One Piece RPG
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [Mini - Inim] O errante
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Emptypor Visastre Hoje à(s) 15:35

» Meu perfil / mini-aventura
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Emptypor ReiDelas Hoje à(s) 14:41

» [MINI-JuninhoSiq1997] O Inicio
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Emptypor JuninhoSiq1997 Hoje à(s) 12:49

» [Mini-Sting] Trabalhos sujos de formas baratas
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Emptypor Roy Collins Hoje à(s) 12:18

» [M.E.P.] Mini-Sting
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Emptypor Roy Collins Hoje à(s) 12:16

» [MINI - Pepino, o Breve] Rascunho
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Emptypor ReiDelas Hoje à(s) 12:10

» [Mini Aventura] - Gravekeeper
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Emptypor Roy Collins Hoje à(s) 07:18

» [MINI - Mirutsu] Começo da Jornada
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Emptypor Mirutsu Hoje à(s) 02:02

» Roy Collins
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Emptypor Roy Collins Hoje à(s) 01:06

» [Ficha] - S. Price
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:25

» Shimizzu Price
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:23

» [Mini - Kyoki] Uma Jornada Inesperada.
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Emptypor Kyoki Ontem à(s) 21:29

» Ficha~Pierce~
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Emptypor Pierce Ontem à(s) 21:22

» MEP Kyoki
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Emptypor GM.Hisoka Ontem à(s) 19:20

» [Mini - Benjamin] Os primeiros passos para a vingança
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Emptypor Fanalis B. Ria Ontem à(s) 19:07

» [Ficha] Violet
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Emptypor Nana. Ontem à(s) 16:35

» [Mini - Van] Seguindo conselhos
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Emptypor Van Ontem à(s) 14:00

» [Kit - Gyro Zeppeli] Blum vai pegar
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Emptypor Blum Ontem à(s) 12:17

» [Mini - Chikara] - Vamos para algum lado ?
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Emptypor Roy Collins Ontem à(s) 08:03

» Rem E. Nuf
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Emptypor GM.Remenuf Ontem à(s) 06:22



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and Fire

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade

Ir em baixo 
AutorMensagem
Nehalennia
Membro
Membro
Nehalennia

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade 10010
Data de inscrição : 26/06/2018

[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Empty
MensagemAssunto: [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade   [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade EmptyTer 26 Jun 2018, 22:38

Nome: Nehalennia
Idade: 22
Sexo: F
Raça: Humano
Tamanho: Normal
Estilo de Combate: Ceifador
Localização: Las Camp
Grupo: Civil
Vantagens: Genialidade
Desvantagens: Curioso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mephisto
Orientador
Orientador
Mephisto

Créditos : 109
Warn : [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 20
Localização : Wars Island (North Blue)

[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade   [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade EmptyQua 27 Jun 2018, 01:39

~Mini-Aventura APROVADA~


Olá, seja bem-vindo ao OPRPG!!

Eu sou um Orientador, minha função é lhe ajudar a se adaptar neste universo do OPRPG.

Sendo assim irei lhe orientar de todas as formas possíveis, a partir de dicas no decorrer desta Mini-Aventura. Como esse fórum é bem complexo em suas regras, também irei tentar responder suas dúvidas, por isso, no menu de navegação (parte superior do site) existe um link M.P. O mesmo corresponde às mensagens privadas. Lá você poderá, em qualquer momento que achar necessário, me enviar dúvidas de como prosseguir no jogo; ou pode entrar no seguinte link: https://www.onepiecerpg.com/f3-duvidas-criticas-e-sugestoes , e criar um tópico para algum membro da Staff responder; mas caso tenha dúvidas durante a Mini, pode colocar em "off" no próprio post.

Sim... Vamos ao que importa?

Abaixo seguirão algumas dicas para que leia antes de criar seu primeiro post.

DICAS:


  • Lembre-se que você apenas narra as ações de seu personagem, seu personagem nunca FAZ ele sempre TENTA e também demonstre desde o 1º post qual o seu objetivo na aventura.
  • O ambiente que você se encontra, NPC's e todo o resto que compõe sua aventura, quem cuidará disso sera seu narrador.
  • As mini-aventuras servem para corrigir seus erros na narração durante a aventura e também formas melhores de deixar sua narração mais interessante.
  • Caso a Mini-Aventura fique sem post durante 5 dias por parte do player, a mesma será cancelada.


O 1º post é seu e eu serei o seu Orientador.

____________________________________________________

Make love, not war


[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade D4wsKVj


2017 Achievements:
 


2018 Achivments:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nehalennia
Membro
Membro
Nehalennia

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade 10010
Data de inscrição : 26/06/2018

[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade   [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade EmptyQua 27 Jun 2018, 03:24



"Sempre busque por conhecimento, é a única coisa que nunca poderão tirar de você".

   Nehalennia acorda após ter sonhado com o que sua mãe tinha lhe falado em seu leito de morte, quando a garota tinha apenas 8 anos. "Foi só um sonho", respira aliviada. Percebe que tinha adormecido em sua mesa de estudos que agora estava toda bagunçada. Levanta-se rápidamente e começa a organizar as coisas, pegar papéis caídos no chão, canetas e todo o tipo de materiais, porém não consegue manter o ritmo e logo sua cabeça começa a navegar nas memórias do passado.

~Nehalennia se via com 12 anos de idade, a primeira vez que percebeu a existência do século 'vazio'. Ela tinha ido à universidade procurar livros para estudar e entrou em uma sessão que não sabia até então que era proibida. Pegou alguns pergaminhos de lá e voltou para casa e foi aí que começou sua busca em saber o que havia acontecido. Pesquisou em muitos livros sobre, até que um dia ousou a perguntar para o professor que havia cuidado dela a vida toda, Prof. Balor -Não deveria ficar perguntando sobre isso, Nene, tem tantas outras coisas que valem a pena pesquisar. Você tem muito o que viver ainda, é muito inteligente, tem tantos tópicos que você conseguiria se especializar em, não precisa buscar por algo fantasioso como um 'século vazio'.
   A memória dela pula para 4 anos depois, em seu aniversário de 16 anos. Muitas pessoas da cidade estavam presentes, um instrutor de armas que havia começado ajudá-la a utilizar diferentes tipos de foice tinha acabado de chegar em Las Camp, assim como notícias sobre um 'Exército Revolucionário' que parecia querer derrubar o Governo Mundial. Neste fatídico dia, a adolescente ouviu Prof. Balor conversar com um ancião da cidade sobre a pesquisa dela e os perigos que trazia à cidade. Ouviu sobre oficiais do G.M. irem monitorar a cidade para que nada saísse da normalidade.
   Após todos esses eventos acontecendo no mesmo dia, ela começou a ficar bem mais discreta com suas pesquisas e a esconder todos os tipos de informação que obtinha, fingia que apenas estava estudando normalmente na universidade fazendo pesquisas normais e sendo uma aluna normal.~

   Nene percebeu que já tinha terminado de arrumar suas coisas quando viu seus recortes de jornal sobre os Revolucionários embaixo de sua cama. Encarou para eles. Depois de anos de pesquisa ela conseguia entender o propósito dessa organização, inclusive ela simpatizava com eles. "Tenho procurado vocês nos últimos meses, Las Camp precisa de vocês. O mundo precisa! E eu quero ajudar". Após guardar seus recortes embaixo da madeira de seu piso, com muito cuidado para a madeira não parecer solta, Nehalennia põe seu casaco e se olha no espelho. Percebe o quanto ela cresceu desde aquela idade. Seus cabelos avermelhados estão mais longos, chegando à base de sua coluna e sua franja quase tampando seus olhos azuis como o mar. Seu rosto já aparenta ser mais de uma mulher adulta à uma criança, seu corpo esguio não tão alto mas bem maior do que aquela menina de 16 anos que havia lembrado. "Não é hora de ficar pensando nessas coisas!" balança sua cabeça para se livrar do pensamento. Dá uma última olhada em seu quarto para conferir se está tudo certo. Ajeita seu casaco e sai para tentar procurar mais pistas sobre onde estão os agentes do Exército Revolucionário.

____________________________________________________

[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Steins_gate_kurisu_makise_signature_by_myelia-d6y2zx5
Fala | Pensamento | Narração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mephisto
Orientador
Orientador
Mephisto

Créditos : 109
Warn : [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 20
Localização : Wars Island (North Blue)

[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade   [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade EmptyQua 27 Jun 2018, 15:19

~Post NEGADO~



Bem vindo ao fórum meu garoto, primeiramente calma, posts negados não são ruins certo? eles são apenas uma pequena pausa narrativa, na verdade eu trabalho pouco com eles, então não se assuste ou fique com medo de ter um post negado certo? isso não quer dizer que seu post está ruim, então não desanime, até por que sua escrita é boa, na verdade gostei muito do que você escreveu.

De maneira geral foi divertido, você escreveu com bastante criatividade e conseguiu passar de maneira bem efetiva a ideia do que a personagem tinha em mente, e um objetivo especialmente difícil dependendo da dimensão que queira cumprir ele. Bem de maneira geral, você escreve bem e esse não é o motivo do meu negado certo? O único ponto que faltou foi se atentar a algumas regras, que vou tentar deixar o mais claras possíveis para te repassar, e não se preocupe, a mini aventura é um tutorial, aqui é o lugar pra errar realmente, e corrigir aos poucos o que falta do sistema.

Bem aqui o forum tem um sistema um pouco rígido com god mode, assim como na forma de escrever as ações então vou te explicar um pouco melhor isso. Bom, em primeiro é válido te citar que, nenhuma ação que não tenha sido confirmada pelo narrador é certeza, o fórum sempre trabalha com possibilidades, no caso na base do “E Se” por isso pedimos que todas as ações ou no caso, ao menos o verbo que inicia a ação seja feito no futuro do pretérito (chamado também de Condicional), no caso verbo + ria, coisas como “correria, jogaria, pularia, falaria, procuraria, tentaria.” assim como as ações de forma geral, buscam de certo modo cobrir possibilidades, e não trazer o cenário em si.

Ok sua personagem está em casa, e beleza que ela sabe como as coisas são então não tem problema em você tentar procurar coisas que imagine que estejam em devido lugar, o mesmo serve para o personagem ser nativo da ilha, onde você de fato poderia caminhar direto pro QG, considerando saber onde ele é etc. Mas existe uma maneira pra se fazer isso usando de possibilidades e é disso que irei falar no próximo ponto antes de entrar em god mode.

Antes de tudo eu compreendi tudo antes desse parágrafo abaixo como se fosse flashback então antes dele eu vou considerar tudo como correto ok? já que no flashbcak tudo é permitido, pois remete a sua história. Então começamos do parágrafo abaixo:

Citação :
Nene percebeu que já tinha terminado de arrumar suas coisas quando viu seus recortes de jornal sobre os Revolucionários embaixo de sua cama. Encarou para eles. Depois de anos de pesquisa ela conseguia entender o propósito dessa organização, inclusive ela simpatizava com eles. "Tenho procurado vocês nos últimos meses, Las Camp precisa de vocês. O mundo precisa! E eu quero ajudar". Após guardar seus recortes embaixo da madeira de seu piso, com muito cuidado para a madeira não parecer solta, Nehalennia põe seu casaco e se olha no espelho. Percebe o quanto ela cresceu desde aquela idade. Seus cabelos avermelhados estão mais longos, chegando à base de sua coluna e sua franja quase tampando seus olhos azuis como o mar. Seu rosto já aparenta ser mais de uma mulher adulta à uma criança, seu corpo esguio não tão alto mas bem maior do que aquela menina de 16 anos que havia lembrado. "Não é hora de ficar pensando nessas coisas!" balança sua cabeça para se livrar do pensamento. Dá uma última olhada em seu quarto para conferir se está tudo certo. Ajeita seu casaco e sai para tentar procurar mais pistas sobre onde estão os agentes do Exército Revolucionário.


Ali na parte de ver os recortes do jornal logo no início ficaria melhor algo como se ela fosse procurar eles, mesmo que ela saiba que eles existam por constar na história como ficaria: “Nene procuraria os recortes de jornais que costumavam ficar embaixo da sua cama” ou  “Olharia procurando os recortes de jornais que costumavam…” isso por que ? o que muda? quando você faz isso você torna este caso uma suposição e não certeza, por mais que o narrador não fosse mudar que eles estavam lá, fica dentro das regras quando usamos isso, e sei que parece meio estranho quando cito algo assim, e de início se demora um pouquinho pra se acostumar com esses detalhes, mas logo começa a fluir tão natural, que você nem percebe.

Vamos pra a próxima frase:  “Após guardar seus recortes embaixo da madeira de seu piso, com muito cuidado para a madeira não parecer solta.”  aqui é o mesmo caso do anterior, seria correto utilizar de: “Guardaria seus recortes” ao invés de Após guardar.

Essa próxima aqui: “Nehalennia põe seu casaco e se olha no espelho. Percebe o quanto ela cresceu desde aquela idade. Seus cabelos avermelhados estão mais longos, chegando à base de sua coluna e sua franja quase tampando seus olhos azuis como o mar. Seu rosto já aparenta ser mais de uma mulher adulta à uma criança, seu corpo esguio não tão alto mas bem maior do que aquela menina de 16 anos que havia lembrado.” essa está correta, afinal, você está descrevendo a si mesma, não há por que usar o condicional, apenas em uma parte seria útil por ele que é na de  “Põe seu casaco”, ficaria melhor aqui usar “Colocaria” mas é mais bobo de certo modo essa, só que para vias de se acostumar é bom que sempre utilize.

Então essas coisas ainda até aqui não foram o maior erro do post, isso são mais particularidades do sistema narrativo, mas vou pegar aqui o ponto mais difícil de certo modo, para algumas pessoas no começo que é fazer ações, todos os erros acima não me teriam feito negar seu post, se você tivesse conseguido dar continuidade, eu teria apenas dado alguns puxões de orelha, mas teria seguido, então qual o real problema? basicamente do que da algo pra o narrador realmente trabalha, você apenas saiu de casa, e não desenvolveu nada a partir daí, sei que os primeiros posts normalmente são os mais difíceis, justamente por isso mas vamos explicar.

“Tio Meph, como que eu vou narrar algo sem cenário? já que não posso criar cenário e nem NPCs?” - A resposta pra isso meu garoto, vem de como as ações funcionam no fórum, vou dar o exemplo mais clássico de todos, baseado na ideia de comprar um barco. Mas antes uma palhinha sobre isso, no seu post por exemplo você cita ir atrás dos revos, até aí ok, mas como? o que faria exatamente? que pistas buscaria? e se fosse questionar como faria? usaria as pessoas pra se aproximar deles? essas perguntas podem facilitar quando você for escrever seu post, que é de dar prosseguimento as suas ações, criando casos e possibilidades de acordo com o que você quer fazer.

Tio Meph narrações escreveu:
Aquele dia eu havia acordado com muito na minha mente, sair daquela ilha era o que me movia, meu corpo ainda não havia despertado por completo, por mais que, que já estivesse a muitas horas acordado, ainda me sentia cansado, bocejaria nesse momento, demonstrando um pouco disso, apesar de não ser intencional que pessoas que pudessem estar ao redor vissem. Sairia de onde estivesse nesse momento caminhando em direção ao porto da ilha, eu morava aqui a muito tempo, então chegar lá talvez não fosse um desafio,  meu objetivo era conseguir um barco e pra isso eu preciso de dinheiro, em primeiro checaria o que eu tenho comigo. Colocaria a mão nos bolsos, e procuraria qualquer índice de dinheiro, não sabia o que havia sobrado de minhas economias, mas esperava que alguma coisa tivesse sobrado ao menos. Bem se tivesse algo contaria pra ver quanto seria, se nada estivesse ali… bom, aí eu só podia rir pra não chorar. De todo modo eu poderia tentar trabalhar pra conseguir algo em todo caso, ou quem sabe ter uma carona.

Assim que chegasse no porto, começaria procurando barcos pesqueiros, isso poderia ser o melhor e começaria oferecendo meus serviços. - Senhor você pretende sair da ilha? eu não sou exatamente um pescador mas tenho bons braços, e poderia ajudar de algum modo no barco, até mesmo com trabalhos braçais pra descarregar as caixas ou as redes, e puxar elas de dentro do mar.- Falaria de certo fazendo um muk no braço esquerdo e mostrando que tinha um pouco de força, apesar de que não sou lá o exemplo no que se trata de musculatura, mas alguma coisa existe ali haha… é rir pra não chorar mesmo. Entretanto prosseguiria. - Posso também limpar o convez ou coisas parecidas, desde que eu pudesse ir minha viajem, ou receber alguns trocados por isso quem sabe.- eu esperava que ele entendesse o que estava falando e no fim das contas, poderia dar muito errado também, mas esperava eu que não.

Caso não conseguisse… (Continua)

Ok esse é o primeiro exemplo, note que ele supõe tudo até o dinheiro, ele checa pra ver se tem algo, e narrador de fato pode colocar que tem ou não, mas esse nem é o foco, veja que nesse post há uma desenvoltura de ações e uma tentativa de buscar o objetivo dele. E claro isso é um pequeno exemplo não estou impondo um estilo narrativo, então não precisa ser isso, foi apenas pra mostrar como funciona essa parte.

Vou dar um segundo exemplo, esse eu uso constantemente então é apenas um quote de algo que eu já havia feito antes, não é algo novo que trago pra seu post, o caso diferenciado fiz acima, mas vamos a esse quote que costumo usar:

Old Meph orient appeared ! escreveu:
Vamos lá vou explicar como as ações funcionam exatamente no fórum e dos exemplos disso certo? As rotas de ação elas vão ser “casos” elas são o que seu personagem faria se coisa x ou y ocorresse, ou seja, se cria propostas para situações simples, digamos que você fosse perguntar a alguém sobre uma loja de armas, imaginando esse cenário, seria assim: “ Sabia então que eu precisava de uma arma para lutar afinal é perigoso se envolver com aqueles homens, caminharia pela cidade em busca de uma loja, olharia por placas vitrines, caso tivessem locais com as portas abertas também conferiria, caso eu visse pessoas na rua a perguntaria a pessoas que pudessem andar por ali. - Sabe me dizer onde posso achar uma loja de armas? - Se a resposta fosse positiva eu faria X se negativa perguntaria a outras pessoas que pudessem estar por lá. Se eu encontrasse a loja seja por informações ou por conta própria adentraria e pediria pra ver armas de fogo, claro que optaria por minha especialidade...” Esse é um exemplo aleatório apenas mostrando como são as ações baseadas em casos subtilizadas no fórum, todas elas veja que não descrevi cenários nem NPC’s e mantive o pretérito e tentativas, nesse caso ai acima ela está mecânica mas é apenas um exemplo. Alem disso sempre que uma ação sua gera uma fala é necessário colocar exatamente a fala exemplo: "Caso contrário o jovem negociaria algo próximo de pelos menos as duas espadas" depois disso insira a fala colocando exatamente como seria essa negociação, mostre as expressões faciais do personagem, se ele gesticula falando etc.

Se no fim, ainda estiver faltando mais alguma coisa, restarem dúvidas do sistema, estou disponível por MP e por Discord, meu discord é esse: Mephisto#8447 e uso Skype também, meu skype fica logo abaixo, logo antes da bolinha verde do online. Caso queira bater um papo, ou discutir melhor sobre o sistema narrativo. No fim pode manter o Flashbakc que você fez e na real o post que tem até aqui dando aquela ajeitadinha no pretérito, e depois desenvolver essa última parte, criando mais casos e ações e avançando no seu objetivo. Qualquer coisa pode perguntar, tentarei sempre responder o mais rápido possível.

Peço que não desanime por conta disso, bola pra frente e vamos com tudo.

[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade AW506713_02

____________________________________________________

Make love, not war


[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade D4wsKVj


2017 Achievements:
 


2018 Achivments:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nehalennia
Membro
Membro
Nehalennia

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade 10010
Data de inscrição : 26/06/2018

[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade   [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade EmptyQua 27 Jun 2018, 17:02



"Sempre busque por conhecimento, é a única coisa que nunca poderão tirar de você".

   Nehalennia acorda após ter sonhado com o que sua mãe tinha lhe falado em seu leito de morte, quando a garota tinha apenas 8 anos. "Foi só um sonho", respira aliviada. Percebe que tinha adormecido em sua mesa de estudos que agora estava toda bagunçada. Levanta-se rápidamente e começa a organizar as coisas, pegar papéis caídos no chão, canetas e todo o tipo de materiais, porém não consegue manter o ritmo e logo sua cabeça começa a navegar nas memórias do passado.

~Nehalennia se via com 12 anos de idade, a primeira vez que percebeu a existência do século 'vazio'. Ela tinha ido à universidade procurar livros para estudar e entrou em uma sessão que não sabia até então que era proibida. Pegou alguns pergaminhos de lá e voltou para casa e foi aí que começou sua busca em saber o que havia acontecido. Pesquisou em muitos livros sobre, até que um dia ousou a perguntar para o professor que havia cuidado dela a vida toda, Prof. Balor -Não deveria ficar perguntando sobre isso, Nene, tem tantas outras coisas que valem a pena pesquisar. Você tem muito o que viver ainda, é muito inteligente, tem tantos tópicos que você conseguiria se especializar em, não precisa buscar por algo fantasioso como um 'século vazio'.
   A memória dela pula para 4 anos depois, em seu aniversário de 16 anos. Muitas pessoas da cidade estavam presentes, um instrutor de armas que havia começado ajudá-la a utilizar diferentes tipos de foice tinha acabado de chegar em Las Camp, assim como notícias sobre um 'Exército Revolucionário' que parecia querer derrubar o Governo Mundial. Neste fatídico dia, a adolescente ouviu Prof. Balor conversar com um ancião da cidade sobre a pesquisa dela e os perigos que trazia à cidade. Ouviu sobre oficiais do G.M. irem monitorar a cidade para que nada saísse da normalidade.
   Após todos esses eventos acontecendo no mesmo dia, ela começou a ficar bem mais discreta com suas pesquisas e a esconder todos os tipos de informação que obtinha, fingia que apenas estava estudando normalmente na universidade fazendo pesquisas normais e sendo uma aluna normal.~

   Nene percebeu que logo estaria terminando de arrumar sua bagunça. Faltariam apenas alguns recortes de jornal com informações sobre o Exército Revolucionário, que começara a simpatizar com o propósito deles após anos e anos de pesquisa. Procuraria os recortes para saber como prosseguiria, onde iria, quem procuraria. "Tenho procurado vocês nos últimos meses, Las Camp precisa de vocês. O mundo precisa! E eu quero ajudar". Colocaria seu casaco e se olharia no espelho. Percebia o quanto havia crescido desde aquela época. Seus cabelos avermelhados estavam mais longos, chegando à base de sua coluna e sua franja quase tampando seus olhos azuis como o mar. Seu rosto já aparentava ser mais de uma mulher adulta à uma criança, seu corpo esguio não tão alto, mas bem maior do que aquela menina de 16 anos que havia lembrado. "Não é hora de ficar pensando nessas coisas!" balançava a cabeça se livrando do pensamento. Olharia seu quarto uma última vez para assegurar-se de que não tinha deixado nada comprometedor à vista.

   Sairia de casa com o intuito de procurar mais pistas sobre a organização que tanto respeitava. Iria em direção à universidade onde teriam jornais de diversas ilhas, atualizados, que poderiam gerar novas pistas sobre o paradeiro deles. Queria descobrir se havia algum agente ativo no West Blue para tentar contatá-lo e tentaria fazer isso com a maior discrição possível. Caso achasse informações que alguém estivesse na ilha ou nas ilhas próximas, tentaria procurá-lo, mas antes, iria até o dojo de seu instrutor para tentar conseguir uma foice para acompanhá-la e ajudar em sua proteção "Nenhum agente vai baixar a guarda, nem mesmo para um nativo. Qualquer um pode ser suspeito.". Se chegasse a ir no dojo, procuraria saber se seu instrutor ou alguém estaria por lá, caso sim, perguntaria se poderia pegar uma das armas ali. -Ooi sensei, queria praticar um pouco com a foice em casa, com aqueles movimentos que você me mostrou uns tempos atrás, me sinto ficando enferrujada. Poderia, por favor, levar uma foice comigo? abria um sorriso, sabia que seu sensei não a deixaria levar tão fácil então tentaria ser o mais convincente possível.

Off:
 

____________________________________________________

[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Steins_gate_kurisu_makise_signature_by_myelia-d6y2zx5
Fala | Pensamento | Narração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mephisto
Orientador
Orientador
Mephisto

Créditos : 109
Warn : [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 20
Localização : Wars Island (North Blue)

[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade   [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade EmptySex 29 Jun 2018, 09:10

Welcome To The Jungle


Ohh father, tell me
Do we get what we deserve?
We get what we deserve
Way down we go

Era um dia simples e silencioso, uma manhã calma em Las Camp, nem mesmo os pássaros cantavam por ali, o sol já havia saido a algum tempo, o que indicava que não era assim tão cedo, estava um clima agradável, por volta ali dos seus 23º os ultimos resquicios de neve do último inverno estavam derretendo, estava dando lugar a uma nova estação, agora aquilo deveria estar marcando o começo da primavera, as plantas antes congeladas, já exibiam seu verde novamente, por mais que esse não fosse um forte da ilha já que era bem pouco arborizada, e o vento antes forte que carregava os flocos de neve, muitas vezes agressivo, agora era uma leve brisa suave e gostosa. O sol estava iluminando as planícies da cidade, era uma cena bonita de se ver, quando a luz batia sob as gotas de água que restavam nas folhas. Naquele calmo e sereno momento a nossa heroína despertava, ela tinha uma noção do quanto tinha crescido até ali, quanto tempo se passou desde que seus objetivos haviam nascido, e dali mesmo ela buscava embaixo de sua cama, todos os velhos recortes que havia reunido.

Ali tinham muitas matérias sobre os mais diversos criminosos, apesar de que para ela eles não eram bem criminosos, os revolucionários eram idealistas, homens que seguiam suas ideias acima de suas próprias vidas, então era questionável, até que ponto isso era um crime? Talvez daí viesse a admiração, mas no momento que checava todos os seus recortes um a chamava atenção era a imagem de uma mulher, Natalya Heartfallen, uma mulher originária da ilha, que havia a muito se aliado aos revolucionários, a ideia é que talvez ela nunca tivesse saído da ilha e pudesse ser um ponto importante para que a garota em algum momento viesse de encontro a os líderes da revolução. Depois de seu breve momento relembrando seus objetivos, ela se olhava pelo espelho, enquanto colocava seu casco e finalmente se retirava de casa.

O mundo lá fora estava como ela costumava lembrar dele, afinal, não é como se a ilha lhe fosse novidade, a área completamente urbanizada, muitas casas por todo lugar. Apesar de que o local onde ela morava, não estava bem ao grande centro, mas em uma zona um pouco isolada, apesar de serem muitas, as casas aqui eram bem simples, e pequenas algumas já passavam um tom mais envelhecido, apenas o tempo e o clima fazendo seu trabalho. Ao menos naquela perto de sua casa estava um tanto silenciosa, poucas pessoas passavam ali perto, o que era até um pouco estranho visto como ilha normalmente se portava, mas não era o momento que lhe buscava a atenção, afinal ela já sabia pra onde estava indo. Seguindo em frente por alguns minutos em uma caminhada simples, ela finalmente alcançava a parte central da ilha, era um lugar bem grande, as casas aqui se faziam muito maiores, a arquitetura diferente das anteriores era algo mais rebuscado, pareciam ser reformadas de tempos em tempos, visto que mesmo sendo antigas as marcas do tempo não tinham atingido elas ainda. Mas finalmente o grande edifício, se mostrava pra ela, a faculdade de Las Camp, ali muitas pessoas jovens caminhavam pelo pátio subindo as escadarias que levavam a parte interna do lugar.

Adentrando naquele ambiente que já lhe era conhecido, Nene sabia pra onde precisava caminhar, e logo caminhava despreocupada, sabia que precisava de certa naturalidade se não desejava levantar suspeitas, pois sabia dos perigos que isso apresentava, e como poderia ser um problema se alguém sequer sonhasse com o que pretende fazer, mas aos poucos conseguia desenvolver seus planejamentos, fuçando pela grande biblioteca, finalmente estava fronte aos jornais atualizados, a maioria das notícias em Las Camp eram sobre piratas, às vezes mesmo nos jornais mais novos, ainda mostravam a lacuna gigante que o ataque de Masimos Titã Howker tinha feito a ilha, sim, aquele episódio tinha marcado a história daquele lugar para sempre. Talvez por algumas horas fosse um pouco frustrante pois quase nada lhe era útil mas um brilho de esperança chegava, nas páginas de jornal de ontem uma notícia fresquinha Natasha Romanov, Major revolucionária de 10.000.000 de recompensa havia causado algo naquela ilha.

Jornal Local escreveu:
Uma grande tragédia atingiu hoje a Central de Las Camp, uma das mais perigosas mulheres do West Blue caminha entre nós, é possível até mesmo sentirmos o cheiro do perigo, Natasha Romanov, invadiu de maneira bem sucedida a central de inteligência do QG, roubando para si valiosas informações e projetos tecnológicos em desenvolvimento, o poder dos bandidos que chamamos de revolucionários apenas cresce e alguém precisa fazer algo.

Apesar de as más línguas afirmarem que a mulher ainda permanece na ilha, é incerto dizer que ela realmente esteja em tal lugar, no entanto é válido que todos se mantenham em estado de alerta, pois o perigo mais uma vez está rondando Las Camp, é aconselhável que todos se recolham cedo, e evitem áreas portuárias depois do fim da tarde, já que costumam ser zonas visadas, principalmente docas clandestinas que possam rondar a ilha.

Até quando a ilha vai sofrer na mão de tiranos? até quando teremos que viver com medo? alguém precisa fazer alguma coisa. Precisamos de heróis na ilha, precisamos que alguém se levante para nos salvar!!

- Zack Rider, Editor chefe de Las Camp

A garota tinha dois nomes prováveis agora, mas talvez o novo nome por mais recente fosse mais simples, ou mesmo mais atrativo, bem ela poderia escolher no fim das contas. Após todo seu caminhar ela finalmente ia começar a se mover, mas o que fazer dali? bem primeiro de tudo precisava de uma arma, e desse modo partia pra visitar seu velho mestre, o dojo estava como sempre, bem limpo, a estrutura apesar de já demonstrar velhice, estava bem firme e rígida, adentrando no local pouco mudava, os tatames pelo chão, as shinais penduradas nas paredes, e as armas reais sob a mesa que ficava na sala ao lado que naquele momento estava com a porta aberta, ela tinha um alvo específico ao qual se dirigia ao seu antigo tutor, O velho homem estava ali, trazia consigo uma expressão séria ao ouvir a indagação. - Bem, entendo, mas levar armas com você é bem perigoso não acha?- Falava ele olhando de maneira calma e tranquila, ele tinha um chá nas mãos enquanto pronunciava essas palavras.

Ele tomava um leve gole antes de prosseguir com tudo, sentava ao lado do pequeno centro sob o tapete de maneira cordial. - Sente um pouco pequena, aceita um copo de chá?- falava agora mostrando um pouco mais de sua cordialidade e gentileza para ela, enquanto parecia estar disposto a conversar. - Bem se você se sente um pouco enferrujada, podemos treinar em alguns horários por fora, se desejar, você sempre foi uma boa aluna, então não seria ruim.- Falava ele preparando pra colocar uma segunda xícara caso a menina aceitasse, e depois prosseguiria falando após dar mais um gole. - Mas me diga, acha realmente necessário levar a foice com você?- completava sério e um pouco ainda contrariado com a ideia, talvez fosse ser difícil de convencer ele a entregar, ela precisaria de um pouco mais de diálogo nisso, afinal ele era um homem ríspido.

Dicas & Orientações:
 


____________________________________________________

Make love, not war


[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade D4wsKVj


2017 Achievements:
 


2018 Achivments:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mephisto
Orientador
Orientador
Mephisto

Créditos : 109
Warn : [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 20
Localização : Wars Island (North Blue)

[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade   [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade EmptySab 07 Jul 2018, 12:39

Mini-Aventura CANCELADA...


Mini-aventura cancelada por inatividade. Caso queira reabrir sua mini mande PM para algum orientador, GM ou ADM.

____________________________________________________

Make love, not war


[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade D4wsKVj


2017 Achievements:
 


2018 Achivments:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade   [Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Mini - Nehalennia] - Em busca da verdade
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Mini-Aventura :: Mini-Aventuras Concluídas ou Canceladas !-
Ir para: