One Piece RPG
Ascensão - Parte 1 - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [FP] Kozuki Orochi
Ascensão - Parte 1 - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 17:34

» Kozuki Orochi
Ascensão - Parte 1 - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 17:34

» (Mini) Gyatho
Ascensão - Parte 1 - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 17:30

» [Mini-Theodore]
Ascensão - Parte 1 - Página 3 Emptypor Shroud Hoje à(s) 16:26

» Sette Bello
Ascensão - Parte 1 - Página 3 Emptypor Pippos Hoje à(s) 14:38

» I - Pseudopredadores
Ascensão - Parte 1 - Página 3 Emptypor Megalinho Hoje à(s) 13:39

» Teleton Chronicles I: Retaliação
Ascensão - Parte 1 - Página 3 Emptypor Midnight Hoje à(s) 13:16

» Drake
Ascensão - Parte 1 - Página 3 Emptypor CrowKuro Hoje à(s) 13:15

» Unbreakable
Ascensão - Parte 1 - Página 3 Emptypor Ainz Hoje à(s) 12:20

» Cap. 1: Laços entrelaçados, as chamas da revolução se erguem!
Ascensão - Parte 1 - Página 3 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 12:05

» Shaanti Mochan
Ascensão - Parte 1 - Página 3 Emptypor GM.Furry Hoje à(s) 08:21

» Alipheese Fateburn
Ascensão - Parte 1 - Página 3 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 07:59

» Evento Natalino - Amigo Secreto
Ascensão - Parte 1 - Página 3 Emptypor ADM.Tonikbelo Hoje à(s) 05:17

» Nox I - Loucura
Ascensão - Parte 1 - Página 3 Emptypor Jin Hoje à(s) 03:32

» Kime's here
Ascensão - Parte 1 - Página 3 Emptypor Kimerado Hoje à(s) 01:35

» I - Conhecendo o mundo
Ascensão - Parte 1 - Página 3 Emptypor Bijin Hoje à(s) 01:15

» あんみつ - Anmitsu
Ascensão - Parte 1 - Página 3 Emptypor Skÿller Ontem à(s) 21:27

» [ficha] Hinata Bijin
Ascensão - Parte 1 - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 20:02

» Hinata Bijin
Ascensão - Parte 1 - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 20:01

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
Ascensão - Parte 1 - Página 3 Emptypor Achiles Ontem à(s) 18:41



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Ascensão - Parte 1

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
AutorMensagem
Raiden Fuji
Narrador
Narrador


Data de inscrição : 17/09/2017

Ascensão - Parte 1 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 3 EmptyQui 26 Abr 2018, 13:37

Ascensão - Parte 1
The Lost
Qiáng Hu

Dano: 4 Acerto: 5 Pontaria: 0
Esquiva: 3 Bloqueio: 11 Resistência: 1
Percepção: 2 Manipulação: 0


Ao fim do combate, pude enfim me sentir realizado, afinal eu tinha acabado de conseguir alcançar um de meus objetivos, entrar para a organização chamada Governo Mundial, e com isso, eu primeiramente iria ao agente com quem eu acabei de lutar e diria ao mesmo. - Eus ou um cara muito bom mesmo, afinal consegui te surpreender. – Diria de forma convencida, o que até poderia parecer arrogância, mas em seguida eu voltaria a falar. - Mas você ainda é melhor do que eu, AINDA – Enfatizaria a última palavras, para deixar claro ao mesmo que em um futuro próximo seria ele quem teria que se esforçar para tentar me vencer. E com isso eu sairia do QG, como o velhote avaliador tinha me dito.

Antes de sair do QG, eu perguntaria para um dos soldados. - Com licença, você sabe me dizer as horas? – Se não tivesse a resposta para minha pergunta, fosse pelo marinheiro não saber ou não querer me responder, eu procuraria outra pessoa e repetiria a pergunta, até que eu soubesse em qual período do dia eu estava. Se ainda fosse tarde, eu iria primeiro em uma biblioteca, para depois pensar em ir a um outro lugar, se já fosse noite, eu daria uma volta e depois tentaria ver se conseguiria dormir no QG mesmo. Em ambos os casos, a primeira coisa que eu faria seria ir em direção a um restaurante ou lanchonete, não me importava o tipo, apenas queria me alimentar com algo, já que a fome batia fortemente no meu estômago depois da luta intensa que tive no teste final do meu recrutamento.

Eu andaria de forma relaxada pelas ruas de Loguetown, procuraria olhar sempre os estabelecimentos que houvessem em ambos os lados em minha caminhada, esta que eu procuraria realizar em direção ao porto, direção contrária à que eu acabei por fazer algumas horas antes ao me dirigir para o QG para me alistar. Durante o caminho se eu viesse a achar algum lugar onde eu pudesse comer, eu iria em direção ao mesmo, caso contrário, eu teria de perguntar a alguém. - Hey caro(a) amigo(a), estou precisando saber de um lugar para esse belo tigrão, que sou eu, repôr minhas energias, pode me indicar algum lugar? – Perguntaria de repente para a pessoa que estivesse mais próxima de mim, afinal a fome não dava trégua, e eu precisava me alimentar, não podendo escolher com quem eu falaria. Se não conseguisse resposta, eu perguntaria à outra pessoa, até conseguir um estabelecimento no qual eu pudesse me alimentar. Depois de localizar um estabelecimento, fosse por conta própria ou não, eu adentraria o mesmo, provavelmente tendo de me abaixar, já que eram raras as pessoas que tivessem o mesmo tamanho que eu, e assim que eu estivesse dentro do mesmo, procuraria um menu ou algo semelhante, mas que pudesse me dizer o que eu poderia consumir e qual o preço. Eu procuraria o que desse para comer e talvez beber com 10.000 berries, se estivesse um pouco mais caro do que isso, apelaria para minha intimidação, esta que provavelmente não seria muito difícil devido à minha aparência, e assim que o encontrasse procuraria alguma pessoa para quem fazer o pedido.

- Então meu caro amigo/minha cara amiga, eu quero esse pedido aqui, são 10.000 berries, não é? – Diria para a pessoa que pudesse me atender, eu utilizaria as palavras finais como ameaça caso o preço acabasse sendo mais do que eu estava disposto a pagar. Com sucesso ou não, eu viria a pagar a quantia necessária para que eu pudesse comer, afinal eu estava com muita fome naquele momento, e assim eu procuraria um lugar para sentar, e esperaria que meu pedido chegasse, para depois comer e beber o que viesse, aproveitando a sensação que a comida me dava quando eu a comida de forma lenta.

Depois de estar satisfeito, eu sairia do estabelecimento, me abaixando novamente ao sair, e olharia para o céu, tentando descobrir que horas poderia ser no momento. Se houvesse tempo hábil, eu iria à biblioteca, e caso não, eu voltaria ao QG, à procura de um lugar para dormir. Se o tempo permitisse, eu sairia em busca da biblioteca, olharia por todos os lados em busca de meu alvo, sua estrutura provavelmente viria a ser grande, já que essa era uma grande ilha, a maior que eu já vira em minha vida, e por isso eu procuraria saber mais sobre como o mundo mudou, além de que no momento não queria ter de pedir ajuda a outros novamente, e então andaria até que encontrasse a biblioteca por conta própria. Quando achasse o estabelecimento que era meu alvo, eu caminharia em direção a este com um pouco mais de pressa, já que era provável que eu demorasse um bom tempo procurando o mesmo. Assim que eu entrasse na biblioteca, eu primeiramente iria até a(o) bibliotecária(o), para me informar sobre onde conseguir o que eu queria ali.

- Com licença, sabe me dizer onde encontro um livro que me dê informações sobre o mundo em geral. – E se ela(e) me perguntasse do motivo para que eu quisesse tal livro, eu responderia sem problema algum. - Eu fiquei preso em uma ilha por muito tempo, então estou bem desatualizado das coisas. – E com isso eu esperaria que tivesse a indicação de onde encontrar o livro que precisava, e quando a(o) bibliotecária(o) me indicasse, eu seguiria até a estante onde o mesmo estivesse e o pegaria, e logo em seguida, eu virar-me-ia ao vedor, procurando algum lugar para me sentar. Se eu encontrasse o assento, eu logo sentar-me-ia no mesmo, mas caso eu não o encontrasse, eu viria a sentar no chão mesmo, já que seria bastante desconfortável ler em pé. Já sentado e com o livro no colo, eu começaria a leitura, imergindo no conteúdo apresentado pelo mesmo, onde eu poderia encontrar informações sobre o mundo, coisa que eu não aprendera nem quando meus pais e sua tripulação ainda eram vivos.

Quando viesse a terminar a leitura, eu poria o livro de volta no mesmo lugar onde eu peguei, e sairia da biblioteca, agradecendo à(ao) bibliotecária(o). Já do lado de fora da mesma, eu voltaria a olhar o céu, onde com a provável baixa temperatura, viria a formar uma bonita visão, e após isso, eu me poria a caminhar novamente, mas dessa vez meu destino era o QG da Marinha, onde eu procuraria abrigo. Minha caminhada seria com calma, pois mesmo com o frio, minha pelagem me poderia servir de aquecedor para mim, além de que as roupas que eu usava atualmente, me davam uma proteção extra, apesar de serem pequenas. Quando eu viesse a chegar ao QG, eu procuraria um marinheiro, e quando encontrasse este, eu lhe perguntaria. - Boa noite, marinheiro-san. Eu gostaria de saber se poderia passar a noite aí. Eu fiz o recrutamento para o Governo Mundial hoje e fui aprovado, e amanhã eu tenho que estar aqui às dez, não sei o que devo fazer, mas meu avaliador que ordenou, além de que, eu não sou daqui, é meu primeiro dia nessa ilha e se não me deixar dormir aí, eu vou ter de dormir na rua. – Eu usaria de apelo emocional para tentar deixar-me dormir em algum alojamento que houvesse no QG. Mas se mesmo assim me fosse negada a entrada, eu andaria pelo caminho contrário ao que eu usara para chegar ao QG, e adentraria no primeiro beco ou viela que encontrasse, e dentro desse, eu procuraria algo que pudesse me fazer evitar o contato direto com o chão gelado. E após isso viria a dormir no chão mesmo, com ou sem o utensílio que evitaria entrar em contato com a friagem excessiva do chão.

Durante meu sono, que poderia ser bom, caso viesse a dormir no QG, ou muito ruim, caso dormisse na rua, meu sono seria o mesmo que eu tive durante todos os anos que se passaram desde a morte de meus pais, a primeira paisagem era completamente branca, e em seguida eu me encontrava na última ilha onde estivemos, que fora a mesma onde todos morreram, e todos que eram tripulantes daquele bando pirata me olhavam, e corriam para longe de mim, chamando-me para alcançá-los, e eu sempre fazia, na esperança de encontrá-los vivos, mas todos ficavam cada vez mais longe enquanto eu corria, até o ponto onde eu paravam, e quando eu chegava para cumprimentá-los eu via somente os cadáveres de todos eles, e acabava por acordar assustado.





Histórico:
 

Objetivo:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Pirata
Pirata
Achiles

Créditos : 38
Warn : Ascensão - Parte 1 - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : Loguetown - East Blue

Ascensão - Parte 1 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 3 EmptySex 27 Abr 2018, 23:10



Ascensão
Parte 1


O espadachim nada dizia, Qiáng se direcionava até a saída, mas não antes de perguntar para um dos marinheiros que passava pelos corredores que horas eram. - São por volta de quatro da tarde. – O homem não parecia se intimidar pelo tamanho ou aparência do tigre, apenas o estranhando momentaneamente. Sabendo do horário adequado para seus futuros planos, o mink seguia caminho a um restaurante da região que não ficava longe do QG. Palco de muitos marinheiros descansando por ali devido à proximidade, vários olhavam para o grande tigre dentro daquele estabelecimento rústico que era o restaurante e suas mesas redondas, sofás com uma mesa reta na parede e um grande balcão com uma porta atrás de onde saiam os garçons. Após ter se abaixado para entrar no restaurante, um dos garçons lhe entregava o cardápio do estabelecimento e fazia-o se sentar em uma das cadeiras próximas a entrada. Ao olhar as opções, apenas via um prato mais do que simples com arroz feijão e batatas com a água sendo gratuita.

Depois de apreciar a sua comida, o tigrão saia tendo pago pela refeição, com um novo destino em mente e começava a seguir as direções até a biblioteca. O sol ainda estava sumido no céu cinza e o clima cada vez mais frio e os pelos do tigre ficavam arrepiados e não o esquentavam completamente. Uma grande estrutura cheia de pilares e com uma grande placa enorme indicando que estava no local certo, uma moça com óculos parecia cuidar da recepção, bem-vestida com roupas formais e lendo um livro e observava o grande mink entrando. - Um livro sobre o mundo em geral? Há vários nesse quesito, me deixe te ajudar. – Ela estava intrigada em lhe ajudar daquela maneira, mas não parecia ser muito profissional questionar o motivo para tal.

Ambos caminhavam pelas grandes estantes lotadas de livros e mais livros e com uma escada ela indicava os certos, alguns apenas necessitando a altura de Hu e outros necessitando de uma escada. Tendo os livros em mãos, o mink partia para o acento e começava os seus estudos enquanto que a garota voltava para a recepção. As horas passavam como segundos, em meio a mapas, histórias e várias informações do mundo, inúmeras ilhas de aparências e climas diferentes e a Grand Line, o paraíso para várias pessoas e o pesadelo para outras, onde vários agentes e marinheiros atuam, piratas buscam grandes tesouros e a tecnologia é bem mais avançada do que em qualquer ilha de qualquer blue.

- Com licença, senhor, estamos fechando. – Tendo o limite de tempo alcançado, os livros eram guardados. O caminho para o QG era o próximo destino do novo agente e era para aquela direção que seguia, mas havia um infortúnio quando chegava. Os portões estavam fechados e ao conversar com o marinheiro guarda pedindo para entrar, o mesmo não acreditava que o Mink era algum marinheiro ou agente e desconfiando de seus reais propósitos, mandava-o embora. O tigre não havia outra escolha a não ser dormir em uma das vielas próximas dali, sentando-se no chão e tendo companhia do rato e lixo do redor.

Seu sono vinha rápido, mas não era dos melhores, além de seu pesadelo padrão acordava com uma terrível dor nas costas e pescoços após se encolher do terrível frio que fazia a noite prejudicando cada vez mais a sua saúde incluindo os seus pelos molhados. Já era manhã quando acordava, o frio tomava conta de seu corpo tendo que ficar acolhido e tremia um pouco, um espirro estranho saía de seu corpo e seu nariz escorria um pouco, estava um tanto resfriado ao tanto de frio que havia tido em meio a toda neve do ambiente.



Considerações:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden Fuji
Narrador
Narrador
Raiden Fuji

Créditos : 26
Warn : Ascensão - Parte 1 - Página 3 7010
Masculino Data de inscrição : 17/09/2017
Idade : 25
Localização : Las Camp - West Blue

Ascensão - Parte 1 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 3 EmptySab 28 Abr 2018, 13:44

Ascensão - Parte 1
The Lost
Qiáng Hu

Dano: 4 Acerto: 5 Pontaria: 0
Esquiva: 3 Bloqueio: 11 Resistência: 1
Percepção: 2 Manipulação: 0


Apesar de ter conseguido cumprir meu objetivo de saber mais sobre o mundo que eu acabara de me inserir, apesar de minha idade, não tive sorte em conseguir um local para que eu pudesse dormir e descansar das tarefas que acabei por fazer durante o dia que se passara como sendo o melhor desde que minha família morrera. Então acabei tendo que me deitar entre o mau cheiro do lixo e ratos, estes que passavam pela viela constantemente com seus guinchos irritantes, por conta do cansaço acabei por dormir rapidamente, mas meu pesadelo de sempre e o frio excessivo fizeram meu sono ser pior do que o normal, já que apesar de eu ter dormido ao relento muitas vezes, os lugares não eram tão apertados, fedidos ou gelados como a viela, que fora o lugar que estava disponível para que eu pudesse dormir.

No dia seguinte, acabei por acordar com um frio que não me era normal, tentei me encolher para aumentar o calor que meu corpo emitia, e tentaria esfregar meu braços, tentando amentar um pouco minha temperatura corporal, quando acabei dando um estranho espirro, e meu nariz acabou escorrendo um pouco, imediatamente eu tentaria fazê-lo voltar para dentro de meu nariz, amaldiçoando minha sorte por ter de dormir em um local tão ruim, que além de me dar um sono nada agradável, me fizera ficar resfriado.

Eu continuaria com os movimentos em ambos os braços, tentando aumentar minha temperatura corporal, e somente encerraria a atividade quando o propósito fosse alcançado. Um pouco melhor d o resfriado e me sentindo com um pouco menos de frio, eu sairia da viela que fora minha cama, e voltaria para as ruas, que provavelmente estariam movimentadas a essa hora. Nas ruas, eu olharia ao redor, tentando me localizar melhor, e assim que eu conseguisse, já me dirigiria ao QG, independente do horário, que eu acreditava ser cedo.

Quando eu chegasse ao local que era meu intento, eu procuraria o por algum guarda da entrada, e ao chegar no mesmo me dirigiria ao mesmo. - Bom dia, eu preciso saber das horas, e também entrar aí, eu tenho que me apresentar para o meu primeiro dia como Agente do Governo as 10. – Diria a quem eu encontrasse na porta, mostrando o distintivo que ganhei do avaliador no dia anterior por conta da admissão no Governo, e caso não houvesse ninguém na porta, apenas entraria caso o portão estivesse aberto, e se não, tentaria pular o muro e entrar no QG, e assim perguntaria para o primeiro soldado que visse, além de apresentar da mesma forma o distintivo, já que o mesmo era minha identificação de agente, além de que, não queria me atrasar para o meu primeiro dia na organização chamada Governo Mundial, por isso tentaria agilizar minha entrada no QG. Se houvesse tempo antes de me apresentar, eu tera outra coisa para perguntar. - E você sabe me dizer aonde tem um banheiro, eu preciso me lavar antes, não consegui ver se conseguia dormir aqui, porque não tinha ninguém na entrada, então tive que dormir no meio do lixo em uma viela aqui perto. – E com isso esperaria a informação do banheiro. Quando obtivesse a informação, eu caminharia de forma mais apressada em direção ao mesmo, pois tinha pressa em estar pronto para o trabalho.

No banheiro eu entraria depressa, e logo ligaria o chuveiro, teria preferência pelo banho quente, mas se tivesse de ser gelado, tomaria o banho da mesma forma, e durante este, eu procuraria utilizar um sabonete para limpar meus pelos em toda sua extensão. Ao fim do banho, eu procuraria secar bem meu pelo, para não pegar a friagem que estava do lado de fora com o pelo molhado, fato que somente faria com que meu resfriado piorasse, e após isso, eu voltaria a vestir minhas roupas habituais, afinal eu não havia ganhado novas roupas com o sucesso em ser aprovado.

Devidamente pronto, eu procuraria por alguém dentro do QG, e perguntaria a tal pessoa. - Desculpe a pressa, mas preciso saber das horas, e onde que os Agentes do Governo que passaram no alistamento se apresentam. – Diria rapidamente enquanto de desculpava pela abordagem, já que a mesma seria feita comigo segurando ambos os ombros da pessoa em questão. Se tivesse num horário bom, eu caminharia tranquilamente em direção ao local onde deveria me apresentar, mas caso eu estivesse atrasado, eu sairia correndo, pois não queria me atrasar justamente no primeiro dia de trabalho.

Quando eu acabasse por chegar ao local da apresentação, eu adentraria o mesmo, bastante nervoso, já que não tinha a mínima ideia do que viria a fazer naquela sala. Já dentro do local, primeiramente eu procuraria pelos agentes que foram os adversários dos recrutas, ou então o avaliador caso não achasse nenhum dos dois. Encontrando qualquer um deles, eu tentaria fazer uma apresentação, ou o que parecia ser uma em minha mente. - Bom dia, senhor. Qiáng Hu se apresentando. – Podia parecer algo tosco, mas isso era a concepção de apresentação que eu tinha em mente. - O que deve fazer agora? – Perguntaria logo em seguida, e esperaria a resposta para então me preparar para o que fosse necessário.





Histórico:
 

Objetivo:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos Futuros:
 


Última edição por Raiden Fuji em Dom 29 Abr 2018, 16:56, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Pirata
Pirata
Achiles

Créditos : 38
Warn : Ascensão - Parte 1 - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : Loguetown - East Blue

Ascensão - Parte 1 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 3 EmptyDom 29 Abr 2018, 00:13



Ascensão
Parte 1


Qiáng ao acordar movia-se pela cidade, esfregando seus braços para tentar aumentar a sua temperatura corporal da qual não havia muito sucesso, mas já era um alívio mentalmente quando os mesmos produziam uma certa estática devido ao atrito entre seus pelos. Ainda era manhã e não parecia estar atrasado para o seu compromisso com o velho avaliador, ao chegar nos portões do QG, não os via aberto, mas um guarda diferente guardava a entrada.

Ao se apresentar, o homem olhava exatamente para a insígnia que o tigre mostrava, embora não estivesse com o uniforme padrão dos agentes, o marinheiro permitia a sua entrada. - São por volta das nove. Entre. Abram o portão! – Ele gritava e um dos homens do lado de dentro abria uma ligeira passagem do qual era o suficiente para que Hu pudesse passar. A rotina dos marinheiros do lado de dentro era diferente da que havia visto no dia passado, os homens exercitavam-se em meio ao campo aberto e gramado produzindo gritos de guerra para animá-los e deixá-los cada vez mais fortes.

O tigre havia perguntado do banheiro próximo e o marinheiro não conseguira explicar adequadamente para onde seguir parecendo que o mesmo se encontrava longe e sem alternativas, procurava por um marinheiro próximo para pedir informações e o mesmo sabia lhe dizer, o homem vestia trajes extravagantes, um óculos bem maneiro e uma capa longa da qual dizia: “Tenente” - Tsc.. Toque-me de novo e verá o pôr do sol aparecer quadrado! É para lá. – Gritava o homem exibindo toda a sua autoridade e apontando com o dedo indicador.

O velho rabugento já aguardava o mink esperando-o na porta e assim que o mesmo chegava perto mandava ele entrar do qual o tigrão não questionava, se apresentando em seguida. A sala da qual entrava parecia ser um escritório bem simples, quadros de pessoas e outros de paisagens belas penduradas na parede, um armário marrom ao lado e uma grande mesa de madeira com várias cadeiras e uma única cadeira executiva do outro lado, atrás da mesa havia uma parede de vidro completamente transparente dando para ver a linda paisagem que se formava na parte de trás do QG, mesmo que era tampada na metade pelos muros.

Haviam mais três pessoas na sala além dos dois, uma Garota com belas curvas e um cabelo longo azul, vestia um terno preto padrão com uma espada em sua cintura, um sorriso confiante estava estampado em seu rosto, parecia ser bem determinada. Do seu lado, havia um garoto de óculos eu terno preto padrão, não parecia portar armas visíveis, embora vestisse algumas luvas cortadas nos dedos, ele parecia bem mais assustado e cheirava a medo, pois quando o tigre entrava pela sala, a primeira coisa que o nerd fez foi se mexer para trás e encarar o homem. Quanto ao terceiro e último homem na sala, era Magni. - Bom, todos estão aqui. Me chamo Garden, sou o agente superior de vocês. A partir desse momento, sou eu que dou as missões e decido os líderes. Vocês estão aqui pois estavam apto a participar do governo mundial, mas esse é apenas o primeiro passo, vocês estarão sobre vigia constante. – O velho rabugento não parecia estar tão rabugento hoje. O clima da sala era agradável, mas o cheiro de mijo subia das vestes do mink. - Qiáng Hu, o humanoide tigre branco de três metros, bom com lanças. Ellis, uma espadachim excelente com esperteza em combate e Yuri, um exímio estrategista e inteligente. – Garden fazia as introduções de todos dando uma característica padrão para cada um. - Hoje será coisas simples, ocorreu reclamações sobre homens bagunçando uma certa área ligada ao governo, devem se dirigir para tal local, fazer uma análise e detectar qualquer ameaça, após isso, reportar a mim. Magni irá ajudá-los nessa missão e supervisioná-los, caso eles achem que vocês não estão aptos, serão dispensados de seu serviço. – O velho estava sério e colocava um mapa de Loguetown na mesa. - Este é o local. – Apontava com o dedo indicador para uma construção que seguia a leste da rua principal, longe do quartel da marinha. - Estejam preparado para qualquer embate, as informações eram de queima de arquivos com homens assustadores e armados. – Garden parecia terminar as suas explicações, ninguém havia dúvidas até o momento.

- Esse cheiro está insuportável, Qiáng. Foi um problema achar um uniforme para o seu tamanho, mas esse terno servirá. – Magni lhe entregava um terno grande. - Esta naginata foi pega do arsenal já que usou ela no alistamento. - – O agente também o presenteava com a arma formidável do gosto de Hu. - Façam os últimos preparativos e partam para lá. – Terminava o velho.

Magni tomava a ponta como o líder da operação. - Vocês tem trinta minutos para fazer os seus afazeres, me encontrem nos portões principais e partiremos direto para lá. – O sorriso em seu rosto era como o de sempre, animado com uma possibilidade de uma batalha. Qiáng agora havia seu uniforme e arma, teria tempo para um banho e depois partir para a sua primeira missão como agente do governo, explorar, analisar e talvez conter uma ameaça, o que será que o destino restaria para o novo agente?



Considerações:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden Fuji
Narrador
Narrador
Raiden Fuji

Créditos : 26
Warn : Ascensão - Parte 1 - Página 3 7010
Masculino Data de inscrição : 17/09/2017
Idade : 25
Localização : Las Camp - West Blue

Ascensão - Parte 1 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 3 EmptyDom 29 Abr 2018, 02:04

Ascensão - Parte 1
The Lost
Qiáng Hu

Dano: 4 Acerto: 5 Pontaria: 0
Esquiva: 3 Bloqueio: 11 Resistência: 1
Percepção: 2 Manipulação: 0


Infelizmente não pude tomar meu banho antes de me apresentar perante o avaliador de meu teste, já que o soldado com quem eu falei, acabou se confundindo e não obtive nenhuma informação, portanto tive de me apresentar ainda sujo, o que me fez ficar um pouco enojado comigo mesmo. Ao menos consegui encontrar um tenente que me indicou o local da apresentação, mesmo que sua atitude me parecesse estranha, já que o mesmo acabara por dizer que eu iria ver o sol quadrado caso encostasse no mesmo novamente, acabei por ignorar o aviso, pois não estava a fim de esquentar minha cabeça com algo tão banal. Chegando ao local correto, o avaliador me mandou entrar na sala que estava atrás do mesmo, onde dentro desta haviam mais três pessoas, uma delas me era conhecida, fora meu oponente no teste de admissão, Magni, além do mesmo havia uma garota que mantinha uma expressão sorridente e confiante em seu rosto, com isso acabei por ter a impressão de que nos daríamos muito bem, mas não tinha verteza de tal coisa, e por último havia um homem com óculos, assim que olhei para o rosto deste pude notar e farejar a expressão de medo vindo deste, coisa que era engraçado para mim, já que apesar da aparência, eu era tão agressivo quanto um panda.

Logo em seguida, fiz minha apresentação da forma que havia imaginado, e em seguida o avaliador, que descobri se chamar Garden, explicou algumas coisas para nós, e que seríamos vigiados constantemente, e em seguida o mesmo fez as apresentações e explicava o que se destacava em cada um, a garota descobri se chamar Ellis, e era uma espadachim, Magni eu já conhecia, e o garoto que tinha medo de mim se chamava Yuri, este que era bastante inteligente, além de ser um estrategista, o que era bastante importante em uma organização que trabalhava com missões de infiltração e obtenção de informações. E após as apresentações, Garden nos explicou o que faríamos hoje, que era investigar uma reclamação feita de que haviam homens bagunçando uma área ligada ao Governo, nós deveríamos investigar e ver se haviam ameaças, visto que anexado à reclamação havia a informação de que estavam realizando queima de arquivos, um termo que me era desconhecido, com homens armados e assustadores, isso era um pouco mais simples de se lidar em minha concepção.

Logo depois de ter tudo explicado, acabei por receber um terno e uma naginata, arma que eu havia utilizado no teste, e tinha meia hora para fazer tudo o que faltava antes de me apresentar para o início da minha primeira missão em nome do Governo Mundial. Assim que fui liberado para me aprontar, sairia rapidamente da sala, e procuraria pelos corredores do QG alguma porta com indicação de ser um banheiro, e caso não encontrasse, perguntaria à primeira pessoa que visse, sem encostar na mesma, pois não sabia se era verdade ou não o que o tenente havia me dito anteriormente. - Bom dia, sabe me dizer aonde tem um banheiro por aqui, afinal um tigre magnífico como eu não pode se manter vestido dessa forma desleixada, não acha? – Faria um gracejo no final, para descontrair, mas torcia para que este não fizesse a pessoa com quem eu falava irritar-se comigo e me deixar sem informações, e se tal situação acabasse por acontecer, eu procuraria outra pessoa e refaria a pergunta.

Tendo o caminho do banheiro, eu seguiria até o mesmo, não chegaria a correr, mas andaria de forma mais rápida, pois não queria chegar atrasado, já que acabaria por demorar um bocado no banho, para poder tirar totalmente o mal odor que havia ficado em meus pelos. Quando eu entrasse no cômodo, eu rapidamente tiraria as roupas que vestia no momento e as jogaria no lixo, pois estavam muito sujas, além de que não precisaria mais utilizá-las, já que eu tinha um uniforme para usar nas minhas missões. Depois de me livrar das roupas, entraria embaixo do chuveiro, e o ligaria de forma que caísse água gelada, para poder despertar completamente, durante o banho, eu procuraria lavar minha pelagem com um sabonete, e esfregaria a mesma com bastante força, para tirar as impurezas e o odor fétido que poderia ficar após dormir perto do lixo por uma noite, e acabar me urinando por não conseguir ir ao banheiro.

Depois de tomar meu banho, eu procuraria alguma toalha, ou papel para me secar, para acelerar o processo de secagem, eu faria ora movimentos circulares, ora movimentos verticais para cima e para baixo, e após terminar de me secar, eu vestiria a nova roupa que havia ganho hoje, um terno completo. Devidamente pronto, eu pegaria a naginata que havia ganho e a carregaria em minha mão direita, com a ponta da arma apontada para baixo, já que se estivesse de outra forma, poderia causar um acidente nada agradável, e sairia do banheiro, e voltaria aos corredores, para seguir por eles logo em seguida. Meu primeiro destino seria o Portão de entrada do QG, procuraria por ali para ver se alguém já estava no local esperando que Magni chegasse e anunciasse o início da primeira missão de todos nós. Quando todos estivéssemos juntos para começar a missão, eu me viraria para meus dois colegas de missão, e diria para ambos.

- É um prazer conhecer ambos, ou deveria dizer que é um prazer de vocês me conhecer, afinal não é todo dia que se ode encontrar alguém tão boa pinta e forte como eu, a propósito, como vocês escutaram antes, eu sou Qiáng Hu. E você nerd, não precisa ter medo de mim, eu sou um cara legal, mas apenas com quem merece. Então se garanta de fazer tudo certinho que não teremos problemas, certo? – Com tanta coisa, a ser dita, eu daria uma pausa, e procuraria algum local onde eu pudesse beber água por ali perto, e me dirigiria ao mesmo se eu achasse, e beberia a água em grandes quantidades, afinal o alimento que me eram necessários eram em uma quantia maior do que a de todas as pessoas que conheço, mas caso não achasse somente esperaria que Magni desse início à missão, e assim estaria atento a qualquer ordem que fosse direcionada a mim. E quando começássemos a caminhar, eu procuraria pôr uma expressão mais séria em minha face, procurando intimidar qualquer pessoa que tentasse fazer algum tipo de gracinha conosco, já que estávamos em missão, não havia tempo hábil para brincadeiras e palhaçadas, tanto que deixaria meu falatório para trás, em prol da missão.

Quando terminássemos a caminhada, e chegássemos a nosso destino, um prédio não muito longe, tanto do QG quanto da rua principal da ilha, e assim eu esperaria por um pronunciamento do homem que estava ali como o líder da missão, e caso o mesmo não o fizesse, eu faria o questionamento. - Magni-sama, o que faremos agora. – Perguntaria incerto do que fazer em seguida, deixando um pouco de lado meu lado convencido, afinal não poderia pôr a missão a perder apenas por conta do orgulho.






Histórico:
 

Objetivo:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos Futuros:
 


Última edição por Raiden Fuji em Dom 29 Abr 2018, 16:55, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Pirata
Pirata
Achiles

Créditos : 38
Warn : Ascensão - Parte 1 - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : Loguetown - East Blue

Ascensão - Parte 1 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 3 EmptyDom 29 Abr 2018, 13:55



Ascensão
Parte 1


O tigre começava a procura pelo banheiro após ter suas primeiras ordens dado, como uma preparação queria tomar um banho e se vestir com seu novo terno e arma em mãos, ao se aproximar de um marinheiro e perguntar para onde o majestoso mink deveria se banhar, ele apontava com o dedo indicador para um corredor com as portas e banheiros. As roupas antigas eram jogadas no lixo e o grandalhão entrava debaixo do chuveiro que por algum motivo não ficava pequeno para o mesmo e parecia mais um chuveiro propriamente para gigantes. A água gelada caia sobre o seu corpo e combinando a temperatura do ambiente deixava ele cada vez pior, o sabonete era retirado de um saco que ficava dentro do box e passado sobre a pelugem, a dificuldade para tomar um banho tendo pelos era comum, mas nada que atrapalhasse. O seu resfriado parecia piorar devido ao banho gelado dando além de espirros casuais, uma dor de cabeça e uma leve fraqueza quando terminava de se vestir. O terno era gostoso por estar adaptado ao clima de forma boa devido ao calor que ele conseguia armazenar, estava do tamanho perfeito e não inibia nenhuma de suas ações, independente do quão elas fossem necessitar de seu corpo.

O grandalhão chegava ao portão faltando segundos para o início da missão e todos estavam lá. Sem perder tempo, Qiáng expressava o prazer de estarem com ele, a garota nada dizia, mas o nerd tentava aflar um s-sim, mas parecia que nada saia de sua boca, pois independente do que ele dizia, a sua aparência era bem incomum e mais assustadora que a usual. Tendo o mínimo de tempo para beber água em um bebedouro perto, Hu se satisfazia com a água gelada que saia do mesmo. Toda vez que espirrava, seu peito doía, uma dor incômoda e que vinha sempre acompanhada de uma fraqueza momentânea.

Magni dava início a missão e os marinheiros abriam os portões com o grupo saindo pela sua jornada em meio as ruas de Loguetown, o tigre adotava a postura correta diante da missão, estava sério e intimidador e era o que mais se destacava em meio ao grupo, pois não era nada comum um tigre humano de três metros caminhando pelas ruas lotadas da cidade. O caminho seguia tranquilamente e viravam a esquina, parecia andar para uma das áreas ricas da cidade, comum entre os agentes que serviam sempre os mais nobres, mas não parecia ser o caso de proteger algum entrando em uma casa com um belo gramado e aparência, dois andares e bem fechada, Magni parecia ser o único a ter a chave, mas assim que apertava a maçaneta, a porta estava arrombada. - Atenção. – A garota retirava a sua espada da bainha, Magni estava atento, mas não parecia se armar com a espada que carregava em suas costas e Yuri estava com uma pistola, sua mão tremia e parecia estar assustado.

A porta de entrada era difícil para o tigre passar devido ao seu tamanho, mas assim que entravam viam a grande casa que havia, uma grande escada levando para o segundo andar na esquerda, móveis requintados e uma bela sala de estar com uma lareira ao fundo, o lugar todo era bem iluminado com a luz natural. O segundo andar parecia conter quartos enquanto que ao fundo da sala podia se ver a abertura para a cozinha e uma mesa de jantar. A casa parecia estar bagunçada, haviam papéis espalhados e cadeiras derrubadas, no andar superior parecia estar pior com tapetes bagunçados e alguns arranhões na parede. Por sorte de Yuri, nenhum passo se ouvia. - Não baixem a guarda. Ellis, subiremos para o segundo andar e limparemos a área. Vocês dois fazem isso aqui embaixo, tigrão. Assim que terminarem de ver se há alguém, procurem por pistas do que pode ter acontecido. – Era uma missão investigativa ou apenas um teste? Não se sabia, mas o agente parecia buscar resultados, ambos começavam a subir as escadas e Yuri ficava encarando Qiáng. - V-vamos. – O atirador tomava a frente, os espirros de Hu tornava a furtividade totalmente inútil, a dor de cabeça latejava e seu corpo ainda estava meio fraco, por sorte, não ouviam nenhum barulho de alguém que possa ter ouvido.


Considerações:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden Fuji
Narrador
Narrador
Raiden Fuji

Créditos : 26
Warn : Ascensão - Parte 1 - Página 3 7010
Masculino Data de inscrição : 17/09/2017
Idade : 25
Localização : Las Camp - West Blue

Ascensão - Parte 1 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 3 EmptyDom 29 Abr 2018, 16:54

Ascensão - Parte 1
The Lost
Qiáng Hu

Dano: 4 Acerto: 5 Pontaria: 0
Esquiva: 3 Bloqueio: 11 Resistência: 1
Percepção: 2 Manipulação: 0


O local onde a missão viria a ocorrer era mais estranho do que parecia de início, por Garden vir a falar de uma construção, eu imaginava um local rodeado de muros de cimento, bastante altos, ou até mesmo um prédio com uma fachada imponente ou até mesmo abandonada, e não uma casa de dois andares. Mas como eu não poderia perder tempo com uma coisa tão banal, eu acabaria por esquecer esses detalhes, e me focar no que deveria fazer, sem chamar muita atenção, pois meu resfriado pareceu piorar, já que eu estava espirrando mais vezes, e sentia uma dor no peito, que durava pouco tempo, mas poderia me ser prejudicial na hora de um combate. Quando chegamos à porta, que Magni preparava-se para abrir com uma chave que somente ele tinha, vimos que a mesma estava arrombada, o Agente que seria nosso supervisor pareceu ficar mais atento com isso, sendo assim, eu fecharia um pouco mais o semblante, e retiraria a bainha da lâmina de minha naginata, e seguraria a mesma com ambas as mãos, sendo a esquerda na frente, pois a coisa parecia estar mais séria do que eu imaginava.

A porta se mostrou um desafio para mim, já que ela parecia ser projetada para humanos comuns, e não Minks de três metros, mas com esforço passei pela mesma sem quebrar a madeira da casa que ficava ao redor desta. Do lado de dentro, vimos uma sala de estar logo de cara, atrás dessa uma cozinha, uma escada que levava ao segundo andar, e neste haviam alguns quartos, tanto no primeiro quanto no segundo andar, as coisas se mostravam estar bem bagunçadas, mas no segundo haviam sinais de arranhões nas paredes. Em seguida, Magni disse que iria junto de Elli verificar o segundo andar, e que eu deveria fazer o mesmo no primeiro andar, junto de Yuri. Pouco depois de falar, os dois subiram as escadas e Yuri me encarou e disse para irmos.

Por estar espirrando várias vezes, e os espirros eram altos, eu sabia que a furtividade tinha sido jogada fora, por isso nos restava irmos atentos a tudo, e assim eu começaria uma caminha em direção à cozinha primeiramente, mas antes de partir, virar-me-ia para Yuri e diria para o mesmo. - Yuri, fique aqui de guarda, não deixe nada passar despercebido, nem que seja apenas um mosquito passando, Garden disse que você é um excelente estrategista, então vou deixar essas coisas por sua conta, vou lá na cozinha ver se tem alguém ou alguma coisa que chame atenção – Dito isso eu começaria a me mover na direção da cozinha, esta que ficava ao fundo da sala. Antes de avançar para dentro do novo cômodo, eu tentaria terminar de espirrar, para não ficar sem reação ao entrar na cozinha, já que eu não tinha certeza de que havia alguém dentro desta.

Caso houvesse porta, eu empurraria a mesma com calma, abrindo-a devagar, para não realizar barulhos desnecessários durante o processo, e assim que terminasse de abri-la, eu avançaria com calma, pondo um pé na frente do outro, e utilizaria de minha audição aguçada para me ater a qualquer som que indicasse uma movimentação, e durante isso, minha naginata estaria posta horizontalmente à minha frente, pronta para interceptar algum movimento surpresa que visasse me acertar, e mudaria a direção dessa conforme a necessidade, já que se houvesse um golpe horizontal, a forma com que minha arma estava disposta não seria nem um pouco eficaz para a defesa, e poria a mesma verticalmente se fosse assim. E caso viessem ataques diagonais, eu bloquearia o golpe pondo minha lança de forma contrária ao golpe que me era direcionado, e em seguida eu empurraria a arma que entrasse em contato com a minha para longe, e em seguida faria uma estocada visando acertar sua barriga um pouco abaixo das costelas do lado direito, e um pouco mais para o centro do corpo
Spoiler:
 
, mas se viesse um soco, eu saltaria para trás, e giraria minha arma e avançaria ao mesmo tempo, de forma que me fosse possível acertar suas costelas ou barriga com a ponta da hasta, que se localiza bem próxima ao meu corpo na forma normal de se segurar a arma. Se eu sentisse que poderia espirrar quando estivesse próximo de bloquear ou contra-atacar, eu saltaria para trás, realizando quantos me fossem necessários para deixar uma boa distância entre mim e meu adversário. Se conseguisse bloquear ou até mesmo acertar quem quer que estivesse me atacando, eu saltaria para trás procurando voltar à sala e ter espaço suficiente para lutar com o mesmo e dar brechas para Yuri acertá-lo, caso não estivesse lutando com alguém.

Caso não houvesse ninguém dentro da cozinha, eu olharia por todo o cômodo, procurando coisas que estivessem fora lugar, quebradas ou bagunçadas, caso eu encontrasse algo que me chamasse atenção, eu me aproximaria e olharia de perto, para ver se tinha algo que chamasse atenção para invasão do local. Depois que terminasse a procura pelos objetos, eu olharia com atenção nas paredes, no chão e no teto, em busca de uma falha que indicasse que havia um buraco ou até mesmo uma parede falsa ali. Se eu achasse, o local, que poderia ser um possível esconderijo, eu voltaria para a sala, e chamaria pelo nerd. - Ei Yuri, me ajuda aqui, parece que tem um esconderijo bem escondido por aqui. E eu quero desmascará-lo para ver se eu encontro esses malditos invasores. – E assim eu voltaria para a cozinha junto do meu colega de missão para começarmos a trabalhar no descobrimento do esconderijo dos invasores, e durante todo o processo, eu procuraria me ater a qualquer som proveniente de qualquer coisa, fossem passos, uma fungada de alguém resfriado ou até mesmo o som de uma respiração. Mas se eu não encontrasse nenhum indício de uma falha na estrutura, eu voltaria para a sala e realizaria o mesmo procedimento.

A todo momento, eu também estaria atento a qualquer chamado ou grito vindo por parte de Magni e Ellis, e caso um dos dois ou até mesmo ambos ocorressem, eu correria rapidamente na direção do grito, e no caminho chamaria Yuri para vir comigo. - Vamos Yuri, acho que aconteceu alguma coisa estranha lá em cima. – E ao chegar no segundo andar, eu verificaria cada quarto, procurando indícios da localização dos meus companheiros de missão. - O que houve? – Eu perguntaria/gritaria quando eu os achasse, com minha naginata em mãos, pronto para o combate. E caso não achasse nenhum dos dois, como no caso de um sequestro, eu entraria em cada um dos quartos, e começaria uma busca minuciosa por toda a extensão do cômodo, procurando até os mínimos detalhes, indícios de lutas, pedaços de roupas, marcas no chão ou nas paredes, e em último caso, manchas de sangue.





Histórico:
 

Objetivo:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos Futuros:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Pirata
Pirata
Achiles

Créditos : 38
Warn : Ascensão - Parte 1 - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : Loguetown - East Blue

Ascensão - Parte 1 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 3 EmptySeg 30 Abr 2018, 14:06



Ascensão
Parte 1


Yuri parecia continuar assustado com a situação por mais que fosse um estrategista, o medo o inibia de pensar adequadamente no que poderia fazer e as únicas coisas que conseguia esboçar era sua cabeça acenando para cima e para baixo em uma velocidade absurda e engolindo a sua saliva. Os passos eram como martelos no chão fazendo grande barulho e a madeira abaixo de seus pés gemendo sobre o peso exercido, o ambiente quieto e apenas os próprios passos eram ouvidos além dos de Ellis com Magni no andar superior. Tudo parecia quieto e o tigre terminava de espirrar passando pela entrada da cozinha que não havia porta, seus olhos atentos para todo o ambiente via que não havia uma bagunça ali, estava tudo arrumado e limpo, com os seus móveis e objetos no mais perfeito estado e beleza.

Sua audição captava os mínimos barulhos vindo de um armário dentro do cômodo, lentamente, passo a passo, o tigre se movimentava em direção com sua naginata na horizontal, o chão rangia e o armário se abria com a porta dupla, um estranho peixe humano verde saia de dentro com uma espada pequena, o seu pulo era preciso e tentava acertar o agente que agilmente escapava de sua investida conseguindo realizar uma estocada na costela esquerda do pequeno tritão após se defender. O objetivo do pequeno não era atacar o mink e sim fugir, com uma pasta em suas mãos ele passava pela entrada e dava de encontro com Yuri que também era surpreendido por um outro tritão extremamente parecido.

O garoto conseguia esquivar habilmente da espada do baixinho e acertar um tiro no mesmo, ambos os tritões saíam machucados sangrando passando por uma janela que dava em direção ao quintal. Ellis e Magni desciam correndo as escadas para saber o que estava acontecendo com o barulho que fizeram e conseguiam ver os pés da criatura quando saíram pela janela. - Qiáng, Yuri! Vocês estão bem?! – Gritava Magni perguntando de ambos. - E-estou b-bem! – Yuri parecia estar ofegante devido ao susto que tomara a segundos atrás. Magni impedia de Ellis de correr atrás das criaturas que fugiram, ele parecia já conhecê-las. - Devemos reportar ao Garden antes de prosseguirmos. Isso é pior do que qualquer invasão. – O agente parecia conter um certo medo sobre aquela situação, não era algo comum de se ver no homem mais experiente, mas se ele estava dizendo que deveriam esperar, talvez fosse melhor acreditar. - Vocês vão ate o Quartel reportar o ocorrido, diga que “Atalantas voltaram” e peça para chamarem meu irmão, ele saberá onde me encontrar, seguirei os rastros sozinho. – Ele retirava a sua espada da bainha vermelha e podia se ver grandes inscrições na lâmina prata de sua espada com um cabo preto e dourado. Ellis não parecia gostar de deixar o seu superior ir sozinho, mas acreditava nele chamando Yuri e Qiáng para seguirem até o Quartel enquanto que o superior ia atrás das gotas de sangue.

O clima parecia ter esquentado um pouco, Hu tinha um certo desequilíbrio ao se recompor tendo que se apoiar no balcão da cozinha para não cair, sua naginata escorria o sangue vermelho do tritão lentamente e a sua adrenalina estava alta. O mink desobedeceria as ordens de seu superior ou seguiria elas? O que o agente deveria fazer?!




Considerações:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden Fuji
Narrador
Narrador
Raiden Fuji

Créditos : 26
Warn : Ascensão - Parte 1 - Página 3 7010
Masculino Data de inscrição : 17/09/2017
Idade : 25
Localização : Las Camp - West Blue

Ascensão - Parte 1 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 3 EmptySeg 30 Abr 2018, 20:19

Ascensão - Parte 1
The Lost
Qiáng Hu

Dano: 4 Acerto: 5 Pontaria: 0
Esquiva: 3 Bloqueio: 11 Resistência: 1
Percepção: 2 Manipulação: 0


Meu coração batia forte com o fim da rápida luta que tive, meu adversário? Um ser que eu jamais havia visto antes, o mesmo era semelhante a mim, afinal também era um animal humanoide, um peixe no caso, mas o ser era totalmente estranho, não tinha palavras que me viessem ao tentar explicar as características do estranho peixe-humanoide. Felizmente a gripe que adquiri recentemente não veio a me atrapalhar no combate, mas ainda me preocupava, pois era natural isso acontecer, por conta de ser uma luta bastante curta, mas se fosse um combate mais longo, eu não sabia o quanto poderia ser prejudicado, por isso, procuraria tomar cuidado quanto às minhas ações futuras.

Com um ferimento em sua barriga, o estranho ser fugiu, com uma pasta em mãos, que não acabei por ver antes, mas o que mais estranhei foi ele não ter ficado e lutado, mesmo ferido, a não ser que aquela pasta contivesse documentos estranhos. Pouco depois escutei um tiro ser disparado por Yuri na sala, o que me levava a ver, que o mesmo ser humanoide havia passado por ali, ou então também fora surpreendido, por um outro ser semelhante ao que me atacara, atacando-o também. Logo depois Magni e Ellis desceram, e o nosso superior peguntou se estávamos bem, Yuri respondeu logo que estava bem, e eu o faria da mesma forma logo em seguida, mas claro, sem gaguejar.

Mas a coisa mais estranha da missão veio em seguida, pois Magni disse que deveríamos ir até Garden e dizer para o mesmo que os “Atalantas” voltaram, e que chamássemos o irmão dele, que também ajudara no alistamento no dia anterior, e enquanto isso, ele seguiria os rastros dos humanoides sozinho. Aquilo para mim pareceu muito estranho, a atitude tomada por meu superior era exatamente a mesma que eu tomaria se estivesse no lugar deles, eu não sabia o quão perigosos aquele seres eram, mas pelo que o mesmo havia dito, que isso era pior que uma invasão, eu sabia que era muito arriscado ele ir para lá sozinho. Assim que eu concluí meu pensamento, escutei Ellis me chamando para ir com ela e Yuri para o QG, reportar o que nos foi ordenado para Garden.

Com ceta dificuldade por conta de um desequilíbrio momentâneo, eu começaria a andar atrás dos dois agentes, eu iria devagar e com calma, o que nos foi ordenado era urgente, mas além de não estar em condições de sair correndo despreocupadamente, eu ainda tinha dúvidas do que fazer. - Isso não está certo, eu sei que essa é a mesma atitude que eu tomaria, mas não posso deixá-lo sozinho, pois isso vai contra o que eu acredito. Então está certo, eu vou ajudá-lo, mesmo que isso possa me prejudicar depois. – Pensaria durante a caminhada. E agora sabendo o que deveria fazer, eu sairia da casa, e procuraria um beco ou uma viela, e me dirigiria até este(a) um pouco mais rápido, para não correr o risco de ser pego indo em uma direção que não e levaria aonde eu deveria estar indo.

Dentro do beco/viela, eu procuraria uma parte onde pudesse ter uma visão da casa, de onde eu saí a pouco, e assim me manteria até que Magni saísse pela porta, provavelmente sairia com pressa, mas não me seria um problema caso não fosse dessa forma, e eu esperaria o mesmo caminhar por um tempo e sairia de onde eu estivesse e começaria a segui-lo, me apoiando em paredes ou muros caso fosse necessário, graças ao estranho desequilíbrio que eu havia tido anteriormente, e para que eu não fosse descoberto, deixaria que uma certa distância fosse posta entre nós, mas não que fosse tão grande a ponto de eu perdê-lo de vista, e caso eu viesse a tossir ou espirrar, eu procuraria segurar a vontade até que meu alvo se distanciasse mais alguns metros, para eu enfim espirrar/tossir. Eu manter-me-ia seguindo Magni até que o mesmo parasse em algum lugar, sendo assim, eu procuraria me aproximar de onde o mesmo estivesse, sempre me moveria com calma, pondo um pé de cada vez, evitando fazer sons desnecessário enquanto andava, e ainda assim, evitaria tirar meus olhos do agente, e quando estivesse perto deste, procuraria escutar, e talvez observar o que se passava, para que eu pudesse tomar um direcionamento do que fazer.

Se em algum momento eu fosse descoberto por meu experiente superior, eu daria um sorriso amarelo ao mesmo, para depois dizer. - Me desculpe Magni, mas eu não podia deixar você arriscar sua vida assim sem mais nem menos sem que eu fizesse nada para ajudar. – E se ele viesse a insistir para que eu me retirasse por tal ação representar um grande risco à minha vida, eu o responderia de forma convicta logo em seguida. - Eu não sei como foi sua vida, então não posso te julgar. Mas eu prefiro me sacrificar para manter as pessoas importantes para mim vivas, do que viver com o arrependimento de que poderia ter feito algo para ajudar, e não o fiz, causando a morte dessa pessoa. O remorso é uma coisa devastadora, eu não quero sentir isso nunca mais, por isso, eu vou te seguir queira você ou não. – E com isso esperaria que o mesmo permitisse que eu me mantivesse seguindo-o.

Se em algum momento, eu visse os pequenos humanoides atacando Magni, estivesse eu longe ou não, eu correria na direção deste para ajudá-lo. Independente da quantidade dos estranhos seres, eu os atacaria com estocadas, já que os mesmos aparentavam serem bastante rápidos e ágeis, não me dando tempo de realizar outros movimentos que necessitassem de um tempo maior de execução do movimento. Se em algum momento me fosse necessário defender-me, eu presaria o bloqueio, utilizaria mais a haste do que a lâmina da minha arma, e a poria horizontalmente se houvesse um golpe vertical, se fosse um golpe horizontal, eu a moveria para que ficasse bem firme numa posição vertical, e se houvesse um golpe diagonal, eu procuraria pôr minha naginata num posição oposta ao golpe desferido em minha direção. Se houvesse uma estocada, não me restaria opção fora a esquiva, já que esse era um golpe difícil de ser bloqueado, sendo assim eu faria um pequeno salto para o lado em que eu tivesse mais espaço para uma possível movimentação, e durante a realização do salto, se houvesse a necessidade por conta de um segundo golpe, eu poria minha arma de forma que me fosse possível a realização de um bloqueio.

E se houvesse espaço para que eu encaixasse um contra-ataque, eu o realizaria sempre da mesma forma, independente de eu ter realizado uma esquiva ou bloqueio, se o golpe foi vertical, horizontal, diagonal ou uma estocada, eu giraria minha arma, de forma que a lâmina se virasse para perto de meu oponente, tentando cortá-lo, não estava interessado em uma região específica, e continuando o movimento, tentaria acertara haste na altura das costelas da criatura. Se em algum momento aparecesse um outro ser que eu ainda não tivesse visto, e que não se assemelhava a um humano, eu faria as mesmas táticas utilizadas contra os humanoides peixes. Somente encerraria a investida assim que todos os adversários estivessem no chão, fosse por minhas mãos ou pelas de Magni, e se o mesmo ainda não houvesse descoberto minha presença, eu o responderia da mesma forma que faria caso ele tivesse me descoberto antes.





Histórico:
 

Objetivo:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos Futuros:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Pirata
Pirata
Achiles

Créditos : 38
Warn : Ascensão - Parte 1 - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : Loguetown - East Blue

Ascensão - Parte 1 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 3 EmptySeg 30 Abr 2018, 23:18



Ascensão
Parte 1


O tigre havia tomado seu susto anterior, não concordava que deveria seguir de volta para o QG com os seus companheiros e assim que começavam o seu trajeto de volta para a rua principal, se escondia atrás de um beco, os seus colegas corriam para reportar enquanto que o mink branco voltava para ir atrás de Magni. O espadachim não estava muito longe, ele estava correndo atrás de um rastro de sangue que se espalhava pelo chão formando uma trilha, as ruas eram desertas e os becos sujos e complicados de passar, mas não para os pequenos seres ágeis.

Dentro de um desses becos, Magni conseguia se pendurar em uma das escadas de um prédio vizinho para passar por cima de caixotes de madeira e Qiáng pensava em fazer o mesmo tentando a mesma proeza, mas seus braços fraquejavam devido a gripe e uma tosse involuntária não podia se contida, tudo isso combinado ao seu peso e tamanho acabava a quebrar a escada de metal enferrujada levando-a fazer muito barulho batendo a sua bunda e quebrando as caixas abaixo. - Quem está aí! – Gritava Magni olhando para trás e apontando a sua espada com a guarda alta na direção de Hu. - Eu não havia dito para ir direto à Garden? – O agente superior não parecia nada feliz com a atitude do mink de segui-lo, as explicações do tigre branco não eram suficiente para deixá-lo mais confortável com a atitude. - A primeira regra de todo o agente é ser obediente e seguir as ordens de seu superior, não importa o motivo por qual desvie do mesmo, você deve sempre obedecer ao seu superior mesmo que isso não agrade, não foi lhe ensinado isso no recrutamento?! – Era a primeira vez que Qiáng via o seu superior bravo daquela maneira, ele estava vermelho e intimidador, seus olhos pareciam pegar fogo e sua espada reluzia com o reflexo do sol.

- Agora está longe para voltar e estamos perto de onde esses tritões se escondem, venha e tome cuidado. – Por fim, ele aceitava a presença do mink após uma terrível bronca e finalmente parecia se acalmar. Os olhos voltava a ser fixos no rastro de sangue que os pequenos monstrinhos haviam deixado, era notável que haviam acertado um ponto que sangrava bastante em ambos e seguiam diretamente passo a passo atrás dos rastros. A caminhada começava a se estender para as pedras no extremo da ilha e dentro de um caminho das mesmas, uma gruta. O teto pingava água e o clima parecia ser úmido e quente, um pequeno rio passava diretamente para o mar em seus pés e o sangue parecia ter desaparecido.

A escuridão era notável, mas era possível ouvir vozes vindo de dentro, ao dar mais alguns passos começavam a aparecer caixas e uma iluminação melhor, mais adentro eles conseguiam ver os dois pequenos começando a se reportar para alguém. Suas vozes ecoavam pelo local e devido ao alto barulho tornava difícil a distinção das palavras para os ouvidos apurados do tigre dando algumas falhas no que poderia entender. - Conseguimos escapar de alguns agentes… Eles nos deixaram um pouco feridos e não sei se podem estar atrás de nós. – A voz era fina e parecia vir dos pequenos, mas uma voz totalmente diferente era ouvida, grossa e pesada. - Vocês realizaram um ótimo trabalho. Logo estaremos em “*****” prontos para “******” – As falhas eram notáveis no entendimento, mas Magni não parecia ter esse problema. Qiáng havia segurado bastante de seus espirros e tosses, mas o inevitável acontecia, um enorme espirro vindo do tigre que assustava todos, inclusive o agente ao seu lado que olhava com uma terrível cara de assustado. - Corre! – Gritava Magni começando a puxar o tigre pelo braço, ambos corriam, mas os seres pareciam vir atrás pela água, aproximando rapidamente e colocando-se na frente de ambos. Tochas iluminavam o que podiam se visto e os tritões a sua frente estavam com a espada. O mais perto de Qiáng era o que estava a direita, três metros de distância aproximadamente com a sua costela ferida, enquanto que o outro estava acertado na panturrilha por Yuri. Ele estavam com um sorriso em seu rosto. - Vocês não sairão vivos daqui! – Gritava o mais à direita. O chefe deles não parecia estar se aproximando, pois nenhum passo era ouvido atrás e Magni havia percebido isso. O chão era escorregadio, algumas pedras estavam soltas e o rio a esquerda parecia ser um problema devido a agilidade e velocidade que os pequenos conseguiam atingir.




Considerações:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden Fuji
Narrador
Narrador
Raiden Fuji

Créditos : 26
Warn : Ascensão - Parte 1 - Página 3 7010
Masculino Data de inscrição : 17/09/2017
Idade : 25
Localização : Las Camp - West Blue

Ascensão - Parte 1 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 3 EmptyTer 01 Maio 2018, 15:29

Ascensão - Parte 1
The Lost
Qiáng Hu

Dano: 4 Acerto: 5 Pontaria: 0
Esquiva: 3 Bloqueio: 11 Resistência: 1
Percepção: 2 Manipulação: 0


Durante minha perseguição, acabei por sofrer um acidente devido à estranha fraqueza que a gripe me acometera, e com isso fui descoberto por Magni, que reclamou bastante comigo por ignorar suas ordens, apesar dos meus motivos para o fazê-lo. Mas pelo fato de estar muito longe do QG para simplesmente voltar e não fazer nada, o mesmo optou por me levar junto na continuação da missão, onde continuamos seguindo o rastro de sangue que os dois seres, que descobri ser de uma raça chamada de tritões, e tudo seguia bem, conseguimos encontrar o local onde os humanoides peixes se escondiam, os dois feridos pareciam fazer uma espécie de relat´roio, mas acabei estragando tudo por conta de um espirro mais forte que o normal, já que eu havia o segurado por bastante tempo, o que fez com que fossemos descobertos. Tentamos fugir, mas dois tritões, o que eu ferira na costela e o que Yuri ferira na panturrilha, impediram nossa passagem, dizendo que não sairíamos vivos do lugar.

A situação acabou por me deixar bastante nervoso, e pensativo também, já que Magni era bastante forte, me parecia estranho o mesmo estar assustado perante as pequenas criaturas, mas não deixaria de tomar cuidado com as ações das mesmas, afinal se eu as subestimasse, as coisas poderiam acabar de uma maneira bastante desagradável para mim. Em seguida, acabei por ver deveria tomar cuidado com outra coisa, que era o chão de onde estávamos, o mesmo parecia ser escorregadio, mas isso não parecia atrapalhar os pequenos tritões, então teria de tomar cuidado em dobro, e assim deixaria que o que estava para lutar comigo fizesse a inciativa.

Me manteria parado inicialmente, com minha perna direita atrás e a direita na frente, e as mãos seguiriam da mesma forma, segurando a naginata de forma firme, e assim conseguiria me manter pronto para revidar os ataques que seriam lançados a mim. Por conta da diferença de tamanho, dificilmente eu conseguiria utilizar de meu bloqueio, que era melhor que minha esquiva, tendo como única opção ter de me esquivar. Sabendo quais seriam minhas opções, eu me prepararia para realizá-las, e assim, quando viesse os golpes eu poderia ter uma reação melhor do que se fosse pensar nas alternativas somente no momento. Se viesse um golpe vertical por parte do pequeno tritão, eu daria dois passos para a esquerda, caso o mesmo não viesse a saltar para me acertar, e caso ele viesse a realizar, eu usaria minha perna esquerda de apoio e giraria para a esquerda, deixando com que a pequena criatura passasse direto por mim. Em ambos os casos, eu procuraria me mover para que, apesar da esquiva, eu me mantivesse próximo do meu adversário, e assim eu realizaria um golpe horizontal da esquerda para a direita, mas faria um arco de meio círculo, para que assim eu possa acertar a criatura, que tinha uma estatura bem menor do que a minha.

Se o tritão realizasse um golpe horizontal em vez de um vertical, eu utilizaria o pé direito como apoio, e daria um passo para trás, e junto disso, apoiaria a haste da minha arma no chão para fazer um bloqueio contra a espada do meu adversário, eu acreditava que por conta de sua agilidade e velocidade, não deveria ter muita força, e por conta disso, eu empurraria a naginata na direção contrária a que o golpe viesse, para abrir a guarda do pequeno monstrinho, e assim eu faria um golpe vertical, de cima para baixo, aproveitando o posicionamento da minha arma. E se fosse um golpe diagonal, eu daria utilizaria a perna direita como apoio, daria quantos passos fossem necessários para escapar do raio de alcance da lâmina que visava me ferir, o que provavelmente seria um passo ou poucos a mais, por conta da estrutura do tritão ao comparar com a minha. E se fosse uma estocada, eu mudaria a posição da naginata, para a lâmina desta apontar para baixo, utilizaria essa parte para bloquear a lâmina de meu adversário, e se eu tivesse sucesso com a realização do ato, eu me afastaria da criatura, para ter espaço na hora de realizar uma estratégia de ataque.

Estando longe, era minha vez de atacar, mas como o chão ainda parecia estar escorregadio, eu achei que era melhor não correr, e por isso, eu caminharia com o semblante fechado, focado apenas na movimentação do tritão, e quando eu estivesse em um ponto onde podia atacar, eu logo o faria, mas primeiramente, tentaria pôr as garras de meus pés para fora, e tentaria com elas, furar o solo, deixando minha base mais firme, já que não poedria confiar completamente na firmeza de meus pés, e logo em seguida começaria, primeiro eu faria um golpe vertical de cima para baixo, em seguida uma estocada, e após essa, usaria o pé da frente, o direito no caso, e giraria meu corpo para a direita movendo meu corpo, e pondo o pé esquerdo na frente após o giro, eu aproveitaria a movimentação, e faria um golpe horizontal da direita para a esquerda, e finalizaria com um golpe diagonal de cima para baixo e da esquerda para a direita. Com o fim da minha investida, eu caminharia para trás, procurando pôr um espaço entre mim e a criatura que tentava me matar, para tentar utilizar a mesma estratégia depois, defendendo e contra-atacando, e em seguida realizando uma investida.





Histórico:
 

Objetivo:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos Futuros:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Ascensão - Parte 1 - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Ascensão - Parte 1
Voltar ao Topo 
Página 3 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Conomi Island-
Ir para: