One Piece RPG
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Asger
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 20:40

» Samantha Evergreen
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 20:38

» Buki Bijin
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 20:33

» Rimuru Tempest
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 18:53

» Lotus Chô
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 18:49

» Gallore Strange
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 18:35

» Ling Tian
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 18:27

» Han Dom
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Emptypor ADM.Hoyu Hoje à(s) 18:11

» [Mini Aventura - Moryn] O Início
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Emptypor Moryn Hoje à(s) 18:10

» [Kit - Gyro Zeppeli] Blum vai pegar
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Emptypor Shiro Hoje à(s) 14:42

» Mini Zayel
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Emptypor Zayel Hoje à(s) 14:11

» [Mini - Inim] O errante
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Emptypor Visastre Hoje à(s) 13:37

» [Kit - Neferpitou - Hunter x Hunter] v2
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Emptypor Blum Hoje à(s) 10:51

» [MINI-JuninhoSiq1997] O Inicio
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Emptypor JuninhoSiq1997 Hoje à(s) 10:41

» Raksha Ragnarson
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:55

» [Mini - Van] Seguindo conselhos
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Emptypor Van Ontem à(s) 22:34

» Voltei, arrependido.
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Emptypor Bijin Ontem à(s) 22:31

» [M.E.P] Inim
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Emptypor Khrono Ontem à(s) 21:19

» [MINI - Pepino, o Breve] Rascunho
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Emptypor Pepino, o Breve Ontem à(s) 19:40

» [MEP] Seguindo conselhos
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Emptypor GM.Hisoka Ontem à(s) 18:02



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and Fire

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio.

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Bry4n
Civil
Civil
Bry4n

Créditos : Zero
Warn : [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. 10010
Data de inscrição : 17/02/2018

[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Empty
MensagemAssunto: [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio.   [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. EmptyTer 17 Abr 2018, 19:52

Nome: Shijuo Heiwajima.
Idade: 10 Anos.
Sexo: Masculino.
Raça: Humano.
Tamanho: Normal.
Estilo de Combate: Boxeador.
Localização: Karatê Island.
Grupo: Civil.
Vantagens: Adaptador.
Desvantagens: Mentiroso.

____________________________________________________



Última edição por Bry4n em Ter 17 Abr 2018, 19:54, editado 1 vez(es) (Razão : Título.)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 27
Localização : Lvneel - North Blue

[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Empty
MensagemAssunto: Re: [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio.   [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. EmptyQua 18 Abr 2018, 13:12

~Mini-Aventura APROVADA~


Olá, seja bem-vindo ao OPRPG!!

Eu sou um Orientador, minha função é lhe ajudar a se adaptar neste universo do OPRPG.

Sendo assim irei lhe orientar de todas as formas possíveis, a partir de dicas no decorrer desta Mini-Aventura. Como esse fórum é bem complexo em suas regras, também irei tentar responder suas dúvidas, por isso, no menu de navegação (parte superior do site) existe um link M.P. O mesmo corresponde às mensagens privadas. Lá você poderá, em qualquer momento que achar necessário, me enviar dúvidas de como prosseguir no jogo; ou pode entrar no seguinte link: https://www.onepiecerpg.com/f3-duvidas-criticas-e-sugestoes , e criar um tópico para algum membro da Staff responder; mas caso tenha dúvidas durante a Mini, pode colocar em "off" no próprio post.

Sim... Vamos ao que importa?

Abaixo seguirão algumas dicas para que leia antes de criar seu primeiro post.

DICAS:


  • Lembre-se que você apenas narra as ações de seu personagem, seu personagem nunca FAZ ele sempre TENTA e também demonstre desde o 1º post qual o seu objetivo na aventura.
  • O ambiente que você se encontra, NPC's e todo o resto que compõe sua aventura, quem cuidará disso sera seu narrador.
  • As mini-aventuras servem para corrigir seus erros na narração durante a aventura e também formas melhores de deixar sua narração mais interessante.
  • Caso a Mini-Aventura fique sem post durante 5 dias por parte do player, a mesma será cancelada.


O 1º post é seu e eu serei o seu Orientador.

____________________________________________________


Ficha | Aventura
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. FcTJa9C
Aqui é Divine Tools, pô!!!:
 

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bry4n
Civil
Civil
Bry4n

Créditos : Zero
Warn : [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. 10010
Data de inscrição : 17/02/2018

[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Empty
MensagemAssunto: Re: [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio.   [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. EmptyQui 19 Abr 2018, 07:57

[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Sting-Eucliffe-sting-eucliffe-and-rogue-cheney-34225595-500-247


Talvez nada fosse pior do que viver preso em algum lugar. Claro, quando se é criança, nada que algumas mentiras por ali e por aqui não consigam algo de bom, mas estar em uma fase tão impotente da vida, onde quase não é possível se cuidar sozinho, pode deixar alguém que gosta de andar por ai bem nervoso.

Quando completei dois anos de idade, fui tirado de um orfanato "caído" de Karatê Island. O Orfanato Todesëngel. O que significa Raio da Alvorada. A família que me adotou, no entanto, não era nada caída. Eram os Heiwajima, uma renomada família de Agentes do Governo que outrora já fora grande por esses mares afora, mas naquele momento, viviam apenas dos luxos que armazenaram ao longo dos anos.

Mas o que realmente interessa nisto tudo é que os Heiwajima estão, desde sempre, tentando voltar a brilhar no sol do amanhecer. Por isso, existia uma política na Mansão Heiwajima. Todo membro da Família Heiwajima, seja criança, mulher, idoso ou doente, treinará para ser o melhor Agente do Governo. Para todos os efeitos, eu era uma criança e era uma Heiwajima. O que me levou a uma infância nada agradável.

Dentre porradas, horas de exercícios e longos treinamentos específicos, os Heiwajima criaram Eu. Shijuo Heiwajima, antigo fracote, futuro líder dos Cypher Pol e atual jovem frustrado. Porque de fato, uma família de Agentes criaria um pequeno prodígio sem a intenção de que este fosse grandioso ? Bem, talvez o mais difícil seja estar sozinho no mundo.

Há menos de um ano, a Mansão Heiwajima sofreu um ataque de uns Caçadores de Recompensa que pareciam muito determinados a matar nosso Patriarca e, para isso, mataram toda a família junto e, como se não bastasse, ainda destruíram a propriedade. Alguns membros dos Heiwajima que estavam por ai, viajando pelo mundo, ficaram horrorizados. Boatos correm de que todos estão voltando para os Blues para descobrir quem fez esta atrocidade e alcançarem sia vingança.

Talvez os caras tivessem se apiedado de uma criança de 10 anos. Talvez os Heiwajima não se orgulhassem mesmo de ter me adotado. Pois você pode procurar os Jornais da época, nos registros históricos ou mesmo na boca do povo. Não vai encontrar um único relato do pequenino loiro que assistiu aquela que foi sua família durante 8 anos ser trucidada bem em sua frente e este, mesmo após toda uma infância de preparação, impotente demais para fazer qualquer coisa.

Desde então, o que tenho feito é simplesmente vagar por aí, sem rumo, a procura de uma forma de ingressar na Marinha e depois disto, conhecer o tão famigerado Governo Mundial e passar a servi-los, através de meus próprios intuitos, é claro. O que faria no momento seria me levantar donde estivesse e procurar por algum representante da Marinha, ou notícias sobre um QG dos tais, ou até mesmo um Agente do Governo, cujo qual pudesse me colocar em sua tutela e me levar a chegar onde quero.

Off:
 

____________________________________________________



Última edição por Bry4n em Qua 25 Abr 2018, 02:38, editado 2 vez(es) (Razão : Adicionei Gif + Spoiler)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 27
Localização : Lvneel - North Blue

[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Empty
MensagemAssunto: Re: [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio.   [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. EmptySab 21 Abr 2018, 12:22


Orientação - Fase 01 - Interação e Diálogo!

A linhagem Heiwajima havia sofrido perdas inenarráveis nos últimos anos, isso é fato; mas talvez nenhuma delas se comparasse àquele famigerado ataque dos caçadores de recompensa. Aquilo havia criado a semente de uma revolução sem precedentes, e que passava diretamente pelo destino de Shijuo; um garoto jovem demais para lidar com tantas responsabilidades pessoais e cargas emocionais consecutivas – Mas que, pelo visto, iria fazer o seu melhor para atravessar qualquer dificuldade que o destino porventura lhe impusesse.

Nossa história começa em uma Karatê Island nublada e chuvosa. Nuvens cinzentas fundiam-se em massas mais cinzentas ainda; e uma constante eletricidade estática pairava na atmosfera. Tudo era frio e úmido nas ruas, mas Shijuo apenas observava de dentro do conforto da sua casa, naquele instante. Sua casa talvez fosse uma das últimas posses que haviam restado aos Heiwajima após o declínio de sua linhagem, e por isso ocupava um lugar não apenas essencial no dia a dia do nosso herói, como, também, sentimental.
Havia ali pão, leite e alguns trocados de berrie. Haviam ali, também, recordações demais de um passado não-tão-distante. Lembranças assombradas de eventos infrutíferos, somadas ao ímpeto por encontrar logo uma forma de trazer justiça ao destino, impulsionaram nosso pequeno herói a ganhar as ruas; finalmente buscando por uma arma institucional para executar seu ideal de justiça.

Era um nativo, e sendo nativo sabia aonde estavam as coisas. O caminho para os quartéis e compartimentos governamentais não eram um segredo na ilha. Todavia, ao passar por uma rua larga de paralelepípedos perpendiculares e mal-cortados, Shijuo divisou uma estranha aglomeração de pessoas em torno de algo. Eram, aproximadamente, dez ou quinze civis aglomerados em um pequeno círculo que fazia perímetro a algo – Ou a alguém – Em seu interior. De longe, era impossível divisar diálogos especificamente; mas era possível ouvir claramente algumas palavras mais altas, dentre as várias proferidas em burburinho efusivo:

...Governo... Agentes... Não vai ficar assim... Marinha... Tenho contatos...! – Eram alguns dos desconexos vernáculos que, separadamente, não fazia muito sentido; mas que se aplicados a um contexto talvez servissem para o maior sentido de todos: Dar ao nosso protagonista exatamente aquilo que ele sempre almejou no fundo mais profundo de seu ser!

Conforme os segundos passavam, mais e mais pessoas iam se acumulando naquela confusão um tanto improvável. Dos civis, entretanto, o único que chamava a atenção e se destacava da massa era um senhor já de idade. Barbas e cabelos longos pendiam de seu queiro e nuca; derramando-se por sobre uma robe cinzenta. Um chapéu largo estava encaixado em sua cabeça e ele fumava um longo cachimbo, com o qual fazia círculos de fumaça que subiam até se dispersar totalmente...



Dicas e observações:
 

____________________________________________________


Ficha | Aventura
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. FcTJa9C
Aqui é Divine Tools, pô!!!:
 

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bry4n
Civil
Civil
Bry4n

Créditos : Zero
Warn : [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. 10010
Data de inscrição : 17/02/2018

[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Empty
MensagemAssunto: Re: [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio.   [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. EmptySab 21 Abr 2018, 13:49

[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Sting-Eucliffe-sting-eucliffe-and-rogue-cheney-34225595-500-247


O dia parecia chamar uma chuva do horizonte que, mais tardar, poderia ser incomoda. Contudo, desde que prestasse atenção no clima, poderia me manter a salvo de me molhar, afinal de contas, não tinha muito como me cuidar se ficasse doente.

Ao observar o último dos meus aconchegos: Uma pequena residência dos Heiwajima que ainda resistia ao feito dos Caçadores, notava que possuía anda alguns trocados pra gastar e alguns alimentos. Não que estivesse com fome, havia me alimentado algum tempo atrás. Entrementes, o que mais havia dentro daquele lugar era o peso das memórias que para sempre me atormentariam com o fardo de não ter protegido aqueles que me acolheram. Mesmo que estes tenham me dado uma vida fadada ao esforço. Talvez isto tenha até mesmo me ensinado alguns bons valores.

Deixando para trás meus devidos aposentos, tomava as ruas nubladas de Karatê Island. Me lembrava plenamente dos locais da ilha, afinal, foram tantas viagens feitas por ali durante a infância. Jamais esqueceria onde os locais se dispunham. Procurava, enquanto caminhava, me lembrar exatamente donde poderia encontrar um representante da Marinha ou do Governo Mundial cujo qual pudesse me ajudar de qualquer forma.

Contudo, durante meu caminhar, de uma travessa da rua que tomava, formada de paralelepípedos pouco ortodoxos, uma agitação eu podia escutar. Já havia passado por ela, continuando meu caminho, mas os barulhos de fato me intrigavam demais. O que poderia estar acontecendo ali? E alguma coisa realmente acontece em Karatê Island, que não seja uns caras esmurrando uns aos outros? Dava uns passos para trás, de costas, até chegar na rua novamente, percebendo um pouco mais a respeito.

Se assemelhava a um grupo de pessoas, se fossem 20 seriam muitos, aparentemente todos Civis e preocupados apenas em bisbilhotar a vida dos outros. Precipitaria alguns passos em direção ao aglomerado, tentando não parecer igual aquelas pessoas: Interessado somente em curiar. Naquele momento, escutava o que seria alguém de dentro das pessoas, bradando algumas cousas. Claramente não podia entender tudo, mas algumas coisas eram perceptíveis.

- Governo.. Agentes.. Não vai ficar assim.. Marinha.. tenho contatos..! - Não podia entender mais nada. Ou estava muito longe para entender, ou o murmurinho das pessoas estava atrapalhando meu entendimento. Portanto, procuraria me aproximar da multidão que começava a aumentar seu contingente e, fazendo valer de meu tamanho de criança e talento nato para enganar, me esgueiraria por entre as pessoas até chegar em quem estava todo preocupado em falar sobre seus devaneios.

Durante o caminho, no entanto, uma das pessoas que estavam por entre todas era de fato muito atrativo. Um velho todo barbado e cabelos longos que escorriam pelo queixo e nuca. Usava uma espécie de manto acinzentado que lhe cobria todo o corpo. Ainda por cima, um grande chapéu cinza lhe cobria o topo da cabeça, um tanto quanto extravagante e, além disto, usava um cachimbo para fumar e completar sua aparência de Mago.

Neste momento, não sabia muito bem o que fazer. Já procuraria estar próximo o bastante para entender tudo que estavam falando a respeito da Marinha e do Governo Mundial, afinal, qualquer coisa sobre este assunto já valeria a pena. Contudo, aquele senhor realmente me chamava muito a atenção. Portanto, fazendo-me valer de meus talentos sociais, procuraria dar um puxão nas vestimentas do Senhor, forte o bastante para chamar sua atenção e, se este me notasse, lhe questionaria.

- Senhor? O que está acontecendo aqui? O que é tudo isso sobre a Marinha e o Governo? - De fato era perceptível que não possuía papas na língua. Contudo, caso o velho não me respondesse ou não me desse a devida atenção, daria-lhe as costas por hora e me aproximaria mais da fonte das informações.

Off:
 

____________________________________________________



Última edição por Bry4n em Qua 25 Abr 2018, 02:39, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 27
Localização : Lvneel - North Blue

[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Empty
MensagemAssunto: Re: [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio.   [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. EmptySeg 23 Abr 2018, 13:04


Orientação - Fase 01 - Interação e Diálogo!

Sendo abordado, o velho encarou o jovem nos olhos. Era possível ver agora que o ancião tinha olhos de águia, intrusivos, como se pudessem realmente enxergar alguém por dentro. Após alguns segundos de hesitação, o homem reacendeu o seu fumo, deu uma profunda tragada e soltou a fumaça no ar; respondendo gentil e diretamente

Oh, filho... Esse é mais um dos milhares de entraves políticos e diplomáticos que esse pessoal do governo cria e adentra... Torna a vida de todo mundo mais complicada...
– Um segundo para uma nova tragada, continuando em seguida – Está vendo quem está ali no meio? – Apontou com um dedo longo e curvado pela idade, direcionando o olhar do nosso herói para aquela área. Neste ângulo, era finalmente possível ver uma pessoa bem vestida, do sexo masculino, caído ao chão recolhendo o que pareciam ser notas de berri e jóias. Seu cabelos vermelhos como o fogo, e seus ombros largos como uma ponte. O populacho olhava tudo com ganância, mas ninguém se atrevia a roubar uma moeda do homem.

De dentro do círculo, agora mais próximo, era possível ouvir com clareza – Eu sou o Governo, cães imundos! Pensam que podem mandar Agentes para atacar protegidos meus e ficar por isso? É insubordinação! Eu irei reclamar pessoalmente com o Gorousei! Eu os conheço, malditos! Eu tenho sangue Tenryuubito estão me ouvindo?? Vou destruir a Marinha se for necessário, tenho contatos! – O discurso, mesmo completo, parecia um tanto sem sentido; mas rapidamente a figura do senhor mais velho voltava a elucidar toda a celeuma que ali transcorria

Esse é o Drayon Chávez, não sei se o conhece... É um nobre que vive perambulando pelos Blues dando um jeito de aumentar sua já enorme riqueza. Ele estava terminando um negócio escuso aqui, nessa rua, de madrugada; quando uma divisão do que pareciam ser Agentes do Governo atacou os dois comboios e levaram seja lá qual for a mercadoria que estavam negociando... – Ele parecia saber demais da situação para ser um simples civil, mas prosseguia falando despreocupado – E agora ele está aí o dia inteiro, juntando moedas e gritando impropérios... Cansativo demais, esse cara...

Neste momento, de dentro do círculo sai mais um grito; mas esse é especialmente doce aos ouvidos do nosso herói. Drayon grita – Não há homens entre vocês, seus porcos imundos? Não há ninguém que queira riquezas, posição social, dinheiro, cargos, seja o que for? Eu sou Drayon Chávez, e minha riqueza me dá o mundo em minhas mãos! Se alguém quer alguma coisa, EU posso fazer acontecer! – E ele, de fato, podia. Infelizmente o mundo parecia ser movido a calhordas dessa espécie... Ou pelo menos grande parte do mundo. Prosseguiu – Se alguém aceitar um acordo, pronuncie-se! Uma missão para conseguir o desejo mais profundo de suas almas! Vamos, ninguém? – Todos davam um passo para trás, sendo meramente civis; não queriam ter nada a lidar com aquela confusão inteira. O velho cutucou nosso protagonista

E aí, o que acha? Parece uma boa oportunidade para um jovem que claramente não está aqui por um mero acaso do destino...



Dicas e observações:
 

____________________________________________________


Ficha | Aventura
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. FcTJa9C
Aqui é Divine Tools, pô!!!:
 

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bry4n
Civil
Civil
Bry4n

Créditos : Zero
Warn : [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. 10010
Data de inscrição : 17/02/2018

[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Empty
MensagemAssunto: Re: [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio.   [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. EmptyTer 24 Abr 2018, 19:02

[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Sting-Eucliffe-sting-eucliffe-and-rogue-cheney-34225595-500-247


– Oh, filho... Esse é mais um dos milhares de entraves políticos e diplomáticos que esse pessoal do governo cria e adentra... Torna a vida de todo mundo mais complicada... – Respondia-me o velho. Claramente estava dando voltas no assunto. Aparentemente seria um dia longo. – Está vendo quem está ali no meio? – Separava um tempo exclusivo para observar donde o senhor apontava. Lá estava o homem que, até então, ainda rosnava diversas afrontas contra as grandes organizações do mundo.

Seus cabelos pareciam desgrenhados fronte ao alvoroço que fazia. Contudo, suas vestimentas faziam com que este detalhe fosse incapaz de lhe tirar o toque de riqueza e orgulho que possuía. Suas costas eram largas, faziam-no parecer bastante forte. Seus olhos carregavam o total desprezo e arrogância típicos dos gananciosos. Estava ocupado demais recuperando seu dinheiro jogado ao chão para perceber como os civis pareciam temerosos.

– Eu sou o Governo, cães imundos! Pensam que podem mandar Agentes para atacar protegidos meus e ficar por isso? É insubordinação! Eu irei reclamar pessoalmente com o Gorousei! Eu os conheço, malditos! Eu tenho sangue Tenryuubito estão me ouvindo?? Vou destruir a Marinha se for necessário, tenho contatos! – Transtornado definitivamente era a melhor palavra para defini-lo no momento. Por mais que desse para entender alguma coisa ou outra, o que o cara dizia, sem um contexto, ficava totalmente sem nexo. Contudo, o velho voltava a se pronunciar.

– Esse é o Drayon Chávez, não sei se o conhece... É um nobre que vive perambulando pelos Blues dando um jeito de aumentar sua já enorme riqueza. Ele estava terminando um negócio escuso aqui, nessa rua, de madrugada; quando uma divisão do que pareciam ser Agentes do Governo atacou os dois comboios e levaram seja lá qual for a mercadoria que estavam negociando; e agora ele está aí o dia inteiro, juntando moedas e gritando impropérios... Cansativo demais, esse cara... – Cansativo era ficar preso em uma casa esquecida sem saber o que fazer. Aquele homem era interessante, mas não porque parecia, e sim porquê, parando bem para pensar, um homem com capacidade financeira e um pouco de cérebro poderia me levar a alcançar o Governo Mundial. De repente, me ocorria uma dúvida. Como aquele velho sabia tanto sobre o tal Drayon e sobre as coisas que vinham acontecendo no lado negro da sociedade? Estaria ele envolvido em alguma coisa? Será que ele é alguém importante? Todas essas perguntas acabavam por ter que esperar suas respostas pacientemente, pois as palavras seguintes ditas por Drayon eram ainda mais interessantes.

– Não há homens entre vocês, seus porcos imundos? Não há ninguém que queira riquezas, posição social, dinheiro, cargos, seja o que for? Eu sou Drayon Chávez, e minha riqueza me dá o mundo em minhas mãos! Se alguém quer alguma coisa, EU posso fazer acontecer! Se alguém aceitar um acordo, pronuncie-se! Uma missão para conseguir o desejo mais profundo de suas almas! Vamos, ninguém? – Bradava a plenos pulmões. Estava decidido a encontrar alguém que pudesse apoiá-lo em sua empreitada, ou pelo menos, parecia. Talvez aquela fosse a verdadeira chance que estivera esperando a tempos. Drayon Chávez, magnata do submundo, desejando alguém para ajudá-lo em sua busca por vingança, com o adicional de satisfazer os desejos daquele que se propuser. Era a chance perfeita de usar do poder de alguém para alcançar o topo dos meus objetivos.

De repente, a voz do velho podia escutar próxima aos meus ouvidos. – E aí, o que acha? Parece uma boa oportunidade para um jovem que claramente não está aqui por um mero acaso do destino... – Sua opinião funcionava quase como minha própria consciência, incitando-me a prosseguir por um caminho nada seguro. A sorte deveria ser lançada naquele momento, e eu não ficaria para trás vendo-a sorrir para outros.

– Escute-me Senhor. Pode me esperar aqui por perto? Vou falar com o Drayon, mas depois, tenho algumas coisas que gostaria de te perguntar. – Viraria-me ao velho e pronunciaria tais palavras. Por mais que meu caminho pudesse seguir para outro lugar, aquele velho realmente era intrigante, eu queria voltar depois e descobrir o quê ele sabe. Entrementes, em seguida daria as costas a ele, não dando total atenção a qualquer resposta vindoura. Então, guardaria as mãos nos bolsos dos shorts que usava e andaria em direção ao centro do fuzuê. Me aproximaria o suficiente para que Drayon me ouvisse, mesmo que alguém atrapalhasse, e procuraria dizer a este:

– Hey, amigo. Disse que pode fazer qualquer coisa por alguém, desde que te ajude, certo? – Daria um momento para algum dizer. Então, prosseguiria. – Eu posso te ajudar com o que quiser, pode acreditar. Sei e consigo fazer mais do que parece. Mas de que tipo de ajuda estamos falando? – Procurava ser um tanto quanto petulante, tentando demonstrar que sabia o que estava fazendo. Caso este duvidasse de mim ou de minhas capacidades por qualquer motivo, procuraria me aproximar mais e revelar minha identidade.

– Sou Shijuo Heiwajima, talvez você já tenha ouvido falar sobre minha família. Eu sei quem você é, aliás, não haveria como não saber. A questão é que minha família me ensinou o suficiente para que eu possa lhe garantir que posso ajudá-lo com o que precisar. – Procurava ser o mais incisivo possível. Precisava convencer Drayon Chávez de que eu era uma pessoa confiável, mesmo que sendo jovem. Precisava descobrir do que ele era capaz de fazer por mim e o quê aquele velho de antes poderia me contar sobre o que sabe. Tudo iria depender dos próximos momentos.

Off:
 

____________________________________________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 27
Localização : Lvneel - North Blue

[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Empty
MensagemAssunto: Re: [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio.   [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. EmptyQua 25 Abr 2018, 13:40


Orientação - Fase 02 - Combate!

Apropriadamente reagindo a todo o caos da situação, Shijuo Heiwajima demonstrava um comportamento factualmente prodígio – Claramente muito acima dos outros garotos de idade similar. Talvez fosse a fome pelo seu sonho sendo exibida, ou simplesmente uma capacidade intelectual e de discernimento naturalmente mais avançada, o fato é que, no final das contas, a resultante daquela situação era o a seguir.

Virando-se para falar com o velho, deparou-se – Com surpresa inenarrável – Com o espaço vazio. Não havia mais ali nem sombra do velho senil com quem conversava até o momento. Como que por passe de mágica, ou qualquer coisa similar, o homem simplesmente não estava mais ali. Ou será que em algum momento estivera? As dúvidas eram caladas pela resposta de Chávez, que encarava o garoto quase que incrédulo – Mas você é só um garoto... – O nobre começava a dizer, até que parecia ser acometido por alguma lembrança fortuita, completando - ...Se bem que já aprendi que idade não quer dizer nada, com um certo alguém...

Ele endireitou-se em sua postura, e trouxe seu ponto de gravidade para cima, ficando finalmente de pé. Seus ombros largos e cabelos de chama viva poderiam muito bem ter-lhe rendido um futuro como combatente; mas ele havia optado por meandres mais... “Requintados” da existência humana. Bateu com as palmas das mãos na indumentária chique que trajava, e a poeira foi emitida dali em nuvenzinhas cinzentas – Muito bem então, garoto; vou lhe explicar no caminho, siga-me...

A multidão se dispersou quando viu que o homem não se esqueceu de nenhuma riqueza que pudesse ser furtada. Frustrados, foram embora. Quanto à nossa dupla; seguiram por ruas bem asfaltadas, e dobraram na esquina do famoso Dojo de Boxe de Karatê Island. Haviam pessoas gritando e lutando lá dentro, mas aquilo foi ignorado por ambos, pois, claramente, seus objetivos não residiam ali.

Uma, duas, três ruas adiante, pararam exatamente em frente a uma suntuosa taverna. Chávez fez um gesto para que o garoto entrasse, e assim o fez. Lá dentro, várias mesas se dispunham em uma organização ovalada, com um balcão sendo comandado por uma bela mulher em espartilho apertado. Chávez fez um gesto e rapidamente foi atendido; pedindo para si um copo de cerveja e para o nosso herói o que ele quisesse, de teor não-alcoólico. Sentou-se e pôs-se a explicar a missão do garoto.

Shijuo, eu sou um homem de negócios, como você pode ver. Minha última transação envolveu pessoas que não são exatamente muito bem vistas pelo Governo Mundial, entende? Mas eu não faço julgamentos, apenas quero lucros... – Ele deu um gole antes de continuar – Os tritões podem pagar muito bem, se você conhecer as pessoas certas. O fato, entretanto, é que um grupo radical de ex-agentes do governo, que se intitulam “Black Justice”, atacou meu comboio. Assassinaram alguns dos meus guardas, sequestraram outros, e por fim levaram a mercadoria. Eu fiquei para trás acredito que tão somente porque eles sabem do peso político que trago comigo...

Ele respirou, visivelmente cansado, antes de prosseguir – Eu, claro, já havia coletado informações sobre eles. Têm uma base “secreta” no extremo norte da ilha, mais ou menos atrás dessa cachoeira... – Ele removeu de suas roupas um mapa detalhado da ilha, e fez um xis com uma caneta-tinteiro muito bonita e com firulas de ouro e prata – Claro que eu poderia contratar gente mais experiente para o serviço, mas isso iria demandar ainda mais tempo e uma seleção criteriosa... E tempo é tudo que eu NÃO tenho. Por tal motivo, quero te dar essa chance. Se você conseguir trazer a mercadoria de volta intacta para esta Taverna em que estamos agora, aonde ficarei te esperando pacientemente, te concederei qualquer desejo que o dinheiro possa comprar!

A proposta estava feita, e só precisava ser aceita para que o caminho fosse liberado para o jovem boxeador agir. O caminho, em posse do mapa, era intuitivo e de fácil seguir. O local era semi-conhecido, sendo Shijuo um nativo da região. Ele ficava fora da zona urbana da ilha, entrando por algumas trilhas que subiam um morro, desciam uma encosta e finalizavam por chegar em uma cachoeira bonita que caía formando um rio que cortava toda a floresta antes de desaguar no oceano. Se o herói escolhesse partir de imediato, encontraria exatamente a descrição acima feita; com um adendo: Nenhum animal parecia estar por perto. Alguma coisa, algo, ou alguém havia espantado os bichos; e isso ficava nítido pela ausência de barulhos que normalmente seriam produzidos por uma floresta.

Ao chegar próximo da cachoeira, atrás de uma conjunção rochosa que lhe dava cobertura, Heiwajima viu de cara dois homens vestidos de paletó preto andando em círculos na frente do local. Ambos pareciam portar bastões de batalha – Metálicos e firmes. Claramente faziam guarda no local. A forma de abordagem, entretanto, seria algo decidido única e exclusivamente pelo pequeno herói que, a essa altura, sentia borboletas subirem por seu estômago. O combate, entretanto, parecia a única alternativa viável para passar pelo campo de visão duplo que ambos os vigias lançavam por sobre as proximidades.
Arena de Combate:
 


Citação :
Começo de posts de luta:

- Agora será seu post de luta, escreva condições de ataque e defesa, dizendo os movimentos que ira fazer e lembre-se, você NUNCA faz nada, você SEMPRE TENTA seus ataques, então TENTE seus movimentos e crie casos de movimentos consequentes, se caso aquele movimento der certo, você TENTARIA algo ou se caso ele não der certo, você TENTARIA outro algo, ou se algum dos homens tentar atacar o que você TENTARIA fazer. Coisas desse tipo. E faça sempre movimentos brutais visando matar/desmaiar o oponente. ^^
Dicas e observações:
 

____________________________________________________


Ficha | Aventura
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. FcTJa9C
Aqui é Divine Tools, pô!!!:
 

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bry4n
Civil
Civil
Bry4n

Créditos : Zero
Warn : [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. 10010
Data de inscrição : 17/02/2018

[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Empty
MensagemAssunto: Re: [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio.   [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. EmptyQui 26 Abr 2018, 21:25

[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Sting-Eucliffe-sting-eucliffe-and-rogue-cheney-34225595-500-247


Não era capaz de me dirigir ao Velho. Mal podia acreditar no que estava vendo. Melhor dizendo, do que não estava vendo. Aquele senhor, cujo qual parecia saber tanto e que poderia me contar mais sobre o que sabe, com toda aquela pinta de sábio ancião, muito misterioso que, até então, estava logo atrás de mim, havia sumido completamente. Dentre os poucos transeuntes que estavam deixando o local, não havia mais sinal algum do Senhor. Para onde ele teria ido? Seria ele alguém importante? Talvez uma dessas pessoas do submundo, já que sabia tanto. Ou será que fora fruto de minhas aspirações? Talvez essa fosse a ideia mais insana. Não tinha como ter inventado alguém tão misterioso assim, e além disso, aquele Senhor parecia real demais para ter sido uma mera ilusão.

– Mas você é só um garoto... Se bem que já aprendi que idade não quer dizer nada, com um certo alguém... – Estivera quase pronto para respondê-lo logo no começo de suas palavras, mas o próprio acabava se contradizendo, dando a perceber que, por um momento, se perdera em seus pensamentos. Ao levantar-se, tornava-se um tanto imponente. Se não fosse o ar requintado que pairava ao seu redor, pareceria um lutador nato. Batia em suas vestes magnatas, soltando a poeira que carregara devido à algazarra que fizera. Seus cabelos cor de fogo lembravam-me alguém, mas não conseguia dizer quem. Logo que se recompunha, chamava-me singelamente. – Muito bem então, garoto; vou lhe explicar no caminho, siga-me...

Juntos seguimos nosso caminho, deixando para trás civis desanimados por não terem sido capazes de furtar quaisquer tipo de dinheiro e bens de Drayon Chávez. Grande parte das ruas e vielas que usávamos para chegar ao nosso destino, conhecera muito bem, algumas até mesmo me traziam boas recordações. Ao cruzarmos o famoso Dojo de Boxe, pude escutar os aspirantes treinando, todos focados em se tornar lutadores dignos. Mal sabiam eles que ali jamais chegariam a qualquer lugar.

Foram mais poucas dobras de ruas que usamos até que encontramos uma Taverna nada modesta. Talvez me lembrasse de qualquer coisa relacionada àquele lugar, mas nada que tivesse certeza.Já dentro do recinto, pouco me importava com as pessoas lá dentro. Tudo que queria era saber sobre minha missão. Havia aprendido entre família que não se deve deixar-se perder o foco de nada que lhe realmente for importante. Sentamo-nos e meu anfitrião pediu-nos algum drink, claramente se importando em não me deixar beber nada alcoólico. Entendia seus propósitos, mas caso estivéssemos em um local mais seguro, com certeza teria feito questão de beber um forte Rum. Não é só porque possuo 10 anos que sou um bebê. Odeio este tipo de caracterização. Mas agradecia a cortesia e aceita um belo suco.

– Shijuo, eu sou um homem de negócios, como você pode ver. Minha última transação envolveu pessoas que não são exatamente muito bem vistas pelo Governo Mundial, entende? Mas eu não faço julgamentos, apenas quero lucros... – Iniciava suas explicações. Podia entendê-lo. Os Heiwajima jamais foram, em momento algum, preconceituosos. E, além disto, para alguém que visa tanto assim os Lucros, com certeza Drayon poderia me dar o que queria: Uma passagem só de ida direto para o Governo Mundial. Contudo, apenas continuava escutando, prestando atenção e valendo de trejeitos para deixar claro que estava entendendo tudo, sem precisar interrompê-lo, enquanto bebericava minha bebida. – Os tritões podem pagar muito bem, se você conhecer as pessoas certas. O fato, entretanto, é que um grupo radical de ex-agentes do governo, que se intitulam “Black Justice”, atacou meu comboio. Assassinaram alguns dos meus guardas, sequestraram outros, e por fim levaram a mercadoria. Eu fiquei para trás acredito que tão somente porque eles sabem do peso político que trago comigo... – Neste momento, parecera bastante cansado, como se lembrasse de situações desgastantes que passara. Quase me comovia, mas precisava ser mais forte que isto. Precisava demonstrar que era maduro o suficiente para encarar o que quer que Drayon me oferecesse de frente. Portanto, apenas segurava meu drink e o observava, parecendo interessado demais para me apiedar.

– Eu, claro, já havia coletado informações sobre eles. Têm uma base “secreta” no extremo norte da ilha, mais ou menos atrás dessa cachoeira... – Neste momento, entregava-me um mapa de Karatê Island. Muito informativo, jamais tivera visto um mapa como aquele. Contudo, algo que chamou-me ainda mais a atenção fora a caneta-tinteiro que Chávez usara para demarcar o tal lugar. Com entalhos de ouro e prata, uma simples caneta demonstrava todos os ganhos que aquele homem possuía. – Claro que eu poderia contratar gente mais experiente para o serviço, mas isso iria demandar ainda mais tempo e uma seleção criteriosa... E tempo é tudo que eu NÃO tenho. Por tal motivo, quero te dar essa chance. Se você conseguir trazer a mercadoria de volta intacta para esta Taverna em que estamos agora, aonde ficarei te esperando pacientemente, te concederei qualquer desejo que o dinheiro possa comprar! – Mais claro do que isto, somente se Drayon fosse feito de pura água. Como antes previra, a sorte havia sido lançada. Desta vez, dentro daquela Taverna. Era uma criança oportunista e como tal, não jogaria fora uma chance tão grande de conquistar tudo que queria. Por isso, pronunciava-me positivamente da melhor forma que podia.

– Senhor Drayon Chávez, o Senhor pode contar comigo. Tudo que preciso é deste mapa. Voltarei em breve com tudo que lhe compõe o que perdeu e até mesmo mais, caso encontre. – Estava decidido a encontrar o tal lugar, tomar da taça da vingança contra estes tais membros da Black Justice e recuperar o que Drayon perdera para, assim, conquistar minhas próprias recompensas. Sem muitas enrolas, levantava-me, portando meu digníssimo suco e o mapa para me ajudar a localizar o esconderijo.

Já fora do local, as estradas que tomava para descobrir a localização do Black Justice eram muito conhecidas. Após algum tempo caminhando pelas ruas asfaltadas da cidade, a paisagem era tomada por terra batida e vegetação nativa. Alguns cumes se formavam aos arredores, tornando aquele lado da ilha um verdadeiro vale assegurado. Logo os caminhos avançavam por uma pequena montanha que, após algum tempo de caminhada, desciam por uma encosta. Estava tudo indo bem até o momento, nenhum tipo de obstáculo ou confronto, mesmo com animais. De repente, me tocava de meus próprios pensamentos. Onde estavam os animais da ilha? De fato, eu não estava totalmente dentro da floresta mas, ainda assim, nem mesmo sons de pássaros eu podia ouvir. Será que estavam com medo de algo? Ou alguém? Ou talvez eu simplesmente havia-os espantado com minha própria presença? A bem da verdade, não entendia muito mais do que isto a respeito de animais, seu habitat e suas atitudes costumeiras.

Após o término do morro, encontrava-me em praticamente um Oasis. Uma queda d'água se formava logo em frente, uma verdadeira cachoeira. Agora, mais adentro da floresta, era perceptível que realmente os animais haviam fugido dali. Algo não estava ocorrendo de maneira natural naquele lugar. Contudo, precisava seguir com a missão, portanto, aproximava-me da boca da cachoeira onde, aparentemente, havia a entrada de uma caverna. Procurava-me manter por de trás de uma formação rochosa que acompanhava a parede da cachoeira, afim de me manter sob sigilo. Aparentemente, esta ideia havia surgido em minha mente bem a calhar.

Dois homens, totalmente produzidos à caráter com seus smoking's, guardavam a entrada da caverna. Formavam a aparência dos famosos Agentes do Governo. Em suas mãos, levavam bastões aparentemente feitos de metal. Isto queria dizer que eram usuários de Bojutsu. Depois de uma infância de treinamento, as palavras voavam em minha mente, totalmente decoradas. – Usuários de Bojutsu. Lutadores de curta/média distância. Alcance melhorado devido o comprimento do bastão. Feitos de metal. Um golpe rápido e/ou bem colocado pode derrubar facilmente... – As informações corriam automaticamente, em meu sub-consciente. Entendia tudo sobre todo tipo de arma e conseguia dar a qualquer armamento, seu funcionamento pleno, apesar de preferir o bom e velho soco no olho. Sabia dos riscos e de minha desvantagem por ser uma criança e não ter total estrutura de batalha. Contudo, era ágil por ser pequeno e entendia a Arte da Guerra. Era agora ou nunca mais.

Guardaria o mapa de Drayon em um bolso interno de meu colete amarelo-claro e prenderia-o o suficiente para que não caísse com minha movimentação. Ao menos, esperava quê. Em seguida, tatearia o chão ao meu redor, a procura de uma rocha que não fosse maior do que minha mão para que pudesse segurar apenas com uma delas, deixando-me mais à vontade para me mexer. Caso encontrasse, me colocaria de prontidão para correr até o outro lado das rochas. Então, fazendo-me valer de minha visão e capacidade de acerto, tentaria calcular mentalmente a direção e força do vento, através de meus sentidos naturais. Então, arremessaria a pedra com força o bastante para percorrer todo o trajeto que queria, com o intuito de acertar o outro canto do local, sem passar pelo campo de visão dos Agentes, afim de chamar a atenção destes para o outro lado.

Caso tudo ocorresse conforme o planejado, pularia e escorregaria pelas rochas o mais furtivamente possível e dispararia em seguida, o mais rápido que pudesse sem fazer barulhos para, ao chegar próximo dos guardas, passaria por baixo das pernas do mais próximo e dirigiria um murro de baixo para cima, bem colocado, contra as bolas do Agente. Literalmente realizando um Uppercut em seu saco escrotal. O intuito era derrubar o alvo por algum momento e fazê-lo derrubar sua arma para, então, tentar roubar seu bastão. Contudo, se um dos guardas notasse minha presença, procuraria realizar um deslize no chão, imitando os carrinhos que os jogadores de futebol costumam usar durante as partidas, visando atingir o tornozelo do Agente mais próximo. Sabia que um ataque bem colocado no tornozelo pode desloca-lo com facilidade. Assim, procuraria roubar o bastão do Agente da mesma maneira do primeiro plano.

Ainda, se os guardas não fossem atraídos para o lado donde a pedra atingisse, mas para de onde a pedra verdadeira havia sido atirada, procuraria esconder-me entre as rochas e seguir para o canto destas, deixando o local onde estava totalmente vazio. Assim que percebesse um dos Agentes, usaria as rochas como apoio para saltar acima de suas cabeças e então, juntaria as mãos, entrelaçando os dedos e formando uma bola com estas. Em seguida, tentaria despencar contra os Guardas, descendo as mãos entrelaçadas contra seu supercílio com toda a força de minha movimentação e peso. Um golpe bem colocado contra o supercílio pode desnortear e até mesmo sangrar em abundância, caso um corte seja feito.

Se, em algum momento, o alvo reagisse em um contra-ataque ou até mesmo esquivasse de minha abordagem, procuraria usar de meu tamanho para dar uma cambalhota rápida para os lados, procurando desviar do ataque e então, saltaria para longe, afim de ter total certeza de que haveria escapado de seu ataque. Funcionando, usaria de minha velocidade para me esconder novamente nas formações rochosas ao redor do local. Caso fosse atingido, tentaria segurar o que me atingisse, fosse os bastões ou partes do corpo destes, afim de me manter próximo a estes. Em seguida, tentaria acertar um direto de direita contra a boca do estômago do agente ou a parte mais próxima deste local que conseguisse alcançar, tentando retirar seu fôlego e fazê-lo cair por um breve momento. O suficiente para então tentar acertar mais um forte soco contra o maxilar do oponente ou próximo disto, intuitivo de desnortear o Agente.

Off:
 

Obs:
 

____________________________________________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 27
Localização : Lvneel - North Blue

[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Empty
MensagemAssunto: Re: [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio.   [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. EmptySab 28 Abr 2018, 14:09


Orientação - Fase 02 - Combate!

Shijuo lançou a pedra como pretendido, segundos depois de guardar com segurança o mapa que havia recebido de Drayon. O projétil percorreu os ares em uma parábola silenciosa, indo chocar-se com outras pedras que haviam na exata outra extremidade da cena. Ambos os agentes – Instintos felinos – viraram-se armando suas defesas na direção oposta de onde o verdadeiro perigo ia vir – E isso, mais tarde saberíamos, foi crucial para todo o desenrolar da situação combativa naquele momento.

A aproximação do garotinho foi rápida e mateira. Como um animal selvagem, se utilizou de protuberâncias e lisuras em rochas e raízes para findar tendo um gap-close furtivo e fatal para qualquer um que não tivesse treinamento. A adrenalina fazia toda a situação parecer uma espécie de câmera lenta maluca; mas mesmo assim, em um piscar de olhos, nosso herói já estava na posição que objetivava, desferindo os golpes que queria.

Passou por baixo das pernas de um Agente que não fazia idéia do que estava realmente acontecendo. Seu ataque acertou a região da genitália, como previsto, o que curvou o inimigo imediatamente. Olhos esbugalhados, um grito surdo ecoando em uma boca aberta e um queixo que pendia até quase a altura do peito. O seu aliado Agente, estando de costas como estava, não teria nem percebido toda a ação... Não fosse pelo tilintar metálico do bastão quando este caiu e se chocou contra uma formação rochosa que estava no chão; geologicamente conhecida como “Lajedo” – Mas o quê p... está acontecendo? Por que estamos sendo atacados por um pirralho? – O segundo agente virou-se apenas para ver o nosso herói agora em posse do bastão; suas palavras denotando a mistura entre incredulidade e surpresa.

O primeiro Agente não estava fora de combate, mas estava atordoado por alguns segundos. Precisava de um tempo para recuperar o fôlego, e tombou de lado deitando-se no chão; curvando-se à dor lancinante que corria pela região atingida. O segundo, entretanto, após um período de hesitação, girou o bastão e deu-lhe na cabeça do nosso protagonista. Teria acertado, não fosse por um ágil salto lateral com rolamento que o removeu da trajetória em forma de arco, ameaçadora e concussiva.

O Combate chegava naquele instante em que ambos os adversários encaravam-se. Heiwajima cogitou correr novamente para buscar um abrigo furtivo, mas os olhos do Agente estavam fixos em cada pequeno movimento seu. Quando iniciou a corrida em direção aos redutos que a área selvagem podia lhe oferecer como vantagem, viu o Agente partir em seu encalço imediatamente. Agora era a vez da Black Justice fazer sua ofensiva.

O pequenino boxeador sentiu o frio do bastão chocar-se com suas costas e seu corpo desequilibrar para frente. Havia sido acertado em sua tentativa, e o golpe não era brincadeira de criança. Por seu treinamento e força de espírito, não era algo capaz de incapacitar-lhe; mas lembrava-lhe da necessidade de ser mais cuidadoso. Agora, à sua esquerda, estava a lagoa formada pela água da cachoeira. À sua frente, o inimigo que o desafiava em posição de bote; e por fim, à sua direita, o Agente que havia derrubado apenas gemia e rolava no chão.

De súbito, mais um ataque do membro da organização paramilitar! Uma estocada com a ponta do bastão que acertaria em cheio o nariz do nosso herói; se ele não agisse rápido! Aquela ofensiva, entretanto, era passível de reação; e a escolha dessa reação definiria o futuro da batalha, com certeza!



Dicas e observações:
 

____________________________________________________


Ficha | Aventura
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. FcTJa9C
Aqui é Divine Tools, pô!!!:
 

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Empty
MensagemAssunto: Re: [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio.   [ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio. Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[ MINI - Bry4n ] - Pequeno Prodígio.
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Mini-Aventura :: Mini-Aventuras Concluídas ou Canceladas !-
Ir para: