One Piece RPG
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Unbreakable
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Emptypor Ineel Hoje à(s) 9:15

» Mini - DanJo
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 6:48

» Bellamy Navarro
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 1:27

» Mini Aventura - Agyo Shitenno
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 1:05

» (Mini) Gyatho
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 1:02

» (MEP) Gyatho
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 0:55

» [MINI-Tenzin]Here we go again
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 0:53

» [M.E.P]Tenzin
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 0:43

» [Extra] — Elicia's Diary
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Emptypor GM.Noskire Hoje à(s) 0:27

» M.E.P DanJo
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 0:27

» Mini Aventura - No Mercy
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 0:20

» [Mini-Rosinante-san] O homem que quer ser livre
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 0:15

» Retornando para a aventura
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 0:13

» Começo
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 0:12

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 21:38

» Aaron DeWitt
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 20:55

» Apenas UMA Aventura
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Emptypor Mirutsu Ontem à(s) 19:08

» [M.E.P] Ichizu
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Emptypor Ichizu Ontem à(s) 13:38

» [MINI-Ichizu] O Aprendiz de ferreiro
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Emptypor Ichizu Ontem à(s) 13:37

» Cap I: Veneno de dois Gume
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Emptypor Noelle Ontem à(s) 13:02



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Bizarre Adventure: Black Dog

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 10, 11, 12  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Ventus
Pirata
Pirata


Data de inscrição : 15/12/2013

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 EmptyQua 20 Fev - 14:20

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

I’ts a Trap!

- Admiral Ackbar -

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Vince estava quase tão indisposto a seguir até a chave quanto eu mas no fim o homem voltou a sua razão, e quando digo voltou a sua razão quero dizer. ~ Lembre-se que graças a mim você não está em uma cela da marinha removendo os cacos de vidro do seu ânus com a tua própria escova de dentes, desgraçado! ~ Entre gargalhadas e risos Shantall também me ajudava a pegar o homem e o forçar a coletar a chave. ~ Tsc* Esses desgraçados não tem um pingo de decência! ~ Refletia uma última vez diante da repulsa de tal cena que sequer vale a pena ser descrita aqui.

O gângster pegava a chave e pareceu seguir até mim, o caralho que eu iria tocar naquele treco, ainda era possível perceber alguns pentelhos enroscado ali, o cheiro era uma merda, a situação toda era uma merda! Ele começou a falar mas eu já ia interrompendo. - Nem fodendo eu vou tocar nisso, vai você abrir aquela... - Eu sequer tive a oportunidade de terminar a fala quando ouvi o *blergh* e vi o homem se curvando. ~ Ele não fez isso... ~ / - Tu não fez isso... - Ninguém precisava me responder pois eu já sabia a resposta, a bile descia pelo meu peito, aquela sensação de nojo ardente e a grande vontade de se coçar, pular e se livrar da blusa corria por todos os meus nervos. ~ É… Ele fez isso. ~ Iria pensar junto à uma possível resposta.

Indo contra ao instinto natural de pular e espernear eu tentava me manter sereno, porra eu respirei tão fundo que parecia até a primeira vez. ~ 1, 2, 3... ~ Começava essa contagem mental tentando não só me acalmar mas também todos aqueles que tinham presenciado a cena esperando que a minha reação trouxesse algum alívio para a situação, não estava nervoso, imagina… Estava tranquilão, eu nervoso por algo como aquilo? Nada… Expirei o ar que sequer percebia ter prendido após inalar em meio a contagem. - ... Tudo bem, eu não estou nervoso... - Colocava uma mão sobre o ombro de Vince. - ...Eu tô é puto pra caralho. - Diria quase cantando em uma falsa tranquilidade enquanto um gancho com a mão oposta aquela no ombro de Vince mirava um gancho na virilha do desgraçado e se pensa que eu pararia por aí então é melhor pensar de novo.

ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORAAAA!!!!


Em um rompante de raiva eu buscaria começar uma sequência de socos com ambas as mãos, os golpes seriam desorganizados sacrificando da precisão para focar em um dano massivo e por isso a região mirada era tronco por ser uma área larga com maior chances de acerto e na cabeça por ser uma área sensível, qualquer parte mais específica ou outra região do tronco para baixo era lucro, naquele momento eu só queria era socar tanto o Vince para deixá-lo em coma por sei lá... o resto de sua vida miserável?

OOoOoOOORRRAAA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORAAAA!!!!


Se ninguém me parasse eu ia continuar socando até ele ficar parecendo aquelas figuras de game over do Street Fighter 2, se ele tinha mesmo o hábito de ficar com mulheres então agora eu adicionava o maior desafio para tal hobbie, um rosto desfigurado. - É bom que se lembre do nome Johnny Jones quando acordar. - Diria terminando com a sequência de golpes o esperando que fosse o bastante para o K.O. Sendo impedido de continuar com agressão ou finalizando com o peso morto eu finalmente tiraria a blusa pesteada com o vômito de Vince tentando ser cuidadoso para o líquido não respingar em meu corpo ou nas demais peças de roupa, tirando a blusa eu já tentaria virar a mesma do avesso, segurando a roupa por um ponta em que o vômito não escorresse eu pegaria a chave usando da blusa como um pano para evitar o contato direto com a chave cheia de pentelhos. - Mas que bando de desgraçado… Quando eu pegar esse Capra... - Me calava antes de concluir o raciocínio já que nem mesmo eu queria imaginar do que seria capaz de fazer com o verdadeiro responsável por aquela confusão.

- Vamos logo acabar com isso! Tsc* - Praguejava caminhando todo emburrado em direção a porta com o peito desnudo e a argola da chave embrulhada na minha blusa imunda. - Agora é pessoal! - Okay, talvez não fosse realmente PESSOAL, não teria sido o Capra que fudeu com a minha camisa favorita mas ele estava envolvido naquele desastre, mesmo que indiretamente, antes eu estava apenas buscando por justiça em pró de Shells Town e cuidar zelar por Shantall em sua vendetta mas agora a luta também era minha, ferre comigo que eu te mostro o que é dor.

Os piratas tinham feito um bom trabalho com instalando aquela porta de ferro ali, imaginava quanto tempo eles já estariam instalados na ilha e causando problemas, com a chave em mãos eu não via o por que ficar parado igual um bocó na frente da porta já ia quase metendo a chave na fechadura até que por um mero vislumbre pude notar algo que me incomodou. - Porra meu sapato desamarrou... - Talvez tinha sido durante a luta ou sei lá, já me abaixava enquanto nesse movimento ia encaixando a chave na fechadura, a mesma estaria encaixada como apoio provavelmente quando eu já estivesse agachado sobre um dos joelhos começando a amarrar o cadarço. Se porventura eu percebesse algum zumbido suspeito passando por cima de mim eu só olharia a minha volta tentando desvendar o mistério por trás de tal som, se a situação fosse diferente e no fim teria sido eu aquele alvejado pelo dardo então eu não teria muito que fazer senão. - AARGH… Merda, armadilhas! - Os desgraçados são um gênio por conseguir ocultar algo assim de mim, cairia no chão mas eu imediatamente tentaria rolar para um canto do corredor e dar umas cambalhotas desajeitadas para trás esperando evitar demais projéteis caso percebesse a necessidade.

Caso a porta fosse aberta, comigo ou um dos meus companheiros com um dardo alvejado no corpo ou não, eu daria mais alguns passos vagarosos até o hall a minha frente tentando ser mais cauteloso que anteriormente. ~ Porra, depois de tudo aquilo eu não esperava encontrar uma armadilha no fucking corredor... ~ Me esgueirando próximo a parede eu chegaria na porta que agora estava aberta e de leve eu passaria minha cabeça pela passagem apenas o suficiente para olhar o interior daquele hall, ignorando decoração e qualquer adorno eu focava apenas na segurança do local, o lugar estava vazio. ~ Suspeito? Talvez. ~ Já dava um passo mais confiante para o interior da sala, estava mais confiante, o que tinha enfrentado até agora? Vince um idiota que dava em cima de mulheres aleatórias e mal sabia se defender, um fã meu que fazia questão de se vestir igual a mim e uma besta escondida na porta. - QUE TAL ACABARMOS COM OS JOGUINHOS EIN!? - Parado do lado de dentro do hall eu ficava em frente a porta desafiando seja lá qual fosse o desafio. - QUANTOS MAIS IDIOTAS EU VOU SOCAR ANTES DO CHEFÃO COVARDE APARECER? CANSEI DO PIQUE E ESCONDE VAMOS TERMINAR LOGO COM ISSO, VAMOS ME MOSTRE O QUE TEM PIOR! - No começo eu até tinha o interesse em bancar o furtivo mas agora a paciência tinha acabado, seja lá o que fosse vir agora eu estaria pronto.

Se notasse algum movimento suspeito em algum canto das salas ou até mesmo do teto - já que eu ficaria igual um maluco gritando de um lado para o outro - eu imediatamente buscaria rolar para um dos lados que me fosse conveniente naquele momento, tentaria então voltar minha atenção para o ponto de origem de tal movimento buscando encontrar o motivo do mesmo, talvez fosse uma pessoa ou uma outra armadilha. - Para trás! - Gritaria para Shantall e Akoh tentando alertá-los de um possível perigo.



- Falas -
~ Pensamento & Notas do personagem ~
Objetivos:
 
Histórico:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por GM.Ventus em Qui 14 Mar - 0:10, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
ADM.Senshi

Créditos : 37
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 25

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 EmptyQui 21 Fev - 0:29


Punição Continua.

Aquilo era inacreditável, até mesmo Shantall não acreditava no que estava vendo, na verdade ela ficava chocada de início abrindo a boca pensativa. Mas não apenas ela, o queixo do canino ia para o chão também. O homem tinha ficado fedendo após as flatulencias do inimigo e depois ser vomitado? Cara… Não era o dia de Jojo. Mas, assim que ele se pronunciou dizendo “Você não fez isso” a mulher respondia, mesmo que fosse retórico -Ele fez sim!!- O homem então estava já com um olhar assustado naquele momento, porém se tranquilizava quando o rapaz falava não estar nervoso dizendo. - Ainda bem, achei que você ia ficar bem irritado, por um momento achei que...- E ele era cortado pela fala, de Jones dizendo estar puto pra caralho, e nesse momento sentindo punho direto no seu tórax, seguido de uma sequência absurda de socos que se repetia diversas vezes era mais um Ora Ora. Uma barragem de golpes absurda que simplesmente levantava os pés do rapaz do chão que era levado um pouco pra frente flutuando com a sequência, vomitando mais 3 vezes seguidas durante ela.

Os golpes por fim, desmaiavam Vince, que simplesmente caia sem vida nos olhos, e seria arrastado por ali, ele não ia esquecer disso, Shantall no entanto estava ali rindo da situação parecia apenas se divertir com a desgraça. Jones tirava a jaqueta com cuidado, a dobrando pra dentro, para que o vomito não ficasse nele, e aproveitava disso para pegar a chave até que eles finalmente estavam no primeiro portão. O Rapaz se baixava ali para amarrar os cadarços de forma tranquila enquanto abriu a porta e após apenas empurrar ela pra frente, um barulho bizarro passava em velocidade por ele, algo tinha voado sobre sua cabeça, e então ao se virar ele podia ver um crânio preso na parede atrás dele, que tinha uma flecha na cabeça. E não apenas um, haviam outros no chão que deviam ter morrido antes desse. Tinha um alerta escrito com sangue. “OLHA A FLECHA!!” aparentemente um local perfeito para um aviso é claro… Após isso estavam cientes, eram flechas e para melhorar, tinha veneno respingando da ponta da última atirada, ou seja, isso vai dar merda mesmo…

Ele tinha perdido a paciência, ele adentrava no local e colocava ordem na casa, chegava mostrando que o Jones estava no pedaço, tinha cansado de enfrentar babacas. Mas então ele ouvia realmente passos, havia uma passarela lá em cima, era uma mulher? Sim isso mesmo, uma com um arco, ela atirava em direção ao rapaz que já rolava pelo chão. No entanto o alvo não era exatamente ele, ela cortava uma corda no chão, e naquele momento, ele poderia ver que logo ali acima de sua cabeça se não tivesse ido pro chão, teria tido ela cortada, quase 20 pêndulos com lâminas gigantes que quase tocavam o chão começavam a passar de um lado para o outro. A primeira armadilha era bem diferente do que se esperava pelo começo. Ele teria de fazer algo muito complicado agora, para passar no entanto uma coisa que Jojo talvez nunca imaginasse que fosse salvar sua vida, seria extremamente útil. Sua noção exata do tempo seria um grande trunfo ali, pois ele poderia ver bem a diferença entre os pêndulos e assim como, o tempo que cada um levava em seus movimentos, era uma benção para decorar tal padrão. Alguém com habilidades diferentes poderia ter bem mais dificuldade.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Shantall lá fora estava ainda absorvendo tanta coisa acontecendo e então falava. -Só não perde a cabeça em Jojo- Era a piada do ano claramente, ousada na medida certa depois de seu amigo quase morrer para um pêndulo. Além disso até o cachorro latia depois de toda a bagunça ali. Descrição? Adeus, isso não existe mais, já deu merda antes de começar, pra que ser furtivo se você pode sair com o braço quebrado ou algo assim. Pois é… Era hora do pau!! E eles ainda vão ter uma surpresa na próxima sala depois dessa grande e feliz série de cortadores de cabeça esfomeados.

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

Best Gang:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Pirata
Pirata
ADM.Ventus

Créditos : 74
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 24

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 EmptySab 23 Fev - 21:55

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

ROLE! CRITICAL! ROLE THE DICE!

- Critical Role -

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Tudo bem não é como se eu fosse idiota ou algo do tipo mas imaginava que poucas pessoas iriam considerar a existência de uma armadilha em uma porta de ferro resistente o bastante para aguentar algumas boas porradas e senão explosões, quer dizer, os crânios ali no chão concordariam comigo. Tudo aquilo era uma grande saga tirada de um livro ou um jogo, primeiro tínhamos entrado por uma caverna com tochas para depois cairmos em um buraco, ainda em uma caverna nós derrotamos guardas e agora acionamos uma armadilha e um fucking portão de ferro, ainda estava decidindo se estaria imerso em uma dungeon a lá Skyrim ou em um objetivo a lá Dark Souls. ~ Por favor seja Skyrim, por favor seja Skyrim, por favor seja skyrim... ~ Torcia em minha mente olhando os crânios no chão imaginando que por pouco eu não seria um deles. - Vem cá esse Capra é um dragão ou algo assim, tudo isso parece ter saído do Senhor dos anéis! - Me levantava enquanto ia passando a mão na minha certificando que não tinha sido cortado, as flechas poderiam ser venenosas dado fluído que via pingar do crânio alvejado por isso tinha que me certificar não ter sido cortado nem mesmo que fosse de raspão - Graças ao divino... - Suspiraria um pouco mais aliviado se estivesse mesmo bem e sem nenhum arranhão.

Independente da resposta de minha companheira aquilo só tinha servido para me deixar mais ansioso para entrar naquela sala, afinal se ali tinha armadilhas então era porque estávamos chegando perto de algo importante, a minha surpresa por ver aquela sala vazia morria ao ouvir algo acima de nós, o meu senso de urgência me fez levantar o olhar para dar de cara com uma mulher… Com uma flecha é claro. - OH OH OOOOOOHHHHHH!!! - Tentava gritar para a mulher antes dela disparar a flecha mas a mesma não parecia querer conversar, eu já ia me preparando para tomar no. ~ O quê? ~ O projétil passou direto por mim. - Ah há! - Uma comemoração instintiva vinha a minha boca apenas para ouvir o barulho de corda se partindo e correndo de um lado para o outro, um estranho som metálico cortando o ar parecia se aproximar em uma grande velocidade e mesmo com a iluminação precária eu pude sentir cada molécula do meu corpo gritar. - Shiiiiiiiiit! - Sentindo o perigo eu me joguei no chão assumindo uma posição quadrúpede só para perceber uma grande lâmina passando por cima de minha cabeça, balançando de um lado para o outro como um pêndulo gigante e mortal.

Ouvi Shantall brincando a distância mas sabia que os perigos naquela sala não se resumiam só aquilo, não via problema em vê-la brincando mas era bom garantir que a mesma não baixasse a sua guarda. - Certo, certo! Tome cuidado a arqueira ainda pode estar escondida para disparar mais daquelas malditas flechas, eu juro que essa mulher for uma elfa eu vou perder a cabeça, isso tudo está muito Dungeons & Dragons para o meu gosto! - Enquanto me manifestava eu já ia analisando os pêndulos e quantos deles existiam em meu caminho.

Tentar memorizar todos aqueles que teriam na sala seria uma grande distração, precisava traçar na minha cabeça uma rota onde os pêndulos teriam um ritmo padronizado sem nenhuma diferença grande entre o balanço das lâminas, usaria mina noção de tempo para contar os segundos que o vão entre a passagem se manteria assim como quanto tempo demoraria para o próximo vão surgir e se manter, afinal não adiantaria passar por um dos pêndulos para ser alvejado pelo segundo ou dar de cara com a segunda lâmina impedindo o avanço para logo em seguida ser acertado pela primeira, tinha que calcular com cuidado, avançaria um pouco para sair debaixo do primeiro pêndulo que estaria balançando por cima de mim e me levantaria com cuidado após me certificar que não estaria mais no alcance do pêndulo de antes.

Não sou uma pessoa com grande disparada mas mesmo assim buscaria assumir a postura de um corredor prestes a dar a largada em uma corrida, com as mãos no chão e corpo abaixado eu também buscava me tornar um alvo menor para a atiradora que poderia ou não ainda estar por ali. ~ 1, 2, 3, 4... ~ Fazia a contagem mental para ter noção do tempo que o vão entre os pêndulos ficariam abertos para a passagem, quando percebesse que ao menos dois ou três tivessem finalmente entrado em um padrão e abrindo uma nova janela de passagem, aquele seria o momento de investir. ~ Agora! ~ Iria disparar entre as passagem buscando ficar alertar para possíveis surpresas.

Se algum pêndulo escapasse do padrão e por isso passasse mais cedo eu não teria escolha se não me jogar para frente buscando executar um rolamento desajeitado para fora do alcance da lâmina, poderia acabar arranhando a minha pele exposta contra o solo áspero mas aquilo era um preço pequeno comparado a um corte executado pelo pêndulo. Caso de eu estar certo e perceber outras flechas ali então eu tentaria mover meu corpo o abaixando, movendo para a direita ou esquerda, enquanto poderia executar leves passos a um lado propenso para a esquiva naquele momento mas tentaria continuar o avanço para passar entre os pêndulos, a atiradora poderia ter a intenção de me atrasar e quebrar o padrão que eu tinha encontrado, se eu deixasse ela fazer isso então eu ficaria preso ali eternamente buscando os padrões para o avanço apenas para ela destruir com seus tiros e me prender naquela jaula mortífera.


- Falas -
~ Pensamento & Notas do personagem ~
Objetivos:
 
Histórico:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por GM.Ventus em Qui 14 Mar - 0:11, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
ADM.Senshi

Créditos : 37
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 25

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 EmptyDom 24 Fev - 8:06


Armadilhas.

Jones estava se perguntando o que exatamente era aquele lugar, era estranho a forma como a armadilha se portava, simplesmente num lugar improvável. Fazia ele questionar a moça se o Capra seria um dragão. Era justo, afinal eles tinham uma dungeon, que parecia ter saído de algum lugar… Mas a mulher acreditava que não… Maybe… -Eu não me lembro dele se parecer com um dragão não… Mas sei lá… vai que ele é um dragão com uma forma humana, não me surpreenderia.- comentava ela coçando o queixo pensativa, ela tinha levado a possibilidade a sério. Mas Jojo não se preocupava com o resultado da resposta ele estava ali para explorar, a primeira coisa que ele via era a mulher com as flechas.

Ironicamente ele achava que ela tinha errado antes de perceber que ela tinha acertado em cheio, apesar de apenas perceber isso em pouco tempo faltando. Ele tinha se salvado, mas até quando? A brincadeira de Shantall era engraçada, mas ele simplesmente naquele momento comentava sobre o cuidado que todos precisariam ter para passar. Ele começava a calcular o tempo de um pêndulo para o outro, quanto tempo eles passavam sumindo de um para outro. Ele tinha notado que era algo veloz tempo entre 4 a 5 segundos de distância para passar de um lado para outro. Teria de ser preciso.

Naquele momento o rapaz decidia por apenas se mover um pouco pra frente escorregando ali por baixo do pêndulo que estava embaixo. Não demorava no entanto para que ele então começava a contar enquanto mantinha o padrão na sua cabeça os 5 segundos exatos em que 3 pendulos podiam ir para um lado e serem ultrapassados. A primeira vez era complicada, ele demorava, principalmente por a padronização ser mínima. Ele avançava para os primeiros e funcionava, 4 tinham sido ultrapassados ao todo. O primeiro e logo os 3 a frente dele.

Ele ia com tudo mais uma vez, e continuava fazendo isso até que ele chegava no local próximo ao final tudo dava certo e ele avançava porém dessa vez quando passava, calculava errado uma das distâncias e acabava por ter que girar pra frente com tudo, mais especificamente no ultimo pendulo, porém o problema não era esse era o piso em que tudo a sua frente parecia um problema. Era pólvora? Isso mesmo, tinha bastante entre os espaços das cerâmicas, era um piso explosivo, talvez não sua totalidade, mas parte dele.

O problema agora era jogar campo minado corretamente… Ele poderia ali perceber pequenas inclinações nas cerâmicas que tinham pólvora embaixo, maaaas nada é um mar de rosas… A amiga arqueira, estava encapuzada, logo mais a frente e parecia bem irritada e pronta pra atirar, ela estava com o arco apontado pra a frente e agora Jones precisaria enfrentar duas coisas, a flecha e os explosivos. Enquanto isso, Shantall chegava ela vinha aos poucos engatinhando por baixo dos pêndulos e girando quando necessário.

Ela podia ver assim como Jones a mulher distante que estava no andar de cima, em uma espécie de plataforma que circundava toda aquela região. Ela então falava. -Te falar… esse lugar tá uma completa loucura.- Mas agora, o futuro caçador, podia entender uma coisa… Por que aquela jovem moça jamais capturou Capra até hoje, o homem estava mais protegido que filhote de jacaré na barriga da mãe. Agora o que ele faria é? Bem, tinham vários caminhos, qual deles escolher era apenas um caso que ele poderia fazer.

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

Best Gang:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Pirata
Pirata
ADM.Ventus

Créditos : 74
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 24

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 EmptyDom 24 Fev - 19:52

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

ROLE! CRITICAL! ROLE THE DICE!

- Critical Role -

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Passar pelo pêndulos era uma tarefa mais difícil do que tinha antecipado, os nerds poderiam falar que tudo se resume no padrão e coisas do gênero mas mal sabem eles que estão tremendamente enganados. ~ Nerds de merda... ~ Não adianta nada conhecer o padrão se o seu corpo não consegue acompanhar o ritmo dos pêndulos e por pouco eu não sentia aquilo na minha pele. Conseguia me esgueirar pelo primeiro que já estava se movendo em cima de mim mas os demais ainda apresentavam um desafio pela curta janela que eles criavam. ~ Yare yare dawa.... Rapadura é doce mas não é mole não. ~ Pensei antes de investir contra os vãos, cerrando os meus dentes eu passava pelos primeiros suando frio para não morrer ali, afinal diferente dos jogos eu só tenho uma vida, estava mais alerta que viciado em cocaína naquele ponto, passando de um para o outro a preocupação ia crescendo junto a expectativa de sair do meio de toda aquela desgraça quando dou conta de um pêndulo vindo direto em minha direção.

OOoOOooOORRRrAAAaAAA!


Com um impulso maior que os anteriores eu saltei para frente e rolava desajeitadamente apenas para salvar o meu pescoço. - Ufa... - Suspirava o ar que nem percebia estar prendendo, tudo aquilo era uma loucura, começava a formar um teoria que aquele lugar teria um significado maior antes de se tornar um porto clandestino, um lugar que Capra se apossou apenas para fazer de uma fortaleza. ~ Será que é por isso que ninguém mais o viu na ilha? Que ele fica só mandando seus peões fazerem o trabalho pesado… Estaria ele com tanto medo de ser preso que agora lidera o crime escondido nas sombras da cidade? ~ - O desgraçado está se achando Ra’s al Ghul não é mesmo! - Gritava comigo mesmo me recompondo apenas para dar de cara com a arqueira. - ...Porra de elfos... - Não só isso como também pude notar a pólvora no chão entre as frestas da cerâmica do piso, talvez estava mais alerta devido ao compilado de desastres que estava rolando mas o importante é que tinha entendido a ideia por trás da pólvora e do piso. - Não me diga. - Respondia Shantall com um sorriso no rosto, estava tudo uma merda mas era reconfortante ver que ela ainda estava do meu lado, isso me dava forças para encarar qualquer armadilha e qualquer boss que Capra jogasse contra nós. ~ Podem vir peidorreiros e vomitadores, no fim eu serei aquele que rir por último. ~ Encarava a arqueira que parecia bem irritada com a gente. - Manda ver, vadia. - Responderia ainda com o sorriso em meus lábios e o olhar selvagem, estava na hora de desbravar uma dungeon e subir uns leveis!

- Siga os meus passos e se mantenha alerta com a atiradora! - / ~ Merda se tivéssemos uma arma seria fácil enfrentar aquela arqueira enquanto os outros passam pelo campo minado. ~ Refleti enquanto já dava o próximo passo naquele desafio, ficaria atendo as frestas em volta de cada piso antes de pisar do mesmo, se percebesse o envolto suspeito de pólvora eu evitaria o mesmo mirando então o piso mais distante que não tivesse os mesmos indicadores que o primeiro, se o piso também estivesse mais elevado eu também tentaria evitar já que poderia ser o indicador que teria algo entre o mesmo e o solo bruto do local.

Aquele obviamente não era o nosso único problema, a arqueira nós tinha em seu campo de visão graças ao high ground de sua plataforma, por sorte eu não estava naquela confusão sozinho então podia contar com Shantall para me auxiliar assim como eu iria lhe auxiliar, um olharia pelas costas do outro, só assim iriamos conseguir triunfar ali. Não focaria minha visão apenas no chão em que pisava como também alternaria para o alto buscando pela plataforma que a mulher estava, também tentaria usar de minha audição para tentar captar zumbidos suspeitos ou sons de maquinários que poderiam estar sendo acionados naquele local, a arqueira era esperta, poderia usar de seus disparos para acionar mais armadilhas ou algo do gênero, ou seja eu precisava ser bem cuidadoso, minha audição também serviria para ouvir dos alertas de Shantall que poderia acabar percebendo as ameaças que eu tanto buscava evitar, no caso de eu notar algo também tentaria alertar a mulher gritando para a mesma se abaixar, pular ou executar qualquer outra ação que a tirasse do alcance de tal perigo.

Se notasse um disparo sendo executado contra mim, ou até mesmo se a Shantall me alertasse do perigo, eu tentaria evitar a ameaça já saltando para o próximo piso safe que percebesse no chão até chegar do outro lado para buscar uma cobertura dos disparos da arqueira. No caso dos pisos estarem bem separados uns dos outros então eu tentaria saltar da maneira mais simples que eu pudesse para alcançar o mesmo, assim que pousasse eu me abaixaria buscando me tornar um alvo menor para a atiradora, não tinha a intenção de ficar no mesmo piso por muito tempo, meus olhos passariam pelo chão buscando o melhor caminho para chegar do outro lado, a adrenalina circulando em meu sangue me deixava alerta então tinha que ser rápido assim como nos pêndulos. - Sabe o que dizem né? Quem pode, pode; Quem não pode, se sacode! - Continuava aos saltos e passos rápidos mas desajeitados até sair daquele campo minado, não tinha uma grande aceleração e sequer era um acrobata, então faria o que estivesse ao meu alcance para executar movimentos precisos o bastante para sair do meio das bombas.

Em caso de sucesso eu olharia ansioso a minha volta buscando cobertura para as flechas, não tinha nenhum arma de longo alcance e sequer tinha uma mira boa o bastante para acertar a mulher, logo tudo que eu poderia esperar era uma proteção para que pudesse pensar com mais calma em como lidar com aquela oponente.


- Falas -
~ Pensamento & Notas do personagem ~
Objetivos:
 
Histórico:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por GM.Ventus em Qui 14 Mar - 0:14, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
ADM.Senshi

Créditos : 37
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 25

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 EmptyTer 26 Fev - 20:41


Armadilhas.

Jones tinha passado por todo aquele problema mas já estava novamente frente a o próximo desafio, esse um pouco mais complicado que o anterior. Ele sabia que a dificuldade ainda seria grande mas ter a Shantall ali poderia talvez facilitar o trabalho. Ele mandava logo um manda ver vadia para atiradora que simplesmente atirava raspando no cabelo do homem, que apenas via uma explosão atrás dele, que ia do chão ao teto… Sim isso mesmo, era muita pólvora… Os dois começavam a caminhar pelos pedaços e então as flechas da mulher vinham. Mas se acha que ela ia atirar apenas neles? Está errado, ela ia atirando nas zonas vazias. O cachorro no entanto passava de forma ninja.

Ninguém sabia como mas o cão já não estava no campo minado e sim do outro lado latindo. O rosto do dog dizia claramente “Vocês são lentos, venham logo” enquanto isso eles estavam um dando cobertura para o outro e passo a passo iam passando pelo local até que finalmente podiam ver o final, e uma flecha vinha no chão a frente dele a explosão era grande e fazia ele ter de dar um passo pra trás no entanto nesse exato momento a mulher desequilibrava e uma explosão acontecia na lateral. Eles não se feriram mas o pedaço de concreto que eles estavam em cima era lançado pro alto.

Eles voavam para cima sendo jogados mais a frente já na entrada do negócio o que fazia pensar… Essa armadilha não era bem pensada… Já que eles desde o começo poderia ter tentado algo assim e surfado no ar com um pedaço de cerâmica… No entanto o motivo estava claro assim que de frente pra porta. Eles finalmente estavam de frente a um verdadeiro inimigo. Isso mesmo… Os sonhos de Jones iam se realizar um inimigo a altura, ops... 3 deles. Lá estava no alto por cima do corredor a arqueira, que não descia, e aparentemente teria seu trabalho.

Mais para o lado o bom inimigo de todos ali, o cara que criou as armadilhas e o primeiro a se apresentar. - Olá bem vindos a minha DUNGEON pessoal… Me chamo HOWTHORN e sou conhecido por ser fanático por ARMADILHAS agora é a hora do S H O W- Falava ele mostrando a lingua naquele momento com uma guitarra nas mãos e tocando dois acordes sonoros pesados. Aparentemente ele era um bárbaro pelo martelo que tava ao lado dele no chão… Ou seria isso uma armadilha? Vindo do fanático por armadilhas? Não sei…

Ao lado dele também estava outro homem, um baixinho de 1,50 bem magro que parecia ter alguma coisa estranha, ele estava maquiado com uma maquiagem branca e fazendo uma parede invisível? Isso mesmo era um mímico, um aparentemente muito bom… Que não se apresentava, apenas fazia uma parede invisível. Mas opa, parece que Howthorn não era o chefe ali. O GRANDE LÍDER TINHA 25 CENTÍMETROS DE PURA MALDADE. Usando um tapa olho de cabelos brancos e parecendo o próprio demônio em miniatura estava ali em cima do cabo do martelo. -Quem ousa invadir a nossa fortaleza. É você insolente?- falava o minúsculo homem falando com Jones.

Naquele momento se via apenas o ódio tomar conta de Shantall CAAAAAAAAPPRAAAAAAAAAA HOJE VOCÊ VAI PARA O INFERNO SEU MALDITO- Dizia ela estalando os dedos. Sim Capra era aquela criaturinha. Um anão que não tava pra brincadeira. E sim assim finalmente Jones se aproximava de derrotar o mais mortal inimigo de Shantall e de todos aqueles ali o Homem que tinha feito ele vir até ali. E que tinha trago todo aquele problema. Se naquele momento ele questionasse as informações que tinha sobre Capra ser um grande homem a mulher responderia. -Você está ficando louco ele tem mais de 3 metros olhe isso!!!- Sim era o que eu diria se tivesse sido derrotada por um anão. Eram 3 e tinham 5 metros e duas cabeças cada…

E talvez fosse o melhor pra Jones pensar afinal, ele poderia perder também, e era melhor ter uma ideia em mente para como reagir a isso, e com toda certeza ia ser difícil, principalmente quando você não imaginava encontrar o inimigo principal no meio do castelo ao invés de no seu final. Pois é, aparentemente o Capra, não gostava de clichê. E assim a luta iria se ter inicio JOJO VS CAPRA, O ANÃO DE 3 METROS… Façam suas apostas.

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

Best Gang:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Pirata
Pirata
ADM.Ventus

Créditos : 74
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 24

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 EmptyQua 27 Fev - 13:44

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

What’s Up Danger, Don’t Be a Stanger!

- Blackway -

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Meus olhos ainda fitavam a arqueira puxando as cordas de seu arco, mas antes que eu pudesse considerar esquivar a mulher soltava a flecha fazendo a mesma zumbir ao lado de meu rosto, sentindo o projétil resvalar contra os fios de cabelo que desciam por debaixo de minha bandana eu pude ter um momento de coragem devido toda a emoção e adrenalina, explosões? Apenas efeitos especiais para minha pose, encarando o horizonte, o caminho que deveria ser tomado, eu comecei a correr. - ESSES OBSTÁCULOS NÃO IRÃO ME IMPEDIR! - Gritava enquanto seguia em frente, as palavras miravam a mulher mas a minha atenção focava a armadilha e os projéteis. - QUANDO A MARINHA FALHA AO EXERCER A JUSTIÇA, QUANDO O GOVERNO DEIXA O CAOS CONSUMIR A ORDEM… EU SEREI AQUELE A SE LEVANTAR! - Pulando de um piso para o outro eu percebia Akoh do outro lado latindo em vitória diante a tal desafio, um sorriso nasceu no canto dos meus lábios. - MEUS PUNHOS VÃO SER O JUIZ, O JÚRI E O EXECUTOR! EU SEREI A LEI PARA AQUELES QUE SE ESCONDEM NAS SOMBRAS! - Tais palavras não tinham nenhum outro motivo senão marcar minha determinação ali, aquilo não era só uma declaração de superioridade como também era um mantra, tinha que ficar focado nele e em sua ideia pois era isso que me permitiu seguir em frente chegando até ali, mesmo com tantos obstáculos.

Por estar imerso em meus próprios ideais e minha própria determinação eu vacilava, senti meu corpo tombar, naquele momento sequer percebia Shantall comigo só via meus braços erguidos para cima enquanto caia, eu cairia ali? Em meio a pólvora, derrotado por uma arapuca assim como as caveiras encontradas antes? Não… Minha determinação não podia ser algo tão fraco assim, meus irmãos, meus pais… Eles não podem estar certos sobre mim, não agora, não quando Shantall precisava de mim, minha mão ainda no ar agora se fechava em um punho. - SE ME DERRUBA.... - Algo explodiu. - EU ME LEVANTO MAIS FORTE, PORRAAAaAaAAAAHHHHh! - Do nada eu estava voando no fim da frase, gritando igual um condenado, meu semblante de determinado pra caralho mudava para uma cara de quem diz. ~ Que merda foi isso! ~ Uma hora estava caindo e agora eu voava, só então percebi Shantall do meu lado.

O ar corria pelo meu corpo rápido demais para o meu gosto, a surpresa tinha gerado o medo mas o mesmo não durou muito, sequer poderia durar, tinha um objetivo maior ali então tinha que deixar o medo para mais tarde, tentaria alcançar a mão de Shantall exibindo um rosto mais sério e determinado, cerrando os meu dentes e com o cenho “emburrado” eu estendia um dos meus braço para Shantall enquanto acenava com a cabeça para ela. Alcançando ela eu revelava a minha verdadeira intenção, puxaria ela para próximo do meu corpo e agarraria ela em um abraço apertado, tentaria cair de uma forma que o meu corpo absorvesse maior parte do impacto e seguiria girando pelo chão esperando assim que tal absorção fosse algo mais natural apesar de não acreditar que o possível dano fosse menor devido aquilo, estava sem blusa então era possível eu me arranhar um pouco ralando uma região ou outra do meu tronco mas o importante era evitar que ela se machucasse ali.

Me sentindo um pouco mais quebrado e ferrado comparado a quando entrei na caverna eu tentava me levantar, gemendo um pouco de dor claro, em pé eu percebia que estava na entrada para a próxima sala, de alguma forma as coisas tinham funcionado ao meu favor, me virei em direção a última armadilha buscando ver a arqueira tentando imaginar se ainda estaríamos em sua mira e mesmo que não a encontrasse ali isso não me tranquilizava, só mostrava que ela sabia bem onde estava e o estava fazendo. - Tsc… Melhor irmos logo antes que as coisas fiquem mais lou... - Eu ia caminhando enquanto falava mas a frase morria ao ver aquela cena, absorvendo o que via eu ficava incapaz de falar, seria aquele o fim de tudo? O estágio final?

O primeiro se declarava o construtor de toda aquela merda, fanático por armadilhas é meu pau, aquele cara acabou de ganhar o título de saco de pancada #1. ~ Aaaah então é para ele que faço as minhas reclamações… Tenho certeza que ele vai adorar minha avaliação no Yelp... ~ Esperava uma apresentação do segundo mas logo entendi o que ele era. ~ Merda de mímicos... ~ Acima de nós estava a arqueira, mordia meu próprio lábio em frustração aquilo, não sabia como lidaria com ela ainda e estava claro que ela seria um problemão, eu já matutava os planos em minha cabeça e sinceramente eles eram muito bons, já tinha sete plano diferentes para lidar com todos ali. ~ Vou ora ora nesses putos tudo... ~ Agora era só pensar em como fazer isso… Uma outra voz falou comigo, olhei para os lados e para o alto buscando a origem da mesma até Shantall se manifestar. - Como é!? - Olhando para ela pude ver de onde a voz estava vindo, de baixo, próximo ao mínimo e o saco de pancadas #1.

- Pera ELE é o Capra? Você nunca me falou que ele era um anão! Isso é um detalhe importante para se saber quando se caça alguem. - ~ Ela não falou, falou? ~ A resposta dela já dizia tudo que eu precisava saber, mordia meu lábio mais uma vez tentando lembrar de minha conversa com Shantall no bar sobre o homem (post 2) e de fato nunca tínhamos conversado sobre o homem em si e sim no que ele fez até então, fiquei tão confortável de trazer ela, alguém que já conhecia o alvo, que deixei de caçar por informações básicas sobre o alvo, se não fosse por isso eu provavelmente já saberia mais sobre o anão, poderia ter conseguido as informações de Vince ou outro idiota, na melhor das hipóteses até encontrado um entrada melhor até ali. Aquela não era hora para arrependimentos, o desafio estava na minha frente, como eu iria lidar com ele agora? A sala pareceu mais quieta, os olhos estavam em mim, assumindo uma postura mais confiante eu dava dois passos a frente tomando cuidado para não ser alvejado nesse tempo.

Parado quase no meio daquela sala de frente a todos, até então eu teria ficado quieto, mas agora era hora de manifestar, primeiramente eu abria um pouco as pernas e flexionava um pouco os joelhos como em uma postura de combate, levantaria as mãos a altura do rosto e abria os dois dedos em um V mostrando as costas das minhas mãos para os três ali assim como a arqueira acima de nós. - O jeito de Utopia (OFF: na vdd inglaterra) - Dizia com a calma e tranquilidade que nem eu esperava naquele momento, em seguida uma mão se fecharia exibindo apenas o polegar que seria pressionado ao lado de minha testa e levemente girado de uma lado para depois o outro. - Esse é de Lavênia (OFF: italia na real) - Até agora eu poderia estar parecendo um maluco mas agora eu fazia uma ação que explicava melhor aqueles gestos, levantava o meu queixo, empinando um pouco o nariz e agora nas minhas duas mãos eles poderiam me ver dando o dedo do meio. - E esse é o jeito global, esses são três jeitos diferentes de mandar alguém se foder, existem mais mas como são só três de vocês vão ter que se contentar com esses, se quiserem ir podem ficar avontade. - Dizia finalmente em resposta à pergunta do anão, ele não precisava saber mais que isso, eu era o cara que ia foder ele e ponto.

Shantall poderia estar ansiosa para aquilo mas por enquanto eu tinha um trabalho diferente para ela. - Shantall cuide da arqueira! - Já esperava ela contestar o pedido e por isso tinha a resposta na ponta da língua. - FAÇA ISSO! - Vociferava manifestando minha liderança utilizando também de minha voz autoritária apenas para interromper seus argumentos. - Não podemos deixar que ela fique livre para dar disparos, você viu como ela pode ser perigosa, se deixarmos isso passar então tudo até aqui vai ter sido por nada, joga pedra nela, ferro ou até mesmo o cachorro se for preciso! Conto com você... - Mesmo falando com a barista minha atenção ainda se focava nós oponentes, me olhando ela veria um homem pronto para engajar na luta, um olhar de ferro mas que queimava em uma fúria indescritível, lembrava da história que ela tinha me contado sobre a morte de seu marido, lembrava do garoto que conheci mais cedo e seus pais assustados, de como a perda de um filho tinha os marcado e agora eles viviam com o mesmo medo mais uma vez graças a violência que aquele grupo estava gerando, tudo aquilo queimava dentro de mim. - Não se preocupe… Se você for rápida juro que deixo um pedaço ou outro para você. - E com isso eu investia contra os três, loucura? Não, naquele momento eu era o único se levantando contra aqueles monstros, tinha passado por maus bocados até ali, estava na hora de chegar no  fim daquilo.

De peito exposto, possivelmente ralado, certamente sujo, ferrado e fedido, correria em direção dos três deixando Shantall com a atiradora. Tentaria tomar cuidado com investidas de ambos oponentes, em meio de uma investida direta eu tomaria cuidado com os ataques buscando esquivar dos mesmos para que minha corrida não fosse afetada, notando que me miravam eu buscaria saltar para o lado propício no momento dependendo de onde o ataque do oponente viria, o mesmo vindo da direita eu saltaria para a esquerda assim como vice versa começando a arriscar uma corrida em zigue e zague, em corpo a corpo eu buscaria gingar o meu corpo ao típico estilo de boxeador, moveria o corpo buscando me afastar de golpes enquanto meus punhos ficariam próximos de meu rosto, em golpes altos buscaria me abaixar e em seguida gingar para o lado tentando me posicionar entre um oponente e outro, para golpes laterais eu tentaria me mover de forma que os mesmos passem direto acertando apenas o ar sendo por eu me esquivar deixando o movimentando passar ao meu lado - sendo ele na vertical ou diagonal - ou me abaixando fazendo que o mesmo seguisse por cima de mim - em golpes horizontais - tentaria tirar proveito do embalo para me aproximar mais de meu atacante ou me manter colado no mesmo.

Acabando ou não de desviar de alguma movimentação, finalmente colado em um dos inimigos mirando aquele que estivesse mais próximo e tivesse uma estatura humana, ou seja não sendo o anão, meu primeiro ataque seria um gancho ascendente com o meu punho direito mirando o queixo sendo do mímico ou do guitarrista, eu estava mirando aquele mais próximo a mim ou aquele que tivesse me atacado. - WATASHI GA KITAAAAAAA FILHO DA PUTAAAAA! - Gritaria sentindo o meu golpe encaixar no oponente utilizando de todas as minhas forças, não perdia tempo, executaria um segundo soco direto com meu punho esquerdo mirando no abdômen do mesmo oponente esperando que minha força fosse o bastante para empurrar o mesmo para trás já que o primeiro golpe se bem sucedido poderia causar um desequilíbrio.

Acertando ou não eu não teria tempo para comemorar, estava em uma luta com desvantagem numérica, tinha que me manter em movimento, assim que o segundo golpe fosse executado eu já me abaixaria tentando me prevenir de alguma movimentação suspeita enquanto girava o corpo em direção do próximo inimigo, se o mesmo estivesse próximo eu executaria um chute baixo lateral com minha perna esquerda esperar desestabilizar o equilíbrio do meu alvo, tentaria tirar proveito do gingado e criar um embalo com a minha cintura e movimentando meu ombro direito eu buscava uma força maior para um soco de direita mirando o rosto do próximo inimigo, tentando acertar um jab no mesmo eu buscava ser rápido tentando causar um dano maior e talvez até mesmo intensificar o desequilíbrio causado no mesmo oponente para que em seguida pudesse investir um ataque de corpo, um empurrão usando um golpe de ombro, um “tackle” usando a parte lateral direita do meu corpo para empurrar o segundo inimigo para mais longe de mim.

Possuindo sucesso ou não eu já fecharia os meus dois antebraços na frente do meu corpo esperando alguma movimentação inimiga, tinha noção do quão falha poderia ser minha defesa mas aquela movimentação servia apenas para dar um alvo que não fosse vital aos meus oponentes, enquanto os membros estariam posicionados em frente do meu corpo eu já ia saltando para trás buscando sair do alcance de meu oponente, precisava reavaliar minha investida e ver o quão efetiva teria sido a minha primeira movimentação, não teria executado nenhum golpe contra Capra diretamente já que esperava ver um pouco mais do estilo antes de pensar em algo efetivo contra o anão, durante as esquivas eu guardava as esperanças de ter a sorte de fazer um acertar o outro já que estaria - se tudo tivesse dado certo - entre os criminosos, claro que eles não eram idiotas como os anteriores mas ter esperanças não custava nada, ou pelo menos nada que eu já não teria arriscado até ali.



- Falas -
~ Pensamento & Notas do personagem ~
Objetivos:
 
Histórico:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por GM.Ventus em Qui 14 Mar - 0:14, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
ADM.Senshi

Créditos : 37
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 25

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 EmptyQui 28 Fev - 3:03


This ain't No Place For No Hero.

As coisas começavam como sempre extremamente malucas, ele recitava seu mantra estranho direcionado a Shantall que estava concentrada. Naquela hora poucas coisas realmente importavam. Mas não demorava até que de repente ele estivesse voando livre no céu como um ganso, aquilo era estranho mas pra piorar ele caia praticamente de frente ao Boss percebendo vários problemas, o homem era um anão tudo tava errado naquela merda, tudo fora de controle, ele então falava com a barista, a passando que ela tinha que cuidar da arqueira, ela se negava. -NÃO!! EU ESPEREI MUITO PRA CHEGAR AQUI.- Mas Jones colocou juízo na cabeça dela, falando para jogar qualquer coisa, talvez o cachorro? Isso tava fora de controle, o que aconteceu aqui? Eu criei um monstro? Era isso? O mundo estava realmente insano.

E naquele momento a mulher concordava com a cabeça, e então começava a catar realmente tudo que estava por ali, ela primeiro pegava um pedaço de flecha e iniciava a treta toda. Mas o rapaz estava em outro foco, 3 contra 1? Quem liga não é? Já tinha se fodido mesmo, era hora de completar isso. Ele avançava de peito aberto e Hawthorn não sei mais escrever isso, criei e agora vai diferente a cada escrita entrava na frente de cara, era o primeiro que ia participar da festa. Alguns projéteis vinham dos céus mas naquela hora a corrida em ziguezague era suficiente. Até o momento em que ele se aproximava realmente. Ele via tudo com sangue nos zoio, e ia com tudo em um golpe ascendente gritando com tudo. O inimigo bloqueou o golpe com os dois braços.

Ele recebendo o golpe tinha feito uma defesa em forma de cruz dizendo. -aRmAdiLhA NÚMERO 1: RODOPIA GIRASSOL- falava ele mudando de tom de forma estranha e assustadora. A voz afinava e engrossava de uma maneira que simplesmente assustaria qualquer um. Mas basicamente ainda naquele segundo girava 360 graus em torno de si mesmo com os dois braços abertos em velocidade e acertando bem no pé do ouvido de Jones. Nessa hora o homem cambaleava pra o lado e poderia sentir uma forte pancada na sua panturrilha. O anão o atacava por baixo, batendo com muita força na perna dele. Tinha sido um chute.

Ele então socava o homem no torax com força o jogando pra trás, o Haw alguma coisa era jogando mais para trás falando Armadilha número OITENTA E SEIS, o chupa cabra DE UM OLHO SÓ.- O anão escutava essa frase e apenas soltava um “Q?” E então a gente via algo inexplicável, o inimigo saltava para o alto girava no ar e aplicava uma bundada no rosto de Jones? Sim… E soltando uma flatulência no seu nariz… O dia não estava fácil, e pra melhorar até capra não tinha entendido nada estava com um olhar impressionado. Capra nessa hora, estava sem saber porque exatamente tinha contratado ele.

O Mímico agora partia também pra cima, ele tinha uma parede invisível consigo e era realmente uma, a gente tá falando de um vidro transparente? ISSO É UM MÍMICO DE ARAQUE, AGORA FAZ SENTIDO A PAREDE SER TÃO REAL, ENGANOU TODO MUNDO. E ele simplesmente se chocava contra Jones que via os pedaços de vidro que cortava sua pele, mas aí que vinha a fala -ARMADILHA NÚMERO 8: Por essa você com certeza não esperava, nem eu!!- Era um ataque completamente do nada, enquanto isso Capra pensava sobre tudo aquilo. -Aí… Cê ta ligado que isso fode a gente também né?- Falava o anão sem entender o intuito daquilo.

Mas ficava ainda mais louco quando podiam ouvir um grito HAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA- Shantal que avançava ali pegava o mímico pela gola erguia ele do chão e ? Lançava contra a arqueira em um surto de ódio, ela Tinha os cabelos loiros agora bem altos, parecia que uma flecha explosiva tinha feito algo, estranho com ela. E claramente enquanto o mímico voava ela gritava -VAI SE FERRAR PIRANHA!!!- Claramente aquela luta estava um completo caos total sem qualquer lógica coerente por trás dela.

Naquela hora Jones aproveitava encaixando um chute circular em seu inimigo, mas ao mesmo tempo que isso acontecia, Capra saltava acertando bem no maxilar dele. De início era apenas um golpe simples, mas se acertado de novo poderia piorar. Mas não era o suficiente para parar ele que girava dando um soco de direita com todo o poder no armadilheiro. A coisa tava feia e ele sabia disso, tentava aplicar mais um soco, mas não conseguia pois Capra saltava contra ele chocando seu punho contra o de Jojo naquela hora.

O mímico descia pela parede agora se escorregando todo ferrado e surrado e bem… Ele cagava pra ser um mímico agora. - VÃO TODOS VOCÊS PRO INFERNO, COMEÇANDO POR VOCÊ MUSCULOSINHO.- Falava ele apontando para Jones e naquela hora ele inchava. Contraia os músculos rasgando a camisa e avançando, e o caos continuava. Vendo isso o rapaz fechava a guarda com os antebraços para reduzir possíveis impactos e era útil pois o que vinha ali era uma barragem de golpes, o inimigo avançava socando diretamente naquela guarda gritando. -MUDA MUDA MUDA MUDA MUDA MUDA- ESTAVA COMPLETAMENTE PUTO. E cara que dia de cão. A defesa segurava aquilo por um tempo, mas logo alguns ataques passavam nas costelas e danificavam ali na lateral.

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

Best Gang:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Pirata
Pirata
ADM.Ventus

Créditos : 74
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 24

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 EmptySex 1 Mar - 12:30

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

RED Lions Inside

- Valley Of Wolves -

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Como esperado Shantall não ficava muito empolgada com a ideia de lidar com a arqueira deixando o anão comigo, entendia seus motivos, ela tinha mais assuntos com o pequenino que eu sequer sonharia ter mas era exatamente para isso que eu tinha concordado em ir para lá, impedir que ela mergulhasse como louca em uma luta que não poderia vencer e olhando aquele cenário eu me certificava que tinha feito a escolha certa, dificilmente a mulher conseguiria lidar sozinha com tudo que tínhamos encontrado até ali. Deixando-a para trás eu avancei na loucura mesmo, já tinha encarado desvantagem numérica antes e aquela não era minha primeira vez enfrentando um anão, era como se ainda pudesse ouvir a voz daquela pessoa em meus ouvidos. ~ Lembre-se garoto, quando se luta contra um anão todo golpe é baixo! KAHKAHKAHKAHKAH~ ~ Merda… Fazia tempo que não pensava no filho da puta.

Evitando o clichê de reviver memórias de um passado durante um combate importante eu avançava contra o maníaco por TRAPS, meu primeiro golpe encaixava mas fuzilando meu oponente com os olhos eu via que o mesmo tinha bloqueado, cerrando os meus dentes eu ainda forçava o meu punho contra a defesa do oponente, urrando no início do que seria uma possível disputas de forças eu esperava empurrar o homem mas via que o mesmo tinha uma espécie de reação contra o meu golpe. O maldito “saco de pancadas #1” gritava sua técnica, apresentando-a o canalha já ia executando um rápido movimento me acertando com uma pancada forte que mal vi chegando. ~ MERDA! ~ Senti meu corpo cambalear enquanto dava alguns passos tentando sair do alcance dos braços do maluco, antes de ser capaz de andar muito pude sentir um segundo forte golpe em minha panturrilha.  ~ MAS O QUE!? ~ Com uma careta eu olhava de canto de olho onde tinha sido acertado e via o anão, porra de Capra. ~ KAHKAHKAHKAH~ Eu falei, não falei? ~ Merda… Lá vinha ele outra vez na minha cabeça.

Em um mix de angústia, raiva e orgulho eu cerrava um de meus punhos. - RRRROOOOOOOAAAAARRRRR!!!- - Rugindo eu acertava um soco no torax daquele ser que merecia mais algumas porradas, o homem era jogado para trás mas ele parecia se recuperar e aproveitar da distância conquistada para disparar em minha direção com uma nova habilidade estranha. Antes que pudesse reagir eu só via umas piruetas malucas e a raba do maldito acertando a minha cara, se ele peidou ou não eu nem sabia dizer mais, eu já estava um nojo que só, se sim o fedor dele só se mesclaria com o meu e eu sequer perceberia porque meu nariz naquele momento já estava em coma, sem olfato? Talvez eu acabe ficando sem mesmo.

Meu corpo mais uma vez balançava para trás comigo lutando para ficar em pé, quando dava por mim via o mímico investindo em minha direção. ~ MERD- ~ Não tinha como impedir aquilo, sequer conseguia me manter em pé mas estreitando os olhos eu pude ver algo estranho, foda-se era tarde demais, com a investida do mímico pude sentir algo como uma placa de vidro se chocando contra o meu corpo, a mesma se estilhaçou com os seus cacos partidos cortando minha pele. Meu joelho vacilava e já pude sentir o mesmo pesar querendo cair no chão mas aquele não era o momento para cair, sentindo o gosto do meu próprio sangue eu ainda lutava para me manter em pé, não iria mostrar fraqueza ali. - Já acabou Jessica? - Forcei um sorriso nos lábios só para dar raiva mesmo.

Minha provocação saia junto com a troca de comentários do saco de pancadas #1 e o pitoco de amarrar jegue, antes que eu sequer pensasse em continuar com as provocações ou avançasse da maneira caquética que meu corpo permitiria no momento, ouvi um puta grito. ~ Mais que carai- ~ Só vi Shantall investindo de uma maneira berserker contra o mímico, meu queixo caiu vendo a mulher dando uma de She-Hulk arremessando o filho da puta em uma outra filha da puta, era a minha chance, acertei o meu chute na pessoa que eu mais guardava raiva naquela sala, ia seguir com a sequência mas o Capra tentava me interromper acertando um golpe forte contra mim. - OooOOOORRRrAAaAaA! - Forcei meus limites para continuar com a sequência e acertar o segundo golpe no desgraçado. ~ É O SEU FIM, SEU MERDAAAA! ~ Imaginava que o terceiro golpe acabaria com o desgraçado mas Capra mais uma vez dava as caras, nossos golpes se chocava, rangi meus dentes em fúria. - Tsc… Vou acabar com você! - Ameaçava me afastando até ver o mímico indo a loucura.

Fiquei surpreso ao ver o mímico falando mas o que me surpreendia era. - Eu? - Shantall tinha esculhambado o cara fazendo-o de projétil e ele estava irritado comigo? Antes de ter o tempo para pensar naquilo o cara já vinha avançando com tudo, cada grito era como um soco disparado contra a minha defesa que mesmo inefetiva ainda poderia servir para distribuir um pouco de dano a regiões mais resistentes do meu corpo. ~ MERDA MERDA MERDA MERDA MIL VEZES MERDA! ~ Eram muitos golpes para poucos pontos em bloqueio, os ataques por fim acabavam fazendo seu caminho até minhas costelas me fazendo arquejar de dor mas ainda lutava para manter uma postura de luta, mesmo que toda dor deixasse meu corpo duro e com alguns espasmos eu ainda lutava para não cair, não daria esse gosto para eles. - Tsc… eu quase senti essa… ha ha ha... - Forçava um sorriso abaixando um pouco o olhar para apenas cuspir o sangue acumulado na minha boca. - ... Vocês estão levando isso a sério? - A adrenalina acabava me ajudando a superar a dor, levantava minha guarda mais uma vez. - Porque eu posso fazer isso o dia todo. - Terminava encarando os três com um ar de seriedade, não fazia nenhuma ameaça ali, fazia uma promessa, eu ia foder com eles.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Já tinha me ferrado demais naquela troca de golpes onde uma hora eles batiam e outra hora eu apanhava, tinha que revidar e dessa vez bater para doer ou pelo contrário eu me tornaria apenas mais um nome na lista de mortos na ficha criminal daquelas pessoas e nem fudendo deixaria isso acontecer. ~ Vamos lá… Eu já lidei com mais caras que esses, com maiores e mais fortes, com mais baixos e mais ligeiros… É tudo ou nada! ~ Moribundo e capenga eu ficava posicionado em minha base com uma postura firme, o mímico ainda poderia ser aquele mais próximo mas não poderia ignorar os demais, já bem fudido eu ficava ali parado parecendo estar quase morto mas a verdade é que estaria bem alerta, atento a qualquer movimentação daqueles três apenas esperando o momento certo para agir, torcendo para eles morderem a isca, e como não morderiam? Tinham me feito de gato e sapato até o momento, só precisava então da abertura certa.


(toca essa merda)


Assim que um dos canalhas avançasse em minha direção eu esperaria o momento certo para agir, deixaria que o mesmo iniciasse o ataque enquanto se aproximava já tentando sutilmente preparar minha base para a grande oportunidade, quando o mesmo estivesse próximo, se preparando para me atacar, eu dispararia contra ele mas não tentando o atacar de frente, tentaria passar por debaixo da abertura gerada em seu movimento, ou seja, se ele viesse correndo em minha direção preparando um golpe de esquerda eu iria correr para a esquerda dele tentando passar por debaixo de seu braço, em caso de ser a perna em um chute o alto tentaria o mesmo me agachando no solo mas em caso de um chute baixo um pequeno salto para o golpe passar em vão. Durante essa minha movimentação minhas duas mãos iriam de encontro ao tronco do meu oponente - exceto no agachamento- para puxá-lo na direção de onde eu antes estava, uma movimentação que o intuito não era apenas desestabilizá-lo como também tornar mais rápido o processo de passar por ele.

Aproveitando a breve surpresa do sujeito eu já começava a distribuir um, dois, três, quatro, quatro, cinco, SEIS socos rápido em cada lateral mirando nas costelas, assim como eu tinha sido acertado antes, subiria um último golpe contra o queixo do mesmo oponente antes de girar meu corpo começar a descer minha base executando uma rasteira  que não só torcia para acertar aquele que até então teria sido meu alvo mas como também acertar algum outro sujeito que teria avançado em socorro ao colega. Terminando aquela movimentação eu já executaria alguns passos rápidos para trás quase como pequenos saltos evitando ser mais golpeado do que já teria sido até então.

Existia a possibilidade de enquanto eu estivesse parado esperando a investida de algum dos oponentes, dois ou três avançassem no lugar de só um, nessa conjuntura eu tentaria passar por aquele que estivesse mais próximo porém entre uma das extremidades sendo esquerda ou direita, entre essas eu buscaria passar por aquele que obviamente não fosse o Capra já que a manobra planejada só funcionaria com alguém maior ou do meu tamanho. Na conjuntura do oponente se virar para mim após ser empurrado para onde eu estava, tentaria me agachar com o tronco levemente inclinado para frente em caso de um soco, a intenção era evitar golpes no momento certo mas em caso de chutes eu tentaria dar um passo mais largo para um dos lados que me fosse mais conveniente no momento, depois de esquivar dessa reação só então eu iria prosseguir com os golpes.

No caso do oponente montar um bloqueio em frente ao corpo meus golpes iriam se elevar, o alvo então se tornaria o rosto de meu alvo, se então ele subisse a defesa então os golpes mais uma vez desceria mirando as costelas antes de buscar encaixar a rasteira. Se durante a sequência o inimigo me atacasse eu tentaria desviar como já descrito acima para então buscar terminar a sequência de golpes.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Não sendo o meu primeiro rodeio eu sabia bem que não poderia esperar ganhar dos três em uma simples trocação de golpes tinha também que usar as minhas vantagens, ou melhor o cenário, depois da rasteira como já dito eu iria recuar mas esse recuo era estratégico, minha intenção era voltar para onde os cacos de vidros tinham caído quando o mímico me atacou. Chegando lá eu esperaria o avanço dos oponentes ou daqueles que ainda estivessem em pé, percebendo seu avanço eu esperaria o momento mais uma vez e quando eles estivessem na metade do caminho eu me abaixaria colocando as mãos no chão e gritando. - SHANTALL AGORA! - O que eu esperava com aquilo? Porra nenhuma, na melhor das hipóteses um milagre aconteceria e depois eu diria que foi tudo trabalho em equipe mas a verdade é que esperava surpreender meu atacante tentando causar uma distração, com tal distração funcionando eu encheria minhas mãos com cacos de vidro tentando ignorar a dor mas em um urro de coragem eu aproveitaria o fato de estar abaixado e investiria em um tackle assim como um jogador de futebol americano, avançaria raivoso contra o alvo já buscando cravar um dos cacos entre a clavícula e o pescoço do oponente, outro iria abaixo das costelas e se tivesse mais eu distribuiria igual um maluco cravando no peito, abdômen, coxa, bochecha, tudo enquanto rugia igual um filho da puta.

- Você não vale um ORA... - Sem mais cacos eu tentaria finalizar com um soco direto no nariz do oponente com toda a força que ainda tinha. - BIIIIIIRRRRLLL - Ele não valia um Ora mas um Birl daria para o gasto.

Naquela sequência existia a possibilidade do oponente não se sentir à vontade para avançar o trajeto que eu desejava, caso isso acontecesse eu usaria a técnica mais suja do meu baralho para atrair um dos inimigos. - Tá com medinho agora? Talvez eu deva ligar para a sua vózinha… Ela nunca negou uma surra de pica! - Golpe baixo? Sim, mas vale tudo no amor e na guerra, se o oponente defendesse a minha investida com os cacos de vidro eu não ficaria pensando muito nisso e buscaria cravar outro em alguma outra região aleatória do corpo e assim tentaria de novo e de novo até acertar algum, no caso de um contra ataque eu ainda desejava me manter próximo tendo o maldito a meu alcance e por isso eu tentaria desviar de seus ataques, giraria o meu corpo no sentido horário buscando já ir dando um passo para o lado que estivesse aberto na guarda de meu oponente devido ao seu ataque, durante essa passagem eu já tentaria também cravar um dos cacos por onde estaria passando, quando parasse ao lado ou nas costas do mesmo eu iria tentar continuar com a sequência de movimentos.

Se a Shantall tivesse feito ou não algo devido o meu chamado isso não faria diferença a não ser que ela tivesse levado o cara a nocaute, fora isso eu ainda tentaria a sequência de movimentos tentando não interferir em qualquer coisa que a mulher estivesse executando contra o cara.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Na melhor das hipóteses, ferrado ou não e com alguma preferência os dois canalhas mor de Capra poderiam ter caído, se estivessem em pé então eu tinha que pegar mais pesado mas a questão era. ~ Como? ~ Vencendo aqueles dois ou não eu estava ficando sem opções, toda aquela desventura teria me desgastado, tinha explorado uma freaking dungeon, passado por armadilhas, lutado e agora estava ali enfrentando alguém com melhores condições, minha respiração já estava ofegante e mesmo que a adrenalina me mantivesse de pé o corpo já começava a pesar mais, queria cair, fechar os olhos e dormir, mesmo assim estava ciente que o primeiro momento em que eu vacilasse o oponente teria a sua vantagem e com isso a vitória, como mencionado antes… Era tudo ou nada.


- Falas -
~ Pensamento & Notas do personagem ~
~ Estranho do passado ~
Objetivos:
 
Histórico:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por GM.Ventus em Qui 14 Mar - 0:14, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
ADM.Senshi

Créditos : 37
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 25

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 EmptySeg 4 Mar - 4:08


Não há espaço para a derrota.

Vendo o seu estado Jojo não podia desistir, ele simplesmente sabia que se entregar ali nem sequer era uma opção. Ele até fazia algumas leves piadas sobre aguentar aquilo pelo dia inteiro, e talvez ele tivesse de fazer tal coisa. Ele já tinha passado por coisas demais até aquela hora, então ele simplesmente se preparava naquela hora, fingia estar entregue mas não… Ele estava pronto. Assim que o armadilheiro avançava ele ia igualmente em sua direção, mas apenas quando ele estava perto, e assim que o soco vinha da esquerda ele abaixava o dorso batendo diretamente com força contra o tronco do oponente que acabava passando alguns passos para trás.

Isso não era o suficiente Jojo naquela hora atacava as costelas dele atacando 6 vezes alternadamente pelas laterais e finalizando com um soco que jogava o inimigo pra cima. Caído no chão o armadilheiro ria. -HAHAHAAHAHAHA Achou mesmo que era só isso? Armadilha número 10510… O Leão derrotado.- Era a fala do homem que roubava a atenção enquanto Jones se afastava para trás, Capra acertava ele em um voo na nuca. O forte soco do anão era o suficiente para momentaneamente desestabilizar ele. Que recebia uma rasteira do armadilheiro, que derrubava ele bem em cima do martelo… Pois é, essa merda tinha que fazer alguma coisa né? Por que? Só o doente sabe.

Mas a pancada durante o momento que ele cambaleava ia bem nas costelas. A forte pancada do lado direito não era o suficiente claro para parar o grande boxeador que nesse momento… Devia estar puto. Os três estavam de pé agora e avançaram todos de uma vez, Jojo tinha acabado de recuperar a consciência completa e observava aquilo como se estivesse acordando da pancada debilitante na nuca. Vendo o inimigo se aproximando ele avançava de uma vez, passando por entre o golpe dele para a esquerda, era do mímico fortão, passando por entre o golpe a sequência era aplicada, e então logo em seguida assim que notava o outro inimigo ali ele avançava como se investisse com um tackle, e rapidamente acertava.

Ele estava indo bem até ali, porém os golpes do anão eram o que viriam a seguir, Primeiro ele tinha um golpe vindo do além no joelho e mesmo que olhasse para o chão, o pequeno teria sumido. A pancada acertava na rodilha e quase deslocava ela. Ele estava no meio das pernas de Jones e acertava o calcanhar dele com toda a força, era um golpe absurdamente doloroso. Ele tinha aplicado aquilo de um modo que deixara ele simplesmente poder sumir no meio do ambiente avançando e correndo sem parar, mas o pior momento certamente era quando ele não sabia de onde viria ou quando viria o próximo ataque. Então a luta não tinha chegado ao seu fim, ele sabia isso e estava pronto, no momento ele simplesmente usava sua técnica para tirar atenção chamando Shantall.

Ela no entanto tinha desaparecido das vistas. Se ele olhasse pra cima poderia ver que ela estava de alguma maneira pendurada na parte de cima do lugar com duas flechas cravadas, uma em cada ombro, e aplicava um mata leão na arqueira, sendo segurada apenas pelo corpo da sua inimiga que tava lá em cima das grades. Enquanto isso o cachorro estava com os dois pés na grade com a língua pra fora. Se ele prestasse mais atenção poderia ver também o que levou ela a esse ponto, havia uma flecha cravada na nádega direita da loira, que devia ter irritado ela a esse ponto. No entanto a arqueira não tinha desistido e arrastava-se pela grade, tentando fazer o atrito derrubar a boxeadora.

A mulher com toda certeza estava tendo um péssimo dia. Enquanto o armadilheiro se aproximava com tudo de Jones que aplicava agora mais uma vez seu Tackle, ele estava certo do que fazia, mas o que o homem não esperava era que ele mesmo fosse cair numa armadilha, pois assim que terminava jones que havia pego os cacos de vidro na distração cravava um bem na clavícula do homem, outro nas costelas, mais um no peito, depois outro na coxa. O homem se mantinha de pé aguentando cada um deles cerrando os dentes e falando. -Armadilha… número 859, se fodeu panaca.- E ele via pulando por cima do ombro dele, aquela criatura infernal que subia com tudo socando diretamente na cara.

Era CAPRA!!! Que não dava apenas um, mas 5 socos cruzados em uma sequência de uma única vez, direita, esquerda, direita, esquerda, atacando sem piedade o rosto de jones. Estava nas costas do armadilheiro, e ele era a armadilha!! As pancadas eram uma mais forte que a outra. Aqueles golpes de certo tinham deixado a marca e o anão finalizava com um chute no peito se lançando para trás e novamente desaparecendo. Ele estava em maus lençóis pelo lado bom, os inimigos estavam cada vez mais perto de cair. O Mímico estava naquele momento preparado para uma trocação de socos poderosa. O armadilheiro no entanto se afastava, e sentava perto da parede, começando a tirar os cacos de vidro.

Olhando para Jones o fortão apontava para ele e dizia. -Você, eu te desafio para um duelo!!! Uma trocação de socos formal, apenas homem contra homem.- Falava ele contraindo os músculos e fazendo uma pose colocando a mão na frente do rosto e cruzando o braço para um dos lados enquanto levantava a pena direita a dobrando sobre o joelho e falando. -Vamos ver quem tem os socos mais potentes, e provar quem aqui é o homem homem dessa história, vem com tudo. Pode vir quente que eu to fervendo.- Falava o musculoso preparado para entrar em um confronto épico contra Jones, como diria a velha guarda, sem piedade, nem dedo no olho. É assim que deve ser o grande duelo.

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

Best Gang:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Pirata
Pirata
ADM.Ventus

Créditos : 74
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 24

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 EmptyTer 5 Mar - 1:22

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

STRONGER!

- The Score -

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


O peso sobre meu corpo triplicou, a respiração pesada só era possível ser executada pela minha boca, o suor que escorria em mim era tanto que meu corpo acabava ficando lubrificado e com toda poeira ou sujeira colando no mesmo, o sangue escorria de minha boca e das feridas menores que sequer valiam a pena serem descritas, meu tronco exposto estava ralada e com alguns hematomas onde as costelas foram fraturadas, sujo e claro fétido devido as todas desventuras que tive até agora, os meus três oponentes estavam ali, e diante deles era como se encarasse três monstros de presença gigantesca, mesmo com o anão escondido a situação o transformava em um imenso demônio. ~ Era disso que ela estava falando então…? ~ Me referia ao fato de Shantall ver o homem como um gigante, mesmo que estivesse deixando ele por último para abrir uma oportunidade que Shantall tivesse sua chance de acertar suas contas, eu sentia que mesmo se tentasse eu não conseguiria lidar com Capra enquanto seus dois aliados estivessem de pé ou talvez nem mesmo depois disso.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Minha investida tinha sido no mínimo boa mas não o suficiente, era pego em mais uma sequência combinada entre eles. ~ Mer... ~ Minha visão ia ficando turva, as luzes ficavam mais fortes e cegantes, começava a ver algumas manchas escuras e todo som da sala parecia distorcido e lento, a não ser por uma voz. ~ Eu acho que ele vai desmaiar... ~ Mais uma vez aquela voz, mais uma vez ouvia ele, meu antigo mentor.

~ Flashback ~

~ Eu acho que ele vai desmaiar agora… Olha o vermelho da cara dele tá ficando roxo! KAHKAHKAHKAHKAH ~ ~ Lá estava ele, conforme a visão ia ficando mais turva ela começou a dar espaço a um cenário mais nítido em que eu acordava, uma memória de meu passado, estava preso em um mata-leão que um dos outros lutadores daquele desgraçado executava, na minha frente estava ele, Aldenam, um anão de pele negra e cabelo rastafari, seus olhos negros me encaravam em um prazer malicioso me vendo apanhar como sempre, do lado esquerdo de seu rosto tinha uma cicatriz que descia da testa passando pelo olho e ia até o fim de sua bochecha, em sua boca ele mascava um pedaço de trigo. ~ Sério se você vai vir aqui para apanhar deveria ter ficado na escola… Lá pelo menos você aprende! Cassius, solta ele. ~ Antes de soltar a montanha de músculos apertava mais e sussurrava em meu ouvido. - Deu sorte hoje seu bostinha… Vai lá para a sua mansãozinha chorar no colo da mamãe vai. - Só então ele me soltou e saiu do meio do ringue, que na verdade era só um círculo no meio de um quadra abandonada.

- Cof* cof* Merda! Eu poderia ter ganho… Não se mete na minhas brigas... - Reclamei em meio das minhas tosses e ia me levantando. - Qual foi Cassius, vai correr agora? Vem pra mão seu canalha! - A montanha de músculos já ia bufando irritada enquanto se virava já quase voltando a investir contra mim quando Aldenam mais uma vez se pôs entre nós. ~ Parem com isso vocês dois, se continuarem de viadagem ninguém vai lutar essa noite! O que acham disso, ein? Querem perder a grana das apostas? Não, então fiquem quietos e parem de causar confusão! ~ O anão já sumia e aparecia na frente de meu rosto executando um tapa que me fez girar em volta de mim mesmo para logo em seguida cair por falta de equilíbrio.

Aldenam era o cara, no submundo de Calmaria ele organizava lutas clandestinas, na época existiam vários organizadores e apoiadores e cada um parecia ter um grupo de luta, quando o grupo ganhava os organizadores também ganhavam parte das apostas e assim pagavam os seus lutadores, aqueles com mais vitórias ganhavam mais, durante essa minha fase rebelde, em uma ilha que é quase habitada somente por nobres ou pessoas muito ricas devido a beleza da ilha e o equilíbrio que a mesma tem com a natureza, eu acabei encontrando com Aldenam em um bar esquisito em uma área mais pantanosa e bem longe da área bela onde as pessoas costumam habitar. Como um garoto irritado e angustiado devido a uma vida cheia de expectativas eu acabava me metendo em uma confusão, comecei a porra de uma briga de bar e fui arrebentado por todos ali, jogado no balcão, espancado e em seguida jogado no lixo.

O anão cuidou das minhas feridas enquanto morria de rir da minha derrota vergonhosa, nesse dia ele tinha falado ter visto algo que gostou em mim, o fato de eu sempre me levantar, de sendo lógico ou não, mesmo com tudo e a todos contra mim eu me levantei e continuei lutando pelo o que achei certo, para defender uma garota de um grupo de delinquente. Depois daquilo o homem me apresentou ao submundo de Calmaria, me ensinou a brigar mas ele também sempre tentou me fazer pensar, dizia que eu não deveria matar meu tempo e jogar as chances que eu tinha em lugares como aqueles, era jovem e de uma boa família bem afortunada, o futuro me guardava coisas grandiosas em vez de briga de bares. Eu era jovem demais para entender o que ele queria dizer, por um tempo ele se afastou de mim, depois de tanto me ensinar ele se afastou e foi embora da ilha dizendo que estava servindo como um mau exemplo para mim, ele queria que eu me tornasse a pessoa boa e de destino grandioso que ele sabia que um dia eu me tornaria, isso soou como os meus pais e por isso briguei com ele, falei coisas que não deveria e por fim foi eu que o afastei.

Quando ele se foi eu continuei fazendo as merdas que já fazia mas agora em um ritmo pior, tudo era mais pesado e sem ele para me impedir eu acabava me envolvendo com o que não deveria, como drogas, tudo isso me levou até ali, Shells Town, um exílio familiar. Eu poderia voltar a Calmaria, não existe nenhuma ação legal me impedindo de voltar mas a ideia de encarar o meu passado me assustava, merda… Seria isso arrependimento? No dia daquela luta treino com o Cassius, depois de eu me levantar do tapa que Aldenam tinha me acertado eu podia ver o anão pulando no meu ombro e se sentando enquanto eu tomava a minha água. ~ Você não sabe quando parar mesmo não é… Eu curto isso em você mas porra, tem horas que isso enche o saco KAHKAHKAHKAH~ Você é incrível garoto, só tem que manter essa merda de guarda levantada e uma atenção dobrada para o que braço na hora da luta. ~ Aquilo não era o bastante para me animar, ainda estava bastante cabisbaixo e começava a ficar um pouco irritado ouvindo o anão.

- E que diferença isso vai fazer, as vezes parece que eu não progredi nada, esses caras parecem monstros. - Reclamei apertando a minha garrafa de água em frustração aquele sentimento, me sentia fraco, em contrapartida o anão riu, riu tanto que teve que limpar as lágrimas que escorriam em seus olhos enquanto a outra mão parecia se apoiar na barriga. ~ Você não entende nada né!? Fazer o que afinal tu é só uma criancinha mesmo! KAHKAHKAHKAH ~/ - Ei qual é a sua, quer brigar!? - / ~ KAHKAHKAHKAHKAH~ Foi mal, mas viu é isso que eu to falando porra. Você pode não perceber mas tu é um garoto do caralho, pensa só… Quantos aqui iriam me desafiar como você acabou de fazer? Exato! Nenhum deles, tu é insano meu bom e é isso que me amarro em você…  Já vi você cair tanto que perdi as contas mas sempre que você se levanta lá está o Jojo, pronto para outra e o incrível é que além disso, as vezes… só às vezes, você parece levantar como um novo homem, parece até um herói… E isso é bem daora se me permite dizer… Ei, para alguns aqui você é o monstro KAHKAHKAHKAHKAH~ ~ A última coisa que via era a cara daquele não encarando os outros lutadores sentado no meu ombro enquanto mascava aquele pedaço de trigo, eu estava sentado em um banco de madeira não entendendo muito o que ele queria dizer com aquilo.

Ele parecia tranquilo, uma pessoa estranha e com uns papos tortos mas ainda assim gente boa, junto com ele encarei os outros lutadores se enfrentando enquanto treinavam, me senti bem naquele momento, em paz, aquele cenário ia morrendo e então eu acordei.

- Fim do flashback -

Voltava a luta ainda meio zonzo devido a porrada em minha nuca, os três pareciam investir contra mim, não tinha tempo para pensar sobre o que tinha acabado de acontecer e sobre as coisas de tinha acabado de relembrar tinha que contra atacar ou ser derrotado ali, algumas coisas que tinha bolado deram certo enquanto outras poderiam ter sido melhores, o novo porta facas Tramontina, ou melhor porta “cacos”, tinha uma boa sincronia com o anão. Enquanto tomava os seus golpes e ia sofrendo com os ganchos do nanico eu pude ouvir as palavras de Aldenam mais uma vez. ~ ...Já vi você cair tanto que perdi as contas mas sempre que você se levanta lá está o Jojo, pronto para outra e o incrível é que além disso, as vezes… só às vezes, você parece levantar como um novo homem... ~ Merda, estava na hora de fazer valer aquelas palavras.

O mímico voltou a falar comigo e mais uma vez eu me irritava, já fazia um tempo que notava que algo naquele desgraçado me deixava puto e depois de rever as minhas memórias eu lembrava o que era, ele me lembrava o maldito do Cassiu. Tirando a pose claramente exagerada, algo que eu nunca faria e nunca fiz em minha vida, a atitude dele me lembrava do outro lutador da equipe de Aldenam, aquilo era motivação o bastante para concluir o que tinha começado. - Yare yare dawa… Desgraçado você fala demais, mímicos deveriam ficar de boca calada mesmo sendo fodidos da maneira como eu vou te foder agora. - Com isso eu já começava a caminhar em direção a ele, cada passo era mais lento e pesado, tinha que focar distribuir o maior peso para a minha perna ainda boa mas mesmo assim não poderia ser muito devido a uma ter o calcanhar ferrado enquanto possívelmente a outro tinha a panturrilha, caso ambos os ferimentos fossem na mesma perna então eu só precisaria focar maior parte do peso com a perna boa enquanto a ferida suportaria o mínimo possível apenas para me manter em pé.


Caminhando até o mímico eu continuava com as minhas palavras. - Até parece que um lixo humano como você… sabe o significado de trocação formal... - Com a respiração pesada eu fazia uma leve pausa no meio da frase para recuperar o fôlego que perdia. - I will beat the shit out you. - Falaria antes de parar frente a frente a ele e já o encarando em um olhar determinado. Estava ciente que naquele momento não tinha como eu intimidar ninguém, mesmo usando de minha voz para soar ameaçador e não demonstrar fraquezas o meu próprio estado e aparência já cumpria aquele papel, ferrado daquele jeito não tinha uma pessoa que se intimidaria comigo mas ainda assim o meu olhar não vacilava, eu lutava para não cair é verdade mas essa já não é mais uma preocupação minha pois se eu cair tudo que preciso fazer é me levantar.

Dispararia o primeiro soco rugindo o meu ORA, em uma disputa daquelas muitos fatores poderia trazer a vitória ou a derrota de alguém, velocidade, força, precisão, determinação, tudo era um fator importante e qualquer uma daquelas coisas poderia somar para uma vitória ou derrota, meu primeiro soco começaria como uma promessa, ia vencer aqui e por isso mirava logo no rosto, buscaria uma base firme com os joelhos flexionados e pernas separadas igual a largura de meus ombros, se preciso levantaria o calcanhar e deixaria o peso para a ponta dos pés referente aquela perna já ferida.

Os socos consecutivos poderiam parecer uma simples distribuição selvagem mas não eram, eu deixaria o mímico se adiantar em seus movimentos e os meus viriam logo depois dos dele, meus braços passariam por dentro da postura dele deixando que os seus membros se ralassem nos meus para logo em seguida eu pudesse flexionar os cotovelos e assim com alguma esperança empurrar o braço dele para o lado, o fazendo errar o golpe ou no mínimo esperando que ele já não consiga mais acertar uma parte vital ou sensível como ele poderia desejar no início, depois dessa flexionada o braço continuaria o trajeto do golpe de meu soco mirando então concluir o golpe enquanto o segundo braço imitaria a mesma movimentação mas buscaria mirar uma outra parte do corpo de meu oponente. Fora essa estratégia aquilo seria uma trocação bruta, soco a após soco eu tentava ser mais rápido e mais forte, buscando ser preciso em meus ataques eu mirava regiões típicas que um lutador como eu poderia desejar acertar, rosto, queixo, costelas, olho, tudo em um ritmo acelerado e insano de dois homens se enfrentando e claro para controlar o ritmo de minha respiração você já sabe o que eu urrava.  

ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA ORA!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

As palavras continuaram sendo proferidas a cada soco dado tendo o mesmo acertado ou não o alvo desejado, continuaria um soco após o outro também tentando refletir os golpes do inimigo como já citado acima, tinha que administrar o dano que eu recebia, mas mesmo em meio aquela disputa eu não confiava que o mímico seguiria conforme o combinado ou pelo menos não os seus colegas, independente disto ou não eu podia ouvir a voz de Aldenam mais uma vez em minha cabeça continuando a frase que ele tinha falado antes. ~ ...Parece até um herói… ~ Um sorriso surgiu no canto de meus lábios, que piada, eu um herói, deixando aquilo de lado eu tentaria manter minha base e fazer o possível para não cair mas ainda assim seria perceptível um tremor em minha perna ferida, tudo aquilo somava para um possível queda e por isso tentaria manter o equilíbrio alternando o peso de meu corpo entre a perna boa para depois voltar a fragilizada depois de um momento rápido de repouso, mesmo em meio aquela confusão. Ficaria atento tentando ouvir as vozes dos demais oponentes ou de sua movimentação, percebendo que mais alguns deles avançaria contra mim eu tiraria proveito de mina base e da minha perna boa para saltar para um dos lados livres enquanto inclinava já o meu tronco para baixo, aquilo era uma tentativa de sair do meio do caminho dos dois oponentes esperando então que ambos se chocassem ou ao mesmos os seus golpes.

Enquanto eu ia caindo devido ao salto eu já buscaria levar minhas duas mãos até o solo e levantaria a minha perna boa mirando um coice contra aquele que teria avançado e interrompido a nossa disputa após OU não o mesmo ser atingido pelos golpes do companheiro ou ter acertado o mesmo. Seguindo tal cenário eu já rolaria no chão buscando me afastar da confusão e me levantar com cuidado para não sentir mais dores que já estava sentindo ali enquanto levantava a minha guarda, se percebesse outro ataque nesse meio tempo continuaria tentando esquivar com os saltos de antes tentando me apoiar apenas na perna boa.

Conseguindo terminar com aquele inimigo sem a interferência de seus colegas e obtendo a vitória eu mesmo fudido, quebrado e zoado abaixaria os meus braços e rugiria para o teto daquela caverna enquanto o meu oponente caia, menos um faltavam dois. - ROOOOOOAARRRRR!!! - Cambaleante e com a cara inchada eu buscaria me virar para os demais tentando também ver onde estava Capra, se não tivesse visão dele eu não me incomodaria ao luxo de parar minha movimentação, avançaria contra o tal Howthorn, mesmo capengando mais que um fusca depois de se acidentar eu iria investir contra o doido, aquela disputa tinha feito o meu sangue ferver e a vitória que teria originado esse caso fazia a adrenalina me convencer a ignorar as dores que já sentia, isso poderia agravar meus ferimentos mas se eu aguentasse um pouco mais talvez já fosse o bastante, correria este risco.

Ensandecido eu iria correr até o saco de pancadas. - Armadila número pau no seu cú: …. - Dizia em uma expressão séria apesar das palavras terem a intenção de deixá-lo desconcentrado, quando tivesse a menos de um metro do oponente eu tentaria deslizar naquele solo arenoso, o atrito do chão poderia não me permitir um deslize e por isso teria que ser em uma distância bem curta no momento certo que recorreria a minha noção de tempo para ter, caso ele também investisse contra mim aquilo tornaria tudo mais fácil já que o meu plano era só passar por debaixo dele com o mínimo de movimentação possível para também evitar ser interrompido. Conseguindo isso em meio ao meu trajeto eu tentaria segurar um ou os dois pés de Howthorn para só então eu me levantar e tentar girar usando a minha perna boa, ou a em melhor estado, como eixo. - ... VAI PARA O INFERNO! - Continuando a frase que eu comecei eu ia tentando girar o máximo que pudesse, pegava impulso para só então tentar arremessar aquele condenado contra a parede ou qualquer outro lugar já que mira não era o meu forte.

Se tudo tivesse dado certo eu poderia ter acabado de lidar com os dois sei lá o que fossem do Capra e agora só faltaria o anão. - Só eu e você agora… Nanico. - Diria se finalmente chegasse ao cenário onde só teria eu e Capra.


Legendas:
 
Objetivos:
 
Histórico:
 

Ferimentos:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por GM.Ventus em Qui 14 Mar - 0:13, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Bizarre Adventure: Black Dog
Voltar ao Topo 
Página 5 de 12Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 10, 11, 12  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Shells Town-
Ir para: