One Piece RPG
Yggdrasil - O Eixo do Mundo XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Nox I - Loucura
Yggdrasil - O Eixo do Mundo Emptypor Catuios Hoje à(s) 23:31

» Sons of Vermillion's Blood: Gênesis
Yggdrasil - O Eixo do Mundo Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 22:08

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
Yggdrasil - O Eixo do Mundo Emptypor Achiles Hoje à(s) 21:43

» Teleton Chronicles I: Retaliação
Yggdrasil - O Eixo do Mundo Emptypor Sakaki Hoje à(s) 21:34

» [ficha] Hinata Bijin
Yggdrasil - O Eixo do Mundo Emptypor Bijin Hoje à(s) 20:39

» Apenas UMA Aventura
Yggdrasil - O Eixo do Mundo Emptypor Van Hoje à(s) 20:35

» Cap. 1: Laços entrelaçados, as chamas da revolução se erguem!
Yggdrasil - O Eixo do Mundo Emptypor Wesker Hoje à(s) 20:07

» Buki Bijin
Yggdrasil - O Eixo do Mundo Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 19:02

» Arthas Mandrake
Yggdrasil - O Eixo do Mundo Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 18:58

» Bastardos Inglórios
Yggdrasil - O Eixo do Mundo Emptypor Wing Hoje à(s) 18:57

» Evento Natalino - Amigo Secreto
Yggdrasil - O Eixo do Mundo Emptypor Mizzu Hoje à(s) 18:13

» あんみつ - Anmitsu
Yggdrasil - O Eixo do Mundo Emptypor Vincentão Hoje à(s) 18:03

» Unbreakable
Yggdrasil - O Eixo do Mundo Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 18:03

» Cap. 1 - Abrindo caminho
Yggdrasil - O Eixo do Mundo Emptypor Fonseca Hoje à(s) 17:31

» [Mini-Theodore]
Yggdrasil - O Eixo do Mundo Emptypor Death-D.Obscure Hoje à(s) 17:04

» [Ficha] Mikhail Vermillion
Yggdrasil - O Eixo do Mundo Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 16:40

» Mikhail Vermillion
Yggdrasil - O Eixo do Mundo Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 16:37

» Construindo o Começo
Yggdrasil - O Eixo do Mundo Emptypor Graeme Hoje à(s) 15:17

» [Ficha] Coldraz Vermiillion
Yggdrasil - O Eixo do Mundo Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 13:35

» Coldraz Vermillion
Yggdrasil - O Eixo do Mundo Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 13:34



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Yggdrasil - O Eixo do Mundo

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : Yggdrasil - O Eixo do Mundo 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 5ª Rota - Pindorama

Yggdrasil - O Eixo do Mundo Empty
MensagemAssunto: Yggdrasil - O Eixo do Mundo   Yggdrasil - O Eixo do Mundo EmptySab 26 Maio 2018, 15:06

Yggdrasil - O Eixo do Mundo

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Njørd. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Reinhardt
Membro
Membro
Reinhardt

Créditos : 2
Warn : Yggdrasil - O Eixo do Mundo 9010
Feminino Data de inscrição : 14/05/2018
Idade : 21
Localização : Shells Town

Yggdrasil - O Eixo do Mundo Empty
MensagemAssunto: Re: Yggdrasil - O Eixo do Mundo   Yggdrasil - O Eixo do Mundo EmptySab 26 Maio 2018, 16:40

Yggdrasil - O Eixo do Mundo

A magnitude de minha existência se dá ao fato de que os humanos precisam de algo para se agarrar, necessitam ter algo para acreditar. Quando eles não tem mais nada, mais ninguém, buscam refúgio e conforto nos braços dos deuses ao mesmo tempo que aquecem a relação com suas orações. Poderia eu muito bem estar presente em tal relação, oferecendo proteção àqueles que a buscam, entretanto à mim fora dada outra missão, uma tarefa muito mais complicada das quais Odin, Freya ou Thor estavam encarregados - eu havia me lançado a cumprir tal chamado a alguns anos, vagando pelas ilhas, conhecendo pessoas, me envolvendo em brigas; Não era requisitado muito raciocínio para julgar minhas últimas decisões como perda de tempo, estava me desviando de meu objetivo e consequentemente atrasando minha volta. Se morresse como humano, nunca voltaria a ser um deus.

Conomi Island era o ponto onde as coisas se transformariam da água para o vinho, já fazia quatro anos que tinha deixado minha antiga casa, seria mentira de minha parte dizer que foi uma completa perda de tempo. Foi durante esse período que eu aprendi algumas coisas novas, muitas delas de uma forma tranquila, como a forja e outras um tanto turbulentas, como brigar com o que tivesse do lado mas principalmente informações que iluminaram minha mente em relação ao que eu devia dedicar minha vida. Irei introduzi-los brevemente a minha vida para que entendam do que estou falando; Fui concebido a este mundo como a encarnação de um deus, exilado por Odin e companhia fui preso a este corpo mortal para que provasse meu valor como um deles e somente realizando algo de grande impacto na humanidade poderia reaver minha condição divina, para cumprir tal desafio minha mente audaciosa nada mais desejava além de derrubar a maior organização do mundo, o Governo Mundial e colocar-me como a nova face da justiça.

Durante minha jornada muitos foram os que me chamaram de louco, mas entendo o sentimento humano de temer o desconhecido e nega-lo até que se prove o contrário e faço o que faço exatamente para comprovar a veracidade de meus dizeres. Respirei profundamente sentindo o ar presente naquela ilha, tinha muitas coisas a fazer naquele lugar mas a principal era me armar adequadamente, porém devo confessar que confio muito poucos nas armas forjadas por pessoas que desconheço o trabalho por isso em meu vaguear procuraria por um local onde tivesse acesso a uma forja para que pudesse moldar algo que já vinha planejando a alguns dias —Se me permiti interromper seu trajeto por um momento - Diria eu ao travar o caminho de qualquer pessoa a meu redor —Procuro um local que possa utilizar da forja, poderia me indicar um lugar? — A pior parte de estar sempre viajando é nunca conhecer o local com propriedades e por assim, necessitar da ajuda de terceiros.

Agradeceria a boa vontade do cidadão - caso este a tivesse - com uma discreta reverencia e seguiria o caminho indicado; mas na alternativa da resposta negativa não insistiria na indagação à desconhecidos e procuraria por conta própria, afinal, tempo não me faltava. Uma vez na presença de tal local indagaria ao proprietário com uma expressão séria —Humano, necessito utilizar de sua forja, peço com que me permita usufruir de suas ferramenta — As mãos abertas frente a meu corpo me davam um ar convidativo o que contrastava com minhas palavras não tão macias quanto o gesto.
Read me:
 

Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mitsurugi1
Civil
Civil
Mitsurugi1

Créditos : Zero
Warn : Yggdrasil - O Eixo do Mundo 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2016
Idade : 27
Localização : North Blue

Yggdrasil - O Eixo do Mundo Empty
MensagemAssunto: Re: Yggdrasil - O Eixo do Mundo   Yggdrasil - O Eixo do Mundo EmptyTer 29 Maio 2018, 18:31

1° ATO

I


_______



O céu era de um azul celeste, sem nuvens, onde o sol podia reinar sozinho e soberano nas alturas, o clima estava agradável, os raios solares refletiam pelos pequenos canais de água que cercavam toda a cidade Kuronin, as largas plantações de arroz podiam ser vistas no horizonte, enquanto o imponente oceano reinava as costas do recém chegado Njord, diversos pescadores se locomoviam a praia, com seus instrumentos de trabalho em mão, as marcas de sol deixava a maioria deles com aspectos carrancudos e de poucos amigos.

O jovem de cabelos negros aborda o primeiro pescador a cruzar seu caminho, o homem forte e de semblante fechado olha o belo jovem a sua frente por um segundo.

Carisma escreveu:
16+2


- Forja é? Hmm... só existe um ferreiro nesta cidade, siga em frente, procure pelo "Martelo Prateado". Dizia o homem já deixando o jovem para trás, parecia ter muita pressa, característica que Njord ainda não demonstrara.

Não foi preciso procurar muito, a larga placa de ferro fundido com letras cromadas era bem chamativa, em meio aos demais comércios, o calor da ardente forja já podia ser sentido antes de adentrar a larga porta, a fumaça deixava a visibilidade interna quase nula, o som timbre do martelo se chocando a placa de metal era alto o suficiente para incomodar os vendedores vizinhos, mas não o aspirante a revolucionário. Assim que adentra ao local, um baixinho e troncudo homem para de martelar, e foca sua atenção sobre o rapaz, sua longa barba branca cobria metade de sua face, e chegava quase ao inicio do tórax, seu nariz inchado e seus braços rígidos davam a aparência mais clichê que um ferreiro poderia ter.
Ferreiro:
 

- BEM VINDO AO MARTELO PRATEADO DJAHAHA, COMO POSSO AJUDA-LO MEU RAPAZ? Dizia o ferreiro encostando o largo e cromado martelo que dava nome ao local de lado, e limpando as orelhas, o tom de voz do homem se adaptava a pouca audição que ainda mantinha. Njord revela suas intenções ali, o que faz o semblante do baixinho mudar de um largo sorriso, para um olhar desconfiado, cruzando os braços largos a sua frente.


Carisma escreveu:
3 +2

- NINGUÉM TOCA NA MINHA GERTRUDES. Dizia o homem recolhendo e abraçando seu martelo cromado. - E VOCÊ COM ESSES BRACINHOS FINOS, O QUE ACHA QUE IRIA CONSEGUIR PRODUZIR ? DJAHAHAH Concluía o homenzinho analisando o jovem a sua frente da cabeça aos pés. - SE QUISER FAZER ALGUMA ENCOMENDA, SOU TODO OUVIDOS, SE NÃO, DE O FORA! A Decisão do ferreiro parecia final, o que Njord faria em seguida?

Dados:
 

Off:
 

____________________________________________________

- Fala
*Pensamento*
~Sonho/Ilusão~
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Última edição por Mitsurugi1 em Qui 21 Jun 2018, 16:33, editado 4 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Reinhardt
Membro
Membro
Reinhardt

Créditos : 2
Warn : Yggdrasil - O Eixo do Mundo 9010
Feminino Data de inscrição : 14/05/2018
Idade : 21
Localização : Shells Town

Yggdrasil - O Eixo do Mundo Empty
MensagemAssunto: Re: Yggdrasil - O Eixo do Mundo   Yggdrasil - O Eixo do Mundo EmptyTer 29 Maio 2018, 19:27

Yggdrasil - O Eixo do Mundo

Os passos lentos mas objetivos levaram-me até o dito 'Martelo Prateado'. Durante o caminho pude observar um pouco mais do local, sobre o clima principalmente que parecia firme o suficiente para manter o sol exposto durante todo o dia, apenas sendo interrompido pela chegada da noite. Ao meu avançar parecia chegar no núcleo comercial da cidade, muitas lojas colocavam-se lado a lado mas apenas uma - que não era propriamente uma loja - custeava meu interesse, pude logo denotar sua localização pelo calor do forno e das brasas que expeliam do estabelecimento fora o letreiro que continha as escritas que davam nome ao lugar. Simpaticamente o lugar tinha um clima agradável, traziam-me lembranças de um passado não tão distante que discretamente me arqueavam os lábios num singelo sorriso, todavia este logo foi desfeito em reação a atitude infantil do ferreiro que já não era mais nenhuma criança, sua barba grisalha e uma pele corada, já por muito desgastada pelo tempo o colocavam como um ser minimamente velho —Gertrudes?! — Questionei já pressupondo ser o nome de batismo do martelo; Minha mão se levava a frente de minha face como se pudesse sentir a vergonha alheia —Tenho experiências como ferreiro e tudo que preciso é de um momento para dar vida a minha arma, e ela não seria verdadeiramente minha caso tomasse forma pelas mãos de outro que não fosse eu — Minhas mãos afundaram em meus bolsos na busca dos berries que ainda me restavam —Vamos, tenho dinheiro. Pago pelo aluguel da forja e pelos materiais que usar.

Era o que tinha de oferecer. Humanos são seres difíceis de se lidar, principalmente por suas variáveis. Se o homem tivesse a boa vontade de liberar minha execução em meio a ferro e fogo analisaria as ferramentas disponíveis para o trabalho assim como os materiais; Na alternativa da negativa daria como vencido e não insistiria mais, apenas solicitaria algumas informações —Tudo bem, entendo seu lado e não insistirei mais, assim como não encomendarei nada, sabe alguma loja que pode me oferecer opções de compra? Sabe, roupas, mochila e jornal — Solicitaria —E pare de gritar, eu não sou surdo, muito pelo contrário, sou um deus que tem exímio domínio da forja e de muitos estilos de combate. Serei aquele que irá derrubar o Governo Mundial e serei a nova face da justiça. Lembre-se do meu nome oji-san. Njørd. — Com os dizeres e na expectativa de receber a informação, daria meia volta em direção a saída na ida a outra loja buscando pela mochila e outros utensílios.
Read me:
 

Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mitsurugi1
Civil
Civil
Mitsurugi1

Créditos : Zero
Warn : Yggdrasil - O Eixo do Mundo 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2016
Idade : 27
Localização : North Blue

Yggdrasil - O Eixo do Mundo Empty
MensagemAssunto: Re: Yggdrasil - O Eixo do Mundo   Yggdrasil - O Eixo do Mundo EmptyQua 30 Maio 2018, 09:18

II


_________



O Velho já havia dado as costas ao jovem, quando o ouviu mencionar que pagaria pelo aluguel de suas ferramentas, curioso, o baixinho vira levemente a cabeça, olhando por cima do ombro a quantia exposta pelo rapaz, fazendo-o liberar um debochado sorriso no canto dos lábios.

- TCSS... GUARDE SEUS TROCADOS RAPAZ, ESTA QUANTIA NÃO PAGA NEM PELO MEU CARVÃO! Disse mais uma vez o corpulento ferreiro, onde retornava sua atenção a seu equipamento, entretanto, algo o faz mudar de direção, voltando a ficar de frente com o rapaz. - VOCÊ É UM FERREIRO MESMO? HMMM... COMO DIZIA MINHA MÃEZINHA, NÃO SE JULGA NINGUÉM PELA APARÊNCIA... CERTO, EU ATÉ PODERIA LOCAR MINHA FORJA PARA A VOSSA DIGNÍSSIMA PESSOA, MAS ESTOU MUITO ATAREFADO E ESTA SUA QUANTIA NÃO ME INTERESSA... Um certo tom de deboche podia ser percebido na voz do ferreiro - ...MAS EXISTE UMA ANTIGA FORJA, EM UMA CABANA NA FLORESTA, AO NORTE DA ILHA, FOI NAQUELA CABANA QUE ME FOI PASSADO TUDO O QUE SEI, ACREDITO QUE NINGUÉM SE IMPORTARA SE QUISER USÁ-LA, MINHAS FERRAMENTAS ANTIGAS AINDA DEVEM ESTAR LÁ! Completava o baixinho chegando mais perto - MAS, NÃO PENSE EM SE ESTABELECER NESTA ILHA, E SE QUER PENSAR EM ABRIR CONCORRÊNCIA PARA MIM JOVENZINHO, VOCÊ NÃO TERIA CHANCES! Terminada, com o semblante franzido, olhando-o de baixo.

Njord aceitando a nova recusa do ferreiro, questiona-o agora sobre informações de outra loja, onde teria novos interesses de aquisição. O grisalho, aponta para o garoto, uma pequena loja do outro lado da rua, que podia ser facilmente vista de dentro do estabelecimento.

- PROCURE PELO JETRO, UM EXCELENTE ARTESÃO, ENCONTRARA O QUE PRECISA EM SUA LOJ... ESPERE... UM DEUS VOCÊ DISSE? DJWAHAHAHAHA Gargalhava o baixinho, levando as grossas mãos a barriga, e em seguida enxugando uma lagrima que descia por sua face, após recuperar o folego, o ferreiro continua - GAROTO, VOCÊ É UMA FIGURA DJWHAHAHA... SOBRE SER REVOLUCIONÁRIO EU ATÉ ENTENDO, O PESSOAL DO GRAMBOS ESTA SEMPRE RECRUTANDO NOVATOS POR AI... BOA SORTE COM ISSO, VOCÊ IRA PRECISAR DJWHAHAHA... Terminava finalmente o anão de falar, e voltava-se novamente a seus afazeres.

O Aspirante a revolucionário deixa o estabelecimento, e segue na direção indicada pelo ferreiro, a loja do outro lado da rua, era quase que o extremo oposto da forja do anão, era bem organizada, silenciosa, e tudo estava impecavelmente em seu devido lugar, ao adentrar a loja, um homem de meia idade, de cabelos e olhos castanhos, e com um largo bigode estava atrás de um balcão, com pincel e tinta ao seu lado, o mesmo parecia desenhar alguma coisa em um largo pergaminho aberto sobre a superfície de madeira.

- Bom dia! Fique a vontade para olhar o que quiser, qualquer coisa que gostar é só passar comigo aqui no balcão. Dizia o homem ao notar a presença de Njord em sua loja, e logo voltando o foco a seu desenho.

Sob as prateleiras das lojas, encontravam-se diversas bolças de couro e tecido, assim como coldres e alforjes adornados, capas de veludo e pele estavam pendurados em pequenos ganchos nas paredes, e uma coleção vastas de mascaras de madeira e cerâmica enfeitavam uma larga parede do local, uma pilha de revistas, jornais, mapas e instrumentos de cartografia simetricamente posicionados, encontravam-se em algumas prateleiras logo atrás do balcão, só restava ao jovem andarilho, escolher o que mais lhe agradava, e tomar seu caminho em sua aventura.

Off:
 

____________________________________________________

- Fala
*Pensamento*
~Sonho/Ilusão~
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Reinhardt
Membro
Membro
Reinhardt

Créditos : 2
Warn : Yggdrasil - O Eixo do Mundo 9010
Feminino Data de inscrição : 14/05/2018
Idade : 21
Localização : Shells Town

Yggdrasil - O Eixo do Mundo Empty
MensagemAssunto: Re: Yggdrasil - O Eixo do Mundo   Yggdrasil - O Eixo do Mundo EmptyQua 30 Maio 2018, 19:22

Yggdrasil - O Eixo do Mundo

Aparentemente a quantia de berries que possuía não era o suficiente para pagar por nada dentro daquela oficina, o que era um absurdo visto que a arma que tinha em mente não necessitava nem de muito tempo e muito menos materiais, mas já havia decidido por muito que não insistiria em convencer aquele homem a nada. Todavia nem tudo era trevas, em meio a tantas negativas o velho resolveu ajudar de alguma forma, aparentemente na floresta haveria um local abandonado onde poderia dar vida ao meu equipamento, suspirei em alívio, não poderia continuar minha busca se não tivesse alguma maneira de confrontar os obstáculos que me aparecessem —Não se preocupe oji-san, não tenho interesse algum em comercializar minha habilidade com o ferro e fogo, só dou forma aquilo que preciso, para uso pessoal — Olhei para o outro lado da rua em busca da visão da loja onde poderia fazer a compra de alguns itens úteis em minha jornada, felizmente era bem próximo e não me custaria tanto tempo, afinal, ainda tinha de caminhar até o norte entre as árvores para buscar a tal forja abandonada —Sim, um deus — vociferei cruzando os braços —Sei que é difícil acreditar, mas apenas espere o tempo correr e trazer-lhe a noticia de meus feitos, e quem diabos é Grambos e recruta jovens para que? Por acaso está delirando? — De toda forma coloquei-me de volta na rota, tendo apenas de arrevessar a rua para mais uma vez adentrar em um outro estabelecimento.

Uma vez dentro meus olhos recaíram mais uma vez sob um velho senhor —Mas que droga, essa ilha só tem idosos? — Sussurrei quase de forma inaudível —Agradeço — Acometi em resposta a recepção para então voltar minha atenção ao ambiente em minha volta, iniciando minha busca vasculhei em busca de uma mochila de duas alças optando pela mais barata para depois ir em direção as capas apanhando logo a que tivesse cor predominantemente escura o que me levou estranhamente a ter o desejo de levar comigo uma das máscaras, basicamente era isso, virei a caminho do balcão colocando tudo em cima do mesmo —Por favor, um jornal — Solicitei ao dono residente —Espero que isso dê para pagar por tudo — Novamente minhas mãos foram atrás de todo meu dinheiro dentro dos bolsos —Cinquenta mil, é tudo que tenho — Uma vez pago saíria do lugar com a mochila nas costas e o restante em seu interior para a floresta, mas, se o dinheiro não fosse o suficiente desistiria da máscara - e também da capa - para poder levar o essencial que seria o jornal para informar-me e também a mochila.

Mata adentro algo me preocupava, o tempo. Não tinha um relógio comigo e sinceramente não me prendia aos minutos, sempre usava o céu como referência mesmo que não exatamente eu poderia saber se a tarde ainda prevaleceria ou se a noite aos poucos já reivindicava seu lugar. Durante o caminho minha mente arquitetaria os mínimos detalhes da arma, uma kunai de três pontas caracteristicamente gravada com os dizeres 神のような (Kami no Yōna; Divino), moldada pensando exatamente nos contos futuros onde histórias seriam contadas sobre mim, derrotando poderosos inimigos em posse de minha lendária arma Kami no Yona [...]; Em busca da velha oficina e na possibilidade de encontra-la, adentraria a mesma com a premissa de entender o que lá tinha a meu dispor, principalmente ferramentas básicas como martelo, gancho, bigorna e barras de aço, deveria me assegurar que teria disponibilidade antes de iniciar o trabalho.  

Read me:
 

Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mitsurugi1
Civil
Civil
Mitsurugi1

Créditos : Zero
Warn : Yggdrasil - O Eixo do Mundo 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2016
Idade : 27
Localização : North Blue

Yggdrasil - O Eixo do Mundo Empty
MensagemAssunto: Re: Yggdrasil - O Eixo do Mundo   Yggdrasil - O Eixo do Mundo EmptySex 01 Jun 2018, 10:07

III


______



Njord logo adentra a nova loja, rapidamente passando os olhos por tudo o que a mesma tinha a oferecer, o jovem de cabelos negros pega uma das bolças da prateleira, uma negra capa de veludo presas ao gancho, uma das mascaras que mais lhe agradava fixa a larga parede, e então parte em direção ao balcão, onde solicita um jornal ao vendedor, finalizando assim os seus itens de compra. No momento do pagamento, o aspirante a revolucionário pode dar uma bela olhada no trabalho do dono da loja, aquilo que o mantera em silencio e ocupado desde a entrada do viajante.
Desenho:
 

No momento em que o jovem coloca toda sua quantia sob a madeira do balcão, o vendedor em um momento de distração, esbarra seu braço em um dos frascos de tinta a qual mergulhava seu agil pincel, derramando grande parte do liquido negro sob boa parte do mapa que representava os oceanos.

- AHHH DESGRAÇA! Pragueja o homem irritado pelo deslise, se levantando em um salto de seu lugar. Após alguns segundos, o vendedor recorda-se do cliente a sua frente. - Mil perdões viajante, desculpe por meu excesso de raiva, passei muito tempo trabalhando neste mapa, agora terei de joga-lo fora... Enfim... Parava de falar por um instante, e dava uma boa olhada nos itens repousados no balcão - Sinto informa-lo senhor, mas pela quantia que me oferece conseguiria levar apenas a mochila, o jornal posso fazer de graça ao senhor, eles são da semana passada, ninguém mais os quer. O dona da loja então enrola um dos jornais e já coloca dentro da mochila. - Mas se o senhor aceitar realizar uma pequena tarefa para mim, posso dar-lhe a mascara e a capa que deseja... Dizia o homem com um sorriso simpático em sua face, vira-se por um instante, e pega um pequeno embrulho, não maior que a mochila que Njord comprara, envolto em papel bege, amarrado por simples barbantes. - Leve esta encomenda, ao senhor Kashi, Prefeito de Shirotown, é só entregar, e falar que é da loja do Jetro, e diga que o mapa que ele encomendou, terá de ficar pra próxima semana. Dizia com um riso encabulado. - Mas se o senhor não quiser, sem problemas, sei que deve ter seus próprios compromissos e afazeres, posso solicitar a um dos meninos da padaria... mas então terá de deixar a capa e a mascara hehe. E então, qual seria a decisão do viajante?

Off:
 

____________________________________________________

- Fala
*Pensamento*
~Sonho/Ilusão~
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Reinhardt
Membro
Membro
Reinhardt

Créditos : 2
Warn : Yggdrasil - O Eixo do Mundo 9010
Feminino Data de inscrição : 14/05/2018
Idade : 21
Localização : Shells Town

Yggdrasil - O Eixo do Mundo Empty
MensagemAssunto: Re: Yggdrasil - O Eixo do Mundo   Yggdrasil - O Eixo do Mundo EmptySab 09 Jun 2018, 15:03

Yggdrasil - O Eixo do Mundo

Aos poucos, a medida que o tempo passava as ramificações de possibilidades abriam-se e me questionavam quais seriam as melhores escolhas a serem feitas no momento, meu dia estava completamente em aberto e pensei que não faria diferença prestar aquele serviço em troca dos produtos, não demorou até que concordasse com o acordo —Pois bem, posso fazer isso — Minhas órbes caíram sob a figura do homem e logo se desviaram para o mapa acima da mesa, era de fato uma bela pintura entretanto a tinta negra cobria boa parte daquilo que uma vez deveria ter sido a representação do mar —Ainda vai fazer uso disso? — Questionei apontando para o papel sob o balcão —Se for descartar, gostaria de levar comigo, como sou novo por aqui preciso de uma maneira mais prática para me localizar, pedir informações para as pessoas na rua é um tanto quanto inconveniente.

Independente da resposta do homem apenas apanhei o pacote, meu dedo indicador se agarrou ao barbante que o prendia, a mochila com todos os outros pertences foram jogadas sob meus ombros para que assim pudesse seguir com meu destino. O interior do pacote era um mistério e resolvi não perguntar o que o mesmo continha, afinal, não era de minha conta, minha única tarefa era encontrar o prefeito de Shirotown e concluir minha parte do acordo. Meus olhos mais uma vez se voltaram para o céu? Que horas eram?! Era de suma importância manter-me sempre atento ao fator tempo, aliás deveria administra-lo para poder aproveitar o máximo de meu dia, meu retorno como divindade dependia de meu sucesso, e este por sua vez dependia de meu aproveitamento e efetividade. Minha caminhada seria a passos rápidos, deseja me desvencilhar o mais rápido daquela tarefa para que pudesse voltar a focar em meu objetivo pessoal; a medida que avançava observaria o mapa que da ilha - caso o homem tivesse tido a boa vontade de me presentear - para melhor me localizar a caminho da cidade e por fim a prefeitura, porém, sem uma forma clara para me achar me localizaria por placas e contando com o bom senso, apenas, caso se fizesse muito necessário abordaria algum cidadão para buscar informação.

[...]
Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mitsurugi1
Civil
Civil
Mitsurugi1

Créditos : Zero
Warn : Yggdrasil - O Eixo do Mundo 10010
Masculino Data de inscrição : 04/01/2016
Idade : 27
Localização : North Blue

Yggdrasil - O Eixo do Mundo Empty
MensagemAssunto: Re: Yggdrasil - O Eixo do Mundo   Yggdrasil - O Eixo do Mundo EmptySeg 11 Jun 2018, 11:51

IV

____



Ao perceber que o viajante aceitava a tarefa, o vendedor abre um sincero sorriso, e ao ser questionado sobre o mapa, o entrega sem problemas a Njord. -Pode ficar rapaz, posso fazer outro sem problemas, sou incapaz de vender este mesmo hehe. Dizia o homem se despedindo do "deus nórdico", assistindo-o deixar a loja com a encomenda.

Entre olhadelas, e movido pelo senso de direção comum, Njord não via problemas em encontrar o caminho até a prefeitura, durante o percurso o aprendiz de ferreiro pode notar o quão a cidade em que estava era pequena, e se o mapa estivesse fielmente representado, a outra vila a qual caminhava, não podia esperar algo diferente. Durante o percurso, Njord também pode ouvir todo tipo de conversa dos pescadores e comerciantes, que por incrível que pareça, poucos eram queles que limitavam-se a falar baixo, parecia que o principal assunto no momento daquela ilha deveria ser espalhado aos quatro ventos, aparentemente um certo grupo de homens chamados de "revolucionários" vivia na ilha, e seu líder "Grambos" havia afundado um navio mercante da marinha a poucos dias, e dividido parte dos lucros com a população local, Njord pode notar o orgulho dos moradores em compartilhar tal informação, parecendo ser o tal homem um verdadeiro herói local, e uma pedra no sapado da marinha.

Não passou mais do que 30 minutos de caminhada, e o jovem viajante já se encontrava na unica ponte que ligava as duas metades da ilha, que era cortada por um largo rio de correnteza calma, mais 30 minutos foram necessários para Njord atravessar a ponte, e a outra metade do caminho, e já se encontrava no meio da cidade de Shirotown, uma vila igualmente pequena a primeira, mas esta por sua vez não era habitada por pescadores em sua maioria, mas as plantações de laranjas se espalhavam por todas as direções, e homens e mulheres carregando cestos e mais cestos do fruto podiam facilmente ser percebidos. Bem ao centro da vila, estava um prédio maior que as pequenas casas que a cercavam, mais parecia um seleiro feito de blocos e tijolos, com a coloração rosada e os detalhes em branco, em uma placa de madeira branca as letras negras em seu centro formavam a palavra "Prefeitura", no caminho do prédio, Njord pode notar uma loja próxima dali que chamou seu interesse, que talvez merecesse uma visita futura, o que parecia ser um fornecedor de matérias prima, onde barras de ferro, bronze, chumbo e outros metais estavam expostos em sua fachada, mas aquilo poderia ficar para depois.

Adentrando ao local, o jovem de cabelos negros  deu de cara com uma sala de visitas onde um velho, que não parecia ter mais do que 1,3 de altura conversava com um cidadão qualquer, sua careca chegava a reluzir a luz do sol que adentrava pela larga janela, e seu bigode e barbicha negra encaixavam bem com sua pele morena.
Kashi Kumo:
 

Quando o velho terminou com o sujeito que antes conversava, leva seus olhos ao Jovem em pé em sua sala.
- Oh Olá meu rapaz, posso ajuda-lo? O velho sagazmente leva seu olhar para o embrulho que portava. - Este pacote é para...

-BEPOBEPOBEPOBEPO-

O som alto o suficiente corta a frase do velho por um instante, um pequeno caracol posicionado sobre uma mesinha de canto revelava o altor do som repentino.
- Sente-se meu jovem, só vou atender o Den den mushi e ja volto a dar-lhe a devida atenção! O velho se levanta e caminha até o equipamento, retirando a concha do molusco, e o levando a orelha. -Alo, Kashi Falando! O Semblante, do velho muda de um segundo a outro, de um ar simpático, a um olhar preocupado e pesaroso. - O que? A marinha, aqui? Estão atras do núcleo provavelmente...O que? Estão sendo hostis? Minha nossa, já estou a caminho! O velho desliga o aparelho, e volta-se novamente ao Viajante. -Desculpe a pressa, mas nossa conversa terá de ficar pra depois rapaz, deixe o pacote em cima da mesinha ai, preciso ir resolver isso! Dizia o homem pegando um velho chapéu pendurado próximo a porta e saindo com pressa para fora, deixando Njord ali dentro sem saber muito o que fazer. Como o viajante reagiria a tudo isso? Sua tarefa aparentemente estava concluída então restava somente a ele decidir qual dos diversos caminhos tomar no restante de seu dia.

____________________________________________________

- Fala
*Pensamento*
~Sonho/Ilusão~
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Reinhardt
Membro
Membro
Reinhardt

Créditos : 2
Warn : Yggdrasil - O Eixo do Mundo 9010
Feminino Data de inscrição : 14/05/2018
Idade : 21
Localização : Shells Town

Yggdrasil - O Eixo do Mundo Empty
MensagemAssunto: Re: Yggdrasil - O Eixo do Mundo   Yggdrasil - O Eixo do Mundo EmptyQua 13 Jun 2018, 03:40

Yggdrasil - O Eixo do Mundo

O trajeto havia me custado algum tempo mas nada que fosse prejudicar meus planos, estes que eram totalmente flexíveis pois a objetividade dele ainda mantinha-se como uma incógnita que somente o tempo viria a desvendar e além do mais durante a passagem de uma cidade para outra meus ouvidos não puderam deixar de captar a conversa de alguns pescadores e antes que venham me julgar dizendo que prestar atenção na conversa alheia é falta de educação era impossível ignorar suas palavras visto que o tom adotado pelos mesmos talvez fosse proposital, como se quisessem espalhar o dizer pelos quatro ventos. Mas o que ouvi era mais do que história de pescador, de fato não era um invenção baseada em suas próprias frustações mas talvez um luz que me guiaria para o sucesso, me opor ao Governo Mundial e consequentemente a Marinha era condição para meu sucesso, porém confronta-los sozinho era suicídio e nessas condições humanas nem mesmo um poderoso deus como eu teria chance, era que havia-me despertado um certo interesse mas que ficaria para depois, assim como a forja. Entretanto tinha gravado aquele nome, Grambos, algo me dizia que teria um impacto futuro em minha missão.    

O mapa do qual o homem da loja anterior havia me auxiliado em encontrar o caminho para Shirotown e logo em sequência não vi dificuldades em localizar sua prefeitura, era um prédio distinto dos demais e suas letras tingidas em negro cessaram todas as dúvidas. Ao seu lado mais um comércio prendia minha atenção, seus produtos eram tudo o que precisava, materiais de forja mas infelizmente meus bolsos estavam vazios e não sentia-me disposto a realizar mais favores em troca de mercadoria, aquele pacote já tinha-me tomado tempo demais, portanto ignorei a existência da mesma e apenas segui com meu trajeto original. A modesta sala de entrada não tinha nada demais que merecesse uma notoriedade de minha parte e tudo que fiz foi me dirigir ao velho senhor que se encontrava ali, seu nariz era enorme e seus cabelos escuros pareciam tingidos visto sua aparência de um idoso, todavia, decidi não comentar nada para que não soasse indelicado, humanos são seres difíceis de se lidar e aprendi isso da pior maneira possível durante minhas viagens.

Nem mesmo precisei dizer algo, minha presença para ele foi o suficiente, ou então a visão do pacote que carregava desencadeou em sua mente o possível cenário fazendo com que desandasse a falar e impedisse que constatasse qualquer coisa —Kashi, não, não é ele — Sussurrei buscando vincular qualquer informação ao tal Grambos, meus ouvidos mantiveram-se atentos a conversa e meus olhos ao balcão onde repousei o pacote, estava entregue. Estava pronto para ir embora mas a reação do homem ao Den Den Mushi pareceu-me um pouco estranha, poucas coisas deixariam um homem tão extasiado como ele havia ficado e num piscar de olhos sua pressa o retirava do ambiente deixando-me para trás com mais dúvidas e questões em aberto. Olhei o mesmo afastar-se da prefeitura mas subitamente voltaria a agarrar o pacote e corri atrás do velho senhor, parecia acontecer algo grande naquela ilha por isso colocaria-me a correr atrás do sujeito, mas não o abordaria para que me esperasse ou me desse atenção, o que desejava era apenas descobrir qual seria o destino final, e o pacote, bem, seu interior ainda era um mistério e não poderia supor o quão valioso seria, por isso decide como melhor opção carrega-lo comigo.     
Read Me:
 

Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Yggdrasil - O Eixo do Mundo Empty
MensagemAssunto: Re: Yggdrasil - O Eixo do Mundo   Yggdrasil - O Eixo do Mundo Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Yggdrasil - O Eixo do Mundo
Voltar ao Topo 
Página 1 de 4Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Conomi Island-
Ir para: