One Piece RPG
Cães de Aluguel - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [MEP] Cachorros da Dor
Cães de Aluguel - Página 2 Emptypor Dogsofain Hoje à(s) 16:30

» [Mini-Archer James] Cachorros da Dor
Cães de Aluguel - Página 2 Emptypor Dogsofain Hoje à(s) 16:21

» Una Regazza Chiamata Pericolo
Cães de Aluguel - Página 2 Emptypor Muffatu Hoje à(s) 16:06

» 1º Cap: O começo de uma grande aventura
Cães de Aluguel - Página 2 Emptypor Muffatu Hoje à(s) 15:20

» Unidos por um propósito maior
Cães de Aluguel - Página 2 Emptypor Muffatu Hoje à(s) 15:10

» Busca Implacável
Cães de Aluguel - Página 2 Emptypor Gyatho Hoje à(s) 14:08

» [MEP - Kuroper]
Cães de Aluguel - Página 2 Emptypor Kuroper Hoje à(s) 12:16

» [Mini-Kuroper] Começo da Jornada
Cães de Aluguel - Página 2 Emptypor Kuroper Hoje à(s) 12:12

» Mini - Themis
Cães de Aluguel - Página 2 Emptypor Themis Hoje à(s) 11:29

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
Cães de Aluguel - Página 2 Emptypor Pippos Hoje à(s) 10:52

» The Claw
Cães de Aluguel - Página 2 Emptypor Achiles Hoje à(s) 09:31

» Gregory Ross
Cães de Aluguel - Página 2 Emptypor GM.Noskire Hoje à(s) 08:43

» Xeque - Mate - Parte 1
Cães de Aluguel - Página 2 Emptypor Jacob Allan Hoje à(s) 04:19

» [LB] O Florescer de Utopia III
Cães de Aluguel - Página 2 Emptypor GM.Noskire Hoje à(s) 01:06

» Hello darkness my old friend...
Cães de Aluguel - Página 2 Emptypor Alek Hoje à(s) 01:03

» Rumo à Grand Line?
Cães de Aluguel - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 01:02

» The Victory Promise
Cães de Aluguel - Página 2 Emptypor Akise Hoje à(s) 00:00

» VI - Seek & Destroy
Cães de Aluguel - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 22:56

» What do You do For Money Honey
Cães de Aluguel - Página 2 Emptypor Lancelot Ontem à(s) 21:46

» O início da pesquisa.
Cães de Aluguel - Página 2 Emptypor BlackHole99 Ontem à(s) 20:18



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Cães de Aluguel

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 53
Warn : Cães de Aluguel - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Cães de Aluguel - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Cães de Aluguel   Cães de Aluguel - Página 2 EmptySeg 30 Abr 2018, 13:29

Relembrando a primeira mensagem :

Cães de Aluguel

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Roxanne D'lamour. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Luna
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento


Data de inscrição : 22/12/2011

Cães de Aluguel - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cães de Aluguel   Cães de Aluguel - Página 2 EmptyQui 03 Maio 2018, 17:32



Let’s Go Baby.



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




......."Aprender a atirar foi mais uma distração do que uma de minhas necessidades, mais tarde, quando criei gosto pela negócio, disparar e resolver as coisas na bala acabou se tornando um hábito. Se hoje me conhecesse, aqui, ocupando o cargo que ocupo, se espantaria ao saber que por engano, quase me tornei uma pirata."

.......~ Ela realmente não se importa com o que pode acontecer a si, é mais que dinheiro, é... amor?! ~ — Ajustava as armas em minhas mãos, um par de pistolas colt com tambor para oito balas cada uma. — ~ Mas ela não é insensata, escolheu um campo propício para um combate contra um atirador. Obstáculos de variados tamanhos, sólidos o suficiente para bloquear qualquer bala. ~ — Sorria, Dag era o tipo de pessoa que eu gostava, daquelas que quando põe algo na cabeça não volta atrás, que tem suas convicções acima de tudo, acima da própria integridade, como eu. — Espero que esteja preparada, porque não vai me derrotar, nem fácil nem dificilmente. — As pistolas giravam nos dedos e paravam em seco, encaixadas perfeitamente na mão, com um furor disparava em corrida na direção da agente, nos olhos um tom de desafio e confiança. — Eu sou muito mais que qualquer agente que você já viu!!

.......Encurtaria a distância entre mim e a mulher, no caminho usaria minha visão aguçada para ficar atenta a qualquer ação ofensiva da mesma, nesse caso, prestaria atenção especialmente ao estilo de combate da minha rival que até agora estava em vantagem nesse quesito. Me aproximaria e antes de entrar em sua área de alcance, desviaria minha rota, disparando durante meu "dash" para a direita, procurava com esse movimento pegar a agente desprevenida, antes de a bala chegar, começaria novamente a correr em sua direção, prestando bastante atenção em sua possível rota de fuga, tentaria mirar um pouco a frente de pra onde o corpo da mulher se deslocava para assim efetuar um duplo disparo, com uma pistola mirando centímetros a frente de sua rota de fuga e a outra mirando um pouco atrás de seu corpo, tentando assim acertá-la mesmo se Dag invertesse sua esquiva na direção oposta após perceber meu primeiro disparo.

.......Ainda não acabei!! — Avançaria agora entrando em um distância de combate corpo-a-corpo, manteria a atenção nos ataques da agente e procuraria desviar da seguinte forma: Para ataques horizontais, tentaria me esquivar por baixo, disparando em seu tronco a queima roupa simultaneamente, para golpes de cima para baixo e baixo para cima, giraria o corpo para o lado tentando acertar o membro atacante com um tiro, em caso de golpes em diagonal tentaria me aproximar por baixo para frente caso o golpe viesse de cima e de lado para frente caso o golpe viesse na diagonal por baixo, no caminho tentaria efetuar um disparo no flanco da agente, rapidamente saltando após isso em constantes dashs para trás, entre um disparo e outro.

.......Se por ventura fosse atingida, tentaria recuar para sair de seu alcance, me recompor e voltar a ação de combate, mesmo que se caísse no chão tentaria me virar, girar, rolar, saltar, levantar e correr se fosse o caso, tentando escapar de mais ataques. No processo não pararia de atirar, a cada movimento efetuaria um disparo e, caso me visse caída, com fortes dores, ainda assim, arrancando força do fundo de meu estômago, me levantaria, com mais convicção que antes. — Não ria de mim!! Só começamos. — Voltaria a ofensiva de igual forma, repetindo o processo retrocitado, muito provavelmente minha rival havia achado que as paredes e obstáculos seriam seus aliados, ela não esperava que uma atiradora fosse adotar uma postura insana ao ponto de lutar de perto, mas fazer o quê? Insanidade era meu nome do meio.

.......Posso fazer isso a noite toda. — Prosseguiria com o combate até que o mesmo fosse encerrado, atirando, esquivando, avançando, disparando correndo e disparando, sem parar, era mais que um teste, aquilo era algo pessoal, não havia ninguém melhor que eu naquele mar, não com uma arma e, para mim era questão de honra provar isso para minha futura superior.

......."A convicção é aquilo que nos permite pôr, com a consciência tranquila, o tom da força ao serviço da incerteza. Nunca me faltou convicção e sem dúvidas, durante os longos anos que estive no governo, sobraram incertezas."





Objetivos:
 

Histórico:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Cães de Aluguel - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 21
Localização : hell

Cães de Aluguel - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cães de Aluguel   Cães de Aluguel - Página 2 EmptyQui 03 Maio 2018, 22:12


O combate estava para ter seu inicio e Rox pegava ambas as pistolas, mostrando suas armas ao oponente. Uma atiradora era o que tinha dito antes e realmente mostrava isto naquele instante, usando duas pistolas para um combate contra alguém superior. Toda a movimentação, velocidade e poder da atiradora iriam ser provados naquela luta e mesmo que fosse complicado, Rox estava tentando vencer. Sem palavras a serem ditas, nada de errado ocorria com o disparo inicial, mas sem nenhuma chance ele alcançaria a loira e foi exatamente assim que a primeira bala terminou na parede atrás dela após uma simples esquiva com o movimento do corpo. O ataque seguinte surgia como surpresa para muitos, porém não para Dagny. A agente avançou de frente contra sua oponente, segurando com as mãos os pulsos da novata que atirava para cima sem qualquer chance de acertar a examinadora. Com tal tempo de reação e velocidade não existia chance alguma de disparos próximos acertarem, somente algo de surpresa e muito estratégico derrotaria tal lutadora.

Dagny iniciava após tal avanço sua ofensiva, começando com um simples chute baixo, buscando as pernas da atiradora. A primeira esquiva funcionava e com um simples passo ela avançava, mudando a trajetória do disparo ao empurrar o braço que executaria o disparo para longe. Partindo para a sequência dos ataques, Dagny entrava completamente na guarda de Rox executando o movimento de subir seu joelho até encontrar a barriga da atiradora, errando por pouco e precisando assim esquivar do próximo disparo executado. Rox estava disparando tudo o que tinha direito e por fim acertou a primeira bala de raspão no braço esquerdo, deixando um pequeno ferimento que mal parecia fazer dano e só mostrava o rastro da bala sem nenhum sinal de sangramento. O terceiro golpe da loira era algo mais complexo, um pequeno combo de chutes e socos que seguiam um tempo bem rápido e complicado de escapar. Dois chutes baixos nos joelhos, um seguido do outro e logo após isto sem deixar qualquer esquiva, passando assim até o próximo ataque que consistia em dois golpes rápidos nos braços, visando as mãos para fazer a mulher largar a arma.

O fim da luta foi bem simples. Dagny conseguia golpear e desarmar Rox, levando tudo para um fim sem grandes sofrimentos. – Acabou. – Nada de grandioso realmente aconteceu. Um simples disparo acertou a loira, mas ela permaneceu dominando o combate até o fim e Rox não teve nenhuma chance de ganhar. – Não foi ruim. – E definitivamente não tinha sido. O combate terminou em poucos minutos e naquele momento as dores no corpo da atiradora poderiam comprovar que ela ao menos se esforçou na luta, sendo acertada e ainda tentando disparar contra a examinadora. – Seu esforço foi a parte mais importante... Avalio muito mais pelo esforço do que os danos na luta, pois é impossível os novatos me derrotarem em uma luta sozinhos. – A luta não importava tanto e como Dagny havia gostado do desempenho de Rox ela provavelmente estava sendo aceita no governo mundial.

Sem dizer nada a loira caminhou para fora do campo de batalha, levando Roxanne até uma sala mais isolada, no fundo do corredor por onde tinham passado anteriormente. A último sala não tinha nenhuma indicação e ao entrar era possível ver que existiam diversos tipos de roupas envolvidas por algo transparente para manter longe a poeira. – Parabéns por me surpreender... Aceito sua entrada no governo, pois não existe motivo algum que me faça negar. – Dagny finalmente sorria e aproveitava do momento para pegar uma pequena caixa que esteve no seu bolso da calça do uniforme o tempo inteiro. – Essa insígnia representa a sua unidade atual... É algo como um grupo que possui um líder dentro do governo, existem diversas unidades e por estar nesse blue atualmente você faz parte da CP2. – A insígnia verde com bordas douradas era entregue e logo na sequência a loira dava um passo para trás e continuava a falar. – Pode escolher um uniforme entre os que estão aqui... Inicialmente será limitado em cores e padrão, mas ao avançar dentro do governo é possível melhorar e deixar algo mais no seu estilo. – A decisão das roupas e de onde colocaria a insignia ou mesmo se não colocaria seria de Rox, pois Dagny estaria ali por perto apenas para acompanhar a novata e ajudar no que fosse necessário.

Insígnia:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luna
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Luna

Créditos : Zero
Warn : Cães de Aluguel - Página 2 Banido10
Masculino Data de inscrição : 22/12/2011
Idade : 24
Localização : Lvneel - North Blue

Cães de Aluguel - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cães de Aluguel   Cães de Aluguel - Página 2 EmptyQui 03 Maio 2018, 22:32



Mudar nem Sempre é Melhorar.



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




......."Perder não é algo feio, nós as vezes encontramos desafios acima daquilo que podemos enfrentar e sem dúvidas teremos de ainda assim os encarar, chorando ou sorrindo. Dag, mais que um desafio era uma mulher, uma do tipo honrada e correta, bem mais do que eu jamais fui."

..............O início do combate pareceu uma disputa entre um adulto e uma criança, a diferença entre nossas forças era gritante e pude naquele momento pude notar que uma bala nem sempre seria tão efetiva quanto um punho. — ~ Ela sequer pareceu se importar com meus disparos... ~ — Boquiaberta, sentia a dor nas pernas e nos braços provinda dos golpes que havia sofrido, nossa luta havia sido algo rápido, excitante inicialmente e logo em seguida decepcionante, não demorou quase nada para que ficasse clara a disparidade entre nós e Dag encerrasse o combate, eu estava muito atrás. — ~ Droga, como pude perder tão facilmente???!! Essa vida desregrada deixou você fraca, Roxanne, você se tornou uma FRACA, uma FRA-... ~Seu esforço foi a parte mais importante... Avalio muito mais pelo esforço do que os danos na luta, pois é impossível os novatos me derrotarem em uma luta sozinhos. — A agente gentilmente me interrompia, caminhando para uma sala mais afastada tendo eu em seu encalço. Teria ela percebido a frustração em meu olhar? A ira? — Ah, você só está falando isso pra me animar. — Dava de ombros um pouco sem jeito, um sorriso fraco nos lábios, mas ainda assim um sorriso. — Parabéns por me surpreender... Aceito sua entrada no governo, pois não existe motivo algum que me faça negar. — A mulher retribuía meu sorriso e pela primeira vez podia notar algo magnífico, ela era linda séria, mas simplesmente estonteante sorrindo.

..............Bom, eu não... Bem, quero dizer... Você já estava com isso aí no bolso desde o começo? — Erguia a insígnia entre nós, era pequena como a ponta de uma flecha, angulosa e verde, parecia ser feita de alguma material cerâmico polido, ou... — ~ Metal? ~Muito obrigado, mas acho que... — Dag me interrompia e seguia explicando, agora eu fazia parte de um grupo que atendia ao North Blue, a CP2, uma espécie de agência um pouco menos visível que a marinha. — Dois? Bom, nunca foi meu número da sorte, estou mais pra dez ou nove. Quem sabe treze?! — Brincava, descontraidamente alisando os uniformes a minha frente. Eles eram jeitosos, mas estava estampado o desagrado em meu rosto, oras, minhas roupas eram novinhas em folha, belas, sensuais, apertadas e o principal, de couro!! — Dag... Me desculpe, mas há algo de errado com minhas roupas? — Me virava, um rosto chateado a encarando. — Quero dizer, isso não combina comigo, entende? Me sentirei tão, tão... Tão feia dentro de um terninho. — Uma careta, muito provavelmente chorar e espernear não adiantariam de nada, o uniforme seria um fardo que eu teria de carregar e, sendo confirmada a impossibilidade de continuar portando meus trajes. Os retiraria lentamente, quase sensualmente me despindo ali mesmo, na sala, sem pudor algum, iria discretamente tentando observar se a atenção da agente estava voltada para minhas curvas. Uma vez nua, escolheria um conjunto preto acetinado, se não tivesse apenas um preto fosco, com chapéu clássico de cor também preta. — ~ O objetivo dessas roupas sem dúvidas é a descrição, então você, dona verdinha, você vai pra baixo!! ~ — Colocaria a insignia presa a minha meia-calça, com o lado do alfinete virado pra fora.

.......Uma vez vestida, terminaria de alinhar as vestes e me viraria para Dag, como se nada houvesse ocorrido, o rosto ainda tampado pela aba do chapéu. Com um ar entusiasmado, indagaria erguendo a cabeça. — Vamos a primeira missão então? — Confiantemente a encararia e com uma piscadela quebraria o clima, por fim, acompanharia a agente para onde ela partisse e me fosse permitido ir, prestando atenção em cada uma de suas palavras, faria anotações mentais das informações passadas e ao fim das mesmas, pediria. — Muito bem, antes de tudo, preciso de algumas coisas, um par de pistolas, balas e uma pederneira me ajudariam muito. — Aguardaria a resposta e se positiva apanharia os itens, colocando as pistolas presas aos coldres em meu peitoral e a pederneira em meu calcanhar, pesa ao seu pequeno coldre também. — ~ Esse será o começo de tudo mamãe, o começo de tudo. ~ — Acenaria, dando sinal de que tudo estava "ok" para Dag e antes de partir, completaria. — Há mais algo que eu deva saber? — Ouviria calmamente, e ponderaria as palavras da agente para possíveis perguntas, após partir só voltaria com minha missão completa.

......."O mundo a partir daquele dia sem dúvidas começou a mudar, não sei o que minha mãe pensaria a respeito do que ele se tornou, do que eu me tornei. Mas acredito que como mãe, no fim haveria compaixão e compreensão para todos meus pecados."




Objetivos:
 

Histórico:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Você não me vê na batalha?
É claro que estou lá, veja só o terror e o medo neles.


||Legenda||

|- "Roxanne - Intervenção" - |
|~Roxanne - Pensamentos~ |
|Roxanne - Fala|


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Cães de Aluguel - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 21
Localização : hell

Cães de Aluguel - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cães de Aluguel   Cães de Aluguel - Página 2 EmptySex 04 Maio 2018, 17:23


As roupas não é culpa minha... Em certas missões o grupo pode precisar se disfarçar e usar outras vestimentas, mas normalmente esse é o uniforme de todos os agentes. – As regras do governo poderiam ser complicadas para novatos e aquela era uma especial que nenhum agente em treinamento poderia recusar, pois precisavam vestir as roupas sociais e serem pessoas mais normais e menos chamativas que a marinha.  – Sinto muito... Também acredito que o uniforme ofusca a beleza das mulheres, mas é algo que os superiores decidiram e eu não posso burlar o sistema. – Dagny ia dizendo tais palavras e percebia a desaprovação de Rox por conta daquela regra, sendo obrigada a vestir algo que não revelava muito o corpo e nem se encaixava de maneira bonita ao corpo de uma mulher. Sem preocupar-se com a vergonha ela decidiu trocar de roupa ali mesmo, retirando todas as vestimentas atuais e as deixando no chão enquanto procurava por algum uniforme interessante. A loira não parecia se importar com a nudez da novata, achando até interessante o fato de a mesma ter coragem de ficar nua na frente de outras pessoas. Os uniformes só eram disponíveis nas cores mais normais. O preto era o mais simples possível, nada de diferente esta por lá e provavelmente só seria alcançado ao ser feito um pedido antecipado.

Rox finalmente estava vestida e prontas para partir as duas seguiam até a sala de Dagny novamente, entrando e sentando na cadeira para começar as explicações sobre o que seria a primeira missão. – Não tenho nada de interessante planejado. Espere um pouco. – Com cuidado ela começava a procurar nos papeis de sua mesa, buscando encontrar alguma informação interessante que poderia se transformar em uma missão. – Sei de algumas coisas acontecendo na ilha... Vou te mandar nessa missão, pois estou preocupada com os problemas que isto poderia causar. – Retirava uma pasta cheia de arquivos de uma gaveta e colocava sobre a mesa. – Atualmente esta acontecendo diversas mortes de marinheiros e agentes que tentam se aproximar do lado obscuro da ilha, principalmente quando eles estão lá para investigar algo. – Dagny abria a pasta e começava a mostrar os arquivos de todos os soldados e agentes mortos. – Perdi muitos companheiros e o nosso QG esta um tanto vazio ultimamente... Por conta deste problema eu vou mandar você e mais três agentes novatos para investigarem essa situação, pois estou preocupada com algum envolvimento revolucionário nestes assassinatos. – Falar sobre o assunto parecia incomodar um pouco a loira e mesmo assim ela tentava se manter firme, olhando os arquivos e as fotos de seus companheiros feridos sendo mostradas enquanto ela tentava explicar a missão.

Durante tal conversa a porta atrás das duas se abriu e três pessoas entravam dois homens e uma garota com orelhas de raposa sobre a cabeça. Todos eles vestiam o mesmo uniforme que Rox e estavam sem armas a mostra. – Senhoritas.. – O homem de cabelo preto se aproximava da mesa e sentava na borda dela, observando os papeis que Dagny estava mostrando para Rox. – Desculpe a interrupção, mas como vamos participar da missão nós gostaríamos de escutar os detalhes também. – Os outros dois ficavam quietos e para trás da atiradora, esperando que a loira pudesse continuar a falar sobre aquela missão. – A missão é uma simples coleta de informações. Eu não conheço os perigos que vão enfrentar, exatamente por isto que estou enviando este grupo, pois não sabemos quem são os inimigos e precisamos conhecer eles para atacar a base deles. – A coleta de informações era simples e fácil, porém nenhum agente que foi até lá conseguiu retornar e aquele seria o problema. – A localização que mandamos eles foi esta, não sabemos exatamente até onde cada um foi, pois os corpos foram jogados no mar e encontrados mais tarde... Só que é exatamente ai que começou a busca deles. – Um mapa foi entregue para o homem sentado na mesa e ele rapidamente identificava a localização. – Sei onde é. – A localização seria fácil de encontrar e agora só restava o grupo se armar antes de partir.

No caminho até lá vocês podem se conhecer, por hora apenas procurem pegar os armamentos necessários e podem partir. Se necessário quero que você me ligue. – Dagny entregava um baby den den mushi ao homem de madeixas pretas que parecia ser o líder do grupo. – Se necessitarem de reforços eu irei té vocês ou mandarei mais agentes até lá, só espero que tudo saia bem e vocês retornem sem ferimentos. Eu quero o máximo possível de informações para realizar um ataque futuramente, estes assassinos não podem permanecer na nossa ilha. – Os armamentos necessários para a missão estavam em outro setor do QG, precisando seguir até lá e mostrar as insígnias para ter acesso as armas. Rox só tinha direito a uma pistola e nada mais, pois estava no inicio de sua carreira e o governo não poderia confiar tantas coisas na mão de uma pessoa sem experiência. – Podemos parar em algum lugar para comprar o restante das coisas, os valores não devem ser tão altos. – A mink ruiva ficava mais próxima de Rox do que aqueles homens, parecia um tanto confortável ao lado de outra mulher. Deixando as interações de lado, Rox poderia ver que todos já tinham suas armas e ninguém realmente tinha algo grandioso e de destaque. A mink tinha pegado um par de botas de couro bem simples que serviriam provavelmente para chutes, que parecia ser o combate da garota. Partindo para o segundo integrante do grupo podia se ver um garoto loiro com alguns acessórios metálicos na orelha esquerda que se estendiam pelo pescoço, algo bem complicado de entender. A arma daquele garoto eram luvas de combate para proteger as mãos, algo que normalmente lutares usavam para socar os alvos. Por fim o líder do grupo e portador da arma mais diferente entre eles, pois segurava em mãos uma longa foice.

O destino do grupo era a cidade e eles logo começavam a caminhar na direção do local, começando a passar pela floresta que seria o primeiro obstáculo até  os portões do reino onde teriam de descobrir o que realmente existia na parte obscura da cidade, reunindo informações e posteriormente passando tudo para Dagny que criaria a missão de ataque. – Eu não conheço vocês e vocês não me conhecem... Vamos começar nos apresentando, pois preciso saber as habilidades e nomes que posso usar. Não preciso de um nome real só quero alguma forma de falar com as pessoas desse grupo. – O homem não fazia uma breve pausa para respirar e novamente voltava a falar. – Podem me chamar de Thon, como podem ver sou um ceifador, pois uso foices e... Bem, sou médico e a pessoa que normalmente vai assumir a frente na batalha. – Ao fim de suas palavras ele indicava que algum dos outros poderia começar, fazendo o loiro iniciar sua apresentação. – Me chamo Alwen, sou navegador e conheço bastante sobre a geografia da ilha. Gosto de socar as pessoas, sei chutar um pouco também e posso proteger a retaguarda caso necessário... Nunca participei de missões sobre coleta de informações, mas farei o melhor que posso. – O garoto terminava de falar e a mink iniciava com aquela apresentação rápida do grupo. – Ay, pode me chamar de Ay. Sempre lutei taekwondo, então minhas pernas são as melhores armas que tenho. Claro que por ser mink sei um pouco da luta mais selvagem e consigo usar as mãos para lutar com minhas garras, mas prefiro as pernas e só usarei as mãos se for muito preciso... Entendo muito de infiltração e missões mais silenciosas, consigo me disfarçar, ser furtiva e arrombar fechaduras de coisas... Acho que é só isso mesmo. – A caminhada na floresta seguia segura e quieta, pois o grupo passava pelo caminho mais isolado dos animais para alcançar o reino. No momento só restava a apresentação de Roxanne e por fim eles poderiam preparar um plano quando estivessem no local ou até ter algum antes, pois qualquer um poderia sugerir algo e nenhum deles parecia ser bom em estratégia para tal missão.

Agentes:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luna
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Luna

Créditos : Zero
Warn : Cães de Aluguel - Página 2 Banido10
Masculino Data de inscrição : 22/12/2011
Idade : 24
Localização : Lvneel - North Blue

Cães de Aluguel - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cães de Aluguel   Cães de Aluguel - Página 2 EmptySex 04 Maio 2018, 17:46



A primeira de muitas.



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




......."Coletar informações? Bom, deveria ter dito à Dag que minha aptidão estava em coletar corpos, não mensagens. Talvez isso tivesse poupado um pouco do trabalho de nós duas, o dela em me repreender e o meu em tentar ser a solução final, e não apenas uma etapa dentro de todo o processo."

..............As roupas não eram de um todo péssimas, mas enquanto ouvia Dag, elas pareciam no mínimo "restritivas" se comparadas com minhas antigas vestimentas. — ~ Não adianta enfiar a cara nos papéis, você ficou me olhando e gostou do que viu, eu sei disso e você também, safadinha. ~ — Desconfortavelmente me movia na cadeira, como se algo estivesse espetando minha nádega, não havia nada ali de fato, apenas um desconforto provocado pelo excesso de tecido.  — ~ Puritanos malditos, desde quando roupa é algo assim tão importante?! Têm pessoas morrendo, mulheres sendo espancadas, crianças tornando-se órfãs e o que realmente importa é eu usar ou não um espartilho invés de um terno?! ~... esta acontecendo diversas mortes de marinheiros e agentes que tentam se aproximar do lado obscuro da ilha, principalmente quando eles estão lá para investigar algo. — Se inclinava para frente, diversos rostos iam passando, um por um. — ~ Isso aqui é, não pode ser.... Isso aqui é... ~ Uma lista de execução? — Por instantes vacilava, olhando para os papéis, até notar pela primeira vez uma expressão triste no rosto de Dagny. —  ~ Esses caras eram companheiros dela, sim... É algo muito recente ainda. ~ Sinto muito por eles Dag, ajudarei como puder. — Minha mão se estendia, quase ficando por cima do braço da agente, contudo, a porta se abria e um grupo adentrava a sala de reuniões, fazendo assim meu movimento de consolo cessar e a mão descer sobre a mesa.

..............Senhor. — Fitava por cima do ombro o grupo adentrando a sala, em meu olhar apenas a desaprovação. — ~ Porco maldito, onde você cresceu não ensinavam a bater na porta???!! ~Senhores. — Me levantava, trocando de posição na sala, indo para próximo de Dag em um ângulo em que pudesse ver todos a minha volta, a ideia de estranhos atrás de mim era no mínimo muito incômoda. — Certo, coleta de informações apenas, temos permissão para matar alguém? Sabe, caso seja necessário. — Casualmente, levava a mão até minha pequena latinha de erva, precisaria sair logo dali para fumar, do contrário teria problemas. — ~ Não comece a tremer Rox, não comece a tremer agora!! ~ — Me empertigava, um pouco mais ereta que antes. — Você poderia apontar no mapa a região onde os corpos apareceram? — Calmamente aproximava-me, apoiando a palma das mãos na mesa e dando uma boa e demorada olhada no mapa, prestando atenção em cada detalhe, gravando cada informação, cada ponto de referência, esse era meu talento, uma mente brilhante acompanhada de uma memória sem igual. — Certo, considere isso feito. — Uma traquina piscada seguida de um sorriso descontraído era dada, sem delongas virando-se e partindo rumo ao corredor. — ~ Se existir um padrão onde os corpos são encontrados, quem sabe aí esteja nossa informação de ouro, uma base ou fonte de pistas quem sabe. ~

.......—  Podemos parar em algum lugar para comprar o restante das coisas, os valores não devem ser tão altos. —  A garota do grupo estava ao meu lado, o caminho todo tinha pensado tanto sobre como poderia agir com os bandidos que mal havia percebido sua aproximação. — ~ Você é bem sorrateira, han... ~Não há problema, não estamos indo lá para matar pessoas, temos que coletar e voltar, apenas isso. Digo, somos apenas uma ferramente para algo maior no futuro. — Sorria para a jovem raposa, durante meus anos pelos bordéis e hospitais poucas vezes tinha encontrado mulheres da sua espécie e ela, claramente durante sua vida não tivera apenas homens em sua companhia. — Não se preocupe, se precisar, estarei aqui para te ajudar, e eles também, somos um time. — Apanhava a pistola, checava suas munições e mira, simulava a pontaria em um ponto imaginário e checava o martelo de disparo.— ~ Espero não ter que usar você hoje, querida. ~ — Acenaria para a garota, dando sinal de que tudo estava "ok" e iria dar certo.

.......Podem me chamar de Thon, como podem ver sou um ceifador, pois uso foices e... Bem, sou médico e a pessoa que normalmente vai assumir a frente na batalha. — Olhava o suposto líder do grupo, ele parecia ser o tipo que gosta de homens, não que me importasse com isso é claro, mas era no mínimo curioso serem dois rapazes e uma garota no grupo.  — Me chamo Alwen, sou navegador e conheço bastante sobre a geografia da ilha. Gosto de socar as pessoas... — Continha um sorriso. — ~ Todos sabem que punhos não são nada se comparados a... ~ — A lembrança da ardência nos braços e joelhos refrescava minha memória, Dag não tinha lâminas ou balas e ainda assim me dera uma surra. Fechava o rosto, voltando-me para a Mink. — Entendo muito de infiltração e missões mais silenciosas, consigo me disfarçar, ser furtiva e arrombar fechaduras de coisas...~ BINGO!! Sabia que antes não era eu quem estava distraída demais! ~E ela é boa nisso. — Completava, chamando a atenção para logo em seguida prosseguir. — Agora, eu. Podem me chamar de Rox. Como podem ver, sou uma atiradora e modéstia parte tenho uma ótima pontaria. Sou especialista em ciências, posso criar venenos e substâncias químicas, conheço os mais variados tipos de plantas, e também consigo identificar o tipo de veneno que foi usado em praticamente qualquer situação. Ah, sou boa com memorização também, por exemplo, tenho uma imagem perfeita daquele mapa em minha mente.

....... — Lentamente enquanto falava,  olhava ao redor na floresta e  ia enrolando meu cigarro com uma precisão cirúrgica, os anos tinham me feito ficar realmente ágil naquilo, não era uma pessoa, estava mais para uma máquina enroladora de baseado.  — Espero que não se importem. —  Acendia seu cigarro recém-fabricado, no rosto um sorriso. O aroma forte e robusto a inundou por dentro, a primeira tragada ficou retida em seus pulmões por aquilo que parecia levar uma eternidade, extasiada, de olhos fechados as sensações foram surgindo, o coração mais leve, o cérebro parecendo estar lentamente se descolando do crânio, a língua dormente... — ~ Expanda, vamos lá, pense no macro, de uma forma criminosa, você é boa nisso, calma, relaxadamen... ~ — Os olhos lentamente abriam enquanto a fumaça era expelida pelo nariz. — Sabe, nem todo burro é bandido, mas quase todo bandido é burro. Pode ser que o esconderijo deles seja próxima da área onde os corpos aparecem, ninguém sai cidade a fora arrastando corpos de marinheiros sem que algo seja dito. Pode ser um lugar como um cais, ou um ancoradouro... Um porto quem sabe. De qualquer forma, eles podem usar um navio pra isso, o que me remete ao segundo fato. — Mais uma tragada. — Essa área que temos conhecida, é perto de alguma marcenaria, ou tem proximidade com cursos d'agua, mar? Digo, são inúmeras opções, mas meu palpite é esse. Ou eles estão perto do oceano, ou transportam os corpos pela cidade em caixotes. — Fitaria os demais para ver se estavam prestando atenção em mim. — ~ O que diabos estou dizendo? Agora eles devem me achar louca. ~

......."A maconha é algo engraçado, pode ser usada para tratamento de doenças, para esquecer problemas, para ter criatividade e, justamente o que a torna engraçado é que independente da finalidade para qual ela será usada, no fim, você vai sempre acabar rindo."



Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Você não me vê na batalha?
É claro que estou lá, veja só o terror e o medo neles.


||Legenda||

|- "Roxanne - Intervenção" - |
|~Roxanne - Pensamentos~ |
|Roxanne - Fala|


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Cães de Aluguel - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 21
Localização : hell

Cães de Aluguel - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cães de Aluguel   Cães de Aluguel - Página 2 EmptySab 05 Maio 2018, 12:22


A autorização para eliminar alguém existia, porém seria perda de conteúdo e informações que eles poderiam extrair de tal pessoa. – Não me importo se matarem alguém, mas tragam ao menos um vivo para interrogarmos. Só não procurem confusão, espero uma missão tranquila para que retornem em segurança. – Por fim ela mostrava no mapa as localizações dos pontos exatos onde cada um dos corpos foram encontrados. Boa parte deles estava no mar e não existia nenhuma ligação, porém existiam pontos espalhados na parte obscura da cidade que ao se traçar linhas acabavam por se formar o desenho de uma estrela. Tal desenho estava mostrado no mapa e eram pontos específicos onde não existiam muitos corpos, poucos apareciam por lá enquanto a maioria era jogada no mar. Após a saída do QG e apresentações todos começavam a pensar nos possíveis planos para a missão, pois estavam indo em um lugar onde muitos já tinham morrido e precisavam de preparações boas para o mesmo não acontecer com eles.

O problema da missão não seria encontrar a base, pois com base no desenho da estrela eles já deveriam ter uma ideia de onde era. O real problema seria sair de lá vivo. Seria impossível nenhum dos agentes que foram até o local e morreram não terem uma informação deles, possivelmente por terem tal informação é que foram mortos e isto basicamente implicava que eles não se importavam de serem encontrados já que conseguiam matar qualquer um e desaparecer com tal informação. – O transporte pode ser de muitas formas. Encontrar essa base não é tanto um problema, estava esperando algo para fazermos e impedir nossa morte. – Morrer era a pior parte da missão. – O desenho que forma no mapa possui um meio e é exatamente lá que eu preciso ir... Imagino que é exatamente onde eles esperam que a marinha vá, possivelmente é lá que fica sua base, porém esse grupo esta sempre preparado para atacar quem estiver indo investigar. – Alguns pontos da missão ainda não tinham sido completamente decididos, mas eles estavam caminhando e precisavam pensar bem antes de realmente partir para a busca de informações.

Posso me infiltrar e conseguir algumas informações do que iremos enfrentar... Acho que invadir o lugar sem conhecimento algum vai causar nossa morte. – Ay entendia sua função e imaginava o que poderia fazer pelo grupo. Os dois homens gostavam da ideia e esperavam que Rox pudesse dar sua opinião para encontrarem a solução do plano. O caminho ainda seguia longo e eles estavam já no reino, entrando sem problemas na cidade e indo assim até o ponto onde começou a aparição de corpos. – Então vamos lá... Precisamos da localização exata da base deles, também é necessário saber quem é o líder e quantos parecem poderosos. O número de membros, talvez quantos possuem um tipo de rank superior e reconhecer as funções... Hum, acho que podemos também procurar algum barco ou outra base para onde eles consigam fugir se souberem da nossa presença. Com tudo isso é provável que nossos superiores queiram atacar. – Os pontos da missão estavam prontos e finalmente o grupo chegava na entrada da parte mais pobre e obscura da cidade, um lugar onde poucas pessoas normais ousariam ir. O medo de conhecer esse lado mais sombrio da população era algo que ninguém gostava somente a marinha tinha a real intenção de resolver os problemas desta área e acabavam sendo mortos. Rox e aquele grupo de agentes precisava conseguir a maior quantidade de informações para que os superiores pudessem agir, acabando com a matança e livrando a cidade dos perigos.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luna
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Luna

Créditos : Zero
Warn : Cães de Aluguel - Página 2 Banido10
Masculino Data de inscrição : 22/12/2011
Idade : 24
Localização : Lvneel - North Blue

Cães de Aluguel - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cães de Aluguel   Cães de Aluguel - Página 2 EmptySab 05 Maio 2018, 12:24



Início - Reconhecimento.



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




......."A morte é algo curioso, sempre estive próxima a ela, beirando o abismo, brindando com o ceifeiro, me deliciando entre um disparo e outro. Até mesmo quando não quis ela estava lá, com minhas mães, meus amigos, felizmente ou não, para mim ela nunca sorriu, nem mesmo uma triste e péssima piada partilhada com sua velha amiga."

.......O caminho rumo a cidade se demonstrou calmo, tranquilamente conseguimos seguir por entre os veios da mata nada receptiva que incrivelmente naquele momento parecia querer cooperar para o mal que viria a nos assolar. Talvez a natureza soubesse ou não o que nós quatro iríamos enfrentar, imaginar que podíamos estar rumando para o covil de feras era no mínimo incômodo e, estranhamente, excitante. — Sim, concordo plenamente com você Thon, agora pensando melhor... Sabe, todos agentes que entraram lá, acabaram boiando oceano adentro, mortos. O ponto não é encontrá-los, se nossas suspeitas estiverem corretas, eles não se importam com isso, sinto que os acharemos facilmente, sair de lá é que não será tão fácil assim. — Tragava mais uma vez o cigarro, o pequeno tubinho de seda em chamas beirava o fim, o que fazia a ponta de meus dedos quase queimarem em minha última tragada.

.......Vejam só... - Baforava lenta e pensativamente o último resquício de minha tão adorada, idolatrada e companheira maconha. — Entrar é a parte tranquila, precisamos de um plano para sair. Sugiro que estudemos o local antes, seus possíveis pontos de entrada, saída e emboscada, criemos alguns esboços das entradas e saídas em um papel, façamos cópias e nos dividamos em caso de perseguição para que assim consigamos fugir com vida.~ Pelo menos um de nós. ~ — Acariciava por cima de minhas vestes, o pequeno pingente entre meus seios. — ~ Me sinto uma idiota pensando isso, mas parece que a forma certa de fazer isso é colocar a missão acima de qualquer um de nós. ~ — Sorria, saindo de meu pequeno devaneio ao escutar a opinião de Ay, que para minha alegria, assim como os outros dois, pareciam concordar com a ação inicial de invasão.

.......Ali a nossa frente estava o início da área onde os crimes ocorriam, era estranho mas imaginar aquele cenário todo me fazia lembrar de alguns jogos infantis, como pega-pega, esconde-esconde, mas agora com um grande diferencial. — ~ Quem for pego, morre. ~ — Acenava, concordando com Alwen em suas afirmações, ali se iniciaria tudo e o primeiro passo era a coleta de informações. — Vamos lá então rapazes, separar e conquistar. — Sorria, dando alguns passos a frente do grupo, lentos e hesitantes. — ~ Um boxeador, um estrategista, uma gatuna e uma cientista... ~ — Se virava, olhando para cada um dos membros da equipe. — Alwen, você consegue andar pelas redondezas, encontrar algum grupo brigão suspeito, chamar um deles para um combate limpo, apenas punhos, em troca de alguns trocados, essas apostas tolas de machões, sabe? — Sem jeito, tentava ser o mais amigável possível ao passar aquela ideia. — Se você perder para ele, pode o elogiar, dizer que nunca enfrentou alguém tão forte, as vezes encher o ego de um valentão é a melhor forma de fazê-lo falar, quem sabe algumas informações escapem. — Sugeria, em seguida me virando para Ay. — A sua parte seria na minha opnião achar uma base suspeita, se infiltrar, checar quantos homens eles têm, tentar ouvir, ver algo que nos diga o que fazem de ilegal por aqui... Quem sabe identificar algum suspeito. Acha que consegue? — Sorria amigavelmente para a Mink, dando total abertura para que ela negasse sem se sentir obrigada. — E nós, bom, eu sou uma atiradora e você um estrategista, nós iremos procurar os pontos de fuga dessa região, elaborar alguns contratempos para eles caso sejamos seguidos, encontrar alguns pontos de observação e criar um plano de ação. Nos encontramos aqui ao cair da noite, faremos nossa ação na madrugada que é quando a guarda deles estará mais baixa, que tal? — Aguardava a resposta do grupo, e uma vez que ela fosse dada, acenaria, completando. — Dispersar então.

.......Partiria cercando a região, procurando por pontos elevados para ter uma melhor visão do local, e becos fechados onde armadilhas pudessem ser implantadas, caçaria pequenos corredores ligados a região central e empilharia caixotes, criaria pequenas barricadas pelas quais apenas um homem conseguisse passar por vez. Subiria nos prédios que conseguisse, criaria possíveis rotas de fuga anotando-as mentalmente em uma imagem 2 d da região, traçando um mapa mental, entre minhas emboscadas, corredores e edificações, essa vantagem era o que me tornava mais perigosa que os demais, uma memória precisa aliada a uma mente traiçoeira.


......."Estava ali, a passos largos caminhando para dentro da zona mortal, adentrando o covil do leão, esse era meu estilo, não era uma garota de ficar de fora das coisas, não meu amigo. Roxanne d'lamour era o tipo de mulher que olha na cara do perigo, cospe no seu rosto e lhe enfia uma bala na testa, sem remorso, sem hesitar, assustadoramente natural. Uma força da natureza."





Objetivos:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Você não me vê na batalha?
É claro que estou lá, veja só o terror e o medo neles.


||Legenda||

|- "Roxanne - Intervenção" - |
|~Roxanne - Pensamentos~ |
|Roxanne - Fala|


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Cães de Aluguel - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 21
Localização : hell

Cães de Aluguel - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cães de Aluguel   Cães de Aluguel - Página 2 EmptyDom 06 Maio 2018, 13:37


As instruções de Rox eram bem simples e cada um dos companheiros de grupo aceitavam tais ideias, seguindo cada um para sua missão enquanto sobrava a dupla que não tinha exatamente a melhor parte das obrigações atuais. – Certo. – Poucas palavras para a atiradora. O foco de Thon era completo nos objetivos e nada o fazia focar em outras coisas, seguindo por um caminho simples de inicio para conhecer melhor onde estava entrando. Aquela parte da cidade não era ruim, parecia muito boa e poucas pessoas podiam ser vistas por lá, mas o problema estava nas casas estarem muito perto uma das outras e isso criava diversos becos e ruas estreitas que só ajudavam os bandidos. – Se alguém vier nos parar, me deixe lidar com a situação. Imagino que atuar e levar as coisas tranquilamente é a melhor forma de sairmos com vida. – Atuar algo na frente dos criminosos seria crucial enquanto eles não tinham informações, pois precisavam olhar a região de maneira completa e ser descoberto logo de cara faria a fuga posterior mais complicada.

Caminhando ao interior da região conseguiam encontrar diversos lugares por onde poderiam fugir, sendo becos e ruas mais estreitas onde apenas uma pessoa conseguia passar por vez. Existiam caixas e coisas velhas jogadas por todos os lados, diversos obstáculos e algumas latas de lixo espalhadas em diversos cantos do local, além de contêineres metálicos com muito lixo dentro. Alguns prédios abandonados podiam ser vistos sem portas e até mesmo construções aos pedaços, quase caindo de tão velhas e mal cuidadas. A dupla preparava diversos pontos onde poderiam se esconder e também diminuindo a passagem de pessoas ao mesmo tempo por becos e ruas, mantendo certos pontos completamente preparados para qualquer fuga ou combate. – É o suficiente? – Ele esperava que fosse, mas como Rox tinha escolhido aquele plano ela precisava decidir o quão preparado deveriam estar as ruas. Ao fim de todas as preparações eles formavam agora os mapas com certas rotas e também traçavam alguns pontos por onde a fuga seria mais fácil. As rotas de fuga mais simples seriam pelos telhados, saltando por cima dos prédios e casas pelo caminho, pois facilmente alcançavam um ponto alto por edifícios abandonados. Outra opção parecia ser os becos. Existiam diversos becos que se ligavam após atravessar uma rua e em poucos segundos eles poderiam desaparecer na frente dos perseguidores, sumindo entre as parte mais estreitas da região.

Ainda é cedo... Quer encontrar mais alguma coisa ou já esta bom para o que pretende fazer? – Thon não queria forçar seus companheiros a nada e gostava da opinião deles, esperando assim que Roxanne pudesse dar sua palavra e decidir o rumo da dupla. – Os mapas não são perfeitos e vão servir apenas para nos localizarmos caso alguém se perca. – Ao olhar o papel onde todos os mapas estavam era bem fácil perceber que nenhum dos dois desenhava muito bem e alguém com mais talento precisava fazer um novo se preciso. – Está com fome? – A questão não era somente para a mulher, pois o homem parecia querer comer algo antes da ação começar e ele realmente não pensava que precisavam fazer algo além do que já estava pronto. No caminho de volta a dupla de agentes poderia perceber que duas ruas para a esquerda dele existia um grupo de mascarados andando para dentro da região, parecendo procurar algo e mostravam pressa nisto. Todos usavam a mesma máscara amarela e tinham mantos cobrindo o corpo todo, além de um capuz para não revelar os cabelos.

Máscara:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luna
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Luna

Créditos : Zero
Warn : Cães de Aluguel - Página 2 Banido10
Masculino Data de inscrição : 22/12/2011
Idade : 24
Localização : Lvneel - North Blue

Cães de Aluguel - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cães de Aluguel   Cães de Aluguel - Página 2 EmptyDom 06 Maio 2018, 14:27



Pela bola-oito.



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




......."Ah o odor do sangue, da pólvora, do medo. O som dos gritos desesperados, das balas e dos ossos se quebrando entre uma morte e outra, ah a beleza do Caos. Isso foi o que sempre me inspirou. Quando acreditava estar moldando um mundo melhor, um em que mulheres como eu e minha mãe não tivessem de passar pelo que passamos, me enganei. Estava na realidade a passos largos caminhando para um abismo de puro ódio, morte e terror, estava prestes a lançar tudo dentro daquilo que queria combater."

.......As ruas daquela zona da cidade demonstravam muito mais do que as histórias pareciam querer contar, era um local pouco movimento e isso ninguém podia negar, mas também não havia nada de surreal ali. Estava mais para uma cidade que cresceu sem um plano de organização urbana e que a algum tempo passava por momentos ruis. Simplesmente um misto de ruínas e casas apertadas, quase que coladas entre si, uma dose de lixo, caixas e latões abandonados . Aquele seria um cenário sem dúvidas nada receptivo para ratos tentando se infiltrar, mas a beleza em ser apenas um rato estava exatamente nisso para a equipe. Os curtos e intrincados becos, caixas e pontos de visão serviriam perfeitamente para o plano da atiradora. — ~ Em um corredor onde só passa um homem por vez, não há vantagem numérica e nem grandes oportunidades de esquiva. Os corpos se empilham e viram um obstáculo, é perfeito!! ~ — Rox sorria, de frente para a última das estreitas passagens. Inúmeros caminhos tinham sido traçados, preparados e checados até ali, aquilo havia ocupado algumas horas da dupla, contudo, finalmente estava finalizado. —~ Estamos quase prontos para isso, quase. ~ — Olhava para o mapa a sua frente, os pontos listados, preparados e desenhados estavam todos ali, mas a falta de talento de ambos agentes tornava aquilo pouco útil para algo mais elaborado que uma relocalização.

.......O que podemos fazer aqui acho que é isso mesmo. — Sorria, indecisa entre a satisfação completa e parcial, o mapa seria útil, mas não agradava a atiradora. — Concordo, Thon, temos algum tempo ainda para nos prepararmos até o horário do encontro e para ser sincera, ainda há algo que acredito ser crucial para nossa missão. — Piscava, como se guardasse uma carta na manga enquanto o estrategista sugeria uma refeição antes da missão, era compreensível, poderia ser nossa última. — Sim, morrendo de fome para ser sincera. Vamos comer algo, terminar nossos preparativos e fechar com chave de ouro. — Ia indo lado a lado com o agente para fora da cidade, a dupla era um tanto quanto suspeita ali, intrincada naquela paisagem semi-desértica, mas ainda assim faziam um belo casal. — ~ Até que ele não é de se jogar fora... ~ — Roxanne pela primeira vez notava seu parceiro, checando-o de cima abaixo quando era interrompida pela presença de algo no mínimo curioso.

.......Um grupo de manto, máscara e capuz rapidamente avançava ruas a dentro do suposto covil criminoso, aquela era uma movimentação anormal, pareciam estar buscando algo, como se estivessem atrasados ou em um perigo eminente. — ~ Ay, espero que você não tenha sido encontrada, para o seu e nosso bem. ~Você acha que encontraram ela? — Encarava o rapaz, ponderando a ação a seguir enquanto ele respondia. — ~ Se seguirmos eles, acabaremos entrando sem estarmos prontos em um local ainda desconhecido, desvantagem numérica, geográfica, estratégica. Diabos, não podemos fazer nada, não agora. ~ Acho que agora só podemos torcer para que tudo esteja bem com os dois, a missão em primeiro lugar, certo? — Encaravam o agente, profundamente dentro dos olhos. Aguardaria sua resposta e caso ele concordasse comigo, partiria novamente para o café da cidade e no caminho, sugeriria. — Acho que antes devemos levar até um artista esses rascunhos de mapas que temos no papel e os que guardei em minha memória, ele vai fazer um trabalho muito melhor que o nosso, algo com uma real serventia. — Aguardaria sua opinião e assim, acompanharia-o até o local, lá chegando, solicitaria o serviço para o artista e iria acompanhando seu desenho, complementando o mesmo com dicas, indicando onde ele deveria sinalizar a existência de uma armadilha, onde estavam as ruas estreitas, as possíveis rotas de fuga tanto pelos telhados como por terra e por fim, os locais para combate caso não houvesse meio de fuga, pontos estreitos, onde apenas um homem conseguisse passar. A atiradora faria suas indicações conforme o mapa fosse sendo desenhado, checando se o retrato no papel batia com o que havia observado, com o que havia gravado em sua mente. Por fim, estando o serviço pronto, pagaria por 4 vias do documento e daria um pequeno aditivo para o rapaz, o típico para manter o "bico" fechado.

.......Roxanne não conhecia a relação de Thon com a dupla de agentes e, caso o estrategista quisesse partir no encalço do grupo, permitiria sem problemas que ele fizesse isso, não era do seu feitio tentar dissuadir os outros, assim seguiria por fim partindo sozinha para a cidade em busca de um artista, perguntando de pessoa em pessoa na rua a localização de um: — Olá, você pode me indicar onde consigo encontrar um bom artista na cidade? Tenho algumas cartas geográficas para elaborar. — Seguiria até ter um destino e para ele partiria, fazendo assim como já retrocitado todo o processo de elaboração e pagamento.

.......A missão estava acima de tudo para d'Lamour, ser bem sucedida era sua motivação. — ~ Cadáveres não podem mudar nada, pessoas mortas só servem de mártir e o poder de um mártir vive apenas na mente de quem acredita nele, é transitório e inconstante. O mundo só pode ser mudado pela força de algo maior, por ações que sejam pelo macro, pelo global, a vida de duas pessoas não é nada se após elas ninguém mais morrer pela mão desses criminosos. ~ — Apanharia os mapas, os guardaria cuidadosamente em seus pertences, sentaria em um café nas proximidades, pediria uma xícara de um expresso duplo e um pequeno croissant de chocolate. Aquela era uma de suas refeições preferidas e sem dúvidas, para Rox, aquela era a que desejaria ter caso fosse a última. Notando que o horário de encontro aproximava-se, partiria para o ponto de encontro, agora cuidadosamente atenta a possíveis vigias. Se alguém tivesse sido capturado, o ponto de encontro poderia estar contaminado, transformado em uma armadilha para pegar os últimos agentes metidos. Seguiria a espreita até ter certeza de não estar caindo em uma emboscada, só então se revelaria, unindo-se ao grupo. — Aqui está, pegue cada um o seu, há legenda para tudo. Me contem o que conseguiram. — Entregaria os mapas, aguardando as novas informações dos demais.

......."Ter sido designada para aquela missão era como estar na situação de um absorvente, você está num lugar maravilhoso, mas infelizmente em um momento complicado e, para ser sincera pelos meus cálculos, aquilo ia dar merda."





Objetivos:
 

Histórico:
 



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Você não me vê na batalha?
É claro que estou lá, veja só o terror e o medo neles.


||Legenda||

|- "Roxanne - Intervenção" - |
|~Roxanne - Pensamentos~ |
|Roxanne - Fala|


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Cães de Aluguel - Página 2 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 21
Localização : hell

Cães de Aluguel - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cães de Aluguel   Cães de Aluguel - Página 2 EmptyDom 06 Maio 2018, 14:30


Se ela é tão boa quanto falou não deve ter sido pega ainda, mas não podemos descartar a possibilidade dela ter sido vista e estarem atrás dela. – Ay era especial e entendia muito bem do que estava fazendo, podendo passar por apenas uma civil caso necessário, pois estava focada na missão e não queria estragar tudo logo no inicio de sua obrigação. – No caminho até um restaurante podemos deixar em um conhecido meu, ele sabe desenhar e já conhece aquela área então vai saber deixar algo real que lembre o que desenhamos. – Após sair do local da missão a dupla seguiu pelas ruas do reino até uma loja bem pequena e simples onde um garoto bem jovem sentava sobre o balcão e desenhava algo em uma prancheta. O garoto tinha madeixas avermelhadas com as pontas bem escuras, chegando quase próxima do preto. Ele parecia estar na média de 10~13 anos, mas conseguia desenhar tão bem quanto qualquer profissional e fazia tudo com rapidez e precisão. – Olá, onde está seu chefe? – A questão fez a criança parar com seu trabalho guardando a folha do desenho em uma pasta onde diversos desenhos estavam. – Ele saiu para comprar materiais e atender clientes que não podem vir até a loja. – O chefe daquele estabelecimento provavelmente era o tal conhecido de Thon e por não estar ali acabou preocupando o agente.

Ainda que não fosse o melhor desenhista aquele garoto poderia cuidar do serviço pedido por Rox. – Posso tentar fazer, só precisarei que fiquem atentos aos detalhes e me digam tudo que acharem estar errado. – Lentamente o garoto começou seus desenhos e seguiu perfeitamente as indicações de Rox e Thon sobre certos pontos, deixando algo bem próximo da realidade e que poderia ser facilmente visto como o ponto exato onde tinham se copiado e feito uma base para tal desenho. – O chefe é quem decide os preços, então me deixe seu nome e ele irá te encontrar para receber. – Thon assumiu tal responsabilidade e deixou tudo que era necessário para seu amigo encontra-lo. Ao fim das negociações as copias pedidas foram entregues e a dupla saiu do local, seguindo até um café próximo que poderia dar uma refeição básica e rápida para os agentes. – Já está quase na hora, vamos terminar isso aqui e partir ao ponto de encontro. – Rox teve sua refeição completa rapidamente, comendo aquilo que pedia e bebendo seu expresso sem problemas. Já Thon comia um prato cheio de frutas variadas e bebia apenas água, terminando tudo também de maneira mais rápida com o intuito de encontrar os outros companheiros logo.

O encontro de todos foi feito sem nenhum problema e os dois com a missão mais complicada tinham voltado com cansaço e suor pelo corpo. – Sei onde é base deles, mas não encontrei nenhuma proteção externa. Eles parecem ter olhos em qualquer ponto dessa região e não se importam com os visitantes até que eles se aproximem muito de sua base, pois confiam na própria força de defesa quando alguém entra. – A garota mostrava uma máscara amarela muito parecida com a que Rox e Thon tinham visto anteriormente, além disso existia também o manto de tal grupo que poderia servir como disfarce para alguém. – Consegui isso em uma casa longe da base deles e fora a localização e alguns pontos por onde podemos nos aproximar sem sermos vistos, não pude encontrar mais nada de importante. Sei que eles se escondem muito bem e querem que alguém invada a base, pois é lá que tudo acontece e os agentes anteriores provavelmente foram assassinados. – As informações da mink terminavam sendo bem superficiais e a invasão na base poderia ser feita secretamente, só que ela resolveu não fazer nada por informações mais detalhadas que poderiam fazer ela ser morta. – Muitos devem ter chego tão perto quanto eu, mas todos provavelmente foram mais longe por acharem as informações por fora muito superficiais e acabaram morrendo. – Terminou de falar e se afastou para que o loiro pudesse começar.

Não consegui muito também... A maioria das pessoas que liberam informações fácil são aqueles que menos possuem acesso a maioria das informações, deixando muito complicado para conseguir algo deles. – Alwen respirou por algum tempo e começou a pensar no que lembrava para formular melhor o que falaria. – Existe um sistema de ranks entre eles. A pessoa no topo é o líder e abaixo existem vários outros líderes de certos times, como se possuíssem divisões onde diversos líderes podem comandar alguns peões e outros não. Se eu sou o líder dos peões A eu não posso mandar nos peões B, somente o líder deles e por ai vai seguindo... Eu imagino que existam cerca de 5 líderes de esquadrões mais baixos e talvez uns 3 daqueles que estão apenas abaixo do chefão, posso estar incorreto, mas é o que eu penso depois de lutar e conversar com alguns peões. – Alwen novamente tomava seu tempo e pensava no que poderiam fazer com base nas informações obtidas. – Eu acho que precisamos encontra tudo sobre esses líderes e talvez até o chefe principal, mas devemos focar nos líderes mais baixos e pegar tudo aquilo que for possível sobre eles, pois o governo deve atacar estes homens para chegar no topo e destruir essa organização. – Thon estava bem por fora e não dizia nada sobre as informações. Ele olhava a atiradora e parecia esperar algo dela para que pudessem continuar, já que ele era o líder precisava falar por último e então decidir a próxima etapa do grupo.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luna
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Luna

Créditos : Zero
Warn : Cães de Aluguel - Página 2 Banido10
Masculino Data de inscrição : 22/12/2011
Idade : 24
Localização : Lvneel - North Blue

Cães de Aluguel - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cães de Aluguel   Cães de Aluguel - Página 2 EmptyDom 06 Maio 2018, 14:31



Artista do errado.



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




......."A arte é uma das melhores maneiras do ser humano expressar seus sentimentos e emoções. Ela pode estar representada de diversas maneiras, através da pintura plástica, escultura, teatro, dança, música, arquitetura, dentre outros. A arte é o reflexo da cultura e da história, considerando os valores estéticos da beleza, do equilíbrio e da harmonia. Quase todo mundo tem um pouco de arte em si, no meu caso qualquer um poderia me chamar de artista em enrolar um baseado e em foder com tudo."

.......A grandiosidade do governo e a importância da missão era de igual forma entendida, tanto pela atiradora quanto pelo restante do grupo. Inicialmente um medo instalara-se no interior da cientista, o eminente risco de sua mais nova parceira ter sido capturada, torturada e sabe-se lá mais deu o que, fez a garota por instantes vacilar e ponderar suas próximas ações. A resposta era clara, estando Ay bem ou não, o grupo completaria a missão, afinal, missão dada é missão cumprida.

.......Tardiamente o dia já dava seus últimos suspiros, parecia que o início das ações logo começariam e, graças a um menino no mínimo simpático e promissor, os mapas estavam prontos e agora na posse da dupla de agentes. — O rapaz tem um talento incrível. — Dizia Roxanne, enquanto analisava o mapa, checando e anotando mentalmente as possíveis rotas que adotaria nos mais diversos casos de abordagem. O expresso na mão esquerda da dama estava quente, encorpado e amargo, exatamente do jeito que a atiradora gostava. — Fazia tempo que não provava algo assim tão bom, você tem que compartilhar comigo mais lugares como esse. — Brincava, erguendo os olhos do mapa e encarando seu parceiro que, sem muita cerimônia ou parcimônia, devorava seu prato de frutas. — Vamos então. — Encerrava seu café em um longo gole, sentindo o amargor na garganta, a sensação calorosa em seu estômago e também algumas lágrimas nos olhos, devido a alta temperatura e enorme quantidade ingerida de uma só vez.

.......As ruas da cidade já recebiam agora um tom um tanto quanto diferenciado do anteriormente visto, o dia parecia estar beirando o fim o que deixava a agente excitada, mas também hesitante. Estariam eles prontos para o que estava por vir? Todos conseguiriam sair com vida? Quantos teriam que matar pra isso? Essas e muitas outras questões corriam pelos pensamentos de Rox durante todo o caminho, pensamentos que só foram ser acalentados ao notar a presença do restante do grupo, todos íntegros e a salvo. — Fico feliz por ver você inteira, Ay, fez bem em não entrar lá sozinha. — Sorria para a Mink, ouvindo-a atentamente. — ~ Então os malditos querem invasores, essa maldita escória pode ter deixado um uniforme como isca, devem ter algum código, se você não responde a ele, é morto, independente de estar uniformizado ou não. ~ — Pesava as informações na medida que iam sendo passadas, todas eram bem pouco específicas e de nada ajudariam Dag em sua empreitada. — ~ Ou algum guarda descuidado pode ter deixado passar aquele uniforme... Lamento querida, perder você é um risco que teremos de correr. ~ — Encarava agora o Loiro, que sem demora começava a dar seu relatório investigativo.

.......O grupo que os agentes tentava combater não parecia ser do tipo convencional e o que Alwen passava ao grupo apenas confirmava isso. Hierarquistas de grande seriedade, subdividiam-se em grupos, o que gerava autonomia a cada chefe de uma quadrilha menor e montava um sistema de produção não interligado, era inteligente, já que uma vez que os grupos eram independentes um dos outros, caso algum líder fosse morto, sequestrado ou "contaminado", todo o restante da organização poderiam funcionar da mesma maneira que anteriormente, sem ser parada, bloqueada ou exterminada. — ~ Se matarmos um desses vermes, eles apenas colocarão outro no lugar. Temos que cortar a cabeça da serpente, não Rox, não... Temos que encarar eles como um gigante e cortar suas pernas em pedaços, de baixo para cima, até que possamos encará-los olho no olho e por um basta nisso. ~ — Acenava, demonstrando que as informações de Alwen haviam sido bastante relevantes. Segundo ele eram cinco líderes, o que dava ao grupo um ótimo número para uma infiltração, um número quase perfeito.

.......Certo, peguem isso aqui, um para cada. — Espalhava o mapa entre o grupo. — Esse é um mapa dessa região, nele estão descritas rotas de fugas, ciladas, armadilhas, pontos de interesse e possíveis terrenos promissores para combate em desvantagem. Quero que fiquem com isso e lembrem-se de usá-lo caso sejam pegos. Agora, sobre o que falaram... — Os olhos lilases fitavam Ay, tinham um pesar, mas também eram duros. — Acredito que você tem a chave para tudo aqui, Ay, esse uniforme e essa máscara sem dúvidas é do grupo deles e, como você é a mais indicada entre nós para uma missão de invasão, sugiro que você se infiltre e colete o máximo de informações possível. Você pode não concordar com isso, eu sei que é algo complexo e por isso quero que ao menor sinal de falha em seu disfarce, você fuja, fuja e não olhe para trás. — A voz de Rox era pesarosa, preocupada, mas ainda assim decidida, os riscos eram claros e isso fazia parte do jogo, como no pôquer, o grupo teria que pagar para ver.

.......Alwen e Thon, acho que vocês dois também podem se infiltrar, mas de uma forma diferente. Alwen já ficou conhecido entre os marginais, conseguirá fácil entrar em algum grupo menor e coletar informações cruciais para a gente. Já você, Thon, bom, para ser sincera, acredito que já tenha algo em mente à respeito de sua participação para a missão. — Sorria gentilmente. — Acho que eu posso durante a madrugada ir alternando meus postos em cima dos telhados, becos e vielas, tentar ouvir algo, ver algo, com minha segurança vocês não precisam se preocupar. Tenho o covil todo bem aqui. — Com o indicador, cutucava a cabeça, e piscava sorrindo para o grupo. — Quero que antes de partir, todos marquem em todos mapas os pontos de interesse para nossa missão, e você, Thon, passe exatamente para Dag onde fica a base deles. — O rapaz era quem estava em posse do Den den mushi, e sem dúvidas era mais tranquilizador saber que o local onde ao fim da noite poderíamos estar sendo mortos, era conhecido pela marinha e governo.


....... Muito bem, todos prontos então? — Ouviria o que o restante tinha a dizer, recolheria minha cópia do mapa e partiria para os telhados, embrenhando-me pelas vielas e becos do esconderijo mortal. Buscaria antes de me enfiar noite a dentro, verificar os lugares alguns minutos antes, tentar com minha visão aguçada ver alguma movimentação e só quando tivesse confirmada a segurança do próximo ponto de observação então avançaria. Iria de ponto em ponto, buscando acompanhar a movimentação noturna do local, dos mascarados e encapuzados. De tocaia permaneceria até encontrar algo relevante e só então, partiria de meu posto com o máximo de cuidado possível no encalço e rastro de minhas pistas, tentando sempre estar acima dos alvos para ter um maior ângulo de visão. Nesse caso tentando sempre me locomover silenciosamente por cima dos telhados da região. — ~ Espero que todos se saiam bem, que todos possam viver para uma próxima missão. ~ — Pensaria enquanto a noite passasse, parada, imóvel na penumbra, apenas a espreita de pistas, como um lobo na estepe em uma noite de lua cheia, uma caçadora nata.

......."Ao avistar a zebra, uma leoa vai se aproximando lentamente. A cada passo, a chance de ser percebida aumenta, mas cresce também a possibilidade de sucesso na hora de dar o bote. A cerca de 15 metros da vítima, a probabilidade de perder o elemento surpresa passa a ser maior do que a vantagem de atacar em posição mais próxima. Só resta à leoa partir para cima. As leoas atingem uma velocidade máxima de cerca de 56 quilômetros por hora, mas, uma vez alertadas, as zebras correm muito mais, entre 60 e 70 quilômetros por hora. Por esse motivo o elemento surpresa é tão importante. O que quero dizer é que, assim como eu, a leoa nesse caso precisa ser uma estrategista, líder e matemática sem igual. E não só isso, bem como eu a leoa é uma especialista, uma especialista na arte de matar."





Objetivos:
 

Histórico:
 



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Você não me vê na batalha?
É claro que estou lá, veja só o terror e o medo neles.


||Legenda||

|- "Roxanne - Intervenção" - |
|~Roxanne - Pensamentos~ |
|Roxanne - Fala|


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Cães de Aluguel - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cães de Aluguel   Cães de Aluguel - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Cães de Aluguel
Voltar ao Topo 
Página 2 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Lvneel Kingdom-
Ir para: