One Piece RPG
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Emptypor Kiomaro Roshiro Hoje à(s) 18:06

» There's no good man in the west
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 17:45

» The Victory Promise
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Emptypor Apoo Hoje à(s) 16:58

» On The Top Of The World
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Emptypor GM.Kekzy Hoje à(s) 15:59

» Red Albarn e o Alvorecer de um Herói
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Emptypor GM.Doodles Hoje à(s) 15:22

» [Mini-Handa] Uma beleza preguiçosa
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Emptypor Handa Hoje à(s) 05:11

» Al mare!
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Emptypor Fanalis B. Ria Hoje à(s) 05:00

» Vermelho
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 04:15

» Ficha - Dylan Jones
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 02:31

» Dylan Jones
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 02:30

» [MINI - Gon Vinteluas] *SENHORAS E SENHORES!*
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Emptypor Bijin Ontem à(s) 22:16

» [MINI-Yahikko] - A partir do zero!
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 20:32

» Una Regazza Chiamata Pericolo
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Emptypor Vrowk Ontem à(s) 20:03

» Unidos por um propósito maior
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Emptypor madrickjr Ontem à(s) 17:22

» [MEP] 01 | Eco
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Emptypor DJ GBR Ontem à(s) 17:06

» [MINI - DJ GBR] 01 | Eco
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Emptypor DJ GBR Ontem à(s) 17:03

» A justiça não é cega!
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Emptypor Van Ontem à(s) 15:11

» Faíscas da Revolução
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Emptypor K1NG Ontem à(s) 13:46

» O Sapo Mágico
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Emptypor K1NG Ontem à(s) 13:15

» Apresentação 3 - Falência Abrasiva
Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 12:06



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Eins - Halte dein Versprechen!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 47
Warn : Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Eins - Halte dein Versprechen!   Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 EmptySex 23 Nov 2018, 13:22

Relembrando a primeira mensagem :

Eins - Halte dein Versprechen!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Peter Bordeaux. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Peter
Membro
Membro


Data de inscrição : 15/11/2018

Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Eins - Halte dein Versprechen!   Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 EmptyTer 12 Mar 2019, 11:26




Eins - Halte dein Versprechen!

O Treinamento!



Chegar na sala do Sargento e ouvir que ele o deixou feliz, não era lá grandes coisas, como havia pensado, mas ver que todo aquele seu esforço serviu de serventia para a Marinha era muito bom. Um sorriso de canto de boca queria sair, mas o loiro não deixava. Por dentro o jovem saltava de alegria, se sentia útil e bem capaz. Porém aquilo era apenas o começo.

Agora era a hora de provar a sua força. Ele já se sentia bem melhor quanto antes, mas suas costelas ainda doíam e seu braço. Peter superaria isso com coragem e bravura, sem dúvidas, não seria uma mísera academia que lhe faria desistir. Ele já passou por coisa pior, levantar peso? Moleza! Correr alguns quilômetros? Fácil demais! Mas mostrar seu valor, isso sim era difícil, e era este ponto que o garoto queria provar. Bordeaux queria provar que ele era, ou melhor, é capaz de limpar o mundo.

- Sim senhor! – Bradava em tom de respeito.

Ao ver toda aquela academia ao seu dispor, ele sentia seu coração acelerar, não só isso como também não tinha palavras para expressar o que sentia. Peter é um cara rústico, não foi criado em nenhuma cidade e o muito que conheceu era as partes mais urbanas da minúscula e gélida ilha de Fernand. Tudo o que sabia era que na cidade sua vida melhoraria, ele encontraria dificuldades, afinal onde estaria tudo fácil, mas sua mente era focada em provar seu valor ao mundo. Saber que havia outra pessoa quebrando estereótipos era bom. Ele também queria o fazer. Certamente pensamentos como “olha o cara da roça querendo entrar na marinha”, “olha o caipira, não sabe escrever nem o próprio nome” ou até mesmo ser rechaçado por meros ignorantes malditos. Peter não ligaria para pequenos probleminhas como estes, seu foco era honrar o nome da justiça acima de tudo.

Infelizmente suas costelas quebradas, ainda em recuperação, não lhe permitiriam muito. Sim, seu estado era bem melhor do que antes, mas ainda assim ele tinha seus limites. Começar por coisas básicas era o melhor a ser feito.

Começar por uma caminhada, para aquecer seus músculos, parecia uma boa ideia. O loiro não portava muitas roupas pesadas, apenas sua jaqueta parecia ser um problema, mas jogá-la ao chão ao lado do equipamento parecia-lhe viável.

Naquele momento o loiro enfrentaria outro grande problema, a tecnologia. Como ligar aquele aparelho? O que fazer? Era cômico ver ele ajustando uma coisa que não conhecia, corria desesperadamente para logo em seguida caminhar em velocidade mínima, eram extremos que ele não sabia ajustar, mas com o tempo o rapaz pegou o jeito e seu trote foi constante. Seu braço pesava, mas ele conseguia se sair bem naquele exercício. Não demoraria muito para que o suor voltasse a descer pelo seu rosto. Naquela velocidade ele teria um bom desempenho para, de fato, aquecer seus músculos e estar pronto e ativo para os próximos exercícios.

Após alguns minutos, quem sabe, ele não prestava a atenção no tempo, seu corpo quente era o melhor relógio, Bordeaux se dirigia a um dos equipamentos para os braços, talvez alguns pesos leves para não forçar muito suas contusões. Sua costela lhe preocupava, por isso o garoto era consciente e não extrapolava de seu limite, quando via que a dor lhe incomodava ele parava, tomava um ar, e voltava ao exercício de forma mais calma e controlada. Erguia os pesos em séries de 3x20. Cada braço levantaria o peso vinte vezes antes de trocar para o outro, seguindo isso três vezes por braço. Aquilo também lhe ajudaria a dar uma acordada nos músculos que já a algum tempo não faziam muito.

Seguindo adiante seu próximo desafio, sim, assim como ele via os aparelhos bem desenvolvidos da academia, era trabalhar suas pernas. Algo do tipo erguer algum peso com a força das pernas seria bom e o loiro procuraria por tal. Seguindo os mesmos pontos dos exercícios dos braços, as forçando-as mais por tratar de uma região onde a costela não traria tanta dor como os braços.

Passando-se um tempo, talvez fosse hora de parar. Era interessante ver como o rapaz não ligava para as pessoas que, provavelmente, tinham um olhar de chacota a ele. O jovem simplesmente não ligava, ignorava-os completamente, até mesmo a garota, que o sargento disse ser uma recém recruta, ele também não dava a mínima. Sabia que tentar o mínimo diálogo possível com qualquer um ali geraria uma conversa que talvez não teria um bom final, principalmente a garota que queria se provar ao mundo.

Era claro, ele estava quase acabado, mas repetir os processos que anteriormente fez lhe desgastaria ainda mais. O que era o objetivo de estar ali. Trabalhar os braços e pernas era um exercício constante, terminando um ele voltaria ao outro e assim sucessivamente até ver que seu corpo não conseguia nem mesmo ficar de pé.

O jovem pensaria também no que lhe aguardaria após mais uma etapa de seu alistamento. Uma batalha? Provavelmente. Uma outra missão? Tomara! Ele queria isso, trabalho, muito trabalho. O mundo estava impuro e o loiro queria limpa-lo.

Histórico:
 

Objetivos:
 
ϟ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mizushiro Hizumy
Revolucionário
Revolucionário
Mizushiro Hizumy

Créditos : 2
Warn : Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 12/11/2014
Idade : 19
Localização : Cactus Island

Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Eins - Halte dein Versprechen!   Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 EmptyQua 13 Mar 2019, 09:27



Eins - Halte dein Versprechen!
Wars Island | Peter Bordeaux | Clima: Outono | Post 05


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Ignorando com uma proeza natural o olhar sisudo e de mesquinhez das gentes miudinhas que fitavam-lho tal afiada espada, o aspirante à Marinha entregava o seu melhor no treino corporal. Não só suor escorriam dos seus poros, como também vários “ais” sôfregos, porém pequeninos, devido à sua condição, ficavam na esteira. Demorou-se quarenta minutos na máquina, alternando-se entre passadas longas e uma corrida delicada, mas veloz. Seguidamente, com seu corpo mais do que morno, podendo sentir suas roupas encharcadas e coladas aos músculos, o incómodo das mesmas a esfregarem-se nas suas juntas, a secura nos lábios e a testa com fios doirados colados, assim como as pernas bambas, chacoalhando e uma leve tontura, era momento de prosseguir com o treino.

De frente para o seu ego refletido no outro lado do espelho, Peter exercitava seus braços com alguns pesos de doze quilos. Podia sentir o ardor das fibras a queimarem lentamente à medida que ia avançando na contagem da repetição do movimento. Pouco e pouco seus bíceps iam se tonificando, parecendo pedra, gritando de abrasamento e ardência. Suas veias dilataram, bombardeando uma cadeia maior de sangue por todo o seu corpo, sua respiração, apesar de controlada, tornava-se cada vez mais pesada. Ao longo de uma hora, com algumas pequenas pausas pelo caminho, foi treinando o seu corpo e, mesmo que não se apercebesse, acabava por treinar sua mente e seu espírito, pois suportar um treino como aquele com costelas ainda feridas seria impossível não fosse sua determinação e seu foco tamanhos.

Os murmúrios e olhares perante seu estado e sua ignorância foram desaparecendo na calada dos pesos levantados. Aos poucos os musculados orgulhosos e egocêntricos iam ora se dedicando nos próprios corpos esculturais, ora se surpreendendo pela atitude do loiro e pela sua robustez grosseiramente natural. Mesmo vindo de uma ilha ainda de gênese primitiva, o infernal frio que o queimara, os blocos de gelo e as densas camadas de neve haviam-lhe dado uma certa rigidez, não o permitindo ser um homem meramente magro e franzino, mas com certa constituição muscular.

Observando-o de um canto, olhando-o por debaixo do seu sobrolho, Denver sentia um leve sorriso jubiloso a nascer-lhe de dentro. Peter lembrava-o uma versão jovem de si mesmo, por tal razão, sentia-se como que se tivesse encontrado, algures jogado pela calçada macadamizada encardida de podridão, um diamante bruto, ali à frente de centenas que o viam e o olhavam sem ao menos saber o quão preciosa aquela pedra poderia vir a ser se bem lapidada. O loiro não sabia, mas os marinheiros que o haviam acompanhado àquela altura, já se encontravam despertos e ambos haviam falado muito bem dele, bem, no caso apenas Julius havia o elogiado, já que Kale era dotado de mudez. E seus elogios fizeram com que o apreço do sargento aumentasse. Iria treiná-lo, fazer daquele jovem uma versão melhor de si. Para isso, somente quando viu que suas pernas não mais aguentavam estar de pé, que a falta de açúcar em organismo se fazia notar, e que seus braços pareciam pesar trinta quilos a mais, que se revelou.

- Peter, parece que estás cheio de frio, meu jovem! – Entoou com seu vozeirão o homem, quase que rindo do garoto que tremia de dor, com leves espasmos de tontura em todo o seu gigante ser. – Toma! Beba isso e siga-me! – Atirando uma garrafa para o peito do recruta, deixando que o mesmo conseguisse agarrar a garrafa, o homem saia da sala de treinamentos. O recipiente que o sargento havia atirado para ele não era nada deslumbrante e nem muito grande, sendo aproximadamente com capacidade para um litro. O líquido no seu interior era indolor, mas o seu sabor, assim que Peter o sentisse a escorrer pela língua, era de um agridoce peculiar. – É uma receita própria! Irá ajudar-te a repor o açúcar no seu sangue, além de matar a sua sede. – No fundo, não era boa, nem ruim. Era quase como água, mas também não o era. A sua cor era meio esverdeada e, como dito, o seu sabor perdia-se entre o doce inicial e o salgado já nos seus escombros finais.

Caminhando atrás do moreno, se olhasse para suas largas e firmes costas, saindo da dobra da sua camisa, na sua nuca, uma cicatriz que se camuflava por entre os fios negros do marinheiro. Aquilo poderia trazer várias perguntas ao garoto, ou talvez não. Apenas uma das muitas provas de luta de Denver enquanto marinheiro. Se pensasse um pouco, Peter até mesmo poderia vir a perceber que raro era a existência de uma “boina azul” que não tivesse o corpo cravado, provando seus resultados no campo de batalha.

- Chegamos! Tire os sapatos, escolha a sua arma e venha! Faça o seu melhor! – Com poucas palavras, o sargento retirava seu sobretudo e o atirava para um canto, revelando seu corpo quadrado e musculado, além de seus braços grandes e duros. A ala onde se encontravam era uma ala tipicamente oriental. As portas eram de correr, além do chão ser em tatami, por isso terem de se descalçar. O espaço era mediano, sendo de 55x75 metros. No seu canto esquerdo, também à esquerdo da entrada, encontrava-se, na parede, dezenas de armas, desde espadas e katanas, à rifles e canhões de mão. Convinha à Peter escolher a sua arma. À frente da muralha de armas, na outra parede da sala estavam três quadros, cada um com um busto representado, sendo o do quadro do meio a figura do Almirante de Frota, no quadro à direita desse o líder anterior do QG, e no da esquerda a figura do actual líder, um jovem tenente – “Charles Kim”.

- Normalmente usamos o pátio de treinamento interno, mas como está ocupado, usaremos esta sala. – Explicaria o homem batendo os punhos com certa nostalgia no olhar por aquele lugar, mostrando que era um boxeador e que estava pronto para receber as investidas iniciais do garoto.

MOONLIGHT
__________________________________

there might be a million shells in the blue ocean, but you're unique, because you're my precious colorful shell!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ferimentos:
 

NPC's:
 

OFF:
 



Thanks Panda


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:

[ ] Ganhar uma Meitou lvl 2; (ノ≧∀≦)ノ
[ ] Ter Ofício Ferreiro lvl 2; (╯✧∇✧)╯
[ ] Forjar uma Katana lvl 2; (ര̀ᴗര́)و ̑̑
[ ] Caçar 5 Recompensas;  ヾ(〃^∇^)ノ♪
[ ] Vencer o torneio de artes marciais 1x; (๑•̀ㅂ•́)و✧
[ ] Encontrar dois tesouros; (۶ꈨຶꎁꈨຶ )۶ʸᵉᵃʰᵎ
[ ] Viajar por todo South e West Blue; ೕ(⁍̴̀◊⁍̴́ฅ)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Peter
Membro
Membro
Peter

Créditos : 8
Warn : Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 9010
Masculino Data de inscrição : 15/11/2018
Idade : 20
Localização : Wars Island - North Blue.

Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Eins - Halte dein Versprechen!   Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 EmptyQua 13 Mar 2019, 21:42




Eins - Halte dein Versprechen!

vs. Sargento Denver!



Receber aquela mensagem, mão por fala, mas por ações e instruções, de que teria de enfrentar o Sargento Denver em um combate um contra um, quase fez seu coração sair pela boca. O suor que ainda descia de seu corpo em estado de recuperação voltava a esquentar assim como o seu sangue que corria, agora, a duzentos quilômetros por segundo.

Suas mãos suavam e seus olhos eram errantes. Aquele era o último estágio para de fato ser considerado um verdadeiro, e justo, marinheiro. Era a última porta a ser aberta, a última barreira a ser quebrada. O ponto onde seu principal, maior e mais importante sonho seria realizado. Não seria uma tarefa fácil, até hoje não foi para Peter, mas ele tinha uma grande força de vontade e espírito de justiça. Em seu coração queimava uma chama que jamais apagaria.

Aquele líquido descia em sua garganta como um óleo adentrando a engrenagem presa de um maquinário velho e incapaz. Seus olhos lacrimejavam ao sentir aquele tônico gelado descer em sua garganta quente.

Sua costela não doía tanto quanto antes. Ele se movimentava bem e isso era bom para o seu próximo desafio. Seus braços não estavam tão pesados e com o movimento limitado como antes e suas pernas também não. Ele conseguia girar seu tronco livremente sem dor alguma e suas costas se dobravam para frente tranquilamente. Ele se envergava para frente e para trás como se estivesse se aquecendo, ainda mais. Os ossos de sua coluna estralavam como tiros, assim eram os de sua mão e braços também.

Peter entrava naquele “ginásio” tranquilo. Mesmo que o tamanho de seu, agora, oponente lhe desse uma certa imponência ele tentava não se sentir intimidado. Um alvo grande como aquele poderia não ser tão rápido quanto imaginado. Era hora de lutar!

O loiro caminhava até uma das prateleiras dispostas com diversas armas, ele enchia seus olhos sobre as espadas e katanas, logo, pegava uma que mais lhe agradava. Pegava uma espada longa leve e bem afiada. Cutucava a ponta de seu dedo indicados para o ver o quão perigosa esta estava, deixando escorrer um pouco de sangue antes de colocar na boca para “sugar” aquele vermelho delicioso. Dava alguns cortes no ar para testar sua aero dinamicidade e também seu peso, conferindo o quão leve e maleável ela seria. Seu próximo passo seria der alguns passos para frente com cortes diagonais para cima e para baixo, também vendo como reagiria aos seus movimentos corporais. Era importante esta parte, pois se houvesse algum impedimento para com a arma o loiro teria de escolher outra. Faria isso com todas as espadas longas até encontrar a que mais lhe atendia em suas requisições.

Logo, agora empunhando sua espada longa, se prepararia para um verdadeiro confronto. Um embate que necessitaria de um grande esforço físico, além de mental. Seria este o qual lhe daria um nome ali dentro daquele corpo governante.

Ficar a frente daquele gigante não era, agora, mais um empecilho. Colocaria sua espada a frente de seu corpo e prepararia sua resistência para receber os mais diversos golpes. Enrijeceria os músculos dos braços, troncos e pernas. Este também firmaria as mãos para não deixar com que a espada se desviasse após algum contato direto, seja contra o corpo do sargento o com o sargento a golpeando.

Seus olhos estariam muito atentos a movimentos do sargento, seja socos e chutes, principalmente. Seu corpo, dotado de uma grande aceleração, teria uma explosão de velocidade ao desviar destes, dando saltos para trás ou para os lados na direção oposta aos golpes, sempre de forma ágil e veloz. Também estaria atento a golpes altos e baixos, se abaixaria e saltaria para trás quando lhe fosse golpeado com movimentos altos e saltaria para trás também quando fosse golpeado com movimentos baixos.

Sua ofensiva se caracterizaria nas brechas dadas pelo oponente. Daria cortes horizontais mirando no peito, barriga e bíceps do Sargento. Tendo sempre em mente que ele não seria fácil de derrubar, logo, um esforço em tal seria mais do que necessário. Seus cortes seriam caracterizados por sua grande velocidade e precisão, atingindo os músculos não só para dar um certo “dano” como também instabilizá-los.

Os movimentos de Peter seriam ágeis e bem despertos. Se esquivando quando necessário e golpeando quando uma brecha fosse aberta. Seus olhos estariam atentos a cada movimento do oponente assim como sua espada lhe defenderia contra golpes frontais, deixando com que a lâmina da mesma deslizasse sobre a pele, ou luva, caso os golpes fossem diretos e incapazes de desviar.

Aquela oportunidade era única e ele não poderia nem pensar em perder.

Histórico:
 

Objetivos:
 
ϟ

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mizushiro Hizumy
Revolucionário
Revolucionário
Mizushiro Hizumy

Créditos : 2
Warn : Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 12/11/2014
Idade : 19
Localização : Cactus Island

Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Eins - Halte dein Versprechen!   Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 EmptySab 16 Mar 2019, 14:55



Eins - Halte dein Versprechen!
Wars Island | Peter Bordeaux | Clima: Outono  | Post 06


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Calúnia é aquele que desconsidera o factor elementar da surpresa durante o combate. Verdade é que o hábito, o repetir diário, uma e outra vez, das mesmas técnicas, mesmas situações ensaiadas, até que o corpo as decorasse, conseguindo executá-las instintivamente em situações precárias e reais, é um factor de grande responsabilidade e peso no momento de escolha entre o vencedor e o vencido, contudo a surpresa… Essa fazia, por vezes, com que profissionais ficassem de joelhos perante principiantes.

  Peter sequer percebera o que havia sucedido. Era como que se o tempo ousasse em parar-se-lhe por uma metade de fracção de um segundo para, do nada, repentino, acelerar brutalmente. Tudo o que sabia era que estava no chão e que tinha que parar um pouco e pensar, só assim para entender o que havia acontecido e o que havia feito de errado.  
 
   Tudo começara com a escolha da arma. Logo ao pegar sua primeira escolha pudera sentir os raios divinos da glória sobre ele. Aquela espada era uma relíquia, mesmo não o sendo. O seu balanço parecia perfeito, o seu peso ideal para si, dura e da medida certa para o seu corpo. Não era uma espada, era uma extensão do próprio corpo, o par perfeito. Sentira que com ela poderia trespassar qualquer criminoso ou rival.  Centrado, assumindo uma forte e boa posição de guarda, com a espada à sua frente, ansiava pela investida do sargento. Este, por sua vez, já não sorria. Seus olhos foram possuídos por uma sisudez invulgar, algo muito além de qualquer coisa que pudera ter visto por ali nos outros marinheiros ou mesmo nos mafiosos ao longo da sua estadia na ilha. Aqueles não eram os olhos de quem lutava pela justiça, ou de quem agia para proteger os demais. Não eram os olhos de um Marinheiro, mas sim os olhos de um Guerreiro, jazido há muito algures no meio do campo de batalha, fadado à todas as consequências que a feroz guerra abençoa à aqueles que a visitam.

     Recuando um passo com a perna direita, erguendo os braços à altura do pescoço, com a sinistra à frente, o homem crescera como que por magia. Toda a sua musculatura aumentara ligeiramente, enchendo-se de ar e suas veias dilataram, ficando bem espessas e pulsantes. Assim que pôde sentir o ar sendo expirado das narinas de Denver, como que se tratasse-se de um touro irado, o marinheiro já estava a sua frente, cortando toda a distância entre eles em questão de segundo. Sua aceleração era deveras bem maior do que a do garoto e Peter percebeu que o homem não iria pegar leve com ele apenas por ser um recruta.

   A aceleração de Denver fora de tal forma brutal que, quando enfim o sentiu a sua frente, já era tarde demais para mover a espada. O sargento não a havia tocado. Ele avançara com o corpo ligeiramente inclinado para a esquerda. Agora era seu pé direito que estava na frente e a mão esquerda atrás, assim como o pé desse lado. A lâmina da espada estava no mesmo lugar, imóvel, meros dedos de distância do tronco do sargento. E foi ali, quando o tempo regressara a ter vida para Peter que o rapaz sentiu um uppercut de direita o acertando no queixo, o jogando para trás. Em simultâneo, sorte ou talvez uma reacção animalesca por parte do corpo, o dito cujo “instinto primitivo”, Peter conseguira impor a lâmina para cima, no ar e na direcção do tronco do sargento enquanto voava para trás, conseguindo um leve corte na sua blusa, porém, sem arranhá-lo.

  - Você é forte! Tem uma boa musculatura e parece saber trabalhar com essa espada, mas em combate nunca se esqueça que você não sabe nada sobre o seu adversário. Esteja preparado para tudo! Sempre esteja ciente de que ele é melhor do que você! Ao mesmo tempo, nunca se rebaixe perante ele! É por pensar que ele é melhor que você deve analisar todas as possibilidades e estar preparado para qualquer situação. – Virando as costas ao garoto e regressando para o ponto inicial de partida, Denver terminava com… - Sempre lute com intenção de matar aquele que se atrever a ficar no seu caminho. Esse é o caminho para se tornar um guerreiro. -



MOONLIGHT
__________________________________
   
there might be a million shells in the blue ocean, but you're unique, because you're my precious colorful shell!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ferimentos:
 

NPC's:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:

[ ] Ganhar uma Meitou lvl 2; (ノ≧∀≦)ノ
[ ] Ter Ofício Ferreiro lvl 2; (╯✧∇✧)╯
[ ] Forjar uma Katana lvl 2; (ര̀ᴗര́)و ̑̑
[ ] Caçar 5 Recompensas;  ヾ(〃^∇^)ノ♪
[ ] Vencer o torneio de artes marciais 1x; (๑•̀ㅂ•́)و✧
[ ] Encontrar dois tesouros; (۶ꈨຶꎁꈨຶ )۶ʸᵉᵃʰᵎ
[ ] Viajar por todo South e West Blue; ೕ(⁍̴̀◊⁍̴́ฅ)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Peter
Membro
Membro
Peter

Créditos : 8
Warn : Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 9010
Masculino Data de inscrição : 15/11/2018
Idade : 20
Localização : Wars Island - North Blue.

Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Eins - Halte dein Versprechen!   Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 EmptyQui 20 Fev 2020, 23:34




Eins - Halte dein Versprechen!

vs. Sargento Denver!



Uma mão translúcida tocava seu rosto, a ponta de seu nariz, e arrastava aquele dedo fino e gélido descendo até seu queixo e indo mais em baixo. Ela descia como se não fosse parar, e para trás ficava aquele rastro frio e angustiante. Era como se fosse o toque da morte, seu último sentido indo embora após uma porrada que levara. Sentia aquela mão tocando seu peito e por fim parado. Sentia ela se estender sobre o mesmo e em seguida o transpassando, como se o loiro fosse apenas água. Ele sentia isso, mas com uma ansiedade que não cabia em seu peito, parecia que iria sofrer com aquela queda por séculos infindáveis. Seria triste acabar com um espírito flamejante de justiça tão cedo...

Peter se esticava no chão. Esticava seu braço direito, contornando sobre seu corpo e forçando-o para cima e esticava seu braço esquerdo, forçando principalmente seu cotovelo no chão também forçando seu corpo para cima. Em seguida erguia seu joelho direito, colocando-o contra o chão seguido pela parte externa de sua coxa esquerda, erguendo seu corpo após o baque de seu oponente.

- Sempre lute com intenção de matar aquele que se atrever a ficar no seu caminho. Esse é o caminho para se tornar um guerreiro. – Parafraseou seu oponente enquanto tentava se erguer do chão e pôr-se em posição de combate mais uma vez. – Certo. Entendido, senhor!

Erguendo sua espada a frente de seu corpo o loiro, flexionava seus joelhos, com o direito a levemente a frente de seu corpo. Prendia seu pé esquerdo no chão, agradecendo e abusando do atrito. Suas mãos tomavam conta do cabo da espada completamente, rígidas e sem nenhum tremor. Seus olhos miravam os olhos do Sargento. Ele o respeitava, mas também queria ganhar aquela luta.

Seus olhos azuis queriam tomar a forma de sua vontade. E era flamejante. Ele imaginava um leão rugindo a frente de seu rosto. Um dos grandes! E com muito esforço, e força, tentava cortar por completo o ombro direito, tórax, barriga e cintura do Sargento com um deslizar rápido e pesado de sua espada. Erguia os braços na diagonal superior esquerda e soltava com toda sua força para a diagonal inferior direita. A linha era reta e fatal.

Certamente estava ciente das habilidades de seu adversário, e isso seria um problema já que ele era bem mais rápido que o loiro. Por isso se precaveu em usar da força de suas pernas para bloquear golpes frontais com os braços, ainda que segurando a espada, e usando da lâmina e seus antebraços como escudo. Utilizaria das pernas para interceptar chutes laterais, sejam pela direita como pela esquerda. Também estava ciente de suas aberturas laterais, logo, sabendo que sua esquiva, como prevista, era bem lenta de como imaginava, este enrijeceria seus músculos laterais, como latíssimo, redondo maior, fáscia deltoidea e bíceps bloqueando golpes laterais, sejam pela direita como pela esquerda.

A velocidade seria sua maior inimiga, e Peter certamente saberia que um mínimo descuido seria fatal, afinal, o Sargento não estava brincando naquela luta. Ele sentia isso em sua movimentação, postura e olhar, além de ver isso em prática nos movimentos anteriores.

Era preciso, também, aproveitar de sua facilidade em acelerar seus movimentos, logo, com empenho, Peter aproveitaria possíveis investidas rápidas do Sargento para contra atacar. Aproveitaria as lâminas da espada e a usaria como barreira refletora, não só bloqueando golpes como também contra atacando. Emularia seu corpo na direção do golpe de seu oponente, erguendo a lâmina contra o punho ou perna, de seu adversário e deslizaria a lâmina contra sua pele. Aproveitaria disso para dispor de uma abertura na movimentação. Caso o contragolpe efetivado fosse de sucesso, se colocaria frente a seu oponente novamente em posição defensiva, com a espada erguida a frente de seu corpo, pernas flexionadas e olhos fixos. Caso fosse falho, este se movimentaria para longe de seu adversário, ainda com a espada frente a seu corpo e com os braços e pernas preparados para bloquear qualquer golpe oportuno do mesmo.

O loiro executaria o golpe com a maior precisão já tentada, tentaria perfurar e, de certo moto, ferir gravemente o Sargento com tal. Seria um desperdício de força e energia não lutar aquilo com toda sua força. Ele já fora testado em situações de vida ou morte e naquele campo de batalha não era diferente.

- ... – Respirou profundamente e começou a executar os movimentos calculados e analisados.

Histórico:
 

Objetivos:
 
ϟ

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Muffatu
Narrador
Narrador
Muffatu

Créditos : 10
Warn : Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 10010
Data de inscrição : 04/02/2020

Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Eins - Halte dein Versprechen!   Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 EmptyQua 25 Mar 2020, 18:39

Muffatu Presents:

Sabe me explicar?




Denver se via frente a um recruta que certamente tinha pegado o espírito da coisa. O papel de um superior é o de formar os soldados para que em uma possível guerra estejam prontos para o que está por vir, e não por menos os homens daquele lugar o respeitavam.

Assim que se porta de novo para ir a batalha contra o recruta, ele desfere um chute que é prontamente aparado por Peter. O loiro mostrava que havia entendido algumas coisas. Os olhos fixos em seu oponente fizeram Denver disparar mais um golpe, a lâmina de Bordeaux dessa vez acaba perfurando o braço do sargento que tira o braço para trás mostrando que havia sentido o golpe, em uma investida quase certeira, a lâmina se vira para a barriga do sargento que quase sem reação é acertado e leva as mãos até a ferida


- Exatamente, rapaz! É isso que precisamos por aqui, oportunidade criada, ferimento causado. E vi que de fato foi para terminar a luta, como deve ser. Cada passo que seu oponente dá, ele te mostra algo em sua trajetória, seja como a sua perna toca o solo ou o modo que seu ombro se prepara para desferir um golpe.É… declaro essa rodada sua, mas a batalha ainda não…

Mais uma vez tomado por um espírito guerreiro, Denver parte para cima do recruta. Cerrando seus punhos ele gira em torno de si e volta com o que parecia ser uma flecha de tão veloz, seu punho esquerdo vinha cerrado ao lado de sua cabeça, e sua perna direita estava um pouco mais a frente, parecendo bem mais rígida que de costume…
O que faria nesse último “Round”, nosso caro Peter?


bichaelson



Informações:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


“Aventuras”:
 


Objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: Eins - Halte dein Versprechen!   Eins - Halte dein Versprechen! - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Eins - Halte dein Versprechen!
Voltar ao Topo 
Página 5 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Minion Island-
Ir para: