One Piece RPG
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» A Ascensão da Justiça!
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 17:33

» Wu-HA!
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Emptypor Oni Hoje à(s) 16:47

» Making Wonderful Land a Real Wonder
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Emptypor Achiles Hoje à(s) 16:38

» [Mini-Saitoshiba] A Aventura está apenas começando
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Emptypor Saitoshiba Hoje à(s) 15:45

» Caçadoras Eternas: Pesar Crescente!
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Emptypor Alek Hoje à(s) 15:08

» Cap. 2 - The Enemy Within
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 14:21

» [Mini-Cadmo] Prelúdio
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Emptypor Kiyomi1 Hoje à(s) 14:08

» [Mini - Moonchild] As a living shadow
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Emptypor Ryoma Hoje à(s) 13:01

» Hey Ya!
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Emptypor GM.Mirutsu Hoje à(s) 12:06

» Cap 4: O Silêncio dos Inocentes
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Emptypor Akuma Nikaido Hoje à(s) 10:50

» [MINI-Subaé] OXE! agora a aventura começa mesmo!
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Emptypor Mephisto Hoje à(s) 08:54

» Em busca da resistência
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 05:30

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 05:09

» I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Emptypor Meursault Hoje à(s) 04:53

» X - Some Kind Of Monster
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 22:59

» Primeiros Passos
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 22:09

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Emptypor Nolan Ontem à(s) 22:07

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Emptypor jonyorlando Ontem à(s) 21:19

» Alejandro Alacran
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Emptypor Buggy Ontem à(s) 20:27

» A inconsistência do Mágico
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 19:42



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Empty
MensagemAssunto: A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou   A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou EmptySab 14 Abr 2018, 02:15

A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Revolucionário Edmund Dante Bjernnsen Romanov. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 20
Localização : Foda-se :D

A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou   A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou EmptySeg 16 Abr 2018, 19:47

Well, what is it?






A calmaria finalmente alcançara aquela longa jornada. Por um momento achei que eu nunca teria momentos como esse. Momentos como apreciar a brisa do mar em um navio revolucionário... Sim, a brisa, briss kingdom. Uma ironia que eu fiz por conta do mero acaso, ou destino.  Eu já estive por lá enquanto procurava pela minha família, mas irônico mesmo é só encontrá-los na última ilha que eu consegui apontar. “E essa decisão deles não fez sentido algum, assim como toda a existência humana.” Me referia à grande ideia do meu pai de ir à centaurea island. Deveriam existir tantos outros lugares que marcamos como ponto de encontro, mas ele teve que ir logo pra lá, será que o velho já pensava em ficar sozinho à medida que eu pensava em refazer Shurima?

Fugir do passado é um dos meus maiores problemas. Provavelmente vou demorar vários meses pra esquecer que esse velho desgraçado ficou em Centaurea regando plantas. Pensei esboçando raiva em minha face, enquanto estaria próximo a borda do navio encarando o mar com dificuldade, graças a minha visão turva. Este mar que eu já explorei por completo, ou no caso, suas ilhas. - Não tem mais desafios aqui, nem nada que eu esteja procurando. – Diria encarando minha filha, já que fora o único motivo de eu ter continuado longe da Grand Line. Mas eu não preciso ir para lá ainda, acho que não estou pronto. “Eu mal pude lidar com alguns agentes de quinta, então como vou lidar com as coisas piores que vem por aí?”

Absorto, não havia muito que fazer aqui que não fosse esperar minha chegada em Briss e minha visão melhorar. Sobretudo, eu já tinha uma ideia do que iria fazer por lá, essa era a vantagem de ficar só esperando e pensando, hah. Levantar-me-ia, e iria em direção a ruiva. – Vamos parar em Briss... E depois? Já planejou algo? Eu estava pensando em pegar um Zeppelin pra ultima ilha de algum outro blue... E treinar. – Sim, treinar, antes de subir a reverse eu teria que ficar mais forte, muito mais forte, para que o nome Shurima fique exaltado em todos os jornais e bocas, ressoando pela eternidade. Só não sei como eu vou fazer tudo isso ainda, mas isso fica pra outra hora, assim como...  – Também podemos treinar em conjunto mais tarde, se quiser. – Diria com um sorriso malicioso, sem esquecer que estava em frente a uma “fêmea”.

Spoiler:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

Tiro de sorte? Sorte é não tomar um tiro meu
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Galaxy Dante em Qui 26 Abr 2018, 05:53, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 24
Warn : A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 25
Localização : Novidades em Breve

A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou   A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou EmptyQua 18 Abr 2018, 14:43

For The Damaged

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Docilmente a neve caia nos cabelos de Edmund enquanto ele se perdia nos próprios pensamentos, mesmo com as ondas se quebrando no casco do navio e com a gritaria dos revolucionários no navio, parecia que apenas a mente do próprio Bjersen importava por breves momentos. - Não tem mais desafios aqui, nem nada que eu esteja procurando – disse o revolucionário para a sua filha que logo deu sinal para que zarpassem da ilha em direção a Briss Kingdom.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A sua “companheira” de cabelos flamejantes parecia ter uma conversa com alguém através de um denden mushi, infelizmente Edmund não conseguiu escutar a conversa - Vamos parar em Briss... E depois? Já planejou algo? Eu estava pensando em pegar um Zeppelin pra ultima ilha de algum outro blue... E treinar. – disse Edmund para a ruiva, ela sorriu com um ar provocador – Treinar? – perguntou ela, quase de imediato o revolucionário completou com um sorriso malicioso - Também podemos treinar em conjunto mais tarde, se quiser. - o sorriso da mulher ficou maior, mas a sua cabeça acenou negativamente – Lamento, mas houve uma pequena mudança nos planos. Mark passou uma missão para nós, um navio revolucionário irá nos encontrar perto de Briss Kingdom. Um major estará nos esperando para passar os detalhes.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A brisa fresca do mar era como um abraço para todos aqueles que estavam no exterior, a neve aos poucos começava a ficar mais densa, por hora não iria incomodar ninguém mas tudo demonstrava que iria ficar bem mais forte com o passar do tempo e sem chance de melhoria. Os olhos da companheira de Bjersen brilhavam quando os seus olhos se encontravam, a mulher claramente tinha algo em mente para dizer a Edmund mas uma voz impediu que isso acontecesse – Navio Revolucionário se aproximando. – informou Astrid num tom bem alto. A ruiva olhou surpresa em volta até os seus olhos encontrarem o navio, surpresa a mulher murmurou – Bem, essa foi rápida. – olhou então para Astrid e pediu que ela parasse próxima do navio, a jovem olhou para o seu pai buscando aprovação do mesmo.

Off: post básico do básico. Se falar q não é básico mentiu. Ainda tem muita coisa que tu tem que me explicar Norio fala tudo q for importante eu saber, até mesmo oq tu achar inútil.

____________________________________________________

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 20
Localização : Foda-se :D

A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou   A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou EmptyQui 19 Abr 2018, 02:30

Dont Look back in Anger





– Navio Revolucionário se aproximando. – A primeira coisa que eu conseguia fazer era suspirar por não ser uma frota de marinheiros ou mais um bando de agentes para eu amassar a cara. Por um momento diria que esse navio seria melhor que um do governo, só que melhor ou pior é apenas um ponto de vista, e é aqui que o meu diverge daqueles que se escondem ou fogem da “grande ordem mundial”. – Pelo menos não é uma frota da marinha heh. – Diria ainda assim, ironizando o meu próprio pensamento com um sorriso patético no rosto e o polegar direito levantado, direcionado para Astrid, finalizando com uma piscada deixando apenas o meu olho bom aberto.

Aproximar-me-ia do navio como Astrid, fisicamente. Todavia com a mente em outro lugar, como sempre. Só conseguiria pensar em motivos para o velho deixar sua vida de lado, e como seria bom ler mentes como a de Sara. Eu tinha a certeza de que aquele olhar significava algo, afinal, ela nunca me olhou desse jeito. Algo importante, ou só mais um flerte bobo? Acho que não temos mais idade para isso, mas é uma possibilidade... “Não é algo absoluto, como eu encontrando algum agente e o meu punho encontrando a cara dele também” Neste momento acenaria para o navio, e para quem quer que esteja lá. Nada mais que um gesto simplório e vazio, feito apenas por educação. Claro que eu estaria exalando toda essa “bondade” porque finalmente estou vivendo o meu sonho, depois de tantos anos chorando ou treinando.

Lembraria-me da ultima frase de Sara sobre a chegada do navio, e me veria em uma situação embaraçosa criada pela minha própria imaginação, desejando que tal frase nunca fosse citada em um momento entre quatro paredes de nós dois. Olhando para o chão e meio corado, quase tropeçaria para fora do navio de encontro ao mar, ao lado de Astrid, piorando ainda mais a situação com medo da mesma descobrir algo sobre nós dois, enquanto ficaria de barriga para cima do casco do navio comigo quase caindo, com as bochechas cheias de ar em uma expressão de pânico. “Puta que pariu, se a patroa descobre!” Me jogaria para trás com tudo, esperando cair de costas no chão enquanto continuaria com minha expressão de pânico, agora sem as bochechas inchadas de ar. Encarando minha filha com os olhos arregalados, diria totalmente submisso - Nã-Não é nada eu tô bem hehe - Tentaria me recompor o mais rápido possível, levantando-me e dando uns tapinhas no meu sobretudo.

____________________________________________________

Tiro de sorte? Sorte é não tomar um tiro meu
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Galaxy Dante em Qui 26 Abr 2018, 06:04, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 24
Warn : A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 25
Localização : Novidades em Breve

A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou   A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou EmptySex 20 Abr 2018, 12:55

For The Damaged

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A reação de Edmund fazia um sorriso aparecer no rosto de sua filha, como se ela compartilhasse os pensamentos do revolucionário. Os navios foram se aproximando e à medida que Bjersen se aproximava da borda do navio, porém, se desligando do mundo real. Devido à sua propria falta de atenção e pensamentos, Edmund quase caiu fora do navio, felizmente conseguiu se segurar e tornou-se numa situação cómica para os revolucionários que ali estavam presentes, incluindo sua filha e sua amante.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Os navios se aproximaram o suficiente e três figuras entraram no navio: uma tritã com uma armadura negra, uma jovem moça de cabelos dourados e um garoto de cabelos brancos com um ar deslocado. Sara fez uma continência para a tritã que de imediato lhe deu permissão para ficar à vontade. - Sou a Major Thai'zis. - disse olhando para Edmund - O Major de Centurea me informou que vocês estavam viajando para Briss e que poderiam me ajudar com uma missão... Na realidade concluírem ela por mim. - a tritã suspirou profundamente. - Sou necessária em outro lugar, então preciso que você acabe a missão, Cabo Edmund. - Astrid, Sara e todos os revolucionários ficaram surpresos por escutar a palavra "Cabo". A tritã abriu um enorme sorriso e completou - O major me informou dos seus feitos, tomei a liberdade de promover você, precisamos de gente forte nas linhas da frente.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Astrid abriu um sorriso e olhou para o seu pai, os seus olhos pareciam brilhar como nunca antes, como se a chama do seu coração estivesse a arder intensamente. - Já reconheceram a força de Shurima. Em breve todos irão... - sussurrou a filha de Edmund. A tritã entregou um envelope selado para Edmund - Aqui estão os detalhes da missão, lamento o encontro relâmpago mas tenho negócios inacabados. Eles os dois irão participar da missão, se questões pode perguntar à loirinha. - Então a tritã voltou para o seu navio e lentamente começaram a se afastar.
Off: to com umas parada para fazer entao fiz um post rapidao. N sei se vou conseguir acabar tudo a tempo entao ta aqui o seu post.
Spoiler:
 

____________________________________________________

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 20
Localização : Foda-se :D

A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou   A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou EmptySab 21 Abr 2018, 07:49

I Don't wanna live forever




Tentava não me importar muito com a reação de todos quando me submeti a um ato tão humilhante como o de segundos atrás. Na verdade, ficava inquieto com a presença abaladora que o outro navio me causava, era estranho ver um tritão no comando, os marinheiros nunca tiveram um desses entre eles. “Especialmente uma beldade dessas...” Quando me deparei que aquela era a Major da tripulação, minha pulsação aumentou e meus músculos iniciavam um tremor absurdo, e, em meu coração palpitava lá no fundo o que minha mente queria, miseravelmente, evitar. Novamente com as bochechas cheias de ar e o rosto vermelho, as veias do pescoço e os nervos todos saltando devido ao nervosismo, tentei fugir. “Não posso dar em cima ela é minha superior não posso dar em ci...” Era automático... Antes que eu pudesse fechar minha própria boca, escapavam-se palavras dela, um fraseado perfeito para alguém que estava prestes a estragar tudo e ser demitido. – Eu posso te ajudar com muitas coisas. – De imediato colocaria ambas as palmas sobre minha boca, e com os olhos arregalados me afastaria num susto – DIGO, em relação à missão – Me recomporia, uma vez mais, esperando não ser expulso ou algo assim, quando na verdade o que eu ouvia se tratava de uma promoção.

Eu não poderia compartilhar daquele mesmo ar de tensão e suspense que ela, não com uma mensagem dessas. Em tão pouco tempo ser promovido, eu sei dos meus feitos, acredito em mim... Mas não acreditava na visão dos outros. Outro sorriso enorme seria devolvido imediatamente, e meus olhos se encontrariam com os de Astrid enquanto que na ultima camada de toda a minha pele, um arrepio se ergueria altivo e poderoso. – Eu vou... – Minha voz revelaria o nervosismo e a falta de ar, tomando fôlego diria fitando os olhos do major ao mesmo tempo em que faria continência com um sorriso bobo na cara, esse é mais um passo em direção ao que eu mais almejo! – Eu vou acabar essa missão com sucesso, Senhora! – Antes que eu pudesse falar ou pensar em qualquer outra coisa, recebia a carta e ela já estava indo embora em outro navio. Só que, eu precisava muito saber de algo, era sobre a missão e de suma importância, mas também tinha um pouco a ver comigo. Iria resultar essencialmente no meu desempenho a partir de agora, e era uma questão de vida ou morte saber disso nesse momento, e somente uma major poderia responder agora, e ela estava indo embora...

Correria entusiasmado em direção a borda do navio, e me segurando com força no casco com uma mão, usaria a outra palma do lado de minha boca como um amplificador, e enchendo meus pulmões ao máximo vociferaria como nunca antes para minha superior – VOCÊEEEEEEEEEEEEEEEEEEE... É SOLTEEEEEEEEIRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA? – Independente das pessoas presentes não me importaria com suas reações, só queria saber da verdade que definiria tudo agora, mas, ao me virar... Depararia-me com Sara, e mais uma loira que a própria major havia citado antes. Eu estava sem chão, como iria ter um bom desempenho em minha missão com tantas mademoiselles? Atirar-me-ia para frente, e de joelhos olhando para o céu, fecharia meus punhos para gritar uma vez mais, mas dessa vez sem muita razão e com raiva – FILHO DE UMA PUTAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA! – Minha jura de ódio não tinha um encaminhamento muito exato, na verdade eu estava odiando a situação atual e se houvesse qualquer deus ou ser superior controlando aquilo, meu ódio estaria cinzelado para ele em forma de grito.

Depois disso, só iria para algum canto abrir a carta e ler com atenção, vendo tudo de útil sobre minha missão, o que e onde. Claro que, depois disso iria me aproximar de Sara para saber o que vem a seguir. – Olha, eu não sei bem o que aconteceu agora há pouco, acho que eu acabei ficando feliz demais sabe – Diria com um sorriso envergonhado, enquanto estaria coçando a cabeça ressaltando isso.


Spoiler:
 

____________________________________________________

Tiro de sorte? Sorte é não tomar um tiro meu
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 24
Warn : A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 25
Localização : Novidades em Breve

A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou   A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou EmptyDom 22 Abr 2018, 19:28

For The Damaged

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Edmund não conseguia resistir a tentação de seduzir um ser racional do sexo feminino, mesmo se esse ser fosse de outra raça. Muitos achariam isso corajoso de sua parte, mas na realidade não passava do seu instinto primitivo de querer acasalar com todas as fêmeas solteiras, por outras palavras: Edmund não passava de uma pessoa perversa.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A Major ficou contente por Edmund demonstrar foco e empenho na missão que recém havia recebido, talvez se ela tivesse ficado mais tempo acabaria por cair no feitiço do homem, felizmente ela era uma mulher determinada e o seu coração apelava pela sua missão. - VOCÊEEEEEEEEEEEEEEEEEEE... É SOLTEEEEEEEEIRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA? - gritou Bjersen enquanto os navios se afastavam, todos em seu redor olhavam ele surpresos, com excepção de Sara e Astrid, a primeira tinha ria da atitude do homem enquanto a segunda estava claramente nervosa e envergonhada pelo seu pai. A Major, enquanto os navios se distanciavam, respondeu com um sorriso - SIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIM!.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Após jurar seu ódio aos Deuses, Edmund decidiu ler a carta num canto enquanto todos voltavam aos seus afazeres. A missão consistia em interceptar um navio da marinha que estaria levando revolucionários para Baterilla onde seriam torturados e interrogados, os membros da missão seriam: Edmund, Ana, Sandro e um membro à escolha de Edmund; Os espiões revolucionários informaram que o navio marinheiro partiria a meio da noite de Briss, porém os agentes em missão deveria ter cuidado pois há grandes chances de existirem agentes do governo protegendo os reféns; quando os revolucionários fossem resgatados devem todos voltar para Briss e contactar Joker para que ele possa tirar os envolvidos da ilha sem despertar a atenção da marinha.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Assim que Edmund acabou de ler os detalhes da carta, percebeu que o rapaz com ar deslocado se manteve o tempo todo ao seu lado sem que ele percebesse, era como se fosse um fantasma. O rapaz olhou para Edmund com curiosidade e então foi até Astrid, não trocaram palavras nem olhares, era como se ela ignorasse a sua presença. - Garoto estranho. - disse Sara ao se aproximar de Edmund. -  Olha, eu não sei bem o que aconteceu agora há pouco... - O Cabo tentava se desculpar de sua atitude perante a Major, mas antes de conseguir acabar sua frase a ruiva colocou o seu dedo indicador nos lábios do homem. - Eu não sou uma mulher ciumenta... Nosso relacionamento é apenas uma forma de aliviar o stresse, certo? Espero que você não pense que existe algo entre nós...
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O vento começava a soprar cada vez mais forte, a neve caia de forma dócil nos cabelos fogosos da mulher sem derreter, deixando-a de alguma forma mais atraente, alguns revolucionários se sentiam "desconfortáveis" ao ver a cena entre os dois amantes, alguns até brincavam com a situação enquanto trabalhavam e não tinham sequer a decência de tentar esconder as suas palavras, nenhuma ofendia ninguém eram apenas brincadeiras entre aliados, talvez companheiros.


____________________________________________________

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 20
Localização : Foda-se :D

A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou   A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou EmptyTer 24 Abr 2018, 05:58

There is Only Shurima, everything else is but a mirage




Ao ouvir o que Sara dizia sobre nós dois eu me sentia livre e totalmente aliviado. Na verdade eu compartilho do mesmo pensamento, e provavelmente nunca serei capaz de ter algo sério novamente. Tive dificuldades até mesmo com a mãe da minha garotinha... “Ela deve estar querendo enterrar a minha cara em algum buraco agora” Pensaria, enquanto olharia pra onde quer que ela esteja, preocupado com o fato de estar em frente a Sara, sob sua vigília. Retiraria o dedo da mulher cuidadosamente com o indicador e o dedão em forma de pinça, enquanto estaria meio “encolhido” encarando Astrid com um sorriso forçado mascarando meu medo. Fitaria então a ruiva e com um sorriso no rosto diria ainda meio nervoso – T-Tudo certo, podemos falar sobre isso depois então. – Elevaria meu punho cerrado à boca, forjando uma tosse falsa, quebrando o assunto – Pra falar a verdade eu acho melhor não falarmos nada agora, pelo menos não aqui. – Murmuraria me lembrando do garoto estranho e me aproximando para falar baixo – Ele não falou com ninguém desde que chegou? – Eu queria ter certeza de que não havia espiões entre nós, assim como havia gente nossa entre o governo. Não desconfio da fabulosa major, mas talvez de seus soldados... “Isso já aconteceu no passado, não quero que ocorra de novo”

Lembraria-me da traição que levara Shurima a sucumbir na guerra contra o governo. Pessoas de importância política e soldados entre nós. Não importou o grau naquele momento, os traidores foram decisivos na guerra. E isso faz eu me lembrar de um ditado... “Aquele que falha e persiste no mesmo erro nunca sairá do ponto de partida, este é um mentecapto. O que muda e adapta-se conforme a vida é um sábio, mas o ser que molda a própria vida, este, é lendário.” Foi uma das coisas que aprendi com o meu velho, e tratarei de ter isso sempre em mente. – Já tenho algo preparado, só preciso elaborar um pouco mais... Porém só pretendo contar pra você por ora. – Naquele navio eu só confiaria minha vida a duas pessoas: Sara, e, indubitavelmente, Astrid. “Essa desconfiança em uma tripulação... não é nada bom para os negócios.” Mas era necessária para o momento. Atento, procuraria pela cabine do capitão ou algum lugar mais reservado puxando Sara pela mão suavemente, guiando-a até lá. – Receio que eu precise de você agora, já que não consigo confiar em mais ninguém. - Falaria com um ar de tensão e suspense, enquanto fecharia a porta e manteria vigília de pouco em pouco vendo se não havia ninguém nos observando como antes.

Sentaria-me em algum lugar por ali e a encararia com temor - Já que as informações foram passadas para os nossos espiões que relataram tudo, minha ideia trata-se de um “improviso”. - Faria nossos soldados improvisarem, já que eu não poderia confiar neles. Daria a carta para a mulher entender do que eu estava falando, e quando ela terminasse prosseguiria, olhando para a porta ou ao nosso redor novamente – Mas não é puramente um improviso, ou idiotice como queira chamar. Eu darei a eles a tática em cima da hora, assim ninguém vai ter tempo de relatar nada, então é por isso que preciso de você agora. – Me levantaria agora, enquanto pensava no que minhas habilidades poderiam proporcionar além de descer o cacete em todo mundo. “Espiões”, ressoa em minha paranoia sem parar, e que tal isso afinal? É um plano discreto, como dizia na carta para não criar alarde – Evite ao máximo chamar atenção, consiga para mim quatro ternos. Mande alguém que você confia ou vá você mesmo aqui em briss, eu chamarei atenção se houverem olhos atrás de nós, e tenho outros preparativos também... –

Terminaria meu monólogo enquanto estaria pensando no quarto integrante, já estava certo de que seria Astrid, Sara faria sua parte aqui do navio. Já quase com a mão na maçaneta, sentiria que faltava algo... “Goiabas, sim talvez um pouco disso, mas não.” Milímetros antes de encostar na porta, virar-me-ia bruscamente, e em uma investida rápida jogaria a ruiva contra a parede. Com a mesma em meus braços me certificaria de que iria beijá-la intensamente, descendo minha mão esquerda em suas curvas, indo até as coxas e...

Fecharia a porta com um sorriso egocêntrico no rosto, me veria olhando para o nada e sacando minha ultima goiaba do bolso para jogá-la no ar pouco acima de minha cabeça, pegando-a com a mesma mão e por fim mordê-la andando com o mesmo sorriso bobo, e um andar “vitorioso”. Tornaria meu sorriso ainda maior ao me lembrar da resposta da major, inclinando subitamente minha cabeça para cima dilatando minhas narinas e fechando os olhos, com o canto dos lábios inclinado para cima de uma forma pervertida.

Aquele ar de tarado já havia corrompido todo meu espírito. Agravando ainda mais a situação, iria atrás da loirinha e tocando seu ombro diria, lembrando-me dos nomes na carta – Você se chama Sandro imagino – Brincaria, mas logo retornaria com um semblante sério... Só que encarando seus seios sem tirar os olhos – Me diga tudo que sabe sobre a missão – por fim me aproximaria e murmuraria – E sobre aquele garoto... - E então eu estaria absorto em pensamentos de novo, elaborando melhor meu plano incerto, mas eu já tinha uma certeza.



Spoiler:
 

____________________________________________________

Tiro de sorte? Sorte é não tomar um tiro meu
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 24
Warn : A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 25
Localização : Novidades em Breve

A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou   A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou EmptyQua 25 Abr 2018, 18:23

For The Damaged

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Edmund podia respirar descansadamente agora que sabia que a sua amante pensava da mesma forma que ele, porém não conseguia parar de se preocupar com a sua filha e de como ela reagiria caso ela descobrisse. Edmund arrastou a sua amante para um local mais privado e lá explicou o seu plano para Sara, todavia ela não parecia entender muito o plano de improviso de Bjersen. A mulher leu a carta e pareceu perceber as preocupações de Edmund - Realmente não é novidade termos agentes infiltrados nos grupos revolucionários... - suspirou Sara - Como posso ajudá-lo, Cabo? - perguntou a mulher dando ênfase na patente de Bjersen. -  Evite ao máximo chamar atenção, consiga para mim quatro ternos. Mande alguém que você confia ou vá você mesmo aqui em briss, eu chamarei atenção se houverem olhos atrás de nós, e tenho outros preparativos também...
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] A mulher assentiu com a cabeça, ambos se preparavam para sair do quarto quando Sara foi surpreendida com o beijo de Edmund, junto de suas mãos atrevidas, quando o homem tentou deixar o beijo, a mulher não deixou e tomou conta da situação, "atirando-o" contra a porta, passando a sua mão pelo peito do amante e sorrindo de uma forma maliciosa - Vamos ter que deixar para depois da sua missão. - Quando Edmund ia dar uma mordida na sua goiaba, a mulher foi mais rápida e conseguiu saborear a fruta antes do homem, era uma atitude tão atrevida como o seu sorriso no rosto - Eu nunca me relacionei com uma mulher antes... Ainda mais ocm uma tritã... Vamos ver quem pega a Major primeiro? - antes que Edmund pudesse responder, a mulher saiu do quarto e voltou aos seus afazeres, ela precisava dar indicações para os revolucionários comandarem o barco.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Edmund saiu do quarto depois de Sara e não foi muito difícil encontrar Ana -  Você se chama Sandro imagino - disse Edmund se aproximando da jovem mulher, agora que ele podia parar para analisar melhor a garota, ele conseguia perceber que ela era ligeiramente mais baixa que Sara - E você deve ser Sara. - disse a garota retribuindo o favor da brincadeira -  Me diga tudo que sabe sobre a missão - demandou Edmund - Temos que salvar os nossos irmãos revolucionários e levá-los até LogueTown, para isso temos que intercetar o navio marinheiro que irá partir assim que anoitecer com rumo a Baterilla... - Bjersen aproximou-se ainda mais da jovem e murmurou - E sobre aquele garoto... - O revolucionário foi capaz de perceber que a jovem estava bastante corada e estava suando, teria sido por Edmund se aproximar tanto dela ou por ele ter falado sobre o outro membro da missão? - É-É-É... Ele é-é-é bastante curioso. Hahaha... - riu sem jeito.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Se Edmund olhasse para a direção do garoto, ele iria perceber que Astrid estava conversando e rindo junto do garoto, então a sua filha olharia para ele e desviaria o olhar ligeiramente envergonhada, porém continuaria a conversa com Sandro.


____________________________________________________

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dante
Orientador
Orientador
Dante

Créditos : 2
Warn : A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou 10010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 20
Localização : Foda-se :D

A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou   A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou EmptySex 27 Abr 2018, 16:48

For the Win




Um homem quando convicto é capaz de fazer qualquer coisa para clamar sua vitória. Estava claro que isso não se tratava só de mim, havia coisas muito maiores em jogo dependendo do meu desempenho na missão, como a tritã e Shurima. “Ela não sabe mais do que deveria... Ótimo.” Não importava se era uma espiã ou não – Por acaso você sabe onde esse navio está agora? – Ainda desconfiado, iria dar o próximo passo do meu plano, conhecer meu inimigo. Se ela não soubesse, iria fazer a mesma pergunta para Sandro, mas antes de deixar a garota em paz, fitaria seus olhos pela primeira vez – Notei que tu te sentes um pouco incomodada com a minha presença... Não se preocupe, não farei nada que você não mereça – Terminaria com um sorriso largo e macabro, deixando as interpretações em aberto. Isso serviria tanto como uma ameaça quanto como flerte em minha cabeça. Observaria bem suas expressões por uns segundos, enquanto morderia agora minha goiaba saboreando-a muito devagarzinho, e depois me encaminharia a Astrid.

Em meu caminho até a garota estaria ainda nervoso, abrindo e fechando minha mão, com o corpo duro a ponto de estremecer e cair. Não era por causa dos meus flertes e essas bobagens, mas sim do que eu iria decidir a seguir. Eu não estava pronto para fazer o que eu iria fazer – Hey garota – chamaria sua atenção assim que estivesse perto, ainda pensando no que falar, engoliria a seco – Nos de um breve momento – Diria ao garoto com uma expressão neutra, apesar disso, em minha mente eu sentia receio na aproximação dos dois, afinal ele quem me despertara a sensação indesejada de estar sendo observado. Esperando ele se afastar, deixaria escapar melancolia em minha voz enquanto olharia fixamente para minha filha – Chegou a hora – Me inclinaria ligeiramente em sua direção, encostando agora uma mão em cada ombro dela – O seu momento de provar pra si mesma e pro mundo de qual dinastia você foi concebida – Eu nunca a vi numa luta pra valer, só em alguns treinos com o velho do meu pai que obviamente não tinha as intenções de matá-la, como um agente em campo, e essa era a pequena diferença que me preocupava. – Astrid, preste atenção no que eu vou falar: Os seus inimigos não vão hesitar no campo de batalha para te matar, então hesite menos ainda – Me afastaria bruscamente, virando-me de costas para os tripulantes do navio e tomando todo o ar em minha frente, expulsá-lo-ia vociferando – ATENÇÃO SOLDADOS, APROXIMEM-SE – Faria minha voz ressoar por todo o navio em tom de comando, mesmo que eu não tivesse um cargo pra lá de altivo.

Assim que o máximo de pessoas se amontoasse começaria meu breve discurso junto do meu plano de distração para os possíveis olhos indesejados. – Até o anoitecer vamos precisar desse navio com vários botes preparados. Afiem suas lâminas, recarreguem suas armas e certifiquem-se de armazenar uma quantidade generosa de dinamite ou pólvora. – Os explosivos serviriam como um bônus, o grand finale. “É discreto, provavelmente não vai haver sobreviventes então não terá pedido de reforço” Brotaria um sorriso sádico em meu rosto, só de pensar na morte de mais agentes.

Fecharia minha cara agora e olharia por cima de meu ombro para Astrid por alguns segundos, pensando no que eu iria falar agora. Retornando para os soldados, revelaria – E antes de qualquer coisa, vou querer um de vocês comigo para resgatar nossos companheiros. Não vou querer um, mas sim o MELHOR – Daria um ênfase no final, para completar – Os interessados, decidam-se em batalhas NÃO-letais, pelo amor de Odin. – Não tenho dúvidas de que minha filha é forte, mas ao me lembrar de que ela era um espadachim antes de pugilista, ordenaria – Usem espadas de madeira, bambu, estilingues, etc... A luta será decidida por desistência ou nocaute. – Era meio idiota por um lado, bolar uma luta entre meus soldados, mas eu não sabia do desempenho de cada um ainda e essa foi a primeira coisa que passou pela minha cabeça.

Já quase saindo do navio, encontraria Sara no meio de tudo aquilo, e encarando-a, balançaria minha cabeça positivamente como sinal de que a distração estava feita. Chamaria Ana e Sandro, e, em frente à Astrid, encerraria minha retirada em um tom frio, fitando-a com um semblante sério – Traga-me a vitória e nada menos. Mostre a eles o significado do nome... – Meus olhos brilhariam uma vez mais ao dizer o nome que queimava em meu coração – SHURIMA. – Imediatamente daria as costas, e mesmo se o navio não estivesse ancorado a ilha ainda, me atiraria em direção ao mar de forma cômica e sairia nadando até a ilha com movimentos rotativos no braço e nas pernas. Chegando lá, tudo que eu faria seria procurar por aqueles que conheço bem as vestimentas, desde que minha pátria foi reduzida a cinzas. Observaria atentamente pessoas de terno, no caminho para o navio ou a procura dele caso ninguém soubesse. Manteria certa distância, mas sempre observando todos os detalhes possíveis, até mesmo a hora.


Spoiler:
 

____________________________________________________

Tiro de sorte? Sorte é não tomar um tiro meu
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Empty
MensagemAssunto: Re: A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou   A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Ascensão de um Império Act I: Shurima, seu imperador retornou
Voltar ao Topo 
Página 1 de 6Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Centaurea Island-
Ir para: