One Piece RPG
Capítulo 2: Peixe fora d'água! XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Os 12 Escolhidos, O Filme
Capítulo 2: Peixe fora d'água! Emptypor Ceji Hoje à(s) 16:14

» Meu nome é Mike Brigss
Capítulo 2: Peixe fora d'água! Emptypor Oni Hoje à(s) 15:54

» Kit - Ceji
Capítulo 2: Peixe fora d'água! Emptypor Ceji Hoje à(s) 15:23

» [ficha] Arthur D.
Capítulo 2: Peixe fora d'água! Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 15:15

» Mini-Aventura
Capítulo 2: Peixe fora d'água! Emptypor Makei Hoje à(s) 14:25

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Capítulo 2: Peixe fora d'água! Emptypor King Hoje à(s) 13:44

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Capítulo 2: Peixe fora d'água! Emptypor Ryoma Hoje à(s) 12:40

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Capítulo 2: Peixe fora d'água! Emptypor Akuma Nikaido Hoje à(s) 12:34

» Mini-Aventura
Capítulo 2: Peixe fora d'água! Emptypor Makei Hoje à(s) 12:29

» Art. 4 - Rejected by the heavens
Capítulo 2: Peixe fora d'água! Emptypor Ryoma Hoje à(s) 12:04

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Capítulo 2: Peixe fora d'água! Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 11:06

» [Mini-Azarado] Um falastrão beberrento
Capítulo 2: Peixe fora d'água! Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 10:58

» Jade Blair
Capítulo 2: Peixe fora d'água! Emptypor Kylo Hoje à(s) 03:42

» Seasons: Road to New World
Capítulo 2: Peixe fora d'água! Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 02:26

» The Victory Promise
Capítulo 2: Peixe fora d'água! Emptypor Akise Hoje à(s) 00:33

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Capítulo 2: Peixe fora d'água! Emptypor Fukai Hoje à(s) 00:27

» Kit Phil Magestic
Capítulo 2: Peixe fora d'água! Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 22:25

» 10º Capítulo - Parabellum!
Capítulo 2: Peixe fora d'água! Emptypor Marciano Ontem à(s) 22:12

» II - Growing Bonds
Capítulo 2: Peixe fora d'água! Emptypor War Ontem à(s) 21:36

» Xeque - Mate - Parte 1
Capítulo 2: Peixe fora d'água! Emptypor Ceji Ontem à(s) 21:20



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Capítulo 2: Peixe fora d'água!

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Capítulo 2: Peixe fora d'água! 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Capítulo 2: Peixe fora d'água! Empty
MensagemAssunto: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! EmptyQui 30 Ago 2018, 19:27

Capítulo 2: Peixe fora d'água!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Crisbella Rhode. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luizatomita
Revolucionário
Revolucionário
Luizatomita

Créditos : 30
Warn : Capítulo 2: Peixe fora d'água! 10010
Feminino Data de inscrição : 26/02/2018
Idade : 26

Capítulo 2: Peixe fora d'água! Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! EmptySex 31 Ago 2018, 10:47

New Way
Capítulo 2: Peixe fora d’água!


Pesadelos nunca foram comuns em minha vida até pouco tempo atrás. Lembro-me perfeitamente dos rostos, do sangue e das maldades que me cercaram nesses últimos dias e, aparentemente ainda me cercam. Eu vi a mim mesma, em pé, confusa e com a face em prantos, minhas pernas já não eram o suficiente para mim, pois no lugar delas havia ossos. Não ossos comuns de uma perna, eram ossos de peixes, espinhas e resquicios do que já havia sido uma barbatana. Meus olhos se encheram de lágrimas como eu já mais havia feito, entrei em desespero total ao ver aquilo que poderia ser o destino de minha melhor amiga. Acordei de meu sonho arfando, assustada.

Sentei a beira da cama, o ar parecia faltar aos meus pulmões, tanto que era quase impossível respirar sem ao menos fazer um barulho estranho. ''Estou viva'' Foi a primeira coisa que me veio a mente enquanto eu sentia meus pés tocaram o chão. Mais um pesadelo se findava e mais uma noite mal dormida vinha em minha face. Coloquei meus dedos gelados e finos sobre o rosto, tentando limpar as ramelas de meu olhos. ''Como pode ter tanta ramela se dormiu mal?'' Indaguei a mim mesma por curiosidade, sem ao menos buscar resposta.

Arrumei os fios vermelhos de meus cabelos de maneira preguiçosa antes de me levantar da humilde cama. Os revolucionários que me acolheram eram boas pessoas, mas com certeza não teriam luxos a me oferecer, embora simples, aquela cama era quente e isso já era o suficiente para mim. Olharia para os lados, procurando a presença calma e agradável de Elisa. Se ela estivesse ali mesmo e dormindo, não a perturbaria, mas caso estivesse acordada, eu abriria um largo sorriso e com uma voz calma e gentil diria a ela: - Hey bela adormecida, hora de levantar. - Empurrando o ombro dela de maneira suave para acordá-la. Não insistiria muito em tirá-la da cama, afinal, todos nós sabemos as nossas responsabilidades. Vestiria as minhas roupas comuns que eu tinha, afinal dormi somente com a roupa de baixo para não amassar o restante. Apertaria o laço de minhas botinhas com firmeza. Aproveitaria para arrumar minhas coisas, mochila, minha arma, deixar tudo arrumado e comigo, afinal, não posso me dar ao luxo de perder algo por onde passo!

Olharia ao redor do quarto, procurando ao menos um espelho para olhar para meu rosto, se encontrasse, arrumaria o cabelo de maneira menos relaxada, afinal, quem é que quer sair descabelada por ai não é mesmo? Se não tivesse, sairia do quarto. O café da manhã é  a refeição mais importante do dia e eu sempre fazia a questão de comer de manhã, ou melhor, minha barriga roncando como um leão fazia questão. Eu iria atrás de Bruce, o jovem cozinheiro revolucionário do grupo. A noite anterior havia tido uma deliciosa sopa, esperava encontrar algo para comer já que ele provavelmente estivesse ali. Andaria com passos calmos, bocejando vez ou outra devido a noite mal dormida. Três tapinhas no rosto seriam o suficiente por hora para me despertar, andaria até a cozinha, procurando por comida, se alguém estivesse por ali, alguém conhecido, daria um - Bom dia.- E apenas isso, não sou muito de conversar antes do café. Caso estivesse vazia, procuraria pão, leite, ou qualquer coisa que meu nariz e estômago julgassem ''comestível''.


-x-


Histórico:
Spoiler:
 

Dados:
Spoiler:
 

NEWDAY
WHY MUST OUR CHILDREN PLAY IN THE STREETS BROKEN HEARTS AND FADED DREAMS PEACE AND LOVE TO EVERYONE THAT YOU MEET DON'T YOU KNOW, IT COULD BE SO SWEET


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Far
Pirata
Pirata
Far

Créditos : 53
Warn : Capítulo 2: Peixe fora d'água! 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2015
Idade : 22
Localização : Your worst nightmare

Capítulo 2: Peixe fora d'água! Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! EmptySab 01 Set 2018, 01:52



Narração

Cris despertava da cama, não das melhores maneiras, seu pesadelo com relação à perdida sereia que a muito tempo jazia em sua mente, agora se tornava cada vez mais constante, o peso de uma perda com certeza era inigualável e sua mente já começava a sofrer as consequências. No entanto, sua feição ao levantar, diferente da tristeza a pouco, era animada por estar em um local desses, sendo acolhida por diversas pessoas distintas e que queriam seu bem. Os revolucionários tratavam a jovem de uma maneira diferente, lá ela era aceita e por isso tamanha vontade em depender de seu auxílio. Bom, mas sem mais delongas, Bella não hesitava em acordar sua companheira, alguns empurrões gentis eram o suficiente para colocar Elisa de pé, bom mais ou menos, visto que continuava estarrada ao colchão espreguiçando-se por algumas vezes. - Naaah, Ainda tá de madrugada. - Entreolhava, negando-se a acordar.

Sendo assim a ruiva acabara se vendo obrigada a seguir até sua primeira refeição sozinha, colocava suas roupas, penteava seu cabelo e por fim seguia até o outro cômodo, onde Bruce permanecia colocando a toalha e preparando os alimentos para um bom início de dia. Alguns pães, leite, torradas e até mesmo um pouco de geleia estava sobre a mesa esperando-a, nada muito pesado mas que serviria para satisfazer suas necessidades. - Bem-vinda ao banquete... Temos de tudo um pouco, ou bom, o que eu pude encontrar. Afirmava o garoto, sorridente porém um pouco sem jeito mexendo em seus cabelos devido a falta de opções, porém podia claramente notar que ele havia dado o seu melhor. Colava um pão sobre a boca e ainda mastigando, passava a falar. - Ei, Chris, parece que a chefia que falar com você, não me pergunte o que. Dizia, levantando-se e deixando a mesa como se já estivesse atrasado.

Nesse momento Elisa adentrava colocando-se a mesa, ao mesmo tempo que a Major adentrava o cômodo quase ao mesmo tempo, ambas se aproximavam de Chris uma sentando-se enquanto a outra a encarava de forma mais bruta. - Vamos Chris, ainda temos trabalho a fazer. O comentário não fazia juz a feição, mas não podia evitar, ambas se davam muito bem e apesar de durona quando necessário sedia por vezes em palavras, no entanto dessa vez ponderou de forma mais séria em seguida. - Dessa vez, é um pouco urgente... Trate de não demorar. - Tomava um pão em mãos, afastando-se do acampamento. - Não se preocupe, ela deve estar exagerando. - Dizia, tentando acalmar a garota.

A refeição não demorava muito para ser ingerida e Chris possuía assuntos a sua espera, querendo ela ou não, a major permanecia do lado de fora ao seu aguardo, caberia a ela a decisão de seguir até lá ou não, e por fim decidir se estava disposta a seguir a tal missão que lhe fosse designada. No entanto, sabia que sua vida estava seguindo o rumo revolucionário e recusar poderia muito bem significar ser deixada aos prantos, a própria merce.


Legenda:
 

____________________________________________________


Fala (#B22222 - FireBrick)
Pensamento (#4682B4 - SteelBlue)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luizatomita
Revolucionário
Revolucionário
Luizatomita

Créditos : 30
Warn : Capítulo 2: Peixe fora d'água! 10010
Feminino Data de inscrição : 26/02/2018
Idade : 26

Capítulo 2: Peixe fora d'água! Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! EmptyDom 02 Set 2018, 18:04

New Way
Capítulo 2: Peixe fora d’água!



Para alegria de meu estômago faminto, Bruce estava na cozinha, preparando um ótimo café da manhã. Senti o cheiro dos pães e da geléia, pareciam agradáveis e meu estômago mandava-me comer tudo ali, mas para manter a postura, sentei a mesa, observando a maneira sem graça de Bruce, não sei por que ao certo, mas apenas sorri de canto para ele antes de pegar um pedaço de pão com geléia e uma xícara de leite.- Humm… Está uma delícia Bruce, o-obrigada! - Eu disse de maneira animada para o rapaz antes de ouvir suas próximas palavras. - Ah, tudo bem, obrigada por avisar. - Eu disse antes de dar outra mordida animada sobre aquele pãozinho recheado de geléia. Estava muito gostoso e uma sensação de alívio passou sobre mim, afinal, eu seria capaz de devorar até a mesa de tanta fome que eu estava! Olhei ao redor brevemente e logo notei a presença de Elisa e Rebecca entrando naquela cozinha.

Embora ambas sejam minhas amigas, seus temperamentos eram bem diferentes, e como um trovão, Rebecca logo passou por mim, me chamando antes de sair da cabana. Eu fiquei pensativa por um segundo até Elisa me tranquilizar. Suas palavras me fizeram sorrir de maneira sem graça e logo me levantei. - Pode ser exagero dela, mas melhor prevenir que algo ruim aconteça, com licença Elisa. - Eu disse para a garotinha, enquanto bebia o restante do leite da xícara e comia a última fatia do meu pãozinho. ‘’Que pena, queria ter provado a torrada.’’ Pensei enquanto me dirigia para fora da casa.

Levantei da cadeira e antes de sair da cozinha, olhei para Elisa e disse: - Bruce também parecia agitado… Nos vemos mais tarde? - Independente da resposta da menina, sorria para ela antes de sair. Com passos semi apressados, iria ao encontro de Rebecca, me perguntando o que havia acontecido de tão urgente.

Se eu a avistasse, perguntaria sem delongas: - Aconteceu alguma coisa? Você parece muito inquieta...Posso ajudar? - Se a resposta fosse positiva, escutaria o que a mulher teria a dizer, com calma, tentando assimilar todas as informações. Se necessário, a seguiria para onde for, pois em meu coração, sinto um dever grande de ajudá-los. - E-Eu não vi L-Leo ainda hoje… Ele está bem? - Perguntaria baixinho, com as bochechas rosadas ao lembrar-me do rapaz que era tão gentil e amigável comigo. Esperava que não houvesse nenhum problema grave, especialmente envolvendo o rapaz, meu coração bateria mais forte somente ao lembrar ou imaginar algo ruim acontecendo com ele. Segurando as mãos entrelaçadas, eu esperaria a resposta de Rebecca.


-x-


Histórico:
Spoiler:
 

Dados:
Spoiler:
 

NEWDAY
WHY MUST OUR CHILDREN PLAY IN THE STREETS BROKEN HEARTS AND FADED DREAMS PEACE AND LOVE TO EVERYONE THAT YOU MEET DON'T YOU KNOW, IT COULD BE SO SWEET


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Far
Pirata
Pirata
Far

Créditos : 53
Warn : Capítulo 2: Peixe fora d'água! 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2015
Idade : 22
Localização : Your worst nightmare

Capítulo 2: Peixe fora d'água! Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! EmptySeg 03 Set 2018, 20:39

Narração


Não demorava muito para que a ruiva matasse sua fome com as deliciosas preparações de Bruce, por mais simples que fossem, ainda assim não deixavam de ser saborosas o suficiente para agradar o paladar da jovem faminta que ali sentava. Chris experimentava cada alimento disponível por ali, com exceção de um deles, no entanto não havia tempo o suficiente para fazê-lo, sua pressa era grande, Rebecca parecia preocupada e possuía assuntos urgentes a serem tratados. Logo a garota também agilizou seu processo de café da manha, comendo o que podia antes de dirigir-se até o local designado, Elisa tentava tranquiliza-la, no entanto a ruiva sabia que havia algo além do que apenas exagero, algo que tirava completamente a concentração por parte da comandante revolucionária. Portanto contentou-se em despedir-se de sua companheira com um "até logo", enquanto afastava-se. - Nos vemos... - Comentava, balançando as mãos.

Deixando os aposentos, a passos apresados, podia ver a revolucionária de pé encarando o horizonte ensolarado que jazia sobre seu rosto, quase como se encarasse luz, a espera de alguma resposta. No entanto virava-se de imediato ao perceber a aproximação de Chris, assim como seus questionamentos, a garota certamente não estava entendendo bulhufas de tamanha preocupação, teria acontecido alguma coisa? Seria tão urgente assim? Bom, isso só descobriria assim que Rebecca abrisse sua boca para soltar alguns comentários a mais, o que logo acontecia. - Recebemos informações sobre o governo, não tenho certeza se deveria compartilhar isso, mas acredito que seja de seu interesse... - Afirmava, com certa postura, olhando no fundo dos olhos da jovem antes de prosseguir. - Há rumores, talvez mais que isso... Que certos associados ao governo, passam por essas terras nesse exato momento, carregando o que eles chamam de "Mercadoria frágil". Afirmava, até aí, sem muitas revelações, no entanto a major se mostrava um tanto receosa para contar a parte principal.

- Essa mercadoria frágil, são... Escravos Chris. Pessoas, Minks, Gigantes, anões, tritões e até mesmo sereias. Todo o tipo de ser vivo se encontram nesse comércio, apesar de não podermos dizer ao certo quais estão sendo transportados, recebemos tal informação e precisamos agir com urgência, antes que... Seja tarde demais. - Finalizava, cerrando seus punhos, a raiva estampava suas expressões físicas. Afastava-se um tanto quanto nervosa, ao menos mais que o normal, e então se aproximava da garota colocando suas mãos sobre o ombro da mesma, suspirava tentando se acalmar e voltar a falar normalmente. - Leo está bem. Eu só... Não tenho certeza se quero coloca-lo em meio a esse tipo de situação. Talvez seja melhor preservá-lo dessa podridão que enfrentamos, ao menos por hora. Posicionava-se a respeito do tal revolucionário, antes de se locomover de volta a cabana terminando os comentários particulares de explicação.

- Então Chris... Deseja me acompanhar? Se sim, prepare tudo que for necessário para a viagem e partimos em alguns minutos, reunirei os homens necessários comunicando uma célula vizinha e estaremos prontos para agir. - Sorria com o canto da boca, apesar de uma situação complicada, demonstrava-se confiante no Êxito de seus esforços. Sem mais comentários, a mulher então adentrava novamente o alojamento, para realizar seus próprios preparativos, deixando com que a ruiva tivesse um tempo a sós para raciocinar tudo que havia sido dito. Afinal de contas, era muita informação para apenas um diálogo, e querendo ou não ela possuía uma escolha importante a fazer, talvez isso lhe auxiliasse em seu objetivo principal ou talvez fosse apenas perda de tempo, mas isso caberia unicamente a Chris decidir.


Legenda:
 

____________________________________________________


Fala (#B22222 - FireBrick)
Pensamento (#4682B4 - SteelBlue)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luizatomita
Revolucionário
Revolucionário
Luizatomita

Créditos : 30
Warn : Capítulo 2: Peixe fora d'água! 10010
Feminino Data de inscrição : 26/02/2018
Idade : 26

Capítulo 2: Peixe fora d'água! Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! EmptySeg 03 Set 2018, 23:57

New Way
Capítulo 2: Peixe fora d’água!



O café da manhã agradável fazia meu estômago rabugento sentir-se aliviado. A manhã ensolarada era uma visão muito fascinante, o sol, as nuvens e todo o vento ao meu redor fazia eu me sentir viva e querer viver cada vez mais. Ao contrário de Elisa, minhas preocupações com o que Rebeca havia falado eram reais, assim quando encontrei a garota dos cabelos rosados não demorei muito em perguntar o que estava acontecendo, e de maneira rápida e direta ela me respondeu o inevitável.

infelizmente não sabemos o quanto a ganância humana é capaz de cometer barbáries, porém temos a opção de sempre tentar resolver as coisas das melhores maneiras possíveis, uma delas seria resgatar os escravos da qual Rebeca falará.

Ao ouvir a palavra “sereia” saindo da boca da major, senti como se meu coração tivesse parado por um instante. A lembrança de Mirana mexia muito com meus sentimentos, uma mistura de culpa, remorso e luto estavam engruvinhados no fundo do meu coração.

- Espero que encontremos Mirana… Se não ao menos alguma pista melhor do que fizeram com ela… Malditos. - Disse com uma expressão um tanto revoltada, afinal não era uma coisa da qual eu gostava, principalmente após os eventos na cidade de Shells. Sem delongas, Rebeca pediu para que eu arrumasse meus pertences. Felizmente eu já o havia feito antes mesmo de ter tomado café da manhã, não gosto de ter as minhas coisas separadas de mim, então é bem comum eu andar com a mochila para lá e para cá.

Olhando de maneira firme para Rebecca,com os punhos cerrados, sentiria o metal da minha soqueira em meus dedos gelados, frios assim como o suor que eu sentia percorrer em meu corpo. Eu estava nervosa, pelo menos por enquanto, não sei muito bem o que viria a seguir em minha viagem com esses revolucionários, mas tudo indica que eu estava entre amigos e se eu pudesse, continuaria assim. Minha respiração era leve porém profunda, quem  conseguisse notar, perceberia que eu estava diferente, estava mais Intensa, como se algo passasse em minha cabeça e esse algo era muito específico: Medo.

Não medo de me machucar  ou de acontecer algo comigo mesma, isso era inevitável, afinal o mundo é cruel e nunca saberemos o quão cruéis as pessoas podem ser. Mas o meu maior medo, meu real medo era ter alguma informação ruim de minha amiga, nada poderia ser mais assustador do que isso para mim. A dúvida e a incerteza eram muito cruéis.

Com um suspiro bem profundo e dois tapinhas leve sobre meu rosto, comecei a me acalmar um pouco. Rebeca precisava de mim assim como eu preciso dela, então não posso falhar, não dessa vez, não com ela.

De maneira calma, Rebecca respondeu a respeito de Léo. Senti meu coração palpitar um pouco mais forte. Afinal Léo era uma das pessoas que mexia muito comigo e saber que ele estaria seguro sem se envolver em uma missão um tanto arriscada já era um alívio para mim mesma, assim sorri de canto para Rebecca olhando nos olhos dela de maneira confiante.

- Estarei atrás de você, espero que dê tudo certo… Conte comigo! - Minhas palavras soaram com certo entusiasmo, embora um futuro incerto estivesse à minha frente, não iria deixá-lo me abalar, coisas ruins podem acontecer mas coisas boas também podem para os que tem coragem.

Eu seguiria Rebeca, assim como os homens que ela disse ter chamado, para onde quer que fosse, andaria calmamente, observando todo cenário ao meu redor, desde as construções até as pessoas daquela nova cidade estranha. Estaria sorrindo como de costume, tentando evitar ficar muito sufocada pelas pessoas ao redor. Se eu fosse abordada, estaria com as bochechas rosadas como de costume, mas evitaria responder ou conversar com estranhos.


-x-


Histórico:
Spoiler:
 

Dados:
Spoiler:
 

NEWDAY
WHY MUST OUR CHILDREN PLAY IN THE STREETS BROKEN HEARTS AND FADED DREAMS PEACE AND LOVE TO EVERYONE THAT YOU MEET DON'T YOU KNOW, IT COULD BE SO SWEET


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Far
Pirata
Pirata
Far

Créditos : 53
Warn : Capítulo 2: Peixe fora d'água! 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2015
Idade : 22
Localização : Your worst nightmare

Capítulo 2: Peixe fora d'água! Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! EmptyTer 04 Set 2018, 16:31

Narração


Podia sentir a palpitação tomar o seu coração, o assunto em específico não lhe agradava nem um pouco, era difícil imaginar que esse tipo de crueldade acontecia de forma mais comum do que poderiam imaginar, no entanto tudo é feito por baixo dos panos e isso acaba tornando bem complicado de ser exposto a sociedade. No entanto o que claramente lhe chamava mais a atenção, e até mesmo tendia sua aceitação a tal missão que lhe fora exposta, era o fato de estar ligado a sua tão almejada companheira sirena, uma perda irreparável em sua memória que sequer podia esperar um segundo para tentar recupera-la de alguma forma. Querendo ou não, a garota não possuía informações sobre o seu paradeiro, e muito menos alguma pista que a levasse mais a fundo, e portanto essa seria a sua oportunidade de obter algo que realmente adentrasse a fundo essa história.

- Não vou lhe dar esperanças, mas... Pode acabar conseguindo o que quer. - Dizia, tentando não alimentar tanto os sentimentos da garota, não almejava frustra-la caso nada fosse recebido em troca da missão, mas ela estava certa, essa seria sua porta de entrada para esse tipo de submundo horrendo. Mas deixando de lado a parte ruim, Chris focava-se na parte boa, e nas possibilidades que a aguardavam, além de possuir a oportunidade de libertar pessoas desse tipo de aprisionamento. Por sorte seus pertences já estavam devidamente arrumados, a garota estava pronta para partir, bastava apenas o acompanhamento da major, que não demorava muito para recolher todo o necessário e passar a se deslocar em direção a cidade, sozinha. - Você vem? - Indagava ao aguardo da garota segui-la, o que de fato acontecia.

Sem mais delongas, então seguiam a passos lentos, até que fosse possível avistar um grande bar escrito em letras visivelmente atraentes "Red's Pub". Lá havia muitos beberrões, homens contavam histórias de seus feitos e alguns apenas estavam lá para ter alguma diversão, de outro lado uma briga quase estourava mas era evitada por um dos atendentes do bar, que por pouco não acabava com um olho roxo. No centro daquele local dois homens bebiam e trocavam algumas palavras, mais contidos em seu próprio ambiente, ou melhor dizendo, em sua própria cerveja. Rebecca não demorava a sentar-se nesta mesma mesa, convidando Chris a se juntar a ambos, apoiando suas mãos em uma cadeira próxima. - Sente-se Chris, são nossos companheiros. - Afirmava, com uma certa animação.

Um deles loiro, o outro moreno, pareciam contrastar-se entre si, porém ambos determinados a conhecer a jovem donzela que ali sentava, esticando suas mãos, cada um tomava uma das mãos e ao mesmo tempo se apresentavam. - Muito prazer me chamo Daario. Afirmava, vislumbrando sua beleza enquanto abaixava sua cabeça em cortesia. - E eu Naharis. Dizia, um tanto quanto irritado por não ter sido o primeiro a cumprimentá-la, mas logo se acalmava colocando um sorriso em suas expressões e voltando seu olhar para a dama. Uma vez formalizados, sentavam-se novamente, se entreolhando e então um deles começava a prosseguir com algumas palavras. - Estão todos aqui Rebbeca, cinco dos nossos melhores homens a sua disposição... Todos sentam-se naquela mesa. - Dizia apontando para uma mesa em específico, onde os homens pareciam um tanto quanto mais comportados, dialogando entre si.

- Muito bem, então estamos prontos... - Dizia, olhando para a garota e esperando uma reação positiva. - Agimos ao anoitecer, onde as coisas ficaram mais fáceis, não queremos chamar muita atenção, e discutir abertamente nesse bar, não é a melhor das opções. - Comentava, erguendo-se da cadeira. - Reúna seus homens, discutiremos isso ao chegar em um local seguro. - Afirmava, deixando o bar ao aguardo dos demais, juntamente a Chris. - Está preparada para isso Chris? Talvez deva socializar melhor com esses homens, eles serão nossa base de entrada até o quartel... E uma vez dentro, não há mais volta. - Questionava, ainda um tanto quanto insegura sobre sua participação.

Daario:
 
Naharis:
 


____________________________________________________


Fala (#B22222 - FireBrick)
Pensamento (#4682B4 - SteelBlue)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luizatomita
Revolucionário
Revolucionário
Luizatomita

Créditos : 30
Warn : Capítulo 2: Peixe fora d'água! 10010
Feminino Data de inscrição : 26/02/2018
Idade : 26

Capítulo 2: Peixe fora d'água! Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! EmptyQua 05 Set 2018, 14:05

New Way
Capítulo 2: Peixe fora d’água!



As palavras de Rebecca embora não tenham sido agradáveis aos meus ouvidos, refletiam a dura realidade a qual eu tinha de conviver. Tudo era um passo no escuro, eu não tinha garantia de nada, nem mesmo de conseguir alguma pequena pista sobre Mirana. Com um sorriso, caminhei um pouco atrás de Rebecca até chegarmos ao nosso destino. Um grande bar com uma placa chamativa demais para meu gosto simples. Olhei bem para o local e, de alguma maneira não me senti muito bem de estar em um local como aquele.

Seguraria o braço de Rebecca, buscando um pouco de segurança na garota, afinal, bares são cheios de homens e… O que eu menos gostava era de ser notada por eles, principalmente em um ambiente lotado de bebida alcóolica, que costuma deixar os homens fora de seus egos normais. Eu andaria devagar, quase parando e se Rebecca não tivesse reclamado do aperto que fiz ao segurar em seu braço, continuaria andando junto a ela, caso ela reclamasse, andaria mais atrás, lentamente e arfando, rezando baixinho para qualquer ser acima pudesse me proteger daquelas feras monstruosas que eram os homens bêbados.

Rebecca foi logo em direção a uma das mesas do local, lá estavam dois homens conversando e bebendo. Com toda a intimidade, vi minha amiga e líder sentar-se à mesa com aqueles homens, enquanto eu ficava loga atrás dela e, para minha surpresa, aquele homens se levantaram para me comprimentar. Rebecca parecia animada, eu também estava, mas essa animação morreu lá fora na rua enquanto agora apenas existia minha timidez típica. Eles eram aliados, se eu quisesse conseguir algo a respeito de Mirana, eu teria de me conter em meus sentimentos e medos. Segurei a mão daqueles rapazes e logo eles me disseram seus respectivos nomes.

Talvez eles notassem meu nervosismo em minha voz quando eu disse: - O-O meu nome é Cri-Crisbella… Mas p-podem me chamar de Cris… Prazer em conhecê-los. - Senti minhas bochechas ficarem quentes e minhas mãos tremerem um pouco. Sentei na cadeira a qual rebecca havia apontado para mim anteriormente, de pernas cruzadas enquanto minha mão ficava entre elas. Eu estava olhando para baixo, desviando o olhar daqueles rapazes até eles comentarem a respeito dos outros que iriam nos acompanhar.

Minha curiosidade fez-me olhar para aquelas pessoas na outra mesa, de maneira discreta, virei o pescoço na direção que Daario apontou. Olhei para aqueles homens, buscando características positivas neles, suas aparências, eles conversavam tranquilamente, bem diferente dos agitados homens que brigaram dentro daquele bar a ponto dos funcionários terem de intervir. Suspirei baixinho, me voltando a Rebecca. Acenei positivamente com a cabeça para ela, concordando com suas palavras. A mulher logo se levantou e assim, o fiz também, mas de uma maneira mais atrapalhada que o comum.

É comum eu me embananar perto de rapazes, mas felizmente isso era apenas em nossas primeiras impressões, com o tempo, eu me acostumaria com a presença dos dois ali, assim como me acostumei com Leo e Bruce. Isso é claro, se eles não tentassem gracinhas comigo, o que de fato me faria ainda mais receosa e tímida com eles. Seguiria Rebecca enquanto ela saiu do estabelecimento, despedindo-me dos rapazes a mesa com uma reverência com a cabeça.

A noite teríamos a nossa chance, porém as palavras de Rebecca para mim eram um tanto receosas quanto a minha posição entre aquilo tudo. - Nunca estamos preparados para nada na vida. - Eu diria com um sorriso leve no rosto. A palavra a seguir que ela dissera fez meu sorriso sumir. ‘’Socializar’’ não era algo da qual eu era aberta a fazer, não com homens. Olharia nos olhos dela e de maneira calma diria: - Olha… Eu não ficaria confortável sozinha lá com eles… Você sabe que sou tímida com as pessoas e com rapazes essa timidez piora… Prefiro evitar, mas se for muuuuito necessário que eu o faça, então tentarei. - Diria olhando para a mulher.

Se ela aceitasse e não me obrigasse a ir interagir com os homens, suspiraria em alívio antes de voltar-me para a rua. - Bem então vou procurar algumas coisas a quais preciso e lhe encontro na cabana ok? - Sairia de perto de Rebecca e começaria a caminhar pela cidade.

Se Rebecca insistisse para eu falar com os homens, acenaria positivamente com a cabeça para ela. - Tudo bem… - Me voltaria novamente para o estabelecimento. Olharia ao redor, procurando novamente a mesa dos cinco homens que Daario havia falado, me aproximaria deles assim que os avistasse, procurando não esbarrar com os outros clientes daquele bar. Caso trombasse com alguém, ou fosse abordada por algum homem que não fosse do grupo seleto de revolucionários, tentaria sair de perto da pessoa. - C-Com licença, p-por favor… - Diria baixinho enquanto sentia minhas bochechas ficarem quentes. Se eu conseguisse chegar à mesa sem nenhum problema, observaria o grupo e me aproximaria do que aparentasse ser mais velho dentre eles. - O-Olá… Meu nome é C-Crisbella… Sou amiga da Rebecca e a-aliada de Daaria o Naharis… - Eu estaria segurando minhas próprias mãos firmemente, olhando para os homens ali, mas evitando contato visual olho por olho.



-x-


Histórico:
Spoiler:
 

Dados:
Spoiler:
 

NEWDAY
WHY MUST OUR CHILDREN PLAY IN THE STREETS BROKEN HEARTS AND FADED DREAMS PEACE AND LOVE TO EVERYONE THAT YOU MEET DON'T YOU KNOW, IT COULD BE SO SWEET


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Far
Pirata
Pirata
Far

Créditos : 53
Warn : Capítulo 2: Peixe fora d'água! 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2015
Idade : 22
Localização : Your worst nightmare

Capítulo 2: Peixe fora d'água! Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! EmptyQui 06 Set 2018, 14:33

Narração


Com certa dificuldade Chris cumprimentava seus novos companheiros, ouvindo tudo que havia para ser dito naquele momento, nada além do permitido para um ambiente de bar poderia ser mencionado, portanto restringiram-se as formalidades e alguns comentários amplos. A garota apresentava-se de forma tímida, clássica de sua personalidade, no entanto a dupla a sua frente apenas a agraciava com um sorriso, o nervosismo em si não atrapalharia seus assuntos e portanto apenas acharam um tanto quanto peculiar, talvez fofo? Bom, não poderia dizer ao certo qual era sua reação, se não pelas simples expressões que via. Conversa indo e vindo, eram apresentados os outros membros que dariam vida a aquela operação, bom, não de maneira formal mas o suficiente para que a ruiva e sua companheira Major tivessem uma ideia dos seus aliados de batalha para aquela arriscada missão, se seriam bons como falara ou não, isso precisariam descobrir por conta própria.

Deixavam o recinto, pois os demais assuntos e planejamento seriam tratados em um local seguro assim como mencionado, referindo-se a base de onde vieram. Chris concordava em participar mesmo com a preocupação de sua companheira, afinal sabia onde estava se metendo, mas se não corresse os riscos necessários, como salvaria sua amiga sirena? Ela podia Entender a necessidade do ato. - Entendo como se sente, Chris... Se você acha que não há necessidade de conhece-los, tudo bem. Apenas lembre-se, as vezes pode ser um diferencial para determinadas situações, saber do que seu aliado é capaz. - Sorrio, mostrando o por que de haver mencionado tal coisa, no entanto não a obrigava, deixando a garota livre para tomar suas próprias decisões, e assim o fazia. Chris ainda parecia ter assuntos a tratar na cidade, avisando Rebbeca que encontraria a mesma na cabana após acabar os seus por-fazeres.

- Tudo bem, estamos indo até lá, não esqueça que agimos ao anoitecer... Esteja por lá a tempo. - Afirmava, dando as costas a garota e passando a seguir os homens que deixavam a taverna, parecendo já saber o local para onde se dirigir, alguns entreolhavam a ruiva, mas logo voltavam a tomar o caminho em direção a cabana. A garota por outro lado permanecia apenas observando os demais se afastarem, e por fim permanecia sozinha em meio aquela cidade, bem em frente ao bar onde os mesmos homens continuavam a brigar, gritar e beber. Sendo assim, não demorou muito para que deixasse aquele ambiente, caminhando para a parte mais comercial da cidade, onde jaziam várias lojas, algumas barracas montadas as ruas, frutas eram vendidas, roupas e até mesmo armas em algumas lojas em específico. - Frutasss, frutass fresquinhas... O que a bela moça deseja? Indagava um dos comerciantes, referindo-se a Chris.

Não sabia-se ao certo os seus desejos ou pelo que estava procurando, mas havia muitas lojas interessantes, e por que não até o mercador de frutas, visto que seus próprios produtos pareciam esplêndidos, desde maçãs brilhantes, algumas uvas além do tamanho normal e até mesmo alguns morangos que pareciam deliciosos só de bater o olho. Ao seu norte, um grupo artístico se apresentava, movimentos circenses, alguns truques mágicos e até mesmo uma bela performance musical eram as atrações que mais chamavam o público, mas também havia outra menores, para alguns interesses em específicos. Bom, caberia a garota agora buscar pelo que realmente lhe chamava a atenção naquele emaranhado de opções, incluindo os mais diversos gostos.


Legenda:
 

____________________________________________________


Fala (#B22222 - FireBrick)
Pensamento (#4682B4 - SteelBlue)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luizatomita
Revolucionário
Revolucionário
Luizatomita

Créditos : 30
Warn : Capítulo 2: Peixe fora d'água! 10010
Feminino Data de inscrição : 26/02/2018
Idade : 26

Capítulo 2: Peixe fora d'água! Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! EmptySex 07 Set 2018, 02:19

New Way
Capítulo 2: Peixe fora d’água!



Felizmente, Rebecca conseguia entender meus medos e meu coração melhor do que ninguém entre os revolucionários. Eu sorri para ela, tanto para tranquilizá-lá quanto para agradecê-la pela confiança. - Tudo bem Reh, irei me esforçar mais! Vejo vocês ao anoitecer!- Vi os homens aliados saírem do estabelecimento e junto a Rebecca, foram na direção do esconderijo. Sorri de canto para eles antes de me virar e ir na direção contrária.

A manhã estava agradável, respirei fundo o ar daquela cidade. Estar em um local diferente pela primeira vez poderia ser assustador, mas senti uma imensa vontade de aproveitar meu tempo de viagem naquela nova ilha. Caminhei calmamente até o mercado da cidade. A vida naquela ilha era surpreendente, e como de costume, a feira de rua estava movimentada, pessoas de vários lugares vendendo todo o tipo de coisas diferentes, desde deliciosas frutas e temperos exóticos até lindas roupas. Caminhei entre aquelas barracas, observando as pessoas naquele ambiente.

Sorrindo, fui abordada por um comerciante, olhei para ele com as bochechas rosadas e logo observei as frutas que estavam expostas em sua barraca. - Parecem muito gostosas… Acho que vou levar cinco maçãs - . Pessoalmente gosto muito de maçãs, assim pensei em levar algumas para Bruce fazer uma bela torta, o que não era uma má idéia. Pagaria o vendedor e escolheria as melhores maçãs disponíveis ali. Após a compra, eu continuaria passeando na feira. Olharia algumas roupas brevemente.

Embora eu tenha um jeito tímido e recatado, belos vestidos atraiam a minha atenção assim como belas jóias. Olharia as lojas, ouvindo ao longe uma música e aplausos. Onde havia multidão haviam coisas boas ou ruins. Me aproximaria do que mais a frente aparentava ser um grupo de circo. Dança, música e espetáculo eram coisas que eu gostava de ver. Assistiria os homens e mulheres dali por um tempo até notar que aqueles artistas poderiam ser de grande ajuda para algo que eu desejava aprender a um bom tempo.

Sorrindo, eu iria procurar alguém do grupo que estivesse fora de performance. Sorrindo, caso encontrasse alguém perguntaria: - O-Olá, meu nome é C-Cris, gostaria de aprender mais sobre como c-cantar. Sabe quem poderia me ensinar? - Caso a pessoa me indicasse quem poderia me ensinar, iria atrás dele ou dela e perguntaria novamente se a pessoa poderia ensinar-me a cantar. Caso a resposta fosse positiva e eu encontrasse um professor, seguiria as instruções dele para aprender a cantar, esperando conseguir manejar bem melhor a minha voz que, já era muito bonita, mas não o suficiente para cantar em algum espetáculo.

Terminada a lição de canto, se eu ainda tivesse tempo até encontrar Rebecca e o grupo, eu iria até as barracas novamente, procurando algum brinco que combinasse com o meu colar de concha. - Oi, eu estou a p-procura de um brinco que combine com esse colar aqui, você teria algum? - Caso não tivesse tempo, ou conseguisse o brinco, eu voltaria até o esconderijo Revolucionário, com um grande sorriso no rosto.

Estaria animada para fazer uma deliciosa torta de maçã junto a Bruce, quem sabe ele não me ensinasse mais a respeito de cozinhar? Sempre quis ser muito boa nisso. - Bruce? Está ai? - Perguntaria pelo rapaz, esperando que ele estivesse ainda no esconderijo.

-x-

Histórico:
Spoiler:
 

Dados:
Spoiler:
 

NEWDAY
WHY MUST OUR CHILDREN PLAY IN THE STREETS BROKEN HEARTS AND FADED DREAMS PEACE AND LOVE TO EVERYONE THAT YOU MEET DON'T YOU KNOW, IT COULD BE SO SWEET


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Capítulo 2: Peixe fora d'água! Empty
MensagemAssunto: Re: Capítulo 2: Peixe fora d'água!   Capítulo 2: Peixe fora d'água! Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Capítulo 2: Peixe fora d'água!
Voltar ao Topo 
Página 1 de 5Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Polestar Islands-
Ir para: