para mim, ou me diga onde estão que irei até lá. Se cumprir estas exigências, posso sair daqui sem fazer algo bem idiota e que causaria uma confusão. – Assim a celestial voltava para a companheira deitada, sentando-se na lateral, jogando o corpo para cima da sereia de um modo que ficaria com o tronco por cima dela em uma distância segura com os braços ao lado da cabeça dela apoiando-se para não cair sobre Aya e ainda conseguir observar o rosto da mesma. – Falei que agora conseguiríamos ficar juntas... Parece que menti, não foi culpa minha. Vou cumprir essa promessa, até lá você tem que ficar bem... Lembre-se que eu te amo muito, nunca vou deixar de pensar em você enquanto estivermos separadas. Fique forte, somente assim nenhum superior vai poder atrapalhar nossa união. – Helves finalizaria com estas palavras, sorrindo com lágrimas nos olhos, dando novamente um beijo na testa da companheira, que logo em seguida deslizava até o pescoço dela e transformava-se na mordida natural. Provavelmente a última vez que morderia a sirena, agora que iriam separar-se ela teria de encontrar alguém tão doce para fazer coisas assim ou se satisfazer apenas consiga mesma.

O momento com Aya terminaria após alguns segundos, pois Helves precisava partir e não podia demorar mais. Levantando-se já com a frieza no olhar novamente, caminharia próxima de Lennis até onde fosse necessário e entraria no veiculo que a levaria até Axell. "Eu vou te matar se algo de ruim acontecer com ela." Pensava enquanto observava o major, deixando de lado qualquer palavra de despedida ou coisa assim, focando somente na missão para não ficar ainda mais furiosa do que já estava. Helves retornaria até Aya, com certeza teria sucesso nisso, mesmo que fosse necessário atravessar o mundo ela cumpriria esta promessa e nenhum superior conseguirá impedir isto assim que ela for forte o bastante. "Vou acabar com qualquer idiota que tentar impedir isso, ela não pode ficar sozinha..." Lamentava e somente sua força mental conseguiu segurar as lágrimas, cerrando os punhos de cabeça baixa até começar a viagem. "Eu não quero ficar sozinha..." Mordendo o lábio inferior foi a forma de aguentar tudo, ficando quieta e de olhos fechados.


Objetivos:
 
Histórico:
 
Informações:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Art. 1 - Departure - Página 2 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Art. 1 - Departure - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 1 - Departure   Art. 1 - Departure - Página 2 EmptySeg 07 Jan 2019, 01:14


Narração
Clima: meio frio por estar no meio do mar anoitecendo
Localização: Meio do mar
Anoitecendo

Helves
Por um motivo bem óbvio e até bem lógico a jovem celestial levantou-se nervosa e foi até o major exigindo explicações. Apesar do modo que a mesma fez todo o movimento, o tom foi bem baixo para que somente Lennis ouvisse. O mesmo recuou um passo, não por medo, mas por ser mais fácil de falar. - Vocês podem ficar juntar sim, só não agora, principalmente depois de conversar com ela. - Falou ele calmo como sempre. - Você vai para um local perigoso e ela me contou que lutar não é algo que é muito fã ou até mesmo acostumada. Eu pretendo levar Aya para Water Seven. Não sei se você conhece, mas pelo nome você pode imaginar porque uma sereia será útil lá. - Explicou o mesmo de forma bem simples, sem muitos detalhes. Sentindo uma vontade ainda maior de explicar o ponto de vista, Helves acabou segurando a gola do major e explicando o que ela queria, como ela queria, o que estava pensando. E o mesmo, após solto, simplesmente falou um pouco mais. - Não vou te contar detalhes do que faremos em Water Seven. Até porque é bom você se concentrar em ajudar o Axell. Ela vai estar segura se não fizer nenhum tipo de burrada gigantesca e esse tipo de coisa eu vou ajudar a evitar. - Falou ele arrumando a gola da própria camisa, ele não gostou muito disso, mas não se deixou levar pela raiva da novata a sua frente. - Eu vou mantê-la segura, até porque esse é o trabalho de todo superior. Se deixar meus subordinado se machucarem não estarei fazendo um bom trabalho e nem estaria no cargo que estou atualmente. - Disse terminando de arrumar sua roupa. E por fim, ao ouvir o resto da fala da jovem celestial acabou complementando após pegar um papel em seu casaco. - Aqui está um código para ligar pelo den den mushi. Obviamente não atenderei sempre, até porque não podemos nos dar o luxo de sermos interceptados. - Fechando nesse acordo, Helves aceitou que o melhor seria se separarem naquele momento.

Aceitando aquilo, a anja acabou indo até a sereia e se despediu da mesma sem acordá-la, talvez isso fosse para o melhor. Mordendo a sereia, viu que a mesma mudou de expressão mesmo dormindo, sentindo-se mais calma em seus sonhos pela comodidade. Pegando suas coisas, Helves decidiu então partir. Ao chegar no convés do navio não chegou a reparar em nenhum tipo de navio por perto. Foi quando reparou em um dirigível que desceu uma escada para a mesma subir. - Só suba e se ajeite, sua viagem será bem mais rápida com eles. - Era perceptível como a ideia de usar um dirigível escuro a noite era uma ideia simples e bem interessante. Subindo pelas escadas a jovem viu-se em um cômodo cheio de pessoas, provavelmente revolucionários, todos normais, com roupas padrões. Somente um grupo destoava dos demais, o grupo que parecia no comando em si do dirigível. Todos usavam capas pretas e máscaras, impedindo que seus rostos, peles ou o que qualquer outra coisa fossem vistas. Um homem qualquer entre os demais indicou que a mesma deveria se sentar, não chegou a falar nada por ali enquanto o dirigível partia em direção a Pindorama. O homem segurava um livro diferenciado. - Sabe, eu acho que já me diverti o suficiente com este livro. - Falou o homem enquanto via a jovem olhando para tudo ali. - Gostaria de tê-lo? A maioria aqui já o viu.


Legenda:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Art. 1 - Departure - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 22
Localização : hell

Art. 1 - Departure - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 1 - Departure   Art. 1 - Departure - Página 2 EmptySeg 07 Jan 2019, 04:15



아무리 주먹을 세게 휘둘러봐도

Diferente do que a garota imaginava, Lennis aceitava a proposta e até explicava os motivos daquela decisão ter sido tomada. Helves tinha noção do quão fraca Aya era no momento, sabia como ela poderia atrapalhar na missão, mas ainda assim gostaria de levar a sirena para conseguir mais experiência. "Dói muito ter que deixar ela aqui." Abandona-la parecia rotina. As vestimentas do momento eram aquelas que Helves usava algo que não combinava com a dos companheiros no dirigível. Se for uma viagem rápida, não existia muito motivo para preocupar-se com os arredores nem nada que estava naquele local, podendo focar apenas no tempo em que passaria dentro do dirigível e como passaria este tempo. "Ficar sentada sem fazer nada é um tanto chato. Queria ter alguém para conversar, mas vou aceitar isso por hora." O livro seria pego sem muito para dizer, aceitando a oferta com a feição cansada e uma seriedade que não agradava nem mesmo ela. Com o estranho objeto em mãos a celestial precisou apenas guardar este na mochila, deixando de lado algo que não estava com cabeça para ler. "Pensar que cogitei atacar alguém, talvez até matar somente para proteger a Aya..." A palma de ambas as mãos encontravam o rosto da jovem, escondendo-se do mundo ao lembrar-se de tudo aquilo que havia feito. "Estou piorando, suponho que esse mar faz todos mudarem." Terminar deste modo, talvez a escolha não fosse realmente correta. Restou apenas este pensamento, podendo um dia descobrir qual é a verdadeira razão de tudo isto.

Por hora a melhor coisa a se fazer seria trocar as roupas que estava usando. Helves tinha de parecer uma pessoa diferente, tomar uma aparência que ninguém poderia reconhecer quem ela era. Não tinha muita coisa para se fazer já que o cabelo era verde e chamaria muita atenção, mas ao prender ele em um rabo de cavalo simples a coisa já seria controlada de forma mais tranquila. Sem importar-se com a presença de outras pessoas por perto, começava a retirar o conjunto vermelho, trocando este pelas roupas roxas e cobrindo tudo com a capa preta que conseguiria esconder não só a cor chamativa do cabelo da garota, mas também a roupa roxa que poderia chamar muita atenção sozinha. O restante seria guardado e novamente organizado, colocando as armas no interior da capa e da roxa, cuidando para deixar tudo bem escondido enquanto outras apenas estariam dentro da maleta ou na mochila. A maleta ficaria dentro da mochila para ter menos coisas que precisavam ser carregadas, deixando as mãos da celestial livres. A pulseira/anel também seria encaixada no visual completo, restando apenas a maquiagem para ser definida já que não tinha nenhuma tinta para o cabelo. "Meu único erro foi este, deveria ter comprado algumas..." Usar a peruca também seria chamativo e naquele instante ela não queria ter mais trabalho do que era necessário. As cores usadas seriam simples, preto e branco de uma forma bem espalhada e bagunçada. Helves não estava tentando parecer bonita com aquela maquiagem, mas sim mostrar seu lado de guerreira e com isto fez uma estilo que poderia esconder seu rosto comum e sem qualquer mudança com uma maquiagem mais sombria.

Os pinceis e cores usadas seriam rapidamente limpos onde desse e guardados em seguida. Helves ainda não era a melhor pessoa para se maquiar, só que com treinamento poderia ficar muito boa e realmente parecer uma pessoa completamente diferente. Por hora ela estava apenas testando e resolveu ir com algo simples e direto, mesmo sabendo que dificilmente tiraria a máscara após chegar na ilha. "Vai ser esta aqui." Concluía sem pensar muito na decisão da máscara que seria usada. Colocando tudo em seu devido lugar, Helves terminaria de uma forma bem diferente e completamente disfarçada, apagando não só a presença da celestial alegre, mudando para algo completamente sombrio e frio. "Preciso de um nome? Seria bom ter como me apresentar sem ser Helves, pensarei até o fim da viagem." Conversar com qualquer um ali seria inútil, por isso ela apenas ficaria na dela, arrumando a maquiagem se fosse necessário ao observar pela lâmina de qualquer uma de suas armas. "Isso está parecendo muito mais real do que deveria, aquilo ainda está me incomodando." A raiva podia estar um pouco menor, mas não havia desaparecido e no momento tudo o que ela conseguia fazer com este sentimento era focar em outra coisa, transformando-se no que seria a sua nova personalidade durante aquela missão. As mudanças ocorreriam de diversas formas, não precisava ser apenas uma, poderiam ser várias e assim ela seria como uma simples revolucionária que aparece em uma missão e some sem deixar nada para trás. Cada disfarce é descartado e uma nova pessoa nasce. Somente assim o segredo seria protegido, escondendo sua verdadeira face de tudo e todos. "Os humanos não são confiáveis o bastante." A capa cobria basicamente tudo, escondendo o cabelo verde, um pouco do rosto e até mesmo as asas que também estavam sendo cobertas pela mochila nas costas. No rosto estava a máscara e assim os preparativos terminavam, deixando algum tempo para ela descansar, sentando-se encostada em alguma parede para fechar os olhos até terminar a viagem.

Objetivos:
 
Histórico:
 
Informações:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Art. 1 - Departure - Página 2 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Art. 1 - Departure - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 1 - Departure   Art. 1 - Departure - Página 2 EmptySeg 07 Jan 2019, 18:26


Narração
Clima: meio frio por estar no meio do mar anoitecendo
Localização: Meio do mar
Anoitecendo

Helves
Triste por ter deixado Aya, mas sabendo que não havia muita escolha, a jovem revolucionária aceitou que deveria seguir em frente. Já no dirigível acabou recolhendo o livro que lhe foi oferecido, porém só o leria mais tarde, se é que faria isso algum dia. No momento, atentou-se a mudar o disfarce que estava. Sem qualquer tipo de pudor, a jovem começou a trocar-se ali mesmo, entre todos os revolucionários que estavam por lá. Talvez por alguma coincidência, mas Helves ia colocando um manto preto e uma máscara, ficando com um visual muito mais próximo do povo que controlava o dirigível do que com o visual dos revolucionários. O tempo foi passando, mas nada muito sério enquanto isso. A jovem podia dormir no banco sentada mesmo, nada muito confortável, mas era o que tinha ali.

O dia amanheceria e algumas frutas seriam servidas no café da manhã. - Bom, sei que vários de vocês não sabem porque estamos indo para Pindorama. - Falou um revolucionário para ninguém em específico. - Nossa base na ilha foi destruída e pelo que as fontes indicam, o revolucionário Axell está sendo uma base temporária por causa da akuma no mi que ele comeu. - Com isso dito, vários murmúrios começaram a ser ouvidos pelo dirigível. - Não sei qual a akuma no mi, não adianta me perguntar. - Falou ele. - Vocês todos já sabem o que fazer quando chegarem, espero que ajam rapidamente para o objetivo de vocês. - Ele foi até um pouco a frente, olhando para uma janela. - Vamos chegar em algumas horas.

E com o tempo passando mais um pouco, vários começaram a olha pela janela quando finalmente avistaram Pindorama. Se a jovem se aproximasse para olhar, veria uma ilha onde próximo dos litorais havia uma população e aparentemente uma vegetação mais rica. E no interior acabava por ser mais próxima de algo mais desértico.


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Art. 1 - Departure - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 22
Localização : hell

Art. 1 - Departure - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 1 - Departure   Art. 1 - Departure - Página 2 EmptySeg 07 Jan 2019, 20:47



오늘 하루는 힘겨운 날이 될 듯해

O dia seguinte havia começado um pouco melhor, sentindo-se um pouco mais calma sobre tudo e com o café da manhã para ser servido, só podia sorrir por baixo da máscara. Helves retirava a máscara por um breve momento, esfregando os olhos e logo em seguida colocando-a novamente em seu devido lugar. Sem precisar pensar nisso, esticava o corpo completamente e acabava por levantar-se no meio desse processo. A estranheza no ar permanecia pois ninguém ali naquele local era conhecido, não existia uma única pessoa que a garota já houvesse visto ou escutado a voz antes. "Frutas..." Presumia que aquele era um belo modo de iniciar os trabalhos neste novo dia, indo ao encontro do local onde elas estavam. "Não sei mesmo, estou aqui apenas para encontrar Axell." Concordava com o revolucionário que estava fazendo o anuncio para todos e explicando a razão de estarem indo até aquele lugar. A preocupação da celestial começava a aumentar um pouco durante o discurso daquela pessoa, conseguindo entender a razão de estarem mandando uma novata para o local. "Eles precisam de toda ajuda possível." Concluiu sem precisar pensar muito, sabia como as coisas provavelmente estariam e agora precisava se preparar para o pior. Não teria apenas uma base mandando reforços, outras provavelmente já estariam chegando e a força delas talvez fosse até mesmo superior, mas o importante para Helves era que ela seria útil de alguma forma e não precisava realmente se preocupar com os outros. Suas ações seriam feitas conforme o ordenado e após encontrar Axell as coisas provavelmente seriam explicadas corretamente. "Sem grandes explicações, deixando boa parte no escuro, sabendo apenas que devemos seguir até a base humana." Pra que incomodar-se, relaxar por hora era melhor.

Qualquer que fosse a fruta na mão direita dela, a máscara seria levantada de leve para realizar as mordidas enquanto ia andando dentro do dirigível. "Somente algumas horas." A espera provavelmente seria longa pela falta do que fazer, talvez conversar com os outros que iriam para o mesmo lugar seria o correto, mas não estava nos planos dela. "Não sei se estão com o mesmo papel que eu, vou apenas seguir o caminho e se eles vierem será por conta e risco deles." O papel solitário que a celestial estava tomando possivelmente não seria o melhor. Ajudar todos no caminho até Axell, conseguindo chegar em segurança seria a escolha correta, Helves apenas não tinha muita noção de como era estar na frente de outras pessoas. "Ninguém me falou que teria de comandar, provavelmente existe alguém aqui mais experiente, ou todos estão sozinhos para cumprir o objetivo." Isso seria bem melhor do que seguir as ordens de alguém inexperiente. Caminhar pelo dirigível foi a melhor escolha, aquecendo seu corpo, pois já estava chegando a Pindorama, podendo até mesmo ver a ilha por uma das janelas. "Duvido que ele esteja no litoral, o problema deve ser no interior da ilha." O papel que apontaria para Axell seria pego mais uma vez, colocando este na palma da mão esquerda para verificar se estava correta nesse pensamento. Com alguns segundos de observação, Helves guardaria o pequeno papel e focaria em ficar em uma das janelas com os olhos focados no que existia daquele lado do dirigível.

Havia sido uma viagem muito rápida, algo bem anormal na visão de uma pessoa que já tinha feito algumas viagens de barco. "Não existiu muito tempo para reclamar, as coisas terminaram rapidamente." Um pequeno descanso foi o bastante para acordar já perto de Pindorama. – Deixar ela para trás foi bom. – Nada naquele lugar era atraente quando se observava por cima, vendo o quão distante de algo equilibrado e justo. A celestial sentia cada vez mais que precisava ajudar a resolver tudo, mesmo que fosse participar somente em uma pequena parte das missões. "Espero ser forte para isto, me encontrar com pessoas poderosas e que possuem poderes estranhos... Akuma no mi, não sei bem o que é isso, mas parece algo importante." O pouco conhecimento novamente se mostrava irritante, perdendo detalhes que poderiam decidir tudo. Helves teve muito pouco contato com coisas estranhas, para ela apenas as ilhas já eram complicadas de entender. "A outra era muito animada e esta não parece ter o mesmo clima, me traz lembranças de Yakira... Tempos horríveis." A manga da roupa roxa no lado direito era levantada e nisso os dentes da garota encontravam-se com seu antebraço direito, mordendo em diferentes locais e com níveis de força aleatórios, podendo até mesmo machucar-se e sangrar de leve sem notar que estava passando do limite. "Cheguei tão longe deixando pessoas poderosas para trás, as preciosas também... Hah, tudo isso como se fosse normal." O sangue nos lábios seria a forma de Helves notar o problema, acordando do transe para pegar as tiras de tecido que haviam se tornado bandagens, envolvendo os pontos em que o sangue saia com isto de um modo que o braço direito estaria cheio de bandagens. Ao cobrir elas com a manga da roupa, finalmente percebia que faltava pouco para a viagem acabar.  Tudo começaria logo mais e ficar perdida nos pensamentos, focando em outras coisas seria um problema real. "Foco!" Punhos cerrados, olhar finalmente focado no que era importante e a determinação de cumprir sua missão uniam-se de um modo que a celestial estava agora aquecida e acordada. Pronta para partir.

Objetivos:
 
Histórico:
 
Informações:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Art. 1 - Departure - Página 2 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Art. 1 - Departure - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 1 - Departure   Art. 1 - Departure - Página 2 EmptyDom 20 Jan 2019, 00:47


Narração
Clima: meio frio por estar no meio do mar anoitecendo
Localização: Meio do mar
Anoitecendo

Helves
Enquanto o dirigível se aproximava da ilha, Helves perdeu por completo a visão da mesma quando um clarão fez com que a visão da mesma sumisse por um breve instante e em seguida um barulho do trovão foi ouvido. Era difícil determinar de onde vinha esse clarão e o barulho dado que o clima ali em particular parecia tranquilo. Mas havia sido forte o suficiente para que todos ali percebessem que não era algo comum.

Com isso dito, todos acabaram vendo o dirigível começando a descer aos poucos. Ninguém ali parecia saber o que era aquela clarão e caso alguém soubesse, não demonstrou. Com o mesmo pousando na ilha de Pindorama Helves via pela janela diversos embates ocorrendo nos mais diversos portos. Na ilha havia outro dirigível preto. Assim Helves se viu livre para ir atrás de Axell, não sabia como ele era, sua única informação era sobre ele possuir uma akuma no mi que o permitia ser a base revolucionária e um papel que o levaria até ele. Bem, claramente isso era mais que o suficiente para achá-lo.


off:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:
Avalação Helves


Perdas:
● 2.950.000  berries (compras no post 3) Ok

Ganhos:
Compras do post 3:
 
● Perícia Atuação - post 4 Ok
● Perícia Disfarce - post 6 Ok
● Número, código sei lá o que que o permite ligar para o major Lennis via den den mushi Irrelevante como ganho, pode no entanto ser usado no plot normalmente na próxima aventura.

Relação de personagens:
● Ele faz

Exp: 4 xp
EdC: 4 xp

Localização: Pindorama - 5ª rota Ok

Quantidade de posts do(s) Narrador(es): 9 com a finalização depois - PepePepi Ok


Feedback:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Art. 1 - Departure - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Art. 1 - Departure   Art. 1 - Departure - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Art. 1 - Departure
Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Tuntz Tuntz Island-
Ir para: