One Piece RPG
Mini - Azumi XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [Mini - Lind] Testando novas águas
Mini - Azumi Emptypor Lind Hoje à(s) 01:38

» [Ficha] Song Jun Wang
Mini - Azumi Emptypor Visastre Hoje à(s) 00:53

» [Mini - Inim] O errante
Mini - Azumi Emptypor Khrono Ontem à(s) 23:25

» [Ficha] Miyamoto Ryuma
Mini - Azumi Emptypor Miyamoto Ontem à(s) 22:52

» [Mini - Van] Seguindo conselhos
Mini - Azumi Emptypor GM.Hisoka Ontem à(s) 21:12

» [MINI-*JAUM11*] *O INÍCIO*
Mini - Azumi Emptypor Fanalis B. Ria Ontem à(s) 20:19

» Anitha Degar
Mini - Azumi Emptypor Degar Ontem à(s) 19:34

» [Ficha] Boney Pepino
Mini - Azumi Emptypor Pepino, o Breve Ontem à(s) 14:44

» Alipheese Fateburn
Mini - Azumi Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 13:46

» [Kit - Gyro Zeppeli] Blum vai pegar
Mini - Azumi Emptypor Blum Ontem à(s) 13:25

» Ficha~Pierce~
Mini - Azumi Emptypor Pierce Ontem à(s) 09:58

» [Mini - Kyoki] Uma Jornada Inesperada.
Mini - Azumi Emptypor GM.Hisoka Ontem à(s) 02:20

» [Ficha] Violet
Mini - Azumi Emptypor Nana. Dom 21 Jul 2019, 22:17

» [Mini-SWGSwordWarrior]O Começo
Mini - Azumi Emptypor Khrono Dom 21 Jul 2019, 21:56

» [MINI - Gust ] O Início do fim
Mini - Azumi Emptypor ReiDelas Dom 21 Jul 2019, 21:00

» [MINI - Pepino, o Breve] Rascunho
Mini - Azumi Emptypor ReiDelas Dom 21 Jul 2019, 20:54

» Maya Snow
Mini - Azumi Emptypor ADM.Hoyu Dom 21 Jul 2019, 20:14

» [Mini - Chikara] - Vamos para algum lado ?
Mini - Azumi Emptypor Chikara Dom 21 Jul 2019, 19:03

» Meu perfil / mini-aventura
Mini - Azumi Emptypor ReiDelas Dom 21 Jul 2019, 14:41

» [MINI-JuninhoSiq1997] O Inicio
Mini - Azumi Emptypor JuninhoSiq1997 Dom 21 Jul 2019, 12:49



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and Fire

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Mini - Azumi

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Azumi
Membro
Membro
Azumi

Créditos : Zero
Warn : Mini - Azumi 10010
Data de inscrição : 12/09/2018

Mini - Azumi Empty
MensagemAssunto: Mini - Azumi   Mini - Azumi EmptyQua 12 Set 2018, 23:21

Nome: Azumi
Idade: 20
Sexo: Masculino Humano
Raça: Normal
Tamanho: 2,00 m
Estilo de Combate: Boxeador
Localização: West Blue - Las Camp
Grupo: Civil
Vantagens: Ambidestro
Desvantagens: Sinceridade Excessiva
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : Mini - Azumi 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 20
Localização : Vivo me perguntando onde

Mini - Azumi Empty
MensagemAssunto: Re: Mini - Azumi   Mini - Azumi EmptyQui 13 Set 2018, 00:48

~Mini-Aventura REPROVADA~

*Preencha o code corretamente para não haver problemas mais pra frente, deixando Sexo apenas como Masculino e colocando normal em Raça. Ficando Raça: Humano - Normal. To nem aí! *

____________________________________________________

"Teu coração é livre, tenha coragem de segui-lo"


Mini - Azumi WUmwR0Y

Mini - Azumi AHxOIBd
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Azumi
Membro
Membro
Azumi

Créditos : Zero
Warn : Mini - Azumi 10010
Data de inscrição : 12/09/2018

Mini - Azumi Empty
MensagemAssunto: Re: Mini - Azumi   Mini - Azumi EmptyQui 13 Set 2018, 06:44

Nome: Azumi
Idade: 20
Sexo: Masculino
Raça: Humano - Normal
Tamanho: 2,00 m
Estilo de Combate: Boxeador
Localização: West Blue - Las Camp
Grupo: Civil
Vantagens: Ambidestro
Desvantagens: Sinceridade Excessiva
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : Mini - Azumi 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 20
Localização : Vivo me perguntando onde

Mini - Azumi Empty
MensagemAssunto: Re: Mini - Azumi   Mini - Azumi EmptyQui 13 Set 2018, 14:14

~Mini-Aventura APROVADA~


Olá, seja bem-vindo ao OPRPG!!

Eu sou um Orientador, minha função é lhe ajudar a se adaptar neste universo do OPRPG.

Sendo assim irei lhe orientar de todas as formas possíveis, a partir de dicas no decorrer desta Mini-Aventura. Como esse fórum é bem complexo em suas regras, também irei tentar responder suas dúvidas, por isso, no menu de navegação (parte superior do site) existe um link M.P. O mesmo corresponde às mensagens privadas. Lá você poderá, em qualquer momento que achar necessário, me enviar dúvidas de como prosseguir no jogo; ou pode entrar no seguinte link: https://www.onepiecerpg.com/f3-duvidas-criticas-e-sugestoes , e criar um tópico para algum membro da Staff responder; mas caso tenha dúvidas durante a Mini, pode colocar em "off" no próprio post.

Sim... Vamos ao que importa?

Abaixo seguirão algumas dicas para que leia antes de criar seu primeiro post.

DICAS:


  • Lembre-se que você apenas narra as ações de seu personagem, seu personagem nunca FAZ ele sempre TENTA e também demonstre desde o 1º post qual o seu objetivo na aventura.
  • O ambiente que você se encontra, NPC's e todo o resto que compõe sua aventura, quem cuidará disso sera seu narrador.
  • As mini-aventuras servem para corrigir seus erros na narração durante a aventura e também formas melhores de deixar sua narração mais interessante.
  • Caso a Mini-Aventura fique sem post durante 5 dias por parte do player, a mesma será cancelada.


O 1º post é seu e eu serei o seu Orientador.

____________________________________________________

"Teu coração é livre, tenha coragem de segui-lo"


Mini - Azumi WUmwR0Y

Mini - Azumi AHxOIBd
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Azumi
Membro
Membro
Azumi

Créditos : Zero
Warn : Mini - Azumi 10010
Data de inscrição : 12/09/2018

Mini - Azumi Empty
MensagemAssunto: Re: Mini - Azumi   Mini - Azumi EmptyQui 13 Set 2018, 21:52

Estando onde quer que estivesse, Azumi abriria seus olhos e olharia para cima, e fitaria o que estivesse em frente, fosse o teto de algum local, as folhas de uma árvore ou até o céu, estando este claro ou escuro. Após esse pequeno momento, o primeiro pensamento que viria à mente do jovem seria um só: - Eu preciso mudar essa vida pacífica. - E como todos os dias que vieram antes deste, o mesmo levantar-se-ia de onde estivera adormecido a pouco, e se espreguiçaria rapidamente, e em seguida procuraria algum local onde pudesse fazer suas necessidades.

Depois disso, Azumi sairia de onde estivesse, e olharia ao redor, tentando se localizar, enquanto bagunçaria seus cabelos loiros, e em seguida começaria a andar em alguma direção, onde ao menos o mesmo tivesse uma indicação de um caminho a se tomar, onde pudesse chegar a um local de vendas. Se tivesse dificuldade de fazer sozinho, o rapaz iria na direção de uma pessoa qualquer e lhe perguntaria. - Bom dia/tarde/noite, sabe me dizer aonde posso encontrar um centro de vendas, ou alguma coisa parecida? – Se obtivesse a resposta que gostaria, agradeceria com um obrigado, mas caso a pessoa em questão não soubesse lhe indicar ou as indicações fossem escassas, o mesmo iria atrás de outra pessoa, e assim repetiria o processo até obter um caminho correto.

Assim que o mesmo chegasse ao local que almejava, fosse sozinho ou com ajuda, Azumi procuraria por um bar/taverna ou algo parecido, pois como estava se sentindo tão entediado, queria um pouco de confusão, mas não sem beber um pouco antes. Se sua visão lhe desse um local para se adentrar, o mesmo o faria, caminhando lentamente, mas caso não lhe fosse possível achar o estabelecimento tão facilmente, o mesmo pararia a pessoa mais próxima de si e perguntar-lhe-ia - Desculpe a pergunta, mas sabe onde posso encontrar um bar ou uma taverna? Estou precisando de uma boa bebida. - Se obtivesse a resposta que gostaria, agradeceria com um obrigado, mas caso a pessoa em questão não soubesse lhe indicar ou as indicações fossem escassas, o mesmo iria atrás de outra pessoa, e assim repetiria o processo até obter um caminho correto.

Quando adentrasse o bar, o loiro procuraria por um balcão ou algo parecido e ao encontrar se dirigiria ao mesmo, onde faria um pedido para a pessoa que ali estivesse. - Me dê a bebida mais forte que você tiver, estou precisando relaxar urgentemente. – Azumi pediria e procuraria um local para se sentar, e quando o fizesse deixaria seu corpo reclinar levemente para trás, procurando relaxar um bocado. Mas caso não encontrasse nenhum local para que se sentasse, o mesmo se dirigiria a uma parede qualquer e sentaria no chão mesmo, e encostaria suas costas ali mesmo, deixando seus olhos fecharem-se por um curto momento, enquanto esperava seu pedido chegar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : Mini - Azumi 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 20
Localização : Vivo me perguntando onde

Mini - Azumi Empty
MensagemAssunto: Re: Mini - Azumi   Mini - Azumi EmptyDom 16 Set 2018, 01:24

O jovem Azumi acordava ao som do farfalhar de folhas por de baixo da árvore que havia cochilado por algumas horas, aquecido gentilmente pelo sol enquanto o vento soprava suavemente em sua direção, balançando seus cabelos. - Eu preciso mudar essa vida pacífica. – Decidiu-se, enquanto encarava os galhos da enorme árvore que estava deitado sob. Local cuja única batalha travada era entre os galhos e o soprar dos ventos. Um local de paz, ironicamente.

Fez suas necessidades em pouco tempo e saiu para o local comercial da cidade. Apesar de se confundir por um momento ou outro, conseguiu se guiar facilmente pelo local e adentrar em um bar após perguntar para algum cidadão que passava próximo a ele. - Me dê a bebida mais forte que você tiver, estou precisando relaxar urgentemente. – Antes mesmo que pudesse sair e se sentar, o barman prontamente largava uma garrafa em cima do balcão, com até um pouco de força e um sorriso orgulhoso no rosto. – Velho barreiro, se você não beijar o chão no segundo gole, pode tomar todo o resto por conta da casa. Toma cuidado, é bem forte mesmo Hahaha – Assim que pegou a garrafa transparente com o liquido da mesma cor, teve um pouco de dificuldade para achar um lugar, afinal o bar estava muito cheio, porém, depois de alguns segundos conseguiu uma cadeira posto em uma mesa para dois, sendo que a outra já estava ocupada por um homem que não parecia se importar muito com a presença do garoto.

Enquanto relaxava, não demorou muito para o barbudo de chapéu coco à sua frente falar – Nunca vi você por aqui antes. – Falava de forma meio grosseira, mas não parecia querer ofender, era apenas seu jeito rústico. – Você não parece ser do tipo que aguentaria uma bebida dessas, garoto... – Revelava certa altivez em seu comentário, olhando de canto com a cabeça erguida. Embora talvez quisesse um local mais sozinho, ali era a única cadeira desocupada e não parecia haver muito chão para se sentar. De alguma forma, teria que dar seu jeito para se entender o barbudo.

Spoiler:
 

____________________________________________________

"Teu coração é livre, tenha coragem de segui-lo"


Mini - Azumi WUmwR0Y

Mini - Azumi AHxOIBd
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Azumi
Membro
Membro
Azumi

Créditos : Zero
Warn : Mini - Azumi 10010
Data de inscrição : 12/09/2018

Mini - Azumi Empty
MensagemAssunto: Re: Mini - Azumi   Mini - Azumi EmptyDom 16 Set 2018, 03:36

De fato a travessia até o local aonde Azumi poderia relaxar um pouco com uma boa bebida não foi dos mais fáceis, mas também não chegara a ser muito complicado, fazendo com que o mesmo conseguisse chegar ao bar e fazer seu pedido, que no caso era pela bebida mais forte servida no local, e antes mesmo que pudesse ir à procura de um local o mesmo foi logo respondido pelo homem que o atendera, com o nome da bebida e que o loiro poderia ter a garrafa toda para si, caso conseguisse manter-se bem após dar dois goles da mesma.

Sendo alvo do desdém do barman, Azumi sentiu o sangue esquentar, e o mesmo tentou acalmar-se mentamente. - Calma, calma. Ainda não é hora de arrumar confusão, quero beber um pouco primeiro. – E assim sem dizer mais nada ao homem que estava à sua frente, o rapaz se dirigiu a uma das poucas mesas que ali haviam com um ugar vago, uma das cadeiras já era ocupada por um homem sentado, sua barba era grande e ao olhar do loiro parecia ser bastante mal-humorado, mas não ligou por hora e sentou-se no lugar disponível, visto que não haviam muitas opções.

Mas pouco depois de se sentar, o barbudo logo se pronunciou, dizendo ao jovem rapaz que nunca havia o visto anteriormente, este era um bom questionamento, já que Azumi nunca fora um dos maiores frequentadores de bares, aparecia em alguns ocasionalmente, mas evitada de ir ao mesmo bar, para não ter problemas, já que o loiro sempre fora bastante encrenqueiro desde novo, apesar das tentativas frustradas de seus pais de mantê-lo sob linha. - Realmente não é de se espantar que nunca tenha me visto aqui. Pois essa é a primeira vez que venho a esse bar. – Diria Azumi para o homem com quem dividia a mesa, e após sua fala, o mesmo daria um singelo sorriso, na tentativa de parecer educado ou simpático o suficiente para evitar confusões, mas o que escutou a seguir o fez perder toda a paciência. - Você não parece ser do tipo que aguentaria uma bebida dessas, garoto... – Disse o barbudo.

Azumi não conseguiu mais segurar sua irritação, enquanto pensaria indignado consigo. - Qual que é o problema desses caras comigo? – Após o rápido pensamento que viria à sua mente, o loiro calmamente poria a garrafa que tinha em mãos e levantar-se-ia de seu assento e fecharia os olhos durante o ato. E assim que estivesse de pé, o mesmo exclamaria com o que estava à sua frente. - Por quê vocês insistem tanto em me subestimar? Se vou aguentar ou não essa bebida não é problema de vocês!! – O mesmo saberia que aquilo provavelmente causaria uma leve comoção, mas como já tinha perdido sua paciência, não ligava muito para o viesse a ocorrer após isso.

Se o homem dissesse que não tinha a intenção de ofendê-lo, Azumi abaixaria a cabeça, envergonhado do que fizera a pouco, e diria ao barbudo. - Me desculpe senhor. Não queria causar toda essa confusão, mas a forma com que falou me parecia que estava desdenhando de mim, e isso eu não admito. – Diria de cabeça erguida, pois mesmo envergonhado ainda tinha meu orgulho. - Como forma de recompensá-lo, podemos dividir essa garrafa de velho barreiro. – Voltaria a falar com o mesmo, tentando amenizar a possível tensão que poderia se formar ali. Se o mesmo aceitasse ou não, o loiro sentar-se-ia na cadeira novamente e abriria a garrafa pela primeira vez desde que se sentar, mas caso o barbudo houvesse aceitado sua proposta, Azumi poria uma dose para o mesmo.

Se ao escutar o desabafo irritado de Azumi o homem com quem dividia a mesa se irritasse e retrucasse, o rapaz bastante irritado praticamente gritaria para o provável carrancudo. - Então por quê não vamos resolver isso lá fora? – Proporia ao homem, e caso houvesse uma recusa o loiro aproveitaria para provocá-lo, e diria que estava com medo de um jovem garoto, e diria que o mesmo realmente estava velho, da forma mais debocha que o mesmo conseguisse. Se ao invés de Azumo propor fosse o barbudo que propusesse para que aquilo fosse resolvido do lado de fora do bar o rapaz aceitaria imediatamente, e deixando a bebida para trás, se dirigiria para fora do bar, da mesma forma que o faria caso o barbudo aceitasse se o mesmo tivesse de propor um possível luta. Mas caso o homem que dividia a mesa consigo negasse quaisquer chances de ter de resolver a situação com uma luta, o rapaz tentaria uma última tentativa, e diria em voz alta enquanto se retiraria da mesa com a garrafa de velho barreiro em mãos. - Então eu vou sair daqui, não suporto ter de dividir a mesa com um cara tão covarde. – Azumi espera que a indireta ferisse o orgulho do homem, o provocando a ponto de fazê-lo fazer o que não estar disposto a princípio.

Se ainda assim o mesmo negasse, o loiro se retiraria calmamente e voltaria para o balcão onde o barman ficava, e lá pediria por um copo e poria uma dose, e viraria a mesma de uma só vez, de forma que a queimação da bebida descendo por sua garganta fosse mais rápida, apesar de que poderia ser mais dolorida. Assim que terminasse de virar a primeira dose, Azumi fecharia os olhos momentaneamente e pouco depois os abriria novamente diria ao barman. - Essa realmente é forte. – E logo depois daria uma risada desengonçada, não porque já estivesse bêbado, e sim por que não estava acostumado a sorrir, talvez os dois. E assim o mesmo faria até não aguentar mais beber, e virar-se-ia para o barman e perguntaria ao mesmo. - Quanto que eu te devo? – Pela grande probabilidade de estar alterado o suficiente para que a pergunta não saísse corretamente, o mesmo não se incomodaria se tivesse de repeti-la até que o homem entendesse o que falara. Depois que pagasse o que devia, Azumi sairia do bar calmamente e assim que estivesse do lado de fora, procuraria uma sombra para que pudesse tirar um pequeno cochilo, fosse a sombra sob uma árvore ou uma sombra que alguma casa o proporcionasse, para o jovem embriagado qualquer coisa lhe serviria. Se o loiro estivesse bebendo na mesa ou até mesmo junto do barbudo, acabaria por fazer as coisas da mesma forma, beberia tudo que podia e pagaria quanto devia e depois procuraria um local para tirar um cochilo.


Se fosse acertado que tanto o homem rústico quanto Azumi resolveriam suas diferenças do lado de fora, o loiro, provavelmente mais novo, procuraria manter seus olhos observando tudo, correndo de um lado para o outro, na tentativa de perceber qualquer movimentação suspeita, vindo de uma pessoa qualquer ou do homem que enfrentaria em pouco tempo. E quando ambos parassem de caminhar, o mais jovem virar-se-ia para o mais velho e se poria em uma posição defensiva, com o braço esquerdo à frente do rosto, a mão direita estaria um pouco mais abaixo, ambos os braços estariam mais lateralizados tanto para dar ao loiro uma melhor visão de seu adversário quanto para dar a este uma falsa ideia de guarda aberta. Em contra partida, ambas as pernas do rapaz estariam levemente flexionadas, de forma que estariam prontas para uma rápida reação, caso fosse necessário.

Azumi esperaria que o barbudo se movimentasse primeiro, se o mesmo tentasse atacá-lo pela direita ou pela esquerda, o loiro faria a quantidade necessária de saltos para trás que fossem necessários para sair do alcance do possível golpe, já que não sabia de qual natureza o mesmo era, se eram socos, chutes, uma adaga, uma espada ou até um juttte. Se fosse um movimento ascendente, descendente ou uma possível estocada/direto o boxeador observaria qual seria o lado onde tivesse mais espaço e faria quantos saltos fossem necessários para escapar ileso da investida. Após esse primeiro momento, que aparentemente seria usado para observar como eram os movimentos do barbudo ou que estilo de luta o mesmo utilizava, Azumi aproveitaria para repensar em uma estratégia para o que viria a acontecer.

OFF:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : Mini - Azumi 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 20
Localização : Vivo me perguntando onde

Mini - Azumi Empty
MensagemAssunto: Re: Mini - Azumi   Mini - Azumi EmptyTer 18 Set 2018, 02:57

O bar estava lotado e agitado, e quando o garoto decidiu levantar-se para exclamar sua frase de efeito silêncio se fez no local, e todos retrucaram com seus olhos para com o jovem boxeador. - Por quê vocês insistem tanto em me subestimar? Se vou aguentar ou não essa bebida não é problema de vocês!! – O barbudo marrento até que se surpreendia um pouco com a reação, arregalando levemente seus olhos e enquanto olhava para ele. Um sorriso sutil aparecia em seu rosto e ele respondia com uma voz calma e provocativa, tentando demonstrar superioridade – Só estou cuidando da sua saúde garoto, não quero ter que vê-lo estirado por ai num mundo tão cruel como esse... AHAHAHAHA – Ria tão alto que até mesmo de fora do bar poderia ser ouvido em seu ato sarcástico, provocando-o. - Então por quê não vamos resolver isso lá fora? – A “platéia” continuava apenas observando, enquanto o Barman tomava a frente – Isso mesmo se resolvam lá fora, senão vão pagar todo o prejuízo. -

O homem não falava uma palavra mais sequer, apenas se levantava e ajeitava a cadeira frente à mesa, encarando Azumi com um sorriso. Devagarzinho ele se retirava, indo em direção à saída esperando o boxeador lá do outro lado, já estava claro o que iria acontecer a seguir. Ao lado de fora, o boxeador entrava em sua postura de combate e fechava a guarda, analisando seu oponente. O mesmo apenas levantava os punhos também, provavelmente iria brigar com ele de mãos vazias, usando apenas o punho como arma.

... Um silêncio perturbador preenchido apenas pelo barulho do vento tomava o local, e praticamente por 15 minutos ambos só ficavam se encarando com a guarda fechada sem prosseguir de nenhum dos lados, talvez tivessem pensado o mesmo, apenas defender e analisar, porém não seria possível defender “vários nada”. Na rua não havia nada demais, apenas um beco próximo a ele com caixas de madeira e algumas cadeiras de madeira de fora do bar também.

Dicas:
 


____________________________________________________

"Teu coração é livre, tenha coragem de segui-lo"


Mini - Azumi WUmwR0Y

Mini - Azumi AHxOIBd
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Azumi
Membro
Membro
Azumi

Créditos : Zero
Warn : Mini - Azumi 10010
Data de inscrição : 12/09/2018

Mini - Azumi Empty
MensagemAssunto: Re: Mini - Azumi   Mini - Azumi EmptyTer 18 Set 2018, 20:59

O silêncio que se seguiu após a reclamação de Azumi parecia ser a reação normal, mas acabara por ser interpretada como incômoda pelo jovem loiro, que imaginava que apenas o barbudo à sua frente que se importaria com o que havia sido dito e não todas aquelas pessoas. A resposta do homem que era alvo da insatisfação do boxeador o respondeu como se quisesse cuidar do mesmo, mas o tom de voz dele soava como zombaria, o que irritou o loiro, que logo se ofereceu a resolverem os problemas do lado de fora do bar, o que fora aprovado pelo barman, já que a confusão sendo do lado de fora, não traria danos ao local. E sem mais ambos os encrenqueiros se moveram para o lado de fora do estabelecimento, onde se puseram em uma pose de luta, esperando o movimento alheio, que não viera a acontecer por um tempo relativamente grande, onde ambos provavelmente estavam a se observar.

Cansado dessa enrolação Azumi partiria para a ofensiva, já que o barbudo não demonstrava querer o fazer, o rapaz avançaria em linha reta, e procuraria atingir a maior velocidade que pudesse durante o avanço, e quando estivesse a cerca de 1 metro do adversário, faria um salto à frente, sem muita altura, apenas visando avançar mais rapidamente, na tentativa de surpreender o homem que lhe observava. Se o elemento surpresa fosse efetivo, o loiro realizaria um direto de direita no estômago do mesmo, com isso procuraria com que o barbudo perdesse o fôlego momentaneamente, e se isso viesse a acontecer, Azumi realizaria um cruzado de direita e um de esquerda e finalizaria com um gancho com a direita e depois saltaria para trás. Buscando um espaço para analisar seu adversário.

Se o boxeador acertasse o direto, mas o golpe não fosse suficiente para deixar o barbudo desorientado, o mesmo estaria em uma má posição, já que o mesmo estaria com a guarda aberta, e percebendo isso, o mesmo procuraria trazer o braço que estava à frente para junto do corpo e observaria a movimentação do adversário, de forma que conseguisse evitar ser acertado. Se viesse um gancho o loiro saltaria para trás, e em seguida faria um direto de direita na direção do rosto do adversário, sendo que caso este viesse a ser defendido, o mesmo repetiria o movimento com a mão esquerda, e se fosse esquivado, o mesmo se afastaria. Se fosse um cruzado ou um direto da direção do rosto, Azumi poria o pé esquerdo à frente e jogaria o peso do corpo no pé destro, e assim se agacharia, evitando o golpe que visaria seu rosto ou pescoço, e em seguida levantar-se-ia na intenção de acertar um gancho de direita, mas caso o mesmo seja esquivado ou defendido, o mesmo se afastaria. Se o cruzado fosse na direção no tronco, o loiro saltaria para trás, e caso um salto não fosse suficiente para evitar o golpe, o mesmo voltaria a saltar até que conseguisse escapar da área dos golpes, e assim que o fizesse, o boxeador avançaria com um direto de esquerda, visando acertar o pescoço do barbudo. Caso viesse um direto na direção do tronco de Azumi, este se movimentaria com ligeiros passos para a direita ou para a esquerda, dependendo do local onde tivesse mais espaço de movimentação, e faria um cruzado com o braço oposto do lado que o mesmo viesse a se mover.

Se o salto dado à frente não surpreendesse seu adversário, o loiro poria ambos os braços à frente do corpo, encostando um no outro, e os manteria levemente abaixo do cotovelo, de forma que o mesmo pudesse mover os braços, caso seja necessário para não sofrer um golpe puro. E depois que pusesse os braços à frente do corpo, Azumi olharia para o corpo do barbudo, de forma que pudesse perceber rapidamente a movimentação que viesse a ser feita para acertá-lo. Se um golpe fosse lhe desferido e o mesmo conseguisse pôr os braços para amenizar o impacto, o boxeador procuraria encolher o corpo para evitar que sua cabeça se chocasse com o chão no caso de uma ligeira movimentação para trás, e procuraria ignorar a dor momentaneamente e levantar-se-ia o mais rápido que seu corpo lhe permitisse e enfim voltaria a olhar para seu adversário. Mas caso o deslocamento deste viesse a ser pequeno, o loiro procuraria se mover para que pudesse aterrissar da forma menos dolorida possível e saltaria para trás assim que possível, de forma a evitar que viesse a ser acertado novamente. E se por algum acaso nada viesse a ser feito, o boxeador aterrissaria com a guarda alta, e sem esperar mais, logo desferiria um direto de direita na direção do rosto do barbudo, mas procuraria manter a mão esquerda próxima do rosto, mantendo sua guarda alta, de forma que pudesse usar a mão livre para uma rápida movimentação, a fim de amenizar o impacto de um possível golpe.

Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : Mini - Azumi 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 20
Localização : Vivo me perguntando onde

Mini - Azumi Empty
MensagemAssunto: Re: Mini - Azumi   Mini - Azumi EmptyQua 19 Set 2018, 03:07

O sol compartilhava seus últimos raios de luz e calor para com ambos os lutadores. Naquele final de tarde o jovem Azumi iniciaria mais uma luta em sua vida, e possivelmente mais uma vitória. Com passos rápidos, iniciava sua investida e finalmente alguém tinha a iniciativa naquela briguinha de bar. Aproveitando seu impulso, saltou facilmente na direção do inimigo e o atingiu com um soco direto no estomago, fazendo-o ficar levemente atordoado, tirando essa conclusão ao perceber suas expressões de dor. – Ora ora mas parece que o garotinho é rápid...- Não satisfeito já partia para os próximos golpes, realizando sua seqüencia com dois cruzados alternando os braços, e antes que pudesse subir seu gancho, o bêbado já caia no chão sem consciência, e junto dele, o sol se pôs, naquela pequena fração de tempo.

Talvez o boxeador estivesse satisfeito com sua habilidade avassaladora, ou então estivesse frustrado por uma luta tão rápida e fácil, o fato é que o barman e alguns outros civis observavam a luta, e faziam saudações para o pugilista vencedor ao final dela. – Esqueça os dois goles, você pode beber o quanto quiser, quando quiser depois dessa. Eu só aturava esse cara pelo tanto de dinheiro que ele me pagava bebendo até desmaiar. – Sorriu o barman nitidamente, enquanto acenava com um sinal de “venha”.

A multidão iria encaminhar-se até ele e erguê-lo para cima, balançando-o com suas mãos comemorando a vitória e carregando-o de volta pra taverna. Lá dentro do bar os outros clientes reservariam um espaço e um banquinho especial ao lado do balcão, próximo às bebidas e o barman, onde ele polia a madeira com seu paninho e álcool. Poderia beber o quanto quisesse, sem nem ao menos pagar, junto da sensação de vitória que carregava consigo.

Spoiler:
 

____________________________________________________

"Teu coração é livre, tenha coragem de segui-lo"


Mini - Azumi WUmwR0Y

Mini - Azumi AHxOIBd
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




Mini - Azumi Empty
MensagemAssunto: Re: Mini - Azumi   Mini - Azumi Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Mini - Azumi
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Mini-Aventura :: Mini-Aventuras Concluídas ou Canceladas !-
Ir para: