One Piece RPG
Caminhos revelados - Página 9 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Una Regazza Chiamata Pericolo
Caminhos revelados - Página 9 Emptypor DarkWoodsKeeper Hoje à(s) 18:21

» Terminando assuntos inacabados
Caminhos revelados - Página 9 Emptypor Muffatu Hoje à(s) 18:02

» Enuma Elish
Caminhos revelados - Página 9 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 17:49

» Unidos por um propósito maior
Caminhos revelados - Página 9 Emptypor xRaja Hoje à(s) 17:12

» Cap.2 - Seguindo um sonho!
Caminhos revelados - Página 9 Emptypor Kallieel Hoje à(s) 16:57

» [Mini-Kuroper] Começo da Jornada
Caminhos revelados - Página 9 Emptypor Kuroper Hoje à(s) 16:28

» [Mini-Archer James] Cachorros da Dor
Caminhos revelados - Página 9 Emptypor Dogsofain Hoje à(s) 16:26

» Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista
Caminhos revelados - Página 9 Emptypor GM.Furry Hoje à(s) 15:54

» VI - Seek & Destroy
Caminhos revelados - Página 9 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 15:45

» Aprendendo a respirar
Caminhos revelados - Página 9 Emptypor K1NG Hoje à(s) 15:10

» O Sapo Mágico
Caminhos revelados - Página 9 Emptypor K1NG Hoje à(s) 14:57

» Arco 1: Passagem pela ilha do riso
Caminhos revelados - Página 9 Emptypor Milabbh Hoje à(s) 14:12

» II - Growing Bonds
Caminhos revelados - Página 9 Emptypor Teo Hoje à(s) 11:59

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
Caminhos revelados - Página 9 Emptypor Pippos Hoje à(s) 09:23

» [Mini] Am I really need do this?!
Caminhos revelados - Página 9 Emptypor Vismonke Nizako Hoje à(s) 07:26

» 1° Act - It's Navy Time
Caminhos revelados - Página 9 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 05:47

» The Claw
Caminhos revelados - Página 9 Emptypor Achiles Hoje à(s) 03:55

» The One Above All
Caminhos revelados - Página 9 Emptypor Achiles Hoje à(s) 03:21

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Caminhos revelados - Página 9 Emptypor DanJo Hoje à(s) 03:20

» Art. 3 - Our memories
Caminhos revelados - Página 9 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 00:54



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Caminhos revelados

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 56
Warn : Caminhos revelados - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Caminhos revelados - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Caminhos revelados   Caminhos revelados - Página 9 EmptyQui 15 Nov 2018, 23:44

Relembrando a primeira mensagem :

Caminhos revelados

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Shaanti Mochan. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
GM.Furry
Game Master
Game Master


Data de inscrição : 27/03/2015

Caminhos revelados - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados - Página 9 EmptySeg 04 Fev 2019, 12:44




Quem não tem cabeça tem pernas.

40


O trato com o leão havia sido firmado, o sujeito parecia ser bem sagás… Ao menos ao seu modo, todavia era capaz de entender quando lhe explicavam.

Era provável que não fosse mais utilizar o bote, ainda assim preferiu ocultá-lo para não chamar algum tipo de atenção desnecessária, ou dar recursos para algum oponente e então com um guia noturno começou a avançar.


O hora se aproximava daquela que deveria ser o suposto encontro entre ambas. - Preciso arranjar algo pra poder me comunicar com a pirralha. - considerou durante o caminho, pois se já o tivesse poderia ter feito Rim entrar em contato com ela no momento que a mesma encontrasse com Emily e isso já lhes teria tornado possível encontrar-se. - Ainda tenho coisas pra aprender.

Se aproximavam do local e da hora, e seria somente uma caminhada normal se não fossem os corpos.

- Devagar. - a preocupação com Rim obviamente aumentava, pois se a mesma estivesse ali seria provavelmente por causa do recado. Todavia era uma preocupação vacilante, pois a cada novo corpo que não era a mesma uma dose de tranquilidade era-lhe adicionada.

Não era possível afirmar que uma única pessoa havia derrotado todos, pois poderiam ter sido um combate total, ainda assim era incrível a quantidade de pessoas reunidas ali.

- Se juntando assim tão cedo? Apenas para se massacrarem? - para Shaanti, que já havia feito suas considerações sobre a etapa, aquilo era burrice, pois só maximizaria a quantidade de ferimentos, mas havendo apenas pontos suficientes para uma ou duas pessoas.

Conforme se aproximava da clareira ela era capaz de sentir seu coração martelando no peito.

- Não esteja aqui… Não esteja. - Mas estava. Quando a luz da lua novamente lhe fez a graça ela pode ver o que não desejava ter visto.

- Você foi imprudente pirralha. - Estaria ajoelhada com a perna esquerda ao lado da loira. - Surpreendente também. - diria ao erguer a cabeça para ver em volta, mas não sendo capaz de entender porque tantos haviam se reunido. - Ouve mais alguém? - perguntaria a Fofo. Em caso de resposta negativa diria. - Me ajude aqui.Tirar a armadura dela. Talvez o QG da marinha forneça primeiros socorros. - Shaanti mordia o lábio, sabia que era provável que fornecessem, mas este tipo de ajuda externa talvez fosse desclassificá-la.

- Que? - diria confusa, no caso do leão afirmar ser capaz de tratar algo. - Que? - replicou a voz da sua mente sem conseguir acreditar.. Era quase como se cada vez que ela fazia algo “Bom” acabasse por ser recompensada.

Tinha tido a escolha de simplesmente deixar o leão para trás, mas por motivos, os quais justificou como: Puramente estratégicos, ela optou por levá-lo. E agora… De alguma forma.. - Você não tá brincando comigo né? - a voz carregava traços de alegria em meio a desconfiança. - Então tá esperando o que cacete?

Através de misteriosas forças do destino Rim poderia ser tratada sem ser desclassificada. Embora somente isso não fosse a deixar apta a lutar novamente.

- Ainda assim… Só precisamos do alvo do tom e teremos todos os pontos.

- Cuide dela.. Vou amarrar esses caras antes que acordem. Grite se perceber que alguém se aproxima.


A hora seguinte a ruiva passaria trabalhando, arrastando os corpos desacordados dos derrotados para a clareira, enquanto usava da corda que tinha para amarrar os pulsos de um no outro. A ideia era fazer um círculo com eles, prendendo um de costas para o outro com punhos amarrados entre eles.


Nas coisas dos mesmo procuraria por água, a qual beberia um pouco e levaria para Fofo.

- De pra ela Fofo. - alcançar-lhe-ia o cantil.

- Se tivessem sido, hunmm. Eu diria honrados, se tivessem sido eu não pegaria nada…. Mas a verdade é que iria pegar de qualquer jeito. HAHAHAHAHA. - amarrá-los-ia, separando qualquer equipamento que encontrasse, e privando-os de suas armas.


Caso algum acordasse aplicar-lhe-ia um potente murro na cabeça. - Panaca. - Sim, ela descontava a raiva neles. Durante o tempo que Rim recebesse o tratamento a ruiva esperava ser capaz de inutilizar aqueles homens, que não lhe eram nada além de lixo humano. Ter-lhes-ia privado de suas comidas e bebidas e mantido-os desacordado.

- Assim que você achar que ela pode ser movida nós partimos….. Precisamos achar um ponto mais fechado de floresta para descansar durante o dia. - Shaanti teria confiscado alguma mochila e nela teria posto alimento, água, e equipamento útil. Fósforos, corda, entre outros itens destas características, mas em respeito a não retornar tão profundamente para suas raízes ela não pegaria o dinheiro.


Quando pudessem sair, e se Tom ainda não tivesse dito, ela perguntaria.

- Como ela está? - sentia seu coração apertado. Havia gostado de Rim, principalmente por ela ser tão parecida com Emily, mas então sendo um pouco mais fria e permitindo que seu lado mais estrategista falasse a ruiva completaria.

- Eu e ela ja temos os pontos. Ela mais do que o preciso. Vamos descansar pelo resto do dia e caçaremos ao anoitecer.


Shaanti pretendia também dormir um pouco, contando com a ajuda de Tom para se revesarem.

>>><<<<

- O que te deu na cabeça pra enfrentar tantos? EU SEI ME CUIDAR PIRRALHA, VOCÊ PODIA TER SÓ CORRIDO, NÃO PRECISAVA TER SE FERIDO TANTO ASSIM. - poderia ser insensível? Mas a verdade é que não passamos a mão na cabeça daqueles que gostamos, e sim nos irritamos com nós mesmos por não ter podido fazer nada



”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 



Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 52
Warn : Caminhos revelados - Página 9 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

Caminhos revelados - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados - Página 9 EmptySeg 04 Fev 2019, 14:28



Caminhos revelados - 37
A aproximação vendo todo aquele caminho trilhado pelo sangue era agoniante, cada corpo que confirmava não ser o da loira era um grande alívio, pois até então parecia muito amis que uma batalha de grandes proporções havi acontecido do que algo como um só ter feito aquilo fosse provavel mas, na clareira teria encontrado a loira, estava ferída como alguém que acabava de sair de um campo de batalha imenso e apesar de seu sorriso de alívio, como se pudesse se permitir cair, a garota teria com sua determinação cumprida perdido a consciência, quase como se pudesse confiar totalmente na tritã a sua segurança o leão estava boquiaberto com o que havia visto, sua expressão claramente estava impressionada, pois como havia alguém conseguido derrotar tantos oponentes assim? Que tipo de monstro estava a sua frente?

Por um momento o leão até balançou a cabeça negativamente, como se fosse afastar aquele pensamento, agradecia aos céus por ter sido a tritã a sua oponente por mais de um motivo agora, estava em débito com a ajuda que havia recebido da tritã e antes que ela pudesse mover muito a moça, ele teria revelado uma informação importante.

- Eu sou médico, deixe-me ver a sua amiga, é o minimo que eu faço... Se conseguir veja se encontra mais suprimentos, não só ela, como nós vamos precisar.

Teria dito o leão que delicadamente virava a moça para que ficasse de lado para que ele tirasse a armadura, do mesmo modo que a preveniria de possívelmente afogar-se no próprio sangue, enquanto tirava a parte superior da armadura da moça, era possível ouví-lo resmungar baixinho " Por favor, use roupas por baixo da armadura... Por favor use roupas por baixo da armadura...", parecendo bem tenso enquanto o fazia e felizmente para ele, a moça vestia uma camisa de coloração preta por baixo da armadura, o felino parecia bem cuidadoso em seu tratamento e preocupado o que dava a deixa para que Shaanti pudesse logo vê-lo tirar de sua mochila algumas pomadas, bandagens e materiais para assepicia.

Enquanto isso a ruiva procurou amarrar os adversários caídos bem como tirar deles suas armas, eram todos espadachins, todos com variações pequenas de espadas bastardas de maior ou menor qualidade e a maior parte deles tinha na bolsa suprimentos, alguns suprimentos médicos, mais de um cantil e bastante comida, era o que ela poderia encontrar, o que era muito bom para eles, enquanto os amarrava poderia notar um deles acordando e com um soco forte a garota o colocou para dormir novamente.

O mink teria aceitado o cantil de água e deixaria logo ao lado da garota por um momento, enquanto terminava de fechar os ferimentos da garota, o fato de ela estar desacordada o ajudava muito, pois alguns pontos eram necessários de serem feitos, o rapaz guardaria o que não havia sido utilizado e Shaanti poderia ver que a garota teve uma grande parcela do corpo coberta com algumas faixas em especial a perna esquerda, a armadura da garota estava cheia de buracos e amassados, não parecia mais utilizável sem um reparo muito bom, se Shaanti não levasse, ele ajudaria com as plaquetas de Rin, mantendo elas sempre próximas da garota para que ela pudesse as ter, havia as conquistado.

- A armadura da sua amiga é boa... Quem fez foi um bom artesão... Mas acima de tudo isso, para ter derrubado tantos... Essa menina certamente merece estar entre aqueles que vão disputar pela vaga... Você deve estar orgulhosa dela, ela parecia ter lutado para proteger a posição onde vocês talvez tenham combinado... É uma menina fiel, não desperdice isso....

Diria o leão com as coisas guardadas pegando com delicadeza o corpo da moça, se Shaanti levaria a armadura da moça ou não, seria uma escolha totalmente dela, enquanto se dirigiam para uma parte mais profunda da floresta, felizmente tendo uma calmaria em meio a tempestade. Fofo teria então respirado fundo quando perguntado e responderia.

- Sua amiga vai ficar bem, felizmente não tem nenhum ossso quebrado, teve alguns cortes, mas a maior parte das pancadas foram de concusão... Com a pomada que eu apliquei nela os roxos não devem durar muito e esse inchaço deve diminuir com o tempo... É uma menina guerreira. Quando acordar vai precisar de comer e beber bastante.

Dizia Liontom em um tom bem amigável, enquanto ao finalmente encontrar um bom lugar o leão teria a deixado encostada em uma árvore grande, que tinha uma parte oca grande o suficiente para que pudesse a deixar ali quietinha e bem camuflada. Próxima dessa árvore haviam mais outras duas, que davam visão para árvvore em que Rin estava, como conveniência de cenário. Horas teriam se passado, era preocupante como ela havia demorado para acordar, já que eram quase 16 horas quando ela despertou e ela pareceu ter acordado bem assustada, olhando para ambos os lados, antes de perceber que estava sem armadura e devidamente tratada, poderia notar se tivesse recebido ajuda do leão em relação as plaquetas que todas estavam bem próximas de si e isso a fez respirar aliviada, até que com a bronca de Shaanti ela pudesse abrir seus grandes olhos verdes e a olhar, ela não conseguiu fazer mais do que chorar e sorrir naquele momento em que seus olhos brilhavam por a ver bem, era notável que mesmo tratada, parte do motivo do choro era pela dor, logo anoiteceria novamente, haviam passado já 16 horas desde o inicio da prova. Rin aceitaria os cuidados do leão e poderia comer e beber bastante, como se não o fizesse a dias. Parecia muito uma criança naquele momento, não era bem capaz de se defender por falar para ela estar um pouco difícil, até mesmo para segurar ou comer era notável uma certa fragilidade, levaria algumt empo a mais para que ela pudesse estar pronta para combater, agora que a adrenalina havia abaixado.

Enquanto isso em outro canto da ilha
- Me poupe! Eu já me rendi! Você já tem as plaquetas que você precisa! Você não precisa acabar comigo!

Dizia um homem desesperado em meio a três outros companheiros caídos deste mesmo homem, uma risada ecoaria o ambiente, era o sorriso de alguém que gostava de ter o sangue sobre suas mãos, era um homem que trajava uma armadura negra, poderia ser fácilmente identificado com o número 01, este homem caminhava por entre os corpos pegando a lança de um homem caído a colocando ao meio da testa do homem, apenas para que um pouco de sangue caísse da pequena perfuração.

- Se você não queria esse destino, deveria ter pensado antes de juntar seus amigos para me atacar.

Diria em um tom frio o homem, antes que forçasse o peso de seu corpo, perfurando o crânio daquele que implorava por sua vida. uma a uma o homem usava dessa mesma lança, agora coberta pelo sangue para quebrar as plaquetas daqueles caídos e então atirava a arma para longe, limpando o sangue de suas mãos arrastando sobre a parede de uma estrutura que havia ali próxima, até que em meio a multidão, se misturou.

”Histórico”:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 54
Warn : Caminhos revelados - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Caminhos revelados - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados - Página 9 EmptyTer 05 Fev 2019, 11:21




Progresso

41


Por mais que as palavras do leão dirigissem a aplacar o nervosismo, este não foi completamente extinguido. Shaanti sentia como se algo tivesse ficado preso dentro de si durante o caminho, algo que a deixava inquieta e que infelizmente não tinha onde descontar.

- Devia ter arrancado a cabeça de cada um deles - agoniava-se pelo caminho, mesmo sabendo que atualmente não seria mais capaz de tais atos, possivelmente por sentir remorso pelo o que havia feito aos pais de Emily.

Seu consolo único era observar as costas de Rim e ouvir o chacoalhar da armadura que carregava atrás de si. Não sabia o quanto Rim poderia ser apegada a este tipo de coisa, mas Shaanti apreciava troféus e aquele era certamente um, uma recordação de um momento onde se havia superado completamente.

- Mesmo que tenha sido idiota da parte dela.  - sacudiu a cabeça em negação. - Acho que se Emily fosse forte…. Até mesmo o pirralho medroso… Teriam agido da mesma maneira. - mas Shaanti não conseguia entender o porque. Era por ela? Ou era apenas da natureza deles? Uma composição de ambos? - Acho que gosto de idiotas. - era-lhe a única possibilidade… Ela se apegava a idiotas e por fim, acabava gostando deles, mesmo que quisesse acreditar o oposto.

Por fim, após mais um tempo caminhando teriam chegado ao que parecia ser mais mata para Shaanti, visto que ela não teria prestado qualquer atenção na direção que haviam se deslocado.

- O… Hnm.. Obr.. err.. Obrigado por cuidar dela Fofo. - depois suspirando responderia mais sobre ela. - Nos conhecemos ontem, nos inscrevemos juntas na verdade. Mas ela tem que aprender a controlar essa fidelidade e não confundir com burrice. Havia formas melhores… Havia formas pra ela não se ferir assim. - novamente inspirou e expirou profundamente. - Não posso culpá-la, o erro foi meu.

Shaanti soltaria nesse momento a armadura de Rim próximo árvore onde ela iria sentar, e ergueria então a espada da garota, a qual havia trazido na outra mão.

- Vai servir mais como porrete do que espada, mas é melhor que nada. - Shaanti se dedicaria a limpar a espada e a armadura, retirando o sangue que se encontra nelas com ajuda da terra. Não seria uma limpeza que deixa o material brilhando, mas devido ao seu passado a tritã bem sabia o que acontece com o ferro quando permanece sujo de sangue e muito embora ela não fosse capaz de afiar ou consertar a armadura, podia ao menos impedir que a degradação continuasse.

Assim sendo dedicaria algum tempo a retirar o sangue com ajuda da terra, usando apenas da terra superficial mais seca para também não umedecer o metal, deixando a arma a seguir fora da bainha e posta em pé contra a árvore.

>>>><<<

- TSC… Chorona, nem parece que deitou uma galera lá trás. - amorosa, sim, Shaanti certamente é um poço de amor.

Aproveitando dos suprimentos confiscados o leão ajudava Rim a comer. E nesse momento Shaanti percebeu que havia confiado seu segredo primeiramente ao mink e até agora não o havia dito a Rim.

- Se você parar de chorar tenho algo que preciso...bem… te mostrar. - Tomara que ela seja que nem Emily e não tenha sido apenas imaginação minha. - soltava a fivela do capacete. - Eu não fui completamente honesta com você. Na verdade, escondo quem sou desde que cheguei aqui, espero que… Você consiga entender os motivos.

Retiraria o capacete, revelando sua pele azul, orelhas peculiares e o cabelo vermelho vibrante.

- Não me vi com muitas opções para alcançar o que desejo…. Acho que a história não ajuda muito pro que almejo. - voltaria a pôr o capacete e continuaria a falar enquanto afivelou o mesmo. -Quero realizar o sonho da pirralha, mesmo que tenha que me esconder pra isso. - sentar-se-ia. - Não sei ainda como vou fazer depois, não é o tipo de segredo que tenho como manter pra sempre… Espero que, julguem pelas ações e não… pelo resto. - explicou-se.


Aguardava pela reação de Rim, a qual, muito embora imaginava ser positiva lhe deixava com um frio na barriga, similar ao de uma criança que aguarda por aprovação dos pais. Nesse momento já estaria mais uma vez com o capacete colocado e fechado, ocultando assim sua expressão de nervosismo dos demais, já estava sendo aberta demais para seus próprios padrões.

Dada a possibilidade de alguma brincadeira o gracinha:

- AHNNN? - uma veia se tornaria saliente na testa da tritã e ela ergueria mais uma vez seu visor. - Ta tirando uma com minha cara sua anã de jardim? AHNNN? Se ta boa pra fazer piada já devo poder lutar de novo nanica, EINN?

Durante o tempo ali aproveitaria para comer e satisfazer suas demais necessidades fisiológicas.

>>><<<

- Consegue caminhar? - Shaanti teria esperado até o anoitecer. Primeiramente para Rim ter a maior quantidade de tempo possível para descansar. Depois por poder contar com Fofo para guiar o caminho na escuridão, mas além disso por também ser o momento que o cansaço maior estaria sendo sentido por muitos dos participantes.


Auxiliados pela escuridão também seria possível manter Rim em um local oculto com maior facilidade, protegendo-a assim de novos combates.

- Podemos deixar a armadura aqui? - Shaanti teria tentado prender uma peça na outra amarrando-as com suas tiras de couro. ( as tiras que provavelmente sustentam a armadura na posição) - Em cima da árvore, pra ninguém pegar. - Se Rim concordasse ela pediria ajuda para Fofo, subindo sobre os ombros do mesmo para alcançar algum galho elevado com um possível nicho para colocar a armadura de Rim.

- De acordo com as instruções. A área de confronto deve começar a reduzir, ou já começou. - olharia para Fofo. - Você começou aqui perto, o teu ponto de entrega também é perto? - Shaanti queria essa informação para conseguir medir qual o provável tamanho da área, visto que obviamente todos os pontos de entrega deveriam ser dentro da área final.

Se o ponto de Fofo fosse ali próximo isso indicaria que na verdade à área era grande, pois englobava o seu ponto, o qual era distante e o dele. Todavia se a área dele fosse na cidade centrar ficaria mais fácil supor que todos os confrontos seriam levados para dentro da cidade.

- Esse rei só pode ser louco. - concluiria se esse fosse o caso. - Avançamos em direção a cidade então? - Deixaria Fofo a frente, enquanto ajudava Rim servindo-lhe de apoio.

- Considerando o comportamento do seu alvo… É provável que ele esteja pela cidade… Hehe, ou em uma grande e luxuosa barraca protegida por vários guerreiros, hahahahaha. lembrando-se das regras sobre paredes. - Talvez não uma barraca, mas uma tenda coberta seria de se esperar.

Shaanti não possuía habilidades de rastreamento, nem sequer sentidos que pudessem lhe favorecer. Tudo o que possuía era sua habilidade de raciocínio, todavia neste momento esta não parecia poder lhe prover muitas coisas, visto que pouco conhecia da cidade e também pouco sabia sobre o alvo de Fofo.

- Teve em outros anos algum competidor franzino que perdeu? Talvez alguém com bastante dinheiro e…. Sendo nobre deve ser daquele tipo, completamente metido e irritado. - dirigia a pergunta à Rim.

Durante o caminho seguiria meticulosamente Fofo, confiando nele, o que de fato lhe era uma surpresa perceber que a confiança depositada era real. Pararia sempre que ele fizesse algum sinal, confiando assim nos sentidos felinos do mesmo.

- Você tá com as placas? - diria para Rim, antes de efetivamente saírem da cobertura das árvores. - Talvez o orgulho e honra de vocês se ofenda com isso. Mas gostaria que você usasse apenas duas placas e de duas para Fofo usar. - A própria Shaanti tiraria a placa de número 50 da sua armadura e pegaria uma das placas aleatórias de Rim.

Está era uma precaução contra algum possivel ladrão, que apenas utiliza-se de algum método para extrair a placa sem lutar. Shaanti ficaria com a sua por obrigação, mas não havia necessidade de deixar 10 pontos expostos para roubo.


- Certamente usar 11 placas intimidaria alguns, mas também chamaria atenção indesejada. Se cada um andar com duas vamos parecer que que cada pegou o seu alvo. Assim chamaremos menos atenção, também passaremos uma sensação de segurança para outros candidatos que ainda possuem suas placas, pois irão considerar que não iremos atacar.

Shaanti esperava ser capaz de convencê-los com sua visão estratégica e que o orgulho e honra deles não lhes impedissem de utilizar-se de artimanhas criativas de alteração de perspectiva.

As outras placas guardaria na mochila, junto dos suprimentos de água e comida.


”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 52
Warn : Caminhos revelados - Página 9 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

Caminhos revelados - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados - Página 9 EmptyTer 05 Fev 2019, 17:13



Caminhos revelados - 38


A covardia que era aplicada por aqueles homens, teria em muito lhe irritado, se estivesse em seus dias como pirata, talvez já os tivesse decapitado ou colocado seus corpos sobre lanças no minimo, mas essa não era a sua atual realidade, seu eu era alguém que buscava melhorar a cada dia e a sua natureza, mostrava-se no fim ser muito melhor do que ela mesmo esperava as vezes e não foram poucos os exemplos em que ela se surpreendeu com isso.Talvez ela mesma não era capaz de notar mas estava cada vez mais parecida como que Emily poderia ter visto um dia dentro de si e não mais atraia o que no fundo ela tinha e não era bem idiotisse como ela mesma definiria, mas havia algo bom.

Enquanto tratava Rin, o leão teria respondido a ruiva, sobre a fidelidade que a moça tinha, surpreendendo-se com o tempo em que se conheciam, não poderia ver isso muitas vezes em pessoas que passavam quase uma vida juntas, isso teria feito o olhar do mink sobre a garota mudar, como se um respeito maior lhe fosse dado.Liontom suspirou e passou a mão sobre o próprio rosto e forçou levemente o pescoço ao lado, estralando levemente.

- Não precisa me agradecer, em relação a isso, apesar de ter me derrotado, você também me ajudou e continua a ajudar...Alguém com amigos como ela... Bem, eu não acho que você teria feito diferente para proteger alguém que considerasse importante... Também não me vejo agir de forma diferente então... Eu entendo o porque ela se arriscou.

Diria o leão quase em um suspiro, antes que todo o processo até que pudessem deixá-la em um novo lugar tivesse ocorrido. Shaanti limpava a espada da garota e levou sua armadura consigo, pensando em um possível valor emocional, afinal ela havia dito que foi o fruto de anos juntando para que pudesse adquirir os preparativos para que pudesse enfim seguir seu sonho de tornar-se cavaleira. O tempo passou e quando despertou, vendo a fragilidade da moça, Fofo a ajudava a se alimentar corretamente, mostrando-se bem atencioso como médico, a garota parecia estar cheia de dúvidas mas em um primeiro momento aceitaria a gentileza até que pudesse comer e beber bem, para que pudesse falar, talvez a presença de Shaanti ali a tivesse feito sentir-se segura, pois poderia ser um aliado dela. A garota apesar de fragilizada teria um certo ar nobre e sorria, quando ouvia sobre o que havia feito, mal ela poderia acreditar que teria tido um sucesso tão grande e ela teria deixado isso um pouco claro em sua fala.

- Sendo bem honesta eu não sei nem quantos foram, depois que os dois primeiros apareceram, acho que o barulho da troca de golpes foi chamando mais atenção e quanto mais ferida eu estava, mais pessoas buscaram oportunidade de ter plaquetas fácil... Houve alguns que lutavam de forma justa mas, maior parte deles tentou o pior que podiam....Aquele ultimo... Ele citou o seu número, como se praguejasse, pelo meu estar próximo... Acho que ele tinha você como alvo

Diria a garota, enquanto ajeitava a própria postura usando ambas as mãos de apoio, enquanto observava a ruiva e limpava aos poucos as lágrimas que caiam, aos poucos adquirindo certa firmeza para que não mais voltasse a chorar, era notável que ela teria certa ansiedade em ver o que teria a lhe ser mostrado, mostrando um lado mais doce e infântil, pelo modo como parecia super curiosa para saber como que por baixo de seu capacete sua amiga era, e Shaanti poderia ter se surpreendido, pois no momento em que havia retirado os olhos da loira não brilhavam menos, ou eram menos puros em relação a admiração em que sentia, era algo que talvez ela já devesse esperar de Rin.

- Ah, você é ruiva. Você deveria ter me dito antes, ruivos são raros mesmo hahaha.

Completaria a garota em uma brincadeira, como que para descontrair um pouco o clima pesado que talvez pudesse vir em torno de toda a aceitação que a raça realmente não tinha, Rin era capaz de entender o porque ela poderia esconder-se e também poderia entender a determinação por trás de suas ações, Rin balançaria rapidamente as mãos abertas a frente como em negativo.

- Calma, calma, eu só quis dizer que não a vejo de forma ruim por saber como você é, na verdade fico feliz por confiar em mim e eu espero que suas conquistas falem por você, pelo menos na teoria é assim que deve ser.

Diria a garota tentando se levantar e vendo a dificuldade, o leão a teria ajudado dando um apoio a ela e isso a levou a perguntar sobre quem era o gatão que a acompanhava, que havia cuidado tão bem dela também, mas o teria feito de forma direta.

- Eu sou Rin Akiyama, acho que talvez já tenha ouvido falar um pouco sobre mim, qual é o seu nome? Obrigada por me ajudar.

Teria dito a garota estendendo a mão para um cumprimento ao rapaz, ela de fato mostrava-se bem livre dos preconceitos aos quais também o leão estava acostumado e já era algo que ele havia reparado, já que ao vê-lo tão próximo a garota não teve reação nenhuma de medo, angustia ou ansiedade em relação a isso e com isso o leão teria sorrido.

- Eu sou Liontom Fofo, é um prazer lhe conhecer Rin, use qualquer um de meus nomes, tenho orgulho dos dois.

Diria o jovem que parecia se abrir todo para a aceitação que tinha da moça, como se fosse um gato danado gigante que só queria adulação mesmo. A moça olhava para a armadura de Fofo, repararia no seu estilo de armas e não poderia ter deixado de comentar acerca disso, já que também era um espadachim.

-Fofo... Combina com você... São bonitas suas espadas, estilo de espadas gêmeas?

O leão havia sorriso e balançado a cabeça para cima e para baixo em um sinal de positivo, com isso esperariam mais algum tempo até que tudo tivesse bem para que pudessem seguir, já no anoitecer. Shaanti perguntaria a Rin se já poderia caminhar e com dificuldade ela demonstraria que sim, poderia caminhar, apesar de não ser muito veloz e apresentar mancar um pouco com a direita. em relação as perguntas de Shaanti ela então responderia.

- Pode sim, eu quero usar para ultima etapa.
Diria a garota bem tranquila em relação a isso. E com isso Fofo teria ajudado a tritã lhe ajudando a subir em seus ombros dando-lhe uma base com as mãos para que pudesse guardar bem ali a armadura da garota, o leão teria com a garra feito uma marca discreta, para que se lembrassem que era aquela árvore com a garra. O leão então, quando isso estivesse resolvido, revelaria a posição de entrega e como foi instruído.

- Geralmente essas coisas não se afastam muito da cidade não... Meu ponto de entrega é no próprio porto, próximo ao palanque onde o rei estava.

Quando perguntados em relação se deveriam avanças em direção da cidade ambos concordavam com um " uhum", concordando com a idéia da tritã. O leão mostrava-se pensativo em relação a reunião de informações que rapidamente a garota demonstrava, mostrando uma boa lógica de pensamento. Rin então quando perguntada sobre outro competidor quep udesse bater essas características, colocou a mão direita abaixo do queixo e olhava na direção do céu, pensativa como se tentasse lembrar de algo, e quando finalmente lembrou-se, mateu a mão direita fechada sobre a esquerda aberta, com a leterla do punho, dando uma grande idéia de " já sei'.

- Sim! Ele era um rapaz bem rico, havia contratado um só mercenário e quando o mercenário perdeu, ele desistiu prontamente, ele não avançou muito e foi bem vergonhoso, porque ele pertencia a uma família bem influente, que me escapa o nome agora. No bar eu ouvi muitas vezes algumas músicas que compulseram em sua vergonha e eu sempre dava muita risada. Eu acho que ele tinha uma barraca próxima de onde é minha hospedaria, com suprimentos e outras coisas que ele possa precisar... Não acho que ele se afaste dali e se arrisque na floresta...

Afirmava a garota que sabia muito bem sobre alguém que batia com as caracteristícas que ela procurava, na realidade só diferenciava que o rapaz havia contratado mais gente, na fé que poderia passar esse ano. Rin e Liontom ouviam o plano de Shaanti e concordavam com a cabeça após um bom tempo para sacar bem a ideia que ela tinha e assim como instruído o fariam sem questionar muito o que era de certo modo surpreendente. O mink teria então perguntado.

- Acho que sabemos a localização do meu alvo... Espero que você tenha razão em relação a aquilo que comentou, acha que devemos usar a noite como um véu? Rin pode nos mostrar onde é, eu posso ajudar em relação aos sentidos pela noite e é onde eu tenho a maior vantagem.

Iria propor o leão esperando uma resposta da garota.

”Histórico”:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 54
Warn : Caminhos revelados - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Caminhos revelados - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados - Página 9 EmptyTer 05 Fev 2019, 18:31




Metidinho

42


Realmente havia dado sorte nas coincidências dos destinos, embora não só de sorte estivesse vivendo, pois muito do que lhe acontecia de bom tinha também ligação com suas próprias escolhas. Caminhos nem sempre retos, mas que a levaram a conquistar o que precisava.

Havia arrastado Rim para a inscrição não por bondade ou simpatia, mas por tê-la julgada fraca e por isso queria aproveitar para preencher vagas com um peso morto, todavia este caminho torto há havia levado para algo melhor, pois agora tinha alguém em que podia confiar e ajudar.

Mesmo ferida, e incapacitada de combater a jovem lhe era útil como recursos de conhecimento da região, área na qual Shaanti era defasada por nunca ter vivido ali. Sua segunda escolha também havia tomado partido mais em uma estratégia fria e metódica do que sido impulsionada por bondade ou compaixão. Lhe era realmente interessante e benéfico que o leão passasse, pois acreditava mesmo que os ‘novatos’ teriam um bom período juntos e sob tal perspectiva preferia ter ao seu lado pessoas as quais conseguisse aturar.

Mesmo que por motivos egoístas, está escolha também se mostrará recompensadora de outras formas, mais especificamente com a descoberta dos conhecimentos médicos do leão e também por seus afiados sentidos.

- HEHEHE, sim acho que podemos dizer que sabemos pra onde ir e acho melhor atacarmos agora, a noite. De toda forma, como estou com a tua placa você não tem muitas outras opções além de conseguir a dele. Um dia já se passou, se com oito mercenários ele não foi capaz de adquirir pontos extras… No pior dos casos são 6 pontos para você, no melhor 10. Ao menos a placa do próprio alvo ele deve ter pego.

- Em último caso…. pelo que ele fez por Rin eu posso devolver a placa… Ela não vai se importar em me emprestar um pontos, hehehehe. - embora esta fosse uma possibilidade na cabeça de Shaanti ela não a sugeriria ainda, deixando-a apenas para última cartada, evitando assim ferir o orgulho de qualquer um dos dois.


- Sim, ele era meu alvo. Quando me largaram no ponto eu voltei correndo pro sorteio e segui ele desde então. - explicaria para Rin, caso a mesma tivesse levantado questionamento sobre Shaanti estar com a placa do mesmo. - HAHAHAHAHA, ele não teve muitas opções. E bem… Vimos o alvo dele mais cedo, antes de tudo começar e haviam 8 guarda-costas, podem haver mais é claro. Supus que com esse número de pessoas era pouco provável que ele se focar na caçada do alvo dele e sim fosse apenas coletar qualquer placa possivel e depois se manter seguro. - Shaanti explicaria enquanto continuavam a ir em direção ao local.


Sabendo o local e também a condição que iriam enfrentar a ruiva já conseguia começar a bolar um esboço de como deveriam agir. Restava apenas definir quem faria o que. Não planejava contar com Rin para este confronto, apenas a posicionar em ponto seguro.

De resto pensava que alguém deveria avançar primeiro e entrar em confronto múltiplo com os seguranças, enquanto o outro se posicionaria de modo a cobrir o ponto de fuga e pegar o filho da puta quando estivesse fazendo isso. Seria como um jogo, quando pegassem a bandeira o mesmo iria acabar.

- Como você se sente em relação a pegar um refém? - questionaria ao leão. - Um de nós terá que avançar sobre a maioria dos guardas. A luta deve fazer com que seu alvo fuja com outra parcela de guardas… Provavelmente para uma segunda zona segura. O outro de nós vai ter que capturar ele, vencendo rapidamente os guardas e capturando o nobre. Desmaiá-lo não vai servir, os guardas vão continuar lutando. Será preciso fazê-lo de refém e fazer que ordene que parem. Aí então poderemos ter as placas e sair em segurança dali.  


Daria os ombros. - É um ponto de partida, ainda precisamos ver o local. - justificaria se questionada sobre detalhes extras. - Também não é necessário esperar que fuja por muito tempo, precisamos apenas ter certeza de dividir um pouco as forças deles. Espreitar por um tempo também pode ser bom. Embora isso vá me dar alergia. - odiava observar e não agir, mesmo que estrategicamente está fosse a decisão correta.

Então com as indicações de Rin e as capacidades aguçadas de Fofo a ruiva se deixaria guiar.

- HEHEHEHEHEHE, QUEM É O CÉREBRO AGORA PIRRALHA, EIN? EIN? HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA, SÓ MÚSCULOS O CÚ.   - Hehehehehe. Oi? Nada não, hehehe, só lembrei de alguém que vai ficar chocado. - ESSA EU VOU ESFREGAR NA CARA MESMO, HAHAHAHAHAHA.


No local, informaria o grupo para procurarem uma viela, onde ela mesma iria se posicionar para observar. Emily poderia ser a menos, mas estava ferida e talvez não soubesse procurar todas as informações que Shaanti desejava saber.


Assim tentaria observar os detalhes, número de homens, a localização do alvo, que tipo de construção guardavam bem como o número de passantes na rua. Não se ateria somente a contar aqueles que julgasse serem guardas, também procuraria por pessoas de aparência comum que se mantivessem por muito tempo na região. Assim sendo, prestaria atenção em pessoas que passassem por ali e após algum tempo retornassem.


Na possibilidade da falta de iluminação lhe dificultar ela informaria exatamente para Fofo, da melhor forma possível o que deveria observar. Coisas como procurar oponentes nas sombras.

A cada 10 minutos de observação pediria para Rin lhes mostrar outra viela com acesso. Também orientaria seus companheiros a observar o local de onde haviam vindo para evitar assim serem eles os emboscados. Shaanti mesmo tomaria essa atitude quando não estivesse observando o alvo, ela estaria observando a retaguarda a fim de diminuir as chances de ser emboscada.



”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 52
Warn : Caminhos revelados - Página 9 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

Caminhos revelados - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados - Página 9 EmptyQua 06 Fev 2019, 13:00



Caminhos revelados - 39

Com a situação apresentada, parecia que um novo rumo havia a ser seguido , cada um tinha algo a oferecer ali, Rin tinha o conhecimento sobre a região, Fofo era bom em relação aos sentidos e bem, Shaanti era quem colocava as cabeças para que pudessem trabalhar juntos.
Diante do que a tritã havia levantado, por um momento o leão suspirou, olhando para a ruiva, um pouco cansado para que pudesse pensar em discutir em relação a provocação, focando-se no que vinha pela frente.

- Espero que sim, apesar de ter desistido de recuperar minha placa de você, eu quero ainda poder passar para a próxima etapa se for possível.

Completou o leão que parecia um pouco distraído naquele momento com o pensamento do que poderia vir adiante, Rin então havia entendido um pouco melhor do porque o leão estava a acompanhando, ainda que isso a fizesse perguntar muito claramente o porquê ele a seguia, se havia o prejudicado e mais ainda, porque ele teria ajudado a Shaanti ao cuidar de sua companheira? Sua cabeça tinha milhares de perguntas naquele momento, mas não faria elas todas, daria a deixa para que a tritã lhe explicasse com um questionamento simples.

- Estou confusa, pode me explicar melhor essa história?Digo... Você ta com a placa dele... Ele ta de boa...

Quando disse isso em um tom de dúvida era notável que o Mink até pensou em contar e explicar, mas a garota tomou a frente e explicou, o que faria rin parar, prestar atenção e entender melhor o que havia acontecido e porque planejava uma investida assim, mesmo que teoricamente fosse necesário para ela apenas proteger-se até o fim do prazo e ir para o ponto específico. Uma pergunta era feita ao leão de modo que em um primeiro momento, ele pareceu não ter entendido muito bem.

- Um refém? Se você diz alguém inocente eu to fora desse tipo de ideia mas, se for um competidor a história é completamente diferente, não é alguém indefeso mas alguém que entrou para batalhar... E essa  não é uma batalha só de força, evitar o combate é importante também para auto-preservação.

Teria dito o leão, té que pudesse ouvir o resto do plano de Shaanti, finalmente poderiam deixar-se guiar pelos dois, agora como a cabeça do grupo. Rin havia mostrado um caminho ao qual Shaanti não  conhecia, o que era uma vantagem clara de trazer a loira consigo, enquanto o leão, sempre durante a rota acabava avisando por meio de sinais gestuais para que mudassem o caminho, quando ouvisse a aproximação de pessoas ou pudesse as ver, graças aos seus sentidos aguçados. Levou um bom tempo graças aos desvios, mas estavam em uma posição segura e sem que tivessem outros conflitos pelo caminho. Estavam eles na parte superior, em uma posição mais elevada em relação aos alvos, pois ali era uma subida. Poderia ver uma barraca e o leão forçava a vista para que pudesse ver e informar o que via.

-Acho que maior parte dos guardas tombou... Há  apenas um guarda o guardando e ele esta dormindo... Completamente aberto... eu consigo ver daqui umas 6 placas... É perfeito.

Dizia o leão feliz com a possibilidade de passar na prova, Rin no entanto parecia preocupada com aquilo ser uma armadilha ou algo do tipo e com isso levantaria uma questão relevante.

- Não há mais guardas? Se ele tem esse número de plaquetas.... Deve ter sido feio, esse ultimo talvez seja forte.. Acha que consegue derrubá-lo? Além disso, tem certeza que não há mais por perto?

Fofo olharia para a garota, era um questionamento justo e com aquilo ele pediu um momento com as mãos, aproximando-se mais de forma sorrateira para que pudesse observar melhor, o rapaz teria levado uns 5 ou 10 minutos para conseguir voltar sem que pudesse ser notado e com isso confirmaria para eles.

- Só há de fato um guarda mesmo e ... Ele esta meio ferido... Acho que eu consigo derrubá-lo antes dele reagir mas... Vou precisar que vocês já avancem contra o dorminhoco, para evitarmos mais um combate...

Diria o leão dando uma base para a situação. Quando ele falava uma voz anunciou por vários pequenos caramujos que haviam pela cidade.

- Atenção, a primeira limitação de zona começará, os territórios da costa e floresta não mais vão ser acessíveis, sigam na direção oposta ao barulho de suas plaquetas até que o som cesse, para aqueles que já estiverem dentro da área estabelecida, boa sorte. Restam 21 horas para o fim da competição.

Mesmo com o anuncio, não pareceu que o dorminhoco havia acordado, mas seu guarda ficava atento ao discurso o tempo todo. Era um cenário diferente ao que Shaanti havia pensado, poderia seguir o plano do gato ou criar o próprio, como tudo aquilo terminaria no fim das contas era decisão dela, já que ela era a cabeça do grupo naquele momento. Devido ao horário as ruas estavam vazias e não pareciam haver sentinelas naquele lugar.

”Histórico”:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 54
Warn : Caminhos revelados - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Caminhos revelados - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados - Página 9 EmptyQua 06 Fev 2019, 15:42




Pegue o nobre.

43


De fato parecia que as horas haviam cobrado o seu preço de muitos, mesmo que ela, talvez por cuidado excessivo ainda se sentisse bem.

- Parece que estou levando isso mais a sério que qualquer outra coisa que eu já tenha feito. - e era verdade, pois mesmo durante sua época de pirataria, quando planejava ataques a vilas, ela nunca havia se prendido a um planejamento tão amarrado ou pensado, pois naquela época costumava subestimar completamente os humanos, tratando-os apenas como seres inferiores que não mereciam nada além de dor e desprezo.

Nunca antes havia se dedicado com tanto empenho a uma tarefa, com tantas preocupações e considerando tanto as repercussões de sua escolha. - Parece que tira um pouco a emoção… Mas é surpreendentemente eficiente. - olhando para os dois. - Aliados improváveis também ajudam.

Não que ela considerasse o seu bando pirata fraco, não, longe disso, afinal eram seus amigos de infância e a única família que ela teve, mas na verdade, todos eles… Ela e eles lutavam apenas por ódio e sempre com a sensação de superioridade. - É...Diferente lutar por algo maior. - uma lição que, se antes houvesse aprendido, teria sido-lhe possível manter sua primeira família viva. - São o que são. - refere-se-ia a um sentido geral da vida.

- Menos de um dia, han… Parece que perdemos a floresta e o mar…. - todavia o anúncio implicava em outras coisas também.


- Imagino que você queira lutar não é? - pareceu justo o pensamento para Shaanti, pois de nada adiantaria ele apenas enfrentar a presa mais fraca e não se provar digno da conquista. Considerando o comportamento que ele apresentava, era de se esperar um pensamento próximo a isso, afinal, ela mesmo podia entender, pois após a luta com Delgado ela havia ficado com um sentimento muito parecido com isso.

Todavia a situação atual havia mudado, não seria mais uma luta injusta e desequilibrada. Seria uma luta 1x1.

- Impedirei que o alvo fuja, mas não irei parar a luta. - Shaanti se alongava. - Se vamos ser aliados, você também precisa conquistar, hehehe e sei que também quer isso. - a suposição de Shaanti baseava-se na própria personalidade, pois ela não conseguiria se conformar em passar para a próxima etapa sem sentir que havia vencido por suas próprias capacidades. - Seja rápido, pode ter outras pessoas vigiando a área. E mesmo que não estejam.. Todos os competidores restantes estaram vindo pra cidade. - essa era a outra implicação do anúncio.


Acenaria com firmeza e ofereceria uma mão para comprimentar o leão. - Que a força do… - babou se para conter a risada. - Foi mal é que..a força dos F.. - novamente. - Ai, isso é… Para, agora vai. A força dos Fofos esteja com você. - comprimenta-lo-ia, ainda segurando o riso. - PORQUE FOFO?

Fazendo sinal com a cabeça para Rin.

- Nos de 5 minutos, faremos a volta para vir por baixo da rua. Assim que você surgir eu avanço para atacar. Rin vem depois, fique alerta para aproximação de terceiros nos nossos pontos cegos para poder nos alertar. - - HEHEHEHE, já me sinto uma capitã do exército, HAHAHAHAHAHA. - se havia uma sensasação que Shaanti apreciava era está, mandar.

- Vamos. - diria para Rin.

Quando tivessem se afastado. - Não precisa lutar lá. Apenas fica de olho e quando eu pegar o alvo se aproxima para manter ele, assim posso ficar livre pra bater em malditos que tentarem interferir, hehehe. - estalava os dedos das mãos.


Continuaria atenta ao tempo e por fim, quando tivessem descido o suficiente voltaria a ficar de olho no alvo, aguardando a aparição do Fofo. Nesse momento Shaanti investiria. - De olho. - e correu.

Seria uma corrida subindo o morro, mas precisava se aproximar rapidamente, ainda que oculta. Teria inicialmente corrido próximo às paredes, mas logo abandonaria está movimentação traçando uma direção reta para o alvo, buscando aproveitar-se do momento de desorientação que viria após o sono profundo.

Seu arpão seria sacado após o primeiro passo, mantido agora na mão direita. Sua atenção seria focada única e exclusivamente no alvo, confiando suas costas a Rin e por isso, enquanto seus olhos focaram o alvo, seus ouvidos permaneciam atentos em sua amiga.

Shaanti seria direta, com um salto e um arremesso do arpão mirado baixo em direção às pernas do seu alvo. Já o havia visto antes, e lembrava que não vestia uma armadura pesada como Fofo, parecia ser algo inclusive mais leve que sua própria armadura. Assim o arremesso contra as pernas poderia tanto prejudicar sua mobilidade como apenas servir para desviar o foco de sua atenção, impedindo-o de entrar em movimento de fuga, dando a chance de Shaanti cobrir o restante do caminho.

- É melhor deter ele Gatinho.

Sem refrear-se a tritã partiria para o ataque, buscando desferir um forte soco na direção do rosto do alvo. Não seria nada gentil ou cordial, não seria justa, apenas bruta para desacorda-lo da forma mais eficiente possível, ou derrubá-lo tempo suficiente para desarma-lo, visto que este seria o movimento seguinte dela, mover-se rapidamente a fim de confiscar o armamento do homem, posicionando-se inclusive de forma a subjugá-lo com a arma contra a garganta. Sim, Shaanti apontava a arma dele próprio contra a garganta do mesmo.


>>><<<

Caso houvesse tido tempo suficiente para o homem se preparar para reagir, ou seja, na hipótese do sincronismo dela com Fofo não ter sido adequado e assim ela ter de enfrentar o oponente mais ciente de sua situação ela não arremessaria o arpão, mantendo-o como forma de superar seu oponente em alcance e mantê-lo na defensiva.


Shaanti, neste caso, aplicaria estocadas até que em algum momento percebe-se ser possível puxar sua arma, usando-se novamente das propriedades do arpão, para mais uma vez prender o mesmo no oponente, porém diferente de quando fez isto com Fofo a ruiva agora tinha confiança sobre ter força suficiente para arrastar seu oponente.

A ideia seria puxar um dos lados do alvo, forçando-o a torcer o tronco enquanto com o outro braço tentaria desferir um soco contra o rosto do mesmo, sendo este na nuca ou na face, não importava, mas no caso de ser na nuca ela abaixava um pouco a mira buscando acertar a base do pescoço.

Shaanti se necessário esquivar-se-ia dos golpes do oponente, embora não pudesse ter planejado com antemão quais seriam as melhores táticas para isso, assim sendo ela apenas saltaria para trás ganhando distância a fim de observar qual o tipo de armamento o homem utilizava. Está tática apenas seria alterada na possibilidade de serem projéteis. Neste caso, ao perceber que o homem mirava algo para si, ela começaria a correr em ZigZag saltando e rolando no chão para novamente acelerar, tentando assim confundir a mira do oponente enquanto buscava espaço para se aproximar.

Sendo esta última a situação presente a ruiva buscaria efetuar algumas esquivas e então arremessar seu arpão a fim de abrir uma brecha de tempo suficiente para cobrir a distância final e por seus outros movimentos em prática.

Se por fim houvesse conseguido obter sucesso se manteria imóvel com a imobilização do homem e se necessário anunciaria para o guarda do mesmo.


- Lute, se vencer ele vive. Se perder… Bem.. - ele perde as placas. - mas ela deixaria para o sujeito entender o que bem quisesse.

Se o nobre estivesse desacordado seria melhor e por isso no momento que Rin lhe alcançasse ela bateria mais uma vez no rosto do mesmo para garantir que o mesmo estivesse completamente apagado.   - Já pense qual a melhor direção para sairmos daqui. Talvez não tenhamos tempos pra isso. - diria para Rin, mais uma vez dependendo dos conhecimentos dela sobre a cidade.

Com as posições devidamente tomadas ela se dedicaria a observar os arredores, a fim de garantir que interferências externas não estivessem se aproximando. Caso as percebesse anunciaria para Fofo.

- Mais se aproximam.




”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 52
Warn : Caminhos revelados - Página 9 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

Caminhos revelados - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados - Página 9 EmptyQua 06 Fev 2019, 21:37



Caminhos revelados - 40!
O anuncio indicou que haviam se passado as 24 horas, restava agora a etapa final e Shaanti mais do que nunca poderia sentir assim como qualquer outro competidor o que isso significava, aquilo significava que essa era a etapa final daquela prova onde os mais desesperados seriam aqueles que perderam a sua placa, sendo seguidos por aqueles que ainda assim não encontravam seus alvos, sem a possibilidade de esconder-se em estabelecimentos ou em lugares fechados, aqueles que planejavam esconder-se pelo restante da prova seriam claramente frustrados pelas próprias regras e talvez fosse o caso do franzino que contava exacerbadamente com a força de outros homens para que fizesse a sua. Quando colocados naquela situação, era natural que Fofo queria lutar, sua própria notação teria deixado claro que seu plano era abater o guarda para que o alvo pudesse ser impedido e com isso ele respondia.

- É claro que eu quero lutar.

Dizia com convicção o mink sem mostrar dúvida em seu olhar ou menos do que orgulho em sua voz, um sorriso de fez em seu rosto, enquanto ouviu Shaanti e não mais precisaria do que a sua própria postura para que pudesse responder que ele faria a parte dele, era alguém que de algum modo pelo seu próprio modo mostrava-se alguém a quem se podia confiar para a tarefa ao qual havia lhe dado. O leão por outro lado não entendia bem a graça que havia com o seu nome, inclusive a olhava como se ela tivesse engasgado mesmo ou algo assim e fazendo um joinha com a mão direita ele teria dito.

- Estará. Nenhum Fofo decepcionou até hoje aqueles que tem fé neles, não serei o primeiro.

A forma como sua inocência o fazia orgulhosamente dizer aquilo tornava engraçado o suficiente para que até Rin acabasse rindo um pouco, respondendo com sua esquerda com o mesmo joinha, enquanto ela atentava-se ao que Shaanti teria a dizer e colaboraria para o plano de Shaanti para que fosse feito da forma como ela planejava. Uma vez que já estivessem afastadas um pedido não muito usual teria sido feito por Rin.

- Pode me dar a minha espada? Não estou 100% ainda, mas serei mais util com uma em mãos. Me sinto sem o meu melhor braço sem ela.

Dizia a garota olhando para a tritã, esperando a sua resposta e esperou que pudesse ser feliz com a resposta que a tritã lhe daria em relação ao pedido. ficando responsável por cuidar das costas do grupo. Fofo apareceu em sua visão e como um verdadeiro leão que usava espadas, seu oponente não pareceu mais do que uma gazela frágil, completamente sem que pudesse esperar pelo ataque furtivo a troca de golpes não durou muito até que o homem caísse no chão o homem franzino teria acordado assustado, completamente despreparado correu diretamente para a armadilha da ruiva, o homem olhava para trás, na direção de Fofo e o arpão teria sido extremamente efetivo, pois naquele momento descoordenado como estava era até meio patético de se dizer, ele caiu no chão e bateu a cabeça, desacordando por completo.

Bateria no rosto, confirmando estar desacordado, de fato estava e com isso, Rin alcançaria com demasiada pressa, pois havia visto algo, o grupo mal teria algum tempo para retirar as plaquetas e rin teria avisado.

- Tem um grupo vindo me sigam!

Rin então teria colocado-se a frente, Fofo agora tinha o suficiente para que pudesse passar pela próxima fase, na verdade todo o grupo tinha, bastava a eles agora sobreviver. Caso a seguisse, a loira os teria guiado até um beco que ficava próximo da pousada, onde havia umas escadas metálicas de um edificio relativamente alto.

- Se esperarmos até que eles saiam acho que podemos subir e esperar o resto da prova no terraço.. Se eu estivesse só e não tivesse acontecido o que aconteceu eu provavelmente adotaria essa estratégia, com suprimentos o suficiente, não deve ser um problema... Acho.

Enquanto ela falava baixinho o grupo se tivesse a seguido teria de esperar pelo menos até as 12h para que pudesse subir, já que a movimentação ainda estaria grande de candidatos até lá.

”Histórico”:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 54
Warn : Caminhos revelados - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Caminhos revelados - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados - Página 9 EmptyQui 07 Fev 2019, 11:01




Final Step

45


Com tudo que precisavam arranjado tudo que lhes restava era permanecer… - É…. planejei muito… - considerava o seu progresso até ali. Tentava manter-se oculta enquanto considerava como havia lidado com as coisas. - Se bem que essa não é uma aventura para curtir. - o que ela queria dizer, era que sem Emily para dividir os momentos não havia porque focar na experiência e sim apenas no resultado.

- Agora que penso….hnnn - Havia uma parte do plano que não havia de fato considerado antes de tomar sua decisão. - O Reino costuma mandar expedições pra Grande linha? - de fato essa deveria ter sido uma das primeiras considerações que ela devia ter feito, mas havia se deixado dominar pela perspectiva de ser tida como Cavaleira e pelos olhos brilhantes de Emily lhe olhando. - Meu plano não é exatamente permanecer por anos na ilha…

Deixaria que algum deles responde-se.

- Acho.. Você que disse não foi? - virava-se para Rin. - Que havia algo diferente este ano… Conseguiu entender o que é? - concluiu a pergunta à Rin.

Shaanti se referia a um dos primeiros comentários feitos pela jovem, sobre haver algo diferente na competição deste ano.


Ouviria novamente a resposta, antes de olhar para os dois.

- Se tivessem a oportunidade de ir pra Grade Line? - faria um silêncio curto antes de completar. - Sair daqui e se aventurar. - viraria o rosto de um para o outro aguardando a resposta deles, afinal, seriam ambos pessoas com quem ela não se importaria de dividir o navio.


Após a conversa mexeria na mochila de suprimentos, ainda buscando se manter oculta da rua, dali veria se havia água ainda, beberia e passaria adiante. Verificaria também se havia comida para todos, no caso de sim também tentaria entregar a cada um algo, isso claro se fosse possível em suas posições atuais.


Teria também combinado entre eles turnos para vigiar a rua, aconselhando a quem não estivesse de vigia que buscasse uma posição mais confortável para dormir. Coisa que ela mesmo faria se tivesse a chance e por fim, se fosse possível, comandaria um a um para subir a escada metálica. Primeiramente Rin, depois Fofo e por último ela.

- Tire as botas antes de subir, pra não ecoar. - diria ao leão, considerando que ele era grande e sua armadura completamente metálica. Ela faria o mesmo, subindo descalça para evitar propagar o barulho.


Na possibilidade do prédio ser mais alto que os demais tudo que precisavam fazer era manter turnos para a vigia da escada de acesso.

- Vou ficar primeiro, acordo alguém daqui algumas horas. - isso se houvesse apenas aquele acesso e caso não houvesse risco de serem avistados de outros pontos altos.

Na possibilidade de haverem pontos assim, Shaanti pediria para que alguém ficasse vigiando tal local.

- Tem como descer daqui sem ser por essa escada? Saltando pra outro prédio talvez? - perguntaria para Rin, esperando que ela, ou soubesse a resposta, ou fosse checar a possibilidade.

Com esse sistema a tritã entregaria os suprimentos, deixando a mochila em algum ponto para que pudessem pegar o que achassem necessário. Afinal os mesmos haviam sido pilhados dos homens derrotados por Rin. Assim sendo, havia suprimentos pego de 11 pessoas para apenas 3, ela mesmo se sentisse fome ou cede se abasteceria e se tudo ocorresse bem planejava aguardar ali até próximo das 8 da noite.



”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 



____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 52
Warn : Caminhos revelados - Página 9 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

Caminhos revelados - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados - Página 9 EmptyQui 07 Fev 2019, 14:58



Caminhos revelados - 41



Com tudo que ali aconteceu haviam muitas considerações a se tomar e com isso também questões poderiam vir a tona, afinal não era o seu planopermanecer como guarda ali para sempre, também dúvidava que era algo que muitos poderiama lmejar se a função fosse exclusivamente esta, já que a glória de um lugar só, pouco poderia atrair tantas pessoas assim que pareciam as vezes vir até de outros lugares para competir, ou seria muito mais a competição em si que trazia as pessoas do que a premiação? Quando questionou, poderia ter visto tanto Rin quanto o leão em dúvida, mas quem respondeu primeiro havia sido o leão.

- Eu acredito que como um reino deve haver a necessidade de expedições para que possam expandir sua influência ou pelo menos fazer a sua manuntenção... Faz algum sentido que como parte do governo ou aliados a ele, que eventualmente aconteça de algumas poucas pessoas serem mandadas em nome de um lugar para ajudar e manter as relações públicas favoráveis...

Dizia o leão coçando a parte inferior da juba enquanto pensava, Rin por outro lado, pareceu um pouco impressionada com a resposta de Fofo, parecia ser algo que fazia muito sentido para ela e com isso algo novo havia vindo em sua cabeça que com a outra pergunta de Shaanti, viria como uma possibilidade grande.

- Eu não posso dizer exatamente que descobri mas, com essa possibilidade e a forma como eles estão até mesmo trabalhando em conjunto com a marinha, ao testar a capacidade de prender criminosos... Eu suspeito que esse ano o papel daqueles selecionados seja diferente... Sei que pode não ser muito do seu agrado mas... Talvez queiram firmar suas bases trabalhando em conjunto e... Nosso tempo na ilha não seja longo, se passarmos nos testes.

Completou a loira pensativa com a possibilidade, parecia bem animada com a idéia, parecia algo bem diferente e havia a possibilidade de coisas as quais ela nunca teri pensado antes como uma possibilidade, uma real aventura, e para a ultima pergunta de Shaanti, ambos responderiam em conjunto com um Sim, com uma empolgação bem grande. O leão tiraria as botas com a instrução de Shaanti e se desculparia.

- Tem razão, não pensei nisso.

Com isso poderiam constatar que aquele local er abem seguro, a única possibilidade de alguém os ver de um ponto alto era se eles ficassem em pé por muito tempo em uma das pontas, mas sentados ou deitados, não ahvia risco algum. Em meio aos turnos, Rin teria comentado a Shaanti.

- O meu ponto é aqui perto, sendo bem honesta eu acho que eu dei bastante sorte, se o local não estiver movimentado, não deve dar 5 minutos daqui... Considerando que eu vá sozinha.

Diria a garota já denotando sua capacidade reduzida de movimentação, para toda e qualquer oferta de ajuda a loira teria respondido.

- Obrigada, tem certeza disso? Não vai te prejudicar?

Em um tom gentil, a loira aceitaria a gentileza. Shaanti por outro lado poderia ver que o seu ponto poderia fácilmente ser acessado ao usar daquele lugar junto a acrobacia para que chegasse no local em segurança, onde encontraria Sue, completamente armadurado no ponto de encontro marcado a ela. O leão seria bem independente com isso, pois assimc omo Shaanti poderia abusar de suas capacidades físicas para que pudesse garantir que passaria na prova, e caso fossem se separar em qualquer momento o leão diria.

- Encontro vocês na premiação.

E assim partiria quando desse a hora, o dia teria passado relativamente rápido graças ao ponto seguro que os permitia só trocar papo e comer, enquanto esperavam.

”Histórico”:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 54
Warn : Caminhos revelados - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Caminhos revelados - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados - Página 9 EmptyQui 07 Fev 2019, 17:45




Retribuindo

46


Então, para alívio de Shaanti haveria realmente uma chance de naquele ano as coisas serem diferentes, todavia…

- Errrr, trabalhar com a marinha? - arriou os ombros. - Nem tudo pode ser perfeito.

Todavia ainda eram boas notícias, mas para ter certeza delas teria de ir até o final.

>>><<<

- Hnn.. Vou com você até seu ponto….. Emily iria me infernizar se eu deixasse você sair por aí sem armadura, ferida, toda acabada, mais surrada que pão. - esperava ser interrompida, caso contrário continuaria zoando a loira. - Levando a surra de um ano em um dia. - se finalmente interrompida riria. - Hahahahaha, certo, certo. De toda forma, vou com você.

Não era possível para Shaanti ser apenas gentil, afinal como já devíamos saber a esta altura, a pura gentileza lhe dá alergia e assim sendo um pouco de inconveniência lhe era necessário para manter-se saudável.

Agachada mover-se-ia até a borda do edifício, erguendo-se para olhar o movimento abaixo e acima da rua, mas sem colocar a cabeça para o lado de fora, virar-se-ia para trás.

- Pra que lado é o seu? - iria focar mais atenção em observar a direção que Rin apontasse. - Você vai pro porto certo? Devo ir pra lá. - apontaria com sua mão a direção para a qual recordava ser o seu ponto. - Acho que não tiveram como criar 100 pontos muito espalhados.

Voltou então mais para o meio e concordou com o leão.

- Sim, na premiação.

Antes de todos partirem organizaria novamente as placas. Pegando a sua e a de número 50, entregando para o leão as que foram retirados do alvo dele e olhando para Rin diria.

- Pretende usar todas? Ou só o suficiente? - deixaria a escolha para a garota, independente de qual fosse sua opinião sobre o assunto. Afinal, no lugar dela, usaria todas, mesmo que isso fosse chamar agora grande atenção. Os motivos para isso, seriam apenas satisfação pessoal.

Organizados, a ruiva faria com que o leão partisse primeiro, aguardando novamente algum tempo antes dela própria descer a escada junto com Rin, com suas botas devidamente calçadas.

Então… Será que o instrutor já vai estar lá? Hahahaha, seria um saco chegar lá e ter de esperar mais 4 horas. - a ruiva acreditava que estariam ao menos durante a noite e não só apenas no exato horário da entrega, mas não havia considerado fazer essa pergunta no momento que teve a chance.


Caso a loira tivesse a informação e questionasse ela sobre também não ter perguntado ela logo responderia. - Estava com pressa de voltar pro palanque e ver o sorteio do meu alvo. - a resposta sairia de forma ríspida, já que cutucava um pouco o orgulho dela.


Consegue correr? - ouviria. - Segue na frente ditando o ritmo, eu acompanho.

Durante o trajeto, devido a não necessidade de cuidar para onde estava indo, a tritã manter-se-ia atenta a possíveis perseguidores, ou seja, competidores desesperados dos momentos finais.

Provavelmente estariam correndo em velocidade reduzida e assim sendo era provável que alguns competidores, se existissem ali, fossem capaz de alcançá-las. Se isso ocorresse Shaanti se prepararia para acelerar, pois também não estava provavelmente correndo no seu máximo, e embora Emily não fosse se orgulhar ela usaria Rin de isca, ou melhor dizendo, as plaquetas dela, aproveitando-se possivelmente do fato dos alvos focar nelas diretamente.

Nessas situações Shaanti aproveitaria para acelerar, agarrando o alvo com um puxão para desequilibra-lo enquanto que com o outro braço iria desferir ataques na direção do rosto, ou no joelho quando o primeiro não fosse alcançável.

- Continua, não para. - gritaria para Rin caso a mesma fizesse menção a parar, não permitindo que fizesse. Assim iria tentar só prejudicar a mobilidade ou atordoar aqueles que chegassem perto.

Se necessário usaria o arpão para prender o pé de alguém que fosse sensivelmente mais rápido que ela própria e percebesse não ser possível impedi-lo antes que alcançasse Rin. Durante este tempo também preocupar-se-ia com ataques dirigidos a si e não somente com aqueles a sua companheira. Saltando para o lado oposto ao golpe, com um movimento simples que não lhe fizesse perder muita velocidade.

Acreditava que seria mais fácil apenas evitar estes ataques, já que correndo teriam de atacar saltando para conseguir uma posição mais favorável.


Por fim, espera chegar ao ponto de entrega de Rin e lá com sorte já encontrar o avaliador da mesma a tritã se despediria com pressa. - Nos vemos depois. - dito isso correria.

Evitaria retornar pelo caminho do qual havia chego ali, pois teria sido o local que sofreu a maior parte da agitação, assim sendo a ruiva buscaria avançar um pouco mais antes de buscar a direção do seu ponto de entrega. Suas táticas na fuga solitária seriam similares, mas acreditava que possivelmente correndo sozinha a essa altura da competição e com apenas duas plaquetas estaria ‘segura’. A não ser que seu próprio caçador aparecesse, embora Rin já o houvesse derrotado e Shaanti o tivesse amarrado.


Se no caminho fosse atacada ela tentaria usar o arpão para manter os jogadores afastados enquanto continuava a correr, também o usando para desequilibrar aqueles que saltassem na sua direção. Para estes a ruiva saltaria girando seu corpo e usando o arpão para prender no pé do alvo puxando-o para desequilibra-lo no ar, impedindo seu ataque e também prejudicando sua aterrisagem.


Se chegasse até Sue, provavelmente sem qualquer fôlego, ela se inclinou apoiando-se sobre os joelhos e nesse primeiro momento apenas alcançaria para ele suas duas plaquetas, 99 e 50.


>>><<<

No entanto, caso em qualquer momento fosse-lhe impossível prosseguir ela interromperia seu avanço, sacaria o arpão e assumiria uma postura estática para avaliar suas opções dentro da situação que se encontrasse.




”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 



____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Caminhos revelados - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados - Página 9 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Caminhos revelados
Voltar ao Topo 
Página 9 de 10Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Malkiham Island-
Ir para: