One Piece RPG
O Dragão de Dino Club - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Unbreakable
O Dragão de Dino Club - Página 2 Emptypor Ineel Hoje à(s) 9:15 am

» Mini - DanJo
O Dragão de Dino Club - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 6:48 am

» Bellamy Navarro
O Dragão de Dino Club - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 1:27 am

» Mini Aventura - Agyo Shitenno
O Dragão de Dino Club - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 1:05 am

» (Mini) Gyatho
O Dragão de Dino Club - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 1:02 am

» (MEP) Gyatho
O Dragão de Dino Club - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 12:55 am

» [MINI-Tenzin]Here we go again
O Dragão de Dino Club - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 12:53 am

» [M.E.P]Tenzin
O Dragão de Dino Club - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 12:43 am

» [Extra] — Elicia's Diary
O Dragão de Dino Club - Página 2 Emptypor GM.Noskire Hoje à(s) 12:27 am

» M.E.P DanJo
O Dragão de Dino Club - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 12:27 am

» Mini Aventura - No Mercy
O Dragão de Dino Club - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 12:20 am

» [Mini-Rosinante-san] O homem que quer ser livre
O Dragão de Dino Club - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 12:15 am

» Retornando para a aventura
O Dragão de Dino Club - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 12:13 am

» Começo
O Dragão de Dino Club - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 12:12 am

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
O Dragão de Dino Club - Página 2 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 9:38 pm

» Aaron DeWitt
O Dragão de Dino Club - Página 2 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 8:55 pm

» Apenas UMA Aventura
O Dragão de Dino Club - Página 2 Emptypor Mirutsu Ontem à(s) 7:08 pm

» [M.E.P] Ichizu
O Dragão de Dino Club - Página 2 Emptypor Ichizu Ontem à(s) 1:38 pm

» [MINI-Ichizu] O Aprendiz de ferreiro
O Dragão de Dino Club - Página 2 Emptypor Ichizu Ontem à(s) 1:37 pm

» Cap I: Veneno de dois Gume
O Dragão de Dino Club - Página 2 Emptypor Noelle Ontem à(s) 1:02 pm



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 O Dragão de Dino Club

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
Reinhardt
Membro
Membro


Data de inscrição : 14/05/2018

O Dragão de Dino Club - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Dragão de Dino Club   O Dragão de Dino Club - Página 2 EmptyDom Dez 02, 2018 11:12 pm


BAD BLOOD
Naquele momento tudo que a menina sentia era ansiedade e expectativas, todos os últimos anos sozinha naquela pequena casa foram carregados de extremo tédio, até porque a maioria das pessoas não estavam dispostas a trocar duas palavras com Hella, porém ela sequer lembrava-se daquele fato. O dia estava com aquele clima perfeito do qual tanto adorava, um sol brilhante no céu azul, algumas nuvens que tinham algumas formas apenas existentes na cabeça dela e uma brisa leve e refrescante vinda do mar. A Marinha era um edifício como nenhum outro presente em Shells Town, de longe era o mais imponente e chamativo e assim como o centro da cidade o quartel general estava em um movimento frenético, homens de branco corriam por todos os lados e nem tinham tempo para olhar a estranha figura contrastante naquele ambiente, Hella vestia uma jaqueta escura que lhe ficara larga, um suéter marrom e ainda por baixo deste, uma camiseta branca da qual apenas ficavam visíveis suas golas.

Já ali dentro dera os passos necessários até alcançar o que deveria ser algum tipo de recepção, por trás do balcão uma figura bem comum se fazia presente - era incrível como todos os marinheiros pareciam iguais e não apresentavam quase nenhum diferença em si -, diante a apresentação da menina ele se mostrou não estar muito interessado no que ela tinha a dizer, com extrema indiferença havia apanhado uma folha de papel e entregado a ruiva junto a uma caneta — Um formulário? Mas já começamos com burocracia, que chato! — Rabiscou todas as informações necessárias ali, nome, data de nascimento, entre tantas outras coisas que não lhe faziam sentido — Bom, tá tudo aqui, agora eu posso ter um uniforme desses?! — Perguntou ela de forma sincera e inocente.

A reação por parte do marinheiro não era inesperada, mas havia pego Hella de surpresa. Não se segurou em revirar os olhos e bufar, mesmo depois de tanto tempo não entendia o porquê de estar sendo condenada pelos crimes do pai — Isso mesmo, Leclerc — Confirmou ela com um certo orgulho na voz — Os ‘Leclerc’ uma ova, meu pai é apenas metade dessa equação e não equivale ao todo, tá?! — Protestou ela cruzando os braços e fazendo um bico. Ela não importava com os comentários vindo do homem e reagia de maneira natural a aquilo — Pode deixar, vou voltar em menos de dez minutos, pode me esperar. — Concluiu com uma risada ao apanhar a carta. Girou sobre os próprios calcanhares pronta a fazer o caminho inverso de volta para a cidade, em suas pequenas mãos um pedaço de papel endereçado para Holgen da loja de armas, a Leclerc virava e revirava aquilo pensando qual seria o assunto contido. Suspirou. Sabia que o que estava prestes a fazer era um começo muito ruim para quem desejava ser parte da Marinha, mas sua curiosidade lhe afetava como uma doença. Hella se aproximaria próxima de uma parede e olharia para ambos os lados a fim de identificar olhares sobre si, se tudo estivesse o.k ela não faria rodeios para então deslacrar a carta e lê-la do começo ao fim.

Saciando sua curiosidade Hella focaria seus esforços em voltar a carta o mais próximo do estado original, colocaria-a dentro de um bolso e seguiria caminho para a loja de armas da cidade. As mãos ficavam sempre escondidas nos bolsos da jaqueta preta que um dia pertencera a Blacy e isso explicava o porquê de serem muito maiores que ela. Uma vez frente a loja, Hella não faria rodeios ao entrar no lugar, sua mente já construía a cena de escândalo que se formaria ali dentro com sua presença, mas estava pronta para aquilo — Antes que diga qualquer coisa eu tenho uma carta enviada diretamente da Marinha, se não quiser ler eu posso te contar o que está escrito — Estenderia a destra até o homem enquanto seu olhar se desviava para o outro extremo.


Histórico:
 

Objetivos:
 


Última edição por Reinhardt em Qui Dez 06, 2018 1:53 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ibn'La-Ahad
Membro
Membro
Ibn'La-Ahad

Créditos : Zero
Warn : O Dragão de Dino Club - Página 2 10010
Data de inscrição : 08/04/2018

O Dragão de Dino Club - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Dragão de Dino Club   O Dragão de Dino Club - Página 2 EmptySeg Dez 03, 2018 12:42 am

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
☾ Jhonny ☽
What is better - to be born good, or to overcome your evil nature through great effort?

De que resta à presa senão se dobrar ao instinto inabalável de um predador? Crowley não era tão idiota, mas era fraco o suficiente pra preferir a vida do que a honra de um dinossauro. O jovem gigante se perguntava se o marinheiro cheio de pegadinhas havia aprendido a lição ou apenas tinha sucumbido ao medo estampado em sua face torta e comum que pelo visto não se distinguia das várias que o grandalhão de Dino Club viu ao caminhar no prédio do governo - prédio onde entendeu que suas convicções não estavam completamente certas e que mesmo ali haviam humanos mal intencionados.

"Até aqui tem caras de espírito sujos, huff". Aceitar a realidade era como mastigar pedras. A farda da Marinha estava para Jhonny como a batina estava pros católicos, era fervorosamente crente da pureza inerte aos militares até que constatou o contrário com os próprios olhos. Sentiu o preconceito pela primeira vez em muito tempo. Não era idiota pra manter a visão utópica depois disso tudo. Um lambe botas feito Crowley não representava perigo real, só que nessa hora ele já questionava a existência de manchas maiores em figuras ainda mais poderosas dentro da estrutura desse mecanismo complexo da Justiça.

— Por hora é melhor não pensar nessas coisas... — debater-se sobre quem era ou não justo só o faria sair do foco. Tinha que ser um Marinheiro antes de tudo.

No ambiente de treino, do ponto de vista praticamente panorâmico que tinha lá de cima ele vasculhava a área de treinos em busca de equipamentos que coubessem ao corpo gigantesco. Os olhos cerrados sob o cenho franzido eram tão invasivos na procura que pareciam prestes a abrir um buraco no terreno. Caso houvessem ferramentas ao seu tamanho, rosquearia anilhas numa barra de ferro e faria repetições com pouco peso apenas pra ativar a circulação e aquecer o corpo. É claro que nem todos os lugares estão apostos pra receber a chegada de uma bizarrice de sete toneladas, então relevaria se não houvessem.

Alongando os longos membros que mais pareciam rochas, traria os cotovelos pra si contra o peito, puxaria-os por detrás da cabeça, revezaria os lados e abraçaria os joelhos ao que puxava as mangas vermelhas gigante que pendiam feito as folhas de uma árvore na primavera. Estralaria os dedos e o pescoço em seguida, trazendo ao ambiente o que parecia o som de troncos se rompendo. CLAC. CLAC.

Existindo ou não ferramentas que auxiliassem seu aquecimento, o peso do próprio corpo é o melhor equipamento que um lutador precisa. Ele aprendera isso. Abaixando-se e posicionando as mãos abertas no chão, viu seus dedos desenharem o terreno arenoso com os braços partindo levemente abertos da linha dos ombros. Notando a segurança ao ato, arremessaria os pés pra trás e retesaria o corpo na posição de flexões.

Um. Dois. Três. Quatro. Cinco. Quantas fossem. Quantas seu corpo aguentasse, ou melhor, pararia antes que sentisse o indicativo de falha eminente. Mantendo a negativa, voltaria à posição em alta lentamente pra estimular ainda mais a pressão exercida em seu tecido muscular. Não que entendesse da parte anatômica, apenas tinha acostumado a treinar desse jeito. Reduzia toda a explicação científica à "é, dói bem mais quando faço devagarinho". Terminando, colocaria-se de cócoras e alternaria em saltos revezando a perna que estava na frente. Apenas pra não deixar as pernas de lado no treino.

Esperaria, então, até que o horário do almoço por fim se encerasse e seu próximo treinador viesse. Pressionaria os longos bigodes com a ponta dos dedos enquanto esses percorriam toda sua extensão. Não era lá de muitas palavras, mas mantinha a serenidade no olhar. Cumprimentaria quem quer que fosse curvando levemente o tronco pra frente e pondo-se em posição de combate pro treino.

Gary avisara-o no passado que haviam humanos ainda mais poderosos que dinossauros e se valer exclusivamente do tamanho faria dele um réptil morto antes do final do ano. Ele tinha isso em mente e subestimar qualquer um não estava nos seus planos (menos Crowley, esse ele achava um babaca). Jhony não era um gênio, mas era esperto o bastante pra saber que não mandariam um novato enfrentar o Golias. Não, eles deveriam pegar o seu Davi.

Objetivos:
 


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Forest
Membro
Membro
Forest

Créditos : 6
Warn : O Dragão de Dino Club - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 16/11/2018
Idade : 23

O Dragão de Dino Club - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Dragão de Dino Club   O Dragão de Dino Club - Página 2 EmptySeg Dez 03, 2018 2:34 am


“11B mais pobre hein? Bom, são cigarros… claro que valeu a pena.” Pensei ao sair do estabelecimento acenando pra gentil velhinha, depois de guardar o maço e o isqueiro, voltando a seguir rumo ao Quartel General.

“Essa galera tá esquisita… O que será que tá acontecendo? Espero que isso não me atrapalhe com o alistamento.” Imaginava assim que cheguei ao quartel, ao notar a estranha movimentação de alguns marinheiros. Logo pude avistar que tinha alguém cuidando da recepção, um grandão com uma expressão meio abobada.

Depois de me aproximar e perguntar sobre como entrar na marinha, o grandalhão que se apresentou como Jeb fez uma tremenda bagunça com a papelada que estava no balcão, enquanto me entregava um formulário junto de uma caneta. Depois de observar a cena do marinheiro que aparentava muito nervosismo, imediatamente comecei a preencher o formulário e a falar me dirigindo a ele, sorrindo levemente numa expressão calma: -Pois é Jeb… O QG parece realmente meio inquieto Hahaha. Você sabe me dizer o que tá acontecendo por aqui hoje?- Ouviria sua resposta e devolveria o formulário inteiramente preenchido, junto com a caneta. -Aqui, terminei. E agora?-

Em seguida o estranho marinheiro que parecia ser uma boa pessoa começou a me guiar pro interior do prédio, o segui prestando atenção no caminho até que chegamos na lavanderia. “Mas que porra… lavar uniformes? Como isso vai me ajudar a ficar forte?” Pensaria ao revirar um pouco os olhos, mas tentando manter uma certa empolgação no rosto para que Jeb não percebesse minha insatisfação com a tarefa que acabara de receber. -Sim, nos tornaremos bons companheiros. Certo, certo... te procuro assim que terminar.- Diria numa expressão indiferente.

-Mas que merda, nem cheguei direito e esses desgraçados me fazem lavar um monte de roupa… tenho mesmo que fazer isso?- Sussurraria de forma que ninguém ouvisse ou tivesse visão dos meus lábios. Apesar de ser uma tarefa péssima, era meu primeiro passo em busca de meus objetivos, por isso, mesmo numa “missão” como essa daria o melhor de mim, lavando com o auxilio dos materiais que estavam disponíveis para tal tarefa da forma mais rápida e eficaz que conseguisse. Assim que terminasse de lavar os uniformes, balbuciaria: -Ufa! Finalmente acabei… espero que a próxima tarefa seja mais satisfatória.-

Todo molhado e cheirando a sabão, aliviado por ter terminado a primeira tarefa e sabendo exatamente o tempo que passei naquela sofrência, voltaria pelo caminho que Jeb me guiou para poder encontrá-lo. De volta a recepção, tentaria localizar o grandalhão abobado ou qualquer outro marinheiro que estivesse lá, me aproximaria e informaria de minha tarefa finalizada com um sorriso forçado no rosto. -Oi! Acabei de terminar minha primeira tarefa. Como posso continuar sendo útil?- Enquanto em minha cabeça só se passaria repetidamente o pensamento "Tarefamaneiraporfavor tarefamaneiraporfavor"

Me sentia um tanto desiludido quanto a marinha, acreditava que pouco depois de chegar já receberia uma arma e seria enviado para resolver problemas com bandidos. Infelizmente percebia que não era bem assim, mas acreditava que em breve seria reconhecido pelo governo e começaria minhas missões como um grande marinheiro. Definitivamente não perderia a esperança e trabalharia duro para chegar lá.


Objetivos:
 


Histórico:
 



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ZnorLAX
Narrador
Narrador
ZnorLAX

Créditos : 4
Warn : O Dragão de Dino Club - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 12/07/2015
Idade : 20
Localização : Farol - Grand Line

O Dragão de Dino Club - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Dragão de Dino Club   O Dragão de Dino Club - Página 2 EmptyTer Dez 11, 2018 9:12 am




Narração

Marinheiros


Hella

Leclerc. Uma palavra que pode ser desconhecida por muitos, mas para a jovem garota que almejava adentrar na Marinha, era um peso a ser carregado com toda sua honra, essa que foi quebrada por uma boa causa ao ser mandada como garota correio para entregar cartilhas de alguém cuja importância era como um feno para cavalos de raça. Encontrar a loja, de fato, não era difícil. Nascida na ilha, a garota já sabia onde encontrar o que necessitava e, rapidamente, chegou ao local, indo direto ao homem cujo alvo era a entrega do papel em suas mãos. — Bom Di... — antes que o velho Holgen pudesse terminar, ter a frente de sua visão aquela mulher principalmente, uma Leclerc, não era todos os dias que tinha essa oportunidade — Você é a pequena Hella? — questionou o velho, subitamente se erguendo da mesa onde averiguava uma arma.

Aproximando-se, lentamente da garota, após ultrapassar o balcão, o experiente homem aparentava ser emocionado ao ver a garota. Ela podia não fazer ideia do motivo, certamente não sabia, mas motivos ele tinha. — Não precisa, pequena Hella. Não precisa agir assim comigo. Seu pai me ajudou muito em momentos que realmente necessitei. Embora todos tenham-no julgado, eu tenho uma dívida de vida com o mesmo e até hoje sou grato! — curvou-se o velho. Aquela atitude podia pegar a garota e seu orgulho de surpresa, porém, após erguer-se, o homem pediu que a garota lhe entregasse o papel, coisa que ela fez em seguida.

— Entendo... — comentou o homem enquanto lia. Voltando a mesa que estava, atrás do balcão, o velho recolheu as armas que estava analisando, exceto uma, que continuou onde estava — a mesma arma que Holgen analisava durante a chegada de Hella. Guardando-as em uma bolsa de viagem preta, a qual era colocada em um dos ombros por uma alça longa. — Aqui está o que pedira. Leve estas armas até o Quarte General da Marinha e entregue ao Lucius — informou ele. A maneira que o velho olhava para a garota era tão simpática, tão esperançosa, certamente um filme passava em sua cabeça das memórias de seu passado, tanto que fazia o mesmo esquecer de algo que havia pensado. — Jovem Hella! — bradou subitamente — Já me esquecia de algo. Entregue esse papel para o Lucius — falou entregando um papel dobrado — Ele entenderá do que se trata.

Kale

Após encerrar as atividades que embora fossem incômodas para o rapaz, tinha um bom sentido para o todo. Aproximando-se da recepção, Forest informou que de fato já havia concluído a primeira etapa de sua admissão. Ouvido próximo a recepção, um sério homem se aproximava. — Me parece triste, jovem garoto... — comentou uma voz um tanto quanto rouca e grave. Ao virar-se, Kale percebia a chegada de um homem já experiente, trajando uma camiseta branca, com calças azuis, lembrava muito um traje da Marinha, porém não haviam símbolos que aparentemente remetessem a tal organização. — Vejo que você é o aspirante que fui designado. Me acompanhe, por favor — solicitou o mesmo. Caminhando, com ambos braços para trás, entrelaçando, o homem seguiu e esperou que o protagonista o acompanhasse. Seu semblante era sério. O tapa olho dava um ar mais carrasco, talvez até combinasse com seu bigode e as cicatrizes de batalhas, árduas, que o mesmo tinha consigo.

— Acredito que você deve estar se perguntando o porquê de você, que sempre sonhou em defender a população ou qualquer outro objetivo na Marinha, teve que lavar roupas, varrer pisos ou outras coisas do tipo certo? — questionou calmamente, enquanto caminhava sem dar um olhar sequer para Forest — ao adentrar por aqueles portões e solicitar a admissão, você faz uma escolha que não se pode mais voltar atrás, na normalidade precedente. Uma vez dentro, você não pode ter orgulho algum pessoal, então mostramos a quão patética é sua posição perante toda a organização... Em outras palavras — voltou-se para o jovem — Quebramos seu orgulho e lhe mostramos a verdadeira humildade que necessita ter para ser um bom marinheiro! — sério, afirmou. Continuando, a dupla seguiu até uma sala que, apagada, aparentava ser pequena, porém, ao acender das luzes, se mostrou ser um local bem extenso. Lá, haviam diversos tatames e em ambos os lados, haviam mesas com armas dos mais variados tipos. No fundo, haviam alguns bonecos de treinos.

— Muito bem. Chegamos. Aqui você treinará da sua maneira e analisarei, porém, o treino serei eu a designar. Você é destro ou canhoto? — questionou o homem, ainda calmo — Muito bem! O manuseio de armas com ambas mãos é uma qualidade essencial para a sobrevivência. Se você já a possui já larga na frente de seus inimigos, então, seu treino consistirá nisso. Você irá treinar o manuseio de armas com seu braço menos capacitado. Você dispõe de armas, bonecos de treino e vários tatames. Sinta-se à vontade para fazer o que bem entende, estarei aqui observando tudo! — falou, recuando cinco passos à trás e deixando o rapaz a vontade. Mesmo que a sala fosse “grande” e só os dois estivessem ali, um certo barulho podia ser ouvido próximo, mesmo abafado. Era um gritar de batalha, talvez algum treino próximo.

Dinossauro Jhonny

O tempo passou e o gigante treinou como foi possível. Armas para seu tamanho era uma realidade muito surreal para uma ilha do porte de Shells Town, pelo menos, então naquele instante não haviam armas. No campo de treino, o homem já havia se aquecido e treinado como proposto anteriormente e, sem perceber, o mesmo era observado por um marinheiro que, no horário certo, se aproximou do Dino. — Vejo que terminou o treino. Me acompanhe — falou, sério e calmamente, não trocando muitos olhares com o grande homem. Com ambas as mãos em seus bolsos, o homem indicou que o gigante o seguisse sem falar mais nada. As estruturas do QG, por sorte, eram” adequadas” para passagem do gigante, porém, ele tinha de ter cuidado para não se chocar com o teto e estragar, talvez, sua tentativa de adentrar na organização. — Aqui está! — falou o homem pegando uma bandeja — Não temos culpa por você ter esse tamanho, então o almoço será isso. Sirva-se e depois retorne ao lado externo, onde estava, para a próxima etapa. Entendido? — questionou. Pronto, partiu e deixou o gigante se alimentando.

Sentado ali, o homem podia perceber que o pátio estava todo lotado de marinheiros, porém, devido ao seu tamanho, não haviam cadeiras ou mesas para o mesmo se sentar. Ao fundo, um rapaz passava com um homem que tinha um tapa olho em seu rosto. O marinheiro que antes havia informado o gigante, agora se dirigia até uma sala e entrava. Ninguém queria papo com um gigante, embora alguns olhares se dirigissem para o pesado ser, de fato ele era irrelevante para os marinheiros ali.

Imagens dos NPCs para Auxiliar descrição:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


SUPER IMPORTANTE:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Forest
Membro
Membro
Forest

Créditos : 6
Warn : O Dragão de Dino Club - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 16/11/2018
Idade : 23

O Dragão de Dino Club - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Dragão de Dino Club   O Dragão de Dino Club - Página 2 EmptyTer Dez 11, 2018 2:29 pm

“Ele não vai me levar pra outra lavanderia né?” Pensava ao começar a acompanhar o homem de tapa olho. No caminho ouvia atentamente o que o tio tinha a dizer, mantendo uma expressão calma e séria, apenas o encarando sem dizer nada quando se voltava diretamente a mim. "Quebrar meu orgulho hein? Acho que isso faz sentido, de alguma forma." No caminho, enquanto conhecia um pouco mais do QG, pude ver em meio a vários marinheiros um cara enorme. "Eita porra, é um gigante?!" Imaginava ao analisá-lo rapidamente com uma expressão maravilhada. "Incrível!" Continuei seguindo o homem e logo perdi o gigante de vista.

Ao chegarmos no local, com um pouco de receio pela possibilidade de ser alguma sala suja para que eu limpasse, fiquei aliviado quando as luzes foram acesas. Era uma sala de treinos bem grande e aparentemente muito bem equipada. - Sou destro, senhor. - Respondia sua pergunta que já havia sido rapidamente seguida da designação do treino. - Certo, realmente preciso elevar as habilidades do meu braço esquerdo. - Diria feliz e satisfeito com o treino proposto.

Animado para iniciar o treinamento, caminharia até os bonecos de treino e posicionaria dois deles na minha frente, um de cada lado. Imediatamente procuraria por uma espada leve, média ou longa, de madeira ou de metal sem corte, qualquer uma que fosse própria para treinos. Assim que encontrasse, empunharia com a mão esquerda e me dirigiria até os bonecos que havia posicionado. Afastaria meus pés e ergueria minha espada contra os bonecos, me colocando em posição de batalha e começaria a aquecer desferindo ataques leves e frequentes nas diagonais e horizontais, revezando entre o boneco da esquerda e o da direita. Após algumas dezenas de ataques, passaria a espada para a mão direita e repetiria os movimentos em menor quantidade.

Assim que me sentisse bem aquecido, posicionaria a espada na frente do meu corpo e a arremessaria para cima usando pouca força, sem permitir que ela mudasse muito de posição. Quando ela estivesse quase voltando a minha altura, ciente do tempo que isso levaria e usando toda minha aceleração num impulso para começar a girar meu corpo pra direita, tirando o pé esquerdo do chão e me mantendo apenas na ponta do direito, de forma que pudesse com a mão esquerda voltar a empunhar a arma logo no início da rotação e preparado para voltar o pé ao chão caso algo desse errado. Fixaria meu olhar entre os dois bonecos e esticaria parcialmente o braço direito para me auxiliar no equilíbrio, assim que tocasse o punhal da espada seguraria firme e a posicionaria na horizontal, com a ponta voltada para a esquerda.

Terminando o primeiro giro, logo após acertar ambos os bonecos na altura da cabeça, se ainda me sobrasse impulso para mais um, me abaixaria um pouco dobrando levemente o joelho direito e mantendo a espada na mesma posição continuaria o golpe giratório nos bonecos, dessa vez na altura da cintura e com mais força para que em seguida voltasse meu pé esquerdo ao chão, me erguendo e finalizando meu movimento.

- Ei, tio! Lutar com bonecos sem reação não tem graça nenhuma - Diria um pouco ofegante, voltando o rosto para a direção dele, num tom em que pudesse me ouvir claramente. - Tenho certeza que o senhor é muito forte, será que não pode vir aqui praticar comigo? - Finalizaria com um sorriso no rosto e um olhar de empolgação.


Objetivos:
 


Histórico:
 



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Reinhardt
Membro
Membro
Reinhardt

Créditos : 2
Warn : O Dragão de Dino Club - Página 2 9010
Feminino Data de inscrição : 14/05/2018
Idade : 21
Localização : Shells Town

O Dragão de Dino Club - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Dragão de Dino Club   O Dragão de Dino Club - Página 2 EmptyTer Dez 11, 2018 4:34 pm


BAD BLOOD
Hella estava prontamente preparada para ser ofendida mais uma vez e aguentaria as palavras desferidas contra si de forma firme, mesmo que aquilo viesse a lhe machucar. O que veio logo em seguida lhe pegara de uma maneira tão inesperada que a ruiva observara ao seu redor pensando que tal gentileza não estava sendo dirigida para si. Seu coração já desconhecia o que era ser bem recebido em um local onde as pessoas tinham conhecimento de seu passado, mesmo que esse passado não fosse exatamente seu. Ninguém na ilha lhe chamava de pequena desde que era criança, desde a revelação da traição de Blacky, antes da cidade adotar o nome Leclerc como uma maldição presente em Shells TownSim, sou eu — respondeu ela um pouco desnorteada com tudo aquilo.

O modo como aquele senhor tinha reagido a sua chegada era estranho, parecia não carregar o típico olhar que muitos cidadãos lhe lançavam e isso era um tanto quanto suspeito, todavia Harriet sentiu pela primeira vez em muito o tempo o aliviar de uma tensão que lhe perseguiu por muito tempo. Quando o homem citou seu pai, o olhar de Hella se tornou mais triste e um tanto envergonhada limitou-se a encarar o piso da loja, não tinha coragem de encará-lo ao lembrar das atitudes vis de seu pai, que não fez apenas sua filha sofrer mas toda uma ilha que acreditava em sua integridade. O papel que tinha em mãos foi entregue em meio a um suspiro, seu conteúdo não era nada demais, mas ao menos sua curiosidade havia sido saciada, pelo menos por hora — Talvez meu pai um dia tenha sido realmente um homem bom, mas ele se perdeu no caminho e se tornou aquilo que mais odeio — Seus punhos se fecharam com tamanha força que a marca de suas unhas marcaram as palmas de suas mãos — O que ele ele fez pelo senhor? Gostaria de voltar a ter lembranças boas dele…Mesmo que seja difícil — Por mais que desejasse reprimir tais sentimentos, era impossível não sorrir ao lembrar-se de como era feliz na época onde o Sargento Blacky era praticamente um herói e motivo de grande orgulho.

Seus órbes o acompanharam retornar de volta ao balcão e preencher todo o interior de uma bolsa escura que mais tarde viera a ser entregue para a garota que junto a alça apoiou no ombro esquerdo, entretanto, seu olhar recaia sobre a única arma que havia sobrado sob os cuidados do comerciante — Acho que o senhor esqueceu uma — Apontou para a remanescente; Em parte sabia que o velho não havia esquecido mas ainda sim desejava saber o porquê dela não estar inclusa na lista, tinha certeza que poderia ouvir uma boa história a respeito — Lucius? Sabe, tem muitas pessoas que vestem a mesma roupa dentro daquele lugar, achar uma pessoa apenas sabendo seu nome vai ser um trabalhão. Tem alguma característica peculiar que pode me ajudar a encontrá-lo, talvez um lugar onde ela seja encontrado com mais frequência? — Questionou a Leclerc prevendo a dificuldade de encontrar tal homem.

Mais uma carta? — Indagou ela apanhando pedaço de papel e escondendo-o entre seus bolsos. Sorriu para o dono do estabelecimento com ternura, apenas por tê-la tratado como uma pessoa normal já tinha lhe feito um bem extraordinário, era bom saber que nem todos os habitantes da ilha lhe culpavam por algo que não tinha culpa ou lhe odiavam apenas por existir — Tudo bem, pode contar comigo. Até mais — Hella retornaria ao QG com certa pressa, correria pelas ruas de Shells até que se visse novamente nas dependências da Marinha onde procuraria por Lucius, se tivesse informações específicas relacionadas a sua aparência faria uma vista grossa ao seu redor, mesmo que encontrá-lo assim fosse um tanto quanto improvável parecia melhor do que ser ignorada ou maltratada pelos presentes ali.

Hey, Lucius! Tenho uma entrega da loja de armas, hey, Lucius! — Gritaria a menina ao meio do pátio na esperança da figura requisitada aparecer.



Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ibn'La-Ahad
Membro
Membro
Ibn'La-Ahad

Créditos : Zero
Warn : O Dragão de Dino Club - Página 2 10010
Data de inscrição : 08/04/2018

O Dragão de Dino Club - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Dragão de Dino Club   O Dragão de Dino Club - Página 2 EmptyQui Dez 13, 2018 5:14 pm

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
☾ Jhonny ☽
What is better - to be born good, or to overcome your evil nature through great effort?

O aspirante montanhesco pisava firme no concreto histórico do Quartel-General conforme se dirigiria até o pátio de alimentação. Embora não fosse grande o bastante pra desabar a estrutura do prédio, os utensílios de cozinha não eram necessariamente feitos pra gigantes, ou melhor, dinossauros. Não só a louça, mas os marinheiros também não pareciam familiarizados com um brutamonte tão excêntrico andando em seus corredores.

Viu um homem de tapa-olho acompanhado de um garoto, acreditando desde já que era importante ou forte. Não que houvesse motivos pra isso, só que o tapa-olho sempre traz um ar badass. Pra onde iriam? Jhonny pensava quantos piratas eles já deveriam ter capturado e a ideia gerava empolgação no coração do grandalhão, de forma que quase roubava o foco da gororoba na bandeja. Pra quem se criou na selva de Dino Club, bandejas são mais hospitalidade do que ele precisa.

— Hunf.

Adiantaria-se em despejar garganta abaixo o que tivesse no recipiente sem fazer cerimônia. Não tinha motivos pra enrolar por ali, afinal estava comendo em pé e ninguém parecia interessado em conversar com ele. Daria de ombros, lembrando-se que entrara na Marinha pra fazer justiça e não amigos.

— Não que fazer amigos seja ruim...

Resmungaria cabisbaixo. Era hora de voltar pro espaço aberto onde teria a próxima etapa do teste de admissão. O que seria? Já havia limpado a área de treinos e feito um aquecimento, do que mais precisavam pra garantir que um homem de sete toneladas bem distribuídas seria um bom guerreiro? Que se dane, decidiu. Faria o que pedissem. Lá no pátio de treinamento, observaria quem seria aquele que aplicaria a última tarefa. Estralaria os dedos que soavam feito árvores se rompendo e esperaria o advento do homem que aplicaria o teste, dando-se o luxo de observar as pessoas que treinavam enquanto isso. Humanos eram muito engraçados pra ele, sempre enérgicos, desengonçados e cheios de sonhos.

Sabendo que não haviam armas do seu tamanho, perguntou-se por uma substituta. Olhando ao redor, queria saber se havia algo digno de ser usado. Um cano extremamente longo, correntes navais, troncos ou o que fosse. Por um instante sentiu inveja dos humanos, tantas armas à sua disposição... Ele não sabia lidar com isso. Gostava muito de armas, porém era praticamente impossível encontrar algo do seu tamanho e ainda mais difícil um oponente que se equiparasse à ele.

Objetivos:
 


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ZnorLAX
Narrador
Narrador
ZnorLAX

Créditos : 4
Warn : O Dragão de Dino Club - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 12/07/2015
Idade : 20
Localização : Farol - Grand Line

O Dragão de Dino Club - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Dragão de Dino Club   O Dragão de Dino Club - Página 2 EmptyQui Dez 13, 2018 10:32 pm




Narração

Que post supimpa!


O jovem aspirante começou o treino indicado por seu, ali, superior, porém, não satisfeito com o prosseguimento das coisas, ele se sentia desmerecido, ora, queria um maior desafio. Questionando o sereno homem, Forest viu ali uma resposta amena e séria, como a personalidade do desafiado até então. — Oh, jovem, este é um belo desafio. Deixe-me pensar bem... — respondeu o homem, antes de ser interrompido. Abrindo a porta, outro oficial adentrava e, realizando o sinal de prontidão, logo informava o que tinha de falar ali. — Senhor Lucius! Há uma moça lá fora, na recepção, com uma carta pro senhor. Ela diz ser da loja de armas! — informou o jovem rapaz, fazendo o mesmo sinal de prontidão.

Com um olhar sereno e ainda calado, o homem raciocinou por alguns segundos e olhando para o desafiante anterior, rapidamente, respondeu ao chamado.  — Que pena, jovem, nosso treino ficará para outro dia. Espere aqui as próximas instruções e até lá treine mais, seus movimentos estão brandos. Dispensado, oficial! — afirmou calmamente para o marinheiro presente ali — Fique com este aspirante aqui até minhas ordens. Até mais! — partiu. Calmamente se retirando, o homem seguiu até Hella. A garota estava na recepção e antes havia bradado por Lucius. Sem saber quem seria e difícil de encontrar, a garota havia sido informada pelo velho da loja de armas que facilmente você saberia que é Lucius quando o conhecesse.

Após seu calmo trajeto até seu objetivo, a garota via ao longe, no corredor do Quartel General, uma figura emblemática se aproximando. Era Lucius. Além de saber devido ao seu nome estar presente em seu traje, o tapa olho era algo que realmente o diferenciava dos demais. Próximo a herdeira dos Leclerc, o caolho ouviu que havia uma carta para ele e pegando-a, logo virou-se caminhando em direção a vinda. — Muito bem Hella Leclerc! Me acompanhe. Espero que seja tão boa em batalhas quanto seu pai... — falou ele, calmamente. O corredor estava vazio, mas certamente aquela presença ilustre chamava a atenção dos poucos marinheiros novatos que ali estavam em seus primeiros dias de serviço. Lucius, percebendo isso, esperou pela reação da garota, para então tomar uma atitude. — Vejo que estão sem nada para fazer, certo? — questionou a dupla de marinheiros, que ali, comentavam sobre a garota — Limpem este corredor! — afirmou o homem, seriamente.

Olhando para o mesmo, tinindo, os marinheiros não viam o que fazer e assim questionavam o superior a cerca do que tinha de ser limpado. Hella, astutamente, conseguia observar que o vaso que antes estava em cima de uma coluna de gesso, agora estava quase que flutuando em cima deles. Era mágica? Não dava pra perceber, mas os dois marinheiros só percebiam que o vaso estava ali quando ele se chocou com o piso, sujando-o todo de terra e resquícios da planta. — O que falaram? — questionou Lucius, parando em frente a uma determinada porta — Acho que têm coisas a serem limpas sim. Quando voltar, é bom que haja um vaso com essa planta naquela coluna! — afirmou, calmamente, indicando para a garota entrar com um movimento de sua nuca.

— Muito bem, novato! — falou Lucius, retornando ao local onde Forest estava. Com ele vinha agora Hella. Sem entender, talvez, tudo logo seria explicado. Afastando-se, para que os dois aspirantes pudessem se entreolhar, Lucius planejava saciar a vontade de ambos naquele instante. — Aqui está sua parceira de treinamento, jovem. Hella... Hella Leclerc, você conseguiu concluir a primeira parte de sua admissão a esta ordem. Agora, aproveite este tempo para fazer um bom treino e mostrar do que é capaz. O que acha? Pode usar tudo aqui dentro. Estarei muito bem aqui, observando tudo! — afirmou, serenamente rindo.

Na área de treinamento de combates, o gigante já havia voltado. Realmente o almoço foi um tanto quanto “monótono” para ele, porém, agora, esperando as próximas ordens, o homem esperava ali, no centro do pátio. Aproximando dele, estava um oficial que calmamente se dirigiu aquela imensidão e carne. — Você é o tal gigante, certo? Ah, que pergunta mais besta, não? É claro que é você, certo?! Muito bem. Sou Marshall e fui designado a te passar as informações da próxima etapa do seu teste de admissão. Temos mais alguns aspirantes que estão terminando as etapas anteriores e, comandados pelo oficial que será responsável por seu treinamento final, chegarão em breve aqui. Você tem alguma pergunta a fazer? — questionou o homem. Robusto, ele era alto, porém, comparado ao gigantesco marinheiro, não era nada. Ao ouvir o que o homem tinha para questionar, o oficial observou um sinal e logo o respondeu positivamente. — Muito bem, homem. Antes de prosseguir, quero lhe atribuir uma tarefa adicional, pode ser? Meu pelotão está treinando para uma missão de captura de criaturas de grande porte e você se encaixa no perfil ideal. Quem sabe você não ganhe pontos dentro da ordem com isso? Podemos realizar o teste com você? — questionou. Se rejeitasse, o superior apenas se retiraria e deixaria Jhonny esperando mais um tempo, sozinho, porém, se aceitasse participar, teria ditas pra si, ali, as instruções.

— Muito bem, é simples. Você não pode se deixar ser capturado, ok? Você será considerado capturado se deixar suas costas no solo. Para ter sucesso, você terá que fará todos os outros oficiais deitarem suas costas no solo ou passarem trinta minutos.  Entendido? Muito bem... — comentou virando-se, e se afastando. Sem o menor dos avisos, um conjunto de cordas eram lançadas nas pernas do gigante, assim como uma rede era lançada, pairando sobre o mesmo. O teste havia começado, sem sinal algum, e para o mesmo, estavam seis marinheiros, novatos, tentando vencer o gigante. — Na vida, ninguém avisa quando irá capturar alguém, certo, homem? Que vença o melhor! — afirmou Marshall.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


SUPER IMPORTANTE:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Reinhardt
Membro
Membro
Reinhardt

Créditos : 2
Warn : O Dragão de Dino Club - Página 2 9010
Feminino Data de inscrição : 14/05/2018
Idade : 21
Localização : Shells Town

O Dragão de Dino Club - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Dragão de Dino Club   O Dragão de Dino Club - Página 2 EmptySab Dez 15, 2018 6:00 pm


BAD BLOOD
Hella mantinha a bolsa cheia de armas apoiada no ombro, o peso já começava a lhe incomodar mas perdurou por mais um tempo. A Marinha parecia ser um local regido por uma disciplina árdua e rígida, todos aqueles homens trabalhando e correndo de um lado para o outro apenas mostrava para a garota que fazer parte daquela organização não era fácil e muito menos divertido, mas o que a ruiva procurava não era diversão e sim uma oportunidade para mostrar para Shells, não, melhor que isso, para o mundo que sua convicção de tornar-se aquela que traria paz ao mundo não se limitava apenas a um sonho impossível. Suas orbes encontraram uma figura diferente dos demais caminho em sua direção, seu traje, o tapa-olho, o bigode, tudo nele dizia que estava um ou dois níveis acima daqueles tantos marinheiros que se encontravam aos montes por onde quer que fosse.

Sua mão estendeu-se frente ao sujeito permitindo que ele tomasse posse da carta, seus olhos correram entre as linhas, pelo que viera a dizer depois parecia que o conteúdo da correspondência tinha a ver com ela, afinal, em momento algum tinha lhe dito seu nome — Como você sabe quem eu sou? Sabe, por mais que nos últimos anos o nome da família tenha ganho uma fama no pior dos sentido, eu poderia ser qualquer pessoa, nunca te vi na vida, aposto que nunca me viu também. Me diz, a carta falava sobre mim? — Questionou ela da maneira mais natural do mundo, se dirigir a um oficial da Marinha com tamanha intimidade poderia ser uma atitude mal vista pela maioria das pessoas, porém Harriet não pensava duas vezes antes de deixar as palavras voarem por sua boca.

Seguia o homem com extrema empolgação e buscava acompanhar suas passadas mas a bolsa que carregava lhe impedia de ser tão rápida quanto deseja — Ei, você bem que poderia me ajudar com isso aqui, tá pesado — Reclamou ela ajeitando a alça. Pelo caminho que traçavam poucas pessoas eram vistas mas aquelas que presenciaram a dupla composta pela filha de um traidor e um uma provável grande figura do QG local não escondiam sua curiosidade e acompanhavam cada movimento com incrível atenção ''Eles estão olhando pra mim ou para esse bigodudo?''

Lucius bradou sua voz contra os soldados, Harriet agradeceu profundamente por não ser um deles e desejou que no futuro não fosse submetida a esse tipo de tarefa, entendia muito bem que todos começam de baixo e que todo trabalho é digno porém acreditava que tinha muito potencial para fazer mais do que limpar pisos e lavar pratos. Tudo parecia limpo por ali e não havia nada que pudesse ocupar o tempo dos oficiais ali, pelo menos era isso o que eles e a Leclerc pensavam, o vaso que antes repousava sobre o mármore flutuava no ar antes de se chocar contra o chão e se dividir em pedaços. Bem, agora eles teriam com o que se ocupar. A menina esfregou os olhos não acreditando no que tinha acabado de presenciar — Aquele vaso...flutuou? — Perguntou ela perplexa, nunca havia visto nada do tipo — Ei, Lucius. Como você fez aquilo? É algo que nós aprendemos dentro da Marinha? Seria tão legal se eu pudesse fazer algo do tipo, imagina, soltar bolas de fogo pela mão ou então virar algum tipo de animal — Ela desandava a falar e colocar seus devaneios em prova.

A aspirante a marinheira entrou em uma sala como indicado por Lucius, uma sala de treinamento que viera a encher seus olhos, durante seu treinamento pessoal tudo o que tinha em mãos era uma espada de madeira, entretanto outra figura ocupava o lugar, um garoto de cabelos lisos, aparentava ter a mesma faixa etária. Devidamente apresentados por Lucius, Harriet daria os passos necessários para cordialmente oferecer um aperto de mãos — Prazer. Harriet, mas pode me chamar de Hella — Diria ela com um sorriso no rosto, girando sobre os próprios calcanhares vasculhando no ambiente alguma arma, de preferência uma katana. Se posicionaria frente ao garoto para que finalmente pudessem começar o confronto — Pode vir, te deixo dar as primeiras investidas.


Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Forest
Membro
Membro
Forest

Créditos : 6
Warn : O Dragão de Dino Club - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 16/11/2018
Idade : 23

O Dragão de Dino Club - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Dragão de Dino Club   O Dragão de Dino Club - Página 2 EmptyTer Dez 18, 2018 4:12 am



“Ah… Que beleza. Agora que as coisas ficariam interessantes ele vai embora.” Pensava Kale ao dar de ombros diante do pedido de desculpas do marinheiro de um olho só. - Brandos? São só bonecos, não quero dar prejuízo pra marinha destruindo eles, afinal, acabei de chegar. - Afirmava com sinceridade para o homem que já ia se retirando calmamente.

O jovem observaria o oficial que fora deixado ali para lhe fazer companhia e se perguntava “Será que esse cara treinaria comigo?”. Então se aproximaria animado para cumprimentá-lo - E aí senhor oficial. Quer lutar um pouco?

Caso o marinheiro aceite a proposta, trocaria alguns golpes simples com ele, apenas focando em se esquivar de seus ataques, acompanhar seu ritmo e se aproveitar de suas aberturas para acertar algum golpe sem muita força, pois não tinha a intenção de machucar nenhum aliado. Se rejeitasse o convite, apenas voltaria a atacar os bonecos como fizera antes, mas dessa vez com mais vontade e força.

Forest logo notou o retorno de Lucius, mas dessa vez junto de uma linda garota ruiva de olhos brilhantes. “Quem diria que teria uma garota tão bela em meio a tantos homens feios.” Imaginava Kale ao observar a garota, ignorando completamente o homem que entrava junto dela. Antes que pudesse dizer qualquer coisa, o marinheiro começou a apresentá-la e a dizer que seria sua parceira de treinamento.

- O que?! Vou ter que lutar contra ela? Sem chance de eu tentar ferir alguém tão bela! - Diria a Lucius com um olhar de indignação. Imediatamente se voltaria a Hella com um sorriso simpático. - Sem querer te ofender, senhorita. Não duvido nada de suas habilidades. A propósito, o prazer é todo meu. Sou Kale, Kale Forest. Pode me chamar como quiser. - O rapaz a encarava encantado e se esforçava para não começar a cantar a garota logo de cara, ali na frente dos oficiais. Além de se preocupar em respeitá-la, não queria ser expulso da marinha sem nem ter entrado.

Diante da possível atitude de Hella pegar sua espada e se preparar para uma luta, o jovem se sentiria obrigado a aceitar o desafio. Seria apenas um treino, acreditava que ninguém sairia ferido. - Tudo bem, vamos começar. - Diria calmamente antes de erguer sua espada com a mão esquerda, na direção de Hella. Partiria pra cima da garota usando sua aceleração num golpe horizontal vindo da esquerda, na altura do ombro, com esperança de que ela seja forte o suficiente para se defender sem problemas.

Caso ela bloqueasse ou esquivasse, continuaria forçando o trajeto da espada e aproveitaria o impulso para iniciar um giro sob a ponta do pé esquerdo ao mesmo tempo em que dobraria o joelho dessa mesma perna, começando a se abaixar e a preparar uma rasteira com a perna direita esticada. Com o braço direito parcialmente esticado, faria o uso de ambos os membros para auxílio do equilíbrio durante o golpe. Manteria sua atenção na garota, atento para bloquear algum possível ataque e se necessário apoiaria a mão direita ao chão, seja para terminar a rasteira ou para conseguir bloquear algum contra-ataque imediato.

Obtendo sucesso, o jovem rapidamente se afastaria um pouco de Hella e ergueria seu corpo. - Ei, moça, tá tudo bem?! - Exclamaria numa expressão de pura preocupação e arrependimento. Se não obtivesse, se afastaria assim que possível, apontando novamente sua espada na mão esquerda contra a garota, afastando seus pés e se preparia para esquivar de alguma investida ou até mesmo bloquear, em último caso de defesa. Tentaria limpar sua mente e se concentrar apenas nos movimentos de sua oponente, buscando uma chance clara de contra-ataque.


Objetivos:
 


Histórico:
 



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ZnorLAX
Narrador
Narrador
ZnorLAX

Créditos : 4
Warn : O Dragão de Dino Club - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 12/07/2015
Idade : 20
Localização : Farol - Grand Line

O Dragão de Dino Club - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Dragão de Dino Club   O Dragão de Dino Club - Página 2 EmptySex Dez 21, 2018 1:11 am




Narração

Treinamento


Muitos questionamentos ficavam na mente dos dois jovens, que ali eram colocados para treinar entre si. A aspirante a marinha, que tinha um passado tortuoso de seu pai nas costas ainda tinha a dúvida do que havia visto anteriormente. Não era todos que via um vaso flutuar. Já o rapaz, teimava em batalhar com aquela bela — e sagaz — mulher, já que o seu objetivo era Lucius. Não restando opção, os dois começaram o treinamento. Hella, talvez por confiar sem suas habilidades, não respondeu aos ataques do seu adversário. Erguendo sua katana e golpeando a garota, o rapaz esperava o mínimo de reação da mesma, porém, suas expectativas logo foram quebradas. O golpe acertava a garota em cheio e a derrubava no piso do tatame de treinamento. — Que belo golpe, rapaz... — comentou Lucius, vendo tudo aquilo se suceder a sua frente. O rapaz, por sua vez se aproximava da garota e oferecia ajuda para a mesma se erguer. — Não acho que tenha sido um bom treinamento. Apenas um lado de fato treinou. Vamos! Levante-se mulher! É assim que pretende seguir o rumo da Marinha? Caindo perante um mero treinamento? Eu espero aqui um bom treinamento com a arma que deseja usar, então façam isso! — questionou seriamente o superior, mantendo sua postura calma e direta. — Senhor! — bradou um marinheiro adentrando na sala de treinamento — O campo já está pronto para a próxima etapa! — avisou o homem.

Explicação:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


SUPER IMPORTANTE:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O Dragão de Dino Club - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Dragão de Dino Club   O Dragão de Dino Club - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Dragão de Dino Club
Voltar ao Topo 
Página 2 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Shells Town-
Ir para: