One Piece RPG
O poeta errante - Página 6 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Seasons: Road to New World
O poeta errante - Página 6 Emptypor GM.Muffatu Hoje à(s) 14:46

» Revan Yamamoto
O poeta errante - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 14:29

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
O poeta errante - Página 6 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 13:57

» Um Destino em Comum
O poeta errante - Página 6 Emptypor (Orochi) Hoje à(s) 13:26

» Supernova
O poeta errante - Página 6 Emptypor Shroud Hoje à(s) 13:09

» [Kit] Broly - DragonBall Super
O poeta errante - Página 6 Emptypor Teo Hoje à(s) 12:59

» Meu nome é Mike Brigss
O poeta errante - Página 6 Emptypor Shiro Hoje à(s) 11:42

» Phill Magestic
O poeta errante - Página 6 Emptypor GM.Muffatu Hoje à(s) 11:33

» The One Above All - Ato 2
O poeta errante - Página 6 Emptypor CrowKuro Hoje à(s) 00:49

» Primum non nocere
O poeta errante - Página 6 Emptypor John Knudarr Hoje à(s) 00:18

» Tidus Belmont
O poeta errante - Página 6 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 23:48

» Cap.1 Deuses entre nós
O poeta errante - Página 6 Emptypor Thomas Torres Ontem à(s) 22:52

» Blue Guardian! Luca o soldado da justiça!
O poeta errante - Página 6 Emptypor K1NG Ontem à(s) 22:25

» Cap. 2 - The Enemy Within
O poeta errante - Página 6 Emptypor King Ontem à(s) 22:19

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
O poeta errante - Página 6 Emptypor Madrinck Dale Ontem à(s) 21:56

» Enuma Elish
O poeta errante - Página 6 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 21:50

» BOOH!
O poeta errante - Página 6 Emptypor Oni Ontem à(s) 21:41

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
O poeta errante - Página 6 Emptypor Furry Ontem à(s) 21:34

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
O poeta errante - Página 6 Emptypor Pippos Ontem à(s) 21:31

» [Kit] Kat
O poeta errante - Página 6 Emptypor gmasterX Ontem à(s) 21:13



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 O poeta errante

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 5, 6, 7 ... 9, 10, 11  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : O poeta errante - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

O poeta errante - Página 6 Empty
MensagemAssunto: O poeta errante   O poeta errante - Página 6 EmptyQui 26 Jul 2018, 00:16

Relembrando a primeira mensagem :

O poeta errante

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Sarata Mantori. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Noelle
Soldado
Soldado


Data de inscrição : 02/12/2012

O poeta errante - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O poeta errante   O poeta errante - Página 6 EmptyDom 16 Set 2018, 16:05


~ NARRAÇÃO ~ SARATA & Ah Gou

Com os problemas parcialmente resolvidos, os dois espadachim agora podiam seguir em busca de seu objetivos mais uma vez. Sarata acabava por explicar a situação com Cain para Ah Gou, este que também falou para Mantori qual era suas intenções com o mesmo.

De um lado um espadachim que procura sua recompensa, do outro um espadachim que quer fazer de Sarata seu companheiro de aventura e recuperar suas coisas no dojo, ambos apesar de finalmente terem somente se encontrado agora, já voltavam a ficar separados por mais um breve momento.

-Estarei esperando por você, Sarata... Vamos, rapaz de cabelo prateado. É melhor eu te mostrar as imediações do nosso barco.-

Abele seguiu para o barco com Ah Gou, enquanto Mantori e o obediente cachorro que atendia seus comados foram atrás do suposto certificado de recompensa com Korra. E Cauteloso como sempre, Sarata não tirou a mão da bainha de sua katana enquanto seguia o trajeto até a mansão dos dojos.

Em poucos minutos já estava novamente no beco ao qual conversou com Abele antes de sua luta, lá ele encontrou o garoto de antes, que ficou bastante feliz ao reencontrar o animal que vinha procurando. Mas parece que o cachorro não queria desgrudar da companhia do espadachim por nada.

-Nossa, ele realmente gostou de você. Mas... Eu não sei se quero deixar meu parceiro ir embora.- Disse o garoto com tristeza.

Enquanto isso, no barco, Abele escutava a opinião de Ah Gou sobre os acontecimentos recentes e também alguns conselhos sobre o que houve com o irmão dela. Falando bastante, Ah Gou também aproveitou a deixa para pedir um aprendizado de pilotagem para aquela loira.

-Mas é claro que posso lhe ensinar! Contanto que preste bastante atenção nas lições, vai aprender rapidinho. Vamos para o timão/roda do leme do barco, assim vou mostrar na pratica como o fazer. Também tenho um livro aqui comigo sobre o assunto- E ficou a espera de Ah Gou para começar a ensinar pilotagem.  

Sobre o tempo; Já começava a escurecer e o clima começando a ficar frio naquele momento em Karate Island...



Histórico dos Players:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sasaki Kojiro
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Sasaki Kojiro

Créditos : 6
Warn : O poeta errante - Página 6 9010
Masculino Data de inscrição : 13/01/2012
Idade : 25

O poeta errante - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O poeta errante   O poeta errante - Página 6 EmptySeg 17 Set 2018, 16:36


XX - DECISÕES

Atravessei a cidade com pressa e selecionando os melhores pensamentos. Minha atenção era retomada ao avistar uma pequena silhueta dentro do beco qual havia estado com Abele. Segurei com firmeza o cabo da minha katana disposto a saca-la no momento exato. Atitude essa que não foi necessária pois o dono daquela silhueta era o jovem Davy, qual havia me ensinado Doma anteriormente. Me alegrei ao avistá-lo novamente, mas ele demonstrava uma certa aflição em seu olhar, o que mudou ao cruzar os olhos com o cachorro que me seguia.  — Creio que alguém saiu para dar uma volta sem avisar. rsrs — Falei em tom jocoso, tentando alegrar o jovem rapaz que sorria ao caminhar em direção do cachorro. — O encontrei na costa. Creio que ele foi até lá seguindo alguém. — Não revelaria o nome nem as características do Ah Gou, rapaz qual o cachorro havia seguido, pois ele ainda era um foragido e poderia estar sendo caçado.

— Sim, ele parece ter gostado de mim. — Falei enquanto acariciava as orelhas do cachorro com a mão esquerda. — Mas infelizmente não posso me encarregar de um cachorro. É uma responsabilidade muito grande para mim e ele estará melhor aos seus cuidados, tenho certeza. — Falei já cruzando o caminho ao lado de Davy. Tocaria no ombro do rapaz e retomaria a minha caminhada em direção ao Dojo. — Nos vemos por aí Davy, se cuide. — Ao me despedir, acelerava a minha passada visando chegar ao meu objetivo o quanto antes. Esse encontro foi importante para trazer a tona a minha visão periférica e os meus sentidos aguçados. Daqui em diante eu seria mais cauteloso e atencioso em meu caminho.

Colocaria a minha mão esquerda sobre o meu kimono na altura do peito para poder fechar a região, impossibilitando assim a entrada do frio repentino que chegava junto com a caída da noite. Era um frio tolerável mas que merecia atenção. Ao me aproximar do inconfundível Dojo me aproximaria de algum guarda que fizesse a escolta do local e pediria para ter acesso e caso necessário falaria sobre a minha proximidade com a líder do Dojo, Korra. Ao conseguir o acesso, seguiria a pessoa até os cômodo que a Korra estava para então poder conversar com a mulher. — Olá Korra. — Saudava com um sorriso no rosto. — Consegui encontrar a dupla, obrigado pelas informações. Então, tive que retornar para poder pedir-lhe um segundo pequeno favor, se não for encômodo. Você poderia me passar um certificado ou alguma representações pela minha captura do pirata Panther Jack? Estarei deixando a Ilha neste momento para ir de encontro a algum QG próximo e não queria chegar no local de mãos vazias. Você deve entender a minha situação. Agradeço desde já. — Aguardaria a resposta da mulher com atenção e paciência.

 
Histórico:
 

Objetivos:
 

Off:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ah Gou
Membro
Membro
Ah Gou

Créditos : 6
Warn : O poeta errante - Página 6 10010
Data de inscrição : 31/07/2018

O poeta errante - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O poeta errante   O poeta errante - Página 6 EmptySex 21 Set 2018, 01:21






~ RECORDAÇÕES ~

Depois de muito o procurar, quando finalmente nos encontrávamos na praia, já nos separávamos, Sarata seguiria para o Dojo da ilha por motivos pessoais e para me ajudar tentando pegar meus pertences caso estivesse lá que era o mais óbvio para mim. Enquanto isso, seguiria com Abele em direção ao barco ali na costa.

Chegando no barco, pedia a Abele para me instruir como preparar o barco para navegar, aproveitava também e pediria para ela me ensinar a Pilotar o barco onde me mandou segurar o timão para sentir, e oferecendo um livro para aprender sobre.

~ SEM RECORDAÇÕES ~

O frio já tomava conta do lugar, com o anoitecer isso era esperado, mas minha atenção quanto ao que estava acontecendo me deixaria despreocupado com o frio. Enquanto seguraria o timão com minha mão esquerda em que encostaria de forma suave, logo, algumas dúvidas surgiriam - É fácil virar isso quando o barco já esta em movimento ? Tem diferença ? - A espada que eu havia roubado de Cain estaria empunhada na minha mão direita - Aliás, só tem você e seu irmão ou tem chance de ter mais alguém aqui no barco ? - perguntaria tal coisa pelo fato de não estar 100% seguro num barco que era do inimigo .

"Será que tem alguma coisa com valor aqui no barco ?" - Abele se importa de eu bisbilhotar o barco ? Afinal, se vamos navegar nele, preciso conhecer seu interior e aproveito para ver se não tem outra pessoa . - Já andaria confiante que a mesma não teria problemas, mas com isso, seguiria para o interior do barco a fim de "explorar" iria com passes leves, movimentos silenciosos e atento a qualquer coisa estranha. Com a exploração feita, voltaria para o timão e pediria que continuasse a explicação, na verdade, meu problema era com a insegurança do lugar que era do irmão de Abele, inimigo de Sarata - Aliás Abele, o que acha de se aventurar comigo e com Sarata pelos mares ? Pretendo chegar no One Piece para realizar o sonho do meu falecido pai, quer nos acompanhar ? - Diria com um sorriso no rosto.


Histórico:
 

Objetivos:
 


OFF:
 




____________________________________________________

- Fala -                                         "Pensamento"                                          Sonho/Pesadelo

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Noelle
Soldado
Soldado
Noelle

Créditos : 40
Warn : O poeta errante - Página 6 10010
Feminino Data de inscrição : 02/12/2012

O poeta errante - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O poeta errante   O poeta errante - Página 6 EmptySab 22 Set 2018, 14:44

~ NARRAÇÃO ~ SARATA & Ah Gou

Sarata Mantori seguiu seu trajeto até acabar encontrando o mesmo garoto que o havia ensinado sobre doma no dojo, este que demonstrou a preocupação que tinha com o fato de ter perdido o seu companheiro o cachorro.

Mantori decidiu por deixar aquele assunto que não era o que buscava para trás, falando apenas algumas palavras e se despedindo de Davy. -Até outro dia, espadachim!- Falou o garoto ao ver Sarata indo embora, e cada qual seguiu seu rumo, com a diferença que o cachorro acabou ficando com seu dono original, mas quem sabe qual teria sido a opção do animal caso Sarata tivesse utilizado suas habilidades de doma…

Agora na mansão, o espadachim teve entrada concedida por dois alunos, que o levaram para ver Korra, e ao encontrar aquela mulher que fazia alongamentos no exato momento, Mantori solicitou o seu famigerado certificado de caça. -Certo, certo. Me deem um papel que escrevo alguma coisa nele.- Disse ela e um de seus alunos foi pegar papel e caneta em forma de pena, com os dois em mãos ela escreveu o seguinte: “Eu, Korra. declaro ter presenciado e comprovado que Sarata Mantori obteve êxito em vencer o pirata com recompensa de nome Panther Jack.” E entregou o papel com sua assinatura no final para Sarata.

No barco, Ah gou tinha novos questionamentos para fazer a Abele. Que prontamente o respondeu, vendo que o rapaz estava bastante curioso. -O manuseio vai depender de cada barco ou veículo que estiver usando, no caso dos barcos você vai precisar tomar cuidado com o mar e quão instável ele estará ou não. Éramos ao todo quatro, sendo outros dois contratados, mas foram dispensados para cortar gastos- Respondeu a mulher com graça em suas palavras, e depois acenou em concordância para Ah Gou ir passear no barco.

Como é um barco pequeno, levou apenas uns dez minutos explorando, onde em sua busca encontrou a cozinha, dois quartos com cama e o banheiro, este último que tem algumas calcinhas de cor azul penduradas em um pequeno varal. Retornou para a área do timão e perguntou a loira se ela queria uma aliança. -Mhmm! É por isso que estou aqui com vocês. Agora, me ajude a levantar vela e a âncora também, para deixar tudo pronto quando Mantori retornar, não consigo fazer sozinha!- Disse sem arrodeios.



Histórico dos Players:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sasaki Kojiro
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Sasaki Kojiro

Créditos : 6
Warn : O poeta errante - Página 6 9010
Masculino Data de inscrição : 13/01/2012
Idade : 25

O poeta errante - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O poeta errante   O poeta errante - Página 6 EmptyTer 25 Set 2018, 17:30


XXI - ÚLTIMA PARADA

Segui ambos os alunos avaliando cada centímetro daquela extensão habitual. Me mantive firme e são até encontrar aquela mulher realizando aqueles malditos movimentos simples, mas que aos meus olhos eram uma completa invitação para uma prática sexual. Lutei para manter os meus olhos distantes das suas curvas, algo promíscuo e quase inevitável. Ao receber o papel, o li por alguns instantes e retornei o olhar para a mulher, agradecendo-a outra vez pelo auxílio. — Espero não haver lhe incomodado, eu realmente necessitava deste certificado para poder partir tranquilo. — Minha voz saia um pouco trêmula, resultado dos ânimos aflorados. — Tenho um último pedido a realizar Korra. O sujeito que se encontrava preso mais cedo, por coincidência, era um primo próximo. Ele me viu sendo carregado por você antes de entrar no Dojo e suspeitou que eu estivesse sendo sequestrado ou algo do tipo. Acabou que ele invadiu a propriedade com pensamentos maliciosos e deu no que deu. Ele é um bom sujeito e tudo não passou de um mal entendido. Gostaria de lhe pedir as ferramentas que ele carregava consigo, quais foram privadas. Segundo ele, consistiam em uma espada de ferro e uma quantia significativa de dinheiro. — Aguardaria a resposta da solicitação antes de sair do Dojo. Se consigo lograr agarraria os equipamentos e inclinaria a minha cabeça em forma de gratidão. Caminharia à encontro dos alunos que me trouxeram para realizar a minha escolta até a saída do local.

Já fora do Dojo, colocaria o papel e a quantia de dinheiro dentro das minhas vestes na região do peitoral, guardaria a espada do Ah Gou ao lado da minha katana na região da cintura e caminharia com velocidade pelo mesmo trajeto que me trouxera, rumando a encontro dos meus atuais companheiros. Focava a atenção no trajeto e nas redondezas, avaliando a aproximação de qualquer indivíduo. Ao chegar no praia, correria em direção ao barbo já buscando um modo de poder subir nele. Ao ter os pés firmes sobre o barco, acenaria para os meus colegas e perguntaria qual seria o proceder. — Olá, espero não ter demorado muito. Então, qual será o próximo passo? — Perguntaria enquanto retirava a espada que não me pertencia da minha cintura para poder devolvê-la ao sujeito de cabelo prateado, junto a sua valiosa quantia de dinheiro.


Histórico:
 

Objetivos:
 

Off:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ah Gou
Membro
Membro
Ah Gou

Créditos : 6
Warn : O poeta errante - Página 6 10010
Data de inscrição : 31/07/2018

O poeta errante - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O poeta errante   O poeta errante - Página 6 EmptySex 28 Set 2018, 02:11






~ RECORDAÇÕES ~

Cada instrução era dada a mim na qual havia escutado calmamente, enquanto Abele gentilmente me instrua, meus pensamentos sobre tal ensinamento estavam sincronizados "De certa forma, não parece ser difícil pilotar esse barco, mas pilotar outros meios de transportes deve ser complicado ..." - Realmente, pelo fato do mar ser traiçoeiro e imprevisível, deve ser bastante atencioso quando se pilota um barco, obrigado pela informação. -

Logo Abele começaria também a responder minha outra pergunta dizendo ter dispensado duas pessoas, eu entendia como um dispenso mesmo, mas vai que seja execução e não estou entendendo, mas não ligaria para essa hipótese, ligaria o fato dos outros dois, talvez estivessem atrás de Cain e Abele, ou estão seguindo-os, não saberia.

Com a permissão de Abele, dentrei no barco a fim de procurar algo que me chamasse atenção e verificar o barco, mas só via calcinhas da Abele, sem muita demora por não ser um barco grande, voltava para perto de Abele segurando o timão, e com meu convite a Abele para se aventurar até o One Piece foi sucesso, a mesma aceitou, o que me deixava alegre.

~ SEM RECORDAÇÕES ~

Com meus pensamentos alegres por arranjar dois possíveis nakamas, Abele pedia para ajuda-la a levantar vela e ancora, o que eu faria por dedução e instruções da Abele, afinal, estaria aprendendo somente agora, nunca havia pilotado ou ajudado com um barco de tamanho parecido, no máximo canoa. - Abele, vá me instruindo no passo a passo, prometo que irei aprender ! -

Manteria foco nos afazeres preparativos para a navegação enquanto me concentrava para ignorar a brisa fria do tempo atual, enquanto seguiria as instruções da Abele, perguntava - Abele, por acaso sabe o caminho para chegar na Grand Line ? Eu só sei que precisamos chegar lá e passar por lá para ir até o One Piece ! - Talvez a Abele soubesse já que a mesma aparentemente tem navegado.


Histórico:
 

Objetivos:
 


OFF:
 




____________________________________________________

- Fala -                                         "Pensamento"                                          Sonho/Pesadelo

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Noelle
Soldado
Soldado
Noelle

Créditos : 40
Warn : O poeta errante - Página 6 10010
Feminino Data de inscrição : 02/12/2012

O poeta errante - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O poeta errante   O poeta errante - Página 6 EmptyDom 30 Set 2018, 15:56

~ NARRAÇÃO ~ SARATA & Ah Gou

Na mansão dos dojos, Sarata conseguiu seu certificado de caça e depois pediu para Korra os itens tomados de Ah Gou. A lutadora ficou coçando o queixo até lembrar de algo. -Ah, sim. Acho que foi Raki quem guardou as coisas dele.- Disse aquela mulher e saiu com pressa, voltando minutos depois com uma espada e uma pequena quantia em dinheiro, uns vinte mil para ser exato. Mantori guardou todos os itens que lhe foram entregues e seguiu para o barco. E falando em barco, Ah Gou e Abele vem conversando enquanto fazem os preparos para partir, arrumando os mastros, ancora e outras coisas, tudo controlado pela navegadora enquanto instrui o rapaz de madeixas prateadas. Depois ele decidiu perguntar sobre como chegar na Grande Linha, e foi nesse momento que Sarata chegou, subindo o barco. -Bem, nunca fui lá, mas conheço o caminho de ida, é pela montanha reversa. Oh! Sarata, ainda bem que se juntou a nós.- Acenou com a mão para o espadachim e depois foi até o timão do barco, manobrando o mesmo para saírem dali. -É para a Grande Linha que devemos ir? Nesse caso, teremos que passar em Baterilla primeiro. E se algum de vocês quiser aproveitar para aprender navegação é só vir até aqui no timão, essa calmaria no mar tá perfeita para ensinar- Concluiu com um singelo sorriso. Não era por menos que estava tão calmo, já estava um pouco tarde da noite, com algumas estrelas no céu e nada mais que uma fraca brisa e pequenas ondas dando o ar da graça; Ah Gou podia notar que é por volta das oito da noite.    



Histórico dos Players:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sasaki Kojiro
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
Sasaki Kojiro

Créditos : 6
Warn : O poeta errante - Página 6 9010
Masculino Data de inscrição : 13/01/2012
Idade : 25

O poeta errante - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O poeta errante   O poeta errante - Página 6 EmptyTer 02 Out 2018, 13:08


XXII - PARTIDA

A brisa suave parecia acariciar o meu rosto enquanto observava a movimentação intensa daquelas duas pessoas. O barco que agora pisava era de extrema polidez, muito bem ordenado e aconchegante. Trataria de analisar as dimensões daquele veículo aquático, tentando identificar qual material o revestia, quantos metros quadrados ele possuía, quantos cômodos teria e o mais importante: buscar armas ofenvisas/defensivas, no caso canhões. Mas antes aproximava da dupla, que pareciam estar agora familiarizados, para então devolver todos os objetos do meu novo companheiro e poder pedir uma solicitação a jovem loira para poder iniciar a minha exploração. — Que você não dê mole outra vez com suas coisas, Ah Gou. — Falaria em tom ameno, sutil, tentando criar uma certa proximidade com o meu novo companheiro. — Pelo visto cheguei no momento ideal. Não sei qual o plano de vocês mas temos algo para realizar antes. Devo me locomover até alguma ilha que possa ter um QG para coletar a minha recompensa. Você provavelmente deve conhecer tal ilha, Abele. — Falava observando rapidamente as expressões da mulher para então continuar alimentando a minha curiosidade com relação ao barco. — Você poderia nos guiar até lá? — Perguntaria movendo-me de um lado para o outro com a mão ativa sobre o cabo da minha katana.

Com os ouvidos atentos, absorveria as informações sobre os próximos passos. Queria retirar a maior quantidade de palavras da dupla para então poder estipular um plano de bom grado para todas as partes. Inicialmente essa aliança poderia vir a ter desentendimentos e controvérsias, mas nada que um bom diálogo e bom senso não possam resolver. Então o nosso destino seria Baterilla, segundo a jovem mulher. Minha mandíbula contraia involuntariamente ao ouvir aquelas palavras. Essa ilha certamente seria um plano baixo para desafios. Algo que para homens como eu, estimulados por combates, era de total valia. Ao terminar o diálogo e tendo o aval da jovem loira, caminharia pelo barco em busca de concretizar a minha meta inicial, andando com passos lentos e precisos, com os olhos atentos sobre toda a extensão do navio enquanto a dupla parecia discutir sobre algo profissional, o que não era do meu interesse.


Histórico:
 

Objetivos:
 

Off:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ah Gou
Membro
Membro
Ah Gou

Créditos : 6
Warn : O poeta errante - Página 6 10010
Data de inscrição : 31/07/2018

O poeta errante - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O poeta errante   O poeta errante - Página 6 EmptyQui 04 Out 2018, 01:25






~ RECORDAÇÕES ~

Eu e Abele estávamos preparando o barco para seguir viagem, bom, eu ainda estava aprendendo enquanto seguiria as instruções de Abele, e com minha pergunta sobre como chegar na Grand Line a resposta não foi bem o que precisava, mas já era algo "Montanha Reversa... Por quê será que tem esse nome ?..."

Então Sarata chegou e Abele concluiu dizendo que nossa próxima parada seria Baterilla, o que me deixava ansioso por ser outra ilha que eu ainda desconhecia. Um sorriso leve se abriu diante ao horizonte com minha fitada com o mesmo destino que meu sorriso "Já tenho companheiros e um barco pai, você estaria contente com meu início de viagem..."

~ SEM RECORDAÇÕES ~

Quando Sarata chegou no barco, se o mesmo tivesse com minhas coisas recuperadas assim como pedi anteriormente, apenas pegaria caso ele fosse me dar ou pediria e por fim agradeceria com o abaixar de minha cabeça brevemente, guardaria comigo em que cada uma das minhas espadas ficaria de um lado do meu corpo presa em diagonal voltadas para baixo e para trás de mim, assim com suas bainhas já perto de minhas mãos para saque rápido.

Já era notável ser meados de 8 horas da noite, não que eu me importasse, mas tinha uma habilidade natural de ter noção exata do tempo. Caminharia lentamente até o timão onde seguraria-o e logo falaria - Abele e Sarata, se nosso destino é Baterilla, sugiro fazer assim, Abele, me diga as direções enquanto piloto, enquanto você me ajuda com a navegação instruindo Sarata para ele te ajudar, quando chegarmos na ilha, também sugiro que em hipótese nenhuma nos separemos, afinal, não sabemos o que nos espera por lá. - Estalaria o pescoço apenas jogando a cabeça para um lado e para o outro e esperaria suas respostas enquanto seguraria o timão firmemente.


Histórico:
 

Objetivos:
 


OFF:
 




____________________________________________________

- Fala -                                         "Pensamento"                                          Sonho/Pesadelo

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Noelle
Soldado
Soldado
Noelle

Créditos : 40
Warn : O poeta errante - Página 6 10010
Feminino Data de inscrição : 02/12/2012

O poeta errante - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O poeta errante   O poeta errante - Página 6 EmptyQui 04 Out 2018, 16:28


~ NARRAÇÃO ~ SARATA & Ah Gou
1/3 Karate Island > Baterilla
Agora que os dois aventureiros se encontravam em alto mar, tudo que restava era descobrir qual seria o próximo destino dos dois. Mas não antes de Sarata devolver os objetos do rapaz de madeixas prateadas, que aceitou de bom grado os itens recuperados. Mantori então decidiu fazer algumas perguntas para a loira no timão, tendo como resposta "sim" para tudo que havia perguntando, tanto o trajeto deles agora seria uma ilha chamada Baterilla, como também estava livre para explorar o barco em que se encontra. Saiu então para a área baixa do barco, encontrando os mesmos três cômodos que Ah Gou também encontrou e o banheiro com roupas intimas em um varal.

Já no caso dos canhões, existia apenas um completamente empoeirado e guardado ao lado de umas quatro balas enorme de ferro. Enquanto isso, no timão, Ah Gou voltou a segurar o timão do barco e recebendo instruções de Abele manteve o curso para onde era ordenado, e sempre que possível o mudava conforme a loira alterava as velas e o dizia para onde manobrar. -Um pouco mais para este-bordo, depois bombordo!- Falou aquela mulher em suas orientações de pilotagem... Aquela calmaria toda desde que tiveram os problemas em terra, logo viria a se tornar uma tempestade, mas não no sentido literal da palavra e sim porque chegando do lado leste dos tripulantes daquele barco, um outro barco vinha fazendo sua aproximação.

A bandeira da nova embarcação é uma caveira com ossos cruzados, o que indica apenas uma coisa: Piratas! E para o deleite de Sarata Mantori, é o barco pirata de um velho e covarde conhecido. -Seus caçadores de recompensa desgraçados! Chegou o momento de ter minha vingança por terem atrapalhado meus negócios na ilha. Que sorte aquele loiro ter me avisado onde estariam, vendidos facilmente AHAHAHAHA!- No alto do mastro, um capitão pirata de bigode gritou em um tipo de mega-fone. -Me aguardem, que eu WENY DURVAL O FUJAM vou levar vocês para o fundo do mar! FOGO- E uma bala de canhão caiu na água próximo do barco de Ah Gou e Sarata, esguichando água para dentro do mesmo.          



Histórico dos Players:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ah Gou
Membro
Membro
Ah Gou

Créditos : 6
Warn : O poeta errante - Página 6 10010
Data de inscrição : 31/07/2018

O poeta errante - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O poeta errante   O poeta errante - Página 6 EmptyQua 20 Mar 2019, 04:40






~ RECORDAÇÕES ~

Juntos então começariamos a tomar viagem, com um barco a nossa posse, uma navegadora, armas conquistadas, meus objetivos até então estavam bem andados já. A viagem como é em alto mar, sabia que teria de tomar cuidado, afinal, numa era pirata, tudo possível nesse tipo de viagem, mas ao menos tínhamos balas de ferros para atirar caso precisasse. Mesmo com tal pensamento, ainda me mantinha animado, até a Grand Line, teremos muitas aventuras.

Sarata me chamava atenção sobre meus itens roubados que ele pegou de volta para mim me pedindo para tomar cuidado - HAHAHAHAHA Calma meu amigo, não é sempre que um cozinheiro te nocauteia de surpresa por achar que você é um ladrão! HAHAHAHA - Eu ria, mas no fundo … “Aquele velho desgraçado ainda me paga!”.

Estava tudo calmo, até que de repente uma embarcação surge na escuridão, uma bandeira com ossos cruzados, sim, uma bandeira pirata, um homem logo começava a falar algumas coisas como se nos conhecesse, talvez conhecesse Sarata e Abele - Vocês conhecem esse retardado ? - Perguntava curioso, até que um tiro foi disparado quase nos acertando.

~ SEM RECORDAÇÕES ~

Com o tiro dado pelos piratas da embarcação inimiga que quase nos acertou, minha expressão facial mudaria para uma de puto e raivoso, a ousadia de tentar destruir meu barco recém conseguido. - Noelle, vamos contra atacar sem usar balas ! Eu tenho um Plano! - Falaria enquanto mexia no leme girando para bombordo a 3 horas, seguiria em diagonal na direção contra os piratas, se os mesmos nos atirassem, mudaria para estibordo a fim de desviar de algum tiro, ao menos tentaria. - Sarata e Abele, arriscarei fazer uma coisa, quando eu dizer já, Abele, pega o leme e continua em meu lugar, vou parar os tiros deles, se der certo e eu demorar, pare o barco de alguma forma do lado do deles, e entre lá para me ajudar, deixe Sarata de guarda. - Diria o plano esperando que ela não questionasse.

Conforme me aproximaria tentando desviar das balas, manteria o plano procurando uma forma de de passar ao lado deles evitando bater ou raspar, mas uma distância que de para pular dentro do barco deles com a corda do mastro. Assim que estivesse perto do barco inimigo diria - JÁ! - Logo correria para a coluna que seguraria o mastro, escalaria o mesmo segurando firmemente para não cair com algum balanço ou tiro enquanto falaria alto - Abele, passe o mais perto possível paralelo a eles! - Aproveitaria da escuridão da noite para fazer isso sem me perceberem, e por saber a noção exata do tempo, preveria o tempo mais ou menos o tempo de chegar nas corda do mastro e saltar, sim, ao chegar no mastro o máximo que conseguiria, recolheria uma das cordas e segurando firmemente pularia em diagonal para a direção que ia a embarcação inimiga de forma oscilante, que para caso me percebam, ao menos tentaria evitar ser atingido por tiros. Chegaria na embarcação inimiga chutando com as duas pernas o primeiro que tivesse na frente como um freio, ou se não acertasse ninguém, apenas rolaria no chão quando chegasse. Já sacaria minhas duas espadas que estavam embainhadas na minha cintura com suas bases perto de minhas mãos, se alguém fosse me atacar, já bloquearia com as espadas cruzadas em X ou uma mesmo caso não de tempo, o que poderia ou não calcular com minha noção de tempo, e não deixaria de ficar atento a minha volta.  



Histórico:
 

Objetivos:
 


OFF:
 




____________________________________________________

- Fala -                                         "Pensamento"                                          Sonho/Pesadelo

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O poeta errante - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O poeta errante   O poeta errante - Página 6 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O poeta errante
Voltar ao Topo 
Página 6 de 11Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 5, 6, 7 ... 9, 10, 11  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Arquipélago Wushu-
Ir para: