One Piece RPG
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Emptypor xRaja Hoje à(s) 01:39

» [ficha] Arthur D.
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:13

» Arthur Diggory
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:12

» Cindy Vallar
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 22:53

» 1º Tale - Where the Earth Meets the Sky
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Emptypor Baskerville Ontem à(s) 22:20

» Jade Blair
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 22:18

» Blackjack Baskerville
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 22:17

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Emptypor Licia Ontem à(s) 20:58

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Emptypor Milabbh Ontem à(s) 20:31

» Karatê Cindy
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 20:29

» A inconsistência do Mágico
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 20:03

» Livro Um: Graduação
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 19:41

» Arco 5: Uma boa morte!
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Emptypor Milabbh Ontem à(s) 19:28

» As Raízes do Vigilante Lucífugo
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Emptypor Kekzy Ontem à(s) 18:29

» Meu nome é Mike Brigss
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Emptypor Shiro Ontem à(s) 17:46

» Os 12 Escolhidos, O Filme
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Emptypor Ceji Ontem à(s) 16:14

» Kit - Ceji
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Emptypor Ceji Ontem à(s) 15:23

» Mini-Aventura
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Emptypor Makei Ontem à(s) 14:25

» [Mini-Aventura] A volta para casa
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Emptypor Ryoma Ontem à(s) 12:40

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Emptypor Akuma Nikaido Ontem à(s) 12:34



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha?

Ir em baixo 
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Empty
MensagemAssunto: Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha?   Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? EmptyQui 19 Jul 2018, 16:29

Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha?

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Bonkey Alre. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bruno3kkk
Membro
Membro
Bruno3kkk

Créditos : 6
Warn : Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? 10010
Masculino Data de inscrição : 21/06/2018
Idade : 29

Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Empty
MensagemAssunto: Re: Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha?   Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? EmptyDom 22 Jul 2018, 16:20

O inicio da Jornada.

O macaquinho vivia com seu velho mestre Alre na floresta. O Velho Alre treinou o Bonkey para ser um lanceiro e também ensinou tudo que ele sabia sobre venenos e as plantas desse planeta. Só que um dia o velho morreu e pediu para o Macaquinho ser um grande Marinheiro, Medico e ajudar Maximo possível todo mundo. Então macaquinho se decidiu ir para cidade para tentar acha informações para conseguir ser o que o velho Alre pediu.

Depois de dias caminhando e pulado de árvores em árvores o macaquinho Bonkey Alre chega na cidade de Torino Kingdom. O Bonkey caminha tranquilo pela cidade com a esperança de encontra alguém que saiba como se alistar na marinha ~ Será que alguém vai saber me dizer sobre a marinha como posso entra nela??... Hum... essa cidade tem loja de armas também? Ou uma biblioteca com livros??.. tanta coisas que eu quero hahaha ~ caminhando tranquilamente e olhando em sua volta com um olhar calmo e tranquilo e pensando também em outras coisas. Caso o macaquinho encontre um cidadão da cidade ele perguntara – Oi sou o Bonkey Alre você poderia tira uma duvida. Sabe como posso entra para Marinha?- demonstrando um sorriso leve e com a voz calma. Depois de ouvir a resposta ele fará outra pergunta – Bom me desculpa em está te atrapalhando, mas queria te fazer outra pergunta você sabe onde posso encontra uma loja de armas? Quero compra um lança Boladona hahaha.. Ops. São duas perguntas onde posso acha uns livros bons de Anatomia Humana e Zoologia?.. Sabe quero ser um Medico bom – Com um tom de voz mais animado, porém ainda demonstrando tranquilidade. Se a pessoa responder e fala onde ficam os locas o Macaquinho seguiria as orientações do Cidadão, porém se a pessoa não souber responder o Bonkey continuaria procurando por pessoas que possa lhe ajudar e olharia em sua volta algo que possa lembra algo que ele procura.

LEGENDAS

-falas do Bonkey-
~pensamentos do Bonkey~

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Manhattan
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Manhattan

Créditos : Zero
Warn : Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? 010
Masculino Data de inscrição : 01/01/2014
Idade : 22
Localização : Florianópolis, Santa Catarina

Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Empty
MensagemAssunto: Re: Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha?   Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? EmptySab 28 Jul 2018, 21:20

EXÓRDIO


As construções arcaicas de Torino Kingdom entregam ao Blues a nata da forma primitiva se resguardando para o avanço contínuo da mudança, bem como apresenta uma forma única e distintiva de conversar com as diferentes raças e credos. A grande árvore que entrega a grandiosa chamada visual também entrega o aspecto de sabedoria e inspira os mais distintos à avançarem em seus caminhos. A famigerada Ilha do Tesouro guarda em suas fundações os grandes mistérios da vida e da evolução social escondidas em camadas de simplicidade e regresso.

O céu azul e límpido logo era coberto por uma massa de ar frio que trazia junto de si as nuvens negras e anunciava, pelo o que se poderia deduzir, dois dias de chuva ininterruptos, com algumas pausas intercaladas. Aos poucos, as gotículas eram sentidas pela pequena população, que preparava-se para fechar o pequeno comércio local antes de se abrigar em suas pequenas cabanas. Embora o ar entregasse o medo em negritude, na terra as árvores balançavam com os movimentos de um jovem e inexperiente macaco humanóide que utilizava os galhos e cipós para movimentar-se de forma única e ímpar. Seus traços juvenis eram visíveis em sua personalidade e em seus constantes movimentos acrobáticos, que deixavam alguns deslizes acontecerem sem grandes preocupações: alguns galhos quebraram, alguns movimentos eram errôneos e os pensamentos constantes o desviavam de sua meta.

Bonkey Alre punha suas patas no chão do pequeno vilarejo com a esperança de um futuro que não se resumisse aos dias de pulo de galho em galho. A terra úmida e inconveniente faziam suas patas nuas sujarem e apresentarem uma textura desagradável, conforme o tempo passava, aquela terra seca tornava-se lama pura e dificultava a caminhada. Seus olhos passavam pelas pequenas cabanas e pelas pessoas que se recolhiam em passos apressados, observando os habitantes primitivos e violentos da pequena ilha. Ao mesmo tempo em que seu objetivo era traçado com cuidado em seus pensamentos delineados pela esperança e pela vontade, sua insegurança o fazia não raciocinar corretamente como iria começar essa nova fase, essa nova aventura em sua vida.

O jovem humanóide aproximava-se do centro de Torino e conforme caminhava podia observar com certa angústia o local na qual vivia os seus dias. Torino, uma pequena ilha sobrevivente de um passado duro e negligente de um futuro promissor. Os habitantes eram brutos e não muito inteligentes, porém eram amigos de outros seres e não se preocupavam com a aparência de outrem. – Oi, sou o Bonkey Alre! Você poderia tirar uma dúvida? Sabe como posso entrar para Marinha? – Disse o jovem para um casal que passava ao seu lado direito, na esperança de conseguir uma resposta que abrigava os desejos de seu futuro. O casal parou de imediato, surpresos com a pergunta. Tanto o homem quanto a mulher eram corpulentos e apresentavam características que denotavam o seu convívio na selva, como cicatrizes pelo corpo e um caminhar titubeante. Eles se entreolharam em uma troca de informações mental. Era possível notar que uma das cicatrizes era recente no peito do homem e ela estava sangrando aos poucos, alguns arranhões em sua pele também eram recentes. A mulher, por outro lado, estava bem cuidada, mas era possível notar que faltava um pouco de cabelo na parte esquerda da cabeça, na qual ela cobria para não denotar alguma cicatriz ou dano.

– Aqui não tem marinha! – Disse o homem com um tom de revolta em voz. – Só marinheiros! – A voz rouca e profunda era contida conforme a mulher o abraçava com carinho e apresentava movimentos de retenção. – Vá lá! Pode procurar por eles, estão com um navio fedido ancorado naquela direção. – Apontava para norte, adiante de onde Bonkey direcionava-se. – Veja se ainda estão vivos! – Brandou grosseiramente o homem, conforme distanciava-se, puxando a mulher pelo braço.

– Bom, me desculpe em estar te atrapalhando – Bonkey irrompia a conversa e travava os movimentos de distanciamento do casal, que a esta altura do diálogo parecia nervoso e receoso. –, mas queria te fazer outra pergunta: você sabe onde posso encontrar uma loja de armas? Quero compra um lança boladona. Hahaha!... Ops. São duas perguntas, onde posso achar uns livros bons de Anatomia Humana e Zoologia?... sabe quero ser um Médico bom.

– Livros de quê? – Perguntou a mulher olhando, intrigada, para o homem que a acompanhava.

– Ninguém precisa de espadas, por aqui! Aqui só temos lança. Não somos marinheiros – Disse o homem com raiva. Cuspiu no chão, perto dos pés do jovem questionador e deu de costas puxando a mulher com mais força ainda.

Neste momento, era perceptível saber que algo estava acontecendo com eles, quiçá com toda a ilha. As pequenas gotículas delineiam que a chuva que aproximava-se seria, na verdade, uma calma garoa pelos próximos momentos, e mesmo assim, Torino Kingdom estava em polvorosa. Todo mundo estava agitado, com movimentos rápidos em direção à suas devidas cabanas e locais de abrigamentos.
Na direção onde a marinha se encontrava era possível ver que o céu estava mais cinza, talvez as nuvens estavam mais carregadas, ou talvez era a mescla delas com fumaça. Bonkey não sabia dizer ao certo qual era a diferença, mas podia notar que a população e o dia comportava-se de forma diferenciada, de forma assustada, de forma revoltada.
Alguns homens portando lanças e estacas passaram raivosos por Bonkey, dois deles trombando diretamente contra o corpo do pequeno garoto.

– Olhe por onde anda! – Disse um deles. O grupo era formado por entre quatro e seis homens, Alre não conseguiu contar corretamente, porém notou que eles vinham da direção norte e seguiam os passos do casal anterior.
Bonkey encontrava-se em uma encruzilhada, pois sabia que algo estava errado. Aquele casal era suspeito, porém a marinha não estava a mais do que cinco minutos de caminhada, a mesma distância da realização de seu sonho.

CONSIDERAÇÕES:
 

Histórico de Bonkey Alre:
 
.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Narração | -Fala | 'Pensamento' | -Observações-
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://behance.com/codinomemanhattan
Bruno3kkk
Membro
Membro
Bruno3kkk

Créditos : 6
Warn : Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? 10010
Masculino Data de inscrição : 21/06/2018
Idade : 29

Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Empty
MensagemAssunto: Re: Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha?   Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? EmptyTer 31 Jul 2018, 01:38

Chegando na vila o Bonkey para de pular entre as arvores e caminha pelo vilarejo ao ver um casal, O Bonkey  já chega se apresenta e faz as perguntas. Mas ele foi respondido pelo homem com um tom de voz como se tivesse revoltado parecendo que tinha raiva, nojo da marinha e também demonstravam alguns ferimentos. Mesmo o Bonkey observando esses detalhes continuou perguntando só que agora um pouco sem jeito sobre livros e lança e foi respondido de forma que não lhe ajudou muito já que ambos do casal não sabiam dos livros e entenderam que o Macaco queria uma espada sendo que o Macaquinho queria compra uma lança.

O Bonkey olhou para o lado que o casal apontou e começou a pensar ~ Esse casal esta ferido tenho que ajudar eles... Espadas? Mas era lança que eu quero mesmo!.. Ehh.. Cara mal educado, mas mesmo assim vou oferecer ajuda para seus ferimentos. E o mínimo que eu possa fazer depois deles me responderem mesmo com tanta raiva. ~  Seus pensamentos e interrompido com o empurrão de um grupo de homens com lança e estacas  – Olhe por onde anda! – Disse um deles.  – Opa me desculpa por está no seu caminho- respondeu calmamente, mostrando um leve sorriso e baixando a cabeça para demonstra respeito aos guerreiros.  

O Bonkey consegue ver alguns marinheiros de longe do Vilarejo, mas seu coração dizia para ajudar o casal se recupera das feridas mesmo desconfiando que os marinheiros quisessem capturar o casal. ~ Droga o que eu faço? Espero os marinheiros e pergunto como faço para entra para marinha ou simplesmente vou ajuda o casal ferido? Merda.. Vou ajuda eles. E meu dever de médico. ~ determinado em ajudar o casal nas suas feriadas o Bonkey corre em sua direção.  Caso o Alre chegue no casal antes da marinha ele falará – Me desculpa por mais cedo, eu vi seus ferimentos e nem perguntei se queriam ajudas. Eu posso ajudar vocês dois tenho conhecimentos de plantas que podem ajudar a diminuir as suas dores e diminuir também o sangramento. – falando com calma, segurança e demonstrando que está preocupado com o casal.

Se o casal aceite a ajuda do Macaquinho. Ele rasgaria a própria manga da blusa só para usar como gases para estancar o sangramento e logo em seguida iriam para algum lugar segura e depois o Bonkey sairia do local para procurar plantas e ervas em suas voltas para fazer o que prometeu. Caso ele ache as tais plantas ele faria um curativos melhores com a utilização das plantas. Também faria algumas perguntas - E então porque vocês estão com raiva da marinha? Porque vocês estão feridos?- Falando com calma e fazendo os curativos.

Se por ventura a marinha chegue antes do Bonkey o próprio ficaria analisando a situação de longe. Esperando saber o que o casal fez ou se era realmente estavam seguindo o casal. Se os marinheiros atacarem o casal só por ser simplesmente de outra raça ou sem uma justificativa justa por tal razão. O Bonkey correria para eles e gritaria indignado com os marinheiros – A marinha não servia para proteger as pessoas? Porque vocês estão querendo matar esse casal?- Com um tão de voz mais alto sendo o suficiente para ele ser o centro das atenções.


Legendas:
 

Objetivos:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Manhattan
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Manhattan

Créditos : Zero
Warn : Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? 010
Masculino Data de inscrição : 01/01/2014
Idade : 22
Localização : Florianópolis, Santa Catarina

Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Empty
MensagemAssunto: Re: Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha?   Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? EmptyTer 31 Jul 2018, 17:49

Longanimidade


A bondade e a caridade fazem parte de características pouco exploradas na psique dos seres que caminham neste planeta. A soberba e a arrogância andam sempre unidas pelas personalidades mais fortes e marcantes pelas quais cruzam-se os mares e encontram-se as terras, afinal os tempos atuais estão sempre pendendo para a violência e migrando para uma terra onde a lei não existe e a carnificina faz parte das histórias de vida de muitas famílias. A máxima nada é verdade e tudo é permitido é um reflexo dos abusos característicos dos seres humanos do hoje. Embora esses traços de personalidade sejam os mais estudados em observações longínquas de sucesso, a bondade e a calma ainda abrangem uma quantidade significativa de seres que marcham de mãos dadas na direção de um futuro límpido e colosso e são estas as qualidades de maior destaque no jovem Bonkey Alre.

Alre passava por uma crise momentânea onde os seus achismos não condiziam com suas vontades e vice-versa, por isso ele ficava preso em um ciclo vicioso de perguntas e elucubrações imaginativas sobre a sua própria natureza. Sua vontade era juntar-se com a marinha, mas seu espírito bondoso e amigável o fazia considerar a possibilidade de ajudar o casal que acabara lhe dar as informações desejadas, mesmo que tenham sidos ríspidos e rigorosos.

Bonkey direcionou-se até o casal, que estava há poucos metros de distância e que agora encontravam-se reunidos com os outros homens que haviam esbarrado em Bonkey. Eles estavam discutindo entre si enquanto caminhavam cada vez mais ao sul, em direção á floresta. Estavam cansados e suados, a pele suja e cheia de ferimentos de batalha. Enquanto ele caminhava na direção do grupo, pode ouvir pessoas gritando e correndo pelas suas costas, mas nada que pudesse ser facilmente entendido como crianças brincando entre si.
Quanto mais aproximava-se, mais a conversa tornava-se nítida e era possível extrair as informações de que todas aquelas pessoas faziam parte de um bando e eles acabaram de vir de uma batalha, que situou-se no acampamento da marinha. Bonkey, entretanto, não absorveu as informações de supetão e dirigiu-se até o casal oferecendo a sua ajuda média precária e ainda não desenvolvida.

O casal recebeu o pedido com certa dúvida rancorosa e começou a estabelecer um linguajar próprio entre as pessoas ali envolvidas, que excluia o jovem mink. O dialeto deles era gutural e envolvia palavras com base na força que vinha do estômago, formulando características muito próprias e de difícil compreensão. De repente o grupo silenciou-se com o movimentar da mão da mulher.

– Quem é você mesmo? Saia da minha frente. – Dizia ela com um tom de voz ríspido e dando de costas. – Umbake! – Ela falou ao iniciar seu caminho para a floresta, sendo seguida pelo resto do grupo. Bonkey era ignorado, porém assim que o grupo começou a distanciar-se, uma garota puxou sua roupa, chamando sua atenção.

O rosto da garota, de aproximadamente sete anos de idade, estava desconfigurado por causa de diversas queimaduras que corriam desde a nuca até o pescoço, Bonkey - por já ter uma pequena noção de primeiros socorros - pode perceber que aquelas queimaduras eram muito recentes, englobando um espaço de poucos minutos. Mas não era apenas o rosto da garota que estava queimado, mas sim a vila inteira estava sendo tomada por um incêndio que provinha do norte, onde a base da marinha estava.

– Assassinos! – Gritou uma mulher que apontava para o grupo anterior, que agora corria com extrema pressa para a floresta. A mulher então agarrou a garota que estava com o rosto desfigurado em seu colo e começou a correr junto com outras pessoas para a direção norte, de onde o fogo provinha.

O dia ficara negro por causa da chuva e também por causa da grandioso fumaça que agora crescia com força descomunal e era a chamada perfeita para o fim dos dias. A catástrofe do fogo subia ao céu como a dança macabra da morte e do matador, que empregavam naquela pequena e pacata ilha o sentimento mais duro e avassalador de tristeza. Bonkey enxergava aquela visão com muito arrependimento e confusão, trazendo sentimentos desconhecidos que mexiam com seu psicológico e com seu corpo. A mata estava queimando, algumas pessoas vinham em sua direção com diversas queimaduras e ferimentos explícitos. Crianças choravam, adultos gritavam e a confusão era instaurada, com toda a certeza do mundo não demoraria muito para o fogo se alastrar até a vila.

O dono da loja de armas trouxe todo o seu material armamentístico para a frente da sua loja, recrutando homens e mulheres para atacarem o bando responsável por aquela calamidade. Enquanto isso, um dos médicos da cidade começou a chamar pessoas para ir até onde o fogo começava para fazerem o máximo possível para salvarem os marinheiros e apagarem o fogo antes que fosse muito tarde.

Histórico de Bonkey Alre:
 
.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Narração | -Fala | 'Pensamento' | -Observações-
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://behance.com/codinomemanhattan
Bruno3kkk
Membro
Membro
Bruno3kkk

Créditos : 6
Warn : Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? 10010
Masculino Data de inscrição : 21/06/2018
Idade : 29

Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Empty
MensagemAssunto: Re: Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha?   Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? EmptySab 04 Ago 2018, 03:30

O macaquinho consegue chegar perto do casal. E o Bonkey observou o casal e o grupo conversando entre eles, mas o Bonkey não ligou para situação e já ofereceu sua ajuda medica. Porém o casal e o grupo mudaram a sua forma de se comunicar e começaram a gritar. ~ Mas que doideira e essa? O que eles estão falando???~  se sentindo confuso, porem esperou a resposta calmamente e olhando para o casal. O Bonkey depois de oferecer ajuda ao casal ferido teve sua ajuda negada e ainda pediram para ele sair da frente deles dando o sentido de não atrapalhar eles.

Sem muito que fazer e meio intrigado por ter sua ajuda negada o Alre deixou o casal ir embora. Logo após uma menina puxou sua roupa e quando ele vira viu uma menina com queimaduras recentes – Nossa menina que queimaduras são essas? Tenho que te ajudar! Você esta bem? Temos que acha uma lugar com uma corrente de água fria e depois colocar um pano úmido frio...- Falando com a voz de moto tranquilo tentando ajudar a menina disfarçando o susto e a pressa que ele tinha te socorre a menina. Mas o Bonkey e interrompido com um grito de uma mulher chamando o grupo de assassino e levando a menina para floresta.

Ao perceber a situação que estava viu a ilha pegando fogo e viu muita gente queimada gente gritando por dor, criança chorando e muita gente desesperada uma cena muito triste de se ver. O macaquinho ficou pela primeira vez nervoso, tentando achar uma forma de socorre as pessoas mais rápido possíveis. No meio do transtorno causado pelo incêndio tinha um dono de uma loja de arma carregando as suas armas e planejando recrutar pessoas para caçar o bando anterior. Bonkey corre em direção ao dono da loja e fala – Cara esquece aquele bando, por favor, me ajuda a minimizar as dores do pessoal principalmente dessas crianças... Procura panos e água fria.. Passa a água fria e depois molhe um pano e pede para eles colocarem aonde a queimadura mais dói... Se não acha água fria pode usar água temperatura ambiente mesmo e água doce-  falando firme e olhando nos olhos do vendedor de arma. Com esperança de conseguir mudar a ideia do vendedor e ter mais gente para socorre os queimados.

Em meio em sua conversa ele escuta uma pessoa parecendo um médico pedindo ajuda para socorre os marinheiros e apagar o fogo que causava todo aquele inferno. Sem pensar duas vezes o Macaquinho gritou – Eu vou!!... Vamos socorre as pessoas primeiro..  Vamos colocar elas num lugar mais seguro e depois controlar o fogo até apagar. – Depois do grito o Bonkey sugeriu uma estratégia de como se organizar perante a situação.

Agora o Bonkey está à mercê do médico e o possível grupo que ira ajudar a socorre os marinheiros e outros minks. Mas antes o Alre fala – temos que ter gente aqui ajudando o pessoal que conseguiram fugir do fogo e outro grupo tentando controlar o fogo para não se alastrar até aqui- Falando com o médico, tentando ajudar todos em volta.

Legenda:
 

Objetivos:
 


Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Empty
MensagemAssunto: Re: Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha?   Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha? Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Seguindo os desejos do velho Alre. Um macaco na Marinha?
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Torino Kingdom-
Ir para: