One Piece RPG
Um lobo entre as ovelhas - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Nox I - Loucura
Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Emptypor Catuios Hoje à(s) 11:31 pm

» Sons of Vermillion's Blood: Gênesis
Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 10:08 pm

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Emptypor Achiles Hoje à(s) 9:43 pm

» Teleton Chronicles I: Retaliação
Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Emptypor Sakaki Hoje à(s) 9:34 pm

» [ficha] Hinata Bijin
Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Emptypor Bijin Hoje à(s) 8:39 pm

» Apenas UMA Aventura
Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Emptypor Van Hoje à(s) 8:35 pm

» Cap. 1: Laços entrelaçados, as chamas da revolução se erguem!
Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Emptypor Wesker Hoje à(s) 8:07 pm

» Buki Bijin
Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 7:02 pm

» Arthas Mandrake
Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 6:58 pm

» Bastardos Inglórios
Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Emptypor Wing Hoje à(s) 6:57 pm

» Evento Natalino - Amigo Secreto
Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Emptypor Mizzu Hoje à(s) 6:13 pm

» あんみつ - Anmitsu
Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Emptypor Vincentão Hoje à(s) 6:03 pm

» Unbreakable
Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 6:03 pm

» Cap. 1 - Abrindo caminho
Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Emptypor Fonseca Hoje à(s) 5:31 pm

» [Mini-Theodore]
Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Emptypor Death-D.Obscure Hoje à(s) 5:04 pm

» [Ficha] Mikhail Vermillion
Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 4:40 pm

» Mikhail Vermillion
Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 4:37 pm

» Construindo o Começo
Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Emptypor Graeme Hoje à(s) 3:17 pm

» [Ficha] Coldraz Vermiillion
Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 1:35 pm

» Coldraz Vermillion
Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 1:34 pm



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Um lobo entre as ovelhas

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
Dixon Colt
Membro
Membro


Data de inscrição : 26/04/2018

Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Um lobo entre as ovelhas   Um lobo entre as ovelhas - Página 2 EmptySex Dez 07, 2018 6:44 pm

Inimigos e Aliados.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


O marinheiro que socorria Vicent confirma minha suspeita de que a bala estava envenenada, me trazendo um sentimento de angústia.
Covardes... - Sussurraria antes de cuspir no chão.Eles realmente são tão baixos à ponto de tentar matar alguém com veneno? - No andar da carruagem, o interesse em saber mais sobre os revolucionários só aumentou, por isso segui os marinheiros até o seu QG.

No caminho, aprendizados me vieram à mente que me lembram da história da ilha. Certamente o domínio dos tritões foi algo horrível e a derrubada de sua ditadura foi uma grande ajuda à Conomi, mas a atitude dos revolucionários contra Vicent me levantou uma questão:
E se os cidadãos daqui não forem à favor desse movimento? Eles fariam a mesma coisa que fizaram com Vicent? - Estas dúvidas ficaram na minha cabeça durante a caminhada.





Não demorou muito até chegar no QG improvisado que os marinheiros disseram, localizado na costa e escondido pelas plantações de laranja que tinham ali perto. Apesar de ser um lugar com uma paisagem natural surpreendente, também é estrategicamente perfeito ao meu ver.
Eles pegaram o Vicent hoje de manhã, os desgraçados estão nos isolando cada vez mais na área Norte, estamos entre a cidade e a montanha, uma posição desfavorável demais, eles podem nos emboscar a qualquer custo então temos que reagir e tomar a área Sul. - Em uma conversa que parecia ser uma reunião, um homem alto e, aparentemente, bem respeitado se destacava com seu jeito clamoroso de falar. Ele chegou! Vão, vejam o que conseguem por mim, dessa vez não aceitarei falhas seus desgraçados! Quero nomes!Ordenou em voz alta antes de se virar para os recém-chegados.Oh que indelicadeza a minha, estou gritando com um homem ferido sob meus cuidados, vão para minha tenda, mandarei o restante dos médicos para auxiliá-los, quem é o garoto ali atrás? - Disse apontando na minha direção. Ver aquele cara com uma presença tão intimidadora se referindo à mim conseguiu me dar um pequeno arrepio na espinha.Aquele… ah sim, é o garoto que estava com Vicent, achei que quisesse falar com ele. - O marinheiro que carregava a maca explicou.Ah sim, o garoto que salvou o Vicent! Qual o seu nome rapaz? - O homem pergunta. Novamente fui reconhecido por ser um cara exemplar, me deixando desconfortável, mas engulo em seco e prefiro manter uma boa impressão, afinal, esses caras vão ser de boa ajuda no meu objetivo de me tornar um Caçador de Reocompensa.Meu nome é Dixon Colt. - Responderia sinceramente, já que não vejo a necessidade de esconder minha identidade da Marinha.Meus cumprimentos rapaz, entre para comer ou beber alguma coisa, temos frutas e cereais na mesa, ele logo já deve estar bom para conversar. - Apontou para as mesas cheias de alimentos. Não sou de recusar comida, então iria de bom grado me alimentar até estar satisfeito.Até que eles parecem ser bem amigáveis. Acho que tenho uma ideia errada desses caras. - A atitude cordial e simpática do marinheiro me fazem mudar minha perspectiva sobre a Marinha.

Depois do pequeno banquete, o mesmo marinheiro me chama pelo nome.Dixon! Venha cá! - O chamado vem da mesma mesa que ocorria a reunião de momentos atrás, então me aproximo e torno minha atenção para o indivíduo.Você me parece ser uma figura interessante, sabe me dizer o que aconteceu com Vicent hoje de manhã? - Ele me perguntou.Eu estava na rua quando ouvi os disparos. Não sei se eram uma ou mais pessoas, mas parecia uma emboscada planejada para assassinar Vicent. - Coçaria minha têmpora tentando lembrar de mais detalhes.Também ouvi dos caras que socorreram ele que as balas estavam envenenadas. - A reação do marinheiro não parecia ser de surpresa. Acho que ele não espera muita humanidade vinda desses revolucionários.Sim… Foi mesmo um ataque daquele canalha do Faraday, estamos tentando retaliar seus avanços pela ilha, os revolucionários não podem mais permanecer nessa ilha rapaz! Sabe por que? Eles são uma ameaça, e nós demoramos muito tempo até que o governo nos desse a permissão para atuar em Conomi, queremos tornar esse lugar melhor, me diga garoto, você faz o que? - A explicação coincide com a ausência da Marinha durante o domínio dos tritões, então prefiro confiar nele.





Eu? - Um reflexo das minhas razões para estar ali passam pela minha cabeça por um breve momento, me fazendo abrir um pequeno sorriso.Agora, estou atrás do meu primeiro procurado. Quero me tornar um Caçador de Recompensas. - Diria com o peito estufado e com uma sensação de orgulho próprio.Parece que estamos do mesmo lado, né? Hahahaha. - Daria um leve tapa em seu ombro.Mas indo direto ao ponto. Você parece ter uma boa influência por aqui, por isso quero te pedir uma coisa. - Cessaria as risadas e tomaria um tom sério nas próximas palavras.Eu concordo com seu ponto de vista sobre esses revolucionários e gostaria que compartilhasse comigo esse objetivo para acabarmos com eles. - Faria o pedido com o intuito de impulsiona-lo a me ajudar.O inimigo do seu inimigo é seu amigo, certo? - Estenderia minha mão para o homem, como oferta de criar uma aliança com a Marinha na caça aos revolucionários de Conomi.

Esperaria ele apertar minha mão e concordar em me ajudar para dar uma boa risada como comemoração. ─ HAHAHAHA! É isso aí! - Daria um joinha para o marinheiro e continuaria a conversa.
Meu plano é o seguinte. Pretendo me infiltrar entre os revolucionários, visto que ninguém me conhece e eles nem sequer irão suspeitar que estou relacionado à Marinha. O que quero dizer é que irei desestruturá-los por dentro, mas não posso fazer isso sozinho, e é aí que você entra. - Apontaria para o homem com um sorriso.Eu vou precisar de uma brecha para os atacar sorrateiramente por debaixo dos panos, o que acha que pode fazer para me dar essa brecha? -
Thankz [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Objetivos:
 

Histórico:
 

Inventário:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Johnny Bear
Pirata
Pirata
Johnny Bear

Créditos : 17
Warn : Um lobo entre as ovelhas - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 18

Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Um lobo entre as ovelhas   Um lobo entre as ovelhas - Página 2 EmptySex Dez 07, 2018 9:24 pm




A conversa parecia fluir, pela primeira vez ambos os lados convergem por um inimigo em comum, era com gosto que aquele marinheiro ouvia as palavras de Dixon, como se fosse um pai orgulhoso ao ver seu filho das os primeiros passos, se construindo uma metáfora por cima da pequena passagem, tem-se o aspirante a Caçador finalmente dando resvalos de sua genialidade e vontade de atuar para um bem comum, mas da mesma forma que se tinha um interesse e compromisso com a sociedade para eliminar ameaças, também nutriam sentimentos ambiciosos por dentro de cada caçador, afinal o que os difundiam de um marinheiro era a isenção de receber ordens e, principalmente, a grande recompensa pela cabeça de um criminoso.

Já o loiro se mantinha calado, ouvia as especificações do garoto enquanto comia a maçã, em sua alimentação se tem uma pausa, pronto para responder ao que Dixon havia apresentado em seus argumentos, certamente uns muito bons, mas outros não agradavam tanto assim o marinheiro. - Certo certo, olhe você me parece um cara legal e disposto a ajudar, então vamos fazer o seguinte - Com a maçã em uma mão, tomava na outra uma pequena faca que começava a cavar a fruta retomando a fala. - Você tem algumas ideias que eu já adotei, tenho espiões lá assim como eles tem espiões aqui dentro, isso me faz desconfiar da cada homem que tenho aqui dentro, salvo meus médicos, Vicent e aqueles dois que mandei trazê-lo - Arqueando os braços, ele te envolve o pescoço, puxando-o para um pouco mais longe das tendas enquanto olhava para trás vendo se não havia ninguém se aproximando ou ouvindo a conversa.

-Vamos fazer o seguinte, amanhã às nove da noite vai acontecer um encontro não oficial de alguns membros desse exército revolucionário, são magnatas, ricos e influentes que passam as noites jogando em algum cassino por aí ou bebendo nos bares desses mesmos lugares, Vicent pode te colocar para trabalhar dentro desse lugar do próximo encontro. - Ele fazia uma pausa enquanto puxava dois cartazes do bolso da camisa haviana, não abria, apenas os entregava a Dixon - São esses dois que eu quero que você pegue, só te peço que veja os cartazes quando estiver longe daqui, como eu disse, alguns dos meus homens não são confiáveis. Elimine esses dois alvos, se tudo ocorrer conforme o planejado, Vicent consegue te colocar para trabalhar lá, vão te revistar então é melhor não levar uma arma, deixe que meus homens cuidem disso, eles vão lhe dar a pistola com as balas, tudo o que tem que fazer depois de então é servir algumas bebidas na mesa desses dois e então disparar, mire na cabeça para ter certeza de que estão mortos, saia de lá andando a passos largos, não corra em hipótese alguma! E então o que me diz? - Aguardando uma resposta, um sorriso se abria no rosto do loiro, era uma oportunidade e tanto, dois alvos pelo preço de um, com a arma fornecida pelo próprio marinheiro e a proteção perante a lei caso conseguisse sair ileso do local, mas caberia a Dixon decidir o que fazer.


Vicent:
 
Den Den Mushi:
 
Off:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dixon Colt
Membro
Membro
Dixon Colt

Créditos : Zero
Warn : Um lobo entre as ovelhas - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 26/04/2018
Idade : 19

Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Um lobo entre as ovelhas   Um lobo entre as ovelhas - Página 2 EmptyDom Dez 09, 2018 1:30 am

Encontro Marcado.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


A aliança estava feita e o marinheiro ouviu atentamente o meu plano, mas ele não parecia totalmente satisfeito.Certo, certo... Olhe você me parece um cara legal e disposto a ajudar, então vamos fazer o seguinte: Você tem algumas ideias que eu já adotei, tenho espiões lá assim como eles tem espiões aqui dentro, isso me faz desconfiar da cada homem que tenho aqui dentro, salvo meus médicos, Vicent e aqueles dois que mandei trazê-lo. - Disse enquanto me puxava para um lugar mais reservado. A desconfiança tinha fundamento e corrobora a dificuldade da Marinha em expulsar o grupo revolucionário de Conomi, então sigo o raciocínio do homem com a mente aberta.

Vamos fazer o seguinte, amanhã às nove da noite vai acontecer um encontro não oficial de alguns membros desse exército revolucionário, são magnatas, ricos e influentes que passam as noites jogando em algum cassino por aí ou bebendo nos bares desses mesmos lugares, Vicent pode te colocar para trabalhar dentro desse lugar do próximo encontro. - Ele me entrega discretamente dois cartazes que eu colocaria nos bolsos internos do meu paletó.São esses dois que eu quero que você pegue, só te peço que veja os cartazes quando estiver longe daqui, como eu disse, alguns dos meus homens não são confiáveis. Elimine esses dois alvos, se tudo ocorrer conforme o planejado, Vicent consegue te colocar para trabalhar lá, vão te revistar então é melhor não levar uma arma, deixe que meus homens cuidem disso, eles vão lhe dar a pistola com as balas, tudo o que tem que fazer depois de então é servir algumas bebidas na mesa desses dois e então disparar, mire na cabeça para ter certeza de que estão mortos, saia de lá andando a passos largos, não corra em hipótese alguma! E então o que me diz? -

A explicação foi simples e fácil de entender, o bastante para me convencer em participar. Daria um longo suspiro e o responderia.  ─ Ok, eu topo. Amanhã ao meio dia vou estar esperando por mais informações sobre o plano. O ponto de encontro pode ser no mesmo lugar que encontrei o felizardo baleado. Só perguntar àqueles dois que trouxeram ele onde que fica. Estou confiando em você. - Tiraria a minha pistola da cintura e a entregaria para o marinheiro. Prefiro que os meus primeiros trabalhos sejam feitos por uma arma minha, não alugada da Marinha.Essa arma é minha, não esquece de me entregar depois, hein? - Finalizaria a conversa acenando para me despedir do marinheiro e partiria de volta para a loja de armas do Lamar.

Na estrada de volta, revisaria os planos para fixa-los na minha mente e evitar qualquer nervosismo.Já tá no papo. Amanhã ao meio dia vou receber as informações que preciso e de noite a ação vai começar. - Minha primeira caçada corre tudo como os conformes e isso faz eu me sentir bem confortável em relação à tudo. O plano em si é bem superficial, porque não conta com nenhum imprevisto que possa acontecer, mas acredito na minha criatividade para evitar qualquer complicação. Novamente, me concentraria para checar se detecto alguém que possa estar me seguindo e não faria nada caso ache.

Ao chegar na loja sem problemas, iria rapidamente até o Lamar para fazer umas perguntas.Fala aê, Lamar. - Diria abrindo as portas blindadas do lugar.Tô procurando um lugar pra ficar. O problema lá de casa ficou pior e não vou conseguir ficar lá até amanhã. Recomenda algum? - Esperaria uma indicação do vendedor para sair à procura de uma estadia para a noite.
Thankz [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Objetivos:
 

Histórico:
 

Inventário:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Legendas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Johnny Bear
Pirata
Pirata
Johnny Bear

Créditos : 17
Warn : Um lobo entre as ovelhas - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 18

Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Um lobo entre as ovelhas   Um lobo entre as ovelhas - Página 2 EmptyTer Dez 11, 2018 11:06 pm




Preparativos por conta do marinheiro, tomando para si como única preferência o uso de sua arma durante o plano Dixon, que concordou com o plano em quase todos os aspectos, enfim atuaria diretamente em uma caçada a cabeças valiosas, o plano contava com pontos específicos que estariam friamente calculados, tentando amenizar o mormaço mental causado pelas preocupações com possíveis complicações, o jovem se reconfortou após lembrar de que sempre em que não há um plano B o correto é improvisar. Seguindo até o Lamar’s, não deixando de transpor novamente pelas plantações de laranjeiras, o chacoalhar dos arbustos acompanhavam os pesados passos, o dia já calmo se fazia tarde, exuberante e exibido mostrava-se ao cume naquele instante, mas independente do seu brilho o calor não era tanto.

Nada além da calmaria de antes, ou quase isso, as ruas ainda eram as mesmas - só que agora preenchidas por comerciantes e moradores que iam e vinham de Norte à Sul, gritavam aos compradores os produtos que tinham a oferecer, a pedida variava dos clichês daquela ilhota ( arroz e laranjas ) até especiarias e temperos vindos de outros cantos do Mar. A rua preenchida, diferente de uma grande feira, apresentava organização e limpeza como as de um grande mercado, talvez fosse pela falta do luxo nas barracas ou os brados sem jeito dos vendedores tentando atrair algum interessado, quem sabe até mesmo no aroma convidativo dos alimentos e temperos que partia de todos os lados; todos esses fatores estavam contribuindo para criar um ambiente casual, alegre e simplório, cujo valor se encontra arraigado na cultura e modo de viver de seu povo.

-Temos bolinhos de arroz, orégano, sal e muitos outros temperos! Venham conferir os tesouros alimentícios vindos da própria Grand Line! - Falava um corpulento com o buço cheio de pelos.

-Venham conferir as frutas mais exóticas do mares, provem também do licor da nova conhecida marca Jony Walter! - Já esta uma noviça, de madeixas castanhas enroladas, pele escura e os olhos de âmbar

-Procurando o amor de sua vida? Quer saber o seu destino? Venham a tenda da Vó Tala e encontrem as respostas para todas de suas vidas - Agora uma idosa divulgava uma tenda violeta, com detalhes de estrelas por todos os lados, por dentro era escuro e só podia se ver a silhueta de uma velha sentada lá dentro enquanto a fumaça do incenso escapava pela entrada.

Chegando a loja de Lamar, encontraria-o ainda por trás do balcão, ilustrava as peças de uma metralhadora que no momento estava desmontada pelo balcão, ao notar sua chegada, o sorriso lhe escapa no canto do rosto como se já estivesse esperando por sua chegada, ou talvez fossem apenas os pensamentos embasados nas desculpas anteriores que o jovem dera para comprar uma arma.

-Falaê mano! Conseguiu resolver aquela sua parada? - Perguntou antes de ouvir a próxima pergunta de Dixon, aquele sorriso que antes se abriu de modo ligeiro, agora estava largo e arqueado no rosto sinuoso do vendedor, estava gostando cada vez mais da história com os ratos problemáticos. - A parada deve estar sinistra pra você vir procurar um lugar, mas relaxa bro, deixa com o Lamar que fica tudo tranquilo. Se quiser pode ficar na garagem do meu cafofo, tem um espaço por lá, só tem que tirar algumas caixas com algumas coisas velhas que tem por lá, e o melhor de tudo, não tem ratos heh! - Lamar dava boas risadas antes de voltar sua atenção para a arma, ainda sim estava ouvindo e gostaria de saber da resposta do rapaz com relação a oferta feita.

“Sim” - Se essa fosse a resposta, Lamar iria entregar-lhe um papel - retirado de um pequeno diário ao lado dele na mesa - com o endereço da rua e o número de sua casa - Tá na mão mano, esse é lugar, vou chegar por volta das sete lá, aparece lá - Então voltando para o trabalho, Lamar se concentrava em remontar a arma depois de limpa.

“Não” - No caso da negativa a oferta de Lamar, este iria se mostrar um pouco chateado, mas logo pensando em outro lugar e chegando a uma rápida conclusão. - Tem um lugar daora mais ao Sul daqui, perto daquelas barracas onde vendem frutas de outras ilhas, lá perto tem um Hostel que minha mina trampa, é um lugar irado cara, você pode conhecer pessoas bacanas e pagar barato - As instruções estavam dadas, e se quisesse seguir, poderia ir naquele mesmo instante


Off:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dixon Colt
Membro
Membro
Dixon Colt

Créditos : Zero
Warn : Um lobo entre as ovelhas - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 26/04/2018
Idade : 19

Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Um lobo entre as ovelhas   Um lobo entre as ovelhas - Página 2 EmptySab Dez 15, 2018 9:36 pm

Tempo Livre.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


A metrópole de Conomi parecia desabrochar junto com a chegada do meio dia, como uma flor de laranjeira. As ruas começaram à ficar populosas, me trazendo uma sensação de conforto e nostalgia. Diversos comércios gritam suas propagandas, mas um em particular conseguiu chamar minha atenção.Procurando o amor de sua vida? Quer saber o seu destino? Venham à tenda da Vó Tala e encontrem as respostas para todas as dúvidas de suas vidas. - Promoveu uma senhora de idade que está dentro de uma tenda com um padrão bem cósmico.Amor da minha vida?! - Esta frase em particular despertou um sentimento libidinoso incorrigível nos meus pensamentos. Com a expressão pateta e alienada de um depravado, meu corpo se moveria involuntariamente na direção da tenda, mas com um chacoalhar da cabeça consigo sair da hipnose.Agora não! - Corrigiria minha própria consciência e voltaria novamente minha atenção para a loja de armas do Lamar.

O rapaz está atrás do balcão aparentemente concentrado em uma arma desmontada, mas seu foco é dispersado com a minha chegada.Falaê mano! Conseguiu resolver aquela sua parada? - Ele perguntou alegre como o esperado.Tô procurando um lugar pra ficar. O problema lá de casa ficou pior e não vou conseguir ficar lá até amanhã. Recomenda algum? - Eu respondi. Estranhamente, Lamar parecia ficar mais feliz com a notícia, mas não me surpreendo, afinal ele é um cara muito bem humorado.A parada deve estar sinistra pra você vir procurar um lugar, mas relaxa bro, deixa com o Lamar que fica tudo tranquilo. Se quiser pode ficar na garagem do meu cafofo, tem um espaço por lá, só tem que tirar algumas caixas com algumas coisas velhas que tem por lá, e o melhor de tudo, não tem ratos heh! - As risadas contagiantes não me davam outra escolha. Seu carisma me convenceu por si só.Puts! Nem sei como agradecer, cara. Obrigado mesmo. - Com um sorriso desajeitado, aceitaria de bom grado a oferta de Lamar que já me entrega um papel que citava o seu endereço. Tá na mão mano, esse é lugar, vou chegar por volta das sete lá, aparece lá. - Disse antes de voltar sua atenção para as peças de arma na sua frente. Terminada a conversa, sairia da loja e acenaria me despedindo.

Todos os meus objetivos do dia foram alcançados, estou livre de qualquer preocupação e ainda sobrou um tempo para andar por aí. Minha psique volta novamente a atenção para a tenda da tal Vó Tala de momentos atrás e, agora que estou com tempo livre, deixaria meu desejo piegas me encaminhar até o lugar.

Entraria na tenda vagarosamente. O forte cheiro de incenso e a aura sobrenatural do lugar dá um desconforto que me faz fechar a cara, junto com um pequeno nervosismo que eu faria de tudo para disfarçar com uma simples saudação. Olá? - Esperaria alguma resposta vindo da silhueta da senhora e, em seguida, me adentraria mais no lugar, me aproximando da silhueta.Ouvi você dizendo que possui todas as respostas... - Daria uma breve pausa, abaixando a cabeça e escondendo meu rosto no processo.EU VOU ACHAR UMA NAMORADA NO FUTURO? - Toda a atmosfera silenciosa com a minha exaltação e expressividade devassa seria quebrada enquanto espero por uma resposta positiva. Realmente... O amor é a maior fraqueza do homem.
Thankz [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Objetivos:
 

Histórico:
 

Inventário:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Legendas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Johnny Bear
Pirata
Pirata
Johnny Bear

Créditos : 17
Warn : Um lobo entre as ovelhas - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 18

Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Um lobo entre as ovelhas   Um lobo entre as ovelhas - Página 2 EmptyQui Dez 20, 2018 12:59 am




Olhando por dentro daquela pequena tenda era difícil dizer se estava na mesma ilha de antes, não se preservava um sequer aspecto visto antes em lojas ou estradas pela caminhada matinal, embora o chão que cobria seus pés ainda fosse o mesmo feito de areia, agora estava em finos grãos fofos afundando com os passos que dava rumo ao centro do lugar. Comparando pelo lado de fora, o tamanho do interior aparentava ser duas vezes maior, o pano que revestia o interior era totalmente pintado a mão com um detalhismo impressionante apesar dos desenhos simples, representavam esculturas de madeira vindos de uma religião desconhecida para o garoto, o céu era retratado com beldade assim como a água; era tudo tão vivo em cores e iluminação, visto que o sol que batia no teto ainda era capaz de resvalar sobre alguns buracos no tecido dando uma impressão de ainda estar a céu aberto.

Os incensos da tenda tinham um aroma tão natural quando as laranjeiras que antes cruzara, diferente do que se podia sentir em toda ilha, dentro do lugar o frescor tropical adicionando a da água do mar e de coco verde eram os cheiros presentes por todo canto; também outras figuras ilustrativas estavam distribuídos, pequenas palmeiras que se agrupavam nos cantos dando dos primeiros frutos; algumas estatuetas de madeira de figuras heróicas de uma religião antiga; armas e outros instrumentos para rituais - que iam desde cajados, elmos e decorativos corporais à musicais como o tambor e o chocalho - feitas inteiramente do caule da palmeira. Uma pequena fogueira estava perto de dois homens mais ao canto, que estes por sua vez cantavam para uma senhora que dançava com uma garotinha mais nova, aparentemente sua neta.

A música era feita de instrumental e em coro pelos dois, o tambor com o chocalho era o único utilizado para dar as batidas e o chacoalhar, enquanto a harmonia musical e o ritmo era dado pela voz dos dois enquanto a da garotinha acompanhava, todos falando em uma língua incompreensível para o jovem Dixon. Enquanto tocavam, poderia perceber aspectos físicos presentes iguais em todos eles, rosto - assim como o nariz - mais arredondado, os dentes brancos e perfeitamente alinhados, o cabelo liso e escuro como a noite, de pele bronzeada e apresentavam um físico forte. Os homens vestiam unicamente tangas acompanhadas de jantes de folhas nos pulsos e na cabeça. A garotinha estava vestida com uma saia feita também de folhas, os mesmos jantes e um top vermelho de tecido. Já a velha, com o cabelo esbranquiçado e o corpo curvado, sorria dançando com a garota e seguindo o ritmo da música enquanto aparentemente lhe dava aulas de canto, acompanhava em silêncio as falas conferindo se estavam sendo ditas de forma correta, aquela senhora sendo - aparentemente - a vovó Tala vestia roupas Maori - tecido com fibra de palmeira - cor creme e rosa; tinha um colar brilhante feito com uma pedra esverdeada e um alargador pequeno em ambas orelhas.

“Ka pipiʻo mai o ke ānuenue
Nā waiho‘olu‘u a hālike ʻole
E nānā nā maka i ke ao malama”


Um dos irmãos nota a entrada do garoto, logo cutucando o outro e acenando com a cabeça, ambos se entreolham uma vez antes que o maior destes decide parar de tocar para avisar a senhora - Mama, acho que alguém quer se consultar com a senhora - Ele falava calmo, já parecendo compreender o motivo de Dixon estar ali, a velha que dançava feliz com sua neta não parava de sorrir, se deixando levar pelo momento ela acaba por demorar alguns segundos até que desse alguma atenção ao novo cliente - Hahahaha! Certo, acho que por hoje está bom Nalu - a garotinha que rodopiava e também sorria parava sua dança e cantoria, mas ainda se mostrava espontânea e cheia de energia - Como eu me saí vovó? - perguntava doce e gentil arrancando um olhar de orgulho da velha que a acariciava o rosto - Você é igualzinha a sua mãe, quando estiver mais velha eu tenho certeza de que vai ser maravilhosa querida - dava-lhe um abraço, os homens se levantavam e o mais velho se aproximava das duas enquanto o outro mais robusto caminhava para os fundos, onde entrava em uma pequeno quarto - Certo Nalu, hora de deixar a vovó trabalhar. Você quer ir ver a cachoeira comigo? - Pegando a garotinha nos braços, então a erguia levando também para os fundos, a garota entusiasmada com a ideia não esboça outra reação senão positiva e alegre.

Tala caminha em sua direção, sorrindo e acenando a cabeça - Haha! Crianças, são o brilho de nossas vidas, o que posso fazer por você rapaz? - questionava-o sobre o que levaria a presença de um aspirante a caçador naquele lugar, os motivos eram dados de forma sucinta, a senhora se vira para trás e anda até uma pequena cadeira que estava perto dos coqueiros no canto da tenda, lá também havia outros bancos para que o rapaz pudesse sentar. Ela seguia com a ajuda de uma bengala com os passos moderados enquanto falava - Oh, compreendo. Veio para saber sobre o amor da sua vida, hahaha! Adorável, o amor é um sentimento muito bonito, sente-se comigo e vamos ver o que a grande Mãe tem a lhe oferecer - Seguindo por lá, não leva mais do que um quarto de minuto para chegar aos bancos, a senhora se senta após tomar um facão às mãos, cortou dois cocos da palmeira e após isso abriu-os.

-Aqui… Pegue, água de coco, tente relaxar enquanto eu faço a ligação - A voz saia suave, não querendo assustar ou gerar muitas dúvidas, com o tempo tudo seria respondido e resolvido, por isso, tomou um gole da água de coco enquanto oferecia a Dixon um outro, era fresco e sua coloração esverdeada indicava já estar no ponto para beber; se tomasse poderia sentir um frescor invadir-lhe o corpo, o sabor noviço e adocicado. Enquanto isso Tala se sentaria logo a sua frente, erguendo as pesadas mãos para tocar-lhe na testa e então fechar os olhos, no momento do contato você pode sentir uma pequena corrente energética invadir o corpo, não algo que o desperta, mas sim cause uma sensação de profundo prazer e conforto. Ainda de olhos fechados ela começava a falar.

-Uhm… Interessante… Vejo que você… vai encontrar o seu amor em uma situação muito complicada… Na verdade isso não vai demorar para acontecer, tente... Tente ficar calmo e esperar que as coisas aconteçam naturalmente, está mais próximo dela do que imagina… - Em um tom um tanto enigmático ela falava, em nenhum momento dando a clara certeza, como se não quisesse ou não pudesse dar muitos detalhes, uma vez que poderia alterar todo um destino dessa forma, atrasar ou retardar o andamento de um ciclo, ela voltava a tomar a água de coco assim que abria os olhos e afastava as mãos de sua cabeça, esperando por algo a dizer - Vejo que é também um bom rapaz, mas está rodeado de inimigos -

Tala:
 
Off:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Um lobo entre as ovelhas   Um lobo entre as ovelhas - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Um lobo entre as ovelhas
Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Conomi Island-
Ir para: