One Piece RPG
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» O Legado Bitencourt Act I
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Emptypor Faktor Hoje à(s) 23:28

» O vagabundo e o aleijado
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Emptypor Tensei Hoje à(s) 22:11

» V - Into The Void
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 17:09

» A Aparição de Mais Um Meio a Tantos
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Emptypor Vincentão Hoje à(s) 15:32

» Unbreakable
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Emptypor Ainz Hoje à(s) 11:23

» O Ronco do Bárbaro
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Emptypor West Hoje à(s) 11:11

» [mini-nickgames1234] *East Blue*
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 06:18

» [Fiction] — The Legend
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 21:46

» [Mini-Rosinante-san] O homem que quer ser livre
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Emptypor Rosinante-san Ontem à(s) 20:23

» Mini - Serana
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Emptypor Serana Ontem à(s) 19:42

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Emptypor Achiles Ontem à(s) 12:37

» [Ficha] Pandora
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 00:20

» ~ Mudanças Importantes ~
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Emptypor DEV.Ryan Sex 15 Nov 2019, 23:45

» Cap. 1: Laços entrelaçados, as chamas da revolução se erguem!
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Emptypor Wesker Sex 15 Nov 2019, 22:54

» Apenas UMA Aventura
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Emptypor Van Sex 15 Nov 2019, 22:00

» De pernas pro ar! A revolução de Yumi
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Emptypor Akuma Nikaido Sex 15 Nov 2019, 16:00

» Cap I: Veneno de dois Gume
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Emptypor Noelle Sex 15 Nov 2019, 15:12

» Retornando para a aventura
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Emptypor rafaeliscorrelis Qui 14 Nov 2019, 23:00

» [Mini - Asin] - Seja o Equilíbrio
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Emptypor TheJoker Qui 14 Nov 2019, 14:44

» Desventura 3.5: O treino para Grand Line
Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Emptypor TheJoker Qua 13 Nov 2019, 18:54



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Bizarre Adventure: Black Dog

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4 ... 10, 11, 12  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Ventus
Pirata
Pirata


Data de inscrição : 15/12/2013

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 EmptyQua 26 Dez 2018, 17:18

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Who Let the Dogs Out!

- Baha Men -



A situação não era tão ruim quanto eu imaginava ou pelo menos não naquele momento, de começo eu já pensava que iria ser levado sob custódia e ficar no QG da marinha durante algumas horas respondendo perguntas idiotas até ser liberado ou ser levado para a cadeia, o que não seria nada bom, para minha sorte o responsável daquela operação acreditou em mim e não pegou tanto no meu pé. ~ Ufaa~~ ~ Suspirei um pouco aliviado mas logo fiquei surpreso ao saber sobre um novo grupo chamado “Garra Negra” tentava imaginar a relação que eles teriam com o tal Bosozaku, Capra, Gatuno de Aço e o pobre cachorrinho, que talvez não tivesse nada a ver com o assunto né mas quem sabe, no final eram muitas informações para mim em um curto período de tempo, precisava descansar mas infelizmente não seria possível pois logo teria um interrogatório para acompanhar, teve algo que me chamou atenção no meio das palavras do Sr. Thor e neste tal momento eu não consegui segurar a minha língua. - Cara! - Exclamei em uma grande surpresa durante a risada dele. - Você já é a segunda pessoa que me fala isso, não sei se fico chateado ou admirado com o estilo dos filhos da pu… - Pararia em meio ao meu desabafo pois estava tentando soar cortes e sério ali apesar do tom surpreso em minha voz, não queria parecer mais rebelde do que o meu estilo já dava a entender então tentei evitar os palavrões. - Quero dizer… Patifes! Sim, filhos de uns patifes! - Terminava a fala praguejando como se algum dos infames fosse capaz de me ouvir.

A marinha começou a seguir seu rumo enquanto eu ficava agachado acariciando o cachorro, eles confiscaram tudo que os marginais portavam mas aquela operação não era de meu interesse, eu estava de boa na lagoa brincando com o cachorrinho mexendo em suas orelhas e pegando em seu focinho antes de o balançar um pouco tentando atiçar a pequena criatura em uma brincadeira boba. - Você acha que pode comigo, ein, acha que pode… Opa! - Falava eu com um sorriso infantil nos lábios e um brilho divertido no olhar, tentava recuar a mão sempre que ele tentasse me morder mas caso ele conseguisse eu não desanimaria e tão pouco parava com a brincadeira. - Aaaah~ você me pegou, mas eu não desisto! - E voltaria com tudo igual no começo, era bastante reconfortante parar por um momento para brincar assim, distrair a mente das coisas ruins que já aconteceram e que podem acontecer mais para frente comigo enquanto vou me envolvendo em situações sombrias.

Fazer aquilo em meio de uma chuva, com marinheiros prendendo pessoas a nossa volta, TALVEZ não fosse muito indicado mas quando olhei por mim a organização náutica já terminava com sua operação e começava a levar os criminosos com eles, Thor me direcionava umas últimas palavras antes de ir embora e tentando demonstrar algum respeito pelo homem eu me levantei, coloquei uma mão no bolso enquanto com a outra eu acenava um tchau para ele, com a mão no bolso eu cruzava o meu dedo do meio com o dedo indicador. - Pode deixar, vou ficar longe de confusão. - Obviamente eu ainda iria me meter em altas confusões mas ele não precisava saber disso, ou não agora. Assim que o grupo tivesse ido embora eu tentaria pegar o pequeno cachorro em meu colo e levar comigo para o interior da cabine no Pussy Brigue, não via nenhuma placa dizendo que era proibido a entrada de animais e mesmo que tivesse eu tinha quase certeza de que Shantall não iria se incomodar com o ou a criaturinha que estava comigo.

Chegando na cabine eu procuraria jornais ou revistas que pudessem ser abertas ou terem as páginas arrancadas para formar um pequeno tapete no canto da cabine, tentaria fazer duas ou três camadas de papel para absorver qualquer xixi que o ou a minha convidada quisesse fazer ali, caminharia em direção onde tinha deixado as vestes sujas que Shantall tinha deixado por aí, usaria a peça de roupa para tentar secar o cachorrinho, aproveitaria para levantá-lo um pouco e checar o seu sexo. - Tu vai ser Jamal ou Jamalina... - O seguraria pelas suas patas frontais para que ele ficasse em uma postura bípede. - O que você acha do nome Akoh? - O colocaria suavemente no chão forrado com folhas, caso não tivesse encontrado papel para forrar então eu usaria as roupas sujas de Shantall para fazer o tapete, tinha certeza que ela ia ficar de boa com aquilo, se encontrasse um cobertor sobre a cama dela eu obviamente o removeria e o dobraria de uma maneira que se tornasse uma cama fofa para Akoh, um nome que poderia ser tanto feminino quanto masculino mas se não fosse do agrado do animal eu poderia pensar em outros.

Por pouco eu não me esquecia do tempo que ainda faltava para a operação, até então eu teria ficado deitado no chão com o cachorro o acariciando enquanto eu encarava o tempo mas lembrei que eu supostamente teria que me esconder. - Akoh venha comigo, temos que ficar quietos como ninjas, ta ok, um trabalho importante vai rolar aqui. - Diria tentando soar sério buscando fazer o cãozinho me entender, tentaria me esconder dentro de um armário ou em algum outro lugar que eu coubesse e ao mesmo tempo conseguisse escutar o rolaria por ali, imaginava que eles iriam fazer algo na cabine já que o tempo tinha mudado demais para se fazer algo ao ar livre no convés, tentaria esconder Akoh comigo pois não sabia se o convidado de Shantall estava ciente que a barista não possuía animais, se tivesse ele saberia que a presença do animal poderia ser algo suspeito ou minimamente estranha.



- Falas -
~ Pensamento & Notas do personagem ~
Objetivos:
 
Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
ADM.Senshi

Créditos : 37
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 25

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 EmptyQui 27 Dez 2018, 09:25


Chegando em Raftel, Two Piece a vista!!!


O garoto naquele momento estava determinado a brincar com o cachorro, ele começava a provocar ele de leve enquanto ele tentava dar mordidinhas na mão de Jojo, ele tirava bem perto, eles ficavam ali brincando, o animalzinho parecia se divertir muito, ficando todo dengoso deitado de barriga pra cima sempre atacando a mão dele, tentando segurar com as patas e as vezes morder. Até que o animal parava por uns segundos de tentar e avançava com a boca de uma vez só mordendo o dedinho dele, não era uma mordida pra machucar mas ele segurava o dedo dele com a boca por uns instantes, enquanto o garoto falava em tom de brincadeira ainda com o cachorro.

No entanto antes que tudo continuasse as últimas palavras de Thor faziam ele se levantar dali para prestar algum respeito, ele acenava com a mão para o horizonte dando Tchau para ele enquanto tinha os dedos cruzados no bolso, fazendo a promessa de não se meter em problemas, é claro que eles estavam indo na realidade de um problema para outro. Pegando o pequenino no colo ele se movia em direção ao barco, onde o cachorro mordia as vestes dele balançando o rabo de felicidade, e mastigando a gola da camisa na boca, ele conseguia  deixar bons furos nela.

Chegando na cabine, Jojo pegava diversos jornais que ele empilhava em 4 camadas para fazer uma cama para o canino, não demorava até ele ter um local perfeito para o cachorro apesar de que sempre que ele colocava o cachorro ali, ele saia e corria pulando no colo de Jones. Nesse momento ele confirmava o que o cachorro era, com uma pergunta um tanto engraçada, mas assim que o levantava em duas patas podia ver que era um cachorro macho. E finalmente ele nomeava ele como Akoh, o cachorro parecia feliz quando recebia a nomeação e dava dois latidos abanando o rabinho após receber a nomeação.

O cachorrinho rolava pelo chão mostrando ali sua felicidade e exibindo todos os graus possíveis de fofura, os pelos dele pareciam cada vez mais fofos quando ele ia secando passo a passo. Mas o momento em que as coisas iam ficar sérias novamente chegava, ele lembrava pra que estava ali, ele tinha chegado aquele navio para conseguir uma informação importante sobre os bososaku, ou seja lá o que fosse o motivo principal. Não demorava muito para que ele repassasse as informações ao canino que não tinha entendido tudo mas parecia seguir ele de maneira mais macia.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Logo as duas figuras se faziam novamente adentrando no navio, ali uma voz já conhecida, o som da garota que ele conheceu no bar, Shantall se aproximava junto de um cara diferente, era possível ver um homem com cabelo moicano, tatuagens espalhadas, uma jaqueta de couro com spikes, e claro todo o estilo gangster clássico, seus cabelos eram vermelhos e davam aquela sensação estranha de parecerem um galo de briga, quando somado aos seus olhos maus, com um tom castanho, ele estava em um estado de felicidade no entanto, claro, ele imaginava que ia conseguir pegar a moça de belas curvas que estava ali. Ambos caminhavam para a zona frontal onde ela ficava de frente para a janela, se escorando na lateral do barco, como se espera-se trazer ele de modo a ficar de costas para o possível ataque surpresa.

Mesmo com a chuva ela mantinha ele lá fora, e tinha um motivo claro para isso, quem já viu pessoas que fogem da chuva na hora de namorar? Pode tá chovendo lava que eles vão estar numa boa… Mas naquele momento ela prosseguia falando. - Acho que a chuva acrescenta um clima especial a isso não acha? É uma coisa que eu sempre gostei, as gotas de água, elas me deixam mais animada, eu fico sempre com mais vontade nesses dias.- Porém a tentativa sedutora da mulher que falava de maneira realmente bem tranquila era cortada por latidos, o cachorro que estava com Jones, começava a dar diversos latidos quando sentia o cheiro do homem estranho que aparentemente era um inimigo ameaçador.

O homem ouvindo aquilo ficava desconfiado e então falava com as sobrancelhas arqueadas, ele tinha dúvidas da índole daquele encontro.- Ein? Você nunca me disse que tinha um cachorro… Eu me lembro de termos uma conversa sobre, acho que não tinha animais de estimação não?- Falava ele com um olhar completamente desconfiado, ele estava pronto para atacar a mulher no entanto, ela apenas sorridente dizia. - Você está muito tenso, o que acha que pode acontecer?- E ele incrédulo dava mais dois passos a frente como se fosse atacar, no entanto virava o rosto para trás ouvindo mais dois latidos e assim que tal acontecia, a doce voz da moça era ouvida. - Olha pra cá Vince, Surpresa!!- A mulher tinha recorrido aos seus últimos recursos.

Sim, ela tinha ido ao ponto máximo, quando ele virava, o que poderia estar ali? Grandes melões bem na frente da sua cara, ele estava em choque completamente paralisado, enquanto o nariz começava a sangrar fortemente. Era a hora perfeita pra Jojo fazer algo, e claro se ele saísse agora, ele poderia ver as grandiosas beldades, a oitava e nona maravilhas do mundo estavam em exposição por tempo limitado. Lutem pelos tesouros rapazes!!! O one piece está logo ali!!!

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

Best Gang:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Pirata
Pirata
ADM.Ventus

Créditos : 74
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 24

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 EmptyQui 27 Dez 2018, 16:54

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

This is Gonna Hurt

- Sixx: A.M -



Meus instintos não tinham me abandonado ainda, percebendo que a hora de seguir com o plano tinha chegado eu e o meu novo companheiro seguimos para o nosso esconderijo, um canto escuro qualquer na cabine de comando, já imaginava o desgraçado passando pela porta e me encontrando, ele ficaria surpreso, assustado e tudo mais depois de perceber que tinha caído na armadilha que uma mulher astuta bolou. ~ Hello mother fucker ~ Eu já podia me imaginar falando aquilo com a cara mais cínica do mundo como uma bela frase de efeito fazendo o meliante perceber que tinha se metido em uma encrenca.

Olhando pela janela pude notar duas figuras que ainda pela distância da cabine pareciam apenas duas sombras se aproximando, duas silhuetas que foram tomando a forma de Shantall e de seu convidado, mas diferente do que eu tinha achado eles ficavam ali no frio conversando, de onde estava eu podia ouvir a conversa se desenvolvendo mas eu ficava incrédulo ao pensar que eles iam ficar ali do lado fora durante todo o ato. - Esse putos vão ficar gripados... - Tentei murmurar baixinho falando comigo mesmo mas Akoh pareceu interessado em um conversa e latiu me respondendo, o cão devia estar pensando que ainda estávamos em uma brincadeira como antes, assustado eu imediatamente coloquei o meu dedo indicador em frente aos meus lábios fazendo o gesto de silêncio enquanto minha outra mão ia em direção da boca do cachorro. - Nããoooo~~~ xiu… Fica quietinho... - eu tentava calar o cachorro tentando levar as minhas mãos até a boca dele mas o filho da mãe estava empolgado demais para se calar, latindo mais duas vezes só que de uma maneira mais alta o cão conseguiu se fazer ouvir para as demais pessoas na embarcação.

Enquanto tentava calar o meu guri pude ouvir Shantall falando mais alguma coisa antes de gritar surpresa, imaginei que aquele era o sinal para eu agir pois algo claramente parecia estar acontecendo por ali. - Certo! - Sairia em um disparo de onde eu estivesse deixando Akoh para trás eu tentaria pular pela janela que dava da cabine para o convés, tenho certeza que Shantall me perdoaria por uma janela o outra quebrada ali assim como ela me perdoaria por deixar um cachorro subir a bordo e mijar por aí, se a janela estivesse aberta então eu tentaria passar pela abertura mas se estivesse fechada então eu tentaria posicionar um antebraço na frente do meu rosto como se segurasse um escudo invisível enquanto meu outro braço estaria alguns centímetros mais a frente com o punho cerrado mirando contra o vidro já preparando um soco, buscaria me jogar contra a janela de uma maneira que o punho fosse o primeiro membro a ter contato com o vidro mas depois do soco eu inclinaria o braço utilizado o cruzando a frente de meu rosto completando a defesa de meu escudo durante a queda, não era nenhum acrobata então eu não estava saltando e sim me jogando contra uma janela o que no momento me pareceu uma boa ideia e nada idiota, afinal eu queria chegar lá de uma maneira rápida e efetiva.

Expectativa vs Provável realidade

Assim que entrasse em contato com o solo eu tentaria rolar pelo solo e me levantar ou pelo menos ficar sobre um dos meus joelhos para poder analisar melhor o cenário. - Tira suas mãos imundas delas seu... - Se quando eu levantasse meu olhar eu visse a cena de Shantall com, bem, as tetas para fora e empurrando o rosto do homem contra elas eu não conseguiria evitar o constrangimento, eu já tinha visto seios antes e me relacionado com mulheres mas naquele momento eu realmente sentia estar interrompendo algo, nós tínhamos combinado algo mas aquilo não estava no plano, era para eu deixar ela foder antes de pegarmos o cara? - Foi mal… Estou interrompendo algo? Posso voltar outra hora se for melhor - Dizia tentando não ficar encarando os seios de Shantall. - Moça cobre essas tetas antes que você pegue uma pneumonia. - Completava já ficando um pouco corado.

Eu ficava constrangido por ficar constrangido afinal não deveria me sentir assim quando estava apenas fazendo o que eu deveria fazer mas aquele momento estava tão estranho que a única coisa certa ali seria encerrar com aquilo tudo, se tivesse condições eu já seguiria correndo em direção de Vince preparando o meu punho direito para um soco direto, assim que ele estivesse no meu alcance eu tentaria dar um pequeno salto para que pudesse usar a força da gravidade como apoio em meu movimento, buscando executando um soco de direita descendo na diagonal mirando no rosto do meu inimigo. Era muita coisa que poderia dar errado naquela movimentação considerando que eu poderia ou não estar machucado ou o próprio Vince poderia ser mais rápido que eu e me golpear, o que seria importante destacar é que eu estava pouco ligando para isso, se meu golpe desse errado ou se ele me acertasse antes tudo que eu pensava fazer era cair em cima dele com esse pequeno salto, se nem isso desse certo então eu esperava pelo menos ter servido como distração para que Shantall exibisse toda a sua malemolência mas não da maneira que ela já estava fazendo ali.

OFF: Eu pensei nesse post como um post de apresentação então nem elaborei muito o combate.


- Falas -
~ Pensamento & Notas do personagem ~
Objetivos:
 
Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
ADM.Senshi

Créditos : 37
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 25

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 EmptySab 29 Dez 2018, 14:53


Fase 2: O Verdadeiro desafio começa.

O que tinha acontecido ali, fazia com que Jones estivesse em uma sinuca de bico, o cachorro latindo, mas finalmente tinha de agir, mas será que a moça ainda ia ajudar ele depois do cachorro mijar tudo por aí? Ou será que as coisas iam desandar? De todo modo, ele só tinha uma única ação a fazer quando ouvia as palavras que pareciam um sinal, ele rapidamente socava a janela do navio e depois se impulsionando quebrava todo o vidro na investida. O golpe o fazia passar direto indo para o lado de fora da cabine, com a pancada que tinha feito a mulher que estava abrindo o casaco com as mãos arregalar os olhos dizendo. - MINHA JANELA? COMO ASSIM MINHA JANELA QUEBROU?? EU NÃO ESTOU VENDO ISSO.- falava a moça que sequer se preocupava em fechar o casaco, na verdade ela empurrava o possível inimigo para trás, e chutou o saco dele com um golpe extremamente efetivo.

O casaco até mesmo caia das costas dela enquanto ela se ajoelhava perto do vidro quebrado, e o Jojo naquela hora estava apenas tentando entender tudo, e falava se estava atrapalhando algo, afinal, tinham melões ali, nunca se sabe… Mas ele apenas compreendia que era o homem o problema, ele se questionava se tinha algum motivo para se sentir envergonhado, estava fazendo o certo, mesmo assim o constrangimento vinha, já o rapaz com voz fina e sem ar falava - Minhas joias…- Segurando o local com as duas mãos. A moça em fúria após ouvir aquilo e ver a janela quebrada gritava. - É CLARO QUE NÃO, A GENTE TÁ AQUI PRA TRUCIDAR ESSE INDIGENTE, E FAZER ELE CONTAR O QUE SABE, AMARRA ELE.- Falava ela agora levantando dali, ainda com os olhos cheios de lágrimas, ela então pegava o casaco novamente e vestia mas ainda deixava boa parte desabotoada, cobrindo apenas o necessário.

Jones que se via ali de frente para o homem, que levantava atacava dando um soco direto com a potência que ele tinha no punho, ele simplesmente já desmaiava o homem, que havia entrado em colapso mais por estar confuso que pelo soco em si, ele tinha sofrido uma derrota mental, mal sabia o que tinha acertado ele nesse tempo. A garota ainda estava irritada, e puxava um caderninho do bolso de trás da calça, e então colocava na mão de Jojo, tinha um valor escrito nele, era 20.000 berries. - Esse é o preço pelo conserto da Janela, daqui pra nos despedirmos a gente vai consertar ela.- Falava a mulher ainda meio chateada, por as coisas terem saído fora do controle, ela sabia que tudo tinha dado certo, mas ao mesmo tempo que tinha essa noção, odiava quando as coisas não estavam sob o controle da palma das mãos dela, talvez fosse um pouco de como ela gostava de resolver seus problemas.

Sim, talvez a sensação de mal ter dado para se apresentar fosse estranha, ele tinha conseguido uma boa distração saltando da janela, mas as ações da moça eram de despertar a curiosidade se ela realmente precisava de alguma ajuda ali. Ela agora parecia mais calma depois de tudo e o pequeno cãozinho corria até ela, o animal estava a procura de Jones mas a moça apenas se abaixava fazendo que ele saltasse sobre ela. A garota apenas agarrava o pequeno peludo e começava a acariciar ele. - Que bonitinho, é seu?- Falava ela acariciando a cabeça do cachorro, que tinha sua fofura como arma, seu comportamento no entanto não era bem isso, ele tinha mijado todo o lugar além de ter deixado um presente em cima da cama da moça, que seria visto daqui a alguns instantes. Deixemos a fofura ser o ponto aqui por enquanto… Mas agora tudo dependia de Jones, prender o homem e carregar ele antes de começarem a fazer o interrogátorio.

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

Best Gang:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Pirata
Pirata
ADM.Ventus

Créditos : 74
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 24

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 EmptyDom 30 Dez 2018, 15:48

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Lets get Ridiculous

- Redfoo -





Algumas pessoas diriam que o ocorrido ali no convés foi um desastre, bobagem, tudo funcionou de maneira fluída e se eu tivesse planejado algo não teria sido um sucesso como aquela investida e aquele desenvolvimento foi, o gângster ficou desnorteado por ver uma criança voadora passar pela janela como uma pegadinha de jump scare, a peituda eu acho que fingiu a sua surpresa para não queimar o filme dela com o cara talvez, única coisa que eu sei é que ela já foi aproveitando minha distração totalmente planejada para acertar os culhoes de Vince. Recebendo a resposta de Shantall eu me senti mais aliviado em investir contra o homem, era OK saber que não tinha estragado a diversão dela, o homem já estava atordoado pelas suas preciosidades e por isso ele sequer teve chances de impedir o meu socãozão voador descendente das estrelas, com ele no chão eu aproveitaria para prendê-lo com as algemas eróticas que tinha encontrado no quarto enquanto as pernas seriam amarradas umas nas outras com o pedaço de corda que também tinha encontrado na cabine. - É… Ótimo trabalho em equipe, o maluco nem teve chances... - Eu estava bem satisfeito com o nosso desempenho todo mundo ajudou um pouquinho, bateu um pouquinho, tudo bem equilibrado mas parece que a frustração da Shantall pela janela não era fingimento. - Erh… Isso é sério? - Falei um pouco incrédulo enquanto ia pegando a notinha e coçava a minha cabeça em dúvida.

De qualquer forma tínhamos um trabalho para fazer então daria atenção a isso uma outra. - Eu sinto muito pela sua janela, uma fatalidade de combate… Mas eu pago uma nova sim... - Assim que ela se virasse eu amassaria o papel e o jogaria para trás de minhas costas esperando que o mesmo caísse no mar. - Quando resolvermos isso passamos em um marceneiro para olhar isso... - Caminharia até o corpo inconsciente do nosso alvo e tentaria puxá-lo caminho adentro, não estava ligando muito para a janela e sequer para o dinheiro necessário para o reparo dela isso era um problema para outro dia. - Eu aproveitei que você estava fora para dar uma arrumada na cabine, limpei tudo sabe… Não precisa agradecer... - Diria aproveitando orgulhoso do meu feito enquanto em um dos momentos de silêncio. Akoh finalmente aparecia um tanto animado e como ponto positivo Shantall parecia gostar de animais, sorri vendo os dois se dando bem já que aquelas duas figuras eram seres que conquistaram o meu apreço e ver os dois brincando e sorrindo era algo que aquecia o meu peito, aproveitaria que ela tinha se agachado para brincar com o pequeno animal para eu seguir a liderança e parar em frente à porta. - Não exatamente, o nome dele é Akoh, ele é livre para fazer o que quer mas não pude deixá-lo na chuva… Agora vamos ao que importa! - Jogaria o homem para dentro da sala mas continuaria na frente de Shantall tampando a visão dela do interior do quarto. - Sei que está chateada com o lance da janela mas acho que vai adorar a arrumação que EU fiz aqui... - Daria um passo para o lado finalmente deixando ela ver como eu tinha deixado tudo arrumadinho e limpinho. - Tcharam! - Com os meus dois braços eu apontaria para a porta enquanto balançava as mãos em um jazz hands.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ela tinha que curtir o resultado final até porque eu fiquei horas ali limpando aquela merda e organizando as coisas, estava com os olhos fechados e um sorriso de orelha a orelha enquanto minhas mãos de jazz apontavam para o interior do quarto, o único problema é que eu tinha trancado um cachorro cheio de energia ali dentro mas eu acreditava piamente que ele já tinha feito tudo que tinha para fazer na rua mas BOY eu estava enganado. Naturalmente eu também olharia para o interior e quando notasse a zona final de branco o meu rosto iria para roxo. - Quero dizer… Eu não, eu não.. Er.. Eu não fiz isso... - Durante o gaguejo eu olharia para o outro lado evitando o contado visual, minhas cruzaria os meus braços para depois colocar as mãos na cintura, depois ia colocar as mãos atrás da cabeça, tudo isso em questão de segundos porque não fazia ideia de onde pôr a droga das mãos quando estou nervoso. - Você não acha que EU fiz isso né? A culpa é dele! - Apontaria para o cachorro, o verdadeiro culpado, fofo mas culpado.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Aquilo podia dar muito errado mas ainda tínhamos um trabalho para fazer, ela não me expulsaria por um detalhe tão pequeno. ~ Não expulsaria… Né? ~ Refletia curioso mas ao mesmo tempo com medo da resposta. - Ei, vamos só ver o que o marmanjo tem para falar e resolvemos isso depois ein, que tal? - Falei tentando usar de todas as minhas armas, aquela voz gostosa, a sedução, boa aparência, liderança, mas no final a falta do temperamento calmo poderia fazer o suor frio escorrer. Se por fim tudo se resolvesse eu deixaria ela entrar primeiro na cabine e no breve momento em que eu estivesse com o cachorro ainda no lado de fora eu falaria com ele. - Sério… O lugar todo? Eu tô tentando impressionar uma pessoa aqui. - Diria em um tom baixo para que Shantall não escutasse, após a breve bronca eu entraria na cabine pronto para seguir com as instruções da caçadora.

Pegaria o homem e o deixaria onde ela desejasse sendo em um dos quartos ou ali mesmo no chão, não tinha muita noção do que deveria ser feito ou não em um interrogatório mas nos filmes sempre mostram para bater na pessoa é algo fundamental então assim que o cara acordasse eu já taria logo um tapa na cara dele só para deixá-lo esperto. - Bom dia bela adormecida, se incomoda de responder algumas perguntas? - Se ele resistisse ou sei lá xingasse tentando manter a pose dele de fodão eu só viraria o meu rosto para Shantall com um semblante um pouco mais cansado demonstrando que eu não estava afim de todo o trabalho que ele queria apresentar. - Eu vou só pegar os cacos de vidro lá fora enquanto você vai arriando as calças dele, tenho certeza que ele só precisa de uns cacos no rabo para abria a boca. - Diria de uma maneira suave apresentando uma ideia para tirar as informações do cara, se ela curtisse bom, eu já caminharia para fora do quarto para catar os pedaços de vidro, se ele não acreditasse em mim eu responderia enquanto caminhava. - Se te sequestrar não é o bastante para você nos levar a sério então talvez isso seja. - Só pararia se ele ficasse inclinado a nos responder caso o contrario eu voltaria para o convés catar alguns cacos grandes de vidro. Aquilo obviamente era uma blefe mas tentaria usar de minha voz para intimidar o cara, fazê-lo acreditar que eu realmente estava disposto aquilo quando na verdade aquele tipo de tortura me dava nojo, em casos extremos eu até poderia me inclinar a bater nele para tirar algumas informações mas caco de vidro no cú é demais! Onde está a dignidade da pessoa nisso.



- Falas -
~ Pensamento & Notas do personagem ~
Objetivos:
 
Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
ADM.Senshi

Créditos : 37
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 25

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 EmptyQua 02 Jan 2019, 13:28


Fase 2: O Verdadeiro desafio começa.

O rapaz estava de certo vendo que o trabalho feito em equipe tinha dado certo, mas não apenas isso, ele estava incrédulo pela cobrança em relação a janela quebrada. Ele tinha certeza de que pagar por aquilo não seria tão difícil. Ele então comentava sobre a arrumação de ordem pesada que ele tinha feito, tudo devia estar nos eixos, então de forma a tampar a sua visão da entrada em parte, ele comentava seu feito e a moça dava um leve sorriso, falando. -Então você fez uma surpresinha pra mim em? Faziam alguns dias que não podia vir aqui no barco limpar então, vai ser bom poder ver ele em dias de novo.- Falava ela, agora aparentemente perdoando toda a raiva causada a ela nesse meio tempo, no entanto o cheiro que saia da porta era estranho, parecia mijo, talvez também fezes… Ela no momento que sentia o cheiro questionava. - Que tipo de produtos você usou em? Tem um cheiro estranho né? Meio único…- E finalmente a visão dela vinha.

Os olhos da moça se esbugalharam assim que via aquela listra amarela que percorria todo o corredor, e ainda vinha se espalhando, se movendo lentamente como se rastejasse, mas o que mais assustava era que parecia vir da cabine principal, pelo barulho, de cima de sua cama… É a moça se escorava na parede perdendo as forças, ela quase desmaiava, não de felicidade, e logo Jojo percebia o porque, ele podia notar a grande bagaceira que estava por todo o lugar, jornais rasgados espalhados pra todo lado, mijo até nas paredes que vinha ainda escorrendo. -Você mijou na minha cabine? Cara tem banheiro a bordo… Você não fez algo na minha cama não né?- Ele em choque estava também notando tudo, rapidamente tinha de se inocentar, e assim falar que não tinha sido ele que tinha feito, aquilo. Pois é a vida não estava facilitando muito as coisas pra ele. A moça respirava fundo e se recostou na parede um tanto desolada. - Cara, você custa caro, eu vou te cobrar tudo isso quando a gente terminar as coisas por aqui. Você vai me dar alguma coisa de um jeito ou de outro, mas você vai ouvir meus termos quando Capra estiver preso.- Falava ela apenas recobrando a calma e arrastando o maluco pelo chão em meio ao mijo, pegando a cadeira e deixando ele amarrado nela. Enquanto isso Jones ficava lá fora conversando com seu amigo, sobre o incidente. Ele falava pra ele sobre suas intenções de ajudar ele a conquistar a moça, ou no caso a impressionar. Mas aqueles olhinhos de cão arrependido (Literalmente) estavam pra conquistar qualquer um, as orelhinhas baixas, aquele jeito fofinho, com toda certeza sabia como conquistar o coração.

Depois de tudo, o homem parecia acordar aos poucos e ouvia-se aquela voz dele. Jojo sem pensar muito avançava até ele e assim que o homem acordava vendo alguma coisa, o tapa vinha com toda a força no rosto dele. Coisa que aparentemente tinha sido natural para ele, em um interrogatório. - AAAA eu não sabia cara, eu achava que ela era solteira eu juro!! Ela não disse que tinha namorado, eu tava só tentando conseguir me dar bem hoje!!- Falava o cara que parecia não entender o que tava acontecendo. Após isso apenas ouvia a voz dele comentando sobre cacos de vidro, na traseira, coisa que ele não entendia, mas o desespero se fazia real, ele começava a puxar a as cordas com toda a força e tentar levantar da cadeira. - NÃÃO EU NÃO SEI DE NADA CARA, EU JURO, EU NÃO SEI PORQUE TÔ PRESO AQUI CARA, ME SOLTA POR FAVO, O QUE CÊ QUER SABER?- Falava ele enquanto Shantall parecia realmente inclinada a continuar com a tortura. Ela olhava para Jones dizendo. - Boa ideia, acho que podemos começar a fazer isso.- Ela realmente fazia o que o rapaz tinha dito, arriando as calças do condenado mas não para cacos de vidro, ela apertava com toda a força que tinha, as joias do cara. -Queremos saber sobre o Capra, e queremos saber agora!!! VAMOS COMECE A FALAR OU VAMOS TER QUE FICAR MAIS AGRESSIVOS.- Falava ela soltando com um forte puxão de uma vez só ali. Seguido então deu um soco no rosto do condenado. - Vai buscar os cacos de vidro!!!- Falava ela enquanto Jones realmente ia procurar, era apenas um blefe pra ele, mas era algo a se perguntar… e se ela realmente pensou ser uma boa ideia?

A mulher dava mais algumas pancadas, finalmente pegava um chicote naquele momento, um pequeno que ela parecia saber usar muito bem, e rapidamente dava duas lapadas no peito do homem, enquanto ele começava a falar. -Cara, eu não posso falar disso, eles me matam… ME DEIXEM IR POR FAVOR!! SOCOOORRROOOOOOOOO ALGUEM ME AJUDA.- Nesse momento a mulher mostrava mais uma vez que não estava pra brincadeira, quando ele começava a brincar, ela colocava uma luva ali rapidamente, e pegava o presente que o Akho tinha deixado sobre a cama, e metia na boca do condenado, tapando com a mão e fazendo ele manter aquilo na boca sentindo o horrível gosto. - Eu vou tirar a mão e essa coisa da sua boca, mas se falar denovo te forçarei a mastigar, e eu não estou brincando.- Falava ela enquanto o homem acenava positivamente com a cabeça, ele cuspia no chão a coisa assim que ela deixava a boca livre. Ele se silenciava nesse momento. - Acho que esse cara vai dar trabalho amigo. Vamos ter que partir para o tipo de coisa mais e mais agressivo até isso funcionar.- Falava ela seriamente pensando em usar a ideia do rapaz sobre o vidro. Dali pra frente tudo dependerá das ações de Jones nesse caso também.

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

Best Gang:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Pirata
Pirata
ADM.Ventus

Créditos : 74
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 24

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 EmptyQui 03 Jan 2019, 15:52

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Another One Bites The Dust!

- Queen -

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~ CARALEO! ~ Aquilo não era um interrogatório e sim uma sessão de tortura, o ar tinha ficado mais tenso e mais pesado para mim, quando eu dava a ideia de pegar o caco de vidro eu estava pensando em uma pegadinha meio “Heeey, vou enfiar ou não vou enfiar… Olha aqui óh…” Tudo um blefe mas Shantall estava levando aquilo para níveis que eu não esperava alcançar, claro, ela tinha seus motivos mas não era isso que tornava aquelas ações justificáveis. - Arh… É pode crer, o caco né… Com certeza, chuchu beleza... - Gaguejava um pouco tentando claramente não parecer desconfortável ou nervoso com a situação, eu dava passos vagarosos para trás permitindo que eu não saísse até ver o desenrolar de toda a situação mas ao ver ela terminar ali e se virar para mim recomendado deixar as coisas ainda mais pesadas eu não pude evitar se não andar em direção a ela quase como em um salto e relatar o meu jogo, ou melhor, o meu plano.

- Claro! Você tem toda a razão... - Andaria em direção a ela e quando estivesse próximo eu passaria uma de minhas mãos no rosto de Shantall ajeitando os fios de cabelos os posicionando atrás das orelhas buscando ter uma visão clara de seu rosto, com um sorriso gentil nos lábios eu tentava esconder as minhas inseguranças, buscava soar confiante como um líder e queria toda atenção dela nas minhas palavras, pegaria nos ombros dela com as minhas mãos para mantê-la focada em mim por um momento a fazendo esquecer das coisas que poderiam estar ocorrendo à nossa volta. - Vai lá é pegue os cacos que achar melhor para enfiar no rego desse cara, eu vou ficar aqui amaciando ele para você… Só peço que me dê cinco minutos com o coitado, tudo bem por você? Vai lá beber uma água, descansar um pouco enquanto eu vou aquecendo as coisas aqui… Sozinho. - Eu tinha aprendido algo com o Akoh, a cara de cachorro sem dono e BOY eu faria uso dela agora.

Olharia para Shantall um pouco pidão demonstrando a esperança que tinha dela concordar com a ideia, aquela altura do campeonato eu já não tinha mais o direito de pedir nada para a caçadora e era por isso que eu tinha que apelar, fazê-la lembrar do porque ela tinha me chamado aqui, eu abriria um sorriso de orelha a orelha e as minhas mãos que já estavam apoiadas nos ombros dela agora a puxariam em minha direção para que eu a envolvesse em um forte abraço. - Aah você é demais, pode deixar comigo que não vou te decepcionar… Não de novo. - Olharia para ela durante o trajeto para a saída com um sorriso idiota no rosto com os olhos fechados acenando para qualquer coisa que ela pudesse dizer mas quando eu escutasse a porta batendo eu finalmente poderia respirar e suspirar de uma maneira exagerada, olharia assustado para o cara que estava preso e que provavelmente teria visto toda aquela cena ou pelo menos esperava eu que sim. - Meu irmão… Tu tá fudido... - Tentaria me recompor deixando que ele falasse o que quiser mas no final não importava muito pois eu tinha que continuar com o cenário desenhado em minha cabeça. - Olha eu estava apenas blefando sobre enfiar os cacos de vidro no teu rabo mas tu viu o que ela fez né? Ela claramente não está brincando. - E este meus queridos era o meu jogo, o clássico policial bom e o policial mau, clichê mas talvez efetivo, eu não tinha estômago para ver aquele cara ser torturado até o fim da noite então aquele tipo de conversa vinha de maneira natural para mim sem citar que ainda estava surpreso com a reação de Shantall, mesmo que o cara fosse um criminoso eu não podia deixar de sentir aquele sentimento ruim de ver uma pessoa indefesa sofrendo, queria que aquilo terminasse mas eu ainda precisava de respostas e só por isso eu ainda estava ali vendo aquela tortura.

- Apenas me diz algo para tentar de ajudar okay? Eu não posso fazer nada se você não colaborar, olha para onde você está! Um lugar cheio de merda e mijo… Aqui está claramente abandonado. - Essa última parte era sim um blefe mas em minha defesa eu estava começando a ficar nervoso e o tempo ainda estava rodando e ainda precisava tirar informações do gângster. - Você está com medo deles te matarem em um futuro mas se você não colaborar agora já imaginou o que pode acontecer? Deixe para amanhã os desafios do futuro, hoje você tem que lidar com a gente então vamos lá antes que ela volte… O tempo está passando, onde está o Capra, quais são os planos dele e quem diabos é o Gatuno de Ferro? Ele tem alguma ligação nisso tudo? - Se tivesse uma outra cadeira no local então eu a pegaria e a posicionaria na frente do Vince com as costas dessa nova cadeira virada para ele, tentaria me sentar na cadeira para ficar cara a cara com ele apoiando meu busto na parte que normalmente ficaria as costas já que a cadeira estaria ao contrário.

- Okay o Gatuno de Ferro é algo mais do meu interesse em particular mas enfim, o Capra e seus capangas onde estão, se eu não tirar essa informação de você então ela vai e você viu do que a Shantall é capaz. - Faria uma breve pausa para analisar Vince, eu não o conhecia então tinha que tomar cuidado com o que ele pudesse tentar fazer, por enquanto para qualquer movimentação abrupta dele eu tentaria responder de maneira imediata encaixando um soco de direita em seu rosto. - Não tente mais nenhuma loucura por favor. - Iria advertir de uma maneira seria apenas se fosse necessário o uso da violência para impedi-lo de sair da cadeira ou tentar qualquer outra coisa, se ele se soltasse então eu teria que dobrar minha atenção para tentar me esquivar de possíveis ataques mas isso ficaria para um outro post, vamos voltar para o interrogatório.

Se o homem finalmente revelasse tudo aquilo que eu queria saber eu sairia da sala sem falar mais nada, ele já não teria mais utilidade para mim e tão pouco me importava mais com ele pois todas as informações passadas já seriam uma prova de que ele tinha envolvimento com as ações do Capra logo era um criminoso e seria tratado como tal, ele poderia reclamar em ser deixado ali sozinho e talvez até deixasse escapar mais alguma coisa em meio a esse medo mas isso era uma analise para uma outra hora, precisava relatar para Shantall tudo que eu teria conseguido nesse tempo. - Ei, posso falar com você ali no convés? Não quero que ele nos escute. - Apontaria para onde Vince estava, uma vez só com Shantall eu tentaria relatar tudo mas antes eu precisava saber uma coisa sobre a mulher. - Você está bem? - Perguntaria apoiando na amurada da embarcação, olharia para o horizonte esperando ela se sentir confortável para compartilhar seus pensamentos comigo. - Você tem caçado o Capra a todo esse tempo e agora finalmente tem a chance de pegá-lo… Como se sente, está com medo? - Me viraria em direção a ela esperando pelas respostas, desde o momento que deixei o bar eu tinha criado essa preocupação por ela nessa busca por vingança, eu não ligo nem um pouco pela recompensa mas sim com o resultado de uma vendetta. ~ A vingança nunca é plena, mata a alma e a envenena. ~ Uma frase tirada de uma série “boba” mas ainda assim bastante real.

- Essa sua caçada pelo Capra é em busca de justiça ou vingança? - Essa pergunta não tinha resposta certa no meu ponto de vista, a resposta ali iria apenas indicar o quão cuidadoso eu teria que ser para evitar que Shantall pudesse terminar como aqueles que ela amou mas eu tinha que admitir que já estava sendo indelicado. - Foi mal, não tive intenção de ser tão invasivo… Enfim deixa eu te contar o que eu consegui... - Se eu tivesse tirado alguma informação importante de Vince então esse seria o momento de contar tudo para ela, me sentaria no chão durante a conversa e se tivesse aprendido algo mais sobre o homem que enfrentei mais cedo então eu contaria para ela sobre como eu e Akoh nos conhecemos para assim falar sobre o tal Gatuno com Ego de Ferro, ainda não sabia qual era a relação dele nisso tudo mas aquilo podia indicar um dinheiro extra e um pouco mais de segurança para Shells Town.



- Falas -
~ Pensamento & Notas do personagem ~
Objetivos:
 
Histórico:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
ADM.Senshi

Créditos : 37
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 25

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 EmptySex 04 Jan 2019, 13:58


Interrogatório ou Tortura? Os Dois.

Jones ficava claramente nervoso, pois aquilo tinha saído dos trilhos de sua memória, ele falava meio desconcertado, sobre os cacos de vidro após ver a determinação da mulher. Vendo que tudo estava maluco, ele dava um avanço em direção a mulher, e naquele momento sorria levemente, falando algumas palavras e gentilmente se colocando aposto para ajudar, ela precisava mesmo esfriar a cabeça no fim das contas. Ele comentava de ajudar ela a esfriar a cabeça, o olhar antes irritado e completamente maldoso da mulher se desfazia e parecia um pouco mais calma naquele instante. Ela então se acalmava um pouco, mas ainda estava aparentemente em negação, até ver aquela carinha, sim aquela de cachorro sem dono… Ela então acenava positivamente com a cabeça falando -Certo, vou pegar um ar, depois volto aqui.- Dizia a moça sem fazer muita cerimônia e saindo dali em seguida.

Ele então se aproximava do homem naquele momento falando as palavras que colocariam aquele rapaz que tinha um rosto aparentemente desesperado mas se segurava. Eram “tu ta fodido”, ele começava a chorar naquela hora falando. - Cara, olha o que ela fez comigo snif snif… ela puxou minhas joias cara, com força snif snif… não se faz isso cara… Nem com o pior criminoso- falava ele chorando naquela hora, tinha desabado em um desarranjo emocional. Era o momento perfeito, e Jojo aproveitava isso pra colocar o momento de tira bom em curso, ele começava falando que não ia enfiar os cacos de vidro, o que já era um tanto menos preocupante para o homem, ao menos adiaria o momento. Ele então falava algo, como se pudesse talvez ajudar ele se ele falasse, não que isso fosse o salvar mas talvez, e o homem acenava positivamente com a cabeça para a pergunta dele. Então começavam a vir as mais diversas questões que ele teria de responder.

O homem já sentia estar morto, independente do que fosse falar era morrer por uma mão ou outra. Ele começava a falar sobre o que acreditava ser plausível entre as perguntas do jovem. - O Capra? Eu não tenho acesso a tanta informação, não dá pra saber onde ele ta exatamente, eu sei onde é a organização, se ele está lá ou não depende da sorte de vocês, mas isso não é informação secreta, o local fica em uma entrada no porto, tem uma doca clandestina a noroeste, é só adentrar que o sistema de cavernas internas te levará a um lugar, no caso a uma espécie de fortaleza. Sim, ele te leva pra outra zona da cidade afastada, que aparentemente fica no subúrbio, uma enorme mansão.- Ele respirava fundo vendo o rosto da mulher que passava pela janela, e quase caia da cadeira.

O meliante se sentia inseguro em todo caso ali, ele sabia que realmente não podia esperar muita compaixão vindo dela, e talvez nem mesmo do homem em questão. - Depois que entrar lá, você pode achar o Capra, o problema é que tem guardas, e capangas por todo o lugar. Se não tomarem cuidado serão capturados e torturados por dias, antes de serem mortos, principalmente nessas condições atuais de guerra. Sobre isso do Gatuno? Não faço ideia do que se trata, eu já ouvi algum nome assim, mas não conheço muito.- Completava ele com as informações necessárias, não tinha mais nada pra extrair do homem, então ele finalmente caminhava para falar com Shantall, algo simples, contando que tinha conseguido informações sobre capra.

Ele então perguntava para ela como ela se sentia após ter uma informação ou chance de achar o homem que ela tanto procurava, no entanto a moça não parecia com felicidade no rosto na hora, nem tinha um momento tão sublime quanto alguns poderiam pensar ou esperar dela. A resposta dizia tudo. - Eu? Eu não sinto nada na verdade, não gosto dele obviamente, mas apenas saber a informação não me move, eu só saberei algo assim quando estiver frente a frente com ele, não é a primeira vez que recebo esse tipo de informação, agora achar o homem é outra história.- Ele tinha uma preocupação seria, e se tratava de um momento onde bem… Ele precisava se acostumar, lidar com pessoas do mundo comum era sempre mais difícil que com a nobreza. - Vingança ou Justiça? Não se pode fazer os dois por quê? Justiça nada mais é que uma palavra ambígua, para conceitos relativos, e ela acaba variando de pessoa para pessoa, o que seria Justo pra você? Se puder me responder essa pergunta, então eu poderia lhe dizer de melhor maneira o que se trata minha busca, porém existem pessoas que acham justo matar-se criminosos, outros acreditam na prisão e reabilitação, e simplesmente abominam a primeira prática, então sua pergunta tem uma resposta chamada “Depende” do seu ponto de vista ou do meu?- E sim a dúvida dela era legítima, ela não saberia dizer algo relacionado a um conceito tão ambíguo, seja ele qual fosse, as respostas eram múltiplas e no fim, poderia estar errada pra ele, mas o que consta nessa história.

No fim após todas as informações serem passadas era onde ela então finalmente expunha o que tinha em mente para terminarem isso. - Bem, esse cara amarrado, acho que deveríamos jogar ele na frente do QG, os marinheiros se encarregam do resto, vamos aonde ele falou, mas bem, melhor jogarmos ele depois, afinal ele pode ter mentido, se mentiu, é melhor termos ele preso aqui no barco, pois se der errado teremos ainda um informante. De todo modo se prepare e vamos lá.- Completava ela finalmente mais tranquila depois de todo o alarde que tinha se sucedido dentro daquele dia, ela tinha coisas claramente importantes pra resolver, e fosse como fosse, ela iria dar fim àquilo hoje.

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

Best Gang:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Pirata
Pirata
ADM.Ventus

Créditos : 74
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 24

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 EmptySab 05 Jan 2019, 20:43

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Another One Bites The Dust!

- Queen -

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

As respostas que eu conseguia me eram satisfatórias ou pelo menos aquelas que eu tinha conseguido de Vince pois as de Shantall me despertavam certa preocupação, não pela sua visão e seus objetivos contra Capra mas sim pelo fato dela declarar não sentir nada, na visão de todos eu poderia ser apenas o descende de uma família nobre que lidera o ramo petrolífero e de pesquisas tecnológicas na Grand Line mas eu sabia bem o que era viver entre os esquecidos, sabia o que era sentir nada e logo por isso eu saberia as consequências daquela ausência de emoções, tinha sido isso que me fez cair como Lúcifer um dia “caiu” do Reino dos Céus, o filho talentoso de um pai muito severo que foi expulso da própria casa. ~ É difícil dizer se estou pensando em mim ou no próprio Diabo ainda... ~ Tal referência se dava ao fato de sempre ter sido visto como a ovelha negra da família mesmo quando eu me esforçava para ser o melhor entre os meus irmãos eu acabava sendo taxado como o bebê da família.

Tinha sido aquela ausência de emoções que me fez um dia recorrer às drogas e ao prazer por trás de uma luxúria proibida, tinha sido aquela ausência que me levou a lugares sombrios e esquecidos em Calmaria onde fui esfaqueado e abandonado por todos, principalmente pela minha família, tinha sido obrigado a deixar a minha terra natal, uma ilha próxima ao Novo Mundo para viver em Shells Town… A vergonha e a humilhação que senti quando me obrigaram a fazer aquilo ainda existia em algum lugar do meu peito mas eu lutava constantemente para esquecer e não expor aquele sentimento, de alguma forma aquilo me fazia lembrar de minha fraqueza ao me render para as drogas e me tornar a clássica figura de riquinho mimado e drogadinho, ter tal lembrança me fazia cerrar os punhos e morder o meu lábio inferior. ~ Eu fui tão fraco… Tão patético... ~ A dor sentida no lábio durante a mordida me obrigava a diminuir meus ânimos e me acalmar aos poucos, era só para enfrentar e esquecer aqueles tempos que eu lutava para ser alguém melhor, um novo tipo de homem que não volta atrás da sua palavra, que ajuda o próximo e luta pelos seus ideais.

Por isso eu ficava tocado ao entender que Shantall não sentia nada ou que não sabia o que sentia, não queria que ela terminasse como eu, esfaqueado e sangrando no chão de uma esquina suja e qualquer sentindo apenas o gosto da vergonha e do fracasso ao perceber uma fraqueza que antes não estava visível, ela precisava de ajuda mesmo que talvez não entendesse isso e mesmo que estivesse sendo enxerido eu não a deixaria trilhar esse caminho sozinha. - Concordo, mas você acha que deixa-lo aqui é seguro? Digo, ninguém vai subir aqui para procurar ele? Se quiser podemos prendê-lo em uma espécie de coleira e fazer ele nos guiar pelos túneis, só teremos que ficar atentos para ele não nos levar para uma armadilha mas ainda assim pode ser melhor que ir para lá às cegas, o que acha? - Dava a minha ideia acreditando que era uma opção melhor do que deixar ele ali sem supervisão na embarcação dela, ele poderia fugir ou conseguir ajuda depois de gritar que nem um maluco, de qualquer forma eu concordaria com ela caso o plano fosse ir direto para os túneis e deixar Vince ali. - Vamos só amordaça-lo antes de ir. - Completaria sem importar se fossemos ou não levar o homem.

Caminharia de volta a cabine e procuraria um pano de chão ou uma roupa usada para amarrar bem contra a boca de Vince de uma maneira que o pano ficasse pressionado dentro da boca dele o obrigando a morder o tecido. - Que foi? Você está com os bandidos, merece isso. - Se ele fosse ser levado com a gente eu deixaria as ameaças para Shantall afinal ela tinha conquistado o medo dele então imaginava que seria melhor ela seguir com as ameaças e com a condução dele. - Agora eu entendo o que você falou sobre homens... - Diria me virando para Shantall posicionando uma das minhas mãos no queixo lembrando da nossa conversa no bar sobre a sedução. - Digo se ele fosse mais bonito eu até poderia sentir algum prazer em vê-lo amarrado e amordaçado assim... - Diria com um sorriso no rosto tentando animar um pouco o clima entre nós. - Não acredito que me confudem como um deles, eu tenho muito mais estilo que ele! Olha esse cabelo… E que jaqueta é essa? Voltamos para os anos oitenta? - Essa parte já nem era mais uma tentativa de ânimo e sim um desabafo, desde mais cedo eu tinha sido julgado como um Bosozaku, esperava uma galera mais “viva” e bonita pelo menos. - Você concorda comigo né, digo… Eu não sou tão zoado assim… sou? - Encarava a loira com curiosidade e com um pouco de expectativa. ~ Ela não pode achar o Vince mais bonito que eu né!? ~ Não era possível alguém preferir aquele moicano do que meus olhos azuis e inocentes mas se eu ouvisse uma resposta negativa, dizendo que ela preferia Vince, eu acenaria negativamente com a cabeça. - Não, não, não… Esquece que eu perguntei você  deve estar falando isso só para me zoar de qualquer forma. - No entanto em caso de uma resposta positiva eu acabaria ficando com as bochechas coradas e um pouco envergonhado, eu podia alegar aquelas palavras mas era tudo com um fundo de brincadeira por isso ouvir uma confirmação do que eu dizia era uma surpresa que me desarmava. - Ei não diga essas coisas… Mulher boba... - Falaria um pouco mais tímido com o rosto corado e os braços cruzados.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Caminharia ao lado dela durante o trajeto tentando ficar atento à nossa volta para possíveis observadores e perseguidores, caso estivéssemos levando o Vince conosco eu buscaria me atentar aos olhares curiosos para o homem tentando identificar alguém suspeito, poderíamos chamar atenção o levando conosco e por isso existia a possibilidade de um dos companheiros tentar o resgate dele ou algo do gênero, eu não me incomodaria em andar pelas ruas com o homem amarrado, surrado e sujo me guiando mas era possível que essa ideia não fosse do agrado de Shantall, ela poderia sugerir de o levarmos sem estar amarrado então teríamos que nós atentar para uma tentativa de fuga, se ele corresse eu tentaria o perseguir buscando alcançar o mesmo ritmo de corrida que ele.

Por fim das contas o cuidado era algo essencial em nosso trajeto, sempre que pudéssemos fazer caminho por becos e áreas mais vazias eu recomendaria para que fizéssemos daquele o nosso caminho para evitar atenção desnecessária, Shantall tinha me falado sobre esse porto clandestino no Lar das Queixas e por isso imaginava que ela já tinha noção do caminho que deveríamos seguir mas uma rede de túneis era algo mais complexo que precisaria de um planejamento melhor, para sorte dela, tendo a gente levado ou não o Vince, Shantall ainda tinha a mim e eu ainda tinha Akoh. Quando chegássemos lá eu estaria mais sério deixando as brincadeiras proferidas antes para trás, era hora de trabalhar, antes de nos aproximarmos do tal porto eu pararia em frente ao nosso grupo e levaria uma das minhas mãos para a cintura. - Akoh nós não tivemos tempo para treinar juntos mas eu conto com você, está pronto para guiar a gente pelo vale das sombras? - Meu olhar era firme fitando em direção do filhote, podíamos estar com o Vince ou não ali mas nem por isso o gângster era confiável, até onde sabia Akoh já tinha roubado comida de alguns criminosos, com alguma sorte ele poderia encontrar aqueles que procurávamos pelo cheiro da comida deles ou algo do gênero e talvez assim poderíamos encontrar o nosso caminho pela rede de túneis.



- Falas -
~ Pensamento & Notas do personagem ~
Objetivos:
 
Histórico:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Senshi
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
ADM.Senshi

Créditos : 37
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 27/05/2018
Idade : 25

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 EmptyDom 06 Jan 2019, 16:05


Ok, isso fica cada vez mais bizarro, acho que o nome da aventura já diz isso.

Naquele ínfimo momento, Jojo lembrava do sentimento que lhe era infligido a algum tempo, a sensação de abandono, e de ser largado na sarjeta como um vira lata qualquer. Mesmo que fosse filho de um nobre ou similar, era fácil notar o problema que aquilo estava a causar. Drogas, e meios diversos de diversão ilícita era onde ela poderia parar num futuro, como foi com ele. No entanto era hora de voltar a si, ele estava a comentar sobre levar o homem consigo, o que poderia ser util, tanto para poderem realmente ter um “guia” como poderia ser o caso de evitar uma fuga. A moça de inicio ficava um pouco contrariada com a ideia, mas logo tomava de volta seus pensamentos. - Bem, pode ser, acho que isso pode ajudar, no entanto fica a seus cuidados no fim das contas, posso segurar a corrente, mas terei de ter atenção focada no caminho e nos problemas além de que ele pode atrapalhar muito em combate, tentando fugir ou similar.- ela comentava pegando cordas e correntes, e colocando as algemas nas mãos dele, as deixando para trás. Assim amarava a corda nas algemas, e pelos pulsos também, deixando ele duplamente amarrado.

Ela então olhava para Jones falando o que pensava mais uma vez sobre isso, e claro pensando em como prosseguir dali. - Amarrar as pernas dele nos atrasaria completamente então isso não vale a pena, temos de levar ele como está aqui.- O caminho começava e o cachorro vinha seguindo eles aos poucos, caminhando junto e correndo em volta deles certas vezes, talvez por que ele estivesse animado de seguir. No caminho ele comentava sobre o papo anterior que tinha surgido entre eles, a questão sobre homens ou algo assim. Era uma coisa que fazia ela virar o rosto no momento dando um sorriso de leve, era uma quebra de clima bem pensada porém pouco produtiva, ela sabia disso mas preferia apenas responder. - Há, sim, essa sensação de uma visão mais animalesca não é? Mas é o de sempre haha quando eles são seus inimigos jurados de morte, acaba com todo o tesão hahahah- falava dando um leve chute nas costas do homem amarrado, se ser realmente forte, era apenas um complemento para as palavras, sendo que este apenas ia um pouco pra frente.

O cara, estava em uma situação difícil, ele mal sabia como reagir, se ele levasse eles, ia ter problemas, se não levasse ia ter também, e no fim, ele tinha uma sentença garantida, morte, prisão, qualquer coisa desse tipo, mas nenhum futuro brilhante estava em seu aguardo. A conversa continuava, falando sobre o estilo dele, e de ter sido comparado a um desses homens, dessa vez bem mais como um desabafo pessoal que qualquer outra coisa, um pensamento sobre seu estilo ser algo bem melhor. A mulher começava a rir bastante daquela colocação. - Mais bonito, isso até você é, mas o estilo é parecido hahaha tipo, gangster meio antigo, algo que lembra um meliante.- comentava ela dando uma leve risada, ela entendia por que ele tinha se incomodado com a comparação mas até ali não tinha muito do que realmente se preocupar, ela sabia que estavam caminhando ao menos entre pessoas confiáveis naquele momento, tirando aquele amarrado é claro. Eles continuavam caminhando sempre mantendo a atenção até que finalmente estavam de frente às docas clandestinas, ao chegar ali, viam o túnel já ao fundo do lugar planejado, enquanto a chuva ficava ainda mais forte. Jojo parava na frente do grupo com as mãos na cintura, e repassava as palavras para o cãozinho que latia em retorno.

Todos adentravam no lugar com o cachorrinho seguindo a frente, era um túnel escuro cheio de tochas por as paredes, sim, tinham diversas dessas espalhadas, porém ainda se fazia bem escuro, o pequeno animalzinho farejava pelo chão enquanto caminhava junto deles sempre um pouco a frente, até ali tudo estava seguro até chegarem a um local extremamente largo, onde havia uma alta queda como se fosse um buraco gigante, isso mesmo que está pensando era como um grande tobogã na terra cavado, levando para a terra do sabe lá Deus onde. Sim, aquele túnel estranho teria de ser encarado, com uma descida de uma vez só, teriam de escorregar até os portões do inferno. - Droga, por isso que eu odeio cavernas, sempre tem um maldito buraco sem fundo que a gente tem que pular… Que droga… toda santa vez… Esses bandidos tem que se tornar mais criativos, vejo isso todo dia nessa droga de trabalho ingrato.- falava a caçadora claramente chateada por encontrar o tobogã de terra, que iria mais uma vez sujar suas roupas completamente, todo o trato no cabelo estaria arruinado, e claro, aqueles arranhões chatos na pele iam surgir de novo.

Ela olhava pra Jones naquele momento e falava com ele e apontava para o criminoso. - Você joga ele lá embaixo e pula em seguida, eu vou por último e levo o cachorrinho agarrado comigo, acho que é melhor assim certo?- falava a moça que claramente não tava afim de descer aquele buraco, e bem, era realmente necessário. Seja como se desenrolasse teriam de se decidir antes de começar.

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Andando muito tempo por aí
Percebo que não tenho muito onde ir
E todos os caminhos percorridos
São páginas velhas viradas de um livro já lido.

(Jimmy & Rats)

Best Gang:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Ventus
Pirata
Pirata
ADM.Ventus

Créditos : 74
Warn : Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 15/12/2013
Idade : 24

Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 EmptyDom 06 Jan 2019, 22:48

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Sweet Dreams (Funk remix!)

- SrSider -

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

O trajeto tinha sido tranquilo mesmo levando Vince conosco não parecia ter mais ninguém suspeito na nossa cola e ao mesmo tempo o gangster não parecia tentar nada naquele momento para fugir, talvez ele já tivesse desistido de lutar contra nós e agora apenas seguia com a maré aceitando as consequências de suas escolhas mas ainda assim não era bom baixar a nossa guarda, a qualquer momento ele poderia tentar da uma de esperto e escorregar por nossas mãos. Enquanto seguimos o caminho para as docas eu e Shantall conversamos sobre coisas que poderiam parecer bobas mas que na verdade eram muito importantes, pelo menos para mim, por fim das dúvidas era bom saber que a mulher compartilhava da minha visão otimista sobre a minha aparência, já podia sentir as minhas bochechas ficando mais coradas, quando ouvi ela falar sobre o meu estilo eu apenas levei uma das minhas mãos para o meu peito e a olhei de uma maneira dramática.  - Um nobre como eu sendo visto como um criminoso… Como ousa! - Diria de uma forma completamente melodramática antes de deixar escapar uma gargalhada travessa, momentos assim de descontração eram importantes mesmo que breves, eu poderia estar me fazendo de bobo mas valia o risco para lembrá-la que eu estava do seu lado e que nem tudo tinha que ser sombrio e tenso.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Nossa caminhada se estendeu mais e mais até chegarmos ao nosso destino, a chuva ainda caía forte mas não era aquele temporal que iria nos impedir, estávamos prontos para a nossa incursão e para nossa sorte o porto naquele momento não parecia estar tão protegido assim, talvez fosse pelo temporal ou pelo horário mas não parecia ter guardas ali ou algo no gênero pelo menos não que eu tenha percebido, Akoh seguiu na frente farejando enquanto deixávamos o nosso guia ir logo atrás do cão para nos certificarmos que não cairíamos em uma armadilha ou que fossemos pelo caminho errado. A iluminação no interior do túnel era um tanto precária, mesmo com as tochas acesas o local só possuía iluminação o bastante para evitar o total breu naquele ambiente. ~ O lugar é mesmo perfeito para armadilhas... ~ Pensava eu já bem mais sério do que durante a caminhada até ali, o território inimigo era traiçoeiro e se não tivesse cuidado nós podíamos acabar emboscados, não queria esse peso em minha consciência.

Seguimos mais adentro naquela DUNGEON até eu notar que o local mudava aos poucos parecendo uma pouco mais largo que quando entramos e mesmo com a iluminação decadente que tínhamos a disposição fomos  capazes de notar o buraco no chão, eu obviamente fiquei surpreso ao ver aquilo. ~ Só pode ser sacanagem... ~ Franzindo as minhas sobrancelhas eu demonstrava um pouco do meu espanto e da minha surpresa ao ver aquilo, imaginava sobre como passariamos por aquela buraco mas foi quando ouvi o comentário de Shantall que eu realmente fiquei desacreditado. - Er… Eu não tenho certeza se é assim que geologia funciona… Pera a quanto tempo explora cavernas, não, esquece vamos focar... - Respirei fundo tentando recuperar a minha calma já que aquele não era o momento para tais perguntas e comentários, eu encarei o buraco tentando enxergar o seu fundo digerindo a ideia de pular dentro dele, sinceramente a cada segundo que eu passava encarando a ideia me parecia cada vez mais válida, era como se fosse um daqueles momentos em que você olha para o precipício e ele te olha de volta em uma disputa para ver quem pisca primeiro, a ideia de Shantall era tentadora mas quando ela me olhasse só me veria encarando o buraco com as estrelas brilhando em meus olhos, como eu tinha sido burro em pensar que poderíamos contornar o buraco… A solução era bem mais simples, bem mais divertida.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Me viraria com um sorriso malicioso fitando Shantall demonstrando um pouco de um olhar com segundas intenções, um olhar repleto de luxúria mas com um fundo de travesso como de alguém prestes a executar uma pegadinha após muita provocação. - Yare yare dawa… Você confia em mim? - Diria de uma maneira máscula e antes de ouvir a resposta dela eu já pegaria Akoh o colocando no colo dela, com um braço eu seguraria o ombro de Vince enquanto o outro rapidamente iria passar pela cintura da loira e a puxaria em minha direção de uma forma que nossos corpos ficassem colados um no outro. - Seguresse firme... - A mão no ombro de Vince o empurraria de uma forma que ele caísse no buraco de barriga para baixo. - Essa é a hora que você grita Vince! AHAHAHAHAHA - Vociferava ainda o segurando e seguindo logo atrás dele, a mão que antes estava no ombro dele agora seguraria no colarinho do homem ou na coleira, Shantall que estaria sendo segurada com o outro braço seria posicionada sentada no meu colo e no colo dela estaria Akoh, o plano era usar o nosso prisioneiro como trenó em queda livre e tentar conduzir ele pela coleira ou pelo colarinho. - SENHORAS E SENHORES MANTENHAM AS PERNAS E BRAÇOS DENTRO DO VEÍCULO DURANTE A VIAGEM AHAHAHAHAAAAAA! - Gritei enquanto dava uma grande gargalhada daquela situação, se aquilo era um escorregador então agora estávamos em uma montanha russa e aquela parecia a forma perfeita de eu não zoar com as minhas roupas ou com as da Shantall.

Lembra quando mencionei que os pequenos momentos de distração eram importantes para a sanidade humana? Aquele momento era um desses, continuaria rindo com todo o ar de meus pulmões enquanto meus braços seguravam os demais, um deles serviria como um cinto de segurança na cintura de Shantall a colando comigo para impedir que ela caísse, o outro braço seria utilizado para puxar a coleira de Vince de uma lado para o outro como um volante enquanto direcionava o peso do meu corpo para o lado proporcional àquele puxado na coleira, a intenção era manter o nosso trenó humano afastado de rochas e qualquer outro obstáculo que pudesse aparecer em nosso caminho, a não ser que fossem inimigos aí nós passaríamos com tudo por eles, sendo possível uma queda do trenó eu ainda tentaria segurar todos e os puxaria para próximos do meu corpo para tentar impedir que fôssemos jogados para longe um dos outros, em casos de curvas eu tentaria não só direcionar o meu peso como também o peso da Shantall sobre mim para facilitar as nossas manobras puxadas no “volante”, de resto eu tentaria fazer com que fôssemos o mais rápido possível para o nosso destino inclinando um pouco do meu corpo para frente. Era possível que eu não enxergasse nada naquele buraco por falta de alguma fonte de iluminação, neste caso eu não podia fazer nada se não rir e gritar o mais alto que pudéssemos porque agora estaríamos na mão de Deus. - HAHAHAHAHAAA A GENTE VAI MORRER KKKKKKKK - Gritaria já sentindo a adrenalina em meu peito enquanto já começava a chorar de tanto rir, não acreditava de fato que iríamos morrer ali daquela forma, ia ser uma morte estúpida e guardo para mim a crença que estava destinado a coisas grandiosas demais para morrer em Shells Town.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Quando e se chegássemos no fim daquela montanha russa natural eu provavelmente ainda estaria com a adrenalina correndo em minhas veias e graça da minha gargalhada divertindo a minha mente com aquela situação, uma risada infantil e jovial enquanto ainda estaria sentado em cima de Vince e com Shantall em meu colo a esquecendo por um breve momento que era eu aquele que a segurava junto a mim, a risada iria morrendo aos poucos e meus olhos se encontrariam com os da loira por um momento a encarando por alguns segundos antes de eu lembrar que tinha soltar ela, limparia a minha garganta quase como se tivesse um pigarro em minha garganta, vamos dizer que eu poderia ficar um pouco envergonhado em perceber que tinha deixado ela sentada no meu colo mais do que era necessário e por isso temia ter passado uma mensagem errada para a mulher, não queria ser confundido com um pervertido - Foi mal… - Soltaria ela deixando que ela se levantasse e então me viraria para o Vince que provavelmente poderia ter sido o nosso trenó por toda a viagem. - Isso foi divertido, espero que não tenha se machucado... - Após me levantar ajudaria o criminoso a ficar de pé já que ele estava preso, não sabia o que exatamente ele já tinha feito servindo o Capra e o que ele poderia ter feito para a cidade mas ele estava me ajudando agora então eu não tinha motivos para ser um completo babaca com o prisioneiro.

Me agacharia por um momento para acariciar Akoh e aproveitar do momento para ver se ele estava bem. - E ae meu garoto, você está bem? Aquilo foi bem louco né… Essa é a nossa vida de aventuras amigão... - Diria enquanto acariciava abaixo do queixo do cãozinho e lentamente seguiria descendo com a minha mão até a barriga dele onde eu continuaria com as carícias, eu parava de gargalhar mas ainda teria um sorriso em meus lábios, podíamos estar ali em meio do território do inimigo mas no fundo eu sabia que iriamos ficar bem, EU me certificaria de que todos iriam ficar bem nem que eu tivesse que me sacrificar por isso. - Todos estão bem? Podemos continuar? - Me levantaria parando com o carinho e olharia para o Vince e Shantall me certificando pela última vez de que ambos estavam bem ou pelo menos inteiros antes de continuarmos com o nosso avanço.



- Falas -
~ Pensamento & Notas do personagem ~
Objetivos:
 
Histórico:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]|[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~
Olá Convidado seja bem-vindo(a) ao One Piece RPG.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Bizarre Adventure: Black Dog   Bizarre Adventure: Black Dog - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Bizarre Adventure: Black Dog
Voltar ao Topo 
Página 3 de 12Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4 ... 10, 11, 12  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Shells Town-
Ir para: