One Piece RPG
Fulfilling Your Promises - Página 4 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» BOOH!
Fulfilling Your Promises - Página 4 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 23:06

» [LB] O Florescer de Utopia III
Fulfilling Your Promises - Página 4 Emptypor Vincent Hoje à(s) 22:56

» VIII - The Unforgiven
Fulfilling Your Promises - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 22:48

» Mess in Grand Line: The Red-Haired Arrived
Fulfilling Your Promises - Página 4 Emptypor Revescream Hoje à(s) 22:33

» Vol 1 - The Soul's Desires
Fulfilling Your Promises - Página 4 Emptypor Milabbh Hoje à(s) 22:06

» O Samurai
Fulfilling Your Promises - Página 4 Emptypor K1NG Hoje à(s) 21:30

» Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp
Fulfilling Your Promises - Página 4 Emptypor Oni Hoje à(s) 21:28

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
Fulfilling Your Promises - Página 4 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 20:39

» Cap.1 Deuses entre nós
Fulfilling Your Promises - Página 4 Emptypor Tensei Hoje à(s) 20:00

» Julian D'Capri, das Mil Espadas
Fulfilling Your Promises - Página 4 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 19:55

» Carregada de Culpa / Amanhecer em Prata
Fulfilling Your Promises - Página 4 Emptypor Adrian/Vampiro Hoje à(s) 19:28

» The One Above All - Ato 2
Fulfilling Your Promises - Página 4 Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 19:01

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
Fulfilling Your Promises - Página 4 Emptypor jonyorlando Hoje à(s) 17:47

» Cap IX ~ Esperança ~
Fulfilling Your Promises - Página 4 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 16:34

» A Ascensão da Justiça!
Fulfilling Your Promises - Página 4 Emptypor K1NG Hoje à(s) 16:27

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
Fulfilling Your Promises - Página 4 Emptypor K1NG Hoje à(s) 15:56

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Fulfilling Your Promises - Página 4 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 15:02

» The Hero Rises!
Fulfilling Your Promises - Página 4 Emptypor Achiles Hoje à(s) 14:36

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Fulfilling Your Promises - Página 4 Emptypor xRaja Hoje à(s) 14:35

» Meu nome é Mike Brigss
Fulfilling Your Promises - Página 4 Emptypor Shiro Hoje à(s) 13:41



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Fulfilling Your Promises

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : Fulfilling Your Promises - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Fulfilling Your Promises - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Fulfilling Your Promises   Fulfilling Your Promises - Página 4 EmptyTer 04 Dez 2018, 16:45

Relembrando a primeira mensagem :

Fulfilling Your Promises

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Ishida Kurai. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Raiden Fuji
Narrador
Narrador


Data de inscrição : 17/09/2017

Fulfilling Your Promises - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Fulfilling Your Promises   Fulfilling Your Promises - Página 4 EmptyQui 20 Jun 2019, 23:10

Ishida Kurai


Era um fato que esperava um uniforme da Marinha, mas ver as roupas exóticas foram uma boa surpresa, e mesmo sem um novo cachecol, não estava incomodado com tal, já que a questão da minha boca fora resolvida em partes, já que o fato de mostrar minha boca para determinadas pessoas não me era incômodo, como já havia feito para a mulher ruiva e Sayuri, entretanto quando se trata de estranhos a história era outra, portanto acabei por continuar vestindo o conhecido velho trapo que cobria minha boca a anos. Quando tive a decisão de utilizar tudo do novo uniforme e mesmo o trapo velho para cobrir minha boca, fui atender a porta, onde havia um marinheiro que me parecia levemente familiar, embora não o tivesse reconhecido totalmente, e também lá estava Sayuri, que da mesma forma que eu, vestia um uniforme alternativo, acabei por não pensar em um motivo para recebê-lo em vez do tradicional da Marinha, afinal estava ali para receber ordens, e não devia questioná-las apenas sendo um marinheiro por um dia mal.

Mal havia dado as caras e o homem começou a seguir o caminho até o lugar onde a ruiva deveria estar nos esperando, aparentemente o nome desta era Mira, e não gostava de esperar. - Mas essa velha do caralho gosta de irritar os outros mesmo. – Pensaria com fogo saltando de meus olhos, devido à indignação que sentia por ter que andar rápido logo de naquele horário. A sala onde a ruiva estava era bastante impressionante, havia uma vista incrível e uma quantidade imensa de livros, mais do que havia visto em minha vida inteira, mas que não valia todo o esforço que fora necessário para alcançá-lo. - Maldição, eu queria esganar essa maldita mulher, por quê ficar num lugar tão longe? Só, por quê? Que maldição. – Pensaria fechando o semblante em uma carranca enquanto entrava na sala junto de Sayuri e o marinheiro nos anunciava para Mira, que para mim parecia todo temeroso por estar na presença da mesma, e isso era ridículo, ao menos a meu ver, tanto que não pude segurar a vontade de [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] o olhos, e o fiz sem nenhum pudor enquanto resmungaria baixo. - Mas que grande frouxão.

Antes que pudesse falar ou dizer mais alguma coisa, Mira tentou disfarçar uma risada para mim, e não conseguindo olhou para baixo que só me trazia um pensamento. - Ma que porra! – E não conseguiria fazer nada a não ser olhar para frente sem expressão alguma, somente piscaria os olhos, sem [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]. Ignorando a bizarrice que acabara de acontecer, a ruiva explicou que usaria os novatos, no caso nós, para patrulhar a cidade disfarçados, já que o número de furtos sofrera um aumento depois do “incidente” na ilha. - Acho que todo mundo teve problemas durante e agora depois desses malditos piratas porém o pé nessa ilha. – Pensaria amargurado. Nós acabamos por sermos liberados momentaneamente, só deveríamos estar na entrada do QG em uma hora, onde encontraríamos o oficial que nos ajudaria com algumas coisas da missão. Depois de terminar de explicar tudo, a ruiva voltou para seus papéis e ignorou a existência minha e de Sayuri, suspiraria e logo me retiraria daquela sala, enquanto pensaria no que fazer durante esse tempo em que esperaria.

Em pouco tempo já tinha definido alguns objetivos, primeiro comeria algo, depois procuraria por uma loja onde eu pudesse comprar um cachecol para mim, pois a muito o pano velho não era ideal para uso, tentaria comprar uma mochila decente, e queria experimentar alguns doces, minha grande paixão. Com isso em mente, procuraria entre os corredores uma passagem que me levasse ao pátio do QG, de onde seria muito mais fácil de alcançar o portão e ir para a cidade, se eu mostrasse alguma dificuldade em encontrar o caminho, virar-me-ia para Sayuri e perguntar-lhe-ia. - Você sabe sair desse maldito lugar? Não sei pra quê tantos corredores diferentes. Ah! – Esbravejaria, com raiva por estar perdido em um local que deveria conhecer bem. Assim que alcançasse o pátio do QG procuraria pelos muros cinzas, e de lá andaria até encontrar o portão, para depois passar pelo mesmo, voltando para a grande cidade, e antes mesmo que desse muitos passos ou falasse algo, meu estômago roncaria alto, o que me deixaria levemente envergonhado. - É melhor procurar um lugar para comer primeiro. – Diria olhando para frente, apenas para disfarçar o embaraçamento. - Ah, nos vemos mais tarde, até depois Sayuri. – Me despediria da garota ainda com uma expressão tediosa no rosto.

Depois de me despedir da morena, eu logo correria pelas velhas ruas de Las Camp procurando por alguma lanchonete ou estabelecimento que fosse semelhante a tal. Assim que o encontrasse, adentraria o estabelecimento, e iria até o lugar onde poderia fazer meu pedido. - Me vê um bom café da manhã, e um café bem forte amigo. – Pediria enquanto a animação começaria a crescer dentro de mim, a euforia de poder ter minha primeira missão, e embora não fosse algo tão grandioso, era importante para a ilha neste momento, afinal esses malditos furtadores, que eram ladrõezinhos malditos incomodavam a todos. Além disso, queria usar um pouco do dinheiro que tinha para comprar algumas coisas importantes, e meus lindos doces, deixaria que um sorriso escapasse em meu rosto num raro momento de animação, mesmo que ninguém ali naquele estabelecimento pudesse vê-lo. Esperaria por meu pedido, e sem falar nada ou mesmo reclamar, assim que este chegasse, me dirigiria para um canto do estabelecimento, já que queria evitar por hora que minha boca fosse vista por qualquer um, e lá comeria a refeição o mais rápido possível, e assim que terminasse, dirigir-me-ia a um funcionário e perguntar-lhe-ia. - Quanto que ficou tudo? – Se o preço se mostrasse um bocado salgado, levantaria minha sobrancelha direita ainda olhando o funcionário. - Tudo isso por uma refeição mixuruca? Mas que merda hein? Todos estão com problemas na ilha, se mantiverem esse preço assim logo vão perder os clientes. – Diria sarcasticamente para o mesmo, embora tudo dito fosse a mais pura verdade, a meus olhos ao menos. Não querendo perder mais tempo, pagaria o que fora cobrado e logo sairia da lanchonete, e de volta às ruas, caminharia calmamente desta vez, enquanto olharia ansioso para os lados procurando por uma loja de roupas, onde pudesse comprar um cachecol para mim, mas pouco depois de começar a caminhada, percebi que teria de me apressar, se não ia acabar me atrasando para voltar à entrada do QG, e me atrasar na primeira missão seria um desastre de fato, sabendo disso, aceleraria o passo mas sem correr, enquanto continuaria procurando com os olhos por uma placa de loja que pudesse indicar que ali seria uma loja de roupas, e olharia também a vitrine, onde seria ainda mais fácil de se perceber onde poderia achar roupas.

Assim que encontrasse uma loja de roupas, adentrá-la-ia a passos largos, e assim que estivesse no interior da do estabelecimento, deixaria que os olhos corressem por toda a extensão do mesmo, olhando os diferentes produtos que seriam vendidos ali, que provavelmente seriam muitos e bastante variados, faria isso enquanto lentamente me encaminharia até o balcão, ou algo semelhante onde pudesse falar com um vendedor. - Preciso comprar um cachecol novo, esse daqui está muito velho, de preferência um todo preto. – Se acabasse por ali não vender o cachecol, teria de desistir, por hora somente, já que não poderia arriscar me meter em uma longa procura neste momento. Sairia da loja, e dessa vez procuraria rapidamente por uma loja de doces, deixaria para comprar outros materiais outra hora, independente de ter conseguido o cachecol ou não, não ligaria para a aparência externa da loja, embora as que tivessem boa aparência externa tivessem os melhores doces, e por consequência os mais caros. Nesse momento, por sorte, tinha dinheiro para pagar os doces mais caros, portanto entraria na primeira loja de doces que visse pela frente, e assim que a adentrasse procuraria por um balcão, e faria meu pedido. - Eu quero um bom musse de limão e uma torta de morango. – Pediria, já sentindo a boca salivar na expectativa de provar um saboroso doce. - Ah, põe em uma embalagem, eu quero levar. – Esperaria que o meu pedido para a viagem chegasse, e pagaria o funcionário, não ligando para quanto pagaria ali, já que eu estaria encarando fixamente a embalagem e um pouco de saliva escorreria pela boca, mas a saliva logo era absorvida pelo pano velho, já que este a cobria.

Depois de tudo certo, sairia da loja, e voltaria para o QG, andaria o mais rápido que pudesse sem correr, afinal se o fizesse, provavelmente destruiria os doces, e isso de forma alguma seria aceitável, portanto correr estava fora de questão. Assim que alcançasse o local que almejava, procuraria uma mureta qualquer, um local onde pudesse sentar brevemente, e ali calmamente degustaria da torta, e depois do musse, daria grandes colheradas, mas comeria vagarosamente, para deixar o sabor em minha boca por mais tempo, já que assim poderia apreciar melhor o gosto daquele doce maravilhoso. Quando enfim terminasse minha degustação, procuraria por uma lixeira para deixar as coisas neste, já que, jamais jogaria o lixo em um local inadequado. Agora pronto para seguir em frente, iria até a entrada do QG e esperaria em pé a chegada do oficial que daria as ordens na missão, ou o cumprimentaria caso este já estivesse presente. - Bom dia, senhor. Estou atrasado? – Caso ele chegasse após eu estar esperando-o, diria. - Bom dia, senhor. Como vai? – O fato de ter acabado de degustar bons doces, amenizaria enormemente meu constante mau humor. - Quais são as orientações? Por onde devo começar? – Perguntaria ao mesmo, independente de como ocorrera o primeiro contato com o oficial. - Como vai, Sayuri? – Cumprimentaria a morena quando tivesse a oportunidade.

Legendas:
Kurai
Pensamentos Kurai
Mira
Sayuri

Histórico do Kurai:
 

Objetivos:
 

NPC Acompanhante:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Noskire
Civil
Civil
ADM.Noskire

Créditos : 62
Warn : Fulfilling Your Promises - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 22/02/2012
Idade : 28
Localização : Limbo

Fulfilling Your Promises - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Fulfilling Your Promises   Fulfilling Your Promises - Página 4 EmptySex 21 Jun 2019, 21:40

— N A R R A Ç Ã O —

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Sayuri respirou aliviada após fechar a porta do gabinete da Tenente. A admirava por sua força e determinação, mas seus olhos eram intimidadores.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Hm… Meia hora... — Olhou para o jovem de pernas longas, intencionando convidá-lo para comerem juntos, quando percebeu que este já andava em rumo ao exterior do quartel. — Ish— Eh... — Apressou o passo, impaciente, lutando para conseguir acompanhar os longos passos do outro marinheiro.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]É melhor procurar um lugar para comer primeiro. Ah, nos vemos mais tarde, até depois Sayuri.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A médica e boxeadora parou e ficou olhando para as costas de Kurai, deixando a cabeça cair lateralmente, confusa. — E porque não comemos aqui, que é de graça? — Falou, baixinho, sem a certeza se o outro havia escutado. Desamparada, deu de ombros e voltou para o quartel, rumando até o refeitório.

- x -

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Enquanto Sayuri comia uma gororoba qualquer, Kurai enchia a boca com um delicioso croissant, recheado com requeijão de cabra importado, e um café bem forte e preto, generosamente adoçado pelo viciado em doces. As pessoas não paravam de olhar para o perna longa. Além da sua fisionomia atípica, suas roupas nada chamativas atraíam a atenção de todos. Apesar dos olhares, ninguém tentou incomodá-lo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ignorando o pouquíssimo tempo que tinha, o mais novo soldado de Las Camp resolveu dar uma volta, atrás de um cachecol que combinasse com suas novas roupas. Por azar, ou talvez sorte, não encontrou nenhuma loja de roupas na região. Por fim, entrou em mais uma doceria, a qual parecia uma casa de doces por fora, o que atraiu, e muito, a sua atenção. Uma infinidade de doces preenchiam as dezenas de prateleiras da loja, mas o marine foi direto em seu pedido e, em menos de cinco minutos, já se dirigia de volta ao QG. Um sorriso no rosto e uma pequena sacola na mão.

- x -

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Então você está por conta própria!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ehhh... — Suava frio, com as mãos apertadas ao lado do corpo. Cada um dos seus músculos estava tenso com a situação, mas ela não se deixaria levar por seu nervosismo. Não havia enterrado seu eu antigo por nada. Havia levado aquele faz-de-conta a sério e pretendia manter sua convicção, independente das adversidades que viesse a enfrentar. Após uma breve continência, disse: — Ok, Magnus-senpai!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Foi neste momento que viu uma figura familiar passar pelos portões do QG: Kurai. Parecia feliz, com uma sacola de papel balançando ao seu lado. Seu olhar surpreso fez com que seu superior olhasse na mesma direção. As pernas extensas não deixavam espaço para dúvida de quem aquele seria. Carrancudo, o sargento gritou com o novato:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ishida, imagino. Após ouvir Mira e Hideki falarem de você, não imaginei que teria de lidar com um completo incompetente. É assim que você pretende proteger os civis da escória conhecida como piratas? Abandonando seus companheiros? — Gesticulou em direção a Sayuri, visivelmente aflita. Também havia deixado claro, na forma que falou, que citava o próprio Kurai em relação à proteger os civis da escória. Provavelmente havia escutado sobre seu discurso da própria Mira. Não fosse o seu atraso, talvez tivesse começado com o pé direito em sua primeira missão. Talvez.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Como você se deu ao luxo de se atrasar em sua primeira missão, suponho que não tenha nenhuma dúvida. Se tiver, peça esclarecimentos à soldado Blair. — E, olhando para a garota quase que de forma agradável, disse: — Lamento que você tenha de realizar uma missão com um imprestável como esse, mas estarei a distância de um apito, então não se preocupe.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Sayuri gaguejou um pouco, antes de desistir e seguir seu caminho, saindo do QG e indo em direção ao centro da cidade. O sargento permaneceu onde estava, encarando o perna longa.

Legendas:
  • Mira
  • Sayuri
  • Marine
  • Magnus

Histórico:
 

Magnus:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden Fuji
Narrador
Narrador
Raiden Fuji

Créditos : 26
Warn : Fulfilling Your Promises - Página 4 7010
Masculino Data de inscrição : 17/09/2017
Idade : 26
Localização : Las Camp - West Blue

Fulfilling Your Promises - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Fulfilling Your Promises   Fulfilling Your Promises - Página 4 EmptySab 22 Jun 2019, 01:00

Ishida Kurai


Quando finalmente pensei que teria um dia mais feliz, e felicidade é algo que mal aparece em minha vida, e o destino vem e me diz: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], não será hoje. Mal havia chego ao QG e escutei meu superior chamar por meu nome, ao ver sua aparência não consegui evitar pensar. - Mas o que esse magrelo sem noção tá fazendo aqui? – Mas o pensamento mal veio e já se foi, pois tomei o maior esporro de toda minha vida, fiquei surpreso inicialmente por Hideki e Mira citarem meu nome, mas a surpresa logo deu lugar à vergonha por estar sendo repreendido em minha primeira missão, e o pior de tudo era que o supervisor, no qual ainda não sabia o nome e nem a patente, estava completamente certo em tudo que dissera, não devia ter me separado de Sayuri, e pior ainda, me atrasei por falta de atenção, acreditei que teria uma hora em vez de apenas meia hora. O homem continuou a falar e disse que se tivesse quaisquer dúvidas, deveria falar com Sayuri, diferente de mim, ela foi tratada de uma forma extremamente agradável se comparada à minha, mas não se for ver pelo lado de alguém que nada de errado havia feito, a morena foi em frente, dando início à missão enquanto o homem continuou a me encarar.

Sabia que era tarde para qualquer coisa que dissesse, entretanto não poderia sair dali sem abrir minha boca, afinal estava completamente arrependido de minhas decisões, deveria ter ouvido a opinião de minha companheira antes de me separar dela sem mais nem menos. - Peço desculpas, senhor. – Começaria dizendo, e antes que pudesse ser interrompido, continuaria. - Sei que isso não muda nada, e também sei que estou completamente errado. Foi falta de atenção minha em não me atentar ao horário correto da missão, e sei que isso na prática pode se mostrar fatal. A partir de agora vou me esforçar para ser mais vigilante. – Dito isso, dar-lhe-ia as costas e avançaria até Sayuri. - Ei, Sayuri. – Chamá-la-ia. - Quero me desculpar com você, acabei não levando sua opinião em consideração e me separei de você sem nem pensar. Estou realmente arrependido disso. – Inclinaria minha cabeça em uma leve reverência, mostrando que estava arrependido de meu feito. - Acredito que tenha as informações de como devemos proceder, agradeceria se pudesse compartilhá-las comigo. E como você estava aqui no momento certo, não tenho a menor dúvida de que vai liderar essa missão. Então gostaria de saber como será meu papel. – Questionaria, mostrando o mesmo respeito a mesma que mostrara ao oficial superior.

Independente de qual fosse a ordem que me fosse passada, assentiria positivamente antes de olhar ao redor, procurando saber onde estava realmente, em que parte da cidade antes de começar a agir. Pelo fato de tanto minhas vestimentas quanto minha altura serem algo que chamariam a atenção das pessoas, da mesma forma que ocorrera na lanchonete mais cedo, procuraria me manter levemente afastado de Sayuri, por tê-lo deixado para trás enquanto ia falar com Sayuri, não sabia com exatidão onde o oficial nerd estaria, mas não tinha a intenção de deixá-lo interferir na missão, somente se houvesse uma ocorrência grave que poria em risco todo o andamento da missão. Assim que começasse a andar na direção de meu objetivo, seja ele qual fosse, caminharia de forma relaxada, na tentativa de diminuir o máximo possível a atenção que possivelmente chamaria, porém meus olhos a todo momento estariam mexendo-se rapidamente em todas as direções, à procura de algo ou alguém suspeito.

Se alguma pessoa começasse a agir estranhamente, olhando para os lados, querendo se esconder entre as pessoas, ou algo semelhante, somente os que eu pudesse perceber, encararia tal pessoa e andaria na direção desta. - Bom dia, como está? – Diria de forma mais cordial, não queria que tal pessoa se sentisse acuada. - Ouvi dizer que estão tendo muitos furtos aqui na cidade. Sabe me dizer se tem algum lugar suspeito aqui por perto, ou se tem algum estabelecimento que costuma ser alvo diversas vezes de furtos? – Perguntaria enquanto olharia ao redor, na tentativa de perceber qualquer movimento suspeito, e dessa forma evitar ser emboscado caso fosse uma armadilha. Estava querendo abrir uma loja de armas aqui na ilha, mas depois que ouvi sobre isso, quis verificar certinho antes de fazer as coisas precipitadamente.[/color] – Terminaria de dizer dando o sorriso mais cordial que conseguisse. Caso obtivesse alguma resposta, agradeceria e diria ao mesmo. - Muito obrigado, se eu te ver novamente posso pensar em te dar um desconto se for na minha loja. – Sabia que poderia falhar em tentar obter informações dessa forma, mas como poderia não tentá-lo? Era uma obrigação, não tentar não era uma opção, mas nem de longe. Depois de falar com o mesmo, procuraria por outra pessoa e repetiria o processo algumas vezes, no mínimo mais três tentativas e no máximo seis, alternaria as lojas que “pretendia” abrir quando fosse questionar tais pessoas, loja de doces, restaurantes, uma loja de artigos variados e uma pequena biblioteca. Depois que fizesse todo o processo, voltaria até Sayuri e dar-lhe-ia as respostas que obtivesse, mesmo que não fosse necessário ter feito esse tipo de pergunta, para ser sincero, estava levemente animado com essa missão, e queria mostrar serviço depois de ter pisado na bola feio com a morena.

Se em algum momento um ataque visasse Sayuri e a mesma não percebesse, correria até a mesma o mais rápido que conseguisse e faria uma [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] no sujeito se houvesse espaço e tempo para acertá-lo, caso não tivesse tempo para me preparar para acertá-lo, pularia na direção da morena e a agarraria, e giraria meu corpo no ar para que a mesma não atingisse o concreto, mas se ainda assim não houvesse tempo, somente pularia na frente da mesma e cruzaria os braços na frente do corpo, na tentativa de amenizar o impacto do golpe que fosse direcionado à mesma. Se em vez de Sayuri fosse eu o alvo de ataques, focaria em me esquivar destes, se fossem golpes frontais como socos, chutes, estocadas ou cortes verticais, daria um passo ao lado e giraria o corpo na direção do passo, e os alternaria, um para a direita e um para a esquerda, e assim por diante.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Se o passo não fosse suficiente, para evitar completamente o golpe direcionado, completaria saltando para o lado que já havia começado o passo, quando houvesse a oportunidade, avançaria e daria um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] com a destra, na altura das costelas, sem intervalo, giraria para o lado esquerdo e faria um chute de costas ainda com a perna direita, visando a têmpora direita do oponente.. Caso o golpe fosse horizontal na altura do meu peito ou acima, abaixar-me-ia e em seguida levantaria trazendo o cotovelo direito a frente, em um contra-ataque ascendente, se o golpe horizontal fosse abaixo da cintura faria um salto vertical e no ar, aproveitaria do tamanho avantajado da minha perna e faria um chute lateral com a perna esquerda. Se o golpe fosse diagonal descendente [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] meu tronco para trás, entretanto, daria um passo para trás primeiramente por precaução, em seguida avançaria dois passos, ou menos se necessário, e faria um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], visando a boca do estômago do adversário. Independente do que acontecesse, ao final do contra-ataque fosse ele bem ou mal sucedido, faria dois saltos longos para trás, procurando ganhar espaço e poder planejar o que faria em seguida.

Legendas:
Kurai
Pensamentos Kurai
Mira
Sayuri

Histórico do Kurai:
 

Objetivos:
 

NPC Acompanhante:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos Futuros:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Noskire
Civil
Civil
ADM.Noskire

Créditos : 62
Warn : Fulfilling Your Promises - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 22/02/2012
Idade : 28
Localização : Limbo

Fulfilling Your Promises - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Fulfilling Your Promises   Fulfilling Your Promises - Página 4 EmptyDom 23 Jun 2019, 13:41

— N A R R A Ç Ã O —

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Com a sobrancelha arqueada, o sargento observava o grandalhão se afastar. Ele não parecia tão mal-humorado como haviam dito. Seria o constrangimento devido ao esporro e ao seu erro? Bem, só o tempo iria dizer.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Enquanto o oficial seguia para um lado, a dupla de soldados seguia para o outro. Kurai, com seus passos amplos, alcançava Sayuri rapidamente, com seus passinhos rápidos, mas diminutos. A jovem parava e se virava; as sobrancelhas próximas, só que abaixadas; a tensão em torno da boca comprimindo os lábios... No entanto, a ira foi se esvaindo conforme o outro se desculpava. — Ok, está perdoado, mas eu quero um pouco disso aí! — Apontou para a sacola, com suas bochechas rosadas, e deu um breve sorriso.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Mas voltando para a missão... — Deu dois tapinhas no rosto, para se concentrar. — Precisamos agir como dois civis ou turistas, de forma a tentar atrair esses larápios até nós. Mag— O Sargento Magnus disse que podemos improvisar à vontade, contanto que consigamos apreender o máximo de delinquentes possíveis. Por exemplo... — A garota retirou do bolso traseiro da sua saia um pequeno item oval, ornamentado com pérolas. Ao abrí-lo, era possível ver um pequeno espelho na parte interna. Elevando o braço, usou o objeto como se tentasse ajustar uma pequena mecha de seus cabelos castanhos, fazendo as pérolas brilharem com a luz do sol, atraindo a atenção daqueles que passavam por perto.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Após guardar o espelho, se aproximou de Kurai e fez sinal para que o mesmo se abaixasse, cochichando: — Viu? Por isso que nos deram essas roupas! — E apontou para a corrente dourada e para o óculos refinado.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O taekwondoca pareceu entender e começou a improvisar de imediato. Atuando como um empreendedor, buscou e interagiu com algumas pessoas que julgou suspeitas. Suas roupas refinadas e a sacola em sua mão, de uma das lojas mais caras de Las Camp, colaboravam com sua farsa. A primeira foi um velho, calvo, que arrastava a perna direita e olhava para todas as direções, desconfiado.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Por que não pergunta pra um marinheiro, seu nobre de merda, e para de encher o meu saco!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O segundo foi um homem, na casa dos 22 anos, que era uma representação caricata do que seria um Punk, principalmente devido ao seu cabelo. Um sorriso sarcástico dançava em seus lábios.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Doceria, ein? E você começou comprando na sua futura rival? — Olhou o pernalonga de cima a baixo, o que durou alguns segundos, antes de continuar. — Você não deveria procurar por locais não suspeitos? Talvez próximo das outras docerias da cidade? Hmpf… Esses amadores... — E seguiu, ainda sorrindo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O terceiro e quarto suspeito, homens fortes e mal encarados, também não deram nenhuma informação interessante ao soldado. Sayuri, por sua vez, continuava se olhando no pequeno espelho regularmente. Não seria difícil a confundirem com uma dondoca qualquer, preocupada com a sua beleza e nada mais.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Enquanto Kurai ía em direção ao quinto suspeito, ouviu uma espécie de grito-suspiro vindo da garota e, ao virar, um homem passou por ele como uma flecha. — MEU ESPELHO! — A boxeadora já corria, quase ao lado do Taekwondoca. O ladrão, se embrenhando no meio da multidão aturdida, já estava a cerca de dez metros de distância da dupla.

Legendas:
  • Sayuri
  • Ten. Mira
  • Sgt. Magnus
  • Marine
  • Velho
  • Punk

Histórico:
 

Punk:
 

Ladrão:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden Fuji
Narrador
Narrador
Raiden Fuji

Créditos : 26
Warn : Fulfilling Your Promises - Página 4 7010
Masculino Data de inscrição : 17/09/2017
Idade : 26
Localização : Las Camp - West Blue

Fulfilling Your Promises - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Fulfilling Your Promises   Fulfilling Your Promises - Página 4 EmptyDom 23 Jun 2019, 19:58

Ishida Kurai

Depois de alcançar Sayuri e me desculpar com esta, vi sua expressão mudar até que um pequeno sorriso tímido aparecesse em sua face levemente corada enquanto olhava a sacola em minhas mãos, e pedia para que eu dividisse os meus doces com ela. Nunca antes tinha recebido tal pedido, que era audacioso e justificável, afinal como moradora de Las Camp assim como eu, sabia da fama que a loja de doces que tinha ido era boa, e seus doces conhecidos por serem os melhores, por isso não tinha como culpá-la, além de que, desde que era criança queria alguém que pudesse compartilhar os deliciosos doces que eu comia, e ainda mais se fosse dividir com a própria Sayuri, que já tinha visto minha boca e tratava-me normalmente. - Sim, sem problemas. Quando acabarmos essa missão a gente escolhe um lugar para sentar e comemos esses doces. – Diria sentindo a boca salivar em expectativa em poder deliciar-me com os doces. Em seguida a morena me explicou os detalhes que o sargento Magnus, que até então não sabia seu nome, lhe dera, poderíamos utilizar de quaisquer artifícios desde que apreendêssemos o máximo de delinquentes possíveis, a mesma ainda explicou que as roupas caras e chamativas nos fariam parecer com turistas, e o fato de haver uma sacole proveniente de uma loja de doces caras somente faria com que esse papel fosse mais realista.

Com a ideia que tive, de perguntar sobre atividades suspeitas, dizendo que abriria uma loja na ilha para conseguir respostas, acabei por abordar quatro pessoas, cada um com reações diferentes, entretanto a melhor resposta fora de um punk, que dissera que deveria perguntar em outras docerias e lojas do tipo. - Malditos vagabundos. Ah se eu tivesse aqui como um marinheiro mesmo, ia encher esses merdas de tanta porrada. – Pensaria amargurado, enquanto me esforçaria para manter o sorriso cordial em seu rosto, e uma expressão menos rabugenta na face. Antes de poder abordar mais alguém, um maldito ladrãozinho de merda roubou/furtou o espelho da mesma, que parecia ter sido surpreendida pela ação, o mesmo correndo rapidamente passara por mim a pouco quando consegui finalmente perceber o que estava ocorrendo no momento.

Imediatamente, eu começaria a persegui-lo, afinal como poderia deixá-lo sair impune cometendo um delito na minha frente, aproveitaria do fato de minhas pernas serem maiores que a dele para conseguir vantagem e alcançá-lo rapidamente, afinal cada passada minha era enter 1,5 a 2 do pequeno ladrãozinho. Ganhando terreno a cada passada, em breve eu poderia alcançá-lo, e quando chegasse a uma distância onde pudesse me mover contra o mesmo, sem hesitar faria um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] com a perna destra, mirando em suas costelas visando causar o maior dano possível.

Em caso de acertar o ladrão:
Citação :

Após ser acertado, eu observaria a trajetória que seu corpo faria até parar, enquanto que aproveitaria para recuperar o fôlego perdido na perseguição. - Não pense que pode sair fazendo o que quiser na ilha, sem mais nem menos. Seu ladrãozinho filho da puta! – Esbravejaria, com as veias na testa saltando, demonstrando todo o ódio que sentia por toda essa raça de malditos criminosos. Em seguida respiraria fundo para recuperar a calma, e daria um olhar mais seco ao homem, e [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] calmamente na direção deste, enquanto permitiria que este se levantasse antes que fosse atacá-lo novamente, não poderia começar a espancar um homem caído no chão sem mais nem menos, ainda mais numa situação onde não sabia se o mesmo tinha aliados próximos.

Quando o maldito se pusesse de pé novamente, correria na direção do mesmo, e faria uma [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], onde fingiria um soco na direção do rosto do ladrão, mas o real golpe era utilizar sua perna direita para acertar uma rasteira e quando este estivesse caído, faria uma cotovelada em sua garganta. Independente de ter êxito ou não, daria 3 saltos para trás ao fim da finta e com espaço suficiente para tal, correria na direção do loiro, que poderia estar caído no chão desestabilizado, ou mesmo em pé esperando por meu próximo ataque, correria o mais rápido que conseguisse, e a um metro de distância do ladrão, saltaria em sua direção e durante a trajetória no ar, faria um mortal para frente, e quando estivesse prestes a atingi-lo, afastaria as pernas em 180º e [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] em seu peito, caso estivesse caído, ou visaria sua cabeça caso estivesse de pé ou ajoelhado.

No caso do ladrão esquivar meu chute:
Citação :

Se o meu chute fosse evitado, era evidente que um provável contra-ataque viesse em minha direção, na tentativa de evitá-lo ainda no começo, avançaria novamente, e para acertá-lo [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] um soco com a mão direita e giraria o corpo junto do soco, e estenderia a perna esquerda atrás, visando acertá-lo em algum ponto do tronco, independente de qual fosse. Em seguida me afastaria, [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], quando meu fôlego estivesse recuperado, olharia sério para o ladrão. - Parece que você não é o lixo com o qual estou acostumado a lidar, mas não pense que vai sair daqui vitorioso. Vou acabar com você, seu maldito! – Diria ao mesmo antes de começar a correr novamente na direção do loiro.

Embora não fosse a melhor estratégia no momento, avançaria e quando chegasse próximo a meu adversário, socá-lo-ia ao menos dez vezes, com o [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] que conseguisse impôr em meus punhos, que não eram a forma mais eficiente de lutar, mas que ainda serviria para buscar uma mudança sutil no combate, afinal se eu lutar sempre da mesma forma, uma hora vou acabar ficando previsível, e isso provavelmente significaria minha derrota. Independente de acertar ou não os socos, quando os interrompesse, saltaria na direção do ladrão, e seguraria sua cabeça com ambas as mãos, e subiria o joelho direito com força e chocaria o centro de sua face com o mesmo, e em seguida faria um cruzado com a mão direita visando sua têmpora, e por fim faria um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], mirando seu queixo. Ao fim da sequência de golpes me afastaria com três saltos para trás para analisar a situação.

Depois da primeira sequência de ataques, e defesas por consequência, eu me afastaria com alguns saltos para trás, respirando ofegantemente pelo esforço físico realizado, precisaria de ao menos dois minutos para que me recuperasse do cansaço, levando isso em conta, olharia para Sayuri e pediria por sua ajuda. - Vamos trocar agora, me cansei bastante agora. Sei que você consegue dar conta dele sozinha, mas quando me sentir melhor vou lá para te ajudar. – Disse à morena, sem me importar se ela houvesse concordado ou não. Durante o tempo necessário para que me recuperasse completamente, observaria como o embate do homem com Sayuri se desenrolava para saber o momento certo em que deveria intervir. Quando estivesse recuperado, correria até a direção do ladrão, e antes de saltar na direção do mesmo, gritaria. - ABAIXA AÍ SAYURI!!! – E daria uma [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] visando a face do homem.

Em seguida me afastaria e deixaria Sayuri acertar o loiro novamente, vendo uma nova brecha surgindo, avançaria novamente e com ambos os braços à frente do rosto saltaria na direção do ladrão e com a perna canhota, faria um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] mirando em seu estômago. Depois sem pausas correria na direção do mesmo e quando chegasse a uma posição onde pudesse acertá-lo, [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] meu corpo para a direita e ao fim deste, faria um chute lateral com a perna direita, visando suas costelas. Em seguida seguraria o loiro pela cintura e faria um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] de suplex, entretanto, em vez de jogá-lo ao chão, lançaria o maldito na direção de Sayuri, que provavelmente não estaria longe de mim. - Ele é todo seu! – Gritaria para a morena ainda no chão.

Se precisasse me esquivar de ataques do ladrão, que provavelmente portaria alguma arma curta, ou lutaria com braços e pernas, em golpes frontais como socos, chutes ou movimentos cortantes verticais, [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] o tronco para os lados, movendo-me o mínimo possível, e quando surgisse uma brecha, agarraria o loiro pelo braço e dar-lhe-ia uma joelhada mirando a boca do estômago. No caso de golpes horizontais, sejam eles na altura da cintura ou do pescoço, golpes diagonais, ascendentes ou descendentes, eu faria saltos longos para trás, de forma que sempre tivesse espaço para analisar e ver qual a melhor direção para realizar a próxima esquiva, caso fosse necessário.

Spoiler:
 

Se ao fim do embate, o ladrão estivesse derrotado, caminharia calmamente até o mesmo, procuraria pelo espelho de Sayuri enquanto segurá-lo-ia fortemente pelo cotovelo, caso estivesse inteiro, abriria um pequeno sorriso enquanto me abaixaria para pegá-lo, caso estivesse quebrado, fecharia levemente o semblante, serraria o punho livre e acertaria um soco na cabeça do delinquente, e o levaria para Sayuri. - Aqui está o delinquente, consegui derrotá-lo. – E diria à mesma sobre o estado de seu espelho, que fora furtado pelo homem loiro, e em seguida continuaria a reunir pistas, com as mesmas perguntas às pessoas que me parecessem mais suspeitas de terem envolvimentos nos furtos. Caso o ladrão não estivesse derrotado, [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] o semblante enquanto fixaria sua figura em meu olhar. - Reconheço sua força pequeno ladrão. Agora irei com força total. – Dito isso, me poria em [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.].

Legendas:
Kurai
Pensamentos Kurai
Mira
Sayuri

Histórico do Kurai:
 

Objetivos:
 

NPC Acompanhante:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos Futuros:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Noskire
Civil
Civil
ADM.Noskire

Créditos : 62
Warn : Fulfilling Your Promises - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 22/02/2012
Idade : 28
Localização : Limbo

Fulfilling Your Promises - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Fulfilling Your Promises   Fulfilling Your Promises - Página 4 EmptySeg 24 Jun 2019, 22:41

— N A R R A Ç Ã O —

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O soldado avançava assim que compreendia a situação, perseguindo o larápio e diminuindo a distância rapidamente. No entanto, enquanto sua mente pensava em diferentes formas de nocauteá-lo assim que o alcançasse, a mesma deixava aparente a inexperiência do taekwondoca ao esperar que o marginal aceitasse seu destino.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Sayuri, ao ver seu companheiro avançando como um cão atrás de um osso, desviou seu caminho e se perdeu na multidão. Enquanto isso, o loiro mostrava uma agilidade invejável, desviando seu caminho bruscamente como se fosse a coisa mais fácil do mundo, deixando o soldado logo atrás sem ângulo para atacar com seu chute. Vez ou outra, o loiro também empurrava algum civil distraído em direção ao seu perseguidor, fazendo com que Kurai trombasse com o civil e a distância entre os dois aumentasse.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Após alguns segundos de perseguição intensa no centro da cidade, perseguição essa seguida por tumulto dos civis e gritos de pânico e desaprovação dos mesmos, Sayuri pulou do meio da multidão para a frente do loiro, já desferindo um jab, desviado por puro reflexo do larápio.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Com um estalar de língua e uma derrapada, o larápio girou e entrou em um beco estreito, afastando-se da multidão. Um grande erro, pois agora o pernalonga avançava imparável, ultrapassando primeiro a garota, e diminuindo a distância até o loiro depressa. Uma curva à direita e ultrapassaram uma rua estreita, com alguns gritos de protesto.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Sem civis para serem arremessados ou espaço para manobras evasivas, o larápio passou a última marcha, era possível ver suas veias saltando com o esforço e o seu rosto avermelhando-se, além da sua respiração cada vez mais pesada. Mais uma curva, essa à esquerda. Mais alguns passos e o loiro estaria ao alcance de seu chute, mais alguns passos e…

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O trio parou em um beco sem saída. O loiro, de quatro e respirando como se estivesse tendo uma crise de asma, mostrou o espelho para um homem familiar ao pernalonga.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ora, ora… Um nobre tão sofisticado e uma lady não deveriam ser tão rápidos assim. — O homem terminava de pentear o seu longo cabelo e passava a brincar com a lâmina do punhal-escova que possuía. — Pode respirar, Remela. Eu chamei alguns amigos para nos ajudarem. — E, da entrada do beco, surgiam mais três oponentes. Dois vestidos de forma similar ao loiro, um fumando e o outro rindo como um psicopata. O terceiro também fumava, mas vestia uma roupa social branca, com um colar de ouro e um óculos escuro. Com exceção do punk de antes, nenhum portava arma branca ou de fogo. Pelo menos, nenhuma aparente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Algum plano? — Indagava baixinho a boxeadora, lado a lado ao taekwondoca, alternando sua visão entre os dois grupos de marginais. Da entrada do beco, era possível ouvir o cara de terno branco falando:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Tu parece com o cara que quebrou a cara do meu maninho, mermão! É melhor pra tu se eu tá errado!

Legendas:
  • Sayuri
  • Ten. Mira
  • Sgt. Magnus
  • Punk (Boss)
  • Punk (Terno Branco)

Histórico:
 

Marginais:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden Fuji
Narrador
Narrador
Raiden Fuji

Créditos : 26
Warn : Fulfilling Your Promises - Página 4 7010
Masculino Data de inscrição : 17/09/2017
Idade : 26
Localização : Las Camp - West Blue

Fulfilling Your Promises - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Fulfilling Your Promises   Fulfilling Your Promises - Página 4 EmptyQua 26 Jun 2019, 21:38

Ishida Kurai
É amigo, a situação não poderia ser fácil, ainda mais quando eu estou envolvido, por quê caralhos não poderia ser simples? Era só acertar a bicuda, mais dois ataques e acabou, ladrãozinho derrotado,  mas não, o maldito teve de correr no meio da multidão, o que só me atrapalhou, não poderia arriscar acertar um civil somente para parar aquele miserável, entretanto, o faria sem pudor algum se estivesse com o uniforme oficial da Marinha, afinal, jamais deixaria que um simples civil atrapalhasse a chance que eu tinha de capturar um vagabundo desses. - Puta que me pariu. Mas que filho da puta maldito, que ódio!! – Pensaria durante a corrida logo depois de ter seguir por um beco que o loiro usou para escapar de Sayuri, como não tinham civis ali, logo a distância entre o mesmo e eu diminuía a passos largos, entretanto, no momento perfeito para acertá-lo, me vi em um beco sem saída, e o vagabundo parou do lado de um homem familiar, para mim ao menos, e entregou-lhe o espelho de Sayuri.

- Normal, não tinha como um vagabundo com essa cara feia e essas roupas ridículas não ser um ladrãozinho de merda. – Diria ao mesmo com um sorriso debochado surgindo na face, enquanto encarava-o com desprezo e nojo. - Ara, ara. Essa é nova, um vagabundo querendo ditar o que eu deveria ou não fazer. Awwww Yeaaaa – Riria achando muita graça, naquele momento acabei descobrindo que o nome do loiro era Remela, e que na saída do beco, haviam mais três homens. - Que coisa não? Parece um bando de maconheiros. – Diria depois que olhasse para os três homens que estavam na entrada do beco.

Do meu lado, Sayuri me perguntou se eu tinha um plano, virar-me-ia para a mesma e diria, ignorando o punk fumante de branco que gritava para mim. - Sei que é tão forte quanto eu, ou até mais. Vou deixar esses maconheiros aí atrás pra você. Eu dou um jeito no meu caro amigo e nesse remela. – Ao final, soltaria uma risada debochada ao citar o nome do ladrão loiro, antes de fazer qualquer movimento, olharia com tédio para o homem de branco. - Já parou de latir, filhão? Foi mal, não consigo entender o que os vermes dizem. – Depois que dissesse isso ao mesmo, olharia para Sayuri e acenaria positivamente para a mesma, antes de me virar para o punk, que parecia ser o chefe ali, e caminharia lentamente até que ficasse por volta de 5 metros de distância do mesmo. - Foi mal ai, mas não ia ficar muito legal ter que lutar com aqueles inúteis ali. Agora posso me concentrar em você. – Depois de ter dito a frase para o punk, correria na direção deste e quando chegasse a uma distância onde poderia acertá-lo, em vez de ir diretamente ao mesmo, saltaria para a parede do lado direito, e com o pé destro pegaria um impulso e com a mesma perna desferiria um potente [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] visando sua face.

1ª Possibilidade: Acerto
Citação :
Caso meu chute acertasse o Punk, era provável que o mesmo cambaleasse após recebê-lo, e sem deixá-lo se recuperar muito, avançaria e faria um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] com a perna esquerda na altura de seu abdome, em seguida saltaria e faria um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] com a perna direita e em seguida me afastaria, independente dos resultados obtidos.

2ª Possibilidade: Esquiva ou Bloqueio
Citação :
Caso o Punk evitasse meu chute, eu logo saltaria para trás, na tentativa de evitar um contra-ataque e buscando por espaço. E assim que eu o conseguisse, olharia seriamente para meu adversário e avançaria em uma corrida direta, entretanto a meio metro de distância do homem, faria uma espécie de cambalhota para frente, e ao terminá-la, apoiaria a nuca no chão, com ambas as mãos ao lado da cabeça e as pernas dobradas encostando no meu peito, e um segundo depois, usaria os braços para me impulsionar e [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] as duas pernas simultaneamente, visando o queixo de meu adversário. Independente de acertá-lo ou não, faria um mortal para frente no ar, e quando fosse terminando o giro, esticaria a perna esquerda e faria um movimento ascendente na intenção de acertá-lo no topo da cabeça. Após os golpes me afastaria do Punk.

Após o desenvolvimento, independente de resultados, virar-me-ia para o homem com aquela arma estranha, uma mistura de pente com adaga, ou algo do tipo. - Vamos lá, está apenas começando. – E em seguida avançaria novamente e faria um chute baixo, na tentativa de acertar a parte interna da coxa direita do Punk, em seguida giraria para a direita, e com a mesma perna, faria um chute giratório na altura da cabeça do homem. Se tivesse sucesso em acertá-lo, continuaria a atacá-lo, faria um chute horizontal nas costelas, depois um chute frontal no peito do mesmo, saltaria e tentaria uma joelhada em sua garganta e, por fim, uma cotovela na parte traseira de sua cabeça. Mas se o Punk evitasse meus golpes, recuaria e ficaria na defensiva, esperando por um momento para contra-atacar.

- Esse cara é realmente mais forte do que pensei a princípio. – Pensaria caso tivesse de recuar e ficar na defensiva, entretanto, se conseguisse acertá-lo algumas vezes, poria um sorriso debochado na face, não que meu adversário pudesse vê-lo, mas ainda assim o faria. - Parece que você não é isso tudo. – Comentaria com a voz carregada de sarcasmo. Quando fosse a hora de me esquivar, inclinaria meu tronco para trás e para os lados se o Punk atacasse com sua adaga/lâmina estranha, e o fato do alcance ser curto me era bastante favorável, mas caso somente inclinar o tronco fosse insuficiente para evitar ser acertado, saltaria para a direção que já estava inclinado. Entretanto se o mesmo usasse os braços e as pernas para atacar, ou alguma outra arma de maior alcance, [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] para longe independente do tipo de golpe que viesse em minha direção. Se surgisse a oportunidade de ataque, faria um chute frontal mirando na garganta do homem, mas caso não houvesse espaço ali, miraria no peito dele, em seguida avançaria com o tronco inclinado frontalmente e com o braço direito faria uma cotovelada na altura da maça do rosto do Punk, e com mão canhota, faria um gancho.

Se em algum momento o tal remela aparecesse para ajudar seu chefe, eu saltaria no ar, e com ambas as pernas desferiria uma quantia exata de 14 [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] no ar, mirando qualquer parte do corpo, desde que acertasse ambos adversários. E assim que chegasse ao solo, correria na direção de Remela, e faria uma [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] mirando seu tórax, acertando-a ou não, saltaria para trás fazendo algumas acrobacias para dificultar que eu fosse acertado. Assim que eu estivesse a uma boa distância de ambos os ladrões, pararia e ajoelharia por um momento, querendo recuperar o fôlego. - O que devo fazer em seguida? – Pensaria, tentando ver quais seriam os próximos passos para derrotar esses marginais. Se ao menos um dos ladrões fosse derrotado, um leve sorriso quereria aparecer em meu rosto, embora ainda não deixaria que um único pingo de felicidade existisse ali, afinal só poderia me alegrar quando derrotássemos todos os marginais dali.

Legendas:
Kurai
Pensamentos Kurai
Mira
Sayuri

Histórico do Kurai:
 

Objetivos:
 

NPC Acompanhante:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos Futuros:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Noskire
Civil
Civil
ADM.Noskire

Créditos : 62
Warn : Fulfilling Your Promises - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 22/02/2012
Idade : 28
Localização : Limbo

Fulfilling Your Promises - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Fulfilling Your Promises   Fulfilling Your Promises - Página 4 EmptyQua 26 Jun 2019, 23:38

— N A R R A Ç Ã O —

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O soldado havia presumido corretamente. O punk estiloso era de fato o líder daquele grupo, e os demais seus subalternos. Contudo, seria sábio deixar sua companheira enfrentar, sozinha, os três meliantes na entrada do beco?

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Sayuri engolia em seco, mas, confiando em seu companheiro, acenava, levantava os punhos e ía em direção ao trio. — Melhor desistir e correr, docinho, porque eu não ligo de bater em uma garota! — De costa para o conflito que se iniciaria em breve, Kurai pôde ouvir os outros dois comparsas concordarem com a fala do delinquente mor, embora sem muita convicção.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O boss, à sua frente, apenas ria. — Ótima forma de manter seu disfarce de nobre. Marinheiro novato, eu suponho? — Gargalhou, enquanto o taekwondoca aproximava-se lentamente. — Um nobre de verdade teria oferecido sua mulher em troca de sua salvação. Apesar de que, você não fez muito diferente jogando sua mulher aos lobos. Só esqueceu de pedir por piedade! Hiehahahahaha...

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Enquanto o larápio se curvava de tanto rir, Kurai correu em sua direção e, utilizando-se de uma manobra acrobática, atacou o ladrão com sua longa perna. O cabeludo havia se endireitado bem a tempo de bloquear o golpe com ambas as mãos, todavia, o soldado foi capaz de sentir a vibração do impacto percorrer sua perna e soube que havia o atingido com força. Força o suficiente para jogar seu oponente contra a parede, força o suficiente para fazê-lo quicar na superfície de pedra.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]SWEET-SAMA! — Gritou o tal do Remela.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Sem perder tempo, o soldado voltava a atacar. O cabeludo conseguia esquivar do primeiro chute, em sua coxa, mas o segundo, visando seu rosto, era bloqueado novamente. Não obstante, a perna do marinheiro novamente jogava o ladrão contra a parede. Um chute circular nas costelas, um chute frontal no peito, uma joelhada no rosto, uma cotovelada na cabeça… Todos bloqueados. E, mesmo assim, seu oponente era arremessado de um lado para outro, como um brinquedo de criança.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]SWEET-SAMA! — Remela gritou novamente. O tal do Sweet, por sua vez, mantinha sua postura curvada, sua expressão encoberta por seu cabelo esgrouvinhado, sem atacar.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Parece que você não é isso tudo. — Comentou o soldado. Foi nesse momento que o larápio voltou a sorrir, endireitando sua postura e voltando a pentear seu cabelo. Seu rosto estava marcado em alguns pontos devido aos chutes e um filete de sangue escorria da sua boca. Levou alguns segundos até que o marine notasse que também havia sangue na lâmina.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Claro que eu sou fraco, não é? Como eu poderia vencer alguém tão puro e forte como você, Ó, bravo guerreiro! — Parando de se pentear, curvou seu corpo a quase 90º, fazendo uma mesura ao marine. Remela, ao fundo, ria e tossia, ainda sem ar, em proporções iguais.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Já Kurai, com a adrenalina diminuindo em sua corrente sanguínea devido à breve pausa no combate, começava a sentir alguns ardores pelo corpo. Ardores que foram se transformando em dor lentamente. Dor que atraía os olhos do marinheiro para ferimentos que jorravam seu próprio sangue.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]GYAAH! — Gritava Sayuri, sendo chutada para próximo do taekwondoca. Rolou algumas vezes no chão antes de parar, com o rosto contorcido de dor e as mãos no ventre. Um pequeno apito laranja voou de um de seus bolsos, parando entre ela e o marine. O fumante com o terno branco deu a entender que continuaria com a agressão, enquanto os outros dois mostravam sinais de hesitação, olhando para a garota quase como se sentissem pena.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Com um aceno de mão do cabeludo, o agressor da garota recuava, xingando baixinho. — Que tal implorar por salvação agora, nobre? Hiehahahahaha...

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Sweet permanecia armado e aparentemente pronto pro combate, embora machucado devido aos chutes recebidos. Remela ainda estava recuado e sua crise de asma, apesar de melhor do que antes, ainda o impossibilitaria de lutar por algum tempo. Sayuri parecia a beira de perder sua consciência, gemendo de dor. O trio de delinquentes permanecia na entrada do beco, bloqueando a, provavelmente, única rota de fuga do marinheiro. Devido a distância, Kurai não sabia precisar se a garota havia machucado algum deles. Enquanto absorvia as informações ao seu redor e definia seus próximos passos, o boss brincava com a sua lâmina, rindo de forma sarcástica para o marinheiro.

Legendas:
  • Sayuri
  • Ten. Mira
  • Sgt. Magnus
  • Sweet-Sama
  • Punk (Terno Branco)
  • Remela

Histórico:
 

Ferimentos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden Fuji
Narrador
Narrador
Raiden Fuji

Créditos : 26
Warn : Fulfilling Your Promises - Página 4 7010
Masculino Data de inscrição : 17/09/2017
Idade : 26
Localização : Las Camp - West Blue

Fulfilling Your Promises - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Fulfilling Your Promises   Fulfilling Your Promises - Página 4 EmptyDom 30 Jun 2019, 10:17

Ishida Kurai

Realmente, por mais que tentasse mostrar superioridade em relação a esses malditos criminosos, era difícil, ainda mais tendo uma desvantagem numérica. Minha luta contra o tal Sweet, o líder desse pequeno grupo de meliantes estava bastante equilibrada, por mais que eu não conseguisse acertá-lo em cheio, meus chutes ao menos jogavam-no de um lado ao outro, ocasionalmente acerto as paredes, mas então um novo problema apareceu, eu cheguei a pensar em algum momento da luta em trocar de lugar com Sayuri, mas demorei a fazê-lo, e agora a mesma foi mandada em minha direção por um chute, que provavelmente foi desferido pelo Punk de branco, naquele momento sabia que as coisas ficariam ainda mais complicadas, afinal minha companheira estava caída e não parecia muito bem, e eu provavelmente teria muitas dificuldades em lutar contra os quatro marginais e talvez o tal de Remela, que até o momento só ficara recuado em um canto gritando o nome de seu líder, entretanto, acabei por ver um apito saindo de um dos bolsos da roupa da morena. - Agora entendi o que Magnus disse com a distância de um apito. – Pensaria com um humor terrível, afinal queria poder derrotar todos aqueles malditos vagabundos ali mesmo, entretanto, sabia que não tinha a força necessária para tal, e não poderia deixar que meu orgulho trouxesse mais prejuízos não somente à missão, como também a Sayuri, e pensando na segurança da morena que, sem pudor algum, somente mostrando um terrível humor e ódio no olhar, abaixaria e com a mão destra passaria rapidamente e pegaria o apito laranja.

Mas antes de assoprar o apito, pegaria minha companheira nos braços, ignoraria o máximo as dores que sentia dos ferimentos, que em sua maioria se concentravam em minha perna direita, e a levaria para algum lugar onde não houvesse um risco imediato da mesma ser acertada, deixá-la-ia no chão com as costas encostadas na parede. - Peço desculpas, foi culpa minha essa estratégia. – Me agacharia e encostaria a cabeça no chão enquanto faria meu pedido de desculpas, mas logo em seguida levantaria minha cabeça e com um olhar determinado, diria à mesma. - Mas não vou deixar que esses bandidos malditos se safem. – Em seguida me poria de pé novamente, andaria até que um ponto onde todos os criminosos ficassem de frente para mim, e nessa posição, inspiraria fortemente e assopraria o apito de Sayuri com o máximo de força que meus pulmões pudessem expelir.

Esperaria por algum tempo, onde Magnus deveria aparecer, e quando ele chegasse, olharia para o sargento com respeito, e sem perder mais tempo, dir-lhe-ia. - Senhor, estamos lidando com um bando de delinquentes aqui, infelizmente Sayuri foi acertada com muita força, e como tivemos que nos dividir não pude ajudá-la da melhor forma. Estive lutando contra Sweet. – Apontaria para o sujeito, que provavelmente ainda tinha sua lâmina em mãos. - Tive alguns ferimentos, mas não vou interromper a luta, só que é uma situação complicada para Sayuri, a meu ver. – Diria ao mesmo, e esperaria por uma resposta. Caso Sayuri discordasse da situação, ou seja, ainda quisesse lutar, deixaria que Magnus tomasse a decisão correta.

Se em algum momento tivesse de lutar contra o Punk de terno e os outros dois maconheiros(Ahhhhwww...), utilizaria a perna esquerda como apoio e saltaria para a frente, e já que minhas pernas não estavam em sua melhor forma, decidi que ao menos inicialmente, deveria lutar utilizando os punhos, o cotovelo bom, o direito no caso, e até mesmo a cabess cabeça. Iria contra os dois mais fracos primeiro, usaria a perna esquerda para dar impulso com um salto para frente e tentaria manter uma corrida mais lenta, afinal mesmo que não fossem graves, ainda tinha alguns ferimentos na perna direita, de forma que isso poderia me atrapalhar. Evitaria ao máximo prolongar as lutas, então contra os dois que pareciam ser bem mais fracos que o Punk de terno, faria um direto com a esquerda no tórax, e já tentaria acertar um cruzado em sua têmpora, contra o outro, teria de acertar no mesmo lugar, mas não poderia fazer isso de forma precoce, afinal era bem provável que o mesmo estivesse esperando golpes que atingissem a região, então trabalharia com diretos e cruzados visando acertar os braços e o tórax do mesmo, hora ou outra faria um cancho em seu queixo, e assim que visse uma brecha, tacaria o cotovelo na têmpora do sujeito.

Entretanto contra o Punk ali, que certamente não cairia nos mesmos truques teria de lutar de forma mais séria. - Agora vamos para a luta séria. – Diria tornando minha feição mais séria, olhando o Punk ali com raiva. Avançaria até o mesmo com uma corrida, e quando estivesse perto do loiro, saltaria utilizando a perna canhota para me impulsionar, e com a mesma visaria acertar o centro do estômago do sujeito, em seguida rolaria para trás e avançaria com os punhos novamente, faria dois socos diretos e uma cotovelada, seguiria esse padrão duas vezes, e em seguida faria uma joelhada mirando seu peito, independente do resultado, seguraria sua cabeça firmemente e traria a minha para acertá-lo com o máximo de força que pudesse, em seguida me afastaria para ver o resultado que tivera.

Se pudesse voltar a lutar contra o tal Sweet, não ficaria intimidado por conta dos ferimentos anteriores, mas desta vez não poderia continuar atacando a esmo, afinal já estava ferido, e se continuasse assim, essa luta ficaria cada vez mais difícil. - Vamos continuar. Vou tirar esse maldito sorrisinho da tua cara afrescalhada, seu criminoso de merda! – Diria enquanto avançaria para o Punk. Com meus chutes eu tinha um alcance maior, entretanto era uma tarefa complicada mudar a trajetória do mesmo, diferente de um soco, portanto era mais fácil para mim naquele momento acertar alguns socos no maldito Sweet. Desta forma, correria até o mesmo e com a mão direita faria um cruzado e sem interromper o movimento, faria uma cotovelada, logo em seguida emendaria uma joelhada com a perna esquerda. Se eu visse em algum momento o braço do mesmo avançando com aquela maldita lâmina, usaria minha mão esquerda para socá-lo no antebraço e tentar assim desviar a trajetória, ou então somente desacelerar o movimento. Entretanto, se ali eu visse uma oportunidade, com a mão direita firme, tentaria tomar a lâmina que o criminoso segurava, mesmo que tivesse de ferir minha mão, afinal sem sua maldita e covarde lâmina, os pequenos, mas frequente, ferimentos se encerrariam ali, ou ao menos era o que eu pensava.

Se conseguisse tomar a lâmina:
Citação :
Se essa tomada fosse possível, sorriria para o sujeito e diria. - Parece que agora não tem seu instrumento covarde, não é mesmo? – Debocharia do Punk, e em seguida avançaria para atacá-lo novamente. Não tendo mais a lâmina que causar-me-ia facilmente novos ferimentos, voltaria a investir com meus chutes novamente, que o mesmo pouco conseguia se defender, ignoraria a dor presente em movimentar a perna ferida, afinal tinha um bom motivo para tal. Faria um chute com a perna direita, e após o chute, continuaria a girar meu corpo nesta direção, e esticaria a esquerda procurando acertá-lo na altura das costelas. Sem deixá-lo descansar, avançaria novamente, desta vez, saltaria e seguraria sua cabeça, traria a mesma em direção a meu joelho esquerdo, em seguida o soltaria e deixaria cair no chão, aproveitando a altura, faria uma acrobacia e desceria meu calcanhar esquerdo na direção de sua cabeça, mas se não fosse possível, o atingiria nas costas.

Caso não conseguisse:
Citação :
É uma pena, não ter conseguido tomar a lâmina do Sweet, mas não desistiria de lutar contra o mesmo, então ao menos, aproveitaria a proximidade e acertar-lhe-ia com dois ou três socos em seu estômago antes de me afastar com alguns saltos para trás. Respiraria fundo algumas vezes, e sorriria para o mesmo, embora minhas mãos pudessem estar feridas, o Punk também estava, afinal poucas pessoas eram capazes de tomarem socos e nada sentirem. Sem nada dizer correria em direção a Sweet novamente, não deixaria que “simples” dores me impedissem que eu lutasse, ainda mais a favor de tudo que eu acreditava ser o correto, destruir os malditos criminosos, eu faria isso até que um dia a morte me impedisse de continuar a derrotá-los e matá-los. Sendo assim, quando eu o alcançasse, esperaria que o mesmo investisse contra mim, saltaria para a direita, ou para a esquerda caso necessário, e acertaria um direto com a mão direita e um com a esquerda, seguiria desta forma três vezes, em seguida arriscaria um chute lateral, com a perna ferida mesmo, na intenção de mandar o tal Sweet direto na parede, para depois acertar um forte cruzado de esquerda em sua têmpora.

Legendas:
Kurai
Pensamentos Kurai
Mira
Sayuri

Histórico do Kurai:
 

Objetivos:
 

NPC Acompanhante:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos Futuros:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Noskire
Civil
Civil
ADM.Noskire

Créditos : 62
Warn : Fulfilling Your Promises - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 22/02/2012
Idade : 28
Localização : Limbo

Fulfilling Your Promises - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Fulfilling Your Promises   Fulfilling Your Promises - Página 4 EmptySeg 01 Jul 2019, 20:23

— N A R R A Ç Ã O —

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Após levar a sua companheira até a lateral do beco, Kurai assoprou o apito com tanta força que os larápios, com exceção do que usava um terno branco, taparam os ouvidos. Alguns segundos de silêncio se passaram, com Kurai sendo o centro da atenção do grupo, que tentava entender a motivação por trás daquela ação. Uma estreita janela, a uns 8 metros de altura, foi aberta e algo foi arremessado lá de dentro.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]PAREM DE FAZER ZOADA! CACETE! — O marine pôde ouvir a voz de uma velha rabugenta, enquanto um vaso caía certeiro na cabeça de um dos larápios mais afastados, que cambaleava um pouco antes de cair desacordado. Apesar do perigo de atrair mais vasos, Sweet gargalhava alto.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ok, chega dessa palhaçada! — O loiro de terno avançava rapidamente contra Kurai, que não perdia tempo e também corria em sua direção. Usando a perna esquerda, o taekwondoca saltou e chutou, acertando o loiro nas costelas. Apesar de cuvar-se com o chute, o larápio agarrou a perna do marine com ambas as mãos e, com um grito de esforço, girou e o arremessou contra a parede à sua direita.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Devido ao seu peso elevado, o marine apenas bateu levemente de costa na parede, sem machucar-se no processo. O loiro avançou e acertou o rosto do marine com um jab, seguido de um direto. Kurai respondeu com dois diretos e uma cotovelada, fazendo com que o loiro recuasse dois passos. Resolveu repetir a sequência e acertou o primeiro direto, mas seu oponente desviou do segundo se abaixando e o acertou com um gancho no estômago.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Por fim, Kurai agarrou a cabeça do marginal e afastou a sua, preparando uma cabeçada. O loiro, por sua vez, agarrou as mãos do marine e afastou a própria cabeça. Ambos cabecearam-se simultaneamente e um estalo foi ouvido. Kurai cambaleou até a parede próxima e se apoiou nela, tonto. O loiro também cambaleou, mas, sem apoio, caiu de quatro no chão.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Hiehahahahaha… Essa é a primeira vez que vejo você perder em uma cabeçada, Onizuka! Parece que esse nobre é osso duro de roer! — Para o marine, a voz do líder do grupo soava estranha, como se distante e abafada.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Remela permanecia sentado, ainda recuperando seu fôlego. O bandido mais afastado tentava acordar seu comparsa, com uma flor de liz e um punhado de terra no topo de sua cabeça. Sweet ainda brincava com sua lâmina, ora se penteando, ora girando-a entre os dedos. Sayuri havia se sentado e observava o combate, com uma expressão abatida e com uma das mãos no estômago.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Magnus...

Legendas:
  • Sayuri
  • Ten. Mira
  • Sgt. Magnus
  • Sweet-Sama
  • Punk (Terno Branco)
  • Remela
  • Civil

Histórico:
 

Ferimentos:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden Fuji
Narrador
Narrador
Raiden Fuji

Créditos : 26
Warn : Fulfilling Your Promises - Página 4 7010
Masculino Data de inscrição : 17/09/2017
Idade : 26
Localização : Las Camp - West Blue

Fulfilling Your Promises - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Fulfilling Your Promises   Fulfilling Your Promises - Página 4 EmptyTer 02 Jul 2019, 19:15

Ishida Kurai
A cada momento mais, a situação piorava, para mim é claro, afinal o que eu sozinho poderia fazer contra alguns malditos marginais, claro que em minha mente a obrigação era a vitória e nada mais, entretanto as coisas não eram tão fáceis assim na vida real, eu já estava ferido com aquela maldita faca estranha, consegui usar o apito e deixar Sayuri em um canto. Para minha sorte, uma senhora, que estava irritada com a gritaria, jogou um vaso de sua casa, e este caiu diretamente na cabeça de um dos bandidos, que desmaiou, e não era por menos, o vaso caiu direto em sua cabela, e este caiu de uma altura de oito metros. - Não é atoa que dizem que as velhas têm uma mira incrível. – Pensaria antes de dizer com ironia para meus adversários. - Oh, que pena parece que vocês tem um a menos. – Apesar da ironia, a minha situação não era nada boa, mesmo que um já tenha desmaiado, ainda tinha de lutar contra o Punk de branco e Sweet, além disso, havia o tal remela e os dois maconheiros, por mais que nem todos fossem fracos, eu perdia facilmente em números, afinal Sayuri não estava em suas melhores condições, sendo assim só um pensamento estava em minha mente. - Eu vou lutar até o fim, pelo menos Magnus pode nos dar um auxílio quando chegar, o problema é quando ele vai chegar. – Pensaria.

Depois disso, tive um pequeno embate contra o Punk de terno, nós dois estávamos em um impasse, empatados em um primeiro momento, onde acertei-lhe um chute e o mesmo me jogou contra a parede, os ferimentos de cada um eram mínimos, em seguida outro empate, fui acertado por dois socos no rosto, mas devolvi outros dois e uma cotovelada, novamente os ferimentos eram pífios, Neste momento a maré finalmente virou, acertei novamente um direto no rosto do loiro de terno, mas ele esquivou-se de um segundo soco, me acertou um gancho no estômago, neste momento, deixaria escapar uma face levemente dolorosa, com os olhos cerrados. - Malditos ladrões escorregadios! – Pensaria. Em seguida numa tentativa de deixar meu oponente cambaleante, resolvi tentar uma cabeçada no mesmo, entretanto o Punk, que não era bobo também tentou me acertar uma, e os golpes foram simultâneos, de forma que o dano foi igual para nós dois, por sorte consegui me apoiar em uma parede, diferente do loiro, que caiu de quatro no chão após ser acertado. O tal Sweet continuou a zombar de mim, chamando-me de nobre duro de roer, nesse momento descobri mais um nome dos ladrões, Onizuka, este era o nome do loiro, porém com o benefício, veio um malefício, a voz do ladrão mor estava meio distante e abafada. - Pra variar agora tô zonzo. Que seja, não vou desistir deste combate somente por isso. – Pensaria determinado, tinha de lutar ainda afinal Magnus estava vindo, e eu não tinha o luxo de desistir antes que o mesmo chegasse à cena.



Respiraria fundo, ainda apoiando-me na parede, em seguida tentaria um passo à frente, um pouco descoordenado, afinal estar zonzo era um grande problema, que provavelmente estaria afetando tanto a visão quando a audição, isso era um problema grave, então tinha de usar outra alternativa. Com isso em mente, continuaria o embate contra o tal de Onizuka mesmo, semicerraria os olhos, ao menos momentaneamente. - Já que não estou enxergando nem ouvindo direito, vou pôr minhas fichas no meu tato. – Pensaria ainda com os olhos fechados, sem dar um sinal claro de avanço. Respiraria fundo mais uma vez, sorriria sem humor. - Desta vez não tem erro, pelo menos um de vocês vai cair. – Anunciaria, e em seguida começaria uma corrida frontal, entretanto deixaria a velocidade de lado, somente focaria em avançar lentamente, um passo, dois passos, três passos, e assim por diante. Quando chegasse a um total de seis passos, o que acreditava ser distância mais que o suficiente, jogaria o peso do corpo na perna esquerda, e com a direita faria um chute horizontal.

Mesmo que a perna estivesse ferida, não deixaria de usá-la em batalha, fecharia ainda mais a expressão e apertaria os dentes, como uma preparação para a dor que viria naquela batalha, não poderia deixar que simples dores impedissem meu avanço. Com isso estava preparado, meu chute já estaria em movimento, se este acertasse um alvo, independente de ter acertado o golpe, ou este ter sido bloqueado, era nesta direção que eu iria, semicerraria os olhos, e procuraria ignorar boa parte das imagens que visse, afinal o que viria, seriam borrões, ou mesmo imagens atrasadas, e isso de nada serviria em uma luta, era hora de confiar nos meus instintos, seguindo na direção onde sabia que tinha um adversário, faria dois socos cruzados, um jab, uma joelhada e um chute frontal, esperaria co isso acertar alguma coisa ao menos. Em minha frente haviam Onizuka, Sweet, Remela e os dois fumantes, sendo que um estava desmaiado e o outro tentava acordar o primeiro, Remela ainda se recuperava e Sweet parecia estar satisfeito, ao menos por ora, em assistir meu embate contra seu subordinado, o que me dava uma certa vantagem, afinal era certeza que jamais venceria uma batalha que não um x1 no estado em que estava. Sendo assim, recuaria com dois saltos após os movimentos anteriores, independente de acerto ou erros, abriria os olhos, um pouco ao menos e jogaria meu corpo para o lado direito, procurando me apoiar na parede que havia neste lado, enquanto viraria a cabeça em diferentes ângulos, na tentativa de ver o estado do loiro.

Caso este ainda estivesse de pé, não restariam opções a não ser voltar a avançar contra o mesmo, então jogaria meu corpo para a esquerda, desencostando-me da parede, ainda cambaleante, e voltaria a avançar correndo, deixaria os braços junto ao corpo, como estava tonto, nada de movimentos acrobáticos ou algo do tipo, mas agora tentaria um movimento que seria muito acrobático, levando em consideração meu estado atual. Depois que avançasse, faria um chute horizontal com a perna direita, aproveitaria o giro do corpo para estivar a esquerda, e abriria no ar 180º, na tentativa de acertar a perna esquerda também, quando encerrasse o giro, provavelmente estaria de costas, então giraria meu corpo e com a mão direita faria um cruzado, e emendaria uma joelhada e uma cotovelada como um gancho com o braço e a perna esquerda. Em seguida veria o resultado do embate.

A tarefa de esquivar dos golpes do loiro, ainda mais no estado em que eu estava seria extremamente complicada, e pensando nisso, procuraria manter os braços junto ao corpo, para movê-los rapidamente se necessário para bloquear algum golpe, mesmo assim, a prioridade era a esquiva, portanto no momento, abrira meus olhos ao máximo e ficaria atento à movimentação do Punk para conseguir me esquivar. Saltaria para a direita, ou para a esquerda, caso conseguisse ver ou prever um dos golpes do loiro, entretanto, se em algum golpe eu fosse atingido, principalmente fosse um dos primeiros, identificaria o local onde estariam as paredes, ficaria de forma paralela às mesmas e saltaria para trás. Quando aterrissasse no solo mais uma vez, mudaria a posição em que estava, curvaria o tronco para frente e deixaria os braços juntos do corpo, tampando o rosto, entretanto deixaria uma brecha para que pudesse enxergar à frente. Desta maneira, deixar-me-ia de forma que receberia alguns golpes, entretanto, procuraria mover meus braços pelo corpo para bloquear um ou outro soco advindo de Onizuka, e caso surgisse uma oportunidade, não hesitaria em segurar sua cabeça e trazê-la em direção a meu joelho, que por sua vez, seguiria rapidamente em direção à sua face.

Se em algum momento Onizuka fosse derrotado, era provável que fosse contra Sweet o próximo embate, e que talvez o mesmo estivesse irritado, algo que duvidava muito, afinal a todo momento o mesmo somente demonstrara desprezo e zombaria perante a minhas ações, mesmo quando um dos seus caiu após ser atingido por um vaso diretamente na cabeça, o Punk somente riu, então era provável que o mesmo não estivesse nervoso com a situação, entretanto comigo a situação era diferente, afinal estava sozinho contra mais outros quatro marginais, e não estava em uma das minhas melhores condições físicas. Já aceitando que teria de lutar contra o marginal mor, avançaria em sua direção andando, de forma mais relaxada. - Um dos seus já caiu, e ele só era mais fraco do que você, e na próxima quem sabe o derrotado não é você. – Diria zombeteiro, mesmo consciente de que fazer minhas palavras se tornarem realidade seja algo difícil. - Por quê não se entrega? Você não é bobo e já sabe que não sou um nobre, meu superior em breve estará aqui, e quando ele chegar estará tudo acabado, então por quê não se poupa disso e se entrega de uma vez? – Perguntá-lo-ia olhando seriamente em sua direção. Esperaria por sua resposta, que provavelmente seria negativa, e neste caso balançaria a cabeça, negativamente antes de olhá-lo [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]. - Então não temos outra escolha, se não lutar. – Diria pondo-me em [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.].



Depois de tudo que fora dito, era hora de recomeçar a luta, mesmo que minha visão não estivesse em sua melhor forma e eu ainda estivesse desorientado. Correria na direção de Sweet e quando fosse atacá-lo, faria um chute frontal com a perna direita, mas em vez de acertar seu peito ou sua barriga, moveria minha perna de forma que meu pé acertasse a ponta de seu queixo. Mesmo que este chute fosse bloqueado, não faria diferença, pois logo após fazer o chute abaixaria a perna direita, um passo à frente, e com a esquerda faria um chute horizontal mirando a têmpora do ladrão, e sem demora faria outro chute da mesma forma, mas na intenção de acertar as costelas do larápio, com toda a força que pudesse impôr na minha perna, de forma que mesmo que este último bloqueasse o chute, ainda fosse arremessado contra a parede. Depois dessa parte feita, avançaria novamente contra Sweet, faria um jab mirando em sua face, um gancho no estômago, saltaria para trás e para finalizar, giraria o corpo para a direita a faria um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] com a perna esquerda. Se acabasse caindo durante a execução do último golpe, rolaria para trás e saltaria para longe do ladrão para avaliar os estragos feitos em mim e nele.

Se Sweet, no entanto, partisse para cima de mim com sua lâmina estranha, que já tinha me arrumado alguns ferimentos incômodos, devido ao alcance curto de sua lâmina, quando os golpes viessem, eu somente [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] para o lado oposto do golpe, e aos poucos recuaria, um passo de cada vez para trás.- Uma hora eu ia acabar te acertando de forma efetiva. Era mais fácil você ter se entregado antes, seu marginal de merda, porque agora eu não vou ter pena de você. – Diria, de muito [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] por ter de lutar não só com Sweet, mas contra os outros capangas que sobraram. - Merda, parece que vou ter que dar meu melhor se quiser te derrotar então. – Suspiraria, de mau humor por não ter acerto um golpe ao menos no Punk.

Legendas:
Kurai
Pensamentos Kurai
Mira
Sayuri

Histórico do Kurai:
 

Objetivos:
 

NPC Acompanhante:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos Futuros:
 


Última edição por Raiden Fuji em Qui 04 Jul 2019, 12:38, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Fulfilling Your Promises - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Fulfilling Your Promises   Fulfilling Your Promises - Página 4 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Fulfilling Your Promises
Voltar ao Topo 
Página 4 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Las Camp-
Ir para: