One Piece RPG
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Que tal um truque de mágica?
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 03:17

» Art. 4 - Rejected by the heavens
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 01:58

» O catálogo continua, Baterilla a cidade da beleza
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Emptypor maximo12 Hoje à(s) 00:00

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Emptypor Licia Ontem à(s) 23:32

» Seasons: Road to New World
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Emptypor Volker Ontem à(s) 22:37

» Vol 1 - The Soul's Desires
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Emptypor Arthur Infamus Ontem à(s) 22:08

» VIII - The Unforgiven
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 22:00

» The Hero Rises!
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 21:56

» The One Above All - Ato 2
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 20:53

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Emptypor Achiles Ontem à(s) 20:49

» Bakemonogatari
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Emptypor Milabbh Ontem à(s) 20:39

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 20:25

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Emptypor Dante Ontem à(s) 19:52

» [MINI-DoflamingoPDC] A pantera negra da ilha montanhosa
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Emptypor Makei Ontem à(s) 19:43

» [Mini - Nice] A espada que dorme.
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Emptypor Ryoma Ontem à(s) 19:35

» [M.E.P] Nice
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Emptypor Ryoma Ontem à(s) 19:34

» [Mini] Albafica Mino
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Emptypor Makei Ontem à(s) 19:16

» [M.E.P] Albafica
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Emptypor Makei Ontem à(s) 19:15

» A primeira conquista
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Emptypor Rangi Ontem à(s) 18:19

» A Ascensão da Justiça!
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Emptypor K1NG Ontem à(s) 16:26



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Empty
MensagemAssunto: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino EmptySex 20 Jul 2018, 18:58

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Hornee. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bread
Civil
Civil
Bread

Créditos : 22
Warn : ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2017
Idade : 30
Localização : Cactus Island - 1st Ilha 7th Rota

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino EmptySex 20 Jul 2018, 22:11


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

HORNEE DIAMOND



LAS CAMP / POST 01






Ajeito o nó da gravata, apertando ele um pouco contra minha glote, o que trava minha respiração por instantes. Pisco um pouco após arregalar os olhos por detrás de meus óculos escuros *Muito estilosos... por sinal!* e ajeito eles pegando no aro do lado esquerdo fazendo um movimento de pinça com os dedos. *Acho que está bom! Não! Não está... ainda não...*


Rapidamente tateio meu paletó e aliso ele para retirar qualquer pó que eventualmente pudesse estar grudado em algo tão perfeito como uma roupa vinda diretamente do senhor BadMoney - *Ok... claro que o objetivo da empresa não é esse... mas quem se importa?* - pensava e concluía comigo mesmo. O que importava mesmo era que ele tinha dinheiro, e dinheiro trazia poder, e poder trazia tudo o que eu mais almejava na vida; eu almejava respeito.


Um mink caprino, bullynado além da conta por uns humaninhos babacas que não conseguiriam nem mesmo piscar antes de receber uma shuriken lançada por mim no meio da testa - *Tolos, fracos e incompetentes...* - concluía eu novamente enquanto expirava pesadamente tentando aliviar os sentimentos ruins que percorriam pelo meu âmago enquanto eu balançava negativamente minha cabeça em discordância e fitava o horizonte, viajando em minhas idéias.


É estranho, mas... quando você fica mudo, falar consigo mesmo se torna normal. Eu nunca fui muito de falar enquanto conseguia e, agora que não consigo, passo o tempo divagando sobre o sentido da vida e meus objetivos pessoais. Meu melhor amigo sou eu mesmo e, convenhamos: *Quem mais poderia ser? Hahahaha*


Um homem sem ajuda não chega a lugar nenhum e isso era mais claro que a água mais pura que possa já ter bebido na vida. O caso é que não precisa haver intimidade, ou mesmo amizade... o que precisa mesmo é dinheiro e, por conseguinte, respeito. Eu tinha batalhado muito para conseguir o respeito do senhor Badmoney e, agora que o tenho, consigo um respeito considerável de seus outros subordinados... *Mas ainda é pouco... muito pouco!*


Eu quero sempre mais, sempre mais que hoje, sempre mais que o amanhã possa vir a me oferecer! - Kiá kuá ká!!! - meus olhos se esbugalham tanto que é possível notá-los por detrás dos óculos que uso. Tapo minha boca imediatamente para conter o meu riso bizarro de alguém que não consegue pronunciar nenhuma palavra minimamente interpretável enquanto suor verte rapidamente de minha testa pelo espanto que tomei comigo mesmo. Não sei onde estou e nem o que estou fazendo, mas discrição é sempre boa e eu fiz agora exatamente o oposto!


Las Camp para todo lado tem urbanização e isso é bom! Não conheço essa ilha nem um pouco mas se o senhor Badmoney escolheu aqui para abrir uma filial, é porque têm seus motivos e gente muito rica para comprar seus produtos. Sorrio maliciosamente com meus pensamentos... sei muito bem que tipo de produtos acabei de me referir agora! - Kiá kuá ká!!! - Tapo minha boca novamente de forma mais incisiva, quase que dando um tapa *MERDA! Cala a boca Hornee!* Ser mudo é complicado... não consigo nem pedir desculpas para os que estão ao meu redor...


Talvez o meu querido e poderoso patrão não fosse tão esperto assim... afinal, eu vim até aqui mas não sei nem onde fica a tal filial e, o mais bizarro de tudo, é que eu vim sem meus instrumentos de trabalho!


Sou arqueólogo. Estudei bastante coisas ocultas, criptografia e segredos interessantes que poucos conhecem... mas acima de ser um arqueólogo e caçador de tesouros, eu sou um ninja! *Ou algo do tipo né?*. Ajeito novamente meu terno e sabia que tinha trabalho à fazer.


Primeiramente, eu procuraria algum lugar onde eu pudesse encontrar papel e caneta sejam eles para venda ou para uso normal. Eu sou mudo cara... não posso sair perguntando por ai "Você saberia onde fica a empresa do Sr. Badmoney?"; além da minha voz não sair eu sou um mink caprino... apesar do meu pêlo ser bem fofinho, eu sei que os humanos me acham bizarro.


Eu caminharia pela cidade ou pelo estabelecimento que eu estou, tentando peruar algum modo de me comunicar pela escrita. Se pudesse adquirir algo como um caderno e caneta tanto melhor! Eu faria gestos bem simples com minha mão direita cerrada fazendo curvas em cima da palma da minha mão esquerda *Qualquer trouxa sabe que isso significa que eu quero escrever... vai!*. Se o vendedor entendesse, eu pagaria o valor estipulado por tais itens... eles viriam a ser muito úteis para mim daqui para frente. Se não fosse compra, mas encontrasse algum papel e caneta dando sopa (como um estabelecimento que dispõe disso para analisar a satisfação dos clientes) eu pegaria alguns e colocaria no bolso do meu paletó *Afinal, esse troço é de graça mesmo...*


Logo após conseguir um papel e caneta, eu já escreveria no papel adquirido a seguinte frase:


Papelzinho:
 




Sairia mostrando para pessoas que aparentemente não se assustassem tanto com minha condição física (portanto, mais receptivas) o papelzinho escrito aguardando alguma indicação. Eu não era um monstro... nunca fui... *Quer dizer... agora me tornei um, mas...* ahhh... sei lá!




Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~~~~~~~~~~~~~~~~~~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Legendas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Scale
Revolucionário
Revolucionário
Scale

Créditos : Zero
Warn : ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino 9010
Data de inscrição : 25/07/2017

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino EmptyTer 24 Jul 2018, 00:48

O mink mudo andava pela ilha pensativo em busca da loja pertencente a Badmoney. O dia estava a pleno vapor com muitas pessoas andando pelas ruas fazendo seus afazeres w cuidando de sua vida, não passou muito tempo e Hornee viu uma loja para escribas, local onde ele viu um conjunto de caderninho de notas adesivas(post it) e uma caneta tinteiro pela bagatela de dez mil berries.

Sendo assim o humanoide com genes de cabra comprou uma caneta e um bloquinho de papel naquele dia morno e nublado em Las Camp, no momento que ele ia escrever um pedido de direção, isso se tornou desnecessário, pois ele pode vir logo a sua frente, na esquina, a loja que procurava.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bread
Civil
Civil
Bread

Créditos : 22
Warn : ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2017
Idade : 30
Localização : Cactus Island - 1st Ilha 7th Rota

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino EmptyQua 25 Jul 2018, 00:07


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

HORNEE DIAMOND



LAS CAMP / POST 02






Um sorriso foi arrancado de minha face pela oportunidade. Meus dentes não conseguiam se conter dentro da boca por conta do sorriso. Uma loja de escribas estava logo à minha frente! *Jackpot!*


Não precisou de muito para o vendedor sacar que eu queria um bloquinho e algo para escrever - *Qualquer um em uma loja de escribas pode ter seu pedido decifrado... até mesmo um mudo como eu!* - Rangia os dentes e pressionava os caninos raspando contra os molares... era uma tentativa frustrada de não rir da minha própria piada infame - *Eu ri! Tá ou??? - produzindo sons guturais estranhos que provinham da minha garganta sempre que eu tentava produzir algum tipo de som.


Bom... agora eu tinha pelo menos o básico para tentar me comunicar com qualquer ser inteligente que pudesse ler. Por conta da conveniência, eu acabei por estudar demasiadamente livros e escrituras já que eu não podia me comunicar verbalmente, tomando então a visualização de letras como algo intrínseco à minha natureza de aprendizado. Eu, modéstia a parte, gostava muito de escrever... me comunicar por papéis era algo tão natural e prazeroso que não me incomodava nem um pouco utilizar desse recurso para transmitir minhas ideias para outras pessoas.


*Dez mil berries... isso é salgado pra c...* - Já ia xingando mentalmente o dono da loja. Antes mesmo de reclamar mentalmente e antes mesmo de ter que sair procurando algum gato pingado que pudesse me informar onde ficava a filial do Badmoney em Las Camp, eu a encontrei ali... logo na minha frente... como mágica! *Maomé veio à montanha baby!* - Meu sorriso era grande e fazia com que minhas bochechas levantassem levemente os óculos escuros que eu portava; a felicidade instantânea por incrível que pareça me ajudou à manter a calma naquela hora. Mas, ainda tinha algo muito importante à fazer!


Adentro a loja, um tanto quanto pomposo e com peito estufado para mostrar que mesmo não sendo humano, meus trajes eram tão finos quanto os que eram vendidos naquela filial. Fui encaminhado até Las Camp para ajudar nesta empresa apartada do grupo e cá estou eu, para fazer o que sei de melhor: caçar tesouro, matar gente incômoda, e afins...


Escreveria com cautela para a caneta tinteiro não escorrer, provavelmente usando algum balcão de apoio em um dos post its do bloquinho que havia comprado. Por ser um expert em criptografia, eu não daria bandeira em entregar algo completamente "em claro" para que qualquer um pudesse decifrar minha mensagem. Porém, não usaria tão pouco um algoritmo complexo, pois eu não sabia o quão hábeis com mensagens criptografadas os funcionários de Badmoney desta filial seriam... *Apesar que é o mínimo né? Ninguém vai escrever: Ei! Já chegou o carregamento das Akuma no Mis roubadas? - Pressionava minha mão cerrada contra minha boca, com o intuito de conter meu próprio riso enquanto eu cuspia um pouco de saliva na minha mão por conta dessa tentativa.


Papelzinho Criptografado:
 



*Confuso? Oras... não fique! Eu explicarei...* - Prosseguiria com meu pensamento, falando comigo mesmo para reavaliar a minha mensagem criptografada na hora se ela era boa o suficiente - *Este é um método básico da Criptografia Romana. Ela consiste em pular quatro letras do alfabeto e mesclá-las em uma frase incrementando de uma em uma... o exemplo abaixo clarifica a questão:*


Mensagem Aberta:
 



*Ficou claro agora? A substituição das letras é simples para alguém que está procurando pêlo em ovo encontrar, mas complexa o suficiente para alguém que não saiba que deve procurar...* - Este é o método mais simples com o qual eu brincava com o Mr. Badmoney...


Entregaria o papelzinho criptografado para o lojista. "ARMA EX" é uma abreviação simples para "Arma Exótica", e portanto eu espero que ele perca o tempo necessário tentando descriptografar a mensagem *Do qual não esperaria muito porém, nesse caso, já procuraria outro funcionário da loja que conseguisse identificar...*. Com essa mensagem, eu gostaria de adquirir armas diferenciadas para meu combate da qual eu não portava no momento *Preferencialmente shurikens! AMO estrelinhas ninjas!; por ser amigo pessoal de Badmoney, não acredito que iriam me regular ferramentas de trabalho...


Caso ninguém entenda meu pedido ou recuse, eu balançaria a cabeça negativamente e iria adentrando o recinto como se já fosse funcionário. Mesmo que ninguém tivesse a capacidade para quebrar uma criptografia ridícula daquelas, alguma coisa fora do comum naquela filial deveria ter... algo que eu pudesse usar para ganhar a confiança dos funcionários para conseguir minha primeira missão naquele local.


O Mr. Badmoney me levou até aqui como desafio - *Do qual aceitei de bom grado, é lógico! Adoro desafios! - Que eu conseguiria erguer as filiais pelo West Blue e potencializá-las localmente. Para tal, era necessário obviamente cumprir missões que apenas quem conhecesse à fundo a empresa saberia indicar. Caso pegasse as armas ninjas de arremesso, eu escreveria um novo papelzinho para o funcionário que me ajudou:


Ei, e agora?:
 



Um sorriso cinicamente engraçado estaria sendo exibido por detrás daquela minha barbicha felpuda, branquinha como algodão enquanto o funcionário da filial lia o papelzinho e eu aguardava ansiosamente por sua resposta.



Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~~~~~~~~~~~~~~~~~~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Legendas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Scale
Revolucionário
Revolucionário
Scale

Créditos : Zero
Warn : ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino 9010
Data de inscrição : 25/07/2017

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino EmptyQua 25 Jul 2018, 14:03

Dentro da loja o caprino escrevia de forma desnecessariamente bem escrita uma mensagem criptografada para o vendedor careca de terno que estava ali no balcão.

-Mas o que é is… Hmm ta… Um momento…

O vendedor ia resmungar alguma pergunta sobre a mensagem ao mink, mas aparentemente percebeu a criptografia e adentrou os fundos da loja, muito provavelmente para se comunicar com a central sobre o caprino em sua loja, além do mais Hornee era conhecido do chefe, não dos vendedores.
Porém não demorou e um segundo vendedor, esse de cabelos curtos e negros muito bem penteados e engomados, foi até o balcão para tomar conta e o careca apareceu pela porta que levava aos fundos com as mãos apontadas para estes convidando a entrada do mink na loja.

-Olá senhor Diamond, sua encomenda chegou dentro do prazo com os cumprimentod do Sr. B., espero que esteja de seu agrado.-

Se entrasse no fundo da loja o vendedor acompanharia Hornee até um cômodo reservado onde haviam três baús que o vendedor abriria revelando vários tipos de armas brancas, de fogo, de haste e etc.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bread
Civil
Civil
Bread

Créditos : 22
Warn : ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2017
Idade : 30
Localização : Cactus Island - 1st Ilha 7th Rota

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino EmptyQui 26 Jul 2018, 00:18


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

HORNEE DIAMOND



LAS CAMP / POST 03






Talvez eu tivesse caprichado em demasia a minha escrita criptografada naquele papelzinho de post it, ou talvez não... o que importava realmente era que o vendedor careca havia sacado que, se pelo menos não tivesse decifrado a minha mensagem por si só, ele conhecia alguém que quebraria meu código - *Mr. Badmoney em pessoa, talvez? - Refletia comigo mesmo enquanto o vendedor se virava de costas após pedir para que eu aguardasse alguns instantes.


Eu tentava observar atentamente os arredores da loja por cima dos óculos escuros que vestia, examinando displicentemente os movimentos dos clientes que lá estavam (se houvesse algum) para não chamar a atenção de alguém que não a quisesse para si. Observaria algum padrão para tentar identificar as jóias e roupas das quais estavam levando, como efetuavam o pagamento da mercadoria, como se comunicavam com os vendedores... *Se há algo que posso me gabar, é minha habilidade de encontrar lógica onde teoricamente não há alguma.* - Tudo nesta vida há razão para ser como é... algo que Mr. Badmoney me ensinou, e é algo que eu gostaria de comprovar que a filial estaria seguindo à risca a matriz; além é claro de conhecer o estilo dos clientes em Las Camp (tanto os reais, quanto os de fachada).


De qualquer forma, neste ramo de negócio que o senhor B administrava, cautela era a palavra-chave. O vendedor aparentemente não estava à minha espera e provavelmente adentrou para contactar a central - *Booooooom... ganhou pontos positivos comigo! Fez certinho!* - Pensava comigo mesmo, fazendo um elogio mental para o vendedor careca.


Outro vendedor, desta vez um bem engomadinho - *Hmmmm gente bem vestida e com estilo sempre terão uma boa impressão!* - assumia o posto daquele para o qual eu havia entregado o papelzinho com a mensagem criptografada. Fui convidado cordialmente para adentrar uma parte que aparentemente era destinada apenas aos funcionários. Pode até me chamar de arrogante, mas eu sinceramente não esperava por nada menos que isso...


-Olá senhor Diamond, sua encomenda chegou dentro do prazo com os cumprimentos do Sr. B., espero que esteja de seu agrado- Meu sorriso de felicidade transparecia em meu rosto coberto pelo pêlo fofinho e esbranquiçado. Minha reputação com o Mr. Badmoney me precedia e, ser recebido por tamanha cordialidade era quase música para os meus ouvidos.


Sigo obviamente para a direção da porta dos fundos da qual o vendedor de cabeça raspada havia me indicado. Porém, eu aguardaria que o homem me conduzisse indo na frente. Primeiramente porque eu não conhecia ainda essa loja, o que era ilógico me deixar indo na frente e, em segundo, porque eu não me sinto confortável com ninguém me seguindo de perto, próximo das minhas costas - *Acho que é um mal estar que qualquer ninja que se preze deveria sentir...*


Eu estava esperando por algo bem simples... uma ferramenta de trabalho bem simples mesmo para cumprir com meus objetivos. Mas, cada vez que o careca abria um daqueles baús, eu entrava em êxtase. Cada arma exótica que se fazia ser vista naquele baú era um deleite para minha pessoa. Ranjo os dentes, escorregando uns nos outros deixando minha ansiosidade fluir por instantes até que paro e inspiro profundamente. Cerro os olhos e tento manter a calma para tal felicidade que sentia naquele momento... controlar desejos e emoções faziam parte de um treinamento para ter um temperamento calmo e uma mente tranquila.


Me aproximo de cada um dos barris, me agaichando e cuidadosamente vou colocando as armas de lado para procurar itens que fossem de meu interesse e de meu agrado pessoal. Minhas preferidas eram, obviamente, as shurikens - *Caaaaaaaaaara... como gosto dessas estrelinhas! Elas giram e giram e giram e... puf! Matam!* - Tentaria morder o lábio para evitar a risada de minha própria piada escapar e talvez assustar o vendedor, que já deveria ter sacado que eu era mudo e não esperava ouvir uma risada bizarra naquele momento tão inoportuno.


Todavia, ninjakens e kunais também seriam muito bem vindas para adentrarem no meu arsenal pessoal. Eu procuraria as mais exóticas e bonitas possíveis - *Sou um cara que transborda estilo, afinal...* - assim como as shurikens, minhas preferidas, as guardando nos bolsos de meu terno de grife.


Armado e com estilo, eu ajeitaria minha roupa de uma forma que evitasse transeuntes notarem que eu estava armado - *Até os dentes, inclusive...* - por debaixo de minhas vestes. Agora, eu precisava aproveitar que eu tinha um tempo livre e indagar meu "parceiro de crime" em Las Camp se havia algum livro do qual eu pudesse aprender Luta de Rua (obviamente utilizando o melhor método de comunicação da sociedade moderna: papeizinhos!):

Papelzinho:
 



A grande verdade é que eu sempre quis me defender quando eu era jovem daqueles moleques folgados que me zuavam quando eu era apenas um bodinho. Aprendi a lutar como ninja, mas tenho muito ainda o que evoluir. Portanto, estar preparado para um combate mais brutal e violento era algo de meu interesse - *Faz mais sujeira? Faz... mas as vezes pode agilizar o tempo perdido com algum inimigo poderoso e me arranjar diversos improvisos em combate!* - Era isso o que pensava comigo e era isso que eu estava convicto ser verdade.


Era desnecessário me comunicar por criptografia naquele momento, já que estávamos em um ambiente completamente privado e confidencial. Se o vendedor não pudesse me fornecer um livro ou me indicar um professor para tal atividade eu arquearia os ombros e menearia a cabeça negativamente. Eu não cria que uma empresa tão evoluída e difundida como a do Sr. B não tivesse um especialista para cada ensinamento do universo, quanto mais para algo teoricamente simples como um combate violento e livre como era praticado nas ruas. Para tal situação, eu aproveitaria o mesmo papelzinho, riscando "Luta de Rua" e escrevendo "Corrida" em cima, sorrindo um tanto quanto ironicamente enquanto encarava o vendedor careca após fazê-lo.



Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~~~~~~~~~~~~~~~~~~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Legendas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Scale
Revolucionário
Revolucionário
Scale

Créditos : Zero
Warn : ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino 9010
Data de inscrição : 25/07/2017

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino EmptySex 27 Jul 2018, 14:44

Os baús muito bem ornados em uma maneira muito bem envernizada estavam lotados de armas legais de todos os tipos, cada qual presa em seu lugar por tiras de couro macio e enegrecido.

Hornee pegava as de seu agrado, algumas shurikens de lâminas curvas, uma ninjaken de metal muito bem polido com um polidor muito caro que dava a lâmina uma coloração muito bonita e três kunais feitas em chapas de metal, para serem mais leves e fáceis de se esconder, elas eram tratadas, polidas e encerados ao ponto de terem as lâminas no tom esverdeado dado pela camada fina de cera de polimento em seu acabamento.

As shurikens e kunais se escondiam bem nos bolsos do caprino, era agora porém mais difícil de esconder a ninjaken devido a seu tamanho.

Hornee então escrevia em um papel com sua caneta, a ponta metálica desta fazia um barulho de raspar no papel conforme a escrita era feita e um ar de questionamento aparecia no semblante do vendedor a cada segundo passado. O mink entregava então o papel a seu interlocutor que o lia de forma silenciosa.
Após ler o vendedor batia suavemente com os nós dos dedos na porta de entrada, obviamente um sinal a seu companheiro, em seguida ele sinalizou com as mãos para que Hornee o seguisse, ele prosseguiram por mais alguns metros no corredor e entraram numa sala mais ampla que cheirava a metal, plástico e suor. As paredes ali não tinham acabamento, eram puro concreto liso cheio de marcas de impactos e outros danos, o chão era revestido de uma borracha fofa provavelmente com um estofamento de espuma para amortecer quedas e alguns aparelhos de musculação se espalhavam nos cantos da sala.

O careca então fechava a porta para maior sigilo e afrouxava a gravata com os dedos logo antes de retirar o paletó, sapatos, meias e a camisa branca e de tecido refinado. Seu corpo era torneado e possuia algumas cicatrizes do que pareciam ser facadas pela barriga e costelas.

Ele então se colocava numa posição de batalha e seus pés faziam um barulho de fricção contra a borracha enquanto se moviam firme e lentamente.

-Pois bem Sr. Diamond, ensinarei o que sei para o senhor sobre o assunto.

O homem repousava os olhos castanhos com calma sobre o mink, parecia que a experiência transbordava por trás deles.


shuriken:
 


ninjaken:
 

kunai:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bread
Civil
Civil
Bread

Créditos : 22
Warn : ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2017
Idade : 30
Localização : Cactus Island - 1st Ilha 7th Rota

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino EmptySab 28 Jul 2018, 23:41


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

HORNEE DIAMOND



LAS CAMP / POST 04






Deixo um suspiro gutural de êxtase escapar pela minha garganta. Mr. Badmoney era um cara estiloso não só com as mercadorias, mas também com o recipiente onde as guardava e até mesmo o modo de conservação. A beleza do ornamento dos três baús e as tiras de couro enegrecido deveriam ter sido tão caros de matéria prima e mão de obra para confeccionar quanto as armas que portavam - *Um agrado necessário diria eu... não se toma vinho em copo de plástico...*.


Dentre todas as armas ali presentes, diversas eram interessantes. A verdade é que eu gostaria de levar os três baús comigo embaixo dos meus braços, mas isso era irreal. Me limitaria a pegar apenas aquilo que fosse necessário - *E estiloso... é claro!*. Shurikens, kunais e uma ninjaken; todas elas exoticamente belas e não convencionais.


As estrelinhas, minhas preferidas, eram em um tom dourado e suas lâminas mais externas se assemelhavam muito com mini-foices. As kunais, com lâminas esverdeadas quase que fluorescentes - *E talvez fossem mesmo...* - também chamavam a minha atenção. Por fim, a ninjaken de lâmina azulada; bonita e elegante era impossível de recusar um chamado de tal armamento para eu a levar comigo em minha jornada... ela era grande o suficiente para dificultar o ocultamento, mas provavelmente seria útil lá na frente.


Escrever em papeizinhos era uma arte para mim. Desde que perdi a habilidade de me comunicar pela fala, ela vem sendo uma poderosa aliada para eu conseguir transmitir minhas intenções e desejos ao mundo. Ser um arqueólogo habilidoso com leitura e escrita de fontes não usuais me ajudou muito nesse processo de adaptação. Hoje, não sinto falta alguma de pronunciar palavras pela minha boca e escrever é até mais prazeroso... o que para alguns pode ser uma maldição, para mim, é quase uma dádiva.


Sou surpreendido brevemente tendo meu transe quebrado pelo vendedor careca batendo na porta de entrada. Eu não entendi muito bem o que aquele toque significava - *Um sinal, talvez?* - Mas ele pedia para que eu o seguisse. E então o fiz.


Caminhando com o vendedor de Las Camp por mais alguns metros, chegamos em uma sala que mais se assemelhava como uma academia ou um dojô. Esta sala sem acabamento e muito mal cuidada me faz retorcer levemente o nariz em desaprovação. Era a primeira vez que eu havia me decepcionado dentro da filial do West Blue por conta da qualidade precária das instalações - *Vou me lembrar disso quando for dar meu feedback para o senhor B...*.


Sorrio com o careca fechando a porta da sala e se livrando da etiqueta que, apesar de fina, claramente atrapalhava em um combate. Eu não conhecia nada de Luta de Rua, mas o fato é que esse nome não combinava aparentemente com "Jantar de Gala". Copio os mesmos movimentos daquele homem que provavelmente viria a ser meu instrutor; retiro as meias, sapatos e minha camisa também exibindo meu peitoral com pêlos branquinhos - *O coelhinho da Páscoa jamais vai chegar no meu nível...* - Sorrio de canto de boca após criar uma piada infame para mim mesmo.


-Pois bem Sr. Diamond, ensinarei o que sei para o senhor sobre o assunto. - O homem de cabeça raspada pelo visto também tinha experiência em combate e suas cicatrizes impunham respeito e histórias de lutas das quais saiu com vida para contar. Isso era o suficiente para eu respeitá-lo como mentor e aprender suas habilidades, ao ponto que um dia eu me torne melhor que ele.


Eu ficaria lá o tempo que fosse até receber um sinal de aprovação de meu mentor improvisado de Luta de Rua. Não querendo me gabar, mas eu tenho um intelecto demasiadamente apurado e, portanto, não acredito que fosse levar muito tempo para aprender a teoria desse tipo de luta e convertê-la em habilidade prática.


Logo após o término do treinamento de luta das ruas, eu inspiraria o suficiente para retomar meu fôlego e escreveria em um papelzinho, que só mostraria para o homem careca depois que a minha respiração estivesse em equilíbrio perfeito para a próxima etapa de treinamento que eu gostaria de ter em Las Camp; além disso, eu aproveitaria o papel para perguntar algo que já deveria ter perguntado à muito tempo... uma formalidade que me passara despercebida por conta do turbilhão de ideias e motivações que giravam à todo vapor na minha mente:


Papelzinho:
 





Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~~~~~~~~~~~~~~~~~~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Legendas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Scale
Revolucionário
Revolucionário
Scale

Créditos : Zero
Warn : ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino 9010
Data de inscrição : 25/07/2017

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino EmptyTer 31 Jul 2018, 13:12



O mink retirava sua camisa também mostrando seu peitoral treinado e recoberto de pêlos de branca cor.
O ar na sala de treino era pesado e gélido devido ao enclausuramento pelo concreto que tanto era desprezado pelo caprino.

Os dois se entreolhavam e avançavam um contra o outro, por horas a fio só eram ouvidos os sons de socos e chutes dentro da caixa de concreto, nada melhor para ensinar do que a memória corporal, o cansaço, dor e cãimbras iriam ensinar muito mais do que um livro naquele assunto.

A noite se desenrolava sobre Las Camp como um véu gélido de escuridão e frescor, o clima era bem mais ameno nas ruas, com uma brisa até mesmo gélida uivando ao redor dos casais que andavam na rua, dando-lhes uma desculpa para ficarem mais abraçados ao andarem pelo centro a namorar; por outro lado, naquela sala de concreto no fundo da Badmoney’s, o clima não era nem romântico nem fresco, o ar pesado cheirava suor e entrava morno pelas narinas, aquecido pelo exercício prolongado dos dois.

O homem careca de olhos cerrados e atentos olhava para Hornee, uma gota de suor desfilava pela sua bochecha até o queixo e recaia sobre o peito ofegante logo antes dele se levantar e ir a um armário de cedro envelhecido e envernizado no canto da sala.

Do armário ele tirava uma caixa térmica cheia de gelo e saquinhos de água, assim como duas toalhas de cor cinza-escuro, ele arremessava a toalha para Hornee e oferecia a ele que ficasse à vontade de pegar água da caixa.

A toalha cheirava a orvalho sobre a folha de um pinheiro, seu toque era refrescante devido a estar guardada, lavada, dobrada e junto a caixa térmica.

-Você ainda não é um pugilista Sr. Diamond, mas creio que já consegue bater melhor que muitos baderneiros pela ilha, infelizmente isso é tão longe quanto posso oferecer de ensinamento, mas você aprende rápido, deve ser muito bem treinado.
O tom do homem era mais tenro, demonstrava não só seu cansaço, mas também seu novo apreço e consideração pelo homem com o qual trocou socos durante horas a fio, um respeito não apenas de negócios, um respeito pessoal.

O caprino não tinha fala para responder, mas sua caneta acariciava o pequeno papel nos contornos vaidosos de sua escrita.

Após a leitura o homem pegava um saquinho de água e o despeja sobre a cabeça para se refrescar usando a toalha para receber o que caísse, para em seguida repousar a úmida toalha sobre seu peito enquanto se sentava no chão repousando suas costas contra o concreto.

-Meu nome Sr. Diamond, pode me chamar de John… John Mc Smith… Quanto a aprender corrida eu não poderei ensinar muito não é muito minha especialidade, mas creio que Holff pode ajudá-lo, termine de se ajeitar aqui que eu vou ajudar a fechar a loja e já mando Holff aqui…

John terminava de se secar, vestia sua camisa, sapatos e saía da sala, dez minutos depois um homem de rosto quadrático de poucos amigos, magro, de cabelos negros penteados para trás e um óculos muito bem feito, entrava na sala, seu corpo era leve e seu andar calculado.

-Olá Misster Diamond, me foi dito que o ssenhor desejava aprender maiss sobre corrida, estou saindo para minha corrida noturna, se for de desejo do ssenhor me acompanhar. Sse ssinta convidado a vir comigo.

A voz do homem era fria, ele ajeitava diversas vezes o óculos durante sua fala e o tom de sua voz era mais neutro do que a suíça, sua presença era como uma cobra na sala, até sua voz lembrava um sibilo saindo entre dentes. A pálida coloração de sua pele se juntava aos olhos azuis quase prateados de tão claros para se contraporem aos escuros cabelos e roupas, seriedade e frieza estavam estampadas no homem que saía pelo corredor em direção a saída pelos fundos da loja..

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bread
Civil
Civil
Bread

Créditos : 22
Warn : ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2017
Idade : 30
Localização : Cactus Island - 1st Ilha 7th Rota

♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino EmptyQua 01 Ago 2018, 17:53


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

HORNEE DIAMOND



LAS CAMP / POST 05






Eu já disse e repetirei apenas mais uma vez: Este local precisa comer muito arroz e feijão para chegar ao menos aos pés de uma academia digna de uma instalação Badmoney's...


Minha cabeça chacoalha de um lado para o outro tentando retirar o pensamento de como as instalações eram feitas na filial de Las Camp e me concentrar mais no ensinamento. Não é por ser um gênio e possuir uma inteligência privilegiada que posso me dar ao luxo de desprezar conhecimento transmitido... além do mais, em uma luta real, não terei tempo para me concentrar e aprender sozinho os macetes de uma luta de rua. Essa simulação é uma oportunidade de ouro que não irei desperdiçar!


Naquele cubículo úmido e gélido fedendo à suor e sem janelas era impossível ter uma noção de passagem de tempo sem no mínimo um relógio ou um treino muito propício para tal feito - *Hmmm... isso é algo interessante que posso vir a estudar mais para frente...*. Socos, chutes, cabeçadas e outros golpes agressivos eram desferidos contra meu mentor e contra mim. Eu poderia julgar que algumas horas se passavam mas eu não conseguia precisar quantas e, caso tentasse, é capaz que eu errasse feio.


Eu tentava garantir durante o treinamento que meus golpes fossem violentos o suficiente para uma simulação que, apesar de simulada, deveria ser o mais fiel possível de uma luta real que se ocorre nas ruas. Joelhadas, cotoveladas, pontapés, socos imprecisos... isso tudo me encantava na arte da Luta de Rua pois, ao invés de garantir a precisão dos golpes, o intuito é derrubar - *E obviamente machucar...* - o mais rápido possível seu oponente, da primeira forma que passar por sua cabeça. É um tipo de treino que envolve mais experiência que conhecimento mas, através da teoria, era possível minimizar muito o tempo de aprendizado.


Inesperadamente, meu mentor desprovido de pêlos capilares pára o treino, vai até um armário de cedro e me arremessa uma toalhinha - *Não tão felpuda quanto eu, diga-se de passagem...* - bem fofinha e macia que, além de limpa, era cheirosa e proporcionava uma boa absorção; o que era fundamental para alguém que era muito peludo por natureza.


Aceito de bom grado a água ofertava pelo meu mentor. Seus ensinamentos foram em grande maioria na parte prática e exercícios físicos feitos durante horas cansam qualquer ser vivo. Portanto, eu abriria uma das águas e a saborearia lambendo os beiços enquanto ela refrescava o meu corpo por dentro.


Não fazia a menor questão de esconder meu sorriso arrancado pelos elogios de John. Eu meneio a cabeça afirmativamente em agradecimento à consideração pessoal e profissional que ele me concedia pouco antes de perguntá-lo sobre o treinamento de corrida...


Fico me perguntando enquanto vestia novamente minhas roupas e amarrava o cadarço de meu sapato chique contra o meu casco se Holff era aquele vendedor que ficara no lugar do careca enquanto este me ensinava sobre luta de rua. Tentava manter a calma e voltar meus batimentos cardíacos ao normal, afinal, eu queria ser mais calmo e sereno para conseguir pensar de modo ainda mais frio e calculista do que eu já fazia. Pessoas descontroladas emocionalmente fazem burradas... burradas essas que podem custar a missão, seus objetivos pessoais e até mesmo sua própria vida. Eu pegaria mais uma água, caso houvesse ainda, naquele depósito que John havia aberto e tomaria em goladas pequenas enquanto controlava minha respiração e relaxava meus músculos até chegar em um ponto que seja quem for que entrasse pela porta da sala, jamais desconfiaria que o senhor caprino - *No caso eu* - estava treinando luta durante horas naquele local.


-Olá Misster Diamond, me foi dito que o ssenhor desejava aprender maiss sobre corrida, estou saindo para minha corrida noturna, se for de desejo do ssenhor me acompanhar. Sse ssinta convidado a vir comigo. - Eu sorriria para as palavras daquele homem chamado Holff que, apesar de não ser o mesmo vendedor da entrada - *Ou estaria eu enganado?* - parecia muito com ele. Meu sorriso seria um misto de felicidade por ter justamente alguém para treinar um conhecimento do qual era deficiente, como para tentar esconder o riso de um homem que parecia ter um sotaque fortemente carregado.


Logicamente que eu não me importava de rir do sotaque do homem apenas por cortesia ou educação. Mas sua voz era neutra e fria, o que me impedia de tentar analisar qualquer relance de emoção que aquele senhor deixasse no ar para ser pescada. Por inteligência e para ajudar no meu treinamento para manter meu temperamento calmo e sereno, abster minha exacerbação era o melhor a se fazer.


Eu sairia da loja acompanhando o homem enigmático e que parecia ter um TOC com seu óculos - *Bem... eu talvez tenha com o meu, que aliás são muito estilosos... mas esse cara realmente exagera!*. Tentaria acompanhar não só sua velocidade como sua postura, respiração e ensinamentos que pudesse transmitir. Ao contrário de Luta de Rua, talvez Corrida exigisse uma excelência teórica muito mais apurada que a prática. Um velocista pode possuir um dom nato, mas um homem preparado em postura, respiração e porte físico consegue derrotar e alcançar um ponto correndo com muito mais maestria do que um velocista desengonçado.


Corrida era uma arte para mim, da qual eu respeitava muito e me ajudaria bastante para alcançar meus objetivos. Fuga, perseguição, agilidade e vantagens até mesmo durante combates... tudo isso poderia ser meu em breve; bastava eu respeitar e prestar atenção nos ensinamentos do meu novo mentor todo o tempo que fosse necessário, o tal frio e estranho homem chamado Holff.


Depois do meu professor de corrida transmitir seu conhecimento, seja durante o tempo que fosse, eu procuraria repousar de mais um exercício físico puxado buscando a maestria assim como fiz após receber os ensinamentos do rapaz careca. Respirando profundamente para angariar fôlego, eu escreveria em um papelzinho - *Cara... como adoro esses papeizinhos!* - e o entregaria para Holff caso ainda estivéssemos do lado de fora, mas para John caso tivéssemos voltados para a Badmoney's:

Papelzinho:
 



Meu sorriso irônico para um dos homens que entregaria o papel seriam a chave para quebrar a minha criptografia. Não exatamente uma chave per-se, mas um indicativo que eu não estava sendo direto no meu pedido.


A verdade é que eu sabia que o senhor B possuía muitos recursos infiltrados na Marinha e no Governo Mundial. Sargentos, Cipher Pols pelos blues... muitos recursos interessantes que ajudavam ele à continuar sua empresa da forma que julgasse ser melhor. Meu objetivo era ser mais um desses recursos, afinal, eu poderia ser muito mais útil me tornando líder de uma Cipher Pol ao seu serviço do que sendo um mero guarda costas pessoal.


Era inegável que eu tinha um potencial imenso para evoluir em habilidades de combate. Trabalhar para o Governo me daria não só condições de ter um treinamento puxado e de qualidade, como seria uma fonte infinita de informações para Mr. Badmoney e uma peça chave do seu jogo de xadrez dentro do Governo Mundial. Eu seria essa chave... eu seria reconhecido... eu seria seu braço direito e futuramente iria substituí-lo.


Isso é o que eu sempre quis, e o Governo Mundial seria o caminho ideal para tal feito...



Historico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]~~~~~~~~~~~~~~~~~~[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Legendas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Empty
MensagemAssunto: Re: ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino   ♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
♤ Episódio 1: ◇ O Silêncio Caprino
Voltar ao Topo 
Página 1 de 10Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Las Camp-
Ir para: