One Piece RPG
A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Desventura 3.5: O treino para Grand Line
A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Emptypor Bijin Hoje à(s) 16:27

» Asger
A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Emptypor Achiles Hoje à(s) 16:14

» Cap. 1 - Abrindo caminho
A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Emptypor Bijin Hoje à(s) 15:59

» Sons of Vermillion's Blood: Gênesis
A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Emptypor Coldraz Hoje à(s) 15:49

» [Mini- Alvin] O garoto e a serpente
A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Emptypor TheJoker Hoje à(s) 15:48

» O Ronco do Bárbaro
A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Emptypor West Hoje à(s) 15:41

» Unbreakable
A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Emptypor Ainz Hoje à(s) 15:32

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 14:42

» O Legado Bitencourt Act I
A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Emptypor SraVanuza Hoje à(s) 14:08

» Evento Natalino - Amigo Secreto
A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Emptypor Shroud Hoje à(s) 14:01

» Procura-se piratas no East Blue
A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Emptypor Ainz Hoje à(s) 13:58

» Miyuki Morningstar
A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 12:58

» Rumo aos novos mares ! Grandline me espera
A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Emptypor Faktor Hoje à(s) 11:13

» Construindo o Começo
A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Emptypor Ainz Hoje à(s) 09:24

» [FP] Kozuki Orochi
A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Emptypor Akagami Hoje à(s) 09:24

» [Mini - Polyn] Sorriso afetado.
A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Emptypor Layla Morningstar Hoje à(s) 03:00

» mini-aventura
A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Emptypor Layla Morningstar Hoje à(s) 02:01

» Bastardos Inglórios
A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Emptypor Kenway Hoje à(s) 01:06

» Nox I - Loucura
A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Emptypor Catuios Ontem à(s) 23:31

» Teleton Chronicles I: Retaliação
A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Emptypor Sakaki Ontem à(s) 21:34



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 A Célula Revolucionária - Parte I

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
Irian
Membro
Membro


Data de inscrição : 17/01/2016

A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Célula Revolucionária - Parte I   A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 EmptyQui 30 Ago 2018, 23:20

☾ La Revolución ☽
'Post 5'
Marinha corrupta!

Não havendo resultados no posto de Hiirotown, decidimos ir até o outro lado na cidade de shirotown, devido ao pouco movimento nas ruas da cidade conseguimos passar despercebidos até o local aonde poderiamos dar ínicio a missão. Ali haviam alguns mercadores guardando sua mercadoria, Teath como dito já havia se entocado em algum lugar por ali.

—Você por acaso é algum mercador também? Os marinheiros nem ousam pisar nessa ilha mais, porém, ainda querem nossas provisões por preços baixos tsc.— Reclamava um dos mercadores que ali se encontravam, acenei com a cabeça confirmando a pergunta e dando uma breve risada abafada pelo comentário do mercador.

Um navio pairava ao longe e vindo de sua direção um bote atracava a praia junto de dois marinheiros que pediam logo a identificação, após devidamente identificados, os ratos marinheiros nos acompanharam junto as cargas. Dentre as várias caixas havia uma delas que destoava, chamando minha atenção, não só pelo fato de estar cheirando maravilhosamente bem, mas porque estava bem explicito que aquilo era uma caixa carregada de cannabis.

-Finalmente! Já não aguentava ficar sem essa coisa maravilhosa por tanto tempo. - dizia um dos ratos da marinha ao apontar para uma caixa onde estava estampado o símbolo da erva. Acima do símbolo estava o nome da substância "Cannabis", os marinheiros entreolhavam-se como se estivessem fazendo algo suspeito, em seguida levavam as provisões ao bote que carregaria o navio.

No bote havia espaço para apenas três e por ser sábido demais um dos ratos acabou dando a seguinte ideia "Um mercador e um marinheiro vão com a mercadoria por vez enquanto eu fico de guarda na praia" e apontando para mim sugeriu que eu fosse o primeiro a embarcar.

Seguindo o papel de mercador não demoraria para me aproximar de uma das caixas e começar o trabalho - Vocês não vão ficar ai parado não é? Vamos agilizar essa belezura, quem sabe o seu amigo salva o bom do dia. - Diria olhando para um dos marinheiros e depois para o que dizia já não aguentar mais sua longa espera. Por mais que eu estivesse com vontade de fumar também, eu não poderia perder o foco, afinal estava ali para uma missão e não para ficar doidão e bater papo.

Aproximando do bote, analisaria o restante das caixas para tentar identificar outros suprimentos que poderiam ser de total interesse do major (Borus). Olharia para quem quer que estivesse me acompanhando na trajetoria e diria:

-Eu não sei navegar nessa coisa, não tão bem quanto enrolar um baseado hehehe - daria uma breve risada e então o fitaria com um olhar sério - Mas creio que você pode nos ajudar não é?

Sentaria em um dos lados do bote e esperaria até que o marinheiro viesse para ajudar-me a levar as caixas ao navio. "Maldita e bendita corrupção, ratos da marinha agora estão contrabandeando maconha embaixo do nariz de seus superiores, mas eles não tem nenhum superior aqui." pensava comigo mesmo, talvez aquela fosse a chance que eu queria para ser reconhecido, mas a morte de um deles causaria o caos nesse porto e comprometeria meu disfarce, teria de me conter, aquela não era hora de agir, o máximo que eu posso fazer é observar.

Durante a trajetória puxaria assunto com o marinheiro a bordo - Depois do ataque os marinheiros nunca mais foram vistos com frequência nessas bandas, aqueles revolucionários, tsc... se acham donos do mundo, mas até que eles tentam administrar as coisas por aqui. Desde que não atrapalhem meu comércio, tudo ficará muito bem, será que seu amiguinho me arrumaria um pouco desse fumo por alguns vinténs?- sabia que não conseguiria arrancar informações com um papo tão besta, mas aquele era o pontapé inicial que me daria uma chance de conseguir o que eu quero.







Informações:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Noelle
Soldado
Soldado
Noelle

Créditos : 40
Warn : A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 9010
Feminino Data de inscrição : 02/12/2012

A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Célula Revolucionária - Parte I   A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 EmptySab 01 Set 2018, 13:51


~ NARRAÇÃO ~  IROI HIDEKI


Apesar de seu interesse em uma das mercadorias em especial, o novo recruta dos revolucionários manteve sua postura para seguir na realização de sua missão de infiltramento no navio da marinha.

Foi até os marinheiros e questionou se não iriam começar logo a entrega dos produtos nas caixas, os soldados então concordaram com um sorriso e começaram a carregar algumas das mercadorias até o bote.

Hideki aproveitou a situação para também tentar reconhecer qualquer outro produto que pudesse estar ali presente, e como esperado havia sim algumas mercadorias reconhecíveis, como bebidas devido o barulho de garrafas e algumas frutas sendo vistas por pequenos buracos nas caixas onde se encontravam, e uma terceira caixa parecia carregar armas devido o peso e o nome "Perigo". Ao ouvir a preocupação de Iroi a respeito de navegar o marinheiro que vai com ele decidiu o tranquilizar.

—Relaxe, bro. Eu entendo um pouco do negócio!— Respondeu o marinheiro fazendo um sinal de “joinha” com a mão e quando Hideki estivesse no bote logo começaria a levá-los para o navio.

No meio do caminho novos questionamentos surgiram por parte do iniciante na revolução, o marinheiro riu baixinho ao ouvir a respeito do pedido de Hideki antes de o responder.

—Pode deixar, só vem para meu quarto que vou levar um pouco da erva para nós “apreciar” enquanto faz sol. Mas jurava que os comerciantes sempre tinham muito do bagulho disponível. Aliás, me chamo “Khalifa” e você?— Disse ele enquanto estavam chegando no navio, e assim que chegaram próximos uma escada de cordas foi baixada, bem como uma enorme cesta amarrada em uma corda para as mercadorias.

—Coloquem os produtos na cesta e depois subam!— Esbravejou um outro marinheiro do alto do navio.

Dentro da embarcação, Iroi podia ver os marinheiros bem relaxados, alguns encostados em algum canto, outros apenas sentados nas bordas do navio e tinha os mais novos que limpavam o convés com vassouras e esfregões. A esquerda Khalifa descia por uma entrada escondendo algo na vestimenta e na direita dois marinheiros falavam com uma prancheta cheia de nomes pouco visível sem que chegasse bem perto. “Guarde isso logo antes que alguém veja, idiota” Disse um marinheiro ao colocar a mão tampando os nomes.

—Vem comigo cara, temos um tempinho antes de voltarmos para a praia hehe.— Teria dito Khalifa chamando Hideki para a outra área do navio.




Historico do IROI HIDEKI:
 

____________________________________________________

"A injustiça num lugar qualquer é uma ameaça à justiça em todo o lugar."

- Martin Luther King
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Irian
Membro
Membro
Irian

Créditos : 4
Warn : A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 17/01/2016
Idade : 18
Localização : Ogígia com a Mary Jane.

A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Célula Revolucionária - Parte I   A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 EmptyQua 05 Set 2018, 23:57

☾ La Revolución ☽
'Post 6'
Aproximação.
—Pode deixar, só vem para meu quarto que vou levar um pouco da erva pra nós “apreciar” enquanto faz sol. Mas jurava que os comerciantes sempre tinham muito do bagulho disponível. Aliás, me chamo “Khalifa” e você?— O homem me perguntava e ao ouvi-lo respondia com um sorriso —Sou Hideoshi, prazer em conhecê-lo bro, normalmente eu teria mas fiquei um tempo afastado do comércio devido a problemas internos, coisas de familia sabe.

Já bem próximos ao návio, uma escada feita de corda trançada foi estendida para que subíssemos, assim como uma cesta grande para colocarmos as mercadorias. -Deixem as mercadorias na cesta e depois subam! - Gritava um dos marinheiros que estava a bordo, esperando seus companheiros voltarem.

A bordo do navio estavam vários soldados descansando, outros mais novos limpavam o convés com seus esfregões enquanto outros sentavam na borda do navio e fitavam o horizonte ou conversavam. Khalifa descia uma escada a esquerda e guardava algo em seu bolso discretamente.

A direita dois soldados, um deles com uma prancheta, quando passamos um deles escondia os nomes ali escrito, dizendo:

-Guarde isso logo antes que alguém veja, idiota! -disse um marinheiro idiota ao outro forçando-o a guardar sua prancheta. Tentaria olhar rapidamente algum nome ali sem chegar perto o suficiente, dependendo da posição dos marinheiros nem tentaria caso fosse muito arriscado;

-Vem comigo cara, temos um tempinho antes de voltarmos a praia hehe. - dizia Khalifa me chamando enquanto seguia até uma escada que nós levava a parte debaixo do návio. Seguiamos até outra área do návio, buscaria observar mais uma vez o convés, a  prancheta e então voltaria a segui-lo, observaria o caminho a procura de pistas de contrabando, arsenais, suprimentos, quantos navegam num návio desses.

Também observaria Khalifa, se estaria armado com alguma espada ou arma, suas vestes, reações, acompanharia o mesmo até a sala que queria me levar, me atentaria quanto a outros marinheiros no andar abaixo e se os mesmos estariam armados. Procuraria manter a calma até o final, não havia o que temer, até então estava tudo correndo muito bem.









Informações:
 

____________________________________________________

Objetivos [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] :
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Noelle
Soldado
Soldado
Noelle

Créditos : 40
Warn : A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 9010
Feminino Data de inscrição : 02/12/2012

A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Célula Revolucionária - Parte I   A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 EmptySex 07 Set 2018, 14:37


~ NARRAÇÃO ~  IROI HIDEKI

Agora que embarcou no navio da marinha, Hideki acabou observando a movimentação que ocorria naquele local, atentando principalmente aos dois marinheiros atrapalhados com uma prancheta de nomes. O novo recruta dos revolucionários tentou olhar melhor o que poderia ser o conteúdo daquela prancheta, já que a sua missão de infiltração era justamente para adquirir informações.

E pouco foi capaz de ser lido, havia apenas o título em cima que dizia “Secreto” e depois abaixo a frase “Agentes encarregados” os nomes em si pareciam não fazer muito sentido, pois vinham acompanhados de números. Os três únicos nomes que leu pouco antes dos marinheiros terem saído com a prancheta foram Alpha01, Bravo02 e Charlie03.

Seguindo cauteloso com o marinheiro boa pinta de nome Khalifa que pretendia compartilhar um fumo com Iroi, os dois desceram para a parte de baixo do navio, e por onde havia passado antes de chegar no alojamento dos marinheiros, lhe foi mostrado três portas, sendo que somente a primeira estava semi-aberta e que na placa da porta dizia “Cozinha e Banheiros”, na segunda porta fechada estava escrito “Arsenal” e na terceira “Sala do Capitão”. Pouco antes de chegar no alojamento ele viu os marinheiros de antes destrancando a porta do capitão com a prancheta em mãos...

Ao chegar no alojamento, Iroi viu Khalifa ir na ponta dos pés até a bolsa de um outro marinheiro que estava deitado em uma cama roncando bem alto. Da bolsa Khalifa pegou um isqueiro e foi até a borda do local onde havia algumas janelas com vista para o mar. Tirou das vestes dois papéis, depois um pouco de erva, embrulhou um pouco em cada papel e ergueu um deles para Hideki. Na cintura de Khalifa havia apenas uma pequena pistola…

—Vamos, pegue o seu, bro! Eu vou acender esse negócio do "bom" e fazer a gente viajar pela grand line, passar pelo novo mundo e encontrar o Onepiece juntos yeah-uhu!—

Mal acendeu o seu maço primeiro dando uma tragada e Khalifa já começava a ter alguns delírios ou talvez ele já fosse daquela forma? Agora resta esperar as próximas ações que o recruta dos revolucionários poderia querer executar, pois ainda possui uma missão a ser realizada.  



Historico do IROI HIDEKI:
 

____________________________________________________

"A injustiça num lugar qualquer é uma ameaça à justiça em todo o lugar."

- Martin Luther King
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: A Célula Revolucionária - Parte I   A Célula Revolucionária - Parte I - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Célula Revolucionária - Parte I
Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Conomi Island-
Ir para: