One Piece RPG
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Mao di Lut Ima
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Emptypor Alek Hoje à(s) 04:24

» Evento Natalino - Amigo Secreto
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Emptypor K1NG Hoje à(s) 04:18

» [Mini] Albafica Mino
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Emptypor Albafica Mino Hoje à(s) 03:42

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Emptypor Dante Hoje à(s) 02:53

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 00:30

» One Piece RPG Awards 2020
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Emptypor ADM.Tonikbelo Hoje à(s) 00:00

» Vol 1 - The Soul's Desires
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Emptypor Arthur Infamus Ontem à(s) 23:55

» VIII - The Unforgiven
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 23:31

» BOOH!
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 23:06

» [LB] O Florescer de Utopia III
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Emptypor Vincent Ontem à(s) 22:56

» Mess in Grand Line: The Red-Haired Arrived
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Emptypor Revescream Ontem à(s) 22:33

» O Samurai
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Emptypor K1NG Ontem à(s) 21:30

» Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Emptypor Oni Ontem à(s) 21:28

» Cap.1 Deuses entre nós
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Emptypor Tensei Ontem à(s) 20:00

» Julian D'Capri, das Mil Espadas
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 19:55

» Carregada de Culpa / Amanhecer em Prata
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Emptypor Adrian/Vampiro Ontem à(s) 19:28

» The One Above All - Ato 2
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 19:01

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Emptypor jonyorlando Ontem à(s) 17:47

» Cap IX ~ Esperança ~
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 16:34

» A Ascensão da Justiça!
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Emptypor K1NG Ontem à(s) 16:27



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Empty
MensagemAssunto: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 EmptySex 20 Jul 2018, 18:58

Relembrando a primeira mensagem :

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Hornee. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Bread
Civil
Civil


Data de inscrição : 03/04/2017

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 EmptyQua 15 Ago 2018, 22:09


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

HORNEE DIAMOND



LAS CAMP / POST 10






Uma gota gigante de incredulidade escorre da minha testa pelo meu rosto após ler o que o velho havia escrito. Eu julgo que meu maior defeito é pensar que todos ao meu redor são pessoas tão ambiciosas e famintas por poder como eu sou, chegando a ignorar recomendações legais para atingir seus objetivos. Neste caso, era apenas um pobre e infeliz velho, vendedor de uma loja tão infeliz quanto ele e que irá falecer um dia no próprio poço de infelicidade que ele mesmo cavou.


Expiro um ar quente pela minha boca, suspirando de modo a regularizar minha respiração e conseguir manter a calma diante de um ser tão ignorante - *Que velho desgraçado...*.


Além de tudo ele conseguia ser mais burro que uma porta. Ele realmente acreditou que eu era surdo e que não conseguiria ouvir o que ele me disse. Na verdade, o único imbecil ali era ele... minha vontade de arrancar sua cabeça ali com minha ninjaken de lâmina azulada só era superada pela minha consciência da missão que Mr. Badmoney havia me concedido. Roubar o veneno da loja era muito arriscado, o que apenas me deixava com a opção de procurar outro lugar para adquirir a ferramenta que iria matar o tal sujeito Pou Pay.


Todavia, pelo menos algo de interessante o vendedor de venenos havia dito. Uma venda exclusiva de um veneno poderoso para agentes poderia ser uma carta na manga para me infiltrar naquele grupo do Governo Mundial e, além de conseguir acesso à este e outros itens, poderia me abrir portas para adquirir informações valiosíssimas de dentro. Uma delas poderia ser os hábitos e horários do sargento - *E por que não?*.


Tendo isso em mente, eu iria abrir um sorriso de orelha à orelha para o velho, enquanto escrevia em um novo papelzinho a seguinte mensagem:

Papelzinho:
 



Aguardaria uma demonstração de no mínimo uma compreensão por parte do velho burro. Não era possível que eu não tivesse sido claro o suficiente desta vez. Obviamente minhas intenções para adentrar como agente do governo não eram nobres - *Muito pelo contrário, na verdade...* - mas ele não precisava saber disso e nem eu iria dizer.


Caso o homem tivesse entendido finalmente depois da minha mensagem direta que eu queria me alistar como agente - *A segunda opção depois do suborno, mas podemos pular essa parte por ora...* - e me indicasse a localização do teste e como procedê-lo eu iria ao local estipulado já armado de meu papelzinho e caneta para escrever minhas intenções para o recrutador, com direito a smile e tudo:

Papelzinho:
 



Se por ventura o cara babaca continuasse agindo de forma estúpida, eu menearia a cabeça negativamente e sairia da loja sem dizer mais nenhuma palavra - *Não que eu houvesse dito alguma nestes últimos anos, mas...* - e daria seguimento ao meu objetivo anterior de peruar marinheiros em busca de ouvir informações sigilosas e interessantes sobre o sargento Pou Pay, além é claro de procurar por outra loja de venenos para que eu pudesse executar o mesmo processo de compra de antes, escrevendo um bilhetinho e entregando a solicitação de compra do veneno - *Tomara que dessa vez com um vendedor pouca coisa mais inteligente... já deve ser o suficiente!*.



Historico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bijin
Civil
Civil
Bijin

Créditos : 58
Warn : ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 17/01/2017
Idade : 21

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 EmptyQui 16 Ago 2018, 15:29


NARRAÇÃO
Post 6

O velho mais uma vez pegava o papel e ao ler virara os olhos. Parecia inconformado com o que estava escrito. Mas respirando fundo pegou uma caneta.

- Mas que cara burro! - Dizia ele enquanto escrevia. - Todo retardado sabe que é no quartel da marinha, mas não, o único bode do mundo que não sabe é o que entra na minha loja.

Logo que ele terminava de escrever ele passava o papel com um sorriso para o ninja.

Papelzinho:
 

O velho tinha um sorriso no rosto e via o protagonista da história sair de cabeça baixa abanando negativamente para fora. Mas a realidade era que o velho tinha dito a direção para qual Diamond deveria seguir, o quartel da Marinha, na caminhada o caprino consegue observar no mar um navio de velas negras, ele esta bem longe, mas ainda assim se destacava no mar.

Entretanto, voltando a realidade, o futuro agente (pelo menos espera-se que sim) entrava no quartel ele observava 5 homens saindo do quartel, era um sargento e quatro soldados. Os soldados Hornee nunca tinha visto, mas o sargento era Pou Pay. Será que o bode iria se inscrever ou seguir o marinheiro... cenas do próximo episódio.

____________________________________________________

OBJETIVOS:

Nessa missão::
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bread
Civil
Civil
Bread

Créditos : 22
Warn : ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2017
Idade : 30
Localização : Cactus Island - 1st Ilha 7th Rota

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 EmptySab 18 Ago 2018, 18:37


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

HORNEE DIAMOND



LAS CAMP / POST 11






Estou mais tranquilo. Me sinto mais calmo e as palavras do velho vendedor já não me ofendem, entrando em um ouvido e saindo instantaneamente pelo outro. Não valia a pena esquentar a cabeça com pessoas ignorantes e desprovidas de ambições pelo poder. Eu simplesmente sorria e balançava a cabeça para o acéfalo que julgava achar que eu era surdo - *O médico mandou não contrariar...*.


Talvez ele realmente estivesse correto e todo mundo soubesse que o alistamento para o Governo Mundial ficasse na base da Marinha. Mas já eu, que nunca dei a mínima importância para os "homens da lei", cerrava meus ouvidos para saber qualquer coisa sobre eles que não me dissesse respeito, ou que não dissesse respeito à Badmoney's... sempre foi melhor assim.


Já hoje, é diferente. Eu dei um passo à frente rumo à escadaria para galgar cargos maiores na Badmoney's. Iniciativa: essa era minha palavra chave. Iria orgulhar o senhor B realizando tarefas difíceis e arriscadas em prol da companhia. Além disso, me tornar um agente poderia ser a porta de entrada para um treinamento diferenciado do quais dispunham... um treinamento do qual eu jamais poderia sequer sonhar aprender do lado de fora. Pelo menos, essa era minha aposta para ser mais forte e respeitado em um futuro muito próximo.


Acredito que tudo na vida tem seu propósito. Uma doença te dá imunidade, uma dificuldade te dá forças de superação, e um velho idiota te dá uma direção... sorrio com meus dentes alvos enquanto saio da loja com as mãos nos bolsos do paletó observando o céu, apreciando a natureza que se formava em Las Camp. Eu sempre estava certo... não havia tempo perdido e sim tempo conquistado.


Pelo menos no meu subconsciente, a mensagem que vinha era que o homem vendedor de venenos escreveu o que escreveu simplesmente para me afastar o mais rápido possível daquela loja. Não o julgava. Quando era um pequeno cabritinho sem amigos em Bingo Bingo Island eu já fui expulso e tive que ouvir palavras que doíam mais na alma do que um tiro poderia doer no braço. A sensação é que eu já estava bem cascudo para isso - *CASCUDO! Entendeu? Han han? Ai... eu sou demais...* - seguro minha boca para evitar emitir minha risada incômoda até mesmo aos meus próprios ouvidos, enquanto meus olhos rodopiavam com a felicidade gerada pela minha piada interna.


Rapidamente o semblante de felicidade dá a vez para um semblante de estranheza, representado pela minha testa franzindo e minha mão indo diretamente à minha cabeça dura para coçá-la, tentando compreender o que aquele navio de velas negras fazia no mar. Ele era de certo destaque e eu particularmente não lembrava de ter visto nada do tipo, nem mesmo quando morava na Grand Line, onde coisas estranhas são normais e coisas normais são estranhas - Mas o que...?.


Tal navio ainda navegava pelas minhas memórias apesar de fisicamente ele estar distante. Eu tentava puxar lembranças sobre um navio do tipo ou algo que remetesse à tal embarcação. Provavelmente julgava ser de piratas, mas de qualquer forma era um navio exótico e interessante.


E foi pensando no barco de velas negras que adentrei o quartel da Marinha de Las Camp de modo mais fácil do que eu imaginava que fosse conseguir. Minhas vestes um tanto quanto chamativas e minha natureza mink pareciam ter passado despercebidas pelos guardas do local. Mais felizmente ainda, dei de encontro com meu alvo de assassinato: Pou Pay.


Acompanhado de quatro homens que pareciam ser seus soldados, imponente ele deixava o quartel. Não consegui pescar nenhuma conversa que eles possam ter dito, se é que disseram alguma coisa enquanto caminhavam para fora do recinto. O fato é que eu acabara de entrar e acompanhá-los agora daria muita bandeira para toda a base da Marinha, assim como deixar de seguir meu alvo poderia representar desperdiçar uma das melhores chances que eu poderia ter no prazo de uma semana.


Mas apesar de tudo minha decisão não foi nem um pouco difícil de ser feita. Me alistar no Governo Mundial poderia ficar para mais tarde já que se tratava de um objetivo pessoal. O foco deveria ser na missão, cujo prazo já havia sido estendido e, se eu a cumprisse no primeiro prazo, ganharia um ponto positivo com Mr. Badmoney.


Portanto, aguardando alguns instantes após o quinteto passar por mim, eu olharia de relance para ver se eu de fato não estaria chamando a atenção das pessoas para mim. Um cara que acabou de entrar no quartel sair atrás de um grupo de soldados e um sargento era no mínimo estranho e eu não queria levantar suspeitas.


Se caso eu percebesse que a barra estava limpa, eu iria seguir o grupo em uma distância razoavelmente segura. Esta distância deveria ser próxima o suficiente para que eu pudesse pescar uma conversa do quinteto para trazer informações importantes para minha missão e longe o suficiente para que eles não percebessem que estavam sendo seguidos; além é claro de tentar me misturar na multidão e me ocultar atrás de objetos, paredes e árvores pelo caminho durante o processo de rastreio. Afinal, eu não estava lidando com um grupo de amadores... muito provavelmente dentre todos ali, o mais amador no momento era justamente eu.


Eu os seguiria e aproveitaria para notar se algum dos soldados deixava o grupo ou novos soldados ou civis se juntavam à eles. Procuraria fazer uma nota mental para guardar o nome e a face de cada um, o que para minha genialidade elevada não deveria ser nenhum problema. Guardaria na mente o trecho que haviam feito, o horário de saída e os locais do qual frequentaram.


Para o caso infortuno de eu ser percebido pelo grupo de marinheiros, que os estava seguindo, eu procuraria disfarçar ao máximo me distanciando para um caminho oposto, para que pensarem que estavam enganados em desconfiar de mim. Se, em um caso ainda pior, eles insistissem em me atacar ou me perseguir eu não partiria para um confronto direto que resultaria minha morte. Iria aproveitar todo o treino e conhecimento transmitido de corrida por Holff para ampliar minha velocidade e me distanciar dos marinheiros para despistá-los. O confronto não era uma opção e muito menos uma rendição!


Se por ventura eu infelizmente tivesse atraído mais atenção do que o necessário dentro do quartel, eu deixaria tal atenção perigosa sendo distanciada do meu alvo. Prosseguiria com o plano de outrora de me alistar para o Governo Mundial e deixaria a missão em stand by. As vezes uma oportunidade arriscada pode derrubar uma edificação inteira e esse era um risco do qual eu não poderia correr. A reputação da Badmoney's e minha própria estavam em jogo.






Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~~~~~~~~~~~~~~~~~~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Legendas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bijin
Civil
Civil
Bijin

Créditos : 58
Warn : ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 17/01/2017
Idade : 21

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 EmptySeg 20 Ago 2018, 09:25

NARRAÇÃO

POST 07

Hornee olha rapidamente as opções e decidiu seguir da maneira mais discreta possível o seu alvo. O sargento Pou Pay parecia ser um cara pouco comunicativo, mas de certa maneira passava um sentimento de força.

Foram mais de quinhentos metros de caminhada quando o ninja teve a impressão de estar sendo observado, entretanto não percebeu nenhum marinheiro a sua volta ninguém muito suspeito. Foi nesse momento que Pou Pay entra numa rua a esquerda sumindo da vista do homem de Badmoney.

- Se eu fosse você não daria aquela curva. - Disse uma voz vinda de um beco escuro que caminhava para a luz. - A essa altura Pou Pay já esta desconfiado de que esta sendo seguido e ele não costuma entrar naquela rua.

O homem (humano) tinha os olhos e cabelos castanhos curtos muito bem alinhados e de pele alva. Ele tem uma de boa aparência e que veste um terno preto, como dos agentes. Ele possui um sabre exótico de lâmina circular e tão avermelhada que parece ser feito de laser.

- O que acha de conversarmos um pouco! - Disse o agente. - Afinal Mr. B disse para ser seu apoio.

____________________________________________________

OBJETIVOS:

Nessa missão::
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bread
Civil
Civil
Bread

Créditos : 22
Warn : ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2017
Idade : 30
Localização : Cactus Island - 1st Ilha 7th Rota

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 EmptyQua 22 Ago 2018, 20:51


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

HORNEE DIAMOND



LAS CAMP / POST 12






Minha sobrancelha não hesita nem mesmo um instante para levanta-se e levar consigo minha testa ao franzimento - *Quem é esse cara... o que ele quer?*. Apesar de desconhecer o sujeito meu semblante era tranquilo e despreocupado já que ele não soou nem um pouco hostil. O fato é que aqui em Las Camp estou recebendo diversas surpresas... primeiro uma "missão impossível" e agora me aparece um cara que diz ser meu apoio.


E, falando em apoio, Mr. Badmoney foi extremamente claro quando disse que eu já possuía todos os recursos que ele julgava necessários para o cumprimento de minha missão quando falei com ele em videoconferência pelo Den Den Mushi. Qual que era a daquele cara? Ele havia se arrependido ou simplesmente mudado de ideia? Mandar um apoio sem mais nem menos depois de ter dito que eu só precisava de mim mesmo era muito estranho, para dizer o mínimo...


Analisando friamente, o homem de cabelos castanhos e espada brilhante tinha seus dotes para a coisa. Ele apesar de ter despertado minha intuição para sua presença - *O que na minha humilde opinião pode vir a ser uma falha fatal...* - conseguiu enganar meus outros sentidos ao ponto de eu só conseguir perceber de onde ele vinha quando o próprio quis se apresentar.


Como bônus, o cara parecia conhecer a rotina de Pou Pay, além de provavelmente de quem meu alvo se tratava. Se ele fosse mesmo quem ele diz ser, e quem ele realmente parece ser, era de fato um aliado indispensável para o meu trabalho. Porém, na minha profissão não são permitidos deslizes - *Nem mesmo os menores* - e eu precisaria tirar a prova para comprovar minhas teorias e começar a confiar naquele que era meu "apoio".


Dúvidas, dúvidas e mais dúvidas... elas rodopiavam na minha mente como um cruzamento perfeito entre um carrossel e uma montanha-russa. Minha limitação no dom da fala me impedia de escrever muito em um de meus papeizinhos pois caso isso acontecesse, minha letra ficaria pequena e eu teria que me aproximar do rapaz para que ele conseguisse ler. Por outro lado, se eu escrevesse minha dúvida em letras garrafais, ele conseguiria ler facilmente enquanto eu me mantinha à uma distância segura do rapaz de terno.


Eu tinha que ser breve e sucinto. A quantidade de perguntas que eu poderia fazer nesse instante beiravam o infinito. Portanto, eu sentia lá no fundo da minha alma que quanto mais genérico eu fosse em minha pergunta, mais efeito eu poderia alcançar em uma tacada só. Ponho a me escrever em um dos papeizinhos com uma letra bem grande, o suficiente para que o cara de cabelo curto conseguisse ler de onde eu estava enquanto exibia para ele aquele papelzinho como se fosse um outdoor:

Outdoorzinho:
 



Tento segurar um riso interno para que não escape pela minha boca. Aquela situação demandava autoridade e, se o tal rapaz fosse realmente um apoio fornecido pelo Mr. Badmoney, eu seria seu superior naquela missão. Isso representava que eu deveria manter uma postura séria que se tornava complicada, tendo em vista que eu pensei muito em uma pergunta e acabei escrevendo uma imperação para ele.


Tomando tal atitude de parar para me comunicar com o homem estranho poderia significar a perda de tempo para caçar meu alvo ou significar minha salvação. Os riscos eram obviamente poucos a serem corridos pois cair na armadilha de um sargento e seus subordinados tornariam a prisão e a falência do meu chefe na alternativa mais agradável que eu conseguia imaginar.


Se o homem da arma brilhante tentasse de alguma forma me atacar frontalmente ou se aproximar eu me esquivaria dando passos largos para trás. Largos o suficiente para ampliarem a distância de mim para ele e poder virar 180 graus na direção oposta de onde ele estava para iniciar uma corrida. Eu não conhecia o homem para iniciar um embate, mas o motivo mais importante para fugir é que eu não poderia ser pego e identificado como uma ameaça pelo sargento Pou Pay, que estava nas proximidades e com certeza poderia perceber a movimentação hostil que se dava ali próxima ao beco do qual ele havia entrado.


Se o homem apresentasse como prova algo irrefutável de sua lealdade para com o senhor B como uma marca representativa de quem ele era, ou uma marca em sua arma, ou mesmo uma carta escrita pelo próprio Mr. Badmoney de forma criptografada seriam suficientes para eu confiar no homem e acompanhá-lo para dentro do beco, aguardando dicas de como proceder na missão.


Já se nem uma e nem outra coisa fossem apresentadas, eu iria procurar algum caminho alternativo para o beco, como uma escadaria para caminhar por cima da edificação ou um bueiro para caminhar por baixo do piso e continuar seguindo Pou Pay à uma distância segura da qual ele não pudesse me notar e nem armar uma emboscada.



Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~~~~~~~~~~~~~~~~~~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Legendas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bijin
Civil
Civil
Bijin

Créditos : 58
Warn : ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 17/01/2017
Idade : 21

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 EmptyQua 22 Ago 2018, 23:30

NARRAÇÃO
POST 08

  Nitidamente a cara de dúvida de caprino sobre o sujeito que havia aparecido estampava seus pensamentos. Como poderia haver um apoio se todos os recursos já estavam a disposição? Bem, talvez o próprio ninja não tivesse todos os recursos a mão quando conversou com seu chefe.

  Mas ainda com suas dúvidas na cabeça, Hornee procurava ver as qualidades do sujeito que estava a sua espreita. E de fata tinha algumas mesmo, principalmente a maneira que chegou ao próprio protagonista sem ele ver. Claro que ele não era perfeito, mas o que mais ele teria a oferecer.

  Outro ponto importante era que o homem, com seu terno preto, parecia realmente conhecer o alvo de Hornnee, só que não só isso, ele também sabia quem o caprino seguia. Isso era um mistério acima do mistério e a resposta mais simples as vezes era a correta. Mas Hornee queria a prova.

  O homem então pega o pequeno papel da mão do Diamond e  lê rapidamente, então o homem tira um envelope passa para o chifrudo. Logo de cara o lacre de Mr. B, mas rompido, a carta se direcionava a uma pessoa chamada de Aproximador. Ao abrir a carta ele poderia ler o conteúdo.

Carta Criptografada traduziada:
 

  - Acho que já viu o bastante né! - Ele pedia a carta de volta com a mão. - Mas posso sugerir um bom início, volte ao quartel e entre como agente do governo, ser reforço pode ser ainda maior. Pode me encontrar lá.

  O homem então foi andando calmamente para o quartel.

____________________________________________________

OBJETIVOS:

Nessa missão::
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bread
Civil
Civil
Bread

Créditos : 22
Warn : ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2017
Idade : 30
Localização : Cactus Island - 1st Ilha 7th Rota

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 EmptyQui 23 Ago 2018, 23:41


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

HORNEE DIAMOND



LAS CAMP / POST 13






No mundo do crime precisa aprender várias regrinhas para se manter firme no jogo. Estas regrinhas são essenciais para manter-se vivo e no poder e, caso vacile pelo menos um pouquinho que seja, corre o risco de por tudo a perder. Por mais que o "Aproximador" não fosse hostil e demonstrasse conhecer da missão sendo de fato alguém em quem eu poderia confiar, eu não poderia arriscar. Portanto, exigi uma prova concreta da sua palavra.


E lá estava a prova que eu precisava... uma carta criptografada pelo próprio Mr. Badmoney. Eu, talvez mais do que ninguém, conhecia melhor os modos de escrita e as chaves para os códigos de meu patrono e, pelo menos para mim, aquilo lá era prova mais do que suficiente para eu confiar naquele homem que viria a ser o meu aliado no decorrer desta missão - *Eu só achei bem feia a foto do bode no terno, tsc... não tem nada a ver comigo!* - concluía mentalmente, um tanto quanto contrariado.


O que mais me intrigava na verdade era esse tal de "Aproximador"... eu nunca tinha ouvido falar nele, por mais que tentasse puxar dos locais mais fundos que residiam de minha memória, e ao mesmo tempo ele parecia ser um funcionário bem valoroso para Mr. Badmoney. Não é a toa que ele acabou sendo selecionado antes de mim para dar um fim no sargento Pou Pay. Tal fato me deixava infeliz por saber que ele estava na minha frente nas filas de preferências do chefe, mas me deixava de certa forma feliz por ter falhado e me entregue a chance de demonstrar meu valor, além é claro de oferecer uma mão ao seu substituto; isso me deixava em extrema vantagem com o senhor B.


Uma outra curiosidade que surgiu na minha cabeça era o que seria considerado "falha" em uma missão de assassinato? Oras... enquanto meu prazo ainda estava de pé a missão ainda era possível de ser realizada! Seria o assassinato de Pou Pay apenas um passatempo ou teste do meu patrono para provar nossas qualidades?


Poderia ser que na verdade eu era a última barreira de esperança do patrão... talvez me deixou como último pois confiava plenamente em mim - *Isso faz muito sentido aliás...* - mas eu nunca tinha matado um alvo de um grau tão elevado como um sargento... isso não seria fácil; deve ser justamente por isso que o senhor B acabou cedendo em me ofertar um ajudante para a missão...


Eu divagava em meus pensamentos e possibilidades sobre o propósito da missão e a importância do "Aproximador" para a Badmoney's como um todo, bem como a minha própria posição. O que importava mesmo agora era que eu confiava naquele humano que portava uma lâmina brilhante e trilhava o mesmo caminho que eu, lado a lado...


Por conveniência do destino - *Hmmmm... será?* - justamente quando eu mais almejava entrar para o Governo Mundial como agente e angariar informações em prol da Badmoney's, o "Senhor aproximador espada laser" já havia feito isso e provavelmente estava naquela instituição à um tempo considerável. A sorte batia na minha porta mais de uma vez e eu não era um mink de desperdiçar oportunidades - *Jamais!* - eu iria voltar para o quartel e me alistar, como havia planejado anteriormente.


Para não dar bandeira - *E essa é mais uma das lições que o mundo do crime automaticamente nos ensina* - eu iria voltar ao quartel mantendo uma distância considerável do "Aproximador", de preferência à uma distância que nós dois não pudéssemos ser nem ao menos identificados remotamente como conhecidos apesar das vestimentas semelhantes e do porte de armas.


Eu torcia do fundo de minh'alma que Pou Pay e seus subordinados não tivessem ouvido minha conversa com o agente duplo e que isso não colocasse em risco a operação - *Apesar é claro de que essa "conversa" ter sido mais um monólogo dele, já que eu não posso falar...* - além é claro do fato do meu aliado já ter "falhado" anteriormente, como a carta descriptografada citava, o que poderia ter comprometido seu disfarce o colocando em uma posição difícil para o assassinato. Mas isso era apenas especulação... nada de concreto porém.


Chegando ao quartel, eu escreveria um papelzinho para que eu pudesse me dirigir até o local de alistamento como agente do Governo Mundial. Mesmo sendo um mink mudo eu julgava ser capaz de entrar para o grupo e o próximo "Aproximador" pelo visto também me julgava capacitado. Bastava demonstrar minha boa vontade e minhas habilidades que tudo ficaria certo...

Papelzinho:
 



Eu entregaria o papelzinho para alguém que aparentasse ser algum tipo de recrutador ou com semblante de pessoa disposta a ajudar e que soubesse tal informação além da boa vontade de ajudar um cara mudo...


Se por ventura eu encontrasse meu aliado ou meu alvo do assassinato ali por perto eu viraria discretamente e vagarosamente em uma direção que não o confrontasse. Porém mesmo sem ver nenhum dos dois para evitar gerar vínculos em um ambiente do qual eu não poderia levantar a mínima suspeita, eu ficaria atento para tentar ouvir e identificar pelo som os passos que um dos dois (ou os dois) davam para saber para que direção eles se movimentavam, bem como ouvir possíveis conversas para obter informações preciosas sobre os dois participantes mais importantes daquela missão: meu aliado e meu alvo.



Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~~~~~~~~~~~~~~~~~~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Legendas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bijin
Civil
Civil
Bijin

Créditos : 58
Warn : ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 17/01/2017
Idade : 21

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 EmptySex 24 Ago 2018, 11:05


NRARRAÇÃO
POST 09

O caprino, sabendo que agora era possível confiar um pouco mais no tal "Aproximador" tomou a decisão de se inscrever no governo e por isso foi para a marinha. Entrando no quartel o seu "companheiro de negócio" apenas seguiu o cominho como se não se conhecessem e seguiu o corredor da direita.

O ninja então pode então dar sequencia a ao se próximo movimento, o de se inscrever como agente do governo. E escrevendo um papel a recepcionista olhava para ele com muito interesse. Minks eram bichos raros nos blues, mesmo na GL eles não são vistos aos montes.

Lendo o papel a moça rapidamente reagiu e logo passou um formulário para Hornee e uma caneta. Olhando rapidamente o pepel o protagonista percebeu que era um simples formulário que deveria ser preenchido com alguns dados pessoais e mesmo algumas perguntas subjetivas.

- Senhor! - A recepcionista chamava atenção. - Após terminar de preencher o formulário você pode se dirigir pelo corredor direito. Na segunda porta você vai encontrar o agente que vai conduzir sua avaliação para se tornar um agente. Ele é o Agente B.

FORMULÁRIO:
 

Assim que terminasse o formulário, o ninja poderia seguir pelo corredor sem nenhum impedimento. A segunda porta estava lá pronta para ser aberta.


____________________________________________________

OBJETIVOS:

Nessa missão::
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bread
Civil
Civil
Bread

Créditos : 22
Warn : ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2017
Idade : 30
Localização : Cactus Island - 1st Ilha 7th Rota

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 EmptySab 25 Ago 2018, 17:47


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

HORNEE DIAMOND



LAS CAMP / POST 14






Experiente ele... bem como eu havia julgado. O humano conhecido como "Aproximador" realmente sabia como não deixar transparecer nenhum vínculo ou ponta solta que o conectasse à mim, ou que o conectasse à Badmoney's. Aparentemente John e Holff seguiam a mesma premissa - *Isso é bom... são funcionários que merecem ser elogiados pela habilidade em Las Camp. Mas ainda falta analisar a qualidade do serviço prestado...*.


E era com aquele pensamento que eu me aproximava da recepcionista do quartel e lhe entregava meu papelzinho. Ingressando no Governo Mundial como agente, eu poderia evoluir muito minhas habilidades como ninja e estaria apto à comprar o veneno que tanto almejava - *Hmmm mas será que meu aliado tinha uma ideia melhor? Nahhh... se tinha ele já havia falhado nela* - mas, obviamente, tudo que é bom vem com um preço à ser pago...


O formulário que a mulher me entregou era demasiadamente simples para o cargo... pelo menos era o que eu acreditava. Talvez me tornar agente do Governo era mais fácil do que eu imaginava e deveria ser por isso que Mr. Badmoney tinha tantos infiltrados na organização. Mas isso, até onde constava na página 2, não era um problema meu...


Formulário preenchido:
 



De fato não foi um formulário nem um pouco complexo ou do qual eu precisava mentir... é claro que apenas minhas intenções mais superficiais puderam ser listadas, mas uma coisa importante que eu aprendi com meu emprego é que a forma mais eficaz de executar uma mentira é não mentindo, mas sim omitindo a verdade...


Tranquilo e feliz com minhas respostas, salto brevemente com um susto após o chamado da recepcionista por mim. Não que eu houvesse feito algo de errado - *Ou por que de fato eu estava fazendo lá algo indevido* - mas sim porque fui pego de supetão.


Após terminar de preencher o formulário você pode se dirigir pelo corredor direito. Na segunda porta você vai encontrar o agente que vai conduzir sua avaliação para se tornar um agente. Ele é o Agente B. - Hmmm isso é realmente curioso! Seria uma grande coincidência que o agente que iria me entrevistar possuía o mesmo apelido que meu patrono? Ou será que tudo já havia sido previamente esquematizado?


Sorrio de canto de boca e arqueio os ombros para evitar pensamentos mais complexos do que deveriam ser. Porém, a atenção era a chave para o negócio e eu de fato seguiria até a segunda porta do corredor conforme fui instruído, mas a abriria com calma e tranquilidade, acompanhando seu movimento como se ela fosse me servir de um escudo de madeira de corpo inteiro.


Me protegendo fisicamente dessa forma com a abertura da porta (seja ela para dentro ou para fora) eu me sentiria mais seguro para descobrir quem era esse tal de Agente B e o que ele planejava para mim do outro lado da porta. Caso houvesse alguma armadilha surpresa, como um ataque ou coisa do tipo, eu poderia facilmente me defender ou esquivar para trás usando a porta como apoio pois estaria resguardado pela cobertura.


Se fosse apenas uma entrevista comum ou algum tipo de exame médico sem problemas! Eu adentraria a sala e sentaria em uma cadeira (caso fosse instruído) e responderia as perguntas que pudessem me serem feitas com aceno de cabeça para cima e para baixo (SIM) ou para os lados (NÃO). Mas isso não iria ser feito até eu observar a sala do piso até o teto reparando seus detalhes, algum Den Den Mushi câmera que pudesse estar transmitindo o que lá dentro acontecia ou algum lugar do qual pudesse sair um gás que transformasse o recinto em uma câmara para me testar ou me pegar desprevenido como criminoso.



Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~~~~~~~~~~~~~~~~~~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Legendas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bijin
Civil
Civil
Bijin

Créditos : 58
Warn : ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 17/01/2017
Idade : 21

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 EmptyDom 26 Ago 2018, 12:58


Narração
POST 10

  Uma vez que o formulário estava preenchido, e com a devida orientação, o protagonista iria para a famosa entrevista com o seu avaliador. Entrando por um corredor claro a direita da recepção, tudo bem limpo e cheiroso, haviam acabado de limpar e cheiro de lavanda ainda era perceptível.

  Abrindo a porta Hornee se depara com uma sala simples, com arquivos do lado esquerdo, uma mesa de escritório bem simples, mas bonita e bem acabada, duas cadeiras confortáveis para quem fosse atendido pelo homem ali sentado. O homem estava sentado em uma confortável cadeira giratória e bem mais aconchegante, e para surpresa do ninja, agente B era o mesmo que ele encontrou fora, o homem que trabalhava para o mesmo patrão.

  - Prazer! - Disse o Agente B. - Em que posso ajuda-lo? - Depois de uma respiração de tempo. - Vejo que tem uma jficha na sua mão, gostaria de se inscrever como agente do governo? - Disse com um sorriso. - Tenho que informar que o teste para admissão não será nada fácil.

  Diamond percebia que o Aproximador não estava falando em tom de brincadeira e esses detalhes podem trazer grande significado sobre o que poderia estar acontecendo a volta de ambos afiliados do senhor Badmoney.

  Deixe -me ver a ficha! - Disse o agente B. - Se realmente esta interessado deve ir a cozinha do quartel, fica no segundo andar, lá você falará com o Chef da cozinha e deve trabalhar com ele por pelo menos, ele é sargento da marinha local e se chama Érick Jacquin. Desejo boa sorte.

____________________________________________________

OBJETIVOS:

Nessa missão::
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bread
Civil
Civil
Bread

Créditos : 22
Warn : ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2017
Idade : 30
Localização : Cactus Island - 1st Ilha 7th Rota

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 EmptySeg 27 Ago 2018, 00:57


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

HORNEE DIAMOND



LAS CAMP / POST 15


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



*Hmmmm que delícia! Adoro lavanda! - minhas narinas se enchiam com o perfume artificial, porém gostoso, que acariciavam minha alma por dentro. Aquele cheiro gostoso era relaxante e confortante. Não que eu estivesse tenso com o alistamento ou mesmo estando em território teoricamente inimigo para me tornar um estilo de agente duplo, mas caso estivesse mais tenso, aquele odor iria me entorpecer por instantes e me deixar menos tenso.


Abrindo cautelosamente a porta do local onde se daria minha entrevista para o Governo Mundial, nada de assustador se encontrava do outro lado... surpreendente, diria eu, mas não assustador... O tal Agente B não era ninguém mais ninguém menos que o tal "Aproximador". Provavelmente "B" remetesse ao seu nome ou sobrenome real, ou mesmo fosse um pseudônimo do próprio criado para representar Mr. Badmoney na região de Las Camp... na verdade, pouco me importava.


O que me interessava realmente é que o Agente B possuía uma posição de relevância e destaque para o Governo Mundial. Para entrevistar novos aspirantes à agentes não poderiam escolher um agente que não compreendesse o peso do cargo ou mesmo que não fosse um bom tutor para seus futuros pupilos. Talvez ele já estivesse um bom tempo como agente naquele local - *Talvez até mesmo antes do Mr. Badmoney contratá-lo* - era inegável que ele tinha prestígio tanto com meu patrão atual como com o de fachada; e pelo pouco que pude perceber, na minha humilde opinião, era um reconhecimento deveras merecido.


O rapaz de lâmina brilhante sabia muito bem disfarçar. Mesmo estando em um quarto fechado, as pessoas dizem que as paredes tem ouvidos... eu sabia muito bem respeitar tal ditado e pelo visto o "Aproximador" também sabia. De qualquer forma, talvez ele não soubesse ainda que eu era mudo e não poderia responder suas milhares de perguntas verbalmente, ou simplesmente estava tentando melhorar a atuação que nunca havia me visto anteriormente.


Eu apenas me limitava a respondê-lo meneando minha cabeça afirmativamente para suas perguntas - *Um tanto quanto óbvias, diga-se de passagem* - e estendia o formulário para que ele o pegasse. Mesmo sem ser convidado para tal, eu me sentaria em uma das cadeiras à frente de sua mesa e cruzaria as pernas de forma educada enquanto entrelaçava meus dedos e os repousava sobre minhas coxas.


- Tenho que informar que o teste para admissão não será nada fácil. - Foi impossível não retribuir o sorriso para o "Aproximador". Verdade seja dita, eu esperava que alguma dificuldade deveria ser imposta de fato para se tornar um agente. Mesmo que minha vida fosse facilitada pelos meus contatos ali dentro, falhar no alistamento era uma possibilidade real... mas era uma possibilidade que eu não estava disposto à realizar.


Um ponto de interrogação estaria sendo visto em minha testa tatuado neste momento se de alguma forma fosse possível ler minha mente nesse instante. Meu semblante de indagação para com a missão de alistamento era nítido, mas eu não estava irredutível porém. Meu semblante apenas fazia questão de demonstrar a confusão e a ansiedade pelo misterioso desafio que colocariam para mim na cozinha... eu não era nenhum cozinheiro - *Se lembro bem, preenchi a ficha como arqueólogo! ARQUEÓLOGO!* - e não tinha nada de difícil que provasse que eu poderia virar agente em... descascar batatas? É isso?


Eu estenderia minha mão fazendo um sinal de positivo com o polegar após meu aliado da Badmoney's oferecer boa sorte em meu recrutamento. Eu me levantaria e arquearia os ombros tentando relaxar e compreender o que estava acontecendo - *Aonde você foi parar Hornee? Aonde você foi parar...? - enquanto expirava pela boca soltando todo o ar e tentando manter meu temperamento o mais calmo e tranquilo possível.


No caminho para a cozinha do segundo andar, eu escreveria uma nota para o tal sargento Erick para que ele saiba o que eu estava fazendo ali e o que eu esperava dele. Seria bem breve e sucinto, porém simpático de um modo que me colocasse aberto para qualquer desafio que ele me fosse impor:


Papelzinho:
 



Por motivos pessoais, eu diria para o homem que eu era surdo para que ele talvez pegasse leve comigo ou que pudesse deixar escapar informações ou comentários interessantes que ele não diria para quem pudesse ouvir em alto e bom som - *Como foi com aquele babaca da loja de venenos...* - todavia, eu não esperava que "pegar leve" seria uma realidade partindo de um sargento para um aspirante à agente do Governo Mundial.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~~~~~~~~~~~~~~~~~~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Legendas:
 


Última edição por Bread em Seg 27 Ago 2018, 23:41, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino
Voltar ao Topo 
Página 3 de 10Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Las Camp-
Ir para: