One Piece RPG
Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» O Ronco do Bárbaro
Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Emptypor Ghast Hoje à(s) 02:56

» Cap. 2: Da alvorada ao Crepúsculo, os aspectos da liberdade surgem!
Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Emptypor Akuma Nikaido Hoje à(s) 02:29

» [Mini Aventura] Agnar
Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Emptypor Shroud Hoje à(s) 02:27

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 01:29

» [Frota] LB - Lótus Branca
Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Emptypor Mirutsu Hoje à(s) 00:37

» ☆☆I'm a motherf#$%in' starboy!☆☆
Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Emptypor Wild Ragnar Ontem à(s) 21:21

» Rim Arkman
Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 21:11

» Kit — Maes/Elicia Hughes
Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 20:32

» Sombras do Passado
Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Emptypor Bijin Ontem à(s) 20:31

» Fogo e Sangue
Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Emptypor Khrono Ontem à(s) 19:56

» O vagabundo e o aleijado
Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Emptypor Ghast Ontem à(s) 18:28

» Le voleur de coeurs - Un conte
Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Emptypor Jin Ontem à(s) 17:02

» Sons of Vermillion's Blood: Gênesis
Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Emptypor Midnight Ontem à(s) 15:29

» Só mais uma Aventura
Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Emptypor Van Ontem à(s) 15:27

» Rem E. Nuf
Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 12:37

» The New Terror of Pirates
Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Emptypor Vincentão Ontem à(s) 12:22

» あんみつ - Anmitsu
Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Emptypor Skÿller Ontem à(s) 02:06

» I - Dançando No Campo Minado
Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Emptypor Achiles Ontem à(s) 00:02

» I - Conhecendo o mundo
Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Emptypor Bijin 17/1/2020, 22:53

» Cap. 1 - Abrindo caminho
Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Emptypor Bijin 17/1/2020, 22:30



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Kalisto - Dragões e Demônios

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 70
Warn : Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Kalisto - Dragões e Demônios   Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Empty30/5/2018, 19:46

Relembrando a primeira mensagem :

Kalisto - Dragões e Demônios

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Kalisto. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Lyniel
Membro
Membro


Data de inscrição : 17/04/2018

Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Kalisto - Dragões e Demônios   Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Empty15/6/2018, 19:23

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Post 5
Kalisto - Dragões e Demônios
 
Como o trajeto costumeiro era guiado pela mulher, mantinha quieto durante todo o percurso, qual relação teria o chamado de Ferry sobre todo o cenário em que a ilha se mantinha? Poderia ser algo sobre Kuerv? Talvez podia ser algum tipo de missão especial, relacionada as figuras que vi mais cedo, talvez um aviso ou repreensão por não ter vindo ainda agradecer o meu salvador, aquele que me livrou de meu antigo cativeiro. Subimos a escadaria do lobby do local, estava tão habituado, que sem olhar aos pisos, pude subir sem nenhum tipo de impedimento. Fomos até a última escadaria, até a sala de Kurt, com entalhes de dragões em cada piso daquela escadaria de madeira. Como pude notar, as salas qual nunca havia visto o interior, provavelmente eram os dormitórios dos melhores caçadores daquele clã, almejava algum dia,estar ali entre os melhores dos melhores, ao lado de Kurt. A grande porta de madeira, rústica como as demais era guardada por duas figuras de dragões que eram tão ameaçadoras quanto o dono daquele espaço, parei fronte a porta enquanto a provável assistente avisava sobre minha chegada, pude entrar, e fazendo apresentações costumeiras, pude ver uma figura diferente, não o conhecia mas provavelmente era importante para estar naquela sala com Ferry.
 
A sala, como me lembrava estava muito bem arrumada, nada de estranho podia ser visto, além da garrafa de saquê na mesa de centro. Sentava em uma das poltronas do lugar, enquanto que ouvia atentamente cada palavra do caçador de recompensas. - Sei que você não fala Kalisto, não por sua culpa claro, sabe que gosto de conhecer bem os meus "filhos", mas você...tão fechado em seu silencio e seus traumas, por isso o papel e a caneta a sua frente, vou cortar o papo furado, e partir logo para o que tem-me perturbado nos últimos dias, Kuerv... Onde ele esta? Tem tido alguma noticia dele? - Evitava demonstrar qualquer sentimento enquanto Kurt falava, iria contar tudo. - Assim que souber algo sobre ele, ou o vir, quero que me informe, imediatamente, parece que ele andou quebrando algumas regras do clã... - Provavelmente Kurt já sabia sobre o que Kuerv havia feito, estava em um empasse, falar sobre o que sabia e prejudicar meu amigo, ou então, desobedecer meu superior e me sentir culpado, com uma grande parcela de chance de descobrirem minha mentira e provavelmente ser punido por isso. Pegava o copo de saquê, e tomava um gole, enquanto que pensava no que iria fazer, em seguida, pegava a caneta e tendo a mesa como apoio escreveria um bilhete curto.
 

Kalisto escreveu:
Ferry, primeiramente, venho lhe agradecer como todos os anos, muito obrigado por ter me salvado a seis anos atrás. Segundo, Kuerv falou que eu não poderia lhe contar isso mas me nego a te desobedecer, ou ocultar qualquer coisa de você, tenho reverência aos meus superiores. Não sei aonde ele está, mas ele está na ilha e provavelmente vai tentar entrar em contato comigo o quanto antes, ele é um procurado? Se for, gostaria com que deixasse essa captura em minhas mãos, nada mais justo que um irmão, cair pelas mãos de outro irmão. Se já tivermos acabado por aqui, preciso fazer um trabalho.

 
Se não fosse liberado, manteria-me atento sobre o que Ferry iria me dizer.
 
Se o interrogatório houvesse acabado, e minha saída houvesse sido liberada, visualizaria no mapa mirrado aonde era localizado as copas roxas, e me dirigiria até lá, quanto estivesse chegando perto, procuraria por corpos, mantendo-me atento a qualquer coisa que se aproximasse, calculando o tempo para que um saque rápido e efetivo fosse feito, a vantagem do primeiro golpe, era algo que deveria ser explorado com maestria em uma batalha. Em todo momento enquanto vagasse pelas copas rochas, matinha o mapa guardado e a mão direita na empunhadura negra de minha Katana, sorrateiramente afim de pegar meu oponente de surpresa. Se a batalha fosse inciada, qual fosse meu oponente, e ele houvesse tentado um golpe supresa pulando contra mim, abaixaria meu tronco para trás, deixando a espada e impondo força para frente afim de parti-lo no meio enquanto que me afastava.
 
Se meu oponente atacasse com uma investida, qual fosse, frontal lateral, ou pelas costas, realizaria um pulo enquanto que esperava sua cabeça, afim de aflingi-lo como uma estocada vertical contra seu crânio e fincar-lo no chão enquanto retirava minha katana e afastaria-me. Se o oponente, possuísse garras ou dentes, não tentaria medir força, e iria esquivando no momento certo, calculando a cada movimento com a minha noção exata do tempo, quando achasse uma brecha iria tentar um corte em meia lua contra sua cabeça ou seu pescoço enquanto que iria me afastar a fim de analisa-lo em todos os seus sentidos, como se fosse um animal, ou talvez um humano selvagem. Se ele me encarasse, manteria-me longe, e com os olhos bem fixados no oponente, tentaria acompanha-lo em todos os seus movimentos, criando uma leitura corporal em toda a sua essência. Em todos os ataques e defesas, empunharia a lâmina com as duas mãos, para aumentar o poder de corte, e consequentemente, minha própria força.
 
Considerações:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mitsurugi1
Civil
Civil
Mitsurugi1

Créditos : Zero
Warn : Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2016
Idade : 27
Localização : North Blue

Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Kalisto - Dragões e Demônios   Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Empty18/6/2018, 09:45

IV

____


Kalisto finalmente pega a caneta e o papel, e começa a escrever o pequeno texto a Kurt, enquanto o tal sujeito nomeado de Freizer, mantinha os olhos fixos no espadachim, e em todos os seus movimentos. Ao terminar de escrever, o samurai arrasta o papel pela mesa, posicionando-o até a frente de Ferry, que antes de lê-lo, limita-se a olhar primeiramente ao loiro sentado logo ali, que "responde" o olhar com um gesto positivo com a cabeça. Kurt pega o pequeno papel e o lê em silencio por alguns segundos, e ao terminar, libera um discreto sorriso.

- Não sabe como fico feliz com sua honestidade meu rapaz, e vamos dizer que hoje, você passou em mais um de meus testes. Dizia o homem de cabelos grisalhos - O Sr. Freizer aqui, é um perito em leitura corporal, qualquer minimo dos movimentos que indiquem uma mentira, ele com certeza percebera... e segundo ele você não me escondeu nada, ótimo. Disse o homem repousando o bilhete novamente sob a mesa, enquanto o dito Freizer tomava uma postura mais relaxada na poltrona, voltando a bebericar sua bebida - Kuerv aparentemente quebrou uma das poucas regras que temos aqui, se meteu com o governo, até onde eu sei ele entrou em conflito com um Tenryuubito em uma ilha próxima, sei que esses sujeitos são uns patifes, mas a marinha esta me pressionando, dizendo que estou abrigando um procurado, em uma de minhas mãos tenho a segurança e estabilidade de todo o nosso clã, e na outra a vida de um de meus filhos... - Kurt levava uma se suas mãos a testa, e a massageava lentamente, como se sua cabeça estivesse a explodir em dores internas -...Se vir o Kuerv, avise-me, eu ainda não sei como lhe darei com ele, mas de forma alguma a marinha deve chegar a ele antes de mim, entendido? Esta dispensado rapaz, e cuide-se, para não acabar entrando no caminho do governo você também.

Kurt vira o restante de sua bebida em um único gole, levanta-se e vai até sua mesa, Kalisto aproveita a deixa para fazer o mesmo, e deixa a sala logo em seguida, ainda "digerindo" tudo o que ouvira até ali. O jovem munido de sua arma e coragem, toma o rumo para fora do grande castelo Anti-Bullet, seu destino agora era a dita "copas roxas". Kalisto abre seu mapa, o espadachim sabia que as tais copas roxas, eram um aglomerados de arvores a Oeste da ilha, popularmente conhecida por este nome devido a suas folhagens de cores arroxeadas, conhecida por ser uma excelente área de caça de cervos e por suas grutas enormes.
Mapa:
 

---
Caminhando a cerca de uma hora e quarenta minutos, o ambiente civilizado da cidade havia deixado espaço para uma densa floresta de pinheiros, o solo era tomado por um palmo de neve, ao qual cobria inteiramente sues pés, Kalisto já começava a avistar as copas roxas dos pinheiros no horizonte, estava em meio a floresta, ao qual sabia que era selvagem, mas isso nunca o impedira de explorar tais áreas quando mais novo. Chegando ao local, o espadachim logo encontrou os restos mortas do que pareciam ser 3 homens adultos, portavam consigo arcos e flechas, e alguns punhais de baixa qualidade, os corpos estavam dilacerados, com braços arrancados e tripas para fora, o sangue na neve ja estava negro, os corpos estavam levemente brancos e extremamente gelados, o forte odor de putrefação era pesado, revelando que a decomposição dos mesmo ja se iniciara a algum tempo. Kalisto estava ali em pé, no centro dos destroçados homens, o que ele faria para encontrar sua presa?



____________________________________________________

- Fala
*Pensamento*
~Sonho/Ilusão~
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Lyniel
Membro
Membro
Lyniel

Créditos : Zero
Warn : Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 10010
Data de inscrição : 17/04/2018

Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Kalisto - Dragões e Demônios   Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Empty18/6/2018, 17:01

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Post 5
Kalisto - Dragões e Demônios
 
Depois de entregar o papel a Kurt, respirava fundo, liberando um senso de insatisfação, além de tristeza, Kuerv estava encrencado. Kurt leu o papel após dar um olhar firme ao loiro, que parecia responder afirmamente com gestos simples com sua cabeça. - Não sabe como fico feliz com sua honestidade meu rapaz, e vamos dizer que hoje, você passou em mais um de meus testes. O Sr. Freizer aqui, é um perito em leitura corporal, qualquer minimo dos movimentos que indiquem uma mentira, ele com certeza percebera... e segundo ele você não me escondeu nada, ótimo. - Kurt parava para dar um gole em sua bebida, no mesmo o acompanharia também bebendo um pouco, iria trabalhar e não queria que a bebida me deixasse zonzo. - Kuerv aparentemente quebrou uma das poucas regras que temos aqui, se meteu com o governo, até onde eu sei ele entrou em conflito com um Tenryuubito em uma ilha próxima, sei que esses sujeitos são uns patifes, mas a marinha esta me pressionando, dizendo que estou abrigando um procurado, em uma de minhas mãos tenho a segurança e estabilidade de todo o nosso clã, e na outra a vida de um de meus filhos. Se vir o Kuerv, avise-me, eu ainda não sei como lhe darei com ele, mas de forma alguma a marinha deve chegar a ele antes de mim, entendido? Esta dispensado rapaz, e cuide-se, para não acabar entrando no caminho do governo você também.
 
Despedindo-me da mesma forma cujo havia chego, sairia fazendo o caminho inverso do qual havia feito para chegar a sala de Ferry Kurt. As copas roxas, um aglomerado de árvores que mesmo em meio a neve refletiam a luz roxa, cada uma de suas folhas. Visualizando no mapa, chegava em um cenário assustador para aqueles que não eram calmos naturalmente, corpos em péssimo estado largados ao chão, como se tivessem sidos atacados por algum animal selvagem, o que era de fato a minha missão. Mas como prosseguir sem saber aonde a criatura se encontrava? Talvez sentindo um cheiro forte, ou um barulho muito alto a criatura ouvisse e me atacasse.
 
Os corpos que entravam em estado de decomposição, não seria possível passar a carcaça para emanar um cheiro encantador para o animal, talvez o fogo pudesse chamar atenção, mas não tinha nada para tacar fogo naqueles corpos. Restava fazer barulho, talvez gritar seria uma boa opção, entretanto, era mudo e não conseguiria arrancar nada se não alguns gemidos breves e baixos. Me via em um empasse, sem saber nenhuma forma em chamar a atenção da criatura, talvez pudesse sentir o cheiro se urinasse? Provavelmente sim, abaixava as calças e dava jatos rápidos em cada tronco daquele lugar, enquanto que sentava-me em um lugar limpo e esperava meu oponente, em uma posição estreitamente pensada para dar um rolamento caso fosse atacado, meus movimentos na realidade, baseariam-se todos em contra ataques, enfrentar frente a frente um animal que provavelmente era mais forte fisicamente, era a melhor opção que tinha no momento.
 
Ouvia o silêncio, e mantinha a guarda alta, buscando perceber cada alteração, qualquer som que pudesse me fazer deduzir a posição do meu oponente, e manteria a calma até o ultimo momento, calculando exatamente o momento para esquivar-me na ultima hora, e provavelmente sair ileso do ataque, assim como aplicar um contra golpe.
 
Se fosse atacado frontalmente tentaria uma esquiva para a direita enquanto que movia a minha katana desembainhada no ultimo momento, em um arco buscando acertar o torço da criatura em um golpe ascendente e diagonal, atacando e defendendo exatamente no mesmo movimento, enquanto que afastava-me e esperava o efeito do meu possível golpe fazer efeito e preparava uma esquiva ou bloqueio, assim como analisava cada ponto do meu oponente, suas armas, suas qualidades físicas, tudo que pudesse perceber.
 
Caso fosse atacado diagonalmente em minha linha de visão, tentaria um rolamento para o lado contrário do golpe, enquanto pulava e guiava minha espada em um movimento bruto descendente, visando o pescoço do meu oponente, recuando e mantendo a guarda alta, visualizando cada possível defeito e qualidade do meu oponente qual pudesse perceber. Caso fosse atacado fora da minha linha de visão e conseguisse perceber a aproximação, colocaria-me em posição de guarda, pulando e buscando um golpe descendente de estocada contra o meu oponente, pulando para longe logo depois, mantendo um espaço de no mínimo 5 metros.
Considerações:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mitsurugi1
Civil
Civil
Mitsurugi1

Créditos : Zero
Warn : Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2016
Idade : 27
Localização : North Blue

Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Kalisto - Dragões e Demônios   Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Empty19/6/2018, 11:21

IV

_____





Os olhos do espadachim se abriam pesadamente uma vez mais, sua cabeça zumbia e rodopiava em seu próprio eixo, sua barriga ardia e roncava em sue interior, o fedor de urina não colaborava, onde Kalisto se segurava para não vomitar sobre si mesmo. Estava sentado em um piso de madeira, em meio a escuridão quase que total, a iluminação fraca e longe de uma vela era tudo o que tinha naquele buraco, o som do tilintar das grossas correntes de ferro ecoavam a cada movimento de seu braço. O samurai pode identificar o movimento de uma silhueta andando pelo largo corredor afrente de sua sela, a escuridão não permitia-o identificar seu rosto, ou se era homem ou mulher, apenas pode notar o individuo se direcionando a uma sela ao lado da sua, fazendo estalar o som metálico do cadeado se abrindo, e as barras de ferro se movendo, 5 minutos se passam, e o individuo deixa a sela com uma terceira pessoa, bem menor em porte físico, a julgar pelo formato da silhueta, o mesmo se esperneava, e tentava agarrar em qualquer objeto que alcançasse, enquanto o primeiro individuo parecia não fazer esforço em arrasta-lo - NÃO... ALGUÉM AJUDE... ELE ESTA MORRENDO... KALISTO... SALVE-O... POR FAVORRRRR... A voz aguda e fina revelava ser feminina, e ia se dissipando na escuridão conforme era arrastada pelo corredor, depois disso, os sentidos do espadachim se desligaram, voltando as profundezas de seus sonhos.

---


Em pé, ali no meio dos corpos em decomposição, Kalisto decidia o que faria em seguida, tentando elaborar a melhor forma para a aparente criatura que caçava se revelasse a ele. O moreno caçador opta por arriar as calças, e começar a batizar os pinheiros roxos mais próximos de si, quando termina de se aliviar, o espadachim se aproximava a uma área limpa que pudesse repousar, mais próximo do mar onde sabia que o oceano poderia guardar-lhe a retaguarda. Se aproximando das águas gélidas, o espadachim pode perceber algo incomum, restos de tabuas estilhaçadas balançavam entre as águas inquietas, olhando mais ao horizonte pode ver partes de remos e algumas caixas flutuando e batendo contra a costa de terra da ilha, aparentemente uma embarcação naufragara próximo a ilha, um pedaço de papel fixado em uma das tábuas chegava bem aos pés do espadachim, e apenas batendo os olhos, Kalisto já pode ler parcialmente o que estava escrito. Tratava-se de um cartaz, escrito e desenhado a tinta, a gravura que antes preenchia metade do papel se dissolvera em contato com a água, mas parte da escrita, na parte inferior do cartaz ainda era legível.

Cartaz escreveu:
[Texto ilegível]...confiram uma das criaturas mais aterrorizantes e ferozes do além mar, trazido dos confins do novo mundo para o fantástico Malk Zoo, a fera conhecida como "Basilisco", da família dos draconideos é conhecido por seu letal veneno,  que seu próprio halito pode derreter correntes, e por ser um dos predadores mais perigosos da natureza, confira mais nos visitando...[Texto Ilegível]


As novas informações poderiam ser uteis ao caçador, se se assentava ao solo seguindo seu plano, e durante 30 minutos aguardou qualquer avanço da fera, quando finalmente pode sentir algo, um estalo de alguns gravetos no meio do mato chama a atenção de Kalisto, a noroeste de sua posição, diferente do que esperava, a criatura não saltou em sua direção violentamente, o que se revelou para ele fora algo mais frio e calculista, que saina lentamente de trás da mata fechada, rondando-o pela lateral, como se estivesse a cerca-lo. Tratava-se de uma especie de réptil, mas andava sobre duas longas e musculosas pernas, que terminavam em três longas garras afiadas, do topo de seu cranio revelava-se um grande chifre que se assemelhava a uma lâmina curva, fileiras de afiados dentes se enfileiravam de sua bocarra, em suas costas, revelavam-se o que anteriormente fora um par de asas, mas estas foram serradas e arrancadas a algum tempo devido a cicatrização, tinha o tamanho de um Boi, mas parecia ser mais ágil que um, a criatura parecia analisar sua presa, que ainda estava sentada ao chão.
Basilisco:
 

O Basilisco rodeava Kalisto a uma distancia segura, a criatura emitia um som pela garganta que se assemelhava a um cacarejar de galo, mas muito mais grosso e assustador. Quem executaria o primeiro avanço? Aquela criatura revelava-se mais inteligente do que o samurai esperava, o que ele faria a respeito?

Off:
 

Kalisto [Katana]
()()()()()
()()()()()


Basilisco [Garras + Chifre + Mordida]
()()()()()

____________________________________________________

- Fala
*Pensamento*
~Sonho/Ilusão~
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Lyniel
Membro
Membro
Lyniel

Créditos : Zero
Warn : Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 10010
Data de inscrição : 17/04/2018

Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Kalisto - Dragões e Demônios   Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Empty19/6/2018, 19:09

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Post 7
Kalisto - Dragões e Demônios
 
Esporadicamente, lembrava do que havia me acontecido no passado, não era como se fosse um trauma ou algo do tipo, mas aquilo serviu de aprendizado e preparação psicológica para absolutamente tudo, havia abandonado o ódio, a raiva, a afobação e me transformado em um soldado extremamente leal. E quase tão rápido quando os flashbacks vinham, iam embora como uma leve visão, nada que pudesse acontecer enquanto estava lutando, mas costumavam acontecer enquanto estou com a mente vazia, meditar sobre toda aquela carga passada, era difícil, mas essa mesma meditação foi necessária para ser quem sou hoje. Tudo tem um propósito.
 
Tinha tido a ideia de aproximar-me das margens do gelado mar daquela parte da ilha, uma decisão importante pois naquilo pude saber do meu verdadeiro oponente. Um cartaz boiando sobre uma placa de madeira o revelava: Basilisco, uma criatura que parecia derreter ferro só com seu bafo, acreditava ser uma fake news, afinal não conhecia nenhuma criatura que possuísse tal poder, parecia de certo talvez com alguma das falsas histórias sobre frutas mitológicas, histórias para crianças, mitologia. Talvez podia arrancar suas presas e aproveitar-me daquele veneno para colocar em minhas armas, ou talvez fazer bombas, era realmente uma arma que podia ser agregada depois de matar a criatura.
 
Esperei durante trinta minutos exatamente, e quando pude sentir alguma coisa, a criatura se aproximava lentamente, parecia um réptil gigantesco, muito semelhante a um dragão, suas asas pareciam estar cortadas, ou arrancadas a algum tempo levando em consideração que o ferimento já estava estancado e completamente curado, é como se tivesse criado carne. Suas duas pernas lhe proporcionariam provavelmente uma velocidade excepcional, e deduzindo que seus melhores ataques seriam com potentes lâminas em cada um dos seus seis dedos, além disso, possuía um chifre, tão grande quanto os punhais no chão, ao lado dos cadáveres. Uma criatura tão grande, tão bela, mas precisava cair pelas minhas mãos, tinha matado pessoas, inocentes ou não, iria vingar todos aqueles, e no túmulo iriam ter um pouco de paz, independente do que fizeram em vida.
 
Não podia atacar de frente, mas provavelmente jugando por sua aparência, era muito grande para esquivar antes que pudesse chegar nela com minha aceleração, tinha poucos recursos para bloquear um golpe direto, seus pontos fracos, eram desde o pescoço, até suas pernas, ao cortar uma delas fora, a luta iria acabar. Ao dar um golpe fatal sobre seu pescoço, a luta iria acabar, evitar a sua boca e seu chifre seria prioridade, não queria testar se as afirmações no bilhete eram verdadeiras, iria atacar com golpes rápidos e de explosão.
 
'' Vocês vão ser vingados, por que irei dar tudo de mim. Bela criatura, entrego minha alma ao combate, se eu morrer aqui, será dignamente, se você morrer, será dignamente. Bela criatura, irei lhe guardar de troféu pra onde quer que eu vá. ''
  
Partiria em ataque, a criatura parecia inteligente, mas ao calor do combate, conseguiria manter-se calma o suficiente para prever minhas fintas? Conseguiria lidar com meu acerto? A minha melhor qualidade, acima da média dos que estavam em meu nível de poder. Daria um dash direto até que com minha noção exata do tempo, sacaria minha arma, quando estivesse a frente da criatura, abaixaria-me evitando ataques de sua boca, e tentaria desferir um ataque frontal, empurrando minha Katana sobre seu pescoço com toda a força e destreza qual pudesse manusear, tentaria arrancar sua cabeça com um único golpe, mas prepararia-me para que o couro fosse resistênte o suficiente para não me permitir fazer isso, em todo caso, tentaria usar o atrito entre a pele, para colocar ambos os pés sobre a coluna do cordado, pulando e com isso visando jogar meu peso sobre um ponto entre o pescoço e o torço, evitando afligir um ponto de equilíbrio entre suas pernas, forçar ali seria esforço inútil. Continuando meu combo selvagem, voltaria, tentando fincar sua cabeça no chão com uma estocada de cima para baixo contra pouco antes de seu crânio, nisso se tudo acontecesse como o planejado continuaria tentando cegá-lo dando duas estocadas seguidas sobre os seus olhos, nisso afastaria-me.
 
Se entre meu combo, o animal tentasse ataques com sua mandíbula frontalmente mudaria completamente meu combo, continuando a investida com um movimento de deslize pelo gelo, para passar por entre suas pernas, afim de cortar todo o seu estomago, continuando em um rolamento para a direita, para cortar pouco antes de sua pata, tentando achar algum nervo que o impossibilitasse de mover-se por algum tempo, nisso tentaria pularia por cima do seu pescoço, girando meu tronco em um movimento de pião, afim de cortar seguidamente sua carne, e afetar a parte da coluna qual ligava a cabeça com o resto do corpo.
 
Se entre meu combo principal, o animal tentasse me atacar com golpes de suas patas, abandonaria o chão, tentando um salto para montar em seu pescoço e dar três rápidos golpes sobre seu crânio: firmes, fortes e precisos. A julgar que uma de suas pernas não estaria no chão, esperaria com que o animal dracônico perdesse o equilíbrio, favorecendo ainda mais minha investida. Dito isso, tentaria me afastar por cinco metros aproximadamente. Se em meu combo principal o animal tentasse me atacar com movimentos de seu chifre, em movimentos ascendentes fossem diretos ou diagonais, acompanharia sua cabeça, em uma esquiva com um dash na direção contrária aos lados contra seu golpe, enquanto tentava rasgar sua mandíbula até pouco depois do seu pescoço, forçando e retirando após o golpe a katana, dando uma estocada contra o seu peito, tentando achar o coração, afastando-me por cinco metros aproximadamente. Se golpes descendentes com o chifre fossem testados, iria tentar uma esquiva em dash para a direção contrária, para algum dos lados, e como no outro caso, tentaria cortar sua mandíbula e uma estocada contra seu peito.
 
Se bloqueado, apenas me afastaria, tentando manter uma distância de cinco metroa aproximadamente entre nós, se o animal tentasse esquiva, manteria uma cadência de golpes em X, seguidamente.
 
Considerações:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mitsurugi1
Civil
Civil
Mitsurugi1

Créditos : Zero
Warn : Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2016
Idade : 27
Localização : North Blue

Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Kalisto - Dragões e Demônios   Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Empty20/6/2018, 13:43

IV

____

10:49 AM

Kalisto avança como um tiro, colocando toda sua velocidade e aceleração naquele impulso inicial, a criatura não esperava por isso e recua por um instante, o espadachim se mostrava mais rápido, quando a fera desfere uma mordida em sua direção, mas ao fechar do maxilar, nada havia ali dentro se não ar, o samurai deslizava dentre a neve, por debaixo da criatura, usando o fio da lâmina, que agora desembainhada, realizava um risco rubro por todo o "percurso" da arma durante aquele deslize, seguido de uma enxurrada de sangue que se seguira após o corte. O animal hurra de dor, enquanto o espadachim rolava para a direita, a criatura desfere um "coice" para trás, com a pata direita, rápido o suficiente para acertar Kalisto, que mirava em algum nervo exposto da perna, a espada do caçador se choca com a dura couraça do Obelisco, fazendo ecoar o som oco, como se calisto tentasse cortar o tronco de uma arvore com sua espada. O coice da fera fora forte o suficiente para resistir ao contra-ataque do mercenário, que é empurrado com brutalidade para trás, chocando com violência as costas ao tronco de um pinheiro próximo, estilhaçando parcialmente a casca da arvore,dando fim no combo pretendido pelo samurai.

A criatura se vira, novamente colocando os olhos no oponente, de seu ferimento escorria muito sangue, ao qual pingava sobre o imaculado solo nevado, deixando vários pingos rubro por onde o Obelisco andava. Kalisto percebera que a barriga do animal era a área mais sensível da criatura, uma vez que o corte naquela região fora muito mais efetivo do que golpes na encouraçada pele do draconideo, a criatura hurra uma vez mais, enquanto estendia o que um dia fora suas asas, desta vez quem toma a iniciativa é o Obelisco, partindo com um impulso para a direção do espadachim, com os dentes arreganhados, sedento pela carne do caçador, Kalisto precisava agir, e agir rápido, o que ele faria?

Off:
 

Kalisto [Katana]
[Luxação nas costas 0/2 // -2 em testes de movimentos]
()()()()()
()()()()()

Basilisco [Garras + Chifre + Mordida]
[Sangramento não tratado médio]
()()()()()

____________________________________________________

- Fala
*Pensamento*
~Sonho/Ilusão~
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Lyniel
Membro
Membro
Lyniel

Créditos : Zero
Warn : Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 10010
Data de inscrição : 17/04/2018

Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Kalisto - Dragões e Demônios   Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Empty20/6/2018, 15:45

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Post 7
Kalisto - Dragões e Demônios
 
A luta tomava um rumo, o animal tentava me morder e havia aprendido na prática que sua couraça não seria tão facilmente cortada por minha lâmina. Mas havia abrido uma brecha e havia pagado por isso, quando o animal me dava um golpe com suas pernas me lançando contra uma árvore, minhas costas estavam doendo, e com sua um sangramento grave o animal Dracônio passava a correr em minha direção. Não conseguia fazer outra coisa, se não respirar fundo enquanto colocava força em minha perna calculando o tempo exato para que estivesse perto o suficiente para que Black Hole (ブラックホール) pudesse ser usada.
 
Minha técnica assinatura quando jovem, inclusive havia usado contra Kuerv em nossa última batalha, uma técnica de assassinato rápido, um único e desgastante golpe, para tombar qualquer adversário. Dava um dash de 1.5 metros em diagonal, e enquanto usava isso para sair da área de ataque do animal, usava a força do Dash para rodar meu quadril para tentar desferir um corte horizontal sobre a parte mais mole da pele do animal, abaixo do seu crânio, na divisa entre seu pescoço e torço. Quando parasse a técnica, afastaria-me, afinal não precisaria mais fazer muita coisa, apenas manter-me longe enquanto via o animal sangrar. Se por um acaso o animal não parasse sua investida, tentaria manter uma distância de no mínimo 5 metros entre nós, tentando esquivas com dashs diagonais, saltos, e rolamentos. Bloqueios seriam feitos a medida em que se fizessem necessários, evitando ataques cortantes, com as patas ou com o seu chifre.
 
Se o animal sucumbisse aos meus golpes, iria pegar uma adaga dos defuntos, não iria cegar a lâmina da minha katana, seguraria a cabeça do animal pelo crânio enquanto que no pescoço iria furar e cortar toda a garganta, fazendo movimentos em cerra para cortar completamente e arrancar sua cabeça, se não conseguisse tentaria arrancar uma das escamas, iria cavar com a própria escama, e enterrar o animal, iria atrás de suas presas depois. Se conseguisse enterrar o animal, ou conseguisse sua cabeça, guiaria-me com o mapa para a sede do clã Anti-Bullet, segurando a cabeça como uma bola, iria deixar no último balcão, pedindo minhas recompensas ao com a Adaga do morto fincar a missão contra a madeira.
 
Black Hole (ブラックホール):
 
 
Considerações:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mitsurugi1
Civil
Civil
Mitsurugi1

Créditos : Zero
Warn : Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2016
Idade : 27
Localização : North Blue

Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Kalisto - Dragões e Demônios   Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Empty20/6/2018, 17:12

IV

____

10:50 AM

Kalisto se colocava em pé, calmo e posicionado, tomava a posição de sua técnica especial, e aguardava friamente o avanço da fera. A criatura avançava com tudo, emitindo seu som tipico, quando esteve próximo o suficiente, o jovem espadachim libera toda sua velocidade de um segundo a outro, em uma investida diagonal, quando esteve próximo o suficiente, gira o tronco com velocidade e precisão, mirando um corte rápido e potente na jugular do basilisco. A criatura se movia instintivamente, desta vez protegendo seus conhecidos pontos fraco, ele gira o pescoço, de maneira que a grossa couraça da parte de trás de seu pescoço recebesse o total dano da técnica, que com violência e rapidez forma um corte profundo na grossa pele do réptil, suficientemente grande para arrancar uma boa lasca de sua armadura, mas não suficiente para deter seu oponente, que continuava imparável. Assim que realiza a técnica, Kalisto salta para trás, tentando ficar em uma segura distancia de seu oponente, mas o Obelisco se mostra rápido o suficiente para diminuir tal distancia com um único salto, e próximo o bastante para desferir um corte com seu afiado chifre curvo, o samurai responde rápido e bloqueia o ataque com sua katana, os dois ficam a medir forças por um segundo, revelando que a dureza do chifre da criatura não perdia em nada para a resistência da katana. A grande fera mostra ao espadachim sua superioridade em força física, uma vez que com um movimento de sua cabeça consegue se desvencilhar da arma inimiga, e girando sobre os grossos calcanhares, faz girar a sua grossa calda, como um chicote, acertando a costela esquerda do samurai, quase podendo ser ouvido o trincar da mesma, lançando-o a vários metros de distancia floresta a dentro, rolando descontroladamente pela neve, até ser parado por um tronco de pinheiro.

A criatura avança mais uma vez na direção do samurai, próximo o suficiente para desferir uma mordida no alvo caído, mas o Obelisco para o ataque repentinamente, quando percebe que seu largo corpo não conseguiria alcanças Kalisto, uma vez que o espadachim estava cercado por dezenas de arvores, tão próximas uma das outras, o suficiente para o impedir que o animal alcançasse sua presa, fazendo-o recuar por um momento, analisando o que faria. O Caçador agora acumulava as dores nas costas e costelas, a dor desconcentrava-o, mas tentava ao máximo manter sua mente calma e fria no combate. Kalisto estava protegido por enquanto, como ele usaria aquilo a seu favor?
Ilustração:
 
Off:
 
Kalisto [Katana]
[Luxação nas costas e costela trincada 1/4 // -2 em testes de movimentos]
()()()()()
()()()()()



Basilisco [Garras + Chifre + Mordida]
[Sangramento não tratado médio //
Pontos fraco: Barriga e Pequena fenda na armadura atrás do pescoço]
()()()()()

____________________________________________________

- Fala
*Pensamento*
~Sonho/Ilusão~
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Kalisto - Dragões e Demônios   Kalisto - Dragões e Demônios - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Kalisto - Dragões e Demônios
Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Malkiham Island-
Ir para: