One Piece RPG
Redenção - Página 6 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Tríade Selvagem
Redenção - Página 6 Emptypor GM.Furry Hoje à(s) 12:34

» Ain't No Rest For The Wicked
Redenção - Página 6 Emptypor Milabbh Hoje à(s) 11:56

» Cap. 2 - The Enemy Within
Redenção - Página 6 Emptypor King Hoje à(s) 11:38

» Unidos por um propósito maior
Redenção - Página 6 Emptypor AoYume Hoje à(s) 08:42

» Art. 3 - Our memories
Redenção - Página 6 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 08:07

» 1° Act - It's Navy Time
Redenção - Página 6 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 06:00

» The One Above All
Redenção - Página 6 Emptypor Achiles Hoje à(s) 04:10

» [LB] O Florescer de Utopia III
Redenção - Página 6 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 04:00

» O Regresso do Anjo Torto
Redenção - Página 6 Emptypor DanJo Hoje à(s) 03:34

» Azura V. Pendragon
Redenção - Página 6 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 03:17

» [Ficha] Fenrir Seawolf
Redenção - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 03:09

» Fenrir Seawolf
Redenção - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 03:05

» Sádica em construção
Redenção - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 03:03

» VI - Seek & Destroy
Redenção - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 02:54

» Una Regazza Chiamata Pericolo
Redenção - Página 6 Emptypor Milabbh Hoje à(s) 02:34

» [MINI-Fenrisulfr] Começo
Redenção - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 02:19

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Redenção - Página 6 Emptypor Wesker Ontem à(s) 23:58

» Arco 1: Passagem pela ilha do riso
Redenção - Página 6 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 23:21

» I - As rédeas de Latem City!!
Redenção - Página 6 Emptypor Kyoji Ontem à(s) 22:35

» The Lost Boy
Redenção - Página 6 Emptypor Madrinck Dale Ontem à(s) 22:11



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Redenção

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 56
Warn : Redenção - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Redenção - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Redenção   Redenção - Página 6 EmptyTer 11 Set 2018, 20:32

Relembrando a primeira mensagem :

Redenção

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Shaanti Mochan. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
GM.Furry
Game Master
Game Master


Data de inscrição : 27/03/2015

Redenção - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção - Página 6 EmptyDom 28 Out 2018, 20:21




Só espero não ser perseguida por uma pedra gigante.

25


Foi difícil até mesmo para Shaanti conter a surpresa de estar certa.


- OHHHHH, funcionou mesmo… Hurn hurn, quer dizer. HAHAHAHAHAHA é obvio que funcionaria, minha lógica era infalivel.

- Obrigada velho.

Todavia agora se depararam com outro problema, três caminhos possíveis para se seguir. Um reto, pelo qual parecia ter seguido o som do dispositivo acionado e dois laterais por onde havia um trilho de ligação.

Shaanti olhou a pedra vindo e sumindo e depois voltando e decepcionada falou.

- Que armadilha tosca. - realmente essa havia sido sua impressão, ao menos para alguém com boa noção de tempo como ela, aquela era uma armadilha tosca. Esperava apenas mais uma passada da pedra para confirmar se o tempo entre a passada anterior e a atual era menor e se fosse menor comentaria.

- Ela está desacelerando, a cada ida avança menos e volta mais rapido, deve parar depois de um tempo. - todavia caso percebesse que os tempos fossem iguais: - Bom, vamos? - jogaria logo após a passagem da pedra a picareta para o outro lado avaliando o tempo que demorava para cruzar o largo corredor e então aguardou o retorno da pedra.

Colocaria Emily apoiada no seu ombro como um saco de batata, com a cara para frente.

- Aqui, segura, e não derrube. - diria ao entregar o lampião. Pronta? - diria ao notar a nova aproximação da pedra, mas sem se dar ao trabalho de esperar a resposta de Emily mover-se-ia em corrida no momento em que a pedra cruzasse a frente delas, afinal, era óbvio que o maior tempo disponível se daria a partir do momento que a pedra houvesse recém cruzado o corredor.

Saltaria o primeiro trilho, daria alguns passos em sua corrida antes de saltar o segundo. Teria tomado essa atitude tendo percebido que a pedra diminui de velocidade ou no caso de não diminuir também. Somente ajustando a velocidade de corrida para o necessário.

Ao cruzar, o que acreditava não ser difícil mesmo carregando Emily, soltaria a garota no chão e olharia para a pedra novamente com semblante decepcionado.


Abaixando-se recuperaria a picareta ao soltar Emily.

- Será que vale a pena conferir os corredores por onde essa pedra braço?   - perguntaria para sua parceira. - Se bem que…. Podemos conferir eles depois de toda forma. Água? - Alçava a garrafa de água para a pirralha.


Faria um cafune em Emily enquanto a mesma bebesse a água.

- Que bom que pisei nesse botão tosco e não nas flechas né? Hehe. - todavia agora que sabia haver armadilhas a tritã começaria a ser mais cuidadosa no restante do trajeto.

- Isso parece uma masmorra…. Tinha em um dos seus livros não? Ou era catacumba?


Shaati enquanto falava se aproximava um pouco dos trilhos para observá-los. O caminho a frente era uma descida, e esperava não ter que lidar com uma surpresa do tipo: O trilho desloca e a pedra começa correr corredor abaixo.

- Ilumina aqui. - Shaanti estudaria por um momento o trilho, um pensamento de tentar descarrilar a pedra lhe ocorria se percebesse que era possível ter de lidar com uma pedra gigante corredor abaixo.

Observaria também se julgava possível a pedra ter espaço para correr ou se ficaria presa sem poder passar corredor abaixo. Por fim torceria a boca….

- Não pensar era tão mais fácil - resmungou em pensamento. - Bem, acho que devemos continuar. - sorriria para a garota e então sem poder perder a chance de implicar. - A menos que esteja com medo desse som sinistro a frente e queira voltar. Hehehe, eu vou entender se essas perninhas finas ai estiverem tremendo mais que vara verde, tenho certeza que o velho tem um leite quente com biscoitos para você. - O que Shaanti sabia era que sendo a pequena do jeito que era iria acabar por se inflamar e esquecer o medo apenas para provar para a tritã que estava tão pronta para aventura quanto a própria Shaanti. - HAHAHAHAHA, ASSIM QUE SE FALA PIRRALHA, AGORA VAMOS LÁ.   - começaria a descida, agora mais atenta a botões com símbolos estranhos, e a números sequenciais escritos na parede. Também pararia de avançar para decorar qualquer tipo de símbolo que visse, ou para fazer Emily observar junto dela qualquer inscrição ou desenho/estátua.  


Rumavam para o próximo desafio em sua primeira caça ao tesouro juntas.

- Tomara que tenha dinheiro suficiente para um barco bom…. Não quero ter que ensinar o próximo carpinteiro em como se faz um barco decente…. Você lembra o quão ruim era o último né? Ainda não entendo como podia ser ruim ao ponto de não conseguir nem flutuar… É o mínimo que um barco tem que fazer… Hnmmm, tomara que tenha bastante dinheiro, se não vou ter que construir um eu mesma. Claro que seria um ótimo barco, mas prefiro fazer outras coisas. - seguiria  com esse tipo de conversa fiada e ‘simples’ enquanto avançava pelo corredor, afinal, era assim que uma aventura deveria ser não? Alguns momentos de adrenalina junto com outros de conversa fiada e descontração.


- Devíamos ter trazido o bambi… Ao menos teríamos comida se ficarmos com fome.. - ouviria Emily. - Não posso? - responderia tal qual uma criança desiludida ao descobrir que não poderia brincar.


”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 105
Warn : Redenção - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

Redenção - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção - Página 6 EmptyQua 31 Out 2018, 22:15




Heavy Metal breakdown - 25




Havia funcionado!... Claro que havia, afinal o que mais poderia esperar a tritã de si mesma naquele momento? Emily parecia feliz com o progresso e com o caminho se abrindo, ainda que houvesse uma nova dificuldade que felizmente se revelava… Talvez fácil demais para que ela pudesse passar, com sua noção exata de tempo? Observando a armadilha, foi possível ver que ela levava exatamente 3 segundos até que se pudesse ouvir o parar de seu rolamento e após um barulho ela voltava exatamente com a mesma força, no mesmo ritmo, sempre e com isso, notando um padrão pegou emily como um saco de batata, lhe dando o lampião para segurar e permitindo também que os materiais fossem colocados a frente sem problemas, quando levantada de sopetão a garota acabaria reclamando-- Hey! Não me pega assim do nada, me da um aviso primei- Antes que pudesse terminar ou se declarar pronta, Shaanti teria feito o salto no tempo perfeito, não haviam complicações, a pequena, mesmo depois de ser colocada no chão parecia ainda levemente irritada com o modo como ela foi pega, mas isso não duraria mais do que alguns segundos.

Emily aproximaria o lampião, de modo que Shaanti poderia ver melhor a armadilha e mesmo que não tivesse uma noção de medidas exata ali, poderia pressupor que descarrilhar a pedra, teria feito com que ela travasse o corredor que encontrava a sua frente, seu único caminho até então livre. Talvez quando fossem deixar o local, fosse viável? Bem, essa era uma pergunta que se colocaria de forma verbal pela tritã e pensativa, teria a resposta da pequena garota- Eu acho que talvez deva ter mais coisas nesses corredores… Se a gente for explorar tudo, é melhor fazermos isso na volta.. Ou pelo menos depois de ter certeza de quebrar essas armas… Se elas mudassem de direção quando entrassemos naquele corredor e atirassem… Não seria nada legal de imaginar! - Diria a garota, esticando sua mão na direção da tritã quando ela ofereceu água, dando um longo gole, mostrando-se um pouco desidratada, antes que pudesse entregar de volta a garrafa para que a garota guardasse. O comentário de Shaanti viria de encontro com o que a pequena havia dito, de fato de tantas armadilhas, pelo menos havia ativado a mais fácil delas. Emily lembrava muito aquele lugar como uma catacumba, muito mais do que uma idéia de masmorra, para ela a idéia de que a qualquer momento um morto-vivo pularia não seria tão estranha… Mesmo que pareça uma ilusão e um medo infântil, para ela era bem real- Parece muito uma catacumba...E esse barulho só me faz pensar mais nessa idéia!

O medo era aparente e conhecendo o melhor modo de fazê-la enfrentar esse medo a futura cavaleira do coração provocou onde ela era mais fraca, em seu pequeno ego que não se deixava parecer tão fraca perto da tritã que a zombava, ainda que fosse claro o medo seu rosto avermelhou-se levemente, ela fechou suas mãozinhas e fez a cara mais braba que pôde antes de dizer-- Eu não estou com medo! Quer ver? Eu posso até ir na frente! E ela iria… Um passo a frente, não mais não menos, era como uma coragem covarde, pois estava completamente perto de Shaanti, mesmo que tivesse dito que iria a frente, aquele corredor era um caminho tranquilo, até que novamente aquele barulho sinistro, quase cadavérico teria surgido, Emily com medo, ergueu a lanterna e ali elas poderiam ver um Bichão sinistro, era uma espécie bizarra de um esqueleto humano de proporções muito maiores, que quando iluminado mais uma vez fez um barulho, dessa vez ensurdecedor, onde Emily se jogou fortemente contra Shaanti, a derrubando e quase com isso comprometendo o lampião. O bicho estranho a mover-se levemente para trás, como se quisesse se ocultar para atacar na escuridão, se havia um barulho que ele fazia que era legal para separar a experiência de algo completamente sobrenatural naquele momento era o som mecânico que ele fazia ao se mover.

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 54
Warn : Redenção - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Redenção - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção - Página 6 EmptyQui 01 Nov 2018, 13:12




Realmente virou uma catacumba?

26



Shaanti sorria pelo restante do caminho enquanto observava a sua ‘valente’ guia indo a frente.

- Ei, ei pirralha, hehe. Você é mesmo valente.. Hnm, hnm. - Afirmou balançando a cabeça em afirmação com convicção.

Embora pudesse parecer chacota, não o era, pois Shaanti sabia mais do que ninguém o tipo de coragem que Emily possui, mesmo que esta não se aplica-se a locais escuros parecidos com catacumbas. Emily, na visão de forte, era alguém que teve a coragem mais importante de todas.

Todavia Shaanti não falaria nada a mais, gostava de ver a pequena tentando superar os seus limites e por isso a deixou seguir um pouco a frente enquanto mantinha os olhos atentos aos arredores e a frente.


>>><<<

- Eiei, é uma catac… - Emily assustada a interrompia com um golpe brusco nas pernas. - Merda. - pensou caindo.

Por sorte havia salvo o lampião, mas agora tinha a pirralha emaranhada em suas pernas. Shaanti imediatamente tentava rebolar para o lado, rodando seu corpo e erguendo a perna que Emily estava para ‘chutá-la’ para a parede, não era exatamente um movimento carinhoso, mas também não era algo onde empregava muita força, apenas queria fazer com que Emily ficasse encostada na parede para que assim pudesse se levantar para protegê-la.

Assim que ‘chutasse’ Emily com carinho e amor a tritã levantar-se-ia para encarar o que quer que aquilo fosse. Haveria chutado para a parede direita.

- EIEIEIEI, EU TAVA BRINCANDO COM AS CATACUMBAS. - o susto e toda a confusão haviam lhe feito demorar para perceber os sons metálicos que saiam do monstro a sua frente.

Segurava a picareta em uma mão enquanto o lampião estaria na outra no exato momento que arrependia-se por não enxergar no escuro. Dando ainda se possível UM passos a frente para ficar entre Emily e a criatura erguendo o lampião para tentar ilumina-la.

Caso a mesma não atacasse de imediato.

- Ei, tudo certo? Começa a recuar, mas devagar. Não precisa ter medo, só vamos recuar um pouco. - a prioridade de Shaanti era colocar Emily em uma posição segura.

- É uma máquina? CLARO QUE É SUA IDIOTA, ATÉ PARECE QUE TEM ESQUELETOS VIVOS POR AI. (Sdds Brook) - pensou ao finalmente reparar os sons emitidos pelo monstro. - Acionou com a flor? - relembrou-se do som mecânico que pareceu seguir para muito além da porta.

Se Emily tivesse recuado e o monstro ainda não atacado Shaanti recuaria também um/dois passos enquanto pensava. Alguns planos se formavam na sua cabeça agora que a consideração de ser uma máquina se fazia óbvia. Tinha alguns planos de ação a essa altura, mas sem saber das capacidades reais do esqueleto ficava receosa de agir, não por medo de se ferir, mas pela possibilidade de deixar Emily indefesa caso algo lhe acontecesse.


Assim o plano que lhe parecia mais viável, antes e agora era esperar a criatura saltar contando assim que ela seria capaz de reagir e contra-atacar nesse momento. Ou ao menos esperava ser capaz de reagir.

Com o lampião alto e a picareta em mãos aguardava, fosse após ter conseguido recuar ou antes mesmo de ter tido tempo de pensar, a única coisa que tinha como plano imediato era reagir rapidamente a um ataque do monstro não lhe permitindo passar por si e alcançar Emily.


- Tenho que arrumar um escudo.  - embora não soubesse usá-lo, mas essa era mais uma das coisas que entravam para planos futuros.

Quando e se o monstro atacasse e se Shaanti já estivesse em pé em posição a tritã retalharia com um golpe de picareta usando-a como arma improvisada, o arpão não lhe serviria em uma máquina, bem como socos de mão limpa, assim, o que considerava fazer era utilizar o peso e dureza da ferramenta de mineração, não batendo com a ponta a qual demandava experiência e precisão, mas sim com a lateral transformando-a assim em um martelo de guerra. Por estar manejando-a com uma mão só não tentaria também golpes de precisão, apenas usar-se-ia de uma rotação para criar um arco diagonal a sua frente tentando acertar com força e peso a criatura durante sua investida. O golpe partiria de seu tornozelo direito cruzando a sua frente e subindo de forma que se acertasse o monstro o fizesse ter sua cabeça erguida. Essa direção de movimento também era para evitar acertar Emily sem querer.

Usar o comprimento do cabo fazia parte do plano para ter a capacidade de acertar o monstro antes que ele a pegasse, e assim para tal, estando a picareta na direita Shaanti daria um passo para a esquerda no momento do golpe adicionando a força da passada ao movimento, mas também afastando-se da parede a sua direita para evitar aceitá-la durante o golpe. (Aprendi com o Goblin Slayer)


Caso obtivesse sucesso em acertar esse golpe e conseguisse causar alguma desestabilização na criatura a tritã largaria a picareta, corrigiria seu movimento para avançar contra o esqueleto para tentar agarrá-lo com sua mão direita, não importava o local, pois seu plano seguinte era descarregar sua eletricidade na máquina.


Essa estratégia poderia ser tão boa quanto má, pois algo bem construído poderia ser imune a descargas elétricas, porém algo feito por alguém menos habilidoso poderia facilmente queimar, não que Shaanti soubesse disso, pois seu conhecimento parava no simples: Ferro/aço conduz eletricidade, e por tal imaginava que poderia conseguir algum efeito, este poderia ser o oposto do que esperava? Poderia, mas isso não chegou a entrar nas considerações da guerreira.


- FRITAAAA DEMONIOOO. HAHAHAHAHA. - um exorcismo?


>>><<<

Caso a criatura fosse capaz de esquivar do primeiro movimento a tritã também largaria a picareta, livrando-se assim do peso e da necessidade de recuperação do movimento de giro para que pudesse ser mais rápida em saltar para trás para fugir do alcance do golpe do monstro usando de sua aceleração para recuar de forma mais efetiva.


Porém se em seu recuo percebesse Emily (a qual havia sido chutada para a direita) a tritã voltaria a buscar o avanço atacando na direção da cabeça da criatura com seu punho direito fechado para se afastar de onde a garota estava e evitar que fosse ferida.

- NÃO FIQUE AI PIRRRAAAALHA, RECUA. - giraria entre os socos que tentava desferir, os quais se acertasse também tentaria segurar a criatura em algum momento para descarregar sua eletricidade, isso se já não a houvesse descarregado.

>>><<<

Durante o confronto Shaanti manteria o lampião na esquerda tentando manter o braço elevado acima da sua cabeça de modo a deixar a sua única fonte de iluminação longe do perigo de ser destruída.


>>><<<

Na impossibilidade de recuar para esquivar a tritã tentaria rodar o corpo indo para uma das laterais do esqueleto que dependeria de qual lado o golpe esquivado teria vindo, ao se posicionar na lateral buscaria aplicar uma joelhada no que deveria ser o abdome do monstro, junto a uma cotovelada vinda da direção oposta.


>>><<<

Todavia ainda havia a possibilidade de Shaanti não conseguir reagir a tempo e ser assim acertada pela criatura, no caso de ser somente lançada/empurrada/arranhada/ferida ela tentaria se recuperar rapidamente, mas gritaria para Emily começar a correr para longe.

- CORRE EMILY, VAI, VAI. EU CUIDO DELE, SÓ SAI DAQUI.

Porém poderia ser algum tipo de trombada com Shaanti sendo empurrada de costas contra o chão para trás ficando assim abaixo do seu oponente monstruoso. Nesse caso largaria lampião e picareta no momento da queda, torcendo apenas que fosse de uma altura baixa o suficiente para que a sua luz não se partisse.


- AHHHRRRR. - gritaria enquanto dirigia as mãos para segurar criatura consigo para tentar impedi la de atacar a si, mas também de ignorá-la e prosseguir na direção de Emily. - SEU MONTE DE SUCATA DE MERDA.. ARRGG. - esquivaria a cabeça de possíveis dentadas ou socos/arranhões movendo-a de um lado para o outro.  


Se a criatura errasse uma das bocadas e sua cabeça passasse perto da de Shaanti:


- EU TAMBÉM SEI MORDER SEU MERDA. - e assim o faria, sim, era metal, sim, provavelmente era inútil, mas Shaanti fá-lo-ia igual. Atacando o pescoço do monstro com seus dentes tentando prendê-los na lataria e descarregando seu choque em um ato de raiva contra o monstrengo. Obviamente se ainda não o tivesse descarregado, caso contrario só se manteria mordendo, rosnando e fazendo barulhos como. - nhac, nhac, rrrrr, nhacc.

Se continuassem nessa posição a tritã estaria tentando durante o confronto encaixar as pernas por baixo do esqueleto a fim de empurrá-lo para longe assim que tivesse uma chance para então voltar a se levantar juntando o lampião no processo.



”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 105
Warn : Redenção - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

Redenção - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção - Página 6 EmptyQui 01 Nov 2018, 22:24




Heavy Metal breakdown - 26






A situação havia tornado-se muito mais parecida com um dos contos dos livros que Emily tanto gostava de ler, uma catacumba com um animatrônico caveira, certamente se havia pistas sobre os pais da Emily ali, eram de certo pessoas muito únicas, o que pode ser muito bem traduzido para estranhas. O esqueleto naquele momento havia recuado em um primeiro movimento para as sombras, escondendo-se, talvez fosse algo de sua programação ou um padrão de comportamento errático, pois ele não pareceu naquele primeiro momento ser capaz de deixar aquele região, ou pelo menos era isso que poderia passar na cabeça delas, quando na oportunidade perfeita de ataque enquanto a tritã se ergueu e tirou a pequena de cima de si, lhe dando um leve empurrão com o pé, para que ela fosse para o lado acabou gerando. A garota recuou alguns passos, se mantendo próxima da parede, perder o lampião teria tornado completamente inviável para que um combate pudesse ocorrer, afinal a criatura estava em um ambiente sombrio, provavelmente era adaptada a tal. Com a picareta em uma das  mãos e o lampião na outra, a garota começou a iluminar e poderia notar que o padrão do esqueleto era de tentar circular, a própria sala dada a fraca luz emitida pelo que segurava era possível de ver que haviam algumas plataformas, fáceis de se tropeçar de forma irregular e havia uma sala ao fundo com uma porta de coloração vermelha, onde um buraco de chave bem grande existia, no entanto não havia muito mais que pudesse chamar atenção.

Emily levou a mão ao peito, como se estivesse sentindo o próprio bater do coração, apoiando-se com a outra mão a parede - Shaanti acaba com essa coisa! Eu… Eu acho que ela deve ser a guardiã da porta!- Teria dito a garota em uma bravura inesperada, talvez o próprio espírito de aventura a tivesse contaminado ou talvez fosse a provocação feita anteriormente pela ruiva que havia a motivado a parecer muito mais brava. Preparada para o combate, teria ao entrar no território da sala ouvido um guinchar assustador da criatura que reverberou por toda a mina, enquanto de forma errática ela começou a correr como um cão em sua direção, ainda que fosse claramente um esqueleto humano gigante, em uma cena bizarra de se ver, com um brilhante movimento com a picareta, a noção exata de tempo havia lhe ajudado a atingir o bichão no momento em que ele pulou, fazendo com que imediatamente ele acabasse sendo jogado levemente para trás, impedindo a sua investida, Antes mesmo que Shaanti pudesse dizer algo, Emily se afastou um pouco mais, mas não  mais do que sabia que poderia, havia a armadilha das pedras atrás delas, e sem a luz, guiar-se pelo som era suicídio.

Notando a desestabilização, a tritã avançou na caveira que quando agarrada logo respondeu com uma mordida no braço da garota que não teve forças o suficiente para que pudesse resistir a descarga elétrica, um barulho mecânico e um cheiro de queimado subiriam naquele momento em que a hora da vendeta havia se estabelecido, afinal, seus dentes afiados não eram enfeite e ela mostraria que também sabia morder o mecatrônico, que pareceu ainda atordoado, até  que em um movimento giratório ele empurrou a tritã de volta para a o ponto inicial do combate, enquanto um barulho começou a ser emitido, dessa vez de forma ainda mais pertubadora, pois a caixa de som ou o que quer que fosse usado para que ele emitisse o som havia sido danificada.


Shaanti poderia reparar algo muito interessante dessa vez, pois a caveira começou a emitir um pequeno brilho de coloração avermelhada, como se fosse a luz de um circuito que tinha queimado ou uma pequena luz defeituosa, dentro da parte de sua mandíbula, havia algo que parecia muito uma chave ali dentro.



____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 54
Warn : Redenção - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Redenção - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção - Página 6 EmptySex 02 Nov 2018, 14:01





Se achando em uma Tourada.

27


O incentivo de Emily animava Shaanti, afinal já era uma grande conquista da pequena ser capaz de gritar palavras de incentivo naquela situação de vez de somente estar gritando de medo.


- HAA, PODEIXAR. - respondeu ao grito de incentivo de sua protegida.

A sequência de golpes seguinte havia sido rápida, apenas como uma prova das capacidades de ambos, o golpe pesado tinha cumprido o seu propósito, mas infelizmente as escolhas seguintes lhe haviam arranjado mais um par de futuras cicatrizes de dentes.


Shaanti, obviamente mordia de volta, estava PUTA com a tendências carnívoras de seus oponentes e por isso vinga-se da sua própria maneira.

Cuspindo.

- Shuuu, Shuuu. - para livrar-se do gosto de óleo em sua boca. Se ouvisse Emily preocupada. - Há, já sofri mordidas piores, é só um arranhão.


Shaanti analisava a situação, agora que havia conseguido mais detalhes da movimentação de seu oponente e do que havia adiante.

- Um guardião. - olhava para a criatura e para além dela na direção da porta, um plano começava a se formar em sua mente.

- Se é um guarda… - imaginava ela.

- Vamos ver se consegue me pegar. - Começou a correr na direção da criatura. Traçaria um zigzag, planejando deixar o último salto para a esquerda com a intenção de passar ao lado do monstro esquivando-se com esse movimento do possível ataque dado.

Shaanti desejava correr na direção da porta, mas para tal deveria conseguir esquivar-se e correr. O comportamento de guardião da criatura lhe deixava mais confortável em ‘deixar’ o caminho desbloqueado até Emily, pois suspeitava que seu oponente atacaria quem estivesse tentando chegar até a porta e não alguém parado longe da mesma.

Todavia correr… Em tal local mesmo esta ação tão trivial do dia a dia poder-se-ia mostrar desafiadora. Ruínas, degraus, desníveis e um robô assassino estariam ali para dificultar tal ação, mas ao menos, na imaginação de Shaanti, não haveria armadilhas, justamente por haver um guardião.

Todavia, primeiro o mais importante. Tentava se esquivar. E para tal corria em zigzag, meio curvada e dando passos únicos com saltos para trocar de direção e confundir seu oponente.


- Se foi projetado para a escuridão…. - mais uma vez o pensamento lógico se mostrava diferencial naquela jornada.

No momento em que a distância diminui-se a tritã ergueria o lampião para uma posição mais junto ao seu peito e mira-lo-ia nos olhos do monstro e esse seria seu primeiro ‘ataque’. Por mais que fosse uma máquina, era uma que necessitava enxergar e sendo adaptada a escuridão acabaria por se cegar facilmente com o foco direto da visão no brilho do lampião, esse seria o diferencial usado para conseguir a abertura para esquivar e passar pelo monstro, conseguindo-lhe também uma pequena vantagem na corrida que pretendia realizar.


- Venha me pegar máquina idiota.

Gritou no caso de ter conseguido passar correndo pela criatura seguindo então em direção a porta enquanto tomava cuidado de correr erguendo bem as pernas para não tropeçar devido a escuridão.

Shaanti tinha o plano de correr para a porta enquanto perseguida pelo esqueleto para quê então com auxílio da parede fosse capaz de virar um mortal para saltar o por cima de seu oponente a fim de tentar aplicar-lhe um soco de cima para baixo na região acima do pescoço ou centro das costas. Caindo em seguida com um improvisado golpe de joelho sobre o mesmo, ou ajoelhada no chão atrás da criatura caso a mesma já tivesse passado completamente por baixo de si. Mesmo ao acertar a joelhada buscaria a seguir se afastar da monstro, ato que seria feito em qualquer uma das situações.

Todavia só podia contar com sua audição e noção da velocidade do monstro para saber se o seu tempo de execução estaria correto, isso e a luz vermelha na boca do monstro a qual tentava enxergar com breves viradas de rosto durante a corrida. Assim se fosse capaz de alcançar a parede faria como planejado, todavia se percebesse não ser possível a conclusão do plano original por a criatura estar se aproximando muito rapidamente ela trocaria sua estratégia.


Para esse segundo caso a tritã torceria seu corpo, voltando a ficar de frente para a criatura enquanto deixava que a inércia a fizesse cair de costas no chão. Durante o movimento ela mais uma vez viraria o lampião na direção da face de seu oponente buscando cegar sua visão para que lhe fosse possível evitar uma represália. Caso então conseguisse cair de costas sem ser atingida chutaria com as solas dos pés o peito do monstro enquanto virava uma cambalhota para atirá-lo contra a porta aproveitando-se também deste movimento para voltar a ficar em pé e sem resistir a tentação gritou a plenos pulmões.

OLÉ TORO, OLÉ. - isso seria gritado em qualquer um dos casos em que conseguisse fazer a caveira chocar-se contra a parede.


Ses tivesse conseguido fazer qualquer uma das ações com graça e ‘beleza’ Shaanti não resistiria a tentar animar Emily e também a se vangloriar.

- Palmas para mim nesta bela apresentação subterrânea. - inclinaria o corpo para frente em uma daquelas saudações a plateia. - Apreciando o show pirralha? Hehe. - Shaanti estaria convencida, isso era óbvio, mas isso era parte de quem era e se pudesse arrancar alguma risada de Emily não se importava o quão pouco práticas suas atitudes pudessem ser e por isso não se importava no tempo perdido ou na oportunidade perdida para finalizar o confronto.


Ao final da sequência removeria o arpão das costas, preparando-se para enfrentar a nova rodada de ataques.


>>>><<<<

Não havia muitos outros planos que pretendia seguir, obviamente se fosse acertava tentaria manter a estratégia, mas na impossibilidade de prosseguir com as mesmas apenas buscaria rolar para longe do monstro esquivando-se da melhor forma que ‘rolar’ permitisse para voltar a ficar em pé assim que lhe fosse possivel.



”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 




____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 105
Warn : Redenção - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

Redenção - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção - Página 6 EmptySab 03 Nov 2018, 21:46




Heavy Metal breakdown - 27






A estratégia de Shaanti havia sido insana, ao ponto de vista de alguém normal, mas a ruiva mostrava-se uma guerreira disposta a se arriscar para que pudesse alcançar os melhores resultados e havia tido relativo sucesso em seu movimento, ainda que pudesse ser mordida no processo,havia um histórico de oponentes até então que usavam seus dentes de forma predatória e não era pra menos que ela poderia já estar farta disso, Emily continuou no seu canto, era possível que a tritã pudesse ver algumas silhuetas e ouvir a sua voz, mas não determinar completamente a sua figura pela luz, mesmo em meio a grande escuridão não ser muito grande.- Você está bem?-  teria perguntado em um tom genuinamente preocupado com a parceira, não havia como ela poder ver muito, ainda que pudesse ver bem mais, devido a proximidade do lampião se aproximar de Shaanti.

Não teria uma resposta, mas naquele momento teria como uma resposta um respirar aliviado de Emily, a preocupação e a torcida da pequena pareciam poder motivá-la e levá-la a uma possível frenesi de batalha que lhe permitia usar ao máximo de sua capacidade intelectual naquilo que importava, no combate. Ainda que pudesse perceber um padrão errático na movimentação do mecatrônico, ainda haviam perguntas que ela só poderia ter através do teste, a criatura ao que ela havia entendido parecia não ser tão adaptada ao combate na luz, mas teria sido aquilo uma realidade ou ela apenas queria atrair sua oponente para uma região onde ele tivesse uma maior vantagem? Havia uma máquina capaz de ser tão complexa dessa forma? Antes que pudesse responder essa pergunta, tentou atrair a atenção do esqueletóide, ao correr na direção da porta tentando não revelar um padrão ao andar em Zig Zag e teria percebido que  o robo de fato a seguiu, ignorando por completo Emily.

A ação que era feita poderia responder muitas teorias que ela tinha em sua cabeça, fosse ou não a realidade a sua conclusão, aquilo poderia aliviar sua cabeça, quando pensou que Emily estaria em segurança, a criatura continuava atrás dela, como se um segundo a mais que levasse para trocar os seus pés pudesse fazer com que o bicho acertasse uma das mordidas que tentou aplicar contra ela, mas ela tinha o sucesso em passar pelo lado do bichão, ainda que por muito pouco, a luz do lampião havia realmente se provado uma vantagem, então tentou aproveitar-se do possível padrão de comportamento do bicho onde buscou levá-lo até próximo de uma parede e assim usá-la ao seu favor, mas o bicho era veloz, poderia quase sentir o som em sua nuca, tamanha era a proximidade e com um movimento inesperado pela criatura,  por um momento cegada pelo lampião, havia garantido o espaço para que Shaanti pudesse se jogar de costas no chão, fazendo o quadrúpede passar levemente a frente, até que ela pudesse aplicar um forte chute no peito do bicho de baixo pra cima, a criatura guinchou ainda ao lado, com certa dificuldade de se mover.

Vendo pouco da luta, pensou ter visto Shaanti ter a vantagem e ela se empolgava mais e mais ali, em sua torcida, pois era o que ela poderia fazer.- Acaba com esse bicho! Não tem esqueleto que pode fazer frente a cavaleira do coração!- Talvez fosse a emoção de estar tão próxima do combate, ou apenas se empolgou demais com a idéia, de toda forma poderia ser desconcertante de uma forma legal para a ruiva, que levantando-se poderia ver o ser caveira fazendo muitos barulhos estranhos, enquanto começou a se retorcer e se erguer de forma ereta, sua cabeça começou a tender mais ao lado e a luz avermelhada começou a vir intensamente de um olho só nesse momento, o bicho então com o braço direito arrancou o direito o segurando como se fosse uma espada, enquanto mais uma vez faria um barulho estridente, pela sua postura, ações e até mesmo como agora  colocou-se a frente da direção da porta, sem perseguir, mas esperando que Shaanti pudesse vir até ele, mostrava claramente que seus padrões haviam mudado, teria a tritã tirado hp o suficiente para o guardião  mostrar sua real força em uma segunda forma? Bem, só havia um jeito de se descobrir e não pareceu que sem seu arpão a situação se resolveria facilmente.

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 54
Warn : Redenção - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Redenção - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção - Página 6 EmptyTer 06 Nov 2018, 12:41




Raid Boss

28


O combate finalmente havia pendido para o seu lado quando utilizou-se de um pouco mais de planejamento para antecipar a movimentação de seu inimigo. Nunca havia sido de fato uma tritã burra, mas sim impulsiva e tomada por seus sentimentos acabava geralmente agindo antes de pensar, mas ainda assim era capaz de pensar antes de agir, mesmo que não fosse sempre.

- Talvez eu devesse fazer mais isso, hehe. - arrastava os pés para trás afastando-se levemente enquanto observava o padrão errático de movimento de seu oponente.

Puxou o arpão das costas, trocando o lampião de mão para poder retirar a corda cruzada. Aproveitar-se-ia do movimento do monstro,que agora parecia guardar a porta para tomar esse tempo para se preparar.

Observando o novo comportamento da criatura Shaanti começou a traçar seu novo modus operandi e começou a arrastar lentamente os pés em um arco para a sua direita.

Ele só poderá usar a canhota… Se eu fizer ele ficar com ela para o lado da parede vai limitar a liberdade de movimentos dele. - com esse pensamento Shaanti havia invertido sua empunhadura, segurando seu arpão também na esquerda.

Enquanto se movia sentia a tensão crescendo, imaginando que aquela poderia muito provavelmente ser a última investida, sendo ela a derrubar a criatura, ou o inverso… Engoliu em seco ao constatar que poderia ser a segunda opção.


- Torça por mim pirralha. - sorria ao mesmo tempo que com o canto do olho buscava observar a posição onde mais ou menos Emily deveria estar.

- O TESOURO VAI SER NOSSO.   - gritaria no momento que começasse a correr, este que seria quando houvesse conseguido assumir a posição que colocasse o esqueleto lateralmente para a parede, inibindo assim golpes na forma de arcos externos e também prejudicando a utilização de arcos horizontais internos, embora ela mesmo não sabia se a criatura teria estes tipos de lógicas em sua programação.


Se tivesse partido em corrida estaria mantendo a luz do lampião direcionada (posicionada) de forma a iluminar com maior clareza o braço de seu oponente, imaginando que nessa nova ‘programação’ os ataques seriam priorizados com sua ‘arma’.


O plano de Shaanti para o primeiro e demais golpes eram estocadas retas, miradas no peito, quadril e eventualmente na cabeça, estas seriam aplicados durante os movimentos de esquiva que fossem bem sucedidos buscando assim pegar a criatura em seus momentos de instabilidade.

O primeiro golpe de Shaanti seria realizado avançando com um passo de esquerda mais longo o que lhe faria ficar de frente para a parede aplicando assim uma estocada longa com sua mão esquerda na altura do peito do esqueleto, porém isto poderia variar baseando-se na postura de seu oponente, afinal Shaanti estaria a observar o braço do mesmo.

Caso ficasse do lado esquerdo do corpo e baixo Shaanti iria supor que o golpe realizado seria uma ‘imitação’ do seu primeiro ataque, ou seja, um movimento ascendente que cruzaria em frente ao corpo da criatura. Para este manteria a mesma estratégia de golpe, mas realizando primeiramente uma finta com um falso passo de esquerda seguido de um rápido recuo e novamente o passo longo para atacar, tentando assim fazer o ataque cruzar o vazio a sua frente e então a tritã miraria o golpe no peito esquerdo de seu oponente, próximo ao ombro, não por querer acertar algo especial, mas simplesmente por ser esse o ponto mais exposto no caso de ter tido sucesso em esquivar.


Caso tivesse percebido um posicionamento do braço que indicasse golpes verticais, fossem eles de cima para baixo ou ao contrário a tritã buscaria no momento do seu passo longo ir mais para fora dando um passo mais a diagonal do que frontal atacando assim o abdome com uma estocada do arpão.


Após qualquer uma das tentativas de estocada a tritã deixaria o pé esquerdo ‘escorregar’ abrindo um espacate para baixar sua altura imaginando que a recuperação do esqueleto fosse se dar com algum golpe giratório médio, baseava no entanto sua suposição apenas por sua lógica de posicionamento, e por isso com o espacate esperava ser capaz de esquivar do golpe. Ao ter se agachado soltaria o lampião no chão ao mesmo instante que com o arpão golpeava lateralmente as pernas da máquina tentando enfraquecê-la e derrubá-la para em seguida poder aplicar um soco pesado de direita no rosto, ou em qualquer outro ponto possível caso seu oponente não caísse. Caso ainda fosse possível  aplicaria mais um soco antes de fechar as pernas inclinar o tórax e rolar de costas para voltar a se levantar afastando-se.

Assim que concluísse a cambalhota apoiar-se-ia com ambas as mãos no chão e os pés bem ao fundo atrás para impulsionar-se como um corredor saltando mais uma vez contra seu oponente agora com um soco acelerado na cabeça. Nesse momento ‘aceitaria’ ser alvejada caso fosse possível concluir seu golpe.


- ESTÁ NA HORA DE ACABAR COM ISSO. GYOJIN KARATE - HYAKUMAIGAWARA SEIKEN.



Todavia se durante a corrida percebesse seu oponente cruzando o braço esquerdo à frente do corpo suporia que o ataque seria um arco à frente do corpo, totalmente horizontal ou mesmo inclinado… Não faria diferença, pois Shaanti mudaria sua estratégia para um ‘carrinho’ jogando-se em um chute contra os pés do esqueleto. Esperava que esse golpe fosse capaz de desequilibrar o monstro derrubando-o para frente já que o próprio ímpeto do movimento dele ‘arrastaria’ seu tronco para este sentido. Caso houvesse conseguido desequilibrar a criatura atacaria com o arpão para cima tentando aproveitar-se do peso de seu oponente para danificá-lo. O arpão estaria posicionado levemente da esquerda para a direita para que assim, quando o esqueleto caísse sobre a inclinação o empurrasse para a parede evitando duas coisas, a primeira: Que o cabo oposto do arpão fosse pressionado contra o corpo de Shaanti, a segunda: que o esqueleto caísse sobre ela.


Esperava que nessa segunda estratégia o arpão fosse capaz de realizar sozinho o trabalho, mas mesmo assim, após o golpe rolaria para sua esquerda afastando-se da parede e buscando ficar mais uma vez em pé, arrancando em uma corrida reta contra seu oponente no caso de perceber que ainda não o havia finalizado para realizar aí mais um ataque com o arpão, este que seria um golpe diagonal de cima para baixo da esquerda para a direita que mirava o pescoço/ombro direito.

- CAIA DUMAVEZ…. - bradou neste último avanço.


”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 105
Warn : Redenção - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

Redenção - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção - Página 6 EmptyQua 07 Nov 2018, 04:47




Heavy Metal breakdown - 28





Aquela parecia ser a fase final do chefão, o padrão poderia mudar e a impulsividade da ruiva jamais poderia ser confundida com burrice e isso se mostrava de forma muito clara naquele combate, onde com espaço para formular a melhor estratégia, a tritão teria invertido a posição entre a sua lança e o lampião, traçar o novo modus operandi poderia ser um desafio, apesar da garota formar uma linha de raciocínio sólida sobre como poderia aproveitar o cenário ao seu favor, para que pudesse limitar as ações do bichão que estava enfrentando.

Ao que tudo indicava aquela poderia ser a investida final para ambos os lados e sem dúvidas não só ela como a pequena torciam para que ela fosse a última a ficar de pé, quando pudesse olhar para Emily e sorrir, ainda que não fosse capaz de vê-la por completo pela posição da luz, o mesmo não se aplicou a garota que poderia ver a confiança da tritã transbordando por meio daquele sorriso e ali ela faria o que melhor poderia fazer para que pudesse ajudar naquele momento- Acabe com ele!Você não vai cair pra esse bicho!-  Era o som que reverberou aquele cenário como uma torcida intensa que poderia talvez ali vibrar e agir como um combustível para que a garota pudesse prosseguir com o combate, tinha todo o processo do combate em sua cabeça, havia pensado em como usaria o melhor possível para que tivesse sucesso e com isso, teria de induzir se oponente ao erro.

A mudança de postura fez com que no momento em que ela se movesse para buscar  limitar o movimento do esqueleto fez com que ele pudesse seguí-la e nesse momento era possível ver que ele era muito amis lento agora que estava sobre as duas pernas e com o grito de que o tesouro seria das duas, não poderia distinguir bem o som nesse momento, devido a criatura aproximar-se guinchando, mas poderia ter certeza de que era uma vibração positiva por parte da pequena. A idéia de iluminar o braço da criatura, para que pudesse ver melhor os golpes chegando logo provou-se genial, pois poderia ver um golpe vir de forma vertical, onde com sua passada longa havia sido capaz de ao desviar-se levemente diagonalmente evitar o golpe realizado contra ela enquanto ela poderia  encaixar a estocada perfeitamente no peito esquerdo próximo ao ombro de modo que a postura do bicho foi comprometida, no entanto algo estranho acontecia, e era muito mais assustador do que efetivo, o braço arrancado movia-se rapidamente de modo a segurar o pulso de Shaanti, onde uma temperatura gélida poderia ser sentida.

No entanto os dedos dele não tinham força o suficiente para segurar o peso da garota com firmeza e no momento em que ela teria feito seu espacate, para evitar o movimento giratório o torso do robô girou rapidamente em 360 graus de modo que um alto barulho de engrenagens se fez e o local onde o esqueleto havia atingido havia se feito uma pequena cratera na parede, demonstrando a potência do golpe, que havia sido ineficaz, fazendo com que algumas pedrinhas pudessem cair no chão, próximas da tritã que imediatamente teria estocado o abdômen da criatura que com um grito ensurdecedor e estridente poderia ter causado até uma dor de cabeça a garota naquele momento devido a proximidade, mas o som era o sinal de que seu golpe havia sido efetivo, pois aquilo empurrou a criatura e a permitiu ter espaço para levantar-se em uma cambalhota onde teria feito a sua investida final contra a criatura onde ainda que fosse uma máquina, parecia estar “ atordoada”, o que parecia melhor descrito como um funcionamento comprometido, fazendo com que o seu movimento fosse atrasado em relação a ruiva onde um avançou contra o outro na mais clássica e clichê cena possível, porém ambos usavam mãos no lugar de espadas quando os golpes se cruzaram, o esqueleto havia acertado de raspão  Shaanti, enquanto a garota poderia sentir o crânio se desfazendo em suas mãos., e com isso o corpo caindo para frente, assim como a chave que estava presente em meio ao crânio da criatura. Aquele dia havia sido da dupla exploradora.

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 54
Warn : Redenção - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Redenção - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção - Página 6 EmptyQua 07 Nov 2018, 12:39





Core

29


Shaanti acompanhava o rugido da fera em seus momentos finais, não estava disposta a perder, nem se a competição fosse de quem fazia mais barulho.

- AAAAAAHHHHHHHHHHHRRRRRRRRRRRR - gritava, extravasando sua força em seu soco, dando tudo de si conforme sentia o crânio do esqueleto ceder.


Permaneceu nessa pose por algum tempo, pé direito a frente, braço direito esticado e punho cerrado, tudo parecia mais lento conforme via seu oponente tombando ao seu lado.

- Não chegou aos pés do ‘Megalo’. - relembrou-se da sua luta com o tubarão e quão formidável ela havia sido, mas não era uma ofensa ao esqueleto e sim um elogio a criatura a qual anteriormente havia duelado.

Shaanti sentia que estava finalmente começando a compreender o seu caminho.

- Não abandonarei minha natureza. - sua voz era baixa, somente para ela e para o Megalo. - Mas agora finalmente sei qual é ela. - respondia finalmente a prece do tubarão, prece a qual não tinha sido capaz de responder a altura anteriormente.


Arrastou o pé direito para trás, ergueu o punho fechado para o alto e levantou o indicador.


- HAHAHAHAHAHA, NÃO FOI NADA, NÃO FOI NADA. - virar-se-ia sorrindo para Emily. Aproveitando-se que o lampião no chão provavelmente era capaz de iluminá-la. Cerrou novamente o punho e baixaria o braço para cumprimentar a pirralha quando a mesma se aproximasse. (Soquinho)


- Faça as honras. - indicou o chave que cairá do crânio. Agachar-se-ia junto pegando mais uma vez o lampião e iluminando a chave para olharem juntas.

- Parece óbvio né? - tinham que enfiar a chave na porta ao que tudo indicava. - É com você pirralha. Abre te sésamo. Sorriu e levantou-se dando espaço para Emily passar.

Iluminou a parede, mais especificamente o que supunha ser a fechadura e permitiu que Emily fosse até lá.

- Estou com você.. - aplicou um soquinho leve nas costas da pirralha, quase como um empurrãozinho para lhe dar coragem. - Vamos ao nosso tesouro. - Shaanti já nem lembrava que havia primeiramente considerado que o tesouro devia ser só seu, de toda forma, nem sabia se o tesouro estaria ali, ou se ao menos havia mesmo tesouro já que desde o início tudo podia ser apenas um truque de alguém que desejava tapear outro. Ainda assim encorajava Emily a prosseguir, afirmando que o tesouro estaria ali para não desiludir a pequena em sua primeira aventura.


Posicionar-se-ia logo atrás da mesma e assim que a chave rodasse puxaria a garota para afastarem-se da porta.

- O seguro morreu de velho, hehe. - citou para justificar a precaução.

Levaria Emily para junto a uma parede lateral até ver se a porta se abria sozinha.

- Achei que seriam automáticas. - comentaria se não abrissem sozinhas e iria até elas empurrando-as para fazê-las ceder.


Após abertas seguiria mais uma vez para frente das mesmas, primeiro ouvindo e depois erguendo o lampião para enxergar mais adentro.

- Sabe o que não entendi ainda? - esperaria o retruque. - Aquela inscrição da entrada…. Sinto que ainda vamos precisar dela…. Como era mesmo? Somente o homem penitente passará? Será que devemos rezar? Hahahahahahahahaha. - satirizou por fim, mas percebendo que talvez não estivesse tão distante da verdade.


Se nada lhe causasse desconfiança começaria a avançar. - Fique um pouco atrás pirralha. - trouxe novamente a recomendação inicial.

Sacudiu o lampião avaliando seu peso para saber se era necessário mais óleo, completá-lo-ia se achasse preciso antes de seguir. E só então avançaria porta a dentro. Isso é claro, se nada lhe tivesse deixado com o pé atrás.

Durante a caminhada seguinte alternaria a altura do lampião, por vezes avaliando o chão, outras as paredes. Interromperia a caminhada a qualquer momento que algo lhe chamasse a atenção, ou deixasse insegura de continuar, ou mesmo se encontrassem o tesouro, ou ainda outra porta fechada, bifurcação e demais coisas que pudessem lhe obrigar a fazer uma escolha.




”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 




____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 105
Warn : Redenção - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

Redenção - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção - Página 6 EmptySab 10 Nov 2018, 19:07




Heavy Metal breakdown - 29





O  fim de sua batalha se deu de forma épica, onde tanto ela quanto a criatura trocavam golpes usando de todas suas forças, mas claramente só um lado poderia ter ficado de pé e este foi o lado das meninas, já que Shaanti havia destruído o crânio da criatura em seu golpe, ainda que fosse um oponente complicado em um ambiente diferente, nem de perto seria a mesma dificuldade que o megalodon teria lhe apresentado, mas de todo modo ambos os oponentes a fariam reconhecer mais sobre a própria natureza, seu  próprio poder e toda a sensação poderia tê-la deixado extasiada naquele momento pela vitória merecida que havia conquistado. Aproximaria-se iluminando o próprio caminho até o local onde Emily estava, aos poucos a luz do lampião tornou possível para que ambas pudessem se ver e o sorriso da garota poderia iluminar mesmo o coração carrancudo que a ruiva tentava mostrar ter, havia lhe dito que não havia nada demais, mas era visível pelo modo como quando ela respondia ao cumprimento, pelo seu olhar, que logo mostrava-se animado quando era oferecido a ela a chance de ir pegar por conta própria a chave, tendo seu caminho iluminado, timidamente começou a dar seus passos em direção ao “corpo” do inimigo que recém havia sido derrotado e abaixou-se,levando um tempinho até que separasse a chave dos pedaços que um dia foram a cabeça do último sentinela.

Uma vez que a garota pegou a chave, ambas teriam se dirigido até a porta onde a altura do fecho encontrava-se em uma altura ao qual ao erguer-se na ponta dos pés, Emily seria capaz de alcançar, mas em um primeiro momento ela ficou pensativa, talvez hesitante em relação ao que poderia estar por trás daquela porta a fez em um primeiro momento respirar fundo enquanto encarava a porta e a chave em suas mãos, repetindo o movimento com a cabeça algumas vezes, mas o soquinho de Shaanti nas costas era o empurrão final para que ela pudesse quebrar um pouco a tensão que existia em si mesma e dizer- Ok, não vamos fugir, passamos por todas essas dificuldades, o tesouro não pode estar longe… Certo?- Comentou a garota em um tom claramente animado enquanto ergueu-se para encaixar a chave na tranca e girou, a ruiva teria se posicionado logo atrás da pequena, como se esperasse por algo, prevenir-se nunca era demais para aquele lugar que parecia cheio de armadilhas e quando a garota girou, um barulho começou a ocorrer como se várias engrenagens pudessem trabalhar ao mesmo tempo de forma bem barulhenta, da porta então próximo da tranca um pequeno detalhe de luz vermelho começou a brilhar e vários barulhos poderiam ser ouvidos do outro lado, como se viessem de um plano levemente  mais baixo, como se fosse algo relacionado ao chão por onde poderiam pisar mais a frente, era notável também o barulho de cordas de um arco  sendo puxadas, como se bestas estivessem sendo preparadas e vários barulhos de pedra se movendo, também se fizeram ouvir até que a porta finalmente começou a se abrir.

Uma luz começou a surgir pela fresta da porta de maneira suave,  de modo a não ferir os olhos que poderiam estar acostumados até então a escuridão, mostrando um corredor iluminado por pequenos bulbos de luz em formato de estrela que se fixavam sobre o teto, em variações entre a coloração branca, azul,verde, dourada e vermelha, a incidência de cada luz não cobria o espaço da outra de modo que cada passo ali dentro poderia parecer estar entrando em um ambiente diferente e de fato era algo muito belo de se ver, havia a preocupação sobre a inscrição na entrada, ela havia de fazer algum sentido alguma hora e talvez fosse aquela a hora e Emily demorou um tempo para que pudesse responder, encantada pela visão pelos primeiros momentos, era algo infantil e fofo de se presenciar.- Bem… Acho que eventualmente essa deve ser a chave para conquistar o tesouro, até então nenhum símbolo que vimos foi átoa…- Caso prosseguissem por aquele corredor, poderiam notar que no chão havia um desenho para cada foco de luz, no desenho branco havia o que parecia uma ave, no azul, havia um simbolo de peixes, no verde havia uma árvore, na luz dourada havia um desenho de moeda e no vermelho, havia um coração, Emily apontaria para Shaanti, para que pudessem dessa vez lembrar bem dos padrões, talvez fosse extremamente importante lá pra frente.- Vamos fazer assim, eu vou decorar três cores e desenhos e você decora outros três, assim nós não corremos o risco de esquecer se precisarmos disso lá pra frente, certo?- Teria dito a garota levantando um dedo indicador, antes que pudesse apontar para as cores branca, vermelha e Azul, como se dissesse que decoraria eles, a garota esperaria a tritã antes que pudessem dar qualquer prosseguimento, poderiam andar caso seguissem por pelo menos 5 minutos até que uma bifurcação pudesse aparecer, onde havia uma placa

Citação :

Para aquele que chegou até aqui, é chegada a hora da escolha,, o final de ambos os caminhos é o mesmo, porém os desafios serão diferentes. Para os bravos de coração, que se sentiram satisfeitos  em batalhar com o salão anterior, uma batalha ainda maior os espera a direita, para aqueles que escolheram o caminho da sabedoria, e se mostraram penitentes frente ao desafio anterior, tornando o guardião um aliado ao invés de um inimigo, o caminho a esquerda oferecerá mais um desafio, baseado no que você pode ter visto até então, escolha sabiamente, pois só poderá voltar quando tiver o tesouro em mãos.

Era uma placa que mais levantava perguntas do que respondia, teriam elas já passado pelo caminho onde era necessário mostrar a sua fé? Se sim, qual teria sido o modo diferente para que pudessem lidar com aquela horrenda criatura? havia uma importante decisão a ser tomada naquele momento e talvez Shaanti quisesse discutir primeiramente por qual caminho iriam, independente de qual caminho tomassem, ao fim de cada uma das bifurcações, havia um elevadorzinho para que adentrassem e uma alavanca para que fosse acionado, junto a uma moeda de ouro extremamente brilhante e um buraco para encaixá-la e com isso destravar a alavanca para  um único movimento, indicando o porque seria necessário ter o tesouro para retornar. Haviam duas possibilidades, que poderiam direcionar para ainda mais nichos de desafios ali dentro, se é que faltavam ainda muitos pela frente.


____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 54
Warn : Redenção - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Redenção - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção - Página 6 EmptyDom 11 Nov 2018, 15:47





Mercy?

30


Shaanti concordava com Emily dando-lhe um breve aceno com a cabeça, dirigindo-se então para os símbolos verde e dourado, os quais respectivamente eram, árvore e moeda. Por fim, prontas, avançaram por aquele novo cenário.

Mesmo neste novo e iluminado corredor a tritão não apagaria o lampião, mantendo-o acesso para o caso de uma mudança abrupta da situação. O caminho as levou até uma bifurcação, sua primeira variação de rumo naquele local.

- Não que eu seja expert em minas, mas. - virou-se para o lado meio de costas para Emily coçando seu nariz e falando com uma voz um pouco mais estridente. - SÓ DEVO TER VISTO UMAS DUZENTAS. - voltando ao normal e virando-se para a pirralha. - Mas essa é bem estranha, é a primeira bifurcação em xx:xx (diria o tempo que estavam ali.

- É CLARO QUE EU JÁ ESTIVE EM VÁRIAS MINAS. HUNFF. - retrucava se fosse ‘confrontada’ por Emily e sairia literalmente marchando em direção a placa.

- Como que ela sempre sabe quando estou inventando algo…. que saco….


Pôs-se a ler a placa, abrandando rapidamente aquela breve irritação de ser sempre pega no flagra.

Bla, bla, bla, hnm, hnm, obrigado eu sei que sou incrível, ahhhhhhhhhhh, era isso. - Shaanti batia com uma mão fechada como um martelo sobre a palma aberta da outra. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA, E EU ESMAGUEI ELE, HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA. - ria-se ao perceber que poderia ter ‘pedido’ misericórdia ao guardião se tivesse interpretado corretamente o primeiro enigma. - Era ali que deveríamos ter nos arrependido então… - o raciocínio lógico de Shaanti logo a fez compreender as possibilidades que havia deixado passar. - Não ficou muito claro esse enigma… De toda forma.. - Batendo os punhos um no outro. - Parece que tem mais um que tenho que esmagar, hehe. - verdade seja dita, Shaanti sempre fora melhor resolvendo as coisas com os punhos do que com palavras, todavia esta era uma daquelas raras ocasiões onde ela teimosamente queria mostrar que era boa em tudo e não só em dar porrada. - Se bem que…. Hnm.. - começaria a seguir para o caminho da sabedoria, só por sua teimosia de querer mostrar-se inteligente. - Ainda lembra os símbolos né? - Moeda e árvore. - relembrou a si própria enquanto caminhava na direção do desafio da sabedoria.


- Se tínhamos que nos ‘aliar’ ao guardião… Será que precisamos dele para passar no desafio da sabedoria? - considerava durante a caminhada, lembrando-se das palavras da placa. - Ah… Não quero ter que carregar ele.


- Temos que descer pelo visto…. Deve ser daqui que vieram os sons das engrenagens, hehe. - encarando Emily - talvez seja agora que viremos peneira, hahahahaha.


Parecia um mecanismo intuitivo, assim pegou a moeda e colocou no encaixe.

- Pronta? - perguntaria quando Emily entrasse no elevador, mas não esperaria a resposta e puxou a alavanca. - opa… foi sem querer, hehehe. - sorria para Emily.


- Vamos lá, hehe, para mostrar o quão sábia eu sou. - ria mantendo as mãos na cintura, o peito estufado e a cabeça erguida com risadas separadas. HA…..HA…..HA….. HA.


Quando o elevador chegasse no andar inferior a ruiva aguardaria por um momento, avaliando o local antes de decidir prosseguir.

Seria claro? Seria escuro? Poderiam haver armadilhas no chão? De dentro do elevador tentaria observar esses fatores antes de decidir prosseguir com a pequena.


- Estamos quase lá né? - pela primeira vez Shaanti sentia um tipo diferente de emoção, uma ansiedade crescente. Não só pela conquista do tesouro, mas por toda a provação de ser uma pessoa diferente e de ser sua primeira conquista nessa nova vida, mas acima de tudo isso, sentia um aperto pela responsabilidade que sentia em fazer Emily se divertir.



Por fim, se tudo parecesse seguro avançaria com a pequena, tomando cuidado com possíveis armadilhas e o surgimento de outros símbolos que pudessem ser importantes para o decifro do enigma.





”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 




____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Redenção - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção - Página 6 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Redenção
Voltar ao Topo 
Página 6 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Malkiham Island-
Ir para: