One Piece RPG
Caminhos revelados XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» O Ronco do Bárbaro
Caminhos revelados Emptypor Ghast Hoje à(s) 02:56

» Cap. 2: Da alvorada ao Crepúsculo, os aspectos da liberdade surgem!
Caminhos revelados Emptypor Akuma Nikaido Hoje à(s) 02:29

» [Mini Aventura] Agnar
Caminhos revelados Emptypor Shroud Hoje à(s) 02:27

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
Caminhos revelados Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 01:29

» [Frota] LB - Lótus Branca
Caminhos revelados Emptypor Mirutsu Hoje à(s) 00:37

» ☆☆I'm a motherf#$%in' starboy!☆☆
Caminhos revelados Emptypor Wild Ragnar Ontem à(s) 21:21

» Rim Arkman
Caminhos revelados Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 21:11

» Kit — Maes/Elicia Hughes
Caminhos revelados Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 20:32

» Sombras do Passado
Caminhos revelados Emptypor Bijin Ontem à(s) 20:31

» Fogo e Sangue
Caminhos revelados Emptypor Khrono Ontem à(s) 19:56

» O vagabundo e o aleijado
Caminhos revelados Emptypor Ghast Ontem à(s) 18:28

» Le voleur de coeurs - Un conte
Caminhos revelados Emptypor Jin Ontem à(s) 17:02

» Sons of Vermillion's Blood: Gênesis
Caminhos revelados Emptypor Midnight Ontem à(s) 15:29

» Só mais uma Aventura
Caminhos revelados Emptypor Van Ontem à(s) 15:27

» Rem E. Nuf
Caminhos revelados Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 12:37

» The New Terror of Pirates
Caminhos revelados Emptypor Vincentão Ontem à(s) 12:22

» あんみつ - Anmitsu
Caminhos revelados Emptypor Skÿller Ontem à(s) 02:06

» I - Dançando No Campo Minado
Caminhos revelados Emptypor Achiles Ontem à(s) 00:02

» I - Conhecendo o mundo
Caminhos revelados Emptypor Bijin Sex 17 Jan 2020, 22:53

» Cap. 1 - Abrindo caminho
Caminhos revelados Emptypor Bijin Sex 17 Jan 2020, 22:30



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Caminhos revelados

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 70
Warn : Caminhos revelados 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Caminhos revelados Empty
MensagemAssunto: Caminhos revelados   Caminhos revelados EmptyQui 15 Nov 2018, 23:44

Caminhos revelados

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Shaanti Mochan. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 64
Warn : Caminhos revelados 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Caminhos revelados Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados EmptySex 16 Nov 2018, 22:05





iniciando no Final

1


O pequeno solavanco indicava-lhes a chegada em seu destino. Uma nova câmara, também iluminada montava o palco para o último desafio. Luzes cruzavam a frente dos olhos da dupla, cores, que quase em sua totalidade, diferiam das vistas anteriormente.

- Um desafio que porá em prova tudo que vimos até aqui. - considerou antes de avançar.

- Evitemos os botões no chão por enquanto.

Aproximar-se-ia do pilar central, ali avaliando os desenhos ‘instrucionais’.

- Sim, talvez combinações. - Shaanti responderia Emily, coçava o queixo enquanto avaliava.

- Parece que temos que pular em dois botões ao mesmo tempo…. E deve ter alguma ordem.

Shaanti se moveria então para avaliar onde as novas luzes iluminavam, começava a supor que talvez os desenhos do primeiro desafio pudessem ser, aqui também, a chave para o sucesso.

- Osso, coração, anjo, flor… - lembrou-se mentalmente da sequência do primeiro desafio. Fazia sentido para ela, quatro símbolos, quatro novas cores.

Caso ao se aproximar o suficiente fosse possível constatar que seu pensamento poderia ser verdade ela se pronunciaria.

- HEHE, lembra do primeiro desafio? - moveria a mão indicando os símbolos. - Ossos, coração, anjo e flor. - moveria o dedo apontando para todos. - Eles provavelmente marcam a ordem. E se formos supor que o que você disse está certo. Moeda era amarela, árvore era verde, o coração era vermelho não era? - Sim, mesmo sem precisar ela havia decorado a cor do coração, sim, eram vezes repetidas para poder afirmar ser alguma coincidência. - Então… Que duas das cores de antes fazem o laranja por exemplo?


Shaanti não era artista, nem alguma vez havia tido contato com tintas, desenhos e essas coisas, mas sabia que Emily gostava de desenhar e talvez por isso ela soubesse misturar as cores.

Aguardaria a análise da garota, sobre quais cores formavam quais, obviamente se ela dissesse que poderia saber. Shaanti tentaria ajudar da maneira possível, indicando de forma lógica o que fosse capaz de analisar, coisas como o vermelho com branco deve ficar mais fraco, talvez rosa? Ou o vermelho com azul ficar mais escuro, quem sabe roxo?

Ok, ok, as análises dela envolveriam sempre o coração…. Podemos continuar?


Todavia poderia ser que o pensamento inicial de como a sequência se apresentaria fosse errôneo e se assim fosse a tritã continuaria rodando pela sala buscando analisar as paredes, chão, teto, cores, e tudo o mais que lhe pudesse dar dicas de que ordem deveria estabelecer.


>>>>><<<<<


Se Emily e ela tivessem decifrado quais combinações de cores:

- Então… - o sorriso começava a se alargar no rosto de Shaanti. - Parece que eu entendo de lógica e você de pintar e misturar cores como uma boa criancinha, hehehehehe. Adimita. - Shaanti abriria os braços, vira-los-ia, flexioná-los- ia e fá-lo-ia poses revelando seus músculos. - Forte. - assumiria uma pose mais neutra e daria um sorriso cheio de dentes pontiagudos, ficando muito mais ameaçado do que sua intenção. - Sexy. - e então apontando para a cabeça. - e inteligente. Hehehe, não concorda?


”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 







____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Orientador
Orientador
Mephisto

Créditos : 107
Warn : Caminhos revelados 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

Caminhos revelados Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados EmptySeg 19 Nov 2018, 02:00




Through challenges and rewards -1




Shaanti estabeleceu um padrão lógico, antes que pudesse agir, que deveriam pisar juntas para que pudessem ter sucesso em uma combinação de cores para que pudessem formar uma nova, algo que para alguém que fosse artista ou mesmo gostasse de colorir, ou seja tivesse pelo menos uma alma de  criança poderia passar por aquele desafio e quando aproximou-se poderia ver os desenhos nos botões coerentes aos iluminados anteriormente na sala onde haviam luzes de diferentes cores iluminando diferentes desenhos que poderiam facilmente lembrar a sua cor, Emily por um momento limitou-se a ouvir o pensamento da ruiva, enquanto construia e organizava o próprio, era notável não só pela sua expressão, como também como ela demorava a reagir. - Sim, é similar ao primeiro desafio… Prestar atenção evita dores de cabeça ou… Pedras rolando… A garota então continuou  a olhar para as cores que haviam ali e então respondia - Laranja? Vermelho e Amarelo… Não temos amarelo mas dourado mas… Deve ser a mesma linha de lógica…. Se for realmente isso é um desafio fácil! - Quando começava a decifrar o que deveriam seguir, um mundo abriu-se em sua mente e ali seria onde um grande sorriso poderia ser visto, estava confiante de que poderia guiar a dupla ao tesouro.

Ainda que procurasse, algo que pudesse lhe indicar uma ordem, não parecia que nada indicava que houvesse uma, talvez únicamente as respostas corretas naquele momento não fosse importante… Mas seria tão simples assim um teste de inteligência? A idéia de guardar a ordem, talvez não fosse ruim para que elas se lembrassem e Emily reforçou isso, quando pensou sobre- É bom lembrarmos a ordem de ativação… Talvez isso seja importante - Concluiu a garota quando pensou alto sobre, era notável certa preocupação do desafio tão simples, talvez ter ainda certa complexidade a esperar pelas duas. E com um suspiro a garota diria - Bom… Roxo deve ser o vermelho e o Azul…. Laranja como falei… Amarelo e Vermelho… Rosa… Vermelho e Branco…. E verde Amarelo e Azul juntos… Acho que é isso…-  Diria a garota confirmando muita das teorias da garota tritã a pequena naquele momento estava tão feliz com a própria conquista que mesmo a provocação não a teria feito cair, não daquela vez, então gargalhando sua resposta para a exibição da tritã, teria sido talvez a mais provocante possível- Se você diz, eu que não vou deixar de concordar -   Talvez houvesse a dúvida se a garota falava sério ou se só ironizava, mas conhecendo a pequena e pela forma como ela se divertia vendo a reação da tritã, dava para ver que era um pouco de cada. Caso elas  fossem capazes de solucionar e apertarem juntas todos os símbolos de cor juntas, as luzes se juntariam ao centro e dela surgiria uma luz branca que se refletiriam  a uma das paredes, que então com um barulho mecânico mostrava um novo painel, desta vez da coloração branca. Seria aquele o último desafio? Ou o último passo para que a segunda parte desse pudesse surgir?






____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 64
Warn : Caminhos revelados 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Caminhos revelados Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados EmptySeg 19 Nov 2018, 18:41





Preucupações

2


Shaanti ficava um pouco frustrada, ou talvez devesse dizer, decepcionada ao perceber que nem tudo que havia pensado estava correto. Esperava encontrar uma ordem que devesse seguir baseada no primeiro desafio que enfrentaram, todavia, se havia uma ordem, essa ainda escapava ao intelecto da tritã.


Emily também parecia refletir sobre haver ou não uma ordem que devessem seguir.


- Talvez aqui…. Uma crescente das cores? A maioria derivou do vermelho… Então ele seria o mais forte não é? Se ele é o mais forte a única cor que não derivou dele deve ser a mais fraca. Hnmmm, não sei, mas se for pensar assim, seria talvez…. Verde? Laranja ou Rosa? Acho que o roxo vem por último. O que veria antes? Laranja ou rosa? - Shaanti tentava montar um raciocínio levando em conta a progressão das cores, visto que este parecia ser o tema do desafio.


Esperaria a resposta de Emily, para então sugerir tentar isso.

- Acho que não vamos avançar mais paradas aqui, hehe. Hora de pôr o pescoço em risco. - Shaanti tentava dar um sorriso confiante cheio de dentes, todavia acabava com algo que parecia um rosnado nervoso, pois embora não tivesse medo por si, tinha-o por Emily.


- Devia ter trazido o gutinho pra pisar junto. Merda, merda, merda.. - engolia nervosa, temendo que algo pudesse machucar a garota. Porém o que havia dito era verdade, não iriam a lugar nenhum paradas ali, visto que não era possível acionar mais o elevador.


- IDIOTAAAA, DEVIA TER UM ELEVADOR IGUAL DO OUTRO LADO…. ARRRRRHHHHH, ERA SÓ TER PEGO A MOEDA DELE. MERDA DE CABEÇA OCA. - para qualquer um que observasse a tritã pareceria estar digladiando-se com um demônio invisível enquanto sapateava com raiva.


Por fim, inspirou fundo, liberou o ar e olhou para a pequena, sendo-lhe sincera.


- To nervosa… Se eu tivesse que pular sozinha…. Estaria tudo bem… Você entende né, o desenho no pilar. - referia-se ao que simbolizava o erro, Shaanti também passava o dedo na garganta para simbolizar a perda da cabeça.

- Sei que talvez seja um tesouro que seus pais deixaram, mas …. Aquelas bestas lá trás não eram para fazer cócegas… A pedra era idiota. O esqueleto não foi grande coisa também. - começava a vangloriar-se, embora fosse para ser um desabafo de preocupação. - Ainda assim, as flechas poderiam ter matado….. Mas acho que não da pra fazer mais nada além de pular né?


Ouviria a resposta da pirralha antes de chamá-la para praticar. Buscaria treinar um pouco com a garota a forma com que saltariam.

- Vamos saltar no 3, ai pulamos no botão. Vai ser 1, 2 e…. - Shaanti alongou uma pausa fazendo um sinal com a mão indicando uma crescente e por fim completou a contagem … 3… - e então pulou, exemplificando para Emily como seria, afinal, já que não podiam errar era melhor que combinasse bem quando e como iriam saltar.

Repetiria o movimento algumas vezes, todavia deixaria a garota contar, pois seria melhor seguir no ritmo dela para que pulassem só quando ela estivesse pronta. Durante o treino Shaanti buscaria medir o tempo para sincronizar o seu movimento.


Após algumas sequências de prática se posicionaram, o plano era seguir uma sequência crescente de cores. Tendo ou não uma ordem, era melhor começar por alguma.

Começaram então fazendo o verde, Shaanti deixaria Emily no amarelo/dourado (moeda) e posicionar-se-ia na outra cor, o azul (peixes), seguindo para fazer as outras cores, onde Emily ocuparia o vermelho, ou no caso o coração, enquanto Shaanti se deslocaria pelas outras cores.

Buscaria também sair de cima dos botões na contagem, deixando sempre que Emily contasse. Seguiria então a ordem que tivessem combinado, talvez verde, laranja, rosa, roxo. Assim sendo Shaanti deslocar-se-ia para moeda, ave, peixes.


Se não tivessem morrido até ali a tritã sorriria com a ironia.


- Coração. - apontaria para onde Emily estava. - e peixes, HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA.


>>><<<


Se tivesse funcionado, ao que parece, um painel branco teria surgido.

- Acho que temos que ir ver, hehe. - seguiria para mais próximo do painel para poder entender qual seria o próximo desafio. Ali mais uma vez seguiria com o mesmo padrão adotado para suas observações, aceitando o fato que juntas pensavam melhor que isoladas.

- Mas ainda queria ver ela me elogiando de verdade. - pensou com certa melancolia, ao constatar que Emily ainda não havia admitido que ela era tão inteligente quanto, ao menos não sem a utilização de ironia.


>>>><<<

Se tivesse dado errado, mas também continuassem vivas Shaanti proporia a ordem inversa da qual fizeram e seguiria o mesmo padrão para tentar solucionar o problema, ou seja, esperando Emily contar e pulando junto da pequena para ativar cada um dos botões.


Se mesmo após essas duas tentativas o mecanismo não tivesse destravado a tritã começaria a pensar.

- São 4 combinações, se considerarmos que o raciocínio da fusão de cores é correto. Se já tentamos duas, ainda tem outras… nhannhan, sobra aqui, nhan, nhan. - riscava o ar para auxiliá-la na conta. - 22 outras possíveis combinações. - mais uma vez a aula de lógica se mostrava válida na aventura. - Não trouxe por acaso papel e lápis ai? - Sabia que Emily gostava de desenhar, então era possível.



”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 



____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Orientador
Orientador
Mephisto

Créditos : 107
Warn : Caminhos revelados 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

Caminhos revelados Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados EmptyQua 21 Nov 2018, 00:53




Through challenges and rewards -2



A ruiva tentou estabelecer uma lógica atra´ves do local que poderia lhe fornecer pistas, a simplicidade muitas vezes poderia implicar na idéia de uma armadilha e levar em conta que o desafio estavam simples demais poderia ser uma dor de cabeça grande  para ela naquele momento, mas ali ela teria um ponto bem coerente, ao pensar sobre a coloração vermelha ser usada em tantas combinações,  de fato deveria haver alguma importância para ele, ou ao menos era isso que ela pré-estabelecida e esperou que a sua parceira pudesse acompanhar seu raciocínio ou complementá-lo - Bem...  Seria uma linha muito boa de  pensar… Talvez não como algo de força mas…. Como importância? Se for isso, além da ordem é bom pensarmos nas combinações e o que aconteceria se adicionarmos ou tirarmos uma das cores… Ou talvez estejamos pensando demais sobre o assunto - Concluiria a garota com o queixo encostado no próprio punho em uma pose que incitava que estava pensativa.

Não havia como descobrirem ou voltarem se elas não se arriscassem ou… Ao menos era isso que ela pensou e frustrou-se ao pensar que poderia ter pego a chave do outro elevador, se é que retirar a chave dali não poderia ativar uma nova armadilha ou invalidar um dos caminhos, era algo que ela não teria como saber, já que suas escolhas de ações foram diferentes. Reuniram-se para discutir sobre como fariam e com isso, era de forma tão natural e espontânea que naquele momento poderia assustar.- Não se preocupa, eu estou com você, então não precisa ter medo… Você não deixaria algo ruim acontecer comigo. - Teria dito a garota antes de tapar a própria boca ruborizando levemente por ter falado bem rápido o que se passou em sua cabeça de modo que mesmo a vanglória da tritã poderia ser levemente ofuscada na mente da criança.

Começaram a praticar para saltar ao mesmo tempo e a prática mostrou-se necessária pois seus movimentos em um primeiro momento eram dessincronizados por completo nas outras vezes a garota sempre contaria de forma empolgada e eventualmente elas conseguiram dar pelo menos quatro saltos seguidos no mesmo tempo, sinalizando que haviam conseguido ajustar seus ritmos para o da outra na hora do pulo. e dentro da ordem verde, laranja rosa e roxo juntas seguindo o mesmo passo a cada sucesso poderiam ouvir algo se mover, e suas cabeças, permaneciam sobre seus pescoços, bem grudadas, aquilo parecia guiá-los para o sucesso, até que o painel branco havia ali aparecido. E quando isso ocorria a pequena abraçava Shaanti empolgada- Conseguimos! Nós conseguimos! Passamos por mais um desafio! Nós somos mesmo incríveis! Teria dito em tom de comemoração enquanto chegou a dar alguns pulinhos, claramente depois que saissem do painel em que estavam pressionando.


Olhando mais de perto o pilar coberto pela luz branca tinha paineis com todos os botões mostrados até então, mas apenas um de cada.- Eu lembro que preto é a ausência de cores então… Será o branco o contrário?- Perguntou-se enquanto sorriu animada para o que elas fariam a seguir, a garota seguiria a tritã em suas idéias, e se fossem capazes de decifrar o enigma de cores, poderiam ver a cada acerto, um barulho mecânico ocorrer, a cada uma das cores pressionadas, onde o pilar pouco a pouco começou a se abrir a cada acerto e com isso quando finalmente aberto a parede onde haviam visto movimentar-se para o tesouro anteriormente pela frestinha começou a tremer e uma porta foi revelada e haviam corações de várias cores, vermelha,verde,roxo,dourado, azul escuro, laranja e rosa.
havia embaixo do primeiro coração caído um pergaminho.

Citação :
Para o coração vermelho brilhar, em sua primeira escolha deve pensar, para o coração verde acender, ao vermelho o oposto deve fazer, para o roxo aparecer o ultimo deve escolher; para o dourado iluminar o penúltimo deverá lhe guiar; para o azul escuro lhe prover a sequência oposta deve fazer; para o laranja trilhar, deve a todos outros corações desbloquear; para o rosa envolver, deve da cor branca nunca esquecer. Se o erro há de acontecer, os desafiantes hão de padecer.

Aquele de fato era o que pareceu ser o último obstáculo para a porta se abrir, já que não haviam  encaixes para chaves ou parecesse possível derrubá-la, os versinhos eram simples mas importantes para determinar o seu sucesso e a sequência mostrou-se essencial para que eleas pudessem passar pelo último desafio, que de fato mostrou-se como fruto da inteligência, já que mesmo algo tão simples, tinha detalhes que muitos poderiam encontrar um fim. Novamente não parecia haver um padrão, então como  as garotas fariam diante do desáfio?  A sequência poderia interferir nos resultados? Se sim, a lógica de Shaanti seria algo bom ou ruim de se aplicar nesse momento?





____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 64
Warn : Caminhos revelados 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Caminhos revelados Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados EmptyQua 21 Nov 2018, 20:30




Posta à prova

3



- HEHEHEHE, É CLARO QUE ACERTAMOS. - gritava junto a pirralha em sua comemoração. - EU NUNCA TIVE.. DDUUUU…. DUUUU…  DUUUUUVIDAAASS. - a mentira teimou em sair, já que a pouco tinha se mostrado cheia de dúvidas.


Assim, parcialmente vitoriosas, as duas garotas prosseguiram até o novo painel revelado, uma tela toda branca era sua única pista, além de botões com os mesmos símbolos anteriormente vistos, mas dessa vez menores.

Ave, peixes, coração, moeda e árvore ou em outra perspectiva, branco, azul, coração, dourado e verde.

- Hnmm, sim… O preto é ausencia de cores, o banco pode ser o contrário… mas… zunnnnnnnn - Shaanti emitia o zumbido concentrada,estreitando o olhar enquanto encarava desconfiada o painel.   - zuuuuuuuuuu. - o ruido se intensificou, junto a concentração da tritã. - Nãooooo, nãoooo pode ser…. Será? - Shaanti balançava a cabeça duvidando, dificilmente teria notado se não estivesse se esforçando para ser tão lógica e estivesse a cada pouco repassando as informações, tudo porque queria impressionar Emily.


- Hehehe, será? - sentisse embriagada com a possibilidade de quase ter sido iludida pela temática do desafio e ter sido enganada por algo obvio, a diversão lhe vinha pela possibilidade de Emily (e o narrador) ter deixado passar despercebida esse possível ‘pega-ratão’. - Você não viu né? Hehehehe, você foi tapeada. Hehehehehe. - Shaanti sorria que nem uma moleca boba.

Maltrataria Emily mais um pouco, negando-se a dizer o que ela havia percebido, mas por fim ergueria seu indicador direito e lentamente descia-o em direção a ave, ou mais especificamente, o botão com símbolo de ave que representava a cor branca.

- A ave é branca. - dito isso o sorriso se alargou de forma quase impossível, em um misto de alegria e de deboche.

Shaanti então esperaria que sua percepção naquele momento tivesse sido a correta e que algo mais acontecesse.  Se sua intuição tivesse se confirmado e o painel frontal revelasse o novo desafio ela desataria a rir.

- Hahahahahahahahahahahahahahahahahaha, quase ein? HAHAHAHAHAHAHAHAHA. Teríamos ambas ficado com cara de idiota tentando entender porque o branco não funcionava, HAHAHAHAHAHAHAHAHA, sorte que eu estou aqui não é? Ein? Ein? EIn? - então sem esperar Emily responder. - hunHun, ainda bem que você concorda. OOOO, aquela é uma carta? Pega lá, vai, vai. - incentivaria Emily a ir buscar a carta. - NÃO TOQUE EM MAIS NADA ANTES DE LER…   - advertiu com um pseudo grito no momento em que a garota estivesse se aproximando da mensagem.

>>>><<<<

- Arrrrgggg, nunca gostei de poemas…. Riminhas… Behhhgg, da vontade de vomitar com todo esse…. esse… Bééééé, nem sei definir. Grude? - torcia a boca ao falar.   - Vai lá, lê de novo… Tentarei ouvir sem vomitar, eu juro. - Desta segunda vez Shaanti tentaria não se distrair com as anciãs que sentia por causa do poema e sim prestar atenção em seu conteúdo.


- Parecem charadas… A mais óbvia é que só podemos fazer a cor laranja, quando tivermos acendido todos os outros corações….. PORQUE DIABOS TEM TANTOS CORAÇÕES??????   - exaltou-se com a perseguição. - Eu quase acho que foi ideia sua essa mina, com todos esses corações. Minha armadura não vai ter coração, ele não vai ser vermelho e nem vai ficar bem no centro do meu peito, e também não vou tatuar o teu nome no meu peito, tá???? Não adianta insistir.. - Emily nunca havia pedido tatuagem nenhuma, Shaanti só negavasse a admitir que a ideia era dela própria. - CLARO QUE VOCÊ PEDIU, A IDEIA NÃO FOI MINHA, NÃO SONHA. Hnmmmm - cruzou os braços frente ao peito completamente sem jeito por ter sido tão facilmente descoberta.

- Merda, como que ela sempre sabe que to mentindo?

- Ok, OK, o desafio, se concentra, você tá toda hora desviando o foco. - só que não.


- Vamos por partes. - tomaria a liderança tentando levar o assunto para um tópico mais confortável e menos constrangedor a sua pessoa. - Para o vermelho devemos lembrar da nossa primeira escolha… Fizemos o verde no caso não? Ou será que toda a sequência foi nossa escolha? Para o verde… Tem que fazer o contrário do vermelho… Acho que é isso, seria lembrar da última escolha… o Roxo então.

Para o roxo, o último deverá escolher… Foi o próprio roxo… Hnm, parece que não tinha ordem exata no anterior, mas temos feito em uma ordem combinada ta facilitando agora, não acha?
- sorriria para Emily e dar-lhe-ia uma piscadela. - O dourado é a penúltima escolha… O rosa então? Foi essa né?


Agora, esse azul eu não sei… A sequência oposta que to fazendo agora? Ou a que fizemos antes?
- Aceitaria a opinião de Emily agora, afinal, queria que ela também se divertisse participando da caça e não que ficasse só assistindo.


Caso Emily sugerisse a sequência atual oposta Shaanti a faria, Caso sugerisse a sequência anterior de forma oposta Shaanti respeitaria essa escolha.


(Sequência atual da forma oposta> Rosa > Roxo> Roxo> Verde)
(Sequência anterior da forma oposta > Roxo>Rosa>Laranja>Verde)


- Se trouxe papel? Não vou lembrar de tudo. - admitiu.

Se a pirralha possuisse os itens Shaanti começaria a ditar para ela o que deveria anotar.

- Passo 1: Amarelo mais azul igual verde.
Passo 2: Vermelho mais azul igual roxo
Passo 3: Repete o dois.
Passo 4: Vermelho e branco igual rosa.
Passo 5: vermelho e branco, vermelho e azul, vermelho e azul, amarelo e azul.
OU
Passo 5.2: Vermelho e azul, vermelho e branco, vermelho e amarelo, amarelo e azul.
- o passo 5 variava dependo da escolha que Emily tivesse feito.

- Até aqui é isso… Concorda? - Shaanti estaria nesse momento sentada no chão de pernas cruzadas para poder se concentrar melhor. - Se der certo, vamos ter que ter acendido o coração vermelho, verde, roxo, dourado e azul escuro, certo? pausa - que que vem depois? - ouviria novamente a leitura da carta.


- O coração rosa deve ser só teclar o branco de novo né? Passo 6: Branco. Agora teria todos acessos, menos o laranja… Será só fazer a cor laranja? Passo 7: Vermelho e Amarelo e fim? - embora tivesse conquistado um longo raciocínio a tritã não conseguia sorrir, apenas podia massagear suas têmporas devido a todo o esforço concentrativo que havia feito.

>>><<<<


Após uma pausa para se recompor, levantar-se-ia parando em frente ao painel e pedindo para Emily lhe ler os passos com calma. Shaanti assumiria a responsabilidade de apertar os botões simultaneamente de forma a formar as cores descritas no papel.


- Ave é branco, coração é vermelho, árvore é verde, peixe é azul e a moeda é dourada, BÉÉÉÉÉÉÉ… PARECE QUE EU TO RIMANDO CARAAAAAAAAA...... -CARALHO ELA É UMA CRIANÇA, NÃO DA DE FALAR CARALHO. ....AAAAAMMmmmbooolasssss. - o som final arrastou-se como um sibilar.


>>>>>><<<<<

Em caso de sons suspeitos Shaanti entraria em modo de guarda, o qual se resumiria a saltar com todas as forças na direção de Emily rolando com a garota pelo chão a fim de tentar protegê-la de qualquer coisa que porventura tivesse surgido em uma hipótese de falha na sequência apertada.






”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Orientador
Orientador
Mephisto

Créditos : 107
Warn : Caminhos revelados 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

Caminhos revelados Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados EmptySab 24 Nov 2018, 03:52




Through challenges and rewards -3



A ruiva gabaria-se de sua conquista, como haveria ela não ter passado por desafio tão simples? Chegava a ser engraçado que em algum momento alguém a pudesse subestimar. Enquanto pensavam sobre como abrir a ultima etapa do enigma, a solução que parecia a mais simples surgiu em sua mente, quando questionada sem que pudesse perceber, já havia sido engabelada pela própria complexidade do desafio, o fazendo muito maior do que de fato era ao pensar tão longe- É, eu admito que talvez eu tenha complicado demais a lógica na minha cabeça… Ainda que na teoria, daria o mesmo resultado… Só que com mais trabalho...Acho.- Teria dito a pequena naquele momento muito mais atenta ao próprio raciocínio do que a provocação em si, ao menos naquele momento.

Seu raciocínio funcionou de forma brilhante pois a ultima quest pareceu agora desbloquear e sem dúvidas era a mais complexa de todas. Quando isso ocorria, novamente como se buscasse aprovação a ruiva atribuiu ao fato de ser bom que ela estivesse lá e de fato era, não era um desafio designado para pessoas sozinhas mas sim para uma dupla. Antes que pudesse falar algo, Shaanti em um ritmo frenético a interrompia, não dava tempo para falar Emily pegaria a carta e a leria, sem que tocasse em nada que não fosse a carta.
Quando leu a carta a tritã não pareceu ter entendido muito, por sua mente não conseguir em um primeiro momento focar-se muito e com isso, ainda que contrariada, Emily teria feito uma segunda e até terceira leitura se fosse necessário. A idéia dos corações levou a garota a um caminho estranho e a sua parceira, em resposta as reclamações nada podia dizer que não fosse- Não tem como ter sido eu, mas admito que a pessoa que criou, tem algum estilo….- era um tom animado, que havia mostrado alegria em seu olhar e em sua voz. Mas logo vinha ainda mias informações por parte da tritã e ela ficava de fato confusa- Tatuagem? Como assim?- a resposta vinha carregada do tom de dúvida que perdurou por mais um momento até que ficasse um pouco indignada em ser apontada como aquela que estava saindo do foco.- Hunf, eu não estou desfocando, você que veio com papos diferentões- Diria a garota em uma suspirada forte, que não desfez o foco da situação.

Diante dos levantamentos de Shaanti quanto ao verde e ao roxo, a garota havia concordado apenas com um “uhum”, mostrando que pensava da mesma forma até ali, a razão viria até que o desafio mais completo fosse dito e nessa ela daria a sua opinião.- Eu acho que se baseia no que fazemos atualmente, faria mais sentido. Então quando começaram a listar direitinho os pessoas ela começou a anotar, até mesmo para poder instruir a tritã. E então passo a passo a garota teria guiado de acordo com as próprias anotações e pouco a pouco, caso realizasse os corações acenderiam um por um, incluindo o laranja e quando concluissem de imediato a porta abriria fazendo um grande som, um brilho dourado poderia ser jogado contra a visão delas de modo que mostrava o reluzente ouro que havia espalhado por alguns cantos da sala, destacava-se ao centro próximo a um grande bau vários esqueletos ao redor, do mesmo tamanho que era o guardião que lutou a pouco.

Além do Tesouro, havia alguns desenhos nas paredes em que indicavam o posicionamento de rezar se ajoelhando, onde poderia ver ilustradamente passo a passo abaixo da frase sobre a penitência, mostrando o desenho da estátua da entrada, fácilmente chegando diretamente a sala do tesouro apenas com essa ação, no entanto elas não haviam pensado nisso e seria possível reconhecer também acima dos desenhos a própria frase que representava o que pensava-se ser o primeiro desáfio. Próximo do bau, havia uma moeda dourada única que poderia ser usada para voltar pelo elevador, assim como também havia uma misteriosa parte daquela sala com um desenho indicando local de rezar.


Se abrissem o tesouro, poderiam notar além de ouro e joias, um pergaminhozinho travado com uma senha, um material feito identicamente ao bau e nele haviam 5 espaços, com letras de A a Z, poderia parecer uma gama infinita de possibilidades, mas haviam poucos nomes com 5 letras que fossem possíveis de se passar na cabeça, se havia alguma ligação dos pais da garota e a própria.




____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 64
Warn : Caminhos revelados 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Caminhos revelados Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados EmptySab 24 Nov 2018, 17:26





Perspectivas

4


Como uma tecladista guiada por um maestro a tritão foi executando as combinações de um desafio intelectual. Havia sido uma provação exigente, cobrando-lhe não só em atenção quanto em criatividade, raciocínio e memória. Houveram momentos de grande dificuldade, ouvir rimas tinha sido a maior de todas as provações, mas …. Haviam perseverado, Emily cantava as notas e Shaanti dava vida a música a qual culminou em um solo metálico dourado.


Os olhos brilhavam, banhados pelo dourado brilhante.

FiiiiiiFiuuuu. - assobiou assombrada com o montante. Seus olhos brilhavam intensamente e o sorriso alargou-se cheio de dentes e Shaanti perdeu se em sua imaginação.

Via-se correndo em direção a pilha de ouro, sorrindo e apaixonada pelo montante…

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- Ahhhh, finalmente, festas,empregados fazendo minhas vontades, bebidas. - corria em passos saltitantes sonhando com seus desejos. - Poderei comprar uma armadura de coração, um cavalo, uma lança. HE HE HE HE HE HE HE HE.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Saltaria sobre o montante, nem sequer ligando para os esqueletos que ali estavam, nem sequer considerando que eles poderiam atacá-la e muito menos ligando para o fato de que haviam mais instruções na parede, pois já não lhe importavam, o importante era o ouro bem ali a sua frente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Atirada como uma criança em uma pilha de doces a tritã jogaria moedas para o alto deliciando-se com seu tilintar, movia os braços e pernas, como uma criança na neve, deleitando-se em fazer um anjo de ouro.

- MEU, TUDO MEU….

- Que? Oii? Como? - despertaria deste modo caso fosse trazida de volta do seu doce sonho primaveril pela pirralha. - HAN?? - estaria ainda meio atordoada. Mas ao se lembrar do baú logo atrás ou talvez ser lembrada do mesmo por Emily seus olhos voltaria a brilhar e começaria a esfregar uma mão na outra.


- Hehehehehe, mais ouro. - talvez esses fossem os primeiros sintomas da febre do ouro.

Empurraria o esqueleto de cima do baú.

- Um, dois e HNNNNNNN - forçava a tampa para abrir, abrindo junto os seus olhos com a visão das joias.

- Vou comprar uma armadura de ouro. - Falou sem perceber que falava e também o quão pouca lógica fazia… Já que teria de comprar ouro …. com…. ouro.


Demoraria um tempo para que ela por fim regressasse ao seu estado natural, tempo o qual deleitar-se-ia com o seu tesouro, ou no caso, o tesouro que os pais da Emily haviam lhe deixado, mas esses eram detalhes aos quais Shaanti não atribui muita atenção.


- Conseguiu abrir? - Havia visto anteriormente o pequeno tubo enigmático, tubo o qual era provavelmente destinado a Emily. Supunha que nele haveriam mais cartas dos pais da garota, ou de quem quer que tivesse preparado aquela jornada.

Teria se aproximado da pirralha nesse momento, espiando do alto as características do ‘brinquedo’.

- Talvez o teu nome? - sugeriria, caso a mesma ainda não tivesse o aberto.

- HNM. - diria coçando o queixo no caso da garota lhe responder que já havia tentado, ou caso a tentativa se mostrasse falha. - Bom, não sei então, mas acho que podemos deixar para abrir da casa do velho. Está quase na hora da janta, hehe. - Pensava em filar uma refeição, mas também tinha assuntos pendentes para tratar. - Agora…. Como vamos tirar todo esse ouro daqui?

Finalmente começaria a pensar racionalmente, ao menos, retornar a pensar e assim observaria os desenhos na parede.

- Parece que podemos descer através daquela estátua. - apontaria para as figuras. - Então não precisamos carregar tudo agora, parece que também dá pra subir por aqui, em algum lugar, não necessariamente pelo elevador. Hnm. - sorriria e daria os ombros. - Levamos um pouco para fazer compras e nos divertir, arranjar um barco, essas coisas, aí voltamos dia a dia até carregarmos tudo. Talvez de de comprar um carrinho pra facilitar.


Tentaria junto de Emily pegar alguma quantidade do ouro e joias. O suficiente para lhes dar conforto para passar alguns dias na ilha, mas sem sobrecarregá-las, ao menos esse era o plano, já que seria pouco provável que Shaanti fosse moderada em sua animação, abarrotando os bolsos e sutiã. Neste último colocaria as jóias, de preferência, vermelhas.


Procuraria então, junto de Emily, o caminha para sair e se por fim compreendesse o local e os desenhos diria.

- Acho que temos que nos ajoelhar por aqui. - e assim o faria, chamando Emily para acompanhá-la, mas no caso de nada acontecer. - EI, EI, EI, ESTAMOS AJOELHADAS PORRA, ARREPENDIDAS, NÃO TÁ VENDO? EM PENITÊNCIA, DA PRA LIGAR ESSA GERINGONÇA DE UMA VEZ? - Shaanti com toda a certeza passava o ‘ar’ de alguém penitente.

Se ainda assim nada ocorresse ela começaria a procurar por coisas na altura do seus olhos, pois talvez a necessidade de se ajoelhar fosse para permitir que enxergassem o dispositivo de acionamento.

- AHH… Não sei porque fiquei esperando que fosse algo mágico… Devo estar andando muito com você e começando a ficar sonhadora. - mas embora parecessem palavras queixosas a tritã estaria olhando com afeto na direção de Emily e sorrindo, mostrando assim que não achava de fato, ruim, estar tornando-se mais sonhadora.

Em todos os casos, se por mágica, ou fazendo-se necessário ativar algum mecanismo… Sairiam carregadas daquela mina. Shaanti andaria de forma menos preocupada agora que haviam concluído os desafios, não crendo que haveriam armadilhas ou desafios para sua saída.

Se tivessem sucesso em sair da minha a tritã abandonaria o lampião, picareta e corda extra nos armários da entrada.


- Então…. Pra onde era mesmo a casa do velho? - de fato, não fazia ideia, mas Emily ainda devia de ter o mapa que lhes havia guiado até o tesouro.


>>><<<

Horas mais tarde, na perspectiva de terem um retorno fácil.


- OOOOOIIIIIIII. - gritaria entrando pela porta da cabana sem esperar ser convidada, para falar a verdade a tritã achava que podia morar ali se quisesse. - Espero que a comida esteja pronta, estamos famintas, mas nada de aveia.


- Hnmm, na verdade não. Eu gostei daqui. - responderia caso o velho, ou mesmo o gutinho a questionarem se ela não iria, quem sabe, arrumar um local para elas ficarem que não fosse ali.

- Mas sabe. - seu sorriso estaria se alargando, isto no caso de ter sido o gutinho a lhe questionar, ou mesmo se este estivesse perto. - Eu… - levantar-se-ia em direção ao pirralha. - Eu tenho um servicinho para nós amanhã gu-ti-nho. - poria ambas as mãos no ombro do mesmo, apertando-o suavemente e aproximando seu sorriso cheio de dentes. - Mas antes disso. - com um movimento rápido colocá-lo-ia sobre os ombros e começaria a andar para fora da cabana. - QUANDO EU VOLTAR QUERO A JANTA PRONTA. - todavia não deixaria claro se o Gutinho voltaria.





”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 




____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Capitão
Capitão
GM.Alipheese

Créditos : 48
Warn : Caminhos revelados 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 25
Localização : Mawakun-3ª Rota.

Caminhos revelados Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados EmptySex 30 Nov 2018, 23:08





Caminhos revelados - 1

Passar pela provação intelectual, havia provado-se difícil para a dupla, uma vez que era necessário um certo trabalho em grupo, apesar de destacar-se em principal como a tritã havia guiado a situação como um todo a visão que ela tinha era agradável… Pelo menos para a maior parte dos olhos, já que esqueletos dificilmente seriam tão apreciados como seria o ouro para a maior parte da população e com tal visão de alegria, não poderia ser outra a reação de uma pessoa que tinha a sua frente tanto ouro, quisesse chamar ela aquilo de febre do ouro, trato feito o  qualquer outro programa do History que lhe fosse interessante nomear, uma coisa era clara o aterrisar no ouro não seria tão suave ou mesmo tão confortável, ainda que isso não causasse  nenhum ferimento, havia causado dor no impacto.

Era difícil diferenciar quem teria sido a criança e quem era a adulta naquela situação, pelo menos até que Emily pudesse caminhar até uma pilha e nervosamente virar de costas para ela,abrindo os braços e se deixando mergulhar um pouco, onde fechou os olhos.

- Quando será que terei outra oportunidade como essa? Eu nunca vi tanto! Acho que é por isso que aventureiros buscam aventuras? Digo… Não pelo ouro, mas pela sensação de conquista?

Teria dito a garota com seus olhos fechados com a voz empolgada.Suas mãos mexiam um pouco nas moedas que haviam ao seu lado, fazendo com que um barulho metálico pudesse ser ouvido, pelo movimento que a pequena ali fazia, a garota logo se sentaria  e se levantaria depois de também curtir um pouco onde abriu os olhos e usou uma das mãos para se levantar, como uma criança que não ligava para mais algo além da recompensa a ruiva pouco ligou se os esqueletos poderiam ainda ser uma armadilha ou não,  o que era uma preocupação de fato desnecessária, se houvesse escolhido o caminho da força, talvez eles fossem seu obstáculo no lugar do desafio que era beeem complexo, para que eles esperassem que uma criança pudesse resolver.

Enquan,is interessou se  tubo ao ponto que ainda que não fosse algo muito difícil para que ela pudesse d cifrar, se aquilo era realmente uma carta para ela, estava nervosa sobre o que poderia ser dito o conteúdo era tão interessante quanto assustador e seus dedinhos trêmulos demoraram para que pudesse mover a trava até que formasse o próprio nome, Emily. Quanod abriu, era possível que ela desenrolasse como um pergaminho e assim o fez, era possível ver a garota olhar fixamente para as cartas enquanto seus olhos moviam-se como se mostrasse estar lendo o conteúdo da carta. Caso Shaanti a perguntasse diretamente ou pudesse ler, poderia ver que era de fato uma carinha destinada a ela.

Citação :
Emily, se você esta lendo isso hoje, ou já se tornou uma mocinha indpeendente que hoje aventurou-se para a primeira de vários desáfios e aventuras que deixamos para você poder realizar o sonho de poder explorar o mundo…. Claro que como aventura há perigos e armadilhas para que outros não possam passar, afinal todo o tesouro foi deixado pensando em te ajudar, ainda que estivessemos longe, sua mãe e eu. Esse é o tesouro da  mina do esqueleto, assim como essa a outras e em todas elas, há uma pista para onde há um dos tesouros, não necessariamente em ordem, seja de proximidade ou qualquer outra coisa. Se a outra opção aconteceu… Eu espero que enquanto se aventura, possa lembrar que nós te amamos, que você é uma menina forte e vai encontrar-se com o caminho que lhe traga a mais plena felicidade de algum jeito….

Como prometido, aqui há a pista para um lugar maravilhoso, próximo ao palácio dourado da ilha de Mawakun, há um dos tesouros, você já ouviu falar sobre o castelo certo? É quase tão belo quanto a cidade de ouro descrita por Norland…. Uma pista? Sen za Kawa, é um velho amigo nosso, ele ou um descendente deverão lhe entregar um mapa, se você apresentar-se como nossa filha.


Um pouco abstraída, demorou a ser levada a realidade e logo levantou-se e enrolou o pergaminho como se fosse o maior dos tesouros. E frente ao que a tritã havia lhe dito, respirou fundo, com o coração bem mais leve e com um pouco de água nos olhos.

- Obrigada! Eu… Ainda mais que a aventura ou tesouro eu…. Obrigada por me guiar até aqui!

Talvez fosse a felicidade que a envolvia por ter um pedacinho a mais do que havia perdido, talvez fosse só animação mesmo, mas mesmo que as vezes a garota tivesse um lado que gostava de zombar ou brincar um pouco mais com o jeito da tritã, nesse momento ela poderia sentir verdadeiramente como Emily ainda pensava sobre os pais ec omo isso ainda mexia um pouco com ela. Ela simplesmente concordou quando a sugestão de gastarem aos poucos lhe foi dada, onde ela concordou acenando a cabeça para cima e para baixo, se até então ninguém teria descoberto, porque haviam agora? Com um sorriso imenso no rosto, dirigiu-se e replicou o gesto da penitência e quando o fizeram de imediato do teto  após alguns movimentos mecânicos, foi possível ver uma escada fina de metal descer, onde poderiam ter subido usando as mãos em um trabalho que era ingrato, porém as levaria diretamente para a frente da estátua que haviam visto no começo da entrada da caverna e se fecharia minutos depois de ambas terem passado para o lado de cima.

Emily pegou o mapa, uma vez que estavam do lado de fora, onde com  isso retomaram a casa onde vivia Gutinho, assim como  “ o velho”, seu chegar nada discreto fez com que de imediato o velho se assustasse e gutinho? Bem, o rapaz que havia estado próximo a porta no momento, estava mais pálido do que os esqueletos que dentro da mina haviam, se em algum momento ele precisasse ir ao banheiro, bem… Não precisaria mais ou é isso que muitos poderiam pensar quando suas termas bambas mal o mantinham em pé a frente da ruiva.
Havia um cheiro bom de um cozido qualquer na panela e nesse momento o homem ainda a mexia, a olhando de canto.

- Você não planeja encontrar outro lugar para você mesma não? Você não pode entrar na casa das pessoas assim.

Diria o velho ainda esbaforido pelo susto, sem que pudesse olhar para a tritã, fazendo o mesmo movimento circular com os braços. Enquanto isso em uma cena que definitivamente não lembrava algo mais shotacon parecia a de um bully ao intimidar alguém,  aproximou-se de gutinho que tremia mais do que vara verde. Ele engoliu seco e mediante a proposta, com um sorriso nervoso esforçou-se para dizer:

-Um trabalho? Que tipo de trabalho?

O rapaz mostrava-se preocupado, sua voz era tremula e o rapaz estava claramente assustado mas antes que tivesse uma resposta satisfatória, era colocado ao ombro da ruiva quase como um saco de batata, enquanto o velho da cozinha que dava visão para onde eles estavam agora, e tornava-se fácil para que ela pudesse ouvir apenas dizia:

- Não demorem… Ou vou comer tudo sozinho

Dizia o velho em um tom repreensivo que ao mesmo tempo era bem paizão, de seu próprio jeito de ser. Emily parecia meio quieta até então, mas era estampado na cara dela que ela queria falar sobre a cartinha que havia ali dentro, na sua cara, algo que talvez um dia pudesse dar direção para suas aventuras, em algum momento pelo menos.

Gutinho por outro lado? Tinha a mais plena certeza que seria o jantar da tritã, tentava se debater debilmente, mas como um bom em nada, talvez até Emily pudesse ser alguém mais difícil de segurar que o rapaz.

- Por favor! Não me devore, eu faço o que você quiser! Eu... Eu... Sou só ossos, mal carne tenho! Por favor!

O rapas parecia disposto a qualquer coisa para salvar a própria vida, que em sua cabeça, estava prestes a encontrar um fim com a ruiva o levando.A cena por si só era algo engraçado ao ponto que Emily observava e acabava soltando um sorrisinho fofo, junto a uma respiração que pesou um pouquinho mais, naquele momento, era quase como um suspiro.

Off:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ação
Pensamento
Fala
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 64
Warn : Caminhos revelados 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Caminhos revelados Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados EmptySab 01 Dez 2018, 19:27




Formando uma família.

5


Shaanti sorria ao ver Emily caindo deitada ao seu lado na pilha de ouro e.esqueletos.

- Não é a mais macia das camas, mas dá uma ótima sensação.   - pensava ao ouvir a garota. Teria coisas para lhe dizer, poderia sim ficar ali conversando, mas já havia partido nesta pequena aventura a várias horas, e não haviam comido ou bebido suficientemente desde então, era dada a hora de voltar, mas Shaanti gravou bem às falar da pequena, pois sabia que seria importante enfrentar aquele assunto mais tarde.

Teria naquele momento dado espaço para Emily ler a carta, não tendo se metido ou bisbilhotado, lhe dando algum tempo de privacidade. Talvez não fosse o que a garota desejasse, mas era o que Shaanti conseguiu fazer, não sabendo se estaria pronto para aguentar mais uma carga emocional. Chorar uma vez por dia já era demais para a trita.

Todavia, ninguém se importava com os planos dela, pois Emily acabará de lhe convencer do contrário.

-Obrigada! Eu… Ainda mais que a aventura ou tesouro eu…. Obrigada por me guiar até aqui!

Shaanti que estava virada de costas indo procurar a saída teria destacado nesse momento. O agradecimento para ela, justo aquele, era-lhe como uma espada de dois gumes, um lhe agraciou e outro lhe magoou.

Parada em meio a um passo aceitou a dor, fechou os olhos, respirou profundamente, mas não tinha respostas para dar, não tinha também a coragem para tal. Depois que havia conhecido Emily, sido perdoada por ela, depois disso, das conversas, depois, ou seja, no agora, era difícil para ela se perdoar, por mais que a pequenina dissesse o contrário. A tritã ainda não se via perdoada, mudada, ou merecedora daquele amor. Aceitar o ódio de Emily ser-lhe-ia mais fácil do que aquele amor profundo e grato que a pequena demonstrava.

Eu te amo, mas … é difícil me amar. - Shaanti estava mais uma vez se deparando com aquele dilema, de não ser necessária ali se não tivesse ela mesma matado os pais de Emily.

- Temos que ir. Vamos? - disse por fim, sem se virar e com a voz um pouco seca. Não era uma mentira, mas também não era a verdade que Shaanti gostaria de dizer, e por isso a evitou.

- Ainda serei. - refletia a respeito de tornar-se digna de amor e admiração.

>>><<<

- HAHAHAHAHAHA, é claro que vou ficar aqui velho. Porque eu procuraria outro lugar? Hahaha.

Deixando Emily dentro da cabana a tritã saia então com seu petisco, era uma refeição mal comportado, meio barulhenta, mas serviria para saciar a fome da ruiva. A fome de maltratar alguém.

Shaanti estaria se dirigindo para o lago, a passos calmos enquanto apertava bem o rapazote no ombro para impedi-lo de se livrar, ao chegar lá colocaria-o delicadamente no chão, arremessando-o para perto do lago.

Seu olhar assassino brilhava, aproveitando-se da sua posição elevada, já que provavelmente Gutinho estaria sentado na grama.

- Hnmmm. Comer você? Hnm, hahaha, hoje não, hoje não. Temos ensopado, mas… - começaria a caminhar na direção dele de forma lenta, apreciando o provável pavor que o mesmo estaria demonstrando, agachar-se-ia de modo a deixar suas faces bem próximas e segura-lo-ia pelos ombros para impedi-lo de se afastar.

- Você vai viajar comigo. - soltaria de forma seca, como se a decisão já estivesse tomada e a opinião dele não importasse. - Emily pode acabar se machucando, vai ser bom ter alguém pra cuidar dela. - olhava nos olhos dele, observando a confusão se formar.

Levantar-se-ia, caminhando para trás dele, poria seu olhar nas águas do lago e permitindo que imagens do amanhecer do dia anterior passassem por sua mente. Sorriu ao lembrar-se do garoto lhe servindo de isca para tubarão.

Estaria provavelmente ouvindo algum balbuciar, reclamações, choros, e similares, mas ignoraria a todos.

- Em troca. - iniciou a fala e aguardou pelo silêncio, esperaria até que este o fizesse para continuar. - Em troca, vou te ajudar. - virar-se-ia novamente para ele. - Caçarei seus pais e os colocarei em frente a você, não deixarei nada lhe fazer mal….. - Exceto eu, hehehehehe. E você poderá me chamar de Ane-san, ou Aneue se preferir.

Shaanti voltaria a caminhar para a cabana, deixando-o ali sem esperar resposta, afinal, ela não aceitaria qualquer outra resposta que não fosse a que queria.

- É isso ai, vamos lá jantar Gutinho, vou avisar o seu avô que você vai viajar comigo a partir de agora, assim o velho pode morrer em paz, sabendo que eu cuidarei bem de você. - com essa afirmação a tritã deixaria o provavelmente chocado Gutinho para trás.

Todavia, havia uma chance, que o choque fosse tão forte que fizesse a segunda personalidade dele aparecer.

- Agora é a hora, hehehe. - Shaanti se viraria com um olhar duro para a segunda personalidade.

- Então você voltou pirralho! Aceitei que um humano inferior que nem você me chamar de Ane-san... - diria em tom desafiador, sabendo que o diálogo com esse não seria tão facilitado. (Ficaria ali fora no caso da segunda personalidade surgir)

>>><<<

Caso, no entanto, não tivesse surgido a segunda personalidade a tritã apenas voltaria para a cabana, deixando para trás o desiludido, ou quem sabe, grato Gutinho.

- Voltei. - anunciaria ao entrar, puxando uma cadeira e sentando-se junto à mesa, tiraria dos bolsos algumas moedas de ouro largando-as sobre o tampo. - Pagamento pela estadia. - Não que ela achasse que devia pagar, mas suspeitava que era uma atitude que Emily aprovaria.

Se o velho falasse que não queria o dinheiro e sim que ela fosse procurar um lugar para ficar a tritã responderia.

- OK. - pegaria o dinheiro de volta. - Mas vou continuar aqui. - sorriria pouco depois desatou a rir. - HAHAHAHAHAHAHAHA.

Jantaria, durante o mesmo narraria a épica saga que ela e Emily haviam travado. Sim, estaria contando que havia um tesouro, mas acabou confiando no velho por ele ter tratado de Emily, esse fato havia feito com que Shaanti baixasse as barreiras que geralmente tinha ao seu redor, ao menos ali, naquela mesa de jantar.

Contaria com a ajuda da garota para sua narrativa, deixando que a mesma falasse sempre que quiser e concordando com a mesma sempre que necessário.

Durante a janta, sentiria falta de bebida, e acabaria por pedir, mesmo achando pouco provável que houvesse.

- O velho.. não tem nada mais forte pra acompanhar a janta? - torcia para que sim.

- AHHHHHHHH. - bateria com o punho na mesa ao se lembrar que não havia contado as novidades. - O Gutinho vai viajar com a gente. - diria olhando para Emily e em seguir para o velho, demorando nele apenas um momento antes de virar a cabeça para o garoto com um sorriso cheio de dentes. - Ele não pode recusar o meu gentil convite. - era verdade, ela não lhe havia dado outra opção. - Então você já pode morrer sossegado velho, seu neto está em boas mãos. - ao se traduzir para o conceito de uma pessoa normal seria possível perceber que o que Shaanti estava dizendo era: “Você pode viver sua vida em paz, pois cuidarei do seu neto e ajudarei ele a realizar os próprios sonhos.” Todavia o Velho, Emily e Gutinho teriam que interpretar por si mesmos a gentil frase da tritã.

Permaneceria a mesa durante algum tempo após o jantar, pensando sobre o dia seguinte e o que deveria fazer.

- Acho que vou deixar os pirralhos passeando pela cidade e vou terminar de trazer o tesouro.... Não devo ter problemas em achar o lugar de novo.... não, não vou ter problemas, tenho certeza, hun hun. - balançava a cabeça concordando com seus próprios pensamentos.


”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Caminhos revelados Empty
MensagemAssunto: Re: Caminhos revelados   Caminhos revelados Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Caminhos revelados
Voltar ao Topo 
Página 1 de 10Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Malkiham Island-
Ir para: