One Piece RPG
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» 1° Versículo - Gadeus, os Ateus do Gadismo!
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 07:12

» 10 Anos de OPRPG - Bingo!
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Emptypor Marciano Hoje à(s) 06:35

» Cap. 2: Da alvorada ao Crepúsculo, os aspectos da liberdade surgem!
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Emptypor Wesker Hoje à(s) 05:00

» Draguren Hynno
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Emptypor OverLord Hoje à(s) 04:31

» Duncan Dellumiere
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Emptypor Wesker Hoje à(s) 03:11

» Aaron DeWitt
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Emptypor Yami Hoje à(s) 01:40

» There's no good man in the west
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 01:31

» [Mini-Shinki Karan] Ficha
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Emptypor Quazer Satiel Hoje à(s) 00:21

» O bando nasce! Nobreza contra ralé!
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Emptypor Aesop Ontem à(s) 23:24

» Hey Ya!
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Emptypor Megalinho Ontem à(s) 23:23

» Naomi Yumi
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 23:22

» Capítulo I - Despedida
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 23:16

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Emptypor Kiomaro Roshiro Ontem à(s) 23:04

» Joe Kerr
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 22:38

» Bizarre Adventure: Welcome to the Jungle
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 22:34

» Laith Kinder
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 21:33

» Karyo Shen
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 21:30

» Noskire M. Hughes
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 21:27

» Alexsander Kaelum Colt
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 21:22

» Hizumy Mizushiro Mayan
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 21:20



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Bizarre Adventure: Black Dog

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 5, 6, 7 ... 10, 11, 12  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 44
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 EmptyTer 27 Nov 2018, 19:40

Relembrando a primeira mensagem :

Bizarre Adventure: Black Dog

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Johnny Jones. A qual não possui narrador definido.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
ADM.Ventus
Pirata
Pirata


Data de inscrição : 15/12/2013

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 EmptyTer 05 Mar 2019, 01:22

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

STRONGER!

- The Score -

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


O peso sobre meu corpo triplicou, a respiração pesada só era possível ser executada pela minha boca, o suor que escorria em mim era tanto que meu corpo acabava ficando lubrificado e com toda poeira ou sujeira colando no mesmo, o sangue escorria de minha boca e das feridas menores que sequer valiam a pena serem descritas, meu tronco exposto estava ralada e com alguns hematomas onde as costelas foram fraturadas, sujo e claro fétido devido as todas desventuras que tive até agora, os meus três oponentes estavam ali, e diante deles era como se encarasse três monstros de presença gigantesca, mesmo com o anão escondido a situação o transformava em um imenso demônio. ~ Era disso que ela estava falando então…? ~ Me referia ao fato de Shantall ver o homem como um gigante, mesmo que estivesse deixando ele por último para abrir uma oportunidade que Shantall tivesse sua chance de acertar suas contas, eu sentia que mesmo se tentasse eu não conseguiria lidar com Capra enquanto seus dois aliados estivessem de pé ou talvez nem mesmo depois disso.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Minha investida tinha sido no mínimo boa mas não o suficiente, era pego em mais uma sequência combinada entre eles. ~ Mer... ~ Minha visão ia ficando turva, as luzes ficavam mais fortes e cegantes, começava a ver algumas manchas escuras e todo som da sala parecia distorcido e lento, a não ser por uma voz. ~ Eu acho que ele vai desmaiar... ~ Mais uma vez aquela voz, mais uma vez ouvia ele, meu antigo mentor.

~ Flashback ~

~ Eu acho que ele vai desmaiar agora… Olha o vermelho da cara dele tá ficando roxo! KAHKAHKAHKAHKAH ~ ~ Lá estava ele, conforme a visão ia ficando mais turva ela começou a dar espaço a um cenário mais nítido em que eu acordava, uma memória de meu passado, estava preso em um mata-leão que um dos outros lutadores daquele desgraçado executava, na minha frente estava ele, Aldenam, um anão de pele negra e cabelo rastafari, seus olhos negros me encaravam em um prazer malicioso me vendo apanhar como sempre, do lado esquerdo de seu rosto tinha uma cicatriz que descia da testa passando pelo olho e ia até o fim de sua bochecha, em sua boca ele mascava um pedaço de trigo. ~ Sério se você vai vir aqui para apanhar deveria ter ficado na escola… Lá pelo menos você aprende! Cassius, solta ele. ~ Antes de soltar a montanha de músculos apertava mais e sussurrava em meu ouvido. - Deu sorte hoje seu bostinha… Vai lá para a sua mansãozinha chorar no colo da mamãe vai. - Só então ele me soltou e saiu do meio do ringue, que na verdade era só um círculo no meio de um quadra abandonada.

- Cof* cof* Merda! Eu poderia ter ganho… Não se mete na minhas brigas... - Reclamei em meio das minhas tosses e ia me levantando. - Qual foi Cassius, vai correr agora? Vem pra mão seu canalha! - A montanha de músculos já ia bufando irritada enquanto se virava já quase voltando a investir contra mim quando Aldenam mais uma vez se pôs entre nós. ~ Parem com isso vocês dois, se continuarem de viadagem ninguém vai lutar essa noite! O que acham disso, ein? Querem perder a grana das apostas? Não, então fiquem quietos e parem de causar confusão! ~ O anão já sumia e aparecia na frente de meu rosto executando um tapa que me fez girar em volta de mim mesmo para logo em seguida cair por falta de equilíbrio.

Aldenam era o cara, no submundo de Calmaria ele organizava lutas clandestinas, na época existiam vários organizadores e apoiadores e cada um parecia ter um grupo de luta, quando o grupo ganhava os organizadores também ganhavam parte das apostas e assim pagavam os seus lutadores, aqueles com mais vitórias ganhavam mais, durante essa minha fase rebelde, em uma ilha que é quase habitada somente por nobres ou pessoas muito ricas devido a beleza da ilha e o equilíbrio que a mesma tem com a natureza, eu acabei encontrando com Aldenam em um bar esquisito em uma área mais pantanosa e bem longe da área bela onde as pessoas costumam habitar. Como um garoto irritado e angustiado devido a uma vida cheia de expectativas eu acabava me metendo em uma confusão, comecei a porra de uma briga de bar e fui arrebentado por todos ali, jogado no balcão, espancado e em seguida jogado no lixo.

O anão cuidou das minhas feridas enquanto morria de rir da minha derrota vergonhosa, nesse dia ele tinha falado ter visto algo que gostou em mim, o fato de eu sempre me levantar, de sendo lógico ou não, mesmo com tudo e a todos contra mim eu me levantei e continuei lutando pelo o que achei certo, para defender uma garota de um grupo de delinquente. Depois daquilo o homem me apresentou ao submundo de Calmaria, me ensinou a brigar mas ele também sempre tentou me fazer pensar, dizia que eu não deveria matar meu tempo e jogar as chances que eu tinha em lugares como aqueles, era jovem e de uma boa família bem afortunada, o futuro me guardava coisas grandiosas em vez de briga de bares. Eu era jovem demais para entender o que ele queria dizer, por um tempo ele se afastou de mim, depois de tanto me ensinar ele se afastou e foi embora da ilha dizendo que estava servindo como um mau exemplo para mim, ele queria que eu me tornasse a pessoa boa e de destino grandioso que ele sabia que um dia eu me tornaria, isso soou como os meus pais e por isso briguei com ele, falei coisas que não deveria e por fim foi eu que o afastei.

Quando ele se foi eu continuei fazendo as merdas que já fazia mas agora em um ritmo pior, tudo era mais pesado e sem ele para me impedir eu acabava me envolvendo com o que não deveria, como drogas, tudo isso me levou até ali, Shells Town, um exílio familiar. Eu poderia voltar a Calmaria, não existe nenhuma ação legal me impedindo de voltar mas a ideia de encarar o meu passado me assustava, merda… Seria isso arrependimento? No dia daquela luta treino com o Cassius, depois de eu me levantar do tapa que Aldenam tinha me acertado eu podia ver o anão pulando no meu ombro e se sentando enquanto eu tomava a minha água. ~ Você não sabe quando parar mesmo não é… Eu curto isso em você mas porra, tem horas que isso enche o saco KAHKAHKAHKAH~ Você é incrível garoto, só tem que manter essa merda de guarda levantada e uma atenção dobrada para o que braço na hora da luta. ~ Aquilo não era o bastante para me animar, ainda estava bastante cabisbaixo e começava a ficar um pouco irritado ouvindo o anão.

- E que diferença isso vai fazer, as vezes parece que eu não progredi nada, esses caras parecem monstros. - Reclamei apertando a minha garrafa de água em frustração aquele sentimento, me sentia fraco, em contrapartida o anão riu, riu tanto que teve que limpar as lágrimas que escorriam em seus olhos enquanto a outra mão parecia se apoiar na barriga. ~ Você não entende nada né!? Fazer o que afinal tu é só uma criancinha mesmo! KAHKAHKAHKAH ~/ - Ei qual é a sua, quer brigar!? - / ~ KAHKAHKAHKAHKAH~ Foi mal, mas viu é isso que eu to falando porra. Você pode não perceber mas tu é um garoto do caralho, pensa só… Quantos aqui iriam me desafiar como você acabou de fazer? Exato! Nenhum deles, tu é insano meu bom e é isso que me amarro em você…  Já vi você cair tanto que perdi as contas mas sempre que você se levanta lá está o Jojo, pronto para outra e o incrível é que além disso, as vezes… só às vezes, você parece levantar como um novo homem, parece até um herói… E isso é bem daora se me permite dizer… Ei, para alguns aqui você é o monstro KAHKAHKAHKAHKAH~ ~ A última coisa que via era a cara daquele não encarando os outros lutadores sentado no meu ombro enquanto mascava aquele pedaço de trigo, eu estava sentado em um banco de madeira não entendendo muito o que ele queria dizer com aquilo.

Ele parecia tranquilo, uma pessoa estranha e com uns papos tortos mas ainda assim gente boa, junto com ele encarei os outros lutadores se enfrentando enquanto treinavam, me senti bem naquele momento, em paz, aquele cenário ia morrendo e então eu acordei.

- Fim do flashback -

Voltava a luta ainda meio zonzo devido a porrada em minha nuca, os três pareciam investir contra mim, não tinha tempo para pensar sobre o que tinha acabado de acontecer e sobre as coisas de tinha acabado de relembrar tinha que contra atacar ou ser derrotado ali, algumas coisas que tinha bolado deram certo enquanto outras poderiam ter sido melhores, o novo porta facas Tramontina, ou melhor porta “cacos”, tinha uma boa sincronia com o anão. Enquanto tomava os seus golpes e ia sofrendo com os ganchos do nanico eu pude ouvir as palavras de Aldenam mais uma vez. ~ ...Já vi você cair tanto que perdi as contas mas sempre que você se levanta lá está o Jojo, pronto para outra e o incrível é que além disso, as vezes… só às vezes, você parece levantar como um novo homem... ~ Merda, estava na hora de fazer valer aquelas palavras.

O mímico voltou a falar comigo e mais uma vez eu me irritava, já fazia um tempo que notava que algo naquele desgraçado me deixava puto e depois de rever as minhas memórias eu lembrava o que era, ele me lembrava o maldito do Cassiu. Tirando a pose claramente exagerada, algo que eu nunca faria e nunca fiz em minha vida, a atitude dele me lembrava do outro lutador da equipe de Aldenam, aquilo era motivação o bastante para concluir o que tinha começado. - Yare yare dawa… Desgraçado você fala demais, mímicos deveriam ficar de boca calada mesmo sendo fodidos da maneira como eu vou te foder agora. - Com isso eu já começava a caminhar em direção a ele, cada passo era mais lento e pesado, tinha que focar distribuir o maior peso para a minha perna ainda boa mas mesmo assim não poderia ser muito devido a uma ter o calcanhar ferrado enquanto possívelmente a outro tinha a panturrilha, caso ambos os ferimentos fossem na mesma perna então eu só precisaria focar maior parte do peso com a perna boa enquanto a ferida suportaria o mínimo possível apenas para me manter em pé.


Caminhando até o mímico eu continuava com as minhas palavras. - Até parece que um lixo humano como você… sabe o significado de trocação formal... - Com a respiração pesada eu fazia uma leve pausa no meio da frase para recuperar o fôlego que perdia. - I will beat the shit out you. - Falaria antes de parar frente a frente a ele e já o encarando em um olhar determinado. Estava ciente que naquele momento não tinha como eu intimidar ninguém, mesmo usando de minha voz para soar ameaçador e não demonstrar fraquezas o meu próprio estado e aparência já cumpria aquele papel, ferrado daquele jeito não tinha uma pessoa que se intimidaria comigo mas ainda assim o meu olhar não vacilava, eu lutava para não cair é verdade mas essa já não é mais uma preocupação minha pois se eu cair tudo que preciso fazer é me levantar.

Dispararia o primeiro soco rugindo o meu ORA, em uma disputa daquelas muitos fatores poderia trazer a vitória ou a derrota de alguém, velocidade, força, precisão, determinação, tudo era um fator importante e qualquer uma daquelas coisas poderia somar para uma vitória ou derrota, meu primeiro soco começaria como uma promessa, ia vencer aqui e por isso mirava logo no rosto, buscaria uma base firme com os joelhos flexionados e pernas separadas igual a largura de meus ombros, se preciso levantaria o calcanhar e deixaria o peso para a ponta dos pés referente aquela perna já ferida.

Os socos consecutivos poderiam parecer uma simples distribuição selvagem mas não eram, eu deixaria o mímico se adiantar em seus movimentos e os meus viriam logo depois dos dele, meus braços passariam por dentro da postura dele deixando que os seus membros se ralassem nos meus para logo em seguida eu pudesse flexionar os cotovelos e assim com alguma esperança empurrar o braço dele para o lado, o fazendo errar o golpe ou no mínimo esperando que ele já não consiga mais acertar uma parte vital ou sensível como ele poderia desejar no início, depois dessa flexionada o braço continuaria o trajeto do golpe de meu soco mirando então concluir o golpe enquanto o segundo braço imitaria a mesma movimentação mas buscaria mirar uma outra parte do corpo de meu oponente. Fora essa estratégia aquilo seria uma trocação bruta, soco a após soco eu tentava ser mais rápido e mais forte, buscando ser preciso em meus ataques eu mirava regiões típicas que um lutador como eu poderia desejar acertar, rosto, queixo, costelas, olho, tudo em um ritmo acelerado e insano de dois homens se enfrentando e claro para controlar o ritmo de minha respiração você já sabe o que eu urrava.  

ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

As palavras continuaram sendo proferidas a cada soco dado tendo o mesmo acertado ou não o alvo desejado, continuaria um soco após o outro também tentando refletir os golpes do inimigo como já citado acima, tinha que administrar o dano que eu recebia, mas mesmo em meio aquela disputa eu não confiava que o mímico seguiria conforme o combinado ou pelo menos não os seus colegas, independente disto ou não eu podia ouvir a voz de Aldenam mais uma vez em minha cabeça continuando a frase que ele tinha falado antes. ~ ...Parece até um herói… ~ Um sorriso surgiu no canto de meus lábios, que piada, eu um herói, deixando aquilo de lado eu tentaria manter minha base e fazer o possível para não cair mas ainda assim seria perceptível um tremor em minha perna ferida, tudo aquilo somava para um possível queda e por isso tentaria manter o equilíbrio alternando o peso de meu corpo entre a perna boa para depois voltar a fragilizada depois de um momento rápido de repouso, mesmo em meio aquela confusão. Ficaria atento tentando ouvir as vozes dos demais oponentes ou de sua movimentação, percebendo que mais alguns deles avançaria contra mim eu tiraria proveito de mina base e da minha perna boa para saltar para um dos lados livres enquanto inclinava já o meu tronco para baixo, aquilo era uma tentativa de sair do meio do caminho dos dois oponentes esperando então que ambos se chocassem ou ao mesmos os seus golpes.

Enquanto eu ia caindo devido ao salto eu já buscaria levar minhas duas mãos até o solo e levantaria a minha perna boa mirando um coice contra aquele que teria avançado e interrompido a nossa disputa após OU não o mesmo ser atingido pelos golpes do companheiro ou ter acertado o mesmo. Seguindo tal cenário eu já rolaria no chão buscando me afastar da confusão e me levantar com cuidado para não sentir mais dores que já estava sentindo ali enquanto levantava a minha guarda, se percebesse outro ataque nesse meio tempo continuaria tentando esquivar com os saltos de antes tentando me apoiar apenas na perna boa.

Conseguindo terminar com aquele inimigo sem a interferência de seus colegas e obtendo a vitória eu mesmo fudido, quebrado e zoado abaixaria os meus braços e rugiria para o teto daquela caverna enquanto o meu oponente caia, menos um faltavam dois. - ROOOOOOAARRRRR!!! - Cambaleante e com a cara inchada eu buscaria me virar para os demais tentando também ver onde estava Capra, se não tivesse visão dele eu não me incomodaria ao luxo de parar minha movimentação, avançaria contra o tal Howthorn, mesmo capengando mais que um fusca depois de se acidentar eu iria investir contra o doido, aquela disputa tinha feito o meu sangue ferver e a vitória que teria originado esse caso fazia a adrenalina me convencer a ignorar as dores que já sentia, isso poderia agravar meus ferimentos mas se eu aguentasse um pouco mais talvez já fosse o bastante, correria este risco.

Ensandecido eu iria correr até o saco de pancadas. - Armadila número pau no seu cú: …. - Dizia em uma expressão séria apesar das palavras terem a intenção de deixá-lo desconcentrado, quando tivesse a menos de um metro do oponente eu tentaria deslizar naquele solo arenoso, o atrito do chão poderia não me permitir um deslize e por isso teria que ser em uma distância bem curta no momento certo que recorreria a minha noção de tempo para ter, caso ele também investisse contra mim aquilo tornaria tudo mais fácil já que o meu plano era só passar por debaixo dele com o mínimo de movimentação possível para também evitar ser interrompido. Conseguindo isso em meio ao meu trajeto eu tentaria segurar um ou os dois pés de Howthorn para só então eu me levantar e tentar girar usando a minha perna boa, ou a em melhor estado, como eixo. - ... VAI PARA O INFERNO! - Continuando a frase que eu comecei eu ia tentando girar o máximo que pudesse, pegava impulso para só então tentar arremessar aquele condenado contra a parede ou qualquer outro lugar já que mira não era o meu forte.

Se tudo tivesse dado certo eu poderia ter acabado de lidar com os dois sei lá o que fossem do Capra e agora só faltaria o anão. - Só eu e você agora… Nanico. - Diria se finalmente chegasse ao cenário onde só teria eu e Capra.


Legendas:
 
Objetivos:
 
Histórico:
 

Ferimentos:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por GM.Ventus em Qui 14 Mar 2019, 00:13, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
ADM.Senshi

Créditos : 54
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 EmptyQua 06 Mar 2019, 02:05


Luta de Homem Homem.

Jones naquela hora lembrava de seu passado, o treinamento que tinha o levado a ser como ele é, suas lutas, seu mentor. Cada pequeno detalhe contava. Claro esse não era o único momento dele, aquelas lembranças faziam ele conseguir se manter de pé. Assim, vendo o mímico ele ainda não o considerava um inimigo a altura, falando que talvez ele sequer conhecesse um duelo formal e como ele funcionava. Dito isto ele partia andando cada passo de uma vez, a pressão do lugar crescia enquanto a aura dos dois era diferente, um clima pesado.

Próximo o suficiente o primeiro soco era disparado, era um em direção ao rosto, que era revidado com outro de mesma intensidade. Era apenas o começo onde a sequência brutal se iniciava, soco atrás de soco em alta velocidade, e o mímico mantinha sua postura avançando ambos sem parar nenhum instante em uma velocidade alta socando um o punho do outro. O olhar do mímico mostrava sua determinação, enquanto ele não parava de vociferar. -MUDA MUDA MUDA MUDA MUDA MUDA MUDA- Golpe após golpe eles se atacaram freneticamente. Jones tinha uma estratégia pensada, alguns de seus socos eram estrategicamente colocados, passando em alguns pontos por entre os dele.

Alguns dos golpes iam passo a passo danificando o mímico que golpeava de igual pra igual, no entanto com estratégia menos eficaz. Ele também tinha um método, ele esperava, sempre que era acertado por um golpe na trocação frenética ele aproveitou a brecha de poucos milésimos para atacar com o mesmo braço, desvirtuando a defesa, e acertando alguns golpes entre aqueles, espalhados pelo tórax de Jones. Capra a distância sentava no chão naquele momento, ficando afastado do armadilheiro, que estava recostado numa parede.

O homem que retirava os cacos de vidro parecia que tinha se aproximado do fim. Ele sentia o corpo fraco, mas ele estava pronto para uma última coisa, ele esperava Jojo, ele queria algo com ele. O choque dos socos fazia um barulho já ensurdecedor junto dos brados que saiam dos guerreiros. Cada golpe era preciso, e a trocação se estendia por quase 2 minutos ininterruptos. Cada ataque cada urro, era definitivamente um feito único. O mímico estava cada vez mais próximo de cair, mas jones tinha sido atingido muitas vezes no meio disso.

Até que em um breve erro em um cálculo de ataque, o mímico perdia um soco, e acabava por uma pequena quebra de ritmos, sendo espancado pelo final da onda de ataques massiva que o invasor proporcionou. O homem voava para o alto, e Jones vociferava em um urro após ver seu inimigo caído no chão, um grito que ecoava por toda a caverna. Aquela tinha sido uma batalha dura, os punhos do boxeador estavam quentes como uma boca de fogão que tinha acabado de ser apagada.

No chão o mímico fazia um leve sorriso falando. -Cumpri meu papel nessa história. Por trás de cada um de nós tem algo maior garoto. Como se chamava mesmo? Jones?- Ironicamente, ele sabia o nome de seu inimigo, mesmo sem apresentações formais, era estranho, mas tudo era possível. Eles estavam em um momento tão tenso que a morte do homem não podia afetar a gerência, correndo pra cima de Howthariaama ok, eu tenho certeza que esse não é o nome dele, mas já não lembro mesmo, vamo avacalhar o avanço dele era rápido conciso, e ele entrava na onda de armadilhas.

Ele até mesmo criava seu próprio nome de armadilhas. No entanto assim que ele estava prestes a foder o cara, ele apenas escutava. -HAHAHAHAHAHAHA não se faz uma armadilha contra o armadilheiro.- Falava ele estendendo o braço pra frente assim que o garoto se aproximava. -Armadilha final: Requiem para um condenado. ROYAL STRAIGHT FLUSH- O braço dele começava a inchar de algum modo? Exatamente isso, algo estava ali dentro ele explodia? Exatamente!! o braço do homem explodia em cima do peito de Jones. Porém a pólvora não era o problema, jones se afastava um pouco a ponto de não ser completamente fodido pela explosão..

Ela sim, diminuiu a resistência da área e acabava por obliterar a camisa, o sangue molhava Jojo desde o primeiro fio de cabelo, até o sapato, mas que ele espichava ácido corrosivo bem no meio dos peitos do homem. Para sorte dele o formato da queimadura era de coração. Tossindo sangue o armadilheiro falava. -Pau no seu cu!! Desgraçado. hehehehe- E assim ele desmaiou caindo desacordado após explodir o próprio braço de forma bizarra num ataque suicida. Alguns se perguntariam, por que ele não plantou a bomba externamente? Mas aí pensamos, ele ficava gritando números de armadilhas e uma delas foi usar flatulências na cara de Jones, então tudo faz mais sentido… Digo… Menos sentido… Você me entendeu.

Enquanto isso Capra estava tão surpreso quanto nosso herói, sua cara parecia a de alguém que simplesmente não faz a menor ideia do que aconteceu ali na frente dele. -Então tá né.- Dizia capra anotando num caderninho “Contratar gente menos doída” ele então ouvia as palavras do homem que dizia que tinham ficado apenas eles. -Pois é. Mundão pequeno né? Antes tinham 4, agora só dois, e daqui a pouco, só 1.- Ele suspirava se aproximando do martelo de guerra enorme e falando.-Que mundo solitário. Vamos acabar logo com isso haaaaaaa- Seu tom de voz não parecia de raiva, talvez uma sensação de vazio ou tédio? Algo desse modo, ele provavelmente parecia ter visto aquele filme antes. Ele parava por uns instantes e esperava a partida de Jojo primeiro, sem tomar a iniciativa.

Enquanto isso no alto Shantal lutava com a arqueira, que parecia de algum modo ter virado uma briga de facas, elas estavam girando em volta do centro cada uma com uma faca em uma mão. Parecia que tudo tava ainda mais maluco lá no alto, enquanto o cachorro parecia estar animadão com a língua de fora e mexendo com um Galo? Exatamente isso, um galo tinha sido sumonado ali na grade e o cachorro tava mexendo com a pata perto do bico dele, tirando de perto quando ele tentava bicar. E então vinha o alto cacarejo. Os dois se olhavam… O que iria acontecer ali? Na próxima teremos Galo de briga Vs Cão Curioso. O que resultará desse confronto épico?

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

Best Gang:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Pirata
Pirata
ADM.Ventus

Créditos : 49
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 25

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 EmptySab 09 Mar 2019, 19:23

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

STRONGER!

- The Score -

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Naquele momento, naquele breve momento, eu esquecia dos efeitos pelos quais meu corpo sofria, esquecia dos demais oponentes, esquecia até mesmo de Shantall e sua flecha fincada no rabo. Aquela disputa era de homem para homem, punho contra punho, vontade contra vontade e por isso eu não podia perder, em meio aquela disputa eu não tinha tempo para reflexões profundas ou pensamentos de arrependimento sobre como julguei errado aquele homem, um erro que obviamente nunca tinha cometido, eu acho, nossos gritos ecoaram assim como o impacto de cada soco executado, podia sentir o meu corpo começar a pedir arrego mas eu ainda não estava pronto para desistir, não ali, não ainda.

O brutamontes acabou vacilando antes de mim e com isso eu tinha minha chance de finalizar o combate, enquanto urrava pude ouvir ele perguntando meu nome e fazendo seus últimos comentários antes de perder a consciência. - Johnny Jones! Lembre-se desse nome quando estiver vendo o sol nascer quadrado! - Com meu punho direito eu apontaria o dedão para baixo em uma referência ao gesto de “sem misericórdia” utilizado normalmente em coliseus ou lutas de rua. Não tinha certeza se o homem tinha me escutado ou sequer visto o meu gesto mas naquele momento isso de tampouco importava para mim, olhando para trás eu vi aquele que mais desejava derrubar, Howthrown.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Aproveitando do sangue ainda quente eu corri em direção do canalha antes que os efeitos da adrenalina passassem por complete, arfando o ar durante aquela investida eu pude notar algo estranho, algo que me incomodou bastante. Investindo contra ele pude notar um contra ataque, o que já era esperado de certa forma mas o que vinha a seguir era loucura, um nível que não esperava ver o homem alcançar, o braço dele começou a inchar e quando dei por mim vi as veias de sua musculatura crescendo e saltando, por um puro instinto eu sai da frente do braço, nem mesmo eu percebia tal movimentação mas quando dei por mim “BOOOM” uma explosão e imediatamente o sangue do armadilheiro começou a jorrar em mim. ~ N-não… Não pode ser... ~ O homem tinha explodido parte de seu corpo e obviamente morria.

Eu sofria algumas leves queimaduras por ter saído da frente a tempo mas eu sequer percebi tal consequência, minha mente tinha travado, ele estava mesmo morto, não era para ter terminado daquela maneira. Meu plano era entregar todos à justiça, vivos, deixar que Shantall decidisse o que ela faria com Capra, mas ali… O que acontecia ali não estava planejado, eu tinha matado alguém, mesmo não sendo de forma direta, não sendo meu o golpe que tirava a vida eu ainda pude sentir algo apertar o meu coração. ~ Não era… Não era para terminar assim porra! ~ Cerrei os meus punhos enquanto mordia o meu lábio inferior, queria gritar e socar o desgraçado, tinha muitos assuntos inacabados com ele, tinha que fazer ele pagar por toda merda que rolou naquela caverna e aquela não era penitência que eu tinha bolado a ele.

- Seu merdinha! - Gritei com o corpo morto em meio a minha raiva, a minha angústia e a minha tristeza por ver uma vida, mesmo a vida de um merda, ter chegado ao fim, afinal sem vida não existe mudanças e sem mudanças não existem milagres, ou foi assim que um velho amigo me ensinou. - Desgraçado, covarde! Fugiu para não aguentar a verdadeira punição não é, ein! - Terminava a frase quase esquecendo de onde estava, mas foda-se, estava ali para impedir mortes e não causar uma… que merda.

Nem mesmo eu entendia o porque de ficar chateado, ansioso e visivelmente afetado pela morte de um inimigo mas sendo franco, se alguém morresse agora na sua frente de forma tão brutal você seria neutro a isso, é  normal não entendermos de algumas de nossas emoções mas ainda assim tudo aquilo era uma grande pilha de merda. Levantando o olhar vi o tal Capra agindo da forma mais casual possível, estava evidente que ele sequer dava a mínima para os seguidores e porque daria afinal? Ele sim já teria tirado tantas vidas que chegou a esquecer o valor de uma, tal atitude só colaborou para minha raiva mudando o tom da frase que antes era uma provocação casual para uma genuína marca de ódio, aquela noite seria o fim dos atos de Capra assim como as mortes ligadas ao seu nome.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ele queria que eu avançasse e sinceramente eu também, aquilo tinha ido longe demais, em um grande brado de fúria eu dava início aquela investida como uma genuína besta, tudo indicava que aquela ação não seria a melhor e até mesmo beirava a idiotice mas aquilo tudo estava tão errado, todos os perigos enfrentados, todos os eventos que Shantall passou, presenciar uma morte assim de tão perto ao ponto de me encharcar no sangue do oponente, mesmo sendo um assassino ele deveria que pagar pelos seus crimes mas agora eu só podia rezar para um inferno realmente existir, e a última gota d'água era a atitude de Capra, ver seus companheiros como meros peões, o mímico tinha falado de um jogo maior mas ele só tinha sido descartado como uma peça de roupa suja. ~ ESSA MERDA DE ATITUDE! ~ Não pude deixar de me empatizar, mesmo com aqueles bocos eu parecia ter algo incomum, tinha sido descartado por meu pai assim como eles foram pelo seu chefe.

- CAAAAAAAAPRAAA!!! - Vociferei no meio do caminho já preparando um soco de esquerda, meu corpo não estava preparado para um investida selvagem como aquela mas buscaria usar de toda velocidade que ainda restasse em meu corpo, mesmo sofrendo com possíveis consequências em relação de meus ferimentos, estava a total berserk naquele momento. Devido a isso quando percebesse o anão em meu alcance eu buscaria usar de minha perna que estivesse em melhores condições para executar um salto, o maior fucking pulo que eu conseguisse naquele estado, desceria o golpe em um poderoso soco buscando esmagar o anão com um golpe de cima para baixo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

A continuidade dessa movimentação dependerá do fato de ter ou não acertado Capra, acertando o anão e tendo ele embaixo do meu punho eu já iria preparar um segundo soco com a direita e desceria o mesmo para depois repetir o soco de esquerda e em seguida repetir o de direita, antes que eu pudesse perceber já estaria descendo uma rajada de golpes contra o anão derrubado. Na conjuntura dele desviar do primeiro movimento eu já levaria minhas duas mãos contra o solo e balançaria o meu corpo em um semicírculo, buscando executar um chute rasteiro nessa movimentação, se ele pulasse conseguindo então evitar esse golpe eu então tentaria continuar com o movimento de giro movendo os meus braços pelo solo e tentando continuar balançando no corpo para que assim virasse completamente sobre o eixo que meus braços estariam criando enquanto a perna oposta a do primeiro chute se ergueria, tentando então agora executar um chute alto durante o balanço que aos poucos se assemelhava a um passo desajeitado de break dance.

A movimentação se baseava em me manter próximo de Capra mas eu já tinha tomado muito dano ali para continuar entregando todo o meu sangue por nada, como tinha feito na trocação eu tinha administrar o dano que eu tomaria ali, percebendo Capra disparar contra mim a sua maneira de projétil eu tentaria usar daquilo ao meu favor é contra araucária com um socão mirando em sua cabeça, por outro lado se aquilo fosse uma finta então eu buscaria me afastar saltando para um dos lados mais propícios naquele momento e esperar ele cai no chão para que eu possa investir da maneira já pensada, percebendo que ele usaria o martelo do homem caído eu me atentaria a possibilidade de sua movimentação não ser só um golpe como também um blefe e por isso eu não hesitaria em criar uma distância do anão mas sempre buscando tê-lo em meu campo de visão.

Na chance dele me golpear enquanto estou no ar eu buscaria então finalmente abraçar o capeta, sim eu ia tentar agarrar o mink para então segurar ele com uma mão e enquanto caia eu bateria com ele no chão para em seguida começar a sequência de socos planejada mas nesse caso seria apenas com a mão livre pois também teria o desejo de manter o anão restringido. Teria a ínfima chance dele me atacar no ar utilizando do martelo, nesse caso insano eu mostraria onde aquela situação tinha me levado, entregue aos sentimentos que aquela situação despertou eu continuaria com o meu ataque aéreo mas dessa vez iria mirar o martelo, disputaria a minha força contra dele, se vencesse eu continuaria com a sequência já pensada mas se eu perdesse então teria que rezar para sobreviver e conseguir levantar antes da investida do pequeno.


Legendas:
 
Objetivos:
 
Histórico:
 
Ferimentos:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
ADM.Senshi

Créditos : 54
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 EmptyTer 12 Mar 2019, 00:50


Pequeno Demônio

Jones estava ainda em choque, ele não entendia como o homem havia simplesmente morrido, porém sobre isso ele estava errado, ele não estava morto, apesar de ter perdido muito sangue, após a explosão mesmo que o braço já não tenha sequer ossos, a coisa estancou o sangramento juntamente. Então ele estava apenas, em um estado horrível. Mesmo assim ele refletia sobre aquilo por alguns instantes. Porém ele logo depois de toda a cena, poderia ouvir um espirro vindo dele. Exatamente isso, um simples espirro aleatório saia do armadilheiro, que estava apenas desmaiado.

Nesse momento no entanto, cego pela raiva, Jojo, sequer tinha prestado atenção nessa sutileza que era apresentada pelo seu ex inimigo, talvez ele só descobrisse isso muito depois. Naquele momento apenas vociferava em um tom de voz ameaçador, gritando o nome do mandante. Ele avançava com o que lhe restava de forças e saltava para o alto descendo sobre capra com um soco que pretendia esmagar o anão. Ele naquela hora entendia melhor… Era assim que as coisas realmente acabavam por acontecer. Capra no entanto apenas se movia para o lado, por seu tamanho esse era um trabalho simples.

O anão bocejava depois de ver o golpe acertar o chão, ele pegava o martelo enorme pelo cabo, o removia do chão e lançava diretamente em Jones. Sim, era exatamente isso o martelo vinha como um voo veloz. Tal arma acertava bem no meio do peito do garoto e assim, ele era afastado para trás com o golpe apenas sendo distraído e vendo o anão que voou em sua direção junto do martelo, saltar de cima do cabo e atingir um uppercut no homem.

Pois é, a vida é dura, anões são pequenos e a chance de dar merda está sempre aí. Com o anão ainda perto dele, o caçador rapidamente girava a perna mas apenas via a tal criatura asquerosa grudada na perna dele. -Que viagem em? Você é bom- Falava ele depois de ficar grudado na calça de Jones durante todo o break, onde ele parecia estar apanhando, mas na verdade era como estar numa roda gigante de um parque de diversões. O Anão saltava para trás e desse modo novamente voava como uma bala.

No entanto, finalmente tinha uma chance ali, Jones que via com antecedência a ação socava ele ainda no ar, antes que ele se projetasse para frente como um foguete. O golpe era forte o suficiente para jogar ele no chão, mas mesmo assim a criaturinha assim que caía já girava e passava por entre as penas do caçador. -Ow, parece que as coisas esquentaram em? HAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAA AAAAAAA Quanto tempo que eu não precisava dar as caras.- De alguma forma o tom de voz tinha mudado, quando o homem o olhasse notaria uma coisa diferente.

Os olhos do anão tinham ficado vermelhos cor de sangue, seus cabelos tomavam uma tonalidade igualmente avermelhada, as presas do pequeno cresciam, e um sorriso malévolo estava no rosto do anão. Isso mesmo, ele tinha uma segunda personalidade, aparentemente mais sanguinária… Shantall vendo isso lá de cima tomava sua forma e falava. -JONES, ESSE É O VERDADEIRO, NÃO DEIXE QUE ELE USE SEUS TRUQUES!!!- Era mais fácil falar, porém, ela estava certa, o garoto a esse ponto poderia perceber que teria de ser oportunista. Pois as sequências geralmente não eram tão efetivas, exceto se ele fosse preso em um espaço curto. Mas ela não podia ajudar, pois estava lutando também. Naquela hora enforcava a arqueira com o arco. E não tinha parado ali.

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

Best Gang:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Pirata
Pirata
ADM.Ventus

Créditos : 49
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 25

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 EmptyQua 13 Mar 2019, 01:29

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

I Gotta Elevate!

- DJ Khalil -

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Minha investida contra Capra não se mostrou efetiva, na verdade, nenhuma delas contra o anão tinha dado frutos mas agora que era só eu e ele esperava que o resultado tivesse sido diferente, mesmo ainda irritado eu senti a angústia de falhar mais uma vez em acabar com o anão, aquilo estava sendo frustrante demais. - Tsc desgraçado - Acompanhando os movimentos do pequeno inimigo com meus olhos eu percebia ele arremessar o martelo de Howthrow em mim, todo o meu momento e minha postura ao pousar atrapalhar um esquiva então não pude fazer nada se não arregalar e cuspir um pouco de sangue ao ser atingido pelo martelo. O golpe me fazia cair um pouco mais para trás mas ainda assim pude notar o Capra avançando. - Não vai ficar assim! - Executava o chute rasteiro e por um momento eu chegava a acreditar que tinha o acertado quando senti o leve peso de seu corpo se chocar com uma de minhas pernas. ~ Isso! ~ Me empolguei cedo demais, ouvindo a voz do pequeno pude perceber que ele não estava sendo arrastado pela minha movimento e sim estava agarrado nela, como se estivesse curtindo um passeio. - Ora seu... - Antes que pudesse terminar minha frase Capra saltava para trás ainda se divertindo comigo, eu realmente não parecia ser um desafio para ele.

~ Merda… Esse puto é mais escorregadio que lubrificante, quando eu acho que peguei ele vejo um novo truque! ~ Pensando naquilo eu acabava ficando um pouco mais frustrado o que me faria morder o lado inferior do meu lábio, antes sequer que tivesse mais tempo para ponderar sobre aquele assunto e bolar uma estratégia melhor eu percebia Capra executando um salto em minha direção chegando feito uma bala, imediatamente fechei meu semblante franzido o meu cenho. - Não dessa vez! - Já preparava e ia executando um soco direto de direita enquanto urrava o meu famoso brado. Pude sentir o golpe se chocar contra aquele pigmeu e imediatamente fui capaz de sentir uma certa satisfação, ainda poderia vencê-lo, um sorriso se formou no canto dos meus dentes cerrados pela expressão de puro esforço, em meio às minhas arfadas de ar eu mantinha um sorriso bobo com o meu corpo já bem ferido e rosto inchado, minha mão utilizada no golpe tremia em frente de meu peito, finalmente tinha acertado um golpe em cheio no anão. - Eu vou... vencer... - Diria em meio a respiração ofegante e fechando o punho próximo de meu peito.

~ Sim… Eu vou vencer e levarei ele a justiça! ~ Ia retornando a minha postura de boxeador sentindo minhas mãos tremerem, estava ansioso, eu poderia ou não derrotar aquele oponente? Tinha me fodido tanto para conseguir acertar um golpe. ~ NÃO! Eu vou derrotá-lo, nem que seja a última coisa que eu faça! ~ Mesmo pensando isso eu ainda. ~ Não! Nada de fraquejar agora, eu sou Johnny Jones, não recuo de um combate! ~ Pude sentir o meu coração bater mais forte. ~ Tem pessoas que dependem dessa vitória... ~ Lembrava de Shantall que tinha enfrentado tudo aquilo ao meu lado e a criança que conheci mais cedo junto de sua família. ~ ... E por elas eu não vou dar para trás, EU VOU VENCER! ~ Ouvi Capra falar e começar a gargalhar, nem precisava dizer que aquilo era um tanto estranho, Shantall me alertava sobre aquela mudança. ~ Está na hora de dar um fim a esses truques... ~ Foda-se o mundo que não me chamo Raimundo, vamo pro pau.

- JÁ ESTAVA NA HORA ENTÃO, PODE VIR PRO PAU SEU PORRA EU ESTAVA FICANDO ENTEDIADO AQUI! - Dessa vez seria eu a organizar os truques, ia resguardar minhas energias e focar ali só nas esquivas, ainda precisava me acostumar aquelas mudanças pois por mais que eu tentasse não demonstrar ainda estava bastante surpreso com aquilo, tudo me levou a pensar que aquela mudança o deixaria mais perigoso e esse era um dos motivos para eu precisar me adaptar, não só isso, precisava ir além. Vendo-o avançar contra mim eu já adotaria de uma postura mais defensiva enquanto me preparava para esquivar já começando a dar alguns passos para trás, no caso de golpes abaixo da cintura eu tentaria executar um recuo mais acelerado como um dash para trás exceto no caso de uma rasteira ou um carrinho onde então eu tentaria executar um pequeno salto na intenção do golpe ou do próprio Capra passar direto.

Para golpes mirando na altura do abdômen eu tentaria dar um passo para um dos lados que fosse propício no momento enquanto iria inclinando meu corpo para o mesmo lado buscando adiantar minha esquiva e diminuir o alvo de meu oponente, essa movimentação seria utilizada em um salto de disparo contra mim como foi feito anteriormente, queria que ele passasse direto por mim então se fosse um golpe em que ele apenas estivesse parado em tal altura e não passado por mim então eu tentaria só recuar mais e mais buscando sair de seu alcance. Na conjuntura de golpes acima do abdômen então eu adotaria me abaixar em caso de mais uma das investidas ao estilo projétil de anão, para golpes laterais eu abaixaria só o suficiente para o movimento passar direto enquanto executo mais alguns passos para trás.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

No caso de mais disparos eu buscaria uma das formas de esquivas já citadas que melhor se encaixasse na situação, minha intenção naquele momento não era atacar e sim me adaptar, iria continuar me esquivando até processar as mudanças que teriam acontecido em seu estilo de combate e nas suas atitudes, os passos para trás tinham o objetivo de me levar para o canto da sala e só pararia até sentir as minhas costas encostando na parede.

Se eu realmente chegasse tão longe ao ponto de perceber estar bem perto da parede ou até mesmo ter chegado a encostar nela então seria o momento do contra-ataque, esperaria esse último ataque do anão e tentaria desviar de uma forma que já se encaixasse com o modelo citado, a diferença é que desta vez tentaria deixar ele passar por mim, seja abaixando e dando um passo a frente ou girando meu corpo em algum sentido propício para que ele passasse por mim igual a alguém passa em uma porta giratória, a intenção ali era encurralar ele contra a parede, de preferência um dos cantos da sala para evitar que ele tenha saídas laterais. Na esperança de algum sucesso eu sorriria de ter conseguido chegar tão longe. - Hora do payback... - curvando um pouco meu corpo para frente eu buscava ter alcance para disparar alguns socos de cima para baixo mirando no anão, tentava executar mais uma rajada de golpes ali alternando entre o punho direito e o esquerdo sem mirar em regiões específicas do corpo de Capra apenas acertar já era o bastante, tentaria uma, duas, três, quatro, quantas vezes forem preciso para atingir o anão sempre buscando também mirar nas laterais para que ele não use as mesmas como rota de fuga.

Ao sentir meus golpes encaixarem eu tentaria distribuir minha rajada igualmente pelo pequeno corpo do anão lembrando de todos os desafios que tinha enfrentado até chegar ali, lembrava da confusão de mais cedo e em como tinha ouvido falar do nome dos Bosozaku, socaria Capra pela criança de mais cedo, pelos seus pais, pelas marinheiros que ele matou e aqueles que não obtiveram sucesso em sua captura, socaria Capra pela Shantall que tinha sofrido todos esse tempo pela morte daqueles que ela amava, socaria Capra por mim e por minha raiva perante todas as atrocidades que ele já teria causado.

ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA!


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Só então, após sentir minha respiração durante o brado começar a vacilar e o meu braço começar a cansar eu pararia com os golpes e tentaria acertar um chute de cima para baixo contra o anão tentando o fazer de bola de futebol e chuta-lo contra a parede que no melhor dos cenários estaria o encurralando.

Seria possível que mesmo planejando me esquivar até o momento final eu pudesse ser acertado, mesmo assim eu tentaria resistir o golpe, me manter de pé, mas no caso de cair eu me levantaria e tentaria volta ao meu plano. Poderia existir o caso do Capra conseguir desviar daquela rajada de golpes mas nesse caso eu iria tentar me manter próximo e acompanhar sua movimentação indo para a mesma direção que ele já preparando um segundo golpe que seria um mega ultra potente soco putaço de direita que carregaria os mesmo sentimentos que aquela rajada, o golpe seria transferido somente quando tivesse alcance para o mesmo, fora isso existem muitos outros fatores que podem dar errados mas o importante era que eu estava determinado a dar um fim naquilo, ele poderia muito bem sequer avançar contra mim mas eu esperaria, eu só teria a ganhar com isso já que me recuperaria um pouco, teria tempo de respirar e coisas do gênero.



Legendas:
 
Objetivos:
 
Histórico:
 
Ferimentos:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
ADM.Senshi

Créditos : 54
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 EmptyQua 13 Mar 2019, 05:12


Artimanhas do Capiroto


Todo quebrado, espancado, ferrado, na merda geral, o homem não perdia a pose, e continuava se fazendo de desentendido por ali, claro que internamente ele sabia de sua situação. Ele se preparava mais para o que estava por vir, o que ele não esperava era uma mudança súbita de modo de agir do anão. Aquela criatura agora não estava pra saltar, mas corria em volta das pernas dele. Ele avançava e então Jones recuava, mesmo assim sentia a pancada firme no dedão, mas o pior era isso, o soco do pequeno punho batia no sapato o afundando pra dentro e fazia uma coisa… A unha dele por dentro do calçado era alavancada pra cima e arrancada. E que dor não? Unhas arrancadas são um inferno com toda certeza, o sangue escorria dentro do calçado. O anão ria freneticamente atacando os pés do rapaz. -VOCÊ TÁ MUITO FODIDO GAROTO, VOCÊ TÁ SÓ NA PONTA DO ICEBERG HAHAHAHAHAHAHAAHAHAAHAHAAHAHAHAAHAHAAHAHA MURARARARWAARAR- Era como ele estava naquela hora.

Ele ia se afastando e esquivando pra trás até que sentia a mesma coisa agora no pé esquerdo, a unha dele se deslocando para cima em uma dor infernal, o anão depois da mudança era muito mais perigoso, e os golpes dele a cada momento faziam mais e mais danos. Cada vez mais assustadores. Ele no entanto finalmente chegava perto da parede que ele tanto buscava, era hora do retorno, assim que Capra avançava, ele girava para a lateral, e saia da frente deixando que o pequenino passasse por ele, e nessa hora ele então tomava a frente encurralando ele. Nessa hora ele então começava socar em direção ao chão. -Tu é mirin mesmo né? Tá achando que isso ajuda em algo? HHAHAHAHAHA SABE DE NADA MERMO NÃO NÉ? HAHAHAHAA- Os socos iam vindo em direção a capra enquanto ele movia-se para os lados esquivando dos golpes e assim que via a chance, ele saltava pra frente e se agarrava no braço de Jojo, subindo por ele como uma formiga e circundando ele até desferir um socão direto no pescoço, o que tirava o ar dele.

Por sorte o grandalhão que ainda tava executando um golpe acertava o anão na mesma hora o derrubando. O golpe que fazia ele cair era suficiente, para que uma sequência de socos fosse iniciada, ele desferia uma barragem de golpes, mas Capra girava rapidamente e começava a saltar e se mover pros lados em uma velocidade incrível, igual um pokémon usando Agility, desviando dos golpes muitas vezes usando os próprio braços de Jojo, ele saltava de um braço pra outro, quando um soco vinha, ele pisava no antebraço, saltando no outro braço e fazendo o inverso no meio dos golpes, era a forma dele de  mudar um pouco tudo no final. Porém quando mais um soco o acertava, ele acabava por receber os últimos 3 golpes e caía por um segundo. Ele levantava rapidamente e para não acabar na pior socava o punho do inimigo, dando espaço para que ele pudesse girar e saltar diretamente na virilha do garoto. Ele acertava bem entre a coxa e a virilha, no espacinho da dobra. Por sorte do destino, Jones tinha livrado as Joias. E estava com sua prole salva por hora.

Capra girava por debaixo das pernas dele e corria um pouco para longe da parede, ele limpava o sangue do rosto, já que os socos que entraram o fizeram sangrar ali. Ele cuspia uma pá de sangue pro lado, e então falava. -PODE VIR NANICO, TO TE ESPERANDO AQUI, ESCADA DE TIRAR BATATA.- Era a frase dele para o homem que tinha conseguido causar algum dano nele, mas o pior era que agora o anão, estava mais voltado a rondar o homem e atacar suas pernas de modo que os saltos são pouco usuais. Lá em cima Shantall olhava para a luta enquanto puxava os cabelos da mulher do arco, e tinha os cabelos puxados igualmente. Enquanto isso o galo cantava e o cachorro latia torcendo, de certeza se pudessem entender o que ele dizia era algo como “Pega ela, acaba com ela, frita ela, faz purê”

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

Best Gang:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Pirata
Pirata
ADM.Ventus

Créditos : 49
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 25

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 EmptyQua 13 Mar 2019, 23:13

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Um Megamix para um Megacombo

- Imagine Dragons -

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Eu ainda acreditava na minha vitória mesmo perante aquela transformação, pode sentir pelos em minha nuca ficando arrepiados diante daquela figura assassina mas aquilo não abalaria minha determinação, um leve gota de suor escorria pelo canto de meu rosto e meu semblante fechado encarava o oponente, algo estava por vir, podia sentir em meus ossos e talvez fosse por isso que minhas pernas tremiam? Não sei dizer, engoli o seco de minha garganta esperando o que estaria por vir para enfrentar da maneira que já teria enfrentado tudo até agora, de frente.

Para a minha surpresa o anão não vinha em suas piruetas e saltos chamativos, ele apenas correu em sua alta velocidade e me circulava pelo solo, mordi o meu labio inferior puto comigo mesmo por não conseguir acompanhar aquela velocidade, estava prestes a praguejar enquanto recuava um passo mas pode perceber seu avanço, infelizmente não percebi rápido o bastante, senti um golpe contra o meu pé, um puta golpe. - ARRGH*! - Um grande espamos de dor subiu da ponta do meu dedão até minha cabeça, um grito foi dado e um recuo sangrento era feito, levei uma das minhas mão até o novo machucado por mero instinto em resposta aquela dor. - AAARRRGHH! MER-.... - Antes que pudesse me recuperar a mesma dor era sentida no outro pé, a sensação de dor se repetia e minha garganta chegava a arranhar com o grito que eu dava em resposta.- AAAAAARRRRHH* MERDAAAA! AAAAARRGH*! - Tosses também eram dadas ali devido a pequenas engasgos em meio aos soluços de dor, aquilo só somava para o meu desejo de cair, me deitar e nunca mais acordar, acabar com aquela dor e me render perante a morte.

~ Foda-se a morte… Eu vou acabar com ele, vou leva-lo a justiça, vou salvar a cidade desse merda… eu vou… eu vou- EU VOU MOSTRAR COM QUANTAS PAULADAS SE FAZ UMA CANOA! ~ Meu olhar se cerrou para um mais feroz enquanto me focava só na esquiva, finalmente eu tinha espaço para desviar e posicionar o anão contra a parede, ele parecia lidar bem com aquilo esquivando de meus golpes e escalando meus braços mas eu me esforçava mais e mais corrigindo meu alvo e me adaptando a sua movimentação. - RRROOOOOOOAAAAARRR!!! - Finalmente acertei o primeiro, o segundo e assim em diante até eu começar a fraquejar perdendo potência e velocidade, enquanto eu entendia mais do ritmo de Capra mais ele entendia do meu, aproveitando de meu ritmo ele conseguiu contra atacar punho contra punho e gerar uma janela para a sua evasiva. - Tsc... - O anão criou sua distância e me provocou, claro que suas palavras não tinham efeito em mim, ok elas até tinham mas não ia deixar me levar pois tinha percebido algo naquela trocação.

Minha respiração estava pesada, o movimento torácico poderia estar bem evidente aquela altura do campeonato, queimado, ferrado, surrado, humilhado e seja lá mais do que eu estaria sofrendo ali era esperado que uma preocupação estivesse estampada em meu semblante, que a raiva de antes ainda estivesse manifestada mas eu ainda estava lutando contra dor e aquele anão me mostrou algo que me deixou bastante animado, eu estava sorrindo, em meio as arfadas e as provocações do meu oponente um leve sorriso era formado em meus lábios. - Olha só Shantall… Ele sangra ha ha~ cof* - Rir naquele ponto também poderia despertar um pouco mais da dor que já sentia mas não pude me segurar, mesmo as palavras sendo para Shantall eu não esperava dela escutar até porque a frase tinha mais a intenção de responder ao anão do que passar alguma informação para a mulher, tinha o machucado mais uma vez e dessa vez parecia ter doido então sim eu podia vencer e ia vencer.

- He he… Vai chorar vai? - Cortando os risos eu voltaria para o semblante mais sério e rugiria como uma fera perante a uma nova investida. - ROOOOOAAARR!!! - Cada passo era um arrepio de dor diferente, cerraria os meus e balançaria a cabeça em um não mas com os olhos ainda abertos e fuzilando Capra em uma grande raiva, não lutava só contra o anão mas também contra os meus limites e a minha dor, não sabia mais o quanto iria aguentar, aquele avanço poderia ou não ser o meu último, por isso ia com tudo, em meio ao urro eu correria demonstrando o pouco das energias que ainda me restavam mas ainda tentaria me esforçar para dar o meu melhor.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Com o anão podendo me circular mais uma vez e percebendo uma investida do mesmo seria então a minha vez de saltar, tentaria girar o meu corpo o suficiente para me posicionar em horizontal no ar e ao mesmo tempo não desejando ou esperando pular muito alto, usando de minha noção de tempo eu buscaria então girar e executar um soco de direita contra o solo esperando acertar no momento X em que o anão estivesse passando e com alguma esperança esmagar o mesmo em um soco potente transferido com toda a determinação que eu carregava comigo naquele momento. Se esse fosse o caminho trilhado então eu esperava cair sobre o anão já tentando o segurar com a mão utilizada no soco, a mão livre iria imediatamente em apoio tentando esmagar Capra o bastante para o restringir e desmaia-lo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

No caso do anão não avançar contra mim não teria problema pois eu já estava indo para cima dele, se a montanha não vem até Jojo então Jojo vai até a montanha, me aproximando dele eu executaria um soco direto de baixo para cima mas aquilo seria apenas uma finta, quando estivesse próximo dele ou ao alcance do anão o meu golpe pararia e eu iria me abaixar para tentar um chute baixo simples mas direto contra o seu corpo esperando o jogar para trás, rolaria para trás da forma que desse logo em seguida apenas para me afastar e evitar qualquer possível ataque.

Tentaria desviar dos ataques do anão pulando da forma já descrita acima mas caso o mesmo também saltasse tentando um golpe então o soco mencionado antes que seria contra ele agora seria contra o seu ataque tentando forçar uma disputa de golpes, disputa essa que não teria a intenção de ser prolongada pois conforme ia caindo eu também recuaria meu cotovelo deixando-o avançar para só então mirar uma cabeçada contra o nanico, uma testada no meio da fuça minúscula de Capra esperando o jogar contra o solo e tentar pegá-lo como citado antes. No caso de for golpeado, jogado para longe, cair, seja o que for eu tentaria me levantar e voltar com a investida se a mesma tivesse sido interrompida e tentar a sequência novamente.


Legendas:
 
Objetivos:
 
Histórico:
 
Ferimentos:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
ADM.Senshi

Créditos : 54
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 EmptyTer 19 Mar 2019, 05:26


The Good, The Bad and The Ugly

Jones era alguém determinado mesmo depois de cada uma daqueles momentos que ele tinha passado até ali, ele decidia por si só que precisava vencer aquele combate, já nem era mais importante que fosse outra coisa. Ele precisava exterminar o anão que tinha lhe causado muita dor, levar ele a justiça, assim como todos aqueles ali presentes. A luta continuava e ele se preparava para avançar, ele dava uma leve corrida para mostrar que ainda tinha vigor. Ele via o anão fazer o mesmo e já circundar ele naquele momento ele corria em volta das pernas da tal pessoa naquela hora.

Vendo a oportunidade o rapaz saltava para cima e usando de acrobacias girava no ar, usando ali também a sua capacidade de medir o tempo para que pudesse ver o momento exato. Ele estava a bastante tempo naquele embate e por isso tudo ali era possível. Ele sabia a média dos tempos de capra, afinal ele alternava entre as velocidades. Naquela hora em uma descida veloz ele disparava um forte soco que jogava o anão contra o chão, aproveitando do momento para colocar o peso de seu corpo e simplesmente fechar a mão prendendo capra.

Tudo por um momento parecia ter acabado. -Você me subestima? Acha mesmo que isso vai me parar? HAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAAHAHAH- Ele colocava toda a força dos dois braços ali e conseguia afastar um pouco abrindo espaço, porém não era apenas isso, ele mordia a unha do polegar de Jojo, ele puxava com os dentes para cima com toda a força, arrancando a unha da mão dele, e então forçando novamente e girando pelo chão. O anão estava debilitado depois daquele golpe e cuspia sangue no chão, ele sabia exatamente o que tinha acontecido, ele entendia as problemáticas e por isso se preparava. Capra voava em direção a jojo que rapidamente socava ele, mas não exatamente para o destruir, ele brigava forças mas deixava o nanico vencer, e então dava uma cabeçada que o jogava e volta no chão.

O golpe deixava o anão mais puto naquele momento e o fazia mesmo com dor flexionar os joelhos durante a queda e se lançar como um avião em direção ao peito de Jones que sentia a pancada sendo jogado pra trás mais uma vez. Tal golpe era complicado e fazia ele sentir o machucado arder, ele desequilibrava e tomando um golpe na panturrilha vindo da descida veloz de capra ele caía. Mas assim que ele via o chão levantava de novo rapidamente. Capra cuspia sangue mais uma vez e se mostrava debilitado ele respirava cansado e então dizia você tem mais garra que protagonista de shounen- Acho que nós dois estamos no limite não é HAHAHAHAHAHAAH acho que o próximo golpe vai definir o vencedor.- Falava o anão se posicionando a frente e então fazendo uma postura de cowboy e cuspindo pra a direita deixando que o cuspe atingisse o solo.

A música de fundo começava a tocar, aquela que até mesmo fazia uma bola de feno passar pro trás do capra, Shantall continuava em seu embate, e agora era a decisão, quem seria o punho mais veloz do East, era essa a pergunta que só eles poderão responder. Descobriremos logo o resultado dessa eletrizante batalha entre homens de grande porte. Ou nem tão grande porte assim...

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

Best Gang:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Pirata
Pirata
ADM.Ventus

Créditos : 49
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 25

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 EmptyQui 21 Mar 2019, 20:11

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Um Megamix para um Megacombo

- Imagine Dragons -

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Tinha investido contra o anão sem titubear em meus próprios passos, meu avanço poderia ser caquético mas precisava ser feito pois aquela luta tinha que chegar ao fim com a minha vitória, o pitoco de amarrar jegue avançou e como eu previa ele não saltava preferindo então me atacar por baixo, usando do restante das minhas forças eu consegui saltar e executar um golpe contra ele sentindo mais uma vez a satisfação por golpear o desgraçado, um sentimento um tanto perigoso pois sabia que se me rendesse a tal prazer e me deixasse levar pelo impulso do momento eu poderia acabar me transformando em alguém que não desejava, um grande agressor que poderia espancar o meu inimigo até a morte pelo simples prazer de lhe acertar diversos golpes como punição de tudo que eu teria sofrido até então. ~ Mas ele merece… Eu deveria socar a vida para fora desse canalha... ~ Sentindo o mesmo afundar contra o solo eu me rendia a esse desejo, o pegava em minhas mãos fazendo força para acabar com o anão.

Merda ele merecia um destino como aquele, ser sufocado até a morte pelos seus pecados seria um fim poético demais para alguém como Capra, me sentia estranhamente bem perante a sensação e a ideia de ser capaz de esmagar o maldito e acabar com sua vida ali mas aquilo não era o certo, sim eu acredito que devo agir quando a marinha e o governo falham com o seu povo, eu acredito que teria o poder para entregar a punição devida a Capra mas no fundo eu pensava. ~ Não sou eu que deve decidir quem vive e quem morre… Eu não posso e nem vou me tornar um monstro como ele. ~ Por mais que a ideia de encerrar com aquele mal ali fosse boa e prazerosa, saber que com a morte do anão ele não incomodaria mais ninguém e não faria mais vítimas como a família de Shantall no fundo eu entendia que aquilo não era certo, sempre ignorei qualquer lição de moral e apesar de ser alguém inteligente eu nunca me foquei muito nas aulas, no entanto, eu entendia que aquilo não é correto, o caminho mais fácil nem sempre convém com o caminho correto.

Talvez tenha sido essa hesitação ou talvez o anão fosse mesmo mais forte do que eu imaginava mas o fato era que me surpreendi ao ver que o pequeno ainda tinha força o suficiente para abrir minha mão, cerrei meus dentes tentando fazer força e anular sua ação mas já era tarde demais Capra tinha se livrado com sucesso de minha pequena prisão e como punição ele mais uma vez arrancava um unha minha. ~ Filho da... ~ Recuei alguns passos segurando um grito de dor mas eu tinha que me recompor e rápido! Sem muito tempo para respirar eu me preparei para uma segunda de golpes com ambos os lados se fudendo dessa vez, eu executava alguns golpes e recebia outros que me derrubaram. ~ ANDA LOGO MOLEQUE LEVANTA ESSE RABO BRANQUELO E VAI SOCAR UMAS FUÇAS! ELE TÁ ACABANDO COM VOCÊ E TE CHAMANDO DE PUTINHA! ~ Soltava um leve riso ao lembrar desse comentário de Aldenam em uma das minhas primeiras lutas. ~ TU TÁ MAIS FODIDO QUE PUTA EM BLACK FRIDAY, VAI DEIXAR ISSO BARATO MESMO? ~ O riso se tornou mais frequente se transformando em uma gargalhada. ~ FAZ IGUAL MINHA EX-MULHER E MEXE COM O PSICOLÓGICO DELE, ISSO SEMPRE FUNCIONOU CONTRA MIM… FOI ASSIM QUE A MALDITA LEVOU O MEU FALCÃO! ~ Lembrar do olhar triste e bolado daquele que um dia foi meu sensei me fez estourar no riso enquanto me levantava.

- MUAHAHAHAHAHAHAHAWHAAHWAWUAHWUAHWUAHWa - Com uma mão no rosto eu tentava segurar o riso pois a mera menção de rir ali me causava dor com tantos ferimentos, a outra mão livre ficaria abanando em direção de Capra como quem tenta espantar um peido não desejado durante a sua fala. Lutando para ficar de pé e manter meu equilíbrio eu voltava a minha postura de combate completamente fodido e marcado de ferimentos, ainda assim teria um sorriso no rosto já que em meio a escuridão quase desejando tirar a vida de Capra eu lembrei do porque eu luto, do porque eu devo continuar trilhando o meu próprio caminho e pensar foi Aldenam que me lembrou disso me fazia rir, eu nunca tinha prestado atenção em suas palavras quando estava com ele mas agora eram elas que me salvaram. - Yare yare dawa...De que caralhos você está falando? Tu acha que me machucou, eu to bem pra carai... Porra, você só fez minha ida ao salão mais barata, onde tu aprendeu a lutar, Wikihow? - Tentava provocar com uma mentira deslavada já que só o fato de me levantar, posicionar, rir e falar geraria uma careta no semblante de dor.

- ...Tu acha que me machucou, eu to bem pra carai... -
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Sem dizer mais uma palavra eu me preparei para a cruzada final não tinha admitido mas o que ele falou era verdade, ambos estávamos chegando ao limite de nossos corpos e eu já teria forçado o meu limite ali mais de uma vez mas no fundo eu compreendia que aquilo não duraria para sempre, tinha que fazer aquela chance valer. Esperaria que o anão avançasse contra mim desta vez, até tal momento teria sido eu sempre a engajar no combate então como tinha feito na luta de “homem homem” eu precisa administrar minhas poucas energias assim como o dano que levaria, deixaria que ele me circulasse caso fosse a escolha do anão, fecharia meus olhos e buscaria me focar nos sons de seus passos enquanto em minha cabeça tentava contar o tempo dos mesmo em relação a distância que eles estariam de mim.

Naquele momento elevaria minha concentração no máximo buscando também ter uma respiração calma, com os olhos fechados eu estaria em meio às sombras deixando que os passos do pequeno anão me indicassem sua localização como um radar, assim que notasse uma proximidade muito grande ou uma investida abrupta eu imediatamente tentaria me virar em sua direção abrindo os meus olhos e descendo um soco na diagonal com a minha direita. - ORAAAAAAA! - No entanto aquilo era apenas um finta, considerava a possibilidade dessa investida de meu oponente ser fake podendo ele tentar corrigir sua direção ou esperar o meu ataque para me surpreender, no entanto, o meu primeiro movimento seria uma finta para testar essa teoria, sendo ela verídica ou não o punho recuaria e imediatamente eu tentaria uma bicuda no anão buscando pegar ele desprevenido e fazer igual Ronaldinho na copa de 2002 mirando jogar o maldito contra alguma parede ou seja lá o que tivesse, percebendo que o anão desviou do meu chute ou o defendeu de uma forma que ele sequer fosse arremessado para o gol eu já ia levantando minhas duas e as desceria juntas em um grande ORA mirando uma grande martelada na cabeça do pequenino.

No caso de perceber um golpe mirado contra mim eu imediatamente tentaria interpor o mesmo posicionando meu antebraço esquerdo em frente a região mirada buscando que tal defesa apenas ganhasse tempo para minha esquiva que se resumiria em movimentar meu corpo para o lado que estivesse livre executando um passo mais rápido até o mesmo, um passo típico em um gingado de boxeador, nesse novo posicionamento tentaria contra-atacar em um jab rápido de direita mirando no anão em sua nova posição.

Na conjuntura de meu oponente se negar a investir contra mim então eu abriria os olhos e em um grande urro investiria contra ele, esperaria ver mais uma vez desse jeito dele de me circular mas também existia a possibilidade dele vir direto até mim, em ambos os casos a minha estratégia seria similar ao caso anterior, executaria um soco que na verdade seria um finta e assim revelar um chute de camisa dez, só se ele começasse a me circular como sempre que eu buscaria fechar os meus olhos e me concentrar em seus passos como já descrito antes. Em todo momento ficaria atento a algum possível ataque surpresa por parte do anão tentando me pegar desprevenido ou até mesmo uma nova tentativa de arrancar uma nova unha minha, nesses casos eu imediatamente me jogaria para trás já mirando um uppercut enquanto rugia um imenso e forte ORA, o golpe miraria o pequenino queixo do anão buscando levar ele até as estrelas.



Legendas:
 
Objetivos:
 
Histórico:
 
Ferimentos:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
ADM.Senshi

Créditos : 54
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 26

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 EmptySex 22 Mar 2019, 05:08


Deadman

O rapaz mesmo quase morto naquele momento zoava Capra, dizendo que ele sequer tinha o machucado, ele tinha convicção ainda que poderia vencer, mesmo que por alguns momentos ele tivesse pensado já que ele lutaria para derrotar a criatura, se esforçando o máximo, matar ele não era solução, na verdade, o pequenino naquela hora olhava pra ele e falava. -Taaaaa bom… Se você diz, então vamos fazer uma corrida de 200 metros IUPI estou ultra de boa DAHAHAHAHADADADAHAHAHA- Falava ele se preparando para avançar, ele começava correndo pra cima do rapaz com alta velocidade naquela hora, ele queria desestabilizar Jojo, mas ele estava preparado.

O rapaz vendo ele vir, foi com tudo com a mão mas era uma finta o anão saltava para trás mas era atingido pelo chute, ele era jogado pra trás e sentia o golpe, ele tinha voado contra a parede, mas a criatura é o demônio. Girando no próprio ar ele reposicionou o corpo e recolheu as pernas e ao invés de deixar o impacto o machucar, ele flexionou os joelhos usando toda a velocidade com que foi lançado para se impulsionar de volta usando a força da energia cinética e de impulsão… Ele se lançava como um foguete. Vendo que o anão estava vindo com tudo, ele então colocava o antebraço na frente, mas era rápido demais, ele sentia o soco no antebraço, claro que ele ainda tentava esquivar, aquele soco não tinha danificado, lindo não? Mas o anão tinha se segurado com a outra mão, e no momento que ele se afastava pro lado diminuindo o impacto do golpe, a criatura girava em volta do braço, como se brincasse de fazer um movimento de ginástica olímpica, sabe aqueles caras que giram naquelas barras? Dando uns 360 no grau? Pois é…

E assim no ar ele descia com o cotovelo diretamente na cabeça de Jones, acertando com os dois cotovelos de uma vez só e então escorregando para baixo pela própria camisa dele, caindo no chão ele voltava a girar, mas Jones estava pronto ele fazia a finta e dessa vez o anão notava, e assim que o chute vinha ele socava o chute do garoto, mas naquela hora que ele se defendeu atacando o pé do rapaz ele dizia. -HAHAHA O MESMO GOLPE NÃO FUNCIONA DUAS VEZES CONTRA O MESMO CAVA...- BOOOMMM ele era interrompido pelo SOCO MARTELO DUPLO que ia diretamente no meio das costas dele o esmagando contra o chão. A criatura dessa vez era esmagada contra o assoalho e girava mais lento para o lado, ele tinha sido atordoado levemente.

Se recuperava medianamente rápido falando Aí não se interrompe o discurso do vilão não seu porra… Cuzão do caralho!!!- Ele levantava agora estalando todo o corpo e aparentemente sentindo dores gerais, ele avançava mais uma vez e estava mais lento ele começava a circular por ali e boom ele saltava, vendo ali a oportunidade Jones ia para a lateral e dessa vez ele era capaz de desviar… Mas a coisa era que o anão estava com os olhos malignos e ele disparava um soco em força total contra o pé do nosso herói, porém ele preparado dessa vez puxava pra trás e acertava um golpe voador no anão, nem me pergunte como isso encaixou mas ele bateu com um uppercut nele o lançando para o alto. O golpe era forte e do ar Capra cuspia sangue pra baixo que ironicamente acertavam os olhos de Jojo… Ele caia no entanto em velocidade, acertando de barriga diretamente no meio da cabeça dele e por fim deslizando até o dedão do pé direito onde ele caia esmagando ele e magoando o local da unha arrancada…

Esse no entanto era o último ataque de Capra? Não exatamente ele ainda levantava mas já tonto e pouco produtivo, ele avançava pra Jones, quando tomou a bicuda do ronaldinho e bateu na parede. Na verdade o garoto acertava Capra de forma inconsciente já que tava com olhos cheios de sangue, ele apenas usou a auto defesa mais provável depois de sentir a dor no pé… Levantar ele com velocidade pro alto… E assim com a pancada na parede Capra estava ainda acordado mas incapaz de lutar… Aparentemente ao menos -Merda… Eu vacilei agora.- Falava ele cuspindo sangue pro lado.

Enquanto isso Shantall caía lá de cima, enquanto tudo isso aconteceu a luta da mulher terminava, ela no entanto vinha para o chão junto da arqueira. A mulher estava desmaiada, mas a bartender estava conjuntamente desacordada. Elas tinham caído ao mesmo tempo lá de cima, e aparentemente estavam muito feridas. A loira tinha ferimentos de flecha espalhados. Os dois braços, as pernas, queimaduras por todo o tórax provavelmente de alguma flecha explosiva. Os traços queimados iam para o braço. Perfuração nas costelas com flecha ainda alojada, o pulso dela estava numa posição que só Deus sabe como por isso no lugar… O pé direito teve o sapato completamente destruído e estava com marcas de incineração.

Pra piorar a situação, aparentemente pela dilatação do músculo tinha uma câimbra na outra perna… Havia uma flecha presa ainda na nádega direita dela, do tiro anterior, ela tinha quebrado mas a ponta tava ali. Fora isso, ela caiu sobre pedaços de vidro no chão que acabavam de cortar as costas dela. A queda tinha quebrado as costelas do lado esquerdo onde não tinha perfuração… Ela estava num estado terrível. E devia ter tido uma luta absurdamente dura lá em cima. Se Jones fosse olhar, veria que ela enfrentou mais de um inimigo lá. Haviam duas arqueiras e não apenas uma, a primeira ela derrotou na metade da luta e a segunda tinha se estendido até o final.

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

Best Gang:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Pirata
Pirata
ADM.Ventus

Créditos : 49
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 25

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 EmptySab 23 Mar 2019, 15:20

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

It’s The End Of The World As We Know it
(And I Feel Fine)

- R.E.M -

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Ainda bem que eu partia para cima do nanico depois de minha fala pois aquele comentário dele era quase uma facada em meio peito, aquela era a investida final e tudo poderia acontecer, tudo ou nada eu poderia sair vitorioso ou morto, nada demais, por um momento os meus golpes pareciam encaixar mas o anão utilizava de meu soco para pegar impulso em sua movimentação, aquela altura meus próprios golpes causavam certa reação em meu corpo devido ao esforço, com os efeitos da adrenalina passando eu cuspia um pouco de sangue mas me firmava para me manter em pé enquanto o anão investia em minha direção. Os golpes dele eram muito bons e sua velocidade não deixou a desejar, aquela “personalidade” era mais imprevisível e selvagem que a anterior e por isso eu tentei me manter alerta conseguindo assim acertar aquela martelada em sua cabeça, o golpe parecia ter causado de algum efeito me fazendo um sorriso de canto surgir mas devido a exaustão e as dores gerais ele logo sumiu dando espaço para uma careta de dor e uma breve tosse.

Aquela luta estava acabando comigo, pude sentir minhas pernas tremerem mas o maldito Capra continuou se levantando. ~ Tenho que aguentar… Um pouco… Mais, não me deixa agora… Vamos… vamos... ~ Me mantive firme em minha postura evitando de ficar cambaleando de um lado para o outro, tentava respirar fundo de uma maneira que não agravasse tanto os ferimentos em meu corpo, inspirava lentamente e respirava pela boca, com isso fui recuperando o foco mas ainda sofria do cansaço, ainda assim fui capaz de perceber o avanço do anão e desviar de seu golpe ~ AGORA! ~ Pensei em puro reflexo já encaixando o meu golpe ascendente executado com tanta força que o fez cuspir sangue e infelizmente o mesmo caia em meus olhos. ~ Merda.. ~ Cambaleei para o lado um pouco atordoado com tal evento.

Muita coisa tinha acontecido até ali e aquela já não seria a primeira vez do dia que algo caia sobre mim mas ainda assim os olhos são uma região sensível, felizmente antes de eu me desesperar pelo fato da visão ter sido obstruída eu conseguia me focar no combate, focar na movimentação de meu inimigo e em sua presença e por grande sorte eu obtive resultado. - JÁ TO DE SACO DE CHEIO DE VOCÊ!!! - A bicuda acertou seu alvo e talvez pelo fato de estar de olhos fechados acabei conseguindo o acertar onde queria, se eu tivesse mirado era muito provável dele quicar e me acertar de volta.

Ouvindo aquelas palavras do anão eu comecei a tentar limpar meus olhos, tinha percebido que os passos dele teriam cessados após aquele meu ataque mas eu tinha que conferir para não baixar minha guarda, felizmente vi Capra ali caído aparentando estar ferrado demais para continuar com a luta. - Você vacilou sua vida inteira teu merda.. - Dizia dando passos meio tortos e caquéticos até o anão. - Matou pessoas inocentes, roubo... - Cerrava um de meus punhos enquanto tentava continuar com a caminhada quase arrastada. - Fez de um lugar pacifico e tranquilo lar dessa sua gangue de merda... - Pararia na frente no Capra enquanto batia o meu punho contra a palma de minha outra mão. - Mas agora isso acabou, esse é o fim de seus atos… Tu vai em cana meno e quando chegar lá lembre-se... - O punho agora miraria um soco no rosto de Capra. - Foi o Jojo que te mandou para lá. - Iria descer o punho em um soco direto contra o rosto do anão buscando nocauteá-lo ali mesmo para evitar mais problemas.

Eu sequer tinha condições de prolongar aquilo mais e sinceramente o estado do anão só me fazia esperar que aquela movimentação seria o bastante para o nocautear ali mas se não fosse... - Okay… Vai ser do jeito difícil então. - Acho que depois de trinta post minha querida narradora já sabe o que esperar.

ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA!

Seja como fosse a satisfação de nocautear Capra ali era imensa, um grande alívio poderia ser sentido em meu peito enquanto eu suspirava de cansaço. ~ Finalmente... ~ Chegava até a sorrir com aquele momento mas então eu percebi que estava esquecendo algo. ~ Merda! Shantall ela…! ~ Antes que pudesse concluir meu pensamento eu olhei para trás no momento certo para ver a loira caindo lá de cima mas infelizmente não era rápido o bastante e sequer tinha condições de correr para pegá-la, ela caiu junto com sua inimiga e no desespero eu ignorei minha própria condição e tentei correr na direção dela para ter uma melhor percepção de sua atual condições. Shantall estava tão ruim quanto eu e para piorar eu já não sabia o que fazer, olhei a minha volta e até mesmo olhei para cima procurando pelo cão foi só nesse momento que entendi que Shantall teria enfrentado duas oponentes. ~ Merda eu não deveria ter deixado ela sozinha o propósito de vir aqui foi para não deixá-la mergulhar em um combate que ela não poderia vencer... ~ Por mais que esse fosse meu pensamento no fundo, bem no fundo, eu discordava daquela reação tão emotiva já que enfrentar duas atiradoras juntamente daqueles três “monstros” seria extremamente mais complicado.

Todo o alívio e satisfação sentidas na derrota do Capra teriam agora se esvaído ao vento, não tinha nenhuma noção de primeiro socorros, não tinha comigo nenhum meio para prender aquela gente e minhas condições não me permitiriam levar todos eles até o QG da marinha, sim eu tinha ganhado mas a que custo?  - Ei Shantall para com essa palhaçada, vamos acorde! - O medo preenchia meu coração e minha voz ficava mais e mais alta tentando soar mais autoritária para esconder o medo que sentia de ter caminhado a mulher para a sua própria morte. - ACORDA VOCÊ NÃO É UMA PRINCESA ENCANTADA ENTÃO PARA DE DORMIR, VAMOS ACORDA! - Aquelas palavras seriam pronunciadas enquanto eu me ajoelhava ao lado da loira a pegando com cuidado em meus braços, passando os mesmo por debaixo dela. - Eu enfrentei três caras então você não pode morrer para duas qualquer porra, acorda logo! - Tentava encostar minha cabeça em um dos seios de Shantall para ouvir seu batimento cardíaco.

Em caso da mulher demonstrar algum sinal de vida eu iria suspirar aliviado dando um leve sorriso. - Ainda bem, você me deu um susto... - Dizia deixando que aquela pausa concluísse minha frase, levaria meu olhar para a sala e aos oponentes caídos. - E agora… To cansado demais para arrastar esses corpos por aí... - Diria contando os oponentes e me certificando que todos ainda estavam desacordados.


Legendas:
 
Objetivos:
 
Histórico:
 
Ferimentos:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 6 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Bizarre Adventure: Black Dog
Voltar ao Topo 
Página 6 de 12Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 5, 6, 7 ... 10, 11, 12  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Yotsuba Island-
Ir para: