One Piece RPG
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Bastardos Inglórios
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Emptypor Kenway Hoje à(s) 01:06

» Evento Natalino - Amigo Secreto
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Emptypor GM.Doodles Hoje à(s) 00:49

» Nox I - Loucura
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Emptypor Catuios Ontem à(s) 23:31

» Sons of Vermillion's Blood: Gênesis
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:08

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Emptypor Achiles Ontem à(s) 21:43

» Teleton Chronicles I: Retaliação
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Emptypor Sakaki Ontem à(s) 21:34

» [ficha] Hinata Bijin
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Emptypor Bijin Ontem à(s) 20:39

» Apenas UMA Aventura
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Emptypor Van Ontem à(s) 20:35

» Cap. 1: Laços entrelaçados, as chamas da revolução se erguem!
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Emptypor Wesker Ontem à(s) 20:07

» Buki Bijin
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 19:02

» Arthas Mandrake
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 18:58

» あんみつ - Anmitsu
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Emptypor Vincentão Ontem à(s) 18:03

» Unbreakable
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 18:03

» Cap. 1 - Abrindo caminho
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Emptypor Fonseca Ontem à(s) 17:31

» [Mini-Theodore]
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Emptypor Death-D.Obscure Ontem à(s) 17:04

» [Ficha] Mikhail Vermillion
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 16:40

» Mikhail Vermillion
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 16:37

» Construindo o Começo
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Emptypor Graeme Ontem à(s) 15:17

» [Ficha] Coldraz Vermiillion
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 13:35

» Coldraz Vermillion
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 13:34



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4
AutorMensagem
Rimuru
Orientador
Orientador


Data de inscrição : 20/03/2018

Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you   Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 EmptyDom 20 Maio 2018, 23:39


Não que seja importante tocar nesse assunto agora,mas eu nunca estive velejando em um navio antes, afinal eu vivia em uma ilha flutuante onde podia realizar todas as minhas viagens planando de lugares altos ou simplesmente caminhando para chegar ao meu destino,com toda certeza isso me é uma experiência totalmente nova o que não deixa de ser óbvio o motivo de ter ficado tanto tempo parado observando,tudo isso chega a ser tão interessante.

Jeanne encontrou algo a qual Kuja não pode identificar afinal,riririri,talvez minha mestra não seja tão boa para jogos como é em seu lado artístico.

Alfred por outro lado esta treinando com eficácia ,seus movimentos chegam ate a ser inacreditáveis, embora não tanto quanto minhas habilidades no gatilho.Acho que os artistas não se incomodam com treinamentos então irei praticar um pouco com minha aprendiz assim que o sol nascer.

Uma pena que Erin não esteja aqui mas acho que atrizes tem o habito de dormirem cedo para se prepararem para o grande espetáculo,bom mais tarde irei falar com ela.

Não acredito ainda que minha primeira vez velejando seria ao redor de artistas,todos eles tem um grande desempenho para se destacarem,algo que não tenho motivos para elogiar, se estou presente neste navio quero que a atenção seja dirigida para mim.

É que maneira tenho para realizar isso?

Olharia para Emma buscando inspiração,talvez algo que ela goste ou venha a ter dito seja de grande utilidade.

Nesse momento percebi que ela chamava minha atenção,acho que fiquei muito além em meus pensamentos melhor eu dizer algo para que não fique preocupada.

Espere, ela gosta de musica e isso e um lugar repleto de artistas,com certeza se eu cantar irei receber o foco que desejo talvez ate mesmo um pouco mais,esta na hora de esse detetive brilhar mais uma vez:

- Ei Emma desde que estamos indo rumo a uma nova direção quero fazer algo que lhe incentive.

Correria um pouco para estabelecer-me em sua frente realizando um pequeno rodopio para demonstrar certo entusiasmo,começando minha melodia com palavras de grande alegria em um ritmo sonhador.Desde que aprendi algumas finalidades sobre a emoção para melhor interpretar meus personagens diante de minhas atuações usaria todo o meu conhecimento artístico para ter um ótimo desenvolvimento enquanto tomaria vantagem de minha excelente voz e colocaria as palavras no ritmo certo:


Aqui vamo-nos! Mais uma vez
Se não sabe ainda é hora de levantarmos nossas velas
É sermos livres para investigar em qualquer lugar adiante
Não precisamos de malas ou passaportes
Somos detetives,nós temos a sorte
Apenas diga comigo e estaremos no caminho
“Nos somos grandes detetives”
É ampliaremos nosso destino
Neste vasto mundo de curiosidades
É hora de pular no desconhecido
Salte comigo e procure comigo
Juntos enfrentaremos o perigo
Não tenha medo, não derrame uma lágrima
Eu serei seu protetor e professor
Nesta vasta jornada
Você sabe que é minha amada discípula
Ninguém mais poderá nos afastar
Prepare-se então
Ohh,oh iremos muitos casos solucionar
Casos sem igual você vera
Levante suas mãos, de uma chance
Toda a jornada começa um novo romance
Um novo mundo clama por nós
Tome o rumo
Encontre uma nova pista
Você sabe que qualquer detetive
precisa de informações
Ao qual possa se basear
Então salte comigo
Pegue casos comigo
Venha e pule no ar
Salte sem medo
Venha para cima pois você sabe, que estarei lá
E se achar que esta desanimada
Não se preocupe, apenas não esqueça
Você ainda será um detetive fenomenal
Então vá em frente, endireite sua postura
Deixe os passos de seus pés
Guiarem seu caminho
Nenhum outro chegara tão longe quanto você
Sem minhas orientações para lhes guiar
Ohh ohh vamos resolver um novo caso
É hora de pular no desconhecido
Pule para cima não tenha medo
Não tenha medo, não derrame uma lagrima
Eu serei seu protetor e professor
Nesta vasta jornada
Você sabe que é minha amada discípula
Ninguém mais poderá nos afastar
Agora ouça todos vocês, meninos e meninas,
Em todo o mundo,
Não haverá
Detetives melhores que esta dupla a viajar
Grande detetive Rimuru e parceira Emma
Não há tempo a perder
Ohh, oh, vamos resolver um caso!


Terminando minha apresentação,me aproximaria de Emma com um olhar falso de humildade enquanto orgulho transbordaria pelo meu interior e diria:

- Espero que tenha gostado, é muito mais divertido ter que resolver as coisas com alguém ao invés de se aventurar sozinho,riririri,venha me acompanhe.

Esperaria que Emma me seguisse e iria em direção a Jeanne e Kuja não deixando de comentar com sarcasmo:

- Acho que você não deveria se aproveitar tanto na inaptidão para jogos de Kuja,minha cara Jeanne,riririri,eu sou a única grande detetive capaz de lhe propor algum desafio,riririri,sei que é um pouco chato atrapalhar sua jogatina mais preciso falar com minha mentora por alguns instantes.

Então fixaria minha atenção em Kuja indo direto ao assunto em relação a tópicos que gostaria de levantar:

- Estou lisonjeado que permitiu nossa admissão em meio a uma embarcação tão grande quanto essa,que tipo de navio ele é?não possuo muito conhecimento sobre essas coisas.

- Sabe gostaria de te perguntar,será que eu é Emma poderíamos ter um quarto apenas para nós dois,gostaria de ter um pouco de privacidade se e que me entende,daria uma leve piscadinha e começaria a rir esperando que ela acreditasse que estava falando algo com duplo sentido quando na verdade estava apenas zoando em relação a isso e só queria um ambiente para dormir tranquilo sem pessoas estranhas ao meu redor.

- E tenho uma proposta a lhe fazer,sei que o show será realizado já amanha,mas que tal apresenta-lo no próprio porto?tenho certeza que a grande movimentação de viajantes indo e vindo seria um grande publico para tamanho espetáculo.

- Posso ate usar minha grande influencia como detetive e conseguir uma escolta particular da marinha para garantirmos maior segurança dos participantes.

- Quem sabe solicitar para alguns capitães próximos permitirem alguns dos membros em suas embarcações para dispararem fogos de artifício e realçarem ainda mais todos os atores envolvidos,riririri.

- Não se preocupe eu resolverei tudo isso,veja como um agradecimento por tudo,o que me diz aceita tamanha proposta?


Esperaria a resposta de Kuja e assim que terminasse de ouvir ate a ultima palavra diria:

- Bom,acredito que seja melhor irmos ate nossos quartos,amanha será um dia longo,Emma você acima de todos precisa descansar.

Com isso resolveria ir em direção ao meu quarto,no momento que entrasse procuraria uma mesa próxima, se não houvesse uma usaria a própria cama,onde leria o jornal e depositaria as informações que encontrei nele assim como as que adquiri ao longo dos dias em meu diário.

Diario do Rimuru:
 

Desde que este tópico do supernova deve ser algum tipo de historia fictícia ao qual os leitores acompanham não achei motivos para anotar a respeito.

Olharia para Emma para ver se a mesma caíra no sono,me aproximaria dela e afagaria de leve sua cabeça:

-Boa noite felina,tenho uma surpresa para você amanha.

E se possível desligaria a luz do ambiente,e passaria a dormir.

No dia seguinte assim que acordasse,observaria meus arredores,esperaria que Emma ainda estivesse dormindo como na taverna,afinal ela parece ter um sono bem pesado.

Abriria minha mochila e pegaria uma folha assim como material adequado para escrever e com pequenas palavras expressaria no papel: "Fui buscar algo para comermos,fique no quarto não irei demorar" deixaria a mensagem ao lado de Emma,assim como o novelo de la que peguei na biblioteca naquela vez.

Com isso iria em direção a cozinha do navio,procurando com calma e sem pressa,assim que descobrisse onde ficava o ambiente,buscaria preparar alguns sanduíches,se fosse interrompido ou questionado por alguém apenas diria:

- São para minha aluna,ela tem gosto bem especificos,ririririr.
Terminando iria voltar para meu quarto,passando antes no de Erin onde bateria na porta para tomar certas medidas em algo que me incomodava:

- Ei Erin,sou eu.

Esperaria ela abrir a porta e então mostraria os sanduíches:

- Estou levando eles para comer com Emma,gostaria de se juntar a nós?

Desde que ela e a atriz principal da peça devo tentar criar fortes laços com sua pessoa,para me beneficiar no futuro.

Se ela aceitasse ou não iria retornar para meu quarto onde esperaria que Emma estivesse ao meu aguardo.

Entregaria os sanduíches para a mesma e pegaria uma parte me deliciando com o sabor:

- Recomponha bastante as energia,você ira precisar.

Esperaria ela finalizar seu aperitivo e pediria que me acompanhasse ate o convés,procuraria por Jeanne para ver se a mesma se encontrava ao redor e então fitaria em Emma e no rifle que ela carregava para mim:

- Esta na hora de treinarmos um pouco,pegaria o rifle e miraria com o mesmo em direção ao mar,logo então,devolvendo o para minhas costas e olhando para Emma.O que esta esperando me mostre suas armas,ririrririri.

Se ela apresentasse uma expressão de duvida diria:

- Armas de fogo são muito melhores,mas irei aceitar que seu estilo é outro,desde que você possui aptidão para outra coisa quero ver seus movimentos,me mostre o que você é capaz de fazer.

Analisaria os movimentos delas assim como a maneira que ela os realizaria,memorizando os em minha mente para futuras possibilidades:

- Você parece boa nissoexclamaria como um elogio.

- Ei Jeanne,Harima,Alfred!! um momento de sua atenção.

Procuraria esperar a aproximação dos três e diria o que tenho em mente:

- Jeanne,sei que gosta de jogos,então que tal desenvolvermos um agora mesmo?aposto que minha discípula ganha de Harima em uma corrida ate o outro lado do navio o que me diz?

- Ofereço lhe uma de minhas muitas informações se você vencer.

Se estivessem de acordo:

- Muito bem,todos em suas marcas,assim que eu disparar contra os céus daremos inicio a competição.

E então realizaria um disparo com "Amor" abaixando a arma lentamente logo em seguida,recarregaria a bala perdida e veria como minha aluna se sairia.

- Acredito em você,mostre do que é capaz,riririri.

Com a conclusão da disputa me aproximaria da gata,se ela saísse vitoriosa daria um cafuné em sua cabeça se perdesse diria para Jeanne:

- Me diga o que deseja saber e irei informar para você assim que chegarmos.

E voltaria minha atenção para minha aprendiz com um sorriso de não se preocupe.

Em ambos os casos após a conclusão levaria a para o canto do navio onde vilustraria as coisas ao nosso redor e perguntando para ela:

- O que você poderia me dizer sobre você,sua historia ate então e o que gosta de fazer?

Aumentar a relação entre discípulo e aluno me parece um papel fundamental,então quanto mais eu souber sobre ela melhor.

Esperaria passar o resto da viagem com isso e caso recebesse a notificação ou visse com meus próprios olhos nossa aproximação de Loguetown comentaria com um sorriso misterioso sem saber o que poderia nos esperar:

- Chegamos,riririri.

- Aqui,faça uma pose para a foto para que possamos registrar como nossa primeira viagem

Pegaria a câmera fotográfica e tiraria uma foto do momento,realizaria uma pose de admiração e conforto.
Objetivos da aventura não concluídos:
 
Objetivos Relacionados a NPC :
 
Histórico:
 
Rifle:
 

Revólveres:
 

Mapa:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Remenuf
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Remenuf

Créditos : 20
Warn : Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 10010
Feminino Data de inscrição : 01/12/2017
Idade : 19
Localização : No seu coração

Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you   Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 EmptySex 25 Maio 2018, 03:13

Narração




Com o leve balançar das ondas do mar e uma iluminação à tochas a música dos artistas cessava por um breve instante, o momento perfeito que Rimuru tomava para bolar sua linha de ação e virar o centro das atenções subindo em um barril de saquê, aquela noite parecia acontecer como um rodízio em que cada tripulante cantava uma canção por vez enquanto os outros acompanhavam, e agora seria a vez do ilustre detetive.

Antes de começar o jovem aguardava alguns segundos até ter a completa atenção em um silêncio que só era quebrado por tambores que soavam ao fundo, a expectativa era alta e quando Rimuru iniciava seu canto um certo clima de estranhamento ladeava os ares, afinal era uma canção nunca antes escutada e completamente fora do repertório comum. Não por muito tempo é claro, após poucos versos cantados um homem parecia se empolgar iniciando o toque de seu ukulele de forma que todos se empolgavam e tornavam a festejar, alguns dançavam no ritmo, outros tentavam acompanhar a letra, mas se tinha algo que não escapava era o refrão improvisado na hora que todos pareciam ansiar pela próxima repetição.

Iremos casos solucionar
Casos sem igual você verá
Levante as mãos, dê uma chance
Toda jornada é um novo romance!!!


Era o que repetiam e cantarolavam os homens e mulheres daquele navio, e assim que Rimuru terminava sua apresentação os aplausos eram inibidos de forma que uma outra canção era iniciada e a festa tinha sua continuidade. Quem lhe aguardava com palmas no entanto era Emma, que tinha os olhos brilhando assim como as estrelas se estas pudessem ser vistas em meio a noite nublada.

- Isso foi demais! Shishou, sua voz é incrível. A Emma queria cantar assim. Hmmm - Era o comentário da felina que era agradecida de igual forma e com um afagão na cabeça à medida que provocava um leve ronronar. A pequena dupla então se aproximava das duas “jogadoras” e Rimuru podia notar que a ínfima aposta se tratava de Poker, e mais uma vez Jeanne ganhava algo que desta vez parecia ser uma chave como recompensa.

- Kukuku, você subestima este ardiloso pavão. - Respondia Jeanne se referindo à Kujaku que após escutar a pergunta de Rimuru pensava um pouco antes de responder.

- Hmm, acho que é um Levia… Não um Brigue! Isso, um Brigue, não tenho certeza de qualquer forma, nós só pagamos pelo transporte, não é da companhia na realidade. - Assim que era respondido o jovem já lançava outra pergunta, ou melhor, um pedido de certa forma pessoal, e antes que o instrutor respondesse ele era interrompido pela proclamada mulher demônio.

- Ora eu tenho a coisa perfeita aqui em meus dedos. - Dizia a mulher jogando a chave que a pouco havia ganho para o detetive. - Divirtam-se no quarto de luxo do Kuja-san. Kukuku. - O homem travestido parecia um tanto quanto emburrado e virava uma garrafa de bebida para conter os nervos ao mesmo tempo em que escutava a proposta de Rimuru, que após alguns segundos de pensamento com a mão no queixo e balançando a cabeça de cima para baixo como se ponderasse a possibilidade respondia com prontidão.

- Muito bem, nos apresentaremos no porto. - Sua mão esquerda no entanto tinha o indicador levantado como se tivesse uma objeção ao mesmo tempo em que a próxima jogada de Poker era armada por Jeanne. - Mas com uma condição, só seguiremos sua sugestão se esta mulher demônio ganhar na próxima rodada. Ohohohoho.

- Pode ir Rimuru, considere feito. Kukuku. - Diante do sorriso malicioso e confiante de Jeanne o jovem detetive não conseguia se segurar de forma que agora junto de Kujaku eram três excêntricos rindo feito loucos por simplesmente motivo algum e sua sorte era que primeiramente no meio no mar não haviam casas de saúde mental, e segundo que em meio a tamanha barulheira as risadas não podiam ser notadas por terceiros.

O jovem de madeixas brancas e a mink felina por fim se retiravam sendo a última visão de canto de olho que Rimuru tinha era da mão de Jeanne, um Royal Straight Flush, e uma vez alojados em seu próprio quarto privado os afazeres da dupla se dividiam, enquanto que Emma usava toda sua vontade e esforço para dormir confortavelmente, Rimuru apenas relaxava em uma cadeira vez escrevendo em seu mais novo diário e vez acariciando sua mais nova mascote aprendiz, informação afinal é um bem de extrema importâncias, e nas mãos certas pode valer mais do que ouro.

A noite se passava literalmente em um piscar de olhos, os primeiros raios de sol que passavam pelas frestas de madeira se encontravam com Rimuru para seu despertar, ainda era um pouco cedo para pessoas comuns, especialmente para as mais dorminhocas, mas como um bom detetive a produtividade deve ser levada a sério, e como um sábio homem disse uma vez, o sono é superestimado. Com isto em mente e sem nenhuma embromação ou um “mais cinco minutinhos”, o jovem logo estava de pé com o único e simples propósito de agradar o próximo, a primeira vista Rimuru realmente parecia alguém egoísta e cheio de narciso assim como antes pensara Jeanne, mas eram simples atos de humildade e carinho como fazer sanduíches que provavam o contrário.

A refeição estava pronta e antes de se dirigir ao destino final Rimuru dava uma leve parada no quarto de Erin que continha uma grande estrela dourada com seu nome na porta, entretanto quando esta era batida nenhuma resposta parecia vir em torno, em fato a fechadura estava aberta, e quando o detetive empurrava-a para ver o que se passava podia ver a estrela da companhia caída em cima de sua penteadeira babando em sono profundo.

- Não era nada… Um zero, zero. - Balbuciava ela cantarolando enquanto o jovem de longos cabelos brancos decidia por deixá-la dormir um pouco mais em seu “sono de beleza”. Emma por outro lado não estava livre do “castigo” de acordar, e apesar de despertar com um certo choramingo logo tornava a sua normal felicidade ao avistar a surpresa que lhe aguardava.

- Nyaaaw. - Era soltado pela felina como em um fraco miado de felicidade pela comida. - Obrigado, Shi...Hou. - Era dito por ela enquanto já enchia a boca com as fatias de pão. Por fim a pequena dupla já bem desperta e alimentada se dirigia para o convés pelo treino que antes fora comentado, quando chegavam no local podiam ver Jeanne já acordada sentada em uma pilha de pessoas desmaiadas pela bebida enquanto degustava uma xícara de café, em seus ombros, o pomposo casaco de pavão antes pertencente a Kujaku se destacava como pedra da Cracolândia nunca, e obviamente um claro sinal de que os jogos não haviam parado de onde o detetive havia se retirado.

Uma demonstração de tiro era feita pelo jovem que logo guardava sua arma agora em suas costas, algo similar era pedido a Emma que sorria confiante enquanto apanhava uma garrafa de vidro largada no chão e logo a jogava no alto seguido de um súbito movimento em que equipava o Katar de sua mão direita e cortava o objeto com maestria.

- Hehe. - Se gabava a gatuna em uma pose heroica com as mãos na cintura infelizmente ruída por uma das metades do vidro que caia em sua cabeça. - Ouch!

Sua habilidades pareciam de certa forma claras ainda que uma leve desatenção lhe prejudicasse, mas aos olhos do pequeno detetive aquilo já era algo para ser levado adiante, ou melhor, algo em que se apostar, Jeanne no entanto parecia não se interessar com a proposta e respondia sem o menor escrúpulo.

- Sinto muito Rimuru, mas é uma ideia no mínimo sem fundamento. Uma corrida até o outro lado? Parece brincadeira de criança. - Ela dizia meio ríspida partindo do pressuposto que o rapaz fosse seguir a mesma linha de raciocínio. - Digamos que Harima estivesse em condições de uma corrida agora. - Neste momento ela apontava para o rapaz desmaiado abraçado em uma garrafa de bebida. - A pobre Emma nunca venceria ele em um confronto direto em sua forma atual. Além disso não é como se eles fossem objetos que você chama de seu e ordena o que quiser, as pessoas têm vontade própria e pensamentos, esse realmente era o objetivo de meu “enigma”, mas venho notado que você parece esquecê-lo ou ao menos ignorá-lo quando carrega essa garota gata de um lado para o outro como se fosse um soldado de chumbo. Alguma vez você à perguntou como se sentia? Ou se queria fazer suas ordens? Tenho certeza que mesmo sem a coragem de dizer ela vem se sentindo incomodada. - Concluía a mulher, surpreendentemente uma reação imediata não vinha na mente do detetive que apenas ficava sem palavra alguma enquanto momentaneamente olhava para Emma que desviava seu olhar.

- Ei pessoal, olhem só. - Quem chegava para quebrar o clima ruim era Alfred que ao mesmo tempo em que chamava a atenção de todos e chutava a Harima para que este acordasse, apontava ao longe uma certa paisagem se formando. - Chegamos em Loguetown. - A vista era observada por uns instantes e o pequeno castelo da Disney ia crescendo cada vez mais até se formar uma enorme cidade. Assim que a ficha lhe caía o jovem puxava sua câmera e independente do ocorrido sabia que deveria relatar aquele momento precioso.

A câmera era posicionada em cima de um dos artistas ainda dormindo programada para disparar, Rimuru rapidamente corria para o grupo e um flash sinalizava que a foto estava completa, uma boa balançada depois e a imagem já estava revelada. Alfred se encontrava no meio com seu mesmo sorriso capenga, envoltos por seus braços estavam Harima ainda sonolento de um lado e Jeanne com sua xícara em mãos no outro, Rimuru e Emma que eram mais baixinhas ficavam na frente do grupo, e apesar das duras palavras ditas anteriormente aquele parecia ser um momento único isolado do mundo em questão, e ambos sorria com uma ilustre felicidade, ao fundo estava a tão falada Loguetown, lugar de acolhimento e também geração de problemas, a neve ainda caía na paisagem completamente urbana que mesmo tendo o mesmo clima de Conomi era completamente diferente, mesmo com o clima as pessoas se incentivavam a sair na rua, esta por sinal que era asfaltada e servia de fundação para as grandes fundações que Rimuru só se recordava de ver tamanha magnitude em sua ilha natal.

O barco se aproximava para atracar e a maioria dos artistas já estavam de pé se arrumando, e os que ainda se encontravam desmaiados eram sido despertados pouco a pouco por uma erva com de extremo odor aplicada pelo próprio mito homem arbusto.

- Me desculpe por antes Rimuru. - Dizia Jeanne se aproximando do rapaz. - Eu não quis dizer tudo aquilo, só peço que na próxima aposta pense em uma punição minha também, e aceitarei seu desafio a qualquer hora. - Uma pausa era feita e o agora recém formado quinteto se juntava para a tão esperada operação. - Bom, o dia começou em Loguetown, devemos prosseguir? Kukuku - Eram as últimas palavras de Jeanne, que assim como os outros apenas esperavam a última palavra da mente por detrás do plano, Rimuru Tempest.
Emma:
 
Jeanne:
 
Alfred:
 
Harima:
 


Considerações:
 
Status:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Praise The Sun:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rimuru
Orientador
Orientador
Rimuru

Créditos : 11
Warn : Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 10010
Data de inscrição : 20/03/2018
Idade : 21

Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you   Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 EmptySab 26 Maio 2018, 23:58


Pra uma ilha que vai ser o fim de uma crônica de detetive e o começo de uma nova historia ela ate que tem seu charme, embora esperasse algo um pouco mais extravagante. Infelizmente não dá para ter expectativas muito altas, afinal poucas coisas são capazes de me superar independente da categoria, com isso fica cada vez mais difícil ter dias interessantes.

Porém isso deixou de ser uma historia solo, agora tenho alguém para orientar por este percurso e quem sabe vê-la se desenvolver possa me dar algum motivo para me orgulhar:

- Bem desde que estamos todos aqui reunidos acredito que seja o momento ideal para dividirmos as tarefas, ririririri.

- Sei que alguns poderão questionar minhas sugestões, no entanto espero que escutem meus motivos antes de ficarem exaltados ou apreensivos.

- Esta e uma ilha muito perigosa para se dar um passo em falso, principalmente em algo tão ousado.

Olharia para Emma com uma cara de empatia acariciando suas orelhas e então, dirigiria minha visão para Alfred e Harima optando por deixa-la por ultimo:

- Desde que um medico não deve se afastar de seu paciente por questões de segurança, espero que ambos consigam cooperar como um só, a tarefa de vocês será simples, reúnam os revolucionários que estão nos esperando, juntem o maximo de equipamentos e recursos que possam ser aproveitados e procurem um local em que possamos nos reunir e esquematizar nossa próxima etapa, de preferência próximo ao porto.

Focaria em Harima por breves instantes, sem saber se me preocupava com o mesmo, decidisse reforçar alguma coisa especifica ou apenas levantar o seu astral, desde que não o conheço muito bem tudo que fui capaz de pensar em dizer seria:

- Tente não se esforçar muito, precisaremos que se recupere o quanto puder, guarde suas energias para o grande final, terei certeza em empenha-lo em um dever importante se estiver com condições aceitáveis.

Caminharia ate Jeanne suas palavras anteriores me incomodaram, não pelo o que fora dito mais sim por ter sido mal compreendido por alguém que pensava estar me tornando tão próximo. Bom, pessoas são pessoas e serão imperfeitas ate alcançarem meu patamar, aceitarei as desculpas, no entanto me explicarei com ela quando tivermos um pouco de privacidade:

- Sua inteligência e capacidade de dedução serão muito bem aproveitadas nesta situação, desde que confio em ti deixei algo que não pode haver falhas de forma alguma ou todos aqui teremos grandes complicações independente de sermos bem sucedidos.

- Desejo que se encontre com a Ruiva, inicialmente queria que os dois se encarregassem disso, apontaria para Alfred e Harima dando destaque em seus curativos, desde que fora você que contatara os revolucionários, só que com os presentes ferimentos do Harima acredito que se a garota de mechas vermelhas não puder ser convencida e decidir tomar medidas agressivas seria muito arriscado para com nossos companheiros.

- Você e uma das poucas adequadas para o serviço localize e interaja com ela, tome os métodos que achar necessário, não irei questionar a maneira que optar por realizar tal façanha, desde que se lembre de que estaremos todos contando contigo.

- Se possível, tente descobrir que tipo de pessoa ela é, sua personalidade e maneira de agir, tais informações poderão ser uteis para identificar se podemos confia-la ao plano ou operar totalmente nas sombras de seus olhos.

Bem chegou o momento inevitável, as coisas não podem mais ser adiadas, chegou o momento de acontecer:

- Emma, você ira comigo, apesar de ficar um pouco insatisfeito com isso iremos em direção ao quartel general da marinha, faremos uma passagem breve, desde que não suporto tal edifício, buscaremos uma escolta particular para os membros do teatro para camuflarmos nossas verdadeiras intenções, assim que retornamos ao porto, seja acompanhado com eles ou não, procuraremos nos comunicar com cada capitão ou responsável por uma embarcação nas proximidades, veremos o que podemos fazer em relação aos fogos de artifício.

- Após isso estaremos esperando pela interceptação de Alfred ou Harima para nos levar aos demais, comentaria com a dupla logo em seguida, não se esqueçam de dar um relatório detalhado da situação, se possível mantenham contato com Jeanne e tirem qualquer duvida que tiverem com ela antes de partirem.

Esperaria que todos se ajeitassem e falassem suas opiniões, depois de concluído todos os preparativos diria:

- Os dois podem ir à frente então, Emma vá em direção ao quarto e verifique se não esquecemos nenhum pertence, vou conversar um pouco com Jeanne ate lá.
Tomaria o devido cuidado ate todos se afastarem e então falaria para minha companhia atual:

- Soldadinho de chumbo,riririri, bom eu não crio soldados mas entendi o contexto,daria um soquinho no ombro dela tentando parecer um pouco brincalhão, infelizmente apesar de toda sua engenhosidade,não fui eu que me esqueci do aprendizado que quisera me passar com aquele enigma.

- Você apenas nunca me considerou no lugar da garota que matou a própria Irma, me diga minha cara, porque o maior detetive do mundo escolheria fazer algo tão sem sentido que não pode lhe prazer nenhum beneficio evidente? Acho que não chegou a questionar isso, riririri.

- Sabe nem sempre fui um grande detetive, todos começamos de algum lugar e infelizmente meu passado não foi dos mais aconchegantes ate mesmo por tais razões meu sobrenome se tornou algo aparentemente almadiçoado,riririri.

- Sei que o caminho de um profissional não e aconchegante por isso, antes desde fatídico dia queria garantir a felicidade de Emma, na minha percepção ela ainda e uma criança.

- Não quero que ela tenha uma jornada árdua e nem sempre poderei impedir que coisas ruins lhe acontecessem algumas terei ate que permitir que ocorram pelo bem de seu desenvolvimento.

- Mas estou contente em pensar que de todas as pessoas neste mundo justo a melhor delas foi encarregada de alguém tão brilhante como essa felina riririri.Se alguma coisa acontecer comigo por favor tome conta dela,mesmo que isso seja bem improvável de acontecer.

- É isso não e uma ordem,considere um pedido pessoal.

A esta altura acreditaria que Emma já estaria chegando aguardaria ate a mesma se aproximar e então me despediria de Jeanne:

- Estou ciente de seu sucesso, apenas nos aguarde após seu desempenho e teremos terminado nossos afazeres também, se não for de muito incomodo avise Kuja que estamos a caminho do quartel general, eu poderia dizer por mim mesmo, mas desde que tiveram uma aproximação muito grande devido às inúmeras apostas realizadas ontem a noite, gostaria que fosse você a desempenhar este papel também.

Queria poder ficar para ver a expressão de minha mentora mas não seria adequado procrastinar no trabalho, então começaria a me retirar do barco, tendo uma súbita ideia no final que me faria parar por breves instantes.

- Ei Emma já sentiu a brisa do ar em seu real potencial?
Independente da resposta caminharia ate as proximidades do barco garantindo me que ele estivesse próximo ao porto:

- Poderia se aproximar? Garanto que não ira se arrepender.

Assim que ela estivesse próxima a envolveria em meus braços e planaria ate o chão do porto,tomando todo o cuidado para realizar um pouso adequado, levando-a em um leve passeio pelos céus, assim como fizera com minha velha amiga Shion uma vez.

- Este é o começo de sua historia, vamos nos aventurar um pouco por Loguetown riririri.


Histórico "Revisado:
 
Rifle:
 
Revólveres:
 
Mapa:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Remenuf
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Remenuf

Créditos : 20
Warn : Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 10010
Feminino Data de inscrição : 01/12/2017
Idade : 19
Localização : No seu coração

Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you   Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 EmptyQui 31 Maio 2018, 01:29

Narração



Era dado o momento e todos se preparavam para ouvindo as instruções de Rimuru que como o líder e criador do plano iniciava suas ordens ao mesmo tempo em que os artistas começavam a preparar o desembarque, ainda que muitos ainda estivessem levantando e tentando lidar com a ressaca. Diante das instruções do detetive penas tinha um rosto indiferente enquanto ainda que não parecesse escutava com atenção limpando o ouvido com seu mindinho.

- Claro claro. - Era a única resposta do rapaz que começava a se dirigir ao desembarque logo que sua participação na conversa acabava ainda em um tom neutro e quem sabe desinteressado.

- Hari? - Intercedia Jeanne com um sorriso cínico. - Não esqueça o que combinamos, eu já informei ao Alfred como encontrá-los então não faça besteiras. - Harima se mantia calado no entanto com uma feição de incômodo, como se as palavras da “mulher demônio” realmente pesassem, Alfred no entanto já ia o guindo pelos ombros enquanto confirmava seus deveres.

- Não se preocupem, podem deixar tudo conosco. - Dizia ele com seu clássico sorriso desleixado enquanto já se retirava da embarcação sobrando por fim Jeanne e Emma.

- Kukuku, já faz um tempo que eu não encontro com aquela ruivinha. - Eram os dizeres da mulher em resposta à tarefa atribuída para tal. - Não precisa se preocupar Rimuru, prometo trazer ela… Inteira. - Logo após isto por um pedido de Rimuru Emma se retirava e o detetive começava novamente um diálogo de certa forma competitivo com Jeanne que logo lhe respondia. - Eu entendo suas intenções Rimuru, como eu já disse antes contanto que a aposta tenha uma consequência para ambos os perdedores eu não me importarei de jogar com você. - Dito isto assim como a dupla de mais cedo ela começava a se dirigir para a rampa de desembarque, parando apenas para um último dizer. - Acho melhor eu ir certo? Mas lhe farei um último questionamento antes de partir. Você tem realmente certeza de que sua aprendiz é uma criança? Kukuku. - E uma vez terminada sua fala Jeanne sumia em meio as pessoas no porto.

A pequena mink chegava logo em seguida e já era questionada com uma pergunta incomum, seu rosto de dúvida já entregava a resposta, mas confiando em seu mais novo amigo e agora mestre Emma se entregava de braços abertos em algo que assim como nas palavras de Rimuru, “não se arrependeria”. Um súbito movimentos e as duas se encontravam planando no ar por alguns, uma vista panorâmica era vista da cidade enquanto que emma que antes se esperneava de susto agora se matia tranquila e maravilhada por nunca ter caído com estilo voado antes, e de lá era possível observar não só a cidade mas de certa forma o futuro e o que almejariam daqui pra frente, desde o caso número um sendo a ruiva até a última e mais primordial pergunta a ser resolvida, um menino ou uma menina, qual destes era Rimuru afinal? Essa é uma pergunta que apenas o maior detetive poderá responder.

Aventura Finalizada Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 325310319

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:
Avaliação Rimuru


Perdas:
● 2.485.000 Berries - Ok
Ganhos:
● Dois revolveres Lvl 1(6  tiros); - Ok
Spoiler:
 
"Negado" – Por favor trocar a imagem por uma padrão da loja de armas lvl1.
● Rifle Winchester lvl 1 (8 Tiros); Ok
Spoiler:
 
● Folhas de papel x99; Ok
● Material de escrita; Ok
● Tinta Preta; Ok
● Tinta Vermelha; Ok
● Diário; Ok
Anotações feitas:
 
● Fósforos(5 caixas x30 usos cada); Ok
● Livro da Historia de Conomi; Ok
● Mapa de Conomi; Ok
Spoiler:
 
● Kit de 20 Bandagens; Ok
● Câmera Fotográfica; Ok
● Mochila Grande; Ok
● Lupa; Ok
● Foto com o Alfred; Ok
● Fotos da cena do crime; Ok
● Jornal; Ok
● Vestido de Empregada (Roupa Mediana); Ok
● Perícia Atuação* Ok
● Livro de Culinária (Perícia Comprada); Ok
● Panelas em geral(3); Ok
● Pratos(10); Ok
● Talheres(10Pares); Ok
● Copos(10). Ok

Citação :

~ NPC ACOMPANHANTE ~

Citação :
Nome: Emma Katterson
Level: 1
Oficio:  Artista
Estilo de Combate: Gatuno
Perícias Acrobacia;Dança;Fotografia
Atributos PrincipaisAcerto;Esquiva e Percepção
Aparência: Uma jovem mink do tipo felino com seus adoráveis 19 anos de idade, 1.55 de altura e 40 Kg, possui um visual fofo e de aparência inofensiva com um imenso sorriso aconchegante e pequenas sardas em suas bochechas;Suas orelhas de gato são perfeitamente acomodadas em sua touca feita especialmente sobre medidas com uma vestimenta que pode variar desde um porte atlético consistindo de uma regata,calças esportivas,óculos de aviação e um par de luvas; Até algo um pouco mais sofisticada correspondente ao ofício de Detetive que seu mestre Rimuru pretende ensina-la; A cauda é de um azul neutro e  possui fortes garras  e presas afiadas.
Imagem:
 

Personalidade: Emma gosta de manter  relações amigaveis , tendo uma visão ingênua de tudo, adora dançar ao som de grandes melodias e vozes encantadoras , tirar fotos de lugares fascinantes ou pessoas que demonstrem certo charme,quando ganha grande intimidade com alguem procura estar do lado dessa pessoa para dar suporte e apoio.Sempre animada  não se cansa de falar, em um dialogo esta sempre mencionando os pontos fortes do individuo, o que em muitos casos deixa as pessoas incomodadas com tantas bajulações.

Casais e romance são seus assuntos favoritos,sempre que esta perto de um mesmo que não haja nada envolvido começa a criar interpretações em sua cabeça que se não fosse pela realidade, seus olhos tomariam  formato de coração.

Em meio a confrontos utiliza-se de seu par de katares e movimentos acrobáticos,  focando em  defender as pessoas que conhece, evitando machucar seus oponentes sempre que possível, embora saiba que a violência se faz necessária em determinadas ocasiões.
Ok

Relação de personagens:
● Player Faz Ok

Exp: 6 Ok
EdC: -x-

Localização: Loguetown (East Blue) Ok

Quantidade de posts do(s) Narrador(es): 15 Posts Ok




feedback para o Jogador:
 

Feedback para o Narrador:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Praise The Sun:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you   Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you - Página 4 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Act 1 - Am I a boy or a girl? As a detective I can find out for you
Voltar ao Topo 
Página 4 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Conomi Island-
Ir para: