One Piece RPG
Os primeiros passos do lobo solitário XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Um Destino em Comum
Os primeiros passos do lobo solitário Emptypor (Orochi) Hoje à(s) 06:02

» 10º Capítulo - Parabellum!
Os primeiros passos do lobo solitário Emptypor OverLord Hoje à(s) 02:44

» Hey Ya!
Os primeiros passos do lobo solitário Emptypor GM.Mirutsu Ontem à(s) 23:12

» The One Above All - Ato 2
Os primeiros passos do lobo solitário Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 22:17

» [LB] O Florescer de Utopia III
Os primeiros passos do lobo solitário Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 22:05

» The Hero Rises!
Os primeiros passos do lobo solitário Emptypor Achiles Ontem à(s) 21:57

» Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp
Os primeiros passos do lobo solitário Emptypor Oni Ontem à(s) 21:24

» Meu nome é Mike Brigss
Os primeiros passos do lobo solitário Emptypor Oni Ontem à(s) 20:57

» BOOH!
Os primeiros passos do lobo solitário Emptypor Oni Ontem à(s) 20:20

» Garfield Henryford
Os primeiros passos do lobo solitário Emptypor Sagashi Ontem à(s) 19:54

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
Os primeiros passos do lobo solitário Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 19:04

» [M.E.P] Kan Kin
Os primeiros passos do lobo solitário Emptypor Shideras Ontem à(s) 19:03

» [MINI-*Kan Kin*] *Uma vida de merda*
Os primeiros passos do lobo solitário Emptypor Shideras Ontem à(s) 18:58

» Bakemonogatari
Os primeiros passos do lobo solitário Emptypor yaTTo Ontem à(s) 18:50

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
Os primeiros passos do lobo solitário Emptypor Furry Ontem à(s) 18:35

» [M.E.P] Albafica
Os primeiros passos do lobo solitário Emptypor Albafica Mino Ontem à(s) 18:01

» [Mini] Albafica Mino
Os primeiros passos do lobo solitário Emptypor Albafica Mino Ontem à(s) 18:00

» Cap.1 Deuses entre nós
Os primeiros passos do lobo solitário Emptypor Salazar Merlin Ontem à(s) 17:54

» Cap 4: O Silêncio dos Inocentes
Os primeiros passos do lobo solitário Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 17:50

» Mess in Grand Line: The Red-Haired Arrived
Os primeiros passos do lobo solitário Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 17:50



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Os primeiros passos do lobo solitário

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : Os primeiros passos do lobo solitário 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Os primeiros passos do lobo solitário Empty
MensagemAssunto: Os primeiros passos do lobo solitário   Os primeiros passos do lobo solitário EmptyTer 17 Jul 2018, 22:12

Os primeiros passos do lobo solitário

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Renthis Darkwalker Crowley. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kaled Hawke
Civil
Civil
Kaled Hawke

Créditos : Zero
Warn : Os primeiros passos do lobo solitário 10010
Data de inscrição : 06/08/2014

Os primeiros passos do lobo solitário Empty
MensagemAssunto: Re: Os primeiros passos do lobo solitário   Os primeiros passos do lobo solitário EmptyQua 25 Jul 2018, 00:20

Diante de tantos anos após a chegada de Renthis em Las Camp, o lobo solitário apenas buscou realizar trabalhos pequenos para prover sua sobrevivência diária, tentou por diversas vezes trabalhar em tavernas, mas seu porte animalesco afugentava a freguesia do restaurante, acarretando em inúmeras demissões. Apesar de lhe atrapalhar no começo, seu porte inumano serviu para que ele trabalhasse de guarda pontualmente em alguns locais, garantindo sua sobrevivência por nove longos anos, contudo sem possuir um patrimônio satisfatório ou um emprego fixo.

Renthis utilizava metade de seu dinheiro para suprir suas necessidades básicas, como alimentação e a pousada, e a outra metade para sustentar seu vício de Uísque, utilizado como única forma de escapar da realidade. Depois de tantos anos sobrevivendo dessa forma, o lobo estava cansado de sempre trabalhar e não conseguir nada, e decidiu que sua vida iria tomar um rumo para que ele ascendesse e pudesse eliminar a escória que há nesse mundo, todavia o mesmo não possuía o mínimo de recursos para sobreviver, então por qual caminho deveria seguir?

Apesar de pensar em entrar na pirataria, ele sabia que não poderia fazê-lo, tendo em vista que apesar do ideal justo, ele não possui recursos para iniciar uma empreitada tão ambiciosa quanto essa, é preciso começar de baixo, a partir dessa situação ele teria apenas duas opções entrar na marinha para conseguir recursos, se for aceito, ou iniciar uma carreira de caçador de recompensas, o que pode ser bastante perigoso nas circunstâncias atuais, por não ser uma pessoa poderosa.

Eu lembro quando o velho Dae-Won tentou me convencer que há pessoas boas no mundo, e que o mundo não era essa desgraça que eu tenho que sobreviver todos os dias, infelizmente, eu não tinha como acreditar nele, eu passei anos reprimindo tudo que sinto em respeito a ele, mas hoje estou saturado de suprimir meus sentimentos. Eu não tenho como sobreviver sendo um caçador de recompensas, não ainda pelo menos, e com profundo pesar terei que entrar no maldito sistema da marinha para sair desse buraco, espero que o capitão do Quartel General da marinha seja iluminado quanto o velho Dae-Won, porque se ele demonstrar uma personalidade podre como todos as outras pessoas, eu serei obrigado a executá-lo.

Mas antes de eu ir me alistar eu preciso de mais Uísque, minha última garrafa acabou ontem durante a noite, e eu necessito de uma garrafa para conseguir controlar se houver algum desentendimento durante o alistamento.

Ao sair da pequena pousada que estava alojado, Antes de seguir em direção ao QG da marinha para se alistar, Renthis iria em direção à taverna da cidade, para comprar uma garrafa de Uísque. E assim que chegasse à taverna, sentaria no balcão e falaria em alto e bom tom para o taverneiro.

Taverneiro! Preciso de uma garrafa de Uísque, aquela última garrafa que você me vendeu não durou dois dias, e minha garganta está bastante seca, preciso de uma garrafa rápido, ainda preciso ir para outro lugar. Aliás, preciso de uma informação, como faz para uma pessoa se alistar na marinha nesta cidade?

Caso o taverneiro respondesse de forma positiva indicando o local, iria apenas pegar sua garrafa de uísque e apenas iria fazer um gesto positivo com seu polegar para que fosse visto, e iria sair sem falar nenhuma palavra em direção ao local informado pelo responsável pelas bebidas. Caso a resposta fosse negativa ou o taverneiro recusa-se a prestar a informação devida, assim que Renthis recebesse sua garrafa, a seguraria com a mão esquerda e bateria com a palma de sua mão direita usando de força moderada no balcão, o suficiente para que fizesse muito barulho, mas sem causar nenhum dano, e proferiria as seguintes palavras.

Tudo bem, eu imaginei que não iria adiantar a perguntar a alguém como você, eu estou sempre cercado de pessoas incompetentes, sendo sempre necessário eu ter que fazer tudo sozinho para cumprir meus objetivos, então obrigado por nada, seu inútil.

Após terminar de proferir suas palavras, sairia da taverna, em busca de algum oficial da marinha que pudesse informar o procedimento de alistamento na marinha.
Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

Fala
Pensamento

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Velko'z
Membro
Membro
Velko'z

Créditos : 7
Warn : Os primeiros passos do lobo solitário 10010
Masculino Data de inscrição : 07/07/2018
Idade : 26

Os primeiros passos do lobo solitário Empty
MensagemAssunto: Re: Os primeiros passos do lobo solitário   Os primeiros passos do lobo solitário EmptyQua 25 Jul 2018, 14:35

Caminhada ou corrida?!


Durante alguns anos Renthis conseguiu se manter no meio do sistema da cidade, se aproveitando de sua condição  "exótica", não que isso o agradasse, mas era o necessário para sua sobrevivência. Os dias se passavam e seu desejo em Uísque se mantinha inabalável, e justamente com esse desejo o qual o mink se direciona a taverna mais próxima e como de praxe é encarado por todas as pessoas normais que reparam sua presença pelas ruas da cidade.

Por certo tempo Renthis se recordava do que Dae-Won o dizia, mas sua própria história dizia algo totalmente diferente. Julgamentos, egoísmo, entre tantas outras coisas. Não demorou muito para que ele encontrasse aquilo que buscava, um bar em um beco numa parte não tão pomposa da cidade. O cheiro daquele lugar era de enjoar qualquer um, mas o rapaz se sentia ainda pior devido a capacidade superior de seu focinho.

Apesar do modo com Renthis falou, como se conhecesse o barman, ele pôde reparar que o atendente de costume não estava ali presente. Ao invés disso se deparava com um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] loiro, franzino e de óculos, que lhe respondia muito educadamente.-Bom dia senhor. Uma bebida forte para um homem forte saindo. E assim o fez, porém antes de entregar a garrafa o homem estende a mão e conclui. -São 10.000 berryes senhor!.

Aquele taverneiro permanecia parado aguardando o dinheiro com a mão direita estendida e a outra segurando a garrafa que continha o líquido marrom. Apesar de estar aguardando o dinheiro o homem prosseguia falando. -Desculpe minha falta de educação senhor, não me apresentei devidamente. Me chamo Brolly, e sobre o que o senhor me perguntou eu tenho uma boa notícia, o QG da Marinha fica a apenas alguns minutos daqui. Sua mão ainda retesada à espera do seu pagamento exalava um cheiro que era uma mistura de álcool com alguma outra coisa que Renthis não podia identificar. Talvez fosse o dinheiro ou as comidas com que trabalhava, porém ele foi distraído pela conversa do garçom, que agora mais parecia que havia ligado uma vitrola em sua garganta, a qual não permitia que ele parasse de falar. -Para o senhor chegar lá será necessário que o senhor retorne de onde o senhor veio, e ao sair do beco irá virar a direita e seguir por toda a rua para no fim dela entrar a direita novamente.

Os cochichos que rolavam no bar se intensificavam a medida que a conversa dessas duas pessoas se prolongava, comentários maldosos vinha de todos os lados. "Para que ele que saber onde fica o QG?! Ele deve estar preparando alguma maldade.", "Com essa cara, com certeza deve ser um pirata" e assim os comentários continuavam, mas as pessoas tinham medo demais para falar o que quer que fosse abertamente, então ficavam apenas falando entre si.

Ao sair da taverna, o híbrido andava seguindo as direções ditas por Brolly e não demorou muito para que chegasse ao dito QG. Ao se aproximar do primeiro marinheiro que encontrou e perguntá-lo sobre o alistamento a resposta que obteve, não foi das mais agradáveis, mas já devia ser esperada. -HAHA! Você tem certeza disso meu amigo? Acho que aqui não é o lugar mais recomendado para tipos como você. Mas apesar da relutância e do nítido deboche em seu tom de voz o marinheiro indicou o que seria a secretaria do QG, onde ele deveria obter as informações para se alistar. O QG, apesar de simples era muito movimentado, tendo 2 mil soldados andando por todas as direções além de entrarem e saírem de rondas pelo QG e pela cidade. Tudo parecia calmo e corriqueiro enquanto ele seguia para a sala de alistamento.



off:
 

____________________________________________________



-FALA - "PENSAMENTO"
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Kaled Hawke
Civil
Civil
Kaled Hawke

Créditos : Zero
Warn : Os primeiros passos do lobo solitário 10010
Data de inscrição : 06/08/2014

Os primeiros passos do lobo solitário Empty
MensagemAssunto: Re: Os primeiros passos do lobo solitário   Os primeiros passos do lobo solitário EmptyQui 26 Jul 2018, 13:39

Sangue; suor; álcool, essas além de outros odores era perceptível para o olfato aguçado do lobo solitário, contudo, as idas e vindas repetidamente para essa região fez com que Renthis se acostumasse com a essência, apesar do forte enjoo que ainda sentia, no começo era muito pior, o que tornava essa taverna uma segunda casa para o Mink, um local que ele poderia satisfazer seu vício sem se preocupar com mais nada. Ao chegar foi falando de forma meio rude com o taverneiro, pois pensava que era um velho conhecido, todavia, foi surpreendido por uma figura diferenciada era um humano loiro e franzino, o qual nunca havia visto, ou ter reparado a sua presença em outras ocasiões.

E ainda mais surpreende é que apesar da forma impositiva com que falou, o senhor loiro respondeu de forma elegante e educada, trazendo o liquido envelhecido e elogiando de certa forma o lobo, o que não era comum Renthis escutar, por estar acostumado a estar sempre em volta de pessoas mal educadas, o que fez com que o lobo perdesse a atenção por alguns minutos pensando no motivo de um homem como ele estar em um local tão sujo como aquele. Enquanto o homem apresentava-se como Brolly, e ao mesmo tempo fornecia as informações necessárias para que o Mink encontrasse o caminho para Marinha.

O que um homem como ele estaria fazendo aqui, ele não parece ser o tipo de pessoa que conseguiria parar uma briga, ou impediria alguém de que não quisesse pagar a conta, além de que o antigo taverneiro não está mais aqui... Tem poucos dias que eu o vi e ele não era de desaparecer, mas isso no momento não me importa, talvez ele tenha sido assassinado por algum dos pilantras que se encontram nessa espelunca.

Assim que o Brolly terminou de informar a direção para o QG da marinha, Renthis pegou a garrafa de uísque e colocou em um dos bolsos internos de seu sobretudo, já que havia um bolso longo que cabia perfeitamente uma garrafa de bebida. Logo depois pegou a quantia de 10.000 berryes e entregou ao taverneiro por ser o preço da referida bebida.

Hum, agradeço humano, aparentemente vir aqui não foi tanta perda de tempo quanto eu pensei que seria.

Durante a conversa com o taverneiro, Renthis conseguia escutar pequenos murmurinhos e devido a sua audição aguçada ele conseguia entender perfeitamente tudo que estavam falando, o que deixou o lobo com muita raiva daquelas pessoas, contudo ele não podia fazer nada, porque arrumar qualquer briga naquele momento poderia atrasar ou até mesmo inviabilizar seus planos de entrar na Marinha.

Grrrrrr... Não sei porque esses idiotas falam coisas assim, parecem que eles não conseguem se enxergar, que eles são a escória dessa cidade, frequentam essa espelunca porque assim como eu não são aceitos em mais nenhuma parte da cidade, se vendem por pouco e não perdem a oportunidade de trair alguém por quantias desprezíveis. Mas não se preocupem o dia de vocês vai chegar, e eu vou estar lá, para rir em cima dos seus cadáveres.

Imediatamente após terminar a conversa com o taverneiro, Renthis dirigiu-se ao QG da marinha, e em alguns minutos ele encontrou o local que tanto procurava, assim que chegou ao local perguntou ao primeiro marinheiro que viu sobre o alistamento.

Marinheiro, quero que você me diga onde fica a central de alistamento deste QG, estou querendo me tornar um marinheiro também.

A resposta com tom de deboche, já estava era imaginada pelo lobo, pois estava acostumado há vários anos sofrer preconceito por sua raça, e apesar do deboche, Renthis ria de forma irônica, olhando para o marinheiro com quem havia falado, e apesar do marinheiro ter informado corretamente a secretaria do QG onde lá ele poderia buscar informações, o Mink não perdeu a oportunidade de responder a altura e irônicamente.

HAHA, eu não sabia que marinheiros tinham um senso de humor tão apurado, você acha que esse não é o lugar mais recomendado para tipos como eu, mas eu acho que em momento nenhum eu perguntei o que você achava de eu entrar para marinha, e ainda te digo mais, não vai demorar muito para eu ser um superior seu, assim farei você limpar a sujeira da minha bota com a língua. Mas não se preocupe sem ressentimentos.

Assim que terminou de falar, foi em direção à secretaria do QG, sem se importar com o que o marinheiro falasse, apenas iria andando até chegar ao destino. E assim que chegasse iria falar com o responsável da secretaria para buscar informações sobre o alistamento.

Olá, eu conversei com um amigo seu, só que ele estava um pouco nervoso, mas ele me indicou a vir para cá para buscar informações. Eu vou direto ao ponto, não precisamos fazer com que eu e você percamos mais tempo, eu quero me alistar para a marinha, eu preciso saber o procedimento para entrar, o que eu preciso fazer e aonde eu preciso ir?
Histórico:
 

OFF:
 

____________________________________________________

Fala
Pensamento

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Velko'z
Membro
Membro
Velko'z

Créditos : 7
Warn : Os primeiros passos do lobo solitário 10010
Masculino Data de inscrição : 07/07/2018
Idade : 26

Os primeiros passos do lobo solitário Empty
MensagemAssunto: Re: Os primeiros passos do lobo solitário   Os primeiros passos do lobo solitário EmptySex 27 Jul 2018, 00:55

~PERSEGUIR OU PARTIR~

O tempo passava e a cada momento mais coisas aconteciam que faziam o mink acreditar no lado ruim das pessoas, e ele não estava errado, pelo menos não totalmente, tudo estava seguindo relativamente tranquilo em relação ao planejado. Houveram alguns princípios de confusão, mas o foco de Renthis o manteve distante de todas elas.

Dentre todo esse tempo, o que incomodou mais a Renthis foi o cheiro que sentiu de Brolly. Sem saber o que era, mas ainda sim sendo algo que lhe era familiar. Todo o percurso foi tranquilo e até rápido, ao chegar no QG e tentar obter informações sobre o alistamento, ele teve que ouvir algumas piadas do marinheiro que o atendeu.

Podia-se dizer que o mestiço havia respondido à altura ao comentário maldoso do marinheiro, que também não se deixou levar pela resposta que teve, pois não o levava a sério o suficiente para tal. Renthis seguia em direção ao local para alistamento sem problema nenhum. Quando entrou viu uma sala nos padrões de cores da marinha, ou seja, azul e branco, e a sala não tinham mais do que cinco civis sentados em algumas cadeiras espalhadas pela sala, sendo todos os outros no local marinheiros. Depois de entrar viu uma [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] com os trajes de uma capitã da marinha e um martelo de bronze dando orientações para as funcionárias que trabalhavam aí.

-Só chegam inúteis nesse lugar. Assim fica difícil recuperar esse lugar. A situação da cidade vinha de mal a pior desde do ataque que fizera com que o Banco Mundial da cidade quebrasse. Por um momento a capitã cruzou olhares com Renthi, e como de costume estranhou a presença dele no mesmo ambiente que ela própria. -O que você está fazendo aqui mink? Ele então revela o motivo de estar ali, o que causou um certo choque nos outros que ali estava e o silêncio tomou conta da sala.

A mulher não havia dito seu nome, em nem fazia questão de tal coisa. Sua imponência era nítida apesar de seu 1,70 m, até porque ve-la com um martelo praticamente  de seu tamanho, juntamente com sua patente e atual cargo dentro do QG, fazia qualquer um pensar duas vezes em questionar qualquer coisa com ela.

-Sou a capitã interina desse QG, então seja direto e me convença que eu deva aceitar você como nosso companheiro. O olhar da mulher era questionador, criando uma grande interrogação em sua testa. Não se podia dizer com certeza se para ela o mink era mais um dos inúteis ou ela conseguia ver algo que os outros não conseguiam. -Qual o seu nome e porque você está tentando entrar na marinha? Seja rápido, pois não tenho tempo a perder.

A capitã estava esperando por Renthis e após dizer algo para a mulher, ela o arrasta para fora da sala, de volta para o pátio principal e conclui: -Senti que você estava com vergonha, agora ao ar livre acho que deve ficar mais confortável para você. A atitude da mulher não era de preocupação, e sim parecia que ela o estava testando, queria ver até onde Renthis chegaria. Todos que estavam no pátio paralisavam e estavam fitando sem conseguir piscar para aqueles dois. -O que você tem a favorecer para a Marinha, a mantedora da justiça que segue direta e unicamente o Governo Mundial°?

OFF:
 

OFF²:
 

____________________________________________________



-FALA - "PENSAMENTO"
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Kaled Hawke
Civil
Civil
Kaled Hawke

Créditos : Zero
Warn : Os primeiros passos do lobo solitário 10010
Data de inscrição : 06/08/2014

Os primeiros passos do lobo solitário Empty
MensagemAssunto: Re: Os primeiros passos do lobo solitário   Os primeiros passos do lobo solitário EmptySab 28 Jul 2018, 12:39

Após passar do marinheiro maldoso, Renthis se via em uma sala da marinha com suas cores padrões branco e azul, ele percebia a presença de algumas pessoas da sala, que ele não sabia ao certo se eram civis ou marinheiros, mas aparentavam estar aguardando alguma coisa. Logo após uma mulher imponente de olhos roxos e cabelos castanhos adentrou na sala que o mink encontrava-se, o que mais chamou atenção do lobo era a arma que ela portava que era um martelo de bronze que era quase do tamanho dela.

Hum... Essa mulher exala força ao contrário dos capachos que eu vi ao entrar aqui. O mais engraçado é que a roupa que ela está usando é diferente dos outros marinheiros com quem eu encontrei, com certeza que ela deve ter uma patente mais alta que os outros.

No momento que ela entrou na sala, parecia estar reclamando de algumas coisas que estavam acontecendo já há algum tempo naquele quartel general, pois afirmara que os aspirantes a marinheiros eram inúteis, o que fazia a tarefa de recuperar esse local bastante complicada, os motivos para tal afirmação era desconhecido pelo lobo, tendo em vista que o mesmo sobrevivia nas margens da sociedade, e não havia mudanças, ou seja, a situação para ele era sempre a pior.

De repente, a capitã da Marinha percebeu a presença de Renthis na sala da marinha, o que causou estranheza, já que a presença de um mink em um quartel general não era nada comum, Dessa forma, ela perguntou o que o motivo de ter ido para um QG da marinha, e o mesmo responderia.

Hum... Você é diferente dos outros... Você aparenta ser uma pessoa forte e importante. Mas voltando a pergunta. Eu vim aqui porque eu quero entrar na marinha, e percebi que a senhora estava reclamando, e pelo que eu vi, você está certa há vários inúteis nesse lugar, mas eu não sou um deles.

Após a fala do lobo, a capitã fez mais questionamentos, parecia que havia uma grande desconfiança em relação às habilidades do lobo, talvez pela enorme quantidade de aspirantes com o nível abaixo do esperado, ou talvez pelo simples fato de Renthis não ser humano, era impossível distinguir o real motivo. O lobo estava surpreso de fato, pelas diversas perguntas feitas de forma espontânea e foram feitas diversas perguntas uma em cima da outra, sem que houvesse tempo do Mink formular uma resposta. Mas assim que ela encerrou sua segunda frase, Renthis responderia.

O motivo...

Assim que Renthis falava sua primeira palavra, foi segurado pela capitã da marinha que o levou até o pátio principal do QG, o que deixou Renthis desnorteado, pois não sabia o real motivo dela ter feito isso, então ela havia dito que foi porque ela sentiu que o Mink estava envergonhado e que ele se sentiria melhor falando lá.

Vergonha? Os humanos as vezes fazem coisas interessantes, mas dessa vez eu não entendi o que ela quis dizer com isso, mas deixa isso para lá

Após ser interrompido pelo ato da mulher, ela fez mais uma pergunta ao lobo, perguntando o que ele tinha a oferecer a Marinha, que servia unicamente ao governo mundial. E novamente respondia as três perguntas realizadas pela capitã

Vamos com calma... O motivo de você me aceitar como companheiro é que você mesmo entrou na sala reclamando dos inúteis que veem atrás da Marinha e não provam absolutamente nada. Eu não sou um deles, eu quero me alistar na marinha e você deve me aceitar porque você vai ter o melhor subalterno que você vai ter na sua vida, eu sou melhor que mais da metade desses soldados que estão aí, e você vai ter a sua disposição duas qualidades fundamentais para o sucesso e a recuperação da Marinha em Las Camp, que são força e confiança, qualquer missão que eu for designado eu vou concluir e mostrarei o poder da marinha a todos que a desafiarem.

Meu nome? Eu me chamo Renthis Darkwalker Crowley, eu vim de uma pequena Tribo de minks lobos que existe em Torino Kingdom. Desde lá eu percebia que as pessoas têm uma identidade podre dentro de sí, sempre buscando se favorecer de alguma forma à custa de outras. Sem se preocupar com seus ideais ou a quem servem, e pessoas como essas devam pagar pela sua maldade, pessoas como essas muitas vezes não merecem viver. A Marinha defende que aqueles que são uma ameaça à sociedade devem pagar pelos seus crimes, e eu quero, eu preciso fazer com que a escória da sociedade pague pelos seus crimes.

Sobre o que eu tenho a oferecer à marinha? Eu sou um Mink especialista em luta com as mãos, devido aos anos que morei na cidade de Las Camp eu também aprendi a viver por si só enfrentando qualquer vagabundo que quisesse tirar vantagem de mim. Também tenho habilidades de acrobacia e alpinismo desenvolvidas na época que vivia na floresta para eu sobreviver, devido a minha herança de nascença eu tenho sentidos melhores que qualquer humano podendo escutar qualquer tipo de barulho, sentir qualquer tipo de cheio e enchegar no completo escuro, ou seja, eu tenho muito ao que oferecer na marinha.

Inclusive, eu não pretendo ficar como soldado da marinha por muito tempo, se você me aceitar capitã, saiba que eu almejar as patentes mais altas da instituição, e mostrarei a força da marinha e do governo mundial para todos que nos desafiarem! Não me confunda com os inúteis da marinha que veem aqui em busca de um dinheiro, ou de um sonho inexistente, eu não acredito em contos de fadas.


Após terminar seu monólogo, esperaria a capitã dar sua opinião sobre tudo que havia falado.
Histórico:
 

OFF:
 

____________________________________________________

Fala
Pensamento

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Velko'z
Membro
Membro
Velko'z

Créditos : 7
Warn : Os primeiros passos do lobo solitário 10010
Masculino Data de inscrição : 07/07/2018
Idade : 26

Os primeiros passos do lobo solitário Empty
MensagemAssunto: Re: Os primeiros passos do lobo solitário   Os primeiros passos do lobo solitário EmptySeg 30 Jul 2018, 00:30

~PERMANECER OU SEGUIR~

Quando Renthis chegou no local de alistamento pode reparar em uma mulher, reclamando a plenos pulmões sobre o nível dos pessoas que vinham se alistar para serem marinheiros. O mink não sabia que há um tempo atrás um golpe foi dado e que com isso a agência do Banco Mundial havia quebrado e que trouxera muitos problemas para a cidade como consequência.

Tudo estava acontecendo muito rápido, o mink não conseguia entender muito bem aquela mulher, cada hora ela falava uma coisa e perguntava outra em seguida. Renthis mal havia formulado a primeira resposta quando foi arrastado de volta para o pátio. A capitã formulava frases que não condiziam muito com o que o lobo pensava, e para isso usava um tom de voz alto, como se quisesse chamar a atenção de todos ali para aquela conversa.

O temperamento daquela mulher já era conhecido por todos que frequentavam o QG, e qualquer coisa já era um princípio para uma grande confusão. Renthis podia sentir que aquilo tudo não passava de um teste feito pela mulher, não haveria outro motivo para tal interrogatório. Agora era o momento para dizer tudo aquilo que estava em seu peito, e assim o fez. Se havia um show sendo preparado o lobo o fechou com chave de ouro.

-Egocêntrico, explosivo, rancoroso e para completar ambicioso. Enquanto dava esse descrição um tanto quanto pessimista sobre a personalidade de Renthis, ele havia que admitir que não estava de todo errada. A frase era acompanhada de um sorriso de canto de boca, tendo o olhar dela fixo na criatura, mas de modo diferente de como o mesmo estava acostumado a perceber. -Não acho que você seja isso tudo que disse, mas acho que pode me ser útil no fim das contas..

-O quê vocês estão olhando?! Não tem trabalho a fazer?!. E com isso toda a atenção que havia ficado presa nos dois que ali estavam foi se dissipando aos poucos conforme os marinheiros retomavam às suas atividades. -Esse seu nome é bem complicado, por falar em nomes me chame de Joanne, capitã Joanne. Joanne assim como os outros marinheiros saíam do pátio e com um gesto de sua mão chamava o mink para acompanha-la.

Ambos seguiriam por um corredor até chegarem no gabinete da oficial, que apoia o martlo na parede e ao se sentar na sua cadeira atrás da mesa disse: -Como você bem percebeu estamos com um sério problema aqui. O tom de voz dela havia mudado consideravelmente, de inquisidor para preocupado. -Pode não parecer, mas acho que você pode me ajudar em pelo menos uma parte desse problema. O crime tem crescido em nossas cidade e com suas habilidades posso pegar um certo criminoso que está rondando a vizinhança.

Joanne tira de uma das gavetas um uniforme de marinheiro e o joga em cima da mesa o deixando na frente de Renthis. -Quero realmente saber se você está preparado para fazer o que preciso para ajudar essas pessoas e mostrar para esses imbecis que temos aqui, que ser um marinheiro não é apenas receber um salário e preencher papéis. Ela respirava fundo, liberando a tensão que sentia enquanto a resposta do lobo.

Caso ele respondesse positivamente, ela terminaria dizendo: -Parabéns, você agora é oficialmente um marinheiro, só por favor não tente vestir esse uniforme, pois nós dois sabemos que não irá caber. Ela se levanta, abre a porta da sala e diz: -Pois bem, se prepare, porque sua ronda começará assim que o tiver feito. AH! Um última coisa, não fique enchendo a cara com esse uísque vagabundo que tem aí enquanto trabalha. Se ele não atendesse a perspectiva da Capitã, ela simplesmente o convidaria para ir embora dali, de volta às ruas da cidade e então retornar ao seu vício de costume e existência vazia.

____________________________________________________



-FALA - "PENSAMENTO"
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Kaled Hawke
Civil
Civil
Kaled Hawke

Créditos : Zero
Warn : Os primeiros passos do lobo solitário 10010
Data de inscrição : 06/08/2014

Os primeiros passos do lobo solitário Empty
MensagemAssunto: Re: Os primeiros passos do lobo solitário   Os primeiros passos do lobo solitário EmptyTer 31 Jul 2018, 21:45

Egocentrico, explosivo, rancoroso e ambicioso, essa foi a forma que a capitã da marinha definiu Renthis, e de certa forma ela tinha razão, os sentimentos do lobo para entrar na marinha não eram de procurar um bem comum, ou de procurar uma justiça. A razão de Crowley estar lá é pelo simples motivo de saciar sua vontade de eliminar a todos que demonstrem uma personalidade podre. Apesar de toda sinceridade do lobo, a capitã afirmou que ele aparentava não ser isso tudo, o que não tinha como saber se ela falou isso por realmente acreditar nisso ou porque realmente não se importava.

O mink permaneceu calado, e a capitã continuou falando que mesmo assim o lobo seria útil para ela, e logo após gritou com os marinheiros que estavam prestando atenção que imediatamente se dissiparam e voltaram a fazer os seus respectivos serviços. E assim a Capitã se apresentou para o Lobo como Joanne, assim o lobo responderia.

Prazer Capitã Joanne, prometo que você não vai ser arrepender em me dar uma chance.

Os dois foram caminhando em algum corredor do QG até que chegaram ao gabinete da capitã, ela coloca seu martelo na parede e sentou-se em sua cadeira, e informou toda a situação a qual a cidade estava passando, dando prioridade no fato do crime ter crescido na cidade, e que o lobo poderia ser designado para buscar um criminoso em específico. Ao terminar de falar o lobo informaria algumas coisas relacionadas a esse fato.

Sim, há algum tempo eu percebi o aumento da criminalidade, foram nove anos morando na parte pobre da cidade e frequentando locais com diversas pessoas de caráter duvidoso, que cada vez mais aumentava a quantidade de pessoas nojentas que frequentavam esse local.

Assim que termina de falar, a capitã retira de uma das gavetas um uniforme de marinheiro e o coloca em cima da mesa em frente ao lobo, e pergunta se ele realmente estava preparado para tudo que iria vir em consequência do ofício de marinheiro, e assim corresponderia de forma positiva.

Claro Capitã, eu sei muito bem o que preciso fazer, a parte administrativa não me interessa, eu preciso fazer a diferença, vou mostrar a todos esses inúteis que você reclamou, o que é representar a força e temor da marinha em todos os blues. Na primeira missão e te darei motivos o suficiente para ver que depositar sua confiança em mim foi uma atitude correta!

Dessa forma, Joanne parabenizou e concedeu oficialmente o alistamento de marinheiro e alertou para não tentar utilizar o uniforme, que era visivelmente menor do que o corpo de Renthis. Dessa dizia: - Obrigado capitã, então agora eu devo buscar equipamentos certo? Onde fica a armaria do QG? Esperaria ela o orientar, depois, Assim ela se levantou e abriu a porta e mandou o lobo se preparar porque a ronda do mink começaria em breve, além de tê-lo alertado para que exagerasse no uísque enquanto trabalha, e assim falaria.

Entendido Capitã, eu não vou exagerar. Todavia eu passei por muitas dificuldades em minha vida, e infelizmente essa foi a única forma que obtive para fugir da minha realidade, e suprir o vazio de tantas perdas que eu tive. Contudo isso nunca afetou minhas habilidades, apesar de ter me dado vários prejuízos econômicos. Por isso, eu garanto que mostrarei total eficiência nas rondas e missões apesar desse problema, mas com uma nova perspectiva de vida é possível que comece a tratar esse problema.

É curioso que apesar do lobo normalmente mal educado com todas as pessoas ao redor, ele controlava-se mais com as palavras ao falar com um superior, talvez porque ele sabia das consequências de um desrespeito de um membro hierarquicamente superior fosse o motivo para tanto. Porque apesar de agressivo, o mink não era burro, e tratou a capitã com devido respeito, necessário para manter pelo menos uma conversa saudável.

A primeira parte do plano do Mink estava completa, entrando na marinha ele poderia finalmente começar sua limpeza a escória da humanidade. Entretanto, o lobo não é megalomaníaco, e sabia que ainda estava fraco e não seria páreo para realizar seu plano por agora, e seria necessário adquirir força e experiência de combate real, e talvez com algumas promoções ele conseguisse subordinados com o mesmo pensamento para seguir seu ideal de expurgar toda sociedade corrompida.

Dae-Won, em respeito ao senhor eu não busquei o expurgo de todas as pessoas, pelo menos não por enquanto. Eu entrei na marinha como forma de agradecer por todos esses anos que você cuidou de mim, eu vou ajudar algumas pessoas como marinheiro. Todavia vai ser do meu jeito, quem eu julgar que merece morrer vai morrer e quem eu achar que merece uma segunda chance vai viver, apesar da segunda hipótese ser quase impossível.

Caso a capitã informasse onde estava localizada a armaria do QG da marinha, ele caminharia até o local e falaria com o responsável do local para que fossem garantidos os equipamentos básicos de soldado da marinha.

Você me parece ser o responsável por organizar os equipamentos, então eu preciso de tudo que eu tenho direito, a camisa manga longa, calça, sapato e o boné pode ser qualquer um. Atente-se que eu não sou humano e minha roupa é diferente da sua, além disso, eu vou precisar de uma arma, vocês fornecem também? Eu preciso de uma manopla para completar tudo que preciso começar, eu preciso pagar alguma coisa ou tudo é de graça?

Caso ela não informasse onde ficava a armaria, primeiro buscaria informações por meio de placas para evitar falar com qualquer outro marinheiro, contudo, se mesmo assim não soubesse a localização da armaria, iria falar com o primeiro marinheiro que visse e perguntaria as informações.

Ei! Você! Colega! Eu preciso de uma informação, rápido porque eu não posso perder tempo, onde fica a armaria do QG, eu acabei de me alistar e preciso do meu equipamento básico para começar a trabalhar.

Assim, aguardaria a resposta, caso não fosse positiva, iria buscar outro marinheiro e buscaria outra resposta, em caso de positiva, iria até a armaria atrás de seus equipamentos básicos. Assim que terminasse de se equipar, voltaria ao gabinete da capitã com o objetivo receber as ordens da sua missão.
Histórico:
 

____________________________________________________

Fala
Pensamento

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Velko'z
Membro
Membro
Velko'z

Créditos : 7
Warn : Os primeiros passos do lobo solitário 10010
Masculino Data de inscrição : 07/07/2018
Idade : 26

Os primeiros passos do lobo solitário Empty
MensagemAssunto: Re: Os primeiros passos do lobo solitário   Os primeiros passos do lobo solitário EmptyQua 01 Ago 2018, 16:19

~PRIMEIRA RONDA~



A conversa que Crowley teve com a capitã foi rápida, apenas um acerto de contas do quão motivado e preparado ele se sentia para começar sua jornada. O único interesse de Joanne era ter suas dúvidas sanadas em relação ao mink, no momento em que ele o fez, ela o parabeniza pelo alistamento, se levanta e abre a porta para que ele vá se preparar para a ronda.

O lobo se surpreendia consigo mesmo devido ao modo como ele estava se portando, pois o seu mau humor estava de certo modo contido, provavelmente por saber que não poderia despejar seus sentimentos negativo em cima daquela mulher sem sofrer as consequências. Os desejos internos de Crowley poderiam mostrar que ele viraria um marinheiro de punho de ferro, caso chegasse a esse patamar na organização.

Enquanto lembrava de seu mestre, o mink buscava pela armaria do quartel para poder se vestir adequadamente e conseguir uma arma que lhe servisse. Depois de perguntar a um companheiro de quartel, ele consegue encontrar o tal lugar e solicita aquilo que lhe é de direito. Em um primeiro momento o atendente estranha a chegada de Crowley por ali, mas conforme ele foi falando o rapaz não teve opção a não ser ver algo para ele.

Enquanto o seu uniforme era ajustado, já que não havia nada para o padrão físico do lobo o mesmo olhava algumas das opções que haviam na armaria, dentre elas haviam luvas de boxe, soco inglês, manoplas e luvas de combate para que ele pudesse escolher. Após perder algum tempo nessa espera, Crowley tinha a intenção de retornar ao gabinete da capitã, porém pode repara que a mesma não se encontrava lá, mas sim no pátio.

-Venha logo para cá Crowley, não temos todo o tempo do mundo. Joanne estava acompanhada por um outro [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]. Quando o lobo se aproximou a capitã começou a orientação. -Crowley e Albion, quero que vocês façam a patrulha perto do laboratório. Estivemos recebendo relatos de movimentação suspeita naquela região e quero que vocês fiquem de olho naquele setor para mim. Se estiver acontecendo algo, quero saber o quanto antes.

Albion bate continência e responde firmemente -Sim senhora, nós não a desapontaremos. Eu estou familiarizado com a região, acredito não ser difícil descobrir se tem algo ou não acontecendo. Joanne dispensa os dois para que comecem a sua ronda. Quando a capitã saiu de perto, o rapaz começou a se apresentar antes deles saírem do QG. -Muito prazer Crowley, como você deve ter percebido, me chamo Albion. Vim de uma transferência de outro QG.

OFF:
 

____________________________________________________



-FALA - "PENSAMENTO"
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] - [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Kaled Hawke
Civil
Civil
Kaled Hawke

Créditos : Zero
Warn : Os primeiros passos do lobo solitário 10010
Data de inscrição : 06/08/2014

Os primeiros passos do lobo solitário Empty
MensagemAssunto: Re: Os primeiros passos do lobo solitário   Os primeiros passos do lobo solitário EmptyDom 05 Ago 2018, 00:42

Ao chegar na armaria, todos os equipamentos básicos de um marinheiro foram fornecidos a Renthis, inclusive uma arma, um certo item lhe chamaria atenção era uma manopla, só que diferenciada das demais, mas não por parecer mais forte, e sim que pareciam ser perfeitas para o mink, que aparentavam [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e escolheria tal arma para ser sua, pois das tantas que haviam na armaria era esta que era perfeita para o lobo.

Ato contínuo, durante a escolha de uma arma, o uniforme do lobo estava em fase de ajustes, mas logo o serviço terminou, assim buscaria um vestiário para trocar sua roupa, e apesar de caber perfeitamente no mink, sentia-se desconfortável sem seu sobretudo e calças de couro, mas que com o tempo iria se acostumar com o tempo. Após reunir todos os equipamentos fornecidos pela marinha dirigiu-se até o gabinete da capitã para que  fossem passadas as informações da sua missão.

No meio do caminho Renthis, conseguia sentir que seu corpo estava sentido falta do álcool, começaram a aparecer sinais leves de abstinência do lobo, estava começando a suar frio e sentia-se ansioso, no momento, estava controlável, mas o Crowley sabia que não poderia aguentar muito tempo sem beber, ele tinha o que ele precisava, mas no momento não podia fazê-lo, tinha que pelo menos esperar o momento mais propicio, para que não tivesse que arcar com nenhum tipo de consequência.

Droga, já faz algum tempo que não bebo, estou começando a sentir a falta do gosto, da sensação, de tudo... Desde ontem que eu não ingiro nenhuma gota de Uísque, tudo para parecer apresentável para Marinha, e deu certo. Contudo, não posso estragar o plano agora, até que eu esteja efetivamente longe da vigilância da capitã eu vou ter que suportar as consequências, que a partir de agora vão de mal a pior.

Ao chegar ao gabinete da capitã a mesma não encontrava-se mais lá. Todavia, não demorou muito até que Renthis escutasse a voz da capitã o chamando com certa pressa, e rapidamente correria até o pátio, que era onde estava a capitã. Ao chegar lá, percebeu que um homem de olhos e cabelos escuros acompanhava a capitã e dessa forma a capitã iniciou a orientá-los sobre a missão, que seria uma patrulha próximo ao laboratório, em razão de certos comportamentos estranhos.

O que??? Eu vou ter que fazer minha primeira missão com esse humano franzino? Se algo acontecer no laboratório eu tenho certeza que ele não vai ter a mínima capacidade de se defender, ele vai ser um peso morto. Mas infelizmente a hierarquia da marinha me obriga a seguir ordens, contudo se algo der errado não vai ser eu que vou sacrificar minha vida para salvar um fracote, eu espero estar errado, mas esse garoto vai me dar trabalho ainda.

Com o término das orientações, o marinheiro Albion bate continência e responde a capitã de forma firme demonstrando segurança em suas palavras. Crowley ao observar a continência não entendeu muito bem o que era aquilo, os vários anos que passou na floresta de Torino Kingdom fez com que ele não tivesse contato direto com nenhum marinheiro, e por isso não sabia muito de alguns símbolos ou gestos utilizados pela maioria deles, a única coisa que o lobo tinha conhecimento era que tratava-se de uma organização que luta pela sociedade e que funciona por meio de uma hierarquia entre seus membros.

Albion termina de falar e assim Joanne dispensou o lobo e o homem de cabelos negros, e antes de sair para sua primeira ronda, Albion apresentou-se para Renthis e ainda informou que havia sido transferido de outro QG da marinha, consequentemente, o mink responderia.

Olá garoto, não precisa me chamar pelo meu sobrenome, pode me chamar de Renthis. Hum... Transferido? Eu ainda não entendo muito bem como funciona algumas coisas da Marinha, mas porque alguém seria transferido? E ainda mais para esta cidade, que me informaram que encontra-se um caos?

Ao fim da resposta esperaria pelo rapaz para ir em direção ao laboratório, já que o mesmo havia dito que era familiarizado com a região, então ele saberia o que fazer e para isso não era necessário ainda a força bruta do lobo.
Histórico:
 

OFF:
 

____________________________________________________

Fala
Pensamento

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Os primeiros passos do lobo solitário Empty
MensagemAssunto: Re: Os primeiros passos do lobo solitário   Os primeiros passos do lobo solitário Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Os primeiros passos do lobo solitário
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Las Camp-
Ir para: