One Piece RPG
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» salve salve
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 08:11

» Voltei, Dattebayo
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 07:32

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Emptypor Ineel Hoje à(s) 06:25

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 06:04

» O catálogo continua, Baterilla a cidade da beleza
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 05:05

» Primum non nocere
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Emptypor Misterioso Hoje à(s) 04:48

» [LB] O Florescer de Utopia III
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 04:46

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 04:30

» De volta aos negócios
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Emptypor Viktor II Hoje à(s) 03:02

» A inconsistência do Mágico
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 02:31

» As Raízes do Vigilante Lucífugo
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Emptypor Hisoka Hoje à(s) 02:03

» Arco 5: Uma boa morte!
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 01:07

» Xeque - Mate - Parte 1
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Emptypor Jacob Allan Hoje à(s) 00:35

» Pequeno Gigante
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Emptypor Faktor Ontem à(s) 23:32

» 10º Capítulo - Parabellum!
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Emptypor Yami Ontem à(s) 23:18

» Revan Yamamoto
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Emptypor Kylo Ontem à(s) 22:27

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Emptypor DarkWoodsKeeper Ontem à(s) 21:34

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 21:18

» Um novo tempo uma nova história
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 20:12

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Emptypor Licia Ontem à(s) 19:05



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Ato IV: A Busca Pela Cura

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Ato IV: A Busca Pela Cura   Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 EmptyQua 17 Out 2018, 15:37

Relembrando a primeira mensagem :

Ato IV: A Busca Pela Cura

Aqui ocorrerá a aventura do(a) revolucionária Katherine Silverstone. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Vincent
Soldado
Soldado


Data de inscrição : 12/06/2017

Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato IV: A Busca Pela Cura   Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 EmptyTer 26 Fev 2019, 22:56

Treta Infinita Parte IV




Após algum tempo, Battos vinha até mim dizer que logo chamaria alguém para me tratar naquele momento sua voz estava fraca. Ele acabou citando a respeito de Geovanna ter lutado provavelmente contra os piratas até que acabasse desmaiando, confesso que até mesmo tinha esquecido de procurar saber se ela estava bem o que me deixava um pouco triste, ao vê-lo falar. Por fim, o homem me pediu para que levasse o Log Pose até o navegador para que este soubesse a direção que deveríamos seguir. Depois de algum tempo alguém vinha realizar o tratamento em mim, o que me deixava bastante aliviada para o seguimento das coisas e desta forma, poderia ir até a cozinha tranquilamente para fazer a sopa. Acabou que o cozinheiro não relutou para que evitasse sair do local, talvez estivesse até agradecido por alguns momentos de “férias” forças, com isso não teria nenhum obstáculo para fazer o que queria naquele instante. Não havia feito algo de outro mundo, mas certamente estava gostoso e obviamente seria mais do que suficiente para me orgulhar do que tinha feito, até porque era a primeira vez cozinhando algo por conta própria ”Você pode ser qualquer coisa que quiser, menos revolucionária que tal cozinheira?” tentou dar uma “sugestão” que provavelmente eu nunca atenderia se estivesse em minha sã consciência ”Ainda sou quem toma as decisões, não tente interferir em coisas que somente eu posso decidir” cortaria o assunto ali mesmo, de maneira até mesmo curta e grossa para que ela entendesse o recado que queria passar. Assim que terminei de comer, fui até o convés para tocar o violino e com isso a viagem começava de maneira tranquila o que de certa forma era muito bom para mim, já que antes só estive passando por situações agitadas que não me deixavam ficar quieta.

Após algum tempo, iria até onde estava o navegador da embarcação para lhe mostrar o Log Pose para que então pudéssemos seguir a direção correta que nos levaria até Aracne - Ei, Battos me pediu para que viesse até aqui te mostrar para onde a agulha está apontando indicaria o objeto que estava em minhas mãos. Feito isto, seguiria até a cozinha novamente onde pegaria mais um prato de sopa e procuraria por Battos novamente - Onde está Geovanna? Preciso conversar com ela perguntaria com um sorriso em meu rosto - Aliás, eu fiz sopa para todos, talvez não esteja melhor que a do cozinheiro, mas garanto que está gostosa permaneceria com um sorriso em meu rosto, como sempre tentava transparecer em uma conversa. Ouviria atentamente tudo o que o homem tinha para falar, depois seguiria suas instruções até que chegasse na onde estava a mulher - Olá, já se sente melhor? perguntaria de forma serena, procurando algum local para me sentar próxima a ela - Toma, come um pouco você deve estar precisando muito entregaria o prato em suas mãos ou então levaria uma colherada em sua boca. Esperava que ela estivesse acordada, se não apenas deixaria o prato por ali e voltaria em alguma outra hora para que pudéssemos conversar sobre o que acontecerá com o navio quando fomos atrás dos piratas. Com ela acordada mesmo poderíamos ter pelo menos alguns minutos de conversa - O que aconteceu por aqui quando saímos? Sei que você talvez não queira falar disso, mas preciso saber perguntaria com um sorriso acolhedor - Ouvi de Battos que você lutou mesmo não estando acostumada, bom trabalho!   a parabenizaria estendendo meus braços para lhe abraçar com um sorriso, da forma mais verdadeira que pudesse para mostrar a ela toda minha empatia.




Histórico:
 

Objetivos:
 

Spoiler:
 

Spoiler:
 


Última edição por Vincentão em Qua 27 Fev 2019, 06:35, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato IV: A Busca Pela Cura   Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 EmptyQua 27 Fev 2019, 03:20



Narração
Clima: N/A // Agradável o clima no alto mar
Localização: Alto mar
Dia - Hora do almoço, começo de tarde
Post 2/4 para ir para Aracne Island

Bipolar Silverstone
A jovem foi comendo a sopa tranquilamente, já havia se tornado rotina ignorar a voz que havia em sua mente. Ao invés de aproveitar a calma para descobrir o que era aquilo tudo de uma voz falante em sua mente, ou descobrir o que havia acontecido quando o chifre foi cortado, a mesma preferia simplesmente fingir que nada existia e se concentrar em outras coisas. Quando terminou de comer, foi até o navegador do navio e assim mostrou para ele a direção que deveriam seguir. O homem aceitou a informação com um pouco de ressalvas, não parecia muito feliz por ir para uma ilha chamada de Aracne.

A jovem, percebendo quão egoísta era por não ter pensado em o que havia acontecido com o navio ou com a amiga dela de antes, acabou perguntando para Battos sobre Geovanna após ter pegado uma nova tigela de sopa. O homem respondeu com um tom bem amistoso, mas ao mesmo tempo a jovem percebeu que ele achava a pergunta meio idiota. - Ela está na enfermaria. - E depois o mesmo agradeceu pela sopa que ela havia feito. Sem ter muito o que fazer por ali, a jovem se dirigiu para a ala médica do navio. Somente havia duas pessoas em camas ali, Geovanna e Alyssa. A jovem que Silverstone foi procurar estava acordada e deitada, ela estava com os dois braços engessados. A sopa teria que ser servida pela celestial.

Perguntando sobre o que havia acontecido. Começou a ouvir a explicação da jovem. - Obrigada... mas não tem muito o que falar realmente... - Ela fez uma pausa, talvez os pensamentos dela estivessem meio confusos ainda. - Eles vieram atrás da sereia, nós obviamente negamos, mas eles eram muitos e aquele maldito número 2... - Ela moveu o que podia dos dois braços engessados. Como se fingisse dar um soco. - Eu até tinha derrubado um, talvez dois? Não lembro se o segundo ficou no chão. - Ela fez uma pausa tentando lembrar mas só sacudiu a cabeça aceitando que não ia lembrar ainda. E mostrando os braços falou. - Ele tem uns chutes bem potentes. Ainda não acredito que os quebrei só com isso. - O tom dela era meio triste, a jovem ali a sua frente se sentia totalmente imponente, mesmo tendo tudo acabado bem. Quando acabava de falar, ambas ouviam um pequeno gemido da cama ao lado, Alyssa acordava e aparentemente com dor.


Turnos para sarar:
 

Golpes levados:
 

Legenda e Imagens:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Soldado
Soldado
Vincent

Créditos : 46
Warn : Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017

Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato IV: A Busca Pela Cura   Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 EmptySab 02 Mar 2019, 09:50

Treta Infinita Parte V




Depois de mostrar o Log Pose a um navegador que não se demonstrou muito feliz por ir até Aracne, eu encontrava Battos que me dizia que Geovanna estava na enfermaria. Apesar do tom amigável do rapaz, percebia que ele achou aquele questionamento um tanto idiota ”Você acha que os feridos ficam na onde? Se eu fosse ele, te chamaria de retardada em alto e bom som" mais uma vez, ela procurava me irritar com seus comentários desnecessários ”Vá procurar o que fazer! Você é tão útil quanto uma fogueira num dia de sol” diria em um tom claro de irritação com ela. Quando cheguei até onde estava Geovanna, podia constatar que seus braços estavam engessados e que desta forma precisaria levar as colheradas de sopa em sua boca. Após a minha pergunta, ela aos poucos começava a explicar o que havia acontecido por ali, ela parecia ainda um pouco confusa e somente o que ela contará já estava bom, evitaria forçá-la a usar sua memória naquele momento em algum outro momento mais apropriado seria bem melhor. Poucos contatos com os números já foram certamente suficientes para que eu pudesse os odiar muito, talvez estivessem abaixo somente daquela que me tirava do sério todos os dias ”O lugar de ‘numero 1’ é seu querida" ironizaria ao citar ela. Ao fim das explicações de Geovanna, um som de gemido podia ser ouvido por mim e a mulher, o que significava que Alyssa havia acordado sentindo dores em seus ferimentos, mas antes de fazer qualquer coisa em relação a ela continuaria a conversa com a mulher, afinal naquele momento não poderia simplesmente largar ela ali e ir até a líder seria uma falta de consideração gigantesca, além de ser também uma falta de respeito. Ficaria sem dizer nada por alguns instantes, como dizem por aí estaria “medindo" minhas palavras, já que com qualquer erro poderia acabar magoando ou irritando Geovanna com palavras erradas.

Desta forma, quando terminasse passaria a observar um pouco ao meu redor verificando se Alyssa voltará ou não a dormir - Você lutou bem, acho que se não fosse por aquele número 2, teria derrotado mais piratas sorriria em sua direção numa forma de conforta-la, tentando evitar que ela se sentisse triste - Veja, nem eu consegui derruba-lo riria ao dizer isto, ainda procurando animá-la. Em seguida a isso, me levantaria de onde estava sentada e beijaria sua bochecha - Descanse viu? Vou até a Alyssa agora sorriria mais uma vez para Geovanna, enquanto caminhava para onde estava a major revolucionária. Não me sentaria em nenhum lugar primeiramente, afinal levaria minha sopa para qualquer que conseguisse e evitaria qualquer um escapar desse destino - Eu acho que você deveria dormir mais um pouco, afinal passou por um momento de aperto hein? aquela não era bem uma pergunta estava mais para uma afirmação misturado com uma - Já volto, espere aí viu? faria uma brincadeira, até porque no estado em que estava Alyssa não sairia dali tão cedo. Caminharia  a passos um tanto rápidos para que pudesse voltar o mais rápido possível, evitaria perder tempo e obviamente tomaria cuidado para que não fizesse alguma besteira que poderia acarretar em mais trabalho para mim. Na cozinha, serviria outro prato de sopa e voltaria até a enfermaria onde estavam Geovanna junto de Alyssa - Ufa, já voltei diria assim que adentrasse o local e desta vez procuraria algum local para me sentar. Naquele momento a mulher provavelmente não poderia se alimentar sozinha assim como Geovanna, por isso eu teria o trabalho de fazer isso enquanto estivesse ali - Pode me contar um pouco mais sobre o que aconteceu na luta com o número 7? perguntaria tranquilamente com mais um sorriso em meu rosto.




Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato IV: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato IV: A Busca Pela Cura   Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 EmptySab 02 Mar 2019, 17:23



Narração
Clima: N/A // Agradável o clima no alto mar
Localização: Alto mar
Dia - Hora do almoço, começo de tarde
Post 3/4 para ir para Aracne Island

Bipolar Silverstone
Sem saber muito bem como confortar a jovem por ter quebrado os braços, acabou se gabando um pouco falando que nem a própria havia derrubado o número 2, uma forma meio estranha de tentar animar alguém. Após isso, beijou a bochecha de Geovanna, que estranhou um pouco a intimidade repentina, e se preparou para conversar com Alyssa. Bem, não era conversar exatamente, a filha do vingador falou que a chefe deveria descansar mais. Porém, mesmo com a mulher balançando a cabeça negativamente com veemência foi o suficiente para que Silverstone não partisse na direção da cozinha para pegar mais sopa. Quando retornou com a sopa, viu que Battos já estava por lá também, conversando com Alyssa. Foi possível ouvir ela falando para o revolucionário chamar Alexander. E quando o homem saiu para cumprir a tarefa, a chefe virou para a celestial. -Obrigada, mas agora tem algo mais importante. O que aconteceu com as crianças? - Novamente, a jovem celestial perceberia que a missão que tinham combinado de fazer era sobre resgatar as crianças escravas. Talvez houvesse algum problema na bipolar justamente por causa de estar sempre brigando com Azura, ou talvez simplesmente um jogador que não consegue se lembrar de nada que aconteceu mais de cinco posts para trás. Porém, a bipolar com problemas de memória não respondeu a pergunta. Ficando para Alexander quando o mesmo chegou. - As crianças que ainda não haviam sofrido lavagem cerebral fugiram enquanto ela procurava pelo Log Pose. - Falou ele seco e mesmo assim Alyssa sorriu ao saber disso. - As que sofreram também fugiram. Mas foi pelo medo de morrerem mesmo. - Terminou de falar o homem e a chefe sacudiu a cabeça feliz mesmo com a triste informação que havia recebido ali agora. - Já está ótimo, nós pelo menos conseguimos cumprir com o que tínhamos que fazer. Espero que o mundo acabe tratando aquelas crianças com o tempo. - Ela sinalizou para que Battos fosse pegar alguma coisa, mas claramente ela estava melhor só pela notícia que havia recebido. - Battos foi pegar seu dinheiro. - Falou ela para a jovem bipolar. - E você, deseja se tornar membro dos revolucionários? - Perguntou a mesma para Alexander. O homem fez que sim com a cabeça e em seguida falou. - Eu estou em dívida com vocês. Até que eu a pague não posso ir embora. - Falou no mesmo tom monótono de sempre. Mas assim, o mesmo foi aceito para o grupo e finalmente Katherine pôde conversar com Alyssa sobre a luta. - Bem... não era realmente algo difícil se eu estivesse inteira... mas eu já havia usado muito do meu poder da akuma no mi para liberar Ariel... então eu estava muito cansada para me mover direito. - Começou ela a falar, diminuindo um pouco a excitação por descobrir que as crianças estavam livre e deixando o cansaço atingir ela de novo. - Então quando eu vi a espada vindo eu preferi quebrar ela com o que me restava de energia a continuar lutando.


Turnos para sarar:
 

Golpes levados:
 

Legenda e Imagens:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Soldado
Soldado
Vincent

Créditos : 46
Warn : Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017

Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato IV: A Busca Pela Cura   Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 EmptySab 02 Mar 2019, 22:56

O fim é apenas o começo




Quando voltei com o prato de sopa em mãos, após avisar Alyssa a mulher estava conversando com Battos para que este chamasse Alexander até ali. Assim que o rapaz saiu, a comandante se virou para mim agradecendo e questionando sobre as crianças, mas como não sabia a resposta me mantive calada naquele momento restando ao albino responder tal pergunta quando chegasse por ali ”Está vendo? Foi ficar lutando e acabou burra que nem uma porta, além de ser sem memória” estas palavras começavam a me irritar profundamente ”Agora, o que você faz de melhor é ficar bem quietinha” ignoraria ela daqui pra frente, mesmo que continuasse falando para me irritar procuraria extravasar de alguma outra forma. Quando o albino chegou tratou logo de explicar para Alyssa o que havia acontecido com as crianças e mesmo com o jeito seco dele, a mulher acabou soltando um sorriso o que obviamente evidenciava a sua felicidade com aquele acontecimento. Depois de algum tempo, a comandante fez um sinal para Battos e me disse que ele fora pegar meu dinheiro, em seguida perguntou a Alexander se iria continuar conosco se tornando um membro dos revolucionários, ele acabou dizendo que tinha uma dívida a pagar, desta forma não nos abandonaria. Por fim, pude conversar sobre a luta com a mulher e suas decisões tomadas em meio a toda aquela confusão com o número 7, ela acabara utilizando todo o poder de sua Akuma para liberar Ariel restando pouca energia para derrotar o pirata, por isso somente quebrara a espada. Ela estava visivelmente feliz por ver que as crianças haviam escapado e eu também sorriria demonstrando que tinha me compadecido com elas, já que mesmo as que haviam sofrido lavagem cerebral não tinham culpa de nada pelo o ocorrido.

Aguardaria mais alguns instantes, talvez Alyssa tivesse mais coisas a falar antes de me pronunciar sobre o assunto - Essa escolha certamente me ajudou a derrotar aquele covarde daria um último sorriso para ela, enquanto que me levantaria para voltar até o convés. Do lado de fora, me debruçaria sobre a amurada parando para observar o mar naquele momento ”Quantas coisas será que tenho para ver ainda?” era o que estaria me perguntando. A minha aventura pela Grand Line só estava em seu início, já que até então somente estivera no Farol e conheci apenas Karthus de relevante importância fora do grupo revolucionário, com toda certeza havia muito ainda para conhecer e eu obviamente estava começando a ficar ansiosa para constatar tudo com meus olhos. Após algum tempo, apanharia meu violino e tocaria alguma outra música que não tinha muita maestria ainda, enquanto isso andaria de um lado para o outro no convés imaginando minhas próximas aventuras, também as prováveis pessoas interessantes que poderia encontrar pela frente.




Histórico:
 

Objetivos:
 

Spoiler:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato IV: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato IV: A Busca Pela Cura   Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 EmptyDom 03 Mar 2019, 15:19



Narração
Clima: N/A // Agradável o clima no alto mar
Localização: Alto mar
Dia - Hora do almoço, começo de tarde
Post 4/4 para ir para Aracne Island

Bipolar Silverstone
A jovem comentou que a quebra da espada foi de vital importância para vencer o número 7, mas não comentou nada sobre a fuga do número 2 ou qualquer outra coisa do tipo. Saiu um pouco depois e foi ao convés, onde olhando para lugar nenhum em específico ficou esperando. Battos acabou entregando o salário pela missão para a jovem bipolar um tempo depois e decidiu então começar a tocar. O tempo foi passando e então, após alguns dias numa viagem até chata perto de tudo que ocorrerá, finalmente avistaram Aracne Island.


Turnos para sarar:
 

Golpes levados:
 

Legenda e Imagens:
 

Histórico:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:
Avaliação Katherine E Nyx



Katherine
Perdas:
● 420k de berries (-500k pela aposta com o Karthus, +40k da missão de cabo, +40k da missão de cabo)ok

Ganhos:
● Perícia Atuação ok
● Perícia Lábia ok
● Promoção para Cabook
Condecoração Initiation:
 
● 1ª missão como cabo - Conseguir itens e informações de valor para o Exército (independente da quantidade, contará apenas como uma missão)Sim, conta uma missão apenas.
● Log Pose para Aracne Island ok
● 2ª missão como cabo - Ajudar superior a concluir uma missão do nível do superior. (Missão do superior: - Libertar pessoas escravizadas. (Independente de quantas libertar, só é considerada 1 missão desta por aventura))  Ok
● NPC Acompanhante
Citação :

~ NPC ACOMPANHANTE ~


Citação :
Nome: Alexander Greenwood
Level: 2
Oficio: Gatuno
Estilo de Combate: Ninja
Perícias Intimidação, Arrombamento e Furtividade
Atributos Principais Esquiva, Acerto e Resistência
Aparência: Alex é um homem alto e de corpo esguio, tendo exatamente 1.85m de altura pesando 75 Kg juntos num corpo de um adulto de 26 anos. Sua pele é clara, os cabelos são brancos lisos devidamente penteados para baixo caindo numa franja que oculta o seu olho esquerdo. Carrega sempre uma face apática sem muitas expressões, mas o que verdadeiramente chama atenção em si é sua íris azulada vibrante e com um desenho de uma cruz. Costumeiramente utiliza roupas típicas de um empregado, trabalho que possuía antes de se tornar um revolucionário juntamente de Katherine.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Personalidade: Alexander é tão insensível quanto aparenta ser, dificilmente mostra alguma emoção preferindo ser curto e direto sem se importar com sentimento alheio. Em seus comentários ele geralmente ironiza o que foi dito principalmente se for algo muito otimista ou então feliz “Eu prefiro ser realista, afinal não estou dormindo para viver em um mundo dos sonhos”. Alexander possui um código de gratidão, isto é, ele fica a cargo de uma pessoa que salva a sua vida até que consiga realizar o mesmo e com isso trabalhou como empregado em diversas casas sem receber qualquer salário por seus serviços.
Npc Ok
● Mudança da desvantagem Fantasia para Segunda Personalidade, tentamos ir trabalhando isso durante toda a aventura:
Citação :
Não há muita diferenças nas características de Katherine quando Azura está no controle, mas são muito evidentes para destacar a moça de sua contraparte. Os seus cabelos longos assumem a cor ruiva em um tom um tanto claro que se assemelha ao laranja, o que pode causar confusões sobre a real coloração. Seus olhos se tornam azuis como a cor do seu, apesar de estarem sempre demonstrando a sua costumeira seriedade que procura esbanjar com orgulho por aí.

Azura é a outra metade da jovem celestial que esteve adormecida durante anos, apesar de não estar totalmente presente se manifestou inicialmente como uma voz interna para alertar Katherine sobre o corpo que ambas dividem. Descobrir quando está sobre o controle é relativamente fácil, afinal Azura é praticamente totalmente ao contrário de Katherine. Séria, fria e completamente racional sempre preza pela sua segurança e a daqueles por quem se sente responsável, odiando profundamente se envolver em brigas optando sempre por um diálogo quando possível. Isso não quer dizer que não seja capaz de se envolver em combates, quando considera preciso se torna uma guerreira fatal de forma a assegurar a segurança que tanto preza ou obedecer às ordens de superiores, apesar de continuar a não gostar da situação.

Dificilmente se arrisca para experimentar coisas novas ainda desconhecidas e mesmo as conhecidas ainda se mantém com um pé atrás caso as considere arriscadas. Tem dificuldade em confiar nas pessoas, apesar de não deixar que isso a atrapalhe de fazer o que precisa ser feito. Se no entanto alguém conquistar sua confiança, pode se mostrar uma boa amiga. De forma contraditória, apesar de ter dificuldades de confiar nos outros, acredita que há força e segurança na união e nos números, de forma que deseja escalar nas patentes do Exército e ter cada vez mais subordinados. Não se importa com opiniões alheias sobre si, afinal não serão eles quem tomarão suas decisões e assim suas atitudes serão sempre baseadas em seus pensamentos.

Tão forte é a vontade de manter a segurança tanto individual quanto coletiva, que toda vez que Katherine toma uma decisão que pode pôr isso em risco, Azura luta pelo controle do corpo de forma a impedi-la e tomar as rédeas da situação. Nem sempre ela consegue (a cargo do narrador), mas quando consegue, apenas cede o controle de volta quando tem certeza que lidou com o problema que a fez vir a tona.

Aprovado :)
Relação de personagens:
● Ele faz

Exp: 9
EdC: 9

Localização: Aracne Island - 2ª rotaok

Nyx

Perdas:
● N/A

Ganhos:
● 1 missão - Ajudou um superior Negado, não atingiu o mínimo necessário de posts para completar uma missão.
● Ferimentos tratados:
Citação :
*"Estocada" do bastão na região do peito
* Voadora na cara
* Múltiplos golpes enquanto estava caído, com um principal no rosto
ok

Relação de personagens:
● Ele faz

Exp: 0 Exp, não chegou a completar uma página.
EdC: 0 Exp, não chegou a completar uma página.

Localização: Farol ok

Quantidade de posts do(s) Narrador(es): PepePepi - 30 3 créditos


feedback:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato IV: A Busca Pela Cura   Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 7 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Ato IV: A Busca Pela Cura
Voltar ao Topo 
Página 7 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Farol-
Ir para: