One Piece RPG
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Seasons: Road to New World
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Emptypor GM.Muffatu Hoje à(s) 14:46

» Revan Yamamoto
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 14:29

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 13:57

» Um Destino em Comum
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Emptypor (Orochi) Hoje à(s) 13:26

» Supernova
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Emptypor Shroud Hoje à(s) 13:09

» [Kit] Broly - DragonBall Super
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Emptypor Teo Hoje à(s) 12:59

» Meu nome é Mike Brigss
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Emptypor Shiro Hoje à(s) 11:42

» Phill Magestic
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Emptypor GM.Muffatu Hoje à(s) 11:33

» The One Above All - Ato 2
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Emptypor CrowKuro Hoje à(s) 00:49

» Primum non nocere
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Emptypor John Knudarr Hoje à(s) 00:18

» Tidus Belmont
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 23:48

» Cap.1 Deuses entre nós
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Emptypor Thomas Torres Ontem à(s) 22:52

» Blue Guardian! Luca o soldado da justiça!
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Emptypor K1NG Ontem à(s) 22:25

» Cap. 2 - The Enemy Within
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Emptypor King Ontem à(s) 22:19

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Emptypor Madrinck Dale Ontem à(s) 21:56

» Enuma Elish
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 21:50

» BOOH!
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Emptypor Oni Ontem à(s) 21:41

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Emptypor Furry Ontem à(s) 21:34

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Emptypor Pippos Ontem à(s) 21:31

» [Kit] Kat
Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Emptypor gmasterX Ontem à(s) 21:13



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Ato IV: A Busca Pela Cura

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Ato IV: A Busca Pela Cura   Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 EmptyQua 17 Out 2018, 15:37

Relembrando a primeira mensagem :

Ato IV: A Busca Pela Cura

Aqui ocorrerá a aventura do(a) revolucionária Katherine Silverstone. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
PepePepi
Membro
Membro


Data de inscrição : 15/03/2013

Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato IV: A Busca Pela Cura   Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 EmptyTer 22 Jan 2019, 22:05



Narração
Clima: Verão // Sensação térmica fria por estar de noite na beira do mar
Localização: Farol
Noite

Ambos
Os dois pareciam interessados, a sua própria maneira, no fato que gostavam de lutar. Mas aquilo não podia tomar muito tempo por ali. Apesar de desconhecidos, eram aparentemente aliados e logo o menino tentava incomodar os piratas com suas palavras. A jovem Silverstone poderia facilmente lembrar dela mesma, não havia muito tempo que ela havia feito a mesma coisa com os piratas, sem muito efeito com ela e sem muito efeito com ele também. O jovem Nyx, aceitando que não conseguiu provocá-los, olhou de relance e viu que Balde e Cicatriz estavam "bem", mas acabariam perdendo aquele embate dois contra três com o tempo, aguentariam por um bom tempo, com certeza, poderiam até ter um ou outro golpe de sorte que virasse a maré pro lado deles, mas no momento perderiam. Aceitando que não conseguiria provocar os piratas, perguntou em seguida sobre Alyssa para a jovem de cabelo verde e descobriu que a sua chefe realmente estava para morrer.

A partir desse ponto cada um se concentrou em uma coisa, a jovem começou a desviar-se de golpes do pirata, para Nyx ficava claro que este era mais forte que os com que lutava. Já o mink concentrava-se nos piratas que estavam em pé e lutando ainda. Foi em direção ao mais próximo e ouviu um tiro de Xi acertando outro pirata. Já Silverstone estava concentrada em desviar-se do pirata. Ela com seus desvios conseguia dirigir-se aos poucos na direção do navio. O problema é que a velocidade não estava sendo o suficiente e assim ambos viram a espada do número 7 indo na direção do corpo da revolucionária. Alyssa, num movimento desesperado colocou a mão esquerda na frente e a espada atravessou sua mão parando antes de atingir a mesma. O cabelo dela acabou ficando totalmente castanho e a espada foi facilmente quebrada como se sua lâmina estivesse congelada. Apesar disso, a revolucionária naquele momento parecia totalmente exaurida fisicamente. Ficando de joelhos sem forças para se levantar.

Nesse meio tempo, Nyx conseguiu acertar o pirata mais a esquerda e o tiro de Xi havia acertado o mesmo de forma que ele caísse e não parecesse interessado em levantar-se por causa da dor que estava sentindo. O mink não parou por ali e continuou realizando diversos ataques no homem mais a direita deste. Mesmo tentando desviar-se do próximo pirata, acabou sentindo a ponta do bastão dele acertando seu peito, como uma estocada de uma espada. A pressão o empurrou um pouco e a dor veio, mas não era algo realmente preocupante. Xi acabou acertando-o em seguida, talvez tivesse sido um ponto vital sem querer, a precisão naquele momento foi prejudicada por medo de ver Nyx sendo acertado mais. Balde acabou levando um forte golpe de um dos três piratas e Cicatriz ficou solo contra os três.

A jovem de cabelo verde estava concentrada em se esquivar e isso estava fazendo bem para a mesma naquele momento. Ela conseguira esquivar e fingir golpear como queria e o homem já estava próximo do mar como desejava. Nyx derrubava todos os últimos piratas que lutava, sobrava ali embaixo somente os dois que cercavam Cicatriz, ele aparentemente conseguira derrubar um, e o número 2. Silverstone então pegou impulso e tentou acertar o número 2 com um chute direto. Mas o mesmo simplesmente desviou e a revolucionária de cabelo verde viu-se passando direto no ar, com um movimento de sorte ou de suas asas, quem sabe, ela acabou conseguindo segurar-se na amurada como desejava, só não havia feito isso derrubando o pirata. Pendurada ela viu uma das crianças novatas soltando Alexander e sendo esfaqueada por outra criança. Seu companheiro então pegou a faca da criança que o libertou e chutou a outra criança.

O número 7 parecia nervoso com a espada quebrada, meio inconformado com aquele fato. O mesmo chutava Alyssa, mas claramente ele não estava em sã consciência mais. Ela, nem acordada mais estava. Por sorte, ou raiva do pirata, estaria viva, para sentir mais dor com o tempo. Os piratas minions que haviam sido esfaqueados pelas costas estavam se levantando, mas não estavam muito bem, elas claramente machucaram muito eles com aqueles golpes pelas costas.

Em baixo, o número 2 até chegou a olhar para a revolucionária de cabelo verde pendurada no barco, mas decidiu então olhar para o mink gato que havia chegado com reforços e acabado com toda a diversão que ele teria.


Golpes levados:
 

Legenda e Imagens:
 

Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Soldado
Soldado
Vincent

Créditos : 46
Warn : Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017

Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato IV: A Busca Pela Cura   Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 EmptySeg 28 Jan 2019, 15:56

Ajuda o maluco que tá doente



As coisas até que iam bem para mim, estava fazendo um bom trabalho na hora de me esquivar dos golpes realizados pelo homem e conseguia até então com os falsos golpes executar tudo como o planejado por mim anteriormente. O momento em que as coisas ocorriam bem fora breve até poderia dizer de forma deveras cômica, já que na hora da verdade eu acabava errando o meu ataque e passava direto pelo homem, a minha sorte é que eu conseguia chegar até a amurada ou somente fora realmente a ação das minhas asas. Ali no navio as coisas estavam um caos, o número 7 parecia estar furioso com Alyssa que num movimento de desespero quebrou a espada dele e nesse momento sequer tinha mais energias para prosseguir lutando, enquanto isso uma das crianças soltava Alexander, mas logo em seguida ela era esfaqueada por outra. O albino, rapidamente apanhava a faca da criança e chutava a outra, já Alyssa mesmo estando desacordada naquele instante o número 7 a chutava incessantemente o que claramente gerava em mim um sentimento revoltante pelo acontecimento ”E você vai fazer o que garota? Primeiro resolva a sua situação atual para ir ajudar os outros” mesmo ela estando com a razão, eu obviamente não concordaria como sempre ”Não tenho tempo para perder aqui parada, ela vai acabar morrendo nesse ritmo!”  diria rapidamente ”Para de ser idiota garota, se fizer alguma loucura aqui é você quem vai acabar morrendo!” pelo jeito, nenhuma de nós duas daria o braço a torcer. Pararia de insistir em uma conversa que não chegaria sequer em algum lugar para reter a minha concentração no que faria para subir até o convés da embarcação pirata, afinal qualquer movimentação no mínimo descuidada poderia fazer com que caísse dentro do mar.

Desta forma, faria pressão em minhas mãos e com isso procuraria erguer meu corpo de forma que conseguisse elevar a minha perna até a amurada para poder rolar navio a dentro. Se de alguma forma, eu acabasse vendo que não iria conseguir fazer isto apelaria para o meu plano B - Alexander! Poderia me dar uma mãozinha aqui? teria de ser ele a me ajudar a subir no convés - Obrigado pela ajuda sorriria como forma de agradecer pelo gesto feito pelo rapaz. O que restava agora era ir ajudar Alyssa com o número 7 - Precisamos ir ajudar a Alyssa, então você pode distrair aqueles outros homens enquanto eu faço isso? permaneceria com um sorriso em meu rosto e também juntaria ambas as mãos, ele não era um revolucionário por isso teria de contar com sua boa vontade para ajudar a salvar a mulher. Com isso, esperaria que ele fosse na frente e em seguida eu passaria pelo o seu lado indo na direção do número 7 que provavelmente ainda estaria chutando a comandante. A intenção não era pegá-lo desprevenido, caso acontecesse tudo bem, mas queria evitar ser taxada de covarde por fazer isso ”Que se dane o que os outros irão pensar de você, o que importa é a sobrevivência dos que são mais espertos e que utilizam todas as situações ao seu favor!” mais uma vez a nossa forma de pensar se divergia. Quando estivesse próxima do homem realizaria novamente um axe kick em uma região próxima ao seu pescoço procurando ao menos levá-lo até o chão, afinal ele estava sem sua espada e dessa forma, julgava que eu tinha alguma vantagem nesse momento. Acertando ou não, prosseguiria apoiando minha perna esquerda firmemente sobre o chão para realizar um giro e chutar com praticamente toda minha força para afasta-lo de Alyssa. Após isso, recuaria para ajudar a mulher e também se o homem viesse a tentar algum ataque - Vamos lá, acorda ai por favor de forma leve, balançaria ela esperando que acordasse. Caso o número 7 realmente procurasse me atacar, soltaria Alyssa no mesmo instante para esquivar de seus ataques e tentar um contra-ataque que poderia derrota-lo de uma vez. Se ele tentasse algum golpe lateral provavelmente com as pernas, buscaria me abaixar e também rolar para uma direção contrária da que o homem estivesse naquele momento, caso fosse algo frontal realizaria saltos para trás juntamente de outro que seria para o lado e tentaria também lhe passar uma rasteira que possivelmente o levaria até o chão.

Se Alexander não aceitasse por qualquer motivo acontecesse dele não ir distrair os homens, teria eu de fazer isso - Façamos o seguinte então, eu chamo a atenção deles e você se esgueira para atacar o número 7 diria com um sorriso no rosto, buscando assim convencê-lo mais facilmente. Com isso, eu passaria a planejar os meus próximos movimentos, todavia provavelmente faria algo que fosse do meu estilo mesmo - Vocês tão afim de apanhar mais um pouco!? exclamaria na direção dos piratas visando chamar a atenção deles - Até porque são bem fraquinhos mesmo encerraria minhas falas com um sorriso juntamente de uma careta. Esperaria que eles viessem em minha direção, talvez ele estivessem portando espadas e por isso se porventura tentassem algum ataque na diagonal, procuraria realizar um giro para a direção contrária em conjunto com dois passos. Se fosse um ataque vertical a trajetória pouco importava, já que eu procuraria me movimentar para trás e caso fosse possível realizaria mais alguns giros que retirariam o meu corpo da direção dos golpes dos homens. Assim, na primeira oportunidade que tivesse para repetir o spinning bird kick que eu fizera anteriormente contra os outros piratas em terra, utilizaria o máximo de força que pudesse para ao menos derruba-los. Obtendo sucesso ou não, recuaria alguns bons metros para poder organizar um novo ataque e com certeza estaria em mente com um split kick, onde correria o mais rápido que pudesse para atingir ambos os homens ao mesmo tempo. Enfim, como sempre eu não sabia o que iria acontecer a partir disso, mas eu tinha confiança que com meus movimentos conseguiria mais esta pequena vitória nesse combate.

Spoiler:
 


Histórico:
 

Objetivos:
 

Entenda a piada por favor:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato IV: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
yaTTo
Soldado
Soldado
yaTTo

Créditos : Zero
Warn : Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 23

Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato IV: A Busca Pela Cura   Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 EmptyTer 29 Jan 2019, 19:33



嗨让我们战斗吧


Minha habilidade com o chicote como também a velocidade de meu corpo me tinha dado a vitória esperada contra aqueles piratas, claro, não pareciam ser os piratas mais fortes do mundo, porem como dizia meu mestre “Uma vitória é uma vitória”. Caía sentado ao chão, a porrada que levava no peito me tinha deixado um pouco sem ar. Levantava meu preto moletom e via que a força usada era forte o suficiente para deixar minha pele, recoberta de pelos brancos, vermelha. Contudo não tinha muito tempo para comemorar ou lamentar agora, sem comunicar uma palavra a garota de cabelos verdes seguia em direção ao navio, podia esperar que ela tinha algum tipo de estratégia e não estava fazendo isso de uma maneira suicida, tinha que ajudar do jeito que conseguia, em combate. Minha primeira ação seria com certeza ajudar balde e cicatriz, eles pareciam estar sofrendo para lidar com os três piratas, mesmo que estivessem tendo dificuldade conseguiam realizar seu papel, atrasar os piratas para que pudesse lidar com os outros enquanto isso. Inspirava e respirava forte, meu corpo não parecia doer, a adrenalina que corria em meu corpo me fazia ter um alivio, porem já sentia os possíveis efeitos da fadiga, não tinha parado um segundo sequer e a última viagem de barco não tinha sido a mais calma possível. - Xi! - Gritava para minha companheira que estava um pouco mais atrás, tínhamos que mudar nosso foco e ir em direção a dupla de agentes que tinha sobre comando, iria executar essa missão sem perder nenhum membro e quem sabe poderia me orgulhar disso em meu futuro. Descansando por míseros segundos abaixando meu corpo e de uma vez liberava toda energia que conseguia acumular em minhas coxas para em uma forte propulsão me jogar para frente em direção a cicatriz que precisava de ajuda. - Xi, cuidado para o jeito que você está atirando, não posso reclamar do jeito que tratou os primeiros piratas, mas o ultimo com certeza você exerceu seu direito de brutalidade, tente ser um pouco menos agressiva! - Tinha que de qualquer jeito afastar essa mentalidade assassina de minha companheira, esse tipo de coisa acabava por manchar um pouco a imagem dos revolucionários para com os civis, nosso principal alvo de atenção, não nos importava o que o governo pensava e talvez até o jeito de Xi agir assim poderia nos favorecer contra tais pessoas, porem a má publicidade nos faria mais mal do que bem. Como seu líder focaria ao menos um pouco meus esforços em mudar sua personalidade para que no futuro possa se tornar uma grande revolucionaria, assim imaginava que todos ali seriam. Observando a situação geral via que balde era jogado ao chão com força e cicatriz ficava sozinha contra três piratas, aquilo era ruim, ter levado muito tempo com meus inimigos fazia balde ser nocauteado, tinha que melhorar minha velocidade ou acabaria sem nenhum companheiro a meu lado, não queria ser o tipo de pessoa que usa os outros apenas para tirar vantagem no campo de batalha, contudo sentia que nesse exato momento estava fazendo isso. Conseguindo chegar próximo da dupla revolucionaria meu principal foco era retirar balde dali e dar assistência para que cicatriz consiga finalizar os marinheiros. Com o chicote em mão direita iria girar o mesmo logo ao meu lado direito em sentido horário, lançaria em direção a balde focando acertar qualquer parte de seu corpo que poderia ser agarrado, tronco, braços, pernas, porem evitaria acertar na cabeça ou pescoço, aquela era uma área onde qualquer força maior poderia colocar sua vida em perigo. Conseguindo laçar meu companheiro puxaria o mesmo para trás em minha direção que ficaria a pouco mais pouco menos de dois metros da briga – Xi, me de cobertura enquanto puxo nosso colega, foque em apenas distrair tais inimigos e ajudar cicatriz a lidar com eles, quando eu terminar aqui irei me juntar a eles. - Conseguindo puxar meu aliado era hora de contra-atacar, pularia sobre o corpo desacordado de meu amigo e com velocidade iria em direção a tais piratas. Os últimos não tinham qualquer arma de longo alcance, porem como um bom felino precavido não confiava nem em mim quiçá meus inimigos, com movimentos em diagonal, da esquerda para direita tentava despistar qualquer atirador mais precavido de tal bando pirata, chegando próximo o suficiente iria dar uma parada brusca, com um sorriso gigantesco no rosto iria lançar a ponta de meu chicote em direção a perna do primeiro homem que estivesse a minha frente, não importava em qual lugar e muito menos qual perna, porem iria me focar no tornozelo, em um movimento rápido laçaria tal membro e com força puxaria para trás tentando desestabilizar tal inimigo – Xi! - Novamente aguardava os disparos de minha amiga, iria continuar usando dessa estratégia chula enquanto funcionasse, nosso trabalho de equipe não era perfeito, porem serviria para nossa primeira grande batalha na Grand Line. Conseguindo acabar com um dos piratas iria esperar que cicatriz recuasse junto a mim para com ambas as forças realizar um novo ataque, mesmo que não demonstrasse com meu corpo estava começando a perceber a fadiga que acertava com força meu corpo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Citação :
Nome: Nyx
Posts: 04
Ganhos:
Perdas:
Berries: • 20.000 Berries
Vantagens: Aceleração | Noção Exata do Tempo | Presas e Garras | Zooglota | Genialidade | Visão Aguçada
Desvantagens: Aparência Inumana | Código de Conduta | Sinceridade Excessiva
NPCs:
Extra:-x-


Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato IV: A Busca Pela Cura   Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 EmptySex 01 Fev 2019, 06:39



Narração
Clima: Verão // Sensação térmica fria por estar de noite na beira do mar
Localização: Farol
Noite

Bipolar Silverstone
Pendurada no navio e vendo sua chefe apanhar de forma gratuita. Parando de discutir consigo mesma porque isso não levaria a nada, acabou então subindo no convés. Onde logo ficou de pé e se preparou para o próximo combate com o homem maluco que abusava de Alyssa. Sabendo que não conseguiria cuidar da situação por completo sozinha, logo pediu ajuda para Alexander, onde perguntava para o mesmo se ele conseguiria cuidar dos homens que ali estavam e que não eram o número sete. O mesmo não chegou a responder, porque suas ações deixaram claras que essa era a intenção desde o começo, até porque os homens mesmo já estavam indo em sua direção. Para os inimigos, no convés haviam dois inimigos, Alexander e Alyssa, e esta segunda estava fora de combate e nas mãos do número sete, então era natural que eles se filtrassem no Alexander. As crianças pareciam até se interessar pela Silverstone, mas a criança que não havia sido esfaqueada ficava entre as crianças e a jovem.

Indo na direção do número sete, conseguiu acertar um ótimo chute enquanto o mesmo acertava Alyssa mais uma vez. Por pouco o mesmo não chegou a cair do navio. Cutucando sua chefe, percebeu que a mesma estava tão fraca que não demonstrava qualquer reação. Ela não estava morta, mas sua mão estava com a lâmina congelada atravessando-a e seu corpo todo estava cheio de hematomas dos chutes, além de algumas partes do corpo estarem muito quentes enquanto outras estavam frias demais. O número sete levantou-se aos poucos e encarou então a jovem que o havia parado. - Isso sim é lealdade... - Falou com um sorriso meio sinistro. - Deveria se preocupar em me vencer antes de tentar acordá-la. - Falou ele. E assim o mesmo abriu bem as mãos, ele não estava com nenhuma espada ou qualquer coisa do tipo ali, ou pleo menos nenhuma visível, mas claramente iria atacar Silverstone. Por isso a mesma pôde então soltar Alyssa e se preparar para desviar do pirata. No entanto, o pirata não a atacou de uma vez. O mesmo primeiro foi até as crianças que estavam cercando a outra criança boazinha que havia e o mesmo acabou roubando uma das facas dela, mesmo sendo "aliados" o mesmo simplesmente pegou a faca dela e a empurrou para o mar, assim ficando um contra um no duelo infantil e dois contra um no duelo Alexander contra subordinados do número sete. O líder em questão já havia perdido a sanidade a um bom tempo. A perda da espada claramente o afetou muito mais do que imaginava. Porém se isso aumentara ou diminuíra a força do mesmo ainda era uma incógnita. Com um movimento rápido e frontal com a faca, apesar de tentar desviar, Silverstone viu-se sendo acertada pela estocada, a mesma não penetrara tão fundo quanto poderia se a mesma não tivesse pulado para trás ou se o mesmo usasse uma espada ao invés da faca.


Nyx
Infelizmente o jovem estava perdido em quem era exatamente seus inimigos por achar até meio fácil a situação. Não entendia a confusão que estava ocorrendo no convés do navio e acabava assim simplesmente ficando preocupado com seus subordinados que acabara vendo um caindo. Por causa disso, não pensou muito depois que viu a jovem de cabelo verde indo na direção do navio, concentrou-se em ir na direção de Balde e Cicatriz. Entre toda a confusão acabou alertando Xi sobre o tiro que a mesma havia dado. Não queria que aquele tipo de situação ocorresse independente da situação.

Talvez por preocupar-se demais com seus subordinados, mas o mesmo acabou ignorando o homem que até então estava lutando com a jovem de cabelo verde e se concentrou nos piratas que enfrentavam Balde e Cicatriz. Isso foi bom no começo. Conseguiu cumprir com os planos que tinha no momento, recuou o desmaiado Balde da luta e com o apoio de Xi e de Cicatriz conseguia ir aos poucos batendo nos dois piratas que ali restavam com o mesmo plano simples que tinham, a verdade era simples, os piratas minions não eram lá grande coisa. Eles estavam prestes a desistir por completo, quando o número dois acabou chegando com uma voadora e acertou Nyx com tanta força que o jovem simplesmente viu o céu por alguns instantes enquanto seu corpo fazia um arco para trás e o mesmo atingia as costas no chão, a dor em seu rosto ia aumentando conforme o arco de seu corpo ia ocorrendo e já sentia o gosto de sangue invadir sua boca e o cheiro do mesmo atingir seu nariz. Batendo a cabeça no chão poderia quase perder os sentidos por um instante, a fadiga já o havia acertado a tempo e aquele chute claramente não ajudava, mas por algum milagre seu pescoço não quebrara e não perdera a consciência. O mesmo não ocorreu com seu outro subordinado, Cicatriz foi acertado por um chute ascendente logo após o mesmo ter acertado Nyx. Esse chute tirou o corpo de seu companheiro do chão e o mesmo voando alguns metros para trás não deu sinal de vida. O jovem mink simplesmente não saberia dizer se aquele único chute havia matado ou não o Cicatriz. O pescoço dele não parecia ter sido quebrado enquanto era jogado para cima, mas nunca se sabia o que poderia ter acontecido, principalmente na queda. A unica coisa que Nyx sabia, era que aquele homem ali claramente era de outro patamar em comparação com os subordinados que estava enfrentando até então.


Golpes levados:
 

Legenda e Imagens:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Soldado
Soldado
Vincent

Créditos : 46
Warn : Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017

Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato IV: A Busca Pela Cura   Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 EmptyDom 10 Fev 2019, 13:58

Treta Infinita Parte I


Quando subi ao convés não precisei de uma resposta por parte de Alexander para atacar os homens, já que suas ações mostravam que iria fazer aquilo mesmo se eu não dissesse nada e mesmo que nem quisesse os próprios inimigos vinham em sua direção. Apesar do interesse das crianças por mim, aquela que estava ao nosso lado se colocava entre elas e assim me deixava num cenário mais que propício para atacar o número 7. Enquanto o pirata estava distraído atacando Alyssa mais uma vez, consegui lhe acertar um bom chute que literalmente por pouco não derrubara ele do navio, o que me permitiu ir até a mulher para tentar acorda-la. Uma decisão terrível, digassi di passagi, afinal a comandante estava em uma situação horrível, além de estar muito fraca para ter qualquer reação naquele momento e possivelmente por um bom tempo. Não demorou muito tempo para o número 7 se levantar e começar a falar sobre eu ter de me preocupar em derrota-lo antes de tentar acordar Alyssa - Me preocupar? Com você? Não acha que está se achando muito? ironizaria suas palavras soltando um riso logo em seguida tentando provoca-lo mais uma vez. Após isso, ele abriu bem suas mãos se preparando para vir me atacar, mas ele não fez isso logo, antes foi até onde estavam as crianças e tomou a faca de uma das crianças que estavam ao seu lado, em seguida empurrou o próprio companheiro ao mar. Talvez, ele estivesse louco por ter tido sua espada quebrada ”Esse aí devia amar a espada” pensava ao observar suas atitudes. No fim, as coisas somente pioravam para mim quando ele conseguia acertar em mim uma estocada, mas ao menos conseguia evitar o pior saltando para trás e com isso a faca não penetrara tão profundamente na minha barriga ”Droga!” analisava a minha situação em pensamento.

Evitaria perder tempo, depois do golpe procuraria recuar o mais rápido possível para evitar qualquer outra continuação de ataques e ainda ser pega desprevenida. Com isso, poderia me preparar para avançar contra o pirata e derruba-lo de uma vez ao mar ou então mata-lo mesmo - Vamos logo acabar com isso, certo? sorriria na direção do homem ao lhe fazer esse questionamento. Flexionaria levemente as minhas pernas para então lançar o meu corpo na direção do homem, a primeiro momento em linha reta e em alguns momentos me movimentaria para os lados fazendo Dashs ”Sabe o que seria melhor? Você pegar essa inútil ai e meter o pé desse navio” essa era certamente uma ideia genial ”Claro, sem o Log Pose né? diria de forma irônica ”Aquele idiota foi fazer o que lá dentro então? Brincar de amarelinha com as crianças?” eu poderia ficar irritada, mas provavelmente seria melhor rir da segunda parte. Quando estivesse próxima ao homem repetiria o mesmo processo que fiz anteriormente do chute de 540° graus, me apoiando sobre a perna esquerda e em seguida realizando um giro para poder chutar com a direita bem no rosto do homem. Independente de conseguir acertar o homem ou não recuaria para efetuar uma nova investida na direção do pirata, o primeiro golpe seria para atordoa-lo os dois que viriam em seguida teriam de finaliza-lo . Logo, não demoraria para fazer um avanço contra o home - Vê se você consegue aguentar isso! exclamaria de forma animada na direção do número. Desta forma, realizaria um flying side kick novamente e mesmo que ele conseguisse bloqueasse ou esquivasse procuraria agir rapidamente para apoiar meu pé no chão e então rodar para fazer um chute lateral visando as têmporas do homem. Se não conseguisse derrota-lo me prepararia para evitar seus ataques, caso ele tentasse mais uma vez uma estocada ou algum outro tipo de ataque frontal no intuito de acertar alguma região do meu tronco, desta vez não só saltaria para trás como também realizaria alguns giros para me esquivar com sucesso. Se não fosse algo frontal e sim um ataque vertical, me movimentaria para os lados com alguns pulos juntamente de um rolamento para girar ao redor do homem como  forma de evitar os golpes também. Caso o número 7 quisesse restringir meus movimentos intencionando seus ataques na direção das minhas pernas, buscaria realizar um salto sem sair do lugar e em seguida jogaria o corpo para o lado rolando em meio ao processo de esquiva.

Havia possiblidade de não ter tempo o suficiente para que eu pudesse recuar e logo em seguida buscar atacar o homem, ele poderia acabar sendo mais rápido. Por isso, teria de estar preparada caso isso acabasse ocorrendo e se ele tentasse um ataque na horizontal procuraria me abaixar o mais rápido que conseguisse aproveitando para fazer algum contra-ataque passando uma rasteira nele aproveitando para tentar ergue-lo. Se ele procurasse um ataque na diagonal procuraria realizar giros com movimentações para os lados e assim tentaria me posicionar no flanco direito do meu oponente, com isso visaria um chute na cabeça do número 7 procurando atordoa-lo, assim poderia derruba-lo de alguma forma nesse combate. Caso o homem visasse um ataque na direção da minha cabeça procuraria jogar o meu corpo para os lados ou então somente viraria dependo da velocidade em que as coisas ocorressem, se conseguisse obter algum sucesso procuraria com um chute de média potência afastar o homem de mim e ao mesmo tempo empurrá-lo contra a amurada do navio - Vamos lá! É só isso que você tem para me mostrar? riria com as minhas palavras - Que fraquinho! seguiria com um sorriso ao olhar para o homem.




Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato IV: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato IV: A Busca Pela Cura   Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 EmptyQui 14 Fev 2019, 01:50



Narração
Clima: Verão // Sensação térmica fria por estar de noite na beira do mar
Localização: Farol
Noite

Bipolar Silverstone
A jovem recuou rápido para não sofrer mais ataques do número sete. O corte não a incomodava muito para falar a verdade. Com passos rápidos a jovem Silverstone foi se aproximando do número 7. Mesmo naquela situação a bipolar continuava conversando consigo mesma, criando um plano diferente do normal e que ela mesma descartava. Após se aproximar o suficiente, a jovem tentou acertar o pirata com um chute que abusava de um giro gigantesco, o homem quase conseguiu se esquivar por isso, mas ainda assim foi acertado por pouco. A celestial não pararia por ali, já recuando por medo de qualquer golpe que poderia vir até si, viu que o mesmo já havia se "recuperado" do golpe que ela havia dado. Aproximando-se de novo do pirata, viu que ele já a atacava diagonalmente, a jovem esquivou-se com um rápido giro e chutou a cabeça dele, não chegou a atordoá-lo, mas foi o suficiente para desequilibrar o próximo ataque que ele tentou e passou direto pela mesma. Quando o número sete errou o golpe, acabou segurando a beirada do navio para não cair no chão, meio tonto pelo chute que havia levado na cabeça. Nesse momento a jovem Silverstone pôde ver o número 2 acertando acertando um chute bem no meio do rosto do aliado de cabelo branco já caído no chão. A jovem assistente dele se aproximou deles para tentar impedir que seu amigo apanhasse mais, mas a única coisa que resultou disso foi a mesma ser acertada também.

A jovem revolucionária não podia perder mais tempo daquele jeito. O número 7 já estava se levantando e ela se aproximando novamente acabou por dar um chute na barriga do homem que foi de encontro a beirada do navio. Seguindo de um chute em sua têmpora, o homem acabou sendo empurrado e caiu na água. A jovem Silverstone pôde ouvir então alguém conhecido por causa disso. A sereia apareceu e a mesma puxou o pirata para baixo d'água. E assim, após um tempo, com algumas bolhas de ar aparecendo, um dos chefes provavelmente havia sucumbido. Por algum "golpe de sorte" ou não, Alexander havia acabado de finalizar seus adversários. A criança aliada que estava em melhor estado parecia preocupada com a outra, que havia sido esfaqueada. Alexander estava bem fraco sentado sem se importar muito.  O número 2 estava ganhando lá embaixo, fácil, mas ele viu o número 7 caindo e sendo afogado, ou pelo menos, deduziu que havia sido afogado. Com isso, ele não pôde fazer nada ali, além de simplesmente correr. Não tinha porque tentar vencer os que estavam lá em cima se todos seus aliados haviam perdido. A mulher que havia vindo com o tal Nyx se aproximou dele e gritou sobre ele estar com dificuldades de respirar por causa do nariz estar quebrado. Alyssa ainda não estava acordada. Os piratas no entanto, apesar da maioria estar desacordado, poderiam acordar a qualquer instante. Com exceção dos que Alexander havia lutado, que pareciam mortos.


Golpes levados:
 

Legenda e Imagens:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Soldado
Soldado
Vincent

Créditos : 46
Warn : Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017

Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato IV: A Busca Pela Cura   Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 EmptyTer 19 Fev 2019, 23:31

Treta Infinita Parte II



Quando pude me aproximar do número 7, conseguia realizar o meu chute de 540 graus que por conta do meu giro o homem quase se esquivara e por pouco eu o atingia. Após recuar obtinha outro êxito ao evitar um ataque diagonal do pirata, em seguida revidava com o chute em sua cabeça, que fora mais do que suficiente para fazer com que ele errasse o ataque em seguida. Com isso, ele acabava indo de encontro com a amurada do navio para se segurar, já que inevitavelmente estava prestes a cair no chão e assim, nesse meio tempo constatava o albino apanhando para o número 2 ”Terei de salvar mais um então” era o que se passava em minha mente naquele momento em que eu via a situação de Xanax. Por fim, antes que o número 7 pudesse se levantar novamente eu ia ao seu encontro para finaliza-lo de uma vez por todas, primeiramente com um chute em seu estômago e outro na têmpora que o fazia cair no mar - Essa foi por ter cortado a prancha, babaca! era o que saia automaticamente de minha boca, ao constatar a queda do homem na água. Mesmo com sua iminente vitória, o número 2 ao ver que seu companheiro estava se afogando ou quase isso, afinal também naquele momento estava em menor número. A mulher que estava com Nyx gritava algo sobre ele estar com problemas respiratórios, além disso a Alyssa estava ainda desacordada e como os piratas poderiam acordar logo, desta forma teríamos de ser rápidos para voltar a nossa embarcação ”Do jeito que você é, vai acabar acordando os homens e se machucando com isso” fez mais um de seus comentários que me deixavam irritada ”Se não for dizer algo bom, é melhor que fique quieta!” esbravejaria ”A bebezinha tá bravinha tá?” atiçou ainda mais a minha raiva.

Nesse momento, olharia na direção de Alexander e me aproximaria dele para perguntar a respeito do Log Pose - Ei, você conseguiu encontrar o Log Pose? sorriria para ele, esperando uma resposta positiva de sua parte. Caso ele não estivesse com o objeto, eu iria ter de procurar por contra própria - Tudo bem, você pode carregar a Alyssa pra lá enquanto eu busco por ele? permaneceria com o sorriso em meu rosto. Com isso, não perderia mais tempo por ali e me direcionaria até a porta de onde os piratas haviam saído, iniciaria a minha procura por ali mesmo. Não tinha um local exato para começar a buscar, mesas, gavetas, prateleiras e etc, trataria de virar o local de “ponta cabeça” para conseguir encontrar o Log Pose de uma vez ”Espero não perder muito tempo só com isso” pensava enquanto vasculhava o ambiente. Estava começando a ficar farta do Farol, quanto antes pudéssemos sair dali era melhor e se conseguisse encontrar o Log Pose, voltaria até o convés especificamente na amurada - Ariel? Você tá ai!? procuraria também pela sereia, se ela estivesse por ali faria um pedido - Pode me ajudar aqui? pularia ao mar em seguida, primeiramente procuraria tentar nadar e depois me apoiaria na sereia para que ela pudesse me guiar até terra firme - Muito Obrigado! agradeceria com um sorriso e também beijando a bochecha da sirena, talvez assim demonstraria o quão agradecida estava naquele momento. Após isso, buscaria por Nyx - O que aconteceu com ele? faria um questionamento para aquela que estava juntamente dele - Acha que consegue carrega-lo? faria outra pergunta para ela, caso a mesma negasse procuraria por Alexander - Agora, você carrega ele e eu ajudo a Alyssa diria por fim.

Se o homem estivesse com o Log Pose, pouparia um bom trabalho para nós e com isso, me preocuparia em achar algo que pudesse ficar firme entre o navio e a terra para podermos atravessar sem maiores problemas. Faria o mesmo processo do Log Pose, mas desta vez poderia pedir ajuda do Alexander - Pode me auxiliar? Se não a gente fica preso aqui e acho que isso não é uma boa ideia perguntaria colocando mais uma vez o sorriso característico em meu rosto. Caso encontrasse algo que pudesse nos ajudar a atravessar, a primeiro momento faria um teste para ver se o objeto não se romperia com nosso peso, esperava ao menos que resistisse a um de nós ou os dois, assim alguém poderia arrastar a comandante até a terra firme, enquanto que o outro aguardava a sua vez de atravessar. Feito isso iria até o encontro de Nyx novamente para ajuda-lo com os seus problemas ”Eu só quero ir embora logo" pensava ao dizer as minhas palavras a mulher que estava com o albino. Enfim, a essa altura do “campeonato" só queria poder chegar no navio e seguir de uma vez para Aracne, onde talvez a minha situação piore.



Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato IV: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato IV: A Busca Pela Cura   Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 EmptyQua 20 Fev 2019, 02:55



Narração
Clima: Verão // Sensação térmica fria por estar de noite na beira do mar
Localização: Farol
Noite

Bipolar Silverstone
Com a vitória conquistada, a jovem Silverstone pôde finalmente relaxar por um instante. Virando-se para Alexander perguntou se o mesmo havia encontrado o log pose, a resposta veio de forma silenciosa com o homem acenando que não com a cabeça. - Me encontraram antes. Mas já vi a maioria das salas, deve estar no quarto de algum dos chefes. - Informou ele bem calmo, agora que a luta havia acabado ele parecia tranquilo, tão tranquilo que nenhum sentimento parecia existir em seu rosto. Ouvindo a pergunta da jovem de cabelo verde o mesmo acenou positivamente com a cabeça enquanto se dirigia na direção da mulher. Alyssa ainda estava desacordada, era até difícil de acreditar que ela estava viva, apesar da celestial notar que as pontas do cabelo dela já estavam ficando azuis novamente.

Entrando no navio, com a dica de Alexander, Silverstone conseguiu encontrar o log pose rapidamente no quarto do que julgava ser o número 2 pelo tanto de detalhes religiosos que havia espalhado pelo quarto. Pegando o log pose, viu a agulha apontada para uma direção que provavelmente era Ilha Aracne, a tal ilha que Karthus falou que o log pose apontava. Chegando ao convés do navio, reparou que as crianças haviam sumido dali apesar dos piratas ainda estarem desacordados. Gritando pela Ariel, não recebeu nenhuma resposta. Ao invés de tentar pular e usar suas asas para planar até o chão, a cansada celestial preferiu simplesmente cair na água e aos poucos nadou até a terra. Onde fria e cansada, pôde ir andando até a direção dos homens que haviam chegado e ajudado na batalha. A maioria deles parecia estar se recuperando aos poucos, apesar de muito machucados. Ao perguntar sobre Nyx, que era o único que não dava qualquer sinal de vida, ouvia um breve: - Não sei... acho que aquele pirata o acertou com mais força do que eu imaginava. - Quando perguntou se a menina conseguia carrega-lo, viu a mesma falando que sim, porém os outros dois pareciam precisar de ajuda.

Ajudando-os aos poucos foram andando na direção do navio de Alyssa. Quando finalmente o viu no horizonte, já estava começando a amanhecer. Aquela aventura toda custara mais tempo do que imaginara. O navio, infelizmente estava um pouco machucado, provavelmente do ataque pirata que ocorrera de noite. Não estava detonado ao ponto de não poder viajar, mas era claro que o mesmo havia tido uma batalha. Os civis que ali estavam iam arrumando aos poucos o barco e muitos ajudaram quando viram Silverstone e os outros chegando todos arrebentados. Ali, todos deram prioridade para Alyssa, deixando a celestial e os outros machucados de lado por enquanto, vendo o nascer do sol.


off:
 

Golpes levados:
 

Legenda e Imagens:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Soldado
Soldado
Vincent

Créditos : 46
Warn : Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017

Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato IV: A Busca Pela Cura   Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 EmptyQui 21 Fev 2019, 22:19

Treta Infinita Parte III




Alexander não havia conseguido pegar o Log Pose, por isso eu fui atrás do objeto enquanto ele seguiu com Alyssa para terra. Quando encontrei a bússola procurei pela sereia, que não deu sinal de que estava por ali e assim, pulei no mar até chegar a praia com minhas próprias forças nadando ”Eu pensava que você era burra, mas agora se superou teve um navio inteiro para roubar e só pegou o Log Pose?” riu de mim, o que me irritava profundamente ”Só peguei o que me pertencia, afinal não sou uma ladra” achava minha atitude certa ”Fala sério, você é uma criminosa e além disso eles são piratas roubar deles é apenas reembolso, idiota!” como sempre, divergíamos em nossas opções e com isso não discutiria mais, já que nenhuma de nós arredaria os pés. Voltando até onde estavam os nossos outros companheiros, os que vinham com Nyx se recuperaram aos poucos enquanto que o albino permaneceu sem dar alguma resposta de vida - Você acha ainda!? Ele tá ai jogado no chão parecendo um morto e você acha que bateram forte nele!? Fala sério né... me indignaria com as palavras proferidas por ela. Após isso, seguimos para o navio auxiliando os que estavam mais debilitados e quando o dia amanhecia finalmente alcançávamos o nosso penúltimo objetivo: chegar até a embarcação. Outro fato que me deixava irritada, era que os civis do navio prestavam ajuda primeiramente para a comandante e sequer vinham nos ajudar, mas naquele momento evitaria reclamar muito mais pelo cansaço - Ufa, isso foi mais cansativo e duradouro do que pensei quando saí daqui me recostaria sob a amurada, talvez acabasse adormecendo por ali mesmo por conta da situação em que eu estava ”Espero não dormir por muito tempo aqui nessa mesma posição” era o que estaria pensando naquele momento.

Se dormisse ou não ficaria ali por algum  tempo, reunindo mais energias para seguir em frente - Alguém aí pode me ajudar com meus ferimentos!? falaria com um sorriso em meu rosto num tom bastante audível para todos os que estivessem ao meu redor. Caso houvesse um médico por ali iria ao seu encontro - Olá, tudo bem? Pode me ajudar aqui? utilizando minhas mãos indicaria o local dos meus poucos machucados que estavam pelo corpo, se não tivesse algum médico por ali teria de me virar de alguma forma ou então seguir procurando. Aguardaria o tempo necessário para que estivesse totalmente tratada, desta forma iria até onde estava a cozinha que estive anteriormente - Vamos botar a mão na massa agora! riria com minhas próprias palavras ”Santa Retardadice" Quando a raiva passava, Azura voltava para me atiçar mais uma vez, prosseguiria ignorando os seus dizeres. Independente de haver um cozinheiro ali ou não, tomaria as rédeas daquela cozinha - Eu vou fazer uma sopa, tudo bem? Pode ir lá descansar, sei o que estou fazendo aqui sorriria na direção da pessoa, obviamente se ela estivesse por ali até porque não era tão louca assim para falar com o nada. Já tinha em mente o que faria, primeiramente arranjaria uma panela grande onde faria um refogado com cebola, frango, tomate e pimentão, depois de 1 minuto juntaria couve, abobrinha e cenoura deixando refogar por mais algum tempo. Por fim, temperaria com sal e pimenta, além disso colocaria batatas antes de encerra todos os meus preparos - Espero que esteja bom antes de servir a alguém provaria para não fazer mais vítimas como nas últimas horas. Finalmente tudo estava chegando ao seu fim, parecia que fiquei um século nesse Farol agora enfim poderia seguir para Aracne Island.

Pegaria um prato para mim, onde colocaria a sopa e como disse anteriormente seria a “primeira" vítima da minha própria comida - E não é que ficou bom? encararia o prato enquanto saboreava  o alimento. Se estivesse ruim, tentaria de alguma forma melhorar ou compensar de algum outro jeito, mas se fosse irreparável apenas jogaria tudo de fora ”É mais provável que com sua idiotice, acabe estragando tudo” ficaria irritada, mas responderia de uma outra forma ”Cala a boca, eu sou muito Master Chef pra você duvidar das minhas habilidades” responderia procurando usar um tom de “superioridade” tentando inferioriza-la para que pelo menos por um tempo não me perturbasse de maneira alguma. Caso nesse momento a viagem se iniciasse, terminaria de comer o prato de sopa e seguiria até o convés onde pegaria o meu violino - Agora, uma música boa com direito a uma bela paisagem diria com um sorriso em meu rosto, enquanto que posicionava violino sobre o meu ombro e observava o mar ao redor. Estaria verdadeiramente feliz naquele momento, aproveitaria que Alyssa ainda estava desacordada para aproveitar ao máximo a viagem, já que quando a mesma estivesse disposta iria até ela para fazermos um balanço final da nossa luta contra os piratas no Farol - Sinta-se Bem, “Feels Good” a partir desse momento começaria a cantar.



Histórico:
 

Objetivos:
 

Spoiler:
 

Spoiler:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato IV: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 140
Warn : Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato IV: A Busca Pela Cura   Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 EmptyDom 24 Fev 2019, 02:34



Narração
Clima: Verão // Sensação térmica fria por estar de noite na beira do mar
Localização: Farol
Noite

Bipolar Silverstone
A jovem acabou discutindo consigo mesma o porquê de ter sido tão boazinha e não ter roubado nada dos piratas. Bem, não havia o que fazer agora que já estava no navio além de ficar triste por ter sido ignorada já que todos ali se preocuparam com Alyssa. Battos falava com o povo que havia vindo ajudar e estes saiam do navio enquanto o tal Nyx era tratado, não era nada sofisticado, parecia que só checavam que ele estava vivo. Aparentemente aquelas pessoas iam ficar para trás. Battos veio até Katherine, o jovem estava bem machucado, seu corpo todo estava enfaixado. - Desculpa a demora... já vou mandar virem te tratar. - Falou o mesmo. A voz dele estava fraca. - Sua amiga está lá embaixo... ela está desmaiada, ela lutou apesar de claramente não ser acostumada a isso. - Elogiou o jovem, talvez a malvada celestial nem lembrasse de Geovanna, já que a mesma não parecia preocupada até mesmo em descobrir o que havia acontecido ali no navio para a sereia ter sido levada. - Vou fazer o navio começar a velejar. Depois quando puder, mostre o log pose para o navegador, ele precisa saber a direção.

Com o tempo, acabou aparecendo uma pessoa que tratou os ferimentos de Silverstone. A jovem não havia se machucado muito, os cortes não foram muito fundos e não havia motivo para real preocupação da jovem naquele local. Como não havia nada que podia fazer com o chifre cortado, deixaram por aquilo mesmo. Levantando-se, foi fazer comida, algo um pouco diferente do normal. Sentiu o navio começando a se locomover. Chegando na cozinha do navio começou a fazer a sopa após dispensar o cozinheiro, que realmente não relutou muito, curtiu o descanso gratuito. A sopa da jovem celestial estava gostosa, nada de outro mundo, mas gostosa. A jovem terminou de comer e foi até o convés, onde começou a tocar seu violino. A viagem parecia tranquila nesse começo.

Post 1/4 para ir para Aracne Island


Turnos para sarar:
 

Golpes levados:
 

Legenda e Imagens:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vincent
Soldado
Soldado
Vincent

Créditos : 46
Warn : Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 9010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2017

Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato IV: A Busca Pela Cura   Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 EmptyTer 26 Fev 2019, 22:56

Treta Infinita Parte IV




Após algum tempo, Battos vinha até mim dizer que logo chamaria alguém para me tratar naquele momento sua voz estava fraca. Ele acabou citando a respeito de Geovanna ter lutado provavelmente contra os piratas até que acabasse desmaiando, confesso que até mesmo tinha esquecido de procurar saber se ela estava bem o que me deixava um pouco triste, ao vê-lo falar. Por fim, o homem me pediu para que levasse o Log Pose até o navegador para que este soubesse a direção que deveríamos seguir. Depois de algum tempo alguém vinha realizar o tratamento em mim, o que me deixava bastante aliviada para o seguimento das coisas e desta forma, poderia ir até a cozinha tranquilamente para fazer a sopa. Acabou que o cozinheiro não relutou para que evitasse sair do local, talvez estivesse até agradecido por alguns momentos de “férias” forças, com isso não teria nenhum obstáculo para fazer o que queria naquele instante. Não havia feito algo de outro mundo, mas certamente estava gostoso e obviamente seria mais do que suficiente para me orgulhar do que tinha feito, até porque era a primeira vez cozinhando algo por conta própria ”Você pode ser qualquer coisa que quiser, menos revolucionária que tal cozinheira?” tentou dar uma “sugestão” que provavelmente eu nunca atenderia se estivesse em minha sã consciência ”Ainda sou quem toma as decisões, não tente interferir em coisas que somente eu posso decidir” cortaria o assunto ali mesmo, de maneira até mesmo curta e grossa para que ela entendesse o recado que queria passar. Assim que terminei de comer, fui até o convés para tocar o violino e com isso a viagem começava de maneira tranquila o que de certa forma era muito bom para mim, já que antes só estive passando por situações agitadas que não me deixavam ficar quieta.

Após algum tempo, iria até onde estava o navegador da embarcação para lhe mostrar o Log Pose para que então pudéssemos seguir a direção correta que nos levaria até Aracne - Ei, Battos me pediu para que viesse até aqui te mostrar para onde a agulha está apontando indicaria o objeto que estava em minhas mãos. Feito isto, seguiria até a cozinha novamente onde pegaria mais um prato de sopa e procuraria por Battos novamente - Onde está Geovanna? Preciso conversar com ela perguntaria com um sorriso em meu rosto - Aliás, eu fiz sopa para todos, talvez não esteja melhor que a do cozinheiro, mas garanto que está gostosa permaneceria com um sorriso em meu rosto, como sempre tentava transparecer em uma conversa. Ouviria atentamente tudo o que o homem tinha para falar, depois seguiria suas instruções até que chegasse na onde estava a mulher - Olá, já se sente melhor? perguntaria de forma serena, procurando algum local para me sentar próxima a ela - Toma, come um pouco você deve estar precisando muito entregaria o prato em suas mãos ou então levaria uma colherada em sua boca. Esperava que ela estivesse acordada, se não apenas deixaria o prato por ali e voltaria em alguma outra hora para que pudéssemos conversar sobre o que acontecerá com o navio quando fomos atrás dos piratas. Com ela acordada mesmo poderíamos ter pelo menos alguns minutos de conversa - O que aconteceu por aqui quando saímos? Sei que você talvez não queira falar disso, mas preciso saber perguntaria com um sorriso acolhedor - Ouvi de Battos que você lutou mesmo não estando acostumada, bom trabalho!   a parabenizaria estendendo meus braços para lhe abraçar com um sorriso, da forma mais verdadeira que pudesse para mostrar a ela toda minha empatia.




Histórico:
 

Objetivos:
 

Spoiler:
 

Spoiler:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ato IV: Aranhas e mais aranhas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Vincentão em Qua 27 Fev 2019, 06:35, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Ato IV: A Busca Pela Cura   Ato IV: A Busca Pela Cura - Página 6 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Ato IV: A Busca Pela Cura
Voltar ao Topo 
Página 6 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Grand Line - Paradise (Paradaisu) :: Farol-
Ir para: