One Piece RPG
Redenção XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Una Regazza Chiamata Pericolo
Redenção Emptypor DarkWoodsKeeper Hoje à(s) 18:21

» Terminando assuntos inacabados
Redenção Emptypor Muffatu Hoje à(s) 18:02

» Enuma Elish
Redenção Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 17:49

» Unidos por um propósito maior
Redenção Emptypor xRaja Hoje à(s) 17:12

» Cap.2 - Seguindo um sonho!
Redenção Emptypor Kallieel Hoje à(s) 16:57

» [Mini-Kuroper] Começo da Jornada
Redenção Emptypor Kuroper Hoje à(s) 16:28

» [Mini-Archer James] Cachorros da Dor
Redenção Emptypor Dogsofain Hoje à(s) 16:26

» Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista
Redenção Emptypor GM.Furry Hoje à(s) 15:54

» VI - Seek & Destroy
Redenção Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 15:45

» Aprendendo a respirar
Redenção Emptypor K1NG Hoje à(s) 15:10

» O Sapo Mágico
Redenção Emptypor K1NG Hoje à(s) 14:57

» Arco 1: Passagem pela ilha do riso
Redenção Emptypor Milabbh Hoje à(s) 14:12

» II - Growing Bonds
Redenção Emptypor Teo Hoje à(s) 11:59

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
Redenção Emptypor Pippos Hoje à(s) 09:23

» [Mini] Am I really need do this?!
Redenção Emptypor Vismonke Nizako Hoje à(s) 07:26

» 1° Act - It's Navy Time
Redenção Emptypor PepePepi Hoje à(s) 05:47

» The Claw
Redenção Emptypor Achiles Hoje à(s) 03:55

» The One Above All
Redenção Emptypor Achiles Hoje à(s) 03:21

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Redenção Emptypor DanJo Hoje à(s) 03:20

» Art. 3 - Our memories
Redenção Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 00:54



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Redenção

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 56
Warn : Redenção 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Redenção Empty
MensagemAssunto: Redenção   Redenção EmptyTer 11 Set 2018, 20:32

Redenção

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Shaanti Mochan. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 54
Warn : Redenção 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Redenção Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção EmptyQua 12 Set 2018, 08:12





A melhor navegadora.

01


Shaanti olhava ameaçadoramente para o horizonte, praguejando mentalmente a profunda incompetência. Obviamente não a sua, a dos malditos construtores de barco.  

- Se eu tivesse feito o barco… - Apoio as mãos na cintura e balançou a cabeça em negativo, virou a cabeça para o lado oposto ao de sua companheira, torceu a boca e completou. - Ele certamente não teria afundado. - sua voz, devido ao ‘bico’ sairá meio torcida. - HEHEHEHEHEHEHE, você não acha? Eu teria feito melhor. HEHEHEHEHEHE. - ria de nervoso e coçava o nariz.

Se por acaso Emily discordasse sobre sua tão verossímil afirmação:

- QUEEEEEE??? TA AFIM DE MORRER PIRRALHA DE MERDA? Ó, Ó - apontou para ambos os olhos. TO DE OLHO EM VOCÊ BOSTINHA, SE LIGA. - e assim terminou suas ameaças vazias.

Todavia, se Emily concordasse e apoiasse a fraude.

HEHEHEHEHE, NÉ? Mas deixa pra lá, já sabia que era verdade. HEHEHEHEHE, e ai pirralha. - disse virando-se para a floresta a frente. - Será que estamos no lugar certo? Está última parte seria dita em qualquer uma das respostas da garota.


Dois dias atrás.

- Navegar é ótimo, ahhh, não é pirralha?. - afirmou contente enquanto conduzia o barco nas águas do que esperava ser o North Blue.


- Menos se está perdido. - Falou Emily de onde estava apoiada na murada enquanto vasculhava o horizonte.

- QUEEEE?

Hnnhnn, nada. - negou despreocupada balançando a cabeça. - Aquilo é um barco? - apontava para um ponto às 3h.

Sem nem mesmo conferir Shaanti se empolgou.

- NAVIO A VISTAAAA, MEXAM-SE SEUS IMPRESTÁVEIS, PREPARAR OS CANH… hun, cof, hunhun. Quer dizer…. - deslizava as mãos pelo timão meio sem jeito. - Talvez você devesse falar.

Atualmente.

- Sim, sim, deve ser. A não ser que aqueles vermes tenham mentido pra nós…. Devia ter torturado eles até ter certeza que a informação… Quer dizer, hhnnhnnn, cof. Não vamos descobrir nada daqui pirralha, vamos andando.

Olharia para a floresta a frente.

- Deve ter alguma trilha nessa floresta de merda, isso se tiver uma vila aqui. Vamos andar pela costa nanica, pra ver se achamos algum caminho.


Caso encontrasse um caminho na borda da mata.

- Queria saber quem é o idiota que constrói uma vila sem porto…. Ele não sabe como isso dificulta a nossa vida? Como que esperam ser pilhados de acordo sem porto? Err.. HEHEHE, quero dizer, receber visitantes né? - sorriria revelando todos os seus dentes pontiagudos para Emily. - Em frente pirralha, pare de perder tempo. - Shaanti rapidamente começaria a avançar trilha adentro. - Então… Qual… - o assunto deixava-a bastante desconfortável… - Você sabe, o nome… Ou.. Você só quer ver o lugar como é?


”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 105
Warn : Redenção 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

Redenção Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção EmptyQua 12 Set 2018, 21:20

Heavy Metal breakdown

Shaanti não tinha certeza de como tudo tinha chegado naquele ponto, ou melhor ela explanou sobre de uma maneira um tanto quanto diferente, mentir não era bem o seu forte, na verdade ela mentia bem mal, seu tom de voz durante esse momento tinha deixado isso claro, inclusive para a pequena, que ouvindo o que ela dizia sobre a construção de barco, inflou as bochechas por alguns momento segurando o riso, e falava com um tom que deixava claro que fazia uma leve piada da situação. - Claro que sim, se você tivesse feito o barco, não teríamos afundado aqui… Teríamos afundado na partida.- Falava ela segurando por uns 10 segundos antes de gargalhar um pouco, era apenas um risadinha meio contida. E como de costume para a pequena vinham as ameaças dela para com a ideia de matar ou fazer coisas desse tipo, felizmente ameaças que não tinham nenhum fundamento. - Não diz isso, eu fico cheia de medo, olha só, meu pescocinho até sentiu as mãos hihihi- Falava ela ironizando um pouco a ação de Shaanti, brincar com fogo parecia mais divertido, ou melhor brincar com peixe nesse caso. As coisas podem até não ter relação se parar pra pensar, mas você pode gostar de um peixe frito, aí tudo faz mais sentido.

Mas depois daquilo a proposta era algo interessante, adentrar na floresta, e caminhar por ela desbravando o ambiente, entretanto não havia um caminho feito na parte onde eles estavam, afinal não tinham aportado de forma muito ortodoxa, e isso poderia render problemas, talvez, a pequena a respondia com calma e clareza, apenas sorrindo quando olhava para a mata fechada. - Acho que podemos fazer algo para adentrar mais fácil talvez, se alguém mora aqui, deve ter uma estrada, mas se não ver problema acho que dá pra entrarmos por aqui mesmo.- a ideia de se aventurar na mata parecia uma boa jornada para o conhecimento e a deixava um tanto animada para fazer algo desse gênero, poderia dar forma a sua imaginação de maneiras diversas, ela pensava em que tipos de bichos viviam ali. A pergunta da tritão que vinha a seguir se corrigindo em seguida sobre como saquear a ilha, inicialmente fazia Emily arregalar os olhos olhando para ela, se acalmando logo em seguida, os velhos costumes demoram a morrer, nem sempre temos um espaço para mudar eles rápido. - Bem eu acho que deve ter algumas coisas para explorarmos quando chegar mais a fundo sabe? E podemos também pegar informações com os habitantes locais, conseguir um barco novo era uma ótima ideia também, e posso conhecer sobre a história da ilha, e talvez… Quem sabe conseguir um tesouro, você vê isso ao seu redor, é floresta, árvores, se você tivesse um tesouro o que faria com ele? - A pequena diria isso com um olhar sério naquela hora como se esperasse a resposta mais correta de todas algo que qualquer grande caçador de tesouros diria.

Olhando para Shaanti caso a resposta dela fosse algo como “gastar” ou usar pra qualquer coisa, a pequena balançaria a cabeça em sinal negativo.- Você enterraria ele, e o X marca o local, as histórias sempre são assim, e deve ter um X marcando o local bem bonito em algum lugar da ilha- Diria dando uma piscadinha para a tritão enquanto continuava avançando, a floresta parecia ainda estar muito longe de acabar, e por quase uma hora elas caminhavam em mata até que a pequenina pedia para que parassem um pouco. - Shan, acho que… Arf.. Arf… preciso parar um pouco, eu acho que to meio cansada.- Falava ela apontando para uma pedra bem grande que ficava ali no meio da floresta, e estava no caminho, parecia um bom lugar para as duas sentarem, ela não sabia ainda o nome da ilha mas agora conseguia chutar, pelo que havia estudado de Geografia.- Pelo clima frio, e as gotas de orvalho, o pouco que vi do relevo no porto, eu chutaria que estamos em…. hum… Malkiham, li um pouco sobre ela uma vez, mas não sei de tanta coisa, mas isso é bom, é uma oportunidade certo? Só conheço pouco da história dela, e na verdade precisamos confirmar, foi um palpite de sorte- A pequena estava certa, era inverno ali, como em maior parte do tempo é, chuvas são bem comuns naquela ilha.

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 54
Warn : Redenção 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Redenção Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção EmptyQui 13 Set 2018, 08:23




Um jeito diferente de amar

02


- Bem eu acho que deve ter algumas coisas para explorarmos quando chegar mais a fundo sabe? E podemos também pegar informações com os habitantes locais, conseguir um barco novo era uma ótima ideia também, e posso conhecer sobre a história da ilha, e talvez… Quem sabe conseguir um tesouro, você vê isso ao seu redor, é floresta, árvores, se você tivesse um tesouro o que faria com ele?

- Hehehehehehhehehehe. - ria mentalmente imaginando a cena. - E aí verme habitante local, me arruma um barco novo… Ha e dos grandes, não me vem com ninharia, eu gosto de coisa boa. - Provavelmente funcionaria, sairia dali em um barco… Possivelmente presa em direção a um QG da marinha. Nem tudo é perfeito.


- O que eu faria com um tesouro…. Hnmm. - um sorriso cheio de dentes alargou-se no rosto dela. - Gastaria tudo em uma boa farra. HEHEHEHEHEHE.

Todavia Emily parecia não concordar com o ponto de vista apontado, fazendo questão de explicar a Shaanti a maneira correta de se cuidar de um tesouro. Divertindo-se com a situação a mesma permitiu que a garota completasse todo o seu raciocínio enquanto sorria disfarçadamente de sua posição.

- Se ta doida é? HAHAHAHAHAHAHAHAHA. Enterar? Marcar com um grande X. HAHAHAHAHAHAHA. Pra que? Pra algum otario de merda achar e ficar com o ouro que devia ser seu? Me escuta, que eu tenho experiência nesse quesito. - virar-se-ia para Emily com um olhar observador, pois havia começado a falar sem pensar e não saberia como a mesma poderia ter reagido. Virando-se novamente para frente voltaria a caminhar. - Seja como for… Piratas não vivem muito, o melhor é aproveitar o dia a dia que temos sem fazer muitos planos para o futuro. - Sua voz carregava um pesar intenso e profundo. - Não da pra saber quando uma pirralha de merda vai aparecer na sua vida e fazer tudo mudar. - virar-se-ia novamente, mas com um sorriso no rosto que revelava claramente que o aparecimento de uma pirralha dessas não era ruim. - De toda forma… - voltando-se mais uma vez para frente. - Não somente piratas, a vida pode dar reviravolta para todos e ai? Você guardou tudo, não aproveitou o que conquistou e então? Faz um mapa? Pra que? Outro pegar tudo que você lutou pra junta? E torrar…. Ahhhh, falando assim eu gostaria de achar um desses. A sensação de gastar o dinheiro dos outros. Hehehehehehe.


Não lhe havia certeza como a garota poderia ter interpretado tudo isso, e por isso Shaanti só continuou caminhando.


- Mas é uma metidinha a sabitudo, hahahahaha. Devia treinar mais as pernas e menos a cabeça, mal caminhamos e a pivetinha já tá cansada? HAHAHAHAHAHAHA. - Shaanti até então não tinha percebido o clima frio da ilha, já que a água do mar profundo era sempre gelada. Sua resposta provavelmente geraria uma discussão, já que havia tão abertamente caçoado da pequena, todavia Shaanti já esperava.


Atiraria sua jaqueta na cara da garota assim que ela abrisse a boca para reclamar da resposta torta, mover-se-ia e agachar-se-ia a frente da pequena com as costas viradas para ela.

- Cuide bem da minha jaqueta, eu gosto dela. - falaria sem olhar para a piveta. - Sobe, eu te carrego um pouco, não vai ser bom ficarmos perdidas na floresta a noite… Descansamos quando acharmos a cidade….. Deve ta perto não é?

Esperaria a pequena subir, esperando que suas atitudes fosse o suficiente para expressar os sentimentos, mas deixaria que o clima fraterno durasse apenas um instante.

- Só não se acostuma piveta, não sou cavalo pra ficar te carregando, vai ter que malhar essas pernas ai. E teje dito. Hnf.

Shaanti diminuiria o ritmo para não se cansar, mas buscaria continuar avançando. Não era nenhuma especialista em sobrevivência…. Bom talvez fosse esse justamente o problema de estarem em uma floresta, se perderem e terem de passar a noite… Felizmente ainda não haviam chegado nesse ponto.

- Se vamos ficar nos embrenhando no mato nas nossas próximas viagens… É bom que você comece a carregar algumas coisas. Sabe? Água, fósforos, umas balas. - falou como se ela mesma também não devesse sair carregando essas coisas.


A partir dali pararia de falar concentrando-se apenas em avançar e manter-se atenta a sinais de algo que pudesse indicar perigo ou civilização.


No caso de ser capaz de ouvir granidos, ou quaisquer outros ruídos que lhe parecessem vir de algum animal selvagem de porte considerável Shaanti olharia rapidamente ao arredor procurando alguma árvore na qual seria capaz de empurrar Emily para o alto na segurança relativa de algum galho.

- Fica ai pirralha. - feito isso Shaanti interromperia a caminhada focando-se em observar os arredores até sentir-se confortável em prosseguir a jornada, ou até visualizar o que poderá ter julgado perigoso.


Caso cruzassem com algum humano/humanóide.

- HAAA, parado aí se…. Hnm, cof. E ai pessoa.. - conseguiu evitar pronunciar Verme, mas não seu muito esforço. - Para que lado fica a cidade?

Todavia como bem sabia as reações a sua presença não costumavam ser as melhores e no caso de qualquer demonstração hostil pela outra parte Shaanti soltaria Emily no chão, mas ficaria posicionada a frente da mesma.

- Fique atrás de mim. - respiraria fundo e caso a pequena começasse a se agitar com alguma preocupação responder-lhe-ia. - Não se preocupa, não vou fazer nada. - Erguendo as mãos lentamente Shaanti as colocaria na linha do ombro em sinal de rendição. - Não quero problema, só quero chegar na cidade antes que esfrie demais e a pirralha atrás de mim fique doente. - em outros tempos Shaanti já teria saltado sobre o humano, mas esses eram outros tempos.






”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 



____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 105
Warn : Redenção 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

Redenção Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção EmptyQui 13 Set 2018, 17:37

Heavy Metal breakdown - 2

Shaanti caçoava das ideias da pequena que demonstrava um enorme bico na hora que ela ia falando sobre isso, como se fosse algo que ela gostava de acreditar piamente ser possível. Você não entende, não é sobre ter riquezas, sobre ter aquilo que quer, é um legado, quando a gente morre… não vai nada conosco Shan… e sabe o que resta é um negado, essas pessoas, que deixaram seus bens elas esperam que alguem complete o legado delas, que sejam lembradas pra sempre...- aquele momento de sabedoria que ela soltava parecia ser o tipo de coisa que ela talvez não tivesse formulado sozinha mas Shaanti não precisava perguntar ou esperar muito por uma resposta que se fazia em relação ao motivo. - Quando líamos histórias, meu pai disse isso… Sempre me perguntei o que ele deixou pra trás.- ela completava aquilo sem falar mais sobre tal, e mas as últimas palavras da tritã quanto a ela arrancaram um sorriso no rosto da pequena, por mais que disfarçadas, eram palavras de carinho, ela não era lá uma boa mentirosa.

A ideia era que naquela caminhada o cansaço dominava a pequena que recebia a sugestão de melhorar a sua resistência, e era oferecida uma carona de cavalinho, o que não poderia de maneira alguma ser recusado por ela. A floresta ainda estava densa e o caminho pela frente era longo, e claro a jaqueta, que ela entregava faziam com que a pequena a olhasse um pouco espantada, mas o olhar e a face dela não mostravam apenas isso, tinha gratidão ali.. - Obrigada, eu acho que me faria realmente bem descansar um pouco, deve ser a mudança rápida de clima - falava ela colocando a jaqueta por enquanto se preparava para subir as costas da tritão, ela agarrava firme e recostava a cabeça sobre o ombro dela, parecia ter uma confiança bem grande nela, como se realmente não esperasse algum mal vindo de Shaanti, mesmo reduzindo o passo não haviam muitos probelmas para ela carregar a menina e quando menos e os papos continuavam surgindo, coisas sobre carregar coisas não se acostumar, mas bem… era esse tipo de coisas que ela imaginava já ouvir. - Pense da seguinte forma, eu sou o cérebro, você é os músculos, parece uma divisão boa pra mim em? hihihi - ela dizia isso pela oportunidade, mesmo concordando em parte que aquilo não era comum, mas logo eles descobririam por que, afinal mesmo sendo uma criança ela já tinha aquela idade de energia semi infinita, a cabeça dela encostada no ombro estava muito quente, o calor humano é lindo não?

Quando eles finalmente estava na saida da floresta a pequena descia das costas dela ficando agora finalmente na civilização, porém algo chamaria atenção da azulada, era que Emy estava sempre coçando a mão direita, havia uma pequena bolinha vermelha era picada de inseto. A pequena começava a sorri assim que eles saiam da mata, a primeira coisa que eles batem o olho era o lago, havia uma pequena ponte que levava para area das casas, dali já dava para ver o que esperava eles era uma cidade bem pequena aparentemente mas só de ver as casas e as pessoas que estavam por ali já era mágico, para ela era como ver um mundo novo cheio de brinquedos, toda a ilha era feito um parque de diversões, e a água que estava abaixo da ponte era parte disso. Nossa, a ilha é muito bonita, o lago é brilhante e ali na frente vê as casas, e tem ainda 3 ruas diferentes é bem bonit... e bem na hora ela caia sem forças, a picada do que quer que fosse o mosquito tinha debilitado ela, se topasse na cabeça dela naquele instante era certeza, alta febre a atingia. E vendo a queda da pequena um homem que estava ali parecia querer ajudar mas a presença intimidadora da mulher grande o assustava fazia que ficasse acuado. A cidade no entanto já estava bem ali, estava pronta pra ser explorada o que era talvez um pouco triste para ela ou talvez apenas mais um motivo para andar rápido com o que quer que fosse.

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 54
Warn : Redenção 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Redenção Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção EmptyQui 13 Set 2018, 18:26




Humanos medrosos

03


To deixando essa pirralha ficar folgada de mais…. Daqui a pouco já nem vai ta mais me respeitando.

- Vai achando isso projeto de gente, não é porque não tenho esse jeito fresco de falar que não sou esperta. Onde eu nasci, esperto é quem fica … - a frase seria completado com VIVO, todavia Shaanti deteve-se antes de concluir. - Deixa pra lá, você não vai dar bola mesmo.

Prosseguiu o caminho com naturalidade, agradecida por ao menos a pirralha ser pequena.

Podia ser pior, podia ser gorda. Talvez comprar um cavalo não seja uma má ideia. Cavalera vermelha Shaanti. Hnnmm, não fica mal, não fica mal mesmo. - Hehehehehehe. riu com a ideia.

Finalmente a mata mostrava seu final, saindo aparentemente em um lado com uma ilha.

- É uma ilha, com uma ilha… Porque não dificultaram mais para roubar? Quero dizer, passear.

>>><<<

- EI, EI PIVETA. - Shaanti rapidamente se abaixava ao lado da garota, erguendo-a um pouco do solo. - FOI SÓ UMA CAMINHADINHA DE MERDA PIRRALHA… - o ‘ferimento’ na mão então chamava a atenção da tritã.

- Picada?

- Ei, Emily. Emily?? Moveria a mão para o rosto da garota encostando nele suavemente.

Febre?

Ergueria a pirralha do chão com ambos os braços, carregando-a no colo. Virar-se-ia para o humano ali com um olhar feroz e começaria a caminhar na direção dele.

- EI SEU COVARDE DE MERDA, SE MEXE E ME MOSTRA ONDE TEM UM MÉDICO, OU ARRANCO ESSAS TUAS PERNAS SE ELAS NÃO SERVEM PRA NADA…. AGORA EU DISSE, NÃO TÁ VENDO QUE A PIVETA TA MAL. EINNN??? - completaria com uma espécie de rosnado.


Se o homem se tornasse útil começaria a acompanhá-lo, mas em caso contrário apenas o xingaria e começaria a avançar na direção do lago.


- Deve ter uma ponte, esses desgraçados não iam passar isso nadando. Ponte, ponte, ponte. - repetiria enquanto tentava enxergar a dita em seu campo de visão.

- Finalmente, uma ponte. - falaria quando e se a enxergasse, não perdendo tempo em se deslocar para lá com passo acelerado.


Por não fazer ideia de como a vila funcionava, até porque nunca havia se importado com isso, afinal era entrar, matar todo mundo, saquear e ir embora. Doravante planejava avançar rapidamente para o centro da vila, enquanto pelo caminho gritava.

- EIII, MÉDICOOOO, MINHA AMIGA PRECISA DE UM MÉDICO.


Se mesmo mediante aos seus esforços para conseguir um médico nenhum aparecesse Shaanti continuaria avançando até achar um banco, ali soltaria Emily deitada, olharia para os humanos em volta com um olhar estreito.


É, são todos uns covardes. - Shaanti tomaria então um impulso avançando com toda sua velocidade na direção do adulto mais próximo com a simples plano de agarrá-lo pelo pescoço e utilizando-se de um tom de extrema simpatia:


- Você seu pedaço de lixo, gosta dessa merda que chama de cabeça? Heinn? Gosta? Então que tal me dizer onde que eu acho um médico? Hein? Você me diz onde tem um médico e eu te deixo com a sua cabeça, que que você me diz? - conseguindo a informação com essa pergunta gentil ela voltaria até onde havia deixando Emily e começaria a seguir na direção informada.

Obviamente todas essas atitudes só teriam sido feitas se o primeiro covarde não tivesse tido a decência de acompanhar tão nobres moças em sua procura por um médico, pois tendo sido ele um gentil e nobre cavalheiro Shaanti poderia guardar o seu lado persuasivo bem, mas bem lá no fundo.


>>><<

Se conseguisse achar o local do médico ou o próprio.

- Já não era sem tempo. - Avançaria para o local. - EIII DOUTOR??? CADE O MÉDICO DESSA ESPELUNCA, DOUTOR????



”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 



____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 105
Warn : Redenção 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

Redenção Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção EmptySex 14 Set 2018, 12:12

Heavy Metal breakdown - 3

Ver a queda da garota fazia com que ela rapidamente fosse ao encalço dela, apesar da forma alterada de falar, era claramente preocupação ela levava a mão a testa da menina após notar que havia ali a picada de mosquito sob as costas da mão dela, e a febre era notada. O homem que estava antes com medo continuava paralisado as pernas dele tremiam loucamente e no momento que a tritã dirigia palavras a ele, um líquido molha as calças dele, enquanto caminhava até eles falando enquanto gaguejava, haviase mijado nas calças com a voz alterada da mulher peixe. -E-e-u-s-e-i T-tem u-um me-me-médico, é meu a-a-a-a -a-avô, ele s--sa-be-sabe t-tratar alguém- respirava ofegante enquanto, parecia apontar pra frente mesmo que os braços e pernas dele tremerem, ele começava a correr em direção a algum lugar, ele parecia ter uns 15 anos em média, 1,60 de altura, cabelo lambido para a direita, com leves linhas brancas, se vestia bem e todo de preto, e tinha um anel de caveira na mão, sua aparência aparentemente não condizia com sua personalidade.

Após começar a correr as palavras que saiam da boca dele eram. - Me s-siga- ele parecia levar a tritã não em rumo a cidade, mas corria ao redor do lago na beirada, levando para um lugar mais afastado, como se voltasse para a floresta mas por uma trilha leve, e finalmente chegavam a uma choupana, bem simples, era uma casa daquelas muito velhas, a madeira parecia tão antiga que dava medo de pisar, tinha cara daquela que quando se pisar, vai ruir, ou que faria um rangido terrível, a porta igualmente acabada cheia de marcas, de o que pareciam talhos feitos por casas, alguns que pareciam flechadas e coisas assim, além das próprias marcas do tempo, Shaanti, no entanto não tinha tempo a perder gritando por um médico, e exclamando sobre a necessidade, a pequena era o que a movia, era o que colocava sua vontade de seguir em frente viva também.

Não demorava muito para que avançasse pisando na madeira rangendo e adentrando para a choupana, enquanto o velho homem que aparentemente acabava de sair da sua cadeira de balanço se pronunciava - Acalme-se leve ela para a cama e já estarei pegando tudo que preciso para examinar ela, não demorarei, a cama fica no fim do corredor a direita, tem minhas coisas lá..- a estrutura quando a azulada entrava era simples, o primeiro cômodo era uma sala curta, com uma lareira a esquerda ficando no centro de uma parede, que era a lateral da casa, de frente pra ela um tapete circular verde com uma cadeira de balanço, de frente pra porta havia um corredor, e para a parede da direita, outra porta que deveria levar para um cômodo único, nas paredes tinham cabeças de animais empalhados, alguns quadros variados, que deveriam ser de pessoas da família.

Seguindo pelo corredor, haveriam duas portas a esquerda, que provavelmente eram quartos, e no fim finalmente a sala de medicina, havia uma maca que ficava encostada na parede a direita de Shaanti quando entrava na sala, e na esquerda diversas prateleiras cheias de frascos de vidro, todos tampados com rolhas de madeira, e de frente pra ela o que era uma mesinha com rodas, que tinham alguns instrumentos gerais, como bisturi, e algo que parecia ser pra medir a pressão. O velho não demorava, chegando vestido de jaleco e Estetoscópio. -Vamos ver o que ela tem, pode me dar alguma informação útil sobre o que aconteceu com ela?- dizia ele já colocando a mão na testa dela e percebendo a febre da pequena, e claro a coloração da pele que estava ficando meio pálida, e além disso examinando pouco a pouco percebia também a picada, colocando o estetoscópio no peito dela ouvia os batimentos acelerados.

Após mais alguns exames de rotina, pela forma como a picada era, ele rapidamente dizia, o que ele ia precisar. -Olhe eu suponho que seja uma picada de inseto que a fez ficar assim, tem um mosquito aqui na região que causa isso, ela precisa de um remédio complexo, eu precisaria de alguém para pegar os ingredientes para mim, ela tem muito tempo e vai ficar bem, eu vou manter ela aquecida aqui, e cuidar, ela poderia viver por dias com isso, não é grave, mas causa esmorecimento, e deixa ela um pouco abatida- ele coçava o queixo pegando as imagens que ele precisava, fotos do que ele iria precisar enfrentar, imagens do desconhecido mundo novo. - São 3 ingredientes que quero que me consiga, o primeiro deles, você precisa pegar no meio da floresta, é uma Erva conhecida como Olho de gato, ela cresce perto de formações rochosas, normalmente nas maiores e mais úmidas- ele dava um leve sorriso pegando uma imagem da erva que ele citava, e colocando ela na mão de Shaanti, para que ela pudesse comparar quando visse, e pudesse ter certeza que ele ia trazer a coisa certa. -A segunda coisa é fácil, compre aveia, ela vai ser importante para a ligação, e dar um sabor melhor que de praste. - ele parava um pouco, pensando se deveria mesmo pedir a ultima coisa, poderia ser que ela não conseguisse, mas era talvez a melhor para o trabalho pois poderia respirar embaixo da água. - A última coisa que preciso é … de escamas do rei do lago… não preciso matar ele mas, remover uma parte das escamas e da cartilagem, que é para a zona da picada, que poderia causar escoriações na pele sem isso, peço a dele pois é mais efetiva, bem você já viu um tubarão, ele parece um, parece lenda mas não é, cuidado.- sim ele falava sério sobre cada historia.

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 54
Warn : Redenção 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Redenção Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção EmptySex 14 Set 2018, 14:47




Humanos medrosos

04


Shaanti não havia precisado utilizar de suas técnicas especiais persuasivas para atingir o seu objetivo, já que o moleque mijão pode ajudar-lhe. Todavia não pode conter o seu ceticismo ao ver a degradação do local para o qual estava sendo guiada.

- Espero que pro seu próprio bem tenha um médico aquilo pirralho. - Anunciou enquanto passava por seu guia adentrando a cabana. A qual possuía um médico, contrariando todas as expectativas de Shaanti.

- EII, Você é médico mesmo? Ta me parecendo um charlatão vagabundo. - estreitou os olhos encarando o velho enquanto passava por ele e seguia para o local que o mesmo indicou.

- Ao menos a sala ele tem… - olhava em volta desconfiada, não tendo certeza se deixaria Emily aos cuidados de tal pessoa.

Seus olhos desceram para a garota assim que a soltou sobre a maca.

- Ei pirralha, mal começamos a viajar. - desta vez a reclamação saiu com um tom suave e lamentoso.

~~Vamos ver o que ela tem, pode me dar alguma informação útil sobre o que aconteceu com ela?~~

- SE EU SOUBESSE O QUE ELA TEM NÃO ESTARIA AQUI CARALHO. - arregalou os olhos irritada, mas respirando fundo concluiu a resposta. - Caminhamos da costa até aqui pela floresta, ela se sentiu cansada em uma parte do caminho, dei meu casaco pra ela e a carreguei nas costas pra que ela pudesse descansar, aí na frente do lago ela desceu e caiu.

Continuava parada ao lado da maca olhando de cima com muita atenção cada movimento do suposto médico.


Que? VOCÊ SUPÕE QUE ELA FOI PICADA POR UM MOSQUITO. NÃO ME DIGA. AHHHRRG - - É isso que dá esperar algo de útil dessa gente. - Acalmou-se, ou algo próximo a isso podendo ouvir o resto da resposta.

- Deixa eu ver se eu entendi… Tem um mosquito aqui. - fez um sinal que indicava ‘toda a ilha’ - Que é assim, sabe. - deu os ombros. - Comum? - ergue a sobrancelha de forma questionadora. - E VOCÊS NÃO TEM A MERDA DO REMÉDIO PRONTO? Bufava ao terminar de gritar. - Viu pirralha? E depois eu que sou a burra.

Olhou pro médico o desafiando a contrariá-la.

- Dá essa merda pra cá. - pegaria com violência o desenho da planta da mão do doutor. - Tá e o que mais?


Ouviria.

- Ta querendo jantar ou fazer um remédio afinal? - poria as duas mãos na cintura inclinando-se para frente . - Ta e o que mais? - perguntaria já chegando ao fim da sua paciência.


- Se ta me dizendo que naquele laguinho ali. - apontou na direção de onde lembrava estar o lago, chamando-o de laguinho, pois estava acostumada ao mar. - Tem algo parecido com um rei dos mares? Hahahahahaha agora entendi porque vocês não tem o remédio pronto. - recuaria sentando-se apoiada em algum balcão ou coisa do tipo.

- Uma erva, Sacudiu o desenho que carregava. aveia, escamas e cartilagem de um bicho parecido com um tubarão que tem nesse laguinho ali. - falou como alguém que estava indo pegar pelos de um cachorro. - Com isso a piveta fica bem? E de momento ela não corre nenhum perigo de vida? Olhava intensamente para o médico. - Nenhum perigo e ela precisa dessas três coisas certo? - levantava-se andando na direção do velho, falando com um tom de voz baixo, mas bastante intenso. - E você vai deixar a pirralha aqui viva, segura e quentinha até eu voltar não é? - estaria se inclinando de modo a deixar sua face bem próxima a face do velho. - Eu não ouvi direito! - assim que o tivesse feito repetir se ergueria. - Certo, vou conseguir essas coisas, depois falamos sobre o meu pagamento. - Daria um sorriso cínico e cruel.


Começaria a andar para fora. - Eu já volto pirralha, não precisa se preocupar. - saíria.

Do lado de fora procuraria pelo pirralho de antes.

- Ei pirralho? AHH, você mesmo. - se aproximaria com seu jeito de sempre, inclinar-se-ia colocando uma mão em cada ombro do garoto, mexia o seus dedos e daria um suave apertão nos ombros dele. - Onde eu consigo um arpão? - completaria com um sorriso simpático.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Aguardaria a resposta aumentando pouco a pouco a pressão que exercia nos ombros do moleque enquanto o mesmo não respondesse a sua pergunta.

Sem dizer outras palavras partiria assim que o mesmo lhe respondesse, tentando encontrar o local o qual lhe havia sido informado. Ignoraria toda e qualquer pessoa pela qual passasse naquele momento, focando-se no principal e não perdendo tempo com qualquer tipo de comentário que pudesse vir de pessoas assustadas por sua aparência.

Caminharia de forma firme, não desviando seu caminho da dando olhares tortos para aqueles que cruzassem o seu caminho.


- PRECISO DE UM ARPÃO. - gritaria assim que entrasse no conceituado estabelecimento que lhe havia sido de tão bom grado indicado.

Spoiler:
 



”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 



____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Mephisto
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Mephisto

Créditos : 105
Warn : Redenção 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 21
Localização : Wars Island (North Blue)

Redenção Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção EmptySex 14 Set 2018, 17:49



Heavy Metal breakdown - 4


A visão de tritã preocupada com a pequena mesmo que com seu jeitão era algo tocante, dava para de fato ver, que mesmo quando ela ameaçava o guia, se tratava muito mais de amor que violência, mesmo que de fato ela provavelmente matasse o guia, mas esse não era o ponto, a primeira pergunta dela para o médico era se ele de fato era um médico e bem a resposta era fácil - Eu sou de fato um curandeiro, julgar um livro pela capa é errado não acha, você por exemplo parece uma assassina fria canibal, que come criancinhas no café da manhã, por acaso isso é o pé da menina no seu dente HAHAHAHAHAHAA- o velho fazia uma leve piada quanto ao fato de logo a mulher com aparência bizarra estar julgando alguém. Depois daquilo o sarcasmo continuava, a cada coisa que o velho falava, vinha uma nova piada, ou algo que ela ia trabalhando aos poucos até que o velho soltou uma leve risada, devagar quando ela questionava por que eles não tinham o remédio pronto. HAHAHA Escute as histórias ATÉ O FINAL MALDITA.- Ele era um homem de coragem, um daqueles que tinha sua própria maneira de fazer as coisas, ele era velho demais para morrer jovem, ele tinha nada a perder se fosse morto, e tinha confiança em si mesmo, e não parecia nem um pouco intimidado, como se visse pessoas assim o tempo todo.

Após tudo a tritã recapitulava tudo que ele tinha dito em forma de pergunta como se quisesse confirmar se realmente era tudo daquele modo e de certo ter plena certeza que a garota ficaria bem nesse tempo, e que ela precisava dos tratamentos corretos, e que não estava em risco de vida, sim cada detalhe era importante. - Sim, primeiro de tudo ela não está correndo risco de vida, não é o tipo de doença que te mata rápido, ou algo desse tipo, causa fraqueza, febre, e vômito eventualmente, as vezes pode levar a desmaios também, como caso da menina, mas pra morrer disso, precisaria de muito tempo doente. Então pode ir tranquila, e sim traga essas três coisas e ela ficará bem, depois disso estará tudo bem- completava o curandeiro coçando a parte de trás da barba, até que olhando no fundo dos olhos dele, Shaanti ameaçava ele com seu olhar e seu tom de voz, como se algo de horrível pudesse a qualquer momento acontecer ao velho, que mantinha o olhar calmo e firme. -A menina vai estar bem quando voltar, quietinha dormindo, não precisa de ameaças, estou velho demais pra morrer jovem garota azul, apenas foque em conseguir as coisas tudo bem? Te garanto que nada de ruim acontecerá aqui.- completava o velho tranquilamente sentando ao lado da cama com a pequenina esperando que ela fosse embora atrás do remédio, ele estava de fato montando vigília ali.

Saindo do local estava o garoto sentado na cadeira de balanço, havia cochilado nela, em um sono profundo e aproveitando que ele estava ali ela colocava a mão no ombro dele dando um aperto ali, o susto automaticamente fazia com que um salto fosse dado pelo medroso, que tentava levantar, mas a força de Shaanti o segurava na cadeira. - P-p-por favor não faz isso vai ser um erro, você você… não sei eu...- ele estava tremendo na cadeira, até que a tritã perguntava sobre o arpão, era algo simples, ele sentia que poderia viver quando a questão vinha a tona. -Arpão? sei, é tem… é… uma loja, no centro, é fácil de achar, só seguir por aquela ponte e ir reto na rua do meio, e com isso, procurar Joe’s Base. Tem letreiro enorme eu juro- o garoto ainda trêmulo esperava que ela o soltasse após ter a informação. A moça por fim o fazia caminhando exatamente para o local necessário, não era nada difícil chegar lá, passava pela ponte indo para a rua do meio, alguns passo depois ele se via de frente para o que se chamava Joe’s Base, uma loja grande com um letreiro vermelho.

A pergunta da garota assim que entrava era clara pedindo um arpão, era aparentemente uma loja bem grande internamente, tinham quase 12 prateleiras enfileiradas de artigos de pesca, mais a frente havia armas também, arpões tinham uns poucos, e logo o rapaz atrás do balcão que era um jovem com cabelos amarelos, blazer verde, uma camisa branca por dentro, calça jeans. -Arpões tenho sim, os melhores da região, de tamanhos bem variados inclusive deixe-me apresentar as variações.- agora estava ali no balcão 8 tipos diferentes de arpão com pontas variadas, que poderiam ser usadas para caçar os animais mais diversos. -Esses são os que eu tenho, pode escolher, o preço de um desses é de 20.000 berris, tão bom quanto uma lança.- dizia ele com um sorrisão quando citava sua mercadoria que estava sendo apresentada para ele. Tinha um sorriso feliz no rosto naquela hora, como se gostasse de ter clientes, e na verdade, quem não gostaria? Agora cabia a escolha apenas a Shaanti.

____________________________________________________

Make love, not war


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

2017 Achievements:
 


2018 Achievements:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 54
Warn : Redenção 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Redenção Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção EmptySab 15 Set 2018, 13:45




Pronta para Pescar?

05


Havia saído da cabana bastante incomodada com o comportamento do velho, pois apreciava quandos os humanos corriam desesperadamente por suas vidas fugindo dela e teria ficado assim, com um temperamento ruim por mais tempo se o garoto na saída não tivesse melhorado o seu humor.

HEHEHEHEHEHEHE, ele vai ter pesadelos por um mês.

Havia chegado até a loja.

Nada mal pra um inútil. Ao menos dá as informações certas.

Esses são os que eu tenho, pode escolher, o preço de um desses é de 20.000 berris, tão bom quanto uma lança.

- OHHHH, tão bom quando uma lança? - embora a fala pudesse ser confundido com algum tipo de admiração o tom e a cara que Shaanti fazia certamente mostrariam que era de extrema descrença. - Espero que sejam bons mesmo, um velho metido quer que eu pegue aquele bixo do lago. - Shaanti olhava para os arpões, não queria um exatamente para causar grandes danos, apenas um com um gancho inverso que lhe permitisse ficar ancorada no monstro. - Você sabe algo sobre um peixe que parece um tubarão que vive no lago? - perguntaria distraída enquanto passava a mão pelos arpões selecionando eles.


- 20 mil? Esse cara deve ta maluco….. Eu podia matar ele e pegar… hnm.

- 20 é? Vou precisar de uma corda também. - esperaria para ver se tinha. - AHN, 20 também? - Shaanti giraria olhando para a loja.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Abriria as mãos, giraria e voltaria por fim a olhar para o vendedor.


- Aqui por acaso é tudo por 20? Você devia por isso na porta. Tudo por 20 do…. Como é teu nome mesmo. Quer saber, deixa pra lá. - mexeria na suas coisas pegando os 40 e dando para o sujeitinho dos 20. - Eu tenho que comprar aveia… - Não era um pedido de aveia, até porque só lhe havia restado 10 mim e por isso não considerava pedir ali e pagar 20 mil.

Shaanti deixaria a loja, prenderia o arpão nas costas pelo cordame do mesmo e a corda colocaria cruzada sobre o ombro, do ombro esquerdo em direção ao lado direito do quadril.

Ergueria o olhar, calculando quantas horas lhe restavam nesse primeiro diam pondo-se em marcha logo a seguir em direção a floresta.

Seu primeiro objetivo era a erva, pois havia algo mais que desejava conseguir na floresta antes da caçada principal. Voltaria então pelo caminho do qual havia vindo, passaria pela casa do velho, dando a ela uma última olhada antes de seguir para a floresta.


Haviam duas coisas que ela procurava. Um rochedo e avistar algum animal o qual pudesse abater. Ater-se-ia inicialmente primeiro aos animais, procurando provavelmente algum riacho que corresse pelo interior da floresta ou quem sabe fosse premiada pisando em algum excremento.


- Tomara que essa merda de mosquito não goste de sangue tritão. - falou ao passar pela borda da floresta.  

Por não ser da região o máximo que poderia fazer era continuar monitorando o tempo que caminhava buscando lembrar-se da direção seguida, pois assim saberia quando seria o horário máximo para começar a trilhar o caminho de volta. Shaanti só avançaria floresta adentro enquanto fosse possível voltar antes do pôr do sol, já que a noite na floresta ela não seria nada além de uma inútil.

- Porque nem essa maldita planta esses merdas não tem em estoque?


Se avistasse algum animal Shaanti pararia a espreita, todavia mal sabia ela que as chances disso ocorrer fosse talvez muito baixas, já que agia como um elefante em uma mata fechada.


- CADE A MERDA DOS BICHOS DESSA BOSTA DE FLORESTA? - gritaria frustrada após algum tempo se ainda não tivesse localizado nenhum. - Quer saber, fodasse. Vou pegar só a merda da erva, amanhã vejo se acho algo. - seguiria assim ao seu segundo projeto, obviamente se ainda lhe houvesse horas de sol o suficiente.


Todavia, se achasse um riacho procuraria em suas margens algum sinal de animal que até uma leiga em caçada como ela fosse capaz de perceber. Barro remexido, por exemplo. E se assim encontrasse disponibilizaria alguns minutos, 15 ou 20 do seu tempo a esperar em algum posição próxima o possível surgimento de alguma caça que fosse beber água.



”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Redenção Empty
MensagemAssunto: Re: Redenção   Redenção Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Redenção
Voltar ao Topo 
Página 1 de 7Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Malkiham Island-
Ir para: