One Piece RPG
Ascensão - Parte 1 - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Desventura 3.5: O treino para Grand Line
Ascensão - Parte 1 - Página 2 Emptypor Bijin Hoje à(s) 16:27

» Asger
Ascensão - Parte 1 - Página 2 Emptypor Achiles Hoje à(s) 16:14

» Cap. 1 - Abrindo caminho
Ascensão - Parte 1 - Página 2 Emptypor Bijin Hoje à(s) 15:59

» Sons of Vermillion's Blood: Gênesis
Ascensão - Parte 1 - Página 2 Emptypor Coldraz Hoje à(s) 15:49

» [Mini- Alvin] O garoto e a serpente
Ascensão - Parte 1 - Página 2 Emptypor TheJoker Hoje à(s) 15:48

» O Ronco do Bárbaro
Ascensão - Parte 1 - Página 2 Emptypor West Hoje à(s) 15:41

» Unbreakable
Ascensão - Parte 1 - Página 2 Emptypor Ainz Hoje à(s) 15:32

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
Ascensão - Parte 1 - Página 2 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 14:42

» O Legado Bitencourt Act I
Ascensão - Parte 1 - Página 2 Emptypor SraVanuza Hoje à(s) 14:08

» Evento Natalino - Amigo Secreto
Ascensão - Parte 1 - Página 2 Emptypor Shroud Hoje à(s) 14:01

» Procura-se piratas no East Blue
Ascensão - Parte 1 - Página 2 Emptypor Ainz Hoje à(s) 13:58

» Miyuki Morningstar
Ascensão - Parte 1 - Página 2 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 12:58

» Rumo aos novos mares ! Grandline me espera
Ascensão - Parte 1 - Página 2 Emptypor Faktor Hoje à(s) 11:13

» Construindo o Começo
Ascensão - Parte 1 - Página 2 Emptypor Ainz Hoje à(s) 09:24

» [FP] Kozuki Orochi
Ascensão - Parte 1 - Página 2 Emptypor Akagami Hoje à(s) 09:24

» [Mini - Polyn] Sorriso afetado.
Ascensão - Parte 1 - Página 2 Emptypor Layla Morningstar Hoje à(s) 03:00

» mini-aventura
Ascensão - Parte 1 - Página 2 Emptypor Layla Morningstar Hoje à(s) 02:01

» Bastardos Inglórios
Ascensão - Parte 1 - Página 2 Emptypor Kenway Hoje à(s) 01:06

» Nox I - Loucura
Ascensão - Parte 1 - Página 2 Emptypor Catuios Ontem à(s) 23:31

» Teleton Chronicles I: Retaliação
Ascensão - Parte 1 - Página 2 Emptypor Sakaki Ontem à(s) 21:34



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Ascensão - Parte 1

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
AutorMensagem
Raiden Fuji
Narrador
Narrador


Data de inscrição : 17/09/2017

Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty21st Abril 2018, 02:47

Ascensão - Parte 1
The Lost
Qiáng Hu

Dano: 4 Acerto: 5 Pontaria: 0
Esquiva: 3 Bloqueio: 11 Resistência: 1
Percepção: 2 Manipulação: 0


Estava feliz por ter sido útil ao capitão Jones, afinal fora ele que me pôs dentro desta embarcação, que neste momento chegava ao porto de uma ilha chamada Loguetown, pelo que ouvira um do marujos dizer quando a avistamos pela primeira vez. Assim que aportamos, a primeira coisa que chamou minha atenção fora o tamanho da ilha, era bem maior do que as ilhas que costumava visitar na embarcação de meu pai, e em seguida, pude escutar alguns indícios de uma aglomeração a uma distância relativamente curta, onde os principais elementos eram um gigantesco barco com detalhes bastante exagerados em vermelho e dourado, uma mulher e seu filho, ainda de colo, vestidos de forma extravagante, dois guarda-costas e alguns homens. Ao meu lado, Jones me explicou que os guarda-costas eram agentes do chamado Governo Mundial, os mesmos eram bem perigosos e muito bem treinados e que não era bom mexer com eles.

Logo após a explicação do velho capitão, os homens que barravam o caminho dos recém-chegados, atacaram visando a mulher sua criança, mas não foram felizes em sua tentativa, afinal os agentes ali presentes derrotaram os homens em um piscar de olhos, deixando o trabalho de recolher os mortos e feridos para os marinheiros presentes no local. Fiquei maravilhado com o que acabara de ver, apesar de não ter certeza do motivo que fizeram os homens protegerem a mulher e sua cria, já tinha um voto de confiança meu, além de que se eu fosse tão forte quanto aqueles homens, eu poderia proteger as pessoas que me eram queridas, no futuro, já que atualmente não tinha ninguém que se encaixasse em pessoas queridas para mim. Esquecendo esse curto período de admirador, acabei escutando o velhote ao meu lado comentando novamente sobre os agentes do Governo Mundial, mas dessa vez parecia haver um forte temor dos mesmos, como se estivesse disfarçando o que falava, mas como isso não era da minha conta, deixaria de lado para segui-lo, afinal o mesmo me chamara para terminar o trabalho, que era desamarrar as caixas e vigiar por um tempo, para evitar que a carga fosse roubada.

Com o pronunciamento do capitão, eu me moveria até o local onde as caixas estariam armazenadas, primeiramente olharia o estado das mesmas, se estavam inteiras, quebradas ou com pequenas fissuras, se houvesse alguma caixa com a aparência mais danificada, trabalharia nessa primeiramente. Em primeiro lugar, eu teria de desamarrar as cordas e laços que foram feitos na hora de deixar as caixas presas, e assim eu me agacharia perto das caixas e cordas, amaldiçoando a provável leve dor que estaria presente em minhas costas, ainda dolorida do trabalho feito anteriormente. Com as mãos ágeis e fortes, eu trabalharia rapidamente, procurando desamarrar as cordas o mais rápido possível, afinal não tinha a intenção de demorar mais do que o necessário na realização de tal tarefa, puxaria a corda com força quando fosse necessário e dando o apoio para a fixação dos nós e laços feitos anteriormente. Com a caixa já solta, eu a pegaria com ambas as mãos e a poria sobre o ombro esquerdo, fazendo uma bizarra careta ao realizar a ação, afinal depois de tantas atividades sem um descanso, meus músculos já estariam bastante tensos e doloridos por conta da fadiga mal recuperada que acometera meus músculos anteriormente. Depois de pegar a primeira caixa, chegaria junto aos outros marujos e faria uma proposta para todos eles.

- Ei galera, eu to querendo fazer algo como um rodízio aqui, o capitão Jones disse para ficarmos de guarda e não deixar que as caixas fossem roubadas. Então podíamos deixar um tomando conta enquanto os outros pegavam as caixas, e quando todos pegassem as caixas da rodada, trocaria quem ficaria de guarda, até terminarmos com as caixas. – Eu terminaria com um sorriso radiante em direção aos marujos, tanto que não consegui segurar um comentário aparentemente desnecessário ao final. - Eu sei que sou incrível, não precisam me idolatrar, fiquem calmos. – Diria com um sorriso debochado antes de perguntar se era isso que faríamos.

Se minha proposta fosse aceita, deixaria que um dos homens ficasse de guarda enquanto eu voltaria a trabalhar com as caixas da mesma forma que havia feito anteriormente, e quando chegasse minha vez de ficar de guarda, me manteria atento, olhando em volta, sempre de costas para as caixas, mas ocasionalmente olharia para trás, de forma a evitar que um ladrão viesse por trás e pegasse alguma das caixas sem que eu pudesse perceber, e assim me manteria no trabalho até terminarmos de retirar as caixas de dentro da escuna. Caso não aceitasse minha proposta, eu ficaria calado na minha, e continuaria meu trabalho, desamarrando as caixas e as retirando do navio, uma de cada vez até que as caixas terminassem. Terminando a tarefa, de um jeito ou de outro, me encaminharia até onde o capitão Jones se encontrava, e quando encontrasse o mesmo, rapidamente me reportaria ao mesmo. - Capitão, terminamos de retirar as caixas do navio, como combinamos estou ficando por aqui. – Diria de forma que meu sentimento de melancolia pudesse ser notado pelo velhote a minha frente. - Antes de eu sair daqui, você sabe onde fica o QG dessa ilha, me interessei por aqueles agentes do Governo Mundial, queria saber mais sobre eles. – Pediria ao mesmo, com os olhos brilhando, coisa comum quando se adquire uma admiração recente por algo ou alguém.

Se o capitão não soubesse o caminho, eu lhe agradeceria com um “Obrigado” e sairia procurando outra pessoa com quem eu pudesse perguntar para ter tal informação. Primeiramente, eu procuraria por uma mulher bonita de preferência para quem perguntar, mas se tivesse de ser uma feia, ou até mesmo um homem, não deixaria de fazer o questionamento, mas seria claramente mais emburrado. Tendo encontrado alguém disposto a falar comigo, eu rapidamente me poria a falar. - Ei, como vai? Fique tranquilo(a), eu só quero saber se você pode me indicar o caminho até o QG, não precisa ficar assustado nem surpreso com minha incrível aparência, certo? – E se não desse certo, procuraria mais algumas pessoas para tentar o mesmo método de pergunta, mas se nem assim conseguisse algum resultado, eu apelaria para um dos marinheiros, e lhe faria novamente minha pergunta.

Quando finalmente obtivesse o caminho até chegar ao QG, o faria com relativa pressa, afinal estava bastante entusiasmado com a possibilidade de me tornar tão forte quanto os agentes que vi mais cedo, então poque não me preocuparia com possíveis empurrões e esbarradas em meio a provável multidão que estaria nas ruas da cidade. Quando chegasse ao meu destino, olharia atentamente para o portão de entrada do QG, procuraria ver se havia algum marinheiro ou agente do lado de fora, fazendo algum tipo de patrulha ou somente a proteção do lugar. - Olá, eu gostaria de saber como eu faço para me alistar para o Governo Mundial. – Perguntaria, quebrando o silêncio de uma só vez. Caso não encontrasse ninguém à frente, tentaria abrir o portão de entrada e observar o interior do local, andando calmamente até encontrar alguém ou que eu seja encontrado, onde eu me desculparia por invadir o QG sem autorização, e repetiria minha pergunta, querendo saber sobre meu alistamento.





Histórico:
 

Objetivo:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Pirata
Pirata
Achiles

Créditos : 38
Warn : Ascensão - Parte 1 - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : Loguetown - East Blue

Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty22nd Abril 2018, 11:53



Ascensão
Parte 1


Certas emoções eram despertadas no tigrão após ver aquela cena, tal qual havia tirado a atenção de todos ao redor até que o Capitão voltava a ditar suas ordens. Sem esperar, Qiáng começava a se mover em direção as caixas, seu momento de análise era breve e não haviam caixas danificadas em meio a viagem, a perícia de amarrar aquelas cordas e deixá-las bem juntas havia trazido um grande sucesso ao mesmo, mas ao tentar desamarrar via um problema já que estavam bem apertadas e não poderia usar de suas garras para cortá-la, tendo que desembaraçar cada nó realizado sentindo aquela dor em suas costas que o incomodava ao se agachar.

Tendo colocado a sua primeira caixa em seu ombro, olhava para os outros marujos que estavam perto e dizia a sua observação preocupando-se com a segurança das mercadorias e lançava o seu jeito convencido de ser em seguida, ato não muito apreciado pelos homens, mas eles pareciam concordar. - É uma ótima ideia, comece você colocando a caixa e ficando de vigia e assim vamos revezando. – O trabalho tinha seu início com o branco indo para baixo e deixando a caixa enquanto um dos homens fazia a vigia e assim ia seguindo tranquilamente por tudo. Em algum momento, parecia que algum ladrão tinha tentado agarrar uma caixa enquanto Hu estava no convés, mas o capitão dissera que a sua tentativa fora frustrada quando um marinheiro estava de prontidão para evitar a ação.

A sua dor nas costas continuava firme quando terminara o serviço e ele se reportava à Jones que aceitava suas palavras balançando a cabeça e ouvindo a sua pergunta. - Ele fica seguindo a rua principal e passando depois da praça, lá no alto!- – Era possível ver o QG do alto da embarcação de onde o Capitão apontava com seu dedo indicador dando as informações necessárias para seguir em direção. - Sairemos amanhã, se você quiser mais uma viagem, dessa vez eu pago. – Concluía o homem com um sorriso no rosto satisfeito com o trabalho exercido pelo Mink.

O clima da ilha parecia parecido com o de Conomi, neve para todo o lado, vários casacos de pele e agasalhos e o tigre também sentia aquele frio mesmo tendo uma pelugem densa. Seguindo pelas ruas, observava as mais belas moças em suas roupas de frio e vastas lojas das quais nunca havia visto antes, o banco mundial, uma estação com um enorme balão conhecido como Estação Apple e tudo mais. Seu caminho era tranquilo em meio a cidade que parecia despertar ainda, com várias crianças brincando em meio a rua de guerra de neve, era uma situação bem gostosa de se ver.

Chegando ao Quartel General, um dos marinheiros o olhava de cima a baixo, ao ver que se encontrava desarmado, permitia sua entrada na recepção após ter declarado a sua intenção de se alistar ao governo mundial. - Siga até a moça na direção e ela lhe direcionará. – Com a mulher em sua vista, realizava a sua declaração novamente e ela pegava uma prancheta com papel e caneta. - Bom dia! Escreva suas informações e siga para aquela sala, chegou bem no horário da inscrição, mais um minuto e teria que voltar até o próximo alistamento da semana. – A garota era loira de olhos claros com um sorriso lindo em seu rosto, suas vestes eram da marinha das quais mostravam belas curvas e silhueta. Tendo o papel em sua mão, conseguia ver as paredes brancas com detalhes em azuis e símbolo da marinha estampados e alguns quadros mostrando grandes homens, sargentos, capitães e um dos almirantes. O balcão da recepção era feito de madeira bem polida marrom e não continha um resquício de pó.

Citação :
Nome:_____________
Idade:_____________
Por que deseja se alistar à marinha/governo?:_________________________________
______________________________________________________________________
__________________

Assinatura do candidato:_________________________________

*Deve se escrever na linha e com letra legível*

A garota o ficava observando esperando que ela escreve, haviam outras pessoas ali perto também escrevendo na prancheta e deixando sobre a mesa dela. Um Velho chegava por um dos corredores: - Quem está para o alistamento, deve me seguir! – O senhorzinho parecia ser bem rabugento e sua voz áspera era de tom rude e rigoroso.

O caminho para qual seguiriam levaria a um grande salão, dentro do salão havia dos mais variados tipos de lugares para exercícios físicos. Uma quadra para basquete misturado a um campo de futebol com algumas redes e cestas, pista de corrida, vários utensílios para malhação dos quais contavam com pesos bem variados e mais ao fundo havia um tatame com diversas armas de madeira, lanças, espadas, entre outros. As paredes eram pintadas das mesmas formas que os corredores com os símbolos espalhados, o teto havia mais do que vinte metros e haviam grandes janelas para ventilação bem no alto com iluminações de lâmpadas brancas deixando tudo bem iluminado. O velho diria dando início ao seu discurso, seu tamanho não era favorável para que todos o observassem, mas ele mesmo assim gritava e todos ficariam em silêncio. - O governo mundial não é brincadeira! Requer coragem e a mais diversa gama de habilidades! Não achem que será moleza fazer parte do treinamento! O primeiro de tudo é saber obedecer o seu superior! Estão vendo aqueles esfregões e baldes de água? Usem-os para deixar esse salão mais limpo do que a sua própria cara! – Ele apontava para a esquerda, não eram todos que viam, mas os que viravam a cabeça antes davam a entender para olhar naquela direção. - Comecem! – Ele estendia o “E” até o fim de sua voz chegando a ficar fina e os recrutas começavam a correr para pegar os melhores esfregões e baldes.


Considerações:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden Fuji
Narrador
Narrador
Raiden Fuji

Créditos : 26
Warn : Ascensão - Parte 1 - Página 2 7010
Masculino Data de inscrição : 17/09/2017
Idade : 25
Localização : Las Camp - West Blue

Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty22nd Abril 2018, 14:39

Ascensão - Parte 1
The Lost
Qiáng Hu

Dano: 4 Acerto: 5 Pontaria: 0
Esquiva: 3 Bloqueio: 11 Resistência: 1
Percepção: 2 Manipulação: 0


Sabia que tinha tido sorte nesse dia, o Capitão Jones conseguira informá-lo o caminho que seguira para chegar ao QG da Marinha, o soldado que estava no portão rapidamente me liberara para falar com a linda secretária que tratava do recrutamento de novos marinheiros e agentes, que me disse que se chegasse mais tarde não poderia realizar o recrutamento. Eu sorriria inconscientemente com o que a secretária me disse enquanto pegava o papel que ela me deu para assiná-lo com o que era necessário, e finalmente parando para observar alguma coisa, pude ver que o local era bem organizado, com uma bela pintura, bem limpo e tinha alguns quadros pendurados na parede, mostrando alguns marinheiros bem-sucedidos, mas como o tempo parecia ser curto, logo apoiei o papel da inscrição e começaria a preenchê-lo.


Citação :
Nome: Qiáng Hu
Idade: 29 anos
Por que deseja se alistar à marinha/governo?: Vi alguns agentes que me pareceram bastante fortes, e me interessei por isso, quero ser forte o suficiente para proteger a todos e não ter de perder mais ninguém que me seja querido.

Assinatura do candidato: Qiáng Hu

*Deve se escrever na linha e com letra legível*


Na hora de entregar o papel para a secretária, não evitaria em fazer uma brincadeira com a mesma, antes de começar de vez o alistamento. - Aqui está minha ficha senhorita. Gostei de você, é bonita que nem eu, por que não fazemos algo mais tarde, hã? – Diria para a mesma, não esperando uma resposta séria, era apenas algo para distrair a tensão do local. Pouco depois, um velho de baixa estatura chegava e dizia para quem se alistaria ir com ele, não me preocuparia com os outros, apenas seguiria o mesmo de cabeça erguida, sem deixar sua aura de rigorosidade me intimidar. Enquanto caminhava seguindo o velhote emburrado, pude ver que o salão onde acabamos entrando era realmente gigantesco, sua altura caberia até mesmo um gigante, a iluminação era perfeita, as paredes tinham o mesmo tom do que o corredor e a sala onde peguei a ficha do alistamento antes, mas sem os quadros. Em algum ponto, o velhote parou de andar e começou um falatório que para mim, parecia bastante entediante, então só me manteria escutando o que o mesmo dizia até ele nos liberar para a realização do primeiro teste, que era a limpeza do próprio salão onde eu estava.

Quando o velho, que se mostrara ser o aplicador do teste, dissera que o teste deveria ser iniciado, eu viria a ficar surpreso, afinal não imaginava que o teste inicial para me recrutar para ser um agente do Governo Mundial fosse tão simples quanto limpar pisos, então eu acabaria por ficar indignado com tal situação, mas eu tinha a necessidade de entrar para a organização mundial, então manteria meus sentimentos para mim, e enfim me moveria para começar o teste. Nesse curto momento em que ficaria plantado no mesmo lugar, seria possível para mim ver diversos candidatos passando por mim, por sorte só seriam alguns, ainda sobrando alguns dos melhores materiais para mim, mas caso a sorte não estivesse ao meu lado, e eu viesse a pegar um equipamento de baixa qualidade, não me importaria nem um pouco e virar-me-ia para toda a extensão do salão e procuraria um local onde estivesse mais vazio para realizar a limpeza, pois não estava a fim de ter outros candidatos próximos, pois as chances de me atrapalharem seria grande.

Já na área escolhida por mim para a realização do teste, eu pegaria o balde com água e o poria em um local um pouco mais afastado, olharia em volta procurando o melhor local para onde designar a sujeira, de modo a não atrapalhar outros candidatos caso não houvesse uma pá para recolher o pó que provavelmente estaria acumulado no piso de madeira, e com a vassoura que estivesse disponível para meu uso, começaria a varrer a área que me era destinada, os movimentos seriam leves para não causar arranhões ao piso, mas procuraria passar todas as cerdas da vassoura, evitando que ficasse algum resquício de sujeira onde a vassoura já havia passado, e repetiria o ato até terminar de limpar a área designada ao meu teste. Quando terminasse a limpeza, eu olharia por toda a área, procurando algum local onde ainda houvesse uma concentração alta de sujeira, se houvesse algum, eu pegaria novamente a vassoura e repetiria o ato de vassourar a sujeira para fora da minha área de limpeza até que o excesso de sujeira fosse retirado.

Depois de retirar o excesso de sujeira, teria de utilizar algum produto junto de água para limpar e deixar o piso brilhante, por sorte a muito tempo atrás eu tive de realizar uma tarefa semelhante a essa, e sabia o produto ideal para a realização do passo seguinte, e assim procuraria algum local onde poderia encontrar tais produtos, estes sendo um desinfetante específico para o piso de madeira, mas um desinfetante multiuso poderia ser um bom substituto para o específico, e também uma cera, também específica para o piso de madeira, essa que não tinha substituto, ou seja, caso não encontrasse estaria impossibilitado de passar a cera no chão, fato que deixaria o piso brilhoso e com um certo perfume. Depois de pegar o(s) produto(s), eu voltaria para minha área para terminar minha parte do teste. Misturaria o desinfetante com a água, o misturaria com a mão mesmo e em seguida, mergulharia um pano, o retiraria em seguida e o espremeria dentro do próprio balde, para tirar o excesso de líquido do pano, após o processo, posicionaria o pano por cima das cerdas da vassoura em ambos os lados, e passaria o pano no chão, limpando uma área pequena, e em seguida retiraria o pano da vassoura e tornaria a molhá-lo, repetindo todo o processo em seguida, até finalizar toda a área determinada para minha limpeza.

Depois de ter passado o pano, pegaria um pano seco, poria um pouco da cera, caso a tivesse, e esfregaria toda a área do chão, com o intuito de limpar o excesso de água e deixando o chão brilhoso, pararia ocasionalmente para tornar a pôr a cera no pano, somente em caso de tê-la, se tivesse de pô-la, o faria em poucas quantidades. Depois de secar/encerar, eu esperaria que minha área terminasse de secar, para enfim me direcionar ao velhote instrutor, coisa que o faria com o semblante sério, e com bastante calma. Se em qualquer momento do teste, alguém viesse a tentar me prejudicar, eu viria a utilizar de minha intimidação para mostrar que não seria fácil assim. - Perdeu alguma coisa aqui? – Diria para o dito cujo, para tal, deixaria meu semblante o mais fechado possível e tentaria me aproveitar de minha altura para inclinar-me para cima do(s) mesmo(s).





Histórico:
 

Objetivo:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos Futuros:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Pirata
Pirata
Achiles

Créditos : 38
Warn : Ascensão - Parte 1 - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : Loguetown - East Blue

Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty23rd Abril 2018, 09:36



Ascensão
Parte 1


A garota apenas levantava a sua mão esquerda mostrando a aliança em que seu dedo empunhava negando qualquer convite do tigre. Dentro da sala, os recrutas começavam a limpar desordenadamente enquanto que Qiáng era mais esperto e se afastava de todos, com seu esfregão e balde em punhos, sua inteligência mostrava-se boa quando o assunto era limpar e começava com os seus movimentos, sempre inteligente e ágil, tratava-se do solo como estava a cuidar de si mesmo.

A sua calma e tranquilidade era atrapalhada por um dos recrutas que se atrapalhava em meio a sujeira e caia perto do mesmo atrapalhando um pouco da limpeza de Hu que rapidamente usava sua alta estatura, aparência diferente e intimidação para botar um juízo na cabeça daquele homem e fazê-lo se afastar rapidamente. O trabalho continuava até o momento em que havia de encerar o chão.

Ao olhar ao seu redor, conseguia ver que os recrutas pareciam estar se atrapalhando em suas tarefas e que o velho batia com uma régua em suas cabeças tentando ensiná-los a como limpar um chão direito, ele parecia estar se preocupando demais com uma simples tarefa, mas para o senhor, havia outro significado.

Para a sorte do tigrão, o rabugento via que ele estava fazendo um bom trabalho e não o via cobrar, Qiáng estava seguindo as ordens tranquilamente e terminava de encerar a sua parte do chão, o avaliador subia uma escada para observar a todos e dali gritava. - Atenção! – Mais uma vez seu grito era estridente e puxando a última pronúncia até sua voz afinar, todos olhavam para ele parando o que estavam fazendo. - Essa etapa terminou! Guardem os esfregões e baldes onde acharam e a cera também! – Todos faziam exatamente o que era pedido indo levar onde encontraram e deixando por lá. Alguns dos recrutas chegavam a cair no chão escorregando pelo mesmo e deixado uma marca no mesmo e o rabugento balançava a cabeça, descendo rapidamente a escada e dando uma reguada em sua nuca falando para o mesmo prestar atenção.

Quando todos faziam uma linha em sua frente com Hu mais atrás, ele começava o seu próximo discurso. - Vocês são muito desleixados, como pretendem se tornar um agente agindo dessa maneira?! Não sabem que é preciso inteligência no Governo?! Força nem sempre o levará a tudo! – Ele dava uma pausa para respirar depois de ficar bem vermelho. - Estão vendo aquela pista que enchemos de obstáculos? Pulem! Escalem! E comecem! – Ele gritava mais uma vez estendendo a última palavra à voz fina. Olhando para a pista podia se ver grandes barras em meio a corrida para pular, uma parede de escalada bem erguida feita de madeira com alguns apoios e mais a frente havia um grande espaço cheio de arames farpados por onde deveriam passar por baixo. - Façam três voltas e vão correndo até os equipamentos de malhação! Quero ver todos abrindo e fechando esses braços magricelos com os pesos em mãos! – O homem era bem rigoroso e os recrutas começavam correndo entre si e alguns caindo no chão que acabavam de limpar o que dificultava cada vez mais o recrutamento. Qiáng deveria se mover logo antes que o velho gritasse com o mesmo.


Considerações:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden Fuji
Narrador
Narrador
Raiden Fuji

Créditos : 26
Warn : Ascensão - Parte 1 - Página 2 7010
Masculino Data de inscrição : 17/09/2017
Idade : 25
Localização : Las Camp - West Blue

Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty23rd Abril 2018, 14:03

Ascensão - Parte 1
The Lost
Qiáng Hu

Dano: 4 Acerto: 5 Pontaria: 0
Esquiva: 3 Bloqueio: 11 Resistência: 1
Percepção: 2 Manipulação: 0


Durante a realização do teste acabei por pensar que o velhote avaliador tinha um fetiche estranho, afinal achei bastante estranho ele usar uma régua para bater na cabeça dos recrutas que realizavam a tarefa de forma pobre ou errônea, felizmente pelo fato de eu já ter alguma experiência na área, acabei por realizar corretamente minha parte, e o melhor, sem ter de escutar qualquer resmungo ou reclamação do homem, que seguia com seu fetiche de bater nos outros. Pouco tempo depois, o velhote acabou por encerrar a primeira etapa do recrutamento, disse para guardarmos os materiais, o que eu faria rapidamente para não ter de escutar gracinhas vindo daquele anão, se fosse necessário utilizaria de minha grande estatura para avançar rapidamente ao local onde os materiais deveriam estar, e então o mesmo começou um novo discurso, onde eu rolaria os olhos, afinal os discursos daquele velho eram entediantes, dessa vez, o mesmo dizia que deveríamos ter inteligência, pois só a força não adiantaria, nem vice-versa, dessa vez o mesmo tinha razão, mas eu procuraria não demonstrar nada que deixasse isso claro.

Logo em seguida o mesmo explicou o que deveríamos fazer, claro que de forma rude e ignorante, o que eu prontamente ignoraria, afinal aquele velho deveria ter algum problema mental, ou era isso que eu pensava. Dizendo o que deveríamos realizar a seguir, o velhote parecia se contradizer, dizia que não era só força, mas a meu ver, aquele era um teste físico, onde a força era bastante importante, mas como eu não sabia de muitas coisas, me manteria somente na observação, e nada falaria, apenas esperaria o momento certo para dar início ao segundo teste. Quando o mesmo fez referência a braços magrelos, acabaria por rir, afinal eu não era tão magrelo, apesar de também não ser nenhum ultramusculoso.

Com a ordem de partida, eu saltaria para frente, com velocidade, tentando encerrar esse teste rapidamente, pois não queria demorar mais do que o necessário para realizá-lo. Primeiramente eu correria com velocidade, utilizando do impulso do salto, eu aumentaria minha velocidade, e quando chegasse nas primeiras barras, eu saltaria por cima destas, se me fosse possível com minha estatura, mas se não fosse possível, eu apoiaria minha mão direita sobre a barra e passaria meu corpo horizontalmente pela esquerda, mas ainda acima da barra. E assim seguiria passando pelas barras, saltando sem apoio quando me fosse possível, e apoiando quando fosse necessário, alternando entre direita e esquerda, trocando o apoio das mãos. Em seguida era a vez da parede de escalada, eu estava receoso da mesma quebrar, devido ao meu peso, mas não deixaria de subir, afinal necessitaria realizá-la para poder realizar meu objetivo de entrar para o Governo Mundial. Ignorando o receio, eu logo começaria minha subia, seguraria com firmeza os apoios, mas tomaria cuidado para minhas garras não perfurarem nem os apoios e nem a madeira que constituía a parede de escalada, e quando terminasse a subida, faria a descida da mesma forma. E por último era a vez de passar por baixo do espaço com os arames farpados, em primeiro lugar, eu deitar-me-ia de forma que toda a extensão de meu corpo estivesse em contado com o solo, e avançaria meus braços, utilizando minhas garras para dar mais apoio e me puxar para frente com mais facilidade, minhas pernas se moveriam pelos lados, para que continuassem em contato com o solo.

Quando terminasse a primeira volta, voltaria a realizar todos os passos da mesma forma, eu sabia que tinha sido muito afobado na primeira vez, então a segunda volta eu faria um pouco mais devagar, e na última faria o meu máximo. Quando terminasse todas as voltas, ainda tinha outro exercício, neste deveríamos realizar ações que me lembravam os polichinelos, mas com pesos. Depois de entender a atividade, eu me dirigiria até onde os pesos estavam, e pegaria um de 10 Kg, e o testaria, caso estivesse muito leve, eu aumentaria o peso, e caso estivesse muito pesado eu diminuiria, até encontrar o peso ideal para realizar a atividade com os músculos cansados por conta do circuito que realizamos antes. Tendo o peso em mãos, eu começaria o movimento, eu botaria bastante força nos membros superiores, de forma que meus músculos ficassem bastante rígidos, fato que era necessário durante a realização de exercícios como este. Durante a série de movimentos, eu poderia a vir sentir o músculo queimando por conta da fadiga, que me dava ordens para interromper o exercício, mas eu não o faria, realizaria os movimentos até que eu não conseguisse levantar mais os braços, fazendo uma expressão sofrível no rosto. Após esse último exercício, eu procuraria me manter próximo do pequeno avaliador, esperando que o mesmo voltasse a se pronunciar, para assim tentar realizar o que fosse necessário sem que ficasse parecendo um idiota lesado por ficar parado enquanto os se moviam para realizar a atividade.





Histórico:
 

Objetivo:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos Futuros:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Pirata
Pirata
Achiles

Créditos : 38
Warn : Ascensão - Parte 1 - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : Loguetown - East Blue

Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty24th Abril 2018, 01:40



Ascensão
Parte 1


A corrida por volta do salão começava, Qiáng aproveitava do seu tamanho e passava na frente de vários dos recrutas que estavam correndo ao seu lado tendo que dar um pequeno pulo da barra enquanto que os outros haviam de usar toda a extensão de seu corpo para passar. Ao chegar na parede de escalada, não podia ser diferente, mas esta era firme e bem mais alta tendo que fazer um esforço a mais para conseguir subir, suas garras não o atrapalhava e era isso que lhe dava mais firmeza e como tudo o que sobe, há de descer, Hu descia da parede.

O trajeto todo era bem problemático e o que mais lhe causava problema era o arame farpado deixando alguns leves aranhões em sua pele devido ao seu tamanho e ter que ficar colado ao chão para conseguir passar sem problemas. O velho rabugento dava gritos e alertava os mais preguiçosos incentivando-os a acelerar, o trajeto parecia resistência, mas o que o tigre não havia percebido era que a superlotação da corrida devia usar da inteligência para superar certos obstáculos deixando o grandão para trás como certos empurrões dentre os recrutas para ajudar entre si ou usar os apoios de forma mais rápida para que pudesse subir e descer igual uma cabra.

Assim que eram dadas as três voltas, os recrutas começavam a mexer os braços com os pesos, os mais inteligentes pegavam os pesos mais leves para não ter dificuldade naqueles exercícios enquanto que os que não tinham tanta inteligência e mais músculos pegava os mais pesados para tentar exibir a sua força, o que era um erro, os mais inteligentes faziam mais do que o dobro de repetições enquanto que os mais fortes ficavam com os braços cansados muito antes que era o caso de Qiáng com os seus pesos de dez quilos.

Tendo um breve tempo passado, o velho rabugento mais uma vez colocava todos em ordem com um grito e os pesos eram guardados em seus devidos lugares. - Os mais espertos são sempre os que mais se saem bem e os que tem um melhor físico não, a inteligência sempre domina a força! Entendam isso! – Dessa vez, ele não puxava a palavra até sua voz ficar fina, mas olhava diretamente para o tigre. A seguir, ele escolhia a dedo apontando para os que mais tinham se saído bem, incluindo o mink. - Para os que não apontei o dedo, voltem outro dia! Não quero reclamações, SAIAM! – Agora ele puxava, vários dos recrutas gritavam querendo uma segunda chance, mas o velhote os expulsava batendo com a régua em suas cabeças até que sobravam apenas os dez apontados pelo senhor que segua até o tatame. - Selecionem uma arma de madeira e esperem. – O rabugento ia até a porta do qual trazia dois homens vestido de ternos, um parecia mais brincalhão e o outro tinha um semblante mais sério, o mais brincalhão havia uma espada embainhada em pano vermelho do qual carregava em suas costas. - Estes são os agentes Magni e Modi – Seus nomes eram estranhos e diferentes de como um estrangeiro de longe assim como o de Qiáng.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- Nesta etapa, começaremos o treinamento de vocês, não achem que são agentes, esta é a etapa final para saber se conseguem pelo menos machucar alguém! Os agentes nos ajudarão nessa etapa. Tigre branco! Você começa. – O velhote olhava seriamente para ele enquanto que Magni, o mais brincalhão, tomava o centro do tatame com uma espada de madeira deixando a sua embainhada no fim do tatame. - Ataque com tudo, tigrão! – Ele sorria de forma irônica esperando o seu ataque mantendo a sua guarda no centro empunhando a sua espada com as duas mãos.


Considerações:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden Fuji
Narrador
Narrador
Raiden Fuji

Créditos : 26
Warn : Ascensão - Parte 1 - Página 2 7010
Masculino Data de inscrição : 17/09/2017
Idade : 25
Localização : Las Camp - West Blue

Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty24th Abril 2018, 13:15

Ascensão - Parte 1
The Lost
Qiáng Hu

Dano: 4 Acerto: 5 Pontaria: 0
Esquiva: 3 Bloqueio: 11 Resistência: 1
Percepção: 2 Manipulação: 0


Com o final do último exercício a ser realizado, pude enfim perceber que aquela demonstração de força me fora inútil, já que o tempo em que fiquei realizando o exercício fora menor do que outros que pegaram um peso menor, uma maneira mais inteligente de interpretar as ordens do velho, vendo assim me arrependi por pensar com o músculo ao invés do cérebro, já que os Agentes do Governo costumavam fazer missões de infiltrações e afins, e para tal era necessário mais inteligência do que força, não que essa fosse dispensável. De qualquer forma acabei relevando o fato de ter ido não muito bem no último exercício, já que de qualquer forma fui selecionado para continuar o alistamento junto de mais 9 recrutas, estes que eu não conhecia, todos os outros foram dispensados por falhar miseravelmente em algum teste ou não cumprir os requisitos. Depois de dispensar os que não passaram, o pequeno avaliador disse para pegarmos alguma arma de madeira. E assim eu andaria até onde as armas de madeira se localizavam, eu pegaria a arma que eu mais era acostumado a utilizar, uma lança, e dentre elas a naginata, com uma haste longa de madeira, e à frente desta uma larga lâmina, também de madeira, finalizavam a aparência da arma escolhida por mim.

Após selecionar minha arma, o avaliador trouxe dois homens, estes que eram agentes, e que se chamavam Magni e Modi, o primeiro tinha uma feição mais voltada para a brincadeira, já o outro aparentava ser mais formal e bastante sério, seus nomes eram bastante distintos dos usuais, o que indicavam que eram estrangeiros, assim como eu. Em seguida, o avaliador rabugento disse-me que eu viria a ser o primeiro, e no momento, eu não viria a sentir nada, nem confiança e nem nervosismo, apenas a vontade de realizar uma boa luta, permitindo assim que eu fosse aprovado. Logo em seguida, Magni se dirigiu ao centro do tatame, indicando que seria ele a lutar comigo, não fazia para mim com quem eu lutaria, e sim que eu passasse nesse maldito teste, o mesmo disse-me para que eu atacasse com tudo enquanto dava um sorriso irônico e manteve uma guarda central e segurava uma espada de madeira com as duas mãos.

Antes de realizar qualquer movimento, eu sorriria de forma predadora para o agente, tentando mostrar um lado mais bestial meu, deixando que minha intimidação se soltasse completamente, o que eu poderia chamar de modo de batalha, e assim eu seguraria a naginata com apenas a mão direita e avançaria em velocidade na direção de Magni, em quatro apoios, e quando chegasse perto do mesmo, eu apoiaria minha mão direita no chão e giraria meu corpo ao redor de meu eixo, levantando a perna durante o movimento, na intenção de realizar um chute giratório na altura das costelas do agente. A tentativa tendo sucesso ou não, eu me podia em pé em seguida e voltaria a segurar minha arma de madeira com ambas as mãos, sendo a direita na frente e a esquerda mais atrás, e realizaria uma estocada mirando seu tórax.

Se a estocada fosse esquivada para algum lado, eu viraria o lado de corte na direção do lado para qual Magni saltara, e assim eu realizaria um movimento horizontal visando acertar suas costelas novamente. Se o mesmo tornasse a se esquivar novamente, dessa vez para trás ou abaixando-se, eu realizaria uma estocada caso o agente saltasse para trás ou um corte vertical de cima para baixo se o mesmo acabasse por abaixar-se. Se em algum momento meu adversário viesse a bloquear algum de meus golpes, fosse chocando ambas as lâminas ou pondo a lâmina da espada na haste, parando o movimento de minha arma como um todo, eu utilizaria minha mão da frente, a direita no caso, como apoio e saltaria, no ar eu viraria meu corpo de forma que eu ficasse de frente para Magni, e assim realizaria um chute com a perna esquerda, visando sua cabeça.

Se em algum momento o mesmo me atacasse ou contra-atacasse, eu bloquearia pondo a haste da naginata horizontalmente caso o golpe recebido fosse vertical, e poria a haste verticalmente caso o golpe recebido fosse horizontal. Se não me fosse possível bloquear os golpes a mim direcionados, eu teria de apelar para a esquiva, se fosse um golpe horizontal na altura das costelas ou mais abaixo, eu saltaria para trás, de forma que me fosse possível pôr uma boa distância entre mim e Magni, se viesse um golpe vertical ou uma estocada, eu saltaria para o lado que tivesse mais espaço, e poria minha naginata na frente de meu corpo, na tentativa de bloquear um suposto segundo golpe, caso esse viesse rapidamente em minha direção. E se fosse um golpe horizontal na altura do tórax ou acima, eu faria um rolamento para o lado onde houvesse mais espaço, e em qualquer uma das esquivas, caso essa fosse bem-sucedida, eu faria dois rápidos saltos para trás de forma a manter uma boa distância entre mim e o agente contra quem eu lutava.

Se em qualquer momento houvesse uma brecha para um contra-ataque, eu soltaria minha naginata com a mão que estivesse mais próxima do agente, e faria uma cotovelada de forma veloz, tentando diminuir as chances de uma esquiva ou bloqueio. Se o contra-ataque fosse bem-sucedido, eu voltaria a segurar a naginata com ambas as mãos, e realizaria um golpe diagonal da esquerda para a direita e de cima para baixo. Se em qualquer momento durante o curto embate me fosse possível realizar uma sequência de golpes, eu os realizaria primeiro com um golpe vertical de cima para baixo, em seguida eu moveria minha naginata um pouco para a direita e faria um outro golpe, dessa vez diagonal de baixo para cima e da direita para a esquerda, em seguida encaixaria um golpe horizontal da esquerda para a direita, e por último aproveitaria o impulso causado pelo golpe da esquerda para a direita, e faria um salto, e no ar faria um giro em torno de mim, ao final do giro, eu realizaria um chute horizontal da esquerda para a direita mirando o rosto do agente. Se em algum momento eu acabasse por acertar Magni, eu diria em seguida. - Eu sou realmente demais. – Minha fala seria finalizada com um sorriso presunçoso em minha face. E no caso de ser acertado pelo agente, minha fala mudaria. - Aproveite isso, porque você só me acertou porque eu permiti. – Diria emburrado por ter sido acertado. Ao final da curta disputa, eu faria cerca de 3 saltos para trás, procurando tomar uma boa distância de Magni para pensar no que eu deveria fazer em seguida.





Histórico:
 

Objetivo:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos Futuros:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Pirata
Pirata
Achiles

Créditos : 38
Warn : Ascensão - Parte 1 - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : Loguetown - East Blue

Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty24th Abril 2018, 15:58



Ascensão
Parte 1


Magni aguardava ansiosamente a movimentação de Qiáng que com sua lança em punho, começava a correr na direção do agente. Os olhos de ambos focados naquele combate, o sorriso do brincalhão era exibido ao ver que o tigre queria o intimidar, mas sua confiança e paixão por lutar não permitia sentir medo de um adversário, mesmo que tivesse o dobro de seu tamanho.

Com a lança em sua mão direita, apoiava a esquerda para realizar um giro e tentar acertar um chute na direção do homem que se movia para trás em uma esquiva rápida, mas parecia não ser o golpe principal daquela investida e uma estocada vinha em seguida que surpreendia o agente, o golpe era bom e bem efetuado com uma estratégia feita, mas Magni tinha experiência em combate o que o fazia bem mais hábil e com sua espada de madeira bloqueava o golpe, redirecionando-o para a sua esquerda e aproveitando da brecha para acertar um golpe em seu pescoço o que fazia o salto do mink ficar meio torto para trás, mas recuperava o seu equilíbrio.

A fala do tigre trazia um sorriso ainda maior em Magni. - Aham, deve ter sido sim! – O tigre podia ser convencido, mas isso não parecia afetar nas emoções do agente apenas trazendo concentração ao campo de batalha. Tendo o tatame aberto para uma nova série de ataques, o mink tentava uma sequência, um golpe vertical do qual Magni aproveitava para redirecioná-lo novamente, bloqueando o ataque, mas não disputando forças com o mesmo e continuava a fazer isso com os golpes seguintes que vinham do recruta, mas no momento em que pegava o impulso para tentar acertar um chute em sua cabeça, ele se abaixava e acertava com a espada em sua perna de apoio antes de conseguir pular por completo o que causava a queda do grandalhão.

- Quanto maior o tamanho, maior a queda, tigrão! – Dizia o homem sorrindo para o mesmo. O avaliador observava sem dizer nenhuma palavra, pela primeira vez ele estava quieto e parecia que o embate continuaria entre os dois. Magni tomava uma distância de aproximadamente cinco metros esperando que o tigre se levantasse e começava uma nova onda de ataques. As regiões em que havia sido acertado doíam no grandalhão, mas nada que o impedia de se movimentar ou realizar alguma ação tendo total uso do seu corpo e força.


Considerações:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden Fuji
Narrador
Narrador
Raiden Fuji

Créditos : 26
Warn : Ascensão - Parte 1 - Página 2 7010
Masculino Data de inscrição : 17/09/2017
Idade : 25
Localização : Las Camp - West Blue

Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty24th Abril 2018, 23:06

Ascensão - Parte 1
The Lost
Qiáng Hu

Dano: 4 Acerto: 5 Pontaria: 0
Esquiva: 3 Bloqueio: 11 Resistência: 1
Percepção: 2 Manipulação: 0


- Quanto maior o tamanho, maior a queda, tigrão! - Essa frase dita por Magni martelava em minha mente enquanto eu sentia meu corpo desmontar após este acertar, minha mente trabalhava rapidamente, pois eu não conseguia entender como isso havia acontecido, já que meu adversário havia me acerado duas vezes e eu não consegui acertá-lo, na verdade eu sabia qual era o motivo, só não queria aceitar que meu nível estivesse tão abaixo de Magni. Sabendo que continuar deitado não me faria ser aprovado no teste de combate, eu me levantaria do chão devagar, pois apesar dos machucados não impedirem meus movimentos, ainda estavam doloridos em um primeiro momento. Já de pé eu olharia para o agente à minha frente, provavelmente sua expressão ainda estaria curvada em um sorriso divertido, mas mesmo que não estivesse, eu não ligaria, pois estava me concentrando no que faria a seguir, e analisando os movimentos provenientes do espadachim.

Depois de certo tempo, era hora de voltar à luta, e assim eu correria rapidamente na direção de Magni em quatro apoios, de forma a aumentar minha velocidade, e quando estivesse a cerca de dois metros do homem, eu saltaria em zigue-zague três vezes, uma para a esquerda, depois para a direita e novamente esquerda, e durante a realização do último salto eu giraria minha naginata de forma que a lâmina estivesse na frente de meu corpo e a haste para fora, sendo utilizada para o ataque. E com o final dos saltos em zigue-zague, eu realizaria um novo salto, neste eu tentaria parar a cerca de 50 centímetros de meu adversário, durante esse salto, eu faria um arco vertical de cima para baixo com minha arma, de forma que ao final do salto, o arco estivesse terminado com a ponta da lâmina apontada para o teto, e assim com a mão esquerda próxima à lâmina, eu faria um golpe de cima para baixo, aproveitando o embalo causado pelo arco para tentar fazer com que o golpe fosse realizado com bastante velocidade.

Minha reação ao fim do primeiro ataque poderia ser variado, caso Magni saltasse para a direita, eu viraria minha lâmina para que ficasse de frente para o mesmo e faria um golpe da horizontal da direita para a esquerda, e se o mesmo desviasse para a esquerda eu faria a mesma coisa, só trocando o lado, e saltaria para trás após o golpe em ambos os casos. Caso o agente bloqueasse minha investida, eu giraria minha arma, tentando acertar a haste desta no escroto de Magni, e após isso saltaria para trás. No caso dele saltar para trás, eu faria uma estocada na altura do estômago do mesmo, se fosse bem-sucedido, eu giraria a naginata para acertar a ponta da haste na cabeça do agente, e se acabasse por errar qualquer uma das tentativas eu saltaria para trás.

Longe de Magni após o primeiro embate, eu voltaria a avançar para cima do mesmo, dessa vez de forma bípede, e quando estivesse em uma distância suficiente para atacar novamente, eu faria três estocadas, com o máximo de força e velocidade que meu corpo pudesse aguentar, a primeira seria na altura do estômago, a segunda na altura do peito e a última também na altura do estômago, não estava interessado no acerto, somente na realização dos golpes, e ao final desses, eu giraria meu corpo para a direita, e traria a haste da naginata junto, procurando acertar as costelas de meu adversário, e em seguida continuaria o giro, completando uma volta, e aproveitaria o embalo deste para realizar um golpe horizontal da direita para a esquerda, e somente nesse último eu me atentaria com o acerto do golpe.

Como eu buscava acertar, eu tentaria outro golpe no caso do mesmo acabasse por vir a realizar um salto para trás, nesse caso, eu realizaria novas estocadas, sem me importar com os locais que poderiam ser acertados, e somente pararia quando meu adversário caísse ou o mesmo batesse suas costas na parede, e nesse caso eu daria um passo atrás para ter mais apoio e feria um golpe diagonal da esquerda para a direita e de cima para baixo, após a realização destes, eu faria alguns saltos para trás, tentando pôr o máximo de distância entre mim e o agente. Se o mesmo bloqueasse meu golpe, eu tiraria o pé que estava na frente e o poria para trás, movendo minha arma com o movimento do corpo, e em seguida eu faria um novo golpe, este sendo de baixo para cima vertical ou diagonal da direita para a esquerda e de baixo para cima, dependendo da posição do corpo de Magni. E após esse golpe, eu me afastaria com saltos para me manter afastado e pensar no que faria a seguir, quando terminasse de me afastar, eu diria em voz alta para meu adversário. - Até que você não é nada mal, esta está sendo uma boa luta. – Diria com uma leve felicidade por enfrentar um adversário forte a ponto de me fazer superar meus próprios limites.

Se em algum momento o mesmo me atacasse ou contra-atacasse, eu bloquearia pondo a haste da naginata horizontalmente caso o golpe recebido fosse vertical, e poria a haste verticalmente caso o golpe recebido fosse horizontal, e se fosse diagonal, eu viraria minha arma para o lado oposto. Se não me fosse possível bloquear os golpes a mim direcionados, eu teria de apelar para a esquiva, se fosse um golpe horizontal na altura das costelas ou mais abaixo, eu saltaria para trás, de forma que me fosse possível pôr uma boa distância entre mim e Magni, se viesse um golpe vertical ou uma estocada, eu saltaria para o lado que tivesse mais espaço, e poria minha naginata na frente de meu corpo, na tentativa de bloquear um suposto segundo golpe, caso esse viesse rapidamente em minha direção e saltaria para trás para tentar pôr uma boa distância entre nós. E se fosse um golpe horizontal na altura do tórax ou acima, eu me agacharia e com minha arma, eu faria um golpe horizontal, tentando derrubar meu adversário, e após isso eu saltaria para trás tentado me distânciar.





Histórico:
 

Objetivo:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos Futuros:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Achiles
Pirata
Pirata
Achiles

Créditos : 38
Warn : Ascensão - Parte 1 - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 01/09/2017
Localização : Loguetown - East Blue

Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty25th Abril 2018, 23:47



Ascensão
Parte 1


Após uma breve pausa, Qiáng havia uma postura mais animalesca do que o comum, estando em quatro patas, avançava freneticamente em direção ao agente que se surpreendia levemente sobre a ação. Com pequenos saltos em sua direção tentando confundir para onde o homem deveria olhar, sua lança se mexia e o primeiro ataque era direcionado, Magni não vendo uma segunda alternativa, raspava a sua espada de madeira na lança e pulava para trás esquivando, mas Hu havia previsto aquela movimentação e em uma estocada rápida conseguia acertar na altura do umbigo do adversário que mais uma vez dava outro pulo para trás conseguido escapar do golpe em sequência.

- Boa! – Antes mesmo que pudesse continuar a sua frase, o tigre avançava uma segunda vez, agora usando da maneira de locomoção bípede pressionando o agente para fora do tatame usando da sua lança para estocadas, a primeira e a segunda eram esquivadas e na última haviam um redirecionamento leve com a sua espada de madeira, independente dos resultados, Qiáng girava e tentava acertá-lo duas vezes naquele giro usando da sua arma, mas o espadachim estava cansado da defensiva e partia para a ofensiva, quebrando o tempo de giro do Mink ao bloquear seu golpe seguido, forçava o mesmo a sofrer um leve desequilíbrio e aproveitando da aceleração que também havia seguindo de uma estocada no estômago do tigrão e o empurrando para fora do tatame com uma ombrada. - Gostei de ver, tigrão! – O sorriso estava estampado em seu rosto vendo o resultado da batalha. O recruta havia perdido, mas havia feito uma bela batalha contra um agente bem mais experiente e treinado conseguindo surpreendê-lo.

O avaliador nada dizia sobre o resultado, mas ambos estavam fora do tatame quando ele anunciava as próximas batalhas. O estilo do irmão de Magni era totalmente diferente, invés de ser mais abusivo e agressivo, era calmo e cauteloso, seus olhos fixavam em seu alvo e finalizava rapidamente os recrutas do qual enfrentara usando apenas do seu boxe. E o que mais surpreendia era como um homem velho e baixo conseguia ver terrivelmente mais perigoso usando uma régua do que um recruta forte e jovem, os golpes do mesmo poderiam não causar grandes danos além de áreas doloridas, mas ele sabia onde acertar o que provocava ainda maior dor quebrando o que seria uma defesa forte de músculos.

Tendo o término das batalhas, o avaliador reunia os recrutas e fazia uma anunciação. - Qiáng Hu. Você ficam, o resto está dispensado, vocês falharam no recrutamento! Voltem outro dia! – O rabugento usava de seu tom rude como sempre e desanimados, os outros recrutas saiam. - Você está aprovado no governo mundial, mas não achem que acabou os testes, esteja aqui amanhã as dez com isso. - – Ele dava uma insígnia para Qiáng. - Agora saia! – Com mais um grito estendendo a sua palavra até a voz ficar fina e dando a ordem.

Uma etapa estava concluída para Qiáng para ter o ponta pé inicial de seu futuro objetivo, havia um dia livre inteiro pela frente e uma preparação para o que havia amanhã sem ter nenhuma pista do que seria. O que o tigrão deveria explorar em uma cidade tão grande como Loguetown?


Considerações:
 


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ficha na Sign
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raiden Fuji
Narrador
Narrador
Raiden Fuji

Créditos : 26
Warn : Ascensão - Parte 1 - Página 2 7010
Masculino Data de inscrição : 17/09/2017
Idade : 25
Localização : Las Camp - West Blue

Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty26th Abril 2018, 13:37

Ascensão - Parte 1
The Lost
Qiáng Hu

Dano: 4 Acerto: 5 Pontaria: 0
Esquiva: 3 Bloqueio: 11 Resistência: 1
Percepção: 2 Manipulação: 0


Ao fim do combate, pude enfim me sentir realizado, afinal eu tinha acabado de conseguir alcançar um de meus objetivos, entrar para a organização chamada Governo Mundial, e com isso, eu primeiramente iria ao agente com quem eu acabei de lutar e diria ao mesmo. - Eus ou um cara muito bom mesmo, afinal consegui te surpreender. – Diria de forma convencida, o que até poderia parecer arrogância, mas em seguida eu voltaria a falar. - Mas você ainda é melhor do que eu, AINDA – Enfatizaria a última palavras, para deixar claro ao mesmo que em um futuro próximo seria ele quem teria que se esforçar para tentar me vencer. E com isso eu sairia do QG, como o velhote avaliador tinha me dito.

Antes de sair do QG, eu perguntaria para um dos soldados. - Com licença, você sabe me dizer as horas? – Se não tivesse a resposta para minha pergunta, fosse pelo marinheiro não saber ou não querer me responder, eu procuraria outra pessoa e repetiria a pergunta, até que eu soubesse em qual período do dia eu estava. Se ainda fosse tarde, eu iria primeiro em uma biblioteca, para depois pensar em ir a um outro lugar, se já fosse noite, eu daria uma volta e depois tentaria ver se conseguiria dormir no QG mesmo. Em ambos os casos, a primeira coisa que eu faria seria ir em direção a um restaurante ou lanchonete, não me importava o tipo, apenas queria me alimentar com algo, já que a fome batia fortemente no meu estômago depois da luta intensa que tive no teste final do meu recrutamento.

Eu andaria de forma relaxada pelas ruas de Loguetown, procuraria olhar sempre os estabelecimentos que houvessem em ambos os lados em minha caminhada, esta que eu procuraria realizar em direção ao porto, direção contrária à que eu acabei por fazer algumas horas antes ao me dirigir para o QG para me alistar. Durante o caminho se eu viesse a achar algum lugar onde eu pudesse comer, eu iria em direção ao mesmo, caso contrário, eu teria de perguntar a alguém. - Hey caro(a) amigo(a), estou precisando saber de um lugar para esse belo tigrão, que sou eu, repôr minhas energias, pode me indicar algum lugar? – Perguntaria de repente para a pessoa que estivesse mais próxima de mim, afinal a fome não dava trégua, e eu precisava me alimentar, não podendo escolher com quem eu falaria. Se não conseguisse resposta, eu perguntaria à outra pessoa, até conseguir um estabelecimento no qual eu pudesse me alimentar. Depois de localizar um estabelecimento, fosse por conta própria ou não, eu adentraria o mesmo, provavelmente tendo de me abaixar, já que eram raras as pessoas que tivessem o mesmo tamanho que eu, e assim que eu estivesse dentro do mesmo, procuraria um menu ou algo semelhante, mas que pudesse me dizer o que eu poderia consumir e qual o preço. Eu procuraria o que desse para comer e talvez beber com 10.000 berries, se estivesse um pouco mais caro do que isso, apelaria para minha intimidação, esta que provavelmente não seria muito difícil devido à minha aparência, e assim que o encontrasse procuraria alguma pessoa para quem fazer o pedido.

- Então meu caro amigo/minha cara amiga, eu quero esse pedido aqui, são 10.000 berries, não é? – Diria para a pessoa que pudesse me atender, eu utilizaria as palavras finais como ameaça caso o preço acabasse sendo mais do que eu estava disposto a pagar. Com sucesso ou não, eu viria a pagar a quantia necessária para que eu pudesse comer, afinal eu estava com muita fome naquele momento, e assim eu procuraria um lugar para sentar, e esperaria que meu pedido chegasse, para depois comer e beber o que viesse, aproveitando a sensação que a comida me dava quando eu a comida de forma lenta.

Depois de estar satisfeito, eu sairia do estabelecimento, me abaixando novamente ao sair, e olharia para o céu, tentando descobrir que horas poderia ser no momento. Se houvesse tempo hábil, eu iria à biblioteca, e caso não, eu voltaria ao QG, à procura de um lugar para dormir. Se o tempo permitisse, eu sairia em busca da biblioteca, olharia por todos os lados em busca de meu alvo, sua estrutura provavelmente viria a ser grande, já que essa era uma grande ilha, a maior que eu já vira em minha vida, e por isso eu procuraria saber mais sobre como o mundo mudou, além de que no momento não queria ter de pedir ajuda a outros novamente, e então andaria até que encontrasse a biblioteca por conta própria. Quando achasse o estabelecimento que era meu alvo, eu caminharia em direção a este com um pouco mais de pressa, já que era provável que eu demorasse um bom tempo procurando o mesmo. Assim que eu entrasse na biblioteca, eu primeiramente iria até a(o) bibliotecária(o), para me informar sobre onde conseguir o que eu queria ali.

- Com licença, sabe me dizer onde encontro um livro que me dê informações sobre o mundo em geral. – E se ela(e) me perguntasse do motivo para que eu quisesse tal livro, eu responderia sem problema algum. - Eu fiquei preso em uma ilha por muito tempo, então estou bem desatualizado das coisas. – E com isso eu esperaria que tivesse a indicação de onde encontrar o livro que precisava, e quando a(o) bibliotecária(o) me indicasse, eu seguiria até a estante onde o mesmo estivesse e o pegaria, e logo em seguida, eu virar-me-ia ao vedor, procurando algum lugar para me sentar. Se eu encontrasse o assento, eu logo sentar-me-ia no mesmo, mas caso eu não o encontrasse, eu viria a sentar no chão mesmo, já que seria bastante desconfortável ler em pé. Já sentado e com o livro no colo, eu começaria a leitura, imergindo no conteúdo apresentado pelo mesmo, onde eu poderia encontrar informações sobre o mundo, coisa que eu não aprendera nem quando meus pais e sua tripulação ainda eram vivos.

Quando viesse a terminar a leitura, eu poria o livro de volta no mesmo lugar onde eu peguei, e sairia da biblioteca, agradecendo à(ao) bibliotecária(o). Já do lado de fora da mesma, eu voltaria a olhar o céu, onde com a provável baixa temperatura, viria a formar uma bonita visão, e após isso, eu me poria a caminhar novamente, mas dessa vez meu destino era o QG da Marinha, onde eu procuraria abrigo. Minha caminhada seria com calma, pois mesmo com o frio, minha pelagem me poderia servir de aquecedor para mim, além de que as roupas que eu usava atualmente, me davam uma proteção extra, apesar de serem pequenas. Quando eu viesse a chegar ao QG, eu procuraria um marinheiro, e quando encontrasse este, eu lhe perguntaria. - Boa noite, marinheiro-san. Eu gostaria de saber se poderia passar a noite aí. Eu fiz o recrutamento para o Governo Mundial hoje e fui aprovado, e amanhã eu tenho que estar aqui às dez, não sei o que devo fazer, mas meu avaliador que ordenou, além de que, eu não sou daqui, é meu primeiro dia nessa ilha e se não me deixar dormir aí, eu vou ter de dormir na rua. – Eu usaria de apelo emocional para tentar deixar-me dormir em algum alojamento que houvesse no QG. Mas se mesmo assim me fosse negada a entrada, eu andaria pelo caminho contrário ao que eu usara para chegar ao QG, e adentraria no primeiro beco ou viela que encontrasse, e dentro desse, eu procuraria algo que pudesse me fazer evitar o contato direto com o chão gelado. E após isso viria a dormir no chão mesmo, com ou sem o utensílio que evitaria entrar em contato com a friagem excessiva do chão.

Durante meu sono, que poderia ser bom, caso viesse a dormir no QG, ou muito ruim, caso dormisse na rua, meu sono seria o mesmo que eu tive durante todos os anos que se passaram desde a morte de meus pais, a primeira paisagem era completamente branca, e em seguida eu me encontrava na última ilha onde estivemos, que fora a mesma onde todos morreram, e todos que eram tripulantes daquele bando pirata me olhavam, e corriam para longe de mim, chamando-me para alcançá-los, e eu sempre fazia, na esperança de encontrá-los vivos, mas todos ficavam cada vez mais longe enquanto eu corria, até o ponto onde eu paravam, e quando eu chegava para cumprimentá-los eu via somente os cadáveres de todos eles, e acabava por acordar assustado.





Histórico:
 

Objetivo:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos Futuros:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Ascensão - Parte 1   Ascensão - Parte 1 - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Ascensão - Parte 1
Voltar ao Topo 
Página 2 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Conomi Island-
Ir para: